Você está na página 1de 13

GABARITO Caderno do Aluno História – 1a série – Volume 1

SITUAÇÃO DE APRENDIZAGEM 1

PROBLEMATIZANDO A PRÉ– HISTÓRIA

Páginas 3 - 5
1. A crença de que os seres humanos conviveram com os dinossauros, grandes répteis
pré-históricos, e outros animais desse período, e de que sobreviveram – ao contrário
desses animais – povoa nosso imaginário e é alimentada pela mídia em filmes e
desenhos animados, tendo em vista ser de grande interesse fictício, fantástico.
Contudo, diferentes estudos científicos apontam para uma diferença não menor que
de dezenas de milhões de anos entre o desaparecimento dos dinossauros, por
exemplo, e o surgimento dos seres humanos. Nesse momento, é importante que você
evidencie a relação entre senso comum e conhecimento científico.
2. É no século XIX que se desenvolvem, sobretudo na Europa, diversos estudos que
contemplam a origem e o desenvolvimento dos seres humanos e, também, a
sistematização do pensamento histórico, a partir daí entendido como ciência. Esses
estudos são sempre pautados pela ideia de desenvolvimento e progresso. Daí a
concepção de que a Pré-história – história dos povos sem escrita – precedia a
História. Os opostos binários citados são representativos dessa concepção e, ainda,
informam o conhecimento de seus alunos a respeito da Pré-história, sendo desejável
que você os problematize com o intuito de buscar romper com os preconceitos em
relação a essa área do conhecimento.
3. Esta atividade deverá ser elaborada pelo aluno com base nas intervenções feitas pelos
colegas e por você em sala de aula. Oriente-os a deterem-se nos aspectos centrais das
hipóteses de povoamento do continente estudado. As considerações dos alunos
poderão ser subsidiadas pela consulta aos mapas afixados ou desenhados por outros
colegas que fizeram as pesquisas sobre o povoamento de outros continentes.

1
GABARITO Caderno do Aluno História – 1a série – Volume 1

Páginas 5 - 6

Oriente seus alunos a recorrer, inicialmente, ao livro didático para realizar a pesquisa
proposta. Aponte a possibilidade de também recorrer ao acervo escolar para buscar as
informações solicitadas. Destaque a importância da construção de textos síntese que
sejam autoriais, como também a importância de citar as fontes pesquisadas. Como
estamos tratando do primeiro bimestre da 1ª série, este é um momento bastante oportuno
para enfatizar procedimentos metodológicos com toda a turma, ensinando como fazer
citações e apresentar as fontes pesquisadas.

Página 7

Divida os alunos em grupo conforme a realidade da turma, considerando critérios


que atendam as necessidades de aprendizagem do grupo que você, professor, pode
avaliar neste começo de ano. A proposta de pesquisa é bastante pontual e ideal para ser
desenvolvida em sala de aula pelos alunos.

Páginas 8 - 9

Nomadismo (Paleolítico) Sedentarismo (Neolítico)


Surgimento dos hominídeos e tipos humanos Pedra polida
Pedra lascada Domínio de técnicas agrícolas e pastoris
(Revolução Neolítica)
Caçadores e coletores Domesticação de animais
Domínio do fogo Assentamento humano

Objetiva-se, com esta atividade, que os alunos possam associar características


específicas aos distintos períodos pré-históricos e distingui-las em relação ao
nomadismo e ao sedentarismo.
2
GABARITO Caderno do Aluno História – 1a série – Volume 1

Páginas 9 - 11
1. A crença de que a humanidade evoluiu em estágios sucessórios, iguais e obrigatórios
a todas as sociedades, em seu caminho rumo à civilização, é caracterizada por um
viés evolucionista e homogeneizador de práticas e experiências sociais. Essa
convicção levou a considerar o outro, sobretudo o não europeu, como bárbaro,
atrasado, sem cultura e não desenvolvido. Os principais desdobramentos desse
pensamento, ao longo do século XIX, levaram à desconsideração e ao desrespeito
para com toda cultura que não a europeia, e deram margem para o desenvolvimento
das empresas colonizadoras que procuravam justificar seus objetivos, basicamente
econômicos, afirmando que suas ações “civilizavam” e levavam o progresso aos
povos que ainda se encontravam nos primórdios da evolução humana. A escrita
estabeleceria, tanto no século XIX como para muitos ainda hoje, um domínio sem o
qual não existiria cultura. Com base no conteúdo tratado, esses são alguns dos
principais aspectos que você pode esperar das reflexões desenvolvidas pelos alunos.
2. Alternativa b.
3. Alternativa c.
4. Alternativa d.

