P. 1
PEDAGOGIA_TRADICIONAL

PEDAGOGIA_TRADICIONAL

5.0

|Views: 16.818|Likes:
Publicado poranon-888332

More info:

Published by: anon-888332 on Sep 25, 2008
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

05/09/2014

pdf

text

original

LIBÂNEO (1985) esclarece que o papel da escola na tendência tecnicista

consiste em estabelecer e criar um sistema social harmônico e funcional,

modelando o comportamento humano, através de técnicas específicas. Neste sentido

compete a educação escolar formar alunos (as) para lidar com processos produtivos

que envolvem a indústria. A pesquisa científica, a tecnologia educacional, a analise

experimental do comportamento garantem a objetividade da prática escolar, uma

vez que os conteúdos resultam da aplicação de leis matemáticas, físicas e químicas

que independem dos que a conhecem ou executam.

PIMENTA (1990) diz que os conteúdos de ensino são as informações,

princípios científicos, leis estabelecidos e ordenados em uma seqüência lógica. As

matérias resumem-se basicamente em percepções sensoriais mensuráveis, não há

espaço para a subjetividade e os procedimentos necessários a aprendizagem estão

fortemente centrados nos manuais, livros didáticos (por isso o caráter reprodutivo

desta tendência), nos dispositivos audiovisuais etc...

Considerando LIBÂNEO (1985) na tendência tecnicista cabe ao professor

administrar as condições de transmissão da matéria, conforme um sistema

instrucional eficiente e efetivo em termos de resultados da aprendizagem. O aluno

tem a função de receber e fixar as informações, sendo telespectadores frente a

verdade objetiva. Logo debates, discussões e questionamentos são desnecessários,

não um trabalho pedagógico que envolva as relações inter-pessoais dos sujeitos

envolvidos no processo ensino-aprendizagem.

A composição da Pedagogia tecnicista remonta da 2ª metade da década dos

anos 50, porém foi vinculada ao meio educacional no final dos anos 60, com o

objetivo de conciliar a política econômica vigente a ação educativa escolar. É

quando a concepção escolanovista “cede” lugar a tendência tecnicista, pelo menos

no de política oficial; Os marcos de implantação do modelo tecnicista são as leis

5.540/68 e 5.692/71, que organizam o ensino superior e o ensino de 1º e 2º graus

(agora chamado ensino médio).

25

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->