História

Canção

Aplicação

Ponto final
Apareço no fim das frases declarativas e indico que estão completas.

Ex.: A cerejeira cobriu-se de folhas fresquinhas e verdejantes .

Dois pontos
A seguir a nós, vem tudo bem explicadinho.

Ex.: Disse Deus, na Primavera : - Ponham a mesa às lagartas!

Vírgula
Indico uma pequena pausa e separo as palavras numa enumeração.

Ex. : As folhinhas da cerejeira são verdejantes, apetitosas. fresquinhas, tenras,

Ponto e vírgula
Obrigamos a uma pausa como o ponto final, mas não terminamos a frase.

Ex. : O urso prosseguiu o seu caminho ; um pouco mais adiante encontrou dois elefantes que brincavam na floresta.

Ponto de Interrogação
Sou muito curioso. Por isso, faço perguntas.

Ex. : Que horas são ?

Ponto de Exclamação
Apareço para indicar sentimentos: admiração, alegria, tristeza, medo,...

Ex. : Que livro bonito!

Reticências
Indicamos que não se disse tudo...

Ex. : Estavas distraído e agora ... Quem semeia ventos...

Travessão
Apareço nos diálogos para indicar a fala das personagens.

Ex. : O professor perguntou :

_ Que livro é esse?

Aspas
Indicamos que a frase foi escrita por outros.

Ex. : « A minha Pátria é a língua portuguesa Pessoa.

»

, escreveu Fernando

Parêntesis
No meio da frase servimos para dar uma informação ou explicação.

Ex. : A Mariana brincava no jardim (era onde gostava de passar as tardes livres), quando viu chegar o tio Jorge.

História

Todos os sinais estavam ocupados. Só o ponto final andava perdido. Encontrou o seu lugar mesmo, mesmo no fim!...

Tivemos pena do ponto final. E para darmos ao tal ponto a sua grande oportunidade, colocamos-o aqui. No fim. Ponto final

Canção

Sempre que um homem fala Ou que pensa em escrever Vírgula, que é uma pausa Não, não se deve esquecer Refrão Somos os sinais de pontuação Vamos ensinar a nossa canção É figura pequenina, Mas não a levem a mal, Quando aparece, termina, É o fim...ponto final. Refrão

Se o Tagarela pergunta, Bem no meio da lição: _ Que vamos fazer agora? É ponto de interrogação. Refrão Quando a gente se admira E quer mostrar emoção, Deve pôr no fim da frase, Um ponto de exclamação! Refrão

E quando se quer dizer, Uma pessoa a falar, Devemos logo escrever, Dois pontinhos bem no ar.
Refrão

Antes da continuação, Um tracinho, o travessão, Bem juntinhos, olaré, Os dois pontos, travessão Refrão Se queremos salientar, Uma palavra ou expressão, As «aspas» devemos pôr, Não é tua opinião? Refrão Mas se escreves e não dizes, Tudo aquilo que tu pensas, Nunca deves esquecer, Três pontinhos, reticências... Refrão

Uma família pequena, Esta da pontuação: Vírgula, ponto final, Ou ponto de exclamação! Refrão Três pontinhos... Reticências Ou ponto de interrogação? Uma família pequena, Mas de grande coração. Refrão Somos os sinais de pontuação E acabamos a nossa canção.

O professor entrou na aula correndo sobre a cabeça; trazia um chapéu castanho nos pés, umas meias amarelas nas mãos, umas luvas penduradas no nariz, umas grossas lentes que quase lhe caíam .

Pontua correctamente o texto na folha que te entregaram.

O professor entrou na aula correndo sobre a cabeça trazia um chapéu castanho nos pés umas meias amarelas nas mãos umas luvas penduradas no nariz umas grossas lentes que quase lhe caíam
Soluções

O professor entrou na aula correndo; sobre a cabeça trazia um chapéu castanho, nos pés umas meias amarelas, nas mãos umas luvas , penduradas no nariz umas grossas lentes que quase lhe caíam .

Instituto Politécnico de Bragança Escola Superior de Educação

Trabalho realizado por : Ermelinda Silva nº. 7698 Liliana Costa Susete Silva nº. 8092 nº. 8115

Português/Francês ² 3º ano
Bragança, 3 de Junho de 2002

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful