P. 1
Analise Preliminar de Riscos

Analise Preliminar de Riscos

|Views: 4.143|Likes:
Publicado porPauloAnacleto

More info:

Published by: PauloAnacleto on Jun 07, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

05/14/2013

pdf

text

original

IAT – Instituto de Aperfeiçoamento Tecnológico Curso de Engenharia de Segurança do Trabalho Módulo : Gerência de Riscos Tópico: Análise Preliminar de Riscos

Professor : Lucio Antonio Lemes 20 de maio de 2.006

Análise Preliminar de Riscos APR

1

Análise Preliminar de Riscos s Introdução: Consiste no estudo. normalmente definidos mais tarde. com o fim de se determinar os riscos que poderão estar presentes na fase operacional do mesmo. podem existir ainda poucos detalhes finais de projeto sendo ainda maior a carência de informação quanto aos procedimentos. durante a fase de concepção ou desenvolvimento prematuro de um novo sistema. no estágio em que é desenvolvida. s Análise Preliminar de Riscos s Introdução: A APR é normalmente uma revisão superficial de problemas gerais de segurança. s 2 .

SIdentificação. de forma resumida. máquinas e/ou SIdentificação equipamentos previstos para serem utilizados em cada etapa de execução. 3 . as etapas executivas previstas. dos riscos potenciais mais relevantes (gênero e espécie) e respectivas causas/origens (tipos) inerentes de cada etapa de execução. os riscos ocupacionais potenciais inerentes com as respectivas avaliações qualitativas e as correspondentes preventivas necessárias. SIdentificação das ferramentas. abrangendo as seguintes informações: Análise Preliminar de Riscos e descrição sumária dos métodos e processos de execução previstos para cada etapa. através da antecipação.Análise Preliminar de Riscos s Apresentar.

minimização ou controle dos riscos potenciais identificados em cada etapa de execução. 4 . através de análise preliminar dos riscos potenciais que possam ocorrer nos locais de trabalho. Análise Preliminar de Riscos S APR – Por função e/ou cargo laboral. assim como a proteção do meio ambiente (recursos naturais). caso necessário. com as respectivas especificações técnicas.Análise Preliminar de Riscos SAvaliação qualitativa (grau ou gradação) dos riscos potenciais identificados. inclusive os projetos de execução. com objetivo da preservação da saúde e da integridade física dos trabalhadores. avaliação qualitativa e respectivas medidas de controle necessárias de tais agentes de riscos. SDefinição das medidas preventivas de segurança do trabalho necessárias para eliminação. S Elaborar um planejamento da prevenção de acidentes de trabalho para as funções e/ou cargos laborais previstos que participarão nas etapas executivas. pela antecipação.

aumentando de peso e falhando. 1972. Radiação térmica do Sol Voar muito alto em presença de forte radiação. DESPREZÍVEL: A falha não irá resultar numa degradação maior do sistema.Análise Preliminar de Riscos ANÁLISE PRELIMINAR DE RISCOS IDENTIFICAÇÃO: Sistema de vôo 01 SUBSISTEMAS: Asas Projetista: Dédalo RISCO CAUSA EFEITO CAT. Prover tela de linho entre aeronautas para evitar que o jovem. Separação e perda pode causar má sustentação aerodinâmica. Aeronauta pode morrer. Handbook of system na Product Safety. impetuoso voe alto. II. ou contribuir com um risco ao sistema. ou onde a taxa de acumulação de umidade é aceitável para duração da missão. onde o sol manterá as asas secas. podendo ser compensada adequadamente. Manter rígida supervisão sobre aeronauta. RISCO MEDIDAS PREVENCIONISTAS / CORRETIVAS Prover advertência contra vôo muito alto e perto do sol. Restringir área da superfície aerodinâmica. Asas podem absorver a umidade. 5 . Resultado: perda da função e afogamento possível do aeronauta. Análise Preliminar de Riscos CATEGORIAS OU CLASSES DE RISCO I. MARGINAL OU LIMITROFE: A falha irá degradar o sistema numa certa extensão. IV Willie Hammer. porém sem envolver danos maiores ou lesões. nem irá produzir danos funcionais ou lesões. Advertir aeronauta para voar a meia altura. Calor pode derreter cera de abelhas que une penas. IV Umidade Voar muito perto da superfície do mar. O poder propulsivo limitado pode não ser adequado para compensar o aumento de peso.

as principais funções e procedimentos. lesões ou morte. os objetivos. CATASTRÓFICA: A falha irá produzir severa degradação do sistema. 6 . danos substanciais. necessitando ações corretivas imediatas. 1. os ambientes onde se darão as operações. as exigências de desempenho. CRÍTICA: A falha irá degradar o sistema causando lesões. 2.Análise Preliminar de Riscos CATEGORIAS OU CLASSES DE RISCO III. REVER PROBLEMAS CONHECIDOS: Revisar a experiência passada em sistemas ou análogos. ou irá resultar num risco inaceitável. Análise Preliminar de Riscos ETAPAS BÁSICAS NA APR. REVER MISSÃO: Ou seja. resultando em sua perda total. para a determinação de riscos que poderão estar presentes no sistema que está sendo desenvolvido. IV.

ANALISAR OS MÉTODOS DE RESTIÇÃO DE DANOS: Devem ser considerados os métodos possíveis mais eficientes na restrição geral de danos. determinando-se os riscos iniciais contribuintes. 6. procurando as melhores opções compatíveis com as exigências do sistema. 3. perda de função. com potencialidade para causar direta e indiretamente lesões.Análise Preliminar de Riscos ETAPAS BÁSICAS NA APR. DETERMINAR RISCOS PRINCIPAIS: Quais serão os riscos principais. 7 . 4. elaborar as Séries de Riscos. no caso de perda de controle sobre os riscos. perda de material. danos a equipamentos. DETERMINAR OS RISCOS INICIAIS E CONTRIBUINTES: Para cada risco principal detectado. REVISAR OS MEIOS DE ELIMINAÇÃO OU CONTROLE DOS RISCOS: Elaborar uma revisão dos meios possíveis. 5. Análise Preliminar de Riscos ETAPAS BÁSICAS NA APR.

8 .Análise Preliminar de Riscos ETAPAS BÁSICAS NA APR. INDICAR QUEM LEVARÁ A CABO AS AÇÕES CORRETIVAS: Indicar claramente os responsáveis pelas ações corretivas. Nesses casos. a APR pouco adiciona. entretanto. a APR pode ser “colocada em by-pass”. Ressalta-se. sendo imediatamente iniciadas as outras técnicas. Análise Preliminar de Riscos OBSERVAÇÕES FINAIS. no seu domínio de aplicação. a sua reconhecida utilidade. nos quais há bastante experiência acumulada em riscos. designando as atividades que cada unidade deverá desenvolver. logo que forem possíveis. Deve ser lembrado que para sistemas bem conhecidos. 7. A análise preliminar de riscos deverá ser sucedida por análise mais detalhadas ou específicas.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->