P. 1
AR CONDICIONADO

AR CONDICIONADO

|Views: 19|Likes:
Publicado porelton306sw

More info:

Published by: elton306sw on Aug 13, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

01/17/2013

pdf

text

original

AUTOMAÇÃO DE REFRIGERADOR DE AR CONDIOCIONADO AUTOMOTIVO Everton Marcio dos Reis1; José Antonio Pinto Siqueira1; José Ricardo Abalde

Guede1 .
FEAU/UNIVAP , Estrada Municipal do Limoeiro, 250, Jd.Dora CEP:12300-000 – Jacareí – SP. reiseverton@ig.com.br; josesiqueira@superig.com.br; abalde@univap.br Resumo- O trabalho teve como objetivo desenvolver um controlador de ar condicionado automotivo, onde foi utilizado um microcontrolador que monitorou a temperatura através dos sensores. Foi utilizado o microcontrolador da família PIC 16F628A de 8 bits da Microchip e sensor termistor tipo NTC (THERMISTOR TEMPERATURE COMPENSATION) no interior do veiculo com a função de converter o sinal de temperatura ambiente para sinal analógico como referência e controle do PIC. A automação do refrigerador de ar condicionado automotivo foi projetado para manter uma temperatura constante quando programada. Em veículo sem este sistema, seu interior se resfria sem controle quando acionado, sendo necessário o seu desligamento e acionamento do ar quente, para que o interior fique mais agradável. O mesmo acontece com o ar frio. Essas operações causam aumento do consumo de combustível do automóvel. Assim, a temperatura no interior do veículo varia com uma tolerância de 1° para mais ou menos, variação esta q ue C é controlada pelo de microcontrolador. De acordo com os resultados obtidos, o projeto mostrou-se uma alternativa de economia de energia, utilizando-se de maneira correta o ar condicionado automotivo. Palavras-chave: ar condicionado, refrigeração, Microcontroladores Área do Conhecimento: III Engenharias Introdução Com a evolução tecnológica, a área automotiva vem se aperfeiçoando para proporcionar cada vez mais conforto e segurança. Com isto, vem as inovações nos aparelhos de ar condicionado, visando o conforto térmico. Hoje em dia, as grandes cidades enfrentam intenso trânsito, onde o motorista se torna obrigado a utilizar o ar condicionado, seja para desembaçamento ou descongelamento dos vidros no interior do veiculo, consumindo alta energia e combustível (SANTOS, 2006). O ar condicionado é confundido erroneamente com simples sistema de ventilação, em que não consiste no controle simultâneo de toda as variáveis. O processo do condicionamento de ar está associado a um processo mecânico de refrigeração ou aquecimento, o que diferencia do sistema de ventilação.(PINHEIRO, 2006). Atualmente os sistemas de ar condicionado se modernizaram, principalmente pela aplicação dos sistemas eletrônicos, sempre voltado à aplicação dos sistemas e dos conceitos. Em 1902, o engenheiro americano formado na universidade de Conell, Willis Carrier, inventou um processo mecânico para condicionar o ar, tornando realidade o almejado controle climático de ambientes fechados. O desenvolvimento de sistema de refrigeração para automóveis surgiu no inicio dos anos de 1930 nos Estados Unidos. Em 1933 a General Motors iniciou os trabalhos com o sistema de refrigeração por compressão de vapor usando refrigerante R12. Em 1939 a Packard Motor Car lançou o primeiro sistema original de fabrica completo de refrigeração e aquecimento. A General Motors introduziu o sistema de ar condicionado na linha Cadillac em 1941, e desde então a demanda por este item de conforto vem aumentando continuamente.(GM, 2005) A proposta do trabalho é desenvolver um controlador de ar condicionado automotivo, onde foi utilizado um microcontrolador que monitora a temperatura através dos sensores (MARTINS, 2005). Desenvolvimento do protótipo: Pensando no custo do projeto foi utilizado o microcontrolador da família PIC 16F628A de 8 bits da Microchip. Este dispositivo possui 18 pinos, sendo que 16 portas e 2 osciladores internos ( 4 MHz e 37 KHz), memória EEPROM interna de 128 bytes e memória de programação FLASH com 2048 palavras. E o seu custo é bem acessível.(SOUZA, 2002) No projeto existe um botão de comando para o PIC. Onde o mesmo é acionado pelo usuário para programar a temperatura desejada. O display de 8 segmentos indica a temperatura
1

ambiente setada por dois botões de controle, um para subir e outro para descer a temperatura.

