Você está na página 1de 2

ADITIVOS E ADIÇÕES

1. ADITIVOS

 Plastificante;

O efeito destes aditivos consiste em diminuir a quantidade de água de


amassamento do concreto, mantendo ou aumentando a trabalhabilidade do
mesmo. Com menos água de amassamento pode-se diminuir o consumo de
cimento sem alterar a resistência, ou então mantendo o consumo de cimento,
obtém-se resistências mecânicas maiores, além disso, conferindo ao concreto
menor permeabilidade, menor retração hidráulica e menor exsudação.

As doses usuais variam de 0,2 % a 0,4 % do peso do cimento, e dessa


forma deve-se tomar muito cuidado em sua pesagem e colocação na betoneira,
como também o tempo de amassamento do concreto deve ser prolongado para
assegurar a perfeita homogeneização da mistura.
 Retardador de pega;
São produtos que agem retardando a hidratação do cimento, mantendo o
concreto no estado plástico por um tempo maior, permitindo maiores distâncias
de transporte ou evitando o efeito acelerador em temperaturas de ambientes
elevados. O uso destes aditivos implica em uma diminuição da resistência
mecânica do concreto nas primeiras idades, não comprometendo a sua
resistência na idade de 28 dias. As doses usuais variam de 0,2 % a 1,0 % do
peso do cimento conforme o retardo a se obter. O concreto deve ser misturado
mecanicamente e o aditivo deve ser adicionado como recomendado pelo
fabricante, tomando-se o cuidado de que esteja distribuído uniformemente na
massa.
 Acelerador de pega;
São produtos que aumentam a velocidade de hidratação do cimento para
permitir desforma rápida e/ou concreto projetado. Tem como ações
secundárias a queda das resistências finais e o ataque das armaduras dos
aditivos que contem na composição cloretos de cálcio
 Plastificante retardador de pega;
São produtos que agem como plastificante redutor de água e como
retardador de pega. Os cuidados e as recomendações de uso são as mesmas
dos aditivos plastificantes e dos aditivos retardadores de pega.
 Superplastificante;
São aditivos de ação semelhante á dos plastificantes, porém de efeito
muito mais intenso. As doses usuais variam de 0,5 % a 2,0 % do peso do
cimento, conforme a trabalhabilidade desejada. O efeito superplastificante do
aditivo dura em torno de 30 a 40 min, dependendo das condições ambientais e
da dosagem. Podendo redosá-lo, caso necessário, para voltar a fluidez inicial.

2. ADIÇÕES

 Sílica ativa;

É um material ultra-fino com propriedades pozolânicas, subproduto da


fabricação do silício metálico e suas ligas. Nos concretos a sílica ativa tem dois
efeitos:

 Um efeito de filler, preenchendo os vazios entre os grãos do


cimento e melhorando a estrutura granulometrica;

 Um efeito pozolânico.

A sílica ativa melhora as propriedades reológicas da mistura,


conseqüência da forma esférica dos seus grãos.

A sílica ativa aumenta a resistência do concreto até adições de 24 %


sobre a massa do cimento. Contudo, por razões econômicas, essa adição tem
sido mantida em torno de 10 %.

A sílica ativa tem a sua cor determinada pelo teor de carbono e de


óxido de zinco nas impurezas, o primeiro tornando-a mais escura e o segundo
mais clara. Nas aplicações em que sejam empregados concretos com e sem
sílica ativa, é necessário controlar ou prever variações na coloração do
concreto.

Você também pode gostar