Escalonamento da dor e Escada de Dor da OMS

ESCALONAMENTO DA DOR • Unidimensionais • Multidimensionais

ESCALAS UNIDIMENSIONAIS
• ESCALA VERBAL Quantificação da experiêcia dolorosa por meio de frases: Nenhuma dor Dor leve Dor moderada Dor forte Dor insuportável Pior dor possível

Quantificação da dor através de números. 0 = nenhuma dor 10 = maior dor possível

• ESCALA NUMÉRICA

O paciente quantifica sua dor pela identificação com a angústia que lhe causa.

• ESCALA DE FACES

no máx 20.78 descritores de dor.Avaliação de aspectos sensoriais. • Miscelânea RESULTADOS OBTIDOS A PARTIR DO MCGILL • Número de descritores . • Sensorial descriminativo :Propriedades mecânicas. . afetivos.motivacional: Aspectos de tensão. divididos em 4 grandes grupos que são divididos em 20 subgrupos. Térmicas de vividez e espaciais da dor. medo e respostas neurodegenerativas. ESCADA ANALGÉSICA DA OMS • 1986 – Criado para sistematizar o tratamento da dor de câncer. • Aspectos relativos a doença. • Cognitivo-avaliativo: Avaliação global da experiência dolorosa. ESCALAS MULTIDIMENSIONAIS QUESTIONÁRIO DE DOR MCGILL . • Como escolher o escalonamento ? • Aspectos relativos ao paciente. • Avalia o número de palavras que o paciente necessita para escolher a dor • Ìndice de dor . . avaliativos e intensidade da dor. • Afetivo. • Aspectos relativos ao profissional.no máx 78.Escala Visual analógica paciente classifica sua dor por meio de uma escala de cores. • Avalia a intensidade da dor do paciente.

ESCADA ANALGÉSICA Morfina Metadona FentanilParacetamol Dipirona Degrau 3 Dor de 7 a10 Uso de opióide forte + analgésicos simples Morfina Metadona Fentanil Degrau 2 Dor de 4 a 6 Uso de opióde fraco + analgésico simples Degrau 1 Dor de 1 a 3 Uso de analgésicos simples Codeína ou Tramadol Paracetamol Dipirona .• A partir da escala numérica da dor aponta o tratamento mais adequado. • Divido em 3 degraus.

• Ascender para um degrau superior em caso de falha na prescrição anterior. A cada visita o paciente deve ser reavaliado. Considerar aumento de até 30% da dose em casos de 3 resgates em 24h.• • • • Iniciar com medicação por via oral. ESCADA ANALGÉSICA Controle da dor ? Sim Manter Terapia Não Via parenteral outro opióide forte (Tabela de conversão) especialista da dor PONTOS LEVANTADOS PELO GRUPO DURANTE A DISCUSSÃO • • • • • A mensuração da dor é uma ferramenta importante para o seu controle efetivo As patologias apresentam intensidade de dores diferentes Nenhum dos métodos de escalas de dor consegue realmente analisar e quantificar a intensidade de dor Os profissionais deveriam estar mais preparados para lidar com as diferentes intensidades de dor O uso de AINEs é importante para a analgesia . Estabelecer dose de resgate com opióide de liberação rápida.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful