Página |1

Ministério de Dança
A dança, quando motivada pelo SENHOR é um ato profético que causa impacto nas regiões espirituais. É de suma importância haver amor, respeitando as diferenças uns dos outros, buscando a unidade no Espírito, para que a unção vinda de Deus seja uma realidade. Ao dançar devemos transmitir a presença de Deus nos gestos, na face, não para receber elogios; dançamos para a glória de Deus.

Balé
O Balé é a escultura em forma de dança, em união com a música, teatro, e a poesia. É a fusão das artes. A dança clássica baseia-se em 5 posições de pés. Disciplina o sistema nervoso, muscular e mental, fortalecendo o equilíbrio interno durante os saltos, pontas e equilíbrios.

Contemporâneo
O contemporâneo é a livre expressão do movimento, não tem limitações e utiliza diversas linguagens. São utilizadas técnicas baseadas no clássico e moderno. É a modernização da dança.

O que é o mais importante, técnica ou unção?
A Técnica e a Unção caminham juntas no altar. Precisamos buscar o equilíbrio entre a técnica e a unção. A unção é adquirida através de nosso relacionamento e intimidade com Deus. É necessário fazer aula, ensaiar, crescer, desenvolver e aprimorar a cada dia o seu conhecimento artístico, tendo a consciência que sem a presença de Deus não faz a mínima diferença quando o objetivo e dançar para na igreja. Se o nosso trabalho fala de Deus e é para Ele, a unção é a nossa marca registrada, então Ele se faz presente, se agrada, é o "Seu" selo sobre o nosso trabalho, porque esta é a única diferença entre a nossa arte e a arte do mundo (I Samuel 16.14-17).

Conduta
(Eclesiastes 9.8) Suas vestes devem ser alvas, ou seja, puras. A roupa de um ministro não pode ser sensual, principalmente as irmãs; cuidado com os decotes, transparências, marcas. As pessoas observam seu testemunho, e Deus se entristece quando você age de uma forma na igreja e de outra fora da igreja, além do mais certos maus costumes fazem com que as pessoas não valorizem tanto seu ministério, o que acaba criando um “véu” que impede que as almas sejam tocadas através da unção da dança.

Só ao SENHOR adorarás (Lucas 4:8)
É de grande importância que os nossos corpos sejam somente para a glória de Deus, mas para O entregarmos perfeita adoração, devemos dedicar nosso caráter a Ele. Como assim? Nossa dança deve ser somente para Deus. Cuidado com as músicas seculares, principalmente as “do momento”. É como disse o apóstolo Paulo: “tudo me é lícito, mas nem tudo me convém” (1 Coríntios 6:12a). Tenha a certeza que dançar músicas sensuais prejudicará na unção de Deus sobre seu ministério. Quando uma pessoa está adorando verdadeiramente pode influenciar as pessoas, de modo que estas comecem a adorar também. “Então Mirian, a profetisa, irmã de Arão, tomou na mão um tamboril, e todas as mulheres saíram atrás dela com tamboris, e com danças” (Êxodo 15.20).

O Ministério

As posições destacadas podem variar uma com outra dependendo do Ministério.17: “Nós vos tocamos flauta. . alguns ministérios de dança experientes constituem os seguintes cargos dentro do mesmo: em primeiro lugar o líder. ilustração de Miriam e as israelitas dançando. atrás. Não há base bíblica para um ministério de dança. isto é. é apenas uma maneira de se organizar. Não é uma doutrina ou regra. sociais e cultuais. pedindo a Deus que retire todo espírito de timidez do seu coração “os tímidos não entrarão no reino de Deus” (Apocalipse 21.20. Seu uso na liturgia cristã. Estranhamente. secretário. provavelmente eles têm experiências impares.8). Donzelas com adufes. depois que você estiver firme no seu chamado. tenha a certeza que Deus vai revelar através de você o seu chamado.38). A dança.4 – O salmo é um convite imperativo a todos os seres vivos de louvar a Deus com os instrumentos musicais e com dança.1-3 – A Neomênia (Festa da Lua Nova) era celebrada com tamborins. tempo de prantear e tempo de saltar de alegria“). tamborins. são uma clara indicação de dança (Êx 15. cenógrafo (é o que conceitua). foi empregada também na adoração a Deus. depois o vice-líder ou conselheiro. não cesse. Ao lado. isto é. Pode-se incluir também a flauta (Mateus 11.1Sm 18.21 – A dança de Miriam e das mulheres israelitas foi feita em louvor a Deus. Deus não se agrada do que desiste da Sua obra (Hebreus 10. Eu tenho o chamado? Um “truque” para você se desenvolver melhor é orar e agir. Base bíblica O uso da dança nos cultos religiosos remonta à própria origem da dança. o Antigo Testamento registra que a dança foi usada pelo povo de Deus para celebrar acontecimentos familiares. auxiliar (ajudante). e não dançastes. Quando você dançar dê o seu melhor. Também a expressão “saltar de júbilo/alegria” pode indicar “dançar” como em Eclesiastes 3:4 (”tempo de chorar e tempo de rir. Sl 81. muitos levantam objeções à participação da dança na adoração coletiva do Povo de Deus. mas isso levará um tempo. quais sejam: Não há base bíblica para a utilização da dança no culto. principalmente a protestante. nem o diabo te segura! E tem mais.20.6). a menção bíblica a instrumentos de percussão (adufes. a expressão de alegria por movimentos rítmicos dos membros do corpo ao acompanhamento musical. é muito recente e polêmico. Há maus testemunhos nas pessoas envolvidas com ministério de dança. há pessoas que insistem em dizer que a dança não era usada no culto a Deus. em meio às donzelas com adufes” (Sl 68. Obedecer às decisões dos líderes (Pastores e Líderes Ministeriais) é papel fundamental para o crescimento do seu ministério. com danças. tambores. os tocadores de instrumentos de cordas. portanto. Na maioria das vezes. é mencionada na Bíblia como parte da vida social e da adoração do povo de Deus. Em síntese. Contra isso há as claríssimas evidências bíblicas: Êx 15.1-23 – O translado da arca da Aliança foi um ato de culto e não um evento social: foi perante o Senhor que Israel e o Rei Davi se alegraram (vv. Ele merece tudo isso de nós! Depois que você ficar menos tímido(a) você irá ter a convicção do seu chamado pra dança. Embora a dança faça parte da liturgia do Antigo Testamento e não haja nada no Novo Testamento que seja contra sua utilização no culto cristão.25). figurinista. e não pranteastes“). isto é. bailarino. Sl 150.) indica também o ato de dançar já que a função desses instrumentos era marcar o ritmo da dança. afinal. entoamos lamentações. coreógrafo. Um exemplo: “Os cantores iam adiante. intercessor. seja ele qual for.5. Ainda tem dúvidas? Pratique. etc. daí. 2Sm 6. quem vai receber é Deus. címbalos. é necessário respeitá-los e ouvi-los. 21).Página |2 Em busca de organização.

[Davi e Mical] (2Samuel 6.3. ele não serve para dar apoio a tal ministério hoje. Muitas igrejas não crescem e não crescerão nunca porque caducaram e preferem incriminar a adoração através de danças.28.11). exercer misericórdia ou simplesmente servir como expressa o texto de 1Pedro 4. já que o mesmo não fala também de instrumentos musicais e eles também são utilizados na adoração cristã hoje.6-8. Nas festas religiosas que tinham dança. o casamento.Em síntese. o fato do Novo Testamento não falar de um ministério de dança não impede que haja tal ministério da igreja. Mas há referências indiretas. Tal é a influência do ministério de música do Antigo Testamento sobre os ministérios de música atuais que o músico cristão é chamado de “levita”.Página |3 No Novo Testamento só encontramos referências diretas a dança em poucas passagens e se referem claramente a eventos sociais (Mt 11. Dentro desse contexto. 1Pedro 4. cumpre observar o seguinte: O Novo Testamento tem cinco listas de dons e ministérios (1Coríntios 12. outros não tem títulos sendo antes ações: exortar.16). mas também aptidão técnica. Tesouraria. os quais eram judeus. Disso se conclui que o Novo Testamento não tem uma lista definitiva e limitada do número de ministérios que deve haver na igreja de acordo com sua necessidade. Quantas são as necessidades da igreja tantos são seus departamentos ou ministérios. 1Coríntios 12. Nada no Novo Testamento proíbe a dança como expressão de adoração a Deus. trabalho em equipe. é um dom divino. Quanto a isso. outros citados uma só vez.25). O diaconato não surgiu de uma revelação divina. pois o Novo Testamento registra muitas festas sociais e religiosas dos judeus das quais participavam Jesus e os primeiros cristãos. Tal uso pressupõe não apenas a vontade de dançar. contribuir. Ministério Infantil. como participantes da vida religiosa judaica. O fato do Novo Testamento não mencionar a dança como expressão de adoração não é surpreendente. Romanos 12. Sociedades Femininas.17). o mesmo sucede com o ministério de música já que no Novo Testamento também não há referência a este ministério.10.1-7). Lc 15. Mt 14. também dançavam. os ataques geralmente são feitos por pessoas que acreditam ser absolutos suficientemente para de maneira estúpida pré-suporem uma suposta “vontade de Deus”.22. além disso. descendo do Pai das luzes. como qualquer arte. algumas pessoas são contra não só quanto à utilização da dança na adoração quanto mais ainda em relação a existência de um ministério voltado para a dança. como a dos Tabernáculos. cada um conforme o dom que recebeu. Embora o povo de Deus no Antigo Testamento incluísse a dança na sua adoração a Deus e o Novo Testamento não a proíba. O fato da dança ter maior referência no Antigo Testamento do que no Novo. não impede seu uso na adoração cristã. evidentemente Jesus e os primeiros cristãos. embora fale de adoração e de sua essência.11. Dançar. como bons despenseiros da multiforme graça de Deus” (1 Pedro 4. “Toda boa dádiva e todo dom perfeito são lá do alto. Por exemplo. . a utilização contínua da dança na igreja deve ser organizada como um ministério. que era uma festa com danças. Tanto é assim que todas as denominações têm ministérios ou departamentos que não são citados no Novo Testamento: Ministério de Música. houve a necessidade de se levantar pessoas para essa função (At 6.32. 1Coríntios 12. Dizem que ainda que o Antigo Testamento apóie a dança como uma expressão de adoração.2930.11. já que o mesmo não especifica nenhuma liturgia. Portanto podemos utilizar esse dom a serviço do Evangelho: “Servi uns aos outros. O fato de não haver menção no Novo Testamento à dança na liturgia cristã não impede desta ser utilizada. A dança tem sim o seu espaço na igreja cristã de hoje como expressão de adoração e estratégia evangelística. Mc 6. Masculinas. aprovação e supervisão pastoral. Efésios 4. Mocidade. Círculo de Oração.17. dele participou Jesus e seus discípulos (Jo 2.1-11).16). e sim no Antigo Testamento. No Novo Testamento há espaço para qualquer expressão litúrgica desde que haja decência e ordem (1Co 14.10).40). como Mical fez com Davi (2 Samuel 6. Lc 7. E todos terão base bíblica já que a essência de um ministério é um serviço prestado a Deus e aos seus. Muitos dons e ministérios são repetidos. em quem não pode existir variação ou sombra de mudança” (Tiago 1. ou seja. o Novo Testamento nada fala de danças na adoração cristã muito menos de um ministério de dança. etc.8-10.

Não é proibido clamar ou orar em línguas.14). Sabendo disso. vamos parar por causa de pessoas que se dizem “evangélicas” e tentam impedir o nosso ministério? De jeito nenhum! -Dancemos pra Deus com todas as nossas forças (2Samuel 6. e a abertura de prisão aos presos” (Isaías 61. Na dança de guerra travamos uma batalha espiritual. pode-se usar uma pequena encenação teatral. Deus dará uma unção de autoridade. Instrumental Pode ser totalmente coreografado ou boa parte. [Mirian e as mulheres que adoraram juntamente com elas na rua ] (Êxodo 15. desde que isso seja feito com decência. Espontâneo Pode ser feita em solo. . orando e jejuando. véus. podendo variar.20). Geralmente é realizada quando algum membro da congregação faz uma oração pública e o profeta da dança a interpreta com danças. para pregar boas novas aos mansos. enviou-me a restaurar os contritos de coração.Página |4 Pessoas não crentes geralmente não incriminam os ministérios de dança. pode-se usar uma pequena encenação teatral (deve ser combinado disfarçadamente). a proclamar liberdade aos cativos.1). por isso é sempre bom que o profeta da dança esteja em vigilância. Dança Profética A dança profética é o mesmo que dança livre. para este tipo de coreografia é necessário contagem ritmada do tempo da música nos seus respectivos oitos. É necessário santidade. conforme os movimentos dos nossos corações emitidos através das técnicas e inspiração divina. bastões. deve ser algo bem criativo. porque na hora de sua oportunidade será travada uma guerra espiritual contra demônios. “O espírito do Senhor DEUS está sobre mim. Boa parte é coreografada é em oitos. exige o máximo de expressão facial e corporal. Pode haver dança de intercessão ou guerra de repente. As profecias trazidas pelo ministério de dança são visuais. Pode ser sem instrumentos ou com eles. vale lembrar que nosso alvo é levar a presença de Jesus através da nossa arte aos não crentes. É a união da adoração entre Ministério de Louvor e Dança. Dança de Intercessão É mais fácil um solo. Dança de guerra Toda pessoa convocada para um espontâneo deve estar preparada. Pode haver inovações com tecidos. Uma coreografia totalmente instrumentalizada pode haver diversidades de sequências riquíssimas se bem exploradas pelos coreógrafos e bailarinos. É a parte que pode libertar os movimentos na coreografia. por exemplo: o dourado lembra arca da aliança. por isso. é a dança transmitida pelo Espírito Santo. sejam elas por parecer ou por direção bíblica. então significa poder e presença. porém é mais elegante em padedê ou grupo. porque o SENHOR me ungiu. são usadas as cores e cada cor tem um significado profético.