P. 1
PROVA AGU - 2006

PROVA AGU - 2006

|Views: 337|Likes:
Publicado porRodrigo Dos Santos

More info:

Published by: Rodrigo Dos Santos on Aug 18, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

02/25/2014

pdf

text

original

UnB / CESPE – AGU CADERNO BRANCO – 1 –

Cargo: Advogado da União Prova Objetiva P
1
É permitida a reprodução apenas para fins didáticos, desde que citada a fonte.
• De acordo com o comando a que cada um dos itens de 1 a 200 se refira, marque na folha de respostas, para cada item: o campo
designado com o código C, caso julgue o item CERTO; ou o campo designado com o código E, caso julgue o item ERRADO.
A ausência de marcação ou a marcação de ambos os campos não serão apenadas, ou seja, não receberão pontuação negativa. Para as
devidas marcações, use a folha de rascunho e, posteriormente, a folha de respostas, único documento válido para a correção da sua
prova.
• As siglas seguintes, quando usadas, deverão ser interpretadas da forma indicada: STF = Supremo Tribunal Federal; TRT = tribunal
regional do trabalho; TST = Tribunal Superior do Trabalho; STJ = Superior Tribunal de Justiça; TCU = Tribunal de Contas da União;
AGU = Advocacia-Geral da União; LOA = Lei Orçamentária Anual; CLT = Consolidação das Leis do Trabalho; CTN = Código
Tributário Nacional; DF = Distrito Federal.
GRUPO I
Na Antiga Roma, foi descoberto que Barbário Felipe,
pessoa que fora nomeada pretor romano e exercia tais funções,
era um escravo fugitivo, condição por todos ignorada. Embora a
condição de escravo fugitivo impedisse o exercício da função de
pretor, os atos praticados por Barbário Felipe foram considerados
válidos, tendo em vista que se imaginava estar o agente
regularmente provido no cargo.
Odília Ferreira da Luz Oliveira. Manual de direito administrativo.
Rio de Janeiro: Renovar, 1997, p. 64 (com adaptações).
Considerando o assunto abordado no texto acima, julgue os itens
que se seguem.
1 A doutrina sobre o agente de fato tem como base
principiológica os postulados da segurança jurídica e da
boa-fé.
2 A situação apresentada no texto guarda paralelo com a figura
do agente de fato, prevista na doutrina administrativista,
porém, diante do ordenamento jurídico brasileiro e ante o
poder-dever de autotutela da administração pública, os atos
do agente seriam considerados nulos.
Acerca da avocação e da delegação de competência, julgue os
itens subseqüentes.
3 Salvo impedimento legal, circunstância de natureza
meramente econômica pode ser invocada para justificar a
conveniência de um órgão administrativo colegiado em
delegar parte da sua competência a seu presidente.
4 É obrigatória a publicação em meio oficial dos atos de
delegação ante o seu caráter formal e, a partir da publicação,
o ato de delegação torna-se irrevogável.
5 A avocação é ato excepcional, de caráter transitório, que, no
entanto, dispensa motivação por parte da autoridade
hierarquicamente superior que a determina.
A teoria geral do direito estuda a norma jurídica sob uma
perspectiva tridimensional, que distingue três planos principais:
o da existência, o da validade e o da eficácia. Esses três planos
são a base para a construção da teoria das nulidades do ato
administrativo. Com referência a esse assunto, julgue os itens
seguintes, acerca do ato administrativo inexistente.
ô O clássico exemplo de ato inexistente é o ato praticado pelo
usurpador de função pública, mas admite-se também o uso
da expressão ato inexistente para designar atos cujo objeto
seja materialmente impossível, como a nomeação de pessoa
morta.
1 É de pouco interesse prático a distinção entre nulidade e
inexistência dentro do direito administrativo, pois os atos
inexistentes conduzem ao mesmo resultado dos atos nulos:
a invalidação.
Acerca da caracterização da hipótese de dispensa de licitação,
julgue os itens a seguir.
8 Para a caracterização da situação de emergência devem estar
presentes simultaneamente a imprevisibilidade da situação,
a inadiabilidade da operação a ser contratada, a iminência e
gravidade do risco e a suficiência do objeto da contratação
para afastar os riscos no prazo de até um ano a contar da
ocorrência da emergência.
9 A situação adversa tida como emergencial, para caracterizar
devidamente a hipótese de dispensa de licitação, não pode
ser resultado da falta de planejamento ou desídia
administrativa em dar cumprimento a ações que prevenissem
a ocorrência do fato invocado como emergência.
Acerca das parcerias público-privadas, previstas pela Lei
n.
o
11.079/2004, julgue os itens subseqüentes.
10 Considere que um ministério pretenda contratar o
fornecimento de mão-de-obra para a execução de uma obra
pública. Nesse caso, esse ministério pode-se valer da
celebração de contrato de parceria público-privada.
11 Nos contratos de parceria público-privada, o pagamento ao
parceiro privado não pode ficar vinculado à qualidade do seu
desempenho, pois os riscos do empreendimento devem ser
repartidos entre as partes.
12 Antes da celebração do contrato de parceria público-privada,
deve ser constituída sociedade de propósito específico, da
qual a administração pública não pode fazer parte, por ter o
poder-dever de fiscalização sobre ela, durante a execução do
contrato.
Com relação às atribuições do TCU, julgue os itens a seguir.
13 O TCU, mediante seu poder normativo, pode fixar
normativamente, para toda a administração pública federal,
o valor a partir do qual a tomada de contas especial deve ser
imediatamente remetida ao tribunal.
14 Ao TCU é permitida a realização, por iniciativa própria, de
auditoria operacional, e não apenas contábil, em programas
instituídos pelo poder público federal.
15 Entre as competências do TCU está a sua função
sancionadora, mediante a qual referida corte promove a
aplicação de penalidades aos responsáveis, em caso de
ilegalidade de despesa ou irregularidade de contas. Essas
penalidades, uma vez aplicadas, excluem a aplicação de
sanções penais e administrativas pelas autoridades
competentes, em razão das mesmas irregularidades
constatadas pelo TCU.
UnB / CESPE – AGU CADERNO BRANCO – 2 –
Cargo: Advogado da União Prova Objetiva P
1
É permitida a reprodução apenas para fins didáticos, desde que citada a fonte.
A preservação das florestas é uma das questões
fundamentais para a sobrevivência da humanidade e de todas
as formas de vida. As relações entre a necessidade de
desenvolvimento econômico e a destruição das áreas florestais é
bastante evidente; igualmente evidentes são as relações entre a
destruição das florestas e a pobreza. Tanto é assim que o Banco
Mundial aponta que a área ocupada por florestas nos países em
desenvolvimento foi reduzida à metade em aproximadamente um
século.
Paulo de Bessa Antunes. Direito ambiental. Rio de
Janeiro: Lúmen Júris, 6.ª ed. (rev. e atual.), 2002.
A matéria florestal, no Brasil, está contemplada na Lei
n.
o
4.771/1965. Com relação a esse assunto, julgue os itens que
se seguem.
1ô O Código Florestal não está voltado apenas para a proteção
das florestas. Ele também contempla a proteção das demais
formas de vegetação reconhecidas de utilidade para as terras
que revestem.
11 As florestas públicas são consideradas bens de interesse
dominial do Estado.
18 O regime jurídico da propriedade florestal é puramente civil,
pois as matas particulares não estão sujeitas a ingerências
administrativas.
O conceito de retrocessão surge do latim retrocessus.
Retrocessão é retrocesso, retrocedimento, recuo, regredimento.
Exprime a ação de voltar para trás, de retroagir, de regressar ou
retroceder. É também denominada reversão ou reaquisição.
Tecnicamente, significa o ato pelo qual aquele que adquire
determinado bem o transfere para a pessoa de quem o adquirira.
No mundo jurídico é, portanto, a devolução do domínio
expropriado, para que se integre ou regresse ao patrimônio
daquele de quem foi tirado, pelo mesmo preço da desapropriação.
Mariana Caribe Almeida. Natureza jurídica da retrocessão. In: Internet:
<http://www.juspodivm.com.br/artigos/artigos_165.html> (com adaptações).
Acerca da retrocessão, julgue os itens subseqüentes.
19 Apesar da grande discussão doutrinária acerca da natureza
jurídica da retrocessão, os tribunais superiores brasileiros a
têm considerado como um direito de natureza pessoal.
20 O direito de o particular pleitear as conseqüências pelo fato
de seu imóvel desapropriado não ter sido utilizado para os
fins declarados na desapropriação pode ser resolvido em
perdas e danos.
A respeito da relação entre o administrador público e as
manifestações exaradas por parecerista em exercício de atividade
consultiva, julgue os seguintes itens.
21 Às consultorias jurídicas, órgãos setoriais da AGU, compete
fixar a interpretação da Constituição Federal e das leis, em
suas áreas de atuação e coordenação, para orientar a atuação
de autoridades do Poder Executivo, quando não houver
orientação normativa da AGU.
22 Quando uma autoridade administrativa acata parecer da sua
consultoria jurídica, o que subsiste como ato administrativo
não é o parecer, mas sim o ato de sua aprovação, que poderá
revestir-se de naturezas diversas, como normativa, ordinária,
negocial ou punitiva.
23 Para a responsabilização do parecerista que emitiu parecer
sobre determinada questão, induzindo a autoridade
administrativa a erro, é desnecessário demonstrar a culpa, ou
o cometimento de erro grave, inescusável.
24 A autoridade administrativa competente, ao julgar fatos
apurados em um processo administrativo, não está vinculada
às conclusões do parecer final que lhe é encaminhado por
sua consultoria jurídica, mas, caso venha a afastar-se do
sugerido, deve especificar os pontos em que o mesmo lhe
parece equivocado ou inaplicável ao caso.
25 Se a autoridade administrativa acolher parecer devidamente
fundamentado de sua consultoria jurídica para decidir pela
demissão de servidor público, com a simples aposição da
expressão “de acordo”, sem aprofundamento de
fundamentação, o ato demissório deverá ser considerado
desmotivado e, portanto, eivado de nulidade.
Julgue os próximos itens, que tratam do recurso hierárquico e do
pedido de reconsideração.
2ô Entre o recurso hierárquico e o pedido de reconsideração há
diferença consubstanciada no fato de que, enquanto o
recurso hierárquico é dirigido sempre à autoridade superior
àquela de cujo ato se recorreu, o pedido de reconsideração
é uma solicitação feita à autoridade que despachou no caso,
com o fim de imprimir outro rumo à decisão anteriormente
tomada.
21 O recurso hierárquico impróprio é o pedido de reexame
dirigido à autoridade superior àquela que produziu o ato
impugnado, isto é, verifica-se dentro da mesma escala
hierárquica.
Com relação aos servidores públicos ocupantes de cargo em
comissão, julgue os itens subseqüentes.
28 É inviável juridicamente o deferimento de licença para tratar
de interesses particulares a ocupante de cargo de provimento
em comissão, ainda que exercido sob a forma de mandato.
29 O servidor que exerce cargo em comissão em localidade
diversa da sua sede de expediente tem direito de receber
ajuda de custo, calculada sobre a remuneração integral do
cargo em comissão.
UnB / CESPE – AGU CADERNO BRANCO – 3 –
Cargo: Advogado da União Prova Objetiva P
1
É permitida a reprodução apenas para fins didáticos, desde que citada a fonte.
Acerca da teoria do órgão e sua aplicação no direito
administrativo, julgue os itens a seguir.
30 A teoria do órgão, atualmente adotada no sistema jurídico,
veio substituir as teorias do mandato e da representação.
31 A teoria do órgão é um dos fundamentos da teoria da
responsabilidade subjetiva do Estado, buscando explicar
como se podem atribuir ao Estado os atos praticados por
pessoas físicas que agem em seu nome.
32 Quando Helly Lopes conceitua os órgãos públicos como
centros de competência, instituídos para o desempenho de
funções estatais, por meio de seus agentes, cuja autuação é
imputada à pessoa jurídica a que pertencem, fica claro que
o autor adota a teoria do órgão.
Julgue os itens que se seguem, acerca do regime jurídico nacional
dos recursos minerais.
33 A exploração mineral atende a um regime de concessão.
Cabe ao Estado brasileiro, detentor do domínio sobre os
recursos naturais do subsolo, administrar esse patrimônio, na
qualidade de poder concedente fiscalizador.
34 Os recursos minerais devem ser explorados com vistas à
satisfação dos interesses do particular que investe na
exploração mineral.
35 A concessão mineral dá ao concessionário o direito à
exploração da jazida que não é exclusivo nem excludente.
Acerca do controle de constitucionalidade no sistema brasileiro,
julgue os itens a seguir.
3ô No sistema de controle de constitucionalidade brasileiro, os
órgãos competentes aferem a compatibilidade de uma lei ou
ato normativo com as normas explícitas e implícitas
presentes no texto constitucional, avaliando a adequação
tanto sob o ponto de vista formal quanto no que se refere ao
aspecto material, circunstâncias que determinam um caráter
eminentemente jurídico às suas decisões.
31 O controle de constitucionalidade abstrato de lei municipal
em relação à Constituição Federal pode ser feito via argüição
de descumprimento de preceito fundamental.
38 Considere a seguinte situação hipotética.
O diretório nacional do partido X ajuizou ação direta de
inconstitucionalidade contra medida provisória encaminhada
ao Congresso Nacional pelo presidente da República. No
trâmite do processo perante o STF, o único representante do
partido X optou pela filiação em outra agremiação política.
Nessa situação e com base na jurisprudência atual, a ação
poderá ser concluída, pois inexiste a perda superveniente da
legitimidade da ação.
39 A propositura de eventual ação direta de
inconstitucionalidade por omissão restringe-se às normas
de eficácia limitada de princípio institutivo e de caráter
impositivo, bem como às normas programáticas.
40 O governador de estado, além de ativamente legitimado à
instauração do controle concentrado de constitucionalidade
das leis e atos normativos, federais e estaduais, mediante
ajuizamento da ação direta perante o STF, possui capacidade
processual plena, dispondo de capacidade postulatória,
enquanto ostentar a condição de agente político, sendo-lhe
possível praticar, no processo de ação direta de
inconstitucionalidade, quaisquer atos ordinariamente
privativos de advogado.
Julgue os itens seguintes, que versam sobre a administração
pública e os servidores públicos.
41 De acordo com a jurisprudência do STF, a autorização
legislativa específica para a criação de empresas subsidiárias
é dispensável nos casos em que a lei autorizativa de criação
da empresa de economia mista matriz também previu a
eventual formação das subsidiárias.
42 A exigência de exame psicotécnico para habilitação de
candidato a cargo público somente pode ser levada a efeito
caso haja lei que assim determine.
43 Para efeito de aposentadoria especial de professores, não se
computa o tempo de serviço prestado fora de sala de aula.
Em relação à organização dos poderes, julgue os itens que se
seguem.
44 A liminar indeferida em sede de habeas corpus proposto ao
STJ não pode ser combatida por intermédio de interposição
de novo habeas corpus ao STF.
45 Em caráter originário, a competência para dirimir conflitos
de competência entre a turma recursal do sistema de juizados
especiais e qualquer dos tribunais locais é do STF.
4ô A eventual ação de nulidade contra auto de infração lavrado
por auditores fiscais do trabalho contra empregador que
descumprir as normas aplicáveis às relações de trabalho é de
competência da justiça do trabalho.
41 A matéria constante de projeto de lei apresentado pelo
presidente da República, mas rejeitado durante sessão
legislativa, não poderá ser objeto de medida provisória,
mesmo que ulteriormente os requisitos de relevância e
urgência sejam caracterizados, podendo ser reapresentada
apenas no ano seguinte.
48 Caso o presidente da República pratique ato que atente
contra o exercício dos direitos políticos, individuais e
sociais, estará cometendo crime de responsabilidade, que
pode ser atacado mediante o oferecimento de acusação, por
qualquer pessoa residente no país, à Câmara dos Deputados,
que procederá ao juízo de admissibilidade.
49 A Constituição Federal estabelece dois requisitos para que
o processo legislativo sumário seja deflagrado: projetos
de lei de iniciativa privativa do presidente da República
e solicitação ao Congresso Nacional, inexistindo a
possibilidade de os prazos desse procedimento especial
fluírem nos períodos de recesso do parlamento.
50 Em conformidade com o processo legislativo brasileiro e
considerando a necessidade de promover maior rigidez no
controle dos gastos públicos, é válida iniciativa de lei do
presidente da República, solicitando ao Congresso Nacional
delegação para fixar os limites e condições para concessão
de garantia pela União em operações de crédito externo.
51 O segundo turno da eleição presidencial acontecerá caso
nenhum dos candidatos alcance a maioria absoluta de todos
os votos no primeiro sufrágio, realizando-se nova eleição no
último domingo de outubro do ano anterior ao do término do
mandato presidencial vigente.
52 O STF é competente para homologar a sentença proferida no
estrangeiro, exigindo, porém, a prova do trânsito em julgado
a ser apresentada pelo interessado até a conclusão do
processo.
UnB / CESPE – AGU CADERNO BRANCO – 4 –
Cargo: Advogado da União Prova Objetiva P
1
É permitida a reprodução apenas para fins didáticos, desde que citada a fonte.
Julgue os seguintes itens, acerca da organização do Estado
brasileiro.
53 A definição dos crimes de responsabilidade é competência
legislativa privativa da União, assim como o estabelecimento
das respectivas normas de processo e julgamento destes.
54 As terras devolutas constituem bens dominicais e, em regra,
integram o patrimônio dos estados, pertencendo aos demais
entes federativos apenas algumas faixas mencionadas pela
Constituição Federal.
55 No sistema constitucional brasileiro, os estados, no exercício
da competência concorrente para legislar acerca de
procedimentos em matéria processual, podem criar recurso
de embargo de divergência contra decisão de turma em
processo que tramite no tribunal.
5ô A organização político-administrativa da República
Federativa do Brasil restringe-se aos estados, aos municípios
e ao DF, todos autônomos, nos termos da Constituição
Federal.
Julgue os itens subseqüentes, relativos aos direitos e garantias
fundamentais.
51 A casa é asilo inviolável da pessoa, contudo a Constituição
autoriza, expressamente, que outras pessoas ingressem neste
recinto, sem o consentimento do morador e a qualquer hora,
para prestar socorro, em casos de desastre e nos casos de
flagrante delito.
58 A gravação de conversa entre duas pessoas, feita por uma
delas sem o consentimento da outra, registrando o fato
para prevenir uma negação futura, é considerada ilícita, não
sendo possível a utilização do registro como meio de defesa.
59 De acordo com a jurisprudência do STF, a utilização de
habeas data como remédio jurídico constitucional-
processual destinado a garantir o direito de acesso a registros
públicos e de retificação destes independe de condições
prévias.
ô0 A impenhorabilidade da pequena propriedade rural de
exploração familiar limita-se aos débitos relacionados à sua
atividade produtiva.
ô1 O princípio da reserva legal equivale ao princípio da
legalidade na medida em que qualquer comando jurídico que
obrigue determinada conduta deve provir de uma das
espécies previstas no processo legislativo.
ô2 No sistema jurídico brasileiro, as hipóteses aceitáveis de
discriminação entre homens e mulheres são apenas as
referidas no texto constitucional.
ô3 O mandado de injunção é instrumento a ser utilizado para
viabilização de direito assegurado em lei, mas sem a
regulamentação das autoridades competentes.
ô4 A diminuição legal da hora de serviço noturna (52 minutos
e 30 segundos) constitui vantagem que não exclui o direito
de o trabalhador receber o adicional em sua remuneração.
Em relação ao direito constitucional, julgue os próximos itens.
ô5 O poder constituinte derivado decorrente abrange os estados,
para elaborarem suas constituições, e os municípios, para
elaborarem suas leis orgânicas.
ôô Após o afastamento do cargo, seja por aposentadoria ou
exoneração, o membro do Ministério Público não poderá
exercer a advocacia antes de decorrido o prazo de três anos.
ô1 A citação prévia do advogado-geral da União em todas as
ações de inconstitucionalidade apreciadas pelo STF
representa a realização de função constitucional
imprescindível e que se equipara à de curador em defesa das
normas infra-constitucionais.
ô8 A criação das declarações de constitucionalidade e de
inconstitucionalidade por omissão e a ampliação da
legitimação para propositura das ações diretas de
inconstitucionalidade foram inovações implementadas com
a promulgação da Constituição de 1988 no sistema brasileiro
de controle de constitucionalidade.
ô9 Em decorrência da supremacia das normas constitucionais,
qualquer norma a ser integrada ao ordenamento jurídico
somente será válida caso esteja em conformidade com a
Constituição, razão por que se afirma que todas as normas
constitucionais detêm eficácia.
10 No plano da hermenêutica constitucional, a presunção de
constitucionalidade das leis e atos normativos que integram
o ordenamento jurídico orienta que se conceda preferência,
na hipótese de múltiplos significados, ao que apresente
maior conformidade com a Constituição Federal.
Considerando as atribuições constitucionais e legais dos órgãos
públicos em matéria financeira, julgue os itens seguintes.
11 Ao Banco Central do Brasil é permitido comprar e vender
títulos do Tesouro Nacional.
12 Se um dirigente de um órgão público inicia a execução de
um projeto não incluído na LOA, estará contrariando uma
norma constitucional.
13 Apesar da regra geral de que a LOA não deve consignar
dotações globais destinadas a atender indiferentemente a
despesas de pessoal, material, serviços de terceiros,
transferências ou quaisquer outras, atualmente, uma dotação
destinada à manutenção de um órgão público engloba, em
um mesmo valor, as destinações a material de consumo e
serviços de terceiros, em conformidade com as classificações
definidas nas Leis de Diretrizes Orçamentárias (LDO).
14 O Banco Central do Brasil somente pode emitir títulos se
destinados ao controle do meio circulante, como instrumento
de política monetária.
15 De acordo com o princípio da especialização, a LOA não
pode conter dispositivo estranho à previsão da receita e à
fixação da despesa.
1ô É vedada a vinculação de receita de impostos a órgão, fundo
ou despesa, não havendo qualquer exceção que vincula a
receita de impostos a um benefício específico e divisível
para o contribuinte.
UnB / CESPE – AGU CADERNO BRANCO – 5 –
Cargo: Advogado da União Prova Objetiva P
1
É permitida a reprodução apenas para fins didáticos, desde que citada a fonte.
O orçamento nacional deve ser equilibrado. As dívidas
públicas devem ser reduzidas; a arrogância das autoridades
deve ser moderada e controlada. Os pagamentos a governos
estrangeiros devem ser reduzidos, se a Nação não quiser ir à
falência. As pessoas devem novamente aprender a trabalhar, em
vez de viverem por conta pública.
Marcus Tullius Cícero – Roma, 55 a.C.
Tendo o texto acima como referência inicial, julgue os itens a
seguir à luz do direito financeiro.
11 O conceito de equilíbrio formal impede a produção de
resultado primário.
18 Um dos ditames da responsabilidade fiscal é a separação de
atribuições entre os entes da Federação, o que impede, por
exemplo, que determinado município contribua para o
custeio de despesa de competência de um estado.
19 É vedada a realização de despesas que excedam os créditos
orçamentários ou adicionais; admite-se, todavia, a assunção
de obrigações diretas acima dos créditos orçamentários ou
adicionais, quando destinadas a fazer face a situações como
as calamidades públicas.
80 O equilíbrio formal do projeto de Lei do Orçamento (total de
receita nominal igual ao total da despesa nominal), que o
Poder Executivo encaminha para o exame e aprovação do
Poder Legislativo, é uma premissa básica de finanças
públicas que não consta de norma constitucional expressa.
81 Há previsão constitucional de possível ação do presidente da
República que gera, como conseqüência natural, o
desequilíbrio formal de projeto de lei orçamentária aprovado
pelo Congresso Nacional com equilíbrio formal.
No que se refere às normas constitucionais de direito econômico,
julgue os itens que se seguem.
82 Como aspecto da ordem econômica internacional e como
exceção à regra interna, as embaixadas, as delegações
estrangeiras, as sociedades seguradoras nacionais e a
Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) são
exemplos de instituições autorizadas a manter contas em
moeda estrangeira no Brasil.
83 Um dos instrumentos de política econômica
constitucionalmente previstos é a imunidade tributária que
ocorre, por exemplo, com a previsão constitucional de não-
incidência de impostos federais, estaduais e municipais sobre
as operações de transferência de imóveis desapropriados
para fins de reforma agrária.
A existência de Estado se deve ao fato de que uma
sociedade, para sobreviver, precisa se organizar e fazer com que
certos objetivos sejam alcançados ou ao menos perseguidos
incansavelmente. Para poder funcionar e cumprir seus
determinados fins, o Estado necessita desenvolver atividades
financeiras, arrecadando recursos.
Cláudio Borba. Direito tributário. Impetus, 8.ª ed. 2001, p. 2 (com adaptações).
Os recursos mencionados no texto acima vêm, em parte, da
arrecadação de tributos. No que se refere aos conceitos do direito
tributário, à luz da legislação vigente e da Constituição Federal,
julgue os itens subseqüentes.
84 As contribuições de melhoria são de competência exclusiva
da União e decorrem de obras públicas, quando há
valorização imobiliária, tendo como limite total a despesa
realizada e como limite individual o acréscimo de valor que
da obra resultar para cada imóvel beneficiado.
85 A obrigação tributária é principal ou acessória. A primeira
surge com a ocorrência do fato gerador, a segunda decorre
da legislação tributária e ambas têm por objeto as prestações
positivas ou negativas.
8ô Se determinada circunstância gerar uma alteração em um
crédito tributário, tal fato não afetará a obrigação que
originou tal crédito.
81 Com relação às espécies de tributos existentes no âmbito
federal, o CTN trouxe uma distribuição tripartite, que foi
mantida pela Constituição Federal.
88 Os impostos terão sempre caráter pessoal e serão graduados
segundo a capacidade econômica do contribuinte.
A palavra legislação, como a utilizada no CTN, significa lei em
sentido amplo, abrangendo, além das leis em sentido estrito, os
tratados e as convenções internacionais, os decretos e as normas
complementares que versem, no todo ou em parte, sobre tributos
e relações jurídicas a eles pertinentes. Considerando a legislação
tributária, julgue os itens a seguir.
89 Quando um contribuinte paga um tributo por valor maior que
o devido, seu direito à repetição do indébito extingue-se com
o decurso do prazo de 5 anos, contados a partir da data da
extinção do crédito tributário.
90 Considere que um contribuinte receba notificação de que foi
proferida decisão administrativa denegando-lhe a restituição
de tributos pagos indevidamente. Nesse caso, terá ele direito
a promover ação anulatória de tal ato dentro de 5 anos,
contados da data da notificação.
91 A Constituição Federal, como limitação do poder de tributar,
vedou à União, aos estados, ao DF e aos municípios a
instituição de tributos sobre templos de qualquer culto,
criando-se, dessa forma, uma imunidade tributária.
92 Se uma lei publicada em janeiro de 2006 tem caráter
meramente interpretativo, tal lei não se aplica aos fatos
passados, em face do princípio da irretroatividade da lei
tributária.
93 Se o secretário da Receita Federal expediu ato normativo em
2/1/2006, e se tal ato somente foi publicado em 2/2/2006,
sua vigência somente iniciará em 2/2/2006.
94 Se determinado crédito tributário prescreveu, é correto
afirmar que ocorreu a exclusão tributária.
95 Considere que, por negligência do agente público, ocorreu
a decadência do crédito tributário por ele não ter sido
constituído. Nesse caso, conclui-se, automaticamente, que tal
crédito se extinguiu.
UnB / CESPE – AGU CADERNO BRANCO – 6 –
Cargo: Advogado da União Prova Objetiva P
1
É permitida a reprodução apenas para fins didáticos, desde que citada a fonte.
O direito tributário tem nuanças particulares que o diferenciam
significativamente das normas do direito privado. Isso se explica,
em parte, pelo poder de império do Estado e pela supremacia
do todo em detrimento do particular. Considerando as
particularidades das normas tributárias, julgue os itens seguintes.
9ô Considere que uma lei tributária Y traga comandos que
alterem alguns artigos de uma lei tributária X anterior. Nesse
caso, quando uma nova lei tributária revogar expressamente
a lei Y, a lei X não voltará a viger em sua plenitude, porque
não existe o efeito repristinatório na legislação brasileira.
91 O crédito tributário não tem a sua natureza jurídica alterada
pela natureza das garantias que lhe são atribuídas.
98 Uma espécie de substituição tributária encontra-se no CTN,
quando este prevê que a certidão negativa expedida com
dolo ou fraude, que contenha erro contra a fazenda pública,
responsabiliza pessoalmente o funcionário que a expedir,
pelo crédito tributário e pelos juros de mora acrescidos.
99 A condição de contribuinte é definida por disposição
expressa de lei e a condição de responsável tributário ocorre
quando haja relação pessoal e direta com a situação que
constitua o respectivo fato gerador.
100 O CTN prevê a desconsideração da personalidade jurídica
quando reza que, nos casos de impossibilidade de exigência
do cumprimento da obrigação principal pelo contribuinte,
respondem solidariamente com este pelos atos em que
intervierem, ou pelas omissões de que forem responsáveis,
os sócios, no caso de liquidação de sociedade de pessoas.
GRUPO II
Acerca do direito das obrigações, julgue os itens subseqüentes.
101 Quando o devedor contrai com o credor nova obrigação,
visando extinguir e substituir a anterior, ainda que a
obrigação seja nula, prescrita ou extinta, verifica-se a
novação. Da mesma forma, verifica-se novação se surgir
novo devedor, sucessor do anterior, hipótese em que este
fica desobrigado, transmitindo ao novo devedor a obrigação
pela qual, até então, era o responsável.
102 O inadimplemento de uma obrigação indivisível, com
pluralidade de devedores, converte-a em perdas e danos,
dando lugar à indenização, em dinheiro, dos prejuízos
causados ao credor, o que torna a obrigação divisível. Ainda
que apenas um dos devedores seja culpado pela
inadimplência, todos os demais responderão, em partes
iguais, pela quitação de suas quotas na dívida, acrescidas das
perdas e danos em decorrência do inadimplemento da
obrigação.
103 Se no contrato forem estipuladas arras penitenciais, a
inexecução do contrato faculta à parte inocente pedir
indenização suplementar, se provar que o seu prejuízo foi
maior que o valor das arras. Poderá, também, exigir a
execução do contrato, acrescido das perdas e danos.
Acerca dos contratos regidos pelo Código Civil, julgue os
seguintes itens.
104 A fiança dada por duas ou mais pessoas acarreta a
solidariedade entre os fiadores. A referida solidariedade se
apresenta entre os fiadores e o devedor principal. Assim, se
o devedor principal não pagar o débito, cada fiador obriga-se
a pagá-lo na totalidade. Poderá o credor executar todos eles
e, se forem penhorados bens de todos, os fiadores têm o
direito de exigir que os bens do executado sejam leiloados
primeiro.
105 O contrato bilateral caracteriza-se pela reciprocidade das
prestações. Nesse contrato, ambos os contratantes têm o
dever de cumprir, recíproca e concomitantemente, as
prestações e obrigações por eles assumidas. Assim, nenhum
dos contratantes, sem ter cumprido o que lhe cabe, pode
exigir que o outro o faça. O desatendimento dessa regra
enseja defesa por meio da exceção do contrato não
cumprido, e a procedência desta constitui-se como causa de
suspensão da exigibilidade da prestação do excipiente.
Julgue os itens a seguir, acerca da responsabilidade civil.
10ô O conhecimento do vício aparente do produto adquirido por
parte do consumidor, no momento do recebimento, exclui a
garantia, presumindo-se que o comprador aceitou a coisa
defeituosa, exonerando, assim, a responsabilidade do
fornecedor.
101 A responsabilidade civil por ato de terceiro permite estender
a obrigação de reparar o dano a pessoa diversa daquela que
praticou a conduta danosa, desde que exista uma relação
jurídica entre o causador do dano e o responsável pela
indenização. Nessa hipótese, a obrigação de indenizar é
objetiva; portanto, não se perquire a culpa do agente.
108 Considere por hipótese que ocorra o desabamento da
marquise de um prédio, depois de quatro anos de construção,
provocando a morte de uma transeunte. Nessa situação, a
responsabilidade civil pela reparação do dano é do
proprietário do prédio.
UnB / CESPE – AGU CADERNO BRANCO – 7 –
Cargo: Advogado da União Prova Objetiva P
1
É permitida a reprodução apenas para fins didáticos, desde que citada a fonte.
Julgue os itens seguintes, acerca da posse e da propriedade.
109 O título translativo da propriedade imóvel por ato inter
vivos, oneroso ou gratuito não é hábil a transferir o domínio
de bem imóvel. Somente ocorre a transferência da
titularidade do direito com o registro imobiliário. No
entanto, a eficácia do registro tem início com a apresentação
do título ao oficial do registro e com sua prenotação lançada
no protocolo.
110 A ocupação de bem público dominical traz como
conseqüência o reconhecimento da posse tolerada,
afigurando-se admissível o pleito de proteção possessória e
assegurando-se ao possuidor indenização pelas benfeitorias
feitas no imóvel, bem como a prerrogativa do direito de
retenção.
Julgue os itens subseqüentes, acerca dos títulos de crédito.
111 Tem-se um título à ordem sempre que a cártula traz a
indicação do beneficiário do crédito ali inscrito, permitindo-
se que o pagamento se faça a outrem, à ordem do
beneficiário nomeado no documento. Esse título de crédito
é transmissível pela via do endosso, que equivale à cessão de
crédito, e só pode ser feito com indicação do endossatário.
112 Se o título de crédito é emitido ao portador, sem designação
do beneficiário, sua transferência se opera por mera tradição.
Assim, o possuidor do título é o credor legitimado para
exigir do devedor o pagamento da obrigação cambial,
mediante simples apresentação do título de crédito ao
devedor. O devedor somente poderá opor ao portador
exceção fundada em direito pessoal, ou em nulidade de sua
obrigação.
À luz da Lei dos Registros Públicos, julgue os itens a seguir.
113 É possível a anexação ou fusão de bens imóveis contíguos,
pertencentes ao mesmo proprietário, abrindo-se apenas uma
matrícula e nela reunindo os diversos imóveis em nome
daquele proprietário e, no final, o oficial registrador
promoverá o encerramento mediante averbação de cada uma
das matrículas das áreas que deram origem à abertura da
nova matrícula.
114 O contrato de locação de bens imóveis poderá ser registrado
no cartório de registro de imóveis, quando o instrumento
contenha, além dos requisitos legais, cláusula de vigência,
em caso de alienação, para efeito de direitos de preferência.
115 Os títulos, documentos e papéis de procedência do exterior
e escritos em língua estrangeira necessitam de tradução e
legalização para serem registrados por extrato e produzirem
efeitos legais no Brasil com eficácia contra terceiros.
Dispensa-se a referida tradução e legalização para os
documentos escritos em português, ainda que de procedência
estrangeira.
Quanto aos meios de impugnação dos provimentos jurisdicionais
no processo civil, julgue os itens subseqüentes.
11ô Havendo sucumbência recíproca, qualquer das partes poderá
deduzir pedido de reforma da sentença, na parte que
sucumbiu, em sede de contra-razões da apelação. Nessa
situação, a manifestação do recorrido deverá ser recebida
como recurso adesivo.
111 A finalidade do recurso de embargos infringentes é a
prevalência do voto vencido sobre o voto vencedor. Esses
embargos são cabíveis contra decisão não unânime que
reformou a sentença de mérito proferida em sede de
apelação, remessa necessária e ação rescisória.
118 Os embargos de declaração podem ter, excepcionalmente,
caráter infringente quando houver, no acórdão, suprimento
de omissão, contradição entre o fundamento e o decisum ou
em caso de manifesto erro material, cujo reconhecimento
não implique reexame de prova ou da tese jurídica adotada
na decisão embargada.
119 A decisão referente ao juízo de admissibilidade dos recursos
tem natureza declaratória e os efeitos da decisão que não
conhece o recurso intempestivo contam-se do momento em
que o tribunal ad quem proferiu o juízo negativo de
admissibilidade. Assim, o prazo para propositura de eventual
rescisória conta-se do trânsito em julgado da decisão que não
conheceu o recurso.
120 A desistência do recurso pode ser feita desde o momento em
que foi interposto até o momento imediatamente anterior ao
julgamento, inclusive deduzida oralmente na sessão de
julgamento, e independe da anuência do recorrido ou dos
litisconsortes, produzindo os efeitos a que se destina desde
logo, independentemente de homologação.
A respeito da competência, julgue os itens que se seguem.
121 É competente o foro da situação do imóvel para a ação de
manutenção de posse. No entanto, por se tratar de
competência territorial, pode ser modificada por acordo,
tácito ou expresso, entre as partes.
122 A competência para o julgamento do mandado de segurança
é estabelecida em razão da função ou categoria funcional da
autoridade indicada como coatora e não em conseqüência da
natureza do ato impugnado. Assim, compete à justiça
especial federal, de primeiro grau, julgar o mandamus
impetrado contra ato do promotor de justiça do Ministério
Público do Distrito Federal e Territórios.
123 O foro competente para conhecer e julgar as ações referentes
ao vínculo ex locato é o da situação do imóvel, salvo a
estipulação do foro de eleição do contrato.
UnB / CESPE – AGU CADERNO BRANCO – 8 –
Cargo: Advogado da União Prova Objetiva P
1
É permitida a reprodução apenas para fins didáticos, desde que citada a fonte.
A respeito da sentença cível e da coisa julgada, julgue os itens a
seguir.
124 A sentença que acolhe ou rejeita, pelo mérito, o habeas data
faz coisa julgada material. Entretanto, a coisa julgada não é
empecilho a que novos pedidos de exibição, cancelamento
ou retificação se formulem e sejam decididos.
125 A sentença proferida na ação popular faz coisa julgada erga
omnes, salvo se o pedido for julgado improcedente por
insuficiência de provas, hipótese em que qualquer legitimado
poderá intentar outra ação popular, com idêntico
fundamento, valendo-se de novas provas.
12ô É nula a sentença que reaprecia matéria relativa a condições
da ação já decidida no despacho saneador, de que não houve
recurso, precluindo, no caso, a matéria também para o juiz.
Acerca da formação, suspensão e extinção do processo, julgue os
itens subseqüentes.
121 A perempção atinge o direito de ação e não o direito material
que poderia ser alegado por meio da ação. Portanto, o autor
fica privado de propor ação contra o réu com o mesmo
pedido e a mesma causa de pedir da ação perempta.
Entretanto, o direito material pode ser suscitado em defesa.
128 As partes podem convencionar a suspensão do processo por
até seis meses, mas o acordo só produzirá o efeito desejado
após a homologação judicial. Assim, poderá o juiz indeferir
ou não o pedido de suspensão do processo, pois o impulso
do procedimento é oficial, isto é, o andamento do processo
não fica na dependência da vontade ou colaboração das
partes.
129 O processo será suspenso sempre que a sentença estiver na
dependência de solução de questão preliminar surgida no
curso do processo e que condiciona a apreciação do mérito
da causa. A preliminar, por ser questão de direito material
intimamente ligada ao mérito da demanda, deve ser decidida
antes da principal.
Acerca da tutela específica das obrigações, julgue os itens que se
seguem.
130 A execução de sentença que imponha obrigação de entrega
de coisa se opera na própria relação processual original. E a
defesa do devedor se fará por simples petição, no âmbito da
própria relação processual em que for determinada a medida
executiva, afastando-se o cabimento de ação autônoma de
execução, bem como, conseqüentemente, de oposição do
devedor por ação de embargos.
131 As decisões judiciais que imponham obrigação de fazer ou
de dar dinheiro podem ser executadas por impulso oficial
nos próprios autos do processo de conhecimento,
independentemente de novo mandado citatório, em razão da
eficácia mandamental da tutela específica.
A respeito da tutela de urgência, julgue os itens a seguir.
132 O juiz poderá antecipar a tutela pretendida pelo autor sem a
presença do risco de dano imediato e irreparável, baseando-
se apenas no abuso do direito de defesa ou manifesto
propósito protelatório do réu, desde que, existindo prova
inequívoca, se convença da verossimilhança da alegação.
133 A medida cautelar e a tutela antecipatória representam
providências de natureza emergencial e são adotadas em
caráter provisório. O que as distingue é que a cautelar
assegura uma pretensão, enquanto a tutela antecipa, realiza
de imediato uma pretensão. A sistemática atual do processo
civil brasileiro admite a fungibilidade das medidas urgentes,
antecipatórias e cautelares, desde que presentes os
respectivos pressupostos legais.
134 A antecipação de tutela na ação ordinária de cobrança de
quantia certa tem o efeito de autorizar a execução provisória,
com a conseqüente penhora de bens do devedor, providência
que assegura a efetividade do processo.
135 No recurso especial contra decisão que nega ou concede
medida cautelar ou antecipação da tutela, a questão federal
passível de exame é a que diz respeito aos requisitos da
relevância do direito, do risco de dano e ofensa aos
dispositivos que regulam o direito material objeto da
demanda principal.
13ô O recurso relativo à antecipação da tutela perde objeto
quando a sentença superveniente revoga, expressa ou
implicitamente, a liminar antecipatória, ou, sendo de
procedência integral ou parcial, tem aptidão para, por si só,
irradiar os mesmos efeitos da medida antecipatória.
A respeito da ação monitória, julgue os itens seguintes.
131 O documento apresentado para instruir a monitória não
precisa revelar dívida líquida, certa e exigível, pois o que se
exige na monitória é documento que autorize o juiz a
visualizar a existência de um direito à cobrança. A liquidez
da dívida vai ser aferida nos embargos. Assim, se existe
prova escrita capaz de revelar a existência da obrigação,
cabível é o ajuizamento da ação monitória.
138 A ação monitória, por ser processo de cognição sumária que
tem por objetivo abreviar a formação do título exeqüendo,
não pode ser utilizada contra um ente público, por ser
incompatível com o rito prescrito para a execução contra a
fazenda pública.
UnB / CESPE – AGU CADERNO BRANCO – 9 –
Cargo: Advogado da União Prova Objetiva P
1
É permitida a reprodução apenas para fins didáticos, desde que citada a fonte.
A respeito do processo de execução, julgue os itens a seguir.
139 É possível argüir-se a prescrição intercorrente por meio de
exceção de pré-executividade, desde que demonstrada
por prova documental inequívoca constante dos autos ou
apresentada juntamente com a petição.
140 Considere que tenha sido ajuizada uma execução fundada em
sentença transitada em julgado e que a decisão de
improcedência dos embargos à execução se encontre sujeita
a recurso de apelação recebida no efeito devolutivo. Nessa
situação, a execução prosseguirá em caráter provisório, pois
a sentença que julgou os embargos foi impugnada mediante
recurso recebido só no efeito devolutivo, exigindo-se caução
idônea por parte do exeqüente.
A respeito da interceptação telefônica e do princípio da
legalidade, julgue os itens seguintes.
141 Consoante entendimento do STF, em face ao princípio da
legalidade, é inadmissível medida provisória em matéria
penal, mesmo tratando-se de normas penais benéficas, que
visem abolir crimes ou lhes restringir o alcance, extinguir ou
abrandar pena ou, ainda, ampliar os casos de isenção de pena
ou extinção de punibilidade.
142 A interceptação telefônica, para fins de investigação
criminal, somente pode ser determinada pela autoridade
judiciária, de ofício e a requerimento da autoridade policial
ou do Ministério Público, após a instauração formal de
inquérito policial, sob pena de tornar-se prova ilícita.
Em cada um dos itens a seguir, é apresentada uma situação
hipotética, seguida de uma assertiva a ser julgada, concernente à
suspensão condicional do processo, tentativa e crime impossível,
crimes contra a fé pública, administração pública e organização
do trabalho.
143 Um indivíduo foi denunciado pelo Ministério Público pela
prática do crime de estelionato, sendo beneficiado com a
suspensão condicional do processo pelo prazo de dois anos.
Expirado o período de prova, mas antes da sentença extintiva
da punibilidade, o órgão do Ministério Público verificou que
o acusado veio a ser processado por outro crime durante o
período de prova, sem sentença prolatada. Nessa situação,
conforme orientação do STJ, cabe a revogação do sursis
processual, não ocorrendo a violação dos princípios da
presunção de inocência e coisa julgada.
144 Em uma loja de confecções, uma senhora retirou o lacre
eletrônico de algumas peças de roupa, colocando-as em
seguida dentro de sua bolsa, enquanto era monitorada por
um circuito interno de TV. Ao tentar sair da loja, a senhora
foi abordada por um segurança, que apreendeu a mercadoria
subtraída. Nessa situação, ocorreu crime impossível, pela
absoluta ineficácia do meio empregado.
145 O proprietário de uma empresa comercial falsificou guias de
arrecadação da Receita Federal (DARF), por meio da
inserção de autenticação mecânica, como forma de
comprovação do recolhimento dos tributos. Nessa situação,
de acordo com entendimento do STJ, o proprietário praticou
o crime de falsidade ideológica.
14ô Um indivíduo, por divergências pessoais com o sócio-
gerente de uma indústria de calçados, ocupou
arbitrariamente o estabelecimento industrial e trocou todas
as fechaduras das portas e janelas que davam acesso às
dependências da sede, impedindo o curso normal dos
trabalhos, privando o ingresso dos sócios e empregados da
empresa. Nessa situação, o indivíduo praticou, em tese, o
crime de invasão ou sabotagem.
141 Um vereador exigiu de seu assessor legislativo e
subordinado a entrega mensal, em dinheiro, de 30% de sua
remuneração, sob pena de exonerá-lo do cargo em comissão
que exercia. Nessa situação, o vereador praticou o crime de
corrupção ativa.
Relativamente à extinção da punibilidade e aos crimes de
imprensa e contra o sistema financeiro nacional, julgue os itens
a seguir.
148 O perdão judicial opera a extinção da punibilidade e, de
acordo com o STJ, a sentença que o concede tem natureza
declaratória, não persistindo nenhum dos efeitos secundários
da condenação, entre os quais a responsabilidade pelas
custas e a inclusão do nome no rol dos culpados.
149 Não configura crime de imprensa a ofensa à honra objetiva
da vítima (calúnia) veiculada em jornal de circulação
nacional, se a matéria ofensiva foi encomendada e paga, não
sendo o seu autor profissional de imprensa.
150 A gestão fraudulenta de entidade fechada de previdência
privada, que capta e administra recursos destinados ao
pagamento de benefícios de seus associados, de acordo com
o entendimento do STJ, configura crime contra o sistema
financeiro nacional.
Com referência ao direito do trabalho, cada um dos itens que se
seguem apresenta uma situação hipotética, seguida de uma
assertiva a ser julgada.
151 A pessoa jurídica Beta, que atua no ramo da construção civil,
contratou Maria para exercer a função de nutricionista na
central de produção de alimentos da empresa. Maria
coordena todas as fases da elaboração dos alimentos, até a
remessa das refeições individuais às frentes de trabalho, e
não tem superior hierárquico imediato. Seu regime de
trabalho é de 6 horas diárias. Nessa situação, inexiste vínculo
empregatício entre Maria e Beta, por não haver
subordinação.
152 João provocou a comissão de conciliação prévia do sindicato
de sua categoria, para dirimir demanda trabalhista que
possuía com seu antigo empregador, a pessoa jurídica Alfa.
Na comissão, durante a audiência de conciliação, foi
celebrado acordo, cujo termo foi assinado tanto por João
quanto por Alfa, sem quaisquer ressalvas. Nessa situação,
havendo o cumprimento integral do acordo por parte de
Alfa, João não poderá pleitear mais nenhum direito
trabalhista oriundo do referido contrato de trabalho.
UnB / CESPE – AGU CADERNO BRANCO – 10 –
Cargo: Advogado da União Prova Objetiva P
1
É permitida a reprodução apenas para fins didáticos, desde que citada a fonte.
153 Luís celebrou contrato de experiência, em 12/9/2005, com a
pessoa jurídica X. Decorridos 90 dias da data da contratação,
X optou não efetivar a contratação de Luís. Entretanto, em
27/1/2006, Luís foi novamente contratado pela pessoa
jurídica X. Nessa situação, e considerando a legislação de
regência, o segundo contrato de Luís não poderá ser por
prazo determinado.
154 José tem 62 anos de idade e trabalha para a pessoa jurídica
Delta. Em virtude de situação excepcional, Delta concedeu
as férias de José em dois períodos, sendo o primeiro de 10
dias, no mês de julho, e o segundo de 20, a ser gozado em
dezembro. Nessa situação, com base na legislação trabalhista
em vigor, a concessão das férias de José em dois períodos é
ilegal.
155 Ana, empregada de determinada pessoa jurídica, obteve a
guarda judicial para fins de adoção de uma criança com 9
meses de idade. Nessa situação, Ana terá direito à licença-
maternidade, de 120 dias, mediante a apresentação do termo
judicial de guarda.
15ô Fábio é empregado de certa companhia mineradora. A
função exercida por Fábio, na empresa, foi incluída no
quadro de atividades e operações insalubres, aprovado pelo
Ministério do Trabalho e Emprego, em 26/3/2005. Nessa
situação, a exigibilidade do respectivo adicional de
insalubridade se inicia a partir da data da aprovação do
referido quadro, observado o prazo prescricional.
151 Certa pessoa jurídica do ramo hoteleiro celebrou acordo
escrito com os empregados do restaurante do hotel que
administra, estipulando que todos os danos causados aos
utensílios e demais objetos da cozinha seriam ressarcidos,
rateando-se o valor total do prejuízo entre todos os
empregados do restaurante, descontando a parcela
correspondente dos salários desses empregados. Nessa
situação, com base na ordenação normativa vigente, o
acordo é nulo de pleno direito.
158 A pessoa jurídica Z oferece aos seus empregados, que
manifestarem interesse e que possuam mais de 5 anos de
serviços prestados à empresa, programa de qualificação
profissional, com duração de 2 meses, conforme previsto em
acordo coletivo, ficando o contrato de trabalho suspenso
nesse ínterim. Nessa situação, se, durante o prazo de
suspensão do contrato individual do trabalho, houver a
dispensa do empregado, o empregador, além das verbas
rescisórias, terá de pagar ao empregado multa de, no
mínimo, 100% do valor da última remuneração, anterior à
suspensão, conforme estabelecido em acordo ou convenção
coletiva.
159 Renato foi contratado pela pessoa jurídica Gama, para a
função de vigia. Sua jornada de trabalho inicia-se às
22 horas e termina às 5 horas da manhã, momento em que
Renato é substituído por outro vigia. Conforme determinação
expressa do empregador, Renato somente pode sair do
trabalho após a chegada do outro vigia para substituí-lo.
Nessa situação, se o outro vigia chegar apenas às 7 horas da
manhã, Renato não terá direito ao adicional noturno, mas
tão-somente ao adicional de hora extraordinária.
Com relação ao direito processual do trabalho, cada um dos
próximos itens apresenta uma situação hipotética, seguida de uma
assertiva a ser julgada. Nesse sentido, considere, para o que for
necessário, o valor de R$ 4.678,13 como limite máximo do
depósito recursal para a interposição de recurso ordinário.
1ô0 Paulo, ex-empregado da pessoa jurídica A, ajuizou
reclamação trabalhista contra as pessoas jurídicas A e B,
alegando a existência de responsabilidade solidária em
virtude de A ser controlada por B, formando assim grupo
econômico. A sentença de primeira instância declarou a
existência do grupo econômico e condenou A e B
solidariamente ao pagamento das verbas rescisórias de
Paulo, fixadas no valor de R$ 15.000,00. Não se
conformando, ambas as pessoas jurídicas interpuseram
recurso ordinário, e B pleiteou sua exclusão da lide,
alegando inexistência de responsabilidade solidária. Nessa
situação, tanto A quanto B deverão efetuar o depósito
recursal no valor de R$ 4.678,13, sob pena de deserção de
seus respectivos recursos.
1ô1 Determinada pessoa jurídica interpôs recurso de revista,
alegando que o acórdão regional violou diretamente a
Constituição Federal. O presidente do TRT admitiu o
recurso de revista, remetendo-o ao TST. Todavia, no TST,
o relator, em decisão monocrática, negou seguimento ao
recurso de revista em comento, por manifesta
inadmissibilidade recursal. Nessa situação, o recurso cabível
será o de embargos, para a Subseção 1, Especializada em
Dissídios Individuais (SDI-1).
1ô2 Determinada pessoa jurídica, após garantir o juízo, ajuizou
embargos à execução de título judicial, alegando
inexigibilidade do título, pois fundado em lei declarada
inconstitucional pelo STF. Nessa situação, os embargos à
execução devem ser rejeitados, pois esta matéria deve ser
objeto de ação rescisória.
1ô3 Humberto ajuizou reclamação trabalhista contra seu antigo
empregador. Devidamente citado, o reclamado apresentou
sua contestação, alegando apenas a existência de justa causa,
para a rescisão do contrato de trabalho, e inaplicabilidade da
multa prevista no art. 477, § 8.º, da CLT. A sentença julgou
absolutamente procedente o pedido formulado por
Humberto. Em sede de recurso ordinário, o antigo
empregador de Humberto requereu a compensação de
valores que haviam sido pagos ainda na vigência do contrato
de trabalho. Nessa situação, se for demonstrado o efetivo
pagamento dos referidos valores, a compensação é devida.
1ô4 O representante legal de determinada pessoa jurídica recebeu
notificação pessoal para que se manifestasse, no prazo de 5
dias, sobre laudo pericial apresentado nos autos. Nessa
situação, o prazo iniciar-se-á a partir da realização da
notificação, e não da data da juntada do documento
notificatório aos autos.
UnB / CESPE – AGU CADERNO BRANCO – 11 –
Cargo: Advogado da União Prova Objetiva P
1
É permitida a reprodução apenas para fins didáticos, desde que citada a fonte.
1ô5 Marcos ajuizou reclamação trabalhista contra seu antigo
empregador. A sentença de primeira instância julgou
absolutamente improcedente o pedido de Marcos, que,
irresignado, interpôs recurso ordinário. O TRT, ao analisar
a questão, negou provimento ao recurso ordinário. Marcos,
não se conformando, interpôs recurso de revista, o qual foi
admitido na origem. No TST, o recurso de revista não foi
conhecido, em virtude de a tese defendida por Marcos
confrontar súmula de direito material de jurisprudência
dominante do TST. A referida decisão transitou em julgado.
Nessa situação, se Marcos ajuizar ação rescisória, deverá
fazê-lo perante o TRT, que é o tribunal competente para
julgar o feito.
1ôô Mário ajuizou reclamação trabalhista contra seu antigo
empregador. Durante a audiência preliminar, foi celebrado
acordo, homologado por sentença, em que o antigo
empregador de Mário se obrigava ao pagamento de
R$ 6.000,00, à liberação das guias de seguro-desemprego e
outras. Nessa situação, o INSS deverá ser intimado, por via
postal, para que se manifeste nos autos, caso entenda
necessário, interpondo recurso relativamente às
contribuições que lhe forem devidas.
No Brasil, o Código Comercial de 1850, cuja primeira parte foi
revogada com a entrada em vigor do Código Civil de 2002,
sofreu forte influência da teoria dos atos de comércio. O Código
Civil vigente, ao contrário, teve influência do direito italiano,
incorporando a teoria da empresa. O direito brasileiro já
incorporara — nas lições da doutrina, na jurisprudência e em leis
esparsas como o Código de Defesa do Consumidor, de 1990, a
Lei de Locação Predial Urbana, de 1991, e a Lei do Registro de
Empresas, de 1994 — a teoria da empresa, mesmo antes da
entrada em vigor do Código Civil de 2002. Com relação a esse
assunto, julgue os próximos itens.
1ô1 O nome empresarial é aquele com que o empresário
individual e a sociedade empresária se apresentam nas
relações contratuais, econômicas etc. O empresário opera
sob firma constituída por seu nome, completo ou abreviado,
ou seja, pela firma individual, não lhe sendo permitido o uso
de denominação social.
1ô8 O registro público de empresas mercantis e atividades afins,
personalizado nas juntas comerciais, é um banco de
informações de empresas e empresários à disposição de
qualquer pessoa que a elas queira ter acesso, mediante
solicitação de certidões e consulta aos assentamentos, sem
necessidade de provar interesse.
1ô9 Pela sua importância, os livros comerciais são equiparados
a documento público, sendo tipificada como crime a
falsificação, no todo ou em parte, da escrituração comercial.
110 Com a nova conceituação de empresário, aquele que exerce
profissão intelectual, de natureza científica, literária ou
artística somente será considerado empresário se o exercício
da profissão constituir elemento de empresa.
111 Quando da sucessão do estabelecimento, o devedor primitivo
continua subsidiariamente obrigado pelo prazo de um ano,
contado da data da publicação da sucessão, quanto aos
créditos vencidos, e da data do vencimento, quanto aos
vincendos.
O direito empresarial tem abrangência bastante ampla, com
definições variadas. No Brasil, existe uma diversidade de
contratos para operações comerciais e financeiras, como as
operações de leasing (arrendamento mercantil), factoring
(fomento mercantil), contratos bancários, entre outros. As
sociedades empresariais, suas características, a desconsideração
da personalidade jurídica e a nova lei de falência e recuperação
das empresas confirmam a importância do direito empresarial
para a economia nacional. Acerca desses assuntos, julgue os itens
a seguir.
112 A pluralidade de sócios é uma condição necessária à
existência de uma sociedade, não havendo previsão legal, no
Brasil, para sociedade de apenas um sócio.
113 O endosso é o ato necessário e suficiente para que se
processe a transferência dos direitos creditícios de um título
de crédito.
114 A nova Lei de Falências regula a recuperação judicial, a
extrajudicial e a falência do empresário e da sociedade
empresária, aí abrangidos os tipos empresariais existentes no
Brasil, incluindo-se as sociedades de economia mista e
excluindo-se as instituições financeiras e as cooperativas de
crédito.
115 Pode ser objeto do contrato de leasing o bem móvel ou
imóvel de produção nacional, bem como os de produção
estrangeira, desde que estes sejam autorizados pelo Conselho
Monetário Nacional.
11ô A todo contrato se conferirá natureza bancária sempre que
um banco figurar em um dos pólos da relação contratual.
O direito internacional público, até pouco mais de
cem anos atrás, foi essencialmente um direito costumeiro. Regras
de alcance geral norteando a então restrita comunidade das
nações, havia-as, e supostamente numerosas, mas quase nunca
expressas em textos convencionais. Na doutrina, e nas
manifestações intermitentes do direito arbitral, essas regras se
viam reconhecer com maior explicitude. Eram elas apontadas
como obrigatórias, já que resultantes de uma prática a que os
Estados se entregavam não por acaso, mas porque convencidos
de sua justiça e necessidade.
José Francisco Rezek. Manual de direito internacional
público. São Paulo: Saraiva, 2000, p. 120 (com adaptações).
A partir do tema do texto acima, julgue os seguintes itens,
relativos ao costume internacional.
111 Embora possua relevantes qualidades de flexibilidade e uma
grande proximidade com os fenômenos e fatos que regula, o
costume internacional apresenta grandes dificuldades quanto
à sua prova, o que lhe diminui o valor na hierarquia das
fontes do direito internacional, mantendo, com isso, a
supremacia dos tratados e convenções.
118 Para que um comportamento comissivo ou omissivo seja
considerado como um costume internacional, é necessária a
presença de um elemento material, qual seja: uma prática
reiterada de comportamentos que, de início, pode ser um
simples uso.
119 Para se constatar a existência de um costume, é necessário
verificar a presença de um elemento subjetivo, qual seja: a
certeza de que tais comportamentos são obrigatórios por
expressarem valores exigíveis e essenciais.
UnB / CESPE – AGU CADERNO BRANCO – 12 –
Cargo: Advogado da União Prova Objetiva P
1
É permitida a reprodução apenas para fins didáticos, desde que citada a fonte.
Não obstante o indiscutível avanço em se ensaiar a
caracterização efetiva de uma genuína Constituição Global, o
advento da Declaração Universal dos Direitos do Homem
acabou contribuindo indiretamente para o acirramento de uma
ampla problemática relativa aos chamados direitos humanos que
reside, como em todos os elementos normatizadores, na questão
específica da interpretação (e do alcance) de seus dispositivos.
Assim, muitas das ações, em princípio violadoras dos direitos
humanos para parte da comunidade internacional (particularmente
no período bipolar de confrontação ideológica), não eram
consideradas como tal por outra parcela, criando objetivamente
um impasse político cuja solução última vai da simples imposição
da ideologia dominante até a criação de verdadeiros tribunais
internacionais, com jurisdição transnacional e com plena
capacidade de interpretar e aplicar a legislação comum
internacional.
Reis Friede. Curso de ciência política e teoria geral do Estado.
Rio de Janeiro: Forense, 2002, p. 280-3 (com adaptações).
Quanto à proteção internacional dos direitos humanos, julgue os
itens a seguir.
180 As Sociedades Nacionais da Cruz Vermelha — bem como
do Crescente Vermelho — são pessoas jurídicas de direito
privado, constituídas segundo as leis dos países em que estão
sediadas.
181 A atuação do Comitê Internacional da Cruz Vermelha foi
decisiva na elaboração do denominado Direito de Genebra.
182 O Direito de Haia constitui um corpo de normas jurídicas
escritas, elaboradas a partir de duas conferências
internacionais de paz realizadas em Haia, durante as quais
foram elaboradas convenções multilaterais que regulam o
direito de ir à guerra, o direito de prevenção e as normas
sobre a condução das hostilidades.
183 Como marco histórico das primeiras normas direcionadas à
proteção da pessoa humana é correto citar a influência do
livro de Henri Dunant sobre a Batalha de Solferino, que
motivou os Estados à elaboração — mediante convenções
internacionais multilaterais — de um conjunto de normas
que passou a ser denominado direito humanitário
internacional.
184 O movimento conhecido como Cruz Vermelha é inseparável
do desenvolvimento do direito humanitário internacional.
Esse movimento compreende, na verdade, três tipos de
instituições: as Sociedades Nacionais da Cruz Vermelha, o
Comitê Internacional da Cruz Vermelha e a Federação
Internacional do Crescente Vermelho.
O conflito que até agora pesou sobre a cultura jurídica
internacionalista entre o “dever ser” e o “ser” do direito
transferiu-se, por meio das cartas internacionais de direitos, para
o próprio corpo de direito internacional positivo. Transformou-se
em uma antinomia jurídica entre normas positivas, refazendo o
mesmo processo formativo do qual se originaram, com a
constitucionalização dos direitos naturais, o estado constitucional
de direito e nossas democracias.
Luigi Ferrajoli. A soberania no mundo moderno. São Paulo:
Martins Fontes, 2002, p. 53-60 (com adaptações).
A partir do tema do texto acima, julgue os itens subseqüentes,
relativos ao ordenamento jurídico internacional e à jurisdição
internacional.
185 São características do monismo o culto à constituição e a
crença de que em seu texto encontra-se a diversidade das
fontes de produção das normas jurídicas internacionais
condicionadas pelos limites de validade imposto pelo direito
das gentes.
18ô O princípio pacta sunt servanda, segundo o qual o que foi
pactuado deve ser cumprido, externaliza um modelo de
norma fundada no consentimento criativo, ou seja, um
conjunto de regras das quais a comunidade internacional não
pode prescindir.
181 Somente a aquiescência de um Estado soberano convalida a
autoridade de um foro judiciário ou arbitral, já que o mesmo
não é originalmente jurisdicionável perante nenhuma corte.
188 No que tange às relações entre o direito internacional e o
direito interno, percebem-se duas orientações divergentes
quanto aos doutrinadores que defendem o dualismo: uma que
sustenta a unicidade da ordem jurídica sob o primado do
direito internacional e outra que prega o primado do direito
nacional de cada Estado soberano que detém a faculdade
discricionária de adotar ou não os preceitos do direito
internacional.
Julgue os itens a seguir, acerca da seguridade social.
189 Uma das aplicações do princípio da equidade na forma de
participação do custeio é a possibilidade de a base de cálculo
das contribuições previdenciárias dos segurados empregados
ser distinta da base de cálculo dos empregadores.
190 As contribuições previdenciárias somente podem ser
exigidas após o decurso do prazo de 90 dias da data de
publicação da lei que as houver instituído ou modificado,
incluindo-se nessas modificações a eventual alteração do
prazo de recolhimento da obrigação tributária.
191 Os templos de qualquer culto são contribuintes do
PIS/PASEP, sendo a base de cálculo da contribuição o
equivalente à folha de salários.
192 Após o modelo de previdência social concebido por
William Beveridge, implantado na Inglaterra a partir de
1946, novos sistemas surgiram no cenário mundial: o social-
democrata, adotado nos países nórdicos, cujo objetivo era
assegurar rendas a todos mediante redistribuição igualitária;
e o liberal ou residual, cujo exemplo mais expressivo é o do
Chile, caracterizado, especialmente, pela individualização
dos riscos sociais.
UnB / CESPE – AGU CADERNO BRANCO – 13 –
Cargo: Advogado da União Prova Objetiva P
1
É permitida a reprodução apenas para fins didáticos, desde que citada a fonte.
Julgue os itens que se seguem, relativos ao regime geral de previdência social.
193 Sobre os valores recebidos pelo segurado empregado a título de gratificação natalina, também conhecida como décimo terceiro
salário, não incide contribuição previdenciária.
194 Do caráter contributivo da previdência social, conforme expressa previsão constitucional, decorre que nenhuma das
aposentadorias será concedida sem o cumprimento da carência, isto é, um número de contribuições mensais necessárias para a
efetivação do direito a um benefício.
195 Considere a seguinte situação hipotética.
Estêvão pediu demissão da empresa em que trabalhava, concordando em trabalhar durante o período de aviso prévio equivalente
a 30 dias, prazo concedido para que o empregador providenciasse a contratação de um novo empregado.
Nessa situação, sobre o valor pago durante o último mês que Estêvão trabalhou não incide contribuição previdenciária, pois se
trata de verba indenizatória.
19ô O auxílio-reclusão é um benefício previdenciário pago apenas aos dependentes do segurado que esteja recolhido sob regime
prisional fechado.
191 Considere a seguinte situação hipotética.
Elaine é cabeleireira, Sílvia é manicure e Cláudia é esteticista. As três trabalham por conta própria e exercem suas atividades na
residência de Elaine.
Nessa situação, apesar de não terem vínculo empregatício com qualquer estabelecimento, todas são consideradas seguradas
obrigatórias da previdência social na qualidade de contribuinte individual.
198 Considere a seguinte situação hipotética.
Célia é segurada empregada da previdência social e sofreu aborto natural antes da 23.ª semana de gestação, comprovado mediante
atestado médico.
Nessa situação, Célia terá direito ao salário-maternidade correspondente a duas semanas.
Em relação à organização da previdência privada, julgue os próximos itens.
199 A parte patronal, isto é, a contribuição das empresas patrocinadoras de planos de previdência privada, conforme estabelece a
Constituição, não pode ultrapassar o limite equivalente ao da contribuição dos segurados empregados.
200 A imunidade tributária conferida a instituições de assistência social sem fins lucrativos somente alcança as entidades fechadas
de previdência social privada se não houver contribuição dos beneficiários.

