P. 1
Gráficos Estatisticos

Gráficos Estatisticos

4.83

|Views: 242.271|Likes:
Publicado porElida
Estatistisca, trabalho sobre gráficos estatisticos.
Estatistisca, trabalho sobre gráficos estatisticos.

More info:

Published by: Elida on Sep 09, 2008
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

06/03/2015

pdf

text

original

FACULDADES INTEGRADAS SIMONSEN

GRÁFICOS ESTATÍSTICOS

Aluna: Élida Nobrega

Rio de Janeiro, 29 de Abril de 2008

SUMÁRIO

Introdução .......................................... ......................................................... Gráficos Estatísticos.......................... ......................................................... Diagramas........................................... ......................................................... Gráfico em linhas ou em curvas.. ......................................................... Gráfico em colunas ou barras...... ......................................................... Gráfico de Setores....................................................................................... Gráfico Polar....................................... ......................................................... Gráfico Cartograma............................ ......................................................... Gráfico Pictograma............................ ......................................................... Gráfico Radar...................................... ......................................................... Gráfico Superfície........................................................................................

2 3 4 4 4 6 7 7 8 9 10

1. Introdução O gráfico estatístico é uma forma de apresentação dos dados estatísticos, cujo objetivo é o de produzir, no investigador ou no público em geral, uma impressão mais rápida e viva do fenômeno em estudo, já que os gráficos falam mais rápido à compreensão do que as séries. O gráfico é um instrumento que possibilita transmitir muitas vezes o significado de planilhas ou tabelas complexas de uma forma mais eficiente e mais simples. Não adianta você saber efetuar a confecção de um gráfico se não souber a que finalidade se destina determinado gráfico. Desta forma você correrá o risco de apresentar um gráfico que não seja adequado a uma determinada situação. O gráfico apresenta de forma detalhada, a elaboração e utilização do fichárioimagem. Uma representação gráfica tem por objetivo fazer aparecer as relações que existem entre elementos que são representados prévia e rigorosamente de modo a garantir a monossemia que envolve a "Graphique". O exemplo utilizado é o de uma cooperativa com diferentes tipos de informações que foram representadas na forma gráfica com o auxílio do fichário-imagem.

2

2. Gráficos Estatísticos Para se criar um gráfico é preciso primeiro conhecer o tipo de informação que se deseja transmitir, pois um gráfico poderá informar de forma visual as tendências de uma série de valores em relação a um determinado espaço de tempo, a comparação de duas ou mais situações e muitas outras. Cada tipo de gráfico é adequado para uma diferente situação a ser analisada. Se um gráfico for definido de forma incorreta, poderá ocorrer a análise errada de uma situação, causando uma série de interpretações distorcidas do assunto em questão, tornando desta forma o desenho do gráfico sem qualquer efeito aproveitável. Para tornarmos possível uma representação gráfica, estabelecemos uma correspondência entre os termos da série e determinada figura geométrica, de tal modo que cada elemento da série seja representado por uma figura proporcional. A representação gráfica de um fenômeno deve obedecer a certos requisitos fundamentais para ser realmente útil: 2.1 Aspectos básicos no tracejado a) Simplicidade: o gráfico deve ser destituído de detalhes de importância secundária, assim como de traços desnecessários que possam levar o observador a uma análise morosa ou com erros; b) Clareza: o gráfico deve possibilitar uma interpretação correta dos valores representativos do fenômeno em estudo; c.)Veracidade: o gráfico deve expressar a verdade sobre o fenômeno em estudo, ou seja, cálculos devem coincidir com as marcações.

3

2.2 Diagramas Os diagramas são gráficos geométricos de, no máximo, duas dimensões; para sua construção, em geral, faz-se uso do sistema cartesiano. Dentre os principais diagramas, destacamos: 2.2.1Gráfico em linha ou em curva São ideais para ilustrar tendências em dados que ocorrem ao longo do tempo. Esse tipo de gráfico se utiliza da linha poligonal para representar a série estatística. Constitui uma aplicação do processo de construção do gráfico de uma função no sistema de coordenadas cartesianas. Construção: O gráfico pode apresentar linhas contínuas ou conter marcadores de dados. Exemplo:

2.2.2 Gráfico em colunas ou em barras É a representação de uma série por meio de retângulos, dispostos verticalmente (em colunas) ou horizontalmente (em barras). Quando em colunas, os retângulos têm a mesma base e as alturas são proporcionais aos respectivos dados. Quando em barras, os retângulos têm a mesma altura e os Comprimentos são proporcionais aos respectivos dados. Desse modo, estamos garantindo a proporcionalidade entre as áreas dos retângulos e os dados estatísticos. Construção: As Categorias são organizadas horizontalmente e os valores verticalmente. Quando há mais de uma seqüência, é interessante inserir a legenda no gráfico; cada seqüência é diferenciada por uma cor ou padrão.

4

Exemplos: a) Gráfico em colunas O gráfico em questão terá a finalidade de demonstrar a projeção dos valores de vendas de diversos produtos durante o primeiro trimestre de um determinado ano em relação à taxa de projeção aplicada a cada mês.

b) Gráfico em barras Construção: As Categorias são organizadas verticalmente, para focalizar a comparação de valores. São usualmente bem ilustrados num simples gráfico de barras onde a altura da barra é igual à freqüência. Dados qualitativos, particularmente quando as categorias são ordenadas, Gráficos de barras empilhadas mostram o relacionamento de itens individuais com o todo.

5

c) Gráfico em colunas ou em barras múltiplas Esse tipo de gráfico é geralmente empregado quando queremos representar, simultaneamente, dois ou mais fenômenos estudados com o propósito de comparação. Exemplo:

2.3 Gráfico em setores Construção: Esse gráfico é construído com base em um círculo, e é empregado sempre que desejamos ressaltar a participação do dado no total. O total é representado pelo círculo, que fica dividido em tantos setores quantas são as partes. Os setores são tais que suas áreas são respectivamente proporcionais aos dados da série. Obtemos cada setor por meio de regra de três simples e direta, lembrando que o total da série corresponde a 360° . Os setores do gráfico são desenhados de tal forma que eles tenham área proporcional à freqüência. Exemplo:

6

2.4 Gráfico Polar É o gráfico ideal para representar séries temporais cíclicas, isto é, séries temporais que apresentam em seu desenvolvimento determinada periodicidade, como. Exemplo: A variação da precipitação pluviométrica ao longo do ano ou da temperatura ao longo do dia, a arrecadação da Zona Azul durante a semana, o consumo de energia elétrica durante o mês ou o ano, o número de passageiros de uma linha de ônibus ao longo do dia ou da semana, etc. O gráfico polar faz uso do sistema de coordenadas polares.

2.5 Gráfico Cartograma O cartograma é a representação sobre uma carta geográfica (mapa). Este gráfico é empregado quando o objetivo é o de figurar os dados estatísticos diretamente relacionados com áreas geográficas ou políticas. Exemplo:
1.000 CABEÇAS Até 100 Mais de 100 a 200 Mais de 200 a 300 Mais de 300 a 400 Mais de 400 a 500 Mais de 500 a 600 Mais de 600

Cartograma do efetivo bovino de Mato Grosso do Sul 1980.

7

2.6 Gráfico Pictograma O pictograma constitui um dos processos gráficos que melhor fala ao público, pela sua forma ao mesmo tempo atraente e sugestiva. A representação gráfica consta de figuras. Na confecção de gráficos pictóricos temos que utilizar muita criatividade, procurando obter uma otimização na união da arte com a técnica. Exemplo: Na Papelaria "Universal" foram feitos estudos de mercado. Contabilizaram-se as bolinhas coloridas vendidas, e procuraram saber quais as cores com mais saída. Para isso fizeram um estudo das vendas na 1ª semana de Janeiro. No caso das bolinhas verdes os resultados obtidos estão na tabela seguinte:

2ª 3ª 4ª 5ª 6ª Sáb

10 6 4 5 7 11

Com os dados da tabela constrói-se um tipo de gráfico de barras diferente, ou seja, as barras foram substituídas pelos símbolos “bolinhas verdes” e o n° de bolinhas correspondem à freqüência absoluta.

8

2.7 Gráfico Radar Um gráfico de radar compara os valores agregados de várias séries de dados. Em um gráfico de radar, cada categoria tem seu próprio eixo de valor, a partir de um centro comum. Linhas fazem a conexão de todos os valores da mesma seqüência. Um gráfico de radar compara os valores agregados de varias seqüências de dados. Exemplo: A seqüência de dados que cobre a maior representa o continente com as maiores vendas. Existe um subtipo com marcadores e outro não. O subtipo radar preenchido coloca cores distintas sobre as áreas cobertas pelas seqüências de dados.

9

2.8 Gráfico Superfície Um gráfico de superfície é útil quando você deseja localizar combinações vantajosas entre dois conjuntos de dados. Como em um mapa tipotográfico, as cores e os padrões indicam áreas que estão no mesmo intervalo de valores. Pode-se usar um gráfico de Superfície quando tanto as categorias quanto as séries de dados são valores numéricos. Exemplo: Esse gráfico mostra as várias combinações de temperatura que resultam na medida de resistência à tração.

10

Gráficos Estatísticos
Trabalho apresentado em cumprimento das exigências da disciplina Estatística,do curso de Tecnologia em Processamento de Dados.

Orientador Professor Linz Rio de Janeiro 29 de Abril de 2008

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->