P. 1
MODELOS TEÓRICOS DO DESENVOLVIMENTO MOTOR HUMANO

MODELOS TEÓRICOS DO DESENVOLVIMENTO MOTOR HUMANO

|Views: 8.052|Likes:
Publicado porPablo Valdivia

More info:

Published by: Pablo Valdivia on Jul 20, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOCX, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

06/09/2015

pdf

text

original

MODELOS TEÓRICOS DO DESENVOLVIMENTO MOTOR HUMANO.

‡ Paradigma: modelo, padrão. ‡ Paradigma é uma forma de pensar sobre um determinado assunto. É uma maneira de abordar um determinado problema ou sistema. ‡ Há coisas e fatos irrefutáveis (as verdades) e há as crenças, que estão sujeitas a questionamento, em geral com base em experiências que as contradizem. ‡ Conjuntos de crenças ou verdades relacionadas entre si são chamados de paradigmas.

A FORMAÇÃO DO SER HUMANO Os organismos são formados por 2 processos: 1. A ONTOGÊNESE (evolução individual) 2. A FILOGÊNESE (evolução coletiva, da espécie) O início se dá com a união do espermatozóide com o óvulo, formando o OVO ou ZIGOTO. Este ovo , através da multiplicação celular transforma-se num organismo adulto, devendo possuir todas as características genéticas da espécie. Para que isto ocorra é necessário que o AMBIENTE forneça as condições ideais para seu pleno DESENVOLVIMENTO. A IMPORTÂNCIA DE ENTENDER O DESENVOLVIMENTO

‡ O entendimento dessas mudanças que ocorrem com a criança à medida que os anos passam, é um excelente auxílio para o professor, ajudando-o a julgar o

comportamento e a tomar a decisão a respeito do conteúdo a ser aplicado nas aulas de Educação Física.

TEORIAS CONCEITUAIS DE DESENVOLVIMENTO

‡ Entre os modelos teóricos de desenvolvimento, quatro se destacam: ‡ 1. Fase-estágio ‡ 2. Tarefa desenvolvimentista ‡ 3. Marco desenvolvimentista e ‡ 4. Teorias ecológicas do desenvolvimento

TEORIA FASE-ESTÁGIO

‡ É o mais antigo dos pontos de vista conceituais. Há faixas etárias universais caracterizadas por certos tipos de comportamento. ‡ Ex: Freud (psicossexual), Erik Erikson (psicossocial) e Gesell (maturacional)

TEORIA DA TAREFA DESENVOLVIMENTISTA Havighurst

‡ Um segundo ponto de vista conceitual tem como base:
Realizar determinadas tarefas motoras em determinados períodos da vida para atingir níveis superiores de funcionamento, satisfazendo as exigências da sociedade. Este conceito difere da fase-estágio por poder prever o sucesso ou fracasso futuro do indivíduo e não apenas descrever o comportamento típico de uma idade.

TEORIA DO MARCO DESENVOLVIMENTISTA

‡ É uma terceira estrutura conceitual a partir da qual o desenvolvimento é considerado. São similares às tarefas desenvolvimentistas, exceto por sua ênfase. Em vez de mencionar o que ocorre se o indivíduo adaptar-se ao meio ambiente, menciona indicadores de até onde o desenvolvimento progrediu. ‡ Assim como a fase-estágio, são mais descritivas do que prognosticas. Jean Piaget elaborou sua teoria baseando-se neste conceito.

EXISTEM DIVERSOS MODELOS DE DESENVOLVIMENTO HUMANO, CADA UM REFLETE O CONHECIMENTO, OS INTERESSES E AS TENDÊNCIAS DE SEU AUTOR E EPÓCA.

ESTUDAREMOS TRÊS DESENVOLVIMENTO MOTOR:  TEORIA MATURACIONAL.  TEORIA AMBIENTAL.  TEORIA ECOLÓGICA.

TEORIAS

SOBRE

O

TEORIA MATURACIONAL 

DESCRITA POR ARNOLD GESELL, TEM COMO PREMISSA QUE A MATURAÇÃO DO SISTEMA NERVOSO CENTRAL É O FATOR DETERMINANTE DO DESENVOLVIMENTO. LOGO DE ACORDO COM ESSA TEORIA, O DESENVOLVIMENTO ACONTECE DENTRO DE UMA

ORDEM FIXA DE PROGRESSÃO E COM SEQUÊNCIA PRÉ ESTABELECIDA.

TEORIA AMBIENTAL 

DESCRITA POR ROBERT HAVIGHURST, TEM COMO PREMISSA A INFLUÊNCIA DO AMBIENTE COMO PRINCIPAL FATOR NO DESENVOLVIMENTO MOTOR HUMANO. O AMBIENTE IRÁ DETERMINAR QUAIS ASPECTOS MOTORES E EPÓCAS QUE ELES DEVERÃO APARECER.

TEORIA ECOLÓGICA

y RAMO DE SISTEMAS DINÂMICOS.  TEM COMO PREMISSA QUE O DESENVOLVIMENTO ACONTECE DE FORMA NÃO LINEAR E DESCONTINUA. OS VÁRIOS SUBSISTEMAS (TAREFA, INDIVÍDUO E O MEIO AMBIENTE) TRABALHÃO SEPARADOS E COOPERATIVAMENTE, DE FORMA DINÂMICA, PARA DETERMINAR O NÍVEL, A SEQUÊNCIA E A EXTENSÃO DO DESENVOLVIMENTO.

Indivíduo

Tarefa

Ambiente

Análise transacional da causa no desenvolvimento motor Gallahue

‡ As exigências físicas e motoras específicas de uma tarefa motora interagem com o indivíduo (fatores biológicos) e o ambiente (fatores de experiência ou aprendizagem). Os modelos transacionais concluem que os fatores relativos à tarefa, ao indivíduo e ao ambiente não são apenas influenciados (interação), mas também podem ser modificados (transformação) um pelo outro. ‡ Individual: Hereditariedade, Biologia, Natureza e Fatores Intrínsecos ‡ Ambiente: Experiência, Aprendizado, Encorajamento e Fatores intrínsecos ‡ Tarefa: Fatores físicos e Mecânicos

TEORIA SOBRE O DESENVOLVIMENTO PSICOSSOCIAL

‡ A TEORIA PSICOSSOCIAL DE ERIK ERIKSON BUSCA EXPLICAR COMO ACONTECE O DESENVOLVIMENTO DA SOCIALIZAÇÃO.  OS OITOS ESTÁGIOS DO DESENVOLVIMENTO PSICOSSOCIAL.
ESTÁGIOS CARACTERÍSTICAS FAIXA ETÁRIA

CONFIANÇA A confiança é conseguida PERÍODO VERSUS por ter as necessidades NEONATAL DESCONFIANÇA básicas satisfeitas por protetores responsáveis e sensíveis. AUTONOMIA VERSUS A autonomia desenvolvida quando é PRIMEIRA se INFÂNCIA

DÚVIDA E VERGONHA

permite à criança pequena afirmar sua vontade e estabelecer um rudimentar senso de independência. A iniciativa é estabelecida Idade Préno início da infância, Escolar quando as crianças são 3 A 6 ANOS desafiadas a adotar comportamentos socializados mais objetivos e responsáveis. A atividade é maximizada Idade nos anos exuberantes da Escolar infância, quando as crianças dirigem suas energias para dominar as novas habilidades físicas e cognitivas do seu mundo, rapidamente em expansão. A identidade é atingida Prépelos adolescentes quando adolescência estes descobrem quem são e o significado de suas vidas, e exploram soluções alternativas para os problemas da vida. A intimidade é alcançada Final da no início da idade adulta adolescência pela formação de laços pessoais, íntimos e duradouros com pessoas significativas. O adulto maduro, ao atingir Idade Adulta a produtividade, está genuinamente interessado em ajudar os outros,

Iniciativa VERSUS culpa

Atividade versus Inferioridade

Identidade versus Confusão de Papéis

Intimidade versus Isolamento

Produtividade versus Auto-Absorção

especialmente a geração mais jovem que leva vida produtiva. Os que estão preocupados mais com seus próprios desejos e necessidades do que com as vontades e as necessidades dos outros são auto centrados.

Integridade versus Desespero

Adultos mais velhos que Terceira olham para a sua vida Idade passada e avaliam positivamente o que fizeram são indivíduos com integridade. Os que lamentam o passado e as decisões de sua vida o fazem com desespero.

TEORIA SOBRE O DESENVOLVIMENTO COGNITIVO

y JEAN PIAGET DESCREVEU COMO UMA PESSOA CONSTRÓI A SUA INTELIGÊNCIA FRENTE ÀS NECESSIDADES DE ADAPTAÇÃO AO MUNDO. y INTELIGÊNCIA: é a capacidade de processar informações respondendo de forma flexível a situações desafiadoras (FAGAN, 1992) y TEORIA DE PIAGET: não tem a função de quantificar Q.I. (coeficiente de inteligência), mas explicar as mudanças na maneira pela qual a criança vê e compreende o mundo e as relações entre objetos. Ou seja, tem a função explicar os processos cognitivos utilizados pelos indivíduos em determinados períodos da vida. (BEE, 2003) ‡ Procurando soluções para esse problema central, Piaget sustenta que:  a gênese do conhecimento está no próprio sujeito, ou seja,  o pensamento lógico não é inato ou tampouco externo ao organismo mas é fundamentalmente construído na interação homem-objeto.

Para Piaget o desenvolvimento cognitivo ocorre pelo processo de Adaptação. A adaptação requer que o indivíduo faça ajustes ambientais e intelectualize esses ajustes por pro cessos complementares de acomodação e assimilação.
Acomodação ± o indivíduo ajusta a reação para corresponder às exigências do desafio específico. A acomodação é um processo que se estende em direção à realidade e resulta na mudança visível no comportamento.

Ex. quando brinca na banheira ou em uma piscina infantil, a criança aprende a levar em consideração muitas das propriedades físicas e a realidade da água. Entretanto, quando tentar nadar em água profunda, a criança terá que passar por uma série de ações novas (Ex. não conseguir tocar o fundo, soltar-se, flutuar e prender a respiração) para acomodar à nova realidade da água profunda (GALLAHUE, 2005).
Assimilação - interpretação de novas informações e incorporação das mesmas às estruturas cognitivas já existentes. Desequilíbrio ± ruptura do estado de equilíbrio do organismo e provoca a busca no sentido de condutas mais adaptadas. Equilibração ± processo regulador interno de diferenciação e coordenação que tende sempre para uma melhor adaptação. Construção do conhecimento

‡ Construção do conhecimento ocorre quando acontecem ações físicas ou mentais sobre objetos que, provocando o desequilíbrio, resultam em assimilação ou acomodação e assimilação dessas ações e, assim, em construção de esquemas ou de conhecimento. Em outras palavras, uma vez que a criança não consegue assimilar o estímulo, ela tenta fazer uma acomodação e após, uma assimilação e o equilíbrio é então alcançado.

FASES DO PIAGET:

DESENVOLVIMENTO

COGNITIVO

DE

JEAN

FASES Sensório Motor Nascimento aos 2 anos Pensamento pré operacional

CARACTERÍSTICAS O bebê constrói o significado do seu mundo pela coordenação de experiências sensoriais com o movimento Crescente pensamento simbólico pela ligação de seu mundo com palavras e

EVENTO DEFINIDOR Assimilação básica e formação do esquema através do movimento. Assimilação avançada usando a atividade física para

2 a 7 anos Operações concretas 7 a 11 anos

imagens

Raciocina logicamente sobre eventos concretos e consegue classificar objetos de seu mundo em vários ambientais Operações O adolescente é capaz de formais raciocinar logicamente e de 11 anos em maneira mais abstrata e diante idealista

realizar processos cognitivos Reversibilidade com experimentação intelectual através da brincadeira ativa Raciocínio dedutivo através da formação de hipótese abstrata

OUTRAS CARACTERISTICAS DA ETAPA PRÉ OPERATÓRIA ANIMISMO: A criança da alma a objetos e animais, atribuindo-lhes sentimentos e intenções próprios do ser humano. EGOCENTRISMO: É a incapacidade de levar em consideração o ponto de vista do outro. TRANSDUCÇÃO: É o raciocínio realizado de pré-conceito para préconceito. JUSTAPOSIÇÃO: É o pensamento que surge através da concentração em partes ou detalhes de uma experiência sem relacionar essas partes com o todo. SINCRETISMO: É o pensamento que surge através da concentração no todo de uma experiência sem relacionar o todo com as partes.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->