P. 1
CONCEITOS E CLASSIFICAÇÃO DOS SERVIÇOS PÚBLICOS

CONCEITOS E CLASSIFICAÇÃO DOS SERVIÇOS PÚBLICOS

|Views: 1.826|Likes:

More info:

Published by: Wendel Rodrigues Barbosa on Jun 28, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOCX, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

05/09/2013

pdf

text

original

CONCEITOS E CLASSIFICAÇÃO DOS SERVIÇOS PÚBLICOS

Conceito: Corresponde a toda atividade desempenhada direta ou indiretamente pelo Estado, visando solver necessidades essenciais do cidadão, da coletividade ou do próprio Estado. É todo aquele prestado pela Administração direto, indireta ou por agentes delegados, sob normas e controles estatais, com o objetivo de satisfazer às necessidades coletivas. PRINCÍPIOS INERENTES AO SERVIÇO PÚBLICO Continuidade:o serviço público deve ser permanente prestado ao usuário, não podendo ser interrompido, a não ser em hipóteses previstas em lei ou contrato. Generalidade: também conhecido como princípio da impessoalidade, de acordo com esse princípio todos os usuários que satisfaçam às condições legais fazem juz à prestação do serviço, sem qualquer discriminação, privilégio, ou abusos de outra ordem. O serviço público deve ser estendido ao maior numero possível de interessados, sendo que todos devem ser tratados igualmente, ou seja isonomia para com a prestação dos serviços públicos. Eficiência: deve o Estado prestar seus serviços com a maior eficiência possível. A eficiência reclama que o Poder Público se atualize com os novos processos tecnológicos, de modo que a execução seja mais proveitosa com o menos dispêndio. Modicidade: os serviços públicos devem ser prestados a preços módicos, razoáveis, devem ser estabelecidos de acordo com a capacidade econômica do usuário e com as exigências do mercado, evitando que o usuário que por não deter de tais condições por se encontrar em dificuldade financeira não seja excluído do universo de beneficiários do serviço público. Cortesia: o destinatário do serviço público deve ser tratado com cortesia, deve ser tratado bem, visto que o serviço que lhe é ofertado não é um favor. Trata-se da consecução de um dever do Poder Público, ou de quem lhe faça as vezes, pago de forma direta ou indireta pelo usuário, que tem o direito ao serviço. É um tratamento urbano, educado, é um dever legal, e não simplesmente uma exigência do bom convívio em sociedade. DIREITOS E DEVERES DOS USUÁRIOS Direitos: os usuários de serviços públicos têm direito ao recebimento do serviço e direito à indenização no caso de ser mal prestado ou interrompida a prestação, provocando prejuízos ao particular. Deveres: os usuários de serviços públicos devem obedecer os requisitos de ordem administrativa apresentando dados que a administração requisitar, os de ordem técnica os quais são os quais são as condições técnicas necessárias para Administração prestar o serviço e os de ordem pecuniária no que diz respeito à remuneração do serviço. CLASSIFICAÇÃO Serviços delegáveis e indelegáveis: serviços delegáveis são aqueles que por sua natureza, ou pelo fato de assim dispor o ordenamento jurídico, comportam ser executados pelo estado ou por particulares colaboradores. Serviços indelegáveis são aqueles que só podem ser prestados pelo Estado diretamente, por seus órgãos ou agentes. Serviços administrativos e de utilidade pública: são aqueles que o Estado executa para compor melhor sua organização. Os serviços de utilidade pública se destinam diretamente aos indivíduos. Serviços coletivos (uti universi) e singulares (uti singuli): são serviços gerais, prestados pela Administração à sociedade como um todo, sem destinatário determinado e são mantidos pelo pagamento de

ressalvados os cargos em comissão. por sua possibilidade de lucro. em vista de suas disponibilidades orçamentárias. após segue-se o provimento do cargo. o servidor estável não pode mais der exonerado por conveniênci a da Administração. representam atividades de caráter mais industrial ou comercial. (art. II . pode ser por invalidez permanente. podem estabelecer a retribuição a seus funcionários. art. Estabilidade: é a garantia de permanência no serviço público outorgada ao servidor que. será integralmente computado para a aposentadoria e a disponibilidade. Pensão por morte: corresponderá à totalidade dos vencimentos ou proventos do servidor fal ecido. acessíveis a qualquer que de prova da capacidade exigida´. dentro ou fora do mesmo Poder. embora recebendo os respectivo s vencimentos. . 37. incapacitados para s uas funções. 40. exoneração ( de ofício ou a pedido do interessado. excluindo expressamente os estrangeiros. moral e intelectual é um fato que a lei reconhece e por vezes aprecia e apura. é o meio técnico posto à disposição da Administração para obter -se moralidade. e proporcionar aos interessados igual oportunidade. eficiência e aperfeiçoamento do serviço. para os funcionários com funções iguais ou assemelhadas do L egislativo e do Judiciário.I) a todos os brasileiros. Aposentadoria: é a garantia de inatividade remunerada reconhecida aos servidores que já prestaram longos anos de serviço. ou se tornara. Acumulação de cargos.impostos. ou serviços assistenciais e protetivos. ou lhes atribuir menor renumeração. empregos e funções públicas: sua proibição visa impedir que uma mesma pessoa passe a ocupar vários lugares ou exercer várias funções sem que as possa desempenhar proficientemente. Paridade de vencimentos: os Poderes. os proventos sempre serão integrais quando por tempo de serviço. tem validade de 2 anos.Normas Constitucionais pertinentes aos servidores Acessibilidade aos cargos: (CF. Serviços singulares são os individuais onde os usuários são determinados e são remunerados pelo pagamento de taxa ou tarifa. condiciona ao preenchimento do requisitos estabelecidos em lei. como sucede na seleção do pessoal para as funções públicas. Vedação de equiparações e vinculações: proíbe o tratamento jurídico paralelo de cargos e funções desiguais e a subordinação de um cargo a outro. Serviços sociais e econômicos: serviços sociais são os que o Estado executa para atender aos reclamos sociais básicos e representam ou uma atividade propiciadora de comodidade relevante. o STJ já decidiu que ³a desigualdade física. Concurso: é obrigatório. § 5º) Cômputo do tempo de serviço: o tempo do serviço público prestado a qualquer das entidades estatais. contados da homologaç ão. compulsória (atingido a idade limite) ou voluntária. nem demitido sem se apurar a infração em processo administrativo ou judicial. nomeado por concurso em caráter efetivo. desde que não esteja sendo processado) e a dispensa (ao admitido pela CLT). ou a qualquer fator quE funcione como índice de rea justamento automático. já que o teto salarial máximo são os pagos pelo Executivo. através da nomeação ( é ato de provimento de cargo que se completa com a posse e o exercício) do candidato aprovado. de modo a criar uma injusta disparidade. Desinvestidura de cargo ou emprego público: pode ocorrer por demissão (puniç ão por falta grave). tenha transposto o estágio probatório de 2 anos. prorrogável uma vez. até o limite estabelecido em lei. Serviços econômicos são aqueles. mas nunca pagar -lhes mais.

Abrangência das normas constitucionais: são normas impositivas para os três Poderes e para todas entidades estatais. Demissão de vitalícios e estáveis: dependem. em qualquer caso ( estável . não condiz com a realidade. devendo apenas afastar -se com prejuízo da renumeração. pois as normas legais aplicadas a estes são muito específicas. Reintegração: é a recondução do servidor ao mesmo cargo de que fora demitido. porém. uma vez reconhecida a ilegalidade da demissão em decisão judicial. Competência da Justiça comum: de acordo com a CF. 95 e 128). emprego ou função. Responsabilização civil dos servidores: sua responsabilização por danos causados a terceiros do exercício de suas atividades depende da comprovação da existência de dolo o u culpa de sua parte. não podem ser exonerados ex officio. portanto devem ser julgadas pela Justiça Comum. pode exercê -lo sem perder o cargo. 41. arts.Exercício de mandatos ele tivos: não é vedado ao servidor. autárquicas e fundacionais. . compete à Justiça do trabalho decidir toda e qualquer reivindicação do servidor público. com o pagamento integral dos vencimentos e vantagens do tempo em que e steve afastado.processo administrativo). de sentença judicial em que se lhe assegure ampla defesa (CF. diferente dos trabalhadores regidos pela CLT.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->