P. 1
DEFINIÇÃO DE SOCIALIZAÇÃO

DEFINIÇÃO DE SOCIALIZAÇÃO

|Views: 3.177|Likes:
Publicado porsaminha20

More info:

Published by: saminha20 on Aug 08, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOCX, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

04/22/2013

pdf

text

original

DEFINIÇÃO DE SOCIALIZAÇÃO A socialização é um processo de adaptação que ocorre quando uma pessoa passa de fora para dentro da empresa

. Ou seja, o novo funcionário é submetido a treinamentos, cursos, palestras, etc, para que conheça melhor a cultura organizacional da empresa e desempenhe com maior sucesso sua nova função. Segundo Levy (1973), a socialização é um processo contínuo no qual o indivíduo ao longo da vida aprende, identifica hábitos e valores característicos que o ajudam no desenvolvimento de sua personalidade e na integração de seu grupo, tornando-o sociável, hábitos estes que não são inatos. Para Levy (1973, p. 60), "em estado de isolamento social, o indivíduo não é capaz de desenvolver um comportamento humano, pois este deve ser aprendido ao longo de suas interações com os grupos sociais". Durkheim (1987) ressalta a importância da socialização ao mostrar que a sociedade só pode existir porque penetra no interior do ser humano, moldando sua vida, criando sua consciência, suas idéias e valores. Ao longo do processo de desenvolvimento humano, o indivíduo participa de inúmeros grupos sociais. A socialização faz com que a pessoa adquira as normas definidoras dos critérios morais e éticos, conforme os padrões da sociedade em que está inserido. Nessa constante interação com o meio, o indivíduo vai internalizando crenças e valores, construindo padrões de comportamento próprios para interação em cada grupo. Tais valores vão se consolidando e determinando suas escolhas, dentre elas, as escolhas profissionais. Este mesmo processo revela-se crucial no contexto de uma organização. Ao ingressarem em um novo grupo, os funcionários precisam ser apresentados aos valores, crenças, normas e práticas da organização, passando por um processo de socialização, que lhes permitirá articular-se com os processos de comunicação e de integração que permeiam o fazer coletivo. Definindo a palavra socialização, Leavitt (1991) apresenta alguns termos, como: aculturação, lavagem cerebral, treinamento, manipulação e, até mesmo, educação. A idéia principal é a persuasão das pessoas para adotarem determinadas atitudes e crenças, por meio de exemplos e pressões sociais, além de reforço positivo sobre comportamentos adequados ou, até mesmo, reforço negativo sobre comportamentos impróprios.

04

O supervisor deve cuidar dos novos funcionários como um verdadeiro tutor. os principais produtos e serviços. 4. a 05 . o supervisor representa o ponto de ligação com a organização e a imagem da empresa. não têm chance de experimentar o sucesso e nem a motivação dele decorrente. para depois receber tarefas gradativamente mais complicadas e crescentemente desafiadoras. A aceitação grupal é fonte crucial de satisfação das necessidades sociais. Conteúdo do cargo: O novo funcionário deve receber tarefas suficientemente solicitadoras e capazes de proporcionar-lhe sucesso no início de sua carreira na organização.MÉTODOS DE SOCIALIZAÇÃO ORGANIZACIONAL Os métodos de socialização organizacionais mais utilizados são os seguintes: 1. Programa de integração: É um programa formal e intensivo de treinamento inicial destinado aos novos membros da organização para familiarizá-los com a linguagem usual da organização. com os usos e costumes internos (cultura organizacional). Antes mesmo do candidato ser aprovado. Supervisor como tutor: O novo funcionário pode ligar-se a um tutor capaz de cuidar de sua integração na organização. as atividades desenvolvidas. Processo seletivo: A socialização tem início na entrevista de seleção através da qual o candidato fica conhecendo o seu futuro ambiente de trabalho. Se o supervisor realiza um bom trabalho neste sentido. Os novos empregados que recebem tarefas relativamente solicitadoras estão mais preparados para desempenhar as tarefas posteriores com mais sucesso. os colegas de trabalho. A integração do novo funcionário deve ser atribuída a um grupo de trabalho que possa provocar nele um impacto positivo e duradouro. Além disso. 5. os grupos de trabalho têm uma forte influência sobre as crenças a atitudes dos indivíduos a respeito da organização e de como eles devem se comportar. 2. Quando os principiantes são colocados em tarefas inicialmente fáceis. o processo seletivo permite que ele obtenha informações e veja com seus próprios olhos como funciona a organização e como se comportam as pessoas que nela convivem. o gerente e o estilo da administração existente etc. a cultura predominante na organização. a estrutura de organização (as áreas ou departamentos existentes). os empregados principiantes tendem a internalizar altos padrões de desempenho e expectativas positivas a respeito de recompensas resultantes do desempenho excelente. 3. Com isso. Grupo de trabalho: O grupo de trabalho pode desempenhar um papel importante na socialização dos novos empregados. os desafios e recompensas em vista. Para os novos empregados. que os acompanha e orienta durante o período inicial na organização. a organização tende a ser vista de forma positiva.

missão da organização e os objetivos organizacionais etc. normas e padrões de comportamento que a organização considera imprescindíveis e relevante para um bom desempenho em seus quadros. dependendo da intensidade de socialização que a organização pretende imprimir. em níveis de gerência ou direção. mas que depois contam com um acompanhamento. do novo participante pelo gerente ou supervisor que funcionam como seus tutores e que se responsabilizam pela avaliação de seu desempenho. Sua finalidade é fazer com que o novo participante aprenda e incorpore os valores. Nos casos em que o novo membro ocupa posição de destaque. o programa de integração pode durar meses. 06 . com uma agenda que programa sua permanência nas diversas áreas ou departamentos da organização com um tutor permanente (seu gerente ou diretor) e um tutor específico para cada área ou departamento envolvido na agenda. São programas que duram de um a cinco dias. em médio prazo.

Estratégias fixas e variáveis de socialização: os processos de socialização fixa proporcionam a um novato um conhecimento preciso do tempo que necessitará para 07 . Os processos não seqüenciais são realizados em um estágio transitório e sem uma relação com outras etapas anteriormente realizadas. o processo formal de socialização é apenas a primeira etapa da socialização. quando comparadas às coletivas.Estratégias formais e informais de socialização: o processo formal de socialização age na preparação do novato para ocupar um cargo específico na organização. que não são mutuamente exclusivas e que. Em uma atmosfera informal. na prática. perdem em termos de homogeneidade de resultados. o que pode gerar certa incompatibilidade entre os objetivos organizacionais e os do grupo.Estratégias individuais e coletivas de socialização: na socialização coletiva. Quanto mais formal for o processo. os novatos são agrupados em conjunto para o início e processados por um conjunto de experiências idênticas. ele desenvolve quase sempre uma consciência coletiva. e maior a tensão. devendo aprender informalmente as práticas reais em seu setor. com resultados relativamente similares. Contudo.Estratégias seqüenciais e não seqüenciais de socialização: a socialização sequencial caracteriza-se por processos transitórios marcados por uma série de estratégias discretas e identificáveis. . Quando um grupo é introduzido em um programa de socialização. em grande parte. Dessa forma. é necessário que exista um programa seqüencial para que o processo de aprendizagem seja facilitado. estão combinadas de diversas formas as quais serão descritas a seguir: . não existe forma de diferenciação e grande parte da aprendizagem do novato necessariamente ocorre no interior das redes sociais e das tarefas relacionadas que envolvem sua posição. . por meio dos quais um indivíduo deve passar a ocupar uma posição e exercer um papel na organização. As mudanças são isoladas e dependem. A segunda etapa ocorre quando o novato é colocado em sua posição organizacional designada.ESTTRATÉGIAS DE SOCIALIZAÇÃO Maanen (1989) apresenta sete estratégias de socialização organizacional empregadas pelas empresas. da relação estabelecida entre o agente socializador e o novato. As estratégias individuais também geram mudanças mas. o que influencia as atitudes e valores dos novatos. . mais o papel de novato é segregado e especificado.

ou seja. Assim.Estratégias de socialização por competição ou por concurso: as estratégias de socialização por competição caracterizam-se pela separação dos novos integrantes em grupos ou diferentes programas de socialização. cada um atua por conta própria e dificilmente procura apoio do grupo para as ações de sintonia. provavelmente produzem resultados similares entre os novatos". sendo uma garantia de que a organização não sofrerá qualquer mudança ao longo do tempo. .Estratégias de socialização em série e isoladas: a estratégia de socialização em série é aquela que prepara os novos integrantes para assumir diversos papéis organizacionais similares. Já no processo de despojamento procura-se destruir e despojar certos valores e crenças dos novatos. Ele é. Essas estratégias são utilizadas pelas organizações para controlar e dirigir o comportamento de seus membros. Essa estratégia apresenta um elevado risco. no lugar das estratégias de investidu ras. na investidura. procura confirmar e estabelecer a viabilidade e utilidade dos valores pessoais dos novatos. Ele é bem-vindo da forma como ele é. o tempo de transição é padronizado. contra ou a favor da organização.Estratégias de socialização por meio de investidura e despojamento: estas estratégias objetivam confirmar ou destruir a identidade do novato na organização. Por outro lado. 60) ressalta que "as estratégias de despojamento. . Entretanto. Nas estratégias de socialização variáveis. submetido a uma série de "testes" rigorosos para obter acesso privilegiado na organização. as estratégias por concurso possibilitam uma certa participação e uma cooperação entre os indivíduos. pois o novo integrante poderá ficar confuso e se perder durante o processo de socialização. Maanen (1989. Nas estratégias isoladas de socialização. de acordo com as habilidades e ambições dos indivíduos. o indivíduo é socializado com base em sua iniciativa e não por qualquer padrão a ser seguido. geralmente. . Ou seja. os indivíduos desconhecem a dimensão tempo do período de transição. poderá também estimular a criatividade e a iniciativa dos novos integrantes. p.completar determinado estágio. 08 .

Responsabilidades básicas confiadas ao novo funcionário 2. Regras e procedimentos internos 6.Programa de benefícios sociais oferecidos pela organização Relacionamento 1. Produtos e serviços oferecidos pela organização 5. de descanço e refeições 2. As políticas e diretrizes da organização 3. Objetivos do cargo 5. Metas e objetivos a alcançar 09 . Visão geral do cargo 3. A missão e os objetivos globais da organização 2.PRINCIPAIS INTENS DE UM PROGRAMA DE SOCIALIZAÇÃO Assuntos organizacionais: 1. Procedimentos de segurança no trabalho Arranjo físico e instalações que o novo membro irá utilizar Benefícios oferecidos 1. Apresentação aos superiores e ao colegas de trabalho Deveres do novo participante 1. Dias de pagamento e de adiantamentos salariais 3. Horário de trabalho. A estrutura da organização e as suas unidades organizacionais 4. Tarefas 4.

a necessidade de planejar coletivamente o processo necessário a atingir os objetivos. o trabalho em equipe é muito importante. Finalmente. é capaz de gerar para fora (o público com que se trabalha. sendo possível que interpretações divergentes possam conviver e formular novas idéias e maneiras criativas de atuar. As equipes não nascem maduras e produtivas. Desta forma. como conjunto. O foco de atuação de cada um se amplia. passa-se a valorizar os resultados que a equipe. todas as pessoas precisam ter uma visão ampla do que estão fazendo. também. talvez nunca o sejam. garantindo. pois cada um precisa da ajuda do outro. cresce a importância de serem definidos objetivos claros e de pactuar prioridades. ao invés de realizar atividades isoladas.TRABALHO EM EQUIPE Trabalho de equipe é quando um resolve criar um esforço coletivo para resolver um problema.O trabalho em equipe possibilita a troca de conhecimento e agilidade no cumprimento de metas e objetivos compartilhados. Várias experiências de sucesso das empresas demonstram a importância do trabalho em equipe . perceber o impacto de sua atuação no todo. 10 . a ênfase passa a ser em resultados compartilhados. cresce. a evolução do trabalho da empresa. ao invés de um conjunto de resultados individuais. aproveitando os talentos e experiências existentes no grupo e evitando duplicações.Na sociedade em que vivemos. a opinião pública etc) e para cada um dos indivíduos envolvidos. de forma que os canais de comunicação disponíveis possam ser melhor utilizados.elas certamente contribuem para uma organização mais adequada dos grupos de desenvolvimento e da empresa. Neste sentido. os parceiros. A contribuição individual e seu impacto no trabalho da equipe são mais facilmente compreendidos. De certa forma.O trabalho em equipe pode também ser descrito como um conjunto ou grupo de pessoas que dedicam-se a realizar uma tarefa ou determinado trabalho. aumentando a participação e o envolvimento. assim. A troca de informações entre os membros da equipe precisa ser organizada de maneira dinâmica. O ideal é que a cooperação oriente as ações de seus integrantes. A partir do amadurecimento pode surgir a necessidade de formar novos grupos especialistas ou de prover melhorias no processo como um todo.