XIII Encontro Latino Americano de Iniciação Científica e IX Encontro Latino Americano de Pós-Graduação – Universidade do Vale do Paraíba

1

O mesmo habilitará o funcionamento do compressor do ar condicionado. Desenvolvimento do Firmware Todo o desenvolvimento do firmware do microcontrolador foi realizado em linguagem Assemble e gravado através do MPLAB Microchip com a placa da marca McFlash PIC. que fornece temperatura ambiente à 25 ºC. O PIC por sua vez. o usuário aciona o ar condicionado. pois este se manterá conforme o ajuste.(datasheet. Na parte superior do automóvel está localizado o sensor de temperatura. Por outro lado. programando a temperatura desejada através dos botões de controle. o relé de Figura 2: Sensor termistor. XIII Encontro Latino Americano de Iniciação Científica e IX Encontro Latino Americano de Pós-Graduação – Universidade do Vale do Paraíba 2 . Após registrar a temperatura desejada no display o usuário não mais precisará se preocupar com o ajuste do mesmo. Gráfico 1: Indicador de funcionamento do sensor. O projeto possui um relé de potência controlado por uma saída do PIC. Como exemplo de funcionamento de um dispositivo que converte temperatura em sinal analógico podemos utilizar o sensor termistor tipo NTC. porém com uma tolerância de 1° para mais ou menos. Conforme a temperatura aumenta a resistência diminui e quando esta diminui a resistência do componente aumenta (Gráfico 1). com uma resistência de 10 ohmis. C Funcionamento do dispositivo Ao entrar no automóvel. ele aciona o rele de potência que sucessivamente liga o compressor. quando o interior do automóvel alcançar a temperatura desejada. Utilizamos um sensor termistor tipo NTC (THERMISTOR TEMPERATURE COMPENSATION) ). indicando a temperatura ambiente como referência para o PIC. 2009) no interior do veiculo com a função de converter o sinal de temperatura ambiente para sinal analógico como referência e controle do PIC (Figura 2). visualizando-a no display.Figura 1: Foto dos botões e display. faz um controle que se o interior do automóvel estiver acima da temperatura desejada.

Figura 3: Fluxograma do programa. Houve certa dificuldade para envio de sinal do sensor para o PIC. Foram colocados os botões ao lado do display otimizando o layout. utilizando um software Virtual Breakbord. pois este só interpreta Figura 5: Protótipo do projeto.potência é desligado. sucessivamente desativando o compressor. A programação foi realizada no MPLAB e gravado através do McFlash PIC. Outro grande desafio no protótipo foi desenvolver uma forma eficiente de anexar a parte eletrônica à parte mecânica dos painéis dos automóveis. o projeto mostrou-se uma alternativa de economia XIII Encontro Latino Americano de Iniciação Científica e IX Encontro Latino Americano de Pós-Graduação – Universidade do Vale do Paraíba 3 . Após testes com alguns materiais chegouse ao protótipo final. conforme Figura 3. foi montado o protótipo final com um soquete de 18 pinos para encaixe do microcontrolador que possibilita eventuais correções. ao término do programa. Figura 4: Protoboard. variação esta que é controlada pelo de microcontrolador. que simula a programação real e corrige os erros. O programa foi definido primeiramente em um fluxograma. O conjunto foi unido com auxilio de parafusos e cola. Utilizamos então uma entrada analógica para a comunicação do meio externo para o circuito interno do PIC. Conclusão De acordo com os resultados obtidos. Em seguida.( MALVINO. 1997) A temperatura no interior do automóvel então varia com uma tolerância de 1° para mais C ou menos. para deixá-lo portátil. no qual foi possível condicionar todos os componentes que perfazem o dispositivo. . Após as gravações todo o programa foi testado. sinais digitais. permitindo a máxima utilização dos espaços. Teste e resultado O circuito foi testado inicialmente em um protoboard com pode ser visto na Figura 4. para depois a realização da programação em linguagem Assemble. utilizando o plástico (Figura 5).

ser comercializado com preço relativamente baixo. 197p ed São XIII Encontro Latino Americano de Iniciação Científica e IX Encontro Latino Americano de Pós-Graduação – Universidade do Vale do Paraíba 4 .2005. utilizando-se de maneira correta o ar condicionado automotivo. 558p.2 4 ed São Paulo makron books.MALVINO.Santos E.São Paulo:Rpa Ed. D. . Referências . Disponível em: http://datasheets. V. 2002.Pinheiro. 2006 12p. 30p76ytr .de energia.P.B A automação a serviço da qualidade do ar interno.GM Circuito Elétrico do Vectra São Paulo : General Motors do Brasil S/A.SOUZA. 259p . A Eletrônica vol. O Dimensionamento e avaliação do ciclo de refrigeração de sistema de climatização automotivo São Paulo universidade de São Paulo.com/en/ds/DS1307. A.. podendo assim. N.pdf Acesso em 19 de maio 2009 . 2005.TTC03ic. 1997.J Desbravando o Pic Paulo : Erica.NTC Thermistor:TTC03 Series data : sheet. .7 (Jul/2006) p32 . Este tipo de dispositivo se mostrou viável em termos de custos.MARTINS.A Sistema Microcontrolador São Paulo: Novatec.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->