P. 1
FISIOTERAPIA NAS DOENÇAS CEREBRAIS INFLAMATÓRIAS E INFECCIOSAS

FISIOTERAPIA NAS DOENÇAS CEREBRAIS INFLAMATÓRIAS E INFECCIOSAS

|Views: 835|Likes:
Publicado porFrancisco805

More info:

Published by: Francisco805 on Jul 31, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PPT, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

07/05/2013

pdf

text

original

FISIOTERAPIA NAS DOENÇAS CEREBRAIS INFLAMATÓRIAS E INFECCIOSAS

 INTRODUÇÃO  PRINCIPAIS

DISTÚRBIOS INFLAMATÓRIOS DO CÉREBRO: A. Abcesso cerebral B. Meningite 1. Bacteriana 2. Asséptica (Viral) C. Encefalite 1. Viral aguda 2. Encefalomielite parainfecciosa 3. Encefalopatia tóxica aguda 4. Encefalite viral progressiva 5. Encefalite por vírus lento

tipo de organismo .rota de entrada . Resposta do SNC à infecção depende: depende: . imunodeficientes. .localização da infecção no SNC -competência imunológica do indivíduo  Ocorrem com maior frequência e gravidade em indivíduos muito jovens ou idosos .imunodeficientes.

 Os agentes infecciosos podem ser: Bactérias Fungos Vírus Protozoários ou parasitas - .

Pode ocorrer através de : 1.ferimento penetrante no cérebro 2.extensão de infecções 3. cerebral. infecção. Abcesso cerebral: É uma coleção circunscrita de material piogênico localizado no interior do parênquima cerebral.via hematogênica de um sítio distante da infecção.A. .

parietal ou temporal.Aumento da PIC .Febre * Alteração de consciência .  Locais mais afetados:lobo frontal.Streptococcus e Staphylococcus aureus.Déficit neurológico focal . Agentes mais comuns: .  Tríade clássica dos sinais clínicos: .

As mais comuns foram: foram: .30 a 50% convulsões persistentes 50% . sobreviventes.10 a 20% distúrbios da fala ou da 20% linguagem . Bharucha e outros descreveram sequelas neurológicas em 25 a 50% dos 50% sobreviventes.15 a 30% hemiparesia 30% .

 TERAPIA : .Antibióticos(dependendo do agente) .Excisão .Aspiração cirúrgica .

B.os tecidos superficiais adjacentes do cérebro e da medula espinhal. espinhal. o espaço aracnóide. Meningite Leptomeningite= Infecção espalhada pelo líquor com o processo inflamatório envolvendo a pia e a substância aracnóide. Paquimeningite= envolve a dura máter .

contato com outro paciente . Pode ocorrer: .infecções .fratura de crânio .ferimento que penetra nas meninges .procedimento médico (ex: implantação de uma derivação ventrículo-peritoneal) ventrículo.

. neurológicas. Organismo infectante é disseminado por todo o espaço subaracnóide Entrada nos ventrículos a partir dos plexos coroídes Disseminação do agente resulta=diferenças na variedade e extensão das sequelas neurológicas. BHL. Patologia: Organismos cruzam a BHE e a BHL.

 1.Streptococcus pneumoniae Exemplo comum de entrada:Infecção do trato respiratório superior. . Meningite Bacteriana Agentes mais comuns: .Neisseria meningitidis .Haemophilus influenzae .

estar Cefaléia grave Convulsões Alteração de consciência Naúseas Vômitos Dificuldades respiratórias Rigidez de nuca Hemiparesia Déficits focais de nervos cranianos . Sinais clínicos:(depende da idade) Adultos : Febre MalMal.

Punção lombar= líquor-aumento de líquorproteínas.aumento da pressão do líquor. neurológica.  Terapia: Antibióticos Terapia: * maior atraso => risco de complicações e de disfunção neurológica.líquido turvo.Brudzinski  Diagnóstico: . turvo.Amostra de sangue . Testes clínicos: .Kernig .nível de glicose diminuído. .

Caxumba . Meningite Asséptica( Viral) Processo inflamatório não purulento confinado as meninges e ao plexo coroíde geralmente causado por contaminação do líquor com um agente viral. Vírus mais comuns: . viral.2.Enterovírus(echovírus e coxsackievírus) .HIV .Herpes simples .

 Sintomas semelhantes a meningite bacteriana porém menos graves .  Curso benigno e curto  Em duas semanas há recuperação completa  Mais comum em crianças  Líquor: glicose normal e leve aumento das proteínas  Tratamento : sintomático .

produzindo alterações na consciência.C. SNC. . Encefalite Lesão dos tecidos parenquimatosos do SNC.  Agente infeccioso mais comum: vírus comum:  Usa-se o termo: Meningoencefalite Usatermo:  Patologia:Inflamação dos neurônios e Patologia: lesão na substância cinzenta do SNC. convulsivas. sinais neurológicos focais e crises convulsivas.

hemiplegia. movimentos involuntários ou ataxia. Sinais clínicos mais extensos: coma. ataxia. extensos: paralisia dos nervos cranianos.  Diagnóstico: exame do líquor Diagnóstico: TC e/ou RM  Prognóstico:Meningoencefalite Prognóstico: por caxumba= excelente prognóstico Meningoencefalite por herpes simples=sequelas neurológicas .

vestibular.olfatório.Estado das funções fisiológicas. .percepção e memória. fisiológicas.gustatório e vestibular.Integridade Sensorial:superficial Sensorial: e profunda e dos sentidos: sentidos:visual. B.comunicação.Estado cognitivo:nível cognitivo: consciência. de C. memória. Avaliação Fisioterapêutica: A.orientação espacial.auditivo.

proteção. trabalho.ADM.reações de equilíbrio. Outras avaliações:função avaliações: oral e integração na comunidade e no trabalho. E.D. Habilidades de movimento:sequência do movimento: desenvolvimento neuromotor.ADM. Capacidades funcionais: AVD S funcionais: F.endireitamento e proteção. .

avaliação. movimento. .  Metas gerais para intervenção terapêutica para pacientes com distúrbios inflamatórios do SNC: SNC: 1. TRATAMENTO  Objetivos FISIOTERAPÊUTICO e conduta= baseado nas deficiências encontradas na avaliação. Otimizar o controle postural como demonstrado pela capacidade de manter uma posição contra a gravidade e ajustáajustála automaticamnete antes e continuamente durante o movimento.

2. psicossociais.Otimizar o estado cognitivo e as respostas psicossociais. Melhorar o desempenho de atividades funcionais 4. Otimizar padrões de movimento seletivo e voluntário dentro de atividades funcionais 3. Estimular a integração de informações sensoriais 5. .

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->