Você está na página 1de 1

Básico sobre DNS (Domain Name System)

Introdução

A internet possui uma infinidade de sites e para acessá-los, você


digita um endereço no campo correspondente do seu navegador, por exemplo,
www.google.com.br, www.go.senac.br . No entanto, o que o computador faz para encontrar
esses sites quando você solicita? É neste ponto que "entra em cena" a tecnologia DNS, que
será explicada a seguir.

O que é DNS

DNS é a sigla para Domain Name System (Sistema de Resolução de


Nomes). Trata-se de um recurso usado em redes TCP/IP (o protocolo utilizado na internet e
na grande maioria das redes) que permite acessar computadores sem que o usuário ou sem
que o próprio computador tenha conhecimento de seu endereço IP.

Cada site da internet é acessível por um endereço IP. O problema é


que existem tantos que é praticamente impossível decorar o IP de cada um. Imagine que ao
invés de digitar www.go.senac.br para acessar este site, você tivesse que informar ao
navegador o endereço 201.27.107.226. Imagine então que você tivesse que fazer o mesmo
para cada site que você visita, como Google, UOL, Yahoo, etc. Como você deve ter
percebido, ia ser trabalhoso acessar cada um desses sites através do endereço IP, pois além
de decorá-los, você teria que consultar uma relação de IPs toda vez que quisesse acessar um
site novo.

Para lidar com esse problema é que o DNS é usado. É ele que permite
o uso de nomes (também chamados de domínios) ao invés dos IPs no acesso aos sites.
Basicamente, na internet, o DNS é um conjunto de grandes bancos de dados distribuídos em
servidores de todo o mundo que indicam qual IP é associado a um nome (ou seja, um
endereço do tipo www.nomedosite.com).

Breve histórico

Quando a internet ainda era uma ferramenta de uso militar e não


possuía muitos computadores, o acesso aos nomes era possível graça a um arquivo de nome
hosts.txt. Esse arquivo continha os endereços de cada nome existente. Com o crescimento
da internet, esse arquivo passou a crescer de igual forma e chegou ao ponto de ser tão
grande que causava atraso nas atualizações. Por volta de 1983, o esquema hoje co nhecido
como DNS tomou forma para resolver esse problema.

Finalizando

A utilização do DNS não se limita à internet. Esse recurso pode (e é) utilizado em redes
locais, extranets, etc. Sua implementação pode ser feita em praticamente qualquer sistema
operacional, sendo muito usual nos sistemas baseados em Unix e no Windows.

Referencia
http://www.infowester.com/

Você também pode gostar