P. 1
Perigos Do Atenolol

Perigos Do Atenolol

|Views: 12.978|Likes:
Publicado porGonzagaSantos

More info:

Published by: GonzagaSantos on Jun 10, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOCX, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

01/04/2013

pdf

text

original

Substância

Versão de impressão

Atenolol
Última Revisão: 29/08/2010 Atenolol (ORAL) (nome genérico) (substância ativa). Informações sobre formas de administração, posologia, indicações, contra-indicações, efeitos colaterais/adversos e interações medicamentosas.

REFERÊNCIA ATENOL (AstraZeneca) GENÉRICO Apresentações assinaladas com G SIMILAR ABLOK (BiolabSanus); ANGIPRESS (Biosintética); ANTE NOBAL (Baldacci); ATENOPRES (Hexal); PLENACOR (Bagó) USO ORAL Comprimido 25 mg ATENOL; G Comprimido 50 mg ATENOL; G Comprimido 100 mg ATENOL; G O QUE É O Atenolol é anti-hipertensivo; antianginoso [betabloqueador cardiosseletivo B1; antiadrenérgico beta].

PARA QUE SERVE Angina do peito crônica (angina de esforço) (tratamento); hipertensão arterial. COMO AGE O Atenolol bloqueia os efeitos estimulantes (agonistas) dos neurotransmissores simpáticos, competindo pela ligação nos receptores beta. Diminui a frequência cardíaca (bloqueio B1), a pressão arterial (possivelmente por diminuir o débito cardíaco e a inibição da liberação de renina pelos rins). Funciona com antianginoso por diminuir a demanda de oxigênio pelo miocárdio. Pode, em altas doses, diminuir a função pulmonar (bloqueio B2). Absorção: gastrintestinal (50%). Biotransformação: praticamente não sofre. Ação - início: 2 a 4 horas; duração: 24 horas. Eliminação: fezes (50%, como Atenolol); urina (restante, como Atenolol). COMO SE USA Uso Oral Procurar tomar sempre à mesma hora do dia.
Adultos 1. Angina: iniciar com 50 mg, em dose única diária; aumentar gradativamente até atingir, 1 semana após, aproxidamente 100 mg por dia. ‡ Limite de dose: 200 mg por dia.

2.

Hipertensão: iniciar com 25 a 50 mg, em dose única diária; aumentar gradativamente até atingir, em 2 semanas, 50 a 100 mg por dia.

Idosos Podem ter maior ou menor sensibilidade às doses usuais. Crianças Doses não estabelecidas.

CUIDADOS ESPECIAIS

Risco na Gravidez Risco D: Há evidências de risco em fetos humanos. Só usar se o benefício potencial justificar o risco potencial, em situações de risco de vida ou em casos de doenças graves para as quais não se possa utilizar drogas mais seguras, ou se estas drogas não forem eficazes. Amamentação O Atenolol é excretado no leite (pode ser necessário monitorar criança). Não Usar o Produto Pacientes com infarto agudo do miocárdio; doença broncoespástica; bradicardia sinusal; bloqueio atrioventricular de segundo grau ou maior; choque cardiogênico; insuficiência cardíaca; feocromocitoma não tratado. Avaliar Riscos x Benefícios Quando haja possibilidade de ocorrer insuficiência cardíaca congestiva; insuficiência cardíaca latente (pode levar a insuficiência cardíaca); anafilaxia grave (risco aumentado); pacientes submetidos a cirurgia com anestesia geral; hipertireoidismo; diabetes mellitus (pode mascarar a taquicardia); insuficiência renal (ajustar a dose). Reações Mais Comuns (sem incidência definida) SISTEMA NERVOSO CENTRAL: tontura, fadiga, letargia, vertigem, desmaio. CARDIOVASCULAR: pressão baixa. Atenção ao Utilizar Outros Produtos O Atenolol:
‡

pode aumentar o risco de reações graves com: imunoterapia antialérgica; extratos alergênicos para testes na pele.

‡ ‡ ‡

‡ ‡

pode aumentar o risco de depressão miocárdica e queda de pressão sanguínea com: anestésicos de inalação hidrocarbonados, particularmente o halotano. pode, por aumentar o risco de hiperglicemia, exigir acertos de doses de:antidiabéticos orais; insulina. pode ter sua ação e os efeitos adversos aumentados por: bloqueadores do canal de cálcio; clonidina e guanabenzo (em uso conjunto, perigo de crise hipertensiva se estes produtos forem retirados antes do betabloqueador; retirar antes gradativamente o betabloqueador e a seguir também gradativamente a clonidina ou o guanabenzo). pode ter sua ação inibida por: cocaína. pode diminuir a ação de/ ou ter sua ação diminuída por: simpaticomiméticos; xantinas, particularmente aminofilina e teofilina.

OUTRAS CONSIDERAÇÕES IMPORTANTES ‡ Medir a pressão arterial e a frequência do pulso rotineiramente. ‡ Não ingerir bebida alcoólica. ‡ Cuidado ao dirigir ou executar tarefas que exijam atenção. ‡ Não ingerir sal em excesso. ‡ Não suspender o produto sem orientação médica. ‡ Cuidado com exercício pesado; adequar intensidade com o médico. ‡ Pode mascarar sinais de queda de glicose em diabéticos, além de poder aumentar a glicose. ‡ Checar periodicamente: células sanguíneas; glicose (em diabéticos); eletrocardiograma; função cardíaca; função renal; função do fígado. ‡ Consultar um médico no primeiro sinal ou sintoma de insuficiência cardíaca. ‡ Retirada abrupta da medicação pode levar a: sintomas de angina; infarto do miocárdio e arritmias ventriculares (podem ser precipitadas em pacientes com doença coronária); crises tireoideanas (em pacientes com tireotoxicose).

ATENOLOL ± ASSOCIAÇÕES (VER ORIENTAÇÕES DOS FABRICANTES) G ± Tem Genérico Angipress CD Anti-hipertensivo - hipertensão arterial - comprimido (Atenolol 25 mg + clortalidona 12,5 mg). Biosintética. Angipress CD Anti-hipertensivo - hipertensão arterial - comprimido (Atenolol 50 mg + clortalidona 12,5 mg). Biosintética. Angipress CD Anti-hipertensivo - hipertensão arterial - comprimido (Atenolol 100 mg + clortalidona 25 mg). Biosintética. Atenorese Anti-hipertensivo - hipertensão arterial - comprimido (Atenolol 50 mg + clortalidona 12,5 mg). Hexal. Atenorese Anti-hipertensivo - hipertensão arterial - comprimido (Atenolol 100 mg + clortalidona 25 mg). Hexal. Nifelat Anti-hipertensivo - hipertensão arterial - cápsula (Atenolol 25 mg + nifedipino 10 mg). Biosintética. Nifelat Anti-hipertensivo - hipertensão arterial - cápsula (Atenolol 50 mg + nifedipino 20 mg). Biosintética. Tenoretic 50 mg Anti-hipertensivo;- hipertensão arterial - comprimido (Atenolol 50 mg + clortalidona 12,5 mg). AstraZeneca. G Tenoretic 100 mg

Anti-hipertensivo - hipertensão arterial - comprimido (Atenolol 100 mg + clortalidona 25 mg). AstraZeneca. G

REMÉDIOS COM ATENOLOL EM SUA COMPOSIÇÃO
‡ Ablok ‡ Ablok ‡ Anaten ‡ Angipress ‡ Angipress-cd ‡ Atenegran ‡ Ateneo ‡ Atenobal ‡ Atenoclor ‡ Atenol ‡ Atenolab ‡ Atenolol ‡ Atenolol+clortalidona ‡ Atenopress ‡ Atenorese ‡ Atenoric ‡ Atenorm ‡ Atenoton ‡ Atensiol ‡ Atepress ‡ Betacard ‡ Betalor ‡ Biotenor ‡ Diublok ‡ Neotenol ‡ Nifelat ‡ Plenacor ‡ Ritcor ‡ Tenolon ‡ Tenoretic Plus

Plus

Atenolol
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Atenolol é uma droga que pertence ao grupo dos beta bloqueadores, uma classe de drogas usadas principalmente em doenças cardiovasculares. Introduzida em 1976, o atenolol foi desenvolvido como um substituto para opropranolol no tratamento da hipertensão. A hipertensão é uma condição clínica na qual a pressão sanguínea em repouso excede constantemente 140/90 mm Hg (como definido pela Organização Mundial de Saúde). A hipertensão é um fator de risco para ataques cardíacos, infarto e sérios danos renais.Ao contrário do propranolol que cruza a barreira hematoencefálica e pode ter maior concentração no cérebro, causando efeitoscolaterais como a depressão e pesadelos; o atenolol é especificamente desenvolvido para ser incapaz de passar a barreira hematoencefálica de modo a prevenir este efeito.
¡  

Atenolol
Aviso médico
Nome IUPAC (sistemáti
£¢ ¤ ¨

(RS)-2-[4-[2-hidroxi-3-(1-metiletilamino )propoxy]fenil]etanamida

Identi i d ores CAS ATC PubChem DrugBank Informação quími a Fórmula molecular Massa molar Farmacocinética Biodisponibilidade 40-50%
¦ §¦ ¥

29122-68-7 C 7AB 3 2249 APRD00172
¨

C14H22N2O3 266,336 g/mol

Ligação a proteínas 6-16% Metabolismo Meia-vida Excreção Hepático <10% 6-7 horas Renal Lática (Em fêmeas lactíferas)

Índi

[esconder]

1 Indicações o 1.1 Terapêuticas

Considerações terapêuticas Administração DL50 oral, intravenosa ?

2 Efeitos colaterais 3 Interacções 4 Contra-indicações 5 Farmacocinética

6 Farmacodinâmica 7 Referências 8 Ver também 9 Ligações externas 
 © ©

[ [

it ] I

i

õ
t t renérgi o loqueador ele age eleti amente

it ]Terapêuticas

Por

r

nocoração, diminuindo o ritmo cardíaco e a força de contração cardíaca, consequentemente reduz-se a ressão sistólica e a diastólica e o trabal o cardíaco, diminuindo também o consumo de oxigênio, com estas ações devese indicar este medicamento ara i ertensão arterial sistêmica, angina ectoris,arritmia cardíaca e consequentemente revine o infarto.
[editar]Efeitos

colaterais

esmo não tendo assagem ela barreira ematoencef lica este f rmaco ode ocasionar fadiga,depressão,confusão mental e alucinações, isto ocorre por que como este medicamento diminui a pressão sanguínea a irrigação celular é menor e o cérebro recebe menos oxigênio, mas este s efeitos são raros. utros efeitos colaterais são: náuseas e vômitos, diarréia, bradicardia, impotência sexual, conjuntivite ebroncoespasmo.
[editar]Interacções

Deve-se ter cuidado ao utilizar esta medicação com outras drogas que podem diminuir a pressão sanguínea ou contração cardíaca, dentre elas: 
     

verapamil adrenalina agonista beta adrenérgico clonidina derivadosergóticos antiinflamatório não-hormonal cimetidina

Pelo metabolismo hepático destas drogas também deve -se ter cuidado ao usar concomitantemente. 



fenobarbital rifampicina edicações que contêm cálcio e alumínio interferem na absorção desta droga

[editar]Contra-indicações

Pacientes com asma, hipotensão,diabetes mellitus, e doença renal nesta a dose deve ser ajustada e aí sim pode ser usada), bradicardia frequência cardíaca menor que ), insuficiência cardíaca congestiva.
[editar]Farmacocinética

É rápida e completamente absorvido, com concentração plasmática mais ou menos de uma a três horas após a ingestão. Tem metabolização hepática e seu principal metabólito, o -hidroxipropanolol, tem meia -vida de até sete horas. Tem excreção renal. Atravessa a barreira placentária, portanto tem classificação categoria D pelo FDA, ou seja, tem reconhecido efeito danoso ao desenvolvimento da criança quand o usado na gestação. Também é excretado no leite materno e os lactentes podem ter baixo peso, bradicardia e hipote nsão.
[editar]Farmacodinâmica

A glândula supra-renal produz adrenalina e noradrenalina, hormônios cujos efeitos serão minimizados atenolol. Dos diversosreceptores adrenérgicos, esta droga tem ação específica nos receptores beta-1, que estão predominantemente no coração. Esses receptores ativados produzem aumento da atividade cardíaca e induz maior produção de noradrenalina. Quando o atenolol bloqueia esses receptores, há men or atividade cardíaca, causando diminuição da pressão arterial e do consumo de oxigênio pelo músculo cardíaco. Este medicamento também estimula a produção de nitrato, o que proporciona maior vasodilatação.
[editar]Referências  Atenolol [editar]

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->