PSICOTRÓPICOS Modificadores seletivos do SNC Divididos em: - Antipsicóticos - Ansiolíticos ANTIPSICÓTICOS Psicoses (por exemplo esquizofrenia): alucinações, desorganização do pensamento

. Agentes antigos - álcool - ópio - psicanálise - choque - manicômios Possíveis causas • Fatores hereditários • Vírus • Complicações no parto • Má-nutrição • Hipótese neuroanatômica (volume ventricular aumentado) • Hipótese da dopamina Neurotransmissão dopaminérgica aumentada Antipsicóticos atuam em receptores de dopamina Novos fármacos serotoninérgicos atuam também em receptores adrenérgicos e Não tratam psicoses

diminui secreções/salivação. inibe peristaltismo dopaminérgico D2  antagonismo na via extrapiramidal-nigrostriatal sintomas parkinsonianos (bradicinesia. disfunção sexual adrenérgico α1/α2 colinérgico M1  efeitos anticolinérgicos: estímulo cardíaco. comportamentos Esquizofrenia Síntese de dopamina (DA) Tirosina Tirosina hidroxilase (TOH) DOPA AAD Dopamina (DA) (dihidroxilfenilalanina) Neurotransmissores Dopamina Adrenalina (Epinefrina) Noradrenalina (Norepinefrina) Serotonina Efeitos Colaterais de Antipsicóticos Atividade antagonista de vários receptores no SNC: histamina H1  sedação.Via extrapiramidal-nigrostriatal  locomoção e coordenação Parkinson Via mesolímbica-mesocortical  integração de emoções. rigidez muscular) . dilatação da pupila. tremor.hipotensão.

Classificação dos fármacos 1.Fenotiazínicos Antagonistas de receptores D2 REA Grupo volumoso Semelhante à dopamina Posição pára: planar 3 átomos de C na cadeia lateral Grupo amino R= NH2  Clorpromazina Fluflenazina: 50-70x mais potente que a clorpromazina Perfenazina: Cl ao invés de CF3. 15x mais potente que a clorpromazina 2.Tioxanênicos Antagonistas de receptores D2 REA Piperazina: lipofilicidade Tiotixeno Ésteres: fármacos IM de ação prolongada  1-3 semanas .

Não causa efeitos extrapiramidais . mas não causa efeitos extrapiramidais Aripiprazol: agonista parcial em receptores D2. 5-HT2 e α.risperidona 4.olanzapina .loxapina . .3.clozapina Benzisoxazóis Planejamento racional.quetiapina Molindona: menos potente que haloperidol. hiperlipidemia Benzazepinas Baixo risco de efeitos extrapiramidais.Atípicos – ganho de peso.Outros Ziprazidona Alta afinidade por receptores D2. . .Butirofenonas Antagonistas de receptores dopaminérgicos D2 e serotoninérgicos 5-HT2 Alternativa aos fenotiazínicos REA • Cadeia lateral propila • X= F ou OCH3 • Carboxila é importante para a potência • N terciário • Substituinte em p no anel: aumenta a potência outro Haloperidol – Haldol® 50x mais potente que clorpromazina 3.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful