P. 1
Projeto Estrutural Usando PDMS

Projeto Estrutural Usando PDMS

|Views: 658|Likes:
Publicado porgomesvinicius

More info:

Published by: gomesvinicius on Aug 09, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

03/07/2013

pdf

text

original

Sections

  • 1.1 O espaço da guia
  • 1.2 Aprendizagem usar PDMS
  • 1.3 Treinamento mais adicional no uso de PDMS
  • 1.4 Alguma Terminologia
  • 1.5 Como a guia é organizada
  • 3.2 Usar-se Mouse
  • 3.3 Usando Menus
  • 3.4 Usando as teclas da barra da ferramenta
  • 3.5 A Barra De Status
  • 3.6.1 Usando As Teclas De rádio
  • 3.6.2 Usando Caixas De Verificação (Teclas De alavanca)
  • 3.6.3 Usando O Texto -- Caixas
  • 3.6.5 Usando Listas De Scrollable
  • 3.6.6 Entradas Do Formulário De Actioning
  • 3.7 Formulários Alertas
  • 3.8 Alcançando Sobre -- A Ajuda Da Linha
  • 4.1 Começando a aplicação estrutural
  • 4.2 Como PDMS Armazena Dados De Projeto
  • 4.3 Criando Alguns Elementos Administrativos
  • 5.1 Projeto -- -- cruz do catálogo -- referencing
  • 5.2.1 Seções Retas
  • 5.2.2Nós
  • 5.3.1 Ajustando Áreas De Armazenamento Do Defeito
  • 5.3.2 Automatizando o perfil e alocamentos preliminares do nó
  • 5.3.3 Ajustando a especificação do defeito para perfis
  • 5.4 Criando Seções Explicitamente
  • 5.5 Vendo o projeto
  • 6 uma maneira rápida construir uma estrutura regular
  • 7,1 Restaurando uma instalação previamente conservada
  • 7,2 Aparando extremidades conectadas da seção à geometria correta
  • 7,3 Apoiar simples de adição e modificando
  • 7,4 Adicionando Configurações Apoiando Padrão
  • 7,5 Representando Junções
  • 7,6 Dominante contra junções subordinadas
  • 7,7 Parte movente da geometria correta da estrutura e manter
  • 8,1 Começando os painéis & a aplicação das placas
  • 8,2 Como PDMS Representa Os Painéis
  • 8,3 Ajustando Áreas De Armazenamento Do Defeito
  • 8,4 Criando Os Painéis Simples
  • 8,5 Distances/Directions de medição no modelo do projeto
  • 8,6 Rachando um painel
  • 8,7 Costurando bordas do painel editando vertices individuais
  • 8,8 bordas moventes do painel às posições novas
  • 8,9 Criando Extrusões Negativas
  • 9,1 Como os encaixes do painel são definidos
  • 9,2 Criando um encaixe do painel
  • 10,1 Como uma penetração é definida
  • 10,2 Criando uma penetração do steelwork
  • 11,1 Verificar para ver se há clashes
  • 11,2 Gerando um relatório de saída dos dados
  • 11,3 Perguntando Propriedades Maciças
  • 11,4 Traçando o modelo do projeto
  • 12,1 Como PDMS Representa Seções Curvadas
  • 12,2 Criando uma plataforma semicircular
  • 12,3,1 Definindo uma grade trabalhando
  • 12,3,2 Criando uma seção curvada
  • 12,3,3 Modificando uma seção curvada
  • 12,4 Conclusão

Projeto Estrutural Usando PDMS VANTAGE Version11.

4

Thismanualmayprovidedocumentationrelatingtoproductstowhichyoudonothave accessorwhicharenotlicensedtoyou.Forinformationonwhichproductsarelicensedt oyou,pleaserefertoyourlicenceconditions.

ECopyright1994through2002CadcentreLimited

Allrightsreserved.Nopartofthisdocumentmaybereproduced,storedinaretrievalsyste mortransmitted,inanyformorbyanymeans,electronic,mechanical,photocopying,rec ordingorotherwise,withoutpriorwrittenpermissionofCadcentre. Thesoftwareprogramsdescribedinthisdocumentareconfidentialinformationa ndproprietaryproductsofCadcentreLtdoritslicensors.

FordetailsofCadcentre’sworldwidesalesandsupportoffices,accessourwebsit eathttp://www.cadcentre.com/location

Contents
Part I Introduction
1 Read This First 1.1 The Scope of the Guide 1--1 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 1.2 Learning to Use PDMS 1--1 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 1.3 Further Training in the Use of PDMS 1--2 . . . . . . . . . . . . . . . 1.4 Some Terminology 1-3................................. 1.5 How the Guide is Organised 1--4 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 2 What PDMS Offers You

Part II Getting Started
3 Controlling PDMS 3.1 Accessing the Design Environment 3--2 . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3.2 Using the Mouse 3-4................................... 3.3 Using Menus 3-5...................................... 3.4 Using the Tool Bar Buttons 3--6 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3.5 The Status Bar 3--6 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3.6 Using Forms and their Controls 3--6 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3.6.1 Using Radio Buttons 3--7 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3.6.2 Using Check Boxes (Toggle Buttons) 3--7 . . . . . . . . . . . . 3.6.3 Using Text--Boxes 3--7 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3.6.4 Using Drop--Down Lists (Option Buttons) 3--8 . . . . . . . . 3.6.5 Using Scrollable Lists 3--8 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3.6.6 Actioning Form Inputs 3--9 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3.7 Alert Forms 3-9....................................... 3.8 Accessing On--Line Help 3--9 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 4 Setting Up the Database Hierarchy 4.1 Starting the Structural Application 4--1 . . . . . . . . . . . . . . . . . 4.2 How PDMS Stores Design Data 4--2 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 4.3 Creating Some Administrative Elements 4--4 . . . . . . . . . . . . . 5 Creating a Simple Structure 5.1 Design--to--Catalogue Cross--Referencing 5--1 . . . . . . . . . . . . 5.2 How PDMS Represents Structural Members 5--1 . . . . . . . . . 5.2.1 Straight Sections 5--1 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

. . . . . . . . . . . . . . . . .6 Dominant versus Subordinate Joints 7--17 . . 5. . . . . .2 8. . . . . . . 5. . . . . . . . .2 Trimming Connected Section Ends to Correct Geometry 7--2 . . . . . .7 8. . . . How PDMS Represents Panels 8--2 . .1 Setting Default Storage Areas 5--3 . . . . . Creating Negative Extrusions 8--13 . . . . . . . . . . . . . . . 5. . .5 Representing Joints 7--12 . . . . . . . . . . . . . . . . 7. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .6 8. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . Setting Default Storage Areas 8--3 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .8 8. . . . . . Moving Panel Edges to New Positions 8--11 . . . . . .10 Completing the Initial Design 5-23 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .3 Adding and Modifying Simple Bracing 7--4 . . . . . . . . .1 Restoring a Previously Saved Setup 7--1 .2 Automating Profile and Primary Node Allocations 5--4 . . . . . . . . . . . . .1 Defining What Appears in the View 5--9 . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5. . . . . . . . . . . . . . . . . 7. .3. . . . . . . . . . . . . . . . . . .4 Adding Standard Bracing Configurations 7--9 . . . . . . . . . . . . . . . . . . .11 Saving Your Changes and Leaving Your Design Session 5--25 . . . . . . . 5. . 7.3 Setting the Default Specification for Profiles 5--4 . . . . . .5. . . . . . . . . . .5. . . . . . . .5. . . . . . . . . . . . . . . . . 5. . . . . . . . . . Tailoring Panel Edges by Editing Individual Vertices 8--8 . . . . . . . . . . . . . . . . . . .6 Event--Driven Graphics Mode 5--13 . . . . .4 Creating Sections Explicitly 5--6 . . . .8 Collecting Elements into Temporary Lists 5--20 . . . . . . . 9 Using Panel Fittings . . . . . . . 5. . . . . . . . . . . . . . . . . . .3 Navigating in the Database by Picking Elements Graphically 5--13 . . . . . . . . . . . . . 5. . . . . . . . . 7. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .3 Some Initial Setting Up Operations 5--3 . . . . . . . . . . . . . . 5. . . . . . . . .3. . . 5. . . . . . . . .1 8. . . . . . . . . . . . . . 5. . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . Creating Simple Panels 8--4 . . . Splitting a Panel 8--7 . 7. . . . . . . . . . 7. .7 Creating Sections Using Graphical Picking 5--14 . 5. . .4 8. . . . . . . 8 Adding Panels and Plates 8. . . . . . . . . . . . . .2 Manipulating the Displayed View 5--11 . . . . . . . . . . . 5. . . . .3 8. . . . . . . . . . .9 Copying Parts of the Design Model 5--21 .2. . .9 Starting the Panels & Plates Application 8--1 .5. . . . . .5 8. . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5. . . . . . . . . . .5 Viewing the Design 5--9 . . . . . . . . . . . . . .7 Moving Part of the Structure and Maintaining Correct Geometry 7--18 . . . . . . . . . . . .3.2 Nodes 5--2 . . 6 A Quick Way to Build a Regular Structure 7 Enhancing the Basic Structure 7. . . . . . . Measuring Distances/Directions in the Design Model 8--6 . . . . . . . .

. . . . . . . . .. . . . . . B What the Icons Represent B. . . . . . . . . . . . . . . . . .. . ... Reference Definition Application Menus A--12 . . 12.4 Conclusion 12--9 .4 A.2 Creating a Panel Fitting 9--2 .2 Creating a Semicircular Platform 12--2 ... .3. . . .. . . . . . . . . .3 Querying Mass Properties 11-7. . . . . 9. . . ... . 12. . . .. .. . . . . . . ... . . ... Section Cut Plane Menus A--13 . . . . Working Plane Menus A--13 . . . . . .. . . . .. .. . .1 Switching Between Structural Applications B--1 . 11. . ... .2 A. ..8 A. . .. . . . . .. . . .. . .. .5 A. . . . . .2 Creating a Steelwork Penetration 10--2 . .. . . Panels & Plates Application Menus A--5 . . . . . . . .1 How Panel Fittings are Defined 9--1 . . .. . . 3D View Menus (Right--Hand Mouse Button) A--10 . . . 12. .. . . . . . . . . . . . . . . Penetration Application Menus A--9 . . . .. 11. . . . . 11 Checking and Outputting Design Data 11. B. . .. . . . . . . . . . . .. . . .. . . . . . .. .. Part III Reference Appendices A The Menu Hierarchies A. ... . . . . . .3... . .. . . . . . .. . . . .. . . . . . .. . . . . . . .. .. . . . . . . . . . .. . . . ... . . . . . . . . .1 Checking for Clashes 11--2 .. . . . . . . .. . .. .. . .. . . . . . . .. .7 A. . . . .. . . . . . .9 The The The The The The The The The Beams & Columns Application Menus A--1 . . . . .2 Creating a Curved Section 12--6 . . . . . . . . . .. B. . . . . . . . .. . . . . . ..3 A. . . 12. . . . ..1 How PDMS Represents Curved Sections 12--1 . . .. . . . .6 A. .. . . . . . . . .1 Defining a Working Grid 12--5 . . . . . .. . 10. . . . .9. . . . . . . . .3 Modifying a Curved Section 12--7 . . . . . . . .. . . . ... . . . . .1 How a Penetration is Defined 10-1. . . . . . .3 Creating a Runway Beam with Multiple Curves 12--5 . . . . .. . . . . .2 Generating a Data Output Report 11--5 .. . . . . .. . . . . . . . . .4 Plotting the Design Model 11-9. . . .. 10 Penetrating One Item With Another 10. . . 3D Aid Constructs Menus A--11 . . . . . . 11.1 A. . . . . . . . . . ... . . .. . Lists/Collections Menus A--12 . . .. . . . . . . . .. . . . . . . . .. . . . . . 12. . . . . .3 Creating and Modifying Beams and Columns B--2 . . . 12. . . . . . .2 General Defaults B--2 . . . 12 Adding Some Curved Steelwork 12. . . .. . .3.

. . . .. . . . .5. . . . . . . . . . .3 PDMS Reference Manuals E--2 . . . . . .5 Double Notched End Plates D--18 . . . .. . . .3 Some Standard Profiles D--4 . . . D. . .. . D. . .6. . . . . . . . . . . . . B. . .. . . . . . . . . . . .4 Baseplate Connections D--17 . . . . .. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .. . . . . . . . . . .1 Specifying Panel Vertex Positions B--6 . . . . . B. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .2 Modifying Vertices or Edges of Panel Loops B--6 . . . . . . .. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . D. . . . . . .. . . . . D.4. . . . . . .4. . . . . . . D. . . . . .. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .. .5 Some Standard Fittings D-19 . . . . . .. D. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .6. .5 Creating Ring Sections B--4 . . . . . . . . . . . E. . . B. . . . . . .. . . . . . . . . B. D. .1 Column Connections D--14 . . . . . . D. . . . .. . . . E Other Relevant Documentation E..4 General Guides E-3.3 Connecting Panels B--8 . . . . . . . . . .1 Stiffeners D--19 .. . . . . . F Some Sample Plots Index . . . . . . . . . . . . . . . .2 Cleated Connections D--15 . B. .. .2 P--line Identification D--2 .2 PDMS Introductory Guides E--2 . . .4. B. . . . . . . . . .. . . . . . D. . . . . . E.. . . . . . . . . . . . . ..3. . .. . . .. . . . . .3 End Preparations D--16 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . D. . . . . . D. . . . . .B. . . D. . . . .3 Lifting Lugs D--20 . ..4 Some Standard Joints D--14 . . . . . .. . . . . . . . . . . .. . . . . . . . . .6.1 General Defaults B--2 . .. . . . . . . . .6 Single Notched End Plates D--18 . . . .3.. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .7 Standard Bracing Configurations B--9 . . . . . . . . .. . . . .. B. . . . .1 On--Line Help E--1 . . .. . . D. .4. . . . . . . . .. . . . . . . . . .4. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .6 Creating and Modifying Panels B--6 . . . . . . . . .4 Creating Curved Sections B--3 .4. . . . . . . .. .5. . . .1 The Basic Features of the Catalogue D--1 .. . . . . . . . . .2 Fire Insulation D--20 . . B. .. . . . . . . . . . . . E. . . . . . .. . . .5.2 Specifying Section Start and End Positions B--2 . . . . . C The Structural Design Database D Structural Catalogue Guide D.

Introdução De Part I .

Você será dito como a faça isto em um estágio adiantado.as facilidades da ajuda da linha incorporadas na relação de usuário gráfica do programa. Uma característica chave da guia é as mãos -. consulte às fontes alistadas no apêndice E desta guia.instruções da etapa em como realizar funções específicas do projeto. Para uma informação mais cheia sobre todos os aspectos do projeto estrutural (e de outras disciplinas relacionadas) que usam PDMS. permitindo que você ganhe a experiência prática das maneiras em que você pode usar PDMS como você aprende sobre as facilidades poderosas que fornece.1 O espaço da guia Esta guia introduz as facilidades fornecidas por Cadcentre para o projeto e a documentação de estruturas sobre logicamente interconectadas para uma escala larga de indústrias process e relacionadas do projeto de planta. mas não supõe nenhum conhecimento prévio do computador -sistemas de projeto ajudados. Supõe que você é já familiar com as práticas estruturais do projeto. Esta guia não dá a etapa -. e mostra como você pode aplicar estes a seus próprios projetos do projeto.costa e fora -. ambas -.costa. desde que você pode alcançar tal informação como você trabalha se usando sobre -.2 Aprendizagem usar PDMS .no exercício tutorial que é incorporado throughout. A guia explica os conceitos principais PDMS subjacente e suas aplicações suportando.1 Leia Isto Primeiramente 1. 1.perto -.

A mais melhor maneira aprender deve experimentar com o produto para seu self. como esta: 1. os capítulos iniciais da guia compreendem duas seqüências simultâneas da informação: Mãos de D A -. nem pode identificar as mais melhores maneiras em que você pôde usar o programa servir suas próprias práticas individuais do projeto. A intenção é que você deve trabalhar progressivamente com o exercício. Para facilitar este. Uma vez que você agarrou os princípios básicos. Começar o mais melhor fora de .O alvo desta guia é ajudar-lhe aprender usar PDMS e suas aplicações suportando para seu projeto estrutural trabalham tão rapidamente quanto possível.no exercício tutorial. dadas nos pontos em que cada um é encontrado primeiramente enquanto o exercício progride. não pode possivelmente mostrá-lo todo do largo -.perto -introdução prática da etapa às maneiras em que você pôde usar as aplicações. que dá uma etapa -. você encontrará que a maioria de operações se tornam rapidamente intuitive. Explanações de D dos conceitos subjacentes.3 Treinamento mais adicional no uso de PDMS Embora esta guia o ensine compreender as características chaves de usar PDMS para seus projetos estruturais. O começo e a extremidade de cada parte do exercício são marcados por linhas através da página para separá-las das seções da informação geral. Todas as etapas que fazem acima o exercício são numeradas sequencialmente durante todo a guia. pausando para aprender sobre cada conceito novo enquanto é introduzido.as facilidades variando a que você tem agora o acesso.

Os seguintes termos e convenções são usados durante todo esta guia descrever que ação a se realizar: Denomine o lugar do clique da . covering todos os níveis de perícia e de todas as disciplinas do projeto. usado para desenhos anotados e calculados as dimensões gerar de seu projeto. que possa responder a suas perguntas enquanto se levantam e se dão lhe o conselho em costurar suas técnicas para combinar melhor seus objetivos. de modo que as distinções entre elas se tornem quase imperceptible. um programa com o largo -. é subdividido nas peças funcionais convenientes.o poder variando de PDMS é necessariamente grande e. Você será concernido principalmente com os dois módulos somente: PROJETE. Uma escala larga de cursos de treinamento é fornecida por Cadcentre. usado para criar o modelo e o ESBOÇO do projeto 3D. usados conjuntamente com PDMS. mas você necessita reconhecer o que lhe está acontecendo quando você seleto das funções diferentes disponíveis dos vários menus. Para fazer fàcilmente o programa inteiro controllable. 1.4 Alguma Terminologia Como você pôde imaginar. as aplicações que nós na maior parte estaremos usando para nosso trabalho de projeto estrutural são os feixes & a aplicação das colunas e os painéis & chapeiam a aplicação.PDMS. que foram costurados para fornecer o controle fácil daquelas operações que são específicas às disciplinas particulares. Estes são consultados durante todo a esta guia pelos seguintes termos: Os módulos de D são subdivisões de PDMS que você se usa realizar tipos específicos de operação. contate seu escritório mais próximo da sustentação de Cadcentre para uns detalhes mais adicionais (veja a página do copyright na parte dianteira desta guia para uma ligação a nosso Web site). é importante que você recebe o treinamento apropriado em seu uso de um instrutor qualificado. poderia ser rather daunting. se você tiver o acesso simultâneo a todas suas características. Você pode comutar ràpidamente entre as partes diferentes do programa. Para arranjar o comparecimento em tal curso. Para o exemplo. As aplicações de D são programas suplementares.

pressione então a chave da entrada (ou o retorno) para confirmar a entrada. Dobro -. a seguir estale a tecla de rato da mão esquerda duas vezes na sucessão rápida. Coloque o excesso do cursor do rato um o ponto especificado. Coloque o excesso do cursor do rato um o ponto especificado. Double clic k Pick Drag Enter 1. Term Click Description Coloque o excesso do cursor do rato um o ponto especificado. a seguir rapidamente pressione e libere a tecla de rato designada. including alguns apêndices. estalam então a esquerda -. Estale sobre o artigo requerido para selecionálo. use sempre a tecla de rato da mão esquerda. Libere o excesso da tecla o segundo ponto. Escolha estalam sobre o artigo requerido para selecioná-lo. então rapidamente pressione e libere a tecla de rato designada.5 Como a guia é organizada Esta guia é dividida em três porções. como segue: A peça I (esta parte) introduz a guia própria e as aplicações estruturais de D que descreve. Se nenhuma tecla for especificada. a seguir pressione a chave da entrada (ou o retorno) para confirmar a entrada. Incorpore o texto do tipo na caixa de diálogo especificada.entregue a tecla de rato duas vezes na sucessão rápida.estale o lugar o excesso do cursor do rato um o ponto especificado. use sempre a tecla de rato da mão esquerda. a seguir pressione e mantenha abaixada a tecla de rato designada ao mover o cursor para um segundo especificou o ponto. Se nenhuma tecla for especificada. .descrição o excesso do cursor do rato um o ponto especificado. Arraste o lugar o excesso do cursor do rato um o ponto especificado. Datilografe o texto na caixa de diálogo especificada. então pressione e prenda para baixo a tecla de rato designada ao mover o cursor para um segundo especificou o ponto. Libere o excesso da tecla o segundo ponto.

