Consequências das migrações.

Consequências das migrações As migrações têm reflexos demográficos, sociais e económicos, nas áreas de partida e nas de chegada, quer pela deslocação de grande número de pessoas, quer pelas características da maioria dos migrantes - indivíduos jovens e jovens adultos, sobretudo do sexo masculino.

CONSEQUÊNCIAS DAS MIGRAÇÕES INTERNACIONAIS

ÁREAS DE PARTIDA

ÁREAS DE CHEGADA

ÁREAS DE PARTIDA
Desequilíbrio na estrutura da população: -- por idades - dá-se o envelhecimento da população; - por sexos - ficam mais mulheres do que homens. Redução da taxa de natalidade. Diminuição da população activa. Abandono dos campos agrícolas nas áreas rurais. Recepção de poupanças enviadas pelos emigrantes.

ÁREAS DE CHEGADA Rejuvenescimento da população: - -aumento da população jovem e adulta; - aumento da taxa de natalidade, pois os imigrantes costumam ter filhos do que os naturais dos países de chegada. Aumento da mão-de-obra barata: - os imigrantes aceitam trabalhos menos atractivos e menores salários, pois ou são pouco qualificados ou as suas qualificações não são reconhecidas ou aproveitadas. Aumento da população residente em bairros de habitação precária: - a maioria dos imigrantes, pelo menos inicialmente, não tem acesso a uma habitação com qualidade. Aumento do racismo e da xenofobia: - a população do país de chegada tende a responsabilizar os imigrantes pelo crescimento da criminalidade e do desemprego. mais

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful