P. 1
Apostila Sms IFRN - Mineração

Apostila Sms IFRN - Mineração

|Views: 12.315|Likes:
Publicado porJoanna Priscila

More info:

Published by: Joanna Priscila on Aug 04, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

08/15/2013

pdf

text

original

A comunicação de acidentes é obrigação legal. Assim, o acidentado, ou quem

possa fazer isso por ele, deve comunicar o acidente logo que se dê a ocorrência.

Convêm lembrar que nem todos os acidentes do trabalho ocorrem no recinto da

empresa. A empresa, por sua vez, deve fazer a comunicação do acidente à Previdência

Social até o 1º (primeiro) dia útil seguinte ao da ocorrência e, em caso, de morte, de

imediato à autoridade competente, sob pena de multa variável, entre o limite mínimo e o

limite máximo do salário-de-contribuição, sucessivamente aumentada nas reincidências,

aplicada e cobrada pela Previdência Social.

A comunicação deverá ser feita através do preenchimento de formulário

específico, denominado Comunicação de Acidente do Trabalho (CAT), devendo ser

observado o seguinte:

a) Da comunicação do acidente do trabalho receberão cópia fiel o acidentado ou seus

dependentes, bem como o sindicato da categoria;

11

IFRN- Segurança do trabalho - SMS- Mineração

b) Na falta de comunicação por parte da empresa, podem formalizá-la o próprio

acidentado, seus dependentes, a entidade sindical competente, o médico que o

assistiu ou qualquer autoridade pública, não prevalecendo nestes casos o citado prazo

legal;

c) A comunicação do acidente do trabalho, na forma anterior, não exime a empresa de

sua responsabilidade;

d) Os sindicatos e entidades representativos de classe poderão acompanhar a

cobrança, pela Previdência Social, das multas previstas pela não comunicação do

acidente do trabalho por parte da empresa.

Mesmo o mais leve acidente pessoal deve ser comunicado e

também os acidentes sem lesão”.

A Comunicação de Acidente de Trabalho (CAT) deverá ser preenchida em seis

vias sendo:

1. INSS
2. Ao segurado ou dependente
3. Sindicato dos Trabalhadores
4. Empresa
5. SUS (Sistema Único de Saúde)
6. DRT (Delegacia Regional do Trabalho)

2- Riscos Ambientais

São considerados riscos ambientais os agentes físicos, químicos, biológicos,

ergonômicos e de acidentes/mecânicos que possam trazer ou ocasionar danos à saúde

do trabalhador nos ambientes de trabalho, em função de sua:

1. Natureza;

2. Concentração;

3. Intensidade e

4. Tempo de exposição ao agente.

12

IFRN- Segurança do trabalho - SMS- Mineração

Tais agentes são:

a) Riscos Físicos:

Ruídos, vibrações, radiações ionizantes e não ionizantes, frio, calor, pressões

anormais e umidade.

b) Riscos Químicos:

Poeiras minerais, poeiras vegetais, poeiras alcalinas, fumos metálicos, névoas,

neblinas, gases, vapores e produtos químicos diversos.

c) Riscos Biológicos:

Vírus, bactérias, parasitas, fungos e bacilos.

d) Riscos Ergonômicos:

Monotonia, posturas incorretas, ritmo de trabalho intenso, fadiga, preocupação,

trabalhos físicos pesados e repetitivos.

e) Riscos de Acidentes / Mecânicos:

Arranjo físico inadequado, máquinas e equipamentos sem proteção, ferramentas

inadequadas ou defeituosas, iluminação inadequada, eletricidade, probabilidade de

incêndio ou explosão, armazenamento inadequado, animais peçonhentos e ausência de

sinalização.

2.1 - Mapa de Risco

O Diário Oficial da União de 20 de agosto de 1992 publicou uma portaria do

Departamento Nacional de Segurança e Saúde do Trabalhador (DNSST) implantando a

obrigatoriedade da elaboração de mapas de riscos pelas Comissões Internas de

Prevenção de Acidentes (CIPAS) nas empresas.

13

IFRN- Segurança do trabalho - SMS- Mineração

O mapa é um levantamento dos pontos de risco nos diferentes setores das

empresas. Trata-se de identificar situações e locais potencialmente perigosos.

A partir de uma planta baixa de cada seção são levantados todos os tipos de

riscos, classificando-os por grau de perigo: pequeno, médio e grande.

Estes tipos são agrupados em cinco grupos classificados pelas cores vermelho,

verde, marrom, amarelo e azul. Cada grupo corresponde a um tipo de agente: químico,

físico, biológico, ergonômico e mecânico.

O mapa deve ser colocado em um local visível para alertar aos trabalhadores sobre

os perigos existentes naquela área. Os riscos serão simbolizados por círculos de três

tamanhos distintos: pequeno, médio e grande.

A empresa receberá o levantamento e terá 30 dias para analisar e negociar com os

membros da CIPA ou do Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e Medicina

do Trabalho (SESMT), se houver, prazos para providenciar as alterações propostas. Caso

estes prazos sejam descumpridos, a CIPAMIM deverá comunicar a Delegacia Regional

do Trabalho.

Cores usadas no Mapa de Risco e Tabela de Gravidade

Tabela descritiva dos riscos ambientais

14

IFRN- Segurança do trabalho - SMS- Mineração

Tabela de Gravidade

Como elaborar o Mapa de Risco

1º)PASSO:

Conhecer os setores/seções da empresa: O que é e como produz. Para quem e quanto

produz (direito de saber);

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->