Não o ignore completamente. O capítulo 8 de D mostra como a clad a estrutura adicionando os painéis e as placas. O capítulo 4 de D explica como PDMS armazena seus dados de projeto e mostra-lhe como organizar seus dados. entretanto. O capítulo 11 de D mostra como verificar seu projeto para ver se há clashes. e como modificar o projeto movendo partes interconectadas da estrutura. A parte III de D compreende o seguinte jogo de apêndices da referência: O apêndice A de D mostra a hierarquia completa de todas as . O capítulo 12 de D explica como as seções curvadas são representadas e ilustra seu uso. como lhe diz como carregar a aplicação estrutural do projeto que formulários a base para o exercício tutorial.alinhe a ajuda. O capítulo 9 de D introduz o conceito dos encaixes do painel. O capítulo 10 de D mostra como configurarar aquelas posições onde um artigo penetra outro. including uma explanação de como alcançar sobre detalhado -. O capítulo 7 de D mostra como adicionar membros apoiando diagonais. Se você for já familiar com os formulários e as relações de menus similares. O capítulo 5 de D guia-o com as etapas necessitadas criar uma estrutura simples que compreende somente colunas verticais e feixes horizontais. O capítulo 6 de D demonstra uma facilidade útil que forneça um método alternativo criando uma estrutura ràpidamente regularmente configurarada. A parte II de D explica.O capítulo 1 de D (este capítulo) sumaria o espaço da guia. como modelar junções entre membros conectados. você deve poder ler ràpidamente com este capítulo. e como gerar relatórios e traça-os diretamente dos dados de projeto. alguns conceitos essenciais que você necessita compreender quando você usa as aplicações estruturais. O capítulo 2 de D dá uma vista geral geral das facilidades principais do projeto fornecidas dentro das aplicações estruturais. com a ajuda de um exemplo trabalhado. O capítulo 3 de D dá-lhe uma guia geral a usar a relação de usuário gráfica de PDMS.

as modificações . onde possível. de modo que as possibilidades dos erros e das inconsistências que alcançam o final documentem o projeto sejam reduzidas a um nível excepcionalmente baixo.opções disponíveis dos menus da barra das aplicações estruturais do projeto. e sumaria momentaneamente o que cada representa. O projeto que modela funções incorpora um grau ' de inteligência ' que.. A ênfase está throughout em maximising a consistência do projeto e a produtividade do projeto. etc. O apêndice E de D identifica outras fontes da informação que suplementam. e expande-as upon. a tomada material -. faz decisões sensible sobre os efeitos consequential de muitas de suas mudanças do projeto. os detalhes do sumário dados nesta guia. a análise e a documentação de estruturas logicamente interconectadas do steelwork.para baixo menus e submenus em um rápido conveniente -.formato de referência. O apêndice D de D compreende um catálogo da amostra de seções estruturais do steelwork. incluindo sobre -. desde que verificar da consistência dos dados é uma parte integral do produto. As modificações a seu projeto podem ser incorporadas em todo o estágio sem medo de invalidating algum de seu trabalho prévio. O apêndice B de D ilustra os ícones principais que você encontrará quando você usa os formulários e menus de aplicação estruturais. tração -. de modo que você possa executar uma seqüência de mudanças relacionadas com um mínimo do esforço. Que PDMS O oferece PDMS mais as aplicações estruturais de Cadcentre fornecem um suite poderoso das facilidades para a criação. As aplicações deixam-no verificar todos os aspectos do projeto enquanto o trabalho progride. PDMS controla automaticamente a produção extraindo.alinhe a deteção interdisciplinary do clash. permitindo que você consulte para trás a alguns tópicos específicos sobre cujos detalhes você necessitar ser lembrado. O apêndice F de D contem alguns exemplos dos tipos de lote que podem ser produzidos fàcilmente usando PDMS com as aplicações estruturais. D que a guia concli com um índice.fora dos relatórios. A necessidade para caro sobre -. de modo que você necessidade faça somente um número mínimo de decisões essenciais do projeto a fim criar um projeto estrutural de confiança e inteiramente documentado pronto para a fabricação e a ereção. O apêndice C de D sumaria a hierarquia da base de dados que PDMS se usa armazenar seus dados de projeto estruturais. lendo todos os dados de projeto diretamente de um jogo comum das bases de dados. de modo que não possa haver nenhum erro introduzido transcrevendo a informação entre disciplinas diferentes.

para fazê-lo muito mais fácil de posicionar exatamente elementos estruturais dentro do modelo do projeto. D non -. Se você necessitar a orientação no uso de algumas das facilidades poderosas fornecidas dentro da aplicação. Isto significa que todos projetam. as aplicações do projeto cría e mantem o connectivity da rede estrutural automaticamente.os . Em a maioria de casos você pode especificar os pontos em que os artigos do projeto devem ser posicionados simplesmente usando o cursor escolher os pontos requeridos na vista 3D gráfica do modelo. Isto faz fácil de assegurar-se de que todos os projetos incorporem somente componentes aprovados e se conformem assim aos padrões de companhia. da construção 3D e 2D planos trabalhando do projeto. sobre -.de local são evitadas desse modo. Os ponteiros de D podem ser ajustados até definem as áreas de armazenamento em que os tipos específicos de elemento do projeto devem ser prendidos na hierarquia da base de dados. são controladas de uma relação de usuário gráfica.modificações de projeto repetidas. minimiza a quantidade de dados que você tem que incorporar explicitamente enquanto você constrói acima de seu modelo do projeto. que foram projetadas por coordenadores estruturais para coordenadores estruturais. especial quando combinado com a régua -. assim simplificando a relação de usuário ainda mais mais. As aplicações.baseada nomeando a facilidade. Isto. Em muitos casos as opções do comando são representadas por ícones pictorial melhor que por palavras. D as aplicações incorpora um número de dae (dispositivo automático de entrada) geométricos dos dae (dispositivo automático de entrada). Os elementos estruturais de D podem ser nomeados de acordo com um jogo de réguas predefinido.selecione a ajuda está disponível no clique de uma tecla. Isto pode conservá-lo trabalho repetitivo muito ao realizar geralmente -. As listas de D dos elementos podem ser ajustadas acima temporariamente. de modo que você possa realizar uma operação do projeto em todos os elementos dentro da lista simultaneamente. tais como 3D que posiciona grades. D onde possível. Algumas características chaves: as aplicações é projetado usar dados da especificação ao selecionar componentes estruturais (tais como perfis e junções) da base de dados do catálogo. extrair e relatar operações são iniciados simplesmente selecionando escolhas dos menus simples e incorporando dados nos campos apropriados sobre sobre -seleciona formulários. de modo que suas posições na hierarquia da base de dados sejam sempre óbvias sem você que tem que incorporar textos específicos durante o processo do projeto.

Para o exemplo. usando toda a linha padrão da referência definir o alinhamento preciso de uma junção com suas seções unidas. fazendo tantas como cópias como são necessário para suportar o comprimento do telhado. Os moldes de D podem ser usados definir a formação do construído -. podem ser criados definindo a forma requerida como um 2D perfil e então expulsando isto à espessura desejada.. Esta facilidade usa a colheita inteligente do cursor realçar a interação entre os gráficos indicados e o processo da criação do projeto.componentes estruturais padrão. placas de pontapé. Você pode derivar vertices do painel simplesmente escolhendo linhas apropriadas da referência em seções existentes. etc. de modo que o projeto detalhado de tais artigos transformam-se simplesmente uma matéria de incorporar os dados dimensionais e posicionais requeridos. As penetrações de D podem ser criadas como elementos do catálogo. As bordas dos painéis podem entalhe para caber em torno dos perfis da seção. Seções de D e painéis (placas da parede. uma estrutura de telhado completa pode ser criada projetando um único truss do telhado e então. Isto permite-o de projetar primeiramente ' o macrostructure ' (para o exemplo. Tal penetração. sem afetar algumas de suas interconexões lógicas.acima dos girders e dos componentes similares. O trabalho muito repetitivo de D pode ser evitado em projetos simétricos fazendo cópias de partes interconectadas da estrutura e refletindo as sobre machados especificados. que pode incorporar sleeving apropriado.) pode ser dividido em interseções. As posições comuns de D podem finamente ser ajustadas para assegurar o conjunto exato. de modo que as preparações da solda e as permissões do encaixe possam ser modeladas fàcilmente. com cada truss deslocado por uma distância dada relativo ao precedendo. em uma operação. etc. tais como os painéis e placas de assoalho complexos. para fazer o uso o mais eficiente dos tamanhos conservados em estoque do painel). pode ser introduzida em uma seção ou em um painel estrutural como uma entidade completa.. de modo que o teste padrão do projeto seja repetido como necessário. após o tamanho total e a forma foi definida. placas de assoalho. D as aplicações faz fácil para que você críe os painéis e conecte-os às seções existentes através das junções lineares. as áreas completas a ser cobertos) e de subdividir então ulteriormente este ' em um microstructure manageable ' para finalidades da fabricação (tipicamente. As cópias múltiplas de D de componentes do projeto podem ser criadas simplesmente especificando o número das cópias requeridas e suas posições e orientações relativas. e as bordas dos painéis adjacentes podem ser dadas forma tais que bloqueiam automaticamente. Os primitivos negativos e as formas de D podem ser usados no catálogo estrutural definir preparações comuns complexas da geometria e da extremidade para seções estruturais. . com as dimensões e a posição da penetração derivada automaticamente das dimensões da bandeja de pipe/duct/cable que passa though a.

ou você pode projetar esse -fora do formato de relatório servir todas as necessidades especiais. você pode criar os relatórios que alistam dados especificados lido da base de dados atual. . Tais painéis podem ser usados representar floors/walls ou construi-lo acima das conexões chapeadas complexas.conexões entre os painéis e as seções são criadas então automaticamente para dar um modelo estrutural inteiramente conectado. Isto é particularmente importante onde as características diferentes do modelo do projeto estão sob o controle de desenhadores diferentes. pode ser indicada em sua tela ou ser emitida a uma lima (para o armazenamento e/ou para imprimir). D você pode realizar multi -.verificações disciplinary do clash em todo o estágio do projeto. Você pode especificar um molde padrão do relatório. permitindo o de derivar listas da informação extremamente ràpidamente geralmente requerida. que pode incluir dados de toda a disciplina do projeto. D em todo o estágio de seu trabalho. A saída resultante. assim evitando conflitos spatial dentro do modelo total que poderia ser caro retificar no estágio da construção. classificou em qualquer maneira que você requerer.

Supõe-se também que você sabe abrir e manipular janelas em seu computador usando um rato.not. Para fazer este.Parte II INICIANDO PROJETO 3 Controlando PDMS Este capítulo introduz as técnicas para controlar PDMS usando a relação de usuário gráfica que você verá em sua tela. Supõe-se que você está entrado já a sua estação de trabalho e que você sabe bastantes sobre seu sistema se operando para o permitir de funcionar um programa tal como PDMS de um diretório apropriado. você necessita primeiramente ler os manuais . If. nós começaremos o exercício tutorial incorporando PDMS e alcançando essa parte do programa que você se usará especificar seus dados de projeto estruturais.

• Incorpore STRUC. é além do espaço desta guia. de modo que você possa modificar a base de dados enquanto você trabalha.1 Alcançando o ambiente do projeto O iniciando exercício: 1. Selecione Limas Macro. O formulário do início de uma sessão de CADCENTRE PDMS requê-lo especificar a seguinte informação para sua sessão pretendida: Seus nome e senha alocados do usuário. • o nome do projeto em que você quer trabalhar. o tipo de operação que você quer se realizar nos dados do projeto (isto é que o módulo funcional de PDMS você quer usar). Este procedimento. • Incorpore STRUC para cada um. Para que você para usar o exercício tutorial. 3. as aplicações estruturais e o projeto da amostra PDMS (SAM do projeto) fornecido deve corretamente ter sido instalado e você deve ter sido dado o acesso de leitura/gravação às bases de dados do projeto. Inicie o PDMS.fornecidos com seu sistema computatorizado ou procurar o conselho de seu departamento dos sistemas computatorizados. Selecione O Projeto. Você pode ou datilografar dentro cada entrada . que deve ter sido realizado por seu administrador de PDMS como a parte da seqüência da instalação do produto.) S se você quer partir dos ajustes de defeito da aplicação (carga das limas macro) ou de uma instalação customised conservada durante uma sessão mais adiantada (a carga das limas binárias). as partes da base de dados do projeto (isto é que base de dados múltipla ou MDB) que você quer trabalhar. (somente a tecla lida deve remanescer fora. Incorpore o Sam.

explicitamente. O principal da barra da ferramenta de D fornece brevemente -. principal da barra de menu de D a área de que você seleciona os comandos principais.encaixote e selecione a opção requerida da lista resultante.cortes a alguns operações comuns e ajustes padrão através das teclas e da gota do ícone -. a aplicação geral do módulo do projeto.alista . Os ajustes que você necessita incorporar são como segue: APROVAÇÃO e espera de Çlick quando a aplicação for carregada. A barra do título desta janela mostra o módulo atual de PDMS e seu submarino -aplicação (se relevante) em qual você está trabalhando. ou estale para baixo a seta ao lado do texto -. neste caso.

o artigo do projeto em que você quer realizar a operação seguinte). De um formulário. Você pode mover-se para um ponto diferente na base de dados usando a esquerda -. O da lista dos membros de D mostra sua posição atual na hierarquia da base de dados.a tecla da mão ativa o comando representado pela opção destacada do menu quando a tecla é liberada. 3.entregue a tecla de rato para escolher o artigo requerido na lista.entregue a tecla com o cursor sobre resultados de um elemento do projeto que elemento que transforma-se o elemento atual (isto é.Tecla Da Mão: O uso principal da direita -.Tecla Da Mão: A esquerda -. Em uma seqüência dos menus.a tecla de rato da mão no PROJETO deve alcançar as opções do menu específicas à janela gráfica da vista . Tem também sua própria barra da ferramenta.a tecla da mão é a tecla principal para selecionar artigos. Informação de exposições do da barra de status de D sobre o status atual de suas operações. de que você selecionará opções para controlar as maneiras em que o modelo é representado. e a posição dentro da janela.6 para detalhes. selecionável usando a tecla de rato right-hand. gráfico da vista de D 3D a janela em que você indicará o modelo do projeto gràfica como está sendo construído acima.para baixo. É ficado situado através do fundo da janela principal. arrastando com a esquerda -. onde o cursor é posicionado. o efeito depende do tipo de dispositivo que foi selecionado vê a seção 3. Tecla Média: O uso principal da tecla de rato média no PROJETO deve manipular uma vista gráfica. Você pode reposicionar ou minimizar estas janelas em qualquer altura que perto em usar as facilidades padrão da gerência da janela fornecidas por sua estação de trabalho (mas não as feche nesta maneira). Anote que esta janela tem um PNF -. As funções das teclas são: Esquerdo -. As teclas executam tarefas diferentes dependendo do tipo de janela. Em uma vista gráfica. Direita -. estalando a esquerda -.2 Usar-se Mouse Você usa o rato dirigir o cursor dos gráficos em torno da tela e selecionar ou ' escolher ' artigos usando as teclas de rato.acima do menu. A aparência do cursor mudará de acordo com o tipo de artigo da exposição que é debaixo dele.

As opções seguiram por um ponteiro triangular: selecionar um destes indica um menu subsidiário que dá uma escala mais adicional das opções. As opções seguiram por três pontos: selecionar um destes indica um formulário em que para selecionar opções. estale-a simplesmente sobre. uma ferramenta -. Se você pausa o cursor sobre uma tecla. as utilidades seletas da barra de menu principal. incorpore dados..4 Usando as teclas da barra da ferramenta A barra da ferramenta é indicada imediatamente abaixo da barra de menu principal na janela da aplicação. Durante todo esta guia. 3.o menu: Opções mostradas como claramente o texto: selecionar um destes inicía uma ação imediatamente. Contem um número de teclas do ícone que o deixam realizar tarefas comuns sem procurarar pelas opções nos menus.acima o lembrar da função da tecla. As ações das teclas são explicadas no sobre -. Assim.3 Usando Menus Pode haver três tipos de opção puxar para cima -. Para fazer assim.5 A Barra De Status . etc. movem então o cursor para a direita e seleto críe do submenu resultante '. 3. NOTA: A barra da ferramenta pode ser desligada. então relatórios seletos da tração resultante -. Para ativar uma tecla.3. ou ser indicada com ícones maiores.para baixo menu dos meios de Utilities>Reports>Create da seqüência '. Settings>System seleto da barra de menu principal e ajustado então as opções requeridas nos ajustes resultantes do sistema dá forma.alinhe a ajuda.PNF da ponta -.para baixo ou para estalar -. as seleções relacionadas dos menus são mostradas no formulário abreviado usando-se > símbolo como um separador.

retornar aos valores iniciais. Quando você tiver o acesso a um formulário.6. A entrada a um formulário é geralmente através de uma combinação do rato e do teclado. ou cancelar o formulário sem aplicar alguns muda. Os formulários compreendem tipicamente um arranjo das teclas de vários tipos. de texto -. o rato que está sendo usado selecionar controles apropriados e o teclado para incorporar dados.caixas. de modo que selecionar uma opção deselects outra nesse grupo automaticamente. 3. Você deve olhá-la freqüentemente. você pode mudar um ajuste. Têm tipicamente a seguinte aparência: Radio button On Radio button Off Para mudar a tecla de rádio selecionada em um grupo. A seleção é mutuamente exclusive. Se o alerta o deixar repetir uma tarefa um número unspecified das épocas. e somente um. tais como escolher uma seleção dos artigos usando o cursor. . você deve pressionar a chave de escape (ou para estalar a tecla do escape no formulário do status) quando você terminou para indicar que você é tomove pronto à operação seguinte. e de listas scrollable. desde que o alertará sempre para toda a entrada ou ação que forem requeridas realizar a etapa seguinte de sua corrente atividade. estale a tecla requerida. de um grupo das opções.6 Usando formulários e seus controles Os formulários são usados à informação de exposição e deixados o incorporar dados novos.1 Usando As Teclas De rádio As teclas de rádio são usadas selecionar um.A barra de status (o formulário do status em sistemas de Unix) indica as mensagens que dizem lhe que ações a aplicação está realizando. aceitá-lo e agir nos dados atuais. 3. de acordo com a natureza do formulário. especial se o sistema parece o esperar para fazer algo. Esta seção descreve como usar os tipos principais de dispositivo que você verá nos vários formulários.

3.6.2 Usando Caixas De Verificação (Teclas De alavanca)
As caixas de verificação são usadas comutar tipicamente sobre e fora uma opção entre dois estados. Ao contrário das teclas de rádio, não interagem, de modo que você possa selecionar qualquer combinação para ser sobre ao mesmo tempo. Têm tipicamente a seguinte aparência: CheckboxOn

CheckboxOff

3.6.3 Usando O Texto -- Caixas
Texto -- as caixas são as áreas onde você datilografa dentro dados alfanuméricos tais como nomes ou dimensões. Um texto -- a caixa terá geralmente uma etiqueta para dizer-lhe o que entrar. Quando você abre primeiramente um formulário que contenha o texto -- caixas, o primeiro texto -- caixa no formulário será atual e um cursor da edição de texto (uma barra vertical) estará indicado na caixa. Um texto -- a caixa contem frequentemente uma entrada do defeito (por exemplo unset) quando indicada primeiramente. Algum texto -- as caixas aceitarão somente o texto ou somente dados numéricos, e as entradas com o tipo errado de dados não serão aceitadas. Para incorporar dados em um texto -- caixa: D estala na caixa para introduzir o cursor da edição de texto. D datilografa dentro os dados requeridos, editando toda a entrada existente como necessário. (você pode necessitar suprimir primeiramente a entrada existente.) D quando você terminou, confirma a entrada pressionando a chave da entrada (ou o retorno). Algum texto -- a caixa com um ajuste unconfirmed é destacada por um fundo amarelo.

3.6. Usando A Gota -- Alista Para baixo (Teclas De Opção)
Gota -- para baixo as listas deixaram-no escolher uma opção de uma seleção múltipla. A lista terá geralmente uma etiqueta para dizer-lhe o que você está ajustando e está mostrando a seleção atual. Têm tipicamente a seguinte aparência:

Para mudar o ajuste, estale sobre para baixo a seta ou abotoe a cara para revelar a lista cheia de opções disponíveis, escolhem então a opção requerida.

3.6.5 Usando Listas De Scrollable
Uma lista scrollable é indicada como uma lista vertical das opções dentro do formulário, com as barras de scroll verticais e horizontais ao longo de seus lados. Para selecionar uma opção, estala sobre a linha que você quer. A linha selecionada será destacada. Algumas listas scrollable deixam-no fazer somente uma única seleção, de modo que selecionar qualquer opção deselects toda a outra automaticamente. Outras listas deixaram-no fazer seleções múltiplas, com todas as opções selecionadas destacadas simultaneamente. Para deselect uma opção destacada em um múltiplo -- a lista bem escolhida, estala-o sobre outra vez (os cliques repetidos toggle uma seleção sobre e fora).

3.6.6 Entradas Do Formulário De Actioning
A maioria de formulários incluem ao menos uma tecla do controle que é usada qualquer um para incorporar a opção do comando representada por seu ajuste atual do formulário, para cancelar todas as mudanças feitas ao formulário desde que você o abriu, ou ao fim o formulário. As teclas comuns do controle têm as seguintes ações: Button OK Apply Action Incorpora os ajustes atuais do formulário como entradas do comando e fecha o formulário. Incorpora os ajustes atuais do formulário como entradas do comando e deixa o formulário indicado para um uso mais adicional.

Cancel Reset Dismiss

Cancela todas as mudanças feitas aos ajustes do formulário e fecha o formulário. Cancela todas as mudanças feitas aos ajustes do formulário e deixa o formulário indicado para um uso mais adicional. Fecha o formulário, mantendo os ajustes atuais.

Alguns formulários contêm uns tipos mais específicos de tecla do controle que realizem opções particulares do comando (como indicado pelo texto na cara da tecla; por exemplo adicione ou remova).

3.7 Formulários Alertas
Os formulários alertas são usados à informação de exposição tal como mensagens de erro, alertam e pedidos para a confirmação das mudanças. Você deve responder realizando a tarefa alertada ou estalando nas teclas do controle no formulário (geralmente uma APROVAÇÃO ou para cancelar a tecla).

3.8 Alcançando Sobre -- A Ajuda Da Linha
A maioria de menus da barra terminam com uma opção da ajuda. Onde disponível, sobre -- a ajuda da linha dá instruções detalhadas no uso dos formulários e dos menus através de que você controla cada aplicação. A opção da ajuda dá-lhe as seguintes escolhas de seu submarino -menu: O contexto de Help>on isto dá-lhe a ajuda em toda a janela atualmente visível na exposição. Quando você seleciona esta opção, as mudanças do cursor a um movimento da marca de pergunta (?). a marca de pergunta na janela em que você quer a ajuda e estala a esquerda -- entregam a tecla de rato. Help>Contents isto indica a janela de ajuda de modo que você possa encontrar o tópico requerido da lista de índices hierárquica. Help>Index isto indica a janela de ajuda de modo que você possa encontrar todos os tópicos relevantes a um keyword selecionado. Help>About esta informação de exposições sobre o sistema operando-se atual em seu computador e sobre as versões de PDMS e de suas aplicações a que você tem o acesso. Pressionar a chave F1 em em qualquer altura que indicará o tópico da ajuda para janela atualmente ativa (equivalente à ajuda no contexto para a janela atual).

O exercício continua: 2. Control>Close seleto de esse menu. D fecha todas as janelas de ajuda que forem indicadas pelo dobro -estalando na caixa de controle na esquerda superior -.alinhe facilidades da ajuda sempre que você quer o esclarecimento de todas as operações durante as etapas mais atrasadas do exercício. Alternativamente. estala esta tecla. D se um formulário tiver sua própria barra de menu. Você é recomendado fazer sobre o uso cheio do -. Quando você estiver pronto para continuar. para fechar alguns formulários que você experimentar com como segue: D se um formulário tiver uma tecla da demissão. Use a opção do contexto de Help>on ler os textos de ajuda para todos os formulários que você puder atualmente ver em sua tela.entregam o canto de cada janela. . 3. Experiência com a cada uma das opções da ajuda até que você compreender as facilidades da busca e da navegação para encontrar artigos específicos da informação. porque você usará estes nas partes seguintes do exercício. Não feche os membros alistam ou as janelas da vista 3D. File>Exit seleto da barra de menu de janela da ajuda. .

de modo que você . é importante que você sabe tais dados são armazenados e alcançados nas bases de dados de PDMS. 4. A primeira aplicação estrutural que nós usaremos é aquela para projetar feixes e colunas interconectados. a barra de menu principal e a barra da ferramenta mostrarão algumas opções extra. Para alcançar esta aplicação. selecione de menu Quando o carregamento está completo. Design>Structures>Beams & colunas da barra principal.4 Ajustando acima a hierarquia da base de dados A este capítulo nós incorporaremos a aplicação estrutural do projeto do steelwork e criaremos alguns elementos de dados administrativos que nos permitirão de organizar nosso projeto detalhado em uma maneira lógica.1 Começando a aplicação estrutural O exercício continua: 4. assim: Antes que nós comecemos criar dados de projeto estruturais.

2 Como PDMS Armazena Dados De Projeto De todos os dados de PDMS são armazenados em um formato hierarchic ou ' da árvore ' (similar à maneira em que você usa uma hierarquia os diretórios e os subdirectories alcançar suas limas de computador). dar depois do formato total: Todos os dados são representados na base de dados assim: D cada artigo identifiable dos dados é sabido como um elemento de PDMS. No exemplo de dados de projeto estruturais. Cada elemento de D tem um número de partes de informação associadas que. Isto é explicado no seção seguindo. abaixo de que estão o local e a zona administrativos dos sublevels. 4. o nível de dados topmost é chamado o mundo (representado geralmente pelo nome simbólico/*). a estrutura (FRMW) e (opcionalmente) o Subframework (SBFR). Os dados que definem o projeto físico dos componentes estruturais individuais são prendidos abaixo do nível de Subframework. . junto. definem completamente suas propriedades. Os nomes usaram-se identificar níveis da base de dados abaixo da zona dependem da disciplina específica da engenharia para que os dados são usados.compreenda a terminologia que você encontrará durante o processo do projeto. os níveis administrativos mais baixos (e suas abreviaturas de PDMS) são a estrutura (STRU). No exemplo de uma base de dados do projeto de PDMS. Estes são sabidos como seus atributos.

você pode considerar-se para ser posicionado em um ponto específico dentro da hierarquia. Os elementos de um nível mais baixo são membros de seu elemento possuir. A ligação vertical entre dois elementos em níveis adjacentes da hierarquia da base de dados é definida como um proprietário -. desse modo mudando o elemento atual. outro será definido automaticamente por PDMS. O exercício continua: . Cada elemento pode ter muitos membros. A lista dos membros (veja a seção 3.1) mostrar-lhe-á sempre esta informação.número de referência alocado e.por um nome especificado. os comandos que você dá modificando os atributos de um elemento suporã0 que as mudanças devem ser aplicadas ao elemento atual a menos que você especificar de outra maneira.relacionamento do membro. seguindo o proprietário -ligações do membro acima e tragar a hierarquia. O elemento no nível superior é o proprietário daqueles elementos ligados diretamente abaixo dele. Você pode navigate de todo o elemento a qualquer outro. O elemento nesta posição é chamado a corrente elemento (abreviado frequentemente ao CE). Quando você modificar uma base de dados (para o exemplo. opcionalmente. quando você criar elementos novos ou mudar os ajustes de seus atributos). assim que você deve compreender este conceito e sempre estar ciente de sua posição atual na hierarquia da base de dados. como explicado na seção precedente. Em muitos casos. por um usuário -.Cada elemento é identificado dentro da estrutura da base de dados automaticamente -. 4. Os artigos adicionais da informação sobre um elemento que poderia ser armazenado como ajustes do atributo incluem: D seu tipo D suas dimensões físicas e especificações técnicas D suas posição física e orientação no modelo D do projeto seu connectivity que alguns ajustes do atributo devem ser definidos por você quando você cría um elemento novo.3 Criando Alguns Elementos Administrativos Nós criaremos agora alguns elementos administrativos no alto da hierarquia do DB do projeto. mas pode ter somente um proprietário.