.

caso julgue o item CERTO. julgue os itens subseqüentes. de caráter transitório.079/2004. foi descoberto que Barbário Felipe.o 11. Antes da celebração do contrato de parceria público-privada. no entanto.  Salvo impedimento legal. GRUPO I Na Antiga Roma. ou seja. dispensa motivação por parte da autoridade hierarquicamente superior que a determina. deverão ser interpretadas da forma indicada: STF = Supremo Tribunal Federal. julgue os itens que se seguem. pessoa que fora nomeada pretor romano e exercia tais funções.    Com relação às atribuições do TCU.   A doutrina sobre o agente de fato tem como base principiológica os postulados da segurança jurídica e da boa-fé. por iniciativa própria.   UnB / CESPE – AGU Cargo: Advogado da União CADERNO BRANCO Prova Objetiva P1 –1– É permitida a reprodução apenas para fins didáticos. a iminência e gravidade do risco e a suficiência do objeto da contratação para afastar os riscos no prazo de até um ano a contar da ocorrência da emergência. em caso de ilegalidade de despesa ou irregularidade de contas. julgue os itens a seguir. p.  O clássico exemplo de ato inexistente é o ato praticado pelo usurpador de função pública. previstas pela Lei n. LOA = Lei Orçamentária Anual. STJ = Superior Tribunal de Justiça. mas admite-se também o uso da expressão ato inexistente para designar atos cujo objeto seja materialmente impossível. prevista na doutrina administrativista. porém. Embora a condição de escravo fugitivo impedisse o exercício da função de pretor. TST = Tribunal Superior do Trabalho. para toda a administração pública federal. esse ministério pode-se valer da celebração de contrato de parceria público-privada. por ter o poder-dever de fiscalização sobre ela. Considerando o assunto abordado no texto acima. CLT = Consolidação das Leis do Trabalho.  Para a caracterização da situação de emergência devem estar presentes simultaneamente a imprevisibilidade da situação. TCU = Tribunal de Contas da União. que distingue três planos principais: o da existência. o valor a partir do qual a tomada de contas especial deve ser imediatamente remetida ao tribunal. que. Manual de direito administrativo. para caracterizar devidamente a hipótese de dispensa de licitação. 64 (com adaptações). da qual a administração pública não pode fazer parte. durante a execução do contrato. Entre as competências do TCU está a sua função sancionadora. tendo em vista que se imaginava estar o agente regularmente provido no cargo. único documento válido para a correção da sua prova. • As siglas seguintes.  A teoria geral do direito estuda a norma jurídica sob uma perspectiva tridimensional. posteriormente. mediante seu poder normativo. os atos do agente seriam considerados nulos. DF = Distrito Federal. o da validade e o da eficácia. pois os riscos do empreendimento devem ser repartidos entre as partes. Essas penalidades. excluem a aplicação de sanções penais e administrativas pelas autoridades competentes. e não apenas contábil. Acerca da caracterização da hipótese de dispensa de licitação. os atos praticados por Barbário Felipe foram considerados válidos. Esses três planos são a base para a construção da teoria das nulidades do ato administrativo. desde que citada a fonte. de auditoria operacional. acerca do ato administrativo inexistente. julgue os itens a seguir. o ato de delegação torna-se irrevogável. AGU = Advocacia-Geral da União. A ausência de marcação ou a marcação de ambos os campos não serão apenadas. pois os atos inexistentes conduzem ao mesmo resultado dos atos nulos: a invalidação. deve ser constituída sociedade de propósito específico. Para as devidas marcações. a partir da publicação. Ao TCU é permitida a realização. Odília Ferreira da Luz Oliveira. julgue os itens seguintes. quando usadas. em programas instituídos pelo poder público federal.  Acerca da avocação e da delegação de competência. Nos contratos de parceria público-privada.  Acerca das parcerias público-privadas. o pagamento ao parceiro privado não pode ficar vinculado à qualidade do seu desempenho. a folha de respostas. uma vez aplicadas.  O TCU. pode fixar normativamente. julgue os itens subseqüentes. em razão das mesmas irregularidades constatadas pelo TCU. não receberão pontuação negativa. Rio de Janeiro: Renovar. CTN = Código Tributário Nacional. a inadiabilidade da operação a ser contratada. A situação adversa tida como emergencial. TRT = tribunal regional do trabalho. Com referência a esse assunto. A avocação é ato excepcional. mediante a qual referida corte promove a aplicação de penalidades aos responsáveis. use a folha de rascunho e. condição por todos ignorada. circunstância de natureza meramente econômica pode ser invocada para justificar a conveniência de um órgão administrativo colegiado em delegar parte da sua competência a seu presidente. como a nomeação de pessoa morta. .  Considere que um ministério pretenda contratar o fornecimento de mão-de-obra para a execução de uma obra pública. É de pouco interesse prático a distinção entre nulidade e inexistência dentro do direito administrativo. não pode ser resultado da falta de planejamento ou desídia administrativa em dar cumprimento a ações que prevenissem a ocorrência do fato invocado como emergência. caso julgue o item ERRADO. era um escravo fugitivo. ou o campo designado com o código E. A situação apresentada no texto guarda paralelo com a figura do agente de fato.• De acordo com o comando a que cada um dos itens de 1 a 200 se refira. marque na folha de respostas. para cada item: o campo designado com o código C. Nesse caso. É obrigatória a publicação em meio oficial dos atos de delegação ante o seu caráter formal e. 1997. diante do ordenamento jurídico brasileiro e ante o poder-dever de autotutela da administração pública.

o que subsiste como ato administrativo não é o parecer. mas sim o ato de sua aprovação. induzindo a autoridade administrativa a erro. Quando uma autoridade administrativa acata parecer da sua consultoria jurídica. Rio de Janeiro: Lúmen Júris. para orientar a atuação de autoridades do Poder Executivo.   O regime jurídico da propriedade florestal é puramente civil. retrocedimento. pois as matas particulares não estão sujeitas a ingerências administrativas. de regressar ou retroceder. No mundo jurídico é. de retroagir. com o fim de imprimir outro rumo à decisão anteriormente tomada. órgãos setoriais da AGU. O conceito de retrocessão surge do latim retrocessus. Tanto é assim que o Banco Mundial aponta que a área ocupada por florestas nos países em desenvolvimento foi reduzida à metade em aproximadamente um século.   As florestas públicas são consideradas bens de interesse dominial do Estado. significa o ato pelo qual aquele que adquire determinado bem o transfere para a pessoa de quem o adquirira. Exprime a ação de voltar para trás. verifica-se dentro da mesma escala hierárquica. A autoridade administrativa competente.com. calculada sobre a remuneração integral do cargo em comissão. Mariana Caribe Almeida.   O Código Florestal não está voltado apenas para a proteção das florestas. no Brasil. recuo. Natureza jurídica da retrocessão. com a simples aposição da expressão “de acordo”. portanto. (rev. não está vinculada às conclusões do parecer final que lhe é encaminhado por sua consultoria jurídica. ainda que exercido sob a forma de mandato. é desnecessário demonstrar a culpa. Para a responsabilização do parecerista que emitiu parecer sobre determinada questão. O recurso hierárquico impróprio é o pedido de reexame dirigido à autoridade superior àquela que produziu o ato impugnado. julgue os itens que se seguem. Tecnicamente. o pedido de reconsideração é uma solicitação feita à autoridade que despachou no caso. caso venha a afastar-se do sugerido.  Apesar da grande discussão doutrinária acerca da natureza jurídica da retrocessão.  Entre o recurso hierárquico e o pedido de reconsideração há diferença consubstanciada no fato de que.br/artigos/artigos_165.ª ed. . Julgue os próximos itens. isto é.  A matéria florestal. está contemplada na Lei n.  Acerca da retrocessão. que tratam do recurso hierárquico e do pedido de reconsideração. negocial ou punitiva.A preservação das florestas é uma das questões fundamentais para a sobrevivência da humanidade e de todas as formas de vida. quando não houver orientação normativa da AGU. UnB / CESPE – AGU Cargo: Advogado da União CADERNO BRANCO Prova Objetiva P1 –2– É permitida a reprodução apenas para fins didáticos. Se a autoridade administrativa acolher parecer devidamente fundamentado de sua consultoria jurídica para decidir pela demissão de servidor público. Retrocessão é retrocesso. compete fixar a interpretação da Constituição Federal e das leis. julgue os itens subseqüentes. 6. Paulo de Bessa Antunes.  É inviável juridicamente o deferimento de licença para tratar de interesses particulares a ocupante de cargo de provimento em comissão.  Às consultorias jurídicas. deve especificar os pontos em que o mesmo lhe parece equivocado ou inaplicável ao caso. igualmente evidentes são as relações entre a destruição das florestas e a pobreza. a devolução do domínio expropriado. julgue os seguintes itens. As relações entre a necessidade de desenvolvimento econômico e a destruição das áreas florestais é bastante evidente. In: Internet: <http://www. 2002. e atual.).   O direito de o particular pleitear as conseqüências pelo fato de seu imóvel desapropriado não ter sido utilizado para os fins declarados na desapropriação pode ser resolvido em perdas e danos. Com relação aos servidores públicos ocupantes de cargo em comissão. A respeito da relação entre o administrador público e as manifestações exaradas por parecerista em exercício de atividade consultiva. enquanto o recurso hierárquico é dirigido sempre à autoridade superior àquela de cujo ato se recorreu. regredimento. ordinária.html> (com adaptações). mas. portanto. Com relação a esse assunto.juspodivm. Ele também contempla a proteção das demais formas de vegetação reconhecidas de utilidade para as terras que revestem. sem aprofundamento de fundamentação.771/1965.o 4. que poderá revestir-se de naturezas diversas. Direito ambiental. como normativa. eivado de nulidade. julgue os itens subseqüentes. O servidor que exerce cargo em comissão em localidade diversa da sua sede de expediente tem direito de receber ajuda de custo. É também denominada reversão ou reaquisição. o ato demissório deverá ser considerado desmotivado e. para que se integre ou regresse ao patrimônio daquele de quem foi tirado. ou o cometimento de erro grave. em suas áreas de atuação e coordenação. os tribunais superiores brasileiros a têm considerado como um direito de natureza pessoal. inescusável. desde que citada a fonte. pelo mesmo preço da desapropriação. ao julgar fatos apurados em um processo administrativo.

quaisquer atos ordinariamente privativos de advogado. sendo-lhe possível praticar.  Os recursos minerais devem ser explorados com vistas à satisfação dos interesses do particular que investe na exploração mineral. O STF é competente para homologar a sentença proferida no estrangeiro. Nessa situação e com base na jurisprudência atual.         No sistema de controle de constitucionalidade brasileiro. solicitando ao Congresso Nacional delegação para fixar os limites e condições para concessão de garantia pela União em operações de crédito externo. estará cometendo crime de responsabilidade. por qualquer pessoa residente no país. mesmo que ulteriormente os requisitos de relevância e urgência sejam caracterizados. A propositura de eventual ação direta de inconstitucionalidade por omissão restringe-se às normas de eficácia limitada de princípio institutivo e de caráter impositivo. O controle de constitucionalidade abstrato de lei municipal em relação à Constituição Federal pode ser feito via argüição de descumprimento de preceito fundamental. a ação poderá ser concluída. não poderá ser objeto de medida provisória. na qualidade de poder concedente fiscalizador. porém. enquanto ostentar a condição de agente político.  Para efeito de aposentadoria especial de professores. mas rejeitado durante sessão legislativa. administrar esse patrimônio. UnB / CESPE – AGU Cargo: Advogado da União CADERNO BRANCO Prova Objetiva P1 –3– É permitida a reprodução apenas para fins didáticos. acerca do regime jurídico nacional dos recursos minerais. federais e estaduais. a prova do trânsito em julgado a ser apresentada pelo interessado até a conclusão do processo. mediante ajuizamento da ação direta perante o STF. que versam sobre a administração pública e os servidores públicos. instituídos para o desempenho de funções estatais.  A exploração mineral atende a um regime de concessão. o único representante do partido X optou pela filiação em outra agremiação política. cuja autuação é imputada à pessoa jurídica a que pertencem. Considere a seguinte situação hipotética. individuais e sociais. Em relação à organização dos poderes. à Câmara dos Deputados. julgue os itens a seguir. A Constituição Federal estabelece dois requisitos para que o processo legislativo sumário seja deflagrado: projetos de lei de iniciativa privativa do presidente da República e solicitação ao Congresso Nacional. julgue os itens a seguir. por meio de seus agentes. é válida iniciativa de lei do presidente da República. pois inexiste a perda superveniente da legitimidade da ação. bem como às normas programáticas. que pode ser atacado mediante o oferecimento de acusação.Acerca da teoria do órgão e sua aplicação no direito administrativo. atualmente adotada no sistema jurídico. detentor do domínio sobre os recursos naturais do subsolo. possui capacidade processual plena. a autorização legislativa específica para a criação de empresas subsidiárias é dispensável nos casos em que a lei autorizativa de criação da empresa de economia mista matriz também previu a eventual formação das subsidiárias. Julgue os itens que se seguem. além de ativamente legitimado à instauração do controle concentrado de constitucionalidade das leis e atos normativos. fica claro que o autor adota a teoria do órgão. Caso o presidente da República pratique ato que atente contra o exercício dos direitos políticos.  A concessão mineral dá ao concessionário o direito à exploração da jazida que não é exclusivo nem excludente. julgue os itens que se seguem.  Quando Helly Lopes conceitua os órgãos públicos como centros de competência. Acerca do controle de constitucionalidade no sistema brasileiro. buscando explicar como se podem atribuir ao Estado os atos praticados por pessoas físicas que agem em seu nome. a competência para dirimir conflitos de competência entre a turma recursal do sistema de juizados especiais e qualquer dos tribunais locais é do STF. realizando-se nova eleição no último domingo de outubro do ano anterior ao do término do mandato presidencial vigente. circunstâncias que determinam um caráter eminentemente jurídico às suas decisões. desde que citada a fonte. Em conformidade com o processo legislativo brasileiro e considerando a necessidade de promover maior rigidez no controle dos gastos públicos. No trâmite do processo perante o STF. veio substituir as teorias do mandato e da representação. que procederá ao juízo de admissibilidade. Cabe ao Estado brasileiro. A eventual ação de nulidade contra auto de infração lavrado por auditores fiscais do trabalho contra empregador que descumprir as normas aplicáveis às relações de trabalho é de competência da justiça do trabalho. exigindo.  A teoria do órgão é um dos fundamentos da teoria da responsabilidade subjetiva do Estado.  Julgue os itens seguintes.      A liminar indeferida em sede de habeas corpus proposto ao STJ não pode ser combatida por intermédio de interposição de novo habeas corpus ao STF. O governador de estado. O diretório nacional do partido X ajuizou ação direta de inconstitucionalidade contra medida provisória encaminhada ao Congresso Nacional pelo presidente da República. avaliando a adequação tanto sob o ponto de vista formal quanto no que se refere ao aspecto material.  A exigência de exame psicotécnico para habilitação de candidato a cargo público somente pode ser levada a efeito caso haja lei que assim determine.  A teoria do órgão. no processo de ação direta de inconstitucionalidade. O segundo turno da eleição presidencial acontecerá caso nenhum dos candidatos alcance a maioria absoluta de todos os votos no primeiro sufrágio. os órgãos competentes aferem a compatibilidade de uma lei ou ato normativo com as normas explícitas e implícitas presentes no texto constitucional. A matéria constante de projeto de lei apresentado pelo presidente da República. . inexistindo a possibilidade de os prazos desse procedimento especial fluírem nos períodos de recesso do parlamento. Em caráter originário. podendo ser reapresentada apenas no ano seguinte. dispondo de capacidade postulatória. não se computa o tempo de serviço prestado fora de sala de aula.  De acordo com a jurisprudência do STF.