Com a análise do excerto citado, além do reconhecimento de que os primeiros


hominídeos,segundo diferentes estudos, surgiram na África, espera-se que os alunos
reflitam acerca da condição humana na modernidade e da hierarquização de grupos e
povos.

3
GABARITO Caderno do Aluno História – 1a série – Volume 1

SITUAÇÃO DE APRENDIZAGEM 2

AS FONTES DO CONHECIMENTO SOBRE A PRÉ-HISTÓRIA

Página 13
1. Contrariamente às sociedades “históricas”, as sociedades “pré-históricas” não
dispõem de fontes escritas para o seu conhecimento. Nesse sentido, a Arqueologia,
ao estudar os vestígios dos povos pré-históricos, é a ciência que melhor contribui
para o conhecimento sobre esses povos. A apresentação das evidências arqueológicas
como fontes do conhecimento sobre a Pré-história não se dissocia da apresentação da
própria Arqueologia como área do conhecimento para os alunos. Seguramente, aqui
você terá uma boa oportunidade de ganhar o interesse deles para a temática que será
desenvolvida.
2. O conhecimento interdisciplinar é aquele que advém do auxílio entre diferentes áreas
das ciências em benefício do entendimento de algum fato, objeto, situação ou
problema. Em relação à Pré-história, a contribuição de disciplinas como a História, a
Arqueologia, a Geografia, a Física, a Química, a Zoologia, a Paleontologia, as Artes,
a Biologia etc. pode auxiliar na compreensão, por exemplo, de um artefato
descoberto, de uma pintura, de um fóssil etc.

Páginas 13 - 17

1. Os alunos podem, a princípio, estranhar a solicitação de observação do lixo.


Aproveite a oportunidade para explicar o conceito de vestígio histórico, como
também, aproveite para sensibilizá-los a respeito dos hábitos de consumo e descarte
na nossa sociedade. É muito interessante mostrar aos alunos que existem diferentes
portar de entrada para a compreensão das características de uma sociedade. Neste
caso, o lixo é o objeto de análise proposto.
2. Estimule seus alunos a conversar com os professores das disciplinas citadas para
responder o que pede a atividade. Não esqueça de comentar com seus colegas as
características da atividade e a possibilidade dos alunos fazerem perguntas. Não se
4
GABARITO Caderno do Aluno História – 1a série – Volume 1

trata aqui de simplesmente responder o que se pede, mas de estimular o diálogo com
especialistas de outras áreas, levando o aluno a vivenciar o diálogo interdisciplinar
que é o objetivo da proposta em si.

Páginas 17 - 18
1. O conhecimento interdisciplinar é aquele que advém do auxílio entre diferentes áreas
das ciências em benefício do entendimento de algum fato, objeto, situação ou
problema. Você também pode ilustrar o significado de um conhecimento
interdisciplinar recorrendo a qualquer objeto próximo, propondo questões
relacionadas aos conhecimentos demandados para sua elaboração.
2. Alternativa b.
3. Alternativa c.

5
GABARITO Caderno do Aluno História – 1a série – Volume 1

SITUAÇÃO DE APRENDIZAGEM 3

PRÉ-HISTÓRIA SUL-AMERICANA, BRASILEIRA E REGIONAL

Página 20
1. Espera-se que os alunos demonstrem conhecimento acerca da importância da
Arqueologia para a compreensão da história da humanidade e de sua própria história.
2. Nesta atividade de elaboração de hipóteses, a ser realizada individualmente, os
alunos criarão situações que, independentemente de serem verossímeis ou não,
deverão ser baseadas em evidências arqueológicas. O objetivo consiste em
apresentar, uma vez mais, a Arqueologia como uma possibilidade de conhecimento
em relação à História.
3.

Pré - história Mundo contemporâneo


Diferentes expressões em todo o Diferentes expressões em todo o
território território
Manifestações religiosas Manifestações religiosas
Nomadismo Nomadismo
Princípios de organização social Formas de organização social

Ao solicitar tópicos com características da cultura indígena brasileira na Pré-


história e no mundo contemporâneo, tem-se por objetivo que os alunos demonstrem seu
conhecimento a respeito dessas duas temporalidades. É importante orientá-los a não
incorrerem em hierarquizações.

6
GABARITO Caderno do Aluno História – 1a série – Volume 1

Página 21

Essa atividade vai depender muito da cidade em que você se encontra, portanto, não
há uma orientação específica em relação a conteúdos, mas sim em relação aos
procedimentos a serem desenvolvidos pelos alunos. A primeira providência é voltar o
olhar do aluno para o seu contexto social e cultural, iniciando verbalmente a despertar a
curiosidade dos alunos a respeito do tema proposto. Estimule a expressão dos
conhecimentos prévios que os alunos possuem sobre o tema e problematize as
informações, colocando a checagem das mesmas como um dos objetivos da atividade de
pesquisa. Reserve uma aula para a socialização dos dados pesquisados, como também
para a descrição da situação de pesquisa em si, características das instituições visitadas e
de como foram os procedimentos para a obtenção das informações.

Páginas 22 - 23
1. Espera-se que os alunos possam refletir sobre as diferentes hipóteses de povoamento
da América e que observem que, mais do que um processo de interação, o que houve
no “contato” foi um grande choque cultural que se reverteu em opressão pelos
europeus dos grupos indígenas encontrados. A vida dos indígenas, antes da chegada
dos europeus, pode vir associada à Pré-história (e o campo de abordagem dessa área
no Brasil tem nesse fato a sua delimitação), o que não é equivocado, mas é
necessário que se tenha claro que se trata de um período de abrangência temporal
muito maior.
2. Alternativa c.
3. Alternativa a.

7
GABARITO Caderno do Aluno História – 1a série – Volume 1

SITUAÇÃO DE APRENDIZAGEM 4

O ORIENTE PRÓXIMO E O SURGIMENTO DAS PRIMEIRAS

Página 24
1 Espera-se que os alunos observem a existência de um período de transição entre os
distintos momentos históricos, associada à passagem da vida do Neolítico superior
para aquela das primeiras comunidades e grupamentos humanos. Essa transição é
marcada por um conjunto de importantes mudanças de caráter socioeconômico que
possibilitaram o surgimento dos primeiros núcleos urbanos e das cidades, que são
representativas, sobretudo, da fixação humana. Dentre essas mudanças, caso não
sejam contempladas pelos alunos, podem ser citados: o desenvolvimento coletivo de
técnicas agropastoris e de grandes sistemas de irrigação – controle da água –, a
produção para consumo próprio das comunidades e de excedentes e o comércio (para
povos como os fenícios, por exemplo).
2 A expressão se deve ao formato de lua crescente que se pode observar, no
Mediterrâneo e nos rios da região, na área delimitada. Chame a atenção para a
coloração do mapa.

Página 25

Aproveite esta lição de casa para estimular o espírito investigativo dos seus alunos.
Comece fazendo um exercício de levantamento de hipóteses a respeito do tema
solicitado, registrando as hipóteses formuladas pelos alunos na lousa. Oriente-os a
registrar no caderno as anotações da lousa para posterior checagem pelo grupo, como
produto da atividade de pesquisa.

8
GABARITO Caderno do Aluno História – 1a série – Volume 1

Página 25
1. Espera-se que os alunos observem a existência de um período de transição entre os
distintos momentos históricos, associada à passagem da vida do Neolítico superior
para aquela das primeiras comunidades e grupamentos humanos.
2. A construção das primeiras cidades e núcleos urbanos na região do Crescente Fértil
esteve ligada ao controle da água em benefício do desenvolvimento da agricultura de
subsistência, por meio das grandes irrigações – fato que possibilitou os grupamentos
e a fixação humana.
3. Alternativa d.
4. Alternativa c.
5. Alternativa a.

9
GABARITO Caderno do Aluno História – 1a série – Volume 1

SITUAÇÃO DE APRENDIZAGEM 5

EGITO E MESOPOTÂMIA

Egito

Página 28
1. Espera-se que os alunos respondam à questão com base em suas experiências
individuais.
2. Espera-se que os alunos possam criticar a frase analisada com base no conteúdo
tratado em sala de aula. Com essa frase, Heródoto referia-se ao regime de cheias do
rio que deixavam, após sua passagem, os solos irrigados e férteis para a agricultura.
Contudo, você pode observar que essa passagem e o excerto do qual foi retirada
negligenciam o fato de que as cheias e a descida das águas implicavam construção,
desobstrução e muitas vezes reconstrução de diques, regos, canais de irrigação e
drenagem, sempre susceptíveis ao volume das cheias. Tanto para esses trabalhos
como para aqueles do preparo da terra e do cultivo eram necessários inúmeros
trabalhadores – que nem sempre aparecem nas abordagens didáticas sobre o Egito,
muitas vezes preocupadas em mostrar a beleza de suas pirâmides e obras faraônicas,
sem explicitar os meios pelos quais foi possível sua construção. A crítica a essa frase
conhecida será, dessa forma, uma maneira de aprofundar o conhecimento de seus
alunos a respeito do tema, auxiliando-os na sua problematização.

Mesopotâmia

Página 28
1. Em todas as épocas da história humana a água foi imprescindível para a existência da
vida. O controle da água dos rios feito pelos povos do Oriente Próximo visava,
principalmente, ao exercício da agricultura, e, hoje, além desse mesmo interesse, a
construção de grandes barragens (que também exercem controle da água) visa à
obtenção de energia elétrica. De livre acesso, estatizada ou privatizada, a distribuição
da água não contempla parcelas significativas das sociedades de muitos países,
inclusive do Brasil – por má gestão política, dificuldades estratégicas em lidar com

10
GABARITO Caderno do Aluno História – 1a série – Volume 1

dificuldades naturais e pela má distribuição de renda (o fornecimento de água é


sempre suspenso, por exemplo, quando não se pode pagar o valor referente à
quantidade consumida).

Página 29

Trabalhe a leitura deste documento de forma detalhada, já que a sua linguagem é em


si um desafio para alunos desta série. Sugerimos que você solicite uma primeira leitura
individual e silenciosa por parte dos alunos. Oriente-os a grifar as palavras
desconhecidas e buscar seu significado no dicionário, retornando ao texto a para
compreensão contextualizada dos termos.

Quanto ao conteúdo do texto, a análise do texto deve ressaltar o caráter divino do


poder dos faraós e sacerdotes, promovendo interferências na vida terrena e espiritual
dos egípcios.

Páginas 30 - 32

Na 1ª série é o momento de estabelecer procedimentos e critérios de pesquisa,


Estimule seus alunos a pesquisar diferentes tipos de fontes, confrontando as
informações encontradas. No caso de pesquisa na web, oriente os alunos a pesquisar
sites de instituições de pesquisa e ensino, de museus, ressaltando que nem toda fonte na
internet é confiável, daí a importância de se buscar fontes confiáveis. Oriente-os a citar
as fontes de pesquisa e sobre como fazê-lo.

Páginas 32- 33

A referida lição de casa está proposta de forma a estimular a capacidade de síntese


dos alunos, valendo-se dos conteúdos pesquisados na atividade de pesquisa individual

11
GABARITO Caderno do Aluno História – 1a série – Volume 1

anterior. Oriente-os a privilegiar os aspectos significativos e caracterizadores das


civilizações estudadas.

Página 33
1. Espera-se que os alunos possam reconhecer a relação de interdependência entre essas
três esferas nas sociedades analisadas, considerando que faraós ou reis, entendidos
como deuses ou seus representantes na Terra, simbolizavam a prosperidade do povo.
Templos e palácios eram parte integrante da estrutura e da vida econômica das
cidades.
2. Alternativa b.

12
GABARITO Caderno do Aluno História – 1a série – Volume 1

SITUAÇÃO DE APRENDIZAGEM 6

HEBREUS, FENÍCIOS E PERSAS

Páginas 34 - 37

Após solicitar aos alunos a leitura dos textos apresentados, divida os alunos em
grupos e atribua a cada um deles um dos povos, hebreus, fenícios e persas, para que
realizem pesquisas a respeito dos conceitos correspondentes e que se encontram no
Caderno do Aluno.

Página 38

Essa atividade é muito interessante na medida em que desperta o aluno para as


escolhas temáticas presentes nos livros didáticos, sensibilizando-os para o sentido destas
escolhas. A atividade também propicia que o livro didático seja visto como fonte de
pesquisa e passível de críticas, já que contém versões históricas que podem variar em
função das escolhas teóricas dos autores. Seria muito interessante que a pesquisa fosse
realizada em mais de um livro didático e confrontada, possibilitando uma análise mais
ampla das razões que levam os autores a enfatizar certos temas em detrimento de outros.

Páginas 38 - 39
1. Apesar de pessoal, espera-se que os alunos relacionem, em suas respostas, os fatores
de reconhecimento e de pertencimento à cultura judaica, como a devoção à Torá -
equivalente os cincos primeiros livros da Bíblia Cristã - ( Genesis, Êxodo, Levítico,
Números e Deuteronômio) , o monoteísmo, a crença na Terra Prometida.
2. Alternativa a. 3. Alternativa c. 4. Alternativa c.

13