P. 1
Critério 156

Critério 156

|Views: 332|Likes:
Publicado porUbirajui

More info:

Published by: Ubirajui on Aug 29, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

11/05/2012

pdf

text

original

Critérios de Medição e Remuneração - Boletim 156

METODOLOGIA DE CONSULTA

A cada serviço corresponde um critério de medição e remuneração, acessado por meio da codificação atribuída ao serviço. Os critérios de Medição e Remuneração são expressos por intermédio de dois itens básicos: 1) No primeiro são especificadas a unidade e as formas de medição do serviço; 2) No segundo são abordados todos os elementos remunerados como: equipamentos, mãode-obra, materiais principais e acessórios, bem como se o serviço refere-se a fornecimento, e/ou instalação, e/ou execução; Perdas normais decorrentes da aplicação dos materiais ou execução dos serviços, encargos sociais e alimentação estão inclusos na apropriação do custo dos mesmos.

1 de 734

Critérios de Medição e Remuneração - Boletim 156

UNIDADES PADRÃO A atribuição das unidades ocorre por meio de critério estabelecido tanto pelo mercado da construção civil como pela maneira de fornecimento, instalação ou execução dos serviços. Tais unidades são apresentadas a seguir, assim como a forma de utilização:

ABREVIATURA

UNIDADE TAXA

DESCRIÇÃO TAXAMENTO, UTILIZADA PARA MEDIÇÃO DE SERVIÇOS QUE AGREGAM VALORES ADICIONAIS DE NATUREZA OPERACIONAL, SENDO REMUNERADOS EM SUA TOTALIDADE UNITÁRIA, UTILIZADA PARA A MEDIÇÃO REMUNERADOS EM QUANTIDADES INTEIRAS DE SERVIÇOS

tx

un

UNIDADE

m

METRO

COMPRIMENTO, UTILIZADA PARA MEDIÇÃO E REMUNERAÇÃO DE SERVIÇOS EXECUTADOS POR EXTENSÃO SUPERFÍCIE, UTILIZADA PARA MEDIÇÃO E REMUNERAÇÃO DE SERVIÇOS EXECUTADOS POR ÁREA VOLUMÉTRICA, UTILIZADA PARA MEDIÇÃO E REMUNERAÇÃO DE SERVIÇOS EXECUTADOS POR VOLUMES MÉDIOS VOLUMÉTRICA, UTILIZADA PARA MEDIÇÃO E REMUNERAÇÃO DE SERVIÇOS EXECUTADOS POR VOLUMES PEQUENOS VOLUMÉTRICA, UTILIZADA PARA MEDIÇÃO E REMUNERAÇÃO DE SERVIÇOS EXECUTADOS POR VOLUMES MUITO PEQUENOS VOLUMÉTRICA, UTILIZADA PARA MEDIÇÃO E REMUNERAÇÃO DE SERVIÇOS COM QUANTIDADES DE VOLUME DE MATERIAL EMPREGADO NA EXECUÇÃO PERÍODO, UTILIZADA PARA MEDIÇÃO E REMUNERAÇÃO DE EQUIPAMENTO OU FERRAMENTAL ALOCADO, EM QUANTIDADES INTEIRAS DE UNIDADES E MESES PERÍODO, UTILIZADA PARA MEDIÇÃO E REMUNERAÇÃO DE EQUIPAMENTO OU FERRAMENTAL ALOCADO, EM QUANTIDADES INTEIRAS DE CONJUNTOS E MESES

METRO QUADRADO METRO CÚBICO DECÍMETRO CÚBICO CENTÍMETRO CÚBICO

dm³

cm³

l

LITRO

un x mês

UNIDADE VEZES MÊS

cj x mês

CONJUNTO VEZES MÊS

m x mês

PERÍODO, UTILIZADA PARA MEDIÇÃO E REMUNERAÇÃO DE METRO VEZES EQUIPAMENTO OU FERRAMENTAL ALOCADO, EM QUANTIDADES MÊS QUEBRADAS DE METROS POR MESES INTEIROS

2 de 734

Critérios de Medição e Remuneração - Boletim 156

ABREVIATURA

UNIDADE METRO QUADRADO VEZES MÊS METRO CÚBICO VEZES MÊS METRO CÚBICO VEZES QUILÔMETRO

DESCRIÇÃO PERÍODO, UTILIZADA PARA MEDIÇÃO E REMUNERAÇÃO DE EQUIPAMENTO OU FERRAMENTAL ALOCADO, EM QUANTIDADES QUEBRADAS DE METROS QUADRADOS POR MESES INTEIROS PERÍODO, UTILIZADA PARA MEDIÇÃO E REMUNERAÇÃO DE EQUIPAMENTO OU FERRAMENTAL ALOCADO, EM QUANTIDADES QUEBRADAS DE METROS CÚBICOS POR MESES INTEIROS TRASLADO, UTILIZADA PARA MEDIÇÃO E REMUNERAÇÃO DE SERVIÇOS QUE ENVOLVAM TRANSPORTE DE MATERIAIS MENSURADOS POR VOLUME, ATRAVÉS DE DISTÂNCIAS MENSURADAS EM QUILÔMETROS

m² x mês

m³ x mês

m³ x km

km

PERCURSO, UTILIZADA PARA MEDIÇÃO E REMUNERAÇÃO DE QUILÔMETRO SERVIÇOS DE TRANSPORTE ATRAVÉS DE GRANDES DISTÂNCIAS PESO, UTILIZADA PARA MEDIÇÃO E REMUNERAÇÃO DE SERVIÇOS COM QUANTIDADES EM PESO DE MATERIAL EMPREGADO NA EXECUÇÃO UNITÁRIA, UTILIZADA PARA MEDIÇÃO E REMUNERAÇÃO DE SERVIÇOS COMPOSTOS POR PARTES DISTINTAS UNITÁRIA, UTILIZADA PARA MEDIÇÃO E REMUNERAÇÃO DE SERVIÇOS EXECUTADOS OBRIGATORIAMENTE COM DUAS UNIDADES UNITÁRIA, UTILIZADA PARA MEDIÇÃO E REMUNERAÇÃO DE SERVIÇOS RELATIVOS A ENSAIOS TECNOLÓGICOS

kg

QUILO

cj

CONJUNTO

par

PAR

corpo

CORPO

h

HORA

TEMPO, UTILIZADA PARA MEDIÇÃO E REMUNERAÇÃO SERVIÇOS AFERIDOS POR DURAÇÃO DE EXECUÇÃO

DE

H.P. x h

CAPACIDADE, UTILIZADA PARA MEDIÇÃO E REMUNERAÇÃO DE HORSE SERVIÇOS EXECUTADOS POR MEIO DE EQUIPAMENTO COM POWER VEZES DETERMINADA POTÊNCIA NUM PERÍODO DE TEMPO, AFERIDO EM HORAS HORAS UTILIZADA PARA MEDIÇÃO E REMUNERAÇÃO DE SERVIÇOS QUE ENVOLVAM TRASLADOS DE MATERIAL MENSURADOS POR VOLUME FIXO, ONDE AS DISTÂNCIAS NÃO VALORAM O SERVIÇO

viagem

VIAGEM

Hxh

UTILIZADA PARA MEDIÇÃO E REMUNERAÇÃO DE SERVIÇOS DE HOMENS FORNECIMENTO DE MÃO-DE-OBRA ESPECÍFICA MENSURADOS VEZES HORAS PELO NÚMERO DE PROFISSIONAIS E AS HORAS EFETIVAMENTE TRABALHADAS

3 de 734

Critérios de Medição e Remuneração - Boletim 156

01.00.00

SERVIÇO TÉCNICO ESPECIALIZADO

01.02.00

PARECER TÉCNICO

01.02.07

PARECER TÉCNICO DE FUNDAÇÕES, CONTENÇÕES E RECOMENDAÇÕES GERAIS PARA EMPREENDIMENTOS COM ÁREA CONSTRUÍDA ATÉ 1.000 M²

1) Será medido por unidade de parecer técnico elaborado (un) 2) O item remunera a elaboração de parecer técnico de fundações, contenções e recomendações gerais para empreendimentos com área construída até 1.000 m², entregue em via impressa e mídia eletrônica contendo as seguintes informações: a) Documentos consultados; b) Análise dos resultados das investigações geotécnicas apresentadas; c) Estudo e definição dos elementos de fundações; d) Memória de cálculo e resultados obtidos; e) Conclusões e recomendações sobre os elementos de fundações; f) Especificações técnicas dos serviços e materiais do elemento de fundação recomendado. g) Além de outros materiais que se julgue necessário para melhor compreensão do parecer pela Fiscalização.
01.02.08 PARECER TÉCNICO DE FUNDAÇÕES, CONTENÇÕES E RECOMENDAÇÕES GERAIS PARA EMPREENDIMENTOS COM ÁREA CONSTRUÍDA DE 1.001 A 2.000 M²

1) Será medido por unidade de parecer técnico elaborado (un) 2) O item remunera a elaboração de parecer técnico de fundações, contenções e recomendações gerais para empreendimentos com área construída de 1.001 a 2.000 m², entregue em via impressa e mídia eletrônica contendo as seguintes informações: a) Documentos consultados; b) Análise dos resultados das investigações geotécnicas apresentadas; c) Estudo e definição dos elementos de fundações; d) Memória de cálculo e resultados obtidos; e) Conclusões e recomendações sobre os elementos de fundações; f) Especificações técnicas dos serviços e materiais do elemento de fundação recomendado.

4 de 734

Critérios de Medição e Remuneração - Boletim 156

g) Além de outros materiais que se julgue necessário para melhor compreensão do parecer pela Fiscalização.
01.02.09 PARECER TÉCNICO DE FUNDAÇÕES, CONTENÇÕES E RECOMENDAÇÕES GERAIS PARA EMPREENDIMENTOS COM ÁREA CONSTRUÍDA DE 2.001 A 5.000 M²

1) Será medido por unidade de parecer técnico elaborado (un) 2) O item remunera a elaboração de parecer técnico de fundações, contenções e recomendações gerais para empreendimentos com área construída de 2.001 a 5.000 m², entregue em via impressa e mídia eletrônica contendo as seguintes informações: a) Documentos consultados; b) Análise dos resultados das investigações geotécnicas apresentadas; c) Estudo e definição dos elementos de fundações; d) Memória de cálculo e resultados obtidos; e) Conclusões e recomendações sobre os elementos de fundações; f) Especificações técnicas dos serviços e materiais do elemento de fundação recomendado. g) Além de outros materiais que se julgue necessário para melhor compreensão do parecer pela Fiscalização.
01.02.10 PARECER TÉCNICO DE FUNDAÇÕES, CONTENÇÕES E RECOMENDAÇÕES GERAIS PARA EMPREENDIMENTOS COM ÁREA CONSTRUÍDA DE 5.001 A 10.000 M²

1) Será medido por unidade de parecer técnico elaborado (un) 2) O item remunera a elaboração de parecer técnico de fundações, contenções e recomendações gerais para empreendimentos com área construída de 5.001 a 10.000 m², entregue em via impressa e mídia eletrônica contendo as seguintes informações: a) Documentos consultados; b) Análise dos resultados das investigações geotécnicas apresentadas; c) Estudo e definição dos elementos de fundações; d) Memória de cálculo e resultados obtidos; e) Conclusões e recomendações sobre os elementos de fundações; f) Especificações técnicas dos serviços e materiais do elemento de fundação recomendado. g) Além de outros materiais que se julgue necessário para melhor compreensão do parecer pela Fiscalização.

5 de 734

Critérios de Medição e Remuneração - Boletim 156

01.02.11

PARECER TÉCNICO DE FUNDAÇÕES, CONTENÇÕES E RECOMENDAÇÕES GERAIS PARA EMPREENDIMENTOS COM ÁREA CONSTRUÍDA ACIMA DE 10.001 M²

1) Será medido por unidade de parecer técnico elaborado (un) 2) O item remunera a elaboração de parecer técnico de fundações, contenções e recomendações gerais para empreendimentos com área construída acima de 10.001 m², entregue em via impressa e mídia eletrônica contendo as seguintes informações: a) Documentos consultados; b) Análise dos resultados das investigações geotécnicas apresentadas; c) Estudo e definição dos elementos de fundações; d) Memória de cálculo e resultados obtidos; e) Conclusões e recomendações sobre os elementos de fundações; f) Especificações técnicas dos serviços e materiais do elemento de fundação recomendado. g) Além de outros materiais que se julgue necessário para melhor compreensão do parecer pela Fiscalização.
01.06.00 01.06.02 PROJETO DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS ELABORAÇÃO DE PROJETO DE ADEQUAÇÃO DE ENTRADA DE ENERGIA ELÉTRICA JUNTO A CONCESSIONÁRIA, COM MEDIÇÃO EM BAIXA TENSÃO E DEMANDA ATÉ 75KVA 1) Será medido por valor global de projeto de adequação de entrada de energia elaborado,

conforme tabela de pagamento do item 3 (gl).
2) O item remunera a elaboração, fornecimento e aprovação junto a Concessionária de

documentação e projeto para adequação de entrada de energia elétrica com medição em baixa tensão e demanda até 75kVA, contendo todas as informações e detalhes para a execução completa dos serviços de fornecimento de energia elétrica. Os projetos deverão ser constituídos por: peças gráficas, relatórios, especificações técnicas, memoriais descritivos, listas de quantitativos, estudos e memórias de cálculo pertinentes, levantamentos necessários e solicitações da Concessionária de energia. Os documentos deverão ser desenvolvidos por meio digital e apresentados da seguinte forma: a) A entrega dos documentos, para aprovação pela Concessionária, deverá ser constituída por: um original em papel sulfite, encadernado, para o Contratante / Gerenciadora; b) A entrega dos documentos para Concessionária deverá obedecer ao critério adotado de cada Concessionária; c) A entrega dos documentos, devidamente aprovados pela Concessionária, deverá ser constituída por: três originais em papel sulfite e encadernados; e uma cópia dos arquivos eletrônicos em "compact disc" (CD Rom).
3) Tabela de Pagamento:

a) 50% na apresentação do protocolo de entrega dos projetos na Concessionária de energia elétrica;

6 de 734

Critérios de Medição e Remuneração - Boletim 156

b) 50% após aprovação do projeto pela Concessionária de energia elétrica e pela Contratante dos produtos apresentados.
01.06.03 ELABORAÇÃO DE PROJETO DE ADEQUAÇÃO DE ENTRADA DE ENERGIA ELÉTRICA JUNTO A CONCESSIONÁRIA, COM MEDIÇÃO EM MÉDIA TENSÃO E DEMANDA ATÉ 300KVA 1) Será medido por valor global de projeto de adequação de entrada de energia elaborado,

conforme tabela de pagamento do item 3 (gl).
2) O item remunera a elaboração, fornecimento e aprovação junto a Concessionária de

documentação e projeto para adequação de entrada de energia elétrica com medição em média tensão e demanda até 300kVA, contendo todas as informações e detalhes para a execução completa dos serviços de fornecimento de energia elétrica. Os projetos deverão ser constituídos por: peças gráficas, relatórios, especificações técnicas, memoriais descritivos, listas de quantitativos, estudos e memórias de cálculo pertinentes, levantamentos necessários e solicitações da Concessionária de energia. Os documentos deverão ser desenvolvidos por meio digital e apresentados da seguinte forma: a) A entrega dos documentos, para aprovação pela Concessionária, deverá ser constituída por: um original em papel sulfite, encadernado, para o Contratante / Gerenciadora; b) A entrega dos documentos para Concessionária deverá obedecer ao critério adotado de cada Concessionária; c) A entrega dos documentos, devidamente aprovados pela Concessionária, deverá ser constituída por: três originais em papel sulfite e encadernados; e uma cópia dos arquivos eletrônicos em "compact disc" (CD Rom).
3) Tabela de Pagamento:

a) 50% na apresentação do protocolo de entrega dos projetos na Concessionária de energia elétrica; b) 50% após aprovação do projeto pela Concessionária de energia elétrica e pela Contratante dos produtos apresentados.
01.06.04 ELABORAÇÃO DE PROJETO DE ADEQUAÇÃO DE ENTRADA DE ENERGIA ELÉTRICA JUNTO A CONCESSIONÁRIA, COM MEDIÇÃO EM MÉDIA TENSÃO E DEMANDA ACIMA DE 300KVA 1) Será medido por valor global de projeto de adequação de entrada de energia elaborado,

conforme tabela de pagamento do item 3 (gl).
2) O item remunera a elaboração, fornecimento e aprovação junto a Concessionária de

documentação e projeto para adequação de entrada de energia elétrica com medição em média tensão e demanda acima de 300kVA, contendo todas as informações e detalhes para a execução completa dos serviços de fornecimento de energia elétrica. Os projetos deverão ser constituídos por: peças gráficas, relatórios, especificações técnicas, memoriais descritivos, listas de quantitativos, estudos e memórias de cálculo pertinentes, levantamentos necessários e solicitações da Concessionária de energia. Os documentos deverão ser desenvolvidos por meio digital e apresentados da seguinte forma: a) A entrega dos documentos, para aprovação pela Concessionária, deverá ser constituída por: um original em papel sulfite, encadernado, para o Contratante / Gerenciadora; b) A entrega dos documentos para Concessionária deverá obedecer ao critério adotado de cada Concessionária;

7 de 734

Critérios de Medição e Remuneração - Boletim 156

c) A entrega dos documentos, devidamente aprovados pela Concessionária, deverá ser constituída por: três originais em papel sulfite e encadernados; e uma cópia dos arquivos eletrônicos em "compact disc" (CD Rom).
3) Tabela de Pagamento:

a) 50% na apresentação do protocolo de entrega dos projetos na Concessionária de energia elétrica; b) 50% após aprovação do projeto pela Concessionária de energia elétrica e pela Contratante dos produtos apresentados.
01.17.00 01.17.01 PROJETO EXECUTIVO PROJETO - FORMATO A 1 1) Será medido por unidade de desenho fornecido e aprovado pela Contratante e / ou Gerenciadora

(un).
2) O item remunera o fornecimento de projeto, contendo todas as informações e detalhes

construtivos, para a execução completa da obra de acordo com o padrão da Contratante e / ou Gerenciadora, inclusive a concessão dos direitos autorais referentes ao projeto para a Contratante e / ou Gerenciadora. O projeto deverá ser constituído por: peças gráficas no formato A 1; relatórios; especificações técnicas; memoriais descritivos, listas de quantitativos e memórias de cálculo pertinentes. Apresentados conforme relação abaixo: A) Os produtos gráficos deverão ser desenvolvidos por meio do software "AUTOCAD" versão 2000 e apresentados da seguinte forma: Apresentações parciais na forma de projeto básico, em papel sulfite, para ajustes e liberação pela Contratante e / ou Gerenciadora, para a execução do projeto executivo; A entrega do projeto executivo, devidamente aprovado pela Contratante e / ou Gerenciadora, deverá ser constituída por: duas cópias plotadas em papel sulfite; uma cópia do arquivo eletrônico com extensão "dwg" e a respectiva versão com extensão "plt", em "compact disc" ( CD Rom ). B) Os relatórios, as especificações técnicas, os memoriais descritivos, lista de quantitativos e as memórias de cálculo pertinentes deverão ser desenvolvidas por meio dos softwares "WINWORD", ou "EXCEL" e apresentados da seguinte forma: Duas cópias completas no formato A 4, em papel sulfite, encadernadas; Os arquivos eletrônicos com extensão "doc" ou "xls", em "compact disc" ( CD Rom ).
3) O item contempla o fator K, correspondente ao BDI da engenharia consultiva, composto de:

K 1 = gastos legais pertinentes aos Encargos Sociais e custo direto sobre a mão-de-obra K 2 = despesas indiretas (inclusive encargos sociais) K 3 = lucro K 4 = tributos incidentes sobre o faturamento.
01.17.02 PROJETO - FORMATO A 0 1) Será medido por unidade de desenho fornecido e aprovado pela Contratante e / ou Gerenciadora

(un).

8 de 734

Critérios de Medição e Remuneração - Boletim 156

2) O item remunera o fornecimento de projeto, contendo todas as informações e detalhes

construtivos, para a execução completa da obra de acordo com o padrão da Contratante e / ou Gerenciadora, inclusive a concessão dos direitos autorais referentes ao projeto para a Contratante e / ou Gerenciadora. O projeto deverá ser constituído por: peças gráficas no formato A 0; relatórios; especificações técnicas; memoriais descritivos, listas de quantitativos e memórias de cálculo pertinentes. Apresentados conforme relação abaixo: A) Os produtos gráficos deverão ser desenvolvidos por meio do software "AUTOCAD" versão 2000 e apresentados da seguinte forma: Apresentações parciais na forma de projeto básico, em papel sulfite, para ajustes e liberação pela Contratante e / ou Gerenciadora, para a execução do projeto executivo; A entrega do projeto executivo, devidamente aprovado pela Contratante e / ou Gerenciadora, deverá ser constituída por: duas cópias plotadas em papel sulfite; uma cópia do arquivo eletrônico com extensão "dwg" e a respectiva versão com extensão "plt", em "compact disc" ( CD Rom ). B) Os relatórios, as especificações técnicas, os memoriais descritivos, lista de quantitativos e as memórias de cálculo pertinentes deverão ser desenvolvidas por meio dos softwares "WINWORD", ou "EXCEL" e apresentados da seguinte forma: Duas cópias completas no formato A 4, em papel sulfite, encadernadas; Os arquivos eletrônicos com extensão "doc" ou "xls", em "compact disc" ( CD Rom ).
3) O item contempla o fator K, correspondente ao BDI da engenharia consultiva, composto de:

K 1 = gastos legais pertinentes aos Encargos Sociais e custo direto sobre a mão-de-obra K 2 = despesas indiretas (inclusive encargos sociais) K 3 = lucro K 4 = tributos incidentes sobre o faturamento.

01.20.00 01.20.01

LEVANTAMENTO TOPOGRÁFICO E GEOFÍSICO INSTALAÇÃO E TRANSPORTE DE EQUIPAMENTO TOPOGRÁFICO 1) Será medido por taxa de transporte e instalação de equipamento topográfico (tx). 2) O item remunera o fornecimento e instalação de equipamentos necessários para execução de

levantamento topográfico, a mobilização e desmobilização dos mesmos, independente da distância entre a empresa fornecedora e o local do levantamento.
01.20.20 LEVANTAMENTO PLANIALTIMÉTRICO E CADASTRAL DE ÁREA URBANA E SUBURBANA ATÉ 2 ALQUEIRES 1) Será medido por área de levantamento planialtimétrico e cadastral executado (m²). 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra qualificada necessária para a execução de

levantamento planialtimétrico e cadastral em áreas urbanas e suburbanas até 2 alqueires, sendo a quantidade mínima para medição de 3.000 m², destinado à regularização fundiária, projetos viários e de infra-estrutura e urbanização, compreendendo: o detalhamento de divisas de gleba principal, sistema viário, quadras, áreas livres e institucionais, lotes edificações, postes de rede pública de eletrificação, tampões com as respectivas identificações, guias, sarjetas, muro de

9 de 734

Critérios de Medição e Remuneração - Boletim 156

arrimo, taludes e a elaboração das peças gráficas pertinentes. De acordo com a norma NBR 13.133/94 e lei federal 10.267/01.
01.20.21 LEVANTAMENTO PLANIALTIMÉTRICO E CADASTRAL DE ÁREA URBANA E SUBURBANA DE 2 A 5 ALQUEIRES 1) Será medido por área de levantamento planialtimétrico e cadastral executado (m²). 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra qualificada necessária para a execução de

levantamento planialtimétrico e cadastral em áreas urbanas e suburbanas acima de 2 até 5 alqueires, destinado à regularização fundiária, projetos viários e de infra-estrutura e urbanização, compreendendo: o detalhamento de divisas de gleba principal, sistema viário, quadras, áreas livres e institucionais, lotes edificações, postes de rede pública de eletrificação, tampões com as respectivas identificações, guias, sarjetas, muro de arrimo, taludes e a elaboração das peças gráficas pertinentes. De acordo com a norma NBR 13.133/94 e lei federal 10.267/01.
01.20.22 LEVANTAMENTO PLANIALTIMÉTRICO E CADASTRAL DE ÁREA URBANA E SUBURBANA DE 5 A 10 ALQUEIRES 1) Será medido por área de levantamento planialtimétrico e cadastral executado (m²). 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra qualificada necessária para a execução de

levantamento planialtimétrico e cadastral em áreas urbanas e suburbanas acima de 5 até 10 alqueires, destinado à regularização fundiária, projetos viários e de infra-estrutura e urbanização, compreendendo: o detalhamento de divisas de gleba principal, sistema viário, quadras, áreas livres e institucionais, lotes edificações, postes de rede pública de eletrificação, tampões com as respectivas identificações, guias, sarjetas, muro de arrimo, taludes e a elaboração das peças gráficas pertinentes. De acordo com a norma NBR 13.133/94 e lei federal 10.267/01.
01.20.23 LEVANTAMENTO PLANIALTIMÉTRICO E CADASTRAL DE ÁREA URBANA E SUBURBANA ACIMA DE 10 ALQUEIRES 1) Será medido por área de levantamento planialtimétrico e cadastral executado (m²). 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra qualificada necessária para a execução de

levantamento planialtimétrico e cadastral em áreas urbanas e suburbanas acima de 10 alqueires, destinado à regularização fundiária, projetos viários e de infra-estrutura e urbanização, compreendendo: o detalhamento de divisas de gleba principal, sistema viário, quadras, áreas livres e institucionais, lotes edificações, postes de rede pública de eletrificação, tampões com as respectivas identificações, guias, sarjetas, muro de arrimo, taludes e a elaboração das peças gráficas pertinentes. De acordo com a norma NBR 13.133/94 e lei federal 10.267/01.
01.20.24 LEVANTAMENTO PLANIALTIMÉTRICO E CADASTRAL DE ÁREA RURAL ATÉ 2 ALQUEIRES 1) Será medido por área de levantamento planialtimétrico e cadastral executado (m²). 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra qualificada necessária para a execução de

levantamento planialtimétrico e cadastral em área rural até 2 alqueires, sendo a quantidade mínima para medição 3.000 m², destinado à regularização fundiária, projetos viários e de infraestrutura e urbanização, compreendendo: o detalhamento de divisas de gleba principal, sistema viário, quadras, áreas livres e institucionais, lotes edificações, postes de rede pública de eletrificação, tampões com as respectivas identificações, guias, sarjetas, muro de arrimo, taludes e a elaboração das peças gráficas pertinentes. De acordo com a norma NBR 13.133/94 e lei federal 10.267/01.

10 de 734

Critérios de Medição e Remuneração - Boletim 156

01.20.25

LEVANTAMENTO PLANIALTIMÉTRICO E CADASTRAL DE ÁREA RURAL DE 2 A 5 ALQUEIRES 1) Será medido por área de levantamento planialtimétrico e cadastral executado (m²). 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra qualificada necessária para a execução de

levantamento planialtimétrico e cadastral em área rural acima de 2 até 5 alqueires, destinado à regularização fundiária, projetos viários e de infra-estrutura e urbanização, compreendendo: o detalhamento de divisas de gleba principal, sistema viário, quadras, áreas livres e institucionais, lotes edificações, postes de rede pública de eletrificação, tampões com as respectivas identificações, guias, sarjetas, muro de arrimo, taludes e a elaboração das peças gráficas pertinentes. De acordo com a norma NBR 13.133/94 e lei federal 10.267/01.
01.20.26 LEVANTAMENTO PLANIALTIMÉTRICO E CADASTRAL DE ÁREA RURAL DE 5 A 10 ALQUEIRES 1) Será medido por área de levantamento planialtimétrico e cadastral executado (m²). 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra qualificada necessária para a execução de

levantamento planialtimétrico e cadastral em área rural acima de 5 até 10 alqueires, destinado à regularização fundiária, projetos viários e de infra-estrutura e urbanização, compreendendo: o detalhamento de divisas de gleba principal, sistema viário, quadras, áreas livres e institucionais, lotes edificações, postes de rede pública de eletrificação, tampões com as respectivas identificações, guias, sarjetas, muro de arrimo, taludes e a elaboração das peças gráficas pertinentes. De acordo com a norma NBR 13.133/94 e lei federal 10.267/01.
01.20.27 LEVANTAMENTO PLANIALTIMÉTRICO E CADASTRAL DE ÁREA RURAL ACIMA DE 10 ALQUEIRES 1) Será medido por área de levantamento planialtimétrico e cadastral executado (m²). 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra qualificada necessária para a execução de

levantamento planialtimétrico e cadastral em área rural acima de 10 alqueires, destinado à regularização fundiária, projetos viários e de infra-estrutura e urbanização, compreendendo: o detalhamento de divisas de gleba principal, sistema viário, quadras, áreas livres e institucionais, lotes edificações, postes de rede pública de eletrificação, tampões com as respectivas identificações, guias, sarjetas, muro de arrimo, taludes e a elaboração das peças gráficas pertinentes. De acordo com a norma NBR 13.133/94 e lei federal 10.267/01.

01.21.00 01.21.01

ESTUDO GEOTÉCNICO (SONDAGEM) INSTALAÇÃO E TRANSPORTE DE EQUIPAMENTO DE SONDAGEM 1) Será medido por taxa de transporte e instalação de equipamento de sondagem (tx). 2) O item remunera o fornecimento e instalação de equipamentos necessários para execução de

sondagem, a mobilização e desmobilização dos mesmos, independente da distância entre a empresa fornecedora e o local da sondagem.
01.21.09 INSTALAÇÃO E TRANSPORTE DE EQUIPAMENTO DE SONDAGEM ROTATIVA 1) Será medido por taxa de transporte e instalação de equipamento de sondagem (tx). 2) O item remunera o fornecimento e instalação de equipamentos necessários para execução de

sondagem rotativa, a mobilização e desmobilização dos mesmos, independente da distância entre a empresa fornecedora e o local da sondagem.
01.21.10 SONDAGEM DO TERRENO A TRADO

11 de 734

Critérios de Medição e Remuneração - Boletim 156

1) Será medido pelo comprimento total dos furos de sondagem executados (m). 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra qualificada necessária para a execução de

sondagem a trado, inclusive as peças gráficas e relatórios pertinentes; não remunera os ensaios de solo necessários.
01.21.11 SONDAGEM DO TERRENO A PERCUSSÃO (MÍNIMO DE 30 M) 1) Será medido pelo comprimento total dos furos de sondagem executados, sendo a quantidade

mínima para medição 30 metros (m).
2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra qualificada necessária para a execução de

sondagem a percussão, remunera também as peças gráficas e relatórios pertinentes.
01.21.12 SONDAGEM DO TERRENO ROTATIVA EM SOLO 1) Será medido pelo comprimento total dos furos de sondagem executados (m). 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra qualificada necessária para a execução de

sondagem rotativa em solo, remunera também as peças gráficas e relatórios pertinentes.
01.21.13 SONDAGEM DO TERRENO ROTATIVA EM ROCHA 1) Será medido pelo comprimento total dos furos de sondagem executados (m). 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra qualificada necessária para a execução de

sondagem rotativa em rocha, remunera também as peças gráficas e relatórios pertinentes.
01.21.14 SONDAGEM DO TERRENO A PERCUSSÃO COM A UTILIZAÇÃO DE TORQUÍMETRO (MÍNIMO DE 30 M) 1) Será medido pelo comprimento total dos furos de sondagem executados, sendo a quantidade

mínima para medição 30 metros (m).
2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra qualificada necessária para a execução de

sondagem a percussão com a utilização de torquímetro, remunera também as peças gráficas e relatórios pertinentes.

01.22.00 01.22.09

POÇO PROFUNDO ANÁLISE FÍSICO-QUÍMICA E BACTERIOLÓGICA DA ÁGUA PARA POÇO PROFUNDO 1) Será medido por conjunto de análises físico-químicas e bacteriológicas realizadas e os laudos

pertinentes fornecidos (cj).
2) O item remunera a execução de análises físico-químicas e bacteriológicas da água proveniente

do poço, de acordo com as tabelas 1, 3 e 5, mais o parâmetro pH e sem o parâmetro Microcistinas, da Portaria nº518 / GM, de 25 de março de 2004, do Ministério da Saúde e a norma NBR-12244, por intermédio de laboratório idôneo, abrangendo os serviços:
A) Coleta de amostras da água conforme procedimentos descritos no "Guia de Coleta e

Preservação de Amostras" da Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental ( CETESB );
B) Preservação das amostras em conformidade aos parâmetros a serem atualizados; C) Análises dos parâmetros da tabela 1 "Padrão microbiológico de potabilidade da água para

consumo humano":

12 de 734

Critérios de Medição e Remuneração - Boletim 156

Coliformes; Coliformes totais; Escherichia coli ou coliformes termotolerantes;
D) Análises dos parâmetros da tabela 3 "Padrão de potabilidade para substâncias químicas que

representam riscos à saúde": Inorgânicas: Antimônio; Arsênio; Bário; Cádmio; Cianeto; Chumbo; Cobre; Cromo; Fluoreto; Mercúrio; Nitrogênio Nitrato; Nitrogênio Nitrito e Selênio; Orgânicas: Acrilamida; Benzeno; Benzo[a]pireno; Cloreto de Vinila; 1,2 Dicloroetano; 1,1 Dicloroetano; Diclorometano; Estireno; Tetracloreto de Carbono; Tetracloroeteno; Triclorobenzenos e Tricloroeteno; Agrotóxicos: Alaclor; Aldrin e Dieldrin; Atrazina; Bentazona; Clordano ( isômeros ); 2,4 D; DDT ( isômeros ); Endossulfan; Endrin; Glifosato; Heptacloro e Heptacloro epóxido; Hexaclorobenzeno; Lindano ( y-BHC ); Metolacloro; Metoxicloro; Molinato; Pendimetalina; Pentaclorofenol; Permetrina; Propanil; Simazina e Trifluralina; Desinfetantes e produtos secundários da desinfecção: Bromato; Clorito; Cloro livre; Monocloramina; 2,4,6 Triclorofenol e Trihalometanos Total;
E) Análises dos parâmetros da tabela 5 "Padrão de aceitação para consumo humano":

Inorgânicas: Alumínio; Amônia com NH3 ( Nitrogênio Amoniacal ); Cloreto; Cor Aparente; Dureza; Ferro; Manganês; Odor; Gosto; Sódio; Sólidos Dissolvidos Totais; Sulfato; Sulfeto de Hidrogênio; Surfactantes; Turbidez e Zinco; Orgânicas: Etilbenzeno; Monoclorobenzeno; Tolueno e Xileno;
F) Análise do parâmetro pH; G) Remunera também o fornecimento dos laudos e relatórios pertinentes. 01.22.10 CIMENTAÇÃO DE BOCA DO POÇO PROFUNDO, ENTRE PERFURAÇÃO DE MAIOR DIÂMETRO 1) Será medido pelo volume de cimentação executada, conforme dimensões indicadas em projeto

(m³).
2) O item remunera o fornecimento e execução da cimentação do espaço anular entre o tubo de

revestimento e a parede de perfuração, na altura da boca do poço, com espessura mínima de 5,0 cm, com calda de cimento de acordo com a NBR-12244.
01.22.12 DESINFECÇÃO DE POÇO PROFUNDO 1) Será medido por unidade de desinfecção realizada (un). 2) O item remunera o serviço de desinfecção completa da água do poço e dos equipamentos

instalados dentro dele, com compostos químicos especificados na avaliação Hidrogeológica do D.A.E.E. (Departamento de Água e Energia Elétrica), de acordo com a NBR-12244, e as determinações da Portaria nº518 / GM, de 25 de março de 2004, do Ministério da Saúde.
01.22.13 FILTRO PVC GEOMECÂNICO NERVURADO TIPO REFORÇADO PARA POÇO PROFUNDO, DIÂMETRO DE 8" (200 MM) 1) Será medido por comprimento de filtro instalado (m). 2) O item remunera o fornecimento e aplicação de filtro PVC geomecânico nervurado, tipo

reforçado de 8", para poço profundo.

13 de 734

Critérios de Medição e Remuneração - Boletim 156

01.22.15

FILTRO ESPIRALADO GALVANIZADO SUPER REFORÇADO PARA POÇO PROFUNDO, DIÂMETRO DE 6" (150 MM) 1) Será medido por comprimento de filtro instalado (m). 2) O item remunera o fornecimento e aplicação de filtro espiralado galvanizado, super reforçado de

6", para poço profundo.
01.22.17 FILTRO PVC GEOMECÂNICO NERVURADO TIPO STANDARD PARA POÇO PROFUNDO, DIÂMETRO DE 6" (150 MM) 1) Será medido por comprimento de filtro instalado (m). 2) O item remunera o fornecimento e aplicação de filtro PVC geomecânico nervurado, tipo

standard de 6", para poço profundo.
01.22.19 REVESTIMENTO INTERNO DE POÇO PROFUNDO TUBO PVC GEOMECÂNICO NERVURADO STANDARD, DIÂMETRO 6" (150 MM) 1) Será medido por comprimento de revestimento executado (m). 2) O item remunera o fornecimento e aplicação de tubo PVC geomecânico nervurado, tipo

standard de 6", para revestimento interno de poço profundo.
01.22.20 LAJE DE PROTEÇÃO COM 2,00 X 2,00 M PARA POÇO PROFUNDO 1) Será medido por unidade de laje executada (un). 2) O item remunera o fornecimento de cimento, areia, pedra britada, materiais acessórios e a mão-

de-obra necessária para a execução da laje de proteção, fundida no local, envolvendo o tubo de revestimento, com espessura mínima de 15 cm, de acordo com a NBR-12244.
01.22.21 REVESTIMENTO INTERNO DE POÇO PROFUNDO TUBO PVC GEOMECÂNICO NERVURADO REFORÇADO, DIÂMETRO 8" (200 MM) 1) Será medido por comprimento de revestimento executado (m). 2) O item remunera o fornecimento e aplicação de tubo PVC geomecânico nervurado, tipo

reforçado de 8", para revestimento interno de poço profundo.
01.22.22 LIMPEZA E DESENVOLVIMENTO DO POÇO 1) Será medido por tempo, em horas, de limpeza e desenvolvimento realizados (h). 2) O item remunera o fornecimento de equipamentos, materiais acessórios e mão-de-obra

necessários para a execução da limpeza completa e o desenvolvimento do poço, por meio de compressor de ar e / ou bomba de pistão e / ou bomba submersível, promovendo a remoção dos resíduos de perfuração, partículas do aqüífero e favorecendo o fluxo do aqüífero, conforme a avaliação hidrogeológica do D.A.E.E. ( Departamento de Água e Energia Elétrica ), e de acordo com a NBR-12244.
01.22.24 PERFURAÇÃO ROTATIVA PARA POÇO PROFUNDO EM ALUVIÃO, ARENITO, OU SOLOS SEDIMENTADOS EM GERAL, DIÂMETRO DE 10" (250 MM) 1) Será medido por comprimento de perfuração executada (m). 2) O item remunera o fornecimento do serviço de perfuração rotativa de 10" (250 mm) em aluvião,

arenito, ou solos sedimentados em geral; remunera também pré-furo nos casos onde for necessário.

14 de 734

DIÂMETRO DE 14" (350 MM) 1) Será medido por comprimento de perfuração executada (m).28 PERFURAÇÃO ROTATIVA PARA POÇO PROFUNDO EM ALUVIÃO. 01. OU SOLOS SEDIMENTADOS EM GERAL. 01.31 PERFURAÇÃO ROTATIVA PARA POÇO PROFUNDO EM ALUVIÃO. ARENITO. ou solos sedimentados em geral. ou solos sedimentados em geral. 01. remunera também pré-furo nos casos onde for necessário.Critérios de Medição e Remuneração . 2) O item remunera o fornecimento do serviço de perfuração rotativa de 22" (550 mm) em aluvião. OU SOLOS SEDIMENTADOS EM GERAL. ARENITO.22. arenito. 01. ou solos sedimentados em geral. OU SOLOS SEDIMENTADOS EM GERAL. DIÂMETRO DE 12" (300 MM) 1) Será medido por comprimento de perfuração executada (m). OU SOLOS SEDIMENTADOS EM GERAL. remunera também pré-furo nos casos onde for necessário. 2) O item remunera o fornecimento do serviço de perfuração rotativa de 14" (350 mm) em aluvião. ou solos sedimentados em geral. ARENITO. DIÂMETRO DE 22" (550 MM) 1) Será medido por comprimento de perfuração executada (m). 2) O item remunera o fornecimento do serviço de perfuração rotativa de 18" (450 mm) em aluvião. DIÂMETRO DE 20" (500 MM) 1) Será medido por comprimento de perfuração executada (m). OU SOLOS SEDIMENTADOS EM GERAL.32 PERFURAÇÃO ROTATIVA PARA POÇO PROFUNDO EM ALUVIÃO.22.26 PERFURAÇÃO ROTATIVA PARA POÇO PROFUNDO EM ALUVIÃO. DIÂMETRO DE 18" (450 MM) 1) Será medido por comprimento de perfuração executada (m). ARENITO.Boletim 156 01.22. arenito. remunera também pré-furo nos casos onde for necessário. DIÂMETRO DE 14" (350 MM) 1) Será medido por comprimento de perfuração executada (m). ou solos sedimentados em geral. remunera também pré-furo nos casos onde for necessário. 15 de 734 .29 PERFURAÇÃO ROTATIVA PARA POÇO PROFUNDO EM ALUVIÃO. remunera também pré-furo nos casos onde for necessário.30 PERFURAÇÃO ROTATIVA PARA POÇO PROFUNDO EM ALUVIÃO. remunera também pré-furo nos casos onde for necessário. DIÂMETRO DE 16" (400 MM) 1) Será medido por comprimento de perfuração executada (m). ou solos sedimentados em geral. 2) O item remunera o fornecimento do serviço de perfuração rotativa de 14" (350 mm) em rocha sã ( basalto ). 2) O item remunera o fornecimento do serviço de perfuração rotativa de 12" (300 mm) em aluvião.22. arenito. 01. ARENITO. remunera também pré-furo nos casos onde for necessário. 01. arenito. ARENITO. OU SOLOS SEDIMENTADOS EM GERAL.27 PERFURAÇÃO ROTATIVA PARA POÇO PROFUNDO EM ROCHA SÃ ( BASALTO ).22.22. 2) O item remunera o fornecimento do serviço de perfuração rotativa de 16" (400 mm) em aluvião.22. arenito. arenito. 2) O item remunera o fornecimento do serviço de perfuração rotativa de 20" (500 mm) em aluvião.

remunera também pré-furo nos casos onde for necessário. ARENITO.Boletim 156 01. 2) O item remunera o fornecimento do serviço de perfuração de 8" (200 mm) a percussão de alta freqüência com martelo em rocha sã ( basalto ).22.22. DIÂMETRO DE 12" (300 MM) 16 de 734 . 2) O item remunera o fornecimento do serviço de perfuração rotativa de 8" (200 mm) em rocha alterada ( basalto alterado ).43 PERFURAÇÃO ROTO-PNEUMÁTICA PARA POÇO PROFUNDO EM ROCHA SÃ ( BASALTO ). DIÂMETRO DE 6" (150 MM) 1) Será medido por comprimento de perfuração executada (m).36 PERFURAÇÃO ROTATIVA PARA POÇO PROFUNDO EM ROCHA ALTERADA ( BASALTO ALTERADO ).42 PERFURAÇÃO ROTO-PNEUMÁTICA PARA POÇO PROFUNDO EM ROCHA SÃ ( BASALTO ).34 PERFURAÇÃO ROTATIVA PARA POÇO PROFUNDO EM ROCHA ALTERADA ( BASALTO ALTERADO ). DIÂMETRO DE 14" (350 MM) 1) Será medido por comprimento de perfuração executada (m).22. DIÂMETRO DE 8" (200 MM) 1) Será medido por comprimento de perfuração executada (m). 01. 01. 2) O item remunera o fornecimento do serviço de perfuração de 14" (350 mm) a percussão de alta freqüência com martelo em rocha sã ( basalto ). 01. 01. arenito.22. remunera também pré-furo nos casos onde for necessário. remunera também pré-furo nos casos onde for necessário. ou solos sedimentados em geral. remunera também pré-furo nos casos onde for necessário. remunera também pré-furo nos casos onde for necessário. DIÂMETRO DE 12" (300 MM) 1) Será medido por comprimento de perfuração executada (m). 2) O item remunera o fornecimento do serviço de perfuração de 6" (150 mm) a percussão de alta freqüência com martelo em rocha sã ( basalto ).41 PERFURAÇÃO ROTO-PNEUMÁTICA PARA POÇO PROFUNDO EM ROCHA SÃ ( BASALTO ).Critérios de Medição e Remuneração . 2) O item remunera o fornecimento do serviço de perfuração rotativa de 12" (300 mm) em rocha alterada ( basalto alterado ).33 PERFURAÇÃO ROTATIVA PARA POÇO PROFUNDO EM ALUVIÃO. DIÂMETRO DE 26" (650 MM) 1) Será medido por comprimento de perfuração executada (m). 01.22. 2) O item remunera o fornecimento do serviço de perfuração rotativa de 26" (650 mm) em aluvião.22.22.40 PERFURAÇÃO ROTO-PNEUMÁTICA PARA POÇO PROFUNDO EM ROCHA SÃ ( BASALTO ). OU SOLOS SEDIMENTADOS EM GERAL. remunera também pré-furo nos casos onde for necessário. 01. 01.22. 2) O item remunera o fornecimento do serviço de perfuração rotativa de 10" (250 mm) em rocha alterada ( basalto alterado ). DIÂMETRO DE 10" (250 MM) 1) Será medido por comprimento de perfuração executada (m).38 PERFURAÇÃO ROTATIVA PARA POÇO PROFUNDO EM ROCHA ALTERADA ( BASALTO ALTERADO ). DIÂMETRO DE 8" (200 MM) 1) Será medido por comprimento de perfuração executada (m).

para a execução de pré-filtro em poços profundos. tipo Jacareí. 01. remunera também pré-furo nos casos onde for necessário. 2) O item remunera o fornecimento e aplicação de pedregulho lavado e selecionado.22.50 REVESTIMENTO DA BOCA DE POÇO PROFUNDO TUBO CHAPA 3/16". 01. 2) O item remunera o fornecimento do serviço de perfuração de 18" (450 mm) a percussão de alta freqüência com martelo em rocha sã ( basalto ).22. 01.53 REVESTIMENTO INTERNO DE POÇO PROFUNDO TUBO AÇO SCHEDULE 40. 2) O item remunera o fornecimento e aplicação de tubo em chapa de aço de 3/16". com diâmetro de 14". DIÂMETRO DE 16" 1) Será medido por comprimento de revestimento executado (m).22.49 PRÉ-FILTRO TIPO JACAREÍ 1) Será medido pelo volume de pedregulho utilizado. para revestimento interno da boca de poço profundo. 01. com diâmetro de 16". para revestimento interno da boca de poço profundo. conforme indicação de projeto (m³).45 PERFURAÇÃO ROTO-PNEUMÁTICA PARA POÇO PROFUNDO EM ROCHA SÃ ( BASALTO ). DIÂMETRO DE 12" 1) Será medido por comprimento de revestimento executado (m). conforme indicação de projeto (m³). 2) O item remunera o fornecimento e aplicação de tubo em chapa de aço de 3/16".22. 2) O item remunera o fornecimento do serviço de perfuração de 12" (300 mm) a percussão de alta freqüência com martelo em rocha sã ( basalto ). 01. DIÂMETRO DE 10" (250 MM) 17 de 734 .22. com diâmetro de 12". remunera também pré-furo nos casos onde for necessário. 2) O item remunera o fornecimento e aplicação de pedregulho lavado e selecionado.22. DIÂMETRO DE 14" 1) Será medido por comprimento de revestimento executado (m).44 PERFURAÇÃO ROTO-PNEUMÁTICA PARA POÇO PROFUNDO EM ROCHA SÃ ( BASALTO ). 01. 2) O item remunera o fornecimento e aplicação de tubo em chapa de aço de 3/16". 01. DIÂMETRO DE 18" (450 MM) 1) Será medido por comprimento de perfuração executada (m).22.Boletim 156 1) Será medido por comprimento de perfuração executada (m). para revestimento interno da boca de poço profundo. tipo pérola.47 PRÉ-FILTRO TIPO PÉROLA 1) Será medido pelo volume de pedregulho utilizado. 2) O item remunera o fornecimento do serviço de perfuração de 10" (250 mm) a percussão de alta freqüência com martelo em rocha sã ( basalto ).22.48 REVESTIMENTO DA BOCA DE POÇO PROFUNDO TUBO CHAPA 3/16". para a execução de pré-filtro em poços profundos. DIÂMETRO DE 10" (250 MM) 1) Será medido por comprimento de perfuração executada (m).Critérios de Medição e Remuneração . remunera também pré-furo nos casos onde for necessário. 01.52 REVESTIMENTO DA BOCA DE POÇO PROFUNDO TUBO CHAPA 3/16".

01. 01. DIÂMETRO DE 6" (150 MM) 1) Será medido por comprimento de revestimento executado (m). DESENVOLVIMENTO E TESTE DE VAZÃO 1) Será medido por taxa de transporte e instalação de equipamento (tx). para revestimento interno de poço profundo. para revestimento interno de poço profundo. 2) O item remunera os serviços necessários para a execução do teste de vazão com bomba de pistão. para revestimento interno de poço profundo. 01. de teste realizado (h).22. LIMPEZA.66 TESTE DE VAZÃO DE POÇO PROFUNDO COM BOMBA SUBMERSA 1) Será medido por tempo. 2) O item remunera o fornecimento e aplicação de tubo de aço schedule 40 de 10".57 INSTALAÇÃO E TRANSPORTE DE EQUIPAMENTO DE PERFURAÇÃO PARA POÇO PROFUNDO COM PROFUNDIDADE ATÉ 200 M 1) Será medido por taxa de transporte e instalação de equipamentos (tx). em horas. 2) O item remunera a instalação de todos os equipamentos necessários para perfuração de poço tubular profundo pequeno.22. 2) O item remunera o fornecimento e aplicação de tubo de aço schedule 40 de 6". com profundidade variável até 200 m. 18 de 734 .Boletim 156 1) Será medido por comprimento de revestimento executado (m). DIÂMETRO DE 6" (150 MM) 1) Será medido por comprimento de revestimento executado (m). a mobilização e desmobilização dos mesmos independente da distância entre a empresa fornecedora e a obra. de teste realizado (h). em horas.64 TESTE DE VAZÃO DE POÇO PROFUNDO COM BOMBA DE PISTÃO 1) Será medido por tempo.61 INSTALAÇÃO E TRANSPORTE DE EQUIPAMENTO PARA BOMBEAMENTO. 2) O item remunera o fornecimento e aplicação de tubo de aço.56 REVESTIMENTO INTERNO DE POÇO PROFUNDO TUBO PRETO DIN-2440. 01. 2) O item remunera a instalação de equipamento para bombeamento. DIN-2440 preto de 6".22. 01. 2) O item remunera o fornecimento e aplicação de tubo de aço.22. a mobilização e desmobilização dos mesmos independente da distância entre a empresa fornecedora e a obra. 01. remunera também a execução de relatório do teste contendo todos os resultados necessários à seleção da bomba e ao conhecimento do provável desempenho do poço. DIN-2440 preto de 8".55 REVESTIMENTO INTERNO DE POÇO PROFUNDO TUBO AÇO SCHEDULE 40. limpeza.22. desenvolvimento e teste de vazão de poço tubular profundo.22.22.Critérios de Medição e Remuneração .54 REVESTIMENTO INTERNO DE POÇO PROFUNDO TUBO PRETO DIN-2440. 01. DIÂMETRO DE 8" (200 MM) 1) Será medido por comprimento de revestimento executado (m). para revestimento interno de poço profundo.

76 INSTALAÇÃO E TRANSPORTE DE EQUIPAMENTO DE PERFURAÇÃO PARA POÇO PROFUNDO COM PROFUNDIDADE ACIMA DE 300 M 1) Será medido por taxa de transporte e instalação de equipamentos (tx). ou CD Rom. 2) O item remunera os serviços necessários para a execução do teste de vazão com compressor de ar. mão-de-obra e materiais acessórios necessários à execução dos serviços. 2) O item remunera a instalação de todos os equipamentos necessários para perfuração de poço tubular profundo pequeno. com giro de 360 graus nos dois sentidos. abrangendo: filmagem por meio de vídeo- câmara com duas objetivas. e relatórios impressos. de teste realizado (h). 2) O item remunera os serviços de perfilagem geofísica. a mobilização e desmobilização dos mesmos independente da distância entre a empresa fornecedora e a obra.22. ou CD Rom. ou Caliper. uma lateral e outra de fundo.22. com profundidade variável acima de 200 m até 300 m. com potencial espontâneo. ou Sônico.Boletim 156 2) O item remunera os serviços necessários para a execução do teste de vazão com bomba submersa. ou estado de conservação interna de poços profundos em toda a sua profundidade.75 INSTALAÇÃO E TRANSPORTE DE EQUIPAMENTO DE PERFURAÇÃO PARA POÇO PROFUNDO COM PROFUNDIDADE ACIMA DE 200 M E ATÉ 300 M 1) Será medido por taxa de transporte e instalação de equipamentos (tx). relatórios pertinentes em arquivo eletrônico.68 TESTE DE VAZÃO DE POÇO PROFUNDO COM COMPRESSOR DE AR 1) Será medido por tempo.22. 01. e relatórios impressos. 01. necessários para aferição de resistência e resistividade em poços profundos em toda a sua profundidade. 01.22. gravação em VHS. Remunera também a mobilização e desmobilização dos equipamentos. a mão-deobra e materiais acessórios necessários à execução dos serviços. 2) O item remunera a instalação de todos os equipamentos necessários para perfuração de poço tubular profundo pequeno.22. remunera também a execução de relatório do teste contendo todos os resultados necessários à seleção da bomba e ao conhecimento do provável desempenho do poço.70 PERFILAGEM ELÉTRICA 1) Será medido por comprimento de perfilagem elétrica executada e a documentação relativa entregue (m). abrangendo: perfilagem tipo Multi Função por meio de raios gama. 01. de acordo com as características geomorfológicas do mesmo. em horas.77 LICENÇA DE PERFURAÇÃO PARA POÇO PROFUNDO 1) Será medido por unidade de licença fornecida (un). a cores.22. apresentados em disquete. Remunera também a mobilização e desmobilização dos equipamentos. ou DVD. 19 de 734 . 2) O item remunera os serviços de perfilagem ótica. a mobilização e desmobilização dos mesmos independente da distância entre a empresa fornecedora e a obra. 01. necessários para visualização da execução.Critérios de Medição e Remuneração . com profundidade variável acima de 300 m. ou perfilagem tipo Indução. 01.69 PERFILAGEM ÓTICA 1) Será medido por comprimento de perfilagem ótica executada e a documentação relativa entregue (m). remunera também a execução de relatório do teste contendo todos os resultados necessários à seleção da bomba e ao conhecimento do provável desempenho do poço.

B) Pagamento dos emolumentos determinados pelo DAEE.00 01. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para o lixamento da ferragem e a aplicação do anticorrosivo. 2) O item remunera o fornecimento de escova de aço e a mão-de-obra necessária para a limpeza da ferragem. D) Entrega da licença antes do início dos serviços para a execução de poço profundo. 01. 2) O item remunera o fornecimento de equipamentos para corte em elementos de concreto armado. conforme determina Portaria DAEE nº 717/96. anticorrosivo à base de zinco. abrangendo: A) Apresentação ao DAEE de toda a documentação exigida para a obtenção da licença para a execução do poço.02 LIMPEZA DE ARMADURA COM ESCOVA DE AÇO 1) Será medido por área de superfície com limpeza de armadura executada (m²).23. 01.Critérios de Medição e Remuneração . D) Entrega dos documentos necessários para emissão da outorga ao DAEE. conforme determina Portaria DAEE nº 717/96. 01. E) Entrega do Protocolo da outorga para gerenciadora e/ou contratante.23. B) Pagamento dos emolumentos determinados pelo DAEE. 20 de 734 . a mobilização e desmobilização dos mesmos.04 TRATAMENTO DE ARMADURA COM PRODUTO ANTICORROSIVO À BASE DE ZINCO 1) Será medido por área de superfície com tratamento de armadura executado (m²). 01.79 OUTORGA DE DIREITO DE USO PARA POÇO PROFUNDO 1) Será medido por unidade de outorga fornecida (un).23. abrangendo: A) Apresentação ao DAEE de toda a documentação exigida para a obtenção da outorga. C) Procedimentos necessários ao acompanhamento do processo junto ao DAEE.23. C) Procedimentos necessários ao acompanhamento do processo junto ao DAEE. 01.Boletim 156 2) O item remunera o fornecimento dos serviços e procedimentos necessários para a obtenção de licença junto ao Departamento de Águas e Energia Elétrica ( DAEE ) para a execução de poço profundo destinado à captação de água. 2) O item remunera o fornecimento dos serviços e procedimentos necessários para a obtenção de licença do direito ao uso "outorga" junto ao Departamento de Águas e Energia Elétrica ( DAEE ) para a utilização de água proveniente de poço profundo.01 TRATAMENTO. entre a empresa fornecedora e a obra.06 CORTE DE CONCRETO DETERIORADO INCLUSIVE REMOÇÃO DOS DETRITOS 1) Será medido pela área de superfície com apicoamento executado (m²).22. 2) O item remunera o fornecimento de Nitoprimer ZN.23. RECUPERAÇÃO E TRABALHOS ESPECIAIS EM CONCRETO TAXA DE MOBILIZAÇÃO DE EQUIPAMENTO PARA CORTE EM CONCRETO ARMADO 1) Será medido por taxa de transporte e instalação de equipamento para corte em concreto armado (tx).

2) O item remunera o fornecimento do serviço de perfuração em elementos de concreto armado. 2) O item remunera o fornecimento do serviço de perfuração em elementos de concreto armado. 01. 01.23.20 TAXA DE MOBILIZAÇÃO PARA EXECUÇÃO DE SERVIÇO DE PERFURAÇÃO EM CONCRETO 1) Será medido por taxa de transporte e instalação de equipamento para perfuração em concreto (tx). com diâmetro de 12.23. com diâmetro de 1 1/2” em qualquer comprimento.13 FURAÇÃO DE 6 1/4” EM CONCRETO ARMADO 1) Será medido por comprimento de furo executado (m). 01.16 FURAÇÃO DE 2 1/4” EM CONCRETO ARMADO 1) Será medido por comprimento de furo executado (m). 2) O item remunera o fornecimento do serviço de perfuração em elementos de concreto armado.21 FURAÇÃO DE 12. com diâmetro de 3 1/4” em qualquer comprimento.23. 01. 2) O item remunera o fornecimento do serviço de perfuração. 01.23.Boletim 156 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a execução de apicoamento em concreto deteriorado. 01. com diâmetro de 2 1/2" em qualquer comprimento. remunera também a remoção do material extraído. 01. a mobilização e desmobilização dos mesmos.15 FURAÇÃO DE 1 1/2” EM CONCRETO ARMADO 1) Será medido por comprimento de furo executado (m).Critérios de Medição e Remuneração .19 FURAÇÃO DE 2 1/2" EM CONCRETO ARMADO 1) Será medido por comprimento de furo executado (m).23. 2) O item remunera o fornecimento do serviço de perfuração em elementos de concreto armado. 2) O item remunera o fornecimento do serviço de perfuração em elementos de concreto armado. remunera também os serviços de colagem da ferragem de arranque. 01.5 X 200 MM EM CONCRETO ARMADO.5 mm e profundidade de 200 mm. com diâmetro de 2 1/4” em qualquer comprimento.14 FURAÇÃO DE 1 1/4” EM CONCRETO ARMADO 1) Será medido por comprimento de furo executado (m). com diâmetro de 6 1/4” em qualquer comprimento.23.12 FURAÇÃO DE 3 1/4” EM CONCRETO ARMADO 1) Será medido por comprimento de furo executado (m). 2) O item remunera o fornecimento de equipamentos para perfuração em elementos estruturais de concreto. sendo a quantidade mínima para medição 50 furos (un). 21 de 734 . 2) O item remunera o fornecimento do serviço de perfuração em elementos de concreto armado. em elementos estruturais de concreto armado. INCLUSIVE COLAGEM DA ARMADURA 1) Será medido por unidade de furo executado. com diâmetro de 1 1/4” em qualquer comprimento. entre a empresa fornecedora e a obra.23.23.

01. em elementos de concreto armado. 2) O item remunera o fornecimento do serviço de perfuração em elementos de concreto armado. remunera também os serviços de colagem da ferragem de arranque. 2) O item remunera o fornecimento do serviço de perfuração.22 FURAÇÃO DE 16 X 150 MM EM CONCRETO ARMADO.23.29 FURAÇÃO DE 8" EM CONCRETO ARMADO 1) Será medido por comprimento de furo executado (m).23. com diâmetro de 20 mm e profundidade de 150 mm. com diâmetro de 2" em qualquer comprimento.48 FURAÇÃO DE 5" EM CONCRETO ARMADO 1) Será medido por comprimento de furo executado (m). sendo a quantidade mínima para medição 50 furos (un). em elementos estruturais de concreto armado. com diâmetro de 1" em qualquer comprimento. remunera também os serviços de colagem da ferragem de arranque.28 FURAÇÃO DE 6" EM CONCRETO ARMADO 1) Será medido por comprimento de furo executado (m). 01.26 FURAÇÃO DE 2" EM CONCRETO ARMADO 1) Será medido por comprimento de furo executado (m). 2) O item remunera o fornecimento do serviço de perfuração. em elementos estruturais de concreto armado.23.23.23. com diâmetro de 4" em qualquer comprimento.23. 2) O item remunera o fornecimento do serviço de perfuração. INCLUSIVE COLAGEM DA ARMADURA 1) Será medido por unidade de furo executado. com diâmetro de 3" em qualquer comprimento. 2) O item remunera o fornecimento do serviço de perfuração. 2) O item remunera o fornecimento do serviço de perfuração. com diâmetro de 6" em qualquer comprimento.23.24 FURAÇÃO DE 20 X 150 MM EM CONCRETO ARMADO. 22 de 734 . em elementos de concreto armado. 01.23.47 FURAÇÃO DE 3" EM CONCRETO ARMADO 1) Será medido por comprimento de furo executado (m).Critérios de Medição e Remuneração . com diâmetro de 8" em qualquer comprimento. 2) O item remunera o fornecimento do serviço de perfuração em elementos de concreto armado. 01. com diâmetro de 16 mm e profundidade de 150 mm.23. INCLUSIVE COLAGEM DA ARMADURA 1) Será medido por unidade de furo executado. sendo a quantidade mínima para medição 50 furos (un).46 FURAÇÃO DE 1" EM CONCRETO ARMADO 1) Será medido por comprimento de furo executado (m). em elementos de concreto armado.Boletim 156 01. 01. 01.27 FURAÇÃO DE 4" EM CONCRETO ARMADO 1) Será medido por comprimento de furo executado (m). 01. 01. 2) O item remunera o fornecimento do serviço de perfuração em elementos de concreto armado.

23 de 734 . execução dos cortes em paredes de concreto armado.23.23. na profundidade de 15 cm. ESPESSURA DE 15 CM 1) Será medido pelo comprimento total de corte executado com profundidade de 15 cm. acessórios e a mão-de-obra especializada necessária para a execução de corte vertical em paredes de concreto armado.49 FURAÇÃO DE 7" EM CONCRETO ARMADO 1) Será medido por comprimento de furo executado (m). com a profundidade de 15 cm.Boletim 156 2) O item remunera o fornecimento do serviço de perfuração em elementos de concreto armado. ferramentas.51 CORTE VERTICAL EM CONCRETO ARMADO. com diâmetro de 7" em qualquer comprimento. 01. compreendendo os serviços: execução dos serviços. até o local da obra. 2) O item remunera o fornecimento do serviço de perfuração em elementos de concreto armado. 01. conforme marcações definidas previamente. com diâmetro de 5" em qualquer comprimento.Critérios de Medição e Remuneração . aferido na projeção vertical (m). 2) O item remunera o fornecimento de equipamentos.

constituída por: piso interno e calçada externa em concreto usinado. nas quantidades exigidas pela NR-18. instalação hidráulica incluindo bacias sifonadas com caixa de descarga plástica de sobrepor.20 DESMOBILIZAÇÃO DE CONSTRUÇÃO PROVISÓRIA 1) Será medido pela área de projeção da cobertura de construção desmobilizada (m²). instalação elétrica e pintura. e ripas de Cupiúba ( "Goupia glabra" ). 2) O item remunera os serviços. cobertura com telha em cimento reforçado com fio sintético ( CRFS ).FORNECIMENTO E MONTAGEM 1) Será medido pela área de projeção da cobertura de construção provisória executada. Remunera também o fornecimento do projeto do sanitário / vestiário.01. conhecida também como Cedrinho. janelas em caixilho fixo de madeira. lavatórios.Critérios de Medição e Remuneração . estrutura.02 CONSTRUÇÃO PROVISÓRIA CONSTRUÇÃO PROVISÓRIA EM MADEIRA . inclusive torneiras e conexões.Boletim 156 02. portas em chapa compensada plastificada de 6 mm de espessura. estrutura e apoio para cobertura em pontaletes e tábuas de Pinus ( "Pinus Elliotti" ou "Pinus Taeda" ).01.01. paredes. perfil ondulado de 5 mm a 6 mm de espessura. com vidro fantasia de 3 mm. com projeto analisado e aprovado previamente pela Contratante e / ou Gerenciadora (m²). 24 de 734 . e / ou compensado resinado com seladora impermeabilizante e aplicação de textura na pintura. Fck 20 MPa. com projeto analisado e aprovado previamente pela Contratante e / ou Gerenciadora (m²). cobertura com telha em cimento reforçado com fio sintético ( CRFS ). ou de Maçaranduba ( "Manilkara spp" ). 02. necessários à desmobilização completa de construção provisória. conhecida também como Cedrinho. ou Cambará ( "Qualea spp" ). Remunera também o fornecimento do projeto da construção. apoio para cobertura e contraventamentos em pontaletes e tábuas de Pinus ( "Pinus Elliotti" ou "Pinus Taeda" ). e ripas de Cupiúba ( "Goupia glabra" ). porta com fechadura de embutir tipo Gorges. perfil ondulado de 5 mm a 6 mm de espessura. limpeza e recomposição de área de assentamento.00 02. paredes em alvenaria de bloco de concreto assentado com argamassa de cimento e terra. ou Quarubarana ( "Erisma uncinatum" ). 2) O item remunera o fornecimento de materiais e mão-de-obra necessários para a execução de construção provisória em madeira destinada a escritório e / ou depósito de obra.16 SANITÁRIO/VESTIÁRIO EM ALVENARIA 1) Será medido pela área de projeção da cobertura do sanitário/vestiário executado. constituídos por: demolição ou desmontagem e retirada da construção provisória. ou de Maçaranduba ( "Manilkara spp" ).01. APOIO E ADMINISTRAÇÃO DA OBRA 02. 2) O item remunera o fornecimento de materiais e mão-de-obra necessários para a execução de sanitário/vestiário provisório constituído por: piso interno e calçada externa em concreto usinado. Fck 20 MPa. ou Cambará ( "Qualea spp" ). e / ou compensado resinado com seladora impermeabilizante e aplicação de textura na pintura. portas e janelas em chapa compensada plastificada de 6 mm de espessura. porta com fechadura de embutir tipo Gorges. conhecida também como Paraju. 02. ou Quarubarana ( "Erisma uncinatum" ).00 INÍCIO. instalação elétrica e pintura. chuveiros simples de PVC. conhecida também como Paraju.00.

translado até o local da obra.08 CONTAINER ESCRITÓRIO COM 1 SANITÁRIO . com no mínimo 2 duchas. b) Sobre balancins e afins será medida a quantidade real de tela fornecida e instalada. desmontagem e a remoção completa de container módulo para depósito.02.02. 2) O item remunera a alocação. 02. não sendo computados os reaproveitamentos por deslocamentos. desmontagem e a remoção completa de container módulo para alojamento. desmontagem e a remoção completa de container módulo para guarita simples.00 02. conhecida também como Cedrinho. ou Cambará ( "Qualea spp" ).06 TAPUME.0 mm com fitilhos para amarração. com área mínima de 9. translado até o local da obra.20 M² 1) Será medido por unidade de container multiplicado pelo número inteiro de meses alocado na obra (un x mês). 2) O item remunera o fornecimento da tela de nylon. com área mínima de 9. 1 LAVATÓRIO E I MICTÓRIO 1) Será medido por unidade de container multiplicado pelo número inteiro de meses alocado na obra (un x mês). instalação. 2) O item remunera a alocação.02. montagem.03. instalação.0 M² 1) Será medido por unidade de container multiplicado pelo número inteiro de meses alocado na obra (un x mês). instalação. com área mínima de 9.02 CONTAINER CONTAINER ALOJAMENTO – MÍNIMO 9.10 CONTAINER GUARITA SIMPLES .00 02. translado até o local da obra. translado até o local da obra. pontalete de Pinus ( "Pinus Elliotti" ou "Pinus Taeda" ). 2) O item remunera a alocação. ou Quarubarana ( "Erisma uncinatum" ).06 CONTAINER DEPÓSITO . 02. montagem. 2 BACIAS.Boletim 156 02. translado até o local da obra. VEDAÇÃO E PROTEÇÕES DIVERSAS PROTEÇÃO DE FACHADA COM TELA DE NYLON 1) Será medida pela área de tela instalada (m²). desmontagem e a remoção completa de container módulo para escritório e 1 sanitário completo.MÍNIMO 1. montagem.20 M² 1) Será medido por unidade de container multiplicado pelo número inteiro de meses alocado na obra (un x mês). de 3" x 3". 25 de 734 . 02. 02.MÍNIMO 9.00 m². 2) O item remunera a alocação. 1 lavatório e 1 mictório.20 M² 1) Será medido por unidade de container multiplicado pelo número inteiro de meses alocado na obra (un x mês).20 m². 2 bacias. montagem.5 e ou 2. montagem.04 CONTAINER SANITÁRIO – MÍNIMO 2 DUCHAS. com área mínima de 1.02. e a mão-de-obra necessária para a execução da proteção.20 m². instalação. 2) O item remunera a alocação. desmontagem e a remoção completa de container módulo para sanitário.20 m².02.03. onde: a) Sobre fachadas será medido o desenvolvimento perimetral realmente entelado. arame recozido. malha de 1.Critérios de Medição e Remuneração .MÍNIMO 9. instalação. 02.02.

02. sarrafo de Pinus ( "Pinus Elliotti" ou "Pinus Taeda" ).03. Não remunera a ferragem completa para portão.08 FECHAMENTO PROVISÓRIO DE VÃOS EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA 1) Será medido pela área de vão com fechamento executado.20 m. INCLUSIVE O MADEIRAMENTO 1) Será medido por área desenvolvida.03. previamente aprovado pela gerenciadora e / ou contratante (m²). Remunera também a desmontagem completa do tapume de fechamento e remoção do material utilizado. 02. ou Quarubarana ( "Erisma uncinatum" ). 2) O item remunera o fornecimento de chapa compensada resinada de 6 mm. 02. conforme padrão da gerenciadora e / ou contratante. prego e a mão-de-obra necessária para a execução de fechamento definitivo para vãos em geral. COM PORTÃO 1) Será medido por área de tapume executado.09 FECHAMENTO DEFINITIVO DE VÃOS EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA 1) Será medido pela área de vão com fechamento definitivo executado (m²). 2) O item remunera o fornecimento de chapa de madeira. conforme exigência da NR-18. Os materiais alocados deverão permitir no mínimo 4 ( quatro ) montagens. sarrafo de Pinus ( "Pinus Elliotti" ou "Pinus Taeda" ).30 m e 2. por não apresentar condições ao uso. este deverá ser reposto sem remuneração adicional. de 3" x 3". conhecida também como Cedrinho.03. ou Cambará ( "Qualea spp" ). com largura de 2.Critérios de Medição e Remuneração . montagem e desmontagem.24 PROTEÇÃO DE PISO COM TECIDO DE ANIAGEM E GESSO 1) Será medido pela área de piso protegida (m²). pontalete de Pinus ( "Pinus Elliotti" ou "Pinus Taeda" ). 02. prego e a mão-de-obra necessária para a execução de fechamento provisório para vãos em geral. de plataforma ( bandeja ) de proteção perimetral.03. 2) O item remunera o fornecimento para locação. piso e lateral inclinada revestidos com madeira apropriada. materiais acessórios e a mãode-obra necessária para a execução do tapume com portão.Boletim 156 02.12 TAPUME FIXO PARA FECHAMENTO DE ÁREAS. no período de locação.50 m para principal e 1. remunera também a desmontagem do fechamento e remoção do material utilizado. conhecida também como Cedrinho. 2) O item remunera o fornecimento de chapa de madeira. ou Quarubarana ( "Erisma uncinatum" ). conhecida também como Cedrinho. Remunera também o transporte dos materiais alocados. suportes.80 m no trecho inclinado a 45º. gesso em pó e a mão-de-obra necessária para a execução da proteção.40 m para secundária no trecho reto e 0. 02. desenvolvimento total de 3. 2) O item remunera o fornecimento de tecido de aniagem.20 LOCAÇÃO DE QUADROS METÁLICOS PARA PLATAFORMA DE PROTEÇÃO. respectivamente. Caso haja a necessidade de repor algum material.25 TAPUME FIXO EM PAINEL OSB – ESPESSURA 08 MM 26 de 734 . multiplicada pelo número inteiro de meses de locação (m² x mês). constituída por quadros metálicos para apoio. materiais acessórios necessários para a fixação da plataforma. ou Quarubarana ( "Erisma uncinatum" ). ou Cambará ( "Qualea spp" ). dentro da obra. posto obra.03. ou Cambará ( "Qualea spp" ).03. sendo medido 100% na desmontagem (m²). de pisos em geral. obtida multiplicando-se o perímetro pelo desenvolvimento da área ( trecho plano e trecho inclinado ) de superfície de plataforma de proteção.

materiais acessórios e a mãode-obra necessária para a execução do tapume com portão. guardacorpos. espessura 10 mm. Não remunera a ferragem completa para portão. materiais acessórios como cabo de aço. pontaletes de Pinus ( "Pinus Elliotti" ou "Pinus Taeda" ). dimensões (1. constituído por: quadros de base com travamentos e ajustes em diagonal. materiais acessórios e a mãode-obra necessária para a execução do tapume com portão. previamente aprovado pela gerenciadora e / ou contratante (m²). 2) O item remunera o fornecimento de painel composto por tiras de madeira prensadas e unidas com resinas resistentes à ação da água. 2) O item remunera o fornecimento de locação de andaime tubular fachadeiro montado com 1. conforme padrão da gerenciadora e / ou contratante. ou Quarubarana ( "Erisma uncinatum" ). pontaletes de Pinus ( "Pinus Elliotti" ou "Pinus Taeda" ). previamente aprovado pela gerenciadora e / ou contratante (m²). multiplicada pelo período em meses de locação (m² x mês). Não remunera a ferragem completa para portão. nivelados por meio de calços de madeira na primeira linha. 02. ou Quarubarana ( "Erisma uncinatum" ). 27 de 734 . ou Cambará ( "Qualea spp" ). conhecida também como Cedrinho. ou Quarubarana ( "Erisma uncinatum" ). 2) O item remunera o fornecimento de painel composto por tiras de madeira prensadas e unidas com resinas resistentes à ação da água. do andaime tubular fachadeiro alocado. previamente aprovado pela gerenciadora e / ou contratante (m²). ou Cambará ( "Qualea spp" ). 02. de 3" x 3". Remunera também a desmontagem completa do tapume de fechamento e remoção do material utilizado. conhecida também como Cedrinho. de 3" x 3".20).03.Critérios de Medição e Remuneração . Remunera também a desmontagem completa do tapume de fechamento e remoção do material utilizado.27 TAPUME FIXO EM PAINEL OSB – ESPESSURA 12 MM 1) Será medido por área de tapume executado. 02. plataformas.05. tubos e braçadeiras necessários para a montagem. conhecida também como Cedrinho.06 MONTAGEM E DESMONTAGEM DE ANDAIME TORRE METÁLICA COM ALTURA ATÉ 10 M 1) Será medido pela altura do andaime montado e desmontado.03. 2) O item remunera o fornecimento de painel composto por tiras de madeira prensadas e unidas com resinas resistentes à ação da água.05.20). dimensões (1. remunera também o fornecimento do passadiço. materiais acessórios e a mãode-obra necessária para a execução do tapume com portão. espessura 08 mm. ou Cambará ( "Qualea spp" ). Remunera também a desmontagem completa do tapume de fechamento e remoção do material utilizado.03 ANDAIMES E BALANCINS ANDAIME TUBULAR FACHADEIRO 1) Será medido pela área. Não remunera a ferragem completa para portão.00 02.26 TAPUME FIXO EM PAINEL OSB – ESPESSURA 10 MM 1) Será medido por área de tapume executado.0 m de largura a partir da face externa da fachada. pontaletes de Pinus ( "Pinus Elliotti" ou "Pinus Taeda" ).05.22 x 2. conforme padrão da gerenciadora e / ou contratante. espessura 12 mm. de 3" x 3". na projeção vertical da fachada. conforme padrão da gerenciadora e / ou contratante. quadros com escadas. dimensões (1. 02.Boletim 156 1) Será medido por área de tapume executado. sendo medido 100% na desmontagem (m).22 x 2.20).22 x 2.

empilhamento das peças e traslado interno na obra. para andaime tubular fachadeiro com até 10 m de altura.09 MONTAGEM E DESMONTAGEM DE ANDAIME TUBULAR FACHADEIRO COM ALTURA ATÉ 10 M 1) Será medido pela área. 02. sendo medido 100% na desmontagem (un).05. do andaime montado e desmontado. empilhamento das peças e traslado interno na obra. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a montagem.Critérios de Medição e Remuneração . inclusive materiais acessórios necessários para a montagem do balancim. braçadeiras.5 M 1) Será medido pela altura de andaime em torre alocado a partir de 2. para andaimes em torres com até 10 m de altura. inclusive o passadiço. dois cabos. empilhamento das peças e traslado interno na obra. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a montagem. desmontagem.12 MONTAGEM E DESMONTAGEM DE BALANCIM DUPLO 1) Será medido por unidade de balancim. desmontagem. Utilizado somente para postes e pontos localizados. para andaimes em torres com mais de 10 m de altura. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a montagem.5 X 1. do andaime montado e desmontado. desmontagem.00 m conforme norma. na projeção vertical da fachada. 02.05. na projeção vertical da fachada. multiplicado pelo período em meses de locação (un x mês). para andaime tubular fachadeiro com altura superior a 10 m. 02. (m x mês). não substitui o andaime fachadeiro. 2) O item remunera o fornecimento de balancim duplo para plataforma.05. remunera também o fornecimento do passadiço.08 MONTAGEM E DESMONTAGEM DE ANDAIME TORRE METÁLICA COM ALTURA SUPERIOR A 10 M 1) Será medido pela altura do andaime montado e desmontado. sendo medido 100% na desmontagem (m²). desmontagem. sendo medido 100% na desmontagem (m²). inclusive o madeiramento do tablado. uma viga de aço. 02. inclusive o madeiramento do tablado. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a montagem. inclusive o madeiramento do tablado. empilhamento das peças e traslado interno na obra. remunera também o fornecimento do passadiço. empilhamento das peças e traslado interno na obra. 02. de balancins duplos. 2) O item remunera o fornecimento de locação de todo o material necessário para a montagem de andaime em torre tubular. multiplicado pelo período em meses de locação. cantoneiras. sendo medido 100% na desmontagem (m).05. 28 de 734 .15 ANDAIME TORRE METÁLICA DE 1. composto por duas catracas. anilhas. inclusive o madeiramento do tablado. 02.Boletim 156 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a montagem.05.11 BALANCIM DUPLO 1) Será medido pela quantidade de balancins alocados.05.10 MONTAGEM E DESMONTAGEM DE ANDAIME TUBULAR FACHADEIRO COM ALTURA SUPERIOR A 10 M 1) Será medido pela área. desmontagem. um guarda-corpo.

de 3" x 3". conservação das placas. ou Quarubarana ( "Erisma uncinatum" ). 2) O item remunera a manutenção periódica mensal.00 m do solo.09. a mão-de-obra necessária e ferramentas auxiliares para a execução dos serviços executados manualmente com auxílio de ferramental apropriado para a roçada.08. raspagem manual da camada de solo vegetal na espessura mínima de 15 cm. verificação e correção (quando for o caso) da estabilidade de fixação das mesmas. com tratamento anticorrosivo resistente às intempéries. raízes e troncos.00 02. englobando os módulos referentes às placas do Governo do Estado de São Paulo. COM CAMINHÃO À DISPOSIÇÃO. Não remunera as placas dos fornecedores. medidos na altura de 1.Critérios de Medição e Remuneração .Boletim 156 02. destocamento. constando de limpeza da placa. manutenção e pedágio e demais serviços necessários para a execução dos serviços 02.03 LIMPEZA DE TERRENO LIMPEZA MANUAL DO TERRENO. garantindo que as mesmas mantenham sempre condições de visibilidade e leitura adequadas. 02. 2) O item remunera o fornecimento de caminhão basculante. e do cronograma da obra. 2) O item remunera o fornecimento de caminhão basculante.09. conforme especificações do Manual de Padronização de Assinaturas do Governo do Estado de São Paulo e da empresa Gerenciadora. abrangendo: a remoção de vegetação.02 SINALIZAÇÃO DE OBRA PLACA DE IDENTIFICAÇÃO PARA OBRA 1) Será medido por área de placa executada (m²).08. da empresa Gerenciadora. derrubada de árvores e arbustos. ou nº18. etc. num raio de um quilômetro. 02. COM CAMINHÃO À DISPOSIÇÃO. espessura de 12 mm. DENTRO DA OBRA. assinaturas e título da obra. onde ocorrer a limpeza manual de vegetação (m²).. INCLUSIVE TRONCOS ATÉ 15 CM DE DIÂMETRO. areia. constituída por: chapa em aço galvanizado nº16. ATÉ O RAIO DE 1. a mão-de-obra necessária e ferramentas auxiliares para a execução dos serviços executados mecanicamente e manualmente com auxílio de ferramental apropriado para a roçada. INCLUSIVE TRONCOS ATÉ 5 CM DE DIÂMETRO. Remunera também todo ferramental e equipamentos de limpeza. pintura e segurança. limpeza do local de instalação (caso de poda de mato e arbustos). ATÉ O RAIO DE 1.09.0 KM 1) Será medido pela área real do terreno.0 KM 1) Será medido pela área real de terreno. onde ocorrer a limpeza mecanizada de vegetação (m²).00 02. árvores e arbustos com diâmetro do tronco até 5 cm.04 LIMPEZA MECANIZADA DO TERRENO. 2) O item remunera o fornecimento de placa para identificação da obra.03 MANUTENÇÃO DE PLACA PADRONIZADA DE IDENTIFICAÇÃO VISUAL DE PROGRAMAS E EMPREENDIMENTOS DO GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO 1) Será medido por área manutenção executada no mês (m²xmês). interno na obra. capim. cimento. remunera também o fornecimento de pontaletes em Pinus ( "Pinus Elliotti" ou "Pinus Taeda" ). DENTRO DA OBRA. logomarcas. inclusive materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para instalação da placa. derrubada de árvores e 29 de 734 . fragmentação de galhos e troncos. veículo inclusive combustível. arrancamento e remoção de tocos. equipamentos. ou Cambará ( "Qualea spp" ). marcas.08. e o transporte. carga manual. conhecida também como Cedrinho. empilhamento e transporte. requadro e estrutura em madeira. fundo em compensado de madeira.

