Formiga

Conheça a formiga, foto, informações, formigueiro, alimentação, classificação, colônias, reprodução, habitat

Formiga: exemplo de organização social

CLASSIFICAÇÃO CIENTÍFICA: Reino: Animalia Filo: Arthropoda Classe: Insecta Super-ordem: Endopterygota Ordem: Hymenoptera Família: Formicidae INFORMAÇÕES IMPORTANTES: Cabe a formiga rainha a função de reprodução da colônia. A rainha pode viver até 18 anos • As formigas são insetos que sentem o cheiro das coisas através de suas antenas • Num formigueiro existe total organização, sendo que as tarefas são bem divididas entre as formigas • Alimentam-se principalmente de sementes e restos vegetais • Comunicam-se entre si através de liberação de feronomas (compostos químicos) • Algumas formigas podem picar e passar um tipo de ácido que pode irritar a vítima. • Além da rainha, num formigueiro existem as sentinelas (segurança), operárias (fazem os túneis do formigueiro e buscam alimentos) e as enfermeiras (cuidam das larvas) • O acasalamento da formiga rainha acontece num vôo nupcial. Após a fecundação o macho morre e a rainha perde as asas antes de botar os ovos.

CARACTERÍSTICAS PRINCIPAIS: Comprimento: em média 1 cm Cor: depende da espécie, mas a maioria são vermelhas ou pretas Quantidade de espécies: mais de 10.000 espécies catalogadas

Outros Animais

Copyright © 2004 - 2006 Sua Pesquisa.Todos os direitos reservados. Este texto não pode ser reproduzido sem autorização de seu autor. Só é permitida a reprodução para fins de trabalhos escolares.

Formigas
O tratamento e o combate às pragas urbanas requer paciência, manejo integrado e, acima de tudo, bom senso. “Formigas numa UTI de hospital podem trazer riscos à saúde, mas dentro de casa, nem sempre. Além disso, onde há formigas não há baratas. Elas se alimentam dos ninhos de baratas”. Os locais preferidos pelas formigas para fazer os ninhos são: atrás de paredes, armários, tomadas elétricas, condutores de eletricidade, dentro de batentes, portas, janelas, frestas nas calçadas, roda-pés e até mesmo dentro de aparelhos eletrônicos. A maioria destes locais é escondida, de difícil localização. Entre as espécies economicamente importantes, sem dúvida temos: Lava pés (Solenopsis spp.) Causando danos a agricultura e a saúde pública; formiga carpinteira (Camponotus spp.), causando danos a residências, em peças de madeira e em equipamentos eletroeletrônicos. Formiga faraó (Monomorium pharaonis) Largamente espalhada pelo transporte acidental e apresentando alto risco de transmissão de patógenos devido a velocidade de crescimento da colônia em determinada área. Formiga acrobática (Crematogaster spp) Constróem o ninho diretamente no solo ou sob pedras e outros objetos, quando perturbadas podem morder e picar dolorosamente. Formiga fantasma (Tapinoma melanocephalum) Comumente encontrada em árvores doentes, madeiras em decomposição e tendo como principal característica esta espécie o hábito de se movimentar em fileiras perfeitas, preferencialmente infestando alimento rico em açúcar. Também podemos citar como espécies importantes: formiga cabeçuda (Pheidole spp) e pequena formiga de fogo (Wasmannia auropunctata). As formigas apresentam comportamento social e necessitam do comportamento do homem para serem dispersadas por longas distâncias, encontrar locais para construção de ninhos e obter farta alimentação. Vivem em colônias constituídas de indivíduos adultos (rainha e operárias) e crias que compreendem ovos, larvas e pupas. No processo de manutenção da colônia, as operárias adultas exercem atividades externas ao ninho, tais como coleta de alimento e água.

as melhores são aquelas que não matam por contato. o tratamento químico deve observar a característica de fragmentação das colônias. Deixeo os ambientes limpos. Medidas preventivas para o controle de formigas domésticas Os indivíduos que são vistos representam de 5 a 10% do total da colônia. pois.Excluir a prática de fazer pequenos lanches na mesa de trabalho. 1 . cravo da índia.Observar a presença de formigueiros em vasos de plantas e jardineiras. algumas espécies do gênero Camponotus forrageiam neste período.No máximo 30% da população adulta atua nessas atividades. etc. 2 . limão. ao longo de sua trilha 9 . preferencialmente durante a noite. 3 .Se souber de onde as formigas estão vindo. Dentro do manejo integrado de pragas (MIP) a ser adotado. mas sim quando ao entrar nociclo alimentar da colônia 8 .Recolher restos de alimentos e qualquer outro tipo de lixo em recipientes adequados. 5 . 4 . azulejos.. biscoitos. a melhor maneira de atacá-las é aplicar inseticida em pó seco Se usar isca tóxica. protengendo os teclados dos computadores das migalhas de pão.Vedar frestas de pisos. as embalagens de alimentos fechadas e não deixe louças na pia sem lavar. 6 ..Para descobrir de onde elas vêm.Plante hortelã perto de portas e janelas 11 . quebre-as em pequenos pedaços e espalhe pelo jardim.Para espantar as formigas do açucareiro coloque pedaços de limão dentro do açucareiro Controle Apontada como apraga de maior dificuldade de controle da atualidade devido a sua bioecologia. Para tirar as formigas do jardim seque as folhas do tipo pimenta.Identifique os buraquinhos por onde elas saem e tape-os com pedaços de sabão 12 . feche com massa o buraco usado para entrada e saída 7 . deixe iscas atrativas como mel e bolo em tampas de plástico nos cômodos infestados Espere duas horas e observe de onde elas vêm e para onde vão Descoberta a trilha. murcho ou coentro. Inseticidas nas formulações concentrado emulsionável raramente conduz a resultados positivos pois.Não acumular madeira em locais úmidos. portais e de outros locais que ofereçam condições de abrigo para as formigas.Para espantar formigas em armários use fumo picado. O trabalho de inspeção deve ser orientado para o período compreendido entre 12 e 20 horas. estimulam . 10 .Vãos da parede ou instalação elétrica. espalhe hortelã seca.

