GEOMETRIA PLANA: SEGMENTOS PROPORCIONAIS

1. (G1) Os quadriláteros ABCD e EFGH a seguir são semelhantes. Nessas condições determine: a) razão de semelhança de ABCD e EFGH b) as medidas x, y, z

2. (Unicamp 93) A figura a seguir mostra um segmento AD dividido em três partes: AB=2cm, BC=3cm e CD=5cm. O segmento AD' mede 13cm e as retas BB' e CC' são paralelas a DD'. Determine os comprimentos dos segmentos AB', B'C' e C'D'.

3. (G1) Na figura a seguir, as medidas são dadas em cm. Sabendo que m //n//t, determine o valor de x.

4. (G1) No Ð da figura a seguir, DE//BC nessas condições determine:

a) a medida x b) o perímetro do Ð ABC

5. (G1) Uma reta paralela ao lado æè de um triângulo ABC, determina sobre o lado åæ segmentos de 3cm e 12cm. Calcule as medidas dos segmentos que esta reta determina sobre o lado åè, de medida 10cm.

6. (G1) Um feixe de 4 paralelas determina sobre uma transversal três segmentos consecutivos que medem 5 cm, 6 cm, 9 cm. Calcule os comprimentos do segmento s determinados pelo feixe noutra transversal, sabendo que o segmento desta, compreendido entre a primeira e a quarta paralela é 60 cm.

7. em metros. (Unirio 97) No desenho anterior apresentado. Sendo assim. da frente do menor dos dois quarteirões para a rua B é: a) 160 b) 180 c) 200 d) 220 e) 240 . 250m e 200m. pode afirmar que a -se medida. e a frente do quarteirão I para a rua B mede 40m a mais do que a frente do quarteirão II para a mesma rua. respectivamente. as frentes para a rua A dos quarteirões I e II medem.

em certo município do estado do Paraná. em milhões de toneladas. em milhões de toneladas. a) 9.8. é correto afirmar que.5 b) 9 c) 10. a produç de café nesse ão município foi.5 . em 1994. De acordo com o gráfico.5 d) 11 e) 12. (Uel 98) O gráfico a seguir mostra a atividade de café.

c) as áreas dos triângulos BEA e DEC são iguais. é INCORRETO afirmar que a) AE/BE = DE/CE b) as áreas dos triângulos ABD e DCA são iguais. . (Ufmg 2000) Observe a figura. d) os ângulos CÂD e AðB têm medidas iguais. Nessa figura. as retas r e s são paralelas.9. Em relação a essa figura.

5 km e) 24.5 km b) 19.5 km c) 20. Partindo de S.0 km . a S.10. P. Assinale a opção que indica o perímetro do circuito. por R. Q. a) 4. (Uff 2002) O circuito triangular de uma corrida está esquematizado na figura a seguir: As ruas TP e SQ são paralelas. finalmente. cada corredor deve percorrer o circuito passando. T.0 km d) 22. retornando. sucessivamente.

(Ufsm 2003) A crise energética tem levado as médias e grandes empresas a buscarem alternativas na geração de energia elétrica para a manutenção do maquinário. s e t sejam paralelas. Observando a figura e admitindo que as linhas retas r. Uma alternativa encontrada por uma fábrica foi a de construir uma pequena hidrelétrica.11. aproveitando a correnteza de um rio que passa próximo às suas instalações. pode-se afirmar que a barreira mede a) 33 m b) 38 m c) 43 m d) 48 m e) 53 m .

(Unesp 2003) Considere 3 retas coplanares paralelas. Determinar o comprimento de MN. 13. Sejam M e N os pontos de AB tais que CM é a bissetriz relativa ao ângulo ACB e CN é a altura relativa ao lado AB. Os valores dos segmentos identificados por x e y são. (Fuvest 2004) Um triângulo ABC tem lados de comprimentos AB = 5. d) 11 e 6. e) 20/3 e 40/3. . a) 3/20 e 3/40. c) 9 e 13. respectivamente.12. BC = 4 e AC = 2. r. conforme a figura. cortadas por 2 outras retas. b) 6 e 11. s e t.

x .x + 1 .C.1 c) x£ .. o que significa dizer que EE'H'H é um quadrado e que os retângulos EFGH e E'FGH' são semelhantes. (Ufrn 2004) Phidias. Veja a figura abaixo. o lado maior do primeiro retângulo está para o lado maior do segundo retângulo assim como o lado menor do primeiro retângulo está para o lado menor do segundo retângulo. um arquiteto grego que viveu no século quinto a. construiu o Parthenon com medidas que obedeceram à proporção áurea.1 d) x£ .14. ou seja. Assim. podemos afirmar que a razão da medida da base do Parthenon pela medida da sua altura é uma raiz do polinômio: a) x£ + x + 1 b) x£ + x .

(Ufrrj 2005) Pedro está construindo uma fogueira representada pela figura abaixo. s e t são paralelas.y é a) 2. b) 4. e) 12. d) 10. . c) 6.15. Ele sabe que a soma de x com y é 42 e que as retas r. A diferença x .

Modernismo". num clamor por um projeto nacional". que inaugurou as comemorações oficiais da Semana da Pátria. no Pal io do Itamarat . A mostra é composta por 36 quadros do acervo da Fundação Armando Álvares Penteado (FAAP) e ficará no Ministério das Relações Exteriores até o próximo dia 6. na noite de de setembro. selecionados entre as mais de duas mil obras do Museu de Arte Brasileira (MAB) da FAAP.) Em seu discurso. dimensionou o Modernismo num contexto abrangente: "Por detrás do encontro com a brasilidade nas telas. nas formas. a presidente do Consel o de Curadores da FAAP.. Mais de 80 O pessoas foram à solenidade. nas letras. (.. em Brasília. havia um grito dos modernistas.GE ET L E ELH Ç DE T Â GUL TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO (Faap 96) "Fernando Henri e inaugura mostra da FAAP no Pal io do Itamarat " O Presidente Fernando Henri ue Cardoso abriu a exposi o "Modernistas. Estão expostos quadros de Anita Malfatti. 1 /9/95) . Di Cavalcanti. Tarsila do Amaral e outros artistas. ("O Estado de São Paulo".

A distância "x" da câmara ao quadro (em metros) é: a) 15 b) 3 c) 8 d) 12 e) 10 TEXTO PARA A PR XIMA QUESTÃO (Ufpe 96) Na(s) questão(ões) a seguir escreva nos parênteses a letra (V) se a afirmativa for verdadeira ou (F) se for falsa. Um crítico de arte.20 metros acima do solo.1. olha. através de uma câmara escura que tem 50cmde comprimento. para um quadro pendurado de 3 metros de altura. . conforme a figura a seguir: Sabendo-se que o quadro fornece uma imagem de 15cm. cuja base está a 1.

Na figura a seguir os triângulos ÐABC e ÐA'B'C' são simétricos em relação à reta r. . ) A medida do lado AB é maior que a medida do lado A'B'. ) O ângulo A tem medida diferente da do ângulo A'. ) Os triângulos ÐABC e ÐA'B'C' são congruentes. todos num mesmo plano. Analise as seguintes afirmativas: ( ( ( ( ( ) Os triângulos ÐABC e ÐA'B'C' não são semelhantes. ) Os triângulos ÐABC e ÐA'B'C' têm áreas diferentes.2.

. C(4.Ë2 b) 4 .Ë2 d) 8 . b) Determine as coordenadas do ponto Q. destacados na figura. B(0. 2). onde 0 < x < 4. obtêm-se os triângulos T e T . D(4. o valor de x é: 4. a) Encontre uma equação da reta que passe por P e tangencie a circunferência num ponto Q de abscissa positiva. 2).2)£ = 4 e o ponto P(0.3. Para que a área do triângulo T a) 2 . Considerando os segmentos BD e CE. 0) e E(x. 0) .2Ë2 e) 8 . (Unesp 2004) Considere a circunferência x£ + (y . 0).2Ë2 c) 4 . -3). (Ufg 2006) Em um sistema de coordenadas cartesianas são dados os pontos A(0.4Ë2 seja o dobro da área de T .

entre AB e BC. . A. Deseja-se construir uma nova rodovia ligando as cidades D e E que. dada a disposição destas cidades. a) Use a lei dos senos para determinar quantos quilômetros tem a rodovia BC.5. determine quantos quilômetros terá a rodovia DE. A rodovia AC tem 40km. C. os ângulos x. D e E. (Unesp 2003) Cinco cidades. são tais que senx = 3/4 e seny = 3/7. será paralela a BC. a rodovia AB tem 50km. e y. entre AC e AB. conforme mostra a figura. b) Sabendo que AD tem 30 km. são interligadas por rodovias. B.

como a que dá acesso ao Palácio do Planalto em Brasília. . (Fuvest 94) ABCD é um trapézio. a) Faça uma figura ilustrativa da situação descrita. 7.6. (Unicamp 94) Uma rampa de inclinação constante. uma sombra de 4. num certo momento. b) Calcule quantos metros a pessoa ainda deve caminhar para atingir o ponto mais alto da rampa. em pé.5 metros de altura em relação ao solo. tendo começado a subi-la. ao longo da sombra. 8.8m de extensão. BC=2.3 metros sobre a rampa está a 1. para. Uma pessoa.80m de altura poderá se afastar do centro da base do obelisco. tem 4 metros de altura na sua parte mais alta. BD=4 e o ângulo AïC é reto. b) Determine AB sabendo que BV = 3VD. nota que após caminhar 12. a) Calcule a área do triângulo ACD. (Unesp 95) Um obelisco de 12m de altura projeta. continuar totalmente na sombra. Calcule a distância máxima que uma pessoa de 1.

(Fuvest 92) Na figura a seguir.9. . Calcule a razão DE/BC. o lado de cada quadrado da malha quadriculada mede 1 unidade de comprimento.

a) Prove que ÐPQN é isósceles. respectivamente. Para cada ponto P da reta AE seja Q o ponto de intersecção das retas PM e BF. b) A que distância do ponto A deve estar o ponto P para que o ÐPQN seja retângulo? . (Fuvest 92) Considere um cubo ABCDEFGH de lado 1 unidade de comprimento.10. como mostra a figura a seguir M e N são os pontos médios de åæ e èî.

11. como indicado na figura adiante. a) Exprima y em função de x. (Fuvest 92) Num terreno. b) Para que valores de x e de y a área ocupada pela casa será máxima? . deseja-se construir uma casa retangular de dimensões x e y. na forma de um triângulo retângulo com catetos com medidas 20 e 30 metros.

Seja x a medida do ângulo AÔT. (Fuvest 92) Considere uma circunferência de centro O e raio 2cm tangente à reta t no ponto T. . a área do trapézio OABT sendo B o ponto da reta t tal que åæ é paralelo a OT. onde A é um ponto da circunferência e 0<x<Œ/2.12. em função de x. Calcule.

åæ=åè=Ø é o lado do decágono regular inscrito em uma circunferência de raio 1 e centro O. a) Calcule o valor de Ø.13. (Unicamp 92) Na figura adiante. b) Mostre que cos 36° = (1+Ë5)/4. .

em graus do ângulo BNP é: a) 15 b) 30 c) 45 d) 60 e) 75 . A medida. O quadrilátero MBNP é um losango. de área 8cm£. BC= 5cm e o ângulo AïC é obtuso. (Fuvest 96) No triangulo ABC. AB = 20cm.14.

15. (Ufpe 96) Qual o número inteiro mais próximo do comprimento do segmento AB indicado na figura a seguir? .

do pé da escada ao muro.(BC/AC) . 17. conforme a seta da figura a seguir e a extremidade B desliza para baixo. o ponto médio da hipotenusa AC é P e o pé da perpendicular baixada de B sobre AC é Q. (Unesp 89) No triângulo retângulo ABC. do degrau em que está o homem até o chão em função da distância x. encostada em um muro vertical. Quando ele está num degrau que dista 3 metros do pé da escada. mantendo-se aderente ao muro. esta escorrega.16. de modo que a extremidade A se desloca para a direita. (Unesp 89) Um homem sobe numa escada de 5 metros de comprimento. Mostre que: QP/BP=(BC/AC)£ . Encontre a fórmula que expressa a distância h.(AB/AC)£ BQ/BP=2(AB/AC).

A altura. B? . A. é 1 metro. Qual é a distância entre o pé da escada. assim como 2 está para 5. h. A. de cada degr está para au sua largura Ø. O desnível entre o 5 degrau e o pé da escada. (Unesp 89) Uma escada tem 25 degraus iguais. e o topo da escada.18.

como na figura. apo iada sobre uma mureta de concreto no ponto C. Quando a extremidade B da haste toca o chão.19. (Unesp 90) Uma gangorra é formada por uma haste rígida AB. a altura da extremidade A em relação ao chão é: a) Ë3 m b) 3/Ë3 m c) (6Ë3)/5 m d) (5Ë3)/6 m e) 2Ë2 m .

(Unesp 96) A área do quadrado ABCD da figura adiante é 1. calcule a medida do MC. uma progressão aritmética. do trapézio MNDB e do triângulo ABD formam. nessa ordem. Se as áreas do triângulo CMN.20. respectivamente. os pontos M e N de modo que MN seja paralelo à diagonal îæ. Nos lados æè e îè tomam-se. .

21. (Faap 96) Um arquiteto projetou uma pequena ponte sobre um lago circular. O diâmetro (em metros) do lago mede: a) 22 b) 4 c) 12 d) 8 e) 20 . Sua projeção vertical coincide com um diâmetro cujos extremos distam 8m e 12m de um caminho reto tangente ao lago.

apoiada no mesmo ponto do chão.5 d) 5 + 5Ë2 e) 5 + 10Ë2 . (Faap 96) Uma escada de 10 metros de comprimento forma ângulo de 60° com a horizontal quando encostada ao edifício de um dos lados da rua.22. e ângulo de 45° se for encostada ao edifício do outro lado. A largura da rua (em metros) é: a) 10Ë2 b) 10 + 3Ë2 c) (10Ë5) .

Em seguida.5 b) c) 2 d) Œ/2 e) Œ . inscreve um quadrado num círculo. outro quadrado é circunscrito ao mesmo círculo. a razão entre as áreas dos quadrados é: a) 1. (Faap 96) Um publicitário. Então.23. ao desenvolver um logotipo para uma empresa.

(Fuvest 97) No papel quadriculado da figura a seguir. adota como unidade de -se comprimento o lado do quadrado hachurado. Para que a área do triângulo ADE seja a metade da área do triângulo ABC. a medida de AD. DE é palalelo e BC.24. na unidade adotada. é a) 4Ë2 b) 4 c) 3Ë3 d) 8Ë3/3 e) 7Ë3/2 .

BC = 2 cm. (G1) Na figura a seguir. Determine AD = x e BD = y .25. AS = 5 cm. (G1) Na figura. DE = 6 cm e AE = 9 cm Calcule AC = x e AD = y 26. AB = 4 cm. AR = 7cm. ê = Ê. SR = 4 cm e AB = 10 cm. sabe-se que ð e ï são congruentes.

Determine as medidas dos lados do triângulo MNP. AC = 11 cm e BC = 15 cm. Um triângulo MNP.27. semelhante ao triângulo ABC. (G1) Num triângulo ABC os lados medem AB = 9 cm. . tem 105 cm de perímetro.

(G1) Na figura a seguir. respectivamente: a) 25 cm e 13 cm b) 4/3 e 16/3 c) 20 cm e 12 cm d) 40 cm e 24 cm 29.28. (G1) A alternativa verdadeira é: a) Todos os triângulos são semelhantes b) Todos os triângulos retângulos são semelhantes c) Todos os triângulos isósceles são semelhantes d) Todos os triângulos equiláteros são semelhantes . Então x e y valem. æå || èî.

9cm e 1 cm. Qual é o perímetro do tri ngulo semelhante ao dado cujo lado maior é de 21cm? a) 5 cm b) 55 cm c) 60 cm d) 5 cm .30. cm. respectivamente. (G1) Os lados de um tri ngulo medem.

31. (G1) Na figura a seguir. o valor de x é: a) 18 cm b) 20 cm c) 22 cm d) 24 cm .

AB = 136. CE = 75 e CD = 50. (G1) Na figura a seguir. AB e CD são paralelas.32. Quanto mede o segmento AE? a) 136 b) 306 c) 204 d) 163 .

Sendo o segmento EC paralelo ao segmento åæ. qual o valor do segmento EC? a) 2 b) 3 c) 4 d) 5 . AD = 12 e CD = 4.33. (G1) Na figura a seguir AB = 15.

AC = 20m. o valor do segmento AN sobre o lado åè. os triângulos são semelhantes. (G1) Na figura a seguir. (G1) Num triângulo ABC.34. de modo que o segmento MN seja paralelo ao lado æè. AB = 15m. Então. Sabendo-se que AM = 6m (sobre o lado åæ). o valor de x é: a) 10 b) 11 c) 12 d) 13 . é: a) 2 b) 3 c) 5 d) 8 35.

(G1) Na figura a seguir. o valor de x é: a) 6 b) 7 c) 8 d) 9 .36.

de 1.50m de altura.20 m c) 1.20 m . O comprimento da sombra da moça no chão era de: a) 0. 5 m b) 1.3 . estava a dois metros de dist ncia de um poste de luz de m de altura. (G1) (Mack .9 ) Num tri ngulo ret ngulo. uma moça. Então a razão entre o maior e o menor dos segmentos determinados pela altura sobre a hipotenusa é: a) 2 b) 3 c) d) 3/2 e) Ë5 38.80 m d) 2. um cateto é o dobro do outro. (Cesgranrio 92) Certa noite. 0 m e) 3.

d) 7 e 4. as medidas possíveis de AB. (Unesp 97) Na figura.39. B é um ponto do segmento de reta AC e os ângulos DAB. c) 8 e 3. Se o segmento AD=6dm. e) 9 e 2.5 e 6. são: a) 4.5 e 3. b) 7. . DBE e BCE são retos. o segmento AC=11dm e o segmento EC=3dm.5.5. em dm.

40. (Uff 97) Um prédio com a forma de um paralelepípedo retângulo tem 48 m de altura. está instalado um pára-raios. O comprimento da parte do pára-raios que o observador NÃO consegue avistar é: a) 16 m b) 12 m c) 8 m d) 6 m e) 3 m .que passa pelo centro da base do prédio e é perpendicular ao seguimento MN .está um observador que avista somente uma parte do pára-raios (ver a figura).6m. No ponto Q sobre a reta r . A distância do chão aos olhos do observador é 1.8 m e o segmento PQ=61. No centro da cobertura desse prédio e perpendicularmente a essa cobertura.

é a) 4 b) 8 c) 12 d) 14 e) 16 . (Fuvest 98) No triângulo acutângulo ABC a base AB mede 4cm e a altura relativa a essa base também mede 4cm. O perímetro desse retângulo. P pertence ao lado BC e Q ao lado AC.41. em cm. MNPQ é um retângulo cujos vértices M e N pertencem ao lado AB.

2 . AB = 8.8 c) 5 d) 5. BC = 12 e BFDE é um losango inscrito no triângulo ABC. (Ufmg 97) Observe a figura: Nela. A medida do lado do losango é: a) 4 b) 4.42.

BC=9 cm e AC=12 cm.25 e) 12.25 b) 11.5 cm.50 c) 11. (Uel 97) Na figura a seguir. Se os triângulos da figura são semelhantes.50 .75 d) 12. o perímetro do triângulo EDC é. a) 11. em centímetros. são dados: ângulo ABC= ângulo EDC=2.43. AB=6 cm.

a que distância de C deverá estar o ponto E.44. para que CÊA=DÊB? a) 3 b) 4 c) 5 d) 6 e) 7 . as distâncias dos pontos A e B à reta r valem 2 a 4. do segmento èî. (Fuvest 99) Na figura adiante. Se a medida de CD é 9. As projeções ortogonais de A e B sobre essa reta são os pontos C e D.

45. (Ufmg 98) Observe a figura.

Nessa figura, os segmentos AD e BC são paralelos, AD=8, AB=3 e BC=7. Sendo P o ponto de interseção das retas AB e DC, a medida do segmento BP é a) 23 b) 22 c) 24 d) 21

46. (Unirio 98)

Numa cidade do interior, à noite, surgiu um objeto voador não identificado, em forma de disco, que estacionou a 50m do solo, aproximadamente. Um helicóptero do exército, situado a aproximadamente 30m acima do objeto, iluminou com um holofote, -o conforme mostra a figura anterior. Sendo assim, pode-se afirmar que o raio do discovoador mede, em m, aproximadamente: a) 3,0 b) 3,5 c) 4,0 d) 4,5 e) 5,0

47. (Unirio 98) Consideremos um ponto de luz no chão a 12m de um edifício. Numa posição entre a luz e o edifício, encontra-se um homem de 2m de altura, cuja sombra projetada no edifício, pela mesma luz, mede 8m. Diante do exposto, calcule: a) a dist ncia entre o homem e o edifício; b) o valor da cossecante do ângulo formado pelo facho de luz que atinge o homem.

Para minimizar o número de peças de tamanhos distintos na fabricação da torre. . (3) Os triângulos ABC e CDB são semelhantes. (1) A altura da torre. EF e FA têm comprimentos iguais. em forma de uma pirâmide regular de base quadrada. julgue os itens seguintes. em metros. (Unb 98) Cada estrutura lateral de uma torre metálica. (2) O ângulo DFE tem medida igual a 2µ. (4) O ângulo µ mede mais de 30°. Sabendo que AB mede 50m.48. CD. é igual a Ë(2. conforme representado na figura adiante. DE. de base BC. as barras metálicas BC.500-x£). consiste de um triângulo isósceles ABC. e representando por x o comprimento de BC e por µ a medida do ângulo BÂC.

um a pessoa cujos olhos estão a 1.30 m d) 3.49.52 m e) 3. Desta forma. (Ufrs 96) Para estimar a profundidade de um poço com 1. a pessoa conclui que a profundidade do poço é a) 2. como mostra a figura.00 m c) 3.10 m de largura.60 m do chão posiciona-se a 0.85 m . a borda do poço esconde exatamente seu fundo. Com os dados acima.82 m b) 3.50 m de sua borda.

onde os ângulos assinalados são congruentes. (Unirio 99) Observe os dois triângulos anteriormente representados. O perímetro do menor triângulo é: a) 3 b) 15/4 c) 5 d) 15/2 e) 15 .50.

(Puccamp 99) Os triângulos ABC e AED.4cm. são semelhantes.6 b) 36.6 e) 44. AD=10cm e AE=10. AC=20cm. é a) 32. representados na figura a seguir.51. em centímetros.4 c) 40. sendo o ângulo ADE congruente ao ângulo ACB.8 d) 42. Se BC=16cm.4 . o perímetro do quadrilátero BCED.

Seja t a reta tangente a esta circunferência e paralela à base do triângulo. AC=8cm e BC=10cm.52. o círculo de raio 1cm rola da posição I para a posição F. O s lados do triângulo valem AB=6cm. 53. O segmento de t compreendido entre os lados do triângulo mede a) 1 cm b) 1. Na posição I o círculo também tangencia AB e na posição F ele é tangente a BC.5 cm e) 3 cm . (Ita 2000) Considere a circunferência inscrita num triângulo isósceles com base de 6cm e altura de 4cm. Determine a distância percorrida pelo centro do círculo. sempre tangenciando o cateto AC do triângulo retângulo ABC. (Ufrj 2000) Na figura a seguir.5 cm c) 2 cm d) 2.

V e V estão. em progressão geométrica de razão 1/27. Determine o raio da base do cone. . (Uff 2000) A figura representa um cone de volume 36Œ cm¤ contendo três cilindros cujos volumes V . Sabe-se que cada um dos cilindros tem a altura igual ao raio de sua base. nesta ordem.54.

(Unirio 2000) Dois homens H e H . iluminados por uma lâmpada deste poste.5m de altura.55.3 e) 6Ë3 . A distância entre os dois homens. com 2m e 1. estão em pé numa calçada. em lados opostos de um poste de 5m de comprimento. em m. como mostra a figura anterior. respectivamente. é igual a: a) 5Ë3 +10 b) 14 c) 3Ë3 + 7 d) 8Ë3 .

b) 180. (Enem 2000) Um marceneiro deseja construir uma escada trapezoidal com 5 degraus. c) 210. .56. de forma que o mais baixo e o mais alto tenham larguras respectivamente iguais a 60cm e a 30cm. em cm. d) 225. deve ser: a) 144. e) 240. conforme a figura: Os degraus serão obtidos cortando-se uma peça linear de madeira cujo comprimento mínimo.

o círculo tem centro O e raio 6 e OP=16.57. Assim sendo.85 c) 14. (Ufmg 2001) Observe esta figura: Nessa figura. A reta PT é tangente ao círculo em T e o segmento TQ é perpendicular à reta OP.75 b) 13.5 .25 d) 14. o comprimento do segmento QP é a) 13.

é a) 25.58. próximo ao prédio. em metros. A altura do prédio. numa determinada hora do dia. b) 29. mede 15m. e) 75. num terreno plano. a sombra de um poste de altura 5m mede 3m. c) 30. Nesse mesmo instante. . (Unesp 2002) A sombra de um prédio. d) 45.

(Unifesp 2002) No triângulo ABC da figura. que não está desenhada em escala. . calcule AB e EC. b) Calcule AD e FD.59. temos: a) Mostre que os triângulos ABC e BEC são semelhantes e. em seguida.

(Fuvest 2002) Na figura a seguir. Então.60. os triângulos ABC e DCE são eqüiláteros de lado Ø. a área do triângulo BCF é: a) (Ø£ Ë3)/8 b) (Ø£ Ë3)/6 c) (Ø£ Ë3)/3 d) (5Ø£ Ë3)/6 e) (2Ø£ Ë3)/3 . com B. C e E colineares. Seja F a intersecção de æî com åè.

2/3 10. a) y = 2/3(30-x) b) Para x = 15 metros.P.5 m 8. comprimento 7. 6/5) 5. ou seja. M e Q. de onde PN = QN. a) 2Ë3 U.6 =0 b) Q = ( 2Ë(21)/5. Observe a figura a seguir: b) 20.GABARITO 1. MN é a mediatriz do segmento PQ. área b) 6Ë3 U. conclui-se que o segmento MN é perpendicular ao segmento PQ. . b) Ë3/2 11. a) BC = 70 km b) DE = 42 km 6.2y . Como o segmento MN é paralelo ao segmento AD e o segmento AD é perpendicular ao plano contendo os pontos A. a) ângulo PMA é congruente ao ângulo QMB (OPV) ângulo A é congruente ao ângulo B (RETOS) AM = MB = 1/2. [E] 2. a) (Ë21)x . o triângulo PQN é isóceles. 4. F V F F F 3.08 m 9. y = 10 metros. Pelo postulado ALA ë Ð PAM é congruente ao Ð QBM. Como PM = MQ. [B] 4.

1. x = 3 y = 12 26.cos x) 13.2. 24 16. . 12 m 19. As medidas dos lados do triângulo são 27cm.12. [D] 23. x = 14 y=8 27. 33cm e 45cm. a) Ø = (Ë5-1)/2 b) Pela lei dos cossenos temos: Ø£ = 1£ + 1£ . [D] 20. h = (3/5) Ë25-x£ 17. [A] 25. 2 senx (2 . Observe a figura a seguir: 18. [C] 24.1. [E] 22. [B] 15. MC = Ë3/3 21. cos 36°Ì cos 36° = (1+Ë5)/4 14.

[D] 32. [B] 42. [A] 45. [D] 50. [E] 40. a) 9 m b) (Ë13)/2 48. [D] 35. [D] 30. F V V F 49. [A] 31. [D] 51.28. [D] 29. [B] 37. [A] 47. [B] 43. [D] 34. [A] 36. [C] 38. [B] 39. [E] . [C] 33. [D] 41. [A] 44. [D] 46.

4 cm 53. [A] 59. [B] 54. [D] 57. [A] 58. [A] . [C] 56.52. a) Os triângulos ABC e BEC são semelhantes pois B C¸CïE e B A¸EðB AB = 24 EC = 3 b) AD = 15 e FD = 9 60. R 6cm 55.

determine a altura da mesma. Há muito tempo os gregos já conheciam o número de ouro ‡ = (1 + Ë5)/2. segundo os gregos. Assumindo que a sua distância da linha umbilical até o chão é igual a 22(Ë5 . e é igual ao número de ouro.16. segundo os padrões gregos. . ao se tomar a medida de uma pessoa (altura) e dividi-la pela medida que vai da linha umbilical até o chão.1)/25 metros. harmoniosa. Considere a cantora Ivete Sangalo. que é aproximadamente 1. Tal número foi durante muito tempo "padrão de harmonia". (Ufrrj 2005) Observe a figura abaixo que demonstra um padrão de harmonia. em relação à medida da linha dos olhos até o queixo.618. Por exemplo. vê-se que a razão é a mesma que a da medida do queixo até a testa.

(Fgv 2005) Na figura.3.4. ABC é um triângulo com AC = 20 cm. b) 0. c) 0. d) 0.5. AB = 15 cm e BC = 14 cm. Sendo AQ e BP bissetrizes interiores do triângulo ABC. e) 0.17.35. . o quociente QR/AR é igual a a) 0.45.

quanto mede cada lado do maior decágono? . (G1) (Mack . (G1) Dois decágonos regulares são semelhantes e a razão de semelhança entre eles é 1/4. Se o perímetro do menor mede 130cm. Então a razão entre o maior e o menor dos segmentos determinados pela altura sobre a hipotenusa é: a) 2 b) 3 c) 4 d) 3/2 e) Ë5 19.18. um cateto é o dobro do outro.97) Num triângulo retângulo.

[C] 15. 1. a) 3/2 b) x = 3. x = 9 4. [B] 12.4. [A] 10. x = 15. [E] 13. a) 5 b) 35 5. B C = 3. [B] 11. MN = 11/30 unidades de comprimento 14. [C] 18.76 m 17. [A] 8. 3.5 cm. AB = 2. 52 cm ¢¡ GABAR   . [C] 16. y = 18. [D] 9. y = 27 7. C D' = 6. y = 2.9 cm . 6.6 cm . As medidas dos segmentos são 8cm e 2cm. [C] 19.1. z = 6 2.