P. 1
Prevenção Sílica

Prevenção Sílica

|Views: 355|Likes:
Publicado porArmando Ribeiro

More info:

Published by: Armando Ribeiro on Jun 13, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

11/14/2013

pdf

text

original

Medidas de prevenção de exposição à sílica

quarta-feira, 8 de Outubro de 2008

A informação contida nesta página destina-se a todos os profissionais expostos a sílica.

Poeiras
As poeiras são concentrações de partículas de diâmetros muito pequenos que se encontram em suspensão no ar, contaminando o ambiente de trabalho e afectando a saúde dos trabalhadores. Quanto mais pequenas forem as partículas, mais nocivas são e mais profundamente penetram no sistema respiratório, depositando-se nos alvéolos pulmonares, prejudicando seriamente a função respiratória. 3 A concentração total de poeiras mede-se em mg/m . O teor em sílica representa a percentagem de sílica existente nas poeiras. Actualmente, o Valor Limite de Exposição é de 0,025 mg/m3 (NP 1796 de 2007).

Sílica
A sílica é constituída por silício e oxigénio, os dois elementos mais abundantes na crusta terrestre, existindo em variadíssimas formas. Uma das formas mais comuns da sílica é o quartzo e pode aparecer em rochas, areia, cascalho, etc. A sílica cristalina tem dureza elevada, é quimicamente inerte e tem um elevado ponto de fusão, qualidades muito apreciadas em várias utilizações industriais.

Quem está sujeito à Sílica?
TODOS os profissionais de uma grande variedade de indústrias, como por exemplo: - Indústria extractiva, trabalhos em rochas ornamentais e outras pedras para a construção, fabricação de produtos de betão, cerâmica, construção, revestimentos...

fundição,

vidro, metalurgia, engenharia e

Efeitos da Sílica na Saúde
Para avaliação do efeito das poeiras de sílica na saúde, considera-se: concentração de poeiras respiráveis, percentagem de sílica nas poeiras, duração da exposição e susceptibilidade individual.

Os principais efeitos manifestam-se ao nível do Aparelho Respiratório:
-Fibrose pulmonar (Silicose) - Sílico-tuberculose -Enfisema pulmonar -Insuficiência Cardíaca

A manifestação mais comum é a Silicose, caracterizando-se por:
- Ser uma doença pulmonar crónica e incurável - Ter uma evolução progressiva e irreversível - Determinar incapacidade para o trabalho - Aumentar a susceptibilidade à tuberculose

Como Podemos Prevenir a Exposição à Sílica?
- Evitar a formação de poeiras - Avaliar a concentração de poeiras no ar - Usar sistemas de captação de poeiras - Utilizar sistemas de corte e perfuração por via húmida - Regar periodicamente as vias de circulação - Reduzir o tempo de exposição - Formar e informar os trabalhadores sobre os riscos a que estão expostos - Assegurar a protecção individual dos trabalhadores com vestuário e máscaras apropriadas

Legislação Aplicável
- Decreto-Lei n.º 44 308/62, de 27 de Abril (Prevenção Médica da Silicose) - Decreto n.º 44 537/62, de 22 de Agosto (Regula a Prevenção Médica da Silicose)

Reforço da prevenção.Decreto Regulamentar n. sempre que a protecção colectiva for insuficiente . determinar a necessidade de recorrer à utilização de Equipamentos de Protecção Individual.Lei n. A protecção individual face à prevenção deve ser: .Assumida. A avaliação dos riscos pode.Atenderem às exigências ergonómicas e de saúde do trabalhador . obrigatoriamente: Marcação CE Data de validade Declaração de conformidade Manual de informações Boas práticas na utilização de equipamentos de protecção individual .Serem substituídos com a regularidade recomendada pelo respectivo fornecedor ..Serem guardados em locais apropriados de modo a manterem-se limpos enquanto não estão a ser utilizados . de 29 de Julho (Regulamenta a Lei 99/2003. POEIRAS Equipamento de protecção respiratória – máscara para partículas tipo P3 (filtro de maior eficácia) Vestuário de protecção – fato-macaco de cor escura para uma melhor visualização do empoeiramento e de tecido que impeça a acumulação de poeiras (vestuário de protecção tipo 5 contra os produtos químicos sob a forma de partículas sólidas) RUÍDO Protectores de ouvido – adequados ao tipo de ruído.Complementar.Não implicarem por si próprios um aumento de risco . o qual deve ser caracterizado por uma avaliação prévia MANIPULAÇÃO DE PRODUTOS PERIGOSOS .Serem adequados ao utilizador e de uso pessoal .Lei n. de 16 de Novembro (Protecção dos Trabalhadores à Exposição de Agentes Químicos) . de 27 de Agosto (Aprova o Código do Trabalho) . por vezes.Decreto-Lei n. que devem obedecer a uma escolha adequada. de 14 de Novembro (Regime Jurídico do Enquadramento da Segurança. quando não é tecnicamente possível a protecção colectiva . 9 de Outubro de 2008 Considera-se Equipamento de Protecção Individual (EPI) todo o equipamento e qualquer complemento ou acessório destinado a ser usado pelo trabalhador para se proteger dos riscos para a sua segurança e saúde.Não utilizar ar comprimido na limpeza do vestuário de trabalho Não esquecer que a protecção colectiva é prioritária! São diversos os riscos que existem nas actividades que utilizam como matéria-prima produtos que contêm sílica. de 17 de Julho (Aprova a lista das doenças profissionais) Equipamentos de protecção individual quinta-feira. alterado pelo Decreto Regulamentar n.Serem adequados aos riscos a proteger e às condições existentes no local de trabalho .Serem usados de acordo com as instruções do fabricante . de 27 de Agosto.º 441/91. de 5 de Maio.º 99/2003. que Aprova o Código do Trabalho) .Estar conforme com as normas aplicáveis à sua concepção e fabrico em matéria de segurança e saúde .Decreto-Lei n.º 76/2007. face a um risco residual imprevisível ou inevitável Os EPI devem ter.º 6/2001.º 290/2001.º 35/2004. Higiene e Saúde no Trabalho) .

º 348/93.Decreto-Lei n. todas as avarias ou deficiências detectadas nos Equipamentos de que tenha conhecimento Legislação Aplicável: . assim como os seus representantes.Participar. de 10 de Abril (Define as exigências técnicas essenciais dos EPI susceptíveis de condicionar a saúde e a segurança dos seus utilizadores) .Garantir a formação sobre a utilização dos Equipamentos de Protecção Individual . de 29 de Julho (Regulamenta a Lei 99/2003. alterada pela Portaria n.Utilizar correctamente os Equipamentos de Protecção Individual de acordo com as instruções fornecidas .Lei n.Assegurar e manter disponível nos locais de trabalho informação adequada sobre cada Equipamento de Protecção individual . bem como das actividades e sectores de actividade para os quais aquele pode ser necessário) . que aprova o Código do Trabalho) .º 99/2003. químicas. se tal não for possível.º 128/93. de 14 de Junho (Prescrições mínimas para a sinalização de segurança e de saúde no trabalho) .º 1456-A/95.º 1131/93.Decreto-Lei n.Luvas – contra agressões mecânicas. sobre a escolha dos Equipamentos de Protecção Individual São Obrigações do Trabalhador: .Portaria n.Portaria n.Conservar e manter em bom estado o Equipamento que lhe for distribuído .º 141/95.Decreto-Lei n.º 35/2004. de 6 de Outubro (Descrição técnica do equipamento de protecção individual.Avaliar as condições e características específicas dos locais de trabalho e respectivos riscos.Informar os trabalhadores dos riscos contra os quais o Equipamento de Protecção Individual os visa proteger .º 441/91.Lei n. de 11 de Dezembro (Regulamenta as prescrições mínimas de colocação e utilização da sinalização de Segurança e Saúde no Trabalho) .º 988/93.Fornecer os Equipamentos de Protecção Individual (EPI) adequados e garantir o seu bom funcionamento .º109/96.Portaria n. de imediato. de 27 de Agosto. de 1 de Outubro (Prescrições mínimas de segurança e de saúde dos trabalhadores na utilização de equipamentos de protecção individual) . minimizados .Decreto-Lei n. de 14 de Novembro (Regime Jurídico do Enquadramento da Segurança. de 27 de Agosto (Aprova o Código do Trabalho) . de 4 de Novembro. térmicas e eléctricas Cremes de protecção – contra agressões químicas QUEDA DE OBJECTOS E PERFURAÇÃO Calçado de segurança – botas ou sapatos com biqueiras de protecção e solas anti perfuração Capacete de protecção – protege a cabeça de pancadas e quedas de objectos São Obrigações do Empregador: . que devem ser suprimidos ou.Garantir a consulta dos trabalhadores. de 22 de Abril (Estabelece as exigências técnicas essenciais de segurança a observar pelos equipamentos de protecção individual) . Higiene e Saúde no Trabalho) .

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->