10. medidos na altura de 1. 2) O item remunera o fornecimento de pontaletes em Pinus ( "Pinus Elliotti" ou "Pinus Taeda" ). TANQUES E LAGOAS 1) Será medido pela área de vias. etc. empilhamento e transporte. carga mecanizada. fragmentação de galhos. DENTRO DA OBRA.Boletim 156 arbustos. de 1" x 12". ou Quarubarana ( "Erisma uncinatum" ). tanques e lagoas locadas. ou Cambará ( "Qualea spp" ). INCLUSIVE TRONCOS COM DIÂMETRO ACIMA DE 15 CM ATÉ 50 CM. 02.0 KM 1) Será medido pela área real de terreno. fragmentação de galhos e troncos. 2) O item remunera o fornecimento de caminhão basculante. aferida entre os eixos de fundação e acrescentando-se 0. 02. com diâmetro acima de 15 cm até 50 cm. num raio de um quilômetro. 02. 30 de 734 . arrancamento e remoção de tocos.06 LOCAÇÃO VIAS.Critérios de Medição e Remuneração . calçadas. e o transporte. num raio de um quilômetro. equipamentos.10. remunera também o fornecimento de utilitário furgão para a locomoção. inclusive materiais acessórios e a mão-deobra necessária para os serviços de locação completa em obras de edificação compreendendo: locação de estacas. medidos na altura de 1. interno na obra. nas dimensões indicadas em projeto ou memorial descritivo (m²). para o lado externo (m²). arrancamento e remoção de tocos. ATÉ O RAIO DE 1. árvores e arbustos.10.04 LOCAÇÃO DE REDE DE CANALIZAÇÃO 1) Será medido por comprimento de rede locada (m). 02. raízes e troncos. CERCAS E ALAMBRADOS 1) Será medido por comprimento de muros. cercas ou alambrados. onde ocorrer a limpeza mecanizada de vegetação (m²). empilhamento e transporte.10.09. cercas ou alambrados locados (m). remunera também o fornecimento de utilitário furgão para a locomoção.00 m do solo. 02. etc. paredes. conhecida também como Cedrinho. conhecida também como Cedrinho. 2) O item remunera o fornecimento de mão-de-obra qualificada e equipamentos necessários para a locação de redes de canalização. raízes e troncos. capim. a partir do eixo. COM CAMINHÃO À DISPOSIÇÃO. interno na obra. e o transporte.05 LOCAÇÃO PARA MUROS. destocamento.00 02. ou Cambará ( "Qualea spp" ).13 LIMPEZA MECANIZADA DO TERRENO. tábuas em Pinus ( "Pinus Elliotti" ou "Pinus Taeda" ).10. destocamento. ou Quarubarana ( "Erisma uncinatum" ). etc.. capim.. eixos principais. CALÇADAS. árvores e arbustos. carga mecanizada. arame galvanizado.00 m do solo. raspagem mecanizada da camada de solo vegetal na espessura mínima de 15 cm. raspagem mecanizada da camada de solo vegetal na espessura até 15 cm. de 3" x 3". derrubada de árvores e arbustos. troncos e raízes. 2) O item remunera o fornecimento de mão-de-obra qualificada e equipamentos necessários para a locação de muros.50 m. com diâmetro do tronco até 15 cm. conforme projeto aprovado pela Contratante e / ou Gerenciadora.02 LOCAÇÃO DE OBRA LOCAÇÃO DE OBRA DE EDIFICAÇÃO 1) Será medido pela área de obra locada. a mão-de-obra necessária e ferramentas auxiliares para a execução dos serviços executados mecanicamente e manualmente com auxílio de ferramental apropriado para a roçada. abrangendo: a remoção de vegetação. abrangendo: a remoção de vegetação.

inclusive materiais acessórios para os serviços de locação completa de vias. 31 de 734 .Critérios de Medição e Remuneração . de 3" x 3".673/ 2005 e 49.Boletim 156 2) O item remunera o fornecimento de pontaletes em Pinho-do-Paraná ( "Araucária angustifolia" ). tanques ou lagoas. Os produtos florestais e / ou subprodutos florestais utilizados deverão atender aos procedimentos de controle estabelecidos nos Decretos Estaduais 49. ou Quarubarana ( "Erisma uncinatum" ). conhecida também como Cedrinho. arame galvanizado. ou Cambará ( "Qualea spp" ).674/ 2005. remunera também o fornecimento de utilitário furgão para a locomoção. mão-de-obra e equipamentos necessários. calçadas.

medida no projeto. até 1. demolição. 03. fragmentação de laje pré-moldada. demolição e fragmentação de elementos em concreto armado com rompedor pneumático ( martelete ). o descarregamento. INCLUINDO REVESTIMENTO 1) Será medido por área real de laje pré-moldada. TRANSPORTE ATÉ 1. fragmentação de elementos em concreto armado manualmente. ou aferido antes da demolição (m³). ou aferida antes da demolição (m²). ou aferido antes da demolição (m³). NBR 15114 e outras vigentes à época da execução dos serviços. 03.02 DEMOLIÇÃO DE CONCRETO. 2) O item remunera o fornecimento de equipamentos e mão-de-obra necessários para a execução dos serviços: desmonte.01. ou conforme levantamento cadastral. CARREGAMENTO. ou conforme levantamento cadastral. medido no projeto. de 5 de julho de 2002. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária e ferramentas adequadas para a execução dos serviços: desmonte. NBR 15112.04 DEMOLIÇÃO MANUAL DE CONCRETO ARMADO 1) Será medido pelo volume real demolido.01.00.01.20 DEMOLIÇÃO MECANIZADA DE CONCRETO ARMADO. 03. a seleção e acomodação manual do entulho em lotes. NBR 15113. NBR 15114 e outras vigentes à época da execução dos serviços.0 ( um ) quilômetro. manualmente. NBR 15112. medido no projeto. de 5 de julho de 2002. a carga mecanizada. INCLUSIVE FRAGMENTAÇÃO.Boletim 156 03. de 5 de julho de 2002. LASTRO. A execução dos serviços deverá cumprir todas as exigências e determinações previstas na legislação: Resolução nº 307.Critérios de Medição e Remuneração . o transporte com caminhão. a seleção e acomodação manual do entulho em lotes. NBR 15114 e outras vigentes à época da execução dos serviços. A execução dos serviços deverá cumprir todas as exigências e determinações previstas na legislação: Resolução nº 307.01. ou conforme levantamento cadastral. medido no projeto. NBR 15113.00 DEMOLIÇÃO SEM REAPROVEITAMENTO 03. pelo Conselho Nacional do Meio Ambiente ( CONAMA ). inclusive o revestimento. a seleção e acomodação manual do entulho em lotes. pelo Conselho Nacional do Meio Ambiente ( CONAMA ).0 QUILÔMETRO E DESCARREGAMENTO 1) Será medido pelo volume real demolido. ou aferido antes da demolição (m³). demolição. pelo Conselho Nacional do Meio Ambiente ( CONAMA ). MISTURA E AFINS DEMOLIÇÃO MANUAL DE CONCRETO SIMPLES 1) Será medido pelo volume real demolido. ou conforme levantamento cadastral.00 03. fragmentação de elementos em concreto simples manualmente.06 DEMOLIÇÃO MANUAL DE LAJES PRÉ-MOLDADAS. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária e ferramentas adequadas para a execução dos serviços: desmonte. a seleção e acomodação manual do entulho em lotes. NBR 15112. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária e ferramentas adequadas para a execução dos serviços: desmonte. NBR 15113. A execução dos serviços deverá cumprir todas as exigências e determinações previstas na legislação: Resolução nº 307.01. demolição. A execução dos serviços deverá cumprir todas as exigências e determinações previstas na 32 de 734 .

pelo Conselho Nacional do Meio Ambiente ( CONAMA ). 03. 03. NBR 15112. de 5 de julho de 2002. medida no projeto. demolição e fragmentação de elementos em concreto armado com rompedor pneumático ( martelete ). NBR 15114 e outras vigentes à época da execução dos serviços.Critérios de Medição e Remuneração . NBR 15113. pelo Conselho Nacional do Meio Ambiente ( CONAMA ). de 5 de julho de 2002. NBR 15114 e outras vigentes à época da execução dos serviços.21 DEMOLIÇÃO MECANIZADA DE CONCRETO ARMADO. 2) O item remunera o fornecimento de equipamentos e mão-de-obra necessários para a execução dos serviços: desmonte. o descarregamento. ou aferida antes da demolição (m²). INCLUSIVE FRAGMENTAÇÃO E ACOMODAÇÃO DO MATERIAL 1) Será medido pelo volume real demolido. 03. pelo Conselho Nacional do Meio Ambiente ( CONAMA ). ou aferido antes da demolição (m³). 2) O item remunera o fornecimento de equipamentos e mão-de-obra necessários para a execução dos serviços: desmonte. de 5 de julho de 2002. 2) O item remunera o fornecimento de equipamentos e mão-de-obra necessários para a execução dos serviços: desmonte. inclusive 33 de 734 . a seleção e acomodação manual do entulho em lotes. demolição e fragmentação de elementos em concreto simples com rompedor pneumático ( martelete ). INCLUSIVE FRAGMENTAÇÃO E ACOMODAÇÃO DO MATERIAL 1) Será medido pelo volume real demolido.01. NBR 15112. a seleção e acomodação manual do entulho em lotes. até 1. ou conforme levantamento cadastral. A execução dos serviços deverá cumprir todas as exigências e determinações previstas na legislação: Resolução nº 307. ou conforme levantamento cadastral. 2) O item remunera o fornecimento de equipamentos e mão-de-obra necessários para a execução dos serviços: desmonte.23 DEMOLIÇÃO MECANIZADA DE CONCRETO SIMPLES. 03.0 ( um ) quilômetro. medido no projeto. o transporte com caminhão. NBR 15112. TRANSPORTE ATÉ 1. ou aferido antes da demolição (m³). de 5 de julho de 2002. CARREGAMENTO. NBR 15113. ou aferido antes da demolição (m³).0 QUILÔMETRO E DESCARREGAMENTO 1) Será medido pelo volume real demolido.24 DEMOLIÇÃO MECANIZADA DE PAVIMENTO OU PISO EM CONCRETO.01. a carga mecanizada. NBR 15114 e outras vigentes à época da execução dos serviços. INCLUSIVE FRAGMENTAÇÃO. ou conforme levantamento cadastral. CARREGAMENTO.Boletim 156 legislação: Resolução nº 307. NBR 15112. medido no projeto. TRANSPORTE ATÉ 1. a seleção e acomodação manual do entulho em lotes. NBR 15113. INCLUSIVE FRAGMENTAÇÃO. NBR 15114 e outras vigentes à época da execução dos serviços.0 QUILÔMETRO E DESCARREGAMENTO 1) Será medido por área real de pavimento ou piso demolido. ou conforme levantamento cadastral.01. A execução dos serviços deverá cumprir todas as exigências e determinações previstas na legislação: Resolução nº 307.01. A execução dos serviços deverá cumprir todas as exigências e determinações previstas na legislação: Resolução nº 307. demolição e fragmentação de elementos em concreto simples com rompedor pneumático ( martelete ).22 DEMOLIÇÃO MECANIZADA DE CONCRETO SIMPLES. medido no projeto. demolição e fragmentação de pavimento ou piso em concreto. pelo Conselho Nacional do Meio Ambiente ( CONAMA ). NBR 15113.

02. o transporte com caminhão. ou lastros. pelo Conselho Nacional do Meio Ambiente ( CONAMA ). NBR 15112. 2) O item remunera o fornecimento de equipamentos e mão-de-obra necessários para a execução dos serviços: desmonte. NBR 15114 e outras vigentes à época da execução dos serviços.25 DEMOLIÇÃO MECANIZADA DE PAVIMENTO OU PISO EM CONCRETO. 03. NBR 15114 e outras vigentes à época da execução dos serviços. CARREGAMENTO.Boletim 156 sub-bases. ou lastros. o descarregamento.01. A execução dos serviços deverá cumprir todas as exigências e determinações previstas na legislação: Resolução nº 307. NBR 15114 e outras vigentes à época da execução dos serviços. NBR 15113. A execução dos serviços deverá cumprir todas as exigências e determinações previstas na legislação: Resolução nº 307. INCLUSIVE FRAGMENTAÇÃO. demolição e fragmentação de sarjetas ou sarjetões em concreto simples. a seleção e acomodação manual do entulho em lotes. NBR 15114 e outras vigentes à época da execução dos serviços.0 ( um ) quilômetro. a carga mecanizada. 03. de 5 de julho de 2002. NBR 15113.02 DEMOLIÇÃO DE ALVENARIA DEMOLIÇÃO MANUAL DE ALVENARIA DE FUNDAÇÃO / EMBASAMENTO 34 de 734 . NBR 15112.0 ( um ) quilômetro. pelo Conselho Nacional do Meio Ambiente ( CONAMA ). a seleção e acomodação manual do entulho em lotes.01. com rompedor pneumático ( martelete ).Critérios de Medição e Remuneração . ou conforme levantamento cadastral. inclusive sub-bases. medido no projeto.02. a carga mecanizada. ou aferida antes da demolição (m²). NBR 15112. inclusive a sub-base. de 5 de julho de 2002. com rompedor pneumático ( martelete ). ou lastro. pelo Conselho Nacional do Meio Ambiente ( CONAMA ). medido no projeto. com rompedor pneumático ( martelete ). A execução dos serviços deverá cumprir todas as exigências e determinações previstas na legislação: Resolução nº 307. ou aferido antes da demolição (m³). até 1. de 5 de julho de 2002. TRANSPORTE ATÉ 1. 2) O item remunera o fornecimento de equipamentos e mão-de-obra necessários para a execução dos serviços: desmonte. ou aferido antes da demolição (m³). o transporte com caminhão. pelo Conselho Nacional do Meio Ambiente ( CONAMA ). A execução dos serviços deverá cumprir todas as exigências e determinações previstas na legislação: Resolução nº 307.27 DEMOLIÇÃO MECANIZADA DE SARJETA OU SARJETÃO.01. NBR 15113. demolição e fragmentação de pavimento ou piso em concreto.0 QUILÔMETRO E DESCARREGAMENTO 1) Será medido pelo volume real demolido. a seleção e acomodação manual do entulho em lotes. inclusive sub-base. medida no projeto. 2) O item remunera o fornecimento de equipamentos e mão-de-obra necessários para a execução dos serviços: desmonte.26 DEMOLIÇÃO MECANIZADA DE SARJETA OU SARJETÃO. NBR 15112. 03. até 1. INCLUSIVE FRAGMENTAÇÃO E ACOMODAÇÃO DO MATERIAL 1) Será medido por área real de pavimento ou piso demolido. o descarregamento. ou conforme levantamento cadastral. demolição e fragmentação de sarjetas ou sarjetões em concreto simples. ou conforme levantamento cadastral. a seleção e acomodação manual do entulho em lotes. com rompedor pneumático ( martelete ). INCLUSIVE FRAGMENTAÇÃO E ACOMODAÇÃO DO MATERIAL 1) Será medido pelo volume real demolido. de 5 de julho de 2002. NBR 15113. ou lastro.00 03. 03.

03. NBR 15113. ou aferido antes da demolição (m³). pelo Conselho Nacional do Meio Ambiente ( CONAMA ). fragmentação de revestimentos em massa em parede. a seleção e acomodação manual do entulho em lotes. a seleção e acomodação manual do entulho em lotes. fragmentação de elementos em alvenaria de fundação ou de embasamento. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária e ferramentas adequadas para a execução dos serviços: desmonte. NBR 15114 e outras vigentes à época da execução dos serviços. a seleção e acomodação manual do entulho em lotes. A execução dos serviços deverá cumprir todas as exigências e determinações previstas na legislação: Resolução nº 307. ou conforme levantamento cadastral. demolição. de 5 de julho de 2002. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária e ferramentas adequadas para a execução dos serviços: apicoamento. manualmente. fragmentação de elementos em alvenaria de elevação ou elemento vazado. ou teto. NBR 15114 e outras vigentes à época da execução dos serviços. ou conforme levantamento cadastral. ou conforme levantamento cadastral.02. de 5 de julho de 2002. ou teto. manualmente.03.03. A execução dos serviços deverá cumprir todas as exigências e determinações previstas na legislação: Resolução nº 307. ou aferida antes da demolição (m²). parede ou teto apicoado. NBR 15113. pelo Conselho Nacional do Meio Ambiente ( CONAMA ). 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária e ferramentas adequadas para a execução dos serviços: desmonte.Critérios de Medição e Remuneração .03. 03. NBR 15113. A execução dos serviços deverá cumprir todas as exigências e determinações previstas na legislação: Resolução nº 307. A execução dos serviços deverá cumprir todas as exigências e determinações previstas na legislação: Resolução nº 307. manualmente. pelo Conselho Nacional do Meio Ambiente ( CONAMA ). medida no projeto. 03. NBR 15112.02 DEMOLIÇÃO DE REVESTIMENTO EM MASSA APICOAMENTO MANUAL DE PISO.Boletim 156 1) Será medido pelo volume real demolido. medida no projeto. de 5 de julho de 2002. ou aferido antes da demolição (m³). a seleção e acomodação manual do entulho em lotes. NBR 15112.03. pelo Conselho Nacional do Meio Ambiente ( CONAMA ). de piso. NBR 15113. em geral. NBR 15114 e outras vigentes à época da execução dos serviços. NBR 15114 e outras vigentes à época da execução dos serviços 03.04 DEMOLIÇÃO MANUAL DE REVESTIMENTO EM MASSA DE PAREDE OU TETO 1) Será medido por área real de revestimento em massa de parede ou teto demolido. medido no projeto. de 5 de julho de 2002. ou parede. NBR 15112. fragmentação de revestimentos em massa.04 DEMOLIÇÃO MANUAL DE ALVENARIA DE ELEVAÇÃO OU ELEMENTO VAZADO. manualmente. ou aferida antes da demolição (m²). medido no projeto. ou conforme levantamento cadastral. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária e ferramentas adequadas para a execução dos serviços: demolição. INCLUINDO REVESTIMENTO 1) Será medido pelo volume real demolido. NBR 15112. PAREDE OU TETO 1) Será medido por área real de piso. demolição.06 DEMOLIÇÃO MANUAL DE REVESTIMENTO EM MASSA DE PISO 35 de 734 .00 03.

2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária e ferramentas adequadas para a execução dos serviços: demolição. pelo Conselho Nacional do Meio Ambiente ( CONAMA ). manualmente. INCLUINDO A BASE 1) Será medido por comprimento real de rodapé.Critérios de Medição e Remuneração . A execução dos serviços deverá cumprir todas as exigências e determinações previstas na legislação: Resolução nº 307. ou peitoris em material cerâmico.04 DEMOLIÇÃO MANUAL DE RODAPÉ. 03.03 DEMOLIÇÃO MANUAL DE REVESTIMENTO EM LADRILHO HIDRÁULICO. a seleção e acomodação manual do entulho em lotes.04. NBR 15114 e outras vigentes à época da execução dos serviços. NBR 15112. NBR 15113. fragmentação de revestimentos cerâmicos. fragmentação de rodapés. a seleção e acomodação manual do entulho em lotes. A execução dos serviços deverá cumprir todas as exigências e determinações previstas na legislação: Resolução nº 307. pelo Conselho Nacional do Meio Ambiente ( CONAMA ).04. ou peitoril em material cerâmico. INCLUINDO A BASE 1) Será medido por área real de revestimento ladrilho hidráulico. NBR 15114 e outras vigentes à época da execução dos serviços. inclusive a base de assentamento. ou conforme levantamento cadastral. NBR 15112. 36 de 734 . NBR 15112. inclusive a base. A execução dos serviços deverá cumprir todas as exigências e determinações previstas na legislação: Resolução nº 307. soleiras. de 5 de julho de 2002. demolido.04. INCLUINDO A BASE 1) Será medido por área real de revestimento cerâmico. NBR 15112.00 03. ou aferida antes da demolição (m²). 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária e ferramentas adequadas para a execução dos serviços: demolição. fragmentação de revestimentos em ladrilho hidráulico. ou conforme levantamento cadastral. NBR 15113. a seleção e acomodação manual do entulho em lotes. a seleção e acomodação manual do entulho em lotes. demolido. A execução dos serviços deverá cumprir todas as exigências e determinações previstas na legislação: Resolução nº 307. inclusive a base de assentamento. NBR 15114 e outras vigentes à época da execução dos serviços. medido no projeto. inclusive a base de assentamento. medida no projeto. de 5 de julho de 2002. ou aferida antes da demolição (m²). ou conforme levantamento cadastral. ou aferido antes da demolição (m). SOLEIRA OU PEITORIL.Boletim 156 1) Será medido por área real de revestimento em massa de pisos em geral demolido. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária e ferramentas adequadas para a execução dos serviços: demolição. pelo Conselho Nacional do Meio Ambiente ( CONAMA ). de 5 de julho de 2002. NBR 15113. ou conforme levantamento cadastral. manualmente. inclusive a base. NBR 15114 e outras vigentes à época da execução dos serviços. NBR 15113. manualmente. medida no projeto. pelo Conselho Nacional do Meio Ambiente ( CONAMA ). medida no projeto. 03. inclusive a base. manualmente. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária e ferramentas adequadas para a execução dos serviços: demolição. fragmentação de revestimentos em massa em pisos. de 5 de julho de 2002.04. 03. soleira. demolido.02 DEMOLIÇÃO DE REVESTIMENTO CERÂMICO E LADRILHO HIDRÁULICO DEMOLIÇÃO MANUAL DE REVESTIMENTO CERÂMICO. ou aferida antes da demolição (m²).

A execução dos serviços deverá cumprir todas as exigências e determinações previstas na legislação: Resolução nº 307.Boletim 156 03. inclusive o lastro de areia. pelo Conselho Nacional do Meio Ambiente ( CONAMA ). a carga mecanizada até 1.0 ( um ) quilômetro. A execução dos serviços deverá cumprir todas as exigências e determinações previstas na legislação: Resolução nº 307. o descarregamento.00 03. ou conforme levantamento cadastral.06. NBR 15112. TRANSPORTE ATÉ 1. ou aferida antes da demolição (m²). a carga mecanizada. até 1.05. inclusive o lastro de areia.Critérios de Medição e Remuneração . INCLUSIVE ACOMODAÇÃO DO MATERIAL 1) Será medido por área real de pavimento em paralelepípedo ou lajota de concreto. NBR 15112. a seleção e acomodação manual do entulho em lotes. ou conforme levantamento cadastral. de 5 de julho de 2002.06.05 DEMOLIÇÃO DE REVESTIMENTO EM PEDRA E BLOCOS MACIÇOS DESMONTE ( LEVANTAMENTO ) MECANIZADO DE PAVIMENTO EM PARALELEPÍPEDO OU LAJOTA DE CONCRETO.0 QUILÔMETRO E DESCARREGAMENTO 37 de 734 . NBR 15114 e outras vigentes à época da execução dos serviços. 2) O item remunera o fornecimento de equipamentos e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços: desmonte mecanizado de pavimentação em paralelepípedo ou lajota de concreto.06. inclusive a base. NBR 15114 e outras vigentes à época da execução dos serviços. de 5 de julho de 2002. ou conforme levantamento cadastral. a seleção e acomodação manual do entulho em lotes. manualmente. TRANSPORTE ATÉ 1.07. ou aferida antes da demolição (m²).07. NBR 15114 e outras vigentes à época da execução dos serviços.0 ( um ) quilômetro. a seleção e acomodação manual do entulho em lotes. fragmentação de revestimentos sintéticos em geral. pelo Conselho Nacional do Meio Ambiente ( CONAMA ). INCLUSIVE CARREGAMENTO. medida no projeto. o transporte com caminhão. A execução dos serviços deverá cumprir todas as exigências e determinações previstas na legislação: Resolução nº 307.05. ou aferida antes da demolição (m²). NBR 15113. NBR 15112.00 03. INCLUSIVE CARREGAMENTO. NBR 15113. medida no projeto. 03. NBR 15113. o descarregamento. INCLUINDO A BASE 1) Será medido por área real de revestimento sintético. de 5 de julho de 2002. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária e ferramentas adequadas para a execução dos serviços: demolição. medida no projeto. demolido. 2) O item remunera o fornecimento de equipamentos e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços: desmonte mecanizado de pavimentação em paralelepípedo ou lajota de concreto. 03.00 03. inclusive a base de assentamento.01 DEMOLIÇÃO DE REVESTIMENTO ASFÁLTICO DEMOLIÇÃO ( LEVANTAMENTO ) MECANIZADA DE PAVIMENTO ASFÁLTICO. 03.02 DEMOLIÇÃO DE REVESTIMENTO SINTÉTICO DEMOLIÇÃO MANUAL DE REVESTIMENTO SINTÉTICO.0 QUILÔMETRO E DESCARREGAMENTO 1) Será medido por área real de pavimento em paralelepípedo ou lajota de concreto. pelo Conselho Nacional do Meio Ambiente ( CONAMA ).06 DESMONTE ( LEVANTAMENTO ) MECANIZADO DE PAVIMENTO EM PARALELEPÍPEDO OU LAJOTA DE CONCRETO.

TRANSPORTE ATÉ 1. 2) O item remunera o fornecimento de equipamentos e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços: fresagem de pavimento asfáltico até 5 cm de espessura.0 QUILÔMETRO E DESCARREGAMENTO 1) Será medido por área real de pavimento asfáltico fresado. 2) O item remunera o fornecimento de equipamentos e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços: desmonte. 2) O item remunera o fornecimento de equipamentos e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços: fresagem de pavimento asfáltico até 5 cm de espessura. de 5 de julho de 2002. pelo Conselho Nacional do Meio Ambiente ( CONAMA ). a varrição manual da pista. A execução dos serviços deverá cumprir todas as exigências e determinações previstas na legislação: Resolução nº 307.07. NBR 15114 e outras vigentes à época da execução dos serviços. 2) O item remunera o fornecimento de equipamentos e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços: desmonte. ou aferida antes da demolição (m²). Remunera também o fornecimento de água necessária à execução dos serviços.07 FRESAGEM DE PAVIMENTO ASFÁLTICO COM ESPESSURA ATÉ 5 CM.0 ( um ) quilômetro. mecanizados. o transporte com caminhão. medida no projeto. INCLUSIVE ACOMODAÇÃO DO MATERIAL 1) Será medido por área real de pavimento asfáltico fresado. medida no projeto.0 ( um ) quilômetro. mecanizados. a seleção e acomodação manual do entulho em lotes. inclusive a base e a sub-base. pelo Conselho Nacional do Meio Ambiente ( CONAMA ). 03. pelo Conselho Nacional do Meio Ambiente ( CONAMA ). ou aferida antes da demolição (m²). por meio de fresadora a frio. demolição e fragmentação de pavimentação asfáltica.07. ou conforme levantamento cadastral. NBR 15113. A execução dos serviços deverá cumprir todas as exigências e determinações previstas na legislação: Resolução nº 307. a carga mecanizada. INCLUSIVE CARREGAMENTO. A execução dos serviços deverá cumprir todas as exigências e determinações previstas na legislação: Resolução nº 307.03 DEMOLIÇÃO ( LEVANTAMENTO ) MECANIZADA DE PAVIMENTO ASFÁLTICO. a seleção e acomodação manual do entulho em lotes. ou aferida antes da demolição (m²). NBR 15112. ou conforme levantamento cadastral. 03. NBR 15114 e outras vigentes à época da execução dos serviços. por meio de fresadora a frio. até 1.07. a mobilização e desmobilização da fresadora. NBR 15113. A execução dos serviços deverá cumprir todas as exigências e determinações previstas na legislação: Resolução nº 307. ou aferida antes da demolição (m²). de 5 de julho de 2002. 38 de 734 . de 5 de julho de 2002. pelo Conselho Nacional do Meio Ambiente ( CONAMA ). NBR 15114 e outras vigentes à época da execução dos serviços. 03. até 1. NBR 15113. NBR 15112. INCLUSIVE FRAGMENTAÇÃO E ACOMODAÇÃO DO MATERIAL 1) Será medido por área real de pavimento asfáltico. a carga mecanizada.Critérios de Medição e Remuneração .Boletim 156 1) Será medido por área real de pavimento asfáltico. a seleção e acomodação manual do entulho em lotes.05 FRESAGEM DE PAVIMENTO ASFÁLTICO COM ESPESSURA ATÉ 5 CM. inclusive a base e a sub-base. demolição e fragmentação de pavimentação asfáltica. ou conforme levantamento cadastral. medida no projeto. o transporte com caminhão. Remunera também o fornecimento de água necessária à execução dos serviços. medida no projeto. NBR 15113. NBR 15114 e outras vigentes à época da execução dos serviços. a varrição manual da pista. o descarregamento. de 5 de julho de 2002. a mobilização e desmobilização da fresadora. ou conforme levantamento cadastral. o descarregamento. NBR 15112. a seleção e acomodação manual do entulho em lotes. NBR 15112.

02 DEMOLIÇÃO DE IMPERMEABILIZAÇÃO E AFINS DEMOLIÇÃO MANUAL DE CAMADA IMPERMEABILIZANTE 1) Será medido por área real de camada impermeabilizante.08. 03. 03. fragmentação de forro em qualquer material. manualmente. 03. de 5 de julho de 2002. NBR 15114 e outras vigentes à época da execução dos serviços.02 DEMOLIÇÃO DE FORRO DEMOLIÇÃO MANUAL DE FIXAÇÃO / TARUGAMENTO FORRO EM ESTUQUE.00 03. A execução dos serviços deverá cumprir todas as exigências e determinações previstas na legislação: Resolução nº 307. INCLUSIVE SISTEMA DE 1) Será medido por área real de forro demolido. inclusive o sistema de fixação ( tarugamento ). ou conforme levantamento cadastral. pelo Conselho Nacional do Meio Ambiente ( CONAMA ). fragmentação de forro em estuque. a seleção e acomodação manual do entulho em lotes. de 5 de julho de 2002. pelo Conselho Nacional do Meio Ambiente ( CONAMA ). inclusive sistema de fixação. NBR 15112. A execução dos serviços deverá cumprir todas as exigências e determinações previstas na legislação: Resolução nº 307. inclusive o sistema de fixação ( tarugamento ). a seleção e acomodação manual do entulho em lotes. de 5 de julho de 2002. medida no projeto. inclusive a base de assentamento ou fixação.08. NBR 15114 e outras vigentes à época da execução dos serviços. ou conforme levantamento cadastral.09. manualmente. medida no projeto. ou aferida antes da demolição (m²). NBR 15113. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária e ferramentas adequadas para a execução dos serviços: demolição. a seleção e acomodação manual do entulho em lotes. ou aferida antes da demolição (m²). ou aferida antes da demolição (m²). 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária e ferramentas adequadas para a execução dos serviços: demolição.00 03. ou conforme levantamento cadastral. medida no projeto. inclusive sistema de fixação. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária e ferramentas adequadas para a execução dos serviços: demolição. INCLUSIVE SISTEMA DE FIXAÇÃO 1) Será medido por área real de forro demolido. ou conforme levantamento cadastral. A execução dos serviços deverá cumprir todas as exigências e determinações previstas na 39 de 734 . 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária e ferramentas adequadas para a execução dos serviços: demolição. NBR 15114 e outras vigentes à época da execução dos serviços. NBR 15112.06 DEMOLIÇÃO MANUAL DE FORRO EM GESSO. fragmentação de forro em gesso. inclusive sistema de fixação.Boletim 156 03. manualmente. manualmente. INCLUSIVE SISTEMA DE 1) Será medido por área real de forro demolido.04 DEMOLIÇÃO MANUAL DE FIXAÇÃO / TARUGAMENTO FORRO QUALQUER. A execução dos serviços deverá cumprir todas as exigências e determinações previstas na legislação: Resolução nº 307. pelo Conselho Nacional do Meio Ambiente ( CONAMA ).08. NBR 15112. fragmentação de camada impermeabilizante. inclusive sistema de fixação. NBR 15113.Critérios de Medição e Remuneração . inclusive o sistema de fixação ( tarugamento ).09. a seleção e acomodação manual do entulho em lotes. medida no projeto.08. NBR 15113. ou aferida antes da demolição (m²).

ou aferido antes da demolição (m). a seleção e acomodação manual do entulho em lotes. pelo Conselho Nacional do Meio Ambiente ( CONAMA ). a seleção e acomodação manual do entulho em lotes. ou aferida antes da demolição (m²).09.06 REMOÇÃO MANUAL DE JUNTA DE DILATAÇÃO OU RETRAÇÃO. inclusive o apoio.06 REMOÇÃO DE CAIAÇÃO OU TINTA MINERAL IMPERMEÁVEL 40 de 734 . NBR 15114 e outras vigentes à época da execução dos serviços. ou conforme levantamento cadastral. sem danificar a camada impermeabilização ou de isolamento sob a argamassa. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária e ferramentas adequadas para a execução dos serviços: demolição. NBR 15114 e outras vigentes à época da execução dos serviços. baguete ou moldura com tinta ou verniz removidos (m). BAGUETE OU MOLDURA COM PRODUTO QUÍMICO 1) Será medido por comprimento de rodapé. A execução dos serviços deverá cumprir todas as exigências e determinações previstas na legislação: Resolução nº 307. fragmentação de argamassa regularizante. de 5 de julho de 2002.02 REMOÇÃO DE PINTURA REMOÇÃO DE PINTURA EM RODAPÉ. NBR 15112. INCLUSIVE APOIO 1) Será medido por comprimento real de junta dilatação ou retração demolida. inclusive o material de apoio. 03. ou filme de polietileno. 03. sem danificar os elementos onde estão inseridas as juntas. 03.04 DEMOLIÇÃO MANUAL DE ARGAMASSA REGULARIZANTE. ISOLANTE OU PROTETORA E PAPEL KRAFT 1) Será medido por área real de argamassa regularizante. NBR 15113.10.Critérios de Medição e Remuneração .10. 03. NBR 15113. ou conforme levantamento cadastral. pelo Conselho Nacional do Meio Ambiente ( CONAMA ). isolante ou protetora. 03. inclusive a camada separadora. baguete ou moldura com tinta ou verniz removidos (m).00 03. ou retração.09.Boletim 156 legislação: Resolução nº 307. NBR 15112. medida no projeto. inclusive camada separadora. 2) O item remunera o fornecimento de lixa e a mão-de-obra necessária para a remoção da tinta ou verniz. 2) O item remunera o fornecimento de removedor de tinta tipo "Pintof" ou equivalente e a mão-de- obra necessária para a remoção da tinta ou verniz. pelo Conselho Nacional do Meio Ambiente ( CONAMA ). ou remoção. NBR 15114 e outras vigentes à época da execução dos serviços. de 5 de julho de 2002. com papel kraft. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária e ferramentas adequadas para a execução dos serviços: demolição. manualmente. medido no projeto.04 REMOÇÃO DE PINTURA EM RODAPÉ.10. fragmentação de juntas de dilatação. de 5 de julho de 2002. isolante ou protetora. NBR 15113. BAGUETE OU MOLDURA COM LIXA 1) Será medido por comprimento de rodapé. A execução dos serviços deverá cumprir todas as exigências e determinações previstas na legislação: Resolução nº 307. NBR 15112.10.

Critérios de Medição e Remuneração .57 1.08 REMOÇÃO DE PINTURA EM SUPERFÍCIES DE MADEIRA E / OU METÁLICAS COM PRODUTOS QUÍMICOS 1) Será medido por área (m²): A) Em superfícies de madeira: Em portas.10. filetes ou molduras. Em cercas e gradis pela área de projeção do conjunto no plano vertical.21 1. com venezianas ou persianas. Em portas de ferro onduladas e articuladas de enrolar.00 m² deverão ser deduzidos na totalidade e as espaletas. filetes ou molduras desenvolvidas (m²). Os vãos acima de 4. as áreas de vedação superiores a 15% da área inicial. pela área da peça multiplicada por 5 ( cinco ). medição pela área da peça multiplicado por 2 ( dois ). mais uma vez. pela área da peça multiplicada por 5 ( cinco ).29 2.45 1.10 1. portas e caixilhos chapeados. portões. considerada apenas uma vez.93 1.Boletim 156 1) Será medido pela área de superfície raspada. pela área da peça multiplicada por 3 ( três ). 03. acrescentando-se. pela área da peça multiplicada por 2. 2) O item remunera o fornecimento de materiais e a mão-de-obra necessários para a execução da raspagem da tinta. considerando-se os coeficientes abaixo multiplicados pela área da face externa da tubulação: DIÂMETRO até 2" de 2"a 3" de 3"a 4" de 4"a 5" de 5"a 6" de 6"a 7" de 7"a 8" COEFICIENTE 2. 41 de 734 . Em caixilhos com batentes ou contramarcos metálicos. acrescida do respectivo coeficiente.5 ( dois e meio ).00 m² e não se considerando espaletas. guichês com batente. Não havendo batente.00 Faixas de identificação em tubulação: cada faixa deverá ser considerada como 0.69 1. Em janelas e portas com batentes de madeira.54 2. B) Em superfícies metálicas: Em caixilhos vazados. não se descontando vãos de até 4. grades articuladas de enrolar e portas pantográficas. considerada uma só vez.42 2.50 m da tubulação correspondente.05 1.17 2.81 DIÂMETRO de 8" a 9" de 9"a 10" de 10"a 11" de 11"a 12" de 12"a 13" de 13"a 14" acima de 14" COEFICIENTE 1. pela área da peça ou projeção do conjunto. no plano vertical ou horizontal. Em tubulações.33 1. com venezianas ou persianas de enrolar. grades ou gradis de ferro.

considerada uma só vez.05 1. 2) O item remunera o fornecimento de removedor de tinta e / ou verniz e a mão-de-obra necessária para a remoção da tinta e / ou verniz em superfícies de madeira e / ou metálicas. medição pela área da peça multiplicado por 2 ( dois ). pela área da peça multiplicada por 5 ( cinco ). Em caixilhos com batentes ou contramarcos metálicos.10. acrescida do respectivo coeficiente.17 2.81 DIÂMETRO de 8" a 9" de 9"a 10" de 10"a 11" de 11"a 12" de 12"a 13" de 13"a 14" acima de 14" COEFICIENTE 1. pela área de projeção do conjunto no plano vertical. considerando-se os coeficientes abaixo.45 1.Critérios de Medição e Remuneração . portões.54 2. acrescida do respectivo coeficiente. Em tubulações. Não havendo batente. B) Em superfícies metálicas: Em caixilhos vazados. pela área da peça ou projeção do conjunto. com batentes de madeira. no plano vertical ou horizontal. grades articuladas de enrolar e portas pantográficas. flanges. Em janelas e portas.10 1.Boletim 156 Válvulas. considerada apenas uma vez.42 2. acrescentando-se. pela área da peça multiplicada por 2. pela área da peça multiplicada por 5 ( cinco ). guichês com batente.33 1. com venezianas ou persianas de enrolar. grades ou gradis de ferro. 42 de 734 . as áreas de vedação superiores a 15% da área inicial. pela área da peça multiplicada por 3 ( três ). registros e conexões: cada unidade será considerada como um metro linear de tubulação correspondente. 03. multiplicados pela área da face externa da tubulação: DIÂMETRO até 2" de 2"a 3" de 3"a 4" de 4"a 5" de 5"a 6" de 6"a 7" de 7"a 8" COEFICIENTE 2.50 m da tubulação correspondente. Em cercas e gradis. Em portas de ferro onduladas e articuladas de enrolar.93 1.10 REMOÇÃO DE PINTURA EM SUPERFÍCIES DE MADEIRA E / OU METÁLICAS COM LIXAMENTO 1) Será medido por área (m²): A) Em superfícies de madeira: Em portas.5 ( dois e meio ). portas e caixilhos chapeados.21 1.69 1. mais uma vez.57 1.29 2. com venezianas ou persianas.00 Faixas de identificação em tubulação: cada faixa deverá ser considerada como 0.

10. 03. 2) O item remunera o fornecimento de removedor de tinta tipo "Pintof" ou equivalente e a mão-de- obra necessária para a remoção da tinta.Critérios de Medição e Remuneração . acrescida do respectivo coeficiente. 2) O item remunera o fornecimento de lixa apropriada e a mão-de-obra necessária para a remoção da tinta e / ou verniz em superfícies de madeira e / ou metálicas com lixamento.14 REMOÇÃO DE PINTURA EM MASSA COM LIXAMENTO 1) Será medido pela área de superfície com tinta removida (m²).10. 03. 2) O item remunera o fornecimento de lixa e a mão-de-obra necessária para a remoção da tinta com lixamento.Boletim 156 Válvulas. 43 de 734 .12 REMOÇÃO DE PINTURA EM MASSA COM PRODUTOS QUÍMICOS 1) Será medido pela área de superfície com tinta removida (m²). flanges. registros e conexões: cada unidade será considerada como um metro linear de tubulação correspondente.

2) O item remunera o fornecimento de mão-de-obra e equipamentos necessários para a retirada completa de cerca de qualquer padrão. na projeção vertical. inclusive a remoção dos mourões e arames. GRANILITE OU MÁRMORE 1) Será medido pela área.Critérios de Medição e Remuneração .01. na projeção vertical.01. de barreira retirada (m). de divisórias desmontadas (m²).01. INCLUSIVE PILARES 1) Será medido pela área.00 RETIRADA COM PROVÁVEL REAPROVEITAMENTO 04. na projeção horizontal. 04. de divisórias desmontadas (m²). 2) O item remunera o fornecimento de retroescavadeira e a mão-de-obra para a retirada de fechamento em placas pré-moldadas. 2) O item remunera o fornecimento de mão-de-obra para a desmontagem de divisórias internas moduladas em placas de madeira ou fibrocimento fixadas em tarugamento.08 RETIRADA DE FECHAMENTO EM PLACAS PRÉ-MOLDADAS. 04.00.02 RETIRADA DE FECHAMENTO E ELEMENTO DIVISOR RETIRADA DE DIVISÓRIA EM PLACA DE MADEIRA OU FIBROCIMENTO TARUGADA 1) Será medido pela área. remunera também a guarda das peças reaproveitáveis. 44 de 734 . GRANITO.00 04.01. na projeção horizontal.Boletim 156 04. 2) O item remunera o fornecimento de mão-de-obra e equipamentos necessários para a retirada de barreira de proteção com arame de alta segurança simples ou duplo. de divisórias desmontadas (m²). remunera também a guarda das peças reaproveitáveis. de cerca retirada (m). 04. SIMPLES OU DUPLO 1) Será medido por comprimento. 2) O item remunera o fornecimento de mão-de-obra para a desmontagem de divisórias internas moduladas em placas de madeira ou fibrocimento fixadas em montantes metálicos. remunera também a guarda das peças reaproveitáveis. granito ou mármore. 04.09 RETIRADA DE BARREIRA DE PROTEÇÃO COM ARAME DE ALTA SEGURANÇA. 04. remunera também a guarda das peças reaproveitáveis.06 RETIRADA DE DIVISÓRIA EM PLACA DE CONCRETO. remunera também a seleção e guarda das peças e arame reaproveitáveis.01.01. instalada com um mínimo de 8 ( oito ) espiras por metro. na projeção vertical. inclusive pilares.04 RETIRADA DE DIVISÓRIA EM PLACA DE MADEIRA OU FIBROCIMENTO COM MONTANTES METÁLICOS 1) Será medido pela área. remunera também a guarda do arame de alta segurança para reaproveitamento.01. na projeção vertical. de fechamento retirado (m²).10 RETIRADA DE CERCA 1) Será medido por comprimento. 2) O item remunera o fornecimento de mão-de-obra para a desmontagem de divisórias internas moduladas em placas de concreto.

2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a retirada completa das peças de madeira com seção superior a 60 cm².09 RETIRADA DE ESTRUTURA EM MADEIRA PONTALETADA . seleção e guarda das peças reaproveitáveis. 04. para telhas de barro.00 RETIRADA DE ELEMENTOS DE ESTRUTURA (CONCRETO. pontaletada.07 RETIRADA DE ESTRUTURA DE MADEIRA EM TESOURA .02. ALUMÍNIO E MADEIRA) RETIRADA DE PEÇAS LINEARES EM MADEIRA COM SEÇÃO ATÉ 60 CM² 1) Será medido pelo comprimento total das peças retiradas (m). c) 12% para cobertura de 39% a 50% de inclinação. b) 8% para cobertura de 28% a 38% de inclinação.02. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a retirada completa da estrutura de madeira.03. 04.03.05 RETIRADA DE ESTRUTURA DE MADEIRA EM TESOURA . FERRO.11 RETIRADA DE ESTRUTURA EM MADEIRA PONTALETADA . para telhas de qualquer perfil. pontaletada. seleção e guarda das peças reaproveitáveis.02.02. em tesoura. para telhas de qualquer perfil. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a retirada completa da estrutura de madeira.02.02. 04.Critérios de Medição e Remuneração . 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a retirada completa da estrutura de madeira. 04.03 RETIRADA DE PEÇAS LINEARES EM MADEIRA COM SEÇÃO SUPERIOR A 60 CM² 1) Será medido pelo comprimento total das peças retiradas (m). para telhas de barro. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a retirada completa da estrutura de madeira.TELHAS PERFIL QUALQUER 1) Será medido pela área de cobertura em projeção horizontal (m²). em tesoura.TELHAS DE BARRO 1) Será medido pela área de cobertura em projeção horizontal (m²). 04.00 04.TELHAS PERFIL QUALQUER 1) Será medido pela área de cobertura em projeção horizontal (m²). 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a retirada completa das peças 04. a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis.02 RETIRADA DE TELHAMENTO E PROTEÇÃO RETIRADA DE TELHAMENTO EM BARRO 1) Será medido pela área de cobertura em projeção horizontal (m²). a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis.Boletim 156 04. com os acréscimos: a) 5% para cobertura de 18% a 27% de inclinação. 04.02. a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis.TELHAS DE BARRO 1) Será medido pela área de cobertura em projeção horizontal (m²).02 de madeira com seção até 60 cm². a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis. 45 de 734 .

inclusive elementos de fixação.04.04. remunera também a limpeza e a guarda das peças reaproveitáveis. a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a retirada completa das telhas em qualquer material.Boletim 156 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a retirada completa das telhas de barro. considerando-se as dimensões externas. 04. EXCETO BARRO 1) Será medido pela área de cobertura em projeção horizontal (m²).02 RETIRADA DE PISO EM PEDRA. inclusive elementos de fixação.03.03. 04.03. granito ou mármore. EM PAREDE OU FACHADA 1) Será medido por área de revestimento retirado (m²). incluindo os perfis de fixação (m²). b) 8% para cobertura de 28% a 38% de inclinação. ESPIGÃO OU RUFO PERFIL QUALQUER 1) Será medido pelo comprimento total das peças retiradas (m). 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a retirada de revestimento de pedra. inclusive elementos de fixação.03. c) 12% para cobertura de 39% a 50% de inclinação.09 RETIRADA DE DOMO DE ACRÍLICO.04. a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis. inclusive elementos de fixação. granito ou mármore assentados com argamassa. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a retirada completa das peças. a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis. com ou sem grapas.00 04.Critérios de Medição e Remuneração .06 RETIRADA DE CUMEEIRA OU ESPIGÃO EM BARRO 1) Será medido pelo comprimento total das peças retiradas (m).04. INCLUSIVE PERFIS METÁLICOS DE FIXAÇÃO 1) Será medido pela área do domo retirado.04 RETIRADA DE TELHAMENTO PERFIL E MATERIAL QUALQUER.08 RETIRADA DE CUMEEIRA.01 RETIRADA DE REVESTIMENTO EM PEDRA E BLOCOS MACIÇOS RETIRADA DE REVESTIMENTO EM PEDRA. em paredes ou fachadas assentados com argamassa. inclusive estrutura de fixação. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a retirada completa das peças. aferida na projeção horizontal. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a retirada de domo com corpo em acrílico.03 RETIRADA DE SOLEIRA OU PEITORIL EM PEDRA. remunera também a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis. 04. 04. GRANITO OU MÁRMORE 46 de 734 . 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a retirada de piso de pedra. a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis. exceto barro. ou perfil. 04. remunera também a limpeza e a guarda das peças reaproveitáveis. GRANITO OU MÁRMORE. com os acréscimos: a) 5% para cobertura de 18% a 27% de inclinação. GRANITO OU MÁRMORE 1) Será medido por área de piso retirado (m²). 04. 04.

05. 04.Boletim 156 1) Será medido por comprimento de soleira ou peitoril retirado (m).06 RETIRADA DE SOALHO INCLUSIVE VIGAMENTO 1) Será medido por área de piso retirado (m²). a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis.04.06 RETIRADA DE RODAPÉ EM PEDRA. remunera também a limpeza e a guarda das peças reaproveitáveis. a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis. 04.05.04 RETIRADA DE DEGRAU EM PEDRA. GRANITO OU MÁRMORE 1) Será medido por comprimento de revestimento de degraus retirado (m).05.04. a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis.08 RETIRADA DE DEGRAU EM MADEIRA 1) Será medido por comprimento de revestimento de degraus retirado (m).00 04. granito ou mármore assentados com argamassa. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a retirada de pisos e espelhos de degraus revestidos em madeira.Critérios de Medição e Remuneração . inclusive o tarugamento. não remunera a retirada do vigamento.05. 04. 47 de 734 . 04. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a retirada de piso de soalho de madeira. remunera também a limpeza e a guarda das peças reaproveitáveis. a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis.01 RETIRADA DE REVESTIMENTOS EM MADEIRA RETIRADA DE REVESTIMENTO EM LAMBRIS DE MADEIRA 1) Será medido por área de revestimento em lambril de madeira retirado (m²). 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a retirada de revestimento em lambril de madeira. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a retirada de rodapés em pedra. GRANITO OU MÁRMORE 1) Será medido por comprimento de rodapé retirado (m).04 RETIRADA DE SOALHO SOMENTE O TABLADO 1) Será medido por área de piso retirado (m²). 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a retirada de piso de soalho de madeira. 04. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a retirada de pisos e espelhos de degraus revestidos em pedra. granito ou mármore assentados com argamassa. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a retirada de soleira ou peitoril em pedra.02 RETIRADA DE PISO EM TACOS DE MADEIRA 1) Será medido por área de piso retirado (m²). 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a retirada de piso de taco de madeira colocado. 04. granito ou mármore assentados com argamassa. a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis. 04. inclusive o vigamento de assentamento do piso.05.05. remunera também a limpeza e a guarda das peças reaproveitáveis.

06.04 RETIRADA DE DEGRAU EM MATERIAL SINTÉTICO ASSENTADO A COLA 1) Será medido por comprimento de revestimento de degraus retirado (m). inclusive a estrutura de fixação.06. inclusive cordão.10 RETIRADA DE RODAPÉ INCLUSIVE CORDÃO EM MADEIRA 1) Será medido por comprimento de rodapé retirado (m).. 04. 04. remunera também a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis. a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis. a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis. 48 de 734 . 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a retirada do forro em placas ou tiras fixadas. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária especializada para a desmontagem e retirada completa. 04. borracha. a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis.05.06. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a retirada de revestimento em lambril metálico. vinil. inclusive a remoção da cola.00 04.00 04. inclusive a estrutura de sustentação.10 RETIRADA DE PISO ELEVADO TELESCÓPICO METÁLICO. etc. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a retirada de piso sintético. inclusive a remoção da cola.02 RETIRADA DE PISO EM MATERIAL SINTÉTICO ASSENTADO A COLA 1) Será medido por área de piso retirado (m²).06. borracha. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a retirada de pisos e espelhos de degraus revestidos em material sintético. vinil.. borracha. 04.02 RETIRADA DE FORRO. 04.06.07. remunera também a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis. remunera também a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis. INCLUSIVE ESTRUTURA DE SUSTENTAÇÃO 1) Será medido por área de piso elevado telescópico metálico retirado (m²). vinil.06 RETIRADA DE RODAPÉ INCLUSIVE CORDÃO EM MATERIAL SINTÉTICO 1) Será medido por comprimento de rodapé retirado (m).01 RETIRADA DE REVESTIMENTOS SINTÉTICOS E METÁLICOS RETIRADA DE REVESTIMENTO EM LAMBRIS METÁLICOS 1) Será medido por área de revestimento em lambril metálico retirado (m²). de piso elevado telescópico metálico. BRISES E FACHADAS RETIRADA DE FORRO QUALQUER EM PLACAS OU TIRAS FIXADAS 1) Será medido por área de forro retirado (m²).Boletim 156 04. a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a retirada de rodapés em material sintético. 04. etc. etc. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a retirada de rodapés de madeira..Critérios de Medição e Remuneração . inclusive a remoção da cola e do cordão quando houver.06.07.

04.08. 04.08.00 04. 2) O item remunera o fornecimento de mão-de-obra necessária para a retirada de folha de esquadria em madeira. 2) O item remunera o fornecimento de mão-de-obra necessária para a retirada de batentes com guarnição e peças lineares em madeira. 04. remunera também a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis.09. 04.09.09.02 RETIRADA DE ESQUADRIA E ELEMENTO DE FERRO E ALUMÍNIO RETIRADA DE ESQUADRIA METÁLICA EM GERAL 1) Será medido pela área da esquadria retirada (m²).Critérios de Medição e Remuneração . 04. remunera também a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis. 2) O item remunera o fornecimento de mão-de-obra necessária para a retirada de elementos de madeira. 04.04 RETIRADA DE FOLHA DE ESQUADRIA METÁLICA 49 de 734 . a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis. 2) O item remunera o fornecimento de mão-de-obra necessária para a retirada de guarnições.Boletim 156 04. 04. LOUSA E ETC. fixadas. CHUMBADOS 1) Será medido pelo comprimento total de peças retiradas (m).00 04.06 RETIRADA DE SISTEMA DE FIXAÇÃO OU TARUGAMENTO DE FORRO 1) Será medido por área de sistema de fixação retirado (m²). inclusive sistema de fixação.02 RETIRADA DE ESQUADRIA E ELEMENTO DE MADEIRA RETIRADA DE FOLHA DE ESQUADRIA EM MADEIRA 1) Será medido por unidade retirada (un). em geral. chumbados. a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis.07.06 RETIRADA DE BATENTE COM GUARNIÇÃO E PEÇAS LINEARES EM MADEIRA.08. MOLDURA E PEÇAS LINEARES EM MADEIRA. 1) Será medido pela área do elemento retirado (m²).04 RETIRADA DE GUARNIÇÃO. a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a retirada completa de esquadrias metálicas. remunera também a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis.04 RETIRADA DE FORRO QUALQUER EM PLACAS OU TIRAS APOIADAS 1) Será medido por área de forro retirado (m²).07. FIXADAS 1) Será medido pelo comprimento total de peças retiradas (m). 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a retirada de sistema de fixação ou tarugamento. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a retirada de forros em placas ou tiras apoiadas.08.08 RETIRADA DE ELEMENTO DE MADEIRA E SISTEMA DE FIXAÇÃO. molduras e peças lineares em madeira. a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis.08. TIPO QUADRO.

2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a retirada de entelamento metálico.Boletim 156 1) Será medido por unidade de folha retirada (un). 04. fixados. corrimãos ou peças lineares metálicas.09. 04. CORRIMÃO OU PEÇAS LINEARES METÁLICAS. inclusive a base de sustentação do mesmo.09. 04. 04. CHUMBADOS 1) Será medido pelo comprimento total das peças retiradas (m).14 RETIRADA DE FECHAMENTO POSTE OU SISTEMA DE SUSTENTAÇÃO PARA ALAMBRADO OU 1) Será medido por unidade de poste ou tubo retirados (un). 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a retirada da fechadura ou fecho de embutir. a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a retirada de poste ou sistema de sustentação usado na fixação de tela de alambrado. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a retirada. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a retirada de batentes. 04. FIXADOS 1) Será medido pelo comprimento total das peças retiradas (m).08 RETIRADA DE BATENTE.06 RETIRADA DE BATENTE.09. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a retirada completa de guarda- corpos ou gradis.12 RETIRADA DE ESCADA DE MARINHEIRO COM OU SEM GUARDA-CORPO 1) Será medido pelo comprimento da escada retirada (m). a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis. CORRIMÃO OU PEÇAS LINEARES METÁLICAS. a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis.16 RETIRADA DE ENTELAMENTO METÁLICO EM GERAL 1) Será medido por área de entelamento metálico retirado (m²).09.00 04.04 RETIRADA DE FECHADURA OU FECHO DE SOBREPOR 50 de 734 .10. em geral. 04. a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis. a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis.10 RETIRADA DE GUARDA-CORPO OU GRADIL EM GERAL 1) Será medido pela área do guarda-corpo ou gradil retirado (m²). a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis. em geral. a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis. a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis. 04. chumbados.09.Critérios de Medição e Remuneração . 2) O item remunera o fornecimento de mão-de-obra necessária para a retirada de folha de esquadria metálica.10. 04.02 RETIRADA DE FERRAGENS E ACESSÓRIOS PARA ESQUADRIAS RETIRADA DE FECHADURA OU FECHO DE EMBUTIR 1) Será medido por unidade de fechadura ou fecho retirados (un). 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a retirada de batentes. corrimãos ou peças lineares metálicas.10.09.

11.00 04. METAIS SANITÁRIOS E REGISTRO RETIRADA DE APARELHO SANITÁRIO INCLUINDO ACESSÓRIOS 1) Será medido por unidade de aparelho sanitário retirado (un). 04. 04. na projeção horizontal. 04. em geral. 2) O item remunera a mão-de-obra para a retirada de complementos sanitários. remunera também a limpeza. 1) Será medido por unidade retirada (un). a seleção e a guarda dos elementos reaproveitáveis. 2) O item remunera a mão-de-obra para retirada de bacias sanitárias. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a remoção completa de bancadas em geral. 04.Boletim 156 1) Será medido por unidade de fechadura ou fecho retirados (un). a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis. 1) Será medido por unidade retirada (un). 2) O item remunera a mão-de-obra para retirada de complementos sanitários chumbados. inclusive os acessórios.Critérios de Medição e Remuneração . 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a retirada de dobradiças.11.08 RETIRADA DE REGISTRO OU VÁLVULA EMBUTIDOS 1) Será medido por unidade retirada (un) 2) O item remunera mão-de-obra para a retirada de registros ou válvulas embutidos. remunera também a limpeza. independente de seu tipo ou bitola.11.10. 04. a seleção e a guarda do material reaproveitável.11.11.11. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a retirada de peça ou acessório complementar de esquadria.08 RETIRADA DE PEÇA OU ACESSÓRIO COMPLEMENTAR EM GERAL DE ESQUADRIA 1) Será medido por unidade de peça ou acessórios retirado (un). PORTA-PAPEL E ETC. PAPELEIRAS E ETC. mictórios. 04. tanques e outros aparelhos sanitários.02 RETIRADA DE APARELHOS. lavatórios.06 RETIRADA DE COMPLEMENTO SANITÁRIO FIXADO OU DE SOBREPOR. de bancada retirada (m²). remunera também a limpeza.11. remunera também a limpeza. a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis. fixados ou de sobrepor.06 RETIRADA DE DOBRADIÇA 1) Será medido por unidade de dobradiça retirada (un). a seleção e a guarda dos elementos reaproveitáveis.10. a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a retirada da fechadura ou fecho de sobrepor.04 RETIRADA DE COMPLEMENTO SANITÁRIO CHUMBADO. bidês. a seleção e a guarda do material reaproveitável.03 RETIRADA DE BANCADA INCLUINDO PERTENCES 1) Será medido por área. 04.10 RETIRADA DE REGISTRO OU VÁLVULA APARENTES 1) Será medido por unidade retirada (un) 51 de 734 . inclusive pertences e a guarda das peças aproveitáveis. 04.

ou metais sanitários em geral. tipo concreto celular.06 RETIRADA DE ISOLAMENTO TÉRMICO COM MATERIAL EM PANOS 1) Será medido por área de material de isolamento térmico retirado (m²). a seleção e a guarda do material reaproveitável. a seleção e a guarda do material reaproveitável.13. etc.12. 2) O item remunera a mão-de-obra para a retirada de torneiras em geral ou chuveiros. independente de seu tipo ou bitola.11.. 2) O item remunera a mão-de-obra para a retirada de sifões. 04. remunera também a limpeza.Critérios de Medição e Remuneração . remunera também a seleção e a guarda do material reaproveitável. 04. a seleção e a guarda do material reaproveitável. 2) O item remunera a mão-de-obra de retirada de caixa de descarga de sobrepor. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a retirada do isolamento térmico com material monolítico. remunera também a limpeza. independente do seu tipo ou bitola. 04. independente do seu tipo e potência.12. 2) O item remunera a mão-de-obra para a retirada do conjunto de motor-bomba independente do seu tipo e potência.16 RETIRADA DE CAIXA DE DESCARGA DE SOBREPOR OU ACOPLADA 1) Será medido por unidade de caixa retirada (un). 04.11. ou acoplada. 04. a seleção e a guarda do material reaproveitável. 04.00 04.02 RETIRADA DE APARELHOS ELÉTRICOS E HIDRÁULICOS RETIRADA DE CONJUNTO DE MOTOR-BOMBA 1) Será medido por unidade retirada (un). a seleção e a guarda do material reaproveitável. remunera também a limpeza.02 RETIRADA DE IMPERMEABILIZAÇÃO E AFINS RETIRADA DE ISOLAMENTO TÉRMICO COM MATERIAL MONOLÍTICO 1) Será medida por área de isolamento térmico retirado (m²).13. 52 de 734 . 04. remunera também a limpeza.14 RETIRADA DE SIFÃO OU METAIS SANITÁRIOS DIVERSOS 1) Será medido por unidade retirada (un). remunera também a limpeza.00 04. independente de seu tipo ou bitola. tijolo cerâmico.11.12.13. a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis.04 RETIRADA DE MOTOR DE BOMBA DE RECALQUE 1) Será medido por unidade retirada (un). remunera também a limpeza. 2) O item remunera a mão-de-obra para a retirada do motor de bomba de recalque.Boletim 156 2) O item remunera mão-de-obra para a retirada de registros ou válvulas aparentes.12 RETIRADA DE TORNEIRA OU CHUVEIRO 1) Será medido por unidade retirada (un).

fixo em teto. inclusive fixação. placas de espuma de poliuretano etc. remunera também a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis.00 04. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a remoção completa de aparelho de iluminação ou projetor.04 REMOÇÃO DE APARELHO DE ILUMINAÇÃO OU PROJETOR FIXO EM POSTE OU BRAÇO 1) Será medido por unidade retirada (un). 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a remoção completa de suporte tipo "braquet". 04. 04.14.Boletim 156 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a retirada do isolamento térmico em panos.17. piso ou parede. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a remoção completa de barramento de cobre.14.17.Critérios de Medição e Remuneração .02 RETIRADA DE VIDRO RETIRADA DE VIDRO OU ESPELHO COM RASPAGEM DA MASSA OU RETIRADA DE BAGUETE 1) Será medido pela área de vidro ou espelho retirado (m²). 04. remunera também a seleção e a guarda do material reaproveitável. remunera também a seleção e a guarda do material reaproveitável.17. inclusive a raspagem da massa ou retirada de baguetes.00 04. 04. 04. 04. 53 de 734 .08 REMOÇÃO DE BARRAMENTO DE COBRE 1) Será medido por comprimento de barramento retirado(m).06 REMOÇÃO DE SUPORTE TIPO BRAQUET 1) Será medido por unidade retirada (un). 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a remoção completa de aparelho de iluminação ou projetor.17.17. a seleção e a guarda do material reaproveitável. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a retirada de esquadria em vidro de qualquer natureza. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a retirada de vidro ou espelho de qualquer natureza.17.02 RETIRADA EM INSTALAÇÃO ELÉTRICA .10 REMOÇÃO DE BASE DE DISJUNTOR TIPO QUIK-LAG 1) Será medido por unidade retirada (un). remunera também a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis. fixo em poste ou braço. 04. remunera também a seleção e a guarda do material reaproveitável. a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis.14.. PISO OU PAREDE 1) Será medido por unidade retirada (un). tipo placas de poliestireno.LETRA A ATÉ B REMOÇÃO DE APARELHO DE ILUMINAÇÃO OU PROJETOR FIXO EM TETO.04 RETIRADA DE ESQUADRIA EM VIDRO 1) Será medido pela área da esquadria em vidro retirada (m²).

17. 04.02 RETIRADA EM INSTALAÇÃO ELÉTRICA .12 REMOÇÃO DE BASE DE FUSÍVEL TIPO DIAZED 1) Será medido por unidade retirada (un). a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis.17. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a remoção completa de base ou chave para fusível NH. tipo tripolar.18. 04. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a remoção completa de bucha de passagem interna ou externa.20 REMOÇÃO DE BRAÇADEIRA PARA PASSAGEM DE CORDOALHA 1) Será medido por unidade retirada (un). 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a remoção completa de base ou chave para fusível NH. 04.LETRA C REMOÇÃO DE CABEÇOTE EM REDE DE TELEFONIA 1) Será medido por unidade retirada (un). 04. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a remoção completa de base de fusível tipo DIAZED. a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis.17. a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis. tipo unipolar. 04.00 04.22 REMOÇÃO DE BUCHA DE PASSAGEM INTERNA OU EXTERNA 1) Será medido por unidade retirada (un). 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a remoção completa de braçadeira para passagem de cordoalha. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a remoção completa de cabeçote em rede de telefonia.18 REMOÇÃO DE BASE OU CHAVE PARA FUSÍVEL NH TIPO UNIPOLAR 1) Será medido por unidade retirada (un).17.24 REMOÇÃO DE BUCHA DE PASSAGEM PARA NEUTRO 1) Será medido por unidade retirada (un). a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis.Critérios de Medição e Remuneração . a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis. a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis. 04.Boletim 156 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a remoção completa de base de disjuntor tipo QUICK-LAG.16 REMOÇÃO DE BASE OU CHAVE PARA FUSÍVEL NH TIPO TRIPOLAR 1) Será medido por unidade retirada (un).14 REMOÇÃO DE BASE E HASTE DE PÁRA-RAIOS 1) Será medido por unidade retirada (un).17.18. a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a remoção completa de base e haste de pára-raios. 54 de 734 . a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis. 04.17. 04.17. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a remoção completa de bucha de passagem para neutro. a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis.

remunera também a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a remoção de caixa para fusível ou tomada. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a remoção de caixa de medição padrão completa. 04. 04.08 REMOÇÃO DE CAIXA DE ENTRADA TELEFÔNICA COMPLETA 1) Será medido por unidade retirada (un). padrão medição indireta completa.13 REMOÇÃO DE CAIXA PARA FUSÍVEL OU TOMADA INSTALADA EM PERFILADO 1) Será medido por unidade retirada (un).18. 04.07 REMOÇÃO DE CAIXA DE ENTRADA DE ENERGIA PADRÃO RESIDENCIAL COMPLETA 1) Será medido por unidade retirada (un).09 REMOÇÃO DE CAIXA DE MEDIÇÃO PADRÃO COMPLETA 1) Será medido por unidade retirada (un). remunera também a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis. remunera também a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis.18. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a remoção de caixa de entrada de energia. 04. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a remoção de caixa estampada.12 REMOÇÃO DE CAIXA ESTAMPADA 1) Será medido por unidade retirada (un). remunera também a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis.18.Critérios de Medição e Remuneração . 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a remoção de caixa de entrada telefônica completa. 04. instalada em perfilado. remunera também a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis.04 REMOÇÃO DE CABO DE AÇO E ESTICADORES DE PÁRA-RAIOS 1) Será medido por comprimento de cabo retirado (m).18.18. remunera também a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis. 55 de 734 .18.18. padrão residencial completa. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a remoção de caixa de entrada de energia. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a remoção completa de cabo de aço e esticadores de pára-raios. 04.06 REMOÇÃO DE CAIXA DE ENTRADA DE ENERGIA PADRÃO MEDIÇÃO INDIRETA COMPLETA 1) Será medido por unidade retirada (un). remunera também a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis. 04. a seleção e a guarda do material reaproveitável.18.16 REMOÇÃO DE CANOPLA PARA PENDENTES DE LUMINÁRIAS 1) Será medido por unidade retirada (un).Boletim 156 04.14 REMOÇÃO DE CAIXA PARA TRANSFORMADOR DE CORRENTE 1) Será medido por unidade retirada (un). 04. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a remoção de caixa para transformador de corrente.18.

remunera também a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis. 56 de 734 .18.27 REMOÇÃO DE CHAVE FUSÍVEL INDICADORA TIPO MATHEUS 1) Será medido por unidade retirada (un).Critérios de Medição e Remuneração . 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a remoção completa de chave de base em mármore ou ardósia.22 REMOÇÃO DE CHAPA DE FERRO PARA BUCHA DE PASSAGEM 1) Será medido por unidade retirada (un). 04. remunera também a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis.26 REMOÇÃO DE CHAVE DE AÇÃO RÁPIDA COMANDO FRONTAL MONTADO EM PAINEL 1) Será medido por unidade retirada (un). remunera também a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis.18. 04. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a remoção completa de chave automática de bóia. tipo Franklin.18. 04. remunera também a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis. para comando frontal montado em painel. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a remoção completa de cantoneira metálica.25 REMOÇÃO DE CHAVE BASE DE MÁRMORE OU ARDÓSIA 1) Será medido por unidade retirada (un). 04. 04.24 REMOÇÃO DE CHAVE AUTOMÁTICA DA BÓIA 1) Será medido por unidade retirada (un).18 REMOÇÃO DE CANTONEIRA METÁLICA 1) Será medido por comprimento de cantoneira retirada (m). remunera também a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis. remunera também a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis. remunera também a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis. tipo MATHEUS.18.20 REMOÇÃO DE CAPTOR DE PÁRA-RAIOS TIPO FRANKLIN 1) Será medido por unidade retirada (un). 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a remoção completa de chapa de ferro para bucha de passagem. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a remoção completa de captor de pára-raios. 04.Boletim 156 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a remoção de canopla para pendentes de luminárias.28 REMOÇÃO DE CHAVE SECCIONADORA TRIPOLAR SECA MECANISMO DE MANOBRA FRONTAL 1) Será medido por unidade retirada (un).18.18.18. 04. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a remoção completa de chave de ação rápida. 04. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a remoção completa de chave fusível indicadora.18. a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis.

remunera também a seleção e a guarda do material reaproveitável.18.18. 04. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a remoção completa de condutor embutido. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a remoção completa de condutor aparente.5 mm.32 REMOÇÃO DE CINTA DE FIXAÇÃO DE ELETRODUTO OU SELA PARA CRUZETA EM POSTE 1) Será medido por unidade retirada (un). remunera também a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis. remunera também a seleção e a guarda do material reaproveitável. 04. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a remoção completa de cinta de fixação de eletroduto ou sela para cruzeta em poste.18.5 MM 1) Será medido por comprimento de condutor retirado (m). 04.Boletim 156 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a remoção completa de chave seccionadora tripolar seca.40 REMOÇÃO DE CONDUTOR ESPECIAL 1) Será medido por comprimento de condutor retirado (m).18.5 mm.34 REMOÇÃO DE CONDULETE 1) Será medido por unidade retirada (un).18.5 MM 1) Será medido por comprimento de condutor retirado (m).5 MM 1) Será medido por comprimento de condutor retirado (m). 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a remoção completa de chave tipo PACCO rotativo. com de diâmetro externo superior a 6.18. remunera também a seleção e a guarda do material reaproveitável. com diâmetro nominal externo até 6.5 mm.18.Critérios de Medição e Remuneração .38 REMOÇÃO DE CONDUTOR EMBUTIDO DIÂMETRO EXTERNO ACIMA DE 6. 04.5 mm. remunera também a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis. 04. 04.29 REMOÇÃO DE CHAVE TIPO PACCO ROTATIVO 1) Será medido por unidade retirada (un). 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a remoção completa de condulete.36 REMOÇÃO DE CONDUTOR APARENTE DIÂMETRO EXTERNO ACIMA DE 6. com mecanismo de manobra frontal.18. remunera também a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis. com diâmetro externo até 6. com de diâmetro externo superior a 6. remunera também a seleção e a guarda do material reaproveitável.39 REMOÇÃO DE CONDUTOR EMBUTIDO DIÂMETRO EXTERNO ATÉ 6. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a remoção completa de condutor embutido.37 REMOÇÃO DE CONDUTOR APARENTE DIÂMETRO EXTERNO ATÉ 6. 04.5 MM 1) Será medido por comprimento de condutor retirado (m). 57 de 734 . 04. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a remoção completa de condutor aparente. remunera também a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis.

41 REMOÇÃO DE CORDOALHA OU CABO DE COBRE NU 1) Será medido por comprimento de cabo ou cordoalha retirados (m). 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a remoção completa de corrente para pendentes.47 REMOÇÃO DE CRUZETA DE MADEIRA 1) Será medido por unidade retirada (un).19.Boletim 156 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a remoção completa de condutor especial.18.18.42 REMOÇÃO DE CONTATOR MAGNÉTICO PARA COMANDO DE BOMBA 1) Será medido por unidade retirada (un).Critérios de Medição e Remuneração . 04. 600 V / 800 A 1) Será medido por unidade retirada (un). remunera também a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis.46 REMOÇÃO DE CRUZETA DE FERRO PARA FIXAÇÃO DE PROJETORES 1) Será medido por unidade retirada (un).00 04.18.LETRA D ATÉ I REMOÇÃO DE DISJUNTOR DE VOLUME NORMAL OU REDUZIDO 1) Será medido por unidade retirada (un). 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a remoção completa de cruzeta de ferro para fixação de projetores. remunera também a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis. 04. remunera também a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis.04 REMOÇÃO DE DISJUNTOR NO FUSE 58 de 734 .19.02 RETIRADA EM INSTALAÇÃO ELÉTRICA . remunera também a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a remoção de contator magnético para comando de bomba. 04. 04.19. remunera também a seleção e a guarda do material reaproveitável. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a remoção completa de cabo ou cordoalha de cobre sem revestimento. 04.18. 04.19. 04. remunera também a seleção e a guarda do material reaproveitável. tripolar de 600 V / 800 A. aberto.03 REMOÇÃO DE DISJUNTOR A SECO ABERTO TRIPOLAR. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a remoção completa de disjuntor com volume de óleo normal ou reduzido.18. 04. remunera também a seleção e a guarda do material reaproveitável.44 REMOÇÃO DE CORRENTE PARA PENDENTES 1) Será medido por unidade retirada (un). 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a remoção completa de disjuntor a seco. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a remoção completa de cruzeta de madeira. remunera também a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis.

remunera também a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a remoção completa de interruptores.19. remunera também a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis.Critérios de Medição e Remuneração .19. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a remoção completa de fundo de quadro de distribuição ou caixa de passagem.19. remunera também a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis.19.18 REMOÇÃO DE ISOLADOR TIPO PINO. 04. remunera também a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a remoção completa de isolador tipo disco completo e gancho de suspensão. 04. 04. 59 de 734 . inclusive o pino. remunera também a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis. BOTÃO DE CAMPAINHA OU CIGARRA 1) Será medido por unidade retirada (un). 04.16 REMOÇÃO DE ISOLADOR TIPO DISCO COMPLETO E GANCHO DE SUSPENSÃO 1) Será medido por unidade retirada (un). 04. remunera também a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis.Boletim 156 1) Será medido por unidade retirada (un). INCLUSIVE O PINO 1) Será medido por unidade retirada (un).10 REMOÇÃO DE GANCHO DE SUSTENTAÇÃO DE LUMINÁRIA EM PERFILADO 1) Será medido por unidade retirada (un).14 REMOÇÃO DE ISOLADOR TIPO CASTANHA E GANCHO DE SUSTENTAÇÃO 1) Será medido por unidade retirada (un). botão de campainha ou cigarra.08 REMOÇÃO DE FUNDO DE QUADRO DE DISTRIBUIÇÃO OU CAIXA DE PASSAGEM 1) Será medido por área de fundo de quadro ou caixa retirado (m²). 04. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a remoção completa de disjuntor termo-magnético. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a remoção completa de castanha e gancho de sustentação. tomadas.19. 04. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a remoção completa de gancho de sustentação de luminária em perfilado. remunera também a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis.06 REMOÇÃO DE DISJUNTOR TERMO-MAGNÉTICO 1) Será medido por unidade retirada (un). 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a remoção completa de disjuntor "no fuse". remunera também a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis.19. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a remoção completa de isolador tipo pino.19. TOMADAS.12 REMOÇÃO DE INTERRUPTORES.

remunera também a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis.20.04 REMOÇÃO DE PÁRA-RAIOS TIPO CRISTAL-VALVE EM CABINE PRIMÁRIA 1) Será medido por unidade retirada (un). 60 de 734 . remunera também a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis.02 RETIRADA EM INSTALAÇÃO ELÉTRICA .12 REMOÇÃO DE TERMINAL MODULAR ( MUFLA ) TRIPOLAR OU UNIPOLAR 1) Será medido por unidade retirada (un). iluminação ou ventilação e iluminação. 04.06 REMOÇÃO DE LUZ DE OBSTÁCULO 1) Será medido por unidade retirada (un). remunera também a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis. em litros. 04. remunera também a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis. remunera também a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis.10 REMOÇÃO DE MÃO FRANCESA 1) Será medido por unidade retirada (un).20. 04.04 REMOÇÃO DE LÂMPADA 1) Será medido por unidade retirada (un).Critérios de Medição e Remuneração . remunera também a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis.21. 04. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a remoção de manopla de comando de disjuntor.02 RETIRADA EM INSTALAÇÃO ELÉTRICA .LETRA O ATÉ S REMOÇÃO DE ÓLEO DE DISJUNTOR OU TRANSFORMADOR 1) Será medido por volume.LETRA J ATÉ N REMOÇÃO DE JANELA DE VENTILAÇÃO.20. remunera também a guarda quando reaproveitável.08 REMOÇÃO DE MANOPLA DE COMANDO DE DISJUNTOR 1) Será medido por unidade retirada (un).Boletim 156 04.00 04. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a remoção de óleo de disjuntor ou transformador. 04. 04. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a remoção de luz de obstáculo.20.20.20. 04. ILUMINAÇÃO OU VENTILAÇÃO E ILUMINAÇÃO PADRÃO 1) Será medido por unidade retirada (un). 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a remoção de lâmpada.21. de óleo retirado( l ).00 04.21.20. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a remoção de terminal modular ( mufla ) tripolar ou unipolar. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a remoção de mão francesa. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a remoção completa de janela padrão de ventilação.

remunera também a seleção e a guarda do material reaproveitável. chamada ou caixa de passagem. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a remoção de poste de concreto. remunera também a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis.Critérios de Medição e Remuneração . 04. inclusive sistema de fixação. inclusive sistema de fixação.21.16 REMOÇÃO DE QUADRO DE DISTRIBUIÇÃO. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a remoção de pára-raios tipo Cristal-Valve em poste singelo ou estaleiro.05 REMOÇÃO DE PÁRA-RAIOS TIPO CRISTAL-VALVE EM POSTE SINGELO OU ESTALEIRO 1) Será medido por unidade retirada (un).21. 04.14 REMOÇÃO DE POSTE METÁLICO 1) Será medido por unidade retirada (un).21. 04. remunera também a seleção e a guarda do material reaproveitável. 04. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a remoção completa de porta de quadro ou painel. 04.10 REMOÇÃO DE PORTA DE QUADRO OU PAINEL 1) Será medido por área de porta de quadro ou painel retirada (m²). remunera também a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis. 04. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a remoção de poste de madeira. 04.Boletim 156 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a remoção de pára-raios tipo Cristal-Valve em cabine primária. remunera também a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a remoção de poste metálico.20 REMOÇÃO DE REATOR PARA LÂMPADA 1) Será medido por unidade retirada (un).06 REMOÇÃO DE PERFILADO 1) Será medido por comprimento de perfilado retirado (m). remunera também a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis.21.13 REMOÇÃO DE POSTE DE CONCRETO 1) Será medido por unidade retirada (un). remunera também a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis. 61 de 734 .21.21. inclusive os componentes internos.15 REMOÇÃO DE POSTE DE MADEIRA 1) Será medido por unidade retirada (un). 04. CHAMADA OU CAIXA DE PASSAGEM 1) Será medido por área de quadro ou caixa retirada (m²). 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a remoção completa de perfilado.21. inclusive a base de sustentação. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a remoção completa de quadro de distribuição.21. remunera também a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis.

22. 04. 04. 04.Boletim 156 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a remoção de reator para lâmpada. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a remoção de relé.22.04 REMOÇÃO DE TRANSFORMADOR DE POTÊNCIA EM CABINE PRIMÁRIA 1) Será medido por unidade retirada (un).02 RETIRADA EM INSTALAÇÃO ELÉTRICA .28 REMOÇÃO DE SOQUETE 1) Será medido por unidade retirada (un). 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a remoção de suporte de transformador em posto singelo ou estaleiro. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a remoção completa de transformador de potência em cabine primária.00 04. 04.21.21 REMOÇÃO DE REATOR PARA LÂMPADA FIXO EM POSTE 1) Será medido por unidade retirada (un).Critérios de Medição e Remuneração .LETRA T ATÉ O FINAL REMOÇÃO DE TERMINAL OU CONECTOR PARA CABOS 1) Será medido por unidade retirada (un). 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a remoção de terminal ou conector para cabos.21.21. 04. 04.21. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a remoção de reator para lâmpada fixo em poste. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a remoção de soquete.21.22. remunera também a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis.24 REMOÇÃO DE RELÉ 1) Será medido por unidade retirada (un).26 REMOÇÃO DE ROLDANA 1) Será medido por unidade retirada (un). 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a remoção de roldana. remunera também a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis. remunera também a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis. 04.22. remunera também a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis.05 REMOÇÃO DE TRANSFORMADOR DE POTENCIAL COMPLETO (PEQUENO) 1) Será medido por unidade retirada (un). remunera também a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis. remunera também a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis. remunera também a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis. 04. remunera também a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis.30 REMOÇÃO DE SUPORTE DE TRANSFORMADOR EM POSTE SINGELO OU ESTALEIRO 1) Será medido por unidade retirada (un). 62 de 734 .