não sendo possível a utilização do registro como meio de defesa. em regra. na hipótese de múltiplos significados. relativos aos direitos e garantias fundamentais. O mandado de injunção é instrumento a ser utilizado para viabilização de direito assegurado em lei. A diminuição legal da hora de serviço noturna (52 minutos e 30 segundos) constitui vantagem que não exclui o direito de o trabalhador receber o adicional em sua remuneração.          UnB / CESPE – AGU Cargo: Advogado da União CADERNO BRANCO Prova Objetiva P1 –4– É permitida a reprodução apenas para fins didáticos. julgue os próximos itens. registrando o fato para prevenir uma negação futura. acerca da organização do Estado brasileiro. atualmente. assim como o estabelecimento das respectivas normas de processo e julgamento destes. integram o patrimônio dos estados. A organização político-administrativa da República Federativa do Brasil restringe-se aos estados. De acordo com a jurisprudência do STF. para prestar socorro. desde que citada a fonte. O poder constituinte derivado decorrente abrange os estados. as hipóteses aceitáveis de discriminação entre homens e mulheres são apenas as referidas no texto constitucional. No plano da hermenêutica constitucional. nos termos da Constituição Federal. No sistema constitucional brasileiro. em um mesmo valor. para elaborarem suas constituições. para elaborarem suas leis orgânicas. razão por que se afirma que todas as normas constitucionais detêm eficácia. serviços de terceiros.   Considerando as atribuições constitucionais e legais dos órgãos públicos em matéria financeira.    Ao Banco Central do Brasil é permitido comprar e vender títulos do Tesouro Nacional. a utilização de habeas data como remédio jurídico constitucionalprocessual destinado a garantir o direito de acesso a registros públicos e de retificação destes independe de condições prévias. As terras devolutas constituem bens dominicais e. O Banco Central do Brasil somente pode emitir títulos se destinados ao controle do meio circulante.  Em relação ao direito constitucional. Apesar da regra geral de que a LOA não deve consignar dotações globais destinadas a atender indiferentemente a despesas de pessoal. não havendo qualquer exceção que vincula a receita de impostos a um benefício específico e divisível para o contribuinte. ao que apresente maior conformidade com a Constituição Federal. o membro do Ministério Público não poderá exercer a advocacia antes de decorrido o prazo de três anos. como instrumento de política monetária. A gravação de conversa entre duas pessoas. em casos de desastre e nos casos de flagrante delito. A citação prévia do advogado-geral da União em todas as ações de inconstitucionalidade apreciadas pelo STF representa a realização de função constitucional imprescindível e que se equipara à de curador em defesa das normas infra-constitucionais. No sistema jurídico brasileiro. fundo ou despesa. a LOA não pode conter dispositivo estranho à previsão da receita e à fixação da despesa.Julgue os seguintes itens. é considerada ilícita. no exercício da competência concorrente para legislar acerca de procedimentos em matéria processual. Após o afastamento do cargo. em conformidade com as classificações definidas nas Leis de Diretrizes Orçamentárias (LDO). feita por uma delas sem o consentimento da outra. qualquer norma a ser integrada ao ordenamento jurídico somente será válida caso esteja em conformidade com a Constituição. pertencendo aos demais entes federativos apenas algumas faixas mencionadas pela Constituição Federal.  A casa é asilo inviolável da pessoa. A criação das declarações de constitucionalidade e de inconstitucionalidade por omissão e a ampliação da legitimação para propositura das ações diretas de inconstitucionalidade foram inovações implementadas com a promulgação da Constituição de 1988 no sistema brasileiro de controle de constitucionalidade. É vedada a vinculação de receita de impostos a órgão.        Julgue os itens subseqüentes. todos autônomos. os estados.  A definição dos crimes de responsabilidade é competência legislativa privativa da União. material. expressamente. julgue os itens seguintes. De acordo com o princípio da especialização. transferências ou quaisquer outras. . uma dotação destinada à manutenção de um órgão público engloba. seja por aposentadoria ou exoneração. podem criar recurso de embargo de divergência contra decisão de turma em processo que tramite no tribunal. que outras pessoas ingressem neste recinto. Se um dirigente de um órgão público inicia a execução de um projeto não incluído na LOA. contudo a Constituição autoriza. O princípio da reserva legal equivale ao princípio da legalidade na medida em que qualquer comando jurídico que obrigue determinada conduta deve provir de uma das espécies previstas no processo legislativo. sem o consentimento do morador e a qualquer hora. Em decorrência da supremacia das normas constitucionais. e os municípios. estará contrariando uma norma constitucional. as destinações a material de consumo e serviços de terceiros. A impenhorabilidade da pequena propriedade rural de exploração familiar limita-se aos débitos relacionados à sua atividade produtiva. mas sem a regulamentação das autoridades competentes. a presunção de constitucionalidade das leis e atos normativos que integram o ordenamento jurídico orienta que se conceda preferência. aos municípios e ao DF.

Tendo o texto acima como referência inicial. é uma premissa básica de finanças públicas que não consta de norma constitucional expressa. A Constituição Federal. ao DF e aos municípios a instituição de tributos sobre templos de qualquer culto. que tal crédito se extinguiu. As dívidas públicas devem ser reduzidas. A existência de Estado se deve ao fato de que uma sociedade. Direito tributário. seu direito à repetição do indébito extingue-se com o decurso do prazo de 5 anos. contados da data da notificação. julgue os itens a seguir. além das leis em sentido estrito. UnB / CESPE – AGU Cargo: Advogado da União CADERNO BRANCO Prova Objetiva P1 –5– É permitida a reprodução apenas para fins didáticos. e se tal ato somente foi publicado em 2/2/2006. conclui-se. Para poder funcionar e cumprir seus determinados fins. significa lei em sentido amplo.   As contribuições de melhoria são de competência exclusiva da União e decorrem de obras públicas. que determinado município contribua para o custeio de despesa de competência de um estado.  Os recursos mencionados no texto acima vêm. criando-se. é correto afirmar que ocorreu a exclusão tributária. No que se refere aos conceitos do direito tributário. 8. as sociedades seguradoras nacionais e a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) são exemplos de instituições autorizadas a manter contas em moeda estrangeira no Brasil.   Como aspecto da ordem econômica internacional e como exceção à regra interna. se a Nação não quiser ir à falência.    Um dos instrumentos de política econômica   constitucionalmente previstos é a imunidade tributária que ocorre. Se o secretário da Receita Federal expediu ato normativo em 2/1/2006.   Há previsão constitucional de possível ação do presidente da República que gera. vedou à União.  O conceito de equilíbrio formal impede a produção de resultado primário. Com relação às espécies de tributos existentes no âmbito federal. Se uma lei publicada em janeiro de 2006 tem caráter meramente interpretativo. desde que citada a fonte. tal fato não afetará a obrigação que originou tal crédito. o CTN trouxe uma distribuição tripartite. no todo ou em parte. Nesse caso. por exemplo. Considere que um contribuinte receba notificação de que foi proferida decisão administrativa denegando-lhe a restituição de tributos pagos indevidamente. Os impostos terão sempre caráter pessoal e serão graduados segundo a capacidade econômica do contribuinte. Considere que. sobre tributos e relações jurídicas a eles pertinentes. Os pagamentos a governos estrangeiros devem ser reduzidos. as embaixadas.    É vedada a realização de despesas que excedam os créditos orçamentários ou adicionais.C. tal lei não se aplica aos fatos passados. precisa se organizar e fazer com que certos objetivos sejam alcançados ou ao menos perseguidos incansavelmente. tendo como limite total a despesa realizada e como limite individual o acréscimo de valor que da obra resultar para cada imóvel beneficiado. como a utilizada no CTN. o desequilíbrio formal de projeto de lei orçamentária aprovado pelo Congresso Nacional com equilíbrio formal. abrangendo. sua vigência somente iniciará em 2/2/2006. Considerando a legislação tributária. quando há valorização imobiliária.  O equilíbrio formal do projeto de Lei do Orçamento (total de receita nominal igual ao total da despesa nominal). da arrecadação de tributos. a arrogância das autoridades deve ser moderada e controlada.  Um dos ditames da responsabilidade fiscal é a separação de atribuições entre os entes da Federação. à luz da legislação vigente e da Constituição Federal. julgue os itens subseqüentes. As pessoas devem novamente aprender a trabalhar. contados a partir da data da extinção do crédito tributário. julgue os itens a seguir à luz do direito financeiro. . que o Poder Executivo encaminha para o exame e aprovação do Poder Legislativo. quando destinadas a fazer face a situações como as calamidades públicas. Marcus Tullius Cícero – Roma. Nesse caso. em face do princípio da irretroatividade da lei tributária. admite-se. terá ele direito a promover ação anulatória de tal ato dentro de 5 anos. os tratados e as convenções internacionais. para sobreviver. 2001. A palavra legislação. o Estado necessita desenvolver atividades financeiras. em parte. a assunção de obrigações diretas acima dos créditos orçamentários ou adicionais.  No que se refere às normas constitucionais de direito econômico.ª ed.O orçamento nacional deve ser equilibrado. com a previsão constitucional de nãoincidência de impostos federais. como conseqüência natural. a segunda decorre da legislação tributária e ambas têm por objeto as prestações positivas ou negativas. dessa forma. A primeira surge com a ocorrência do fato gerador. automaticamente. as delegações estrangeiras. Quando um contribuinte paga um tributo por valor maior que o devido. julgue os itens que se seguem. por exemplo. os decretos e as normas complementares que versem. Se determinado crédito tributário prescreveu. Cláudio Borba. 2 (com adaptações). p. que foi mantida pela Constituição Federal. como limitação do poder de tributar. Impetus. ocorreu a decadência do crédito tributário por ele não ter sido constituído. 55 a. estaduais e municipais sobre as operações de transferência de imóveis desapropriados para fins de reforma agrária. Se determinada circunstância gerar uma alteração em um crédito tributário. por negligência do agente público. aos estados. A obrigação tributária é principal ou acessória. em vez de viverem por conta pública. todavia. uma imunidade tributária. arrecadando recursos. o que impede.

converte-a em perdas e danos. verifica-se a novação.  Acerca dos contratos regidos pelo Código Civil. Nesse contrato. todos os demais responderão. solidariedade entre os fiadores.  A fiança dada por duas ou mais pessoas acarreta a Considere que uma lei tributária Y traga comandos que alterem alguns artigos de uma lei tributária X anterior. porque não existe o efeito repristinatório na legislação brasileira. em partes iguais. hipótese em que este fica desobrigado. Poderá. Nesse caso. ambos os contratantes têm o dever de cumprir. Nessa hipótese.  A responsabilidade civil por ato de terceiro permite estender visando extinguir e substituir a anterior. nenhum dos contratantes. portanto. acrescido das perdas e danos. a responsabilidade do fornecedor. pelo crédito tributário e pelos juros de mora acrescidos.O direito tributário tem nuanças particulares que o diferenciam significativamente das normas do direito privado. e a procedência desta constitui-se como causa de suspensão da exigibilidade da prestação do excipiente. que contenha erro contra a fazenda pública. se forem penhorados bens de todos. a obrigação de indenizar é objetiva. as prestações e obrigações por eles assumidas. se provar que o seu prejuízo foi maior que o valor das arras. recíproca e concomitantemente. desde que citada a fonte.  Quando o devedor contrai com o credor nova obrigação. dando lugar à indenização. no momento do recebimento. prescrita ou extinta. ainda que a obrigação seja nula. . julgue os seguintes itens.  O inadimplemento de uma obrigação indivisível. Assim. quando este prevê que a certidão negativa expedida com dolo ou fraude. pode exigir que o outro o faça. sucessor do anterior. quando uma nova lei tributária revogar expressamente a lei Y. transmitindo ao novo devedor a obrigação pela qual. Considerando as particularidades das normas tributárias.  Considere por hipótese que ocorra o desabamento da pluralidade de devedores. Nessa situação. acrescidas das perdas e danos em decorrência do inadimplemento da obrigação. julgue os itens subseqüentes. a marquise de um prédio. os fiadores têm o direito de exigir que os bens do executado sejam leiloados primeiro. o que torna a obrigação divisível. A referida solidariedade se apresenta entre os fiadores e o devedor principal. pela quitação de suas quotas na dívida. até então. a lei X não voltará a viger em sua plenitude. dos prejuízos causados ao credor. julgue os itens seguintes. era o responsável. acerca da responsabilidade civil. em dinheiro. os sócios. assim. no caso de liquidação de sociedade de pessoas. Isso se explica. O desatendimento dessa regra enseja defesa por meio da exceção do contrato não cumprido. exonerando. depois de quatro anos de construção. verifica-se novação se surgir novo devedor. também. cada fiador obriga-se a pagá-lo na totalidade. provocando a morte de uma transeunte. Da mesma forma. UnB / CESPE – AGU Cargo: Advogado da União CADERNO BRANCO Prova Objetiva P1 –6– É permitida a reprodução apenas para fins didáticos. Ainda que apenas um dos devedores seja culpado pela inadimplência. respondem solidariamente com este pelos atos em que intervierem. pelo poder de império do Estado e pela supremacia do todo em detrimento do particular. parte do consumidor. Assim. nos casos de impossibilidade de exigência do cumprimento da obrigação principal pelo contribuinte. ou pelas omissões de que forem responsáveis. com a obrigação de reparar o dano a pessoa diversa daquela que praticou a conduta danosa. presumindo-se que o comprador aceitou a coisa defeituosa. Julgue os itens a seguir. sem ter cumprido o que lhe cabe. Poderá o credor executar todos eles e.  Se no contrato forem estipuladas arras penitenciais. O crédito tributário não tem a sua natureza jurídica alterada pela natureza das garantias que lhe são atribuídas. responsabiliza pessoalmente o funcionário que a expedir. exigir a execução do contrato. A condição de contribuinte é definida por disposição expressa de lei e a condição de responsável tributário ocorre quando haja relação pessoal e direta com a situação que constitua o respectivo fato gerador. exclui a garantia. se o devedor principal não pagar o débito.  O contrato bilateral caracteriza-se pela reciprocidade das   prestações.  O conhecimento do vício aparente do produto adquirido por   O CTN prevê a desconsideração da personalidade jurídica GRUPO II Acerca do direito das obrigações. a responsabilidade civil pela reparação do dano é do proprietário do prédio. quando reza que. Uma espécie de substituição tributária encontra-se no CTN. não se perquire a culpa do agente. em parte. inexecução do contrato faculta à parte inocente pedir indenização suplementar. desde que exista uma relação jurídica entre o causador do dano e o responsável pela indenização.

Assim.Julgue os itens seguintes. A respeito da competência. Assim. ou em nulidade de sua obrigação. excepcionalmente. compete à justiça especial federal. o prazo para propositura de eventual rescisória conta-se do trânsito em julgado da decisão que não conheceu o recurso. acerca da posse e da propriedade. e independe da anuência do recorrido ou dos litisconsortes. salvo a estipulação do foro de eleição do contrato. à ordem do beneficiário nomeado no documento.  A finalidade do recurso de embargos infringentes é a conseqüência o reconhecimento da posse tolerada. no acórdão.  O título translativo da propriedade imóvel por ato inter Quanto aos meios de impugnação dos provimentos jurisdicionais no processo civil. pode ser modificada por acordo. por se tratar de competência territorial. tem natureza declaratória e os efeitos da decisão que não conhece o recurso intempestivo contam-se do momento em que o tribunal ad quem proferiu o juízo negativo de admissibilidade. Assim. na parte que sucumbiu. a manifestação do recorrido deverá ser recebida como recurso adesivo.  É possível a anexação ou fusão de bens imóveis contíguos.  Se o título de crédito é emitido ao portador.  Os títulos. Julgue os itens subseqüentes. suprimento de omissão. e só pode ser feito com indicação do endossatário.  Havendo sucumbência recíproca. o possuidor do título é o credor legitimado para exigir do devedor o pagamento da obrigação cambial. bem como a prerrogativa do direito de retenção. julgar o mandamus impetrado contra ato do promotor de justiça do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios. no final. No entanto. Dispensa-se a referida tradução e legalização para os documentos escritos em português. O devedor somente poderá opor ao portador exceção fundada em direito pessoal.  É competente o foro da situação do imóvel para a ação de pertencentes ao mesmo proprietário. acerca dos títulos de crédito. quando o instrumento contenha. qualquer das partes poderá vivos. mediante simples apresentação do título de crédito ao devedor. sem designação caráter infringente quando houver.  A desistência do recurso pode ser feita desde o momento em que foi interposto até o momento imediatamente anterior ao julgamento. inclusive deduzida oralmente na sessão de julgamento. permitindose que o pagamento se faça a outrem. produzindo os efeitos a que se destina desde logo.  O contrato de locação de bens imóveis poderá ser registrado manutenção de posse. UnB / CESPE – AGU Cargo: Advogado da União CADERNO BRANCO Prova Objetiva P1 –7– É permitida a reprodução apenas para fins didáticos. para efeito de direitos de preferência. em sede de contra-razões da apelação. julgue os itens que se seguem. No entanto.  A competência para o julgamento do mandado de segurança no cartório de registro de imóveis. . em caso de alienação. contradição entre o fundamento e o decisum ou em caso de manifesto erro material. tácito ou expresso. julgue os itens subseqüentes. abrindo-se apenas uma matrícula e nela reunindo os diversos imóveis em nome daquele proprietário e.  Tem-se um título à ordem sempre que a cártula traz a prevalência do voto vencido sobre o voto vencedor. À luz da Lei dos Registros Públicos. Nessa situação. cujo reconhecimento não implique reexame de prova ou da tese jurídica adotada na decisão embargada. a eficácia do registro tem início com a apresentação do título ao oficial do registro e com sua prenotação lançada no protocolo. de primeiro grau. afigurando-se admissível o pleito de proteção possessória e assegurando-se ao possuidor indenização pelas benfeitorias feitas no imóvel.  Os embargos de declaração podem ter. ainda que de procedência estrangeira.  A ocupação de bem público dominical traz como deduzir pedido de reforma da sentença. indicação do beneficiário do crédito ali inscrito. Esses embargos são cabíveis contra decisão não unânime que reformou a sentença de mérito proferida em sede de apelação. Somente ocorre a transferência da titularidade do direito com o registro imobiliário. oneroso ou gratuito não é hábil a transferir o domínio de bem imóvel. documentos e papéis de procedência do exterior e escritos em língua estrangeira necessitam de tradução e legalização para serem registrados por extrato e produzirem efeitos legais no Brasil com eficácia contra terceiros. remessa necessária e ação rescisória. que equivale à cessão de crédito.  O foro competente para conhecer e julgar as ações referentes ao vínculo ex locato é o da situação do imóvel. desde que citada a fonte. julgue os itens a seguir. independentemente de homologação. é estabelecida em razão da função ou categoria funcional da autoridade indicada como coatora e não em conseqüência da natureza do ato impugnado. cláusula de vigência. sua transferência se opera por mera tradição. entre as partes.  A decisão referente ao juízo de admissibilidade dos recursos do beneficiário. Esse título de crédito é transmissível pela via do endosso. além dos requisitos legais. o oficial registrador promoverá o encerramento mediante averbação de cada uma das matrículas das áreas que deram origem à abertura da nova matrícula.

 O juiz poderá antecipar a tutela pretendida pelo autor sem a faz coisa julgada material. desde que citada a fonte. pois o impulso do procedimento é oficial. ou. salvo se o pedido for julgado improcedente por insuficiência de provas. o andamento do processo não fica na dependência da vontade ou colaboração das partes. o autor fica privado de propor ação contra o réu com o mesmo pedido e a mesma causa de pedir da ação perempta. do risco de dano e ofensa aos dispositivos que regulam o direito material objeto da demanda principal.  A sentença que acolhe ou rejeita. pelo mérito. Acerca da formação.  No recurso especial contra decisão que nega ou concede medida cautelar ou antecipação da tutela. existindo prova inequívoca. O que as distingue é que a cautelar assegura uma pretensão. o direito material pode ser suscitado em defesa. julgue os itens que se seguem.  O processo será suspenso sempre que a sentença estiver na dependência de solução de questão preliminar surgida no curso do processo e que condiciona a apreciação do mérito da causa. antecipatórias e cautelares. independentemente de novo mandado citatório. Assim. tem por objetivo abreviar a formação do título exeqüendo.  A perempção atinge o direito de ação e não o direito material que poderia ser alegado por meio da ação. afastando-se o cabimento de ação autônoma de execução. com a conseqüente penhora de bens do devedor. poderá o juiz indeferir ou não o pedido de suspensão do processo. a coisa julgada não é empecilho a que novos pedidos de exibição. valendo-se de novas provas. por ser incompatível com o rito prescrito para a execução contra a fazenda pública. julgue os itens subseqüentes.  O recurso relativo à antecipação da tutela perde objeto até seis meses. julgue os itens a seguir. E a defesa do devedor se fará por simples petição. julgue os itens seguintes. cancelamento ou retificação se formulem e sejam decididos. julgue os itens a seguir. mas o acordo só produzirá o efeito desejado após a homologação judicial. deve ser decidida antes da principal. em razão da eficácia mandamental da tutela específica. A respeito da ação monitória. A preliminar. Portanto.  A execução de sentença que imponha obrigação de entrega quando a sentença superveniente revoga. Entretanto. de oposição do devedor por ação de embargos.  A antecipação de tutela na ação ordinária de cobrança de da ação já decidida no despacho saneador. enquanto a tutela antecipa.A respeito da sentença cível e da coisa julgada. a matéria também para o juiz.  A medida cautelar e a tutela antecipatória representam omnes. isto é.  As partes podem convencionar a suspensão do processo por quantia certa tem o efeito de autorizar a execução provisória. A sistemática atual do processo civil brasileiro admite a fungibilidade das medidas urgentes. por ser processo de cognição sumária que de coisa se opera na própria relação processual original. por ser questão de direito material intimamente ligada ao mérito da demanda. providência que assegura a efetividade do processo. desde que presentes os respectivos pressupostos legais.  A sentença proferida na ação popular faz coisa julgada erga presença do risco de dano imediato e irreparável. UnB / CESPE – AGU Cargo: Advogado da União CADERNO BRANCO Prova Objetiva P1 –8– É permitida a reprodução apenas para fins didáticos. baseandose apenas no abuso do direito de defesa ou manifesto propósito protelatório do réu. sendo de procedência integral ou parcial. realiza de imediato uma pretensão. hipótese em que qualquer legitimado poderá intentar outra ação popular. pois o que se exige na monitória é documento que autorize o juiz a visualizar a existência de um direito à cobrança. expressa ou implicitamente.  A ação monitória. o habeas data A respeito da tutela de urgência. conseqüentemente. se convença da verossimilhança da alegação. precluindo. irradiar os mesmos efeitos da medida antecipatória. .  O documento apresentado para instruir a monitória não precisa revelar dívida líquida. certa e exigível.  É nula a sentença que reaprecia matéria relativa a condições providências de natureza emergencial e são adotadas em caráter provisório.  As decisões judiciais que imponham obrigação de fazer ou de dar dinheiro podem ser executadas por impulso oficial nos próprios autos do processo de conhecimento. desde que. no âmbito da própria relação processual em que for determinada a medida executiva. bem como. por si só. Entretanto. a questão federal passível de exame é a que diz respeito aos requisitos da relevância do direito. não pode ser utilizada contra um ente público. suspensão e extinção do processo. a liminar antecipatória. tem aptidão para. de que não houve recurso. se existe prova escrita capaz de revelar a existência da obrigação. Acerca da tutela específica das obrigações. Assim. cabível é o ajuizamento da ação monitória. A liquidez da dívida vai ser aferida nos embargos. com idêntico fundamento. no caso.

Nessa situação. em tese. configura crime contra o sistema financeiro nacional. Nessa situação. que atua no ramo da construção civil. Ao tentar sair da loja. o vereador praticou o crime de corrupção ativa. Com referência ao direito do trabalho. até a remessa das refeições individuais às frentes de trabalho.  João provocou a comissão de conciliação prévia do sindicato arrecadação da Receita Federal (DARF). uma senhora retirou o lacre eletrônico de algumas peças de roupa. que apreendeu a mercadoria subtraída. desde que citada a fonte. não sendo o seu autor profissional de imprensa.  Considere que tenha sido ajuizada uma execução fundada em sentença transitada em julgado e que a decisão de improcedência dos embargos à execução se encontre sujeita a recurso de apelação recebida no efeito devolutivo. . privando o ingresso dos sócios e empregados da empresa.  A interceptação telefônica. é inadmissível medida provisória em matéria penal. conforme orientação do STJ. sem sentença prolatada. por não haver subordinação. sob pena de exonerá-lo do cargo em comissão que exercia.  O proprietário de uma empresa comercial falsificou guias de contratou Maria para exercer a função de nutricionista na central de produção de alimentos da empresa. enquanto era monitorada por um circuito interno de TV. tentativa e crime impossível. não persistindo nenhum dos efeitos secundários da condenação. de acordo com entendimento do STJ. colocando-as em seguida dentro de sua bolsa. o indivíduo praticou. de 30% de sua remuneração. sem quaisquer ressalvas. ocorreu crime impossível.  A gestão fraudulenta de entidade fechada de previdência privada. o órgão do Ministério Público verificou que o acusado veio a ser processado por outro crime durante o período de prova. o crime de invasão ou sabotagem. ampliar os casos de isenção de pena ou extinção de punibilidade. não ocorrendo a violação dos princípios da presunção de inocência e coisa julgada. Nessa situação. durante a audiência de conciliação.  O perdão judicial opera a extinção da punibilidade e.  Consoante entendimento do STF. se a matéria ofensiva foi encomendada e paga.  A pessoa jurídica Beta. cada um dos itens que se seguem apresenta uma situação hipotética. ocupou arbitrariamente o estabelecimento industrial e trocou todas as fechaduras das portas e janelas que davam acesso às dependências da sede. foi celebrado acordo. Nessa situação. somente pode ser determinada pela autoridade judiciária. mas antes da sentença extintiva da punibilidade. pela absoluta ineficácia do meio empregado. Nessa situação. a sentença que o concede tem natureza declaratória. julgue os itens a seguir. é apresentada uma situação hipotética. prática do crime de estelionato. ainda. seguida de uma assertiva a ser julgada. como forma de comprovação do recolhimento dos tributos. impedindo o curso normal dos trabalhos. Expirado o período de prova. desde que demonstrada por prova documental inequívoca constante dos autos ou apresentada juntamente com a petição. UnB / CESPE – AGU Cargo: Advogado da União CADERNO BRANCO Prova Objetiva P1 –9– É permitida a reprodução apenas para fins didáticos. Nessa situação. de ofício e a requerimento da autoridade policial ou do Ministério Público. concernente à suspensão condicional do processo. cabe a revogação do sursis processual. a senhora foi abordada por um segurança. exigindo-se caução idônea por parte do exeqüente. inexiste vínculo empregatício entre Maria e Beta.A respeito do processo de execução. cujo termo foi assinado tanto por João quanto por Alfa. havendo o cumprimento integral do acordo por parte de Alfa. julgue os itens seguintes. Na comissão. para dirimir demanda trabalhista que possuía com seu antigo empregador. mesmo tratando-se de normas penais benéficas. extinguir ou abrandar pena ou. de sua categoria. de acordo com o entendimento do STJ. Nessa situação. Nessa situação. crimes contra a fé pública. julgue os itens a seguir. seguida de uma assertiva a ser julgada. de legalidade. Maria coordena todas as fases da elaboração dos alimentos.  Um indivíduo foi denunciado pelo Ministério Público pela da vítima (calúnia) veiculada em jornal de circulação nacional. que visem abolir crimes ou lhes restringir o alcance. Relativamente à extinção da punibilidade e aos crimes de imprensa e contra o sistema financeiro nacional. Seu regime de trabalho é de 6 horas diárias. João não poderá pleitear mais nenhum direito trabalhista oriundo do referido contrato de trabalho. que capta e administra recursos destinados ao pagamento de benefícios de seus associados. A respeito da interceptação telefônica e do princípio da legalidade. sob pena de tornar-se prova ilícita. em face ao princípio da gerente de uma indústria de calçados. para fins de investigação acordo com o STJ. a pessoa jurídica Alfa. sendo beneficiado com a suspensão condicional do processo pelo prazo de dois anos.  Um vereador exigiu de seu assessor legislativo e subordinado a entrega mensal. administração pública e organização do trabalho.  Não configura crime de imprensa a ofensa à honra objetiva criminal. e não tem superior hierárquico imediato. o proprietário praticou o crime de falsidade ideológica. a execução prosseguirá em caráter provisório. após a instauração formal de inquérito policial.  É possível argüir-se a prescrição intercorrente por meio de  Um indivíduo. entre os quais a responsabilidade pelas custas e a inclusão do nome no rol dos culpados. por divergências pessoais com o sócio- exceção de pré-executividade. em dinheiro. por meio da inserção de autenticação mecânica.  Em uma loja de confecções. pois a sentença que julgou os embargos foi impugnada mediante recurso recebido só no efeito devolutivo. Em cada um dos itens a seguir.

houver a dispensa do empregado.678. mediante a apresentação do termo judicial de guarda.  Ana. anterior à suspensão. o prazo iniciar-se-á a partir da realização da notificação. ex-empregado da pessoa jurídica A. se for demonstrado o efetivo pagamento dos referidos valores. Especializada em Dissídios Individuais (SDI-1). na empresa. sobre laudo pericial apresentado nos autos.  José tem 62 anos de idade e trabalha para a pessoa jurídica Com relação ao direito processual do trabalho.  Humberto ajuizou reclamação trabalhista contra seu antigo função de vigia. Nesse sentido. com duração de 2 meses. no mês de julho. a ser gozado em dezembro. aprovado pelo Ministério do Trabalho e Emprego. com base na ordenação normativa vigente. e considerando a legislação de regência. o acordo é nulo de pleno direito. o antigo empregador de Humberto requereu a compensação de valores que haviam sido pagos ainda na vigência do contrato de trabalho. fixadas no valor de R$ 15. remetendo-o ao TST. sendo o primeiro de 10 dias. a exigibilidade do respectivo adicional de insalubridade se inicia a partir da data da aprovação do referido quadro. negou seguimento ao recurso de revista em comento. ajuizou Delta. Nessa situação. o segundo contrato de Luís não poderá ser por prazo determinado. o reclamado apresentou sua contestação. empregador.00. durante o prazo de suspensão do contrato individual do trabalho.  Fábio é empregado de certa companhia mineradora. com base na legislação trabalhista em vigor. o relator. o valor de R$ 4.  Determinada pessoa jurídica. Nessa situação. Luís celebrou contrato de experiência. que alegando que o acórdão regional violou diretamente a Constituição Federal. tanto A quanto B deverão efetuar o depósito recursal no valor de R$ 4. desde que citada a fonte. em 27/1/2006. A sentença de primeira instância declarou a existência do grupo econômico e condenou A e B solidariamente ao pagamento das verbas rescisórias de Paulo. da CLT. Nessa situação.  Determinada pessoa jurídica interpôs recurso de revista. em decisão monocrática. em 12/9/2005. Não se conformando. Nessa situação. Nessa situação. Ana terá direito à licençamaternidade. Nessa situação. pois esta matéria deve ser objeto de ação rescisória. 100% do valor da última remuneração. 477. estipulando que todos os danos causados aos utensílios e demais objetos da cozinha seriam ressarcidos. § 8. sob pena de deserção de seus respectivos recursos. a concessão das férias de José em dois períodos é ilegal. Sua jornada de trabalho inicia-se às 22 horas e termina às 5 horas da manhã. os embargos à execução devem ser rejeitados. Conforme determinação expressa do empregador. ficando o contrato de trabalho suspenso nesse ínterim. para a Subseção 1. seguida de uma assertiva a ser julgada. Entretanto. empregada de determinada pessoa jurídica. em 26/3/2005. além das verbas rescisórias. Devidamente citado. o empregador. programa de qualificação profissional. foi incluída no quadro de atividades e operações insalubres. terá de pagar ao empregado multa de. escrito com os empregados do restaurante do hotel que administra.  Renato foi contratado pela pessoa jurídica Gama. alegando inexigibilidade do título. conforme estabelecido em acordo ou convenção coletiva. com a pessoa jurídica X.  Certa pessoa jurídica do ramo hoteleiro celebrou acordo reclamação trabalhista contra as pessoas jurídicas A e B. Luís foi novamente contratado pela pessoa jurídica X. descontando a parcela correspondente dos salários desses empregados. Decorridos 90 dias da data da contratação. a compensação é devida. conforme previsto em acordo coletivo. . e não da data da juntada do documento notificatório aos autos. Nessa situação. formando assim grupo econômico. mas tão-somente ao adicional de hora extraordinária.000. momento em que Renato é substituído por outro vigia.  Paulo. rateando-se o valor total do prejuízo entre todos os empregados do restaurante. Todavia. Delta concedeu as férias de José em dois períodos. Renato somente pode sair do trabalho após a chegada do outro vigia para substituí-lo. Renato não terá direito ao adicional noturno. para a rescisão do contrato de trabalho. A sentença julgou absolutamente procedente o pedido formulado por Humberto. e o segundo de 20. alegando inexistência de responsabilidade solidária. pois fundado em lei declarada inconstitucional pelo STF. Nessa situação. para o que for necessário. considere. O presidente do TRT admitiu o recurso de revista. X optou não efetivar a contratação de Luís. de 120 dias. ajuizou manifestarem interesse e que possuam mais de 5 anos de serviços prestados à empresa. UnB / CESPE – AGU Cargo: Advogado da União CADERNO BRANCO Prova Objetiva P1 – 10 – É permitida a reprodução apenas para fins didáticos. se. Em sede de recurso ordinário. observado o prazo prescricional. no TST. A função exercida por Fábio. cada um dos próximos itens apresenta uma situação hipotética.678. se o outro vigia chegar apenas às 7 horas da manhã. por manifesta inadmissibilidade recursal.13 como limite máximo do depósito recursal para a interposição de recurso ordinário. Nessa situação. alegando a existência de responsabilidade solidária em virtude de A ser controlada por B. no mínimo.  O representante legal de determinada pessoa jurídica recebeu notificação pessoal para que se manifestasse. no prazo de 5 dias.13. Em virtude de situação excepcional. para a embargos à execução de título judicial. Nessa situação. e B pleiteou sua exclusão da lide.  A pessoa jurídica Z oferece aos seus empregados. ambas as pessoas jurídicas interpuseram recurso ordinário. Nessa situação. após garantir o juízo.º. Nessa situação. o recurso cabível será o de embargos. e inaplicabilidade da multa prevista no art. obteve a guarda judicial para fins de adoção de uma criança com 9 meses de idade. alegando apenas a existência de justa causa.

julgue os próximos itens.  Quando da sucessão do estabelecimento. a supremacia dos tratados e convenções.  Para se constatar a existência de um costume. com isso.  A nova Lei de Falências regula a recuperação judicial. negou provimento ao recurso ordinário. incluindo-se as sociedades de economia mista e excluindo-se as instituições financeiras e as cooperativas de crédito.  Pela sua importância. sendo tipificada como crime a falsificação. deverá fazê-lo perante o TRT. interpôs recurso ordinário. por via postal. Durante a audiência preliminar. p. interpôs recurso de revista. julgue os seguintes itens. literária ou artística somente será considerado empresário se o exercício da profissão constituir elemento de empresa. José Francisco Rezek.000. em virtude de a tese defendida por Marcos confrontar súmula de direito material de jurisprudência dominante do TST. e a Lei do Registro de Empresas. havia-as. No TST. Regras de alcance geral norteando a então restrita comunidade das nações. Manual de direito internacional público. foi essencialmente um direito costumeiro. qual seja: uma prática reiterada de comportamentos que. é necessário continua subsidiariamente obrigado pelo prazo de um ano. se Marcos ajuizar ação rescisória. individual e a sociedade empresária se apresentam nas relações contratuais. No Brasil. 2000. o devedor primitivo considerado como um costume internacional. até pouco mais de cem anos atrás.  Embora possua relevantes qualidades de flexibilidade e uma a documento público. Nessa situação. Na doutrina. no Brasil. o qual foi admitido na origem. irresignado. de natureza científica. incorporando a teoria da empresa. A sentença de primeira instância julgou absolutamente improcedente o pedido de Marcos. no todo ou em parte.  O endosso é o ato necessário e suficiente para que se empregador. contratos bancários. teve influência do direito italiano. e nas manifestações intermitentes do direito arbitral. No Brasil. com definições variadas. mediante solicitação de certidões e consulta aos assentamentos. verificar a presença de um elemento subjetivo. factoring (fomento mercantil). o que lhe diminui o valor na hierarquia das fontes do direito internacional. relativos ao costume internacional. As sociedades empresariais.00. é um banco de informações de empresas e empresários à disposição de qualquer pessoa que a elas queira ter acesso. O TRT. ao analisar a questão.  Com a nova conceituação de empresário. da escrituração comercial. a desconsideração da personalidade jurídica e a nova lei de falência e recuperação das empresas confirmam a importância do direito empresarial para a economia nacional. de 1990. cuja primeira parte foi revogada com a entrada em vigor do Código Civil de 2002. de início. mesmo antes da entrada em vigor do Código Civil de 2002. Acerca desses assuntos.  Mário ajuizou reclamação trabalhista contra seu antigo O direito empresarial tem abrangência bastante ampla. suas características. sofreu forte influência da teoria dos atos de comércio. para que se manifeste nos autos. como as operações de leasing (arrendamento mercantil). Marcos ajuizou reclamação trabalhista contra seu antigo empregador. homologado por sentença. em que o antigo empregador de Mário se obrigava ao pagamento de R$ 6. e supostamente numerosas. os livros comerciais são equiparados A partir do tema do texto acima. a extrajudicial e a falência do empresário e da sociedade empresária. quanto aos créditos vencidos. 120 (com adaptações). na jurisprudência e em leis esparsas como o Código de Defesa do Consumidor. já que resultantes de uma prática a que os Estados se entregavam não por acaso. mas quase nunca expressas em textos convencionais. que é o tribunal competente para julgar o feito. .  O registro público de empresas mercantis e atividades afins. UnB / CESPE – AGU Cargo: Advogado da União CADERNO BRANCO Prova Objetiva P1 – 11 – É permitida a reprodução apenas para fins didáticos. entre outros. personalizado nas juntas comerciais. à liberação das guias de seguro-desemprego e outras. bem como os de produção estrangeira. caso entenda necessário. sem necessidade de provar interesse. Eram elas apontadas como obrigatórias. de 1991. de 1994 — a teoria da empresa. contado da data da publicação da sucessão. para sociedade de apenas um sócio. que. e da data do vencimento. o Código Comercial de 1850.  Para que um comportamento comissivo ou omissivo seja profissão intelectual. existe uma diversidade de contratos para operações comerciais e financeiras. Nessa situação. o recurso de revista não foi conhecido. completo ou abreviado. o INSS deverá ser intimado. o costume internacional apresenta grandes dificuldades quanto à sua prova. é necessária a presença de um elemento material. interpondo recurso relativamente às contribuições que lhe forem devidas. ao contrário. mas porque convencidos de sua justiça e necessidade. julgue os itens a seguir. mantendo. quanto aos vincendos. desde que estes sejam autorizados pelo Conselho Monetário Nacional.  O nome empresarial é aquele com que o empresário processe a transferência dos direitos creditícios de um título de crédito. a Lei de Locação Predial Urbana. não se conformando. aquele que exerce grande proximidade com os fenômenos e fatos que regula. econômicas etc. não lhe sendo permitido o uso de denominação social. não havendo previsão legal. desde que citada a fonte. São Paulo: Saraiva. foi celebrado acordo.  Pode ser objeto do contrato de leasing o bem móvel ou imóvel de produção nacional.  A todo contrato se conferirá natureza bancária sempre que um banco figurar em um dos pólos da relação contratual. ou seja. O empresário opera sob firma constituída por seu nome. A referida decisão transitou em julgado. pode ser um simples uso. O direito internacional público. Com relação a esse assunto. Marcos. O Código Civil vigente. essas regras se viam reconhecer com maior explicitude. pela firma individual. aí abrangidos os tipos empresariais existentes no Brasil. O direito brasileiro já incorporara — nas lições da doutrina.  A pluralidade de sócios é uma condição necessária à existência de uma sociedade. qual seja: a certeza de que tais comportamentos são obrigatórios por expressarem valores exigíveis e essenciais.

UnB / CESPE – AGU Cargo: Advogado da União CADERNO BRANCO Prova Objetiva P1 – 12 – É permitida a reprodução apenas para fins didáticos. muitas das ações. . implantado na Inglaterra a partir de 1946. com a constitucionalização dos direitos naturais. já que o mesmo não é originalmente jurisdicionável perante nenhuma corte. o advento da Declaração Universal dos Direitos do Homem acabou contribuindo indiretamente para o acirramento de uma ampla problemática relativa aos chamados direitos humanos que reside.  As contribuições previdenciárias somente podem ser proteção da pessoa humana é correto citar a influência do livro de Henri Dunant sobre a Batalha de Solferino.  No que tange às relações entre o direito internacional e o decisiva na elaboração do denominado Direito de Genebra. desde que citada a fonte. especialmente. Rio de Janeiro: Forense. durante as quais foram elaboradas convenções multilaterais que regulam o direito de ir à guerra. Luigi Ferrajoli. 2002. cujo exemplo mais expressivo é o do Chile.  O movimento conhecido como Cruz Vermelha é inseparável exigidas após o decurso do prazo de 90 dias da data de publicação da lei que as houver instituído ou modificado. A soberania no mundo moderno.Não obstante o indiscutível avanço em se ensaiar a caracterização efetiva de uma genuína Constituição Global. elaboradas a partir de duas conferências internacionais de paz realizadas em Haia. que motivou os Estados à elaboração — mediante convenções internacionais multilaterais — de um conjunto de normas que passou a ser denominado direito humanitário internacional.  Somente a aquiescência de um Estado soberano convalida a do Crescente Vermelho — são pessoas jurídicas de direito privado. caracterizado. percebem-se duas orientações divergentes quanto aos doutrinadores que defendem o dualismo: uma que sustenta a unicidade da ordem jurídica sob o primado do direito internacional e outra que prega o primado do direito nacional de cada Estado soberano que detém a faculdade discricionária de adotar ou não os preceitos do direito internacional. William Beveridge. São Paulo: Martins Fontes.  A atuação do Comitê Internacional da Cruz Vermelha foi autoridade de um foro judiciário ou arbitral.  Os templos de qualquer culto são contribuintes do PIS/PASEP. com jurisdição transnacional e com plena capacidade de interpretar e aplicar a legislação comum internacional. Reis Friede. 280-3 (com adaptações). como em todos os elementos normatizadores.  São características do monismo o culto à constituição e a crença de que em seu texto encontra-se a diversidade das fontes de produção das normas jurídicas internacionais condicionadas pelos limites de validade imposto pelo direito das gentes. Assim. na questão específica da interpretação (e do alcance) de seus dispositivos. na verdade. relativos ao ordenamento jurídico internacional e à jurisdição internacional. cujo objetivo era assegurar rendas a todos mediante redistribuição igualitária. ou seja. pela individualização dos riscos sociais. Curso de ciência política e teoria geral do Estado.  O Direito de Haia constitui um corpo de normas jurídicas direito interno. p. externaliza um modelo de norma fundada no consentimento criativo. acerca da seguridade social. por meio das cartas internacionais de direitos. 2002. O conflito que até agora pesou sobre a cultura jurídica internacionalista entre o “dever ser” e o “ser” do direito transferiu-se. Julgue os itens a seguir. incluindo-se nessas modificações a eventual alteração do prazo de recolhimento da obrigação tributária. para o próprio corpo de direito internacional positivo. o Comitê Internacional da Cruz Vermelha e a Federação Internacional do Crescente Vermelho.  Após o modelo de previdência social concebido por do desenvolvimento do direito humanitário internacional.  Como marco histórico das primeiras normas direcionadas à participação do custeio é a possibilidade de a base de cálculo das contribuições previdenciárias dos segurados empregados ser distinta da base de cálculo dos empregadores. o direito de prevenção e as normas sobre a condução das hostilidades. segundo o qual o que foi Quanto à proteção internacional dos direitos humanos. refazendo o mesmo processo formativo do qual se originaram. e o liberal ou residual. novos sistemas surgiram no cenário mundial: o socialdemocrata. Esse movimento compreende. não eram consideradas como tal por outra parcela. criando objetivamente um impasse político cuja solução última vai da simples imposição da ideologia dominante até a criação de verdadeiros tribunais internacionais. julgue os itens subseqüentes. um conjunto de regras das quais a comunidade internacional não pode prescindir. adotado nos países nórdicos. p. Transformou-se em uma antinomia jurídica entre normas positivas.  Uma das aplicações do princípio da equidade na forma de escritas. 53-60 (com adaptações). julgue os itens a seguir. três tipos de instituições: as Sociedades Nacionais da Cruz Vermelha. em princípio violadoras dos direitos humanos para parte da comunidade internacional (particularmente no período bipolar de confrontação ideológica). A partir do tema do texto acima. constituídas segundo as leis dos países em que estão sediadas. sendo a base de cálculo da contribuição o equivalente à folha de salários.  O princípio pacta sunt servanda.  As Sociedades Nacionais da Cruz Vermelha — bem como pactuado deve ser cumprido. o estado constitucional de direito e nossas democracias.

pois se trata de verba indenizatória. desde que citada a fonte.Julgue os itens que se seguem.  Do caráter contributivo da previdência social. Estêvão pediu demissão da empresa em que trabalhava. a contribuição das empresas patrocinadoras de planos de previdência privada.  A parte patronal. conforme expressa previsão constitucional. prazo concedido para que o empregador providenciasse a contratação de um novo empregado. As três trabalham por conta própria e exercem suas atividades na residência de Elaine. decorre que nenhuma das aposentadorias será concedida sem o cumprimento da carência.  O auxílio-reclusão é um benefício previdenciário pago apenas aos dependentes do segurado que esteja recolhido sob regime prisional fechado. Sílvia é manicure e Cláudia é esteticista.ª semana de gestação. relativos ao regime geral de previdência social. não pode ultrapassar o limite equivalente ao da contribuição dos segurados empregados. isto é. Célia terá direito ao salário-maternidade correspondente a duas semanas.  Considere a seguinte situação hipotética.  Sobre os valores recebidos pelo segurado empregado a título de gratificação natalina. também conhecida como décimo terceiro salário. Em relação à organização da previdência privada. Elaine é cabeleireira.  A imunidade tributária conferida a instituições de assistência social sem fins lucrativos somente alcança as entidades fechadas de previdência social privada se não houver contribuição dos beneficiários. apesar de não terem vínculo empregatício com qualquer estabelecimento. isto é. um número de contribuições mensais necessárias para a efetivação do direito a um benefício. Nessa situação. julgue os próximos itens. todas são consideradas seguradas obrigatórias da previdência social na qualidade de contribuinte individual. conforme estabelece a Constituição. concordando em trabalhar durante o período de aviso prévio equivalente a 30 dias.  Considere a seguinte situação hipotética. UnB / CESPE – AGU Cargo: Advogado da União CADERNO BRANCO Prova Objetiva P1 – 13 – É permitida a reprodução apenas para fins didáticos. Nessa situação. sobre o valor pago durante o último mês que Estêvão trabalhou não incide contribuição previdenciária. .  Considere a seguinte situação hipotética. Nessa situação. comprovado mediante atestado médico. não incide contribuição previdenciária. Célia é segurada empregada da previdência social e sofreu aborto natural antes da 23.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->