P. 1
Feno de Leucena

Feno de Leucena

|Views: 20|Likes:
Publicado poralbertojunior11

More info:

Published by: albertojunior11 on Jul 27, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PPT, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

07/27/2011

pdf

text

original

Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul ² UEMS Unidade Universitária de Aquidauana ² UUA Pós-graduação em Zootecnia

Avaliação da farinha de resíduo de biscoito e feno de folha de leucena como fonte de proteína e energia para engorda de carneiros yankassa
Eniolorunda, O. O.

African Journal of Food Science Vol. 5(2), pp. 57 - 62 February 2011

Mestrando: Alberto Carlos Pereira Junior

Introdução 

Resíduos de biscoitos de refeições (BWM) É um resíduo agroindustrial 

Nigéria.

alta energia produzida a partir de farinha de trigo, leite desnatado, leite em pó, gordura vegetal, açúcar e sal.

Proteína bruta (PB) e teores de energia foram 10,80% e 4,70 MJ / kg, respectivamente.
Longe (1986)

Introdução 

Os animais em crescimento balanceadas

rações

Ranjahan (2004) um animal em crescimento é fornecido com insuficiência de proteínas, a eficiência com que utiliza a energia metabolizável provavelmente seria alterada. Feno da folha da Leucaena leucocephala (HLS) foi utilizado no presente estudo fonte de proteína.

Introdução 

O feno da folha da L. leucocephala
Odeyinka (2001) Grande potencial como fontes de nutrientes de alta qualidade, sendo rico em proteínas, minerais e vitaminas Reynolds e Atta-Krah (1986) disponível todo o ano por causa de sua resistência à seca, persistência, crescimento vigoroso e palatabilidade.

Objetivos 

Avaliar
Resíduos de biscoitos Feno da folha de L. leucocephala 

Potencial fonte de proteína e energia para engorda de carneiros.

Material e Métodos 

Processamento de biscoitos e farinha de resíduo de feno folhas de L. leucocephala Resíduo de Biscoito 

Desidratado durante 4 dias secagem ao sol é para eliminar os protozoários e fungos, bem como para reduzir a contaminação bacteriana. Secas ao sol por 3 dias.

Folhas de L. leucocephala 

Material e Métodos 

Vinte carneiros yankassa
9 a 11 meses de idade peso médio inicial de 12,17 ± 0,33 kg Antes do início do experimento  Manejados de forma intensiva e grupo  Alimentados com feno de feijão-caupi, milho e grãos secos de cerveja, água limpa ad libitum.

Material e Métodos 


5 grupos peso corporal semelhante O tratamento consistiu em doses combinadas de BWM e folhas de L. leucocephala
Substituir o milho e trigo em 0, 25, 50, 75 e 100% os níveis de inclusão Duração de 98 dias 


14 dias para adaptação 84 dias subseqüentes para as medições.

Material e Métodos 

Pesagem semanal
Nível de alimentação ajustada dependendo da variação de peso vivo. 

O consumo diário de alimentos
Diferença dos alimentos oferecidos e os resíduos coletados.

Material e Métodos 

Após 70 dias
Dois carneiros de cada tratamento metabólicas individuais Gaiolas 

A avaliação durou 14 dias
7 dias de adaptação Coleta de fezes manhã 

10% da produção diária de fezes
secas em estufa a 60 ° C por 48 horas numa estufa de ar forçado determinação da matéria seca (MS) e composição centesimal.

Material e Métodos 

Amostras da BWM, folhas de L. leucocephala, dietas experimentais e fezes
Composição centesimal AOAC, 2002 Os vários componentes de fibra foram determinados de acordo com Van Soest e Robertson (1985).

Material e Métodos 

Análise de variância para um delineamento inteiramente casualizado
SAS (2002) Médias comparadas pelo múltipla Duncan Test (Steel e Torrie, 1960).

Resultados e Discussão

Resultados e Discussão

Conclusões 

25, 50 e 75% de inclusão de BWM e Leucena
Melhoria significativa no GMD, rendimento de carcaça e custo econômico viável 

BWM e Leucena fonte potencial de proteína e energia para o processo de engorda em ruminantes

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->