P. 1
Proposta Pedagogica

Proposta Pedagogica

|Views: 760|Likes:
Publicado porluciana_25

More info:

Published by: luciana_25 on Jul 04, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

11/07/2012

pdf

text

original

PropostaPedagógica-2009

1. Justificativa ...................................................................................................................................... 2. Identificação da Instituição e da Mantenedora ................................................................................ 3. Princípios Filosóficos – Sua missão – Sua visão – Seus valores ................................................... 4. Princípios Ético – Político Missionários ........................................................................................... 4.1. Diretrizes da Educação Religiosa – Formação Humana e Ética do CSCM ................................. 4.1.1. Diretrizes da Ação Social e Missionária do CSCM/BH ............................................................. 5. Princípios Pedagógicos e Epistemológicos .................................................................................... 6. Princípios Didático – Metodológicos ............................................................................................... 7. Finalidades e Objetivos da Educação no CSCM/BH ...................................................................... 8. Objetivos Gerais dos CSCM da Rede Sagrado .............................................................................. 02 02 02 03 03 04 04 05 08 08 9. Organização Escolar da Educação Básica do CSCM/BH .............................................................. 9.1. Educação Infantil .......................................................................................................................... 9.2. Ensino Fundamental .................................................................................................................... 9.2.1. Ensino Fundamental de 09 anos .............................................................................................. 9.2.2. Ensino Fundamental – 2º ao 5º ANO/EF .................................................................................. 9.2.3. Ensino Fundamental – 6º ao 9º ANO/EF .................................................................................. 9.3. Ensino Médio ................................................................................................................................ 10. Orientação Pedagógica para o ensino de Língua Estrangeira Moderna – Inglês ......................... 11. Núcleo de Estudos Integrados e Coordenação de Vestibular ...................................................... 12. Avaliação do Processo Ensino – Aprendizagem .......................................................................... 12.1. Instrumentos de Avaliação ......................................................................................................... 12.2. Comunicação dos resultados às famílias ................................................................................... 12.3. Processo de Recuperação ......................................................................................................... 10.3.1. Processo de Recuperação para os alunos do 2º ao 5º ANO ......................................... 10.3.2. Processo de Recuperação para os alunos do 6º ao 9º ANO do EF e 1ª à 3ª Série/EM 10.3.3. Processo de Recuperação Final .................................................................................... 13. Diário Eletrônico ............................................................................................................................ 14. Regime de Progressão .................................................................................................................. 15. Registros de Aproveitamento e Freqüência .................................................................................. 16. Conselho de Classe ...................................................................................................................... 17. Calendário Escolar e Divisão das Etapas Letivas ......................................................................... 18. Admissão e Matrícula de Alunos ................................................................................................... 19. Transferência ................................................................................................................................ 20. Organização Administrativa .......................................................................................................... 20.1. Pessoal Docente .................................................................................................................. 20.1.1. Formação Permanente ...................................................................................................... 21. Pessoal Discente ........................................................................................................................... 21.1. Grêmio .................................................................................................................................. 22. APPA ............................................................................................................................................. 10 11 12 13 14 16 17 18 19 19 21 25 25 25 26 27 28 28 28 29 29 29 29 29 30 30 30 31 31

PROPOSTA PEDAGÓGICA DO COLÉGIO SAGRADO CORAÇÃODE MARIA- BH
Colégio Sagrado Coração de Maria-BH– Pág.1

PropostaPedagógica-2009
1. JUSTIFICATIVA O Colégio Sagrado Coração de Maria – BH aspira a ser, cada vez mais, uma escola católica que o Instituto das Religiosas do Sagrado Coração de Maria oferece à sociedade, para educar crianças, adolescentes e jovens comprometidos com a construção de uma sociedade mais justa, fraterna e solidária, defendendo a justiça, a paz e a integridade da criação, através de uma educação de qualidade. A Proposta Pedagógica do Colégio Sagrado Coração de Maria/BH nasce do movimento açãoreflexão-ação e reforça o objetivo de envolver todos os participantes do processo educativo numa construção coletiva, na busca incessante da excelência acadêmica e da formação do cidadão comprometido com a defesa da vida, legado do fundador do Instituto, o Pe. João Antônio Gailhac. A Proposta Pedagógica do CSCM retrata a concepção educacional e ações pedagógicas que estruturam o cotidiano, promovendo o fortalecimento da escola e a construção de sua identidade e autonomia, nos termos da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional 9394/96. É um trabalho pedagógico dinâmico, construído e vivenciado em todos os momentos, por todos os envolvidos no processo educativo. 2 . IDENTIFICAÇÃO DA INSTITUIÇÃO E DA MANTENEDORA A denominação do estabelecimento é Colégio Sagrado Coração de Maria/BH, escola confessional católica, filantrópica na forma da lei, situada à Rua Professor Estevão Pinto, 400, no Bairro Serra, em Belo Horizonte, Estado de Minas Gerais. O Colégio Sagrado Coração de Maria/BH. Foi fundado em 24 de fevereiro de 1928, sob a denominação de Colégio “Sacré Coeur de Marie”. A Mantenedora é a Sociedade Civil “Casas de Educação”, CGC nº 336189840001-28, situada à Rua Cura D’Ars nº 62, Prado, Belo Horizonte, Minas Gerais. 3. PRINCÍPIOS FILOSÓFICOS – SUA MISSÃO – SUA VISÃO – SEUS VALORES A Missão dos Colégios da Rede Sagrado Coração de Maria é oferecer uma educação de qualidade para crianças, adolescentes, jovens e adultos, comprometendo-se com uma formação acadêmica de excelência, com a cultura da solidariedade e com o processo de transformação social. A Visão é de ser reconhecido como uma Rede de Educação inovadora, dinâmica, atualizada, que vivencia os valores éticos e cristãos, aliado a uma formação acadêmica de excelência. Os Valores são compromisso com a vida, partilha, justiça evangélica, solidariedade, respeito à diversidade, honestidade, troca de saber, sensibilidade para com o empobrecido, consciência e compromisso com o ecossistema, formação para a cidadania, conhecimento investigativo, sustentabilidade. A Proposta Pedagógica do Colégio Sagrado Coração de Maria/BH direciona sua ação, de acordo com a Carta de Princípios do Instituto das Religiosas do Sagrado Coração de Maria e o Planejamento Participativo Trienal da Província. O Colégio compromete-se com o processo de democratização, apoiado nos princípios de participação e igualdade, respeitando a diversidade e fundamentando-se na visão cristã da pessoa; crescer na consciência da sua missão evangélicolibertadora, por meio de práticas comprometidas com a justiça, a paz e a integridade da criação, na construção de uma sociedade solidária; vivenciar a missão que o Padre Gailhac nos confiou, partilhando do seu carisma: “Para que todos tenham vida”.

4. PRINCÍPIOS ÉTICO-POLÍTICO-MISSIONÁRIOS

Colégio Sagrado Coração de Maria-BH– Pág.2

PropostaPedagógica-2009
A Proposta Pedagógica do Colégio Sagrado Coração de Maria/BH objetiva a atualização do carisma do Pe. João Gailhac e da Ir. Saint-Jean Cure, fundadores da Congregação das Religiosas do Sagrado Coração de Maria, sendo fiel à tradição que solidifica esta obra. O Colégio Sagrado Coração de Maria / BH busca o resgate dos valores evangélicos e das vivências que levem as pessoas que compõem a comunidade educativa a um compromisso consigo, com Deus e com o seu projeto da construção do Reino, através de um Programa de Formação Humana e Ética e de Educação Religiosa que fundamenta suas ações pedagógicas. O colégio comprometido com essa formação humana e social professa um Deus que é atuante na história e nos convoca a colaborar com Ele no plano da salvação; anuncia um Deus comprometido com a vida do ser humano e que se coloca sempre do lado dos mais fracos e necessitados; renova-se constantemente, na dimensão da utopia. 4.1 DIRETRIZES DA EDUCAÇÃO RELIGIOSA-FORMAÇÃO HUMANA E ÉTICA NO CSCM/BH Para conseguir realizar o Projeto de Formação Humana e Ética e de Educação Religiosa é preciso educar em valores. O Colégio Sagrado Coração de Maria - BH propõe que para conseguir o seu objetivo, o currículo deve propiciar experiências humanas significativas, através de uma educação de qualidade, de vivência da liberdade, da solidariedade, da participação, da justiça, da paz, da integridade da criação. As atividades curriculares devem preocupar-se com a formação de pessoas com aspirações e valores éticos capazes de assumir atitudes proféticas de denúncia e de anúncio frente aos contra-valores propostos por uma sociedade competitiva e consumista. O Programa de Formação Humana e Ética e de Educação Religiosa dos Colégios Sagrado Coração de Maria se articula a partir de três pilares básicos com características e especificidades próprias formado dos seguintes ítens: Ensino Religioso, Celebrações de Fé, Projeto Social Missionário. O Ensino Religioso é tratado como área de conhecimento cujo objeto de estudo é o fenômeno religioso nas diversas tradições religiosas da humanidade, compreendido e abordado de maneira interdisciplinar, considerando os eixos relacionais do ser humano consigo mesmo, com o outro, com a natureza, com o transcendente. As Celebrações: Liturgias, Retiros, Encontros, atividades opcionais para os que professam a fé católica, atuam como instrumento de educação da religiosidade, que motivam a comunidade educativa a se comprometer com os irmãos, solidariamente, à luz da fé. Desta forma, o Colégio Sagrado Coração de Maria garante a sua identidade de comunidade que professa a fé católica. O Projeto Social Missionário tem como objetivo motivar a comunidade educativa, prioritariamente os alunos, a ter um maior contato com a realidade social e daí, tornar-se responsável na construção de uma nova ordem, baseada na ética, na justiça e na busca da integridade da criação com outros realidades de crianças, adolescentes e jovens como eles que não usufruem das mesmas condições, buscando entender as causas históricas, sociais, culturais e políticas dos contextos responsáveis por essas situações de miséria e de exclusão social.

4 . 1 . 1 . DIRETRIZES DA AÇÃO SOCIAL E MISSIONÁRIA DO CSCM A dimensão ética da ação humana ganha um sentido mais radical e profundo na dimensão social missionária, pois essa se realiza na consciência de que os seres humanos têm sede de algo mais do sentido da vida, da realização consigo mesmo, com os outros, com a natureza, com o Transcendente.
Colégio Sagrado Coração de Maria-BH– Pág.3

9º Ano do Ensino Fundamental SAGRADO Direito do Coração: SOLIDARIEDADE .Convivendo e Solidarizando-se com o Menor Carente .Crianças Carentes 8º Ano do Ensino Fundamental SAGRADO Direito do Coração: SOLIDARIEDADE . Os Estágios Sociais desenvolvidos pelas séries são assim distribuídos: 6º Ano do Ensino Fundamental SAGRADO Direito do Coração: SOLIDARIEDADE .Cidadania em Construção: Educadores Sociais Alunos da Educação de Jovens e Adultos (EJA) do Curso Noturno Bom Pastor: SAGRADO Direito do Coração: SOLIDARIEDADE .Idosos desamparados.4 .Cidadania em Construção . Essa ação educativa se dá através da formação de hábitos.Cidadania em Construção: Resgatando a Pessoa na Perspectiva Afetivo-Sexual Mulher Marginalizada 3ª Série do Ensino Médio SAGRADO Direito do Coração: SOLIDARIEDADE . de outros membros da Comunidade Educativa. sociais e cristãos.Convivendo e Solidarizando-se com os Meninos na Rua . Educar em valores que defendam a vida é mais que uma meta do Colégio Sagrado Coração de Maria/BH. científica e de valores pessoais.População de Rua 5. Nossa Proposta Pedagógica tem por objetivo servir de orientação para o nosso programa de trabalho. a Proposta Pedagógica garante que cada pessoa seja respeitada na sua dignidade e singularidade.População de Rua. eventualmente. Apoiada nos princípios de desenvolvimento dos saberes contemporâneos e num processo educativo que estimule a criatividade. com sentido e significado solidários e Colégio Sagrado Coração de Maria-BH– Pág.Cidadania em Construção . a construção da autonomia e do pensamento crítico.Crianças Carentes Abaixo de 6 anos nas Creches 7º Ano do Ensino Fundamental SAGRADO Direito do Coração: SOLIDARIEDADE . pois define a missão da Instituição. Proporciona condições para que o aluno forme para si um modelo de mundo.Convivendo e Comprometendo-se com a Promoção da Saúde de Crianças Hospitalizadas 1ª Série do Ensino Médio SAGRADO Direito do Coração: SOLIDARIEDADE . com indicações que visam atingir uma sólida formação humana integral.Convivendo e Solidarizando-se com a Velhice Desamparada . 2ª Série do Ensino Médio SAGRADO Direito do Coração: SOLIDARIEDADE . PRINCÍPIOS PEDAGÓGICOS E EPISTEMOLÓGICOS A Proposta Pedagógica do Colégio Sagrado Coração de Maria/BH prevê um compromisso com o desenvolvimento integral do educando através de uma educação ética e de qualidade para todos. atitudes e habilidades de estudo para uma preparação acadêmica. em áreas ou situações de exclusão social.PropostaPedagógica-2009 O Projeto Social Missionário do CSCM possibilita uma intervenção conseqüente e solidária dos alunos e.

Para tal. construir e transformar. para que a aprendizagem que ocorre em um ambiente cooperativo crie vínculo entre professor e aluno no prazer de ensinar. coordenando o processo de autoridade com ternura e vigor. iluminado por essas teorias e pelo carisma da missão educativa.PropostaPedagógica-2009 possibilita a vivência de uma educação evangélico-libertadora que valorize a vida. o processo de ensino e aprendizagem deve ser capaz de propiciar ao aluno o desenvolvimento de diversas capacidades especiais. O processo de trabalho. Colégio Sagrado Coração de Maria-BH– Pág. Finalizando. A teoria construtivista trata do sujeito interagindo com o mundo. o Colégio Sagrado Coração de Maria/BH acredita que as atividades curriculares devem ser dinâmicas. São assim definidos: O Educador procura: • manter uma relação de afetividade com o aluno baseada no respeito mútuo. PRINCÍPIOS DIDÁTICO-METODOLÓGICOS. Fundamentam os elementos didáticos que constituem a prática pedagógica a fim de buscar sua coerência com os pressupostos ético-político-social-missionários. • ter uma visão crítica das atividades e dos procedimentos na sala de aula e dos valores culturais de sua função docente. Assim. Nessa perspectiva. 6. ou seja. a partir da interação. de habilidades e competências que lhe assegurem o desenvolvimento cognitivo. leva o aluno a desenvolver novos padrões de conduta. optamos por “ser” uma escola de socialização do saber. Acreditamos ser imprescindível um ambiente que encoraje o aluno a fazer perguntas. • estar em processo constante de aprendizagem. que é o construtivismo sócio-interacionista. os pressupostos epistemológicos e o projeto curricular da Instituição. constroem o conhecimento. em todos os seus aspectos. aprender. Pensando nessas competências. moral e espiritual. em direção à construção da disciplina.5 . • reconhecer e valorizar o conhecimento construído pelo aluno. da relação do sujeito que aprende. • adotar uma postura de pesquisador e não somente de transmissor. • valorizar o erro como situação de aprendizagem ou seja. o ponto de partida não é nem o sujeito e nem os objetos do conhecimento. • ter um maior conhecimento das características do desenvolvimento e aprendizagem do seu aluno. a demonstração do nível de entendimento do aluno. nos processos de desenvolvimento e de aprendizagem. atualizando o carisma do fundador – Padre Gailhac. Esta teoria é coerente com os princípios fundamentais da educação evangélico-libertadora. para que todos tenham acesso aos bens culturais e à aprendizagem significativa. com o objeto de aprendizagem ou de conhecimento. usando de sua iniciativa e a criatividade. Essa abordagem explica a aprendizagem e o desenvolvimento como resultantes da ação recíproca e dialógica do sujeito e dos objetos do conhecimento. • tomar consciência do que faz a respeito de sua prática pedagógica. ampliando e tornando mais complexo o seu repertório de ações cognitivas. refletindo sobre ele e a inovando permanentemente. o professor deve favorecer o processo educativo atuando como mediador na construção do conhecimento. mas a interação de ambos. A ação de conhecer e de inventar o real nos faz reconhecer que não há um sujeito que detém o conhecimento. uma instituição cultural. O conhecimento se funda na construção e participação. O Colégio Sagrado Coração de Maria/BH optou por uma teoria do conhecimento. mas os sujeitos que.

Colégio Sagrado Coração de Maria-BH– Pág. Essa abordagem curricular é traduzida numa educação para o desenvolvimento de competências e habilidades. partindo de situações-problema. elabora e analisar criticamente os conhecimentos adquiridos. Metodologia: O CSCM está comprometido com a busca de uma metodologia participativa. o currículo valoriza o cotidiano. A opção metodológica da Instituição foi. científicos e tecnológicas. históricas e geográficos. no qual decisões coletivas e compromissos de alunos ativos. princípios. Compromisso com a transformação social deve: agir como gestor na relação aluno/objeto de conhecimento. e em defesa da vida.PropostaPedagógica-2009 • • • Aluno: Como sujeito da construção do seu saber. por Projetos de Trabalho e surgiu da necessidade urgente de ressignificar o espaço escolar. buscando a articulação dos conhecimentos em rede. • formular. contextualizada e dinâmica como meio adequado para se chegar a uma resposta de competência ao ato de ensinar e aprender. como ênfase no “ ensinar a pensar” . valores. a vivência e a singularidade de cada educando. embasadas na Ética e na preocupação com o ser humano. perpassam os Temas Transversais. preferencialmente. conceitos. valorizando o conhecimento prévio do aluno e respeitando seus diferentes ritmos e vivências. valorizando sempre a curiosidade. trabalhar no resgate dos conteúdos ou das competências não desenvolvidas. deve desenvolver as seguintes habilidades: • utilizar as mais variadas linguagens para expressar o conhecimento científico adquirido. através de ambiente cooperativo. responsabilizar-se pela recuperação paralela do seu componente curricular. Currículo O currículo orienta a ação dos educadores tendo em vista a socialização do saber em consonância com as rápidas transformações da realidade. de forma comprometida com a evangelização e a transformação social. • usar a sua experiência e o seu conhecimento para resolver problemas e entender os fenômenos naturais. na busca de democratização e da participação. procedimentos. criativas e interdisciplinares. possibilitar vivências significativas contribuir para que todos assumam seu papel no processo histórico.6 . sociais. ressignificando-os com a sua experi~encia de aprendizagem • relacionar os diferentes saberes e articular a sua aprendizagem individual com os conteúdos dos diferentes componentes curriculares e • desenvolver uma atitude baseada nos valores evangélicos que garantam relações humanizadoras. • • • • • caracterizar-se pela flexibilidade dos conceitos e pela ressignificação dos conhecimentos culturais. orientando o aluno nas dificuldades apresentadas e por meio da avaliação diagnóstica. atualizar os conteúdos e adequar o modo de atuar do professor às necessidades dos alunos. promovam a interação deles com o meio em que atuam. contemplar atividades interativas. À luz da Educação Religiosa. numa ação contextualizada e no seu desdobramento ( em fatos. viabilizando o estudo de temas emergentes na atualidade. normas e atitudes) e privilegiar o ser humano e promover a vida em toda sua plenitude. onde os conhecimentos são meios para atingir esses fins e pó eles.

Trabalhamos a avaliação considerando dois aspectos importantes: a auto-avaliação. Através de uma postura problematizadora. do 6º ao 9º Ano. 2ª fase. cada nível de aprendizagem exigirá o estabelecimento de critérios diferentes de análise e acompanhamento. os procedimentos e as atitudes que pretendem desenvolver em seus alunos. debate. Sala de aula: Nos espços destinados à aprendizagem como: biblioteca. pesquisa. pesquisas de campo. crescimento pessoal e acadêmico. dramatização. Sendo assim. consciente. como: problematização. esse trabalho de acompanhamento recebe o nome de Assembléias e. através de um instrumento elaborado pela equipe pedagógica dos colégios da Rede Sagrado. que visa à construção da subjetividade do ser reflexivo. a vivência de situações que possibilitem o aluno a construir habilidades e competências. formativa e somativa. tendo em vista atingir melhores resultados das aprendizagens escolares. perpassando as outras etapas. o nome dado é de Contrato Acadêmico. ao planejarem a etapa letiva. Dessa forma. As atividades desenvolvidas devem instigante e investigativas . os fatos. As atividades de avaliação devem estar em sintonia total com as outras situações de aprendizagem realizadas pelo aluno. Partimos do pressuposto de que a avaliação deve ser diagnóstica.7 . Portanto. e nas séries do Ensino Médio. sob a supervisão do Centro Administrativo Educacional e Pedagógico da SCCE. fazendo parte da dia-a-dia nas perspectivas: conceitual. a avaliação é concebida como um instrumento de compreensão do estágio de aprendizagem em que se encontra o aluno. seu Relacionamento Intra e Interpessoal. possibilita-se definir prioridades e estabelecer ações estratégicas visando concretizar as metas previstas. através de atividades diversificadas. seminário. jogos educativos. os professores. seu Processo de Aprendizagem e seu Protagonismo Juvenil e estabelecer metas para auto-superação. teatro. contemplando momentos coletivos. No Ensino Fundamental 1ª fase. Avaliação: Tendo como referencial teórico a perspectiva psicogenética-sócio-histórica. solidário e cidadão. A auto-avaliação atitudinal discente é realizada na primeira etapa letiva. atividades extraclasse e no cotidiano da sala de aula. consideram os conceitos. do 1º Ano ao 5º Ano. são desenvolvidos dispositivos de ordem didática necessários para atingir determinado objetivo. exposição dialogada. além de verificar a produção dos alunos e os níveis de desempenho. deve desenvolver relações dialógicas que possibilitem a construção coletiva de novos conhecimentos. Para a instituição. que contempla os conteúdos conceituais. e a heteroavaliação. tendo em vista tomar decisões suficientes e satisfatórias para que ele possa avançar no seu processo de aprendizagem. laboratórios de informática.PropostaPedagógica-2009 Os projetos favorecem a criação de estratégias de organização dos conhecimentos escolares em relação ao tratamento da informação e a relação entre os seus conhecimentos e a transformação da informação procedente dos diferentes saberes disciplinares em conhecimento próprio. O professor. é também elemento importante para o educador reorientar sua proposta de trabalho. laboratórios de Ciências. audiovisual. no Ensino Fundamental. trabalho em grupo. procedimental e atitudinal. Colégio Sagrado Coração de Maria-BH– Pág. com sua ajuda ou de situações compartilhadas com outras pessoas. Não há mais separação entre o aprender para a escola e o aprender para a vida. procedimentais e atitudinais. individuais e grupais. Essa orientação pretende levar o estudante a refletir sobre as normas de Convivência. Nesse contexto. conduzindo a uma intervenção didática diferenciada. oficinas pedagógicas. buscamos práticas avaliativas coerentes com nossas concepções de ensino e aprendizagem. deve possibilitar. As estratégias adotadas são coerentes com o princípio metodológico. ao trabalhar com uma concepção de conhecimento que identifica o educando como sujeito interativo.

científico e tecnológico a serviço da cidadania. incentivando a imaginação criadora e a sensibilidade. 7. estabelecendo relações entre fatos. criar um ambiente propício à vivência participativa. valorizar as várias formas de expressão simbólica e artística. em defesa da vida. Da Educação Infantil: • • • Colégio Sagrado Coração de Maria-BH– Pág. dever da família e do Estado. psicomotor e de aprendizagem significativa. que incentive a curiosidade. oportunizar a apreensão ressignificação de conhecimentos historicamente organizados. produção e socialização do conhecimento sociocultural. a formulação de problemas e a busca de respostas e soluções com criatividade. com necessidades .PropostaPedagógica-2009 Cabe à Assistente Pedagógica a aplicação e o acompanhamento desse instrumento junto aos alunos. criar situações e atividades que favoreçam a socialização e estimulem o processo participativo.8 . favorecer o questionamento da realidade. em busca da transformação social. a partir do compromisso com a Educação Evangélico-Libertadora definem como seus objetivos educacionais: • • • • • • • • contribuir para a construção de uma sociedade justa e solidária. concretizar ações pedagógicas que facilitem os processos de desenvolvimento cognitivo. propiciar ambiente acolhedor e lúdico que respeite a criança como sujeito e cidadão. tem por finalidade o pleno desenvolvimento do educando. características e experiências próprias e específicas. afetivo-social. proporcionar condições que favoreçam o desenvolvimento da auto-estima e da autonomia intelectual. conceitos e princípios. 8. intuição e pensamento crítico. dando ao ato de estudar e às atividades escolares um significado social e interativo.” O Colégio Sagrado Coração de Maria/BH assume como próprios os princípios e fins enumerados na Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional 9394/96. a participação e a partilha. inspirada nos princípios de liberdade e nos ideais de solidariedade humana. 2º da LBD) “A EDUCAÇÃO. moral e religiosa e construir um espaço significativo de aprendizagem. seu preparo para o exercício da cidadania e sua qualificação para o trabalho. garantir o processo de construção. FINALIDADES E OBJETIVOS DA EDUCAÇÃO OBJETIVOS GERAIS DA EDUCAÇÃO: Da Educação Nacional (art. interativo e a cooperação. que respeite e valorize a pluralidade cultural como princípio universal. OBJETIVOS GERAIS DOS CSCM DA REDE SAGRADO Os CSCM.

propiciando condições para a formação do pesquisador. como forma de mediar conflitos e tomar decisões coletivas e valorizar e respeitar os vínculos afetivos. Do Ensino Fundamental: • Possibilitar o desenvolvimento das potencialidades e competências individuais. a co-responsabilidade e a ação solidária. Contribuir para o desenvolvimento das estruturas lógicas do conhecimento cooperativo. ética. religiosa. a partir da reflexão e do respeito aos limites e às regras do grupo. possibilitar a compreensão dos fundamentos científico-tecnológicos dos processos produtivos. favorecer o aprimoramento da identidade pessoal. ampliando as habilidades adquiridas no nível de escolaridade e nas instâncias vivenciais anteriores. da formação ética. favorecendo o desenvolvimento do cidadão como sujeito integrante. Incentivar a investigação como forma de contribuir para aprimoramento pessoal e a preservação do ambiente natural e social. possibilitar o desenvolvimento progressivo da autonomia. posicionando-se contra qualquer forma de discriminação e exclusão. a solidariedade e a reciprocidade nas relações interpessoais. • • • • • Do Ensino Médio: • • • • consolidar e ampliar as habilidades e competências desenvolvidadas nos níveis de esolaridade e nas instâncias vivenciais anteriores. • Colégio Sagrado Coração de Maria-BH– Pág. relacionando a teoria com a prática. responsabilidade e prazer. oferecer atividades específicas para o desenvolvimento das capacidades de ordem física. as competências das diversas áreas de conhecimento. religiosa. matemática. a partir da reflexão e do respeito aos limitas e a sensibilidade. interdependente e agente transformador da realidade. da autonomia intelectual e do pensamento crítico incentivar o conhecimento e a valorização da pluralidade sociocultural brasileira. desenvolvendo o raciocínio lógico e tratando as diversas áreas de conhecimento de forma interdisciplinar e contextualizada. Propiciar a utilização crítica e consciente das diferentes lingugens – verbal. Orientar e incentivar tanto o hábito individual do estudo disciplinado. num processo coletivo de construção e reconstrução do conhecimento. aprofundar a vivência participativa que fortaleça a opção pelo coletivo. gráfica. bem como dos aspectos socioculturais de outros povos e nações. de relação interpessoal e de inserção social e incentivar a curiosidade e o prazer de prazer de aprender a prender. a servço do bem comum. afetiva.PropostaPedagógica-2009 • • • • possibilitar o desenvolvimento progressivo da autonomia. com autonomia. das relações interpessoais. em cada faixa etária.9 . priorizando as ações coletivas. plástica e corporal – para comunicar-se e interpretar as produções culturais. estética. respeitadas. cognitiva. quanto a utilização do diálogo.

• a construção da autonomia. espontânea. • a utilização crítica e criativa das diversas formas de linguagem do mundo contemporâneo. a interpretação e a utilização de diferentes fontes de informação e recursos tecnológicos. enquanto instituição social e confessional. na cooperação. criativas. científicas e tecnológicas. como espaço de experiência de Deus na vida das pessoas. comprometidas com a Defesa da Vida. nos processos de desenvolvimento individuais e coletivos. a tomada de consciência da intencionalidade da ação educativa do colégio.PropostaPedagógica-2009 • • orientar para o mundo do trabalho e instrumentalizar para a prática da cidadania. distinta da prática natural.10 .a opção pela educação inclusiva da Educação Infantil ao Ensino Médio. desenvolvendo competências e construindo relações éticas. o desenvolvimento de uma consciência ecológica que mobilize para ações efetivas. interpretando e utilizando as produções culturais. • a compreensão dos processos naturais em respeito ao ambiente como valor vital afetivo e estético. participando do “JPIC Jovem SCM – Projeto de Inclusão”. desenvolve um trabalho educativo comprometido com: • um currículo que tem a Educação Religiosa como iluminadora de sua prática pedagógica. que contemple atividades interativas. • a viabilização de uma mística e de uma espiritualidade como elementos fortalecedores de uma ética planetária. frente ao conhecimento e à interpretação da realidade. visando a garantir os Princípios do IRSCM. que suscite ações proativas. observando-se os níveis de dificuldades/necessidades educacionais especiais. o desafio aos educadores e educandos para que vivam o seu protagonismo numa ação Solidária. a Paz e a Integridade da Criação. assistemática e leiga da educação. a serviço do bem comum. 9. sem perder de vista a realidade do contexto atual e incentivar a formação continuada e a leitura. • a implementação dos Projetos Sociais Missionários. • o desenvolvimento da atitude de curiosidade. • a opção por um currículo “em rede”. como motivadores para educandos e educadores prosseguirem sua educação pessoal e profissional de forma sistemática ou assistemática. Para cumprimento dessa Proposta Pedagógica a educação básica no Colégio terá a seguinte constituição: Educação Infantil Ensino Fundamental Ensino Médio Colégio Sagrado Coração de Maria-BH– Pág. embasadas na ética e na preocupação com a pessoa humana. como forma de expressão e de comunicação de idéias. pois. segundo as orientações da “Sociedade Civil Casas de Educação”. ORGANIZAÇÃO ESCOLAR DA EDUCAÇÃO BÁSICA DO CSCM A Proposta Pedagógica que ora apresentamos é. no sentimento de co-responsabilidade. reflexão e crítica. para o aproveitamento pessoal e profissional. comprometidas com a Justiça. pelos outros e pelos recursos da comunidade. multi e interdisciplinares. • a preparação e/ou orientação para o mundo do trabalho dentro dos princípios do respeito por si mesmo. Finalidades Educativas do CSCM O Colégio Sagrado Coração de Maria.

O Curso é oferecido. A Proposta Pedagógica e o Regimento Escolar da Educação de Jovens e Adultos – EJA . para pessoas da comunidade. foi criado a partir do ano 2000. A organização dos espaços e dos tempos escolares são pensados e planejados para favorecer o desenvolvimento de atividades que promovam o desenvolvimento de habilidades adequadas que possibilitem à criança aprender a conhecer a si própria e o mundo que a cerca através de atividades lúdicas que a levem a desenvolver seu pensamento. 9 . no seu Art. gratuitamente.EDUCAÇÃO INFANTIL EDUCAÇÃO INFANTIL O desenho curricular da Educação Infantil propõe nas suas diretrizes a organização do trabalho pedagógico a partir dos eixos do desenvolvimento pessoal e social da criança e do conhecimento de mundo. parágrafo 2º.11 . em período noturno. 8º. ORGANIZAÇÃO DAS TURMAS POR IDADE Colégio Sagrado Coração de Maria-BH– Pág. que por motivos diversos não tiveram acesso à escolaridade no tempo regular. Toda ação educativa é um ato político.do Curso Noturno Bom Pastor estão de acordo com as orientações legais para Educação de Jovens e Adultos. 1 . o Curso Noturno Bom Pastor. portanto a consciência ecológica e ética deve ser formada desde a Educação Infantil.PropostaPedagógica-2009 Educação de Jovens e Adultos (EJA) De acordo com o Regimento Escolar vigente do Colégio. e deve estar comprometida com a cidadania e a formação de uma sociedade democrática. com Educação de Jovens e Adultos – EJA .

• classes com crianças de 2 a 3 anos – 16 crianças por professor – Maternal 3. o desenvolvimento da capacidade de aprender. As Oficinas de Saber. A avaliação dessas atividades será processual. das artes e dos valores em que se fundamenta a sociedade. de intercâmbios orais e de atividades específicas com análise posterior. pretendemos uma ação pedagógica que vise um planejamento em que sejam explicitados os conteúdos e objetivos conceituais. O Colégio Sagrado Coração de Maria . • classes com crianças de 3 anos e meio a 4 anos – 20 crianças por professor .BH ministrará o Ensino Fundamental completo e terá a sua duração anual e número de horas de trabalho escolar determinado pela legislação vigente. 1º Período. expressivo e de aprendizagem. significativo e investigativo. diagnóstica. da escrita e do cálculo. organizadas em grupos de idades aproximadas. do sistema político. irá mediar o processo da prática educativa. a uma concepção curricular descentralizadora. proporcionam às crianças trocas de vivências e experiências a cerca de um determinado tema. Deve-se contemplar na organização do tempo escolar os diferentes eixos curriculares. • classes com crianças de 4 anos e meio a 5 anos – 25 crianças por professor – 2º Período. Deve-se visualizar nos projetos de trabalho os conteúdos que podem ser desdobrados em unidades didáticas. programas flexíveis e avaliação contínua. 2º Período para as crianças de 1 ano e 6 meses a 5 anos de idade para garantir a unidade da Educação Infantil. Nesta perspectiva. pois acreditamos que apesar das especificidades de cada faixa etária. procedimentais e atitudinais dentro dos Projetos de Trabalho. • classes com crianças de 5 anos e meio a 6 anos até 30 de abril do ano em curso – 25 crianças por professor para o 1º Ano do Ensino Fundamental. obrigatoriamente. da tecnologia. expressivo e de aprendizagem. centralizada na observação e acompanhamento do aluno no decorrer do processo.1º Período. Para desenvolver a organização do tempo escolar. de análise de produções dos alunos. as crianças de 6 anos são atendidas no 1º Ano do Ensino Fundamental. O tratamento dado aos componentes curriculares será participativo.ENSINO FUNDAMENTAL O Ensino Fundamental visa à formação básica do educando mediante o desenvolvimento de habilidades básicas necessárias ao domínio da leitura.12 . enfatiza o processo de aprendizagem. Os procedimentos de avaliação serão de observação sistemática. permitindo aos professores a construção de sua prática e procura atender e respeitar as diferenças individuais e o contexto sócioeconômico-cultural do momento. Os parâmetros para organização dos grupos tomam como referência as orientações da Secretaria de Educação Municipal – SEM: • classes com crianças de 1 ano e 6 meses a 2 anos – 12 crianças por professor – Maternal 2.PropostaPedagógica-2009 Fizemos a opção pela designação – Maternal. 2 . a compreensão do ambiente natural e social. articulando e dosando os conteúdos. Oficinas de Saber e Unidades Didáticas. todos são capazes de construir relações e significados. COMPONENTES CURRICULARES DA EDUCAÇÃO INFANTIL A concepção construtivista sócio interacionista da aprendizagem escolar conduz. dialogal. planejado. dinâmica. aquisição de habilidades e a formação de atitudes e valores. tendo em vista a construção do conhecimento. De acordo com as orientações legais. Ao Colégio Sagrado Coração de Maria-BH– Pág. o conteúdo será discutido. contextualizado. 9. O tratamento dado aos componentes curriculares e aos eixos do trabalho curricular será participativo. dialogal.

32º e 87º da Lei de Diretrizes e Bases da educação Nacional (Lei nº 9.BH assegurou a oferta e a qualidade do trabalho escolar pedagógico desenvolvido com as crianças de 6(seis) anos preservando–se sua identidade e orientação pedagógica. para o Ensino Fundamental de 9 (nove) anos. com matrícula obrigatória a partir dos 6(seis) anos de idade deve considerar com primazia as condições sócioculturais. nesta etapa da Educação Básica. com 9 (nove) anos de duração. nos termos das possibilidades dos Art 23 e 24 da LDB. do MEC. 9. das escolas. 6º ora modificado.114/2005. Referencial Curricular Nacional para a Educação Infantil ( 1998) O currículo para crianças de 6 anos deve ser organizado e orientado para a construção de diferentes linguagens e para as relações que a criança estabelece com os objetos de conhecimento: movimento. 1. No inicio das etapas são apresentados às famílias os relatórios dos projetos desenvolvidos nas séries. do qual consta o Art. com base em estudos. debates e entendimentos. A antecipação da idade de escolaridade obrigatória é medida que incide na definição do direito à educação e do dever de educar. numa sequência que se estenderá do 1º Ano ao 9º Ano.PropostaPedagógica-2009 longo do ano esses relatórios com o registro do desenvolvimento da criança em todos os seus aspectos são apresentados aos pais no inicio das etapas em reuniões previamente agendadas. educação artística. natureza e sociedade e matemática. iniciando aos 6(seis) anos de idade completos ou que venham a completar até 30 de abril e indo até 10 ( dez ) anos de idade. educação musical. O projeto político-pedagógico escolar. Conforme estabelece a resolução CNE/CEB nº 3/2005 fica assim estabelecida a nova nomenclatura com as respectivas faixas etárias: Ensino Fundamental.394/96.educacionais. conforme definidos em norma nacional. informando os conteúdos a serem desenvolvidos.13 . torna obrigatória a matrícula das crianças de 06(seis) anos de idade no Ensino Fundamental. 2. ENSINO FUNDAMENTAL DE 9 ANOS Em cumprimento à Lei nº 11. O Colégio Sagrado Coração de Maria. 6º. a adequação do projeto pedagógico escolar permitindo a matrícula das crianças de 6(seis) anos de idade na Instituição e o seu desenvolvimento para alcançar os objetivos do Ensino fundamental em 9( nove) anos . DA ORGANIZAÇÃO CURRICULAR DO 1º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL O plano curricular e sua implementação devem ter coerência com as orientações e normas definidas a partir das Diretrizes Curriculares Nacionais.394/1996). (Resolução e Pareceres do CNE para o ensino fundamental – 1998)e com as orientações contidas nos PCNs . zelando pela oferta eqüitativa de aprendizagens e o alcance dos objetivos do Ensino Fundamental. de forma criteriosa.do dia 16 de maio de 2005. DA AVALIAÇÃO DO PROCESSO DO ENSINO E DA APRENDIZAGEM DO 1º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL Colégio Sagrado Coração de Maria-BH– Pág. pela alteração dos Arts. como reza o Título III da Lei n9. inclusive definindo que o primeiro e o segundo anos de estudo se destinam à alfabetização dos alunos. maturacionais e respeitando as necessidade de cada faixa etária e nortear-se para a melhoria da qualidade da formação escolar. divididos em cinco anos iniciais (1º ao 5º Ano) e quatro anos finais (6º ao 9º Ano). Amplia os direitos do cidadão e deveres. Para tal. exigindo providências das famílias. no âmbito interno da escola. estabelecendo a nova organização dos anos iniciais do Ensino Fundamental. garantir às crianças que ingressam aos 6(seis) anos no Ensino Fundamental pelo menos 9(nove) anos de estudo. Deve. ainda. das mantenedoras públicas e privadas e dos órgãos normativos e de supervisão dos sistemas de ensino. o Colégio Sagrado Coração de Maria promoveu . linguagem oral e escrita.Parâmetros Curriculares Nacionais (1997).

expresso em conceitos). os conteúdos são apresentados como um meio para que os alunos desenvolvam suas capacidades e exercitem sua maneira de pensar. às atitudes. de acordo com os pontos distribuídos na etapa letiva .. de acordo com o desenho curricular desse segmento. será emitido um Boletim Escolar (Ficha Demonstrativa do Desenvolvimento do Aluno nas Diversas Áreas de Conhecimento. OBJETIVOS E FINALIDADES DO ENSINO FUNDAMENTAL ENSINO FUNDAMENTAL 1º AO 5º ANO No Ensino Fundamental.Ficha Demonstrativa do Desenvolvimento do Aluno. Dessa Ficha Demonstrativa ( Boletim Escolar ) constará uma tabela de conversão dos conceitos em escala de valores numéricos. nas demais séries do Curso Fundamental. sentir e ser acerca da construção do conhecimento e da sistematização feita pelas ciências. ampliando suas hipóteses sobre o mundo. conceitos e princípios (aspecto conceitual) eles são também relacionados às habilidades e aos procedimentos (aspectos procedimentais). através de Relatórios das Atividades Coletivas e do ( Boletim Escolar . De acordo com orientação legal. valores e normas como objetos de conhecimento (aspecto atitudinal). o acompanhamento do seu desempenho durante as atividades de aprendizagem. para efeito de transferências escolares dos alunos do Ano da Fase Introdutória do Ensino Fundamental – 6 anos .14 . Colégio Sagrado Coração de Maria-BH– Pág. o entendimento de seus avanços e dificuldades em relação a patamares definidos. para além dos fatos.PropostaPedagógica-2009 A avaliação deve ter como objetivo: o conhecimento de cada criança. Comunicação dos resultados dos alunos às famílias Os resultados do desenvolvimento e do trabalho com as crianças de 6 anos serão apresentados às famílias. Os conteúdos abrangem.

2 . Ensino Religioso. A opção metodológica por projetos de trabalho. unidades temáticas e outros processos pedagógicos significativos visa estimular a curiosidade. A escola é o espaço privilegiado para esse trabalho de apropriação. em Sistema de Seriação. Matemática. criar e usufruir das produções culturais. também. como atividades institucionalisadas de produção de conhecimentos. Educação Física. A carga horária de cada um desses componentes curriculares será especificada no Quadro Curricular. afetiva. Laboratório de Ciências. musical. 2. Ciências. – ENSINO FUNDAMENTAL – 1º AO 5º ANO (1ª FASE – TEMPO ESCOLAR) O tempo escolar dos cinco anos do Ensino Fundamental. a troca de idéias e a instrumentalização dos alunos para usufruírem das fontes de informações. grau de significação e contextualização. interpretar. viabilizando o estudo de temas emergentes na sociedade.ENSINO FUNDAMENTAL – 6º ao 9º ANO (2ª FASE) Colégio Sagrado Coração de Maria-BH– Pág. retomada e progressão. Geografia. 9. despertar o interesse e o senso da investigação científica e tecnológica. será organizado. plástica e corporal . COMPONENTES CURRICULARES DA 1ª FASE DO ENSINO FUNDAMENTAL (1º ao 5º ANO) • Base nacional comum: Língua Portuguesa. 2. 3 . e (re)construção e transmissão cultural . como níveis de abordagem necessários aos conteúdos. visando favorecer o desenvolvimento das competências cognitivas e sócio-comunicativas dos alunos e respeitando as necessidades de cada faixa etária. uso e análise . como movimento necessário para relacionar os novos conteúdos de aprendizagem com os conhecimentos anteriores. História. de forma interdisciplinar. Os eixos norteadores do trabalho pedagógico serão os temas transversais estabelecidos nos PCN do Ensino Fundamental. respeitando-os como sujeitos ativos e interativos em seu processo de construção do conhecimento. Oficinas.PropostaPedagógica-2009 O desenvolvimento desse trabalho tem que levar o educando a desenvolver a capacidade para a solução de problemas.  Parte Diversificada: Oficina de Redação. em anexo. gráfica.como meio para o aluno produzir. para adequação ao estágio de desenvolvimento e ao nível de interesse dos alunos. . expressar-se e comunicar seu conhecimento. As atividades curriculares devem utilizar-se das diferentes linguagens – verbal. bens e serviços.15 . Língua Estrangeira Moderna (Inglês) a partir da 2º Ano do Ensino Fundamental. artísticas. Estes temas perpassarão os conteúdos dos diversos componentes curriculares. Os componentes curriculares terão abordagem integrada e flexível. Na escolha e organização dos conteúdos serão considerados os critérios de contato. 9. buscando superar a fragmentação e a compartimentalização dos conhecimentos a serem construídos. Arte.

2ª fase – 6º ao 9º Ano. Ensino Religioso. das habilidades de estudo . Ciências • Parte Diversificada: Língua Estrangeira Moderna (Inglês). Oficina de Redação. É importante afirmar que não há aprendizagem sem conteúdos.PropostaPedagógica-2009 ENSINO FUNDAMENTAL 2ª FASE O desenho curricular do Ensino Fundamental. utilizando para isso o pensamento lógico. juntamente com as observações do Tratamento Curricular. O desenvolvimento do trabalho pedagógico busca formar cidadãos capazes de posicionar-se de maneira crítica. responsável e construtiva nas diferentes situações que envolvem significados desses saberes. A carga horária de cada um desses componentes curriculares será especificada no Quadro Curricular. Esse processo busca dar significado ao conhecimento escolar. Colégio Sagrado Coração de Maria-BH– Pág. tem como meta a formação dos hábitos. Educação Física. Matemática. a capacidade de análise crítica. também.16 . Geografia. da capacidade para resolver problemas e da atitude de responsabilidade acadêmica diante dos saberes das diversas disciplinas. Este processo é assimilado pelos alunos quando podem vivenciar experiências interdisciplinares que lhes forneçam conteúdos de forma organizada e associada às práticas sociais contextualizadas na sua história. Os alunos devem. História. COMPONENTES CURRICULARES DA 2ª FASE DO ENSINO FUNDAMENTAL (6º ao 9º Ano) • Base nacional comum: Língua Portuguesa. mediante a contextualização e a interdisciplinaridade. Arte. saber questionar a realidade a partir dos conhecimentos adquiridos nesses estudos. a criatividade.

proporcionar ao educando o conhecimento das formas contemporâneas de linguagem. A orientação pedagógica dará ênfase à organização dos conteúdos nas seguintes áreas dos Códigos e Linguagens. das letras e das artes. Serão priorizados os projetos de trabalho. estimular a iniciativa e criatividade do aluno. Ciências Naturais e Matemáticas e Suas Tecnologias.17 . políticos e éticos previstos na LDB: estética da sensibilidade. terá a duração mínima de três anos e observará as orientações da LDB. Ciências Humanas e Sociais. Colégio Sagrado Coração de Maria-BH– Pág. possibilitar o prosseguimento dos estudos. A formação do aluno no Ensino Médio visa à consolidação dos conhecimentos básicos. É a etapa final de uma educação de caráter geral que situa o educando como sujeito produtor de conhecimento e participante do mundo de trabalho. levar o educando a compreender o mundo e tornar-se apto a participar do processo histórico de transformação da sociedade e da cultura. à preparação cientifica e a capacidade para usar as diferentes tecnologias relativas às áreas de atuação. ENSINO MÉDIO DESENHO CURRICULAR DO ENSINO MÉDIO O Ensino Médio. levar o aluno à compreensão do significado da ciência. o planejamento por área. Os Componentes Curriculares serão embasados nos princípios estéticos. política da igualdade e ética da identidade. habilidades e atitudes adquiridas no Ensino Fundamental. proporcionar aos alunos a educação tecnológica básica. a interdisciplinaridade e a contextualização. 3 . proporcionar ao educando a preparação básica para o trabalho. OBJETIVOS E FINALIDADES DO ENSINO MÉDIO Levar o aluno a aprofundar e aperfeiçoar os conhecimentos. levar o aluno ao domínio dos princípios científicos e tecnológicos que presidem a produção moderna.PropostaPedagógica-2009 9 . etapa final da educação básica.

NÚCLEO DE ESTUDOS INTEGRADOS E COORDENAÇÃO PARA O VESTIBULAR Consiste num Programa Especial de atendimento para os alunos do Ensino Médio. para o estudo das línguas. Ensino Religioso. Orientação para o Mundo do Trabalho. A Língua Estrangeira Moderna (Espanhol) será oferecida apenas no EM. em cada classe. Biologia. a compreensão do significado da ciência e das artes. na 3ª Série do EM. as classes da 3ª Série do EM. Arte. 10. Colégio Sagrado Coração de Maria-BH– Pág. Filosofia. Geografia.PropostaPedagógica-2009 COMPONENTES CURRICULARES DO ENSINO MÉDIO   Base nacional comum: Língua Portuguesa. Física. Os professores serão orientados no sentido de se trabalhar com projetos de intervenção e monitorias a serem desenvolvidos. juntamente com as observações do Tratamento Curricular. Assim sendo. Oficina de Redação. o aluno poderá optar em cursar a Língua Espanhola ou a Língua Inglesa. Essa proposta de organicidade destaca a educação tecnológica básica. Educação Física. Matemática. História. Química. o processo histórico de transformação da sociedade e da cultura. Filosofia. o acesso ao conhecimento e o exercício da cidadania. Parte Diversificada: Literatura com ênfase à Literatura Brasileira. ao longo do ano letivo. Língua Estrangeira Moderna (Inglês e Espanhol). 11. superando e indo além da organização por disciplinas estanques e revigorando a integração e articulação dos conhecimentos num processo de interdisciplinaridade e transdisciplinaridade. serão organizadas de acordo com a opção dos alunos. Sociologia. a língua portuguesa como instrumento de comunicação. porém. REFERENCIAIS DOS COMPONENTES PEDAGÓGICOS O trabalho educativo a ser desenvolvido com os componentes curriculares do Ensino Médio visa ao planejamento e ao desenvolvimento do currículo do Ensino Médio que devem ser estruturados de forma orgânica. ORIENTAÇÃO PEDAGÓGICA PARA O ENSINO DE LÍNGUAS ESTRANGEIRAS MODERNAS (INGLÊS/ESPANHOL) A Língua Estrangeira Moderna (Inglês) é oferecida a partir do 2º Ano/EF se estendendo até a 3ª Série/EM. Não será adotada a modalidade de agrupamentos por níveis de desempenho dos alunos. A carga horária de cada um desses componentes será especificada no Quadro Curricular.18 .

diagnóstica e formativa. suas dificuldades e possibilitar uma tomada de decisão no sentido de promover a melhoria. visitas às Universidades. Nesse sentido. levando-se em consideração não só o aspecto quantitativo como o qualitativo. a ação educativa que envolve educador e educando deve estar voltada para que o aluno otimize o seu desenvolvimento integral. O aluno é o centro do processo de ensino e aprendizagem. habilidades. diagnóstica e vai mediar e orientar o processo que se desenvolve entre os objetivos propostos para o trabalho educativo com as crianças e a avaliação do desenvolvimento do processo de aprendizagem. competências e habilidades pretendidas. através de Relatórios das Atividades Coletivas e do (Boletim) Ficha Demonstrativa do Desenvolvimento do Aluno. com e Sala de Estudos e pesquisa com biblioteca específica de Vestibular Espaço de Multimídia. a avaliação inclui análise da escola como um todo. o acompanhamento do seu desempenho durante as atividades de aprendizagem. do professor. A integralidade da avaliação abrangerá parte cognitiva juntamente com todos os aspectos do aluno como. PROCESSO DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO INFANTIL E DO 1º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL Na Educação Infantil e no 1º Ano do Ensino Fundamental a avaliação será processual. encontros dentro da linha formativa e espiritual. Orientação para o Mundo do Trabalho. em defesa da vida. Colégio Sagrado Coração de Maria-BH– Pág. A avaliação do processo de ensino e aprendizagem é contínua. no sentido de captar seus avanços. Os resultados do desenvolvimento e do trabalho com as crianças de 06 anos da Fase Introdutória do Ensino Fundamental serão apresentados às famílias. Os procedimentos de avaliação serão observação sistemática. intercâmbios orais e atividades que contemplam na rotina de trabalho os diferentes eixos de formação pessoal e social e conhecimento de mundo. AVALIAÇÃO DO PROCESSO ENSINO-APRENDIZAGEM A avaliação do processo de ensino aprendizagem no Colégio Sagrado Coração de Maria/BH é uma ação abrangente. o entendimento de seus avanços e dificuldades em relação a patamares definidos. Através dos Relatórios Individuais informa-se à família sobre o desenvolvimento e o desempenho apresentado pelas crianças e os Relatórios de Atividades descrevem sobre as atividades curriculares desenvolvidas nos Projetos de Trabalho. que implica uma reflexão crítica sobre a prática. de acordo com o carisma da escola. Esses resultados serão apresentados através de Relatórios Individuais e Relatórios das Atividades. atitudes e valores . das metodologias. A partir dela o professor ressignifica e norteia sua ação pedagógica. suas resistências. É oferecido aos alunos um Programa de Preparação Profissional com ciclo de palestras com profissionais das diversas áreas.PropostaPedagógica-2009 O Núcleo de Estudos Integrados e Coordenação de Vestibular conta com um espaço físico específico equipado com recursos de multimídia para as aulas. abrangente. 12.19 . discriminando temas. eixos dos componentes curriculares. articulando e dosando os conteúdos. análise das produções dos alunos. análise de todo o processo de caminhada do aluno. Portanto. dinâmica. Plantões Temáticos interdisciplinares com assuntos relativos ao vestibular. dos instrumentos e de todo o clima educativo da escola. cumulativa. Essa avaliação tem como objetivo o conhecimento de cada criança.

