P. 1
Data Center Tier

Data Center Tier

|Views: 708|Likes:
Publicado porMauro St

More info:

Published by: Mauro St on Jul 16, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

12/27/2012

pdf

text

original

O Data Center é atualmente o centro nervoso das empresas, parte integrante de seu cérebro.

Não se imagina uma empresa, de médio ou grande porte, que possa produzir sem que seu Data Center esteja funcionando a plena carga.
Originalmente chamado de CPD (Centro de Processamento de Dados), assim chamado porquê era lá que residia o mainframe, o coração de todo o processamento automatizado que ocorria na empresa, seu nome migrou para o charmoso nome de “Data Center”, pois sua função agora reflete o que há de mais importante em uma corporação: as informações. Por abrigar um bem tão precioso, o Data Center não pode se dar ao luxo de ficar “fora do ar” por muito tempo, caso contrário a corporação corre sério risco de comprometer seu faturamento e lucratividade. Ou seja, um Data Center precisa estar sempre disponível.

As principais áreas presentes em um Data Center são:
Entrance Room (ER): A sala de entrada é um espaço de interconexão entre o cabeamento estruturado do Data Center e o cabeamento proveniente das operadoras de telecomunicação Main Distribution Area (MDA): Inclui o cross-connect principal, que é um ponto principal de distribuição de um cabeamento estruturado de um Data Center, nesta área se faz as principais manobras do Data Center, é uma área crítica Horizontal Distribution Area (HDA): É uma área utilizada para conexão com as áreas de equipamentos. Incluí o cross-connect horizontal (HC), e equipamentos intermediários Zone Distribution Area (ZDA): Ponto de interconexão opcional do cabeamento horizontal. Posicionado entre o HDA e o EDA permite uma configuração rápida e freqüente, geralmente posicionada embaixo do piso. Provê flexibilidade no Data Center Equipment Distribution Area (EDA): Espaço destinado para os equipamentos terminais (Servidores, Storage) e os equipamentos de comunicação de dados ou voz (switches centrais “core”) Como, então, garantir a construção de Data Centers que não param? A construção de Data Centers sempre foi baseada em recomendações de fabricantes de mainframes, de equipamentos de TI e na experiência dos próprios engenheiros e analistas que o projetavam. Mas agora, não mais. Há uma nova norma que regulamenta e padroniza a construção de novos Data Centers, a ANSI/TIA/EIA-942 – Telecommunications Infrastructure Standard for Datacenters. Inicialmente com abrangência apenas nos EUA, a ela logo se seguirão normas internacionais, da ISO, e nacionais, da ABNT. A TI-942 trata de quatro disciplinas intimamente relacionadas com o projeto de Data Centers: Arquitetura, Comunicações, Elétrica e Mecânica. Os projetos de cada uma delas devem ser muito bem coordenados para se obter como resultado um Data Center eficiente.

4 hora (26 minutos) . Finalmente os Data centers Tier IV surgiram em 1994.971% 99.749% 99. numerados de um a quatro:     Tier 1: Data Center básico Tier 2: Data Center com componentes redundantes Tier 3: Data Center que permite manutenção sem paradas Tier 4: Data Center tolerante a falhas Para cada uma das quatro disciplinas listadas acima.982% 99.0 horas 1.67% e 99. A seguir.A classificação Tier adotada em Data centers foi desenvolvida pelo Uptime Institute (www.99%. que apresentam valores entre 99. A classificação geral do Data Center é igual à classificação que recebeu o nível mais baixo.6 hora (95 minutos) 0. há um conjunto de requisitos obrigatórios para que se atinja cada um dos níveis. 26 minutos por ano “fora do ar”. Os Data centers classificados como Tier I surgiram no início dos anos 60. E qual o impacto que cada um desses quatro níveis pode ter na disponibilidade do Data Center? Segundo dados levantados pelo Uptime Institute®.995% Downtime anual 28.org).8 horas 22. A norma classifica ainda os Data Centers em quatro Tiers (níveis). Os sites Tier II datam dos anos 70 e os Tier III apareceram no final dos anos 80 e inicio dos anos 90. um Data Center de nível quatro fica. O Uptime Institute participou da organização dos conceitos de sites Tier III e foi pioneiro no desenvolvimento dos Data centers Tier IV. e vem sendo usada desde 1995 em tem hoje reconhecimento e alcance mundial. nos EUA. Os níveis de disponibilidade associados às classificações Tier foram determinados por meio de resultados de análises de disponibilidade de Data centers reais. a tabela completa de disponibilidade: Disponibilidade dos Data Centers quanto ao seu nível/tier Tier 1 2 3 4 Disponibilidade 99. em média.uptimeinstute.

e • Erros de operação e falhas espontâneas na infraestrutura do datacenter podem ocorrer e levarão à interrupção da operação do datacenter e indisponibilidade de serviços. Características: • Suscetível a interrupções por atividades planejadas e não planejadas.134 1.000 . uma lista com as estimativas de custos associados a paradas de rede em diversos segmentos.450.202.066.654 1. porém com um ramo único de Custo de Downtime por Hora (US$) 6. Tipo de Negócio Operações de corretagem Energia Autorizações de vendas a crédito Telecomunicações Indústria Instituições financeiras Seguros Saúde Reservas aéreas Classificações TIER Tier I: Básico É um Datacenter sem componentes redundantes e com um ramo de distribuição (elétrica e outros sistemas e subsistemas) não redundante para atender os equipamentos de TI do site.000 2.000 2. pode ser muito caro! Abaixo. Apropriado para Pequenos negócios onde a tecnologia de informação melhore principalmente os processos de negócios internos. bem como para o sistema de climatização sem componentes redundantes. • Anualmente a infraestrutura deve ser completamente desligada para realização de serviços de manutenção preventiva e corretiva. • Possui distribuição de alimentação elétrica para os equipamentos de TI e para o sistema de climatização.846 2.444 636.600.Fonte: Uptime Institute E quanto pode custar para seu negócio um Data Center parado? Segundo pesquisas internacionais. é um sistema de módulos simples e apresenta vários pontos individuais de falhas. • Possui um ramo único de distribuição de alimentação elétrica.817.610. • Pode ter ou não UPS e grupos geradores. • Situações de emergência podem necessitar de shutdown mais freqüentes. Tier II: Componentes redundantes para infraestrutura do site São Data centers como componentes redundantes.245 1.030 90. Empresas cuja utilização principal de uma “presença na web” seja como uma ferramenta de marketing passivo e empresas baseadas na Internet sem compromissos de qualidade de serviço.495.

• Anualmente. • Uma falha no ramo de distribuição elétrica causará o desligamento dos equipamentos de TI. Apropriado para Empresas que dão suporte 24×7 a clientes internos e externos. Negócios cujos recursos de tecnologia de informação suportam processos de negócios automatizados. permitindo o desligamento de sistema durante as “horas sem operação”. a infraestrutura do site deve ser totalmente desligada (shutdown) para serviços de manutenção preventiva e corretiva. • Todos os equipamentos de TI precisam de fontes de alimentação redundantes para realização de manutenção simultânea nos sistemas de distribuição elétrica crítica entre os UPS e os equipamentos de TI. e empresas baseadas na Internet sem penalidades financeiras graves pelos compromissos de qualidade de serviço Características: • Uma falha em um componente pode causar impactos na operação dos equipamentos de TI. • Módulos UPS redundantes e grupos geradores devem fazer parte da infraestrutura de alimentação elétrica desses ambientes. • Durante as atividades de manutenção. e • Erros de operação ou falhas espontâneas de componentes da infraestrutura do site . tais como centros de serviço e help desks. • Situações de emergência podem necessitar de (shutdown) mais freqüentes. Apropriado para Pequenos negócios cujos requisitos de TI estejam em sua maioria limitados às horas de expediente tradicionais. • Sã sites suscetíveis a interrupções por atividades planejadas. • A manutenção da infraestrutura do site pode ser realizada com capacidades de componentes redundantes e dos ramos de distribuição para trabalhos isolados nos equipamentos remanescentes. o risco de interrupção pode ser elevado. e • Erros espontâneos de operação de componentes da infraestrutura do site podem causar interrupção dos serviços do datacenter. Empresas com vários turnos de horários com clientes e funcionários em diversas áreas regionais Características: • Cada componente e elemento dos ramos de distribuição de alimentação elétrica e outros sistemas e subsistemas do site podem ser removidos conformeplanejado sem causar o desligamento de qualquer equipamento de TI. Tier III: Manutenção simultânea São Data centers com componentes redundantes e vários ramos de distribuição (elétrica e outros sistemas e subsistemas) para atender os equipamentos de TI. Empresas Comerciais de Pesquisa e Desenvolvimento tais como softwares que não possuam. • Falhas na execução de serviços de manutenção aumentam os riscos de interrupções não planejadas assim como a seriedade das conseqüências das falhas.distribuição (elétrica e outros sistemas e subsistemas) para atender os equipamentos de TI. mas conseguem programar curtos períodos durante os quais é aceitável a prestação de assistência limitada. • O site é suscetível a interrupções por atividade não planejadas. obrigações de assistência “online” ou em “tempo real”. de modo que os impactos no cliente de desligamento de sistema sejam contornáveis. de modo geral.

componente ou elemento de distribuição não causará a interrupção dos serviços do datacenter. ambos ativos. alguns exemplos de requisitos e os respectivos níveis onde são exigidos:       Cabos ópticos com armadura do tipo interlock (nível 4) Software de gerenciamento da planta física (nível 3) Backbones redundantes. sendo um ativo e outro passivo. Negócios baseados em comércio eletrônico. A seguir. e grandes empresas globais com vários turnos de horários onde o acesso do cliente a aplicações e à utilização de recursos de tecnologia de informação pelos funcionários seja uma vantagem competitiva Características: • Uma falha única de qualquer sistema. • Sistemas complementares e ramos de distribuição de serviços elétricos (e outros) devem ser separados fisicamente para prevenir que eventos isolados causem impactos em ambos os sistemas ou ramos simultaneamente. que emprega clusters de servidores. por caminhos diferentes (nível 4) Duas salas de entrada de operadoras (nível 3) Equipamentos de telecomunicações com fontes redundantes (nível 2) . • Componentes e elementos de distribuição podem ser removidos (ou retirados se serviço) de forma planejada sem causar o desligamento (shutdown) dos equipamentos de TI. bem como sistemas de telecomunicações redundantes para garantir a confiabilidade e disponibilidade de serviços. • A manutenção da infraestrutura do site pode ser realizada com as capacidades dos componentes redundantes e dos ramos de distribuição para serviços isolados nos equipamentos remanescentes. e • A infraestrutura é mais compatível com os conceitos de alta disponibilidade de tecnologia da informação. Tier IV: Infraestrutura do site tolerante a falhas São Data centers tolerantes a falhas com sistemas redundantes e vários ramos de distribuição (elétrica e outros sistemas e subsistemas) que atendem simultaneamente. • Durante as atividades de manutenção o risco de interrupção dos serviços pode ser elevado. os equipamentos de TI. a supressão de fogo ou o desligamento do site em caso de emergência podem causar a interrupção dos serviços. Os Data centers Tier III são normalmente planejados para serem convertidos em Tier IV. Apropriado para Empresas com uma presença de mercado internacional que prestam serviços 24h x 365d em um mercado altamente competitivo direcionado ao cliente. conjuntos redundantes de discos independentes (RAID – Reduntant Array of Independent Disk) para armazenamento de acessodireto (DASD – Direct Access Storage Devide). • A operação de alarme contra incêndio. Todos os equipamentos de TI devem ter fontes de alimentação redundantes a ser instalados de acordo com a topologia e arquitetura do site.podem causar a interrupção dos serviços do datacenter. transações de mercado ou processos de liquidação financeira. por caminhos diferentes (nível 3) Backbones redundantes.

. deve ser estudado. Patch cords etiquetados com a identificação das portas onde estão conectados (nível 2) Um projeto de Data Centers tornou-se uma Ciência. planejado e cuidadosamente implantado e mantido. E como tal.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->