P. 1
Identificação das características da carga

Identificação das características da carga

|Views: 840|Likes:
Publicado porllokkaum

More info:

Published by: llokkaum on Jun 19, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

11/08/2012

pdf

text

original

Identificação das características da carga & Preparo para o transporte

Prof° -Renata

Máquinas. onde são utilizados batedores da Polícia Rodoviária Federal e guindastes especiais. devemos observar se estamos tratando com carga geral ou a granel. gases. como é o caso do transporte de enormes turbinas de usinas hidrelétricas através das rodovias brasileiras. Como nosso foco é a logística de transporte internacional a qual envolve normalmente o transporte marítimo e o aéreo. No estudo de viabilidade da embalagem. grãos e minérios são alguns exemplos de carga a granel. sendo importante conhecer muito bem as restrições impostas pelo modal e a necessidade de infra-estrutura especial para deslocamento e operações de carga e descarga. A marcação da carga é um outro aspecto importante na preparação para o transporte. gasosos ou sólidos. . Dentre as inúmeras características que a marcação deve possuir estão a legibilidade. componentes e peças são alguns exemplos de uma enorme gama de produtos considerados como carga geral. A carga a granel é representada por produtos líquidos. se são radioativas ou perigosas. e armazenadas em tanques ou silos. a avaliação acerca da natureza da carga torna-se fundamental. devemos apurar questões como perecibilidade. Preparação para o transporte Na preparação para o transporte. consideramos economias que poderão ser obtidas em função do modo de transporte a ser utilizado. visto que envolve um estudo detalhado acerca do risco de ocorrência de danos à carga e da adequação de materiais utilizados na confecção da embalagem. nesse caso. A carga geral caracteriza-se por uma variedade muito grande de produtos. Ela serve para identificar os detentores da carga. O transporte e manuseio de cargas perigosas é regulamentado internacionalmente e uma série de restrições são impostas ao transporte aéreo. sendo. fragilidade. As cargas com dimensões e pesos especiais possuem tratamento diferenciado por parte dos transportadores. que podem ser transportados de diferentes modos. periculosidade e dimensões e pesos considerados especiais. Cargas perecíveis necessitam de infra-estrutura especial de refrigeração. Já as cargas frágeis precisam de embalagens reforçadas e manuseio cuidadoso durante transporte e transbordos. informar como manuseá-la e qual o tipo de carga. normalmente transportados por esteiras ou dutos. permanecendo legível durante todo o trânsito da cadeia logística. Várias são as finalidades dessa marcação. mandatária a utilização de etiquetas com símbolos pictóricos estabelecidos pelas normas ISSO. cada vez mais empresas vem terceirizando essa atividade. Essa análise é mais técnica. a marcação da carga e a conveniência ou necessidade de utilizá-la. Uma etiqueta deve ser completa e resistir. Nessa avaliação.Técnico logístico II Identificação das características da carga Na identificação das características da carga. a indelibilidade e o atendimento a requisitos de localização e conformidade. Devido as suas características técnicas. Combustíveis. automóveis. o processo decisório envolve o tipo de embalagem. como por exemplo.

Veja a seguir as classificações básicas de carga: . é composta de mercadorias protegidas por embalagem apropriada. Em razão disso. transportadores e seguradoras. é costume classificar as cargas de acordo com a sua natureza. possibilidade de danos a carga e o custo do serviço (frete mais outras despesas correlatas) são algumas variáveis usualmente consideradas nessa análise. nem rodoviária. confiabilidade de entrega. Por exemplo. consideramos também o estudo a respeito da escolha do modal de transporte. o transporte aéreo é bastante caro e limitado em termos de peso e espaço disponível nas aeronaves. porém mais lentamente. valor da carga. se for o caso. Diversas são as variáveis que entram nesse processo decisório. Esse estudo enfoca principalmente a equação entre os tipos de cargas. o modal de transporte é escolhido com base nos seguintes requisitos: • • • • • velocidade de entrega. flexibilidade de rota. Tipos de carga A carga. Por exemplo. de embalagens e de transportes. Cada modal possui diferentes características que determinam sua adequação ao transporte de cargas específicas. A unitização pressupõe o agrupamento de um ou mais itens de carga geral que serão transportados como uma unidade única e indivisível. Nem todos os tipos de transporte são adequados para todos os tipos de cargas. Relação peso-volume. os custos de aluguel ou aquisição dos equipamentos e de outro.Finalmente. Em geral. distância da movimentação. sendo mais indicado o transporte dutoviário. os benefícios normalmente concedidos pelos embarcadores. através do transporte marítimo. Por outro lado. Os equipamentos normalmente utilizados são os pallets e os containers. matérias-primas a granel. custos de transporte. temos que considerar o conceito de unitização. hidroviário ou ferroviário. através de descontos nas tarifas de frete e prêmios de seguro. de modo que fiquem prontas para o transporte. ainda dentro dessa preliminar que antecede o transporte. A análise de viabilidade envolvendo a unitização deve considerar. por questão de segurança. de uma lado. como o carvão ou minério de ferro. devido a facilitação no manuseio e maior segurança imposta contra riscos de danos ou furto da carga. em regra. gases e combustíveis não devem ser transportados via aérea. As características físicas de uma carga podem limitar as alternativas de transporte. ou ainda. para produtos perecíveis. Escolha do modal de transporte Ainda relacionado ao planejamento da operação logística. são transportadas de forma mais barata. Este transporte é considerado apropriado para produtos de pequeno volume e alto valor agregado. competição inter e intramodal. possível deteriorização da qualidade.

pode provocar acidentes. Neo-Granel: Corresponde ao carregamento formado por conglomerados homogêneos de mercadorias. Carga Frigorificada:é a carga que necessita ser refrigerada ou congelada para conservar as qualidades essenciais do produto durante o transporte. Pode ser: Solta: inclui os volumes acondicionados sob dimensões e formas diversas. substâncias tóxicas (venenosas) e substâncias infectantes. carregamento e descarregamento devido à grande quantidade de pequenos volumes. As Recomendações para o Transporte de Produtos Perigosos das Nações Unidas. cujo volume ou quantidade possibilita o transporte em lotes. sem acondicionamento específico. sólidos inflamáveis e semelhantes. sacarias. em um único embarque (exemplo: veículos). fardos. substâncias oxidantes e peróxidos orgânicos. carnes etc.Carga Geral: é a carga embarcada e transportada com acondicionamento (embalagem de transporte ou unitização). danificando outras cargas ou os meios de transporte e colocando em risco as pessoas que a manipulam. com marca de identificação e contagem de unidades. com base no tipo de risco que apresentam. dividem esse tipo de carga nas seguintes classes: explosivos. tais como frutas frescas. e à variedade de mercadorias. de carga geral. . em virtude de sua natureza. Carga Perigosa:é a carga que. Há perda significativa de tempo na manipulação. líquidos inflamáveis. caixas de papelão e madeira. Carga a Granel:é carga líquida ou seca embarcada e transportada sem acondicionamento. trigo etc. Unitizada:é uma carga constituída de materiais (embalados ou não) arranjados e acondicionados de modo a possibilitar a movimentação e armazenagem por meios mecanizados como uma única unidade. gases. tais como petróleo. ou seja. engradados. materiais radioativos. tambores etc. sem marca de identificação e sem contagem de unidades. sujeitos a perdas e avarias. corrosivos e variedades de substâncias perigosas diversas.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->