P. 1
Função Injetora

Função Injetora

4.5

|Views: 5.237|Likes:
Função Matemática
Função Matemática

More info:

Published by: salvadormarcos20004022 on Sep 15, 2008
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

06/09/2013

pdf

text

original

Função Injetora A função é injetora quando elementos diferentes de A correspondem a elementos diferentes de B.

Uma determinada função f: A B é injetora, somente se, dois elementos distintos quaisquer do domínio de f possuem imagens diferentes em B. - f é injetora quando quaisquer elementos diferentes de A possuir imagens distintas em

B.

– g não é injetora porque

Função sobrejetora A função é sobrejetora quando todo elemento de B é imagem de pelo menos um elemento de A, isto é, quando o conjunto imagem for igual ao contradomínio da função. Im(f) = CD(f). Uma função f: A B é sobrejetora, somente se, o seu conjunto imagem for igual ao contradomínio (da saída): Im(f) = B.

Exemplo:

a) - Im = B = {1, 2, 3}. Logo f é sobrejetora.

b) - Im = {1, 2, 3}, B = {1, 2, 3, 4}, ou seja, Im ≠ B. logo g não é sobrejetora. Função bijetora É toda função de A em B que é simultaneamente, injetora e sobrejetora. Somente a função bijetora admite inversa. Dizemos que uma função f: A B é bijetora somente se, ela é injetora e sobrejetora. Exemplo:

• f é injetora, quando um elemento de A está associado a um elemento em B. • f é sobrejetora, pois Im = B = {4, 5, 6}. • f é bijetora, pois é injetora e sobrejetora ao mesmo tempo.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->