P. 1
Epidemiologia Transição Demográfica e Epidemiológica

Epidemiologia Transição Demográfica e Epidemiológica

|Views: 3.678|Likes:
Publicado porAry Fernandes

More info:

Published by: Ary Fernandes on Aug 26, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PPT, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

07/16/2013

pdf

text

original

Epidemiologia

Transição Demográfica e Epidemiológica

Tomás Valdez

Transição Demográfica  - História Descrito pela 1ª vez nos anos 1940. Refere-se aos efeitos que as mudanças nos níveis de fecundidade. . natalidade e mortalidade provocam sobre o ritmo de crescimento populacional e sobre a estrutura da idade e sexo.

A queda da fecundidade é o factor decisivo para o envelhecimento da população. .Transição Demográfica    Inicialmente ocorre a queda da mortalidade que produzirá ganhos de vidas humanas em todas as idades. A ampliação da população nas faixas etárias mais idosas.

É a explosão populacional. As txs de natalidade permanecem altas e as txs de mortalidade decrescem.  . CMInf é elvado. Fase Intermediária: divergência de coeficientes .Transição Demográfica Estágios  Fase pré-industrial ou primitiva: equilíbrio entre as taxas de mortalidade e natalidade.

Transição Demográfica Estágios  Fase Intermediária de convergência de coeficientes : a taxa de natalidade passa a diminuir em ritmo mais acelerado que a taxa de mortalidade. Rápido envelhecimento da população. Fase moderna ou de pós-transição: aproximação dos coeficientes mas em níveis muito baixos.  . A esperança de vida aumenta e observa-se a ampliação da proporção das mulheres.

. Aumento de sobrevida das populações.Transição Epidemiológica Características:       Paralelamente com a transição demográfica ocorre a transição epidemiológica. Níveis de desenvolvimento mais elevados dos países. Melhoria dos determinantes de saúde. Declínio da mortalidade materna e Infantil. Mudanças nos padrões de morbilidade e mortalidade das populações. Aumento de mortes por Doenças Não Transmissíveis.

com variações no espaço e tempo. Predominância de doenças infecciosas e parasitárias. desnutrição. esperança de vida oscilando entre 20 e 40 anos. acompanhada de queda de fecundidade. Níveis de natalidade e mortalidade elevados.Transição Epidemiológica Estágios:  Estágio 1. Estágio 2.  . Período das pragas e da fome. Período do desaparecimento das mortalidade em declínio. pandemias.

doenças emergentes e ressurgimento de doenças. Período de doenças degenerativas e provocadas pelo homem. . mortalidade.Transição Epidemiológica Estágios:    Estágio 3. Estágio 4. populacional. modificações no estilo de vida. Período de longevidade paradoxal. emergência de doenças enigmáticas e capacitação tecnológica para a sobrevivência do inapto. Estágio 5. natalidade e fecundidade baixas. Período do declínio da mortalidade por envelhecimento doenças cardiovasculares.

.Transição Epidemiológica Modelos de Transição:     São considerados factores como o tempo. Modelo de Transição acelerada e semiocidental . Modelo clássico ocidental. ritmo e magnitude do declínio dos níveis dos coeficientes de mortalidade e sua estrutura por causas. Modelo de Transição retardada com suas variações.

Transição Epidemiológica Modelos de Transição:  Modelo de Transição retardada com suas variações.  .

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->