Você está na página 1de 1

Geografia

Mortalidade Infantil

Professor Silvio Araujo de Sousa

Atividade extra classe Mortalidade Infantil Escola Estadual Prof. Ren Rodrigues de Moraes - Guaruj - SP 28/08/2011

Aplicao 3 Ano ( complementao ao tema regionalizao) Na aula anterior o tema desenvolvido foi critrios de regionalizao do mundo, entre os critrios, foi citado a mortalidade infantil, como um indicador social. Este texto objetiva entender um pouco mais sobre este indicador. Taxa de Mortalidade Infantil: Este nmero significa o bito (morte) de crianas antes de completar 1 ano de idade para cada mil (1000) nascidos. Causas: dessas morte so vrias, como por exemplo, falta assistncia pre-natal, nvel educacional dos pais, o no cumprimento do calendrio de vacinaes, ausncia de saneamento bsico, subnutrio e etc. No Brasil: A taxa de mortalidade infantil no Brasil vem caindo nas ltimas dcadas, caiu de 120,7 mortes para cada mil nascidos, em 1970, em 1990 chegou a 52,04 mortes. Em 2010 a taxa de mortalidade infantil chegou a 19,88 para cada mil nascidos. No Mundo: O Brasil tambm perde em comparao com outros pases em desenvolvimento, como o Chile (6,48), Cuba (5,25), China (15,4), Mxico (16,5), Colmbia (15,3) e Argentina (12,8). Os pases com o menor ndice de mortalidade so: Islndia (2,6) Sucia (2,7) e Chipre (2,8). Na Itlia, o nmero de 3,3, na Noruega de 3,4 e na Frana de 3,8. Na Nossa regio e cidade (Baixada Santista): Na regio, o ndice de 2010 foi o menor da histria, com 15,1 bitos de crianas menores de um ano de idade a cada mil nascidas vivas. Em 2000 esse ndice era de 22,2. Guaruj: No entanto, as cidades de Guaruj e So Vicente esto entre as cidades do Estado de So Paulo que apresentaram taxas mais elevadas. As menores taxas do Estado de So Paulo: as que apresentaram menores taxas de mortalidade foram Barretos, So Jos do Rio Preto, So Carlos, So Caetano do Sul e Paulnia, com ndices prximos a 7,5. As maiores taxas: as taxas mais elevadas foram em Avar (21,8), So Roque (20,8), Ibina (19,4), Guaruj (19,2), So Vicente (19,1) e Itapeva (19,0). Geral em So Paulo: O ndice do ano de 2010 ficou em 11,9 bitos de crianas menores de um ano de idade a cada mil nascidas vivas no Estado. Pr-natal: O aprimoramento da assistncia ao parto e gestante, a ampliao do acesso ao pr-natal, a expanso do saneamento bsico e a vacinao em massa de crianas pelo SUS so os principais motivos para a queda na taxa de mortalidade infantil no Estado, aponta a Secretaria de Estado da Sade.

Professor Silvio Araujo de Sousa - Geografia - Escola Estadual Professor Ren Rodrigues de Moraes - Guaruj - SP - Brasil