P. 1
Corecao de Exame de Contecioso Adm.

Corecao de Exame de Contecioso Adm.

|Views: 161|Likes:
Publicado porSoares Cardoso

More info:

Published by: Soares Cardoso on Jun 01, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

11/20/2012

pdf

text

original

1- Relação entre Estado de Direito e Contencioso Administrativo

:

Existe uma profunda relação entre o Estado de Direito e Contencioso administrativo, na medida em que só se pode falar de contencioso administrativo como meio de impugnação dos actos ilegais da administração, num Estado onde as garantias jurídicas dos particulares estão asseguradas por lei. O Estado de direito caracteriza-se ainda pela primazia da lei relativamente aos actos que são praticados pela administração e que quando ilegais e lesivos aos direitos e interesses legítimos dos cidadãos, estes podem recorrer deles contenciosamente perante o tribunas Administrativo, para exigirem a sua anulação, declaração de nulidade ou inexistência, que é a meta do recurso contencioso de anulação nos Estados de direito.

2- Refira-se sobre o pressuposto da recorribilidade do acto administrativo no

ordenamento jurídico moçambicano… R/: A recorribilidade do acto administrativo no ordenamento jurídico moçambicano, pressupõe que o mesmo deve ser definitivo executório, por foça do disposto no n°1 do art. 27 da LPCA, a lei n° 9/2001. Entretanto, pode ser considerada a questão relacionada com o que a CRM dispõe relativamente a definitividade e a executoriedade, como se depreende do n 3 do art. 253, o que torna o n 1 do art 27, numa norma inconstitucional, embora de forma superveniente, visto que ocorre posteriormente, por forca da norma constitucional. Também e nesse sentido, perfilha a doutrina do direito administrativo e contencioso, que o acto para ser recorrível, basta que ele seja praticado, ou em vias disso, ou ainda aguardando a sua execução, desde que a consumação crie uma lesão jurídica, atingindo os direitos de qualquer cidadão com interesses directos, pessoais, ou que atinja co-interessados entre outros.
3- Explique qual e o alcance da seguinte afirmação: Execução das sentenças do tribunal

Administrativo… R/: o alcance da execução das sentenças do tribunal administrativo significa, em princípio, que devera ter sido anulado um acto administrativo em tribunal, pela via de um recurso contencioso. Desta anulação, competira a administração através dos seus órgãos executivos o dever de executar a sentença proferida pelo tribunal. O particular que tenha feito vencimento no recurso contencioso, tem o direito de exigir que se proceda de acordo com a decisão do tribunal, visto tratar-se a partir desse momento de um direito subjectivo ou também designado por direito potestativo. O particular não necessita de exigir o cumprimento da execução pela administração, esta tem obrigação de voluntaria e espontaneamente executar o decidido. Pois assim se entende, na medida em que o dever de execução recai sobre o órgão que praticou o acto anulado pelo

No acto da execução das sentenças pode verificar-se a eminente lesão de direitos de terceiros. c) intimação as autoridade administrativa… d) intimação ao órgão administrativo. 4. articular o concessionário para adoptar ou se abster de determinada conduta… e e) declaração de ineficácia. não pode ser invocada a inexecução legítima quando se verifiquem os pressupostos do n 4 do já referido art. 7°.A obrigatoriedade – torna-se obrigatória a execução da sentença com forca de caso julgado.. 5. Dispõe assim o art. previsto no art. quando ocorra a situação de causa legítima de inexecução. 107 da lei n 9/2001 que devem ser praticados actos e operações de modo a assegurar a tutela do direito e determina o prazo que as mesmas devem ter lugar. concede provimento ao recurso e seguidamente o tribunal anula o acto recorrido. ou declarara a nulidade ou inexistência. quando o acto for anulável. dos actos de execução indevida. Se concluir o contrario. negara o provimento e neste caso a sentença a proferir terá o efeito confirmativo da validade do acto administrativo recorrido. prevalecera a que revestir caso julgado.A irrepetitividade – não se pode propor uma nova causa sobre o mesmo assunto. poder-se-á . 5° . pois quando a execução possa trazer graves prejuízos para o interesse público. Porem. 6°.A imunidade – torna-se imunes as modificações ainda que haja imposição da lei e de forma retroactiva. o que pode resultar na causa legítima de inexecução.Significa que o caso julgado pode ser invocado a favor de todos aqueles que dele beneficiam e contra todos aqueles a que sejam a favor. para efeitos de suspensão. 69 e 70 da CRM.Disserte sobre o princípio da protecção dos direitos e interesses de terceiros na execução das sentenças Administrativas… R/: os direitos e interesses de terceiros encontram-se protegidos pela lei fundamental no arts. Por outro lado. 2°. 165 n 1. nomeadamente no que concerne as alíneas a) suspensão da eficácia dos actos administrativos. 1°.A executoriedade – o que tiver sido decidido pelo tribunal deve ser executado.A imodificabilidade – significa que a sentença não pode ser alterada por modificação do critério do juiz. 3°. b0 produção antecipada de provas. quando o acto recorrido for nulo ou inexistente.A superioridade – quando estivermos perante duas ou mais decisões em conflito. nomeadamente: quando o tribunal concluir que o recorrente tem razão. 4°.tribunal.Distinga os efeitos substantivos dos efeitos processuais do caso julgado… R/: os efeitos substantivos do caso julgado dependem de duas situações.

visto tratar-se a partir desse momento de um direito substantive ou também designado por direito potestativo. nomeadamente ao recurso da indemnização na impossibilidade de restituição ou reposição hipotética do caso antes da lesão jurídica. É um pressuposto processual da acção administrativa especial. na medida em que o dever de execução recai sobre o órgão que praticou o acto anulado pelo tribunal. 2 O acto tácito quando se refira ao indeferimento. pela via de um recurso contencioso. Neste caso a petição far-se-á acompanhar de duplicado ou cópia do requerimento que foi dirigido ao órgão da administração pública. ambos da lei n 9/2001. . competirá à Administração através dos seus órgãos executivos o dever de executar a sentença proferida pelo tribunal. como se pode pretender da leitura do n° 2 do artigo 48° da lei 9/2001.recorrer a execução pelo sucedâneo.A significa. em primeiro lugar. como se extrai do n° 2 do artigo 48° da lei 9/2001 de 7 de Julho. que deverá ter sido anulado um acto administrativo em Tribunal.0 V) Resposta: o alcance da execução das sentenças do T. Dispõe assim o artigo 107° da Lei n° 9/2001 que devem ser praticados actos e operações de modo a assegurar a tutela do direito e determina o prazo que as mesmas devem ter lugar. Relativamente ao acto oral. a) Explique qual é o alcance da seguinte informação: execução das sentenças do Tribunal Administrativo… (3. que deu origem ao incumprimento ou a insatisfação do pedido do particular interessados. O particular não necessita de exigir o cumprimento da execução pela administração. tem o direito de exigir que se proceda de acordo com a decisão do tribunal. Pois assim se entender. O particular que tenha feito vencimento no recurso contencioso. o essencial é que se conclua que o acto foi praticado cuja prova advêm dos factos alegados ou do documentos juntos à petição e bastará que se conclua que o acto foi praticado. Desta Anulação. tornasse susceptível de provocar uma lesão jurídica relevante e nestes termos passível de impugnação pela via contenciosa. 174. nos moldes previsto no art. Esta tem a obrigação de voluntária e espontaneamente executar o decidido. quando sobre ela se formule um pedido de condenação a prática de acto devido.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->