P. 1
APOSTILA DE ORTOGRAFIA

APOSTILA DE ORTOGRAFIA

|Views: 992|Likes:
Publicado porPilarCordeiro

More info:

Published by: PilarCordeiro on Aug 02, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

05/07/2013

pdf

text

original

APOSTILA DE ORTOGRAFIA

Profª: Pilar Cordeiro

Normas ortográficas A derivação é a mais simples e mais útil das orientações ortográficas. Uma palavra derivada deve manter a grafia da palavra primitiva. Veja: EX: laranja > laranjeira Análise > analisar AS LETRAS X/ S/ Z REPRESENTAM O SOM DE Z • X com som de Z Geralmente, aparece em palavras iniciadas por e, ou antes, de vogal. EX: exato, exatidão, exemplo, exemplificar, exame, existir, existência, exeqüível, exoterismo. EXCEÇÕES: esôfago e esoterismo • S com som de Z A letra s com som de Z aparece nas seguintes formas: 1. Após ditongos: EX: aplauso, maisena*, náusea, paisagem, pouso (* a palavra Maizena é o nome da marca do amido de milho da Nestlé) 2. Em palavras formadas pelo sufixo esa, oso, osa, Isa ( formadores de adjetivos): EX: princesa, francesa, cheiroso, poetisa. 3. Na conjugação dos verbos pôr e querer: EX: pusesse, quisesse 4. Em palavras que sejam derivadas de radicais com s EX: ausente > ausência Base > baseado Preso > presídio Visão > visível 5. Em verbos formados pelo sufixo isar em que a palavra primitiva tenha S: EX: análise > analisar Paralisia > paralisar > paralisação 6. Em diminutivos com sufixo inho em que a palavra primitiva tenha S: EX: lápis > lapisinho Rosa > rosinha • Palavras escritas com Z podem ocorrer nas seguintes situações: 1. Em nomes formados com os sufixos ez e eza formador de substantivos abstratos: EX: real > realeza Belo > beleza Escasso > escassez 2. Em nomes palavras formadas pelo sufixo izar em que a palavra primitiva NÃO tenha S: EX : útil > utilizar Real > realizar • Ameno > amenizar Agonia > agoniza

EXCEÇÂO: catequese > catequizar 3. Em diminutivos com sufixo Zinho em que a palavra primitiva NÃO tenha S : EX: pé > pezinho Mãe > mãezinha AS LETRAS CC / CÇ / X REPRESENTAM O SOM DE KS Podem ser escritas de diversas formas para representar o som de KS, pois essas palavras possuem origens diversas. • CC com som de KS EX: cóccix, confeccionar, faccioso, friccionar, infeccionar • CÇ com som de KS EX: confecção, convicção, dissecção, facção, ficção, secção, sucção • X com som de KS ( geralmente de origem grega que nos chegou por via latina) EX: anexo, taxi, asfixia, axila, axioma, clímax, conexão, convexo, flexionar intoxicar, léxico, oxidar, paradoxo, prolixo, reflexão, tóxico , sexo, . AS LETRAS C/ Ç / S / SS / SC / XC / X REPRESENTAM O SOM S • C e Ç possuem som de S quando 1) Em palavras de origem africanas e tupi. EX: paçoca, açaí, miçanga, caçula, piracema, Piraçununga , Piracicaba, cacimba, Araci, Juçara,, puçá, voçoroca 2) Geralmente após ditongo EX: beiço, beicinho, louça, precaução, traição, traiçoeiro, calabouço,foice, barbeação, caiçara • Palavras escritas com S acontecem nos seguintes casos: 1) Em substantivos derivados de verbos nder ou ndir. EX: Ascender > ascensão / compreender > compreensão / expandir > expansão 2) Em palavras formadas pelos sufixos ês e ense ( formadores de adjetivo gentílico) EX: francês ,burguês, palmeirense, fluminense, paranaense 3) Na conjugação dos verbos pôr e querer EX: pus e quis • SS possuem som de S quando: Substantivos derivados dos verbos terminados em eder e edir: EX: ceder > cessão / agredir > agressão / proceder >processo / suceder > sucessão/ conceder> concessão/ progredir> progressão / regredir> regressão/ transgredir > transgressão SC, XC possuem som de S quando:

mexilhão. queixada. A LETRA H NÃO REPRESENTA SOM A letra H não representa som e NE pode ser chamada de consoante. exceto. lobisomem. enxerido. texto. exaurir. hesitação. enxergar. possuis. EX: chuva. pajem. ferrugem. ervoso (em contraste com herbáceo. EX: continuar : que eu continue. lambujem. passa a interior e o elemento em que figura se aglutina ao precedente. antediluviano. reaver. quando. formas de origem erudita 4) Quando. frouxo. normalmente. palavras como leite > pronunciamos leiti. herbário. seixo 2) Após a sílaba em: EX: enxada. ensacar • A letra i é grafada em: 1) Na terceira pessoa do singular do presente do indicativo dos verbos terminados em air. queixa. 5) No prefixo des ( separação. Grafa-se.atraís Corroer : corrôo.. deixar. 6) O h inicial mantém-se. salsicha. trouxe. enxurrada. 2) No prefixo ante ( posição anterior) EX : antebraço. feixe. a sua supressão está inteiramente consagrada pelo uso: EX: erva. enxugar.APOSTILA DE ORTOGRAFIA Profª: Pilar Cordeiro Por razões etimológicas ocorrem em determinadas palavras: EX: Acrescentar. herança. 3) Após a sílaba ME: EX : mexer. tacha ( no sentido de prego ou mancha) AS LETRAS J / G REPRESENTAM O MESMO SOM • J possui som de Ʒ quando: 1) Nas palavras de origem tupi: EX: jequitibá. uir EX: Atrair > atraio.viajante OBSERVAÇÃO: o substantivo grafa-se = viagem • G possui som de Ʒ quando: 1) Em palavras formadas pelos sufixos agem. corroemos. mexericar. machucar. faixa. sintaxe. por via de composição. excêntrico. • A letra e é grafada em : 1) No presente do subjuntivo dos verbos terminados em uar e oar.possuem . no entanto. corrói. pertence a um elemento que está ligado ao anterior por meio de hífen.. enxame. nascente. antepasto. enxovalhar EXCEÇÃO! Encher e seus derivados e enchova. desarmonia. atrais. enxuto. palhaço. hélice. máximo. possuis. excelência. corroem Possuir : possuo . ninhada 2) Em interjeições: EX: Ah! Oh! Ih! Hem? Bah! 3) Quando. 2) Com verbo viajar e seus derivados EX: viajo. a letra h por questões etimológicas: EX: homologar. AS LETRAS X/ CH REPRESENTAM O MESMO SOM • X possui som de ∫ quando: 1) Geralmente após ditongo: EX: baixo. voragem. haver.. desacordo 6) No prefixo em / em ( posição anterior) EX: empobrecer. mexerica. ação contrária) EX: desfrutar. imagem. em vez de herva. adolescente. enxaqueca. pechincha. pajé. EX: anti-higiênico. atraímos. ervaçal. inábil. mochila. antever. enxoval. mexicano. apesar da etimologia. ensurdecer. disciplina. normalmente. DIFERENÇAS ENTRE LETRAS E/ I Há uma tendência no português falado no Brasil de abaixamento de voz com as vogas E em finais de palavras.. flecha. explícito. herbívoro. jenipapo. herói. Perdoar : que eu perdoe. jerimum. ervanário. 2) Em palavras derivadas das grafadas com g. EX: biebdomadário. lanugem. pelugem. chalé.hesitar. hediondo. atrai. ALGUMAS PALAVRAS QUE CAUSAM DÚVIDAS: EX: hálito. miscelânea. desperdício. contra-haste. plumagem. auxiliar. EX: exigir> exigência / impingir > impingem ( verbo)/ afligir > afligem / atingir > atingem /tingir > tingido. e. vijas. corroeis. • CH possui som de ∫ quando: Algumas palavras possuíam PL passaram com a evolução da língua para CH. oer. haste. EXCEÇÃO: lajem. exceção • X possui som de S quando: Por razões etimológicas. portanto. com palavras de origem grega e latina: EX: aproximar. enxofre. habitar 1) Grafa-se H nos dígrafos ch. desumano. vertigem. reabilitar. herbanário. archote.. possui. corróis. ou caixeiro.. pré-história. EXCEÇÃO! Mecha e seus derivados. hoje etc. nh: EX: chapéu. ugem e igem. caixa. sobrehumano. mexido. que tu continue. Isso significa que. lh. EX: homenagem. gueixa. numa palavra composta. herboso. possuímos. que tu perdoes .

bem-humorado. EX: imprudente. c) Pronominais: cada um. quem quer que seja. tio-avô. Quebra. mal-estar. PassaQuatro. adverbiais. adjetivas. privação. arce-bispo. erva-doce. EX: bem-aventurado. No entanto. discordar 4) Nos prefixos im e in (negação. pronunciamos bebadu. mais-que perfeito. podendo dar-se o caso de o primeiro elemento estar reduzido: EX ano-luz. aquém. Abre-Campo. HÍFEN EM COMPOSTOS OU EM LOCUÇÕES E ENCADEAMENTOS VOCABULARES 1º) Emprega-se o hífen nas palavras compostas por justaposição que não contêm formas de ligação e cujos elementos.Costas. rainha. disparar. o advérbio bem. benquerença. alcaide-mor. éssueste. sinal de diérese. Quebra-Dentes. antifascista. salvo algumas exceções já consagradas pelo uso (como é o caso de águade-colónia. de mais (locução que se . feijãoverde. guarda-noturno. quando estes formam com o elemento que lhes segue uma unidade sintagmática e que começa por vogal ou h. inigualável A DIFERENÇA ENTRE AS LETRAS O/ U Da mesma forma que ocorre com a letra E. saudar. bem-ditoso (cf. normalmente. e não saüdar. Grão-Pará. mato-grossense 2º) Emprega-se o hífen nos opônimos compostos. Nem sequer se emprega na poesia.de. cor-de-rosa. constituem uma unidade sintagmática e semântica e mantêm acento próprio. malnascido) . amorperfeito. bemestar. e não saüdade. malhumorado. é inteiramente suprimido em palavras portuguesas ou aportuguesado. benção. sem-número.APOSTILA DE ORTOGRAFIA Profª: Pilar Cordeiro 2) Nos prefixos anti ( oposição) EX: antídoto. nós mesmos. Exemplo de emprego sem hífen as seguintes locuções: a) Substantivas: cão de guarda. aquém. ele próprio. d) Adverbiais: à parte (note-se o substantivo aparte). numeral ou verbal. fim de semana. couve-flor. etc. pé-de-meia. privação. malcriado). ainda que trissílabo. ao deus-dará. recémnascido. o advérbio bem aparece aglutinado com o segundo elemento. Há um abaixamento de voz com a vogal O em finais de palavras. ao contrário de mal. cor de café com leite. arco-íris. mesmo que haja separação de duas vogais que normalmente formam ditongo: saudade. quer este tenha ou não vida à parte: benfazejo. turma-piloto. à vontade. erva-do-chá. adjetival.cláudia. 6º) Nas locuções de qualquer tipo. EX: disfonia. cor de vinho. estejam ou não ligadas por preposição ou qualquer outro elemento: EX: abóbora-menina. fava-de-santo-inâcio. decreto-lei. além-fronteiras. bem-me-quer 4º) Emprega-se o hífen nos compostos com os advérbios bem e mal. bemfalante bem-mandado (cf. malditoso). de natureza nominal. malmandado). ocorre também com a vogal O. à queimaroupa). 5º) Emprega-se o hífen nos compostos com os elementos além. no português falado no Brasil. aquém-fiar. além-mar. não se emprega em geral o hífen. sejam elas substantivas. TragaMouros. mal-afortunado. benfeitor.: Em muitos compostos. grão ou por forma verbal ou cujos elementos estejam ligados por artigo: EX: Grã-Bretanha. intitular. ainda que tetrassílabo.deus. Trinca-Fortes. recém e sem EX: além-Atlântico. ervilha-decheiro. médico-cirurgião. bem-soante Obs. pode não se aglutinar com palavras começadas por consoante. ou movimento para dentro). arco-da-velha. iniciados pelos adjetivos grã. anticoncepcional 3) No prefixo dis ( dificuldade. semvergonha. negação. recém-casado. 3º) Emprega-se o hífen nas palavras compostas que designam espécies botânicas e zoológicas. palavras como em: bêbado. ou separação. TREMA O trema. movimento para diversos lados). bem-criado (cf. bem-nascido (cf. prepositivas ou conjuncionais. sem-cerimônia. Isso significa que. sala de jantar. pronominais. b) Adjetivas: cor de açafrão. tenentecoronel.Pireneus.

vice. pró-.supra-. estás.e super-. a par de. super-homem. geo-. etc. apesar de. és. circum-. em cima. paletó(s. mini-. super-. já. o hífen em formações que contêm em geral os prefixos des. antissemita.). por cima de. pontapé(s). logo que. extrahumano.extraescolar. sub-hepático.e nas quais o segundo elemento perdeu o h inicial: desumano. ultra-. maxi-. no entanto.sota-. anti-.: Nas formações com o prefixo co-.pannegritude d) Nas formações com os prefixos hiper-. debaixo de. b) Nas formações em que o prefixo ou pseudoprefixo termina na mesma vogal com que se inicia o segundo elemento EX: anti-ibérico. pré-natal (mas prever). só se emprega o hífen nos seguintes casos: a) Nas formações em que o segundo elemento começa por h: EX:anti-higiênico. enquanto a. desumidificar.e vizo EX: ex-almirante. semi-. aeroespacial. pan-africano. acima de.mágico . hidro-. tele-. autoestrada. eletro-. arqui-. préescolar. quando o segundo elemento começa por vogal. Assim: EX: antirreligioso. pré-história. macro-. caso já considerado atrás na alínea a): EX: circum-escolar. inábil. Tóquio. pan. RECOMPOSIÇÃO E SUFIXAÇÃO 1º) Nas formações com prefixos (como. auto-. b) Nas formações em que o prefixo termina em vogal : EX antiaéreo. contra-harmônicos.o. visto que. e) Prepositivas: abaixo de. soto-mestre. anajá-mirim. m ou n (além de h. infra-axilar. multi-.).: Não se usa. note-se demais. etc. inter-. cooperação. sub-. DO HÍFEN NAS FORMAÇÕES POR PREFIXAÇÃO.contra-. hio-. retro-. semi-interno. extra-. proto.APOSTILA DE ORTOGRAFIA Profª: Pilar Cordeiro contrapõe a de menos. inter. etc. Ceará-Mirim. DA ACENTUAÇÃO GRÁFICA DAS PALAVRAS OXÍTONAS 1º) Acentuam-se com acento agudo: a) As palavras oxítonas terminadas nas vogais tônicas abertas grafadas -a. pré. olá. circumnavegação. eletro-ótica. é. contrassenha. supra-auricular. neo-. agro-. mas encadeamentos vocabulares EX:: a divisa Liberdade-Igualdade-Fraternidade.(com o sentido de estado anterior ou cessamento). auto-observação. pós-tônicos (mas pospor). micro-onda. micro-. por isso. não propriamente vocábulos. pan-. infra-. icepresidente. autoaprendizagem 3º) Nas formações por sufixação apenas se emprega o hífen nos vocábulos terminados por sufixos de origem tupi-guarani que representam formas adjetivas. sota-piloto. Alsácia-Lorena. a ponte RioNiterói. contrarregra. à parte de. -e ou . sobre-. co-. ex-rei. arqui-irmandade. este se aglutina em geral com o segundo elemento mesmo quando iniciado por o: coobrigação. intra-. acerca de. ex-hospedeira. avó (s. capimaçu. inumano. . pró-africano.e pró-. Obs. coordenar. 7º) Emprega-se o hífen para ligar duas ou mais palavras que ocasionalmente se combinam. ex-primeiro-ministro. f) Nas formações com os prefixos tônicos acentuados graficamente pós-. AngolaBrasil. ultrahiperbólico. seguidas ou não de -s: EX: está. f) Conjuncionais: afim de que. quando o primeiro elemento acaba em vogal acentuada graficamente ou quando a pronúncia exige a distinção gráfica dos dois elementos EX: amoré-guaçu. e) Nas formações com os prefixos ex. aero-. ao passo que. coeducação.como açu. próeuropeu (mas promover). olé. só(s). extrarregular. hiper-. depois de amanhã. advérbio.e pan-. quanto a. circumhospitalar. pós-. inter-resistente.). ex-diretor. co-herdeiro.e in. expresidente. pluri-. 2º) Não se emprega o hífen: a) Nas formações em que o prefixo ou falso prefixo termina em vogal e o segundo elemento começa por r ou s. por exemplo: ante-. entre-. formando. pré-. e bem assim nas combinações históricas ou ocasionais de opônimos (tipo: Austria-Hungria. cooperar. o percurso Lisboa-Coimbra-Porto. c) Nas formações com os prefixos circum. conjunção. pseudo. andá-açu. contanto que. cosseno.Rio de Janeiro. coocupante. etc. contra-almirante. a fim de. a ligação Angola-Moçambique. dominó(s). Obs. até. quando combinados com elementos iniciados por r EX:: hiper-requintado. superrevista. por conseguinte. arqui-hipérbole. quando o segundo elemento tem vida à parte (ao contrário do que acontece com as correspondentes formas átonas que se aglutinam com o elemento seguinte) EX: pós-graduação.). circum-murado. guaçu e mirim. por baixo de. soto-.

n. preveem. -ei(s). b) As formas verbais oxítonas. o e que terminam em -ão(s). leem. papéis 2º) Acentuam-se com acento circunflexo: a) As palavras oxítonas terminadas nas vogais tônicas fechadas que se grafam -e ou -o. substantivo e flexão de enjoar. podendo estes dois últimos ser seguidos ou não de s: EX: anéis. mesa. no entanto. vejo. conforme os casos: EX: creem deem (conj. -ão(s). assim como as respectivas formas do plural. pôs (de pôr). entretém. r e z: EX: bainha. voo. dúctil (pl. após a assimilação e perda das consoantes finais grafadas -r. de adail). descreem. lê. cadeia 4º) Recebem acento circunflexo: a) As palavras paroxítonas que contêm. na sílaba tónica/tônica.fôreis 6º) Assinalam-se com acento circunflexo: a) Obrigatoriamente. antecedidas de vogal com que não formam ditongo. 2º) As vogais tônicas grafadas i e u das palavras oxítonas e paroxítonas não levam acento agudo quando. etc. quando conjugadas com os pronomes clíticos -lo(s) ou -la(s). órgão (pl. moinho. avanço. 2º) Recebem. lês (de ler). EX: amável (pl. país. Aboim. as vogais fechadas com a grafia a. robô(s). as vogais abertas grafadas a. como é o caso de nh. floresta. dóceis). homem. as vogais abertas grafadas a. côvão(s). o e que terminam em -l.-s ou -z: EX:detê-lo(s) (de deter-lo-(s)). b) As palavras paroxítonas que apresentam. desdeem (conj. -i(s) ou -us: EX: bênção(s). Coimbra. -r. fazê-la(s) (de fazerla(s)). répteis. as vogais fechadas com a grafia a. acórdão (pl. flexão de povoar. e. -eis. fóssil (pl. Aníbal. Luís. b)As palavras paroxítonas que contêm. voo. amáveis). fósseis). você(s). substantivo e flexão de voar. Tejo. caís (de cair). adail. baú. ou -x. e. na sílaba tônica. tal como aldeia. têxtil (pl. grave. dê. pô-la(s) (de por-la(s) ou pôs-la(s)). ACENTUAÇÃO DAS VOGAIS TÔNICAS GRAFADAS I/U DAS PALAVRAS OXÍTONAS E PAROXÍTONAS 1º) As vogais tônicas grafadas i e u das palavras oxítonas e paroxítonas levam acento agudo quando antecedidas de uma vogal com que não formam ditongo e desde de que não constituam sílaba com a eventual consoante seguinte. baleia. avô(s). devêreis (de dever). acento agudo: a) As palavras paroxítonas que apresentam. português. pôde (3ª pessoa do singular do pretérito perfeito do indicativo).). fê-lo(s) (de fez-lo(s)). têxteis). povoo. c) As palavras oxítonas com os ditongos abertos grafados -éi. detém. o e ainda i ou u e que terminam em -ã(s). seguidas ou não de -s: EX: cortês. rainha. angolano.. l. cânon. boleia. paul. ACENTUAÇÃO GRÁFICA DAS PALAVRAS PAROXÍTONAS 1º) As palavras paroxítonas não são em geral acentuadas graficamente: EX: enjoo. -n. dês (de dar). aí. no que se distingue da correspondente forma do presente do indicativo (pode). ficam a terminar nas vogais tônicas fechadas que se grafam -e ou -o. órgãos) 3º) Não se acentuam graficamente os ditongos representados por ei e oi da sílaba tônica das palavras paroxítonas: EX: assembleia. acórdãos). -x e -ps. batéis. atraí (de atrair). réptil (pl. o e ainda i ou u e que terminam em -l. vê-la(s) (de ver-la(s)). dúcteis). ideia. Raul. Estêvão. e. 8º) Prescinde-se igualmente do acento circunflexo para assinalar a vogal tônica fechada com a grafia o em palavras paroxítonas como: EX enjoo. entreténs. compô-la(s) (de compor-la(s)).). e. escrevêsseis (de escrever) . 3º) Em conformidade com as regras anteriores leva acento agudo a vogal tônica grafada i das . 7º) Prescinde-se de acento circunflexo nas formas verbais paroxítonas que contêm um e tônico oral fechado em hiato com a terminação -em da 3ª pessoa do plural do presente do indicativo ou do conjuntivo. deténs. éu ou ói. Esaú. repô-la(s) (de reporla(s)). jacuí. -r. pênseis).APOSTILA DE ORTOGRAFIA Profª: Pilar Cordeiro b) As palavras oxítonas com mais de uma sílaba terminadas no ditongo nasal (presente do indicativo etc. na sílaba tônica. abençoo. na sílaba tônica. alaúde. ruim. -n. órfãs).) ou -ens: EX: acém. fiéis. constituem sílaba com a consoante seguinte. -i(s). zângão(s).m. velho. -uns ou -us: EX: órfã (pl. algumas das quais se tornam proparoxítonas: EX: cônsul (pl. etc. dócil (pl. -um. pênsil (pl.excetuando o caso de s: EX: adaís (pl. cônsules).

anatômico. e. constringir. tais vogais dispensam o acento agudo: cauim. êmbolo. quando estas se combinam com as formas pronominais clíticas -lo(s). apaniguar. argênteo. arguis. fenômeno . cênico.glória. nódoa. níveo. cauira). atingimos. respectivamente. mágoa. reais ou aparentes.precedidas de ditongo. côdea. 2º) Levam acento circunflexo: a) As palavras proparoxítonas que apresentam na sílaba tônica vogal fechada ou ditongo com a vogal básica fechada: EX: anacreôntico. averiguam. etc. líquido. excêntrico. b) As chamadas proparoxítonas aparentes. barbárie.arguem. atinge. Islândia. etc. ACENTUAÇÃO GRÁFICA DAS PALAVRAS PROPAROXÍTONAS 1º) Levam acento agudo: a) As palavras proparoxítonas que apresentam na sílaba tônica as vogais abertas grafadas a. argua. distinga. enciclopédia. que apresentam vogais fechadas na sílaba tônica. cáustico. o e ainda i. esquálido. míope. averiguar. b) As chamadas proparoxítonas aparentes. cauila (var. 4º) Prescinde-se do acento agudo nas vogais tônicas grafadas i e u das palavras paroxítonas. registre-se que os verbos em -ingir (atingir. tingir. distingo. delinquir e afins. atinja. possuí-la(s)-ia (de possuir-la(s) -ia). u ou ditongo oral começado por vogal aberta: EX: árabe.. pertencem a palavras oxítonas e estão em posição final ou seguidas de s: EX:Piauí. tuiuiú. enxaguar. brêtema. possuí-la(s) (de possuir-la(s)). apaziguar. que levam à assimilação e perda daquele -r: EX: atraí-lo(s. -oa. etéreo. neste caso. hidráulico. ou têm as formas rizotônicas igualmente acentuadas no u mas sem marca gráfica (a exemplo de averiguo. aberto ou fechado nas pronúncias cultas da língua: EX:acadêmico. fôssemos. apropinquar. -io. boiuno.) e os verbos em -inguir sem prolação do u (distinguir.cômputo.: Se. a consoante final for diferente de s. Obs. instruiu. etc. Mântua. quando elas estão precedidas de ditongo: EX: baiuca.: Em conexão com os casos acima referidos. quando precedidos de vogal: EX: distraiu. averigue. dinâmico. distingue. prélio. série. -la(s). arguas. 3º) Levam acento agudo ou acento circunflexo as palavras proparoxítonas. teiús. tuiuiús.) atraí-lo(s)-ia (de atrair-lo(s)-ia). conforme o seu timbre é. acento agudo as vogais tônicas grafadas i e u quando. teiú. porém. extinguir. -uo. cânfora. e que terminam por seqüências vocálicas pós-tônicas praticamente consideradas como ditongos crescentes (-ea. O verbos do tipo de aguar. e terminam por seqüências vocálicas pós-tônicas praticamente consideradas como ditongos crescentes: EX: amêndoa. cheinho (de cheio). 5º) Levam. que apresentam na sílaba tônica as vogais abertas grafadas a. isto é. -ua. exército. desaguar. 6º) Prescinde-se do acento agudo nos ditongos tônicos grafados iu e ui. isto é. Cleópatra. serôdio. . por oferecerem dois paradigmas. arguam. argui. -eo. averigua. Obs.): EX: álea. devêramos (de dever). sainha (de saia). infringir. obliquar. de paul). 7º) Os verbos aguir e redarguir prescindem do acento agudo na vogal tônica grafada u nas formas rizotônicas: EX:arguo. o e ainda i. cingir.APOSTILA DE ORTOGRAFIA Profª: Pilar Cordeiro formas oxítonas terminadas em r dos verbos em -air e -uir. argua. -ia. náusea. e. averiguas. distinguimos.) têm grafias absolutamente regulares (atinjo. -ie. cômodo. u ou ditongo oral começado por vogal aberta. cujas vogais tônicas grafadas e ou o estão em final de sílaba e são seguidas das consoantes nasais grafadas m ou n. lírio. pauis (pl.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->