em 03 ( três) etapas letivas: 1ª etapa – 30 pontos – (com média 18 pontos) 2ª etapa – 30 pontos . Dessa Ficha Demonstrativa (Boletim Escolar) constará uma tabela de conversão dos conceitos em escala de valores numéricos. A avaliação do desempenho tem função diagnóstica. Em sua totalidade. do 2º ao 5º Ano. desde que tenha obtido o mínimo de quarenta (40) pontos em cada uma das disciplinas. após a 3ª etapa letiva. AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO DAS ATIVIDADES ACADÊMICAS DO ENSINO FUNDAMENTAL – 1ª fase – 2º ao 5º Ano.6º ao 9º Ano e 1ª a 3ª SÉRIE DO ENSINO MÉDIO A avaliação do processo de ensino e de aprendizagem ocorrerá ao longo do ano letivo. através de instrumentos como a Ficha de Avaliação Atitudinal e o Contrato de Compromisso Acadêmico.(com média 24 pontos) TOTAL: 100 pontos – (média anual . para efeito de transferências escolares dos alunos do 1º Ano do Ensino Fundamental – crianças de 06 anos -. no final da etapa.20 . de acordo com os pontos distribuídos em cada etapa letiva. em cada série. A forma de avaliação está expressa no Regimento Escolar do Colégio. abrange os conteúdos e outros aspectos do desempenho do aluno. 12. ao longo da etapa e às Provas de Recuperação Paralela.. será emitido um Boletim Escolar (Ficha Demonstrativa do Desenvolvimento do Aluno nas Diversas Áreas de Conhecimento. nas demais séries do Ensino Fundamental.60 pontos ) O aluno que obtiver resultados abaixo de 60% dos pontos distribuídos nas etapas letivas será indicado às atividades dos Cursos de Recuperação. com orientação e avaliação feitas pelos professores do Colégio. DISTRIBUIÇÃO DOS PONTOS DO ENSINO FUNDAMENTAL ( 2º ao 5º Ano) No Ensino fundamental. Ao aluno que não obtiver 60% dos pontos distribuídos. valores e habilidades. serão distribuídos aos alunos 100(cem) pontos. formativa e somativa. INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO Colégio Sagrado Coração de Maria-BH– Pág. 2ª fase .1.PropostaPedagógica-2009 De acordo com orientação legal. expresso em conceitos). A Coordenação Pedagógica de Segmento e a Assistente Pedagógica do segmento acompanham sistematicamente o desenvolvimento dos alunos. anualmente. em 03 (três) disciplinas no Ensino Fundamental e até 04 (quatro) no Ensino Médio. será oferecida a oportunidade de Recuperação Final.(com média 18 pontos) 3ª etapa – 40 pontos . podendo ser mensurada em períodos ou unidades didáticas cuja periodicidade será definida a partir do planejamento de cada série e de acordo com o fluxo dos conteúdos programáticos das diversas áreas ou componentes curriculares. como atitudes. por indicação do professor.

Verificar o conhecimento através da demonstração. Objetivos: . . pela Coordenação Pedagógica do Segmento e pela Assistente Pedagógica de Segmento. pelo professor.PropostaPedagógica-2009 Os pontos registrados no final de cada etapa letiva serão obtidos através de: A – Avaliações Diversificadas: Envolve os aspectos procedimentais e a valorização desses aspectos é de 60% dos pontos distribuídos no ano. das habilidades e das competências mais gerais propostas na disciplina e desenvolvidas durante o processo de ensino e de aprendizagem. observando-se as habilidades cognitivas por ele desenvolvidas. podendo ser sanadas mais prontamente. pela Coordenação Pedagógica do Segmento e pela Assistente Pedagógica de Segmento no processo de ensino e de aprendizagem e contribuir para a melhoria da atenção e da participação em aula.oportunizar ao aluno construir o hábito de estudar todos os dias e não só para as avaliações e os trabalhos e que as dificuldades sejam identificadas pelos professores. da qualidade das tarefas de casa e dos hábitos de estudo para a formação das habilidades e competências necessárias. Distribuição dos pontos dos aspectos atitudinais: São distribuídos 10 % do valor da etapa letiva: 1ª etapa: 03 pontos 2ª etapa: 03 pontos 3ª etapa: 04 pontos Objetivo: Colégio Sagrado Coração de Maria-BH– Pág.propiciar o acompanhamento do aluno. inferências. tais como: compreensão. explicações. aplicações em situações novas. Trata-se da Prova Globalizante. trabalhos individuais. Para tal. interpretação envolvendo relações. Modalidades As avaliações globalizantes avaliam a competência dos alunos. por parte do aluno. Objetivo: . C– Avaliação Atitudinal da Conduta ou Conceito são pontos distribuídos envolvendo os Aspectos Formativos Atitudinais. Modalidades: As avaliações são contínuas e processuais e envolvem trabalhos em grupo. pesquisas de campo. Distribuição dos pontos: 1ª etapa: 18 pontos (com o mínimo de 03 atividades avaliativas) 2ª etapa: 18 pontos (com o mínimo de 03 de atividades avaliativas) 3ª etapa: 24 pontos (com o mínimo de 03 atividades avaliativas) B . provas e testes.Avaliação Globalizante: Envolve os aspectos conceituais e a valorização é de 30% dos pontos distribuídos. análise e síntese.21 . da aquisição dos conceitos. esses instrumentos serão elaborados criteriosamente em cada área de conhecimento observando-se essas habilidades e competências.

serão distribuídos aos alunos 100 (cem) pontos.PropostaPedagógica-2009 . Essa avaliação analisa o desempenho do aluno de forma qualitativa.60 pontos ) O aluno que obtiver resultados abaixo de 60% dos pontos distribuídos nas etapas letivas deverá se submeter às atividades de reforço. em 03 (três) etapas letivas. sua participação e sua responsabilidade no desenvolvimento das atividades propostas em sala e para serem executadas em casa como fonte de estudo.Avaliar a qualidade da participação. por indicação do professor. do envolvimento e da responsabilidade do aluno. valorizando seu envolvimento. INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO Os pontos registrados no final de cada etapa letiva serão obtidos através de: A – Avaliações Diversificadas: Envolve os aspectos procedimentais e a valorização desses aspectos é de 30% dos pontos distribuídos no ano. Objetivos: Colégio Sagrado Coração de Maria-BH– Pág. a partir de critérios objetivos estabelecidos pelo professor e comunicados aos alunos. após a 3ª etapa letiva.22 . DISTRIBUIÇÃO DOS PONTOS DO ENSINO FUNDAMENTAL (6º ao 9º Ano) E (1ª à 3ª serie) DO ENSINO MÉDIO NAS ETAPAS LETIVAS No Ensino Fundamental. anualmente.1. a partir do 6º ao 9º Ano e no Ensino Médio. convocação oficial ou afastamento por motivo médico.(com média 24 pontos) TOTAL: 100 pontos – (média anual . A verificação será aplicada em dias e horários determinados no calendário de cada etapa letiva. até 48 horas após o retorno. será oferecida a oportunidade de Recuperação Final. 12. • • Procedimentos: Procurar a Coordenação Pedagógica do Segmento portando a justificativa por escrito. assim distribuídos: 1ª etapa – 30 pontos – (com média 18 pontos) 2ª etapa – 30 pontos . Ao aluno que não obtiver 60% dos pontos distribuídos. ao longo da etapa e às Provas de Recuperação Paralela. desde que tenha obtido o mínimo de quarenta (40) pontos em cada uma das disciplinas.(com média 18 pontos) 3ª etapa – 40 pontos . em 03 (três) disciplinas no Ensino Fundamental e até 04 (quatro) no Ensino Médio. 2ª Chamada de Provas Globalizantes e / ou Simulados Terá direito à 2ª oportunidade o aluno que perder a verificação globalizante e/ou o simulado por motivo de luto. com orientação e avaliação feitas pelos professores do Colégio. devidamente comprovado.

2as e 3as séries do Ensino Médio têm um sistema de avaliação próprio. com orientações e horários específicos. Modalidades As avaliações globalizantes avaliam a competência dos alunos. a partir de critérios e objetivos estabelecidos pelo professor e comunicados aos alunos. . pelo professor. 2ª etapa: 18 pontos (com 02 provas incluindo. interpretação. da aquisição dos conceitos. observando-se as habilidades cognitivas por ele desenvolvidas. análise e síntese. no Ensino Médio. trabalhos individuais. no Ensino Médio a avaliação do Simulado). explicações.PropostaPedagógica-2009 Propiciar o acompanhamento do aluno. (Global 1).Oportunizar ao aluno construir o hábito de estudar todos os dias e não só para as avaliações e os trabalhos e que as dificuldades sejam identificadas pelos professores. Coordenação Pedagógica do Segmento e Assistente Pedagógica de Segmento. Os professores deverão aplicar a prova Global 1. Modalidades: As avaliações são contínuas e processuais e envolvem trabalhos em grupo. a avaliação do simulado). podendo ser sanadas mais prontamente. valendo 50% dos pontos distribuídos para as globalizantes. B . Coordenação Pedagógica do Segmento e Assistente Pedagógica de Segmento no processo de ensino e de aprendizagem e contribuir para a melhoria da atenção e da participação em aula. inferências. das habilidades e das competências mais gerais propostas na disciplina e desenvolvidas durante o processo de ensino e de aprendizagem.Avaliar a qualidade da participação. Distribuição dos pontos das Avaliações Globalizantes 1ª etapa: 18 pontos (com 02 provas: Global 1 e Global 2. da qualidade das tarefas de casa e dos hábitos de estudo. do envolvimento e da responsabilidade do aluno. pesquisas de campo. Essa avaliação propõe uma síntese dos Colégio Sagrado Coração de Maria-BH– Pág. envolvendo relações. de acordo com o desenvolvimento da sua disciplina até a metade da etapa letiva. tais como: compreensão.Avaliação Globalizante: Envolve os aspectos conceituais e a valorização é de 60% dos pontos distribuídos. Objetivo: .23 - . É o Sistema de Avaliação dos Simulados com Treinamento de Questões Fechadas (TQF) que são avaliações por blocos de conteúdos. aplicações em situações novas. esses instrumentos serão elaborados criteriosamente em cada área de conhecimento observando-se essas habilidades e competências. Avaliação dos Simulados As 1as. Distribuição dos pontos: 1ª etapa: 09 pontos 2ª etapa: 09 pontos 3ª etapa: 12 pontos Objetivo: . no Ensino Médio.Verificar o conhecimento através da demonstração. Para tal. São as provas globalizantes e serão denominadas Global 1 e Global 2. provas e testes. por parte do aluno. 3ª etapa: 24 pontos (com 02 provas incluindo. a avaliação do Simulado).

montado pelas Coordenações. um Simulado. Essa avaliação analisa o desempenho do aluno de forma qualitativa. das ações e encaminhamentos propostos. No Ensino Médio. A prova Global 2 será aplicada no final da etapa com calendário próprio. Distribuição dos pontos dos aspectos atitudinais: São distribuídos 10 % do valor da etapa letiva: 1ª etapa: 03 pontos 2ª etapa: 03 pontos 3ª etapa: 04 pontos Objetivo: . também. Os alunos da 8ª série do Ensino Fundamental terão. a avaliação Global 1 corresponde ao Simulado. Nesse momento. Nas etapas que acontecerem essas avaliações. a cada semestre letivo. para os devidos encaminhamentos com alunos e comunicações das ocorrências às famílias e. C – Avaliação Atitudinal da Conduta ou Conceito são pontos distribuídos.Avaliar a qualidade da participação. envolvendo os Aspectos Formativos Atitudinais. como instrumento de registro dessas atividades. valorizando seu envolvimento. do envolvimento e da responsabilidade do aluno. Esse quadro será entregue semanalmente para as Coordenações Pedagógicas de Segmento e Assistentes Pedagógicas. Treinamento de Questões Abertas O Treinamento de Questões Abertas (TQA) é desenvolvido com a 3ª Série do Ensino Médio. serão trabalhadas as questões abertas referentes à segunda etapa dos vestibulares das Universidades. os pontos distribuídos para elas serão os pontos da Prova Global 1. para devolução. o professor utilizará o “Quadro de Acompanhamento”. A partir do 6º Ano do Ensino Fundamental até o 3º ano do Ensino Médio. convocação oficial ou afastamento por motivo médico. sua participação e sua responsabilidade no desenvolvimento das atividades propostas em sala e para serem executadas em casa como fonte de estudo. seguindo as orientações do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM). Procedimentos: Colégio Sagrado Coração de Maria-BH– Pág. aos professores.PropostaPedagógica-2009 conhecimentos adquiridos no decorrer das etapas e consiste em um treinamento com foco no Vestibular da UFMG. devidamente comprovado. 2ª Chamada de Provas Globalizantes e / ou Simulados Terá direito à 2ª oportunidade o aluno que perder a verificação globalizante e/ou o simulado por motivo de luto. O TQA faz parte das avaliações diversificadas.24 . com calendário próprio. a partir de critérios e objetivos estabelecidos pelo professor e comunicados aos alunos.

• Boletim Escolar . Durante a etapa. após o diagnóstico. o professor da série/turma passará a dar orientação e assistência ao aluno com dificuldades através de atividades diferenciadas. COMUNICAÇÃO À FAMÍLIA DO DESEMPENHO ESCOLAR DO ALUNO NO PROCESSO DE AVALIAÇÃO DO 6º AO 9º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL E 1ª A 3ª SÉRIE DO ENSINO MÉDIO • Boletim Escolar .PropostaPedagógica-2009 • • Procurar a Coordenação Pedagógica do Segmento portando a justificativa por escrito. indicando que o aluno deverá se submeter às Provas de Recuperação. no início do ano. os professores regentes refletirão com a CPS e APS o desenvolvimento acadêmico dos alunos. ao final de cada etapa letiva. buscando o domínio dos conceitos estruturadores referentes às séries anteriores. ministrados por estagiários contratados pelo Colégio. até 48 horas após o retorno. Os resultados abaixo de 60% dos pontos distribuídos serão expressos em negrito. 3. • Relatório das Atividades – onde se faz a apresentação das atividades desenvolvidas pelos professores especializados. A verificação será aplicada em dias e horários determinados no calendário de cada etapa letiva. em horário extra-turno. do 1º ao 5º Ano do Ensino Fundamental. será apresentado através dos seguintes instrumentos: • Relatório Individual ou Ficha de Desempenho – onde é expresso o desenvolvimento apresentado pelo aluno nos aspectos das habilidades. hábitos. 3. o Boletim Escolar. monitorias e outros recursos.3. Os professores apresentarão os roteiros de Colégio Sagrado Coração de Maria-BH– Pág. 2. discriminando especificamente os conteúdos dos componentes curriculares. as habilidades. ao final de cada etapa letiva. hábitos.25 . atitudes e competências construídas e o seu desempenho nas atividades dos componentes curriculares. 12.2. Recuperação concomitante ao processo: logo que a dificuldade for constatada.será enviado para as famílias. para que essas possam tomar conhecimento do desenvolvimento e grau de aproveitamento dos alunos. atitudes e competências pretendidas para cada Área de Conhecimento. COMUNICAÇÃO À FAMÍLIA DO DESEMPENHO ESCOLAR DO ALUNO NO PROCESSO DE AVALIAÇÃO DO 1º AO 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL O desempenho escolar do aluno.será enviado para as famílias dos alunos do 2º ao 5º Ano do Ensino Fundamental. informando sobre o desempenho dos alunos.1. Recuperação Paralela para os alunos do 1º ao 5º Ano do Ensino Fundamental a) Após a 1ª e 2ª etapas letivas. 12. Curso de Revisão: oferecido. ATIVIDADES DE RECUPERAÇÃO PARA OS ALUNOS DO 1º AO 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL TIPOS DE RECUPERAÇÃO PARA ASSISTÊNCIA AO ALUNO COM DIFICULDADES 1. serão oferecidos acompanhamentos paralelos. PROCESSO DE RECUPERAÇÃO 12.

d) Os alunos que forem considerados recuperados terão sua nota da etapa alterada para a média da etapa letiva. Colégio Sagrado Coração de Maria-BH– Pág. Não há 2ª chamada de provas de recuperação. Língua Portuguesa e Matemática (Ensino Médio). O material oferecido nessa atividade será elaborado pelo professor(a) da série/turma. paralelamente à etapa. elaborada pelos próprios professores das disciplinas e séries. com material confeccionado pelos respectivos professores das disciplinas e séries e desenvolvido por estagiários contratados pelo colégio. O acompanhamento funcionará em horário extra-turno. será extra-turno montado pelos respectivos Coordenadores Pedagógicos de Segmento.2. c) As Provas de Recuperação de cada disciplina terão o mesmo valor das avaliações globalizantes da etapa letiva em curso. com calendário próprio montado pela Coordenação Pedagógica do respectivo segmento. Matemática. As provas de recuperação serão elaboradas pelos próprios professores das respectivas disciplinas/séries. Ao final dos mesmos será aplicada 01 prova de recuperação. Química e Biologia. para as disciplinas de Língua Portuguesa. no decorrer da referida etapa letiva. O horário para o PRP. caso esta seja superior àquela. PROGRAMA DE RECUPERAÇÃO PARALELA – PRP PARA OS ALUNOS DO 6º AO 9º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL E ENSINO MÉDIO ESTRUTURA DO PROGRAMA DE RECUPERAÇÃO PARALELA – PRP O PRP consiste em um atendimento personalizado paralelo. Física. Os alunos que obtiverem 60% ou mais da nota nas provas de recuperação serão considerados recuperados e terão sua nota da etapa alterada para a média da etapa letiva.3. Para essas provas a Coordenação Pedagógica do segmento montará calendário próprio que será entregue aos alunos e famílias b) Na Recuperação Paralela das etapas letivas serão mantidos os pontos das Avaliações das Atividades Diversificadas e os pontos da Avaliação Atitudinal que já foram obtidos pelo aluno. Para as demais disciplinas os alunos receberão apenas o material confeccionado pelos respectivos professores para Estudos Autônomos. O acompanhamento começará logo após os Conselhos Intermediários e seguirão paralelamente ao andamento da etapa letiva. 12. oferecido aos alunos com dificuldades. OPERACIONALIZAÇÃO DA RECUPERAÇÃO PARALELA As atividades de acompanhamento paralelo funcionarão em horário extra-turno. para as quais serão convocados todos os alunos com rendimento inferior a 60% na etapa. Essas atividades não terão custos adicionais para a família. (6º ao 9º Ano). para cada disciplina. para os alunos do 6º ao 9º Ano do EF e do Ensino Médio.PropostaPedagógica-2009 estudos de revisão para os alunos com dificuldades que serão acompanhados por estagiários contratados pelo colégio. A nota da avaliação globalizante da etapa será substituída pela nota da prova de recuperação.26 .

12. que necessariamente não precisarão ser nos moldes do Simulado e também recuperação da prova Global 2. Os alunos que forem considerados recuperados terão sua nota da etapa alterada para a média da etapa letiva. Se.2º ao 5º Ano – e da 2ª fase – do 6º ao 9º E DO ENSINO MÉDIO Aos alunos que não conseguirem durante o ano letivo. para os alunos novatos com indicações de reforço. Para os alunos do Ensino Médio haverá recuperação das Avaliações dos Simulados (Global 1). Os trabalhos de recuperação seguirão paralelamente ao desenvolvimento da etapa e. a quarta (4ª) disciplina no Ensino Fundamental ou a quinta (5ª) disciplina no Ensino Médio. os pontos necessários para a aprovação em até 03 (três) disciplinas no Ensino Fundamental e até 04 (quatro) no Ensino Médio. • • Na Recuperação Paralela das etapas letivas serão mantidos os pontos das Avaliações das Atividades Diversificadas e os pontos da Avaliação Atitudinal já obtidos pelo aluno.0) pontos em todas as disciplinas. Colégio Sagrado Coração de Maria-BH– Pág. ·. para as quais serão convocados todos os alunos com rendimento inferior a 60%. os alunos poderão ser reprovados. na Recuperação Final . no decorrer da referida etapa letiva. no início do ano letivo. ao final da 1ª e 2ª etapas letivas serão aplicadas as provas de recuperação. caso esta seja superior àquela. a oportunidade de Recuperação Final.3.PropostaPedagógica-2009 TIPOS DE ATIVIDADES DE RECUPERAÇÃO PARA ASSISTÊNCIA AO ALUNO COM DIFICULDADES • Curso de Revisão: oferecido. Não há 2ª chamada de provas de recuperação. para os alunos com dificuldades nas áreas de conhecimento de Língua Portuguesa e Matemática e. Para essas provas as CPS`s montarão calendário próprio que será entregue aos alunos e famílias. Língua Estrangeira Moderna (Inglês e Espanhol) .27 . Recuperação concomitante ao processo: logo que a dificuldade for constatada. Ensino Religioso. com obrigatoriedade de freqüência pelos alunos indicados. for um dos componentes curriculares : Educação Artística. As notas das avaliações globalizantes da etapa serão substituídas pela nota da prova de recuperação. também. o professor passará a dar orientação de formação de hábitos de estudo e assistência ao aluno com dificuldades através de orientações de estudos e outros recursos que serão desenvolvidos pelos estagiários. RECUPERAÇÃO FINAL PARA OS ALUNOS DO ENSINO FUNDAMENTAL 1ª fase. A Recuperação Final constará de um roteiro de exercícios de revisão e de duas provas valendo 50 pontos cada uma. desde que tenha obtido o mínimo de quarenta (40. Educação Física. Recuperação Paralela: As atividades de recuperação paralela não têm ônus para a família. buscando o domínio dos conceitos fundantes referentes às séries anteriores. aos quais se aplica a Progressão Continuada durante o ano. As provas de recuperação terão o mesmo valor das avaliações globalizantes (Global 1 e Global 2) da etapa letiva em curso. apresentando rendimento inferior à 60%. após a 3ª etapa letiva. Não será cobrada dos alunos e será aplicada pelos próprios professores das disciplinas e séries. após o diagnóstico.3. será oferecida.

Matemática. uma cópia impressa com o registro das notas. São eles: Educação Artística. As notas ou conceitos dos alunos serão registrados pelo professor. Geografia. 14. História. Educação Física (ambos da Base Nacional Comum do Quadro Curricular). Serão também disponibilizadas as notas finais das etapas letivas. nos Mapas de Notas dos Conselhos de Classe. O processo do Diário Eletrônico permitirá o acesso a informações sobre a vida escolar do aluno e o recebimento de comunicações do Colégio. pelo professor. Aplicam-se a Progressão Continuada aos componentes curriculares que acompanham o desenvolvimento global do aluno. Oficinas (da Parte Diversificada do Quadro Curricular). mãe ou o responsável receberão um login ( nome do usuário) e uma senha confidencial para acesso às notas e informações sobre seus filhos. 15. A Secretaria imprimirá esses resultados nos Boletins Escolares dos alunos. no Livro de Atas de Resultados Finais. no final da etapa. total de faltas e o conteúdo programático desenvolvido na etapa. Orientação para o Mundo do Trabalho. no Ensino Fundamental e no Ensino Médio. o pai. previsto para o período de dez dias. REGISTROS DE APROVEITAMENTO E FREQUÊNCIA A freqüência dos alunos deverá ser registrada. como também o Diário de Classe com o registro diário da chamada. a Progressão Regular por série. pais e responsáveis. Para isso. DIÁRIO ELETRÔNICO Através do processo da comunicação informatizada os pais e alunos poderão consultar pelo Diário Eletrônico as notas parciais. Os alunos receberão login e senha próprios. de acordo com as características específicas dos componentes curriculares das diversas áreas de conhecimento. Colégio Sagrado Coração de Maria-BH– Pág.PropostaPedagógica-2009 Os alunos que obtiverem 60% ou mais na soma das duas avaliações da Recuperação Final em cada disciplina serão considerados aprovados. após o prazo de correção e revisão das mesmas. nos Diários de Classe e no Diário Eletrônico. 13. observando-se a carga horária e o número de dias letivos estão cumprindo os dispositivos da legislação vigente. tendo também acesso às suas notas parciais. observando-se as datas previstas no Calendário Escolar. Esse registro é feito. Oficinas de Redação. sobretudo à integração cognição e afetividade. será registrada no Boletim Escolar a média anual para a promoção do aluno (60%). para as seguintes disciplinas: Língua Portuguesa. Essa senha é pessoal e intransferível. também. para informação dos dados aos alunos. Biologia. Neste caso. Deverá ser entregue. na Secretaria. no Diário Eletrônico. Física e Química. independente da nota obtida na soma dessas avaliações. Filosofia e Sociologia (da Base Nacional Comum do Quadro Curricular). no final de cada etapa. nas Fichas Individuais. REGIME DE PROGRESSÃO O Colégio Sagrado Coração de Maria/BH adota. Literatura. O aluno que não conseguir atingir os patamares propostos nessas disciplinas deverá realizar ao final das etapas e ao final do ano. Estudos Complementares. ao aprimoramento das habilidades e formação de atitudes e valores. Ensino Religioso e Língua Estrangeira Moderna. nos Relatórios e documentos de Transferência.28 .

formas de acompanhamento e critérios para apreciação do desempenho de cada aluno em seu processo nas etapas escolares. com a distribuição de início e final de cada etapa. os recessos escolares e feriados. ou seja. A contratação do pessoal será realizada de acordo com as exigências das leis que regulamentam o Ensino. cabendo ao Colégio decidir o início e o término de cada uma delas. presidido pela CPG serão lavradas atas das reuniões. 17. em anexo. em defesa da vida. do curso de revisão e dos cursos de recuperação paralela e final.PropostaPedagógica-2009 16. CONSELHO DE CLASSE É um órgão colegiado de decisão soberana. 20. quando houver necessidade. atendendo às conseqüências pedagógicas e ao calendário anual. para que este possa dar as orientações e encaminhamentos necessários aos alunos e famílias. os profissionais contratados pela Mantenedora. sendo as mesmas arquivadas na Secretaria do Colégio. período do diagnóstico pedagógico. os conselhos de classe. que tem por objetivo a avaliação coletiva do processo de aprendizagem e do trabalho pedagógico em cada série. O calendário contempla os dias letivos. A seleção de pessoal será coordenada pelo CAEP. ADMISSÃO E MATRÍCULA DE ALUNOS A matrícula dos alunos está sujeita ao contrato de prestação de serviços educacionais e obedece ao disposto no Regimento Escolar em vigor no Colégio Sagrado Coração de Maria/BH. Como órgão avaliador da ação educativa. deverá acontecer um mini-conselho entre cada professor e seu respectivo Coordenador Pedagógico de Segmento. assessorado por um profissional da área de gestão de pessoas. TRANSFERÊNCIA A transferência dos alunos far-se-á de acordo com as normas legais e de acordo com o previsto no Regimento Escolar em vigor no Colégio Sagrado Coração de Maria/BH. é o fórum de discussão e planejamento de projetos coletivos de ensino e atividades. será realizado ordinariamente. Coordenador(a) do Serviço de Orientação Religiosa e os demais profissionais são contratados pelo Colégio Sagrado Coração de Maria/BH Todos exercem suas funções visando à otimização da qualidade acadêmica e a garantia do carisma da Instituição das RSCM. Compete à Direção do colégio assegurar ao conselho de Classe as condições necessárias para o seu funcionamento. no meio da etapa letiva. No Conselho de Classe Final. Coordenador(a) Pedagógico(a) Geral. Colégio Sagrado Coração de Maria-BH– Pág. os dispositivos da Consolidação das Leis de Trabalho e as convenções inter-sindicais. CALENDÁRIO ESCOLAR E DIVISÃO DAS ETAPAS LETIVAS O Calendário do Colégio contém o cronograma das atividades escolares do ano letivo. ORGANIZAÇÃO ADMINISTRATIVA De acordo com o Organograma. Após a aplicação das avaliações Global 1.29 . segundo as especificações legais. Será presidido ordinariamente pelo Diretor ou outro educador mediante delegação. 18. são os Diretor(a). as jornadas pedagógicas e pastorais. em cada etapa letiva do ano escolar e extraordinariamente. O ano letivo é dividido em três etapas. os sábados letivos. 19.

é constituído por todos os alunos devidamente matriculados em qualquer turno. Os docentes ao assumirem seus cargos recebem o Manual do Educador onde estão contidas orientações funcionais para seu trabalho. série e nível escolar. assim como dos documentos que inspiram o carisma da Instituição. de comprovada experiência. em igualdade de condições. onde o aluno assina um termo de compromisso. GRÊMIO ESTUDANTIL Colégio Sagrado Coração de Maria-BH– Pág. no decorrer do ano letivo.FORMAÇÃO PERMANENTE DO PESSOAL DOCENTE O Colégio oferece aos docentes. o Projeto com Normas de Boa Convivência com as principais diretrizes que nortearão os educandos e suas famílias no processo educativo. Perderá seus direitos no Colégio Sagrado Coração de Maria/BH.30 . reflete-se sobre o fazer em sala de aula. bem como as formas nas quais este “fazer” acontece no dia-a-dia da prática escolar. centro de toda a sua atividade educacional. redefinição de sua missão e compromisso com uma educação de qualidade. o profissional deverá tomar conhecimento de suas obrigações e direitos. de modo a confirmar sua aceitação. mãe ou responsável. pela Equipe Técnica e Professores.PropostaPedagógica-2009 Ao ser admitido no Colégio Sagrado Coração de Maria/BH.1. O PROFED – Programa de Formação de Educadores – tem como finalidade implementar a Proposta Pedagógica construída pelos membros dessa Comunidade Educativa. condições para a consecução de sua PROPOSTA PEDAGÓGICA. foi formulado. as orientações necessárias para desempenhar suas atividades escolares. Todos os professores têm garantido no seu horário 01 H/A semanal para esses encontros. juntamente com pai. O cronograma dessas reuniões será montado pela Diração.1. Os docentes deverão estar devidamente registrados no órgão competente ou autorizados a funcionar segundo dispositivos legais. 20. Essas Normas de Boa Convivência são publicadas no Boletim Informativo Anual. . PESSOAL DISCENTE O pessoal Discente do Colégio Sagrado Coração de Maria/BH -Sacré Coeur de Marie -. construção de sua identidade e autonomia.1. O aluno matriculado e habitualmente freqüente tem o direito de receber. 21. contribuindo para revitalização da prática pedagógica e o fortalecimento da Instituição. cursos visando à sua formação continuada. Durante esses encontros.1.PESSOAL DOCENTE As funções docentes e administrativas do Colégio serão exercidas por pessoas habilitadas para a profissão. Para orientar o trabalho do aluno na série. 21. aderindo a dar apoio e colaboração a essas orientações. – Sacré Coeur de Marie . 20. .o aluno que estiver suspenso por punição disciplinares ou que não cumprir as obrigações que assumiu com o colégio.

Deve promover eventos.deve ser um todo integrado. O Estatuto e as programações de atividades terão aprovação prévia do(a) Diretor(a) e do Conselho Consultivo. esportivas e de lazer.SEE/MG . É um canal de reivindicações de direitos e de conscientização de deveres. possuindo Estatuto próprio. APPA Associação de Pais e Professores do Colégio é uma entidade civil sem fins lucrativos.31 .PropostaPedagógica-2009 O Grêmio Estudantil no Colégio Sagrado Coração de Maria/BH . funcionários e diretoria formem uma comunidade onde possam viver o respeito.nº006202/07 Colégio Sagrado Coração de Maria-BH– Pág. _______________________________________________ Maria Cristina Caetano Diretora – Aut. 30 de janeiro de 2009. É órgão de representação de pais e professores do Colégio. 22. em que alunos.Sacré Coeur de Marie . tendo como finalidade colaborar para que o Colégio atinja mais plenamente os objetivos propostos através do aperfeiçoamento de todos os seus membros em proveito de toda a Comunidade Educativa. Belo Horizonte. atividades culturais. professores. solidariedade e democracia.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->