10 REMOÇÃO DE TUBULAÇÃO ELÉTRICA APARENTE COM DIÂMETRO EXTERNO ACIMA DE 50 MM 1) Será medido por comprimento de tubulação elétrica retirada (m).Boletim 156 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a remoção de transformador de potencial completo pequeno. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a remoção completa de calha ou rufo. remunera também a seleção e a guarda do material reaproveitável. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a remoção completa de vergalhão.06 REMOÇÃO DE TRANSFORMADOR DE POTÊNCIA TRIFÁSICO ATÉ 225 KVA.Critérios de Medição e Remuneração . remunera também a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis. 04. com diâmetro externo acima de 50 mm. remunera também a seleção e a guarda do material reaproveitável. remunera também a seleção e a guarda do material reaproveitável. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a remoção completa de tubulação elétrica embutida. 63 de 734 . 2) O item remunera o fornecimento de mão-de-obra e equipamento necessários para a remoção completa de transformador de potência trifásico até 225 kVA.00 04.22. a óleo.22. EM POSTE SINGELO 1) Será medido por unidade retirada de transformador retirada (un). 04. 04.20 REMOÇÃO DE VERGALHÃO 1) Será medido por comprimento de vergalhão retirado (m).12 REMOÇÃO DE TUBULAÇÃO ELÉTRICA EMBUTIDA DIÂMETRO EXTERNO ACIMA DE 50 MM 1) Será medido por comprimento de tubulação elétrica retirada (m).22.30.30. A ÓLEO. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a remoção completa de tubulação elétrica embutida. 04. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a remoção completa de tubulação elétrica aparente. em poste singelo.22.22. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a remoção completa de tubulação elétrica aparente.22.11 REMOÇÃO DE TUBULAÇÃO ELÉTRICA APARENTE DIÂMETRO EXTERNO ATÉ 50 MM 1) Será medido por comprimento de tubulação elétrica retirada (m). remunera também a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis.13 REMOÇÃO DE TUBULAÇÃO ELÉTRICA EMBUTIDA DIÂMETRO EXTERNO ATÉ 50 MM 1) Será medido por comprimento de tubulação elétrica retirada (m). com diâmetro externo até 50 mm.02 RETIRADA EM INSTALAÇÃO HIDRÁULICA REMOÇÃO DE CALHA OU RUFO 1) Será medido por comprimento de calha ou rufo retirado (m). remunera também a seleção e a guarda do material reaproveitável. 04. 04. remunera também a seleção e a guarda do material reaproveitável. remunera também a seleção e a guarda do material reaproveitável. 04. com diâmetro externo até 50 mm. com diâmetro externo acima de 50 mm.

remunera também a seleção e a guarda do material reaproveitável. 04. NBR 15114 e outras vigentes à época da execução dos serviços.30. etc.40. ou aferido antes da retirada (m). 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a remoção completa de condutor aparente.06 REMOÇÃO DE TUBULAÇÃO HIDRÁULICA EM GERAL. ou remoção. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a remoção completa de aparelho de ar condicionado portátil. inclusive eventuais acessórios a ela agregados como torneiras. TRANSPORTE ATÉ 1. A execução dos serviços deverá cumprir todas as exigências e determinações previstas na legislação: Resolução nº 307. até 1.08 REMOÇÃO DE HIDRANTE DE PAREDE COMPLETO 1) Será medido por unidade retirada (un). 2) O item remunera a mão-de-obra para a remoção da tubulação. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a remoção de hidrante de parede completo. a seleção e separação do material. o transporte com caminhão. para o reaproveitamento. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária e o ferramental apropriado para a execução dos serviços: desmonte manual de guia pré-moldada.0 QUILÔMETRO E DESCARREGAMENTO 1) Será medido por comprimento real de guia pré-moldada retirada. remunera também a seleção e a guarda do material reaproveitável. caixas sifonadas. . 04. INCLUINDO CONEXÕES. 04. medido no projeto. INCLUSIVE LIMPEZA. CAIXAS E RALOS 1) Será medido por comprimento de tubulação retirada (m). remunera também a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis.10 REMOÇÃO DE RESERVATÓRIO EM FIBROCIMENTO ATÉ 1000 LITROS 1) Será medido por unidade retirada (un).35. o descarregamento. 64 de 734 . a carga manual. 04.30. 04. de 5 de julho de 2002.05 RETIRADA DE SISTEMA E EQUIPAMENTO DE CONFORTO MECÂNICO RETIRADA DE APARELHO DE AR CONDICIONADO PORTÁTIL 1) Será medido por unidade de aparelho de ar condicionado retirado (un).40.Critérios de Medição e Remuneração . registros. inclusive o apoio em concreto.30. ou conforme levantamento cadastral. remunera também a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis.35.00 04. a limpeza e a acomodação manual das peças em lotes.000 litros. NBR 15112.04 REMOÇÃO DE CONDUTOR APARENTE 1) Será medido por comprimento de condutor retirado (m).30.01 RETIRADAS DIVERSAS DE PEÇAS PRÉ-MOLDADAS RETIRADA MANUAL DE GUIA PRÉ-MOLDADA.Boletim 156 04. remunera também a seleção e a guarda das peças reaproveitáveis.0 ( um ) quilômetro. CARREGAMENTO. pelo Conselho Nacional do Meio Ambiente ( CONAMA ). com até 1.00 04. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a remoção de reservatório em fibrocimento. independente do tipo de rede em questão. ralos. NBR 15113.

pelo Conselho Nacional do Meio Ambiente ( CONAMA ). NBR 15113. pelo Conselho Nacional do Meio Ambiente ( CONAMA ). a seleção e separação do material.07 RETIRADA MANUAL DE PARALELEPÍPEDO OU LAJOTA DE CONCRETO. de 5 de julho de 2002. ou conforme levantamento cadastral. ou conforme levantamento cadastral. inclusive o apoio em concreto. pelo Conselho Nacional do Meio Ambiente ( CONAMA ). ou remoção. ou lajota de concreto. ou remoção. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária e o ferramental apropriado para a execução dos serviços: desmonte manual de pavimento em paralelepípedo. TRANSPORTE ATÉ 1. ou aferido antes da retirada (m). 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária e o ferramental apropriado para a execução dos serviços: desmonte manual de pavimento em paralelepípedo. inclusive o lastro de areia. a limpeza e a acomodação manual das peças em lotes. o transporte com caminhão. para o reaproveitamento. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária e o ferramental apropriado para a execução dos serviços: desmonte manual de soleira ou peitoril.0 ( um ) quilômetro. para o reaproveitamento. CARREGAMENTO. INCLUSIVE LIMPEZA E EMPILHAMENTO 1) Será medido por área real de pavimento em paralelepípedo ou lajota de concreto retirado.05 RETIRADA MANUAL DE PARALELEPÍPEDO OU LAJOTA DE CONCRETO. ou lajota de concreto.Boletim 156 04. para o reaproveitamento. INCLUSIVE LIMPEZA. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária e o ferramental apropriado para a execução dos serviços: desmonte manual de guia pré-moldada. NBR 15112. NBR 15113. ou aferida antes da retirada (m²). para o reaproveitamento. ou conforme levantamento cadastral. ou aferida antes da retirada (m²). NBR 15113. 65 de 734 .03 RETIRADA MANUAL DE GUIA PRÉ-MOLDADA. NBR 15114 e outras vigentes à época da execução dos serviços. até 1. NBR 15113. o descarregamento. NBR 15112. a seleção e separação do material. medido no projeto. inclusive a base de assentamento.02 RETIRADA DE SOLEIRA OU PEITORIL EM GERAL 1) Será medido por comprimento real de soleira. ou remoção. a carga manual.0 QUILÔMETRO E DESCARREGAMENTO 1) Será medido por área real de pavimento em paralelepípedo ou lajota de concreto retirado. ou conforme levantamento cadastral. ou remoção. de 5 de julho de 2002. medida no projeto.40. A execução dos serviços deverá cumprir todas as exigências e determinações previstas na legislação: Resolução nº 307.Critérios de Medição e Remuneração . a seleção e separação do material. 04. de 5 de julho de 2002. NBR 15114 e outras vigentes à época da execução dos serviços. A execução dos serviços deverá cumprir todas as exigências e determinações previstas na legislação: Resolução nº 307. a seleção e separação do material. NBR 15112.40. a limpeza e a acomodação manual das peças em lotes.40. inclusive o lastro de areia. ou peitoril retirado. NBR 15114 e outras vigentes à época da execução dos serviços. ou aferido antes da retirada (m). a limpeza e a acomodação manual das peças em lotes. medida no projeto. a limpeza e a acomodação manual das peças em lotes. NBR 15112. 04. 04.40. A execução dos serviços deverá cumprir todas as exigências e determinações previstas na legislação: Resolução nº 307. INCLUSIVE LIMPEZA E EMPILHAMENTO 1) Será medido por comprimento real de guia pré-moldada retirada. NBR 15114 e outras vigentes à época da execução dos serviços. de 5 de julho de 2002. medido no projeto. pelo Conselho Nacional do Meio Ambiente ( CONAMA ). A execução dos serviços deverá cumprir todas as exigências e determinações previstas na legislação: Resolução nº 307.

resíduos provenientes da construção civil. para distâncias superiores a 3. o transporte e o despejo na unidade de destinação final.Boletim 156 05. NBR 15114 e outras vigentes à época da execução dos serviços. transporte e descarga deverão ser condizentes com a natureza dos serviços prestados.Critérios de Medição e Remuneração .0 quilômetro (m³). na obra. NBR15113 e NBR15114. NBR 15113. origem. Remunera também o retorno do veículo 66 de 734 . CARRETEIRO.00. os materiais acessórios e os equipamentos necessários ao carregamento. 2) O item remunera o fornecimento de caminhão basculante. E) A mão-de-obra. conforme exigências das normas NBR 15112. de 5 de julho de 2002. abrangendo: A) A empresa ou prestadora dos serviços de remoção do entulho. a empresa executora dos serviços de coleta e transporte. necessários para o transporte manual. bem como o despejo e acomodação dos materiais na caçamba. observadas a legislação e as normas vigentes.00 TRANSPORTE E MOVIMENTAÇÃO.06 TRANSPORTE MECANIZADO DE MATERIAL SOLTO TRANSPORTE DE ENTULHO. deverá apresentar o "Controle de Transporte de Resíduos" ( CTR ) devidamente preenchido. ou área licenciada para tal finalidade pela Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental ( CETESB ).08. sendo a distância de transporte considerada desde o local de carregamento até o local de despejo.0 quilômetros. D) Proteção das áreas envolvidas. contendo informações sobre o gerador. até o local onde está situada a caçamba.0 quilômetros até 5. com caçamba reforçada. independente da distância do local de despejo. B) Fornecimento de caçamba metálica de qualquer tamanho.08. e a reposição por outra caçamba vazia. G) Estão inclusos todos os impostos legais e despesas necessárias junto aos órgãos regulamentadores das atividades envolvidas. INCLUSIVE CARGA E DESCARGA 1) Será medido por volume de entulho retirado. e a mão-de- obra necessária para a execução do serviço de transporte do material de entulho. INDEPENDENTE DA DISTÂNCIA DO LOCAL DE DESPEJO. do material de entulho.00 05. pelo Conselho Nacional do Meio Ambiente ( CONAMA ). remoção da mesma quando cheia.00 05.07. aferido no caminhão. C) Fornecimento da mão-de-obra e recipientes adequados. quantidade e descrição dos resíduos e seu destino.07. DENTRO E FORA DA OBRA 05. COM CAÇAMBA METÁLICA. bem como o comprovante declarando a sua correta destinação. aferido na caçamba (m³). 2) O item remunera o fornecimento dos serviços de carregamento manual até a caçamba. NBR 15112. menos 1. ALUGUEL REMOÇÃO DE ENTULHO. 05. PARA DISTÂNCIAS SUPERIORES AO 3º KM ATÉ O 5º KM 1) Será medido por volume de entulho. unidade de disposição final. vertical ou horizontal. remoção e transporte da caçamba até unidade de destinação final indicada pelo Município onde ocorrer a geração e retirada do entulho. deverá cumprir todas as exigências e determinações previstas na legislação: Resolução nº 307.03 TRANSPORTE COMERCIAL. F) Na retirada do entulho.

para distâncias superiores a 20. aferido no caminhão. Remunera também o retorno do veículo descarregado. sendo a distância de transporte considerada desde o local de carregamento até o local de despejo.0 quilômetro (m³).0 KM 1) Será medido por volume de entulho retirado. 67 de 734 . a seleção e acomodação manual do entulho em lotes. Todo entulho gerado deverá obedecer à Lei nº 14.Boletim 156 descarregado.0 quilômetros. de 26 de Junho de 2008 e à Resolução CONAMA nº 307/2002. de 26 de Junho de 2008 e à Resolução CONAMA nº 307/2002.10 TRANSPORTE DE ENTULHO. menos 1.0 ( um ) quilômetro.0 quilômetros. 2) O item remunera o fornecimento de caminhão basculante. o transporte com caminhão. 2) O item remunera o fornecimento de equipamentos e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços: a carga mecanizada. 05.803. para distâncias superiores a 5. com caçamba reforçada.0 quilômetros até 15. sendo a distância de transporte considerada desde o local de carregamento até o local de despejo.0 quilômetro (m³). Remunera também o retorno do veículo descarregado. PARA DISTÂNCIAS SUPERIORES AO 15º KM ATÉ O 20º KM 1) Será medido por volume de entulho. para distâncias superiores a 10. 2) O item remunera o fornecimento de caminhão basculante.08. 2) O item remunera o fornecimento de caminhão basculante.08.0 quilômetro (m³). PARA DISTÂNCIAS SUPERIORES AO 5º KM ATÉ O 10º KM 1) Será medido por volume de entulho.803. 05. Remunera também o retorno do veículo descarregado.14 TRANSPORTE DE ENTULHO. menos 1.803.0 quilômetros. de 26 de Junho de 2008 e à Resolução CONAMA nº 307/2002.803. PARA DISTÂNCIAS SUPERIORES AO 10º KM ATÉ O 15º KM 1) Será medido por volume de entulho.08. para distâncias superiores a 15. sendo a distância de transporte considerada desde o local de carregamento até o local de despejo.08. de 26 de Junho de 2008 e à Resolução CONAMA nº 307/2002.0 quilômetros até 10. e a mão-de- obra necessária para a execução do serviço de transporte do material de entulho. COM CAMINHÃO À DISPOSIÇÃO DENTRO DA OBRA.803. 05.08 TRANSPORTE DE ENTULHO. menos 1.22 CARREGAMENTO MECANIZADO DE ENTULHO FRAGMENTADO. e a distância percorrida. Remunera também o retorno do veículo descarregado. e a mão-de- obra necessária para a execução do serviço de transporte do material de entulho. Todo entulho gerado deverá obedecer à Lei nº 14. 2) O item remunera o fornecimento de caminhão basculante. 05.12 TRANSPORTE DE ENTULHO. ATÉ O RAIO DE 1.0 quilômetro (m³ x km). de 26 de Junho de 2008 e à Resolução CONAMA nº 307/2002.0 quilômetros até 20. o descarregamento. com caçamba reforçada. aferido no caminhão. 05. e a mão-de- obra necessária para a execução do serviço de transporte do material de entulho. aferido no caminhão.0 quilômetros. A execução dos serviços deverá cumprir todas as exigências e determinações previstas na legislação: Resolução nº 307. até 1. PARA DISTÂNCIAS SUPERIORES AO 20º KM 1) Será medido pelo produto do volume de entulho. aferido no caminhão. Todo entulho gerado deverá obedecer à Lei nº 14. sendo a distância de transporte considerada desde o local de remoção até o local de despejo menos 1. Todo entulho gerado deverá obedecer à Lei nº 14.Critérios de Medição e Remuneração . com caçamba reforçada. e a mão-de- obra necessária para a execução do serviço de transporte do material de entulho. aferido no caminhão (m³).08. Todo entulho gerado deverá obedecer à Lei nº 14. com caçamba reforçada.

até o local de descarregamento. NBR 15112. pelo Conselho Nacional do Meio Ambiente ( CONAMA ). sendo a distância de transporte considerada desde o local de carregamento até a unidade de destinação final.00 05. para o carregamento. para o carregamento. NBR 15113. descarregamento.0 quilômetros. os serviços de: transporte. Os serviços de transporte de solos brejosos até unidade de destinação final deverá cumprir todas as exigências e determinações previstas na legislação: Resolução nº 307. e manutenção. para distâncias até 2. NBR 15113. Os serviços de transporte de solos até unidade de destinação final deverá cumprir todas as exigências e determinações previstas na legislação: Resolução nº 307. e manutenção. descarregamento.Critérios de Medição e Remuneração . NBR 15112. NBR 15114 e outras vigentes à época da execução dos serviços. para o carregamento. os serviços de: transporte. de 5 de julho de 2002. 68 de 734 . ou da jazida. NBR 15113. descarregamento. e o retorno do veículo descarregado. menos 1. 05.Boletim 156 de 5 de julho de 2002. sendo a distância de transporte considerada desde o local de carregamento até a unidade de destinação final.0 quilômetro (m³). aferido na caixa.0 quilômetro (m³). 2) O item remunera o tempo do veículo à disposição. pelo Conselho Nacional do Meio Ambiente ( CONAMA ). pelo Conselho Nacional do Meio Ambiente ( CONAMA ).02 TRANSPORTE MECANIZADO DE SOLO TRANSPORTE DE SOLO DE 1ª E 2ª CATEGORIA POR CAMINHÃO ATÉ O 2º KM 1) Será medido pelo volume de solo. os serviços de: transporte.10. 2) O item remunera o tempo do veículo à disposição. de 5 de julho de 2002. Estão inclusos todos os impostos legais e despesas necessárias junto aos órgãos regulamentadores das atividades envolvidas. e o retorno do veículo descarregado. descarregamento. até o local de descarregamento.04 TRANSPORTE DE SOLO DE 1ª E 2ª CATEGORIA POR CAMINHÃO PARA DISTÂNCIAS SUPERIORES AO 2º KM ATÉ O 3º KM 1) Será medido pelo volume de solo. descarregamento. Os serviços de transporte de solos até unidade de destinação final deverá cumprir todas as exigências e determinações previstas na legislação: Resolução nº 307. e o retorno do veículo descarregado. pelo Conselho Nacional do Meio Ambiente ( CONAMA ).03 TRANSPORTE DE SOLO BREJOSO POR CAMINHÃO ATÉ O 2º KM 1) Será medido pelo volume de solo brejoso. Não remunera os serviços de espalhamento quando necessário.10. Estão inclusos todos os impostos legais e despesas necessárias junto aos órgãos regulamentadores das atividades envolvidas. aferido na caixa. NBR 15113. Estão inclusos todos os impostos legais e despesas necessárias junto aos órgãos regulamentadores das atividades envolvidas.0 quilômetros. sendo a distância de transporte considerada desde o local de carregamento até a unidade de destinação final. NBR 15112.10.10. para distâncias superiores ao 2.0 quilômetros. NBR 15112. aferido na caixa. Não remunera os serviços de espalhamento quando necessário. para distâncias até 2. e manutenção.0 quilômetro (m³). descarregamento. NBR 15114 e outras vigentes à época da execução dos serviços. Não remunera os serviços de espalhamento quando necessário. 05. menos 1. de 5 de julho de 2002. 2) O item remunera o tempo do veículo à disposição. menos 1. NBR 15114 e outras vigentes à época da execução dos serviços.0 quilômetros até 3. ou da jazida. 05. NBR 15114 e outras vigentes à época da execução dos serviços.

05. e o retorno do veículo descarregado. 05. aferido na caixa. 2) O item remunera o tempo do veículo à disposição. NBR 15112. pelo Conselho Nacional do Meio Ambiente ( CONAMA ).10. Não remunera os serviços de espalhamento quando necessário.Boletim 156 05. Os serviços de transporte de solos brejosos até unidade de destinação final deverá cumprir todas as exigências e determinações previstas na legislação: Resolução nº 307. descarregamento. descarregamento. para o carregamento. NBR 15113. e o retorno do veículo descarregado. NBR 15114 e outras vigentes à época da execução dos serviços. 2) O item remunera o tempo do veículo à disposição. pelo Conselho Nacional do Meio Ambiente ( CONAMA ).07 TRANSPORTE DE SOLO BREJOSO POR CAMINHÃO PARA DISTÂNCIAS SUPERIORES AO 3º KM ATÉ O 5º KM 1) Será medido pelo volume de solo brejoso. e o retorno do veículo descarregado. sendo a distância de transporte considerada desde o local de carregamento até a unidade de destinação final. sendo a distância de transporte considerada desde o local de carregamento até a unidade de destinação final. menos 1. de 5 de julho de 2002. Não remunera os serviços de espalhamento quando necessário. e manutenção.0 quilômetros.0 quilômetros até 5.0 quilômetro (m³).0 quilômetro (m³). sendo a distância de transporte considerada desde o local de carregamento até a unidade de destinação final. até o local de descarregamento. NBR 15114 e outras vigentes à época da execução dos serviços.10. Os serviços de transporte de solos até unidade de destinação final deverá cumprir todas as exigências e determinações previstas na legislação: Resolução nº 307. de 5 de julho de 2002. 2) O item remunera o tempo do veículo à disposição. ou da jazida. Estão inclusos todos os impostos legais e despesas necessárias junto aos órgãos regulamentadores das atividades envolvidas.10. para distâncias superiores a 2. menos 1. descarregamento.08 TRANSPORTE DE SOLO DE 1ª E 2ª CATEGORIA POR CAMINHÃO PARA DISTÂNCIAS SUPERIORES AO 5º KM ATÉ O 10º KM 69 de 734 .10. para distâncias superiores a 3. Estão inclusos todos os impostos legais e despesas necessárias junto aos órgãos regulamentadores das atividades envolvidas. NBR 15112. e manutenção.0 quilômetros até 3.0 quilômetros. e manutenção. Estão inclusos todos os impostos legais e despesas necessárias junto aos órgãos regulamentadores das atividades envolvidas.0 quilômetros. descarregamento. aferido na caixa. NBR 15112. os serviços de: transporte. NBR 15113. os serviços de: transporte.06 TRANSPORTE DE SOLO DE 1ª E 2ª CATEGORIA POR CAMINHÃO PARA DISTÂNCIAS SUPERIORES AO 3º KM ATÉ O 5º KM 1) Será medido pelo volume de solo. 05. para o carregamento. menos 1. descarregamento. os serviços de: transporte. NBR 15114 e outras vigentes à época da execução dos serviços. para distâncias superiores ao 3. Os serviços de transporte de solos brejosos até unidade de destinação final deverá cumprir todas as exigências e determinações previstas na legislação: Resolução nº 307.0 quilômetros até 5.0 quilômetro (m³). para o carregamento. NBR 15113.05 TRANSPORTE DE SOLO BREJOSO POR CAMINHÃO PARA DISTÂNCIAS SUPERIORES AO 2º KM ATÉ O 3º KM 1) Será medido pelo volume de solo brejoso. aferido na caixa. Não remunera os serviços de espalhamento quando necessário. de 5 de julho de 2002. pelo Conselho Nacional do Meio Ambiente ( CONAMA ).Critérios de Medição e Remuneração . descarregamento.

NBR 15112. menos 1. de 5 de julho de 2002. Estão inclusos todos os impostos legais e despesas necessárias junto aos órgãos regulamentadores das atividades envolvidas. 70 de 734 . e o retorno do veículo descarregado. NBR 15114 e outras vigentes à época da execução dos serviços.Critérios de Medição e Remuneração . NBR 15114 e outras vigentes à época da execução dos serviços. e o retorno do veículo descarregado. NBR 15113.10 TRANSPORTE DE SOLO DE 1ª E 2ª CATEGORIA POR CAMINHÃO PARA DISTÂNCIAS SUPERIORES AO 10º KM ATÉ O 15º KM 1) Será medido pelo volume de solo. para o carregamento. menos 1. pelo Conselho Nacional do Meio Ambiente ( CONAMA ). sendo a distância de transporte considerada desde o local de carregamento até a unidade de destinação final. 05.10. 2) O item remunera o tempo do veículo à disposição. NBR 15112. ou da jazida. 05. os serviços de: transporte. os serviços de: transporte. menos 1. Os serviços de transporte de solos até unidade de destinação final deverá cumprir todas as exigências e determinações previstas na legislação: Resolução nº 307. aferido na caixa. para distâncias superiores a 5. sendo a distância de transporte considerada desde o local de carregamento até a unidade de destinação final.0 quilômetro (m³). até o local de descarregamento. para distâncias superiores ao 10.0 quilômetros. e manutenção. pelo Conselho Nacional do Meio Ambiente ( CONAMA ).0 quilômetros. Não remunera os serviços de espalhamento quando necessário. 05. sendo a distância de transporte considerada desde o local de carregamento até a unidade de destinação final.0 quilômetro (m³). Não remunera os serviços de espalhamento quando necessário.0 quilômetros até 15. Estão inclusos todos os impostos legais e despesas necessárias junto aos órgãos regulamentadores das atividades envolvidas. descarregamento.0 quilômetro (m³).Boletim 156 1) Será medido pelo volume de solo. ou da jazida. de 5 de julho de 2002. os serviços de: transporte. descarregamento. descarregamento. aferido na caixa. Não remunera os serviços de espalhamento quando necessário.0 quilômetros. aferido na caixa. aferido na caixa. até o local de descarregamento. 2) O item remunera o tempo do veículo à disposição. descarregamento. 2) O item remunera o tempo do veículo à disposição. para distâncias superiores ao 5.11 TRANSPORTE DE SOLO BREJOSO POR CAMINHÃO PARA DISTÂNCIAS SUPERIORES AO 10º KM ATÉ O 15º KM 1) Será medido pelo volume de solo brejoso. menos 1. para o carregamento. descarregamento. NBR 15113. sendo a distância de transporte considerada desde o local de carregamento até a unidade de destinação final. NBR 15112. NBR 15114 e outras vigentes à época da execução dos serviços.10.0 quilômetros até 10. descarregamento. Os serviços de transporte de solos até unidade de destinação final deverá cumprir todas as exigências e determinações previstas na legislação: Resolução nº 307.0 quilômetro (m³). e o retorno do veículo descarregado. pelo Conselho Nacional do Meio Ambiente ( CONAMA ). para o carregamento. de 5 de julho de 2002. e manutenção.10. e manutenção. NBR 15113. Os serviços de transporte de solos brejosos até unidade de destinação final deverá cumprir todas as exigências e determinações previstas na legislação: Resolução nº 307. Estão inclusos todos os impostos legais e despesas necessárias junto aos órgãos regulamentadores das atividades envolvidas.0 quilômetros até 10.09 TRANSPORTE DE SOLO BREJOSO POR CAMINHÃO PARA DISTÂNCIAS SUPERIORES AO 5º KM ATÉ O 10º KM 1) Será medido pelo volume de solo brejoso.

05. ou da jazida. Não remunera os serviços de espalhamento quando necessário.10. de 5 de julho de 2002. os serviços de: transporte.0 quilômetro (m³). NBR 15113. descarregamento. NBR 15114 e outras vigentes à época da execução dos serviços. NBR 15112. sendo a distância de transporte considerada desde o local de carregamento até ab unidade de destinação final. 05. descarregamento. para o carregamento. Estão inclusos todos os impostos legais e despesas necessárias junto aos órgãos regulamentadores das atividades envolvidas. os serviços de: transporte. NBR 15113.0 quilômetro (m³). NBR 15112. até o local de descarregamento. descarregamento. 2) O item remunera o tempo do veículo à disposição.0. 2) O item remunera o tempo do veículo à disposição. NBR 15112. Os serviços de transporte de solos até unidade de destinação final deverá cumprir todas as exigências e determinações previstas na legislação: Resolução nº 307.0 quilômetros. Não remunera os serviços de espalhamento quando necessário. para o carregamento. para o carregamento. menos 1.14 TRANSPORTE DE SOLO DE 1ª E 2ª CATEGORIA POR CAMINHÃO PARA DISTÂNCIAS SUPERIORES AO 20º KM 1) Será medido pelo produto do volume de solo. e o retorno do veículo descarregado. e manutenção. ou da jazida. menos 1.12 TRANSPORTE DE SOLO DE 1ª E 2ª CATEGORIA POR CAMINHÃO PARA DISTÂNCIAS SUPERIORES AO 15º KM ATÉ O 20º KM 1) Será medido pelo volume de solo. e o retorno do veículo descarregado.13 TRANSPORTE DE SOLO BREJOSO POR CAMINHÃO PARA DISTÂNCIAS SUPERIORES AO 15º KM ATÉ O 20º KM 1) Será medido pelo volume de solo brejoso. NBR 15114 e outras vigentes à época da execução dos serviços.0 quilômetros. para distâncias superiores ao 15. descarregamento. descarregamento. os serviços de: transporte. sendo a distância de transporte considerada desde o local de carregamento até a unidade de destinação final.0 quilômetros até 20. Estão inclusos todos os impostos legais e despesas necessárias junto aos órgãos regulamentadores das atividades envolvidas. e a distância média percorrida de ida ou volta. descarregamento. Os serviços de transporte de solos brejosos até unidade de destinação final deverá cumprir todas as exigências e determinações previstas na legislação: Resolução nº 307. NBR 15114 e outras vigentes à época da execução dos serviços. menos 1.0 quilômetro (m³ x km). sendo a distância de transporte considerada desde o local de carregamento até a unidade de destinação final. pelo Conselho Nacional do Meio Ambiente ( CONAMA ). para distâncias superiores a 20.Critérios de Medição e Remuneração . de 5 de julho de 2002. Os serviços de transporte de solos brejosos até unidade de destinação final deverá cumprir todas as exigências e determinações previstas na legislação: Resolução nº 307. para o carregamento. 05.0 quilômetros. e o retorno do veículo descarregado. de 5 de julho de 2002. até o local de descarregamento. para distâncias superiores a 15. NBR 15113. descarregamento. e manutenção. 2) O item remunera o tempo do veículo à disposição. os serviços de: transporte.Boletim 156 2) O item remunera o tempo do veículo à disposição. e manutenção. aferido na caixa. aferido na caixa. pelo Conselho Nacional do Meio Ambiente ( CONAMA ).0 quilômetros até 20.10. Não remunera os serviços de espalhamento quando necessário.0 quilômetros até 15. e o retorno do veículo descarregado.10. para distâncias superiores a 10. aferido na caixa. descarregamento. e manutenção. Os serviços de transporte de solos até unidade de destinação 71 de 734 . pelo Conselho Nacional do Meio Ambiente ( CONAMA ). Estão inclusos todos os impostos legais e despesas necessárias junto aos órgãos regulamentadores das atividades envolvidas.

os serviços de: transporte. 2) O item remunera o tempo do veículo à disposição. e manutenção. NBR 15112.0 quilômetros. NBR 15112. menos 1. NBR 15113. e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços: carregamento e descarregamento mecanizado de solo de 1ª e 2ª categoria.10. Não remunera os serviços de espalhamento quando necessário.Boletim 156 final deverá cumprir todas as exigências e determinações previstas na legislação: Resolução nº 307.0 quilômetro (m³ x km). 2) O item remunera o fornecimento de equipamentos. pelo Conselho Nacional do Meio Ambiente ( CONAMA ). sendo a distância de transporte considerada desde o local de carregamento até a unidade de destinação final.21 CARREGAMENTO MECANIZADO DE SOLO DE 1ª E 2ª CATEGORIA 1) Será medido por volume de solo. NBR 15114 e outras vigentes à época da execução dos serviços.15 TRANSPORTE DE SOLO BREJOSO POR CAMINHÃO PARA DISTÂNCIAS SUPERIORES AO 20º KM 1) Será medido pelo produto do volume de solo brejoso. pelo Conselho Nacional do Meio Ambiente ( CONAMA ). e o retorno do veículo descarregado. Estão inclusos todos os impostos legais e despesas necessárias junto aos órgãos regulamentadores das atividades envolvidas. descarregamento. aferido no caminhão (m³). descarregamento. Os serviços de transporte de solos brejosos até unidade de destinação final deverá cumprir todas as exigências e determinações previstas na legislação: Resolução nº 307. para distâncias superiores a 20. NBR 15113. Estão inclusos todos os impostos legais e despesas necessárias junto aos órgãos regulamentadores das atividades envolvidas. para o carregamento. de 5 de julho de 2002. 05. 05. de 5 de julho de 2002. Não remunera os serviços de espalhamento quando necessário.10. e a distância média percorrida de ida ou volta.Critérios de Medição e Remuneração . NBR 15114 e outras vigentes à época da execução dos serviços. aferido na caixa. 72 de 734 .

01. de 30 cm (m³).11. para simples regularização sem compactação. considerando-se um acréscimo para cada lado. 06.00 06.02.50 M 1) Será medido pelo volume escavado. em relação às dimensões de cada peça.11. sem controle de compactação. 06. poços ou cavas executado (m³). 06. 06.00. 2) O item remunera o fornecimento de equipamentos e mão-de-obra necessários para execução dos serviços de reaterro manual.06 REATERRO MANUAL COM ADIÇÃO DE 2% DE CIMENTO 73 de 734 .00 06. com material existente ou importado.01. EXCETO ROCHA ESCAVAÇÃO MANUAL EM SOLO DE 1ª E 2ª CATEGORIA EM VALA OU CAVA ATÉ 1. com material existente ou importado. brejoso. MANUAL 06. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a execução dos serviços de reaterro manual apiloado. em campo aberto.Critérios de Medição e Remuneração .50 m de profundidade. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a escavação manual em solo de 1ª e 2ª categorias em valas ou cavas até 1.02 REATERRO MANUAL SEM FORNECIMENTO DE MATERIAL REATERRO MANUAL PARA SIMPLES REGULARIZAÇÃO SEM COMPACTAÇÃO 1) Será medido pelo volume de reaterro executado (m³). no plano horizontal. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a escavação manual em solo.11.50 m de profundidade.01.11. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a escavação manual em solo.00 SERVIÇO EM SOLO E ROCHA.Boletim 156 06.04 ESCAVAÇÃO MANUAL EM SOLO BREJOSO EM CAMPO ABERTO 1) Será medido pelo volume real escavado (m³).50 M 1) Será medido pelo volume escavado. em campo aberto.02 ESCAVAÇÃO MANUAL EM VALAS E BURACOS DE SOLO. considerando-se um acréscimo para cada lado.02. EXCETO ROCHA ESCAVAÇÃO MANUAL EM SOLO DE 1ª E 2ª CATEGORIA EM CAMPO ABERTO 1) Será medido pelo volume real escavado (m³). em relação às dimensões de cada peça.04 ESCAVAÇÃO MANUAL EM SOLO DE 1ª E 2ª CATEGORIA EM VALA OU CAVA ALÉM DE 1. de primeira ou segunda categoria.00 06. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a escavação manual em solo de 1ª e 2ª em valas ou cavas além 1. de 20 cm (m³).02 ESCAVAÇÃO MANUAL EM CAMPO ABERTO DE SOLO. 06. 06. no plano horizontal.04 REATERRO MANUAL APILOADO SEM CONTROLE DE COMPACTAÇÃO 1) Será medido pelo volume de reaterro em valas.02.

2) O item remunera o fornecimento de cimento e mão-de-obra necessários para execução dos serviços de reaterro manual. com maço de 30 kg e a disposição das sobras. 06.00 06. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para execução dos serviços de carga manual de solo. com adição de 2% de cimento.12.02 ATERRO MANUAL SEM FORNECIMENTO DE MATERIAL ATERRO MANUAL APILOADO DE ÁREA INTERNA COM MAÇO DE 30 KG 1) Será medido pelo volume de aterro compactado (m³).Boletim 156 1) Será medido pelo volume de reaterro executado (m³).14. incluindo o apiloamento em camadas. com material existente ou importado. de 20 cm.14.Critérios de Medição e Remuneração .00 06. existente ou importado.02 CARGA / CARREGAMENTO E DESCARGA MANUAL CARGA MANUAL DE SOLO 1) Será medido pelo volume de solo carregado (m³). 74 de 734 . com material existente ou importado. 2) O item remunera o fornecimento de equipamentos e mão-de-obra necessários para execução dos serviços de aterro interno.12. 06.

incluindo a retirada de raízes e troncos. MECANIZADO 07. descarregamento para distâncias inferiores a um quilômetro.00. expurgo de material não classificado.00 SERVIÇO EM SOLO E ROCHA.01.01. EM CAMPO ABERTO 1) Será medido pelo volume de corte. 2) O item remunera o fornecimento de equipamentos. 2) O item remunera o fornecimento de equipamentos.06 ESCAVAÇÃO E CARGA MECANIZADA EM SOLO DE SEGUNDA CATEGORIA. aferido na caixa de empréstimo ou no aterro compactado: A) Na caixa de empréstimo. materiais acessórios e mão-de-obra necessária para a execução de corte. desconsiderando-se as camadas de solos inservíveis. aferido no caminhão (m³). remunera também o projeto da caixa de empréstimo e os ensaios tecnológicos necessários à seleção prévia da argila. considerado na caixa (m³).01. nivelamento. 07. nivelamento.Critérios de Medição e Remuneração . em campo aberto. Não remunera a limpeza e raspagem do terreno. junto à jazida. locação dos platôs e taludes. acertos e acabamentos manuais. sem considerar a diferença entre as densidades do material no seu estado natural e no estado adquirido após a compactação. locação dos platôs e taludes. para solos de segunda categoria. considerado na caixa (m³). num raio de um quilômetro. materiais acessórios e mão-de-obra necessária para a execução dos serviços: escavação e carga mecanizada.Boletim 156 07. incluindo a escavação.12 CARGA E REMOÇÃO DE TERRA ATÉ A DISTÂNCIA MÉDIA DE 1. englobando os serviços: escavação e carga mecanizadas. transporte interno a obra. 2) O item remunera o fornecimento de equipamentos.01 ESCAVAÇÃO OU CORTE MECANIZADOS EM CAMPO ABERTO DE SOLO. para exploração de argila selecionada em jazida. incluindo a retirada de raízes e troncos. materiais acessórios e mão-de-obra necessária para a execução de corte. EM CAMPO ABERTO 1) Será medido pelo volume de corte. EXCETO ROCHA ESCAVAÇÃO E CARGA MECANIZADA PARA EXPLORAÇÃO DE SOLO EM JAZIDA 1) Será medido pelo volume de solo escavado (m³). num raio de um quilômetro. B) No aterro compactado.02 ESCAVAÇÃO E CARGA MECANIZADA EM SOLO DE PRIMEIRA CATEGORIA. apresentado com seções transversais na escala 1:100. conforme projeto aprovado pela Contratante e / ou Gerenciadora. 75 de 734 .01. O item não remunera a limpeza prévia da jazida com a remoção das camadas de solos inservíveis. englobando os serviços: escavação e carga mecanizadas. 07.0 KM 1) Será medido por volume de terra removida. descarregamento para distâncias inferiores a um quilômetro. Não remunera a limpeza e raspagem do terreno.00 07. num raio de um quilômetro e o descarregamento para distâncias inferiores a um quilômetro. em campo aberto. transporte interno a obra.01. 07. regularização e conformação do terreno. para solos de primeira categoria. inclusive recomposição vegetal. acertos e acabamentos manuais. transporte.

00 M. Remunera também o transporte. acertos e acabamentos manuais e a acomodação feita manualmente do material escavado ao longo da vala. 07.00 m. obedecendo às dimensões de valas especificadas em projeto e na norma NBR 9061 / 85 (m³).00 M 1) Será medido.00 07.00 m. nivelamento.00 M 1) Será medido. pelo volume escavado. 07. considerado na caixa.00 M 1) Será medido.05. 2) O item remunera o fornecimento de equipamentos. materiais acessórios e mão-de-obra necessária para a execução de valas com profundidade total até 3. 07.02. 2) O item remunera o fornecimento de equipamentos. nivelamento. englobando os serviços: escavação mecanizada. acertos e acabamentos manuais e a acomodação feita manualmente do material escavado ao longo da vala. materiais acessórios e mão-de-obra necessária para a execução de valas com profundidade total até 2. obedecendo às dimensões de valas especificadas em projeto e na norma NBR 9061 / 85 (m³).04 ESCAVAÇÃO MECANIZADA DE VALAS OU CAVAS COM ALTURA ATÉ 3.06 ESCAVAÇÃO MECANIZADA DE VALAS OU CAVAS COM ALTURA ATÉ 4. materiais acessórios e mão-de-obra necessária para a execução de valas com profundidade total superior a 4. 2) O item remunera o fornecimento de equipamentos. considerado na caixa. acertos e acabamentos manuais e a acomodação feita manualmente do material escavado ao longo da vala.00 m. por meio de escavadeira hidráulica. COM ESCAVADEIRA HIDRÁULICA 1) Será medido.Boletim 156 2) O item remunera o fornecimento de equipamentos e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços de. 07. englobando os serviços: escavação mecanizada. nivelamento. considerado na caixa (m³). nivelamento. pelo volume escavado.02. obedecendo às dimensões de valas especificadas em projeto e na norma NBR 9061 / 85 (m³).05. considerado na caixa. descarregamento e espalhamento da terra para distâncias inferiores a um quilômetro.02. remoção de terra e carga em caminhão basculante.02. englobando os serviços: escavação mecanizada. considerado na caixa.00 07.Critérios de Medição e Remuneração . acertos e acabamentos manuais e a acomodação feita manualmente do material escavado ao longo da vala.00 m. 76 de 734 . EXCETO ROCHA ESCAVAÇÃO MECANIZADA DE VALAS OU CAVAS COM ALTURA ATÉ 2. obedecendo às dimensões de valas especificadas em projeto e na norma NBR 9061 / 85 (m³).02 ESCAVAÇÃO MECANIZADA DE VALAS E BURACOS EM SOLO. pelo volume escavado.02. pelo volume escavado.08 ESCAVAÇÃO MECANIZADA DE VALAS OU CAVAS COM ALTURA ALÉM DE 4. 2) O item remunera o fornecimento de equipamentos. materiais acessórios e mão-de-obra necessária para a execução de valas com profundidade total até 4. 07. englobando os serviços: escavação mecanizada.01 ESCAVAÇÃO MECANIZADA EM SOLO BREJOSO OU TURFA ESCAVAÇÃO E CARGA MECANIZADA EM SOLO BREJOSO OU TURFA 1) Será medido pelo volume de corte.

englobando os serviços: espalhamento do solo. materiais acessórios e mão-de-obra necessários para a execução de aterros compactados. materiais acessórios e mão-de-obra necessários para a execução de aterro. para solo vegetal superficial.10.02 ESCAVAÇÃO E CARGA MECANIZADA EM SOLO VEGETAL SUPERFICIAL 1) Será medido pelo volume de corte. transporte interno a obra.11. por meio de compactador. em relação ao ensaio do proctor normal. transporte interno a obra. 07.10. o controle tecnológico com relação às características e qualidade do material a ser utilizado. Não remunera a limpeza prévia com a remoção das camadas de solos inservíveis. considerado na caixa (m³). ao desvio. previamente selecionado. acertos e acabamentos manuais.04 REATERRO COMPACTADO MECANIZADO DE VALA OU CAVA COM ROLO. inferior a 2% e à espessura e homogeneidade das camadas. nivelamento.Boletim 156 2) O item remunera o fornecimento de equipamentos. Não remunera a limpeza prévia com a remoção das camadas de solos inservíveis. 2) O item remunera o fornecimento de equipamentos. nivelamento.Critérios de Medição e Remuneração . locação dos platôs e taludes.11. descarregamento para distâncias inferiores a um quilômetro. englobando os serviços: escavação e carga mecanizadas. homogeneização do solo. para solo brejoso ou turfa. 07. compactação. conforme exigências do projeto. 07. em campo aberto.02 APILOAMENTO E NIVELAMENTO MECANIZADO DE SOLO ESPALHAMENTO DE SOLO EM BOTA-FORA COM COMPACTAÇÃO SEM CONTROLE 1) Será medido pelo volume de solo compactado. materiais acessórios e mão-de-obra necessária para a execução de corte. considerado na caixa (m³). num raio de um quilômetro.02 REATERRO MECANIZADO SEM FORNECIMENTO DE MATERIAL REATERRO COMPACTADO MECANIZADO DE VALA OU CAVA COM COMPACTADOR 1) Será medido pelo volume de reaterro. em valas ou cavas. em relação à umidade. locação dos platôs e taludes. 2) O item remunera o fornecimento de equipamentos. MÍNIMO DE 95% PN 1) Será medido pelo volume de reaterro. sem controle de compactação. descarregamento para distâncias inferiores a um quilômetro.00 07. Não remunera o fornecimento de solo. acertos e acabamentos manuais e ensaios geotécnicos.05. 07. considerado na caixa (m³). sem controle tecnológico. em área de bota-fora. nivelamento. num raio de um quilômetro. compactação igual ou maior que 95%. acertos e acabamentos manuais. considerado na caixa (m³).11.00 07. homogeneização e compactação. 2) O item remunera o fornecimento de equipamentos. englobando os serviços: lançamento e espalhamento de solo fornecido. englobando os serviços: escavação e carga mecanizadas. em campo aberto. nivelamento. Toda a execução dos serviços bem como os ensaios tecnológicos deverão obedecer 77 de 734 . 2) O item remunera o fornecimento de equipamentos. acertos e acabamentos manuais. nivelamento. englobando os serviços: lançamento e espalhamento manuais do solo. acertos e acabamentos manuais. materiais acessórios e mão-de-obra necessária para a execução de aterro de valas ou cavas. materiais acessórios e mão-de-obra necessária para a execução de corte.

o controle tecnológico com relação às características e qualidade do material a ser utilizado. acertos e acabamentos manuais e ensaios geotécnicos. englobando os serviços: corte. Toda a execução dos serviços bem como os ensaios tecnológicos deverão obedecer às especificações e quantidades mínimas exigidas pelas normas: NBR 5681. em relação ao ensaio do proctor normal. SOLO DE 1ª CATEGORIA EM CAMPO ABERTO. NBR 7180. NBR 6459. homogeneização do solo. previamente selecionado.00 07. englobando os serviços: espalhamento de solo fornecido.Boletim 156 às especificações e quantidades mínimas exigidas pelas normas: NBR 5681. 07. compactação igual ou maior que 95%. acertos e acabamentos manuais no corte. carregamento e transporte até o raio de um quilômetro. 2) O item remunera o fornecimento de equipamentos e mão-de-obra necessários para a execução de corte e aterro mecanizados para solos de primeira categoria. o lançamento do solo para aterro. locação dos platôs e taludes. ao desvio. em campo aberto. materiais acessórios e mão-de-obra necessários para a execução e compactação de aterros em campo aberto. inferior a 2% e à espessura e homogeneidade das camadas. homogeneização do solo. SEM FORNECIMENTO DE SOLO EM CAMPO ABERTO 1) Será medido pelo volume de aterro executado. inferior a 2% e à espessura e homogeneidade das camadas. Não remunera o fornecimento de solo. em relação ao ensaio do proctor normal. acertos e acabamentos manuais e ensaios geotécnicos. nivelamento. considerado na caixa (m³).12. 2) O item remunera o fornecimento de equipamentos.12. NBR 6459. englobando os serviços: espalhamento de solo fornecido. nivelamento. considerado na caixa (m³). materiais acessórios e mão-de-obra necessários para a execução e compactação de aterros em áreas fechadas.02 COMPACTAÇÃO DE ATERRO MECANIZADO MÍNIMO DE 95% PN.12. NBR 7181 e NBR 7182.Critérios de Medição e Remuneração . Não remunera os serviços de compactação com controle tecnológico de solo. dentro da obra. Não remunera o fornecimento de solo. NBR 7180. locação dos platôs e taludes. em relação à umidade. conforme exigências do projeto.01 ATERRO MECANIZADO SEM FORNECIMENTO DE MATERIAL COMPACTAÇÃO DE ATERRO MECANIZADO MÍNIMO DE 95% PN. SEM FORNECIMENTO DE SOLO EM ÁREAS FECHADAS 1) Será medido pelo volume de aterro executado. considerado na caixa (m³). NBR 7181 e NBR 7182.04 ATERRO MECANIZADO POR COMPENSAÇÃO. SEM COMPACTAÇÃO DO ATERRO 1) Será medido pelo volume de aterro executado. previamente selecionado. NBR 7181 e NBR 7182.12. 07. NBR 6459. Toda a execução dos serviços bem como os ensaios tecnológicos deverão obedecer às especificações e quantidades mínimas exigidas pelas normas: NBR 5681. em relação à umidade. ao desvio. NBR 7180. 2) O item remunera o fornecimento de equipamentos. compactação igual ou maior que 95%. 07. conforme exigências do projeto. Não remunera o fornecimento de solo. o controle tecnológico com relação às características e qualidade do material a ser utilizado. 78 de 734 .

08. em toda a sua extensão. travamento perpendicular à superfície escorada com estroncas de eucalipto.35 m. espaçamento vertical de 1. travamento perpendicular à superfície escorada com estroncas de eucalipto. das quais as estroncas devem ser colocadas a 0. efetivamente escorada (m²). espaçadas de 0. 08.00 m. espaçadas de 1. das quais as estroncas devem ser colocadas a 0.06 ESCORAMENTO DE SOLO PONTALETADO 1) Será medido pela área da superfície lateral. a menos das extremidades das vigas de cedrinho. espaçamento vertical de 1.00 08. efetivamente escorada (m²). travamento horizontal com as vigas de cedrinho.00 m. Remunera também os serviços de desmonte e remoção do material componente da estrutura de escoramento após a sua utilização. 2) O item remunera o fornecimento de estroncas de eucalipto com casca. em toda a sua extensão. 2) O item remunera o fornecimento de estroncas de eucalipto com casca. instaladas verticalmente. diâmetro de 0.00 m. travamento perpendicular à superfície escorada com estroncas de eucalipto. efetivamente escorada (m²).01. e horizontal de 1. diâmetro de 0.08 ESCORAMENTO DE SOLO ESPECIAL 1) Será medido pela área da superfície lateral. diâmetro de 0. espaçadas verticalmente de 1. efetivamente escorada (m²). travamento perpendicular à superfície 79 de 734 . madeiramento em cedrinho bruto.Critérios de Medição e Remuneração .20 m.01. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços: escoramento lateral de vala por meio de tábuas de cedrinho. 2) O item remunera o fornecimento de estroncas de eucalipto com casca. em toda a sua extensão. travamento horizontal com as vigas de cedrinho. instaladas verticalmente.00 ESCORAMENTO. 2) O item remunera o fornecimento de estroncas de eucalipto com casca.40 m.00 m.01.35 m. madeiramento em cedrinho bruto.35 m.Boletim 156 08.00.40 m.01. Remunera também os serviços de desmonte e remoção do material componente da estrutura de escoramento após a sua utilização.00 m. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços: escoramento lateral de vala por meio de vigas de cedrinho. madeiramento em cedrinho bruto. a menos das extremidades das vigas de cedrinho. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços: escoramento lateral de vala por meio de tábuas de cedrinho. espaçadas verticalmente de 1. e horizontal de 1. instaladas verticalmente.30 m.35 m. tipo macho e fêmea. instaladas verticalmente. Remunera também os serviços de desmonte e remoção do material componente da estrutura de escoramento após a sua utilização.20 m. CONTENÇÃO E DRENAGEM 08. justapostas umas às outras. espaçamento vertical de 1. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços: escoramento lateral de vala por meio de tábuas de cedrinho.20 m.04 ESCORAMENTO DE SOLO DESCONTÍNUO 1) Será medido pela área da superfície lateral. travamento horizontal com as vigas de cedrinho.20 m. 08.01.00 m.02 ESCORAMENTO ESCORAMENTO DE SOLO CONTÍNUO 1) Será medido pela área da superfície lateral. e horizontal de 1. madeiramento em cedrinho bruto. espaçadas verticalmente de 1. diâmetro de 0.

02.00 m. COM ESTRONCAS DE EUCALIPTO 1) Será medido pelo volume. a menos das extremidades das vigas de cedrinho.02 CIMBRAMENTO CIMBRAMENTO EM MADEIRA.04 CIMBRAMENTO EM PERFIL METÁLICO PARA OBRAS DE ARTE 1) Será medido pelo peso total dos perfis metálicos utilizados (kg). do cimbramento montado e desmontado.Critérios de Medição e Remuneração .00 m. desmontagem.02.Boletim 156 escorada com estroncas de eucalipto. considerando-se como altura a distância entre as peças a serem escoradas e a cota de apoio. para a execução de cimbramento tubular metálico. considerando-se como altura a distância entre as peças a serem escoradas e a cota de apoio. considerando-se como altura a distância entre as peças a serem escoradas e a cota de apoio menos 3. de cimbramento tubular metálico alocado multiplicado pelo período em meses de locação (m³ x mês). com até dois reaproveitamentos. 08. este 80 de 734 . considerando-se como altura a distância entre as peças a serem escoradas e a cota de apoio (m³). 2) O item remunera o fornecimento de perfis metálicos " I " de 12". 2) O item remunera o fornecimento de equipamentos e a mão-de-obra necessária para a montagem. empilhamento das peças e translado interno na obra. 2) O item remunera o fornecimento de materiais e mão-de-obra necessários para a execução de escoramento de madeira com estroncas de eucalipto. 08. considerando-se como altura a distância entre as peças a serem escoradas e a cota de apoio menos 3. 08. 08. 2) O item remunera o fornecimento de locação de todo o material necessário para a execução de cimbramento tubular metálico.03.40 m.02.02. Nas peças de concreto em que as formas remunerem cimbramento. este deverá ser descontado. Nas peças de concreto em que as formas remunerem cimbramento. para obras de edificação em geral. espaçamento vertical de 1. Nas peças de concreto em que as formas remunerem o descimbramento.03. considerando-se como altura a distância entre as peças a serem escoradas e a cota de apoio menos 3. 08. este deverá ser descontado.00 08. equipamentos e mão-de-obra necessários para a montagem e desmontagem do cimbramento para obras de arte em geral.02. considerando-se como altura a distância entre as peças escoradas e a cota de apoio (m³).00 08. das quais as estroncas devem ser colocadas a 0.05 CIMBRAMENTO TUBULAR METÁLICO 1) Será medido pelo volume. Remunera também os serviços de desmonte e remoção do material componente da estrutura de escoramento após a sua utilização.35 m. Nas peças de concreto em que as formas remunerem cimbramento.00 m. sendo medido 100% na desmontagem (m³).06 MONTAGEM E DESMONTAGEM DE CIMBRAMENTO TUBULAR METÁLICO 1) Será medido pelo volume.02 DESCIMBRAMENTO ( SERVIÇO AUXILIAR ) DESCIMBRAMENTO EM MADEIRA 1) Será medido pelo volume. este deverá ser descontado. e horizontal de 1.00 m.

nas dimensões indicadas em projeto ou memorial descritivo (m³). tipo Bidim da Rhodia- Ster. de 300 gramas / m². 2) O item remunera o fornecimento de manta geotêxtil. nas dimensões indicadas em projeto ou memorial descritivo (m³).06 MANTA GEOTÊXTIL DE 600 G / M² 1) Será medido pela área de manta utilizada (m²). 2) O item remunera o fornecimento de geomembrana pré-fabricada em polietileno de alta densidade PEAD. ou Hate da Huesker. o lançamento e a mão-de-obra necessária para o espalhamento da pedra britada de acordo com o projeto e / ou memorial descritivo.02 MANTA GEOTÊXTIL DE 200 G / M² 1) Será medido pela área de manta utilizada (m²).00 m. 08.00 cm. lisa em ambas as faces com espessura de 1.04 MANTA GEOTÊXTIL DE 300 G / M² 1) Será medido pela área de manta utilizada (m²). tipo Bidim da Rhodia- Ster. não remunera os serviços de preparo prévio do solo. 2) O item remunera o fornecimento de pedra britada em números médios posto obra. 08. 81 de 734 . o lançamento e a mão-de-obra necessária para o espalhamento da areia de acordo com o projeto e / ou memorial descritivo. MANTAS E FILTROS 1) Será medido pelo volume acabado. remunera também a seleção e guarda das peças reaproveitáveis. 08. ou equivalente e a mão-de-obra necessária para a colocação da manta para drenagem. 08.05. ou Hate da Huesker. ou equivalente e a mão-de-obra necessária para a colocação da manta para drenagem.00 mm.05. considerando-se como altura a distância entre as peças a serem escoradas e a cota de apoio menos 3. 08. ou Hate da Huesker. MANTAS E FILTROS 1) Será medido pelo volume acabado.01 MANTAS E FILTROS GEOMEMBRANA EM POLIETILENO DE ALTA DENSIDADE PEAD DE 1.00 MM 1) Será medido por área de superfície com geomembrana instalada (m²). de 600 gramas/m². execução de berços para assentamento ou ancoragem perimetral da manta. ou equivalente e a mão-de-obra necessária para a colocação da manta para drenagem.11 AREIA GROSSA.05. 2) O item remunera o fornecimento de manta geotêxtil.Boletim 156 deverá ser descontado. 2) O item remunera o fornecimento de manta geotêxtil.05. 2) O item remunera o fornecimento de areia grossa posto obra. 08.05.05.00 08.10 PEDRA BRITADA NÚMEROS MÉDIOS. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a execução de descimbramento de madeira. de 200 gramas / m². tipo Bidim da Rhodia- Ster.Critérios de Medição e Remuneração .05. equipamentos e a mão-deobra necessária para a instalação da geomembrana por meio de solda autógena a ar quente com sobreposição de 10.

00 m.00 08. inclusive acessórios. para profundidade até 5. pedra britada. do tubo. 08.06.07. 08.02 BARBACÃS BARBACÃ EM TUBO DE PVC COM DIÂMETRO 25 MM 1) Será medido por comprimento de tubulação instalada (m). 08. tipo ponta e bolsa com virola. tipo ponta e bolsa com virola. manta geotêxtil e a mão-de-obra necessária para a colocação e fixação. e a dispersão do material bombeado.04 BARBACÃ EM TUBO DE PVC COM DIÂMETRO 50 MM 1) Será medido por comprimento de tubulação instalada (m).06. sendo a quantidade mínima para medição 30 dias (cj x dia).08 BARBACÃ EM TUBO DE PVC COM DIÂMETRO 100 MM 1) Será medido por comprimento de tubulação instalada (m). do tubo. de mobilização e desmobilização de equipe e equipamentos. o combustível necessário para o funcionamento dos equipamentos.06. por meio de bomba a vácuo com potência até 15 HP.06 LOCAÇÃO DE CONJUNTO DE BOMBEAMENTO A VÁCUO PARA REBAIXAMENTO DE LENÇOL FREÁTICO. com diâmetro de 50 mm. tipo ponta e bolsa com virola. quando necessária. quando necessária. 2) O item remunera o fornecimento de tubo de PVC. ponteiras e acessórios. com diâmetro de 100 mm. MÍNIMO 30 DIAS 1) Será medido por unidade de conjunto. manta geotêxtil e a mão-de-obra necessária para a colocação e fixação. multiplicado pelo número de dias corridos de locação. 2) O item remunera o fornecimento de tubo de PVC. pedra britada. ponteiras filtrantes e materiais acessórios necessários para a execução dos serviços de rebaixamento de lençol freático com profundidade até 5.06.00 08. equipamentos. ponteiras filtrantes e materiais acessórios necessários para a execução dos serviços de rebaixamento de lençol freático. o fornecimento de água com caminhão pipa. quando necessária. inclusive acessórios. equipamentos. e com até 50 ponteiras filtrantes. inclusive acessórios. Remunera também a reinstalação dos equipamentos e ponteiras. manta geotêxtil e a mão-de-obra necessária para a colocação e fixação. com diâmetro de 25 mm. pedra britada. 08. e com até 50 82 de 734 . COM ATÉ 50 PONTEIRAS E POTÊNCIA ATÉ 15 HP.Critérios de Medição e Remuneração . do tubo.06. 2) O item remunera a locação e operação de equipe. tantas quantas vezes for necessário.06 BARBACÃ EM TUBO DE PVC COM DIÂMETRO 75 MM 1) Será medido por comprimento de tubulação instalada (m). pedra britada. 2) O item remunera o fornecimento de tubo de PVC. inclusive acessórios.Boletim 156 08. 2) O item remunera o fornecimento de tubo de PVC.07. do tubo. para rebaixamento de lençol freático (tx). com diâmetro de 75 mm.07. manta geotêxtil e a mão-de-obra necessária para a colocação e fixação. equipamentos.05 ESGOTAMENTO TAXA DE MOBILIZAÇÃO PARA REBAIXAMENTO DE LENÇOL FREÁTICO 1) Será medido por unidade de taxa. quando necessária. 2) O item remunera a mobilização e desmobilização de equipe. tipo ponta e bolsa com virola.00 m. composto por mão-de-obra especializada. 08.

4 MM. tantas quantas vezes for necessário. o fornecimento de água com caminhão pipa.00 08. pelo tempo de trabalho em horas (HP x h). e a dispersão do material bombeado.Boletim 156 ponteiras filtrantes. 2) O item remunera o fornecimento de tela para gabião com malha 8/10 e fio de diâmetro de 2. quando necessário. cimento. INDEPENDENTE DO FORMATO OU UTILIZAÇÃO 1) Será medido pelo volume de gabião executado. FIO DIÂMETRO 2. 08. 2) O item remunera o fornecimento de pedra para enrocamento e a mão-de-obra necessária para a execução do enrocamento com pedra arrumada.0 M 1) Será medido por unidade de ponteira filtrante instalada. 08.11 GABIÃO COM TELA GALVANIZADA COM MALHA DE 8/10 CM. Não remunera os serviços de perfuração e instalação das ponteiras.09 ESGOTAMENTO DE ÁGUAS SUPERFICIAIS COM BOMBA DE SUPERFÍCIE OU SUBMERSA 1) Será medido pelo produto da potência da bomba em HP. manualmente.10. 08.Critérios de Medição e Remuneração .10. Remunera também a reinstalação da bomba. 08. 83 de 734 . uma ou mais. Remunera também a reinstalação dos equipamentos. mão-de- obra e materiais acessórios necessários para a execução dos serviços de esgotamento de águas superficiais. ou reinstalada em outro local (un). 2) O item remunera o fornecimento de bomba de superfície ou submersa. arame galvanizado. a mão-de-obra e equipamentos necessários para a execução completa do gabião. para rebaixamento de lençol freático. nas dimensões especificadas em projeto (m³).07.10. e a dispersão do material bombeado.4 mm. com jato d’água.07. 2) O item remunera o fornecimento de pedra para enrocamento. pedra para enrocamento.04 CONTENÇÃO ENROCAMENTO COM PEDRA ARRUMADA 1) Será medido por volume de enrocamento executado.07 PONTEIRAS FILTRANTES. tantas vezes quantas forem necessárias. o combustível necessário para o funcionamento dos equipamentos.06 ENROCAMENTO COM PEDRA ASSENTADA 1) Será medido por volume de enrocamento executado (m³).10. areia e a mão-de-obra necessária para a execução do enrocamento com pedra assentada.00 m de profundidade. 08. 2) O item remunera o fornecimento de materiais e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços de perfuração em solo e a instalação de ponteira filtrante com até 5. nas dimensões especificadas em projeto (m³). PROFUNDIDADE ATÉ 5.

sarrafos de enrijecimento. não se descontando áreas de interseção até 0. desforma e descimbramento.03 FORMA EM MADEIRA COMUM PARA ESTRUTURA 1) Será medido pelo desenvolvimento das áreas em contato com o concreto. de 1" x 12" e pontaletes de Pinus ( "Pinus Elliotti" ou "Pinus Taeda" ). conhecida também como Cedrinho. de 3" x 3".00. incluindo cimbramento até 3. ou Quarubarana ( "Erisma uncinatum" ). gravatas e desforma. ou Cambará ( "Qualea spp" ). ou Cambará ( "Qualea spp" ). 2) O item remunera o fornecimento dos materiais e a mão-de-obra para execução e instalação da forma.00 FORMA 09.00 m de altura.02. 84 de 734 . ou Quarubarana ( "Erisma uncinatum" ). não se descontando áreas de interseção até 0. gravatas.02.20 m² (m²). conhecida também como Cedrinho.20 m² (m²).02 FORMA EM MADEIRA COMPENSADA FORMA PLANA EM COMPENSADO PARA ESTRUTURA CONVENCIONAL 1) Será medido pelo desenvolvimento das áreas em contato do concreto. 09.Boletim 156 09.20 m² (m²). incluindo escoras. conhecida também como Cedrinho.06 FORMA CURVA EM COMPENSADO PARA ESTRUTURA APARENTE 1) Será medido pelo desenvolvimento das áreas em contato do concreto.Critérios de Medição e Remuneração . incluindo cimbramento até 3. sarrafos de enrijecimento em Pinus ( "Pinus Elliotti" ou "Pinus Taeda" ). ou Cambará ( "Qualea spp" ). gravatas.02 FORMA EM TÁBUA FORMA EM MADEIRA COMUM PARA FUNDAÇÃO 1) Será medido pelo desenvolvimento das áreas em contato com o concreto. 2) O item remunera o fornecimento de materiais e mão-de-obra para execução e instalação de formas em chapas compensadas resinadas de 12 mm de espessura para concreto. não se descontando áreas de interseção até 0. 09. não se descontando áreas de interseção até 0. 09.20 m² (m²). incluindo cimbramento até 3. 2) O item remunera o fornecimento de materiais e mão-de-obra necessários para a execução e instalação de formas. 09.01. gravatas.02.00 m de altura. sarrafos de enrijecimento em Pinus ( "Pinus Elliotti" ou "Pinus Taeda" ). 2) O item remunera o fornecimento de materiais e mão-de-obra para execução e instalação de formas em chapas compensadas plastificadas de 12 mm de espessura para concreto aparente. desforma e descimbramento.00 09. ou Quarubarana ( "Erisma uncinatum" ). não se descontando áreas de interseção até 0.20 m² (m²).02.04 FORMA PLANA EM COMPENSADO PARA ESTRUTURA APARENTE 1) Será medido pelo desenvolvimento das áreas em contato do concreto.00 m de altura. desforma e descimbramento.00 09. ou Cambará ( "Qualea spp" ). ou Quarubarana ( "Erisma uncinatum" ).01.01. em tábua de Pinus ( "Pinus Elliotti" ou "Pinus Taeda" ). para estrutura. conhecida também como Cedrinho.

sarrafos para curvatura e enrijecimento em Pinus ( "Pinus Elliotti" ou "Pinus Taeda" ).04. 09. para concreto aparente. conhecida também como Cedrinho. e a mão-de-obra necessária para a instalação das fôrmas tubulares em papelão com diâmetro de 25 cm. 2) O item remunera o fornecimento de fôrma tubular em papelão. sarrafos de enrijecimento em Pinus ( "Pinus Elliotti" ou "Pinus Taeda" ).00 m de altura. 09. não remunera o cimbramento. 09. desforma e descimbramento.04.02. conhecida também como Cedrinho.00 m de altura. ou Quarubarana ( "Erisma uncinatum" ). incluindo escoras. ou Cambará ( "Qualea spp" ). 2) O item remunera o fornecimento de materiais e mão-de-obra para execução e instalação de formas em chapas compensadas resinadas de 10 mm de espessura para encamisamento de tubulão. 09.Critérios de Medição e Remuneração . 2) O item remunera o fornecimento de materiais e mão-de-obra para execução e instalação de formas em chapas compensadas plastificadas de 18 mm de espessura para obras de arte. sarrafos de enrijecimento em Pinus ( "Pinus Elliotti" ou "Pinus Taeda" ). gravatas.01 FORMA EM PAPELÃO FORMA EM TUBO DE PAPELÃO COM DIÂMETRO DE 20 CM 1) Será medido pelo comprimento de forma tubular em papelão instalada (m). ou Cambará ( "Qualea spp" ) e desforma.20 m² (m²).10 FORMA EM COMPENSADO PARA ENCAMISAMENTO DE TUBULÃO 1) Será medido pelo desenvolvimento das áreas em contato do concreto. ou Cambará ( "Qualea spp" ) e desforma. incluindo cimbramento até 3. enrijecimento. ou Quarubarana ( "Erisma uncinatum" ). desforma e descimbramento. incluindo gravatas. gravatas. sarrafos para curvatura. conhecida também como Cedrinho. e a mão-de-obra necessária para a instalação das fôrmas tubulares em papelão com diâmetro de 30 cm.04. materiais acessórios e complementares.Boletim 156 2) O item remunera o fornecimento de materiais e mão-de-obra para execução e instalação de formas curvas em chapas compensadas plastificadas de 6 mm de espessura para concreto aparente.00 m de altura. 85 de 734 . gravatas.00 09. gravatas. não se descontando áreas de interseção até 0. 09.03 FORMA EM TUBO DE PAPELÃO COM DIÂMETRO DE 30 CM 1) Será medido pelo comprimento de forma tubular em papelão instalada (m). materiais acessórios e complementares. para concreto aparente. enrijecimento. desforma e descimbramento. e a mão-de-obra necessária para a instalação das fôrmas tubulares em papelão com diâmetro de 20 cm. gravatas. ou Quarubarana ( "Erisma uncinatum" ).20 m² (m²).02. incluindo cimbramento até 3. enrijecimento.02 FORMA EM TUBO DE PAPELÃO COM DIÂMETRO DE 25 CM 1) Será medido pelo comprimento de forma tubular em papelão instalada (m).08 FORMA PLANA EM COMPENSADO PARA OBRA DE ARTE. 2) O item remunera o fornecimento de fôrma tubular em papelão. para concreto aparente. incluindo cimbramento até 3. 2) O item remunera o fornecimento de fôrma tubular em papelão. sarrafos para curvatura. SEM CIMBRAMENTO 1) Será medido pelo desenvolvimento das áreas em contato do concreto. não se descontando áreas de interseção até 0.04.00 m de altura. sarrafos para curvatura. desforma e descimbramento. incluindo cimbramento até 3. materiais acessórios e complementares.

2) O item remunera o fornecimento de forma tubular em papelão. enrijecimento.07 FORMA EM TUBO DE PAPELÃO COM DIÂMETRO DE 50 CM 1) Será medido pelo comprimento de forma tubular em papelão instalada (m). 09. gravatas. sarrafos para curvatura. 86 de 734 . sarrafos para curvatura. desforma e descimbramento. incluindo cimbramento até 3. para concreto aparente. 09.04 FORMA EM TUBO DE PAPELÃO COM DIÂMETRO DE 35 CM 1) Será medido pelo comprimento de forma tubular em papelão instalada (m). e a mão-de-obra necessária para a instalação das fôrmas tubulares em papelão com diâmetro de 35 cm.00 m de altura. desforma e descimbramento. para concreto aparente. incluindo cimbramento até 3. 2) O item remunera o fornecimento de fôrma tubular em papelão. para concreto aparente. materiais acessórios e complementares. desforma e descimbramento. para concreto aparente. incluindo cimbramento até 3. enrijecimento. gravatas. enrijecimento. desforma e descimbramento.00 m de altura. 09.04. incluindo cimbramento até 3. gravatas.05 FORMA EM TUBO DE PAPELÃO COM DIÂMETRO DE 40 CM 1) Será medido pelo comprimento de forma tubular em papelão instalada (m). gravatas.04.04. sarrafos para curvatura. 2) O item remunera o fornecimento de forma tubular em papelão.Boletim 156 09. materiais acessórios e complementares. materiais acessórios e complementares. e a mão-de-obra necessária para a instalação das fôrmas tubulares em papelão com diâmetro de 40 cm.00 m de altura.06 FORMA EM TUBO DE PAPELÃO COM DIÂMETRO DE 45 CM 1) Será medido pelo comprimento de forma tubular em papelão instalada (m). e a mão-de-obra necessária para a instalação das fôrmas tubulares em papelão com diâmetro de 45 cm.Critérios de Medição e Remuneração . e a mão-de-obra necessária para a instalação das fôrmas tubulares em papelão com diâmetro de 50 cm. enrijecimento.00 m de altura. sarrafos para curvatura. materiais acessórios e complementares.04. 2) O item remunera o fornecimento de forma tubular em papelão.

espaçadores.04 ARMADURA EM BARRA DE AÇO CA-50 ( A OU B ) FYK = 500 MPA 1) Será medido pelo peso nominal das bitolas constantes no projeto de armadura (kg).00 10. 2) O item remunera o fornecimento de aço CA-25 com fyk igual 250 MPa.02.01. emendas e perdas por desbitolamento. perdas decorrentes de desbitolamento. cortes e pontas de traspasse para emendas. espaçadores.01.02. estão incluídos no item os serviços e materiais secundários como arame.02 ARMADURA EM TELA ARMADURA EM TELA SOLDADA DE AÇO 1) Será medido pelo peso nominal das telas constantes no projeto de armadura (kg).01.Boletim 156 10. 87 de 734 . 2) O item remunera o fornecimento de aço CA-60 ( A ou B ) com fyk igual 600 MPa. 2) O item remunera o fornecimento de tela soldada em aço CA-60. estão incluídos no item os serviços e materiais secundários como arame.00 10. transporte e colocação de telas de qualquer bitola. espaçadores. transporte e colocação de armaduras de qualquer bitola e qualquer comprimento. transporte e colocação de armaduras de qualquer bitola e qualquer comprimento.02 ARMADURA EM BARRA ARMADURA EM BARRA DE AÇO CA-25 FYK = 250 MPA 1) Será medido pelo peso nominal das bitolas constantes no projeto de armadura (kg). cortes e pontas de traspasse para emendas. dobramento.00 ARMADURA E CORDOALHA ESTRUTURAL 10.00. estão incluídos no item os serviços e materiais secundários como arame. 10. 2) O item remunera o fornecimento de aço CA-50 ( A ou B ) com fyk igual 500 MPa. ou CA-50. dobramento. perdas decorrentes de desbitolamento. perdas decorrentes de desbitolamento. espaçadores.Critérios de Medição e Remuneração . dobramento. transporte e colocação de armaduras de qualquer bitola e qualquer comprimento. 10. cortes e pontas de traspasse para emendas.01. cortes e pontas de traspasse para emendas. 10.06 ARMADURA EM BARRA DE AÇO CA-60 ( A OU B ) FYK = 600 MPA 1) Será medido pelo peso nominal das bitolas constantes no projeto de armadura (kg). estão incluídos no item os serviços e materiais secundários como arame.

plasticidade ( "slump" ) de 5 + 1 cm.13 CONCRETO USINADO. posto obra. posto obra. sendo que o volume da interseção dos diversos elementos estruturais deve ser computado uma só vez (m³). 11. preparado com britas 1 e 2. de concreto usinado. 11.29 CONCRETO USINADO. resistência mínima à compressão de 20.01. plasticidade ( "slump" ) de 5 + 1 cm. 11. sendo que o volume da interseção dos diversos elementos estruturais deve ser computado uma só vez (m³).01. 2) O item remunera o fornecimento.0 MPA 1) Será medido pelo volume calculado no projeto de formas. posto obra.0 MPA 1) Será medido pelo volume calculado no projeto de formas.0 MPa. plasticidade ( "slump" ) de 5 + 1 cm.0 MPa.Critérios de Medição e Remuneração .17 CONCRETO USINADO. 88 de 734 . MASSA E LASTRO 11. FCK = 20. sendo que o volume da interseção dos diversos elementos estruturais deve ser computado uma só vez (m³). 11.FORNECIMENTO DO MATERIAL CONCRETO USINADO. de concreto usinado. FCK = 30.0 MPA 1) Será medido pelo volume calculado no projeto de formas.0 MPA 1) Será medido pelo volume calculado no projeto de formas. 2) O item remunera o fornecimento. de concreto usinado. preparado com britas 1 e 2. plasticidade ( "slump" ) de 8 + 1 cm. sendo que o volume da interseção dos diversos elementos estruturais deve ser computado uma só vez (m³).00 11.0 MPA . FCK = 40. plasticidade ( "slump" ) de 5 + 1 cm. de concreto usinado. resistência mínima à compressão de 30. plasticidade ( "slump" ) de 5 + 1 cm.PARA BOMBEAMENTO 1) Será medido pelo volume calculado no projeto de formas. 2) O item remunera o fornecimento.Boletim 156 11.0 MPa.0 MPa. posto obra. posto obra. 2) O item remunera o fornecimento.01.19 CONCRETO USINADO. 11. resistência mínima à compressão de 35.01.01. resistência mínima à compressão de 25. posto obra.16 CONCRETO USINADO. resistência mínima à compressão de 40. FCK = 25. preparado com britas 1 e 2.PARA BOMBEAMENTO 1) Será medido pelo volume calculado no projeto de formas.26 CONCRETO USINADO. 2) O item remunera o fornecimento. sendo que o volume da interseção dos diversos elementos estruturais deve ser computado uma só vez (m³). preparado com britas 1 e 2.01.01.01.0 MPa. preparado com britas 1 e 2.0 MPA . 11. sendo que o volume da interseção dos diversos elementos estruturais deve ser computado uma só vez (m³). sendo que o volume da interseção dos diversos elementos estruturais deve ser computado uma só vez (m³). 2) O item remunera o fornecimento. FCK = 35. FCK = 25. preparado com britas 1 e 2.00 CONCRETO. FCK = 20.0 MPA 1) Será medido pelo volume calculado no projeto de formas. de concreto usinado bombeável. resistência mínima à compressão de 20.00. de concreto usinado.10 CONCRETO USINADO COM CONTROLE FCK .0 MPa.

2) O item remunera o fornecimento.0 MPa.32 CONCRETO USINADO. resistência mínima à compressão de 35. posto obra.31 CONCRETO USINADO.0 MPA . plasticidade ( "slump" ) de 22 + 2 cm.0 MPa.01. preparado com britas 1 e 2. plasticidade ( "slump" ) de 8 + 1 cm. pedrisco ( brita 0 ) e consumo de 450 kg / m.Critérios de Medição e Remuneração . 11.01. 2) O item remunera o fornecimento. destinado à execução de guias. resistência mínima à compressão de 25. de concreto usinado. constantes do projeto de fundação. composto de areia. de concreto usinado bombeável. posto obra. ou barreiras. 11.0 MPa. destinado à execução de estacas tipo hélice contínua. 11. preparado com britas 1 e 2. posto obra. plasticidade ( "slump" ) de 0 + 1 cm. ou barreiras tipo "New Jersey". FCK = 30. aferido considerando-se a seção nominal de projeto e o desenvolvimento total dos perfis executados. Não 89 de 734 . FCK = 35. remunera também perdas decorrentes do processo de extrusão.0 MPA . plasticidade ( "slump" ) de 8 + 1 cm. FCK = 20. posto obra. e menor ou igual a 72%. ou sarjetas. sendo que o volume da interseção dos diversos elementos estruturais deve ser computado uma só vez (m³).0 MPA . ou canaletas. preparado com britas 1 e 2. de concreto usinado para bombeamento. O bombeamento do concreto está incluso no serviço de execução da estaca.35 CONCRETO USINADO. durante a execução da estaca. de concreto usinado bombeável.51 CONCRETO USINADO.01. ou calçadas extrudadas "in loco". ou nº 0 ( 19 mm ). de concreto usinado bombeável. teor de argamassa maior ou igual 68%. remunera também perdas decorrentes do bombeamento. FCK = 25. 2) O item remunera o fornecimento.01. ou calçadas executadas. e a profundidade de concretagem. posto obra. com resistência mínima à compressão de 20. de concreto usinado bombeável. FCK = 40.01. aferida entre a cota de arrasamento acrescida de 50 cm e a cota inferior da estaca.0 MPa. executado com brita nº 1.0 MPA – PARA BOMBEAMENTO EM ESTACA HÉLICE CONTÍNUA 1) Será medido pelo volume nominal de concreto bombeado na estaca (m³). 2) O item remunera o fornecimento.PARA BOMBEAMENTO 1) Será medido pelo volume calculado no projeto de formas.63 CONCRETO USINADO. sendo que o volume da interseção dos diversos elementos estruturais deve ser computado uma só vez (m³). e o sobreconsumo devido à conformação final da superfície interna da estaca. 2) O item remunera o fornecimento.0 MPA – PARA PERFIL EXTRUDADO 1) Será medido pelo volume total de guias.PARA BOMBEAMENTO 1) Será medido pelo volume calculado no projeto de formas. ou sarjetas. resistência mínima à compressão de 30. plasticidade ( "slump" ) de 8 + 1 cm.Boletim 156 2) O item remunera o fornecimento. 11. O volume nominal deverá ser obtido considerando-se a seção nominal da estaca. plasticidade ( "slump" ) de 8 + 1 cm. com resistência mínima à compressão de 25.PARA BOMBEAMENTO 1) Será medido pelo volume calculado no projeto de formas. preparado com britas 1 e 2. sendo que o volume da interseção dos diversos elementos estruturais deve ser computado uma só vez (m³). 11. ou canaletas.0 MPa. resistência mínima à compressão de 40.0 MPa. posto obra.

11. de concreto usinado não estrutural. sendo que o volume da interseção dos 11.06 CONCRETO USINADO NÃO ESTRUTURAL MÍNIMO 300 KG CIMENTO / M³ 1) Será medido pelo volume acabado.0 MPa. 11.FORNECIMENTO DO MATERIAL CONCRETO NÃO ESTRUTURAL EXECUTADO NO LOCAL. nas dimensões indicadas em projeto (m³). com resistência mínima à compressão de 20.04. com teor mínimo de 200 kg de cimento por m³ de concreto. MÍNIMO 200 KG CIMENTO / M³ 1) Será medido pelo volume acabado.04. areia e a mão-de-obra necessária para o preparo do concreto não estrutural. 2) O item remunera o fornecimento de betoneira. com teor mínimo de 150 kg de cimento por m³ de concreto. 11. ou calçadas. 2) O item remunera o fornecimento de betoneira. 2) O item remunera o fornecimento. nas dimensões indicadas em projeto (m³). nas dimensões indicadas em projeto (m³). FCK = 20. de concreto usinado não estrutural.02 mão-de-obra necessária para o preparo do concreto não estrutural.Boletim 156 remunera o serviço de execução das guias.04 CONCRETO USINADO NÃO ESTRUTURAL MÍNIMO 200 KG CIMENTO / M³ 1) Será medido pelo volume acabado.Critérios de Medição e Remuneração . MÍNIMO 150 KG CIMENTO / M³ 1) Será medido pelo volume acabado. 2) O item remunera o fornecimento. de concreto usinado não estrutural.00 CONCRETO EXECUTADO NO LOCAL COM CONTROLE FCK .02.02. 11. pedra britada números 1 e 2.04. areia e a mão-de-obra necessária para o preparo do concreto. cimento. com teor mínimo de 200 kg de cimento por m³ de concreto. com teor mínimo de 150 kg de cimento por m³ de concreto. posto obra.00 11. posto obra.02.02 CONCRETO USINADO NÃO ESTRUTURAL . com teor mínimo de 300 kg de cimento por m³ de concreto. posto obra. nas dimensões indicadas em projeto (m³). nas dimensões indicadas em projeto (m³). cimento.0 MPA 1) Será medido pelo volume calculado no projeto de formas. 2) O item remunera o fornecimento de betoneira. pedra britada números 1 e 2. 2) O item remunera o fornecimento. pedra britada números 1 e 2.03. cimento.00 CONCRETO NÃO ESTRUTURAL EXECUTADO NO LOCAL .04 CONCRETO NÃO ESTRUTURAL EXECUTADO NO LOCAL.FORNECIMENTO DO MATERIAL CONCRETO PREPARADO NO LOCAL. areia e a 11. ou canaletas. 90 de 734 .03. 11.02. 11.09 diversos elementos estruturais deve ser computado uma só vez (m³). ou barreiras tipo "New Jersey". ou sarjetas.FORNECIMENTO DO MATERIAL CONCRETO USINADO NÃO ESTRUTURAL MÍNIMO 150 KG CIMENTO / M³ 1) Será medido pelo volume acabado.

01275 m³ / m 0. que contenham armação.00693 m³ / furo / m 0. cimento. 2) O item remunera o fornecimento de betoneira. 11. pedrisco e a mão-de-obra necessária para o preparo da argamassa graute. MÍNIMO 300 KG CIMENTO / M³ 1) Será medido pelo volume acabado.Critérios de Medição e Remuneração .Boletim 156 11.00850 m³ / m 0. ou Reax Grout da Reax.011666 m³ / m 0.06 CONCRETO NÃO ESTRUTURAL EXECUTADO NO LOCAL.04.00 11. areia e a mão-de-obra necessária para o preparo do concreto não estrutural.035055 m³ / m BLOCO CERÂMICO 0.05.05.006110 m³ / m 0.019790 m³ / furo / m 14 cm 19 cm BLOCO DE CONCRETO 0. ou equivalente e a mão-de-obra necessária para o preparo da argamassa de acordo com as recomendações do fabricante. Não remunera o fornecimento do solo para o preparo da argamassa.05. argamassa graute expansiva autonivelante de alta resistência tipo Sika Grout da Sika. cal hidratada. 91 de 734 .00850 m³ / m 0. 11. B) Na execução de alvenaria autoportante deverá ser considerado o volume utilizado para o enchimento dos vazios ou furos dos blocos. pedra britada números 1 e 2.01700 m³ / m BLOCO CERÂMICO 0. 2) O item remunera o fornecimento de betoneira.03 ARGAMASSA GRAUTE EXPANSIVA AUTONIVELANTE DE ALTA RESISTÊNCIA 1) Será medido pelo volume real de argamassa executada (m³).011859 m³ / furo / m 0.04 ARGAMASSA GRAUTE 1) Será medido por volume de argamassa (m³): A) Para a execução de enchimentos ou elementos em argamassa graute deverá ser considerado o volume real utilizado. cimento e a mão-de-obra necessária para a seleção do solo e o preparo da argamassa com adição de 5% de cimento em peso de solo utilizado. ou V1 Grauth da Otto Baumgart.05. ou Eucogrout 32 da Holderchem. 2) O item remunera o fornecimento de betoneira. areia.017064 m³ / m 0. com função de cinta ou pilar. 11.01 CONCRETO E ARGAMASSA ESPECIAL ARGAMASSA EM SOLO E CIMENTO A 5% EM PESO 1) Será medido pelo volume real de argamassa executada (m³). nas dimensões indicadas em projeto (m³). com teor mínimo de 300 kg de cimento por m³ de concreto.01050 m³ / furo / m PILARES ESPESSURA ESPESSURA 2) O item remunera o fornecimento de cimento.02550 m³ / m 0. conforme tabela abaixo: CINTAS SEÇÃO SEÇÃO SEÇÃO SEÇÃO SEÇÃO 09 x 19 cm 14 x 19 cm 19 x 19 cm 19 x 39 cm 14 x 39 cm BLOCO DE CONCRETO 0.

16. aplicação de rodo de corte. pedra britada números médios.04 LANÇAMENTO E ADENSAMENTO DE CONCRETO OU MASSA EM FUNDAÇÃO 1) Será medido pelo volume calculado no projeto de formas. o lançamento e o adensamento do concreto. ou conforme indicado em projeto.00 11. 30% pedra de mão. lançamento e adensamento de concreto ou massa em estrutura.02 LANÇAMENTO E APLICAÇÃO LANÇAMENTO. sendo que o volume da interseção dos diversos elementos estruturais deve ser computado uma só vez (m³). 2) O item remunera o fornecimento de equipamentos. sendo que o volume da interseção dos diversos elementos estruturais deve ser computado uma só vez (m³).06 CONCRETO CICLÓPICO – FORNECIMENTO E APLICAÇÃO (COM 30% DE PEDRA RACHÃO). nas dimensões indicadas em projeto (m³).05.06 LANÇAMENTO E ADENSAMENTO DE CONCRETO OU MASSA EM ESTRUTURA 1) Será medido pelo volume calculado no projeto de formas. lançamento e adensamento de concreto ou massa em fundação. ferramentas apropriadas e a mão-de-obra especializada necessária para a execução dos serviços: aplicação de régua vibratória treliçada ou régua vibratória simples. flotação. queima do piso com a alisadora de concreto simples. lançamento e adensamento de concreto ou massa em lastro. 2) O item remunera o fornecimento de equipamentos e mão-de-obra necessários para o transporte interno à obra. 2) O item remunera o fornecimento de equipamentos e mão-de-obra necessários para o transporte interno à obra. sendo que o volume da interseção dos diversos elementos estruturais deve ser computado uma só vez (m³). 11. 11.16. 11. cimento. 11. remunera também o apiloamento do terreno. ESPALHAMENTO E ADENSAMENTO DE CONCRETO OU MASSA EM LASTRO E / OU ENCHIMENTO 1) Será medido pelo volume acabado.16. 11. 2) O item remunera o fornecimento de equipamentos e mão-de-obra necessários para o transporte interno à obra. lançamento e adensamento de concreto ou massa.16.5%. quando necessário.08 LANÇAMENTO E ADENSAMENTO DE CONCRETO OU MASSA POR BOMBEAMENTO 1) Será medido pelo volume calculado no projeto de formas. CONCRETO FCK 15 MPA 1) Será medido pelo volume calculado no projeto de formas. Não remunera o fornecimento. resultando num piso acabado com declividade mínima de 0. areia e a mão-de-obra necessária para o preparo e aplicação do concreto ciclópico. e o acabamento final com a utilização de desempenos manuais apropriados. sendo que o volume da interseção dos diversos elementos estruturais deve ser computado uma só vez (m³).22 NIVELAMENTO DE PISO EM CONCRETO COM ACABADORA DE SUPERFÍCIE 1) Será medido por área de piso em concreto nivelado e alisado (m²).Boletim 156 11. 2) O item remunera o fornecimento de betoneira. aplicação de rodo de corte. ou dupla. 92 de 734 .16.16. 2) O item remunera o fornecimento de equipamentos e mão-de-obra necessários para o bombeamento.Critérios de Medição e Remuneração .

e. 11. remunera também a mão-de-obra adicional para a execução das mestras delimitadoras de espessura.18. espaçadas a cada 2. 93 de 734 . 2) O item remunera o fornecimento de lona plástica preta e a mão-de-obra necessária para a aplicação da lona.18. 11. será medido pela área do fundo de vala. será medido pela área do fundo de vala.06 LONA PLÁSTICA 1) Será medido pela área de lona plástica aplicada (m²). não havendo especificação.07 ENCHIMENTO DE LAJE COM CONCRETO CELULAR COM DENSIDADE DE 1. e.08 ENCHIMENTO DE LAJE COM TIJOLOS CERÂMICOS FURADOS 1) Será medido pelo volume de enchimento executado (m³). B) Para escavação mecanizada.200 KG / M³ 1) Será medido pelo volume de enchimento executado (m³). equipamentos e mão-de-obra especializada para a execução de enchimento em concreto celular homogeneizado e bombeado. o transporte até o local onde será executado o enchimento. 11. será medido pelo limite indicado na norma.Boletim 156 11.02 LASTROS E ENCHIMENTOS LASTRO DE AREIA 1) Será medido pelo volume acabado.00 11.18. 11. densidade de 1.Critérios de Medição e Remuneração . ou entulho. adotar espessura de 5 cm (m³): A) Para escavação manual. em camadas. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a execução dos serviços: a seleção de material proveniente de demolição.04 LASTRO DE PEDRA BRITADA 1) Será medido pelo volume acabado. adotar espessura de 5 cm (m³): A) Para escavação manual. 2) O item remunera o fornecimento de areia e a mão-de-obra necessária para o apiloamento do terreno e execução do lastro.14 LASTRO E / OU FUNDAÇÃO EM RACHÃO MECANIZADO 1) Será medido pelo volume acabado. B) Para escavação mecanizada. será medido pelo limite indicado na norma. nas dimensões indicadas em projeto ou memorial descritivo (m³).18.18. na espessura indicada em projeto ou memorial descritivo. em argamassa.18.18.11 ENCHIMENTO DE NICHOS EM GERAL. 11. 2) O item remunera o fornecimento de tijolo furado cerâmico de 10 x 10 x 20 cm e a mão-de-obra necessária para a execução do enchimento de rebaixo de laje. 2) O item remunera o fornecimento dos materiais.50 m. não havendo especificação. a disposição.18. 2) O item remunera o fornecimento de pedra britada em números médios e a mão-de-obra necessária para o apiloamento do terreno e execução do lastro. na espessura indicada em projeto ou memorial descritivo. COM MATERIAL PROVENIENTE DE ENTULHO 1) Será medido pelo volume de enchimento executado (m³). do material selecionado e o apiloamento final. 11.200 kg / m³. apropriado para a execução de enchimento.

a compactação.20. na largura mínima de 3 mm. de pedra de mão tipo rachão. englobando os serviços: o transporte interno à obra.03 REPAROS. 11.00 11.20. 2) O item remunera o fornecimento de equipamento e a mão-de-obra necessária para a execução de corte de juntas por meio de serra de discos diamantados. fabricação da Quimatécnica ou equivalente e a mão-de-obra necessária para aplicação do composto por meio de pulverização em superfícies de concreto.Boletim 156 2) O item remunera o fornecimento. posto obra. equipamentos e mão- de-obra necessários para a execução de lastro. fabricação da Reax. ou de alta resistência. ou fluorsilicatos metálicos.Critérios de Medição e Remuneração . em camadas. 2) O item remunera o fornecimento e aplicação de selante endurecedor.16 ENCHIMENTO DE NICHOS EM GERAL. nivelamento. endurecedor aumentando a resistência à abrasão. 11.20. BICOMPONENTE 94 de 734 . englobando os serviços: o transporte interno à obra e lançamento mecanizados. nivelamento. acertos e acabamentos manuais. a disposição. ou Basf Masterkure 201. antipó e aderente preparando a superfície para receber revestimentos.15 LASTRO E / OU FUNDAÇÃO EM RACHÃO MANUAL 1) Será medido pelo volume acabado. o lançamento e espalhamento do rachão. do material selecionado e o apiloamento final. em pisos de concreto. o transporte até o local onde será executado. COM SERRA DE DISCO DIAMANTADO PARA PISOS 1) Será medido pelo comprimento total de juntas serradas (m). deduzindo-se toda e qualquer interferência (m²). a homogeneização. ou equivalente. 11. em superfícies de concreto agindo como: selante criando uma massa sólida e porosa. 11. em camadas. equipamentos e mão- de-obra necessários para a execução de fundação.18. ou Denverhard Flúor.05 CORTE DE JUNTA DE DILATAÇÃO. fabricação Degussa ( MBT ). fabricação Denver Global. de pedra de mão tipo rachão. 2) O item remunera o fornecimento de composto de cura de concreto à base de película emulsionada. deduzindo-se toda e qualquer interferência (m²). e profundidade mínima de 3 cm.20. COM AREIA 1) Será medido pelo volume de enchimento executado (m³). ou Quimicret. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária apropriado para a execução de enchimento. Remunera também os serviços de mobilização e desmobilização. fabricação Degussa ( MBT ). 11. referência tipo Curasol. CONSERVAÇÕES E COMPLEMENTOS CURA QUÍMICA DE CONCRETO À BASE DE PELÍCULA EMULSIONADA 1) Será medido pela área de superfície com cura química executada. acertos e acabamentos manuais. o apiloamento e espalhamento do rachão realizados manualmente. nas dimensões indicadas em projeto ou memorial descritivo (m³).18.09 SELANTE ENDURECEDOR DE CONCRETO ANTIPÓ 1) Será medido pela área de superfície com selante endurecedor aplicado. 2) O item remunera o fornecimento. referência Kure-N-Harden. com silicato de sódio.20. conforme exigências do projeto. 11. posto obra.12 REPARO SUPERFICIAL COM ARGAMASSA POLIMÉRICA (TIXOTRÓPICA).

13 TRATAMENTO DE FISSURAS ESTÁVEIS (NÃO ATIVAS) EM ELEMENTOS DE CONCRETO 1) Será medido pelo comprimento de fissura tratada em peças com largura de até 30 cm. fabricação Master Builders Technologies ( MBT ). fabricação Master Builders Technologies ( MBT ). preparo e aplicação de ponte de aderência por meio de pasta de cimento aditivada. o preparo e aplicação da ponte de aderência e o preparo e aplicação da argamassa polimérica deverão obedecer rigorosamente às especificações e recomendações dos fabricantes. preparo e aplicação da argamassa polimérica bicomponente. referência Nitobond injeção e Nitobond EPD.Critérios de Medição e Remuneração . e após a pega da argamassa a superfície reparada deverá ser mantida úmida com água limpa durante sete dias. na espessura indicada em projeto ou memorial descritivo (m³). 11. fabricação Fosroc. cimento. fabricação Fosroc. fabricação Otto Baumgart. fabricação Denver. adesivo acrílico. ou Vedafix. água e adesivo acrílico ). materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços: limpeza e preparo prévio da superfície onde será aplicada a argamassa. fabricação Denver. caso a fissura esteja em toda a largura da peça. 2) O item remunera o fornecimento de resina para injeção de fissuras a base de epóxi de baixa viscosidade e adesivo estrutural viscoso a base de epóxi para tratamento em elementos de concreto. polímeros acrílicos e agregados selecionados. ou Emaco S 168. aditivos. ou Denvertec 700.Boletim 156 1) Será medido pelo volume acabado. ou Rheomix 104. ou Estrutural 250. sobre superfície saturada e seca. fabricação Otto Baumgart. referência Nitobond Ar. ou Denverfix acrílico. no traço 3:1:1 ( cimento. fabricação Fosroc ou equivalente. de alto desempenho para reparos e reforços estruturais. 95 de 734 . O preparo da superfície. será cobrado apenas um lado (m). em camadas de espessura conforme especificações e recomendações dos fabricantes.20. 2) O item remunera o fornecimento de argamassa polimérica bicomponente à base de cimento. remunera também materiais acessórios e a mão de obra necessária para a execução dos serviços conforme Especificação Técnica – Recuperação e reforço das estruturas de concreto armado. referência Renderoc S2.

de qualquer dimensão.01. 12. 2) O item remunera o fornecimento dos materiais e a mão-de-obra para a perfuração. 2) O item remunera o fornecimento das estacas.01 ESTACA PRÉ-MOLDADA DE CONCRETO TAXA DE MOBILIZAÇÃO PARA ESTACA PRÉ-MOLDADA 1) Será medido por taxa de instalação de equipamentos (tx). 12.04. preparo e lançamento do concreto. emendas e perdas. entre a face inferior do bloco e a cota de apoio da estaca (m). 2) O item remunera o fornecimento dos materiais e a mão-de-obra para a perfuração.00.Boletim 156 12.00 12. 2) O item remunera o fornecimento dos materiais e a mão-de-obra para a perfuração.Critérios de Medição e Remuneração . 2) O item remunera o fornecimento das estacas.COMPLETA 1) Será medido pelo comprimento. por comprimento das peças efetivamente cravadas. para 96 de 734 . preparo e lançamento do concreto. para a execução de brocas com diâmetro de 25 cm.01. 12. por comprimento das peças efetivamente cravadas. entre a face inferior do bloco e a cota de apoio da estaca (m).01. mão-de-obra especializada e equipamentos necessários para os serviços de cravação das estacas. mão-de-obra especializada e equipamentos necessários para os serviços de cravação das estacas. pré-moldadas em concreto.04. pré-moldadas em concreto.COMPLETA 1) Será medido pelo comprimento. 12. o fornecimento da mão-de-obra adicional para a execução dos serviços de arrasamento e o preparo da cabeça da estaca. considerando-se a distância entre o respaldo inferior do bloco e a extremidade inferior de apoio da broca (m).04 BROCA EM CONCRETO ARMADO DIÂMETRO DE 25 CM . 12.04.04. armação. para 20 toneladas. remunera também a mobilização e desmobilização dos mesmos.03 ESTACA PRÉ-MOLDADA DE CONCRETO ATÉ 30 T 1) Será medido.00 12.COMPLETA 1) Será medido pelo comprimento. considerando-se a distância entre o respaldo inferior do bloco e a extremidade inferior de apoio da broca (m). Remunera. inclusive suplementos. para a execução de brocas com diâmetro de 20 cm. preparo e lançamento do concreto.00 FUNDAÇÃO PROFUNDA 12. considerando-se a distância entre o respaldo inferior do bloco e a extremidade inferior de apoio da broca (m).01. armação.02 BROCA BROCA EM CONCRETO ARMADO DIÂMETRO DE 20 CM . 2) O item remunera o fornecimento de equipamentos necessários para os serviços de cravação de estacas pré-moldadas.02 ESTACA PRÉ-MOLDADA DE CONCRETO ATÉ 20 T 1) Será medido. para a execução de brocas com diâmetro de 30 cm.06 BROCA EM CONCRETO ARMADO DIÂMETRO DE 30 CM . armação. também.

00 12. de qualquer dimensão. 12.04. o fornecimento da mão-de-obra adicional para a execução dos serviços de arrasamento e o preparo da cabeça da estaca. emendas e perdas. 2) O item remunera o fornecimento das estacas. Remunera. remunera também a mobilização e desmobilização dos mesmos. 12.04 ESTACA PRÉ-MOLDADA DE CONCRETO ATÉ 40 T 1) Será medido. o fornecimento da mão-de-obra adicional para a execução dos serviços de arrasamento e o preparo da cabeça da estaca. mão-de-obra especializada e equipamentos necessários para os serviços de cravação das estacas. 2) O item remunera o fornecimento das estacas. de qualquer dimensão.04.Boletim 156 30 toneladas.05 ESTACA PRÉ-MOLDADA DE CONCRETO ATÉ 50 T 1) Será medido.05. Remunera. Remunera. 12. inclusive suplementos. também. também. o fornecimento da mão-de-obra adicional para a execução dos serviços de arrasamento e o preparo da cabeça da estaca. Remunera. DIÂMETRO DE 25 CM ATÉ 20 T 1) Será medido por comprimento. pré-moldadas em concreto. determinado pela profundidade entre a cota inferior da estaca até um diâmetro acima da cota de arrasamento (m). 12. 2) O item remunera o fornecimento de mão-de-obra especializada e equipamentos necessários para a execução da estaca escavada mecanicamente. o fornecimento da mão-de-obra adicional para a execução dos serviços de arrasamento e o preparo da cabeça da estaca. entre a face inferior do bloco e a cota de apoio da estaca (m). 2) O item remunera o fornecimento das estacas. vibração por meio de vibrador de imersão nos 97 de 734 . por comprimento das peças efetivamente cravadas. inclusive suplementos.06 ESTACA PRÉ-MOLDADA DE CONCRETO ATÉ 60 T 1) Será medido. mão-de-obra especializada e equipamentos necessários para os serviços de cravação das estacas.04.Critérios de Medição e Remuneração . pré-moldadas em concreto. por comprimento das peças efetivamente cravadas. de qualquer dimensão. de qualquer dimensão. emendas e perdas.05 ESTACA ESCAVADA MECANICAMENTE. por comprimento das peças efetivamente cravadas.05. também. também. emendas e perdas. para 60 toneladas. inclusive suplementos. apiloamento do fundo da perfuração com soquete de concreto. lançamento de concreto até a cota de arrasamento acrescida do valor de um diâmetro ( 25 cm ). emendas e perdas. 12. com diâmetro de perfuração de 25 cm para cargas até 20 toneladas. mão-de-obra especializada e equipamentos necessários para os serviços de cravação das estacas. 2) O item remunera o fornecimento de equipamentos necessários para execução de estacas escavadas. inclusive suplementos.01 ESTACA ESCAVADA MECANICAMENTE TAXA DE MOBILIZAÇÃO PARA ESTACA ESCAVADA 1) Será medido por taxa de instalação de equipamentos (tx). compreendendo os serviços: escavação mecânica por meio de trado espiral ou perfuratriz rotativa até a cota final prevista em projeto. pré-moldadas em concreto. para 40 toneladas. para 50 toneladas.05. entre a face inferior do bloco e a cota de apoio da estaca (m). entre a face inferior do bloco e a cota de apoio da estaca (m).

50 m acima da cota de arrasamento.00 metros superiores. Remunera também o fornecimento dos materiais como: concreto com fck igual ou superior a 15. em aço CA-25. com diâmetro de perfuração de 30 cm para cargas até 30 toneladas. 12. 2) O item remunera o fornecimento de mão-de-obra especializada e equipamentos necessários para a execução da estaca escavada mecanicamente. ficando 0.0 MPa. inclusive materiais acessórios como arame e a mão-de-obra adicional para o transporte dos materiais. execução e colocação de armadura de ligação. constituída por quatro barras com 8 mm de diâmetro e 2.00 metros superiores. com diâmetro de perfuração de 40 cm para cargas até 50 toneladas.5 mm de diâmetro e 2. Remunera também o fornecimento dos materiais como: concreto com fck igual ou superior a 15.05. DIÂMETRO DE 35 CM ATÉ 40 T 1) Será medido por comprimento. 2) O item remunera o fornecimento de mão-de-obra especializada e equipamentos necessários para a execução da estaca escavada mecanicamente. apiloamento do fundo da 98 de 734 .08 ESTACA ESCAVADA MECANICAMENTE.05. DIÂMETRO DE 40 CM ATÉ 50 T 1) Será medido por comprimento. aço CA-25 para a execução da armadura de ligação. determinado pela profundidade entre a cota inferior da estaca até um diâmetro acima da cota de arrasamento (m). DIÂMETRO DE 30 CM ATÉ 30 T 1) Será medido por comprimento. compreendendo os serviços: escavação mecânica por meio de trado espiral ou perfuratriz rotativa até a cota final prevista em projeto. Não remunera a remoção do material escavado proveniente da perfuração até o bota-fora.00 metros superiores. determinado pela profundidade entre a cota inferior da estaca até um diâmetro acima da cota de arrasamento (m).Critérios de Medição e Remuneração . com diâmetro de perfuração de 35 cm para cargas até 40 toneladas.05.50 m acima da cota de arrasamento.50 m acima da cota de arrasamento. em aço CA-25. execução e colocação de armadura de ligação. aço CA-25 para a execução da armadura de ligação. constituída por quatro barras com 12. constituída por quatro barras com 10 mm de diâmetro e 2.00 m de comprimento.06 ESTACA ESCAVADA MECANICAMENTE. compreendendo os serviços: escavação mecânica por meio de trado espiral ou perfuratriz rotativa até a cota final prevista em projeto. inclusive materiais acessórios como arame e a mão-de-obra adicional para o transporte dos materiais. Não remunera a remoção do material escavado proveniente da perfuração até o bota-fora. lançamento de concreto até a cota de arrasamento acrescida do valor de um diâmetro ( 35 cm ).Boletim 156 2.00 m de comprimento. inclusive materiais acessórios como arame e a mão-de-obra adicional para o transporte dos materiais. ficando 0. 12. lançamento de concreto até a cota de arrasamento acrescida do valor de um diâmetro ( 30 cm ). vibração por meio de vibrador de imersão nos 2.0 MPa. Remunera também o fornecimento dos materiais como: concreto com fck igual ou superior a 15. determinado pela profundidade entre a cota inferior da estaca até um diâmetro acima da cota de arrasamento (m). corte do excesso de concreto e o preparo da cabeça da estaca.00 m de comprimento. corte do excesso de concreto e o preparo da cabeça da estaca. 2) O item remunera o fornecimento de mão-de-obra especializada e equipamentos necessários para a execução da estaca escavada mecanicamente. em aço CA-25. corte do excesso de concreto e o preparo da cabeça da estaca. apiloamento do fundo da perfuração com soquete de concreto.07 ESTACA ESCAVADA MECANICAMENTE. compreendendo os serviços: escavação mecânica por meio de trado espiral ou perfuratriz rotativa até a cota final prevista em projeto. execução e colocação de armadura de ligação. ficando 0. vibração por meio de vibrador de imersão nos 2. apiloamento do fundo da perfuração com soquete de concreto.0 MPa. aço CA-25 para a execução da armadura de ligação. 12. Não remunera a remoção do material escavado proveniente da perfuração até o bota-fora.

99 de 734 .00 m de comprimento. inclusive materiais acessórios como arame e a mão-de-obra adicional para o transporte dos materiais.06. 2) O item remunera o fornecimento de mão-de-obra especializada e equipamentos necessários para a execução da estaca escavada mecanicamente. DIÂMETRO DE 45 CM ATÉ 60 T 1) Será medido por comprimento. 12. corte do excesso de concreto e o preparo da cabeça da estaca. 12. apiloamento do fundo da perfuração com soquete de concreto. aço CA-25 para a execução da armadura de ligação. Não remunera a remoção do material escavado proveniente da perfuração até o bota-fora. lançamento de concreto até a cota de arrasamento acrescida do valor de um diâmetro ( 50 cm ). corte do excesso de concreto e o preparo da cabeça da estaca. aço CA-25 para a execução da armadura de ligação.00 m de comprimento. determinado pela profundidade entre a cota inferior da estaca até um diâmetro acima da cota de arrasamento (m). em aço CA-25. constituída por quatro barras com 20 mm de diâmetro e 2. lançamento de concreto até a cota de arrasamento acrescida do valor de um diâmetro ( 40 cm ).00 metros superiores. determinado pela profundidade entre a cota inferior da estaca até um diâmetro acima da cota de arrasamento (m).0 MPa. com diâmetro de perfuração de 45 cm para cargas até 60 toneladas.00 m de comprimento. execução e colocação de armadura de ligação. aço CA-25 para a execução da armadura de ligação. Remunera também o fornecimento dos materiais como: concreto com fck igual ou superior a 15. inclusive materiais acessórios como arame e a mão-de-obra adicional para o transporte dos materiais. Remunera também o fornecimento dos materiais como: concreto com fck igual ou superior a 15.09 ESTACA ESCAVADA MECANICAMENTE.00 12.01 ESTACA TIPO STRAUSS TAXA DE MOBILIZAÇÃO PARA ESTACA TIPO STRAUSS 1) Será medido por taxa de instalação de equipamentos (tx). ficando 0.50 m acima da cota de arrasamento. Não remunera a remoção do material escavado proveniente da perfuração até o bota-fora. constituída por quatro barras com 16 mm de diâmetro e 2. compreendendo os serviços: escavação mecânica por meio de trado espiral ou perfuratriz rotativa até a cota final prevista em projeto. em aço CA-25. em aço CA-25.00 metros superiores.05.05.0 MPa. lançamento de concreto até a cota de arrasamento acrescida do valor de um diâmetro ( 45 cm ).Critérios de Medição e Remuneração .06. Não remunera a remoção do material escavado proveniente da perfuração até o bota-fora. constituída por quatro barras com 20 mm de diâmetro e 2. execução e colocação de armadura de ligação. ficando 0. DIÂMETRO DE 50 CM ATÉ 80 T 1) Será medido por comprimento.0 MPa. inclusive materiais acessórios como arame e a mão-de-obra adicional para o transporte dos materiais.Boletim 156 perfuração com soquete de concreto. vibração por meio de vibrador de imersão nos 2. vibração por meio de vibrador de imersão nos 2.50 m acima da cota de arrasamento.50 m acima da cota de arrasamento. corte do excesso de concreto e o preparo da cabeça da estaca. apiloamento do fundo da perfuração com soquete de concreto. execução e colocação de armadura de ligação. ficando 0. vibração por meio de vibrador de imersão nos 2. 2) O item remunera o fornecimento de mão-de-obra especializada e equipamentos necessários para a execução da estaca escavada mecanicamente. Remunera também o fornecimento dos materiais como: concreto com fck igual ou superior a 15.10 ESTACA ESCAVADA MECANICAMENTE. compreendendo os serviços: escavação mecânica por meio de trado espiral ou perfuratriz rotativa até a cota final prevista em projeto. com diâmetro de perfuração de 50 cm para cargas até 80 toneladas.00 metros superiores. 12.

DIÂMETRO DE 38 CM ATÉ 40 T 1) Será medido por comprimento determinado pela profundidade entre a cota inferior da estaca até um diâmetro acima da cota de arrasamento. compreendendo os serviços: perfuração e introdução de tubos em aço até a cota final desejada. limpeza do interior dos tubos por meio de lançamento de água. compreendendo os serviços: perfuração e introdução de tubos em aço até a cota final desejada. formando na parte inferior da estaca um bulbo. inclusive materiais acessórios como arame e a mão-de-obra adicional para o transporte dos materiais.0 MPa. DIÂMETRO DE 32 CM ATÉ 30 T 1) Será medido por comprimento determinado pela profundidade entre a cota inferior da estaca até um diâmetro acima da cota de arrasamento. retirada da tubulação à medida que se procede a concretagem com o apiloamento.50 m acima da cota de arrasamento. em aço CA-25. DIÂMETRO DE 25 CM ATÉ 20 T 1) Será medido por comprimento determinado pela profundidade entre a cota inferior da estaca até um diâmetro acima da cota de arrasamento. não sendo considerados os alargamentos da base (m).00 m de comprimento. 2) O item remunera o fornecimento de mão-de-obra especializada e equipamentos necessários para a execução da estaca tipo Strauss em solo. devendo o furo estar totalmente revestido. pedra britada e areia para a confecção do concreto com fck igual ou superior a 15. retirada da tubulação à medida que se procede a concretagem com o apiloamento. devendo o furo estar totalmente revestido.0 MPa. 12.Boletim 156 2) O item remunera o fornecimento de equipamentos necessários a execução dos serviços de estacas tipo Strauss.06.00 m de comprimento. corte do excesso de concreto e o preparo da cabeça da estaca. inclusive materiais acessórios como arame e a mão-de-obra adicional para o transporte dos materiais. 2) O item remunera o fornecimento de mão-de-obra especializada e equipamentos necessários para a execução da estaca tipo Strauss em solo. lançamento e apiloamento do concreto com auxílio de soquete metálico cilíndrico maciço com diâmetro inferior que o tubo e peso mínimo de 300 kg.06.03 ESTACA TIPO STRAUSS. Remunera também o fornecimento dos materiais como: cimento. execução e colocação de armadura de ligação. lançamento e apiloamento do concreto com auxílio de soquete metálico cilíndrico maciço com diâmetro inferior que o tubo e peso mínimo de 300 kg. aço CA-25 para a execução da armadura de ligação. com diâmetro final de 25 cm para cargas até 20 toneladas. constituída por quatro barras com 10 mm de diâmetro e 2. Remunera também o fornecimento dos materiais como: cimento. constituída por quatro barras com 8 mm de diâmetro e 2.06.04 ESTACA TIPO STRAUSS. aço CA-25 para a execução da armadura de ligação. concretagem da estaca até a cota de arrasamento acrescida do valor de um diâmetro ( 32 cm ).Critérios de Medição e Remuneração . Não remunera a remoção do material escavado proveniente da perfuração até o bota-fora.50 m acima da cota de arrasamento. pedra britada e areia para a confecção do concreto com fck igual ou superior a 15. em aço CA-25. 12. Não remunera a remoção do material escavado proveniente da perfuração até o bota-fora. remunera também a mobilização e desmobilização dos mesmos. não sendo considerados os alargamentos da base (m). ficando 0. remoção total da água e lama por meio de sonda. execução e colocação de armadura de ligação. 100 de 734 . concretagem da estaca até a cota de arrasamento acrescida do valor de um diâmetro ( 25 cm ). corte do excesso de concreto e o preparo da cabeça da estaca.02 ESTACA TIPO STRAUSS. ficando 0. com diâmetro final de 32 cm para cargas até 30 toneladas. 12. remoção total da água e lama por meio de sonda. formando na parte inferior da estaca um bulbo. não sendo considerados os alargamentos da base (m). limpeza do interior dos tubos por meio de lançamento de água.

limpeza do interior dos tubos por meio de lançamento de água. retirada da tubulação à medida que se procede a concretagem com o apiloamento. ficando 0. formando na parte inferior da estaca um bulbo.01 ESTACA TIPO RAIZ TAXA DE MOBILIZAÇÃO PARA ESTACA TIPO RAIZ EM SOLO 1) Será medido por taxa de instalação de equipamentos (tx). devendo o furo estar totalmente revestido. 12. lançamento e apiloamento do concreto com auxílio de soquete metálico cilíndrico maciço com diâmetro inferior que o tubo e peso mínimo de 300 kg. corte do excesso de concreto e o preparo da cabeça da estaca. Não remunera a remoção do material escavado proveniente da perfuração até o bota-fora. remoção total da água e lama por meio de sonda. Remunera também o fornecimento dos materiais como: cimento. constituída por quatro barras com 20 mm de diâmetro e 2.0 MPa. em aço CA-25. 2) O item remunera o fornecimento de equipamentos necessários a execução dos serviços para estacas tipo raiz em solo. com diâmetro final de 38 cm para cargas até 40 toneladas. limpeza do interior dos tubos por meio de lançamento de água.Boletim 156 2) O item remunera o fornecimento de mão-de-obra especializada e equipamentos necessários para a execução da estaca tipo Strauss em solo. 12. aço CA-25 para a execução da armadura de ligação. corte do excesso de concreto e o preparo da cabeça da estaca. lançamento e apiloamento do concreto com auxílio de soquete metálico cilíndrico maciço com diâmetro inferior que o tubo e peso mínimo de 300 kg. com diâmetro final de 45 cm para cargas até 60 toneladas.07. pedra britada e areia para a confecção do concreto com fck igual ou superior a 15. aço CA-25 para a execução da armadura de ligação. inclusive materiais acessórios como arame e a mão-de-obra adicional para o transporte dos materiais. EM SOLO 1) Será medido por comprimento determinado pela profundidade entre o nível do terreno e a cota inferior da estaca. constituída por quatro barras com 12. conforme especificado em projeto (m).08 ESTACA TIPO STRAUSS.00 12.07. concretagem da estaca até a cota de arrasamento acrescida do valor de um diâmetro ( 45 cm ). 12. concretagem da estaca até a cota de arrasamento acrescida do valor de um diâmetro ( 38 cm ).50 m acima da cota de arrasamento.5 mm de diâmetro e 2. execução e colocação de armadura de ligação. 101 de 734 .50 m acima da cota de arrasamento.03 ESTACA TIPO RAIZ. remoção total da água e lama por meio de sonda. execução e colocação de armadura de ligação. inclusive materiais acessórios como arame e a mão-de-obra adicional para o transporte dos materiais. remunera também a mobilização e desmobilização dos mesmos.00 m de comprimento.0 MPa.00 m de comprimento.Critérios de Medição e Remuneração . DIÂMETRO DE 45 CM ATÉ 60 T 1) Será medido por comprimento determinado pela profundidade entre a cota inferior da estaca até um diâmetro acima da cota de arrasamento. não sendo considerados os alargamentos da base (m). Remunera também o fornecimento dos materiais como: cimento. compreendendo os serviços: perfuração e introdução de tubos em aço até a cota final desejada. compreendendo os serviços: perfuração e introdução de tubos em aço até a cota final desejada. retirada da tubulação à medida que se procede a concretagem com o apiloamento. pedra britada e areia para a confecção do concreto com fck igual ou superior a 15. ficando 0. 2) O item remunera o fornecimento de mão-de-obra especializada e equipamentos necessários para a execução da estaca tipo Strauss em solo. Não remunera a remoção do material escavado proveniente da perfuração até o bota-fora. em aço CA-25.07. devendo o furo estar totalmente revestido.06. DIÂMETRO DE 10 CM PARA 10 T. formando na parte inferior da estaca um bulbo.

cortes e traspasse fretado nas emendas para as estacas trabalhando à compressão e a mão-de-obra adicional para o transporte dos materiais.07. solda e luvas para estacas trabalhando à tração.Boletim 156 2) O item remunera o fornecimento de mão-de-obra especializada e equipamentos necessários para a execução da estaca tipo raiz.06 ESTACA TIPO RAIZ. Remunera também o fornecimento dos materiais como: cimento e areia para a confecção da argamassa de injeção com fck superior ou igual a 20 MPa. espaçadores. necessários à execução da armadura. aplicação de ar comprimido até o preenchimento total da estaca com argamassa. Não remunera a remoção do material escavado proveniente da perfuração até o bota-fora. conforme especificado em projeto (m). com diâmetro final de 10 cm para cargas até 10 toneladas. protegida por tubo de revestimento. 2) O item remunera o fornecimento de mão-de-obra especializada e equipamentos necessários para a execução da estaca tipo raiz. DIÂMETRO DE 12 CM PARA 15 T.07. EM SOLO 1) Será medido por comprimento determinado pela profundidade entre o nível do terreno e a cota inferior da estaca. 12. retirada dos elementos do tubo protetor. perfuradas com equipamento especial à rotação em solo.07 ESTACA TIPO RAIZ. aço CA-50 e materiais secundários como: arame. espaçadores. injeção de argamassa. necessários à execução da armadura. inclusive perdas decorrentes de desbitolamento. aço CA-50 e materiais secundários como: arame. solda e luvas para estacas trabalhando à tração. perfuradas com equipamento especial à rotação em solo. perfuradas com equipamento especial à rotação em solo. protegida por tubo de revestimento. execução da armadura e do arrasamento após a finalização da estaca. inclusive perdas decorrentes de desbitolamento. injeção de argamassa. Remunera também o fornecimento dos materiais como: cimento e areia para a confecção da argamassa de injeção com fck superior ou igual a 20 MPa. inclusive perdas decorrentes de desbitolamento. Remunera também o fornecimento dos materiais como: cimento e areia para a confecção da argamassa de injeção com fck superior ou igual a 20 MPa. EM SOLO 102 de 734 . execução da armadura e do arrasamento após a finalização da estaca. 2) O item remunera o fornecimento de mão-de-obra especializada e equipamentos necessários para a execução da estaca tipo raiz. espaçadores. cortes e traspasse fretado nas emendas para as estacas trabalhando à compressão e a mão-de-obra adicional para o transporte dos materiais. com diâmetro final de 15 cm para cargas até 25 toneladas. protegida por tubo de revestimento. aplicação de ar comprimido até o preenchimento total da estaca com argamassa. aço CA-50 e materiais secundários como: arame. colocação de armadura em aço CA-50.Critérios de Medição e Remuneração . 12. EM SOLO 1) Será medido por comprimento determinado pela profundidade entre o nível do terreno e a cota inferior da estaca. Não remunera a remoção do material escavado proveniente da perfuração até o bota-fora. colocação de armadura em aço CA-50.07. retirada dos elementos do tubo protetor. aplicação de ar comprimido até o preenchimento total da estaca com argamassa. Não remunera a remoção do material escavado proveniente da perfuração até o bota-fora. injeção de argamassa. execução da armadura e do arrasamento após a finalização da estaca. solda e luvas para estacas trabalhando à tração. compreendendo os serviços: perfuração rotativa combinada com injeção de fluido. compreendendo os serviços: perfuração rotativa combinada com injeção de fluido. cortes e traspasse fretado nas emendas para as estacas trabalhando à compressão e a mão-de-obra adicional para o transporte dos materiais. compreendendo os serviços: perfuração rotativa combinada com injeção de fluido. 12. colocação de armadura em aço CA-50. DIÂMETRO DE 15 CM PARA 25 T. conforme especificado em projeto (m). retirada dos elementos do tubo protetor. com diâmetro final de 12 cm para cargas até 15 toneladas.05 ESTACA TIPO RAIZ. DIÂMETRO DE 16 CM PARA 35 T. necessários à execução da armadura.

solda e luvas para estacas trabalhando à tração. execução da armadura e do arrasamento após a finalização da estaca. inclusive perdas decorrentes de desbitolamento.Boletim 156 1) Será medido por comprimento determinado pela profundidade entre o nível do terreno e a cota inferior da estaca. espaçadores. Remunera também o fornecimento dos materiais como: cimento e areia para a confecção da argamassa de injeção com fck superior ou igual a 20 MPa. colocação de armadura em aço CA-50. necessários à execução da armadura. injeção de argamassa.Critérios de Medição e Remuneração . aplicação de ar comprimido até o preenchimento total da estaca com argamassa. DIÂMETRO DE 25 CM PARA 80 T. execução da armadura e do arrasamento após a finalização da estaca. aplicação de ar comprimido até o preenchimento total da estaca com argamassa. 2) O item remunera o fornecimento de mão-de-obra especializada e equipamentos necessários para a execução da estaca tipo raiz.07. compreendendo os serviços: perfuração rotativa combinada com injeção de fluido. cortes e traspasse fretado nas emendas para as estacas trabalhando à compressão e a mão-de-obra adicional para o transporte dos materiais. injeção de argamassa.09 ESTACA TIPO RAIZ. protegida por tubo de revestimento.10 ESTACA TIPO RAIZ. Não remunera a remoção do material escavado proveniente da perfuração até o bota-fora. EM SOLO 1) Será medido por comprimento determinado pela profundidade entre o nível do terreno e a cota inferior da estaca. 12.07. colocação de armadura em aço CA-50. retirada dos elementos do tubo protetor. retirada dos elementos do tubo protetor. cortes e traspasse fretado nas emendas para as estacas trabalhando à compressão e a mão-de-obra adicional para o transporte dos materiais. 103 de 734 . Não remunera a remoção do material escavado proveniente da perfuração até o bota-fora. aço CA-50 e materiais secundários como: arame. aço CA-50 e materiais secundários como: arame. inclusive perdas decorrentes de desbitolamento. necessários à execução da armadura. EM SOLO 1) Será medido por comprimento determinado pela profundidade entre o nível do terreno e a cota inferior da estaca. solda e luvas para estacas trabalhando à tração. injeção de argamassa. com diâmetro final de 16 cm para cargas até 35 toneladas. perfuradas com equipamento especial à rotação em solo. colocação de armadura em aço CA-50. 2) O item remunera o fornecimento de mão-de-obra especializada e equipamentos necessários para a execução da estaca tipo raiz. cortes e traspasse fretado nas emendas para as estacas trabalhando à compressão e a mão-de-obra adicional para o transporte dos materiais. 12. 2) O item remunera o fornecimento de mão-de-obra especializada e equipamentos necessários para a execução da estaca tipo raiz. aplicação de ar comprimido até o preenchimento total da estaca com argamassa. inclusive perdas decorrentes de desbitolamento. solda e luvas para estacas trabalhando à tração. espaçadores. necessários à execução da armadura. Não remunera a remoção do material escavado proveniente da perfuração até o bota-fora. perfuradas com equipamento especial à rotação em solo. DIÂMETRO DE 20 CM PARA 50 T. conforme especificado em projeto (m). com diâmetro final de 25 cm para cargas até 80 toneladas. Remunera também o fornecimento dos materiais como: cimento e areia para a confecção da argamassa de injeção com fck superior ou igual a 20 MPa. protegida por tubo de revestimento. protegida por tubo de revestimento. espaçadores. execução da armadura e do arrasamento após a finalização da estaca. perfuradas com equipamento especial à rotação em solo. conforme especificado em projeto (m). compreendendo os serviços: perfuração rotativa combinada com injeção de fluido. conforme especificado em projeto (m). Remunera também o fornecimento dos materiais como: cimento e areia para a confecção da argamassa de injeção com fck superior ou igual a 20 MPa. aço CA-50 e materiais secundários como: arame. compreendendo os serviços: perfuração rotativa combinada com injeção de fluido. com diâmetro final de 20 cm para cargas até 50 toneladas. retirada dos elementos do tubo protetor.

injeção de argamassa. com diâmetro final de 40 cm para cargas até 130 toneladas. execução da armadura e do arrasamento após a finalização da estaca. DIÂMETRO DE 40 CM PARA 130 T. necessários à execução da armadura. com diâmetro de 50 cm. retirada dos elementos do tubo protetor. execução da armadura e do arrasamento após a finalização da estaca. solda e luvas para estacas trabalhando à tração. com diâmetro final de 31 cm para cargas até 100 toneladas.Critérios de Medição e Remuneração .09. 2) O item remunera o fornecimento de equipamentos e mão-de-obra necessários para os serviços de abertura de fuste. aplicação de ar comprimido até o preenchimento total da estaca com argamassa. por meio de escavação mecanizada.Boletim 156 12. 12. protegida por tubo de revestimento.09. DIÂMETRO DE 31 CM PARA 100 T. compreendendo os serviços: perfuração rotativa combinada com injeção de fluido. EM SOLO 1) Será medido por comprimento determinado pela profundidade entre o nível do terreno e a cota inferior da estaca.02 ABERTURA DE FUSTE MECANIZADO DIÂMETRO DE 50 CM 1) Será medido por comprimento de fuste escavado (m). Não remunera a remoção do material escavado proveniente da perfuração até o bota-fora. 2) O item remunera o fornecimento de equipamentos necessários para os serviços de escavação mecânica de tubulão. solda e luvas para estacas trabalhando à tração. 12. 2) O item remunera o fornecimento de mão-de-obra especializada e equipamentos necessários para a execução da estaca tipo raiz. perfuradas com equipamento especial à rotação em solo. espaçadores. cortes e traspasse fretado nas emendas para as estacas trabalhando à compressão e a mão-de-obra adicional para o transporte dos materiais.07. Não remunera a remoção do material escavado proveniente da perfuração até o bota-fora. compreendendo os serviços: perfuração rotativa combinada com injeção de fluido.00 12. Remunera também o fornecimento dos materiais como: cimento e areia para a confecção da argamassa de injeção com fck superior ou igual a 20 MPa. Remunera também o fornecimento dos materiais como: cimento e areia para a confecção da argamassa de injeção com fck superior ou igual a 20 MPa.01 TUBULÃO TAXA DE MOBILIZAÇÃO PARA TUBULÃO ESCAVADO MECANICAMENTE 1) Será medido por taxa de instalação de equipamentos (tx). injeção de argamassa. colocação de armadura em aço CA-50. cortes e traspasse fretado nas emendas para as estacas trabalhando à compressão e a mão-de-obra adicional para o transporte dos materiais. inclusive perdas decorrentes de desbitolamento. inclusive perdas decorrentes de desbitolamento. 104 de 734 . necessários à execução da armadura.13 ESTACA TIPO RAIZ.09. protegida por tubo de revestimento. espaçadores.11 ESTACA TIPO RAIZ. aplicação de ar comprimido até o preenchimento total da estaca com argamassa. retirada dos elementos do tubo protetor. conforme especificado em projeto (m).07. 12. conforme especificado em projeto (m). EM SOLO 1) Será medido por comprimento determinado pela profundidade entre o nível do terreno e a cota inferior da estaca. colocação de armadura em aço CA-50. aço CA-50 e materiais secundários como: arame. aço CA-50 e materiais secundários como: arame. perfuradas com equipamento especial à rotação em solo. Não remunera a remoção do material escavado proveniente da perfuração até o bota-fora. 2) O item remunera o fornecimento de mão-de-obra especializada e equipamentos necessários para a execução da estaca tipo raiz.

