Você está na página 1de 3

1. Assédio moral 1.

1 Histórico O tema do assédio moral, apesar de não se tratar de uma questão recente, vem recebendo maior atenção na mídia e nos meios jurídico e político. Tal acontecimento se deve à recente tendência de redefinição das atividades produtivas com a tentativa de humanizar as relações de vínculo empregatício e hierárquicas dentro de uma empresa. A violência moral no trabalho começou a ser estudada na Suécia e posteriormente na Alemanha, sendo identificada pela primeira vez pelo pesquisador em psicologia do trabalho Heinz Leymann, em 1984. Em 1998, a psiquiatra francesa MarieFrance Hirigoyen publicou o livro Assédio Moral, pioneiro no tema, e, em 2001, escreveu a obra Mal-Estar no trabalho. 1.2 Conceito Assédio moral é toda e qualquer conduta, seja verbal ou gestual, ou mesmo atitude, que traz danos à personalidade, dignidade ou integridade física ou psíquica do trabalhador, põe em risco seu emprego ou degrada o ambiente de trabalho. A prática consiste na exposição indevida do trabalhador a situações de constrangimento e humilhação. O objetivo do assediador com tais ações é motivar o trabalhador a pedir demissão ou realocação de posto, ou ainda mudar a ação do mesmo perante algum assunto, como o apoio ao movimento sindical. Outro objetivo seria ainda a simples humilhação perante aos colegas, como uma maneira de punição pelas atitudes ou opiniões. 1.3 A manifestação do assédio moral A manifestação do assédio moral se dá de inúmeras maneiras. Citam-se algumas como mais recorrentes e bons exemplos no entendimento do tema: y Ausência de comunicação direta entre assediador e assediado. O praticante só aceita se comunicar por email ou bilhete, por exemplo;

angúsia. insônia. Negatividade em relação ao futuro. Redução da capacidade de se relacionar com outras pessoas. crises de choro. falta de interesse pelo trabalho. 1.5 Aspectos legais No Brasil. Realização de comentários de mau gosto quando o trabalhador falta serviço para ir ao médico.4 Consequências do assédio moral sobre a saúde Dentre as marcas do assédio moral sobre a saúde. Alteração no sono. mas. de forma a não serem repassadas com antecedência ao trabalhador. irritação. pesadelos. 1. Uso de álcool e drogas. Determinação de prazo desnecessariamente curto para a realização de uma tarefa. de difícil comunicação com os demais. entre superior e subordinado.y Separação do trabalhador do restante. Cansaço exagerado. podendo este ser posicionado em local isolado. Sentimento de culpa e pensamento suicida. Restrição ao uso de sanitários. Estabelecimento de vigilância especificamente sobre determinada pessoa. destacam-se: y y y y y y y y Depressão. Mudanças na personalidade. mal-estar física e mental. está presente em qualquer relação onde se configure uma conduta humilhante. visando dificultar o trabalho. Instruções confusas e imprecisas ao trabalhador. com a presença de leis . Manipulação de informações. a iniciativa de construção de um embasamento mais rigoroso do assédio moral começa a ser sentida em âmbito jurídico federal. de fato. y y y y y y É importante ressaltar que o assédio moral não aparece exclusivamente em uma escala hierárquica.

a legislação aprovada até hoje é insuficiente no reconhecimento desta configuração específica de violência psicológica. . Entretanto. existem outras interpretações que visam garantir direitos trabalhistas e que podem ser invocadas em se tratando de situações de assédio moral. Apesar disso. ambos garantidos pela constituição federal atual.aprovadas correlacionadas ao tema e existência de diversos projetos de lei esperando aprovação. como o direito ao meio ambiente de trabalho saudável e o dano moral trabalhista.