LEIS DAS REAÇÕES QUÍMICAS

As leis das reações químicas podem ser divididas em dois grupos: LEIS PONDERAIS São as leis relativas às massas das substâncias que participam das reações químicas LEIS VOLUMÉTRICAS São as leis relativas aos volumes das substâncias que participam das reações químicas

As principais leis ponderais são: Lei da conservação das massas ou Lei de Lavoisier Lei das proporções constantes ou Lei de Proust

Lei das proporções múltiplas ou Lei de Dalton

NADA SE PERDE.Lei da conservação das massas ou Lei de Lavoisier metano + oxigênio 4g 16 g reagentes gás carbônico + água 11 g 9g produto 4 g + 16 g = 20 g 11 g + 9 g = 20 g NUMA REAÇÃO QUÍMICA A MASSA TOTAL DOS REAGENTES É IGUAL À MASSA TOTAL DOS PRODUTOS ou ainda NA NATUREZA. TUDO SE TRANSFORMA . NADA SE CRIA.

e) 18g. álcool b) 22g. ao lado de gás carbônico. d) 88g. A massa de gás carbônico obtida foi de: a) 44g. etílico+ oxigênio 48g gás carbônico água + mg 27g 23g 23 + 48 = m + 27 m = 71 – 27 m = 44 g .01) A reação entre 23 g de álcool etílico e 48 g de oxigênio produziu 27g de água. c) 61g.

c) I e III apenas. F . b) II e III apenas. III. considere as seguintes afirmações: I. Os átomos se conservam. d) I apenas. V II.02) Acerca de uma reação química. A massa se conserva. V São corretas as afirmações: a) I e II apenas. e) III apenas. As moléculas se conservam.

ELA É SEMPRE FORMADA PELOS MESMOS ELEMENTOS QUÍMICOS COMBINADOS NUMA MESMA PROPORÇÃO .Lei das proporções constantes ou Lei de Proust hidrogênio + oxigênio 1ª experiência: 2ª experiência: 2g 4g 16 g 32 g 2g 16 g 4g 32 g = = água 18 g 36 g 1g 8g 1g 8g massa de hidrogênio 1ª experiência: = massa de oxigênio massa de hidrogênio 2ª experiência: = massa de oxigênio QUALQUER QUE SEJA O MÉTODO DE OBTENÇÃO DE UMA SUBSTÂNCIA.

CONSEQÜÊNCIAS DA LEI DE PROUST CÁLCULO ESTEQUIOMÉTRICO É o cálculo pelo qual prevemos as quantidades das substâncias que participarão de uma reação química .

1g.1 x 8.5 g mg m = 2.5 g de hidrogênio.85 m = 2.55g.60g.1 g 7 2.1 = 8.5 g 8. e) 3.00g.85 7 .1 g de nitrogênio com uma quantidade suficiente de hidrogênio é: a) 8. b) 10. nitrogênio + hidrogênio  gás amoníaco 7g 2. produzindo gás amônia. d) 4. A massa de gás amoníaco que iremos obter nessa reação quando misturamos 2.2g.01) Sabemos que 7 g de nitrogênio reagem todo com 1.55 g 17.5 m 7 7 m = x x 1.5 m = 17. c) 2.

b) 40 mols. d) 4 mols. a) 100 mols. 4 = 2 40 n massa 2 x 2g 40g 4 . n = 80 80 n = 4 mol 2 mol n mol n = 20 mols . e) 1 mol. c) 20 mols.tidade de água em MOL produzida pela combustã + O2  2 H 2O g de hidrogênio é de: 2 H2 Dados: H 2 = 2g/mol.

+ 25 g de mármore CaSO de CaCO  + .. CaSO 4 = 136 u 68 g. 100 136 25 x 136 m = = e) 100 g. 25 m 100 m = 3400 100 m = 34g . 3 ) (s 4 (s) b) 17 g.. reação . balanceada: de acordo com a equação H 2 SO 4(aq) + H 2 O (l) + CO 2(g) + CaCO 3(s)  CaSO 4(s) A massa de gesso formada pela a) 5 g.(CaSO 4 ). 25g m g d) Dados: CaCO 3 = 100 u... 100g 136g com H 2 SO 4 suficiente será: c) 34 g.

d) 4g. mol 1 mol massa 12 g mol Ca + 2 HCl  CaCl2 + H2 . e) 5g. b) 2g.04) Quantos gramas de H2 são liberados na reação completa de 1 mol de cálcio metálico com ácido clorídrico ? Dado: H2 = 2 g/mol a) 1g. c) 3g.

no máximo: a) 8g de brometo de cálcio. d) 5g de brometo de cálcio. e) 4g de brometo de cálcio. b) 7g de brometo de cálcio. c) 6g de brometo de cálcio. cálcio 20 g 1g 1g 4 1g + bromo brometo de cálcio 100 g 5g xg x = 5g 80 g ou 4g 4g + 4g = x .05) O brometo de cálcio encerra 20% de cálcio em massa. Juntando-se 4g de cálcio e 4 g de bromo teremos.

haverá uma sobra de: a) 3g de bromo. b) 2g de bromo. d) 3g de cálcio.06) Em relação ao quesito anterior. 4 g – 1 g = 3 g de cálcio . c) 1g de bromo. e) 2g de cálcio.

dos elementos formadores de uma substância .COMPOSIÇÃO CENTESIMAL São as porcentagens. em massa.

carbono 1ª experiência: 2ª experiência: 12 g xg 12 x 12 x 16 = x + hidrogênio 4g yg = 4 y x metano 16 g 100 g = 100 16 100 16 100 x = 1200 16 100 16 x x = 12 1200 16 x x = 16 x x = 75 % de C 100 y = 25 % de H 4 = y 16 x y = 4 400 16 y = 400 y = .

01) O carbonato de cálcio é formado por 40% de cálcio. c) 24g. em massa. d) 32g. 12% de carbono e x% de oxigênio. e) 48g. b) 16g. Em 50 g do referido sal à quantidade de oxigênio é igual a: a) 8g. cálcio + carbono + oxigênio 40% 12% x% 48 g mg 48 m 100 = x carbonato de cálcio 100 g 50 g 100 x 100 50 m = 2400 m = 48 2400 100 x 50 m = 40 + 12 + x = 100 g x = 48 g m = 24 g .

C = 12 u. e) 50%.5 hidrogênio 1g + cloro 106. c) 12%.02) A porcentagem em massa do carbono no CHCl3 (clorofórmio) é: Dados: H = 1 u.5 u a) 1%. Cl = 35. d) 24%.5 g clorofórmio 119.5 100 x 119. b) 10%. carbono + 12 g xg x = 12 x = 119.5 x x = 12 x 100 119.5 g 100 g .5 x = 1200 = 10 % 1200 119.

se a massa de um dos dois permanecer constante.LEI DAS PROPORÇÕES MÚLTIPLAS ou LEI DE DALTON Quando dois elementos reagem formando substâncias diferentes. a massa do outro irá variar segundo valores múltiplos ou submúltiplos 1ª experiência: hidrogênio 4g hidrogênio 4g : 32 : 32 = + oxigênio 32 g água 36 g água oxigenada 68 g 2ª experiência: 32 g 64 g + oxigênio 64 g 1 2 = 32 g 64 g A proporção é de 1 : 2 .

LEIS VOLUMÉTRICAS São as leis relativas aos volumes das substâncias que participam de uma reação As relações entre os volumes dos gases que reagem foram determinada foram determinadas por GAY-LUSSAC .

os volumes reagentes e dos produtos gasosos formam uma proporção constante.Estas leis podem ser resumidas em um único enunciado “ Quando medidos nas mesmas condições de temperatura e pressão. de números inteiros e pequenos “ .

foram medidos os seguintes volumes: hidrogênio 15 L + cloro 15 L gás clorídrico 30 L Simplificando-se esses valores teremos a seguintes relação 1 : 1 : 2 que é uma relação de números inteiros e pequenos .Na reação entre os gases hidrogênio e cloro.

Na reação entre os gases hidrogênio e oxigênio foi medidos os seguintes volumes: hidrogênio 6L + oxigênio 3L água 6L Simplificando-se esses valores teremos a seguintes relação 2 : 1 : 2 que é uma relação de números inteiros e pequenos .

HIPÓTESE DE AVOGADRO Volumes iguais de gases quaisquer. medidos nas mesmas condições de temperatura e pressão encerram o mesmo número de moléculas .

Dados: C = 12 g/mol.4g.8 x m 28 28 m = 246. d) 4.8g. b) 5.8 = 44 m = 8. calcule a massa de N2 no balão B. e) 2.6g.6 g N C O CO2 N2 1 12 = 12 2 14 = 28 2 16 = 32 44 XX X 44 . c) 0. Sabendo que os dois balões têm igual capacidade e apresentam a mesma pressão e temperatura.56g. 44 44 x x mCO2 m N2 n CO2 = n N2 M CO2 M N2 8. O = 16 g/mol. N = 14 g/mol.4 m= 246.01) Um balão A contém 8.4 = 5. a) 56g.8g de CO2 e um balão B contém N2.

c) 1 volume de oxigênio para 3/2 volumes de hidrogênio. nas mesmas condições de temperatura e pressão.02) (Covest – 90) Como produto da eletrólise da água. e) 3/2 volumes de oxigênio para 1 volume de hidrogênio. recolhe-se gás oxigênio no eletrodo positivo (ânodo) e gás hidrogênio no eletrodo negativo (cátodo). d) 1 volume de oxigênio para 2 volumes de hidrogênio. . Assinale que afirmativa representa a razão entre os volumes dos gases recolhidos. b) 2 volumes de oxigênio para 1 volume de hidrogênio. 2 H2O 1 O2 + 2 H2 a) 1 volume de oxigênio para 1 volume de hidrogênio.

d) 30 L. quantos litros de trióxido de enxofre (SO3) serão produzidos a partir de 10 L de O2.03) Para a reação 2 SO2(g) + O2(g)  2 SO3(g). 2 SO2 + 1 O2 1L 10 L V = 20 L 2 SO3 2L V . considerando que todos os volumes foram medidos nas mesmas condições de temperatura e pressão? a) 5 L. c) 20 L. b) 10 L. e) 40 L.

DETERMINAÇÃO DE FÓRMULAS As substâncias podem ser representadas pelas fórmulas CENTESIMAL MÍNIMA e MOLECULAR .

de cada átomo que forma a substância METANO C 75% H 25% Indica que: O metano é constituído por carbono e hidrogênio m 100g de metano existem 75g de carbono e 25g de hidrogênio . em massa.FÓRMULA CENTESIMAL É a fórmula que indica os elementos químicos e as porcentagens.

Podemos calcular a FÓRMULA CENTESIMAL partindo da fórmula molecular. fórmula mínima ou das massas que participam da reação Determine a fórmula centesimal do metano sabendo que 12 g do carbono reagem com 4 g de hidrogênio para a produção de 16 g de metano. carbono 1ª experiência: 2ª experiência: 12 g xg 12 = x 12 x 4 y = 16 100 16 100 x = 75 % de C y = 25 % de H 4 y + hidrogênio 4g yg = 16 100 metano 16 g 100 g = .

5 x x = 12 x 100 100 x e) 50%. 5 x = 10 % .5 b) 10%.5 u a) 1%. x = 1200 119. C = 12 u. g d) 24%.5 12 106. 1g g g g 100 xg c) 12%. 12 119.01) A porcentagem em massa do carbono no CHCl3 (clorofórmio) é: Dados: H = 1 u. Cl = 35. carbon hidrogên clor clorofórm + + o io o io 119.5 = 119.

FÓRMULA MOLECULAR É a fórmula que indica os elementos químicos que constituem a substância e o número de átomos de cada elemento na molécula GLICOSE C6H12O6 Indica que: A glicose é constituída por carbono. 12 átomos de hidrogênio e 6 átomos de oxigênio . hidrogênio e oxigênio Em uma molécula de glicose existem 6 átomos de carbono.

hidrogênio e oxigênio Em uma molécula de glicose existe uma proporção de 1 átomo de carbono. 2 átomos de hidrogênio e 1 átomo de oxigênio fórmula molecular fórmula mínima C6H12O6 CH2O .FÓRMULA MÍNIMA É a fórmula que indica os elementos químicos que constituem a substância e a proporção em número de átomos desses elementos. expressa em números inteiros e os menores possíveis GLICOSE GLICOSE Indica que: A glicose é constituída por carbono.

4 =0.2= 1 mol 16 H2C1O1 fórmula mínima H: soma: 2 + 1 + 1 = 04 . 0.4 mol : 0. Sendo a fórmula mínima desta substância HℓCmOn.).2 mol : 0.4 g e teor de O = 3.2 = 1 mol 12 O: 3. calcule a soma ℓ + m + n.2 =0. teor de C = 2.). O (A = 16 u.2 mol : 0.Podemos calcular a fórmula mínima partindo da fórmula molecular.4 0.2 = 2 mol = 1 C: 2.).2 g. C (A = 12 u.4 g.fórmula centesimal ou das massas que participam da reação 01) (Covest – 2005) Uma substância pura foi analisada em laboratório e foram obtidos os seguintes resultados: Teor de H = 0. Dados H (A = 1 u.

). escreva a fórmula molecular da 0.2 mol : 0. A fórmula mínima desta substância é HℓCmOn.2 = 1 mol fórmula molecular 12 Dados H (A = 1 u. teor de C = 2.obtidos os seguintes resultados: Teor de H = 0. (H2C1O1)n O: 3.2= 1 mol 16 massa molar 90 n = = = 3 massa da fórmula mínima 30 fórmula molecular: H6C3O3 .).2 = 2 mol 1 H2C1O1 substância.4 g. C: 2.4 fórmula mínima H: = 0.4 mol : 0.2 g e massa molar 90 g/mol. C (A = 12 u. teor de O = 3.).2 mol : 0.2 = 0.4 g. O (A = 16 u.4 = 0.

b) SO3.03) (Mackenzie-SP) Ao se analisar um óxido de elemento não metálico Y. A fórmula desse óxido pode ser: a) OF2.5 x 2= Y2O3 Pág. 02 Ex. 6 . Y1O1. c) CO2. encontrou-se a proporção de 1. e) N2O3. d) Fe2O3.5 mols de átomos de oxigênio para 1 mol de átomos de Y.

0g de nitrogênio e 16g de oxigênio.. Qual a sua fórmula molecular? Em 0.0 mol do óxido teremos.5 mol = 1.5 mol do óxido temos.0 mol de oxigênio A fórmula molecular será NO2 . A análise de 0.04) A combustão realizada em altas temperaturas é um dos fatores da poluição do ar pelos óxidos de nitrogênio. 02 Ex.. 7.5 mol de um desses óxidos apresentou 7..0 mol de nitrogênio e 2. 7 1.0 mol Pág..0 14 16 16 = 0. N: O: Em 1. causadores de afecções respiratórias.

12g de hidrogênio. C: 120 = 10 mol C: 20 mol 12 H: 12 = 12 mol H: 24 mol 1 N: O: 1.5 mol de quinina temos.0 mol de quinina teremos..0 mol 1. 1 mol de átomos de nitrogênio e 1 mol de átomos de oxigênio. 02 Ex.. Em 0.0 mol O: 2.tratamento da malária há 120g de carbono. 4 Decisão revisa A fórmula molecular será C20H24N2O2 . da quinina.0 mol N: 2..0 mol Pág..Determine a fórmula molecular Em 1.

1 100g x y 1. 0.2 0.3 = 1.3 = 1.2g de carbono. 1.3 = 1. A decomposição de 1.relacionadas nos itens a seguir a partir dos dados experimentais fornecidos.30% .1 100 x y 1.70% 92. 8 / b hidrogênio hidrogênio.3g 1.1g de acetileno aço) produziu: 1.2 = 0.3g de acetileno (gás utilizado em maçaricos para cortar chapas de  carbono + Pág.3 x = 1.3 y = 1.2g Decisão revisa 0. 03 Ex.1 100 100 120 120 x y x= y = 7.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful