Você está na página 1de 1

Assim nos conta a professora Eurídice Vieira, a propósito do concurso

Euroscola:

“…os nossos alunos do 11.º B, Margarida Marante e Ayrton Rua,


viram o seu mérito reconhecido por um júri nacional, que os classificou
em 1.º lugar no Concurso Euroscola, pelo seu trabalho sobre o tema
“Educação na Europa. Uma oportunidade para todos?”

Depois de dia 1 de Março terem vencido a eliminatória regional, ontem


em Lisboa fizeram a defesa oral brilhante e esta tarde foi anunciado o
resultado.

Assim, a nossa escola foi seleccionada para representar Portugal numa


das Sessões Euroscola, que irão decorrer no Parlamento Europeu, em
Estrasburgo, no próximo ano.

Parabéns aos alunos.

Vale a pena...”

E eu acrescento: vale a pena também começar desde o 1º ciclo com um


ensino e critérios rigorosos na aprendizagem da nossa língua.

Manter o nível de exigência no 2º ciclo, alargá-lo no 3º e no ensino


secundário.

Ao facilitarmos os alunos e não desenvolver neles as competências do


saber linguístico, nunca teremos adultos capazes de escutar, expressar,
ler, escrever, aprender e construir conhecimento.

Prof. Ana Pereira