Você está na página 1de 5

ISSN 1678-0701

[Exibindo artigos Números anteriores


de todos os
números]

Início | Cadastre-se! | Procurar | Apresentação


| Artigos | Dicas e Curiosidades | Reflexão | Textos de sensibilização
| Dinâmicas | Dúvidas | Entrevistas | Saber do Fazer | Culinária | Arte e
ambiente | Divulgação de Eventos | O que fazer para melhorar o meio ambiente
| Sugestões bibliográficas | Educação | Você sabia que... | Plantas medicinais
| Contribuições de Convidados/as | Trabalhos Enviados | Normas de Publicação
| Folclore | Breves Comunicações | Meio Ambiente e Experiência da Diferença

Textos de sensibilização
No. 14 - 10/09/2005
RESÍDUOS : sugestões de atividades em educação
ambiental

RESÍDUO

S : sugestões de atividades em educação

ambiental[1]

Essas atividades têm como objetivo estabelecer


um contato dos alunos com os problemas dentro do
ecossistema urbano, de forma a despertar o
interesse pela temática ambiental. Serão
apresentadas três propostas de atividades
relacionadas ao cotidiano dos alunos.

1) O Supermercado e os materiais recicláveis

O Supermercado local símbolo do consumo


onde as pessoas compram produtos de necessidade
básica e acabam levando produtos supérfluos em
função do bombardeio de promoções, tentações
irresistíveis criadas pela publicidade.
Para realização dessa atividade, deve-se
formar grupos de alunos para visitas no
supermercado. Um grupo fica encarregado de
fazer um levantamento dos produtos que utilizam
embalagem plástica.
O outro grupo fica responsável por verificar
se os produtos em spray apresentam um aviso “não
contém CFC” em suas embalagens (produto que
destroe a camada de ozônio, gás que nos protege
do excesso de radiação ultravioleta que pode
aumentar a ocorrência de doenças de pele e a
produção agrícola promovendo o aquecimento do
planeta).
Após o levantamento dos produtos que
utilizam embalagens plásticas, comparar um
produto atual com tempos passados, de forma com
que os alunos percebam que o descarte dessas
embalagens no meio ambiente leva muitos anos
para se deteriorarem, interferindo na qualidade
ambiental. As indústrias optaram pelo uso de
embalagens plásticas por serem mais baratas, com
isso aumentam se os benefícios e socializam os
custos com a população. O grupo do spray
apresenta aos demais o resultado do trabalho.
Atividades semelhantes podem ser
desenvolvidas com outros produtos como
detergentes (biodegradáveis, ou não), inseticidas
(se indicam cuidados com o ambiente). Também se
pode abordar questões relacionadas à exploração
dos recursos naturais, como por exemplo o
petróleo, recurso não-renovável e poluente,
matéria-prima essencial para fazer embalagens
plásticas.

2) O lixo gerado na escola

Essa atividade visa fazer um estudo a


respeito do lixo gerado na escola, descrever as
suas categorias e identificar formas de redução da
quantidade produzida.
Os alunos devem ser divididos em grupos.
Cada grupo ficará encarregado de determinar o
tipo e montante, em número ou massa, do lixo
produzido. Dentro dos grupos, alguns alunos se
encarregam do lixo orgânico (sobras de alimentos,
etc.) e os demais do lixo inorgânico (papel, vidro,
metais, etc.).
Cada grupo deverá apresentar o seu
resultado. Ao final, após cada grupo ter descrito o
conteúdo de uma lata de lixo, pode-se estimar o
montante de lixo produzido pela escola, por dia,
mês e ano, portanto, ter uma idéia do desperdício
e o total dos resíduos produzidos.
Um aspecto importante dessa atividade é
estimular, na discussão, a busca de alternativas
para diminuição da produção do lixo, considerando
os aspectos tecnológicos e comportamentais. De
forma abrangente, pode-se enfocar os problemas
produzidos por resíduos sólidos, os benefícios da
coleta seletiva e a reciclagem. Como complemento
dessa atividade pode ser feita uma visita a unidade
de compostagem ou de reciclagem.

3) Consumo de Energia

Essa atividade procura identificar formas de


uso adequado da eletricidade, enquanto se
compreende a dependência dos ecossistemas
urbanos, dessa importante fonte de energia.
Os alunos devem elaborar uma lista dos
objetos de sua casa que consomem eletricidade,
colocando-os em três categorias:
1) Os objetos que não funcionam sem o uso
da eletricidade;
2) Os que poderiam funcionar com uma certa
dificuldade;
3) E os que poderiam funcionar sem a
eletricidade.

Pedir aos alunos que listem formas de


consumo e de economia de eletricidade nas suas
residências. Selecione líderes para promover uma
discussão sobre o uso da eletricidade nas casas.
Além disso, poderia ser feita uma campanha para
redução do consumo em casa e na escola.
Poderiam pegar a última conta de luz paga,
anotar o consumo (é dado em kwatt/hora, e
aparece nas contas de luz como kmh ou similar) e
verificar, depois de um mês se houve redução nos
gastos de kmh.
Outra atividade relacionada ao tema seria
propor um estudo que demonstrasse como as
pessoas desenvolviam suas atividades de trabalho
e lazer antes do uso doméstico da energia elétrica.
Seria interessante também que a escola
promovesse uma oficina de brinquedos artesanais
com material reciclável, mostrando ao aluno que
além dos videogames, internet e outros brinquedos
eletrônicos existem outras formas de lazer bem
mais criativas e saudáveis.
Pequenas ações que contribuem para a
redução do consumo de eletricidade e dos
impactos negativos causados ao ambiente pela
construção de usinas hidrelétricas, quando mal
planejadas.

Referência Bibliográfica:

DIAS, G. F. Educação Ambiental: princípios e

práticas. São Paulo: Gaia, 1992.

Colaboração: Juliana da Costa Miranda, aluna


regular do Curso de Licenciatura em Geografia
[noturno], IGCE/UNESP, campus de Rio Claro.

[1]
Atividades extraídas de: DIAS, G. F. Educação Ambiental: princípios e práticas.
São Paulo: Gaia,1992, p. 190-206.

Início | Cadastre-se! | Procurar | Apresentação | Artigos | Dicas e Curiosidades | Reflexão


| Textos de sensibilização | Dinâmicas | Dúvidas | Entrevistas | Saber do Fazer | Culinária | Arte e ambiente
| Divulgação de Eventos | O que fazer para melhorar o meio ambiente | Sugestões bibliográficas | Educação
| Você sabia que... | Plantas medicinais | Contribuições de Convidados/as | Trabalhos Enviados | Normas de
Publicação | Folclore | Breves Comunicações | Meio Ambiente e Experiência da Diferença