Você está na página 1de 16

AA ResoluçãoResolução 1488/99:1488/99:

ComoComo CaracterizarCaracterizar umauma PatologiaPatologia OcupacionalOcupacional DesconhecendoDesconhecendo--sese osos RiscosRiscos dodo AmbienteAmbiente dede Trabalho?Trabalho?

FlávioFlávio HenriqueHenrique dede HolandaHolanda LinsLins

ResoluçãoResolução CFMCFM 1488/981488/98 AspectosAspectos principaisprincipais

DáDá atribuiçõesatribuições aosaos médicosmédicos queque prestamprestam assistênciaassistência médicamédica aoao trabalhador,trabalhador, independentementeindependentemente dede suasua especialidadeespecialidade ouou locallocal emem queque atuem;atuem;

DefineDefine aspectosaspectos aa seremserem consideradosconsiderados parapara oo estabelecimentoestabelecimento dodo nexonexo causalcausal entreentre osos transtornostranstornos dede saúdesaúde ee asas atividadesatividades dodo trabalhador;trabalhador;

DefineDefine atribuiçãoatribuição ee deveresdeveres dosdos médicosmédicos queque trabalhamtrabalham emem empresaempresas,s, independentementeindependentemente dede suasua especialidade;especialidade;

ResponsabilizaResponsabiliza osos médicosmédicos dodo trabalhotrabalho porpor agravosagravos àà saúdesaúde dodo trabalhador;trabalhador;

DefineDefine atribuiçõesatribuições ee deveresdeveres dodo peritoperito--médicomédico dede instituiçõesinstituições previdenciáriasprevidenciárias ee seguradoras;seguradoras;

DefineDefine peritoperito--médicomédico judicialjudicial ee assistentesassistentes técnicotécnico ee dádá suassuas atribuiçõesatribuições ee deveres;deveres;

ResoluçãoResolução CFMCFM 1488/981488/98 AspectosAspectos principaisprincipais

Art.Art. 2º2º -- ParaPara oo estabelecimentoestabelecimento dodo nexonexo causalcausal entreentre osos transtornostranstornos dede ssaúdeaúde ee asas atividadesatividades dodo trabalhador,trabalhador, alémalém dodo exameexame clínicoclínico (físico(físico ee mentamental)l) ee osos examesexames complementares,complementares, quandoquando necessárionecessários,s, devedeve oo médicomédico considerar:considerar:

II -- aa históriahistória clínicaclínica ee ocupacional,ocupacional, decisivadecisiva emem qualquerqualquer diagnóstdiagnósticoico e/oue/ou investigaçãoinvestigação dede nexonexo causal;causal;

IIII -- oo estudoestudo dodo locallocal dede trabalho;trabalho;

IIIIII -- oo estudoestudo dada organizaçãoorganização dodo trabalho;trabalho;

IVIV -- osos dadosdados epidemiológicos;epidemiológicos;

VV -- aa literaturaliteratura atualizada;atualizada;

VIVI -- aa ocorrênciaocorrência dede quadroquadro clínicoclínico ouou subclínicosubclínico emem trabalhadortrabalhador expostoexposto aa condiçõescondições agressivas;agressivas;

VIIVII -- aa identificaçãoidentificação dede riscosriscos físicos,físicos, químicos,químicos, biológicos,biológicos, mecânimecânicos,cos, estressantesestressantes ee outros;outros;

VIIIVIII -- oo depoimentodepoimento ee aa experiênciaexperiência dosdos trabalhadores;trabalhadores;

IXIX -- osos conhecimentosconhecimentos ee asas práticaspráticas dede outrasoutras disciplinasdisciplinas ee dede seusseus profissionais,profissionais, sejamsejam ouou nãonão dada áreaárea dada saúde.saúde.

ResoluçãoResolução CFMCFM 1488/981488/98 AspectosAspectos principaisprincipais

Art.Art. 6°6° -- SãoSão atribuiçõesatribuições ee deveresdeveres dodo peritoperito--médicomédico dede instituiçõesinstituições previdenciáriasprevidenciárias ee seguradoras:seguradoras:

II -- avaliaravaliar aa capacidadecapacidade dede trabalhotrabalho dodo segurado,segurado, atravésatravés dodo exameexame

clínico,clínico, analisandoanalisando documentos,documentos, provasprovas ee laudoslaudos referentesreferentes aoao caso;caso;

IIII -- subsidiarsubsidiar tecnicamentetecnicamente aa decisãodecisão parapara aa concessãoconcessão dede benefíciosbenefícios;;

IIIIII -- comunicar,comunicar, porpor escrito,escrito, oo resultadoresultado dodo exameexame médicomédico--pericialpericial aoao

periciandopericiando,, comcom aa devidadevida identificaçãoidentificação dodo peritoperito--médicomédico (CRM,(CRM, nomenome ee matrícula);matrícula);

IVIV -- orientarorientar oo periciandopericiando parapara tratamentotratamento quandoquando eventualmenteeventualmente nãonão oo estiverestiver fazendofazendo ee encaminháencaminhá--lolo parapara reabilitação,reabilitação, quandoquando necessária;necessária;

ResoluçãoResolução CFMCFM 1488/981488/98 AspectosAspectos principaisprincipais

Art.Art. 1010 -- SãoSão atribuiçõesatribuições ee deveresdeveres dodo peritoperito--médicomédico judicialjudicial ee assistentesassistentes técnicos:técnicos:

II -- examinarexaminar clinicamenteclinicamente oo trabalhadortrabalhador ee solicitarsolicitar osos examesexames

complementarescomplementares necessários.necessários.

IIII -- oo peritoperito--médicomédico judicialjudicial ee assistentesassistentes técnicos,técnicos, aoao vistoriaremvistoriarem oo

locallocal dede trabalhotrabalho,, devemdevem fazerfazer--sese acompanhar,acompanhar, sese possível,possível, pelopelo própriopróprio trabalhadortrabalhador queque estáestá sendosendo objetoobjeto dada perícia,perícia, parapara melhomelhorr conhecimentoconhecimento dodo seuseu ambienteambiente dede trabalhotrabalho ee função.função.

IIIIII -- estabelecerestabelecer oo nexonexo causal,causal, CONSIDERANDOCONSIDERANDO oo expostoexposto nono artigoartigo 4°4° (2(2 °??°?? )) ee incisos.incisos.

ResoluçãoResolução CFMCFM 1488/981488/98 AspectosAspectos principaisprincipais

Art.Art. 1111 -- DeveDeve oo peritoperito--médicomédico judicialjudicial fornecerfornecer cópiacópia dede todostodos osos

documentosdocumentos disponíveisdisponíveis parapara queque osos assistentesassistentes técnicostécnicos elaboremelaborem

seusseus pareceres.pareceres. CasoCaso oo peritoperito--médicomédico judicialjudicial necessitenecessite vistoriarvistoriar aa

empresaempresa (locais(locais dede trabalhotrabalho ee documentosdocumentos sobsob suasua guarda),guarda), eleele

deverádeverá informarinformar oficialmenteoficialmente oo fato,fato, comcom aa devidadevida antecedência,antecedência, aosaos

assistentesassistentes técnicostécnicos dasdas partespartes (ano,(ano, mês,mês, diadia ee horahora dada períciaperícia).).

ClassificaçãoClassificação dede Schilling,Schilling, 19841984

Grupo

Definição

Exemplos

I

Trabalho como causa necessária

Intoxicação por chumbo, silicose, doenças profissionais legalmente reconhecidas

 

Trabalho como fator

Doença coronariana, doenças do aparelho locomotor, Câncer, varizes

II

contributivo, mas não necessário

III

Trabalho como provocador de um distúrbio latente, ou agravador de doença já estabelecida

Bronquite crônica, dermatite de contato alérgica, asma, doenças mentais

Fonte: Doenças Relacionadas ao Trabalho, Min. Saúde, 2001

EtapasEtapas dada investigaçãoinvestigação dede nexonexo causalcausal entreentre doençadoença ee trabalhotrabalho

História ocupacional: há fatores ou situação de risco identificados e caracterizados ?

ou situação de risco identificados e caracterizados ? Sim Não Evidência de história clínica compatível com
ou situação de risco identificados e caracterizados ? Sim Não Evidência de história clínica compatível com

Sim

Não

Evidência de história clínica compatível com Doença profissional/Doença relacionada ao trabalho ?

com Doença profissional/Doença relacionada ao trabalho ? Sim Não História clínica é compatível com Doença prof.

Sim

Não

História clínica é compatível com Doença prof. / Relacionada ao trabalho ?

Sim

com Doença prof. / Relacionada ao trabalho ? Sim Não História ocupacional: há fatores ou situação
com Doença prof. / Relacionada ao trabalho ? Sim Não História ocupacional: há fatores ou situação

Não

História ocupacional: há fatores ou situação de risco identificados e caracterizados?

Não

ou situação de risco identificados e caracterizados? Não Dados epidemiológicos e/ou procedimentos complementares
Dados epidemiológicos e/ou procedimentos complementares excluem e/ou confirmam a hipótese de exposição e/ou de dano
Dados epidemiológicos e/ou procedimentos complementares excluem e/ou confirmam a hipótese de exposição e/ou de dano
Dados epidemiológicos e/ou procedimentos complementares excluem e/ou confirmam a hipótese de exposição e/ou de dano
Dados epidemiológicos e/ou procedimentos complementares excluem e/ou confirmam a hipótese de exposição e/ou de dano
Dados epidemiológicos e/ou procedimentos complementares excluem e/ou confirmam a hipótese de exposição e/ou de dano

Dados epidemiológicos e/ou procedimentos complementares excluem e/ou confirmam a hipótese de exposição e/ou de dano compatível com Doença profissional/Doença relacionada ao trabalho ?

a hipótese de exposição e/ou de dano compatível com Doença profissional/Doença relacionada ao trabalho ? Sim
a hipótese de exposição e/ou de dano compatível com Doença profissional/Doença relacionada ao trabalho ? Sim

Sim

a hipótese de exposição e/ou de dano compatível com Doença profissional/Doença relacionada ao trabalho ? Sim
a hipótese de exposição e/ou de dano compatível com Doença profissional/Doença relacionada ao trabalho ? Sim
a hipótese de exposição e/ou de dano compatível com Doença profissional/Doença relacionada ao trabalho ? Sim
a hipótese de exposição e/ou de dano compatível com Doença profissional/Doença relacionada ao trabalho ? Sim
a hipótese de exposição e/ou de dano compatível com Doença profissional/Doença relacionada ao trabalho ? Sim
a hipótese de exposição e/ou de dano compatível com Doença profissional/Doença relacionada ao trabalho ? Sim
a hipótese de exposição e/ou de dano compatível com Doença profissional/Doença relacionada ao trabalho ? Sim
a hipótese de exposição e/ou de dano compatível com Doença profissional/Doença relacionada ao trabalho ? Sim
profissional/Doença relacionada ao trabalho ? Sim Diagnostico   Quadro atípico, misto, evolução
profissional/Doença relacionada ao trabalho ? Sim Diagnostico   Quadro atípico, misto, evolução
profissional/Doença relacionada ao trabalho ? Sim Diagnostico   Quadro atípico, misto, evolução

Diagnostico

 

Quadro atípico, misto, evolução incaracterística Schilling II ou III

sindrômico

indiferenciado

Schilling II ou III sindrômico indiferenciado Excluir outras causas não ocupacionais CONCLUSÃO Não

Excluir outras causas não ocupacionais

Excluir outras causas não ocupacionais
Excluir outras causas não ocupacionais
Excluir outras causas não ocupacionais
Excluir outras causas não ocupacionais
Excluir outras causas não ocupacionais
Excluir outras causas não ocupacionais
Excluir outras causas não ocupacionais
Excluir outras causas não ocupacionais
indiferenciado Excluir outras causas não ocupacionais CONCLUSÃO Não DP/DRT típica Schilling I Dano não

CONCLUSÃO

Não

Excluir outras causas não ocupacionais CONCLUSÃO Não DP/DRT típica Schilling I Dano não ocupacional Excluir
Excluir outras causas não ocupacionais CONCLUSÃO Não DP/DRT típica Schilling I Dano não ocupacional Excluir

DP/DRT típica Schilling I

Dano não ocupacional

Dano não ocupacional

Dano não ocupacional
Dano não ocupacional
Dano não ocupacional
Dano não ocupacional
Dano não ocupacional
Dano não ocupacional
Dano não ocupacional
Excluir causas ocupacionais
Excluir causas ocupacionais
Excluir causas ocupacionais
Excluir causas ocupacionais
Excluir causas ocupacionais
Excluir causas ocupacionais

Excluir causas ocupacionais

Excluir causas ocupacionais
Excluir causas ocupacionais
típica Schilling I Dano não ocupacional Excluir causas ocupacionais Doenças Relacionadas ao Trabalho, MS, 2001 Pg.32

Doenças Relacionadas ao Trabalho, MS, 2001 Pg.32

PrincipaisPrincipais dificuldadesdificuldades parapara oo estabelecimentoestabelecimento dodo nexonexo causalcausal

AusênciaAusência ouou imprecisãoimprecisão nana identificaçãoidentificação dede fatoresfatores dede riscosriscos e/oue/ou situaçõessituações aa queque oo trabalhadortrabalhador estáestá ouou esteveesteve expostoexposto,, potencialmentepotencialmente lesivaslesivas parapara suasua saúdesaúde;;

AusênciaAusência ouou imprecisãoimprecisão nana caracterizaçãocaracterização dodo potencialpotencial dede riscorisco dada exposiçãoexposição;;

