P. 1
Estatistica Aplicada Ed 2010

Estatistica Aplicada Ed 2010

|Views: 26.436|Likes:

A apostila Estatística Ambiental foi inicialmente utilizada no progra-ma de Pós-Graduação Lato Sensu, Planejamento e Gestão Ambiental e no Curso de graduação em Gestão Ambiental, na disciplina Estatística Aplicada, tendo como objetivo informar o discente sobre os princípios básicos da estatística, relacionando-a com a metodologia científica, possibilitando um entendimento básico sobre o assunto. Hoje a apostila é também utilizada em cursos de graduação e desde 2009 mudou o título para Estatística Aplicada.

A apostila Estatística Ambiental foi inicialmente utilizada no progra-ma de Pós-Graduação Lato Sensu, Planejamento e Gestão Ambiental e no Curso de graduação em Gestão Ambiental, na disciplina Estatística Aplicada, tendo como objetivo informar o discente sobre os princípios básicos da estatística, relacionando-a com a metodologia científica, possibilitando um entendimento básico sobre o assunto. Hoje a apostila é também utilizada em cursos de graduação e desde 2009 mudou o título para Estatística Aplicada.

More info:

Published by: William Costa Rodrigues on Jun 24, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial No-derivs

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF or read online from Scribd
See more
See less

11/30/2015

pdf

A experimentação é a forma que o pesquisador, seja na área científica ou social,
encontra para estimar os dados da pesquisa que irá realizar.
Os princípios básicos da experimentação científica são:
a. A experimentação deverá ter impreterivelmente repetições, para assegurar que a
resposta não foi obtida por mera casualidade e sim por inerência do tratamento.
b. A casualização é um princípio fundamental, pois permite que o experimento possa
ser regido por efeitos gerais a todos os experimentos. Assim as parcelas dos trata-
mentos deverão ser distribuídas ao acaso pelo experimento, caso a área experimental
não apresente uniformidade;
c. O controle das variáveis aleatórias (chuva, vento, temperatura, efeito antrópico,
etc.), deverá ser controlado, caso não seja possível, recomenda-se que o efeito seja
igual para todos os tratamentos ou itens testados;
d. O experimento deverá ser realizado de acordo com uma técnica já conhecida e testa-

da;

e. Caso a técnica a ser utilizada seja original, esta deverá ser experimentada antes de
ser utilizada na experimentação;
f. Os modelos estatísticos a serem utilizados na experimentação deverão ser adequados
ao que se pretende responder, ou seja, deverá haver uma adequação da metodologia
(objetivos) com o modelo, para que os resultados possam levar o pesquisador a uma
resposta coerente e segura;
g. Amostragens regulares, quando possíveis, pois permitem uma melhor análise dos

dados;

h. Certificação de que as pessoas envolvidas na experimentação possuam treinamento e
conhecimento a cerca do modelo estatístico e da metodologia a ser empregada.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->