P. 1
ines

ines

|Views: 125|Likes:
Publicado porVapor Chavito

More info:

Published by: Vapor Chavito on Aug 19, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

08/19/2011

pdf

text

original

epigênese Significado de Epigênese sf (epi+gênese) 1 Biol Processo de geração no qual o embrião é constituído por uma série de formações

novas ou diferenciações sucessivas do ovo ou espermatozóide, nos quais não existem quaisquer esboços, mesmo rudimentares, da futura organização do indivíduo, resultante da união daqueles elementos. 2 Teoria da epigênese, também chamada teoria de pós-formação, formulada em 1759, em oposição à teoria da preformação e hoje universalmente aceita. 3 Miner Formação de minerais dentro de rochas ou de outros minerais, subsequente à da rocha ou mineral encaixantes, por transformação ou penetração de matérias estranhas. Var: epigenesia.

Psicologia do desenvolvimento é o estudo científico das mudanças de comportamento relacionadas à idade durante a vida de uma pessoa. Este campo examina mudanças através de uma ampla variedade de tópicos, incluindo habilidades motoras, habilidades em solução de problemas, entendimento conceitual, aquisição de linguagem, entendimento da moral e formação da identidade. Questões formuladas por psicólogos do desenvolvimento incluem as seguintes. São as crianças qualitativamente diferentes dos adultos ou eles simplesmente não têm a mesma experiência dos adultos? O desenvolvimento ocorre através de uma acumulação gradual de conhecimento ou por mudanças de um estágio de pensamento ou outro? As crianças nascem com conhecimento inato ou elas percebem as coisas com a experiência? O desenvolvimento é direcionado pelo contexto social ou por algo dentro da criança?

1° Semestre - Psicologia do Desenvolvimento: Ciclo Vital OBJETIVOS DA MATÉRIA Compreensão dos fenômenos e processos psicológicos básicos do desenvolvimento humano, ao longo do ciclo vital, e dos inter-relacionamentos entre as esferas física, cognitiva, psicossocial e em diferentes contextos socioculturais. AO ESTUDAR ESTA MATÉRIA O ALUNO DEVE SER CAPAZ DE: - Identificar e caracterizar relações entre contextos e processos psicológicos/ comportamentais nas diferentes fases de desenvolvimento humano. - Identificar, descrever e explicar os processos de mudanças físicas e psicossociais ocorridos na infância, adolescência, vida adulta e velhice. - Identificar e descrever os processos de perdas, aquisições e os processos de luto envolvidos na: infância, adolescência, idade adulta e velhice. CONTEÚDO PROPOSTO PARA A MATÉRIA 1- Influências pré e perinatais no desenvolvimento. 2- Criança de 0 aos 2 anos Aspecto físico, perceptual, cognitivo, linguagem, personalidade e social. 3- Criança dos 2 aos 6 anos Aspecto físico, perceptual, cognitivo, linguagem, personalidade e social. 4- Criança dos 6 aos 12 anos

A Morte: visão histórica. Morte.São Paulo: EDUC. Admirável Mundo Velho. Velhice: Discussão: BARRETO..” (Cross.idade (40-65anos ) Mudanças físicas. cognitivas e psicossociais . São Paulo: Ática. pois estas fases do ciclo são concebidas de uma forma horizontal. . Clara. A Morte em Vida: a morte nas diferentes etapas do desenvolvimento humano. dupla carreira. A média do semestre será calculada de acordo com o Regimento da UNIP. Velhice: discussão dados demográficos. RESUMO DAS AULAS Em construção OUTRAS SUGESTOES Adolescência. Não se trata de uma perspectiva de desenvolvimento. Envelhecimento e Morte. Velhice: Discussão: BROCHSZTAIN. não sendo necessariamente melhores que as anteriores. homossexualidade.Velhice (65. Ano I. entre outros. 8. Diário de um Adolescente. cognitivo. No 2o bimestre o aluno fará a Prova Institucional Integrada. 1998 Adulto-jovem: Discussão paternidade/ maternidade. esta perspectiva acentua o facto de se poder identificar períodos de transição e mudança na vida da pessoa. n. 6. etc.11. vol.Aspecto físico. Terezinha. Kids. Perdas e o Processo de Luto. 1. sucedendo umas às outras. Separação..Puberdade e Adolescência (12-20 anos) Mudanças físicas.Casamento contemporâneo: o difícil convívio da individualidade com a conjugalidade in Psicologia: Reflexão e Crítica. 5. fenômeno da “porta giratória”. 1984). Maria Letícia. O susto ao espelho. perceptual.2. 1992. separações conjugais. n. cognitivas e psicossociais .Adulto. 7.jovem (20-40 anos) Mudanças físicas. Adulto –jovem: Discussão: Pirâmide da solidão (IBGE) Adulto-jovem: Discussão artigo: FÉRES-CARNEIRO.1988 .) Mudanças físicas. cognitivas e psicossociais . linguagem. entre outros Meia-idade: Música: “Ouro de tolo” Raul Seixas Meia-idade: Discussão a “idade do lobo”.Meia. personalidade e social. Filme: Cidade de Deus. entre outros Adolescência: discussão sobre a menoridade penal ( texto ou artigo de jornal. FASES DO CICLO DE VIDA Publicada por Psicologia do Desenvolvimento A investigação ligada ao estudo do ciclo de vida “está interessada nas respostas que as pessoas criam em relação à idade e mudanças das expectativas sociais à medida que avançam através das fases da idade adulta. por exemplo) Adolescência: Gravidez na Adolescência. cognitivas e psicossociais . 9. In:Revista Kairós: gerontologia / Núcleo de Estudos e Pesquisa do Envelhecimento .PUC-SP. social e cultural. entre outros. Baleias de Agosto. Assim. Porto Alegre. Meia-idade: Filme: Alguém tem que ceder.

a que correspondem mudanças na estrutura do indivíduo.) que o indivíduo assume têm crucial importância. a vida do indivíduo é constituída por alternância entre estruturas estáveis e momentos de transição. divórcio. podendo estas estruturas serem representadas por faixas etárias. Segundo este autor. . prende-se não só com a forma como o indivíduo encara esses mesmos papéis. na forma de ele se ver a si próprio. ou seja. Levinson (1974. como também às expectativas sociais que envolvem o mesmo. mas também pelas expectativas sociais acerca dessas mesmas tarefas. os papéis (casamento. A relevância dos papéis ou tarefas específicas.estando esses períodos ligados não só à idade do indivíduo. viuvez. 1978) considera que a vida adulta é marcada por períodos de estabilidade e transição. Aos períodos de transição sucedem-se momentos de integração. o mundo e os outros. Nestes períodos de transição na vida da pessoa. etc. nascimento de filhos.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->