P. 1
tecnicas de Semeadura

tecnicas de Semeadura

|Views: 171|Likes:
Publicado poraguiarmieco

More info:

Published by: aguiarmieco on Jun 23, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

02/24/2013

pdf

text

original

Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro - UNIRIO Disciplina de Microbiologia – Turma de Nutrição

TÉCNICAS DE SEME ADURA

1- Técnica de Semeadura em Estrias:
Objetivo - Obter o crescimento do microrganismo no meio de cultura afim de: ⇒ Estocar a bactéria; ⇒ Estudar seu metabolismo em uma prova “bioquímica”; ⇒ Avaliar sua capacidade de crescimento ou não no meio de cultura; Procedimento – Será utilizado um tubo com Agar Nutriente Inclinado. Assepticamente, semear o microrganismo com auxílio de alça ou agulha de níquel cromo, fazendo estrias na superfície (ápice) do meio. Estria

2- Técnica de Semeadura em Picada :
Objetivo - Verificar a motilidade do microorganismo no Agar Semi-Sólido. Procedimento - Semear o microrganismo com auxílio de uma agulha de níquel cromo, fazendo uma picada no centro do meio de cultura penetrando até a metade da sua altura. Após o período de incubação interpretar o resultado: ⇒ Bactéria móvel: crescimento por todo meio de cultura. ⇒ Bactéria imóvel: crescimento somente no local da picada. Picada

3- Técnica em Semeadura em Esgotamento :
Objetivo - Obter colônias isoladas, o que permite distinguir os diferentes microrganismos em um material ou cultura microbiana através da sua morfologia colonial. Procedimento - Semear o material ou a cultura microbiana com auxílio de uma alça de níquel cromo, fazendo seqüências de estrias na superfície do meio de cultura da placa de Petri (Esgotamento Inicial). Fazer seqüências de estrias de modo a obter o esgotamento do inoculo da alça (estrias do bordo para o centro da placa) e consequentemente permitir que os microrganismos se desenvolvam formando colônias isoladas. A flambagem da alça entre cada seqüência de estrias aumenta a probabilidade de obtenção de colônias isoladas.

Esgotamento Inicial

Seqüências de Estrias

1

Comvexa (d). Umbelicada (e). Rizóide.. INTERPRETAÇÃO DOS RESULTADOS DO TESTE DE MOTILIDADE Imóvel Móvel 2 . Lisos (h). Friável.MORFOLOGIA COLONIAL Recomendações Gerais para Descrição da Morfologia Colonial: Forma Tamanho (aproximado) Elevação Bordos Superfície Consistência Densidade Outras: “Puntiforme”. Com Brilho.). Circular (h. Pigmentos Fluorocrômicos. Média dos diâmetros da colônia em milímetros Plana (a). Mucóide. Produção de Pigmentos Não Difusíveis.. Opaca Butirosa. i. Filamentosos (s) Lisa. Ondulada (j).. Rugosa. Irregular (q). Crenados (m). Translúcida Produção de Pigmentos Difusíveis. Opaca. Produção de Odores. Radiada (k).

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->