No indicado críe o formulário do local. Estale ESTÁ BEM para criar o elemento do local. Repita este processo. Sua lista dos membros deve agora olhar como esta: Inthenextchapter. tobuildupadesignmodel by .caixa. Pressione o retorno para confirmar o nome. anote como o sistema adiciona a/prefixo automaticamente para se conformar a PDMS que nomeia convenções. a seguir selecione Create>Site.wewill start creatingsomestructuralmembers. uma estrutura TESTSTRU.5. nessa ordem. Certifique-se de que você esteja no nível do mundo (WORL) nos membros aliste. uma estrutura TESTFRMW e um Subframework (submarino -. 6. usando as opções apropriadas do menu criar.quadro) TESTSBFR. Observe que o elemento novo aparece nos membros alista como o elemento atual. dão entrada com o nome TESTSITE no texto conhecido -. criar uma zona nomeada TESTZONE.

todos os encaixes auxiliares. as definições básicas de todos os artigos que você pode usar no projeto estrutural são prendidas em uma base de dados do catálogo. a orientação etc. Quando você adiciona um artigo a seu modelo do projeto. A geometria de uma seção é definida por dois tipos de ajuste do atributo: D que sua cruz -.5 Criando uma estrutura simples Neste capítulo nós começaremos construir acima de um modelo estrutural do projeto criando uma configuração simples de colunas e de feixes interconectados.) é representado em PDMS por um elemento da seção (SCTN). 5. Dois dos atributos os mais importantes são a posição de começo (POSS) e a posição de fim (POSE).referencing Para assegurar a consistência e o conformity do projeto com padrões de companhia. etc.-.). e assim por diante. para o artigo na base de dados do projeto.2 Como PDMS Representa Membros Estruturais 5.irradie. feixe.seção.. você armazena a posição. como explicado nas seguintes seções.1 Projeto -. é importante compreender como alguns dos artigos que fazem acima o projeto são representados e alcançados nas bases de dados de PDMS. Antes que nós assim. D todos aspectos restantes de sua geometria é definido ajustando atributos específicos do projeto (em a maioria de casos estes são ajustados automaticamente perto.seção é definido pela referência a um elemento do perfil do catálogo (I -.1 Seções Retas Cada membro estrutural reto individual (coluna.cruz do catálogo -. entretanto. todos os tipos padrão de junção.2. T -. desde que as posições . etc. 5. canaleta.. PDMS como você manipula o modelo gràfica). mas você especifica as propriedades físicas do artigo ajustando acima um cross-reference (chamado uma referência ou um SpecRef da especificação) que aponte a uma entrada apropriada na base de dados do catálogo. Isto prende definições de todos os perfis e materiais disponíveis para columns/beams/bracing estrutural etc..

2Nós PDMS usa o conceito dos nós representar pontos analíticos básicos dentro de uma estrutura. cada um ao é identificado por uma linha nomeada que funciona ao longo do comprimento da seção.linhas para um I -. Nós olharemos mais detalhadamente nestes e em alguns outros atributos das seções mais tarde. Estas linhas de referência (que são derivadas da definição do perfil da seção no catálogo) são chamadas P -.2.linhas. O exemplo de Asan.perfil dado forma pôde ser posicionado e nomeado como segue (veja o apêndice D para detalhes mais cheios de como isto e outros perfis são especificados): 5. Para fornecer um método para consultar as bordas individuais e as caras de uma seção. Os nós .destes pontos determinam eficazmente o comprimento e orientação do artigo. algum do p o mais geralmente usado -.

o frame/TESTSBFR é o elemento atual. Nós armazenaremos ambos os tipos de elemento diretamente sob o submarino -. Os nós secundários são posicionados ao longo da linha central neutra de uma seção possuir. Certifique-se de que o submarino -. Primeiramente. em uma distância especificada da posição de começo da seção. a seguir estala sobre cada linha nas áreas de armazenamento alista por sua vez. O formulário indicado deixa-o especificar independentemente áreas de armazenamento para nós e seções preliminares.têm duas funções principais: D para identificar os pontos em que as conexões lógicas são feitas entre seções adjacentes.1 Ajustando Áreas De Armazenamento Do Defeito 7.3. nós especificaremos onde os elementos estruturais principais devem ser armazenados na hierarquia da base de dados do projeto. 5. D para definir como os stresses aplicados podem afetar pontos individuais na estrutura (para passar dados de projeto para separar a análise do stress programas). seus nós secundários movem-se com ela.3 Alguma Inicial Que Ajusta Acima Operações Na parte seguinte do exercício nós ajustaremos acima alguns defeitos para customise a aplicação para servir nosso método de planeamento de trabalhar. ambas as áreas são mostradas como unset. Se você mover uma seção. O exercício continua: 5. Neste estágio. Os ajustes novos da área de armazenamento serão mostrados como segue: .quadro que nós criamos na última etapa. Selecione Storage > Áreas De Armazenamento. Os nós preliminares têm suas posições especificadas independentemente de outros elementos.

Nota como os ajustes atuais da área de armazenamento são mostrados abaixo da barra principal da ferramenta. como mostrado (e controlado) pelas seguintes teclas abaixo da barra principal da ferramenta. Pelo defeito. a área de dados olhará como esta: . será associado automaticamente com um perfil do catálogo. cada vez que você cría uma seção nova.3. Para nossas finalidades atuais.2 Automatizando o perfil e alocamentos preliminares do nó 8. a linha da justificação.Feche o formulário estalando tecla. deixe ambos estes ajustes de defeito na força. a linha do membro e a linha comum (estes termos serão explicados mais tarde) são mostrados abaixo da barra principal da ferramenta.3. os nós preliminares não serão criados automaticamente em extremidades unconnected da seção. como isto: Área de armazenamento da seção Área de armazenamento do nó 5. Se estes não estiverem ajustados ainda (que serão o caso aqui). assim: 5. Também pelo defeito. O perfil de defeito atual.3 Ajustando a especificação do defeito para perfis 9.

O clique aplica-se para usar este ajuste como o defeito novo. Da lista indicada dos perfis aplicáveis às colunas universais de BS.As primeiras seções estruturais que nós criaremos serão colunas. O formulário resultante da especificação da seção (defeito) deixa-o selecionar qualquer especificação dos catálogos disponíveis. assim que nós ajustarão o perfil de defeito a algo apropriado. selecione 203x203x46kg/m. ajuste a especificação a padrão e ajustado britânicos o tipo genérico às colunas universais. a tecla da linha do membro (que determina como as seções são mostradas em vistas e em desenhos do wireline). Com a finalidade deste exercício. assim: Deixe a tecla da justificação (que determina o alinhamento relativo de seções conectadas). anotando aquele a especificação atual é mostrada agora como esta: . Estale sobre tecla. e a tecla da linha comum (qual determina a posição de uma junção relativo a uma seção unida) ajustou-se a NA (linha central neutra). Nós veremos os efeitos destes mais tarde.

nós consultar-lhes-emos durante todo o descanso do exercício. 5. nós posicionaremos as colunas em posições dadas dentro do sistema coordenado do local melhor que posicionando as relativo às seções estruturais existentes (desde que nós não criamos ainda alguns). No formulário da seção. isto é. Mantenha estas designações da coluna na mente.Demita o formulário da especificação da seção (defeito) quando você terminou com ele. O formulário posicionando do controle não é relevante para nossas finalidades atuais (nós veremos o que é usado para mais tarde). Select Create>Sections>Straight.4 Criando Seções Explicitamente Nós criaremos primeiramente quatro colunas verticais. que controlam junto como os pontos do começo e de extremidade das seções são especificados. usando posicionar explícito. Você verá um formulário da seção e um formulário posicionando do controle. ao seguinte projeto. 10. certifique-se de que o .

Você verá uma seção definir começar form. Os ajustes do formulário devem agora olhar como este: Estale abotoe. Ajuste a verificação: Confirme a tecla a sobre (de modo que você pode verificar aonde cada seção nova será posicionada antes que se esteja adicionado à base de dados).We querer posicionar o começo da primeira coluna na origem do local. U0). como este: . que diz ao sistema que você quer definir uma posição incorporando coordenadas explícitas (esta é a única opção prática neste estágio). assim que deixe as coordenadas de East/North/Up na posição do defeito (E0. N0.método da corda esteja ajustado para escolhir (que significa que você definirá posições independentes do começo e de fim para cada seção) e que a opção criar: A tecla secundária dos nós é ajustada a sobre.

Length 9000 Start Position E0 N17000 U0. a seguir estale a tecla da aceitação no formulário da seção para confirmar a criação da seção (verifique a lista dos membros). . Nós queremos criar uma coluna vertical 5000mm elevados. críe as Start Position E0 N7000 U0.voce verá agora um formulário da extremidade da seção definir em um formato que o deixe incorporar os dados requeridos. significando ' com respeito ao mundo '. • • • Usando os mesmos procedimentos. Length 9000 Start Position E0 N12000 U0. Click button. nós definiremos sua posição relativo ao começo da seção.NOTA: O mundo do WRT da entrada do defeito. Click OK. assim: Click OK . assim que incorpore o sentido como U e a distância como 5000. Length 4000 seguintes três seções: . Melhor que especificando todas as três coordenadas para a posição de fim da seção explicitamente. 11. define o sistema coordenado dentro de que a posição é especificada. A posição de começo será mostrada na vista gráfica.

5 Vendo o projeto A fim v que nosso projeto olh como como nós constr acima. 5. e para permit nos para identific projeto artigo simples apont melhor que navigating membro alist.5. Isto deixa-o construir acima de uma .Quando você criou todas as quatro colunas. demita os formulários (o formulário posicionando do controle desaparece automaticamente quando você demite o formulário da seção).1 Definindo o que aparece na vista O exercício continua: 12. Selecione ou Display>Drawlist da barra de menu principal ou Control>Drawlist dos membros alista a barra de menu. Sua lista dos membros deve agora mostrar quatro seções (SCTN 14). 5. A lista normal dos membros será substituída por uma versão prolongada intitulada Members+Draw. como esta: Anote que cada seção recentemente criada está colocada antes da posição atual da lista. nós agora indic nosso atual projeto um 3D vista janela e aprend como para manipul este exposição. de modo que SCTN 1 na lista seja a última seção criada (correspondendo à coluna 1 no diagrama).

Nós queremos ver todo nosso projeto atual. neste caso. estale toda a tecla remover da seção de Drawlist para esvaziar a lista (a vista deve agora não mostrar nenhum elemento do projeto). como este: .quadro.acima do menu.quadro no Drawlist.entregue a tecla de rato para indicar o PNF -.) Outra vez usando o menu da vista 3D. Iso>Three seleto ajustar um sentido isometric da vista. abotoe na barra da ferramenta da vista 3D. Selecione Limits>CE (o CE significa o elemento atual). como mostrado na lista scrollable de Drawlist na parte mais inferior do formulário.lista de todos os elementos que você quer indicar. Posicione o cursor na janela da vista 3D e mantenha abaixada a direita -. Você deve agora ver todas as quatro colunas. (o atalho de A para a última operação deve estalar 0 1 14. Isto ajusta a escala da vista automaticamente tais que corresponde a um grande justo do volume bastante para prender o element(s) escolhido. assim que navigate ao SBFR estalando sobre o na lista superior e estale a tecla do CE da adição na adição à seção de Drawlist para pôr o todo do submarino -. 13. o submarino -. Selecione Control>Close do menu no formulário de Members+Draw para remover o formulário da tela e para substitui-lo pela lista normal dos membros. Se esta lista contiver já as entradas (que ele se).

ou usando as teclas da barra da ferramenta da vista 3D. Alternativamente. Revert a Iso>Three quando você terminou. Observe o efeito de selecionar sentidos diferentes da vista opções do menu do Look e do Iso.NOTA: Se os sliders horizontais e verticais não forem visíveis. Para mudar a modalidade da manipulação da vista. olhe as opções do controle da vista no PNF -.acima do menu. assim: . garimpam e giram. você pode mudar a modalidade da manipulação pressionar das chaves de função. As três operações básicas que nós olharemos aqui são: • • gira a bandeja da vista a vista através do zumbido da área de exposição • dentro ou para ampliar ou reduzir para fora a vista a modalidade atual da manipulação é mostrada na linha de status no fundo da janela da vista 3D (é ajustada para girar na ilustração precedente). As opções do interesse são zumbido. selecione Settings>Borders do menu da vista 3D para indicá-los. 5.5.2 Manipulando a vista indicada Você pode manipular a vista modelo indicada em um número de maneiras. 15.

a seguir mova o rato lentamente dum lado ao outro ao prestar atenção ao efeito no modelo indicado. tente arrastar os sliders horizontais e verticais às posições novas ao longo das beiras da vista. começar com um movimento esquerdo ou direito causa o olho do observador -. Anote que a palavra rápida aparece na linha de status e que a taxa da rotação está aumentada. Posicione o cursor na área da vista e mantenha abaixada a tecla de rato média. Anote que estas operações trabalham mudando o ângulo da visão (como a mudança do comprimento focal de uma lente de câmera). de modo que o modelo indicado pareça se mover no sentido oposto para o rato. Anote que é o olho do observador -. não mudam o olho do observador -.o ponto que segue o movimento do rato (quando o sentido de observação remanescer unchanged). não obstante a modalidade atual da manipulação. Posicione o cursor na área da vista e mantenha abaixada a tecla de rato média. Selecione a modalidade do zumbido. Você pode girar o modelo nesta maneira em em qualquer altura que. mover o rato para você (trague) zumbe para fora. você move o rato para essa parte da vista que você quer ver. Repita as operações do zumbido . prenda-a para baixo outra vez e mova-o o rato ausente de você e para você. 17. Repita agora as mesmas ações. O sentido de movimento inicial determina como a vista parece girar. eficazmente reduzindo a vista. de fato. Posicione o cursor na área da vista e mantenha abaixada a tecla de rato média. este tempo o olho do observador -. mas esta vez mantem abaixada a chave de deslocamento.aponte ao movimento através da vista. Mover o rato afastado de você (acima) zumbe dentro. 18.aponte ou o sentido da vista.o ponto deve parecer girar acima e para baixo em torno do modelo. Repita as operações da rotação ao manter abaixada a chave de controle. Agora libere a tecla de rato.selects Rotate mode O exercício continua: Seleto gire a modalidade. Repita as operações da bandeja ao manter abaixada primeiramente a chave de controle (para aumentar a velocidade do panning) e então a chave de deslocamento (para diminuir a velocidade do panning). a seguir mova o rato lentamente para cima e para baixo. Para uma maneira alternativa de girar o modelo. Anote que a palavra lenta aparece na linha de status e que a taxa da rotação está diminuída. Selecione a modalidade da bandeja. eficazmente ampliando a vista. a seguir mova o rato lentamente em todos os sentidos.

entregue a tecla de rato.ao manter abaixada primeiramente a chave de controle e então a chave de deslocamento. que se transforma o elemento atual na lista dos membros.3 Navigating na base de dados por Colheita Elemento Gràfica 21. Isto significa que quando você escolhe um ponto nos gráficos indicados. .modalidade de gráficos dirigida (você pode ter observado que o alerta da modalidade da picareta. você restaurou o centro do interesse.Modalidade De Gráficos Dirigida Antes que nós comecemos a parte seguinte do exercício.quadro e reselect Iso>Three e Limits>CE. sua ação está interpretada em o que maneira é apropriada a sua operação atual do projeto (isto é o evento atual) melhor que simplesmente como um pedido navigate a um elemento atual novo (como era o caso em etapa 21). escolhendo no evento -. Sempre que você estala a tecla média. pode ser uma posição que seja relacionada ao ponto escolhido em uma maneira especificada. SCTN 1 deve corresponder à coluna 1. Posicione o cursor perto do centro da coluna 1 e estale (não mantenha abaixado) a tecla de rato média. Posicione o cursor sobre cada coluna por sua vez e estale a esquerda -. é necessário compreender uma maneira nova de usar o cursor escolher pontos na vista gráfica. Para restaurar a vista original quando você terminou. e assim por diante.acima da vista do alto da coluna. fazendo ajustes pequenos ao projeto: nós usá-lo-emos mais tarde ver o efeito de realinhar as seções onde são conectados em uma junção. Observe que o alerta da modalidade da picareta no alto da vista 3D diz que ' navigate '. 5.not selecionado já).6 Evento -. certifique-se de que seu elemento atual seja o submarino -. Observação como a vista muda de modo que o ponto escolhido esteja agora no centro da vista. zumba então dentro para um fim -. Compare o identificador de cada elemento de SCTN nos membros alistam com sua designação na vista etiquetada mostrada em etapa 14. a vista gráfica é comutada automaticamente no evento -.5. o que quer que a modalidade atual da manipulação. ajuste o centro do interesse ao alto da coluna 2. Você encontrará este uma técnica muito útil quando. 5. Em nossos exemplos. 20. 19. mudada quando você definia posições em etapas 10 e 11). imediatamente acima da vista gráfica. Comute à modalidade do zumbido (if. mais geralmente. Sempre que o formulário posicionando do controle (que você viu mas não usou mais cedo) é indicado. Observação como isto navigates ao elemento escolhido.a modalidade de gráficos dirigida será usada sempre especificar uma posição. A posição derivada de sua picareta do cursor pode ser o ponto exato em que você colocou o cursor ou.

Para o exemplo. D um a proporção dada ao longo do comprimento de um artigo escolhido. a extremidade ou (opcionalmente) a posição secundária do nó ao ponto escolhido. em uma etapa subseqüente.entregue a tecla de rato para escolher as colunas a que devem ser conectadas. Nós identificaremos as posições do começo e de fim para estes feixes usando o cursor e à esquerda -. com ajustes automáticos do comprimento e da conexão. nós criaremos um único feixe na posição ocupada por Feixe 3 e 4 e racharemos então este em dois feixes separados. universais britânicos. como você em uma placa extraindo. . 5. 22. de modo que você não necessite ser muito exato ao posicionar o cursor. Deixe o jogo da justificação. você trabalha visualmente. nós adicionaremos feixes horizontais a nossas quatro colunas. nós consultar-lhes-emos durante todo o descanso do exercício. que escolhe automaticamente o começo o mais próximo. Para finalidades da demonstração. O projeto que nós construiremos é como segue (com as alturas da coluna mostradas como um lembrete): Mantenha estas designações do feixe na mente. nós estamos usando este ajuste para finalidades da demonstração somente). você pode especificar uma posição em: D um offset dado do ponto snap o mais próximo.7 Criando Seções Usando A Colheita Gráfica Na seguinte parte do exercício. da linha do membro e da linha comum ao NA a fim este exercício (você verá mais tarde que esta não seria sua escolha normal da justificação que se ajusta na prática. Nós usaremos diversas das facilidades disponíveis no descanso do exercício. Estale sobre a tecla da especificação do perfil e ajuste a especificação do perfil de defeito aos feixes padrão. 305x165x40kg/m (como em etapa 9). A escala cheia das opções disponíveis para identificar posições é extensiva.ponto de um artigo escolhido. D o mid -.o conceito principal envolvido é aquele da função snap. D a interseção de dois artigos escolhidos. Isto tem a vantagem que você não necessita recordar que seção está quais nos membros alistam.

gota da mão -. que você usou mais cedo. com permissões para as dimensões da seção.aliste para baixo. O resultado será como mostrado no seguinte diagrama: . nós definirá a posição de começo como um ponto em uma de nossas colunas existentes (a saber o alto da coluna 3) que nós escolheremos usando o cursor. O comprimento do feixe é calculado automaticamente. e o formulário posicionando do controle. Isto significa que você está indo escolher as seções elas mesmas. No formulário posicionando do controle. nós estão usando agora o evento -modalidade de gráficos dirigida). O feixe 1 será mostrado com seu começo conectado ao alto da coluna 3 e sua extremidade conectada ao alto da coluna 2. melhor que plines individuais. Melhor que incorpore coordenadas explícitas.23. que esta vez você se usará identificar posições escolhendo as com o cursor na vista gráfica. Selecione Create>Sections>Straight para redisplay o formulário da seção. desde que nós começaremos especificando os pontos do começo e de extremidade independentemente para cada seção. Anote como a rota proposta do feixe novo é mostrada na vista 3D.para baixo lista direita) especifica como você quer suas picaretas do cursor a ser interpretadas como posições (recorde. O ajuste do método da picareta (-. para identificar posições dentro do modelo do projeto. Escolha um ponto em qualquer lugar ao meio superior da coluna 3. Ajuste nós secundários a sobre de modo que os nós secundários e as junções sejam criados automaticamente em todas as conexões entre seções. Nós corrigiremos agora este restaurando a referência da justificação ao alto do pline (TOS) de aço. Ajuste o método da corda para escolhir. Estale a tecla da aceitação no formulário da seção para confirmar a criação da seção. ajuste a opção do tipo da picareta (à esquerda -. Anote que o começo da palavra parece na vista marcar o ponto especificado do começo e que a ação snap colocou esta na extremidade superior da coluna. O jogo confirma a sobre para começar com e comutá-lo fora mais tarde quando você o sente é um necessário não mais longo. Os ajustes olharão como este: Observe que o alerta da modalidade da picareta acima da vista gráfica mostra o evento atual como ' defina o começo da seção (pressão) '. como mostrado por porque da especificação do perfil o ajuste/BS -SPEC/305x165x40kg/m (NA/NA/NA). mas você verá que a posição de feixe é demasiado elevada.gota da mão -. Escolha um ponto em qualquer lugar ao meio superior da coluna 2 para definir a posição de fim do feixe novo. significando que você quer agarrar à posição do começo ou da extremidade a mais próxima de uma seção escolhida. esta opção remanescerá na força até que você a mude. veja a ponta da ferramenta) ao elemento. Ajuste isto à pressão. Isto é a referência da justificação é ajustada à linha central neutra (NA). O alerta da modalidade da picareta terá mudado a ' define a extremidade da seção (pressão) '. 24.

para mostrar todas as seções criadas assim distante. se necessário.25. incorpora 5000 (isto é a altura da coluna 4): . Observe que a especificação do defeito mudou. nós usaremos a facilidade snap com uma distância offset especificada ao longo da seção escolhida. assim: Você poderia. Da lista do método da picareta do formulário posicionando do controle. Para escolher a posição de fim. Comute temporariamente do evento -. pronta para posicionar o começo da seção seguinte (verifique o alerta da modalidade da picareta outra vez). assim.maneira acima da coluna 3. Aplique a mudança e o feixe deve abaixar para a posição correta.modalidade de gráficos dirigida. a distância seleta e. mova o centro do interesse para o mid aproximado -. alternativamente. ajuste a justificação ao TOS. Ajuste o uso como a tecla do perfil de defeito a sobre. funcionando horizontalmente para conectar a peça -. no campo de valor adjacente do método. mas esta não teria deixou-o restaurar a especificação do defeito para a criação subseqüente do feixe. Restaure a vista. Mude o sentido da vista a Look>East.ponto do feixe 1. Posicione o começo para o feixe 2 no alto da coluna 4. e zumba dentro para ver mais claramente o que acontece nas extremidades do feixe. ter realinhado apenas o feixe atual selecionando a opção de Modify>Sections>Justification. Nós criaremos agora o feixe 2.modalidade de gráficos dirigida à modalidade gráfica da navegação estalando a tecla no barra principal da ferramenta (verifique o alerta da modalidade da picareta). Escolha o feixe novo para assegurar-se de que seja o elemento atual e o Modify>Sections seleto > a especificação. 26. com sua posição de começo no alto da coluna 4. de modo que os feixes seguintes que você cría sejam alinhados corretamente sem o ajuste mais adicional. No formulário da especificação da seção. Navigating ao feixe em etapa 25 tê-lo-á posto para trás no evento -.

mas incorporaremos as coordenadas no formulário pela colheita gráfica melhor que datilografando as em. funcionando horizontalmente à coluna 3 (equivalente ao feixe positivo 4 do feixe 3 em nosso esboço do projeto). Ajuste a tecla do fechamento ao lado do campo ascendente a sobre. nós podemos confinar sua posição de fim para ter a mesma elevação que sua posição de começo. nós usaremos o formulário posicionando explícito que nós usamos mais cedo. Nós compararemos agora duas maneiras alternativas de conseguir a posição de fim requerida.O alerta da modalidade da picareta deve agora dizer ' a picareta da extremidade da seção da picareta (distância [ 5000 ]) '. como esta: A observação como a coordenada ascendente é greyed para fora para mostrar que você não pode a mudar. Certifique-se de que verificação: Confirme é ajustado a sobre de modo que você possa cancelar o primeiro método para tentar o segundo. O método 1 porque o feixe deve ser horizontal. posicionando o controle e para definir formulários da extremidade da seção) para servir as circunstâncias atuais. A última vontade mostra inicialmente as coordenadas do último ponto escolhido. APROVE definir da seção o formulário do fim. 27. Click no abotoe no formulário da seção para indicar o formulário da extremidade da seção definir. para o cursor) por 5000 milímetros. 28. Esta etapa demonstrará a facilidade com que você pode misturar as maneiras diferentes de definir posições (usando a seção. as coordenadas somente do leste e as nortes da picareta são usadas. a seguir rejeição do clique no formulário . sem recordar nenhumas dimensões. a saber o alto da coluna 1. nós tivemos que recordar a altura da coluna 4 a fim ajustar a distância offset da pressão correta. Posicione o começo do feixe novo no alto da coluna 1 como antes (recorde restaurar a opção da picareta à pressão). Na etapa precedente. Para fazer este. desde que a elevação do ponto snap será ignorada no favor do confinamente que a posição de fim deve estar na mesma elevação que a posição de começo. A posição de fim é calculada agarrando ao fundo da coluna e então movendo-se acima (isto é. em qualquer lugar ao meio mais baixo da coluna 3. Nós criaremos agora um feixe do alto da coluna 1. Você pode agora escolher qualquer parte da coluna 3 para especificar a posição de fim do feixe.

Quando você criou os três feixes. Selecione Modify>Sections>Split. Cancele o alerta seguinte (desde que nós estamos rachando o feixe em um lugar somente) pressionando a chave de escape (NT) ou estalando a tecla do escape no formulário do status (Unix). Nós racharemos agora este feixe em duas seções separadas para dar forma ao feixe 3 e ao feixe 4. Observação como o ponto rachado proposto é identificado na vista gráfica. escolhem qualquer parte do feixe que deve ser rachado para dar forma aos feixes 3 e 4. O método 2 a posição de começo será mostrado ainda no alto da coluna 1. O Clique Aplica-se. Ajuste os dispositivos nas seções rachadas dão forma como segue: anotando que os comprimentos dos feixes 3 e 4 devem ser ajustado automaticamente onde se encontram com na coluna 2 (conexões no jogo do split ao aparado). Confirme rachar e demita então o formulário rachado das seções. nesta coluna 2 do caso. 30. Esta vez aceita a criação da seção. Estale a perpendicular para abotoar-se então coluna 3 da picareta (escolha a seção própria. Quando alertado ' identifique o artigo a ser rachado em '. O e as teclas no formulário da seção ambas deixam-no criar uma seção que seja perpendicular a uma outra seção. Ao usar esta facilidade. Nós confinaremos o sentido do fim do feixe novo para ser perpendicular à coluna 3. escolhem o elemento que corresponde ao ponto rachado. 29. Cancele (escape) o alerta seguinte (desde que nós estamos rachando uma seção somente).) Zumba dentro perto do feixe que você criou por último e observa como passa em linha reta através da coluna 2. demita os formulários da criação da seção. (a nota que estalando demita no formulário da seção remove também o formulário posicionando do controle e retorna o alerta da modalidade da picareta para navigate. Os . Quando alertado ' identifique a seção a ser rachada '.da seção para cancelar a criação. A posição de fim derivada será a mesma que para o método 1. não um pline: preste atenção ao alerta da modalidade da picareta como você move o cursor). os artigos a ser rachados sobre e os artigos a ser rachados devem realmente cruzar-se nos pontos rachados requeridos.

A fim demonstrar uma outra facilidade útil.8 Coletando elementos em listas provisórias A operação seguinte do projeto será criar cópias múltiplas da subestrutura atual. marcado no diagrama acima) nas posições das extremidades dos feixes. Selecione Utilities>Lists do menu principal ou estale tecla na barra principal da ferramenta. 32.quadro e então. Assegure-se de que seu elemento atual seja o submarino -. você poderia selecionar esse que você quis modificar da lista ao lado da tecla. esta não dirá simplesmente ' nenhuma lista '. selecione Add>List. nós secundários e junções) em uma lista -uma coleção provisória dos elementos que o deixe realizar operações na lista ao todo. À caixa da descrição no formulário da lista criar. como este: . a saber (olhando do leste): Se você examinar os membros alistam. da barra de menu de Lists/Collections. membros seletos de Add>CE. 33. você verá que cada coluna possui agora um ou mais nó secundário (SNODs. 5. Cada nó secundário possui uma ou dois junções secundárias (SJOIs) com referências da conexão aos feixes unidos. Desde que nós não usamos ainda esta facilidade.quadro (seções. Todos os elementos possuídos pelo submarino -. com uma distância espaçando especificada entre elas. Se alguma lista existisse. 31. Nós temos terminado agora a criação da subestrutura ilustrada no início desta parte do exercício. O verá um formulário de Lists/Collections controlando a existência e índices de todas as listas para a sessão atual.pontos projetados da interseção não trabalharão. Cada definição da lista é válida somente para a duração da sessão atual de PDMS (embora você pode conservar tais definições em uma lima binária para recarregar em uma sessão futura).o quadro será mostrado agora como artigos dentro de TESTLIST. incorpore TESTLIST. nós poremos todos os membros do submarino -. Isto fornece o connectivity lógico entre as seções. Da barra de menu de Lists/Collections.

assim: 5. onde as cópias devem ser armazenadas na hierarquia da base de dados (). 34. Você verá uma cópia com formulário offset que permite que você especifique o que você quer copí (objeto). Observe que a lista nova se transforma automaticamente a lista atual.9 Partes de copi do modelo do projeto Melhor que críe muitas mais colunas e feixes individualmente. e como cada cópia deve ser posicionada . quantas cópias que você quer. nós copí a lista que contem todos os membros do submarino -. Selecione Create>Copy>Offset.Selecione Control>Close para demitir o formulário de Lists/Collections quando você terminou com ele.quadro melhor que o submarino -quadro. nós estamos indo agora copí esses que nós temos criado já e reposicionar assim as cópias: Como explicado na parte precedente deste exercício.

pelo X=E. Ajuste o X deslocado a 6000.o quadro agora possui 32 seções. melhor que o E. confirma-se que você quer reter as cópias (que supõem que olham corretas na vista gráfica). Nota que os machados estão mostrados automaticamente na vista 3D indicada como uma guia. como membros do submarino -. Isto criará as cópias novas do elemento na mesma parte da hierarquia da base de dados que os elementos originais. 37.relativo a seu vizinho precedente (desloque). Anote que o offset deve ser especificado nos termos do X local. junto com todos os nós secundários necessários e articula-as needed para definir suas interconexões. Em nosso caso. 39. compreendendo 16 colunas e 16 feixes. 35. pelo Y=N e pelo Z=U. desde que somente uma lista existe. isto é. Ajuste o número das cópias a 3. coordenadas de u usadas posicionar artigos dentro do projeto total modela. Ajuste o objeto a ser copí para alistar. pelo defeito. O clique aplica-se para criar as três cópias offset e. Anote que o submarino -.10 Terminando o projeto inicial final projeto modelo que nós quer para consegu este peça exercício t feixe funcion um leste -. 40. n.ocidental sentido para d estrutura estabilidade. 5. Ajuste à opção a Rel. como mostr seguinte diagrama: . quando alertado. deixando Y e Z ajustado a 0. Estude os membros alistam para ver que elementos têm sido criados agora e onde couberam na hierarquia. 36. (relativo). Demita a cópia com formulário offset quando você terminou.quadro. seu nome (TESTLIST) será mostrado sem seleção mais adicional. Os ajustes do formulário devem agora olhar como este: 38. y. coordenadas de z dos primitivos geométricos que fazem acima dos artigos estruturais. Restaure os limites da vista e o sentido da visão de modo que você possa ver o todo do modelo atual do projeto (por exemplo Limits>CE no SBFR e no Iso>Three).

nós criaremos os três feixes diretamente ao norte daqueles que você criou apenas (mostrado listrado no diagrama).Em criar estes feixes. mais todas as outras opções que você quiser experimentar com (se usar sobre -. Faça isto criando um único feixe e então rachando o em três comprimentos para caber entre as colunas (veja etapa 30). clique aceitarem para criar o feixe (de outra maneira suas picaretas seguintes redefinirão simplesmente a extremidade desta seção). Termine o projeto usando uma combinação das técnicas que você aprendeu. Comece criando os três o mais southerly feixes (mostrados o preto no diagrama). a seguir usa o mesmo método escolher a interseção que identifica a extremidade deste feixe (B no diagrama). Em seguida. O interruptor confirma a fora para apressar-se acima do processo enquanto você ganha a confiança. Ajuste o método da corda a contínuo no formulário da seção para começar a criar uma configuração acorrentada das seções. NOTA: Se você copí simplesmente feixes. método da picareta do jogo a cruzar-se para mostrar que você identificará posições nos pontos da interseção dos pares de seções existentes. única ou como uma lista . Se você fizer um erro no meio de definir uma seção. o clique redefine o começo para ir para trás um estágio. 42. Se confirme for sobre. No formulário posicionando do controle. Para criar o primeiro feixe. estale a tecla "Iniciar Cópias"redefinir para cancelar isto. Pelo defeito. a primeira coluna 3 da picareta e para irradiar então 2 (cuja a interseção está no início a posição do primeira requereu o feixe. Estale a tecla "Iniciar Cópias"redefinir no formulário da seção para definir um começo novo para uma outra seção ou seqüência das seções. 41. o começo da seção seguinte é suposto para estar na extremidade da seção precedente (como mostrado na vista 3D). nós incluiremos algumas variações das maneiras usadas assim distante definir as posições do começo e de fim dos feixes. Nós faremos este em uma seqüência das operações em que o começo de cada seção (após o primeiro) situated automaticamente na extremidade da seção precedente. O começo do feixe seguinte será posicionado automaticamente em B (como mostrado na vista 3D). etiquetado A no diagrama). Use o mesmo procedimento escolher os pontos C e D para criar os dois feixes seguintes. Demita o formulário da seção quando você é satisfeito com seus resultados.alinhe a ajuda para a orientação quando requerido). 43.

49. como a etapa 4. seleciona Design>Exit da barra de menu principal. uma facilidade especial está fornecida à velocidade acima da criação de todos os elementos necessários para definir a estrutura inteiramente conectada. entretanto.composta.11 Conservando suas mudanças e deixar sua sessão do projeto 44. Nós armazenaremos nosso modelo novo sob um elemento separado da estrutura na hierarquia.) 45. de modo que vez seguinte você use a aplicação que você pode ràpidamente reiniciar de onde você interrompeu sua sessão do projeto. Conservar sua disposição de tela atual e indicar ajustes. respectivamente). você pôde encontrá-la mais rápida usar primeiramente esta facilidade e modificar então o projeto como necessário. Certifique-se de que o alocamento automático do perfil seja sobre e a . selecionam a exposição > o Save>Forms & indicam-nos da barra de menu principal.perto -seção como nós fizemos assim distante. você seria pedido se você quiser as conservar. (nós veremos mais tarde como restaurar a disposição de tela que você conservou mais cedo. 6 uma maneira rápida construir uma estrutura regular Se uma parte significativa do modelo que você quer projetar compreender uma disposição regular dos feixes e das colunas. de modo que você não tenha que partir do começo no evento da perda do trabalho devido a um interruption unforeseen. estarão posicionadas mas não conectadas 5. 47. de modo que possa fàcilmente ser distinta do modelo do projeto que nós criamos nas partes mais adiantadas do exercício. as cópias automaticamente. Navigate para zone ao nível e abaixo deste críe uma estrutura. Neste capítulo nós construiremos uma estrutura nova usando este método. uma estrutura e um Subframework novos. de modo que você possa julgar se ou não é relevante a seus próprios tipos de trabalho de projeto. (é sábio usar periòdicamente esta função porque você constrói acima de um projeto. Incorpore a aplicação dos feixes & das colunas. você será pedido apenas para confirmar que você quer deixar PDMS. necessita incorporar sua senha para cada sessão. melhor que constrói acima da seção do projeto -. tal como uma falha de poder. Se você fizer quaisquer mudanças desde que seu último excepto a operação de trabalho. 46. carregando as aplicações das limas macro. o username e os MDB foram recordados de sua última sessão. Reinicie PDMS e inscreva o módulo do projeto.) 48. como explicado em etapa 1. seleto de Design>Save da barra de menu principal ou estalar tecla. dando lhes os nomes diferentes daqueles especificados em etapa 6 (para e. de modo que você não necessite entrar outra vez n: você. Mesmo se seu modelo não é completamente regular na disposição. Para atualizar a base de dados para armazenar o modelo do projeto que você criou o trabalho assim distante. na situação atual. do exemplo/REGSTRU/REGFRMW/REGSBFR. Observação como o projeto. Para deixar seu PDMS atual projete a sessão e retorne ao sistema operando-se.

criação preliminar do nó esteja desligada. 52.linhas independentemente para os dois tipos de seção. (porque você verá logo. demite então o formulário. . Selecione Create>Sections>Specials. Nas seguintes etapas. como em etapa 8. as áreas e as especificações de armazenamento não necessitam ser ajustadas ainda. Para iniciar o uso de todo o método disponível. Ajuste estes como segue (substituir/REGSBFR por o que nome você deu ao Subframework em etapa 48): • para dar entrada com cada nome da área de armazenamento. as especificações do perfil e a justificação p -. Neste caso. mas devem incluir o seguinte: 51. Você verá uma estrutura regular dar forma que lhe dê o controle completo do processo do projeto do todo. As áreas etiquetadas dados da coluna e dados do feixe deixaram-no ajustaram as áreas de armazenamento. você estala-o sobre na lista.) 50. nós olharemos este formulário em três porções distintas. a estrutura regular seleta. O formulário resultante da criação da seção alista todos os métodos disponíveis: as opções disponíveis dependem de como seu sistema foi ajustado acima.

mas com Classe 4x4 retangular. uniforme inter do uma do em dos colunas dos ajustes criarão 16 de Estes de COM um -. (nós veremos o efeito deste quando nós virmos o modelo terminado.os milímetros de um afastamento de coluna de 3000 nenhum sentido fazem milímetros do leste e de 5000 nenhum norte do sentido. Como os colunas terão 4000 milímetros de altura. Ajuste as seções da guarnição à tecla de Plines sobre. O nome do elemento atual será dado entrada com automaticamente. O lado de baixo da base -. 53. referência do da do plano do ao do relativo dos milímetros dos milímetros e 5000 do em elevações de 3000 dos assoalhos dos dois de acomodarão. 55. para estalar a tecla do perfil para indicar o formulário da especificação da seção e para escolher os ajustes requeridos da especificação e do pline.um afastamento de coluna de 3000 milímetros no sentido do leste e de 5000 milímetros no sentido norte.o ajuste da placa deixa-o ajustar o ponto o mais baixo de sua estrutura (lado de baixo do baseplate) relativo aos machados da referência. Incorpore os seguintes ajustes: O ajuste da referência define o elemento cujos da referência machados determinará os da origem e a orientação da estrutura. Nós ajustamos este a 1000.navigate ao subframe e datilografa o CE. • para incorporar as especificações do perfil. acomodarão dois assoalhos em elevações de 3000 milímetros e 5000 milímetros relativo ao plano da referência. com um inter uniforme -. A lista da elevação especifica as elevações absolutas dos feixes que representam os níveis do assoalho. Datilografe dentro os seguintes valores: Estes ajustes criarão 16 colunas em uma grade 4x4 retangular. Isto deixa-o definir as elevações dos membros estruturais relativo a um plano que não corresponda à base da estrutura total. As colunas terão 4000 milímetros de altura. de modo que os feixes tenham seus comprimentos calculados para caber entre as colunas a . A área da origem da grade deixa-o definir como sua estrutura deve ser posicionada spatially. Os afastamentos do leste e as listas nortes dos afastamentos especificam o afastamento relativo entre colunas adjacentes nos sentidos dados. COM dos mas fundos das colunas truncadas de modo que não estendam abaixo da elevação de 1000 milímetros especificada pelo ajuste do baseplate.) 54. de modo que os fundos das colunas fossem truncados em uma elevação de 1000 milímetros.

que são conectados. estale-os então aplicam-se para criar a estrutura. então serão aparadas ao comprimento e conectadas. se necessário. Deve ter a seguinte configuração: Verifique e. As seções terão primeiramente os perfis especificados aplicados para dar-lhes sua geometria 3D. Nós modificaremos agora a estrutura removendo os feixes como segue: . Com jogo de limites da vista para o sentido da zona e da vista ajustado a Iso 3. corrija os ajustes. Este processo envolve muitos do cálculo. estale a tecla da inspecção prévia para indicar uma respresentação ' da vara ' da estrutura especificada. o progresso será mostrado na barra de status. 57. 56. e pôde conseqüentemente fazer exame de um minuto ou de dois para terminar.

Para fazer assim. Quando alertado ' identifique a seção '. Delete>Identified seleto e para escolher então os 14 feixes que devem ser removidos. demita então o formulário. Ajuste a tecla estender apropriadamente. seleciona sua lista nova como o artigo a ser modificado. mas somos este seu começo ou sua extremidade? Para verificar isto.de 2000. O resultado deve ser como segue: . nós reduziremos as alturas das oito colunas outermost (marcadas * no diagrama precedente). críam uma lista nova (as utilidades > as listas seletas. Nós necessitamos ajustar a extremidade superior de cada coluna.) Ajuste a extensão perto a uma distância -. como em etapas 31 e 32) e usam a opção de Add>Identified no formulário de Lists/Collections adicionar as colunas na lista escolhendo as com o cursor. (isto é somente realmente relevante se você mover as posições de começo. Melhor que modifique cada separada. 59.o formulário explícito. Finalmente. O começo e a extremidade serão etiquetados na vista gráfica. Nós estamos deixando os nós no lugar aqui simplesmente para demonstrar uma outra facilidade na etapa seguinte. Aplique os ajustes. Ajuste as posições do nó da seção manter a sobre de modo que as posições de nós secundários não sejam afetadas pelos ajustes do comprimento. escolha algumas das colunas e então. 58. Selecione Position>Extend>By. desde que nós queremos reduzir o comprimento de cada artigo na lista por 2000 milímetros. em resultar estendem a seção . A tecla de opção estender requê-lo especificar que fim dos itemis a ser movido. Escape do alerta quando você terminou escolher e confirme o apagamento. faça a qualquer das colunas o elemento atual e selecione ajustes > seção de Graphics>Mark.

Se você pretender continuar de onde você termina no fim de toda a sessão do projeto de PDMS. Para suprimir estes. Nós selecionaremos então algumas junções do catálogo. 7. agora. Finalmente. nós recarregaremos a exposição setup que nós conservamos mais cedo. 7 realçando a estrutura básica Neste capítulo. estale-os então ESTÁ BEM para suprimi-los. Ajuste os nós da marca para a tecla do apagamento a sobre para etiquetar estes nós na vista gráfica. 61. Você observará que os nós secundários que estavam nos altos das colunas suprimidas estão ainda atuais.1 Restaurando conservada uma instalação previamente A fim continuar desenvolvendo o primeiro modelo estrutural que nós criamos.molde e selecione nós de Delete>Tidy. . nós revert a nossa estrutura original e adicionaremos alguns membros apoiando. 62. Você verá um formulário arrumado dos nós dizer-lhe que 8 nós redundantes estiveram identificados.automaticamente. para a prática. navigate ao submarino -.. mesmo que eles nenhum saque mais longo alguma finalidade útil. Atualize a base de dados do projeto para conservar seu trabalho (selecionando o trabalho de Design>Save). de modo que descansem no plano da origem (mostrado protegido na ilustração em etapa 56).60. estenda os fundos de todas as colunas de dezesseis para baixo por 1000 milímetros. nós modificaremos a estrutura por parte movente dela a uma posição nova e então a restaurar a geometria correta entre seus membros semi -.. é mais rápido usar o Display>Save >.

mude a vista se necessário e escolha o pline que corresponde ao ponto de . Se você estiver continuando em linha reta sobre ' da peça da estrutura regular ' do exercício. na vista de planta. de modo que a aplicação dos feixes & das colunas seja carregada ainda. Você será alertado então ' identifica o pline a ser aparado a '. 7. Para o exemplo. Em um ou outro caso. Em se você retirar de PDMS após etapa 62. Display>Restore>Forms seleto & exposição.opções para conservar seus ajustes atuais a uma lima que você possa subseqüentemente recarregar. 64. de modo que sua vista gráfica mostrasse ao modelo estrutural qual você criou na primeira parte do exercício (armazenado em TESTSTRU). a geometria no ponto da conexão pode ser imprópria. reiniciar PDMS e incorporar o projeto (como etapa 1).2 Aparando extremidades conectadas da seção à geometria correta Quando você cría uma seção conectada a uma seção existente. corrija-os como segue. Antes que nós desenvolvamos nosso modelo mais mais. mas esta vez ajuste a carga da opção no formulário do início de uma sessão de PDMS ao usuário binária. você pode aparar o comprimento da seção entrante a um pline explicitamente escolhido da seção possuir. escolhem uma das extremidades que você quer corrigir (como mostrado protegido no diagrama precedente). procurando todos os exemplos onde uma seção unida foi aparada ao comprimento errado. Selecione Connect>Trim a Pline>Pick (força). os pontos de extremidade da seção nova estão posicionados geralmente automaticamente pela referência à régua atualmente definida de Pline. 63. nós corrigiremos todos os erros deste tipo que possam atualmente existir (de outra maneira nós poderíamos ter problemas conectar nosso apoiar corretamente). Quando alertado ' identifique a extremidade da seção a ser aparada '. Se esta régua não for ajustada acima corretamente. o resultado será carregar a exposição setup que você conservou em etapa 45. Se você encontrar alguns. O zumbido dentro à vista gráfica e muda o sentido da visão de modo que você possa ver a geometria detalhada de cada ponto da conexão por sua vez. a conexão entre uma coluna e um feixe entrante pode olhar como este: melhor que a configuração pretendida: Para corrigir este. melhor que para recarregar as aplicações de seus macros da fonte cada vez que você usa o Designmodule.

'bos'. Incorpore a régua assim (ciao para incluir exatamente as apóstrofes e as vírgulas como mostrado: Clique inserir de PKEY (' TOS'. 'nar'. selecione Settings>Pick Filters>Plines. como mostrado pelos pontos pretos no diagrama precedente). 'foc'. com o anterior selecionado. se você for confiável que você fêz as seleções corretas. Para verificar a régua atual do pline (se algum). 65. Você verá um filtro de Pline dar forma a mostrar todas as réguas atualmente definidas. Pressione o escape à ação a mudança. até que todos os erros estejam corrigidos. isto não mostra provavelmente nenhuma régua e normal. Nós ajustaremos uma régua damos resultados apropriados para o descanso deste exercício. Para fazer assim. O resultado é como segue: Estale ESTÁ BEM seleto as extremidades governam no formulário do filtro de Pline para fazer a isto a régua atual (o formulário é demitido automaticamente). Baste-a dizer . NOTA: Uma explanação cheia das maneiras em que o pline governa é ajustada e aplicada é além do espaço desta guia introdutória. estale a tecla da régua definir para indicar o formulário das réguas definir. 'boc'.extremidade requerido da seção (tipicamenteNAR/NAL para uma conexão da correia fotorreceptora ou um TOS/BOS para uma conexão da flange. Anote que. 'toc ') a tecla incluir para adicionar a régua nova na lista. Nota como a forma do cursor muda quando for posicionada em um pline e como a barra de status lhe ajuda identificando que pline é selecionado em todo o momento dado. alternadamente escolhendo extremidades da seção e plines. você pode escolher todo o número de pares de section/pline antes do escape pressionando. 'nal'. Dê entrada com o nome enquanto extremidades (isto estará usado identificar a régua em listas subseqüentes) e a descrição como a flange ou a cara da correia fotorreceptora para aparar na conexão. Repita esta seqüência.

Selecione Create>Sections>Straight. à linha do membro e à linha comum ajuste toda ao NA. Neste caso.0x10.corte a facilidade para modificar o afastamento entre os fins dos membros apoiando e de alguns plines da referência. às seções ocas retangulares.3 Apoiar simples de adição e modificando Na parte seguinte do exercício. conseqüentemente. críe um único membro apoiando com seu começo na interseção da coluna A e irradie 1 (A1 para o short) e sua extremidade no B2. Estale a tecla da especificação do perfil de defeito e restaurado a especificação do defeito ao padrão britânico.0 com justificação. Usando O Tipo Da Picareta: Método do elemento e da picareta: Cruze no formulário posicionando do controle. como mostrado pelas seções pretas no seguinte diagrama: (as letras e os números que identificam as colunas e os feixes. Este será o perfil usado para os membros apoiando. ao 200. 66. 67. você deve escolher a coluna antes . no diagrama acima serão usados para finalidades da referência nas etapas que seguem. respectivamente. sua primeira picareta define a seção a que a conexão é feita. Esta facilidade deixa-o criar uma cópia de um elemento existente e reposicionar automaticamente a cópia refletindo a sobre uma linha central em um plano especificado (de modo que os elementos do original e da cópia são imagens de um outras do espelho). Nós usaremos então a facilidade de copi do espelho criar outros dois membros apoiando.) O primeiro membro apoiando será conectado às colunas A e B e suas posições de fim serão especificados nos termos de seu afastamento dos feixes 1 e 2. IMPORTANTE: Quando você escolhe as seções que define cada interseção aponte. Nós criaremos os membros apoiando conectados entre colunas. (veja o apêndice D para os diagramas que mostram como estes plines são posicionados para perfis típicos do steelwork.) 7.0x100. nós introduziremos alguma diagonal simples que apoia e usaremos então um short -.que a régua que nós nos ajustamos aqui pode ser interpretada como ' selecione um pline que tenha alguns dos ajustes de PKEY especificados na lista '.

Não se preocupe se o alinhamento vertical das extremidades do membro apoiando olhar errado neste estágio. • Pline de D A na coluna A ao longo de que a abertura deve ser definida. Quando você escolheu o terceiro pline. 68. anotando como o diagrama no formulário é atualizado para mostrar as dimensões e a seqüência relevantes da colheita. escolhe plines na seguinte ordem: • Pline de D A na cara mais baixa do membro apoiando.do feixe ao definir cada extremidade. Nós posicionaremos primeiramente a extremidade mais baixa do membro apoiando (atualmente no A1 no diagrama precedente). O jogo confirma a sobre. pronta para escolher os plines de que a abertura apoiando deve ser calculado. você verá um formulário de Gap(s) da cinta. Manipule a vista como necessário entre picaretas ver cada pline requerido.modalidade de gráficos dirigida. se não a facilidade apoiando do aparamento da abertura não trabalhará corretamente. a distância calculada para a posição atual estará mostrada na vista gráfica e também introduzida no texto da abertura A -. 69. Demita o formulário da seção. Usar o diagrama na cinta abre o formulário como uma guia. Você está agora no evento -. Ignore o ajuste da abertura do defeito e selecione a distância em Pline escolhido de um ponto fixo. tal como BOS. tal como o TOS. Certifique-se de que o membro apoiando seja o elemento atual e Modify>Bracing seleto Abertura Você v um formulário das aberturas da cinta alistar as maneiras diferentes de especificar a abertura requerida. O Clique Aplica-se. nós corrigiremos este na etapa seguinte. • Pline de D A na cara superior do feixe 1. Settings>Shaded seleto do menu da vista 3D ou da imprensa F8. Escolher perto da conexão. Sugestão: Você pôde encontrá-la mais fácil de escolher os plines se você comutasse os gráficos a uma vista do wireline.caixa no formulário de Gap(s) da cinta. de modo que a abertura seja calculada para a extremidade correta. Para fazer assim. como NAL ou NAR. As teclas de Accept/Reject são agora ativas. mas não incorpora os dados da abertura A ainda. Anote que a distância indicada está medida para baixo (por causa da maneira que os plines se cruzam .

O formulário do espelho fornece diversos métodos de especificar estes escolhendo artigos no modelo existente. 74. quando alertado.) Melhor que críe e posicione outros dois membros apoiando B4C3 e C5D6 repetindo a seqüência precedente das operações. Da barra de menu do pequeno dê forma que os resultados. Demita o formulário das aberturas da cinta. O plano em que nós queremos refletir a seção copí é representado pela área protegida no seguinte diagrama: Este plano é especificado nos termos de seu sentido (isto é o sentido do normal ao plano) e da posição de algum ponto dentro dele. Antes que nós criemos os membros apoiando seguintes. 72. e o plano em que a posição da cópia é ao refletido. selecione Utilities>Beams & colunas. que a . Supor que você está ainda no membro apoiando. escolha qualquer parte da coluna B. As extremidades da seção atual se ambos forem etiquetados como conectados. ajusta o objeto a ser copí ao CE e se ajusta à opção ao tipo de Rel. certificam-se de que a posição nova mostrada na vista gráfica seja como necessário. nós a coluna B do uso para definir a posição e incorporará o sentido explicitamente. Repita o procedimento para posicionar a extremidade superior do membro apoiando com uma abertura de 150mm medido abaixo a coluna B do feixe 2. onde as cópias devem ser armazenadas na hierarquia da base de dados (). 71. para estalar então aceitam para mover a extremidade da seção. Nós reposicionaremos cada cópia definindo a como uma imagem do espelho de seu original refletido em um plano apropriado. 73. mude os dados da abertura A a 150. Para conseguir isto. visto que nós queremos mover para cima a seção apoiando. tente esta facilidade para verificar se ou não as extremidades de uma seção estejam conectadas. picareta Tag>All terminam. Ajuste de opção do espelho para espelhar a cópia (desde que nós queremos criar um elemento novo melhor que reposicionamos simplesmente original). 70. Com o membro apoiando como seu elemento atual. Selecione Create>Copy>Mirror. Selecione Cursor>Element do menu do formulário do espelho e. nós usaremos um short -.corte copí a seção A1B2 existente. Você verá um espelho dar forma que permita que você especifique o que você quer copí (objeto). (nós veremos uma outra maneira de verificar o connectivity mais tarde.atualmente).

estale sobre uma tecla colorida se você . Os ajustes do formulário devem agora olhar como este (a coordenada ascendente será 9000 melhor que 0 se você escolher perto do alto da coluna B melhor que perto do fundo): 75. quando alertado. ajuste a tecla do fechamento para o sentido a sobre para impedir seu ajuste que é updated quando você escolhe a posição.posição identificada agarrará ao começo ou o fim desta coluna (dependendo de onde você escolheu) e de suas coordenadas será incorporado nas caixas de texto de East/North/Up automaticamente. 77. 76. Navigate ao subFrame TESTSBFR e estale a tecla do CE nas conexões do destaque dão forma para atualizar os dados indicados. Ajuste as teclas correspondentes do destaque a sobre para colorir as seções na vista 3D. As duas cópias que você criou apenas devem ser posicionadas corretamente. em vez de usar a utilidade do Tag para cada membro apoiando novo como em etapa 71. Mude isto ao leste e observe o reorientation do plano simbólico na vista gráfica. NOTA: Se você quiser incorporar o sentido plano antes que você escolha a posição. mas não serão conectadas ainda. Verificar isto. Usando o mesmo procedimento. seleciona conexões de Query>End. Os números nas teclas coloridas mostram o número das seções em cada categoria: devem mostrar 38 seções com ambas as extremidades conectadas e 18 seções com nenhuma extremidade conectada. Anote que a caixa de texto plana do sentido mostra agora o sentido do cutplane do começo da coluna ou termine-o (a saber acima ou para baixo). Você verá uma respresentação simbólica da posição e da orientação do plano na vista gráfica. confirma-se que você quer reter a cópia. críe o terceiro membro apoiando (C5D6) copí e refletindo o segundo membro (B4C3). O clique aplica-se para criar a cópia espelhada e. O formulário resultante das conexões do destaque deixa-o ver o status do connectivity de todos os membros relevantes do elemento atual.

Conseqüentemente. os feixes naqueles pontos são conectados (através das junções secundárias) aos nós secundários posicionados ao longo das colunas. Selecione Configurações De Create>Sections>Bracing. Entretanto. NOTA: Você pôde pensar de que as extremidades superiores das colunas devem ser mostradas como conectadas. melhor que aos nós preliminares nas extremidades da coluna. veja o diagrama no apêndice D). Deixe o jogo plano apoiando da opção ao derivado por Seção de modo que os membros apoiando se encontrem no mesmo plano que as seções a que serão unidos. (o escape termina cada estágio do processo na maneira usual. Para demonstr este facilidade. para selecionar Connect>Connect e seguir com cuidado os alertas da barra de status. 7. Perfil ao ângulo padrão.traseiras. Justificação a NAL (a linha central neutra saiu: isto alinhará as seções do ângulo para trás -.preferir uma cor diferente do destaque.a -.4 Adicionando Configurações Apoiando Padrão Para evitar a necessidade para criar seções apoiando individuais como nós fizemos apenas. a aplicação fornece uma maneira rápida de adicionar algum configurações apoiando predefinidas. Para conectar as extremidades das duas seções apoiando às colunas apropriadas.0. posição mostr grosso preto linha seguinte diagrama: 79. Você verá um formulário apoiando. mesmo que os nós secundários neste caso aconteçam ser coincidentes com os altos das colunas. igual britânico. 70x70x6. Linha do membro e linha comum ao NA. os diagnósticos estão corretos. Sugestão: Use os mesmos métodos incorporando estes dados que a etapa 52. 78. assim que ajuste primeiramente o seguinte: Área de armazenamento ao subframe/TESTSBFR.) Use as conexões do destaque dão forma outra vez para confirmar os resultados. . nós primeiramente adicion um transversal apoi configuração (us ângulo seção) vertical plano e então um diamante apoi configuração (us universal feixe seção) horizontal plano. Este formulário não usa os ajustes de defeito para dados da seção.

O jogo confirma a sobre. Você está agora no evento -. a fim mudar a configuração apoiando (como você fêz entre etapas 80 e 81). entretanto. 81. selecione apoiar do diamante.80. e escolha os quatro feixes (na seqüência correta. Ajuste o perfil aos feixes padrão. aceite a criação das seções que dão forma aos membros apoiando e demita então o formulário apoiando. universais britânicos. 2. certifique-se de que sua primeira picareta está perto do fundo da primeira coluna e de que sua segunda picareta é justa abaixo do feixe transversal na segunda coluna. O diagrama mostra às dimensões qual deve ser especificado (A.. como mostrado no diagrama) para terminar a operação. Usando o diagrama no formulário apoiando como uma guia. O Clique Aplica-se. à linha do membro e à linha comum ao NA.) para posicionar e conecte os membros apoiando corretamente.. Observação como o diagrama parameterised mostra os detalhes da configuração selecionada. Para conseguir a configuração requerida. escolha as duas colunas entre que os membros apoiando devem ser conectados. ao 203x133x25. Se você quiser adicionar mais seções usando a configuração apoiando atual. isto é. Nas configurações apoiando disponíveis aliste. deixe a tecla da confirmação sobre. Nas configurações apoiando disponíveis aliste. Ajuste a abertura A a 150 e a abertura B a 300. Para a configuração apoiando transversal olha como este: Nota: Em nosso projeto esta referência é a extremidade mais baixa da coluna. O clique aplica-se para indicar o formulário apoiando do diamante em que para incorporar estes dados. desde que não há nenhum feixe transversal nesta posição. escolha razoavelmente perto dos pontos requeridos da conexão para os membros apoiando. O diagrama parameterised mostrará que você necessita especificar as separações entre os membros apoiando para cada par de seções se opondo. Demita o formulário apoiando quando você terminou. Ajuste a abertura A e a abertura B a 500. B) e a ordem em que as seções existentes devem ser escolhidas (1. NOTA: Você deve demitir o formulário apoiando do diamante. saindo desse modo do evento -. .modalidade de gráficos dirigida. selecione apoiar transversal. você verá um formulário apoiando transversal. Repita o procedimento usado em etapas 79 e 80 criar o diamante que apoia no alto da estrutura. Quando você é satisfeito com a configuração mostrada na vista gráfica. você pode simplesmente continuar pontos da conexão da colheita na vista gráfica.modalidade de gráficos dirigida. e todos à justificação.

As junções têm um número de atributos cujos os ajustes permitem que você os posicione e oriente e o modifique as extremidades das seções conectadas a elas.7. que é um campo especializado além do espaço desta guia do usuário. estas não têm ainda nenhuma geometria associada com eles e não são mostradas conseqüentemente na vista gráfica. Os seguintes tópicos ilustram as características principais (não tente as recordar agora todas.5 Representando Junções Embora cada conexão criasse um elemento comum secundário correspondente na base de dados do projeto (mostrada nos membros aliste como SJOIs. nós devemos associar uma especificação do catálogo com cada junção (na mesma maneira que cada perfil da seção está definido por uma especificação associada do catálogo). possuído por SNODs). Nós olharemos o mais importante destes atributos aqui. consulte para trás aqui quando necessário): Uma junção do ângulo da prateleira como definida no catálogo: (somente o pline neutro da linha central é mostrado para maior clareza) Posição e orientação de uma junção secundária relativo a um nó secundário: Conectando uma junção ao começo de uma seção unida: . A fim representá-los corretamente. de modo que nós possamos representar algumas junções simples em nosso modelo do projeto. A chave ao sucesso encontra-se no projeto o melhor da junção como definido no catálogo.

em referência à orientação do diagrama. a seção e a junção podem ser giradas independentemente mudando seus estrondos (a seção gira sobre seu NA. Como a configuração do fim da seção depende da junção a que é unida: (usando uma cunha -. . Isto é. a junção sobre seu OPDI).Connectivity Lógico: JOIS da seção unida aponta à junção CREF de pontos comuns à seção unida CTYA da junção deve combinar CTYS da seção unida (para a compatibilidade da conexão) Nota como o plano da origem da junção é ajustado em referência à seção possuir (através do atributo de POSL). quando sua posição dentro dos confinamentes desse plano for ajustada em referência à seção unida (alinhando os plines definidos pelo JLINs da junção e da seção).junção dada forma para demonstrar os princípios) Com a finalidade deste exercício. nós adicionaremos algumas flanges aparafusadas simples onde os feixes são unidos às colunas. a junção é movida horizontalmente mudando seu POSL e verticalmente mudando seu JLIN.

nós devemos ajustar acima a vista gráfica de modo que indique furos (volumes negativos) as. ajustam furos extraídos e atualizam todos os gráficos na APROVAÇÃO os ajustes. Para ver uma respresentação correta da junção. nós necessitamos ajustamos somente um ponteiro à especificação comum no catálogo para definir a geometria de cada junção.well. Observação de como a altura e a largura da placa terminal foram ajustadas automaticamente das dimensões o feixe e coluna. do Dist do TOS a 0. (a geometria de a maioria de tipos de junção pode ser modificada através das entradas apropriadas em um formulário tal como esta. respectivamente. 84. A junção deve olhar algo como esta: Observação como o feixe unido foi encurtado para acomodar a espessura da . 6M24_flange. 82. Isto é possível porque as dimensões comuns no catálogo são especificadas como os parâmetros de projeto cujos os valores são derivados do unido e seções possuir.as artigos contínuos (volumes positivos). deixando todos ajustes restantes do formulário em seus defeitos. no formulário resultante da respresentação. Zumba dentro perto da extremidade do feixe para ver o que a junção olha como. Você verá um formulário comum da especificação para a junção a que sua extremidade escolhida da seção é unida. Para fazer assim. e do Dist de BOS a 30 (nós veremos o que estes fazem em um momento). APROVE as propriedades modificar dão forma eAplique o formulário comum da especificação para terminar o ajuste da especificação comum. Estale a tecla das propriedades. flange da coluna. Selecione conexões da coluna. os ajustes seletos > Graphics>Representation da barra de menu principal e. dependendo de como o catálogo foi ajustado acima. Quando alertado ' identifique a extremidade da junção da seção é conectado a '. Ajuste a espessura do Plt a 10. Você verá uma subsidiária modificar o formulário das propriedades que o deixa especificar alguns dados dimensionais locais para o tipo selecionado de junção. escolhem a extremidade de todo o feixe de NS (isto é. com ajustes para servir os valores incorporados no formulário das propriedades definir. Selecione Modify>Joints>Specification.Recorde que os elementos comuns (SJOIs na lista dos membros) existem já em conseqüência de conectar as seções junto. algum feixe que abuts onde uma flange da coluna melhor que uma correia fotorreceptora) você quer introduzir uma junção aparafusada. O método para selecionar das especificações comuns disponíveis é o mesmo que aquele que você se usou selecionar perfis da seção.) 85. 83.

nós pode aplicar a especificação para uma junção a outras junções.placa e como os furos de parafuso na placa geraram furos correspondentes nas flanges da coluna. e o clique aplica-se. Para ver o efeito de mudar isto. mas se você Query>Attributes seleto você puder ver que atributos diferem entre as duas junções. a seguir demita a linha da posição e formulários comuns da especificação. Quando alertado ' identifique a extremidade da seção a ser modificada '. ajuste os re -. escolhem a mesma extremidade da seção que em etapa 82 (isto é a extremidade mostrada no diagrama precedente). selecione a linha de Modify>Joints>Position. Nós usaremos esta facilidade especificar no extremo oposto a junção do feixe que nós temos olhado apenas. Reposicione a junção corretamente. ajuste automaticamente às flanges opostas da coluna (TOS para um. BOS para o outro). entretanto. . para dar o alinhamento correto. Melhor que ajuste cada especificação comum explicitamente. Isto não é aparente para a placa terminal. NOTA: Se a junção ' fosse entregada '. 86. Mude isto ao ajuste do oposto (isto é TOS ou BOS). ajuste as especificações algumas das outras junções de flange da coluna. selecione Modify>Joints>Joint Like>Maintain Pline. Os ajustes da linha da posição para as duas junções são. você veria também que a segunda junção estêve girada automaticamente sobre sua linha central vertical para combinar os sentidos de start/end da seção. Usando o mesmo método que em etapa 88. Para fazer assim. Quando alertado ' identifique a extremidade da seção a ser copí como '. Zumbe dentro perto a segunda junção e a observação de como sua geometria combina aquela da primeira junção. O formulário da linha da posição mostrará o ajuste atual como BOS ou TOS (que dependem em que extremidade do feixe a junção situated). Pressione o escape para ambos os alertas seguintes (nós estamos modificando somente uma junção nesta etapa). escolhem a outra extremidade do mesmo feixe.apare a tecla unida da seção a sobre. A posição da junção relativo ao perfil da coluna (isto é sua seção possuir) é determinada pela linha da posição comum. como um ângulo da prateleira. 88. 89. A junção e sua extremidade unida da seção mover-se-ão assim: 87.

Considere os seguintes efeitos. O objetivo é demonstrar o conceito comum dominante (como descrito na seção 7. a junção está dita ser dominante. nós moveremos as colunas e os feixes na extremidade oriental de nossa estrutura para aumentar o comprimento total do modelo do projeto. Isto requererá os feixes horizontais e o membro apoiando conectados às colunas movidas a ser estendidas e.6) e mostrar como você pode fàcilmente restaurar a geometria entre seções qual disrupted por partes moventes de uma estrutura independentemente. a junção está dita ser subordinada (descrito também dizendo que a seção é dominante).6 Dominante contra junções subordinadas Quando você reposiciona uma junção que tenha aquele ou mais seções unidas. Se JFRE for ajustado para rectificar.7 Parte movente da geometria correta da estrutura e manter Na parte seguinte do exercício. o efeito naquelas seções depende upon se ou não a junção estêve definida como dominante ou subordinado. onde a seção possuir da junção é movida assim: Nós usaremos esta característica na parte seguinte do exercício. realinhadas para manter a configuração correta. no exemplo do membro apoiando.7. 7. como definido pelo ajuste do atributo comum da liberdade da junção (JFRE). Se JFRE estiver ajustado a falso (o defeito para uma junção nova). O resultado que nós queremos conseguir .

escolha ambas as extremidades de cada membro apoiando criado na seção 7. Quando você aplica (e confirme) os ajustes. nós faremos também dominante as junções em ambos os fins de cada um dos quatro feixes de NS entre as colunas a ser movidas (isto é os feixes mostrados protegidos no diagrama precedente). nós faremos as junções dominantes em ambas as extremidades de todas as seções apoiando (como seja prática normal). Para as finalidades deste exercício. NOTA: Esta parte do exercício foi projetada ilustrar. Você verá uma posição pelo formulário que o deixa mover um artigo por uma distância dada em um sentido dado. neste caso especifique um movimento por 2000 milímetros no sentido do leste. onde as seções pretas serão movidas explicitamente e as linhas quebradas indicam a configuração final nova: 90.somos como segue. Use a facilidade de Utilities>Lists criar uma lista nova e usar a opção de Add>Identified adicionar nela as quatro colunas a ser movidas (mostrado o preto no diagrama precedente).3 (seis picaretas) e as extremidades de todos os feixes relevantes (oito picaretas). Quando alertado. 91. Use a tecla de opção perto do alto -. Inscreva o movimento requerido perto nas caixas de texto. 92.à esquerda do formulário ajustar o artigo a ser movido para a lista que contem as colunas (lista atual). a junção a que é conectada deve ser dominante. Para assegurar esta. as colunas devem mover-se como segue: . Selecione Position>Relatively (PERTO). A fim fazer o membro apoiando realinhar-se para manter a abertura apoiando especificada. Na prática normal. entre outras características. o conceito do dominance comum. Selecione Connect>Joint Dominante. Pressione o escape quando você terminou. Cada junção é identificada escolhendo a extremidade da seção a que é conectada. somente as junções nas extremidades dos membros apoiando seriam feitas dominantes.

e adicionamos uma placa de assoalho a nossa estrutura existente. nós mudaremos a outras das aplicações estruturais do projeto. NOTA: As facilidades que nós olharemos em seguida o deixamos adicionam o material planar ao modelo do projeto em toda a orientação. 8 painéis e placas de adição Neste capítulo. de que nós nos usamos antes. um painel se inclinando do telhado. tão por muito tempo como nós nos ajustamos todo o connectivity governa corretamente. Na parte seguinte da guia nós veremos como adicionar algum cladding da folha (placas de assoalho e/ou painéis de parede) a nossa estrutura. 93. o painel do termo será usado para tais artigos em todas as descrições.pline definido. Quando alertado. escolha cada uma das quatro colunas por sua vez. (a nota que aparam à seção difere da guarnição à opção de Pline. . este parece ser um resultado rather desastroso. ou qualquer artigo planar similar. Isso concli a introdução às operações básicas envolvidas no projeto de uma estrutura estrutural simples. Excepto suas mudanças do projeto. Durante todo este texto. Selecione Connect>Trim a Section>All unido. retendo desse modo todo o aparamento previamente definido. a seguir pressione o escape e preste atenção aos resultados na vista gráfica como a geometria correta é restaurada. particularmente os ajustes comuns do dominance. um painel de parede vertical. Nós modificaremos então este em várias maneiras demonstrar algumas das facilidades fornecidas para os painéis detalhando. a saber os painéis & chapeamos a aplicação. Entretanto.Na primeira vista. visto que a guarnição a Pline restaura o connectivity a um explícito ou a uma régua -. nós pode fàcilmente retificar o problema reconectando todas as seções que devem ser conectadas às colunas. não obstante se o elemento representa uma placa de assoalho horizontal. que a guarnição à seção mantem o connectivity existente do pline.) 94.

• a espessura do painel é definido ajustando o atributo da altura (HEIG) do laço do painel.2D forma definida. ou estale tecla. visto que muitas das opções nas partes mais inferiores dos menus são específicas aos painéis & chapeiam a aplicação.) 8.2 Como PDMS Representa Os Painéis Um elemento do painel (PLACA) pode ser usado representar todo o material da folha usado a clad um modelo estrutural. A barra de menu principal e a barra da ferramenta mudarão.para baixo menu por sua vez. Olharão agora como esta: Olhe cada tração -. . da aplicação não apenas da corrente dos feixes & das colunas). Selecione Design>Structures>Panels & placas da barra de menu principal (disponível dentro de todas as aplicações do projeto. nós devemos deixar a aplicação dos feixes & das colunas e carregar os painéis complementares & chapeamos a aplicação. você verá que as opções nas partes superiores dos menus são comuns aos menus equivalentes dos feixes & das colunas. um painel é representado expulsando um usuário -. embora as diferenças não possam ser óbvias em um primeiro glance.1 Começando os painéis & a aplicação das placas A fim alcançar as facilidades do projeto do painel. Isto representa a distância com que o 2D laço do painel é expulsado para dar forma ao painel 3D. assim somente as diferenças serão tratadas em todo o detalhe. Sua geometria é definida por dois tipos de dados: • a área planar do painel é definido por um elemento do laço do painel (PLOO). Cada borda do painel é definida por uma linha que junta vertices adjacentes. cada um de que tem uma posição específica sistema da coordenada do painel no 2D. Usando um princípio similar àquele para representar uma seção (que é um 2D perfil expulso do catálogo). 95.8. que próprio seja definido ligando junto um jogo dos elementos do vertex do painel (PAVIMENTE). Muitas das opções disponíveis na última aplicação são muito similares àquelas que você tem aprendido já usar dos capítulos precedentes desta guia. (todas as opções do menu para ambas as aplicações são sumariadas no apêndice A para a referência conveniente.

apenas como nós fizemos para a aplicação dos feixes & das colunas. Navigate a TESTSBFR e estale então (painéis) e ((junções lineares do painel) se abotoa por sua vez. Melhor que usando a opção das áreas de Settings>Storage. Os ajustes atuais da área de armazenamento são mostrados como . Nós armazenaremos ambos os tipos de elemento sob o mesmo subFrame que nós temos usado para nosso projeto básico da estrutura. 96. assim: O raio do defeito de zero denota um ponto. nós usaremos um short -. 8. Nós especificaremos onde os elementos principais do projeto do painel devem ser armazenados na hierarquia da base de dados do projeto. Estes ajustaram automaticamente as áreas de armazenamento ao elemento atual.corte o método para ajustar áreas de armazenamento do defeito para os painéis e para apainelar as junções lineares (que nós olharemos mais tarde). como em etapa 7.3 Ajustando Áreas De Armazenamento Do Defeito Na parte seguinte do exercício nós ajustaremos acima alguns defeitos para customise a aplicação para servir nosso método de planeamento de trabalhar.Cada vertex do painel pode ter um ajuste opcional do raio da faixa que represente um arco circular que se curve para (raio positivo) ou afastado (raio negativo) da posição do vertex.

este: Área de armazenamento comum linear da área de armazenamento do painel 8. várias maneiras de especificar as posições dos vertices. Deixe o jogo da respresentação ao predefinido: Opte para agora. Estes painéis representarão as áreas esquemáticas somente. até um pouco mais atrasado. Nós definiremos as posições de quatro vertices. Você verá um painel criar dar forma que forneça. os defeitos devem ser adequados para nossas finalidades atuais. Selecione Create>Panel. que definem a área total da placa de assoalho mostrada protegida no seguinte diagrama (todos os membros apoiando omitidos para maior clareza): (as linhas quebradas AA e BB mostram onde nós racharemos mais tarde o painel em três. Ajuste a justificação ao fundo (isto nos deixará posicionar a cara inferior de nossos painéis no alto de suas seções suportando) e ajuste a espessura a 30.4 Criando Os Painéis Simples Nós criaremos primeiramente um painel que defina a área total de uma placa de assoalho grande e dividiremos então este acima em tamanhos mais manageable tais como pudemos ser especificados para finalidades da fabricação. V1V4. entre seus outros ajustes. 97.) As teclas dos métodos criar dão-lhe as seguintes maneiras definir cada vertex: deixa-o escolher um ponto que usa gràfica algumas das opções . nós adiaremos aparamento detalhado das bordas para o ajuste em torno das seções estruturais etc. Nós não daremos entrada com os nomes opcionais para os painéis neste exercício. Estes ajustes (níveis e obstrução) afetam a maneira que os artigos são mostrados nas vistas 3D e do como são tratados ao verificar para ver se há clashes entre artigos do projeto.

NOTA: O primeiro vertex definido para um painel novo transforma-se a origem do painel pelo defeito. . a seguir linhas da colheita dois (os tangents) entre que a faixa deve ocorrer. deixa-o especificar uma distância e um sentido relativo ao vertex precedente. Estale tecla. pronta para escolher a posição do primeiro vertex. deixa-o criar um jogo dos vertices que seguem a forma de um painel existente (nao relevante aqui. deixa-o construir um ponto usando as interseções dos plines com um painel existente (nao relevante aqui. escolhendo então ' um ponto de controle ' que define sua posição nas etapas seguintes. a seguir colheita dois pontos através de que deve passar. deixa-o construir um arco da faixa escolhendo três pontos através de que deve passar deixa-o construir um arco da faixa especificando seu raio. desde que nenhum painel existe contudo). desde que nenhum painel existe contudo). Você pode mudar este mais tarde se requerido. O tipo ajustado da picareta ao elemento e ao jogo escolhe o método para cruzar-se. nós usaremos duas destas opções ilustrar os princípios.padrão da colheita do cursor. O formulário posicionando do controle mostrará que você está agora no evento -.modalidade de gráficos dirigida. Escolha agora a coluna e qualquer uma dos feixes cuja a interseção coincide com o V1 no diagrama precedente. deixa-o construir um arco da faixa especificando seus raio. 98. deixa-o especificar uma posição incorporando coordenadas explícitas relativo à posição de um elemento existente. O texto abaixo das teclas do ícone no formulário do painel criar mudará ' de nenhuns vertices definidos atualmente ' ' aos vertices 1 definidos (nenhum painel criado) '.

99. Repita este ponto -- procedimento da colheita para definir V2 e V3, nessa ordem. Assim que você definir três vertices, o plano do painel novo estará mostrado na vista gráfica (como um triângulo) e um elemento da PLACA será adicionado na lista dos membros. 100. Como uma demonstração, nós posicionaremos o clique relative.to de V4 V3. tecla. Você verá um formulário do vertex definir em que você pode especificar o offset requerido. Ajuste o sentido ao oeste e à distância a 20000. O clique aplica-se para criar o vertex. O texto abaixo das teclas do ícone no formulário do painel criar dirá agora ' 4 vertices definidos (painel criado) '. 101, Deixe o jogo da tecla do formulário da modificação da exposição fora (você ajustaria este a sobre somente se você quis modificar imediatamente os vertices do painel). Estale ESTÁ BEM para terminar a operação da criação do painel. Anote que os membros alistam incluem agora uma PLACA, um PLOO e quatro PAVIMENTAM elementos (como definido na seção 8,2).

8,5 Distances/Directions de medição no modelo do projeto
Quando nós terminamos o formulário do vertex definir em etapa 100, nós tivemos que incorporar a distância requerida entre V3 e V4; isto é, o comprimento total da estrutura no sentido de EastWest. A figura que nós incorporamos (20000) foi derivada do conhecimento dos dados de projeto originais. Em vez de calcular isto, nós poderíamos tê-lo medido por meio de uma utilidade útil, como segue: 102, Ou a distância seleta de Query>Measure ou estala tecla. Você verá que um formulário da medida e um formulário posicionando do controle que o deixem junto medir a distância entre todos os dois pontos ou linhas no projeto modele. No formulário posicionando do controle, ajuste o tipo da picareta método ao elemento e da picareta a pressão, a seguir a picareta perto dos altos ou de fundos (mas a não esse de cada um) das colunas com o o V4 e as posições V3. Sugestão: Zumbido dentro se: necessário e picareta com cuidado nas extremidades conectou às seções apoiando para evitar de agarrar aos nós secundários melhor que às extremidades da coluna. A área da informação no formulário da medida mostrará a distância direta entre os machados neutros das seções, dos componentes de XYZ dessa distância, e do sentido do segundo ponto relativo ao primeiro. Os dados serão mostrados também na vista gráfica. 103, A experiência com algumas outras opções gráficas da colheita para medir alguns outros distâncias e sentidos, including algum em sentidos enviesados, demite então o formulário da medida.

8,6 Rachando um painel
Nós racharemos agora nosso painel novo ao longo dos machados dos feixes intermediários que o suportam (mostrado pelas linhas quebradas AA e BB no diagrama em etapa 97), assim dando forma a três painéis menores. 104, Assegure-se de que o painel seja o elemento atual (mostrado como o PAINEL 1 na lista dos membros) e painel seleto de Modify>Split. Quando alertado ' para escolher... para ser rachado em ', escolha qualquer um dos feixes alinhados ao longo de AA no diagrama. (você pôde necessitar mudar o sentido da vista de modo que o feixe que você quer escolher não é obscurecido pelo painel; alternativamente, você pode escolher qualquer um dos outros feixes que estão paralelos alinhado a AA no plano requerido.) O painel será rachado ao longo da linha escolhida para dar forma a dois painéis separados, a cada um com seu próprio laço do painel e a um jogo de quatro vertices. 105, Anote que seu elemento atual é o PAINEL imóvel 1, que é o menor dos dois painéis. Navigate ao painel maior, PAINEL 2, e rache isto ao longo de BB para dar um total de três painéis. (nota que você pode somente rachar um painel ao longo da linha central de um elemento existente. Para introduzir seja là onde for uma linha rachada, críe simplesmente uma seção onde você queira o split ocorrer, racham o painel, a seguir suprimem a seção.)

8,7 Costurando bordas do painel editando vertices individuais
As bordas dos painéis que nós criamos funcionamento do vertex ao vertex ao longo das linhas centrais do feixe flangeiam em qual descansam. Quando esta puder ser uma respresentação adequada para uma disposição de projeto total, você necessitará geralmente detalhar mais exatamente as bordas para finalidades da fabricação. Para fazer assim, você pode adicionar, suprimir ou reposicionar os vertices individuais que definem a forma do laço do painel. Para introduzir este conceito, nós adicionaremos vertices intermediários entre cantos existentes do painel de modo que as bordas caibam em volta das colunas que as cruzam. Nós ajustaremos também um raio para alguns dos vertices aos cantos arredondados elasticidade. NOTA: Quando nós rachamos nosso painel original em três, os vertices novos foram criados automaticamente, assim que os números do vertex para os painéis atuais não correspondem àqueles do painel original. Porque você introduz vertices novos, o numbering mudará para acomodá-los, assim que o cuidado é needed certificar-se de que você esteja no vertex correto para cada operação de edição do painel. O exercício continua: 106, Navigate ao painel westernmost (isto é aquele entre V1AAV4 no diagrama para etapa 97) e selecione Modify>Extrusion/Panel. Você verá

um editor do vertex do laço dar forma que o deixe modificar a forma do painel atual por vertices individuais manipular, por bordas entre vertices, por grupos dos vertices, etc. . O que métodos você usa para posições novas da colheita, todos os vertices são confinados para remanescer no plano do laço do painel (isto é, o lado de baixo do painel) durante todo estas operações. Certifique-se de que as opções Settings>Confirm e Settings>Confirm na supressão da barra de menu deste formulário sejam ambas jogo a sobre. Os dispositivos ativos no formulário, e seus títulos, mudança para servir as circunstâncias atuais como você usa o formulário. Como indicado agora, você observará que muitas das teclas (especial aquelas que se relacionam às operações do grupo e da linha) são greyed para fora. A parte superior do formulário mostra que o foco atual está no vertex 1, quando a parte mais inferior mostrar as coordenadas e o raio da faixa deste vertex, assim:

A geometria do painel atual na vista de planta (para não escalar) é como segue:

Nós introduziremos quatro vertices novos entre V4 e V1, como mostrado na vista inserir, de modo que esta borda do painel caiba em volta da coluna (nota que V4 vem antes de V1 ao definir esta borda, desde que o numbering do vertex é sentido horário como visto no diagrama). 107, Cada vertex novo é adicionado à seqüência imediatamente depois do vertex atual, assim que navigate primeiramente a V4 em qualquer uma das seguintes maneiras: • estala ' a tecla de vertex/edge seleto ' no formulário do editor do vertex do laço e escolha o p -- aponte na nota de V4. que,

na interseção do canto da coluna com o painel.1). embora.2. 109. mostrados na origem do painel. Gire o modelo gráfico como necessário e certifique-se de que o painel incorpore agora um corte -. você pôde a encontrar mais fácil de comutar à modalidade do wireline para a ver. V6. Para fazer assim. são úteis aqui para verificar sentidos no sistema coordenado do painel). 111. Settings>Pick seleto Filters>Plines da barra de menu principal e restaurou a régua filtrando atual a nenhuma régua (provavelmente é ajustado ainda às extremidades. Se você souber o número do vertex que você quer. Para mudar de ' críe a modalidade ' ' modificam a modalidade '. respectivamente. 110. Críe V7 e V8 usando métodos similares àqueles em etapas 109 e 108. se estiver correto. No presente as bordas do painel abutted de encontro às flanges da coluna. como mostrado no diagrama no fim de etapa 106. Use as teclas up/down da seta ao lado do número indicado do vertex à etapa através da lista do vertex sequencialmente. ajuste o controle posicionando à pressão de Pline. como seus ajustes atuais são copí na área do vertex no fundo do formulário (X. Y e raio texto -caixas).para fora de qual caiba em volta da coluna. como em etapa 65). Observação como o vertex atual e o sentido da borda ao vertex seguinte estão mostrados na vista 3D enquanto você faz este.porque esta posição está dentro da coluna. Estale a tecla modificar para confirmar o ajuste novo. Se você não pudesse escolher o pline que você quer. Posicione o vertex seguinte. Não se esqueça. 108. Nós introduziremos em seguida uma abertura pequena do afastamento movendo os vertices relevantes usando as facilidades explícitas da edição. Para introduzir um afastamento 10mm. estale a tecla criar no fundo do formulário do editor do vertex do laço para confirmar a criação. mude o ajuste na caixa de X adicionando 10 (os machados. você pode datilografá-lo diretamente no campo do número do vertex. Estale ' críam a tecla dos pontos na área da seleção de modalidade do formulário do editor do vertex do laço. • . que o numbering pode mudar enquanto você edita a lista. pronto para seguinte para ser adicionado após ele. e escolha o pline da coluna que passa através do ponto requerido (RBOS ou LBOS. veja o diagrama na seção 5. Ajuste o controle posicionando à pressão do elemento e posicione o vertex na extremidade do feixe que junta a coluna do sentido de V4. ' um Tag do vertex novo ' é adicionado à vista gráfica de modo que você possa verificar a posição proposta. é geralmente mais seguro escolher gràfica um vertex. estale abotoe outra vez. estalam abotoe e escolha a nota de V5. Observe que o vertex novo é agora o vertex atual (etiquetado < 5 >).

Nós moveremos agora as bordas do painel que ligam V4V5 e V8V1 para as bordas exteriores dos feixes.112. Nós especificaremos a posição nova alinhando a borda com o pline apropriado do feixe em que descansa (LTOS no seguinte diagrama). Ainda usando o formulário do editor do vertex do laço. para mover V6. Você pôde encontrá-la mais fácil de ver o detalhe se você comutasse à modalidade do wireline. Repita o procedimento de etapa 111. a seguir repita o processo para V7. V7 e V8 para dar toda round um 10mmclearance. Escolha V6 e mude o raio que ajusta-se do defeito de zero a 15 milímetros. 113. Atualize os dados V6 ao ajuste novo. assim: 114. O resultado final será como segue: (ajuste a vista a Look>Down e a zumbido dentro para ver em detalhe isto. anotando que V6 e V7 devem ser movidos nos sentidos de X e de Y. estale ' a borda seleta para modificar ' a tecla na seleção de modalidade . adicionando ou subtraindo como necessário.) 8.8 bordas moventes do painel às posições novas Assim distante. nós alinhamos as bordas do painel ao longo das linhas centrais das flanges do feixe em que são suportados.

a extrusão negativa representa um volume negativo. 115. 117. isto é. Repita o método de etapas 114 e 115 para mover a borda 8 (V8V1) para a borda exterior de seu feixe suportando. 116. assim: Observe também que os dispositivos na área da linha são agora ativos (eram greyed previamente para fora).as bordas abutting de todos os três painéis para as bordas exteriores de seus feixes suportando (mas não modifique any. Use o mesmo processo mover non -. Nós queremos mover a borda inteira (isto é. Observação como a parte superior do formulário mostra agora o foco atual como a borda 4. e pelo fato que o COMEÇO está etiquetado em letras caixas na vista 3D. assim que em você pode também posicionar elementos do vertex (VERT) para dar forma a um 2D laço (LAÇO) e para expulsar então isto para criar uma extrusão 3D negativa (NXTR).more bordas para caber ainda em volta das colunas. 8. como ilustrado na seção 8. onde fossem usados remover a extremidade da seção para acomodar a junção e para representar furos de parafuso através da junção e da flange de sua coluna possuir. (nós temos encontrado já os volumes negativos usados na definição do catálogo de uma flange aparafusada. A diferença é que. Pelo defeito. um furo. veja a ilustração em etapa . assim que mude a opção ao alinhado. como mostrado pela opção do começo.9 Criando Extrusões Negativas Exatamente na mesma maneira que você posiciona elementos do vertex do painel para definir a forma de um 2D laço do painel e para expulsar então isto pela espessura requerida para criar um painel 3D. nós olharemos outras maneiras de fazer isto mais tarde).2. a modificação seguinte seria aplicada somente à posição de começo da borda. Estes são exemplos de como o formulário muda às circunstâncias atuais do terno. porque seu nome implica. como mencionado em etapa 106. Selecione bordas de Settings>Tag do menu do editor do vertex do laço.a área e escolhe então um ponto no painel perto da borda entre V4 e V5. nós queremos mover simultaneamente V4 e V5). quando a parte mais inferior mostrar as coordenadas do começo da borda (isto é V4) e do comprimento da borda. assim: Escolha o pline de LTOS na borda exterior superior do feixe e estale então a tecla modificar para mover a borda do painel para esta posição.

(os vertices negativos da extrusão são mostrados no itálico para os distinguir dos vertices do painel. Ajuste o update todos os gráficos a sobre e ESTÁ BEM a mudança. a saber: NOTA: Os vertices V1V4 neste diagrama definem a extrusão negativa. embora você possa o mover mais tarde se necessário. estale a tecla de superfície na área dos ajustes do formulário. em nosso caso. sua justificação é ajustada automaticamente para ser a mesma que aquela de seu painel possuir. Para conseguir a justificação e a orientação corretas para a extrusão negativa relativo a seu painel possuir. Nós criaremos a extrusão negativa aonde uma coluna passa com o ponto médio da borda easternmost do painel o maior (isto é. 119.) Uma extrusão negativa é possuída pelo painel através de que o furo é requerido. O exercício continua: 118. completamente) na espessura do painel desta superfície. Nós usaremos esta facilidade criar um furo através da placa de assoalho aonde uma das colunas passa com ela. escolhem então cara superior do painel.85. nós veremos o efeito deste ajuste mais detalhadamente logo). A extrusão negativa terá a mesma forma que aquela criada pelos vertices interposed (V5V8) no diagrama precedente. Settings>Graphics>Representation seleto e o jogo furam drawn fora (nós ajustamos este a sobre em etapa 85.) Observação como a borda exterior da extrusão negativa (V1V2) estende além da borda exterior do painel para se assegurar de que o furo penetre sempre através da borda do painel. . Para ver o volume negativo da extrusão na vista gráfica quando você o cría. Você verá um formulário negativo da extrusão criar (similar ao formulário do painel criar que você usou mais cedo). Similarmente. O furo penetrará (ou.7). Navigate a esse painel (que deve ser o PAINEL 3 na lista dos membros) e selecione a extrusão de Create>Negative. 120. seu numbering é independente dos vertices do painel. a espessura da extrusão negativa deve exceder a espessura do painel para assegurarse de que o furo penetre sempre completamente através do painel. Quando criada. na extremidade oposta da estrutura dos vertices adicionados na seção 8.

Usando toda a combinação dos métodos que você se usou criar e para modificar vertices do painel (seções 8. revert aos furos extraídos na respresentação (veja etapa 119). Para ver o resultado de aplicar o volume negativo representado pela extrusão negativa ao volume positivo do painel. volumes negativos é mostrado enquanto o esboço dá forma na vista gráfica e pode ser escolhido usando o cursor (você deve escolher uma borda visível. como mostrado no diagrama precedente. Esta profundidade grande fará fácil de ver o volume da extrusão negativa uma vez que você a criou: uma profundidade ligeiramente mais grande do que a espessura do painel bastaria normalmente. Observação como a extrusão negativa cría um furo somente através de seu painel possuir. Se você a posicionar corretamente. críe os quatro vertices necessitados definir o furo requerido em volta da coluna. use a opção do menu de Position>Relatively (PERTO) mover verticalmente a extrusão negativa para uma posição onde corte ambas as caras do painel. desde que a aplicação adiciona automaticamente 1 milímetro para se assegurar de que o furo cortasse sempre completamente a superfície referenced do painel.4 e 8. Os ajustes devem agora ser como segue: 121.7). assim: (if. a extrusão negativa aparecerá como um volume do esboço sobreposto no projeto na vista gráfica. 122. . sua cara superior projetar-se-á apenas da cara superior do painel.Ajuste a profundidade do furo (equivalente à espessura da extrusão negativa) a 250. Anote que o plano da origem da extrusão negativa é sua cara inferior. Anote os efeitos do ajuste extraído furos no formulário da respresentação: • quando os furos extraídos estão desligada. Quando criada.not.) 123. alinhe V1 e V2 com a cara exterior da coluna (embora toda a posição além da borda do painel seria satisfatória). não afeta a coluna. como mostrado pelas posições dos dae (dispositivo automático de entrada) gráficos quando você é criador e modificando seus vertices. Introduza um afastamento de 10 milímetros em volta da coluna e ajuste os raios dos dois vertices dentro da área do painel a 15 milímetros. Para a facilidade de posicionar.

talões levantando. janelas. Isso concli a adição dos painéis simples à estrutura estrutural.não uma superfície invisível). Pode ser justificado para alinhar seu plano da origem com a cara superior. Somente seu efeito nos volumes positivos através de que passam é visível. volumes negativos não é mostrado explicitamente na vista gráfica e não pode ser escolhido usando o cursor (embora você pode imóvel navigate lhes que usam os membros alista como o normal). e assim por diante. Tipicamente.to posicionado. os encaixes do painel podem incorporar (ou para consistir inteiramente de) os volumes negativos que representam furos em seus painéis possuir. Na parte seguinte da guia. Como um exemplo. ou a cara inferior do painel ajustando seu atributo da justificação (SJUS). a stylised o manhole pôde ser definido como este: . plano do centro. Seu efeito de remover o material dos artigos (contínuos) positivos no projeto não é mostrado. Um encaixe do painel é posicionado relativo à origem do seu painel possuir ajustando seu atributo da posição (POSI) e oriente sobre uma perpendicular da linha central ao painel ajustando seu atributo beta do ângulo (ESTRONDO). including dois métodos para representar furos nos painéis onde cabem em volta dos membros estruturais. Como com a junção aparafusada que nós usamos mais cedo. manholes do acesso. Use esta modalidade para o trabalho de projeto normal ver uma respresentação 3D realística do modelo do projeto. um painel. • quando os furos extraídos são sobre. 9. o catálogo pôde incluir os encaixes do painel que representam portas. Use esta modalidade ao explicitamente criar ou ao modificar um artigo negativo. nós olharemos maneiras de adicionar os encaixes predefinidos do catálogo aos painéis. e relative.1 Como os encaixes do painel são definidos Um único encaixe do painel (PFIT) é um artigo do catálogo que possa ser usado representar qualquer tipo de entidade geométrica que deve ser possuída perto. 9 Encaixes Usando-se Do Painel Neste capítulo nós introduziremos o conceito dos encaixes do painel e incorporaremos então tal encaixe em nosso projeto para representar um manhole que dá o acesso através de uma placa de assoalho.

centro ou fundo) a ser usado como a referência do alinhamento e a orientação do encaixe relativo a este plano. e escolha um ponto em algum lugar perto do centro da área do painel. Estas opções deixam-no especificar o plano do painel (alto. a seguir aplique o último para criar o encaixe. está posicionado automaticamente na origem de seu painel possuir. Com o PFIT como seu elemento atual.2 Criando um encaixe do painel 124. o encaixe será posicionado na origem de seu painel possuir (como mostrado pelo campo da posição). Navigate ao painel em que você quer introduzir o manhole e selecionar Create>Fittings>Single.Quando você cría um encaixe novo do painel. Selecione a especificação para o acesso padrão. ACCESS_COVER (provavelmente o único artigo na lista). 126. Ajuste a justificação ao alto para fora. APROVE o formulário apropriado da posição da picareta para transferir as coordenadas da posição escolhida ao formulário apropriado do painel criar. Estale ' a tecla da posição da picareta ' ajuste o controle posicionando à pressão dos gráficos ou ao cursor dos gráficos. O encaixe novo do painel é mostrado na lista dos membros como um PFIT possuído pela PLACA. o formulário é ajustado para mostrar o encaixe novo do painel como o elemento atual. 9. Você verá um formulário apropriado do painel criar dar o acesso a todas as especificações apropriadas do painel disponível no catálogo atual. selecione graus de . acesso padrão do manhole. como este: 125. usando o cursor. melhor que estamos modificando a especificação de uma existente. Nós posicioná-lo-emos pelo olho. Pelo defeito. Porque nós estamos criando um encaixe novo do painel. tampa de acesso. Você pode então movê-lo para a posição requerida em algumas das maneiras padrão.

Anote que tal encaixe está posicionado ao longo de sua seção possuir ajustando sua distância do começo da seção (o Zdistance). em resultar modifica formulário apropriado do painel. (a orientação do defeito tem o ângulo beta ajustado a zero. Uns encaixes mais complexos podem ser representados por Composto Encaixe. Nós não olharemos explicitamente nestes no exercício. Modify>Fitting seleto e. Para ver os efeitos de mudar a justificação. Você pode querer experimentar com os estes você mesmo comutando à aplicação dos feixes & das colunas. tenta cada uma das opções da justificação por sua vez. NOTA: As seções podem também possuir os encaixes (FITTs melhor que PFITs neste caso) que podem servir a uma escala similarmente larga das finalidades. Você verá um exemplo de como estes podem ser usados quando nós olhamos penetrações no capítulo seguinte. veja o apêndice D.5 para alguns exemplos.Orientate>ss Angle>90 para girar o encaixe dentro do plano do painel. Restaure qualquer justificação que você pensa é o mais apropriado antes de demitir o formulário. . cada um de que pode possuir um jogo de Subfittings.) 127. mas os princípios similares aplicam-se a suas criação e manipulação. Zumba em e olhe ambas as caras do painel para ver como a peça negativa do encaixe cría o furo de acesso necessário.

Os tipos do elemento usados representar uma penetração do painel são como segue: • o ponto ao longo de uma tubulação em que passa com uma penetração é representado por um elemento do acessório (ATTA) possuído pela filial apropriada. • o ponto ao longo de uma seção em que passa com uma penetração é representado por um elemento (FITT) apropriado.1 Como uma penetração é definida Cada tipo de penetração é um artigo selecionável do catálogo cujas as dimensões parameterised de tal maneira que podem ser derivadas automaticamente das dimensões do componente que passa através do furo. Tal penetração pode ser usada onde as tubulações ou as seções passam através de um painel. Quando você cría uma penetração do painel. como este: estes diagramas mostram somente as únicas penetrações.referências entre o ATTA ou o FITT e o CMPF/SBFI. com algumas limitações. do afastamento para permitir todas as exigências especiais da geometria de projeto local.10 Penetrando Um Artigo Com O Outro Diversas das aplicações do projeto incluem o conceito de uma penetração para permitir que um ou mais artigo passe com um outros tais que há uma ligação lógica entre o penetrante e os artigos penetrados (no contraste por exemplo a uma extrusão negativa que possa ser posicionada e calculado as dimensões independentemente de todo o artigo que passam com ele ou com qual passar). Para uma penetração múltipla. • o ponto em que uma penetração é posicionada através de um painel é representado por um elemento composto do encaixe do painel (CMPF) que possua um Subfitting separado (SBFI) para cada artigo penetrante associado. através de uma seção. ou. Neste capítulo nós usaremos esta facilidade mostrar contudo uma outra maneira de criar um furo em um painel aonde uma seção passe através dela. onde cada CMPF possui apenas um SBFI. 10. cada . a aplicação ajusta acima a cruz -. Você pode modificar as dimensões finais especificando as distâncias etc.

129. mostrando os dois métodos usados assim distante permitindo que as colunas passem através dos painéis: Nós adicionaremos agora uma penetração. Selecione A Penetração De Utilities>Steelwork. Isto começa o subapplication da penetração do steelwork. Este formulário requê-lo especificar quatro tipos de dados: • se a penetração deve permitir um único artigo penetrante ou artigos múltiplos. 10. Você verá um formulário das penetrações da seção criar. o outro alcança aquelas funções específicas ao projeto da penetração. Ambos os menus são ativos: um dá o acesso às funções gerais do projeto do steelwork. 128. como indicado no diagrama acima. selecione Create>Penetration. 130.CMPF possuiria um SBFI para cada tubulação ou seção penetrante. • como você quer identificar o section(s) que devem passar com a penetração (os artigos penetrantes).2 Criando uma penetração do steelwork Nosso modelo do projeto olha atualmente como este (membros apoiando e manhole omitido para maior clareza).) Para nossas finalidades atuais. cuja a barra de menu será indicada além aos feixes & ao menu existentes da aplicação das colunas. assim que mude à aplicação dos feixes & das colunas. Você pode criar uma penetração para uma seção através de um painel da aplicação dos feixes & das colunas ou dos painéis & chapeia a aplicação. isto é. A escolha depende de que elemento deve ser dominante em determinar a posição e a geometria da penetração. se é a seção ou o painel que deve ser considerado como o proprietário da penetração. assim que nós seremos concernidos com especificar um FITT e um SBFI para cada penetração. nós consideraremos somente o exemplo de uma seção estrutural que passa através de um painel. para permitir que a coluna passe através do canto do painel 1. Aqui nós queremos a penetração ser possuídos pela seção. D como você quer identificar o panel(s) através de que a penetração deve passar (os artigos penetrados). Do menu da aplicação da penetração do steelwork. .

e confirme-se a criação da penetração. Você verá agora um formulário da lista do artigo da penetração. Quando alertado ' identifique os artigos que penetram '. assim que a diferença aqui é mais menos significativa do que quando você tem diversas penetrações.o proprietário alista todo o FITTs para cada seção. . assim: • (nós temos somente uma única penetração. A lista scrollable superior age enquanto os membros específicos alistam para a seleção rápida de.) Selecione Artigos Penetrantes -. Ajuste os defeitos: Opção do Spec.listas unidas todo o FITTs para cada painel (agrupado por CMPF). A lista média. às penetrações. Ajuste os elementos a ser penetrados e os elementos que penetram opções para escolher usando o cursor. Você será alertado ' identifica o artigo a ser penetrado '. Ajuste a confirmação antes de tecla penetrante a sobre e o clique aplicase. mostrando que você identificará cada artigo individualmente escolhendo o na vista gráfica. etiquetada artigo penetrante. como etiquetado na vista 3D. mostra os ajustes relevantes do atributo para o FITT atual (como selecionado na lista superior). Deixe a opção da mostra ajustada aos artigos. Certifique-se de que o ponto escolhido da interseção esteja correto. os elementos relevantes às penetrações. Desde que nossa penetração é possuída pela seção melhor que pelo painel. SBFI). as opções trabalham como segue : Artigos penetrantes -. Mostra todos os ajustes dos dados relevantes ao artigo penetrante (FITT) e ao artigo penetrado (ou ao furo. escolhem a coluna e escapam do alerta seguinte.Proprietário.a especificação do defeito da penetração do catálogo que deve ser usada (a primeira penetração na especificação selecionada será usado pelo defeito). e navegação a. Artigos penetrantes -. Escolha o painel e escape do alerta seguinte. Indica os artigos penetrantes e penetrados em um formato (recortado) hierarchic. isto é indicado automaticamente de modo que você possa terminar a especificação dos elementos da penetração. 131. Ajuste a opção do tipo da penetração à única penetração. É nesta lista que você seleciona os ajustes que você quer modificar. Os controles da opção da lista como a hierarquia é classificada.

Ajuste a justificação a NAL ou a NAR (não importa que). Deixe o X -. PENI/RECT. assim que SpecRef seleto nesta lista (> o símbolo mostra que esta é uma entrada editable).offset e Y -. Seus ajustes relevantes do atributo aparecem como segue: Nós queremos ajustar a especificação. selecione as seções de aço. assim que selecionamos isto na lista superior. O Zdist(ance).A lista mais baixa. nós devemos agora fazer o mesmo para a peça que se relaciona ao painel penetrado (o CMPF e seu SBFI). etiquetada informação do furo. Estale a tecla das propriedades. Nós temos somente um FITT que nós podemos modificar. seções de aço. Você verá um formulário da lista da penetração. Inteiramente especificando a parte da penetração que se relaciona à seção penetrante (o FITT). que determina a posição do encaixe ao longo de sua seção possuir. Resultar modifica propriedades que o formulário o deixa ajustar a geometria local para o encaixe (similar à maneira em que nós especificamos detalhes comuns em etapa 84). é ajustado automaticamente das coordenadas calculadas da penetração. Quando você terminou ajustar a especificação para o FITT. deixe este valor como aparece. Deixe o ângulo beta (que determina a orientação do encaixe sobre a seção) no valor de defeito de 0. 132. Estes dados são mostrados para a referência somente. de modo que o encaixe seja centrado na linha central neutra da seção. 133. retangulares. APROVE estes ajustes e aplique o formulário apropriado modificar. mostra os ajustes relevantes do atributo para o SBFI qual referenced do FITT atual.offset ajustado a zero. O formulário resultante da exposição da penetração deixa-o especificar se você quer modificar artigos penetrantes ou penetrados: selecione furos da penetração da lista e o clique aplica-se. Você verá um formulário apropriado modificar. Da lista das especificações apropriadas indicadas.afastamento a 20 de modo que o encaixe estenda além das extremidades da seção por 20mm em cada sentido. Ajuste o X -. Ajuste o navigate na tecla da seleção em todo o artigo escolhido na lista superior então transformar-se-á automaticamente o elemento atual na lista normal dos membros. nós veremos como modificá-los mais tarde. Isto é muito similar ao formulário da lista do artigo da penetração que você se usou na etapa .afastamento e Y -. demita o formulário da lista do artigo da penetração e seus formulários associados. Navigate ao painel e selecione Modify>Penetrations do menu da aplicação da penetração do steelwork.

nós necessitamos assegurar-se de que esteja alinhada corretamente com o FITT de que deve derivar alguns de seus ajustes. assim que as definições de owner/attached foram invertidas quando comparado com as listas equivalentes mostradas em etapa 131: Anote que a lista média mostra agora a informação do furo pronta para a modificação. Neste caso. Do menu da aplicação da penetração do steelwork. Selecione o SBFI na lista superior. selecione Modify>Copy como a referência. Para fazer isto. Embora você poderia se ajustar X -. quando a lista mais baixa mostrar agora dados penetrantes do artigo para o FITT referenced. As listas ' da navegação ' olham agora como esta. 136. Selecione SpecRef na lista média para mostrar ao painel modificar formulário apropriado. retangulares.precedente. Antes que nós modifiquemos a especificação do SBFI. PENH/FITT/RECT2.comprimento e Y -. o efeito deve ajustar as dimensões de X e de Y do SBFI para ser compatível com os aqueles do FITT. 135. 134. Deixe todas as propriedades em seus valores de defeito de zero e de OK/Apply os formulários para ajustar o SpecRef. Para verificar isto.comprimento explicitamente para combinar aqueles do artigo penetrante. há uma maneira mais fácil de fazer isto copí os dados automaticamente do artigo referenced (a saber o FITT). do menu da aplicação da penetração do steelwork. Ajuste a especificação para furar penetrações. exceto que as listas estão baseadas agora nos dados de CMPF e de SBFI melhor que os dados de FITT. selecione Position>Align com o Ref. olhe os ajustes dos dados da referência mostrados na lista da informação do furo no formulário da lista da penetração: . fure as penetrações. Estale as propriedades abotoam-se para indicar as propriedades modificar dão forma para as dimensões do furo. O efeito deve mudar os atributos do SBFI atual para combinar os ajustes correspondentes do FITT a que consulta.

Na parte seguinte do exercício. nós olharemos algumas maneiras de verificar o modelo do projeto e de outputting alguns dados de projeto derivados dos ajustes da base de dados. Feche todos os formulários que relacionam-se às penetrações e zumba dentro para uma inspeção próxima da penetração nova.137. Excepto seu projeto muda para conclir esta parte do exercício. .

Neste capítulo nós olharemos uma destas facilidades verificar. assim que não importa que a aplicação você está usando atualmente. A extensão de Clashing as.well. O primitivo de • com OBST=0 representa um volume livremente acessível e é ignorado para finalidades verificando do clash.11 dados de projeto verificando e outputting Para assegurar a integridade máxima do projeto.as distinguir entre artigos clashing duros e do soft. Finalmente. tal como um feixe de aço ou uma embarcação da planta. Estas categorias são: Clash físico de • A: a sobreposição primitiva dos volumes por mais do que uma quantidade especificada. Toque de . da área de superfície e dos cálculos do peso). a utilidade verificar reconhece três categorias de clash entre elas. dependendo de como distante os dois primitivos intrude em cada outro espaço alocado. a saber o método de verificar para ver se há clashes (interferências spatial) entre elementos do projeto. • A que a obstrução macia (OBST=1) representa um volume que não sejam contínuo mas que necessita ser mantido claramente para o acesso. 11.1 Verificar para ver se há clashes Os tipos de clash identificados dependem de dois fatores: • os níveis da obstrução dos elementos clashing • o toque e a obstrução atuais das tolerâncias do afastamento nivela todos os primitivos do projeto e todos os primitivos do catálogo têm um atributo da obstrução (OBST) que defina o tipo físico de obstrução que o primitivo representa: A obstrução dura de • A (OBST=2) representa um objeto rígido e impenetrable. Isto significa geralmente que uma interferência definitiva existe. NOTA: As facilidades que nós estaremos usando aqui estão disponíveis dos feixes & das colunas e dos painéis & chapeiam aplicações (de todas as aplicações do projeto. as aplicações estruturais deixam-no verificar os dados em diversas maneiras de modo que todos os erros potenciais sejam extraídos a sua atenção. e a criação de um lote que mostra a disposição estrutural. no fato). nós olharemos três maneiras de outputting os dados de projeto derivados do modelo estrutural: a geração de um relatório tabulated que mostra o material requerido para construir o projeto (categorizado pelo perfil da seção). a análise de algumas propriedades maciças dos membros do steelwork (centro de gravidade.

clashing e os artigos da obstrução são mostrados em cores contrastando na vista gráfica (duas máscaras do vermelho. Isto pode simplesmente significar que um artigo está descansando em cima de outro como pretendido. você pode restringir a lista da obstrução a alguns elementos específicos e/ou você pode especificar um volume 3D (os limites do clash) dentro de que verificar do clash deve ser confinado. que você pode querer investigar. Para controlar a quantidade de verificar realizada em uma base de dados grande. ou pode indicar um problema. Isto representa ' perto da falta '. . um clash é relatado • se os artigos sobrepuserem menos por de 5mm. Os artigos que não estão na lista da obstrução são ignorados durante o clash que verifica operações. um toque é relatado • se os artigos forem separados mais por de 2mm mas menos de 8mm.A: os primitivos sobrepõem por menos do que a quantidade necessitada causar um clash ou são separados em seu ponto mais próximo por menos do que uma distância especificada. Afastamento de • A: os primitivos são separados em seu ponto mais próximo por mais do que a quantidade necessária constituir um toque mas mais menos do que uma distância especificada do afastamento. Para destacar as posições onde os clashes são encontrados. pelo defeito). • Estas três classes são ilustradas abaixo para as especificações do clash: Limites do toque: sobreposição de 5mm ao limite do afastamento da abertura de 2mm: 8mm de modo que os seguintes critérios se apliquem: • se os artigos sobrepuserem mais por de 5mm. a lista da obstrução inclui todos os elementos na base de dados. Pelo defeito. de modo que cada elemento para ser clash verificado seja testado de encontro a cada outro elemento. nenhuma interferência é encontrado • O processo da deteção do clash cada elemento que deve ser verificado para ver se há clashes tem sua própria geometria verificada de encontro àquela de todos elementos restantes que são especificados por uma lista atual da obstrução. um toque é relatado • se os artigos não sobrepuserem mas forem separados menos por de 2mm. um afastamento é relatado • se os artigos forem separados mais por de 8mm.

selecione Settings>Clasher > Obstruction>List. Para ver um sumário de todos os clashes encontrou. e da posição calculada em que o clash foi diagnosticado. Para estudar em detalhe todo o clash. O formulário do detalhe do clash mostra a extensão do clash.o clash (HH) duro em ambos os pontos onde o painel tem uma coluna passar através dele. Pense sobre meaning de cada ajuste mostrado (consulte à introdução precedente. selecione a linha correspondente na lista do clash e selecione então Query>Clash>Detail. Para fazer assim. Navigate ao painel que você quer verificar e selecionar Utilities>Clashes.um toque duro duro onde o painel descanse em cada um de seus sete feixes suportando e onde abuts o painel adjacente. 141. Nós verificaremos o painel westernmost (PAINEL 1) para clashes de encontro a todos elementos restantes na estrutura do teste. Settings>Clasher seleto > opta para indicar o formulário dos defeitos do clash. 140. A lista da obstrução do defeito (todos os elementos na base de dados atual do projeto) incluir-nos-á a estrutura regular criada no capítulo 6. Você verá -. Remova todas as entradas atuais e adicione então a estrutura/TESTFRMW. das identidades dos artigos clashing e de obstrução. Observação como os artigos clashing são destacados em cores diferentes na vista gráfica. assim que deve editar a lista para remover isto. e um duro -. que se relaciona aos projetos do encanamento somente). a direita -. selecionam Query>Clash>Summary do menu do formulário. ignore a referência ' à filial '. Você verá um formulário dos artigos da obstrução de Add/Remove que seja usado em uma maneira similar ao formulário de Members+Draw (como introduzido em etapa 12). A esquerda -. Você verá um formulário da exposição do clash. quando terminado. Selecione o CE de Control>Check da barra de menu do formulário para funcionar o clash que verifica o processo e. .138. estude a lista do clash que mostra todos os clashes encontrados. 139.entregue a lado de controles deste formulário o clash que verifica o processo. no detalhe. O formulário sumário resultante mostra o número total dos clashes em cada categoria: Anote. Para ver o que estes são.o lado da mão consiste em uma vista 3D em que você pode olhar em detalhe em todos os clashes diagnosticados. Nós começaremos usando os defeitos para todo o clash que verificamos ajustes. cancele então o formulário. que não há nenhum clashes onde o painel foi modificado para caber em volta das colunas.

mas é muito útil quando você quer adicionar alguns artigos novos a um projeto existente que esteja verificado já para ver se há clashes. sua especificação pode ser conservada para o uso futuro no formulário de uma lima do molde do relatório. Uma vez que tal relatório foi projetado. 11. que no caso este é o método que você se usaria normalmente na prática.fora da lista para cada tipo do perfil de aço usado em nosso projeto.Mudar estas cores.. (você usará provavelmente seus moldes do padrão de companhia para a maioria de relatórios de qualquer maneira. • alguns encabeçamentos e footers que deverem aparecer no alto e no fundo de cada página. . • o comprimento de página (se o relatório deve ser paginado).o molde preparado que outputs uma tomada material -. Isto pode retardar abaixo o progresso quando você está adicionando muitos elementos novos. A experiência com algumas das outras opções nos menus da exposição do clash e fecha então o formulário. 142. mas nós olharemos os resultados do processo usando a pre -. para indicar os defeitos do clash dá forma outra vez (como em etapa 138) e escolhe as cores que você quer se usar. D a disposição de página. dos títulos de coluna. including o número e as posições das colunas. Você verá um browser da lima alistar todas as limas no diretório de relatório atual (especificado por seu administrador de sistema como a parte do ajuste do projeto -. • Cada relatório pode customised especificando algum ou todo o seguinte: onde a saída deve aparecer (na tela ou em um pronto da lima para imprimir). etc.) 143. • algum encabeçamento introdutório que dever aparecer no começo do relatório. • os critérios de seleção que definem que os ajustes dos dados devem ser incluídos no relatório. NOTA: Se a auto tecla do clash for ajustada a sobre.acima do procedimento). As maneiras em que você define como um relatório dado deve ser gerado e apresentado seja além do espaço deste exercício. Selecione Utilities>Reports>Run para iniciar o processo de relatório. assim: cada elemento novo que você cría está verificado imediatamente para ver se há clashes enquanto o projeto é construído acima.2 Gerando um relatório de saída dos dados A utilidade de relatório deixa-o ler tipos selecionados de informação da base de dados do projeto e apresentar a saída em um formato tabulated conveniente.

. Para funcionar o relatório definido pelo molde escolhido. Quando você APROVA o browser da lima para especificar o molde. Todas as limas com um sufixo do tmp são moldes do relatório. a massa e a posição do centro de gravidade (CofG) de um artigo estrutural de um conhecimento de sua geometria e das propriedades do material de que é feito. e que parte da hierarquia da base de dados deve ser lida ao extrair os tipos requeridos de dados. (não se preocupe se a parte do título parecer imprópria para seu projeto. desde que nós queremos alistar a tomada material -. Deixe o texto do nome de arquivo -.3 Perguntando Propriedades Maciças Você pode calcular a área de superfície. você deve especificar duas coisas (como determinado pelas réguas dentro do molde): onde o relatório deve aparecer. Estale ESTÁ BEM no browser da lima. Selecione steel_mto. para o exemplo: O peso bruto de . entram/TESTFRMW. o volume.caixa. que foi projetado produzir uma tomada material -. este fraseio é escrito no molde simplesmente como um exemplo do tipo de título que você pôde querer se usar.encaixote vazio (que emitirá o relatório à tela automaticamente). A saída tabulated do relatório será indicada em uma janela da saída do comando que seja aberta automaticamente. 145.fora para o todo do modelo do projeto. APROVAÇÃO do clique para funcionar o relatório.Selecione.) 11. como esta: Este relatório mostra o comprimento total do corte para cada um dos perfis de aço usados no projeto e no número dos comprimentos em que cada perfil é dividido.fora do relatório para seções do steelwork. o diretório dos \reports\templates. No texto da hierarquia -. 144. um formulário dos detalhes do relatório aparecerá que o deixe fazer este..tmp. O cálculo pode ser ajustado para derivar um resultado bruto ou líquido.

nós especificaremos primeiramente o material para cada elemento estrutural em nosso modelo do projeto e usaremos então estes dados derivar alguma massa -. painéis etc. Ajuste a opção superior ao CE (ainda no nível do subframework). junto com a posição do centro de gravidade. .detalhes relacionados.00 Kg/M3) e o clique aplica-se. Está a uma densidade material que seja a propriedade significativa usada nos cálculos maciços. A área de superfície. Estes dados são apropriados para o custo material que estima etc. o volume e a massa brutos calculados para o subframework inteiro serão mostrados na lista maciça das propriedades. Estes são além do espaço desta introdução e nós usaremos os níveis do defeito durante todo este exercício. assim que navigate primeiramente ao subframework TESTSBFR e selecione então o menu do fromthemain de Modify>Material. o planeamento etc. (a maneira detalhada em que a geometria positiva e negativa é usada nos cálculos é determinada pelos ajustes do nível da respresentação. encaixes.). O centro de gravidade será etiquetado também na vista gráfica. 147. GR275 seleto (densidade 7850. Nós especificaremos o mesmo material para todos os artigos estruturais (seções. Nas etapas seguintes do exercício. junções.) Dos materiais aliste. Deixe o jogo da opção ao CE e ajuste a cascata material a toda a prole a sobre. etc.está a um peso do material necessitado antes que toda a geometria negativa (tal como preparações da extremidade) esteja aplicada. • . apropriado é especificada ajustando o atributo de SpecRef do elemento do projeto para consultar a uma entrada em uma base de dados do catálogo (como explicado na seção 5. A estrutura inteira será destacada na vista gráfica para mostrar que todos os elementos do projeto estiveram selecionados para a modificação ao material selecionado. Confirme a mudança. ajuste a opção dos resultados para gross. e o clique aplica-se. 146. de uma junção.1). Selecione Propriedades De Query>Mass. O peso líquido de • está a um peso do material depois que toda a geometria negativa é aplicada. Estes dados são apropriados para determinar como -. (a última vontade ajustou o MatRef para todos os elementos abaixo do subframework atual ao material selecionado automaticamente.pesos construídos para os cálculos do carregamento. Você verá um formulário material do jogo alistar todas as especificações materiais disponíveis na base de dados das propriedades. Você verá um formulário maciço das propriedades que o deixe fazer todos os cálculos necessários baseados na densidade material atual. assim que em suas propriedades materiais são especificados ajustando seu atributo material da referência (MatRef) para consultar a uma entrada apropriada em uma base de dados das propriedades.) Na mesma maneira que a geometria de um perfil da seção. do transporte.

) 11. Para que as facilidades extraindo para aplicar as réguas corretas para representar artigos estruturais. O atributo usado para esta finalidade é o atributo da função da zona do pai.148. Mude a opção dos resultados à rede. 149. 151. Quando as aplicações do ESBOÇO foram carregadas de suas limas macro.4 Traçando o modelo do projeto O módulo do desenho de PDMS fornece facilidades muito poderosas gerando anotado e os lotes calculados as dimensões do todo ou uma parte do projeto modelam. Selecione a linha da função na lista. O atributo da função dirá provavelmente unset. Anote a diferença entre os pesos líquidos e brutos calculados. nós devem ajustar um atributo do projeto que diga ao módulo extraindo como interpretar os dados de projeto. etc. e executa cálculos similares para artigos ou grupos individuais dos artigos que você escolhe usando o cursor. painel cortado -saídas. ao módulo extraindo do ESBOÇO. você verá a barra de menu geral do ESBOÇO e a barra da ferramenta.. (escape do uso para terminar cada seqüência da colheita na maneira usual. Edite o texto para substituir unset por Steelwork. Nós devemos agora comutar do módulo do PROJETO. esta diferença pequena é devido ao material removido para permissões comuns. que nós nos temos usado criar o modelo do projeto. e uma 2D janela vazia da vista (a exposição principal. 150. OK/Apply as mudanças. Você verá um formulário pequeno da função mostrar o ajuste atual. o clique aplica. Ajuste a opção superior à picareta. é este ajuste que nós necessitamos mudar. Você verá um formulário dos atributos modificar alistar os ajustes atuais para a zona. Selecione Limas De Design>Modules>Draft>Macro. Nós usaremos apenas uma parte pequena deste poder produzir um lote isometric de nossa disposição estrutural usando ajustes de defeito somente. ajuste a adição para alistar a tecla a sobre (de modo que você pode comparar o resultado seguinte com existente na lista). e o clique aplica-se outra vez. assim: . Navigate à zona que você criou na etapa 6 (/TESTZONE) e Modify>Attributes seleto. analogous à vista 3D que nós temos usado no PROJETO).

As partes da hierarquia com que nós somos concernidos aqui são como segue: .Nós devemos em seguida ajustar acima uma hierarquia administrativa para definir como os lotes devem ser armazenados (em um projeto real este seria feito provavelmente para você já).

Referência ajustada da folha do revestimento protetor de • à referência e ao selecionam/DRA/MAS/BACKS/MET/A4_Land. Os ajustes devem agora olhar como este: . • deixa todas as definições da pena. testes padrões do portal e terminais em seus ajustes de defeito. Isto aplicará beiras e áreas de dados padrão a todos os desenhos criados neste departamento. • das opções da referência de Ruleset. Para ajustá-los.152. No último formulário: • seleciona o tamanho extraindo da folha A4 (a nota que isto ajusta a largura e a altura automaticamente). Os atributos ajustados no nível do departamento são sidos conectados em cascata para baixo a todos os níveis mais baixos. Selecione Create>Department e nomeie o elemento STRUCDEPT. selecionam/DRA/PRJ/REPR/GEN/STRU. APROVAÇÃO do clique você verá agora um formulário da informação do departamento. estale os atributos abotoam-se para indicar um formulário dos atributos do departamento.

Isso termina o ajuste acima da hierarquia extraindo da administração.O clique de • aplica-se. Você verá um formulário de registo criar. O jogo cría extrair a sobre e seleciona-o explicitamente. a seguir demite-se. Nomeie o registro STRUCREGI e a APROVAÇÃO que do clique você verá um formulário da informação do registro. 154. O clique aplica-se. nós estamos agora em uma posição para definir o índice de uma folha extraindo pronta para a visão e traçar.nos dados. 153. Anote que a data e extraído por entradas está derivada automaticamente de seu registro de sistema -. . Nomeie a APROVAÇÃO que extraindo de STRUCDRWG e de clique você verá um formulário extraindo da definição. Certifique-se de que a tecla do registro criar no formulário da informação do departamento esteja ajustada a sobre e ESTÁ BEM este formulário. Anote que todos atribuem ajustes para o registro estiveram copí de seu departamento possuir (todo o atributo individual foi conectado em cascata nesta maneira pode overwritten em um nível mais baixo se requerido). APROVAÇÃO Do Clique. Você verá um formulário criar DRWG. Incorpore o título como a vista estrutural. demite-se então.

Para modificar isto à escala padrão menor a mais próxima. quando alertada.155. e ajuste o sentido a ISO3 (selecione isto que usa as opções do dispositivo médio do sentido). Um formulário user-defined da vista será indicado.cantos direitos da área extraindo dentro da disposição da folha do revestimento protetor. 156. a picareta aponta justo dentro do alto -. são aplicados à folha no formulário de vistas individuais. selecione Frame>Size>Cursor do menu user-Defined da vista e. Nós traçaremos uma única vista na folha. O clique aplica-se para executar o cálculo novo da escala. estale a tecla a mais próxima. No formulário user-defined da vista. ajuste o tipo à linha escondida global. O clique aplica-se. O part(s) do modelo do projeto que devem ser traçadas é especificado por meio de um drawlist (similar à maneira em que o índice de uma vista 3D foi especificado no PROJETO). incorpore o título como a vista ISO3. extraídos diretamente da base de dados do projeto. Os dados de projeto detalhados. e um retângulo do defeito será adicionado à exposição principal à mostra onde os dados de projeto para esta vista serão traçados. Selecione Graphics>Drawlist do menu user-Defined da vista para indicar o formulário da gerência de Drawlist. Selecione Create>Sheet>Explicitly e APROVAÇÃO o formulário criar SHEE. A vista principal da exposição mostrará a folha do revestimento protetor especificada em etapa 152. assim que nós resize primeiramente a área da vista do defeito para encher o espaço disponível. Anote que todos os ajustes estiveram sidos conectados em cascata para baixo do nível do departamento.definido e APROVADO o formulário resultante. a seguir demite-se. Na lista de referência os membros alistam. Estale primeiramente a auto tecla da escala no formulário e na observação user-Defined da vista como a escala precisamente calculada é indicada no texto adjacente -. navigate ao subframework que prende o modelo do projeto (/TESTSBFR) e estalam a tecla da adição para adicioná-la ao drawlist. Nós devemos agora ajustar a escala do desenho de modo que os ajustes modelo traçados da respresentação sensibly na área disponível na folha. Você verá também um formulário da definição da folha.caixa.à esquerda e fundo -. Os ajustes finais olharão algo como este: . Selecione Create>View>User -. A escala padrão escolhida será indicada agora (por exemplo 1/200). Para fazer assim.

e adicione toda a .E stale a tecla do projeto do update para traçar o element(s) do drawlist na exposição principal na escala escolhida. embora a escala cheia das 2D facilidades esboçando disponíveis seja extensiva. permitindo que você adicione o cálculo de dimensões e etiquetando os dados derivados diretamente do modelo do projeto. assim: Isto é tanto quanto nós iremos com o esboço neste exercício.

cuja a rota é especificada nos termos de uma seqüência dos pontos do spine do membro (POINSP) e das curvas. Este trajeto é representado por um elemento do spine. A fim fornecer alguns pontos de referência para o uso ao distribuir uma seção curvada. a geometria de que é definida varrendo um 2D perfil do catálogo ao longo de um trajeto. restrita a um arco de um círculo (até um círculo cheio). 12. compreendendo algum número de . capítulo. No seguinte. e final.1 Como Curvadas PDMS Representa Seções Os artigos estruturais curvados são representados pelos elementos de Genérico Seção (GENSEC). possuído pelo GENSEC. nós olharemos algumas das facilidades disponíveis para criar e modificar algum projeto estrutural não-linear. Uma seção curvada mais geral. 12 Adicionando Algum Steelwork Curvado Assim distante nós construímos nosso modelo do projeto inteiramente das seções retas do steelwork. Para o exemplo: O menu da aplicação dos feixes & das colunas fornece opções criando duas versões do GENSEC: Uma seção do anel. nós construiremos uma grade trabalhando provisória.outra 2D anotação específica que você requerer. compreendendo dois pontos do spine separados por uma única curva. Neste capítulo final nós adicionaremos algumas seções não-lineares.

nós criaremos uma seção semicircular do anel que se projete para fora de nossa estrutura existente. Na aplicação dos feixes & das colunas.pontos e de curvas do spine. como esta (somente as seções mostradas. . com justificação. não os painéis): 157. ajuste a especificação do perfil de defeito ao ângulo padrão. 70x70x10. igual britânico. e será suportada de abaixo por duas seções retas.2 Criando uma plataforma semicircular A fim demonstrar os princípios. As extremidades da seção do anel serão posicionadas perto das extremidades do feixe topmost na extremidade ocidental da estrutura. 12.0. a linha do membro e a linha comum ajustaram-se toda ao NA.

selecione Create>Sections>Ring. embora a configuração atual seja adequada para nossa finalidade atual. O diâmetro do círculo será derivado automaticamente da distância entre as primeiras duas posições. No formulário do painel criar. se você desejar.aponte e escolha o pline do TOS do feixe mais baixo. O terceiro alerta diz que ' defina. Para definir o começo da seção do anel (o alerta diz que ' defina. o ponto de controle '.) 159. Você necessitará provavelmente unset as réguas da colheita do pline (zumbido de Settings>Pick Filters>Plines)and dentro muito perto de distingue entre os plines. Ambas as seções terão o mesmo ponto do começo. o segundo ponto '). para escapar-se então. assim que no método ajustado formulário da corda da seção ao radial. Selecione Create>Sections>Straight. Selecione Create>Panel. estale ' a tecla do diâmetro derivado ' (quarta tecla. Nós não queremos criar um círculo cheio. Nós queremos a seção do anel encontrar-se em um plano horizontal e curvar-se para o oeste.. ajuste a espessura a 20 e a justificação ao . Nós definiremos o trajeto da seção (o spine do GENSEC) escolhendo as duas posições em suas extremidades mais um terceiro ponto que especifique como o arco é dirigido (isto é. mid -. ajustou o controle posicionando a Pline.. as teclas em que fornecem muitas maneiras diferentes de especificar a geometria da seção. O ponto que você escolhe determinará o plano em que a seção do anel se encontra (o plano através de todos os três pontos) e o sentido em que a seção se curva (depende da posição do terceiro ponto relativo à linha juntar os primeiros dois pontos). use o mesmo procedimento no fim do norte do mesmo pline. Você verá um formulário da seção do anel. Você pode. Da barra de menu principal. (isto tem a mesma elevação que o pline do NA e se encontra a seu oeste. Ajuste o controle posicionando a Pline. Mude aos painéis & chapeie a aplicação. Nós terminaremos a plataforma semicircular posicionando uma placa de assoalho dentro da seção suportando do ângulo. o primeiro ponto ').158. segunda fileira). e que suportam a seção do anel em pontos equispaced ao longo de seu comprimento (como mostrado no diagrama precedente).. para ajustar o controle posicionando ao elemento.o ponto do feixe abaixo da seção do anel. se se curva para o leste ou o oeste). Para posicionar as extremidades superiores das duas sustentações. aproximadamente um third de seu comprimento de cada extremidade.. Para fazer isto.. 160. Para definir a extremidade (o alerta diz que ' defina. distance 100 e escolheu-os perto do fim do sul do pline do NA do feixe. assim que ajuste a definição do círculo: Arco a sobre. assim que escolha algum ponto no pline de NAR do feixe.. Nós criaremos agora duas seções que retas que funcionam do mid -. para fraction 3 e escolher duas vezes a seção do anel. modifica as seções do ângulo a uma geometria mais realística da elasticidade em suas extremidades.

Estale ' o arco derivado que passa através da tecla de três pontos Escolha os três pontos que definem o limite do painel como segue: • Primeiro ponto de S: pressão a um fim de GENSEC.trajeto curvado. A vista 3D mostrará um círculo. • Ponto de S segundo: pressão a mid -.centro. assim: . Estes vertices são posicionados assim: 12. nós posicionará um feixe aéreo da pista de decolagem ao longo da extremidade do sul da estrutura. embora você escolha somente três pontos. Escape do alerta seguinte. Observe que. a mensagem ' 4 vertices definidos ' está mostrada.ponto de GENSEC.3 Criando um feixe da pista de decolagem com as curvas múltiplas Demonstrar como você pode criar e modificar uma seção que siga multiplicar -. Nós definiremos o limite do painel escolhendo os pontos em torno da forma que da seção do anel (GENSEC) cuja deve seguir. a metade de que segue a seção do anel. como um dae (dispositivo automático de entrada) da construção. • Ponto de S terceiro: pressão ao outro fim de GENSEC.

A posição do defeito de sua orientação do plano do centro e é mostrada pelo quadrado azul na vista 3D. Z é U. Deixe a orientação como é (Y é N. (a grade se comporta como se é do tamanho infinito. nós criaremos primeiramente uma grade trabalhando horizontal como um dae (dispositivo automático de entrada) trabalhando (como mostrado no diagrama). X é E). selecione a grade de Define>Linear. com uma grade opcional sobreposta no plano para ajudar-lhe posicionar picaretas gráficas sem necessitar consultar às partes existentes do modelo do projeto. este ajuste controla somente o tamanho da grade mostrada na vista 3D. você quereria provavelmente interpose ganchos ou flanges aparafusadas para suportar o feixe da pista de decolagem. Para fazê-lo mais fácil de posicionar os pontos e as curvas que definem o spine do GENSEC. Na prática. 12. Dos feixes & do menu da aplicação das colunas. e a posição e a orientação do plano da grade. Ajuste o X e Y que espaçam a 1000 e incorpore o número de linhas visíveis como 40.o formulário linear da grade deixa o definir o número e espaçar das linhas de grade. para a conveniência. Do menu do formulário plano trabalhando.) 162. O plano trabalhando resultante .1 Definindo uma grade trabalhando 161. O formulário plano trabalhando resultante deixa-o definir um plano em que todas as picaretas gráficas serão projetadas. selecione o plano de Utilities>Working.A cara superior do feixe da pista de decolagem.3. Nós queremos a elevação do plano estar nas caras mais baixas dos . será posicionada de encontro às caras mais baixas dos feixes de que é suspendida.

ajuste os toggles ativos e visíveis a sobre (de modo que a grade será eficaz e visível na vista gráfica).canto oriental da estrutura total. Estale a tecla da inspecção prévia para ver a grade na vista 3D. que significa que quando você uma picareta mais atrasada posiciona na grade. com os lados de baixo dos feixes suportando. assim que ajustado o controle posicionando a Pline.feixes. o ponto escolhido agarrará sempre à interseção da grade o mais próximo à posição do cursor. Ajuste o controle posicionando à tela. Y0) é a posição do sul -. Estale ' a tecla da definição livre ' Observe que o toggle plano trabalhando na esquerda -. nós identificaremos posições ao longo do trajeto do spine por suas coordenadas (X. 166. Porque nossa seção segue um trajeto complexo que não se conforme à geometria padrão simplificada fornecida por a maioria das teclas. . 203x152x52kg/m. 164. pressão. 163. cruzamos e escolhemos os plines de BOS para os dois feixes que se encontram com na origem requerida (veja diagrama precedente). joists. 0 norte. ajustam a justificação ao TOS.3. pronta para escolher a seqüência das posições que definirão o spine. A posição deve ser 0 do leste. para o exemplo.o lado da mão do formulário posicionando do controle é ajustado agora a sobre.2 Criando uma seção curvada NOTA: Nas seguintes etapas. 12. de modo que a cara superior do feixe da pista de decolagem coincida com o plano trabalhando e.Y) na grade trabalhando. desde que você pode começar resultados inesperados se você esquece-se é sobre quando você faz picaretas gráficas. APROVE o plano trabalhando formulário linear da grade.6 (o último está a uma altura da coluna menos a profundidade do feixe). (X 20. Ajuste a especificação do perfil de defeito ao padrão britânico. Selecione Control>Close do menu do formulário plano trabalhando para terminar a operação. as teclas em que fornecem várias maneiras de especificar o trajeto do spine da seção. Você verá um formulário curvado da seção. acima de 4696. Você está agora no evento -. (veja o tipo genérico DINI no apêndice D. conseqüentemente. Isto fornece uma maneira de comutar o plano trabalhando sobre ou fora sem ter que indicar cada vez o formulário plano trabalhando. No formulário plano trabalhando. Ajuste o toggle do detalhe a sobre e a inspecção prévia do clique outra vez para numerar as linhas de grade.3 para um diagrama de um perfil similar.dê forma à definição que nos deixará construir acima de toda a seqüência de pontos e de curvas do spine. Ajuste a pressão trabalhando da grade a sobre.modalidade de gráficos dirigida. Selecione Create>Sections>Curved.) 165. O destaque vermelho na tecla de alavanca está pretendido como um lembrete quando o plano trabalhando é ativo. nós usaremos um livre -.

(X20. Mude a primeira opção do ponto do spine à curva e ajuste a segunda . (X18. (X18. Para demonstrar como fàcilmente você pode modificar uma seção curvada. Quando você escolhe a última posição. Y6). (X8. Y2) para definir a posição da primeira curva. nós redistribuiremos a parte do feixe da pista de decolagem como segue: Certifique-se de que o GENSEC novo seja o elemento atual e o Modify>Sections>Definition seleto. posição da picareta (X0. Y1). Feche o formulário curvado da seção.3 Modificando uma seção curvada 167. Y6). Estale a tecla modificar para executar o movimento. Y2). lhe estará advertido que não é possível caber em uma curva com os 2000 raios assim que perto da posição precedente e perguntado se esta representar o ponto de extremidade: clique sim para terminar a operação. Y2). 12. nesta ordem: (X4. Ajuste o raio a 2000 e a picareta (X4. Com o raio ajustado ainda a 2000. a tecla do undo no formulário curvado da seção deixa-o suprimir um ou mais ponto na ordem reversa. Y6). escolha as seguintes posições. Você verá uma seção modificar (curvada) dar forma que o deixe editar a posição e/ou o raio para cada point/curve individual no spine.Toda a picareta que do cursor você fizer será projetada no plano trabalhando e agarrará então ao ponto o mais próximo da interseção da grade (recorde que você ajustou a pressão trabalhando da grade a sobre quando você definiu a grade em etapa 163). Y6).3. Em referência às coordenadas da grade. Y2) para definir o começo (origem) do GENSEC. Se você fizer um erro em qualquer estágio. Ajuste a primeira opção do ponto do spine ao começo e escolha a posição de começo nova em (X0. (X8.

Excepto suas mudanças e saída do projeto de PDMS. Para uns detalhes técnicos mais adicionais. Y4) em vez da faixa do raio em (X18. Mova a curva 4 para (X8. imprensa modificam. Y2). A se você não fizer já assim. que lhe mostrarão como começar os benefícios máximos do produto em seu próprio ambiente de funcionamento (veja a seção 1.4 Conclusão Isso conclue o exercício tutorial e esta introdução a algumas das maneiras em que PDMS e o Cadcentre estrutural as aplicações podem ajudar-lhe em seu trabalho de projeto.opção do ponto do spine (setas up/down) a 1. Selecione a curva 5 e mude a terceira opção do ponto do spine da faixa ao centro: Observação em como o dae (dispositivo automático de entrada) gráfico mostra agora o centro do raio (X16. 169.1. Pense sobre as razões para os clashes extra que são diagnosticados para o projeto atual. deixando seu raio ajustado a 2000. Os atributos de X e de Y no formulário da seção modificar (curvada) mostram as coordenadas relativo à origem do GENSEC (começo). Mova a curva 1 para (X4. 12. NOTA: Os dae (dispositivo automático de entrada) gráficos mostram a posição e o raio das curvas atuais e adjacentes enquanto você modifica a forma do spine. você está recomendado fortemente atender um ou mais dos cursos de treinamento especializados de PDMS. Y1). a seguir mudam o raio a 3000. Repita as verificações do clash que você continuou a versão mais adiantada do modelo do projeto na seção 11. Mova o centro para (X15. Nós esperamos que trabalhar através deste livro lhe dê uma introspecção no poder potencial de PDMS e que você terá ganhado a confiança suficiente para explorar algumas das opções mais avançadas no seus próprios. não nos termos das posições trabalhando da grade.3). A última operação ilustra as duas maneiras de especificar a posição de uma curva: 168. Y4). Y1) e mude seu raio a 3000. consulte às fontes da informação alistadas no apêndice E. .

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->