P. 1
Fluidos de Perfuração

Fluidos de Perfuração

|Views: 207|Likes:
Publicado porAyslan Caisson

More info:

Categories:Types, Research
Published by: Ayslan Caisson on Aug 12, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PPT, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

04/19/2015

pdf

text

original

UFCG - UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE FUNDAMENTOS DO SETOR DE P&G

Fluidos de Perfuração
PROFESSOR: GILSON ALUNOS: JOSÉ NATÃ BRITO ARAUJO AYSLAN CAISSON NORÕES MAIA VICTOR FELIPE MOURA B. MELO

ÍNDICE
Definições Funções Aditivos Características Propriedades Classificação Conclusão

2

DEFINIÇÃO:

Fluido de perfuração é um fluido circulante usado para tornar viável uma operação de perfuração. ´O fluido de perfuração é como o sangue: flui, transporta, cicatriza, transmite força, estabiliza as pressões internas, enfim, perpassa todas as etapas da sondagem como se fosse a extensão viva do ato de perfurar.µ Eugênio pereira geológo

3

FUNÇÕES

Lubrifica,limpa e resfria a broca.

4

POÇOS LIMPO COM DETRITOS REMOVIDOS

POÇO COM DETRITO NÃO REMOVIDOS

6

TRANSPORTAR OS DETRITOS A SUPERFÍCIE.

espaço

http://www.youtube.com/watch?v=fl8L4qSqSqE&NR=1
7

PROTEGER E SUPORTAR AS PAREDES DO
POÇO

8

TRAZER A SUPERFÍCIE INFORMAÇÕES A
RESPEITO DAS FORMAÇÕES PERFURADAS.

REDUZIR O ATRITO ENTRE A COLUNA DE
PERFURAÇÃO E AS PAREDES DO POÇO

10

MANTER A ESTABILIDADE DO POÇO

11

ADITIVOS

Agentes utilizados para conferir o peso: São adicionados para aumentar o peso do fluido de perfuração com o objetivo de controlar a pressão hidrostática no interior do poço. O mais utilizado é a barita ou sulfato de Bário (BaSO4), que pode conter traços de metais pesados como cádmio e mercúrio, razão pela qual é sujeita à controle pelos órgãos ambientais competentes. Viscosificantes: São agentes utilizados para conferir viscosidade aos fluidos de perfuração. A viscosidade representa a medida da resistência interna da lama a fluir. O aditivo mais utilizado para este fim é a bentonita. Dispersantes: Possuem a função de dispersarem os sólidos presentes nos fluidos de perfuração. São os lignosulfonatos e lignito.
12

ADITIVOS

Defloculantes: Previnem a floculação dos sólidos ativos nos fluidos de perfuração. São os poliacrilatos de cálcio, sódio e potássio. Emulsionantes: São adicionados para formar, manter e estabilizar emulsões. Estabilizam a emulsão direta ou indireta (respectivamente, óleo em água e água em óleo). São exemplos os ácidos graxos e alquilados sulfonados. Biocidas: Estes agentes controlam os processos fermentativos do fluido de perfuração devido à ação de microorganismos como o glutaraldeído, sais quaterná rios de amônio e tiocianato. Lubrificantes: Reduzem o atrito entre a coluna de perfuração e as paredes do poço. São os ésteres graxos e o polipropilenoglicol.

13

ADITIVOS

Inibidores de corrosão: Prevenção de corrosão e descamação dos tubos e demais equipamentos de perfuração. São as aminas fílmicas e álcoois superiores. Liberadores de coluna: Empregados no preparo de tampões de fluidos para injeção no espaço anular, quando ocorre aprisionamento da coluna de perfuração. São os ácidos, hidrocarbonetos e ésteres graxos. Controladores de ph: Aditivos destinados não só a controlar o pH dos fluidos de perfuração numa faixa preestabelecida, mas também reduzir as taxas de corrosão e estabilizar as emulsões. São os hidróxidos de sódio ou potássio, acido acético e acetato e carbonato de sódio.

14

CARACTERÍSTICAS Ser bombeável. Manter cascalhos em suspensão. Não causar danos às paredes poço. Apresentar massa especifica suficiente para evitar fluxos para dentro do poço. Não causar danos aos equipamentos. Permitir a separação e a interpretação dos cascalhos retornados à superfície.

15

PROPRIEDADES

Massa Específica
É a massa do fluido por unidade de volume. y Valores limites:
y

Mínimo:  Determinado pela pressão de poros esperada.  Impede a ocorrência de kicks. Máximo:  Determinado pela pressão de fratura da formação.  Impede a fratura da formação.

Aumentar o peso: Baritina. y Diminuir o peso: + Fase líquida.
y
16

PROPRIEDADES

Reologia
Comportamento quando em repouso e movimentação. y Comportamento desejado:
y

Movimento: menor resistência ao fluxo possível. Repouso: maior resistência ao fluxo possível.

y

Os fluidos de perfuração são ditos tixotrópicos (Força Gel).
http://www.youtube.com/watch?v=S8gP3yWsloc

17

PROPRIEDADES

Parâmetros de Filtração
Relacionados ao processo de filtração de fluido para o interior das formações. y Formação de ´rebocoµ. y Possibilidade de causar danos a formação.
y

18

CLASSIFICAÇÃO
Fluidos de perfuração = fase líquida + fase sólida. De acordo com a fase líquida:

y

Fluidos à base de água:

Baixíssimo preço; Usados nas fases iniciais de perfuração; Baixa toxicidade; Melhor lubricidade; Maior inibição de formações expostas; Melhor estabilidade a temperaturas elevadas; Aspectos financeiros e ambientais; Menor grau de toxidade; Desvantagem: alto custo;
19

y

Fluidos à base de óleo:

y

Fluidos de base sintética:

CONCLUSÃO
O fluido é devidamente projetado visando atender os diferentes tipos de formações que serão perfuradas. Busca-se minimizar a interação da rocha como fluido. Utiliza-se o fluido mais viável a fase a ser perfurada.

20

Obrigado pela atenção!

21

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->