Você está na página 1de 2

Relatrio de Raio Atmico -Introduo Slidos so formados quando esto muito agregados, ou seja, quando esto bastante prximos

uns dos outros, de maneira ordenada no espao. Como sabemos, os materiais slidos so muito importantes na evoluo humana, pois possibilitam o desenvolvimento tecnolgico. Neste relatrio, fala-se sobre a estruturao de metais em estado slido, onde primeiramente devemos considerar sua natureza cristalina, e sua relao com seu respectivo raio atmico. Todo slido cristalino tem um arranjo ordenado das partculas que o compem. Essas partculas repetem-se em uma determinada direo, a distncias regulares. A essa repetio quando considerada em trs eixos, denomina-se retculo cristalino. Na natureza existem sete tipos de sistemas cristalinos, que se desdobram em 14 possveis retculos cristalinos. Neste experimento, trata-se apenas o sistema cbico, o mais simples e regular, que envolve trs possveis retculos, conforme mostrado na figura 1.

COLOCAR FIGURA 1 Este experimento trata da determinao dos raios atmicos de alguns metais. Seu ponto fundamental possibilitar a percepo do que representa o tamanho do tomo, de como um slido cristalino se estrutura, da relao existente entre o micro e o macrocosmo e a interdisciplinaridade entre a qumica, a fsica e a matemtica.No caso deste experimento, os metais utilizados so: alumnio, ferro e cobre, com o intuito de deduzir seus arranjos cristalinos atravs da determinao da densidade do slido, de clculos e das aplicaes de regras de geometria e estequiometria Por fim, para determinar a estrutura dos metais deste experimento, deve-se primeiramente calcular sua massa, seu volume (tanto por medidas obtidas com paqumetro, quanto por volume de gua deslocado) e assim obtm-se sua densidade. Obtido esse valor, pode-se calcular o volume molar, uma vez que a densidade de um metal igual sua massa molar, dividido pelo seu volume molar. Como neste experimento trata-se de um sistema cbico simples, pode-se concluir que a massa de uma cela unitria corresponde massa de um tomo.Portanto, pode-se afirmar que o volume molar obtido ser tambm o volume ocupado por 1 mol de celas unitrias. Feito isso, podemos obter a aresta da cela unitria que,dependendo da estruturao de seu retculo cristalino, utilizaremos a frmula necessria para o clculo de seu respectivo raio atmico.

RESULTADOS E DISCUSSES Pelo processo descrito na parte experimental, foi possvel calcular os raios atmicos e os tipos de retculos cristalinos dos metais ferro, cobre e alumnio, utilizando dados obtidos atravs de medio de volume, que foi feita de trs maneiras: utilizando paqumetro e balana, fazendo uso de uma proveta e com o auxlio de uma garrafa PET. As medidas encontradas esto relacionadas na tabela a seguir: Tabela 1: massa das amostras utilizadas para a determinao do volume em cada mtodo.

Você também pode gostar