fazendo com que alguns membros sejam responsáveis por uma quantidade de tarefas excessivas. Satisfação dos membros quando participam de um processo de decisão. As pessoas carecem de sentirem-se importantes. com sua formação. A equipe é mais criativa. Dentre as principais vantagens. principalmente quando são ouvidas e têm suas opiniões acatadas. 11 y y y . Os membros da equipe aprendem mais sobre si próprios. O tempo gasto para trabalhar em equipe é maior quando comparado ao trabalho individual devido às diferentes opiniões entre membros da equipe para a resolução de um problema. enquanto outros fiquem com poucas tarefas. com um mesmo objetivo colabora para um acúmulo de conhecimento para a equipe que irá facilitar a resolução das atividades. Além disso. suas verdades e comportamento pessoal. Alguém pode sobrecarregar-se de tarefas. conceitos até então desconhecidos ou conhecidos. é gasto um tempo muito grande para comunicação entre a equipe. Alguém pode dominar a discussão. y y y y E.DESVANTAGENS E VANTAGENS DO TRABALHO EM EQUIPE Existem vantagens e desvantagens do trabalho em equipe. Os membros absorvem. experiência e aproveitamento da aprendizagem. a diferença entre os pontos de vista acarreta forças matrizes para novas soluções para o mesmo problema. Tendo em vista que cada membro tem seu ponto de vista sobre um determinado problema. Mas as desvantagens devem ser sanadas para não comprometerem o bem-estar comum. Indivíduos com opiniões diferentes podem ser pressionados a aceitar a decisão tomada pela maioria. Um membro da equipe pode dominar a discussão. levando a -o questionar-se e mesmo modificar seu estilo de comunicação. uns com os outros. Pode haver a má distribuição do trabalho e uma falta de supervisão. O trabalho em equipe incrementa a aprendizagem. A interação faz o indivíduo reavaliar seu ponto de vista. não dando espaço para os outros membros expressarem suas opiniões. destacam-se: y As equipes têm mais fontes de informação. mas não aprendidos. Cada indivíduo. entre as desvantagens destacam-se: y A equipe pode pressionar o indivíduo.

é provável o surgimento de competição entre eles. as melhores equipes são aquelas formadas por perfis diversos e complementares. Metas Exageradas: os objetivos e prazos devem ser realistas. podemos ressaltar a importância das pré-reuniões para agendamento e esclarecimento dos assuntos a serem discutidos na reunião. Sensação de Injustiça: se alguém trabalha menos e é recompensado da mesma forma. Composição Errada: quando os profissionais têm um perfil parecido. mas isso não significa que as opiniões do grupo devam ser ignoradas. Porém. Aqui. Da mesma forma que a carência de determinadas habilidades dentro de uma equipe compromete a eficiência da mesma. 3. evitando que o trabalho se transforme numa sucessão de derrotas e o desânimo se instale. Reuniões Improdutivas: as reuniões tendem a perder o rumo perante a inexistência de metas e prazos claros. as recompensas devem ser proporcionais à produtividade de cada integrante. Liderança Ditatorial: cabe a quem comanda uma equipe tomar decisões. 4. 2.OS 7 ERROS DO TRABALHO EM EQUIPE A capacidade de trabalhar em equipe é uma virtude obrigatória para o sucesso de qualquer profissional. 5. Por isso. Os 7 erros mais comuns são: 1. 6. quem já trabalhou em grupo sabe como é difícil conciliar diversas visões e estilos em torno de um objetivo comum e dentro de um mesmo ambiente de trabalho. É preciso envolvê-lo com o objetivo do trabalho. Falta de Motivação: o mero cumprimento das tarefas estabelecidas por outros não motiva um profissional. Uma equipe gerida de forma democrática é a melhor opção. 12 . Subjetividade na Avaliação: os resultados têm que ser avaliados com base numa metodologia e em critérios partilhados pela equipe. 7. Quem trabalha mais e melhor deve ganhar mais. Assim. a insatisfação é certa.

TRABALHO EM GRUPO X TRABALHO EM EQUIPE Existe uma grande diferença entre trabalho em equipe e trabalho em grupo. A principal diferença é que no trabalho em equipe há a definição da atuação de cada componente. enquanto que no trabalho em grupo os membros são escolhidos por afinidades pessoais. 13 . Outra diferença é que no trabalho em equipe os componentes são escolhidos por suas habilidades e competência. enquanto que no trabalho em grupo há um cooperativismo acentuado.

14 . O trabalho em equipe é fundamental para um bom rendimento em qualquer área.CONCLUSÃO A socialização é parte integrante da sociedade. e. Socialização nada mais é que é um processo de adaptação que ocorre quando uma pessoa passa de fora para dentro da empresa. especificamente a área de saúde já que é dela que estamos relatando. por fim também integrante no âmbito de saúde. diferente de grupo que é uma quantidade de pessoas sem os mesmos interesses. quanto o trabalho em equipe nada mais é do que o grupo ter um mesmo objetivo na aplicação de um plano ou execução de uma tarefa.

html> 15 .br/socializacao-organizacional.com.pdf < http://www.br/restrito/conteudo/trabalho_em_grupo_x_equipe.BIBLIOGRAFIA > Disponível em<http://www.etc.fadepe.artigos.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->