Você está na página 1de 1

Industrializao no Brasil - Classificada como RETARDATRIA ou TARDIA, como caracterstico da maioria dos pases subdesenvolvidos.

. Sendo assim, em muito impelida pelo capital estrangeiro e enfatiza os bens de consumo em sua produo. Embora timid amente instaurada no sculo XIX, onde preponderou o artesantato, esta s se fez inflamar nos ltimos 100 anos, quando consolidaram-se no pas a mo de obra assalariada e o cultivo de caf, produto crucial para o acmulo de capitais, que, no entanto, viu seus preos reduzidos ao ab surdo durante a Crise de 1929, impelindo um processo incipiente, mas que se inflamaria j alguns anos depois, na Segunda Guerra Mundial: O investim ento na indstria nacional, recrudescido com a substituio das importaes instaurada com a inpcia das indstrias europeias. crucial notar que tudo is so no se deu em escala nacional, mas, como tpico quando se admite tal processo em um pas subdesenvolvido, inicialmente apenas no Sudeste, o que se explica por fatores como a presena, na regio, do Porto de Santos e das poucas malhas ferrovirias at ento existentes em nosso territrio. - A partir dos anos 1950, tem-se a abertura do Brasil para os investimentos est rangeiros, bem como a concepo de empresas estatais como a Petrobrs, fundada em 53. Ocorre a ascenso da indstria automobilstica, que, por meio de mpetos estrangeiros, sobrepujaria o transporte ferrovirio pelo resto da histria do pas. - O atual dilema da industrializao brasileira resume-se busca de uma forma congru ente com a qual arrostar a Terceira Revoluo Industrial, que, paradoxalmente s demai s, no valoriza o trabalhador de baixa escolaridade - a mo-de-obra barata -, ou sequer as matrias-primas em geral. Priorizam-se, agora, a obteno de um sistema educaciona l de alto nvel e a formao de novos mercados consumidores.