Você está na página 1de 1

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE ARTES E COMUNICAÇÃO DEPARTAMENTO DE ARTES PLÁSTICAS DISCIPLINA: OFICINA DE DANÇA PROFESSORA ROBERTA DISCENTE

: PAULA FRASSINETTI SAMPAIO DE OLIVEIRA SANTOS Que corpo está em questão?

Comentário sobre o Grupo Empreza O coletivo artístico Grupo Empreza tem origem na Faculdade de Artes Visuais da Universidade Federal de Goiânia (FAV-UFG), onde se reuniam com o intuito de estudar a prática da performance em artes plásticas e, desde então, operam com eixos poéticos que assentam-se no conceito da matéria do corpo. Seus trabalhos lembram, muitas vezes, a body-art dos anos 60 e 70, submetendo seus corpos a ações que envolvem certos níveis de escatologia e violência, como perfurações, vômitos, sangramentos, gritos, tapas, explosões e embriaguez; se pretendendo sempre como alegorias corporais políticas do sujeito em seu meio, mas sem deixar de lançar um olhar questionador sobre o uso do próprio corpo do artista e sua retirada do pedestal: não mais o corpo como um templo intangível, mas como um meio de expressão (e exposição) e reflexão crítica, criativo de novos parâmetros de comunicação corporal. Na videoperformance “é que esse tempo também é corpo” 1, é possível observar uma gestualidade referente ao universo feminino, o batom, o corpo. A vaidade que é comumente atrelada à pintura da boca vai aos poucos sendo desconstruída e dando espaço a um efeito plástico ligado ao sangue, refletindo sobre a violação do corpo da mulher na contemporaneidade, os suplícios estéticos pela forma perfeita e sua banalização.

1

Disponível em http://www.youtube.com/watch#!v=AdkNB3LAcIs&feature=related