P. 1
OAB-Apostila Direito Penal

OAB-Apostila Direito Penal

5.0

|Views: 28.393|Likes:
Publicado porMônica Berrondo
Direito Penal.. quem não gosta? Apostila complementar.
Direito Penal.. quem não gosta? Apostila complementar.

More info:

Categories:Topics, Art & Design
Published by: Mônica Berrondo on Jun 11, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

11/17/2014

pdf

text

original

•Causa é tudo aquilo que contribui para a produção do resultado,
ainda que minimamente.
•Critério de eliminação hipotética – verifica-se se tirando uma das
condutas, o resultado ocorreria de outra maneira.
•Nexo normativo: Só vai responder pelo crime as pessoas que
agirem com Dolo ou Culpa (ex.: os pais do criminoso, a
industria que produz a arma, etc – não tem dolo ou culpa na
conduta do agente do delito), “brecando” o regresso ad
infinitum.

Profa

. Mônica Berrondo

21

Direito Penal
Apostila Complementar

*Causas: tudo aquilo que atua na conduta e interfere no nexo causal.

Causas Dependentes : Origina-se da conduta e está dentro da
linha de desdobramento causal. Não rompe o nexo causal. Há
uma seqüência lógica, onde uma causa anterior é sucedida pela
posterior e assim sucessivamente, chegando ao resultado.
Ex.: Vítima que levou tiro e faz cirurgia em conseqüência
disso. Se houver complicação na cirurgia (infecção, morte
por anestesia, erro médico, etc), o criminoso responde
pelo resultado final.

Causas Independentes : Estão fora do nexo causal e que
produzem por si só o resultado.Se consuma com a mera conduta,
ou seja, consuma-se independente de resultado.
Podem ser:

1) Causas Absolutamente Independentes: O nexo
causal é rompido, segundo Fernando Capez (para o
Damásio não há nexo causal). As causas não se originam
da conduta e estão fora do nexo causal.
Podem ser:

Preexistentes: Há uma causa anterior que não se
origina da conduta do criminoso e que por si só
produz o resultado. Responde o criminoso pelos atos
até então praticados.

Concomitantes: Há uma conduta concomitante
que, por si só produz resultados, independente da
conduta do criminoso, respondendo pelos atos até
então praticados.

Supervenientes: Há uma conduta posterior à
conduta do criminoso, que por si só produz

Profa

. Mônica Berrondo

22

Direito Penal
Apostila Complementar

resultados. O criminoso responde pelos atos até
então praticados.

2) Causas Relativamente Independentes: Se não fosse
por elas o resultado não terria ocorrido como ocorreu.
Originam-se da conduta do agente.
Podem ser:

A)

Preexistentes: Ocorre, na hemofilia e na
diabetes. São causas preexistentes que estão fora do
nexo causal, mas se originam da conduta do agente.
O Criminoso dá causa do resultado, respondendo por
este.

B)

Concomitantes: Ocorre, por exemplo
quando um bandido aponta uma arma para uma
vítima e esta morre de infarte. O criminoso dá causa
ao resultado e responde por este.

C)

Supervenientes (art. 13 § 1° CP): Quando
houver e ela produzir o resultado por si só, não
responde o criminoso pelo resultado e sim pelos atos
até então praticados. Ocorre por exemplo: A atirou
em B. B é socorrido por uma ambulância que, a
caminho do hospital capota e B morre. Nesse caso
rompe-se o nexo causal e a pessoa (A) responderá
por tentativa ou pelos atos praticados até então.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->