com diâmetro de 60 cm.06 ABERTURA DE FUSTE MECANIZADO DIÂMETRO DE 80 CM 1) Será medido por comprimento de fuste escavado (m). remunera também a mobilização e desmobilização dos mesmos. Não remunera a remoção do material escavado proveniente da perfuração até o bota-fora. Não remunera a remoção do material escavado proveniente da perfuração até o bota-fora.12. 2) O item remunera o fornecimento de ferramentas e mão-de-obra necessárias para os serviços de escavação a céu aberto em terra de qualquer natureza para alargamento de base de tubulão.09.Critérios de Medição e Remuneração . 12. 12. por meio de escavação mecanizada. por meio de escavação mecanizada.01 ESTACA HÉLICE CONTÍNUA TAXA DE MOBILIZAÇÃO PARA ESTACA TIPO HÉLICE CONTÍNUA EM SOLO 1) Será medido por taxa de instalação de equipamentos (tx).09.09. 12. 2) O item remunera o fornecimento de ferramentas e mão-de-obra necessárias para os serviços de abertura de fuste. com diâmetro de 100 cm. 12.12. 2) O item remunera o fornecimento de equipamentos e mão-de-obra necessários para os serviços de abertura de fuste. incluindo eventual esgotamento.09. 12. de acordo com as dimensões da base (m³).12. DIÂMETRO DE 35 CM EM SOLO 105 de 734 . 2) O item remunera o fornecimento de equipamentos e mão-de-obra necessários para os serviços de abertura de fuste.09. Não remunera a remoção do material escavado proveniente da perfuração até o bota-fora. 2) O item remunera o fornecimento de ferramentas e mão-de-obra necessárias para os serviços de abertura de fuste.10 ABERTURA DE FUSTE MANUAL DIÂMETRO DE 120 CM 1) Será medido por comprimento de fuste escavado (m).Boletim 156 12.02 ESTACA TIPO HÉLICE CONTÍNUA. com diâmetro de 80 cm. Não remunera a remoção do material escavado proveniente da perfuração até o bota-fora. por meio de escavação manual em solo. por meio de escavação manual em solo.07 ABERTURA DE FUSTE MANUAL DIÂMETRO DE 80 CM 1) Será medido por comprimento de fuste escavado (m). 12. Não remunera a remoção do material escavado proveniente da perfuração até o bota-fora. Não remunera a remoção do material escavado proveniente da perfuração até o bota-fora. com diâmetro de 120 cm.08 ABERTURA DE FUSTE MANUAL DIÂMETRO DE 100 CM 1) Será medido por comprimento de fuste escavado (m).09. com diâmetro de 80 cm. 2) O item remunera o fornecimento de ferramentas e mão-de-obra necessárias para os serviços de abertura de fuste.04 ABERTURA DE FUSTE MECANIZADO DIÂMETRO DE 60 CM 1) Será medido por comprimento de fuste escavado (m).50 ALARGAMENTO DE BASE A CÉU ABERTO 1) Será medido pelo volume escavado. 12.00 12. por meio de escavação manual em solo. 2) O item remunera o fornecimento de equipamentos necessários a execução dos serviços para estacas tipo hélice contínua em solo.

do concreto usinado bombeável. preparação da cabeça das estacas. ou móvel. compreendendo os serviços: perfuração com equipamento especial à rotação. ou corte das mesmas. preparação da cabeça das estacas. colocação da armadura. até 50 cm além da cota de arrasamento.12. de acordo com as especificações do projeto das estacas e a remoção do material escavado proveniente da perfuração até o bota-fora. colocação da armadura. com sistema de monitoramento. preparação da cabeça das estacas. ou móvel. até 50 cm além da cota de arrasamento. não remunera o fornecimento da armadura 106 de 734 . de acordo com as especificações do projeto das estacas e a remoção do material escavado proveniente da perfuração até o bota-fora. 2) O item remunera o fornecimento de mão-de-obra e equipamentos necessários para a execução da estaca tipo hélice contínua.Boletim 156 1) Será medido por comprimento determinado pela profundidade entre o nível do terreno e a cota inferior da estaca (m). ou móvel.12. DIÂMETRO DE 60 CM EM SOLO 1) Será medido por comprimento determinado pela profundidade entre o nível do terreno e a cota inferior da estaca (m). ou corte das mesmas. 12. DIÂMETRO DE 30 CM EM SOLO 1) Será medido por comprimento determinado pela profundidade entre o nível do terreno e a cota inferior da estaca (m). até 50 cm além da cota de arrasamento.05 ESTACA TIPO HÉLICE CONTÍNUA. em solo. para diâmetro de 30 cm. com a capacidade de bombeamento mínimo de 40 m³ / h e pressão superior a 6 MPa. colocação da armadura. ou móvel. em solo. ou corte das mesmas. 2) O item remunera o fornecimento de mão-de-obra e equipamentos necessários para a execução da estaca tipo hélice contínua. compreendendo os serviços: perfuração com equipamento especial à rotação. para diâmetro de 35 cm. preparação da cabeça das estacas. com a capacidade de bombeamento mínimo de 20 m³ / h e pressão superior a 6 MPa. 12. injeção de concreto bombeável. não remunera o fornecimento da armadura montada. para incorporá-las aos blocos de fundação. com sistema de monitoramento. não remunera o fornecimento da armadura montada. para incorporá-las aos blocos de fundação. de acordo com as especificações do projeto das estacas e a remoção do material escavado proveniente da perfuração até o bota-fora. com a capacidade de bombeamento mínimo de 20 m³ / h e pressão superior a 6 MPa. compreendendo os serviços: perfuração com equipamento especial à rotação.12. por meio de bomba de injeção tipo estacionária. para incorporá-las aos blocos de fundação. ou corte das mesmas. do concreto usinado bombeável. em solo. injeção de concreto bombeável. não remunera o fornecimento da armadura montada. para diâmetro de 60 cm. 12. compreendendo os serviços: perfuração com equipamento especial à rotação.04 ESTACA TIPO HÉLICE CONTÍNUA. injeção de concreto bombeável. por meio de bomba de injeção tipo estacionária. colocação da armadura. DIÂMETRO DE 25 CM EM SOLO 1) Será medido por comprimento determinado pela profundidade entre o nível do terreno e a cota inferior da estaca (m). do concreto usinado bombeável. em solo. com a capacidade de bombeamento mínimo de 20 m³ / h e pressão superior a 6 MPa.03 ESTACA TIPO HÉLICE CONTÍNUA. injeção de concreto bombeável. 2) O item remunera o fornecimento de mão-de-obra e equipamentos necessários para a execução da estaca tipo hélice contínua.Critérios de Medição e Remuneração . para diâmetro de 25 cm. por meio de bomba de injeção tipo estacionária. com sistema de monitoramento. para incorporá-las aos blocos de fundação. por meio de bomba de injeção tipo estacionária. até 50 cm além da cota de arrasamento. com sistema de monitoramento. 2) O item remunera o fornecimento de mão-de-obra e equipamentos necessários para a execução da estaca tipo hélice contínua.

não remunera o fornecimento da armadura montada. compreendendo os serviços: perfuração com equipamento especial à rotação. para incorporá-las aos blocos de fundação. com sistema de monitoramento.12. 2) O item remunera o fornecimento de mão-de-obra e equipamentos necessários para a execução da estaca tipo hélice contínua. injeção de concreto bombeável. em solo. do concreto usinado bombeável. 12. para incorporá-las aos blocos de fundação. colocação da armadura.Critérios de Medição e Remuneração . ou móvel. do concreto usinado bombeável. não remunera o fornecimento da armadura montada. ou móvel.08 ESTACA TIPO HÉLICE CONTÍNUA. ou corte das mesmas. 2) O item remunera o fornecimento de mão-de-obra e equipamentos necessários para a execução da estaca tipo hélice contínua. do concreto usinado bombeável. para diâmetro de 40 cm. de acordo com as especificações do projeto das estacas e a remoção do material escavado proveniente da perfuração até o bota-fora. em solo.Boletim 156 montada. compreendendo os serviços: perfuração com equipamento especial à rotação. DIÂMETRO DE 40 CM EM SOLO 1) Será medido por comprimento determinado pela profundidade entre o nível do terreno e a cota inferior da estaca (m). 2) O item remunera o fornecimento de mão-de-obra e equipamentos necessários para a execução da estaca tipo hélice contínua. até 50 cm além da cota de arrasamento. injeção de concreto bombeável. ou corte das mesmas. por meio de bomba de injeção tipo estacionária. preparação da cabeça das estacas. compreendendo os serviços: perfuração com equipamento especial à rotação. 12. para diâmetro de 70 cm. 2) O item remunera o fornecimento de mão-de-obra e equipamentos necessários para a execução da estaca tipo hélice contínua. em solo. compreendendo os serviços: perfuração com equipamento especial à rotação.07 ESTACA TIPO HÉLICE CONTÍNUA. preparação da cabeça das estacas. DIÂMETRO DE 50 CM EM SOLO 1) Será medido por comprimento determinado pela profundidade entre o nível do terreno e a cota inferior da estaca (m). de acordo com as especificações do projeto das estacas e a remoção do material escavado proveniente da perfuração até o bota-fora. com a capacidade de bombeamento mínimo de 20 m³ / h e pressão superior a 6 MPa.12. 12. até 50 cm além da cota de arrasamento. com sistema de monitoramento. colocação da armadura. para diâmetro de 50 cm. de acordo com as especificações do projeto das estacas e a remoção do material escavado proveniente da perfuração até o bota-fora.12. injeção de 107 de 734 . com sistema de monitoramento. do concreto usinado bombeável. não remunera o fornecimento da armadura montada. com a capacidade de bombeamento mínimo de 20 m³ / h e pressão superior a 6 MPa. em solo.12. por meio de bomba de injeção tipo estacionária. colocação da armadura. com a capacidade de bombeamento mínimo de 40 m³ / h e pressão superior a 6 MPa.06 ESTACA TIPO HÉLICE CONTÍNUA. por meio de bomba de injeção tipo estacionária. DIÂMETRO DE 100 CM EM SOLO 1) Será medido por comprimento determinado pela profundidade entre o nível do terreno e a cota inferior da estaca (m). DIÂMETRO DE 70 CM EM SOLO 1) Será medido por comprimento determinado pela profundidade entre o nível do terreno e a cota inferior da estaca (m). de acordo com as especificações do projeto das estacas e a remoção do material escavado proveniente da perfuração até o bota-fora. ou corte das mesmas. para incorporá-las aos blocos de fundação. preparação da cabeça das estacas. injeção de concreto bombeável. até 50 cm além da cota de arrasamento. ou móvel. 12.09 ESTACA TIPO HÉLICE CONTÍNUA. para diâmetro de 100 cm. com sistema de monitoramento.

ou móvel. 12. até 50 cm além da cota de arrasamento. do concreto usinado bombeável. em solo. para incorporá-las aos blocos de fundação. DIÂMETRO DE 80 CM EM SOLO 1) Será medido por comprimento determinado pela profundidade entre o nível do terreno e a cota inferior da estaca (m).10 ESTACA TIPO HÉLICE CONTÍNUA. preparação da cabeça das estacas. compreendendo os serviços: perfuração com equipamento especial à rotação. para diâmetro de 80 cm. colocação da armadura. com a capacidade de bombeamento mínimo de 40 m³ / h e pressão superior a 6 MPa. não remunera o fornecimento da armadura montada. até 50 cm além da cota de arrasamento. ou corte das mesmas.Critérios de Medição e Remuneração . com a capacidade de bombeamento mínimo de 40 m³ / h e pressão superior a 6 MPa. colocação da armadura. 2) O item remunera o fornecimento de mão-de-obra e equipamentos necessários para a execução da estaca tipo hélice contínua. do concreto usinado bombeável. preparação da cabeça das estacas. ou corte das mesmas.12. não remunera o fornecimento da armadura montada. por meio de bomba de injeção tipo estacionária. ou móvel.Boletim 156 concreto bombeável. de acordo com as especificações do projeto das estacas e a remoção do material escavado proveniente da perfuração até o bota-fora. injeção de concreto bombeável. por meio de bomba de injeção tipo estacionária. para incorporá-las aos blocos de fundação. de acordo com as especificações do projeto das estacas e a remoção do material escavado proveniente da perfuração até o bota-fora. 108 de 734 . com sistema de monitoramento.

quando necessárias.00 13. BETA 16 CM 1) Será medido pela área delimitada pelos eixos das paredes e/ou vigas (m²). o escoramento até 3. o transporte interno à obra. para o controle da fissuração. concreto com fck maior ou igual a 20MPa. o içamento das vigotas e das lajotas cerâmicas. o escoramento até 3. o transporte interno à obra. para o capeamento. quando necessárias.00 LAJE E PAINEL DE FECHAMENTO PRÉ-FABRICADOS 13.01.Critérios de Medição e Remuneração . BETA 20 CM 1) Será medido pela área delimitada pelos eixos das paredes e/ou vigas (m²). lajota cerâmica. a execução do capeamento. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços: a estocagem das vigotas e lajotas cerâmicas conforme exigências e recomendações do fabricante. para o controle da fissuração. 2) O item remunera o fornecimento de vigota pré-fabricada treliçada ( VT ).06 LAJE PRÉ-FABRICADA MISTA VIGOTA TRELIÇADA / LAJOTA. para o capeamento. o transporte interno à obra. lajota cerâmica.04 LAJE PRÉ-FABRICADA MISTA VIGOTA TRELIÇADA / LAJOTA. resultando laje mista com beta 12 cm. Não remunera o fornecimento de materiais e a mão-de-obra para a execução da armadura transversal e da armadura superior de tração nos apoios e balanços. resultando laje mista com beta 20 cm.02 LAJE PRÉ-FABRICADA MISTA EM VIGOTAS TRELIÇADAS E LAJOTAS LAJE PRÉ-FABRICADA MISTA VIGOTA TRELIÇADA / LAJOTA. a execução do capeamento.Boletim 156 13. aço para armadura de distribuição. 13. 13. a execução e instalação da armadura de distribuição posicionada na capa. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços: a estocagem das vigotas e lajotas cerâmicas conforme exigências e recomendações do fabricante. resultando laje mista com beta 16 cm. a execução e instalação da armadura de distribuição posicionada na capa. concreto com fck maior ou igual a 20MPa. lajota cerâmica. para o controle da fissuração. para o capeamento. BETA 12 CM 1) Será medido pela área delimitada pelos eixos das paredes e/ou vigas (m²). a execução do capeamento. BETA 24 CM 1) Será medido pela área delimitada pelos eixos das paredes e/ou vigas (m²).01. a montagem completa das vigotas treliçadas e das lajotas cerâmicas.00.00 m de altura e a retirada do mesmo.00 m de altura e a retirada do mesmo. a execução e instalação da armadura de distribuição posicionada na capa. o içamento das vigotas e das lajotas cerâmicas. 2) O item remunera o fornecimento de vigota pré-fabricada treliçada ( VT ). a montagem completa das vigotas treliçadas e das lajotas cerâmicas. 2) O item remunera o fornecimento de vigota pré-fabricada treliçada ( VT ). o içamento das vigotas e das lajotas cerâmicas.00 m de altura e a retirada do mesmo. o escoramento até 3. a montagem completa das vigotas treliçadas e das lajotas cerâmicas.08 LAJE PRÉ-FABRICADA MISTA VIGOTA TRELIÇADA / LAJOTA. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços: a estocagem das vigotas e lajotas cerâmicas conforme exigências e recomendações do fabricante. Não remunera o fornecimento de materiais e a mão-de-obra para a execução da armadura transversal e da armadura superior de tração nos apoios e balanços. quando necessárias. aço para armadura de distribuição.01. 109 de 734 . aço para armadura de distribuição. concreto com fck maior ou igual a 20MPa. 13.01. Não remunera o fornecimento de materiais e a mão-de-obra para a execução da armadura transversal e da armadura superior de tração nos apoios e balanços.01.

Boletim 156 2) O item remunera o fornecimento de vigota pré-fabricada treliçada ( VT ). resultando laje mista com beta 24 cm. concreto com fck maior ou igual a 20MPa. para o controle da fissuração. para o capeamento. concreto com fck maior ou igual a 20MPa. a execução do capeamento. lajota cerâmica. o transporte interno à obra.10 LAJE PRÉ-FABRICADA MISTA VIGOTA TRELIÇADA / LAJOTA. a execução e instalação da armadura de distribuição posicionada na 110 de 734 . a montagem completa das vigotas treliçadas e das lajotas cerâmicas. Não remunera o fornecimento de materiais e a mão-de-obra para a execução da armadura transversal e da armadura superior de tração nos apoios e balanços. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços: a estocagem das vigotas e lajotas cerâmicas conforme exigências e recomendações do fabricante. 2) O item remunera o fornecimento de vigota pré-fabricada de concreto protendido ( VP ). aço para armadura de distribuição. resultando laje mista com beta 10 cm.01. BETA 30 CM 1) Será medido pela área delimitada pelos eixos das paredes e/ou vigas (m²).02 LAJE PRÉ-FABRICADA MISTA EM VIGOTAS PROTENDIDAS E LAJOTAS LAJE PRÉ-FABRICADA MISTA VIGOTA PROTENDIDA / LAJOTA. 13. concreto com fck maior ou igual a 20MPa. a execução do capeamento. a execução e instalação da armadura de distribuição posicionada na capa. quando necessárias. aço para armadura de distribuição.00 13.Critérios de Medição e Remuneração . a execução e instalação da armadura de distribuição posicionada na capa. para o capeamento.02. concreto com fck maior ou igual a 20MPa. aço para armadura de distribuição. o escoramento até 3. o escoramento até 3. o transporte interno à obra. para o controle da fissuração.00 m de altura e a retirada do mesmo. a execução do capeamento. a montagem completa das vigotas treliçadas e das lajotas cerâmicas. para o capeamento.00 m de altura e a retirada do mesmo. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços: a estocagem das vigotas e lajotas cerâmicas conforme exigências e recomendações do fabricante. o transporte interno à obra. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços: a estocagem das vigotas e lajotas cerâmicas conforme exigências e recomendações do fabricante. 2) O item remunera o fornecimento de vigota pré-fabricada de concreto protendido ( VP ). Não remunera o fornecimento de materiais e a mão-de-obra para a execução da armadura transversal e da armadura superior de tração nos apoios e balanços. resultando laje mista com beta 30 cm. aço para armadura de distribuição. o içamento das vigotas e das lajotas cerâmicas. resultando laje mista com beta 12 cm. o içamento das vigotas e das lajotas cerâmicas. quando necessárias. 13. lajota cerâmica.04 LAJE PRÉ-FABRICADA MISTA VIGOTA PROTENDIDA / LAJOTA. 13. Não remunera o fornecimento de materiais e a mão-de-obra para a execução da armadura transversal e da armadura superior de tração nos apoios e balanços. BETA 10 CM 1) Será medido pela área delimitada pelos eixos das paredes e/ou vigas (m²).00 m de altura e a retirada do mesmo. BETA 12 CM 1) Será medido pela área delimitada pelos eixos das paredes e/ou vigas (m²). para o capeamento. a montagem completa das vigotas treliçadas e das lajotas cerâmicas. lajota cerâmica. a execução do capeamento. o içamento das vigotas e das lajotas cerâmicas. quando necessárias. o içamento das vigotas e das lajotas cerâmicas.02. o transporte interno à obra. lajota cerâmica.02. a montagem completa das vigotas treliçadas e das lajotas cerâmicas. para o controle da fissuração. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços: a estocagem das vigotas e lajotas cerâmicas conforme exigências e recomendações do fabricante. a execução e instalação da armadura de distribuição posicionada na capa. 2) O item remunera o fornecimento de vigota pré-fabricada treliçada ( VT ). o escoramento até 3.

materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços: a estocagem das vigotas e lajotas cerâmicas conforme exigências e recomendações do fabricante. para o controle da fissuração. o transporte interno à obra. Não remunera o fornecimento de materiais e a mão-de-obra para a execução da armadura transversal e da armadura superior de tração nos apoios e balanços.08 LAJE PRÉ-FABRICADA MISTA VIGOTA PROTENDIDA / LAJOTA. BETA 16 CM 1) Será medido pela área delimitada pelos eixos das paredes e/ou vigas (m²). lajota cerâmica. resultando laje mista com beta 25 cm. aço para armadura de distribuição. 13.00 m de altura e a retirada do mesmo. a execução do capeamento. para o capeamento.03. ESPESSURA 10 CM.12 LAJE PRÉ-FABRICADA EM PAINEL PROTENDIDO LAJE EM PAINEL PRÉ-FABRICADO PROTENDIDO ALVEOLAR. 2) O item remunera o fornecimento de vigota pré-fabricada de concreto protendido ( VP ). o içamento das vigotas e das lajotas cerâmicas. 111 de 734 . para o controle da fissuração. a execução do capeamento. o içamento das vigotas e das lajotas cerâmicas. concreto com fck maior ou igual a 20MPa. o transporte interno à obra. aço para armadura de distribuição. a montagem completa das vigotas treliçadas e das lajotas cerâmicas. Não remunera o fornecimento de materiais e a mão-de-obra para a execução da armadura transversal e da armadura superior de tração nos apoios e balanços. 13. Não remunera o fornecimento de materiais e a mão-de-obra para a execução da armadura transversal e da armadura superior de tração nos apoios e balanços. 2) O item remunera o fornecimento de vigota pré-fabricada de concreto protendido ( VP ). a execução e instalação da armadura de distribuição posicionada na capa.06 LAJE PRÉ-FABRICADA MISTA VIGOTA PROTENDIDA / LAJOTA.00 m de altura e a retirada do mesmo. para o capeamento. concreto com fck maior ou igual a 20MPa.00 13.Boletim 156 capa. o escoramento até 3. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços: a estocagem das vigotas e lajotas cerâmicas conforme exigências e recomendações do fabricante.02.10 LAJE PRÉ-FABRICADA MISTA VIGOTA PROTENDIDA / LAJOTA. o transporte interno à obra.Critérios de Medição e Remuneração .03.02. quando necessárias.00 m de altura e a retirada do mesmo. BETA 25 CM 1) Será medido pela área delimitada pelos eixos das paredes e/ou vigas (m²). materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços: a estocagem das vigotas e lajotas cerâmicas conforme exigências e recomendações do fabricante. a execução do capeamento. o escoramento até 3. para o controle da fissuração. 13.00 m de altura e a retirada do mesmo. quando necessárias. BETA 20 CM 1) Será medido pela área delimitada pelos eixos das paredes e/ou vigas (m²). a execução e instalação da armadura de distribuição posicionada na capa. lajota cerâmica. 1) Será medido pela área delimitada pelos eixos das paredes e/ou vigas (m²). a montagem completa das vigotas treliçadas e das lajotas cerâmicas. Não remunera o fornecimento de materiais e a mão-de-obra para a execução da armadura transversal e da armadura superior de tração nos apoios e balanços. 13. para o capeamento. a montagem completa das vigotas treliçadas e das lajotas cerâmicas. para o controle da fissuração. resultando laje mista com beta 20 cm. o escoramento até 3.02. quando necessárias. a execução e instalação da armadura de distribuição posicionada na capa. 2) O item remunera o fornecimento de vigota pré-fabricada de concreto protendido ( VP ). aço para armadura de distribuição. o escoramento até 3. concreto com fck maior ou igual a 20MPa. quando necessárias. lajota cerâmica. o içamento das vigotas e das lajotas cerâmicas. resultando laje mista com beta 16 cm.

conforme NBR 9062. 13. o içamento dos painéis. o transporte interno à obra. posto obra. a montagem completa dos mesmos. quando necessárias. posto obra. caracterizados por armadura longitudinal ativa. quando necessárias. o içamento dos painéis. materiais acessórios e a mão-deobra necessária para a execução dos serviços: a estocagem dos painéis conforme exigências e recomendações do fabricante. incluindo a equalização com o perfeito nivelamento. da laje pré-fabricada em painéis alveolares de concreto protendido ( PACP ). englobando totalmente a armadura inferior de tração necessária e seção alveolar definindo almas de concreto. da laje pré-fabricada em painéis alveolares de concreto protendido ( PACP ). na superfície inferior das lajes. no capeamento e armadura superior de tração nos apoios e balanços. areia e pedrisco no traço 1:2:3 e o acabamento das juntas. produzidos industrialmente. cimento. produzidos industrialmente. produzidos industrialmente. ESPESSURA 20 CM 1) Será medido pela área delimitada pelos eixos das paredes e/ou vigas (m²). cimento. materiais acessórios e a mão-deobra necessária para a execução dos serviços: a estocagem dos painéis conforme exigências e recomendações do fabricante. ESPESSURA 15 CM 1) Será medido pela área delimitada pelos eixos das paredes e/ou vigas (m²). no capeamento e armadura superior de tração nos apoios e balanços. com frisamento aparente. areia e pedrisco no traço 1:2:3 e o acabamento das juntas. no capeamento e armadura superior de tração nos apoios e balanços.14 LAJE EM PAINEL PRÉ-FABRICADO PROTENDIDO ALVEOLAR. quando necessárias. o transporte interno à obra. o rejuntamento em concreto com cimento. Não remunera o fornecimento de materiais e a mãode-obra para a execução de capeamento.15 LAJE EM PAINEL PRÉ-FABRICADO PROTENDIDO ALVEOLAR. areia e pedrisco. com frisamento aparente. produzidos industrialmente. na superfície inferior das lajes. o rejuntamento em concreto com cimento.Boletim 156 2) O item remunera o fornecimento. cimento.Critérios de Medição e Remuneração . conforme NBR 9062. ESPESSURA 12 CM 1) Será medido pela área delimitada pelos eixos das paredes e/ou vigas (m²). caracterizados por armadura longitudinal ativa. da laje pré-fabricada em painéis alveolares de concreto protendido ( PACP ). englobando totalmente a armadura inferior de tração necessária e seção alveolar definindo almas de 112 de 734 . Não remunera o fornecimento de materiais e a mãode-obra para a execução de capeamento. sob rigorosas condições de controle de qualidade. areia e pedrisco no traço 1:2:3 e o acabamento das juntas.03. o rejuntamento em concreto com cimento.13 LAJE EM PAINEL PRÉ-FABRICADO PROTENDIDO ALVEOLAR.03. a montagem completa dos mesmos. incluindo a equalização com o perfeito nivelamento. incluindo a equalização com o perfeito nivelamento. o transporte interno à obra. areia e pedrisco. englobando totalmente a armadura inferior de tração necessária e seção alveolar definindo almas de concreto. areia e pedrisco. 2) O item remunera o fornecimento. 2) O item remunera o fornecimento. armadura de distribuição. sob rigorosas condições de controle de qualidade. 2) O item remunera o fornecimento. materiais acessórios e a mão-deobra necessária para a execução dos serviços: a estocagem dos painéis conforme exigências e recomendações do fabricante. caracterizados por armadura longitudinal ativa. posto obra. com 12 cm de espessura. Não remunera o fornecimento de materiais e a mãode-obra para a execução de capeamento. na superfície inferior das lajes. conforme NBR 9062. com frisamento aparente. com 10 cm de espessura. englobando totalmente a armadura inferior de tração necessária e seção alveolar definindo almas de concreto. sob rigorosas condições de controle de qualidade. 13. 13. sob rigorosas condições de controle de qualidade. a montagem completa dos mesmos. da laje pré-fabricada em painéis alveolares de concreto protendido ( PACP ).03. com 15 cm de espessura. armadura de distribuição. armadura de distribuição. caracterizados por armadura longitudinal ativa. o içamento dos painéis. conforme NBR 9062. posto obra.

da pré-laje em painéis pré-fabricados treliçados. conforme exigências e recomendações do fabricante.03.00 m. com frisamento aparente. classe P I. o transporte interno à obra.05. da pré-laje em painéis pré-fabricados treliçados. 2) O item remunera o fornecimento. materiais acessórios e a mão-deobra necessária para a execução dos serviços: a estocagem dos painéis conforme exigências e recomendações do fabricante. areia e pedrisco no traço 1:2:3 e o acabamento das juntas. o içamento dos painéis. posto obra.Boletim 156 concreto. 13. armadura de distribuição. na superfície inferior das lajes. com poliestireno expandido de alta densidade ( EPS ).00 m. posto obra. Não remunera o fornecimento de materiais e a 113 de 734 . o rejuntamento em concreto com cimento. incluindo: o poliestireno expandido de alta densidade ( EPS ). COM EPS. sem o capeamento. areia e pedrisco no traço 1:2:3 e o acabamento das juntas.16 LAJE EM PAINEL PRÉ-FABRICADO PROTENDIDO ALVEOLAR.05. a armadura inferior de tração e a treliça. 2) O item remunera o fornecimento. materiais acessórios e a mão-deobra necessária para a execução dos serviços: a estocagem dos painéis conforme exigências e recomendações do fabricante. com 25 cm de espessura. da laje pré-fabricada em painéis alveolares de concreto protendido ( PACP ). H = 20 CM 1) Será medido pela área delimitada pelos eixos das paredes e/ou vigas (m²). conforme exigências e recomendações do fabricante. conforme NBR 9062. incluindo a equalização com o perfeito nivelamento. o transporte interno à obra. quando necessárias. 13. o rejuntamento em concreto com cimento. o escoramento até altura de 3. Não remunera o fornecimento de materiais e a mãode-obra para a execução de capeamento. caracterizados por armadura longitudinal ativa. incluindo: o poliestireno expandido de alta densidade ( EPS ). na superfície inferior das lajes. o transporte interno à obra. a armadura inferior de tração e a treliça. posto obra. sem o capeamento. a montagem completa dos mesmos incluindo a equalização com o perfeito nivelamento.Critérios de Medição e Remuneração . o içamento dos painéis. H = 25 CM 1) Será medido pela área delimitada pelos eixos das paredes e/ou vigas (m²). espessura do painel de 3 cm e altura total de 20 cm. classe P I. englobando totalmente a armadura inferior de tração necessária e seção alveolar definindo almas de concreto. da armadura superior de tração e da armadura de distribuição superior. o transporte interno à obra. 13. no capeamento e armadura superior de tração nos apoios e balanços. Não remunera o fornecimento de materiais e a mão-de-obra para a execução do capeamento. COM EPS. com poliestireno expandido de alta densidade ( EPS ). ESPESSURA 25 CM 1) Será medido pela área delimitada pelos eixos das paredes e/ou vigas (m²). cimento. o escoramento até altura de 3. cimento. 2) O item remunera o fornecimento. quando necessárias. areia e pedrisco. remunera também a estocagem dos painéis e materiais complementares. sob rigorosas condições de controle de qualidade. a montagem completa dos mesmos. com 20 cm de espessura. com frisamento aparente.05. remunera também a estocagem dos painéis e materiais complementares. armadura de distribuição. produzidos industrialmente.06 PRÉ-LAJE EM PAINEL PRÉ-FABRICADO TRELIÇADO. areia e pedrisco.05 PRÉ-LAJE PRÉ-LAJE EM PAINEL PRÉ-FABRICADO TRELIÇADO. a montagem completa dos mesmos. incluindo a equalização com o perfeito nivelamento. espessura do painel de 3 cm e altura total de 25 cm.00 13. Não remunera o fornecimento de materiais e a mãode-obra para a execução de capeamento. a montagem completa dos mesmos incluindo a equalização com o perfeito nivelamento. no capeamento e armadura superior de tração nos apoios e balanços.

sem o capeamento. 2) O item remunera o fornecimento. H = 8 CM 1) Será medido pela área delimitada pelos eixos das paredes e/ou vigas (m²).Critérios de Medição e Remuneração . H = 8 CM 1) Será medido pela área delimitada pelos eixos das paredes e/ou vigas (m²). posto obra. COM EPS. H = 12 CM 1) Será medido pela área delimitada pelos eixos das paredes e/ou vigas (m²). o transporte interno à obra. a montagem completa dos mesmos incluindo a equalização com o perfeito nivelamento.00 m. 13. da armadura superior de tração e da armadura de distribuição superior. classe P I. Não remunera o fornecimento de materiais e a mão-de-obra para a execução do capeamento. posto obra. 13. 13. o escoramento até altura de 3. o transporte interno à obra. classe P I. com poliestireno expandido de alta densidade ( EPS ). posto obra. sem o capeamento. a armadura inferior de tração e a treliça. espessura do painel de 3 cm e altura total de 16 cm.08 PRÉ-LAJE EM PAINEL PRÉ-FABRICADO TRELIÇADO. espessura do painel de 3 cm e altura total de 12 cm. conforme exigências e recomendações do fabricante. com poliestireno expandido de alta densidade ( EPS ). incluindo: o poliestireno expandido de alta densidade ( EPS ).00 m. da pré-laje em painéis pré-fabricados treliçados. a montagem completa dos mesmos incluindo a equalização com o perfeito nivelamento. sem o capeamento. remunera também a estocagem dos painéis e materiais complementares. H = 16 CM 1) Será medido pela área delimitada pelos eixos das paredes e/ou vigas (m²).05. a armadura inferior de tração e a treliça.05. remunera também a estocagem dos painéis e materiais complementares. Não remunera o fornecimento de materiais e a mão-de-obra para a execução do capeamento. posto obra. 2) O item remunera o fornecimento. conforme exigências e recomendações do fabricante. o escoramento até altura de 3. remunera também a estocagem dos painéis e materiais complementares.05. o transporte interno à obra. a armadura inferior de tração e a treliça.05. da pré-laje em painéis pré-fabricados treliçados.09 PRÉ-LAJE EM PAINEL PRÉ-FABRICADO TRELIÇADO. da armadura superior de tração e da armadura de distribuição superior. incluindo: a armadura inferior de tração e a treliça. da pré-laje em painéis pré-fabricados treliçados. espessura do painel de 3 cm e altura total de 8 cm. COM EPS.07 PRÉ-LAJE EM PAINEL PRÉ-FABRICADO TRELIÇADO. Não remunera o fornecimento de materiais e a mão-de-obra 114 de 734 .00 m.00 m. da armadura superior de tração e da armadura de distribuição superior. remunera também a estocagem dos painéis e materiais complementares. o escoramento até altura de 3. 13. da armadura superior de tração e da armadura de distribuição superior. da pré-laje em painéis pré-fabricados treliçados. incluindo: o poliestireno expandido de alta densidade ( EPS ).10 PRÉ-LAJE EM PAINEL PRÉ-FABRICADO TRELIÇADO. a montagem completa dos mesmos incluindo a equalização com o perfeito nivelamento. a montagem completa dos mesmos incluindo a equalização com o perfeito nivelamento. com poliestireno expandido de alta densidade ( EPS ).Boletim 156 mão-de-obra para a execução do capeamento. 2) O item remunera o fornecimento. o escoramento até altura de 3. conforme exigências e recomendações do fabricante. classe P I. sem o capeamento. incluindo: o poliestireno expandido de alta densidade ( EPS ). COM EPS. Não remunera o fornecimento de materiais e a mão-de-obra para a execução do capeamento. 2) O item remunera o fornecimento. espessura do painel de 3 cm e altura total de 8 cm. o transporte interno à obra. conforme exigências e recomendações do fabricante.

espessura do painel de 3 cm e altura total de 10 cm.00 m. 2) O item remunera o fornecimento.17 PRÉ-LAJE EM PAINEL PRÉ-FABRICADO TRELIÇADO. remunera também a estocagem dos painéis e materiais complementares. 13. o transporte interno à obra. da armadura superior de tração e da armadura de distribuição superior. o transporte interno à obra. sem o capeamento. espessura do painel de 3 cm e altura total de 20 cm. sem o capeamento.05. o escoramento até altura de 3.05. da armadura superior de tração e da armadura de distribuição superior. conforme exigências e recomendações do fabricante.16 PRÉ-LAJE EM PAINEL PRÉ-FABRICADO TRELIÇADO. Não remunera o fornecimento de materiais e a mão-de-obra para a execução do capeamento. incluindo: a armadura inferior de tração e a treliça. posto obra. a montagem completa dos mesmos incluindo a equalização com o perfeito nivelamento.11 PRÉ-LAJE EM PAINEL PRÉ-FABRICADO TRELIÇADO.Critérios de Medição e Remuneração . a montagem completa dos mesmos incluindo a equalização com o perfeito nivelamento.05. 13. remunera também a estocagem dos painéis e materiais complementares.00 m. 13.05.00 m. incluindo: a armadura inferior de tração e a treliça. 2) O item remunera o fornecimento. H = 20 CM 1) Será medido pela área delimitada pelos eixos das paredes e/ou vigas (m²). da armadura superior de tração e da armadura de distribuição superior.05.15 PRÉ-LAJE EM PAINEL PRÉ-FABRICADO TRELIÇADO. posto obra. conforme exigências e recomendações do fabricante. da pré-laje em painéis pré-fabricados treliçados. Não remunera o fornecimento de materiais e a mão-de-obra para a execução do capeamento. sem o capeamento. o escoramento até altura de 3. da armadura superior de tração e da armadura de distribuição superior. 13. remunera também a estocagem dos painéis e materiais complementares. o transporte interno à obra. sem o capeamento. H = 24 CM 115 de 734 . da pré-laje em painéis pré-fabricados treliçados. posto obra. da armadura superior de tração e da armadura de distribuição superior. o escoramento até altura de 3.Boletim 156 para a execução do capeamento. a montagem completa dos mesmos incluindo a equalização com o perfeito nivelamento. Não remunera o fornecimento de materiais e a mão-de-obra para a execução do capeamento. o escoramento até altura de 3. incluindo: a armadura inferior de tração e a treliça. H = 12 CM 1) Será medido pela área delimitada pelos eixos das paredes e/ou vigas (m²). H = 16 CM 1) Será medido pela área delimitada pelos eixos das paredes e/ou vigas (m²). espessura do painel de 3 cm e altura total de 12 cm. a montagem completa dos mesmos incluindo a equalização com o perfeito nivelamento. 2) O item remunera o fornecimento. posto obra. conforme exigências e recomendações do fabricante. H = 10 CM 1) Será medido pela área delimitada pelos eixos das paredes e/ou vigas (m²). da pré-laje em painéis pré-fabricados treliçados. Não remunera o fornecimento de materiais e a mão-de-obra para a execução do capeamento. o transporte interno à obra. 2) O item remunera o fornecimento. da pré-laje em painéis pré-fabricados treliçados. 13. remunera também a estocagem dos painéis e materiais complementares. conforme exigências e recomendações do fabricante. espessura do painel de 3 cm e altura total de 16 cm.14 PRÉ-LAJE EM PAINEL PRÉ-FABRICADO TRELIÇADO. incluindo: a armadura inferior de tração e a treliça.00 m.

Não remunera o fornecimento de materiais e a mão-de-obra para a execução do capeamento. espessura do painel de 3 cm e altura total de 24 cm. 116 de 734 . o escoramento até altura de 3. a montagem completa dos mesmos incluindo a equalização com o perfeito nivelamento.Critérios de Medição e Remuneração . da armadura superior de tração e da armadura de distribuição superior. da pré-laje em painéis pré-fabricados treliçados. incluindo: a armadura inferior de tração e a treliça. o transporte interno à obra. 2) O item remunera o fornecimento.00 m. conforme exigências e recomendações do fabricante. remunera também a estocagem dos painéis e materiais complementares. posto obra. sem o capeamento.Boletim 156 1) Será medido pela área delimitada pelos eixos das paredes e/ou vigas (m²).

considerando como altura a distância entre o respaldo superior da viga baldrame e a cota do piso acabado (m³). 2) O item remunera o fornecimento de materiais e mão-de-obra para a execução da alvenaria em tijolo maciço de barro e assentamento com argamassa mista de cal hidratada. 14.01. considerando como altura a distância entre o respaldo superior da viga baldrame e a cota do piso acabado (m²). 14. considerando como altura a distância entre o respaldo superior da viga baldrame e a cota do piso acabado (m²). descontando-se todos os vãos (m²). de 5 x 10 x 20 cm. 2) O item remunera o fornecimento de tijolo de barro maciço. areia e a mão-de-obra necessária para a execução da alvenaria.Critérios de Medição e Remuneração .06 ALVENARIA DE EMBASAMENTO EM BLOCO DE CONCRETO COM 19 CM 1) Será medido pela área do vão. cozido. 14.02. 2) O item remunera o fornecimento de materiais e mão-de-obra para a execução da alvenaria em tijolo maciço de barro e assentamento com argamassa mista de cal hidratada. cimento. areia e a mão-de-obra necessária para a execução da alvenaria.03 ALVENARIA DE ELEVAÇÃO DE 1/2 TIJOLO MACIÇO COMUM 1) Será medido por área de superfície executada.02.04 ALVENARIA DE EMBASAMENTO EM BLOCO DE CONCRETO COM 9 CM 1) Será medido pela área do vão. 117 de 734 .01. 2) O item remunera o fornecimento de bloco de concreto de 9 x 19 x 39 cm. 2) O item remunera o fornecimento de bloco de concreto de 19 x 19 x 39 cm.02 ALVENARIA DE FUNDAÇÃO (EMBASAMENTO) ALVENARIA DE EMBASAMENTO EM TIJOLO MACIÇO COMUM 1) Será medido por volume real. cimento e areia.02 ALVENARIA COM TIJOLO MACIÇO COMUM OU ESPECIAL ALVENARIA DE ELEVAÇÃO DE 1/4 TIJOLO MACIÇO COMUM 1) Será medido por área de superfície executada. cimento. cal hidratada. cimento.00.02.00 ALVENARIA E ELEMENTO DIVISOR 14. 14.02. cal hidratada.01. considerando como altura a distância entre o respaldo superior da viga baldrame e a cota do piso acabado (m²). descontando-se todos os vãos (m²).00 14. cal hidratada. areia e a mão-de-obra necessária para a execução da alvenaria. descontando-se todos os vãos (m²). areia e a mão-de-obra necessária para a execução da alvenaria.01.Boletim 156 14.05 ALVENARIA DE EMBASAMENTO EM BLOCO DE CONCRETO COM 14 CM 1) Será medido pela área do vão. cimento e areia.04 ALVENARIA DE ELEVAÇÃO DE 1 TIJOLO MACIÇO COMUM 1) Será medido por área de superfície executada.00 14. cal hidratada.01. 2) O item remunera o fornecimento de bloco de concreto de 14 x 19 x 39 cm. 14. cimento. 14.

cimento e areia.03.03. descontando-se todos os vãos (m²). cimento e areia.00 14.03. cal hidratada e areia. descontando-se todos os vãos (m²). descontando-se todos os vãos (m²). 118 de 734 . 2) O item remunera o fornecimento de materiais e mão-de-obra para a execução da alvenaria em tijolo maciço de barro especial à vista e assentamento com argamassa mista de cal hidratada. 14. 14. 2) O item remunera o fornecimento de materiais e mão-de-obra para a execução da alvenaria em tijolo de barro laminado furado à vista e assentamento com argamassa de cimento. USO REVESTIDO. descontando-se todos os vãos (m²). 2) O item remunera o fornecimento de materiais e mão-de-obra para a execução da alvenaria em tijolo de barro laminado furado à vista e assentamento com argamassa de cimento.03. cimento e areia.06 ALVENARIA DE ELEVAÇÃO DE 1 TIJOLO LAMINADO 1) Será medido por área de superfície executada. 2) O item remunera o fornecimento de materiais e mão-de-obra para a execução da alvenaria em tijolo maciço de barro e assentamento com argamassa mista de cal hidratada. 14.02.04 ALVENARIA DE ELEVAÇÃO DE 1/2 TIJOLO LAMINADO 1) Será medido por área de superfície executada.04 ALVENARIA COM BLOCO CERÂMICO DE VEDAÇÃO ALVENARIA DE ELEVAÇÃO COM BLOCO CERÂMICO DE VEDAÇÃO. cal hidratada e areia.02. 14.00 14. descontando-se todos os vãos (m²).5 MPA 1) Será medido por área de superfície executada. 14. DE 9 CM – 2.05 ALVENARIA DE ELEVAÇÃO DE 1 1/2 TIJOLO MACIÇO COMUM 1) Será medido por área de superfície executