Você está na página 1de 2

HISTRIA 12.

ANO

As transformaes das primeiras dcadas do sculo XX Portugal no primeiro ps-guerra (continuao)

1. Importncia da revista Orpheu no contexto literrio da poca Dirigida por Fernando Pessoa e Mrio de S-Carneiro, a publicao dos nmeros 1 e 2 da revista, em 1915, deu a conhecer um estilo literrio completamente diferente de tudo que se fizera at ento. A revista inclui textos e pinturas fundamentais da literatura portuguesa.

2. Amadeo de Souza-Cardozo e Almada Negreiros Nas exposies de Lisboa e Porto, realizadas em 1916, Amadeo de Souza-Cardozo intitulou-se como impressionista, cubista, futurista e abstraccionista. Almada Negreiros, por muitos considerado um gnio, foi pintor, desenhador, romancista, poeta, bailarino, crtico de arte, autor de tapearias e vitrais. Entre as obras mais conhecidas deste artista, destacam-se os frescos que executou para as Gares Martimas de Lisboa. A sua pintura definiu-se, sobretudo, nas dcadas de 1930 e 1940. Mais tarde, na dcada de 50, apresentou composies abstractas de esquemas geomtricos que vieram dar uma nova dimenso sua obra.

3. Renovao artstica da arquitectura portuguesa O clima de instabilidade social e poltica durante a 1. Repblica e a participao de Portugal na I Guerra Mundial contriburam para um atraso na renovao artstica da arquitectura portuguesa. J em pleno perodo do Estado Novo, assistiu-se a um desenvolvimento de formas de modernismo com tendncias decorativas nacionalistas. O edifcio que melhor comprova es ta relao o Pavilho da Exposio Universal do Mundo Portugus, na Praa do Imprio, em Belm, de 1940. Da autoria de Cottinelli Telmo, este foi o mais importante de um complexo de edifcios construdos propositadamente para o evento.