Você está na página 1de 2

INSTITUTO FEDERAL SUL-RIO-GRANDENSE ENGENHARIA ELÉTRICA METODOLOGIA CIENTÍFICA

Júlio César Viana, Rafael Brasil da Silva

NOTAS DE RODAPÉ As notas de rodapé destinam-se a prestar esclarecimentos ou tecer considerações que não devam ser incluídas no texto para não interromper a sequência lógica da leitura. Essas notas devem ser reduzidas ao mínimo e situar-se em local tão próximo quanto possível do texto, não sendo aconselhável reuní-las todas no fim de capítulos ou da publicação. Dessa forma, tais notas se localizam na margem inferior da mesma página onde ocorre a chamada numérica recebida no texto, sendo separadas do texto por um traço contínuo de 4 cm, datilografadas em espaço simples e com caracteres menores do que o usado para o texto. Além disso, usa-se espaço duplo para separar as notas, entre si. As notas de rodapé são, em geral, associadas à marcação de um número sobrescrito no final do texto a ser comentado com a nota ao pé da página.

Exemplo: No pé da página, uma linha separa a anotações: 1 para a primeira anotação na página., 2 para a segunda anotação, e assim por diante. Como demonstrado no exemplo acima, para se fazer a chamada das notas de rodapé usa-se algarismos arábicos, na entrelinha superior sem parênteses, com numeração consecutiva para cada capítulo ou parte, evitando-se recomeçar a numeração a cada página. Quando as notas forem em número reduzido, pode-se adotar uma seqüência numérica única para todo o texto.

Há dois tipos de notas de rodapé: 1. Explicativas São utilizadas para comentários, complementações ou traduções que interromperiam a seqüência lógica, se colocados no texto (devem ser claras e sucintas). Quando se referem a comentários e/ou observações pessoais do autor (por

-Ibidem ou Ibid.: seguinte ou que se segue . a trabalhos não publicados e a originais não consultados. -Cf.mesma página de uma obra já citada anteriormente. -loc.Universidade Federal de Minas Gerais Portal São Francisco – Normas da ABNT. As notas de indicação bibliográfica devem conter o sobrenome do autor. data da publicação e outros dados para localização da parte citada. cit. mas citadas pelo autor.: no lugar citado . -Idem ou Id.com. pois o único dado que varia é a página. expressões e abreviaturas latinas. -Op. Em alguns casos é preferível repetir tantas vezes quantas forem necessárias as indicações bibliográficas. quando se tratar de citação de diferentes obras do mesmo autor. embora as mesmas devam ser evitadas. mas com intercalação de notas. seq.exemplo concessão de bolsas e auxílios financeiros para realização de pesquisa. Bibliográficas São em geral utilizadas para indicar fontes bibliográficas permitindo comprovação ou ampliação de conhecimento do leitor. www. : expressão latina que pode ser usada em substituição ao nome do autor. Fonte: Normas da ABNT . títulos do autor e outros). expressão latina que pode ser usada em substituição aos dados da citação anterior. 2.: abreviatura usada para recomendar consulta a um trabalho ou notas. São também usadas para indicar dados relativos à comunicação pessoal. para indicar textos relacionados com as afirmações contidas no trabalho. na mesma página. É muito comum o uso de termos. Essas expressões só podem ser usadas quando fizerem referência às notas de uma mesma página ou em páginas confrontantes. -passim: infomação retirada de diversas páginas do documento referenciado. Essa orientação aplica-se também a artigos de publicações periódicas. endereços. remeter o leitor a outras partes do mesmo trabalho ou outros trabalhos para comparação de resultados e para incluir a tradução de citações feitas em língua estrangeira ou indicar a língua original de citações traduzidas.br . cit. quando houver intercalação de outras notas.usada quando não se quer citar todas as páginas da obra referenciada.: na obra citada anteriormente. nomes de instituições. Exemplos de expressões latinas: -apud: única expressão latina que se pode ser usada tanto no texto como na nota de rodapé.admbrasil. -et. uma vez que dificultam a leitura.