ConhecimentoConhecimento insuficienteinsuficiente quantoquanto aosaos efeitosefeitos parapara aa saúdesaúde associadosassociados comcom aa exposiçãoexposição emem questãoquestão;;

DesconhecimentoDesconhecimento ouou nãonão valorizaçãovalorização dede aspectosaspectos dada históriahistória dede exposiçãoexposição ee dada clínicaclínica,, jaja descritosdescritos comocomo associadosassociados ouou sugestivossugestivos dede doençadoença ocupacionalocupacional ouou relacionadarelacionada aoao trabalhotrabalho;;

NecessidadeNecessidade dede métodosmétodos propedêuticospropedêuticos ee abordagensabordagens porpor equipesequipes multiprofissionaismultiprofissionais,, nemnem sempresempre disponíveisdisponíveis;;

Doenças Relacionadas ao Trabalho, MS, 2001 Pg.33

ParaPara lembrarlembrar

O que aparenta ser igual, nem sempre é igual !

Empresas similares com cargos similares podem ter condições de trabalho e exposição totalmente diferentes. (Vale também para a mesma empresa).

O que aparenta ser diferente, nem sempre é

diferente !

Empresas diferentes com cargos diferentes podem ter condições de trabalho e exposição bastante parecidas.

OO litígiolitígio pecuniáriopecuniário queque envolveenvolve aa determinaçãodeterminação dede nexonexo causal,causal, dificultadificulta suasua melhormelhor abordagemabordagem ee resoluçãoresolução

TantoTanto éé difícildifícil provarprovar queque oo trabalhotrabalho éé aa causacausa dede umum determinadodeterminado agravoagravo àà saúdesaúde dodo trabalhadortrabalhador,, comocomo provarprovar queque esteeste agravoagravo nãonão estáestá relacionadorelacionado aoao trabalhotrabalho

Não Tem nexo Nexo Tem nexo Indeterminado
Não
Tem nexo
Nexo
Tem nexo
Indeterminado

ComoComo CaracterizarCaracterizar umauma PatologiaPatologia OcupacionalOcupacional DesconhecendoDesconhecendo--sese osos RiscosRiscos dodo AmbienteAmbiente dede Trabalho?Trabalho?

DicasDicas bibliográficasbibliográficas parapara definirdefinir nexonexo causalcausal DesconhecendoDesconhecendo--sese osos RiscosRiscos dodo AmbienteAmbiente dede TrabalhoTrabalho

nexonexo causalcausal DesconhecendoDesconhecendo-- sese osos RiscosRiscos dodo AmbienteAmbiente dede TrabalhoTrabalho
nexonexo causalcausal DesconhecendoDesconhecendo-- sese osos RiscosRiscos dodo AmbienteAmbiente dede TrabalhoTrabalho
nexonexo causalcausal DesconhecendoDesconhecendo-- sese osos RiscosRiscos dodo AmbienteAmbiente dede TrabalhoTrabalho

TécnicasTécnicas parapara definirdefinir nexonexo causalcausal desconhecendodesconhecendo--sese osos RiscosRiscos dodo AmbienteAmbiente dede TrabalhoTrabalho

nexonexo causalcausal desconhecendodesconhecendo -- sese osos RiscosRiscos dodo AmbienteAmbiente dede TrabalhoTrabalho
nexonexo causalcausal desconhecendodesconhecendo -- sese osos RiscosRiscos dodo AmbienteAmbiente dede TrabalhoTrabalho
nexonexo causalcausal desconhecendodesconhecendo -- sese osos RiscosRiscos dodo AmbienteAmbiente dede TrabalhoTrabalho
nexonexo causalcausal desconhecendodesconhecendo -- sese osos RiscosRiscos dodo AmbienteAmbiente dede TrabalhoTrabalho
nexonexo causalcausal desconhecendodesconhecendo -- sese osos RiscosRiscos dodo AmbienteAmbiente dede TrabalhoTrabalho
nexonexo causalcausal desconhecendodesconhecendo -- sese osos RiscosRiscos dodo AmbienteAmbiente dede TrabalhoTrabalho
nexonexo causalcausal desconhecendodesconhecendo -- sese osos RiscosRiscos dodo AmbienteAmbiente dede TrabalhoTrabalho
nexonexo causalcausal desconhecendodesconhecendo -- sese osos RiscosRiscos dodo AmbienteAmbiente dede TrabalhoTrabalho
nexonexo causalcausal desconhecendodesconhecendo -- sese osos RiscosRiscos dodo AmbienteAmbiente dede TrabalhoTrabalho

ObrigadoObrigado

FlávioFlávio HenriqueHenrique dede HolandaHolanda LinsLins