faz uma pequena escavação e produz sua primeira ninhada. Ocorrem três grupos na colônia: rainhas. Fonte: www. Esta primeira ninhada é alimentada e cuidada pela rainha e é formada geralmente por operárias.a divisão das colônias e consequentemente aumento da infestação da área.000. A rainha é maior que os indivíduos de outras castas. geralmente procura um lugar para nidificar. quando as condições mudam (principalmente a temperatura). O corpo é dividido em três parte (cabeça. A maioria das formigas desloca sua criação de uma parte do formigueiro para outra.fazfacil. A família das formigas possui cerca de 10. mas a grande maioria constrói seus ninhos no chão. outras para armazenamento de alimento. Assim antes de pisar em um bichinho desses pense bem Todas as formigas pertencem a ordem Hymenoptera. Isso representa de 30 a 35% da biomassa animal presente nessa região. Na maioria das espécies. machos e operárias. Seus ninhos podem chegar a mais de 5 m de profundidade. pois ocorre em praticamente todos os ambientes terrestres e estão amplamente distribuídas em países temperados e tropicais. . mas unidas em suas sociedades elas são os organismos dominantes desse planeta. sem asas e compõem a maior parte da colônia. outras em galerias na madeira. A rainha elimina as asas logo após o vôo nupcial. folhas. Classe Insecta e família Formicidae.000 espécies descritas. Os machos também são alados e bem menores que as rainhas.000 espécies de formigas distribuidas em quase todos os ecossistemas. No mundo estima-se quase 10.Certas câmaras no subsolo podem servir como câmaras de criação. Os formigueiros feitos no chão podem ser pequenos e relativamente simples ou grandes e extremamente elaborados. sendo melhor indicado a consulta de um profissional qualificado. Para a natureza o papel desse inseto e de grande importância na reciclagem de nutrientes orgânicos e no fluxo de energia na cadeia alimentar.br Formigas Formiga As formigas individualmente a primeira instancia. As grande diversidade das formigas permite que construam seus ninhos em qualquer tipo de lugar. E uma grande parte delas passaram a acompanhar o homem e as areas urbanas. com muitas galerias. os machos conservam as asas durante toda a vida e as fêmeas somente até o acasalamento. sendo a característica mais marcante a forma do pedúnculo abdominal. têm vida curta e morrem logo depois que acasalam. mas estima-se que o número de espécies possa atingir 20. É o grupo mais bem sucedido de todos os insetos. túneis e labirintos. Todas vivem em colônias organizadas. Os insetos estéreis são ápteros. Na Floresta Amazônica 1 hectare de solo possui cerca de 10 milhões de formigas. Algumas formam seus ninhos em cavidades de plantas. Após o acasalamento o macho morre e a rainha começa uma nova colônia. geralmente aladas. mesossoma e gáster ). são insignificantes.com. As operárias são geralmente fêmeas estéreis.

sudorese.geocities. cabo-verde ou formiga vinte-e-quatrohoras de cor negra. Algumas espécies são portadoras de um aguilhão abdominal ligado a glândulas de veneno. Mas lembrem-se esses insetos são de grande importância para o meio ambiente. . Sua picada é pouco dolorosa. predando pequenos seres vivos. tomam conta do trabalho da colônia e daí por diante a rainha não faz mais quase nada. necrose e infecção secundária. ocorrem na selva amazônica. gênero Eciton (subfamília Dorilinae). pupa e adulto A comunicação entre os indivíduos da mesma espécie é bem eficaz e se realiza através do tato ou de substâncias químicas. De interesse médico são as formigas da subfamília Myrmicinae. são carnívoras e se locomovem em grande número.com Formigas Formiga Formigas são insetos sociais pertencentes à ordem Hymenoptera. Fonte: br. Podem haver mais de uma rainha por colônia. seiva ou néctar. devido ao fato de se alimentarem de recursos disponivéis nesses locais. Seus hábitos alimentares são bastantes variados.Logo que estas crescem. O corpo é formado por cabeça. fungos. A subfamília Ponerinae inclui a Paraponera clavata. messosoma e gáster. a formiga tocandira. Outras ainda utilizam mecanismos como a vibração e até a audição. Seu ciclo de vida é constituído por quatro fases: ovo. superfamília Formicoidea. Este último é articulado com o messosoma por um pedicelo abdominal ou pedúnculo. Sua picada é extremamente dolorosa e pode provocar edema e eritema no local. compreendendo inúmeras operárias e guerreiras (formas não capazes de reprodução) e rainhas e machos alados que determinarão o aparecimento de novas colônias. capaz de atingir 3 cm de comprimento e encontrada nas Regiões Norte e Centro-Oeste. estufas e casas. como as formigas-de-fogo ou lava-pés (gênero Solenopsis) e as formigas saúvas (gênero Atta). Algumas formigas podem se apresetar como sérios problemas em jardins. Algumas são carnívoras (insetos). A picada pode ser muito dolorosa e pode provocar complicações tais como anafilaxia. Sua estrutura social é complexa. a não ser botar ovos. larva. As formigas de correição. taquicardia). ocasionalmente acompanhada de fenômenos sistêmicos (calafrios. outras alimentam-se de plantas. As formigas podem se alimentam da excreção de outros indivíduos e a troca de comida entre indivíduos é comum (trofalaxia).

Cerca de 24 horas após. A ferroada é extremamente dolorosa e uma formiga é capaz de ferroar 10-12 vezes. Complicações Processos alérgicos em diferentes graus podem ocorrer. o que leva a uma pequena lesão dupla no centro de várias lesões pustulosas.0 cm no local.5 a 1.rj. alcoólatras e incapacitados. Pode haver infecção secundárias das lesões. por via oral. Acidentes múltiplos são comuns em crianças. Quadro Clínico Imediatamente após a picada.gov. A morte celular provocada pelo veneno promove diapedese de neutrófilos no ponto da ferroada. podendo haver folhas de permeio à terra da colônia. erisipela. sendo inclusive causa de óbito. fixando suas mandíbulas na pele e ferroando repetidamente em torno desse eixo. onde a fração mais importante é a Solenopsin A. O paciente atópico é mais sensível. Argentina e Uruguai. podendo ocorrer abscessos.As formigas-de-fogo tornam-se agressivas e atacam em grande número se o formigueiro for perturbado. comuns em todo o Brasil. que é reabsorvida em 7 a 10 dias. celulites. forma-se uma pápula urticariforme de 0. seguido da aplicação de corticóides tópicos. Menos de 10% têm constituição protéica. 30 mg. A analgesia pode ser feita com paracetamol e há sempre a indicação do uso de anti-histamínicos por via oral. As espécies mais comuns são a Solenopsis invicta. Tratamento O tratamento do acidente por Solenopsis sp (lava-pés) deve ser feito pelo uso imediato de compressas frias locais. A dor é importante. originária das Regiões CentroOeste e Sudeste (particularmente o Pantanal Mato-Grossense) e a Solenopsis richteri. Anafilaxia ou reações respiratórias do tipo asmático são emergências que devem ser tratadas prontamente. originária do Rio Grande do Sul. mas.saude. a formiga lava-pés vermelha. esta cede e o local pode se tornar pruriginoso. Diagnóstico O diagnóstico é basicamente clínico. A primeira é responsável pelo quadro pustuloso clássico do acidente. com o passar das horas. O formigueiro do gênero têm características próprias: tem inúmeras aberturas e a grama próxima não é atacada. de efeito citotóxico. Acidentes maciços ou complicações alérgicas têm indicação do uso de prednisona. após a melhora das lesões. a pápula dá lugar a uma pústula estéril. As saúvas. causada pelo rompimento da pústula pelo ato de coçar. com pouco efeito local mas capaz de provocar reações alérgicas em determinados indivíduos. a formiga lava-pés preta. podem produzir cortes na pele humana com as potentes mandíbulas. Fonte: www.br . Infecção secundária é mais comum. Ações do Veneno O veneno da formiga lava-pés (gênero Solenopsis) é produzido em uma glândula conectada ao ferrão e cerca de 90% é constituído de alcalóides oleosos. diminuindo-se 5 mg a cada 3 dias.

com Formigas As poderosas da terra Os formigueiros reproduzem a sociedade ideal: organizada. lesmas.grilos. Essas últimas fazem o trabalho pesado: constroem o ninho. assim. A maioria das formigas em uma colônia é formada por fêmeas. Pertencentes ao grupo de insetos sociais. construindo pequenos túneis. As formigas saca-saias formam filas imensas e. nos jardins. Algumas rainhas põem 30 mil ovos em poucas semanas. nas ruas.que nascem nas folhas. limpam. Existem mais de 12 mil espécies de formigas. aranhas .As primeiras formigas que nascem já saem procurando alimento para a mãe-rainha e as irmãs mais novas. Fonte: www. . se os bichos . Existem algumas espécies que fazem mal às plantações: são pragas. ajudam a espalhar as sementes. Outras espécies comem sementes de plantas e. suas perninhas espalham bactérias pelo hospital e podem prejudicar os doentes. As espécies mais conhecidas são a saúva-cortadeira-de-folhas. Desse modo. a lava-pés e a formiga-correição ou saca-saia. As formigas existem em todos os lugares. reprodutoras (rainhas) e não reprodutoras (operárias). Parece impossível? Não no mundo das formigas. assim. Alguns cientistas dizem que as formigas são descendentes das vespas. milho). como moscas. Um formigueiro dura de três a 20 anos. Outras espécies comem sementes e cereais (trigo. A ferroada da lava-pés provoca muita dor. A saca-saia é caçadora e só come carne.não saírem da frente. Algumas espécies de formigas fazem seus ninhos embaixo da terra.Elas cortam folhas de plantas para guardar no formigueiro. limpa e eficiente Uma sociedade extremamente organizada. as raízes das plantas conseguem tirar mais oxigênio e crescem melhor. baratas.curiosidadeanimal. Isso é bom para as plantas e a terra.1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 Formigas Formiga As formigas são a maior população de insetos da Terra. besouros ou outras formigas. em casa e até em hospitais. As formigas são importantes na natureza porque comem outros insetos. Os túneis deixam o ar penetrar no solo e. que não possui nenhum tipo de liderança. são devorados. Elas existem há mais de 100 milhões de anos. As abelhas e vespas são ``primas'' das formigas. comem os fungos -um tipo de bolor ou mofo. Conseguem andar em lixos contaminados. coletam comida e água. elas vivem em colônias. Dentro do ninho. as tarefas são divididas entre as castas e cada uma cumpre seu papel. Depois. passear por garfos e facas e depois caminhar pelos corredores. Essas espécies trabalham como as minhocas.

536 espécies de formigas catalogadas no mundo. grãos e alimentos diversos. Ninho: Colônias pequenas. larvas. Morfologia: Medem cerca de 8 mm. Porém. ambos perdem as asas e retornam ao solo. que rainhas virgens e machos voam do ninho para acasalar. Origem: América do Sul. Nas espécies nas quais não ocorre revoada. A operária com maior porte físico e pré-disposição hormonal desenvolve um aparelho reprodutor e assume o posto. e até outros insetos.000 conhecidas.000. e protegem o formigueiro. QUENQUÉNS Quenquéns Nome científico: Acromyrmex sp. Sua coloração varia de castanho-claro até negro. onde a fêmea cava um buraco para iniciar a criação de sua própria colônia. Em certas espécies. Alimentação: Alimenta-se de um fungo que cultiva e parte da seiva de plantas. geralmente na primavera. É durante a revoada. Existem 9. Após o coito. Outros gêneros podem comer vegetais. alguns indivíduos têm mandíbulas muito grandes. Localização atual: Do sul dos Estados Unidos até o centro da Argentina. Ele dará início a um cultivo que será a refeição principal das formigas. Em casos mais raros. apresentando apenas uma ou poucas panelas. com exceção do Chile. as formigas são muito úteis para a fertilização do solo. e em alguns casos a rainha. as formigas só agem como pragas em ambientes alterados pelo homem. como carnes e doces. não há nenhuma. uma das rainhas abandona seu formigueiro acompanhada de algumas operárias para fundar uma nova colônia. residências e hospitais. as soldados diferem-se das operárias comuns por terem partes do corpo maiores. pois em áreas naturais fazem parte do equilíbrio ecológico. mas estima-se que a quantidade real seja cerca de 18. Apesar de causarem estragos em plantações. FANTASMA . As formigas cortadeiras (coletoras de folhas) carregam dentro da boca um pedaço de fungo. tirado de sua colônia de origem. Só no Brasil são mais de 2. principalmente cabeça e mandíbulas.alimentam machos. pela renovação do substrato orgânico e controle de outras pragas (pelas carnívoras). podendo até colaborar com infecções. Uma colônia pode ter apenas uma ou várias rainhas.

Localização atual: Brasil. rodapés. Origem: África ou Oriente. Uruguai e parte da Argentina. Localização atual: Da América Central até Sul do Brasil. madeiras e árvores. Um ninho maduro vai de 80 cm a cerca de 4 m de profundidade. Ninho: Fica atrás de azulejos. Origem: África ou Ásia. Ninho: É subterrâneo.5 a 25 mm. são escuras e possuem pernas longas e finas. Morfologia: Com cerca de 3. têm coloração avermelhada e abdome pronunciado.5 mm. Contém dezenas de rainhas e milhares de operárias e crias. Origem: América do Sul. Alimentação: Fungo cultivado e parte da seiva de plantas. O escapo (segmento da antena .3 e 1. com túneis e câmaras interligadas. LOUCA Formiga Louca Nome científico: Paratrechina longicornis. Alimentação: Todos os tipos de alimentos. com cabeça e tórax escuros e abdome e pernas claros. Morfologia: Variam entre 1. Morfologia: Medem de 1. Flórida (EUA) e Costa Rica.Formiga Fantasma Nome científico: Tapinoma melanocephalum. SAÚVA-LIMÃO Saúva Limão Nome científico: Atta sexsdens. com preferência por doces. Localização atual: Regiões tropicais.5 mm. batentes de portas. Venezuela.

Pedicelo ou cintura Estreitamento entre o tórax e abdome. Mandíbulas Localizadas na parte anterior da cabeça. possuem três pares de pernas. Ninho: Atrás de pedras. verduras e até refrigerantes. Garras Cada perna possui um par de garras (tarsais). Também são usadas para limpeza do corpo. divide-se em três partes (protocérebro. Cada uma é dividida em cinco segmentos. doces. em calçadas. deutocérebro e tritocérebro). furar. regurgitados conforme a necessidade das larvas e da rainha. segurar e esmagar alimentos. Alimentação: Carnes. têm como funções serrar. Papo Primeiro estômago. armazena alimentos líquidos (ou a parte líquida da comida ingerida). Pernas Como todos os insetos. Anatomia da Formiga Cérebro Com cerca de 500.mais próximo à cabeça) é extremamente longo. que permitem o deslocamento desses insetos em superfícies lisas ou inclinadas. telhados. cortar. Exoesqueleto ou cutícula Esqueleto externo e quitinoso que recobre o corpo e assegura a rigidez do adulto. frutas. além de servir para defesa. Diferencia as formigas dos outros insetos. Glândula posfaríngea . madeiras e fendas entre paredes.000 neurônios.

por onde as formigas tateiam. mas na maioria fabrica um veneno com alcalóides e peptídios. secretam enzimas digestoras. algumas formigas podem enxergar até muitas centenas de metros. com o primeiro segmento alongado e os restantes formando ângulo com o primeiro. Coração Vaso dorsal que distribui a hemilinfa ("sangue" dos insetos) da região posterior para a anterior. Apenas algumas espécies a possuem. informam as companheiras sobre pistas. Glândula de veneno Em muitas espécies produz o ácido fórmico (daí o nome de formiga). irrigando o cérebro. Tem efeito paralisante nas presas. formando o sistema de excreção. Glândula de Dufour ou básica Secreta feromônios que orientam as formigas. que quando injetado pode irritar o local ou causar graves reações alérgicas. Olhos Dependendo da espécie. como fontes de alimentos. Antenas Formigas são os únicos insetos que possuem antenas em forma de cotovelo. Íleo (intestino delgado) No íleo se abrem os túbulos de Malpighi (tubos verdes). Glande metapleural Secreta substâncias anti-sépticas contra micróbios. produzem feromônios e misturam os componentes que originam o odor da colônia (o reconhecimento colonial). Glândula mandibular . Sistema nervoso É composto pelo cérebro e gânglio subesofágico na cabeça e por três gânglios torácicos e gânglios abdominais no cordão nervoso ventral. Produz e armazena lipídios (gorduras). Têm função sensitiva. Ferrão Arma de defesa usada para injetar veneno. Estômago verdadeiro Digere e absorve os alimentos. Uma vez depositados no ambiente por um indivíduo. enquanto outras são quase cegas. que se ligam ao reto (bolsa rosa). sentem cheiros e se orientam.Só ocorre nas formigas.

ou seja. pois escondem-se sob pedras. As espécies consideradas pragas em jardins e hortas são compostas pelas formigas cortadeiras: saúvas e quenquéns. naturalista francês que visitou o nosso País na época do império. introduzirem nutrientes a este. A maioria das pessoas não sabe. pela qual não passa nada sólido. por promoverem a aeração do solo. tem a função de limpeza das antenas Juliana Tiraboschi Fonte: revistagalileu. O material vegetal é picado em pedaços bem pequenos e incorporados neste fungo. Não existe ainda uma forma eficaz de se controlar naturalmente formigas cortadeiras. com estratégias complexas de sobrevivência. estratégias simplistas não têm efetividade de controle por alguns motivos: 1 ) Tamanho de ninhos . Por isso a sua permanência no ambiente até os dias de hoje. controlar espécies de artrópodes. Saint Hilare. pragas ou peçonhentos e controlar a população de outras formigas. Esporão Presente no primeiro par de pernas. ou apresentam somente um orifício pelo qual entram e saem as operárias.com Formigas As formigas são insetos sociais.globo. até que a Saúva (nome de origem indígena) começassem a atacar. montes de palha. Estas cortam material vegetal e levam para dentro do ninho. são pouco tóxicas ao homem e de preço acessível. Os índios se estabeleciam e começavam o cultivo de suas roças. Desta forma. Entre ela e a boca. forçando a migração das tribos. deve-se avaliar a necessidade de um controle da espécie de formiga em questão. As iscas tóxicas (formicidas) são as mais eficientes no mercado. são fáceis de aplicar. como um predador ou formigas deoutras colônias. Deve-se ainda respeitar a indicação de iscas para jardinagem amadora e para a agricultura. as formigas usam uma bomba de sucção na faringe. há a cavidade (ou filtro) infrabucal. Sua utilização deve ser feita seguindo-se criteriosamente as instruções contidas no rótulo. já dizia: "ou o Brasil acaba com a saúva a saúva acaba com o Brasil". se ela está realmente ocasionando algum dano às plantas ou oferecendo risco de acidentes às pessoas. onde cultivam um fungo do qual se alimentam. Esta última não pode ser utilizada na área urbana Como controle. mas muitas espécies de formigas em jardins são extremamente benéficas ao meio ambiente.Produz feromônios de alarme. Os ninhos das saúvas são facilmente observados por apresentarem um monte de terra solta. Já o das quenquéns são mais difíceis de serem visualizados. que sinalizam a presença de algum perigo. Alguns pesquisadores têm realizado pesquisa no sentido de manipular extratos vegetais tóxicos às formigas e seu fungo para controlá-las. O poder de ataque e organização destes insetos é tão grande que forçavam as nossas populações indígenas a serem nômades. Boca Para comer.

Com isso. A fragmentação pode ocorrer naturalmente ou pode ser induzida . foi realizamos um trabalho em um condomínio onde foi identificado um ninho com 650 M2 de área e. Caso a rainha tenha sucesso e encontre um local adequado. na natureza existem inter-relações entre as saúvas e um outro grupo de formigas cortadeiras. OBS: Quando as formigas cortam uma planta. Enquanto a rainha estiver no período de fundação da colônia ela sobreviverá do metabolismo dos músculos alares que serão transformados em energia para a sobrevivência da rainha. enquanto ela esteve sendo alimentada em sua colônia de origem. possuem várias rainhas inseminadas dentro de uma única colônia. Assim. desenvolvemos o controle somente dessas formigas. provocando uma paralisação apenas temporária (geralmente 3 meses) da atividade de corte das formigas saúvas. Por causa disso. as quenquéns. Esta rainha iniciará a postura dos primeiros ovos onde eclodirão as primeiras larvas. sua base atrativa é a base de polpa de laranja.fazendacoqueiral. A fundação de uma nova colônia através da fragmentação ocorre também quando a densidade populacional da colônia está bastante alta. pois são desenvolvidas para o controle de formigas que ocorrem principalmente em laranjeiras. Há pouco tempo. as técnicas preconizadas de uso de Pó e Fog (aparelho que gera uma fumaça tóxica com inseticida) não são efetivos. formigas de colônias pequenas e discretas que cortam à noite. 3 ) Inter-relações Embora seja sempre citado o problemas com saúvas. pode-se protegê-la por meio de um cone invertido. que agravam o problema. Rainhas. Em uma área. A fragmentação ocorre naquelas espécies de formigas que são poligínicas. O proprietário da área pretendia construir uma piscina no lugar. Como sempre nos chamam a atenção os ninhos de saúva pelo seu tamanho. A rainha irá alimentá-las então depositando ovos especiais de tamanho maior denominados ovos de alimentação ou ovos tróficos. para impedir a subida das formigas Fonte: www. Rainhas e machos partem de diferentes colônias e copulam em pleno vôo. dependendo da espécie. fazendo com que este pareça estar vindo de fora da área. No interior do cone deve ser utilizada graxa.Um ninho de saúva adulto pode atingir 5 a 8 m de profundidade. 2 ) Espécies Dentro do grupo conhecido como das Saúvas existem pelo menos 28 espécies descritas. geralmente existem poucos ninhos de saúva. Com a sua morte. isto é. adaptadas a diferentes ambientes e com diferentes hábitos de coletas de plantas. devido à competição alimentar. deveria possuir 6 metros de profundidade. A rainha pode copular com até 8 machos. Devido à profundidade do ninho. pois controlam as primeiras camadas do formigueiro. não sendo muitas vezes efetivo no controle de outras espécies. e vários de quenquém que. Apesar de milhares a milhões de indivíduos saírem para o vôo nupcial a maior parte irá morrer pois outros animais poderão comê-los. por condições climáticas adversas ou simplesmente porque as rainhas não encontrarão local adequado para iniciar um novo ninho. não se proliferam muito.br Formação de uma nova colônia A fundação de uma nova colônia pode se dar pelo vôo nupcial ou pela fragmentação da colônia. atado ao caule. Ocorre vôo nupcial quando a colônia já é madura.com. ela irá escavar uma pequena câmara e se fechará nela para sempre. muitas vezes podem ocorrer problemas de afundamento de terrenos. Além disso. pela idade. Assim que as primeiras operárias emergirem estas irão abrir a câmara e iniciar o processo de procura de alimento para alimentar as larvas recém eclodidas e a rainha. armazenou energia suficiente para sobreviver o período de fundação. o simples uso de iscas pode não ser efetivo. e operárias com crias partem para novos locais e fundam ali uma nova colônia. existe uma intensa proliferação das quenquéns. Imagine o prejuízo.

pois as formigas perceberão cheiros estranhos e as rejeitarão. quando percebem o cheiro do inseticida. Consiste na retirada do ninho escavando-se o local até encontrar a(s) panela(s) de fungo juntamente com a rainha. dividindo a colônia em vários pedaços e piorando a infestação. Iscas Granuladas: são de fácil utilização consistindo de pequenos pedaços de substrato (peletes) com substâncias muito atrativas às formigas impregnados com um ingrediente ativo tóxico (inseticida). Em ninhos muito antigos. Este método é encarecido devido a aparelhagem e mão-de-obra especializada. Uma solução caseira para o problema da formiga doméstica é injetar. ou na presença de substâncias repelentes como substâncias químicas (inseticidas). As iscas oferecem segurança para o aplicador e permitem que o controle seja realizado em áreas de difícil acesso. Sua utilização não deve ser realizada em dias chuvosos e solos úmidos. líqüidos termonebulizáveis ou gases liqüefeitos. pois as espécies de formigas urbanas possuem ninhos com milhares de operárias (formigas que trabalham). dezenas de rainhas (que botam ovos) e cria (ovos. como rachaduras nas paredes e frestas em azulejos. A aplicação tem mais sucesso quando feita em terrenos secos. Líquidos Termonebulizáveis: consiste na introdução de inseticida líquido diretamente nos olheiros do formigueiro por meio de aparelhos que produzem fumaça tóxica. Pós secos: os formicidas formulados em pós secos são aplicados diretamente dentro do formigueiro por meio de polvilhadeiras (bombas insufladoras de pó). cujas panelas geralmente são muito profundas a eficiência desta formulação é limitada. FORMIGAS DOMÉSTICAS O controle de formigas domésticas é difícil. . Gases liquefeitos: são gases comprimidos em embalagens apropriadas que serão liberados diretamente no interior de olheiros por meio de mangueiras adaptadas a uma válvula de saída. Esta metodologia deve ser utilizada sempre que as formigas são observadas. Métodos de Controle FORMIGAS CORTADEIRAS Controle Mecânico: este tipo de controle somente é viável quando o formigueiro ainda é jovem. É um controle efetivo principalmente quando a área infestada é pequena. Métodos de Prevenção Para prevenir o ataque das formigas caseiras. O inseticida utilizado deve ter ação rápida e agir por contato. Sua eficiência depende na correta aplicação e na eficiência do ingrediente ativo nela contido.quando ocorre aumento excessivo de temperatura e umidade. pode-se fazer um sachê com gaze ou qualquer outro tecido de malha fina e colocar lá dentro alguns cravos-daíndia. As iscas mais eficientes são aquelas que possuem ingrediente ativo de ação lenta. mas nem sempre surte o efeito desejado. pois não matam as formigas por contato. As formigas odeiam o seu cheiro. larvas e pupas) e. Utilizar inseticidas em "spray" não dá bom resultado. Durante a aplicação as iscas não devem ser manuseadas. deixar o ambiente o mais limpo possível. Controle Químico: o controle químico pode ser efetuado por meio de iscas granuladas. Terrenos úmidos dificultam a penetração do pó. possibilitando que as carreguem para dentro do formigueiro sendo distribuída por todo o fungo. pós secos. uma solução 1:1 de água com detergente de lavar-louças dentro das frestas de azulejos e batentes de portas por onde saem as formigas. consertar falhas nas estruturas. com auxílio de uma seringa. tratam de fugir para um local bem seguro. Para que elas não cheguem nos açucareiros.

uma vez que sua alimentação é variada e seus hábitos também. sementes ou brotos em geral. sempre divididos em várias câmaras. Habitat Costumeiramente fazem seus ninhos no solo ou nas raízes de grandes árvores. O inseticida é então aplicado. Desta forma não é garantido o sucesso do controle. reflorestamento. Porém. Grupo: Cortadeiras Características Em geral estão por toda parte. inseticidas formulados em pós secos podem ser utilizados. não agir por contato. ao invés de três como a saúva.Empresas especializadas podem fazer uso de inseticidas com aparelhos de aerosol. possuir ação lenta e ter baixa toxicidade a mamíferos. pois fragmenta as colônias. mas geralmente nos campos e áreas verdes. Neste tipo de controle. sendo esta última bem maior. mudam de um local para o outro. A grande diferença entre a formiga quenquem e a saúva é seu tamanho. Grupo: Doceiras Características Em geral são diversos e mais complexos os tratamentos para controle destas espécies. A forma mais eficaz de se controlar uma infestação por formigas domésticas é a utilização de iscas tóxicas. mas ambas atacam vorazmente as plantas. A isca ideal deve ser atrativa para um grande número de espécies. incluindo as habitações. ou gramados. e a quenquen possui quatro pares de espinhos no dorso do tórax. A utilização de inseticidas em spray para o controle de formigas não é eficaz. mas sempre à base de folhas das plantações. jardins e plantas ornamentais. sabe-se que a aplicação de substâncias químicas provoca a fragmentação das colônias. e seu maior prejuízo é na lavoura. Alimentação Muito variada. Habitat . Quando os ninhos estão localizados dentro de conduítes de eletricidade. o ninho deve ser localizado e furos devem ser feitos na parede ou estrutura de madeira acima e abaixo deste.

em vasos. leite. Alimentação É muito variada. que serão dados durante o período de garantia do serviço. O controle de formigas é complicado.com. pois estes insetos conseguem ter uma distribuição muito grande no imóvel. pães. pois desta forma aumenta-se os cristais responsáveis pelo efeito residual nas superfícies por onde circulam estas pragas. . ovos. bolos.Com exceção da Camponotus e da Tapinoma que fazem seus ninhos em madeiras podres ou ocadas tais como portões e batentes de portas e janelas. com excessão da wasmannia auropunctata que mantém sua dieta preferencialmente por carnes e óleos. carnes. caso contrário não será dado garantia. etc. bigas de telhados. além de injeções em olheiros e focos. as outras espécies fazem ninhos nos mais diversos locais. pincelamentos de microcápsulas. aplicações mal feitas podem acarretar em um número maior de formigas ao invés de diminuir. As formigas urbanas desfragmentam suas colônias aumentando assim o número de indivíduos.br 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Formigas Operária de formiga "falsa-tocandira" (Dinoponera). rachaduras nas estruturas. como jardins. O controle eficiente consiste em suportes. manteiga. conduítes elétricos. fundos de armários. sempre optando por alimentos adocicados. Observe os caracteres que diferenciam as formigas dos outros insetos da ordem Hymenoptera: primeiro segmento da antena mais cumprido do que a cabeça e um segmento com forma de "cintura" entre o tronco e o gáster. acarretando dificuldades em um controle único. são injetados produtos em mais focos. aparelhos eletroeletrônicos e outros. mas todas as outras espécies se alimentam de doces. Desta forma é possível alcançar o nosso objetivo. pulverização e até a utilização de gel formicida. ou mesmo dentro das próprias residências utilizando-se de espaços ocos como ôcos de azulejos. METODOLOGIAS DE CONTROLE No Controle de Formigas deverão ser feitas 2 (duas) aplicações do produto líquido (PULVERIZAÇÕES). frutas. cascas de árvores e outros. por baixo de pias. Estes monitoramentos podem ser injeções.protech-online. em conjunto com um produto de ação instantânea. polvilhamento dos conduítes e caixas de força com pó inseticida e monitoramento com a aplicação de gel formicida. Fonte: www. pois estes aparecerão após a primeira aplicação. Os produtos utilizados serão o microencapsulado para obter cristais aderidos à parede e piso das áreas tratadas (efeito residual). caixas ou pedaços de madeira abandonados ou simplesmente estocados. Para melhorar a eficiência do tratamento deverão ficar acertados 2 (duas) aplicações com intervalo de 10 a 20 dias uma da outra.

mas acredita-se que esse número deve dobrar quando as faunas das copas das árvores e do folhiço das florestas tropicais forem mais bem estudadas. Elas vivem exclusivamente em colônias. Um deles é o primeiro segmento da antena. que em geral é mais comprido do que a cabeça. segmento que une o tronco ao gáster. Atualmente. Rainha (esquerda) e operária de formiga arborícola (Cephalotes). estabelecem uma forma de comunicação. encontrados desde o Equador até aproximadamente latitudes de 50 graus. As formigas são insetos terrestres. cerca de 10 000 espécies são conhecidas. que são muito ricas em receptores mecânicos e olfativos. O outro é um pecíolo. país onde se registrou maior número de espécies. Os fósseis mais antigos foram descobertos em depósitos sedimentares da Formação Santana. do nível do mar a altitudes de cerca de 3 mil metros.As formigas surgiram há cerca de 100 milhões de anos. Das 16 subfamílias. Todas as formigas pertencem a uma só família (Formicidae). quando a América do Sul e a África ainda estavam unidas. Ao tocarem as antenas. sete ocorrem no Brasil. A vida em sociedade . que fica na fronteira entre o Ceará e Pernambuco. Dois detalhes anatômicos podem distinguir as formigas de outros insetos da ordem Hymenoptera ápteros.

as formigas param de crescer. que pode atingir dezenas de milhares de indivíduos. as colônias são fundadas por diversas rainhas. cabe à rainha fundadora alimentar as larvas. O alimento das larvas deve ser rico em proteínas. Então. Entretanto. Ovos e pupas não se alimentam. Essas formigas têm hábitos nômades. perde as asas e procura ou escava um abrigo. Pequeníssima parte de uma colônia madura de Camponotus. a rainha reduz bastante suas atividades. A maioria das espécies de formigas tem hábitos oportunistas e dieta generalista. Para isso. vivem as formigas-de-correição. manutenção e ampliação do ninho e defesa da colônia. onde coloca os primeiros ovos. Por isso elas precisam ingerir açúcares apenas para repor os gastos energéticos. ela desce à terra. com base no conhecimento sobre os padrões de distribuição. com fêmeas férteis (rainhas) e estéreis (operárias). em colônias com milhares de indivíduos. Depois que os ovos eclodem. praticamente limitando-se a botar ovos. grande parte das espécies vive em regiões restritas. Depois de atingir a fase adulta. Depois de fecundada por um ou mais machos. porque essa é a fase de crescimento. Em colônias maduras. Operária de Camponotus carregando ovos colocados pela rainha da colônia Em geral. Nos trópicos.possibilita o cuidado cooperativo à prole e a divisão de trabalho reprodutivo. as colônias são fundadas por apenas uma fêmea alada. cuidado da prole. ela busca alimentos ou regurgita os que estocou em seu tubo digestório. As operárias assumem as demais tarefas: busca de alimentos. mas apenas uma mantém o posto: a rainha vencedora repele ou mata as outras. As larvas transformam-se em pupa e depois nascem as primeiras operárias. Em algumas espécies. Isso sugere uma ampla distribuição pelos ecossistemas. elas alternam períodos estacionários (quando se reúnem em acampamentos . a população pode chegar a milhões de indivíduos. Na verdade.

Diversas espécies bebem líquidos açucarados produzidos por pulgões. cochonilhas e outros insetos aparentados. Operária de Camponotus em posição típica de defesa. além de serem os primeiros decompositores a atacar carcaças de animais mortos nas matas tropicais. acontecem os ciclos de produção de novos indivíduos. . em que toda a colônia se transfere de lugar. em troca de alimentos (em geral néctar). outras utilizam substâncias produzidas nessas glândulas para marcar trilhas. sendo consideradas as principais pragas agrícolas no Brasil. Durante os ciclos de deslocamento. na parte final do abdômen. esguicham veneno no ar As formigas são responsáveis por uma parcela significativa da reciclagem de nutrientes e aeração das camadas superficiais do solo. com prejuízos estimados em milhões de reais. Com o ferrão elas injetam substâncias que paralisam suas presas. Como são muito abundantes. que serão usadas por suas companheiras. Algumas espécies mantêm associações simbióticas com plantas: as formigas "protegem" essas plantas contra a ação de herbívoros. dos quais dependem exclusivamente para se alimentar. um ferrão que é ligado a glândulas. que é a fase de crescimento. Para afastar os eventuais predadores. As formigas dessa espécie não têm ferrão. A vida em colônias e a dominância comportamental no solo e na vegetação tornaram as formigas responsáveis pelo controle da população de outros insetos. Pupa de uma rainha de formiga. Essa fase é a última antes de atingir a fase adulta e representa a metamorfose completa entre a larva.temporários) e períodos de deslocamento. Há espécies de formigas que predam outros artrópodes. as numerosas colônias desfolham a vegetação. As saúvas e quem-quens criam fungos. e a fase adulta Muitas formigas possuem. Algumas cortam folhas e outras partes de plantas que servem de substrato para o crescimento do fungo.

com. este soldado de formiga-de-correição (Eciton) defende a colônia e ataca as presas.scipione.Com poderosas mandíbulas em forma de foice. Fonte: www.br .

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful