P. 1
Producao de Mudas de Macauba

Producao de Mudas de Macauba

|Views: 447|Likes:
Publicado porGermano27

More info:

Published by: Germano27 on Jun 02, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

09/07/2014

pdf

text

original

aproveitando-se os povoamentos nativos desta planta. O pré-viveiro é a fase preparatória onde as mudas ganham vigor sendo climatizadas para resistir às condições ambientais do viveiro. Essas informações são de caráter geral. a exploração da macaúba é feita de forma extrativista. Entretanto. é necessário a utilização do pré-viveiro para o seu estabelecimento. uma única planta produz em média de 70 a 80 Kg de frutos por ano. sem tratos culturais. Para viabilizar esses cultivos é necessário a produção de mudas. é necessária a substituição da atividade extrativista por cultivos racionais e sustentáveis. Figura 1 .Semente pré-germinada de macaúba. Estimativas de produção de lavouras racionais de macaúba projetam para a produção de 25.1. podendo ser adaptadas às características e infra-estrutura do local onde se pretende instalar o viveiro de mudas. devido à baixa germinação natural da espécie. Introdução A macaúba é uma palmeira oleaginosa da família das palmáceas que apresenta alta produtividade. 3. Pré-viveiro Considerando-se que as sementes pré-germinadas são estruturas sensíveis. Produção de mudas A produção de mudas é realizada em duas etapas: pré-viveiro e viveiro. além de co-produtos como carvão e tortas para ração animal de alto valor nutritivo. Obtenção das sementes pré-germinadas As amêndoas são extraídas dos frutos da macaúba e submetidas a tratamento especial realizado pela ACROTECH para iniciarem o processo de germinação. Este boletim técnico contém informações básicas para a produção de mudas de macaúba. antes do seu plantio no viveiro. 3.000 kg/ha de óleo. o que é feita por meio de plantios de sementes pré-germinadas produzidas em laboratório. para a exploração industrial. 2.1. . a partir de sementes pré-germinadas e tem o objetivo de orientar agricultores e viveiristas na instalação de seu viveiro. o que corresponderia a mais de 4. crescendo espontaneamente. produzindo as sementes pré-germinadas (Figura 1). Atualmente.000 Kg/ha de frutos. Segundo observações efetuadas em palmeiras nativas.

3. .3.1.1.2 Pré-viveiro de uso temporário: Cobertura de sombrite 50% e bandejas com suporte (Figura 3). Infra-estrutura: 3. 3.2.1. Figura 3 – Estrutura recomendada para o pré-viveiro de uso temporário.2. Localização: o pré-viveiro deve ser instalado em terreno plano.1. As bancadas para acomodação das bandejas com tubetes devem ser suspensas na altura ideal para manejo (Figura 2).1 Pré-viveiro de uso contínuo: A estrutura deve ser composta por cobertura de sombrite 50% e filme plástico (ambiente protegido).1.2. Figura 2 – Estrutura recomendada para o pré-viveiro de uso contínuo. bem drenado e de fácil acesso à água para irrigação.

1.1. Capacidade de 180 cm3 de substrato por tubete. quando a muda apresenta a primeira folha aberta e possui de 10 a 15 cm de altura (Figura 6). 3. acrescido de 3 Kg de superfosfato simples por m3 de substrato. Com o substrato levemente úmido. 3. Figura 5 – Sequência de plantio em tubete da semente pré-germinada de macaúba no pré.: Plantmax. Após esse procedimento a semente deve ser coberta com aproximadamente 2 cm de substrato.6. em ambiente protegido. ATENÇÃO: sementes pré-germinadas recebidas devem ser acomodadas em local fresco. Figura 4 – Tubete para acomodar sementes pré-germinadas de macaúba em pré-viveiro.1.7. deve-se realizar a abertura de um orifício de aproximadamente 4 cm onde será acomodada a semente pré-germinada.3. . Plantio da semente pré-germinada: o plantio da semente (Figura 5) deve ser feito o mais rápido possível após o recebimento da mesma. etc).5.3. Irrigação: realizada diariamente para manter a umidade do substrato. Formação de mudas no pré-viveiro: a formação de mudas ocorre em média 60 dias após o plantio da semente pré-germinada no tubete.4. tomando o cuidado para não danificar a radícula ou destacar a plântula da amêndoa.viveiro. Bioplanta.1. Recipiente: tipo tubete (Figura 4) de 63 mm de diâmetro e 130 mm de comprimento e oito estrias. 3.1. 3. Substrato: substrato comercial para mudas (ex.

ATENÇÃO: no transplantio deve-se tomar o cuidado de não desmanchar o torrão que abriga o sistema radicular das plântulas. Transferência das mudas produzidas no pré-viveiro para o viveiro: seqüência de transplantio apresentada na Figura 8.2. até atingirem o tamanho ideal para o plantio. 3. 6 a 10 meses.0 cm e volume aproximado de 4 litros (1 metro cúbico de substrato enche aproximadamente 250 sacolas). Para executar a operação utilize um bastão de madeira batendo-o na borda superior do tubete até o substrato se descolar do mesmo.2.2. Após este período as mudas estão aptas para o plantio no campo. 3.Figura 6 – Muda de macaúba pronta para o transplantio em viveiro. . não reciclado com dimensões de 27.2.0 x 17. Viveiro: Viveiro é o local onde as mudas são mantidas por. Recipiente: no viveiro as mudas são acondicionadas em sacola de polietileno perfurada (Figura 7).1. 3. Figura 7 – Recipiente utilizado no viveiro para a produção de mudas de macaúba.

150.Figura 8 – Seqüência de transplantio da muda de pré-viveiro em sacolas de polietileno. Tabela 1: Calagem e adubação adicionada ao substrato: Calagem / Adubação Calcário Dolomítico Superfosfatao simples Sulfato de amônio Cloreto de potássio Kg/m3 1. a quantidade de mudas é de.3m 0. 3. na proporção de 1:2:2.30 . 3. Local: terreno plano.00 0.2. Adubação do substrato: apresentada na Tabela 1. insolação uniforme e de fácil acesso à água para irrigação.000 por hectare.2.6m 0. Substrato: o substrato é constituído de areia. terra de barranco (subsolo) e esterco de curral curtido ou outra fonte de matéria orgânica disponível.00 1. aproximadamente. bem drenado.5m Figura 9 – Esquema representativo do viveiro de mudas de macaúba.6.5. 3.2.6m entre canteiros (Figura 9). 0. Espaçamento: canteiros com fileira dupla com espaçamento alternado de 0. 3.4.2. Neste esquema. reservando-se 15% da área para trânsito.3.00 8.6m 0.3m e 0.

11. Meses após Adubo comercial (gramas/muda) plantio na sacola Uréia Cloreto de potássio Sulfato de Magnésio 1º mês 2º mês 1.00 0. 3.50 0. Tabela 2 .Agenda de adubação com os nutrientes N.2.50 1.50 0. consultar um agrônomo para a recomendação de controle. 3.00 1.50 3º mês 1.2.00 0. Em casos de ocorrência. 3. Tratos culturais: controle químico ou manual das ervas daninhas no viveiro e manual dentro das sacolas de muda.00 1.00 8º mês 1.00 9º mês 1.10. Irrigação: após o estabelecimento da plântula. .2.00 0.50 10º mês 2.00 1.00 0. Figura 10 – Muda de macaúba pronta para o plantio no campo.2.50 0.50 3. Adubação de cobertura: iniciar 60 dias após o transplantio com a formulação apresentada na Tabela 2.50 4º mês 1.3.50 1.50 1.7.2.8.00 7º mês 1. Caracterização da muda para o plantio definitivo: o plantio da macaúba é realizado quando a muda atingir de 50-60 cm de altura com pelo menos uma folhas definitiva aberta (Figura 10).00 1.50 1.00 1. Controle fitossanitário: monitorar o aparecimento de pragas e doenças. irrigar diariamente ou em intervalos propícios à manutenção da umidade do substrato.50 6º mês 1. K e Mg para as mudas de macaúba em viveiro.50 0.9.50 1.50 5º mês 1.

com.Viçosa – MG acrotech@acrotech.acrotech.br / www.com.8522 Cristais – Zona Rural – Caixa Postal 06 .Tel: + 55 (31) 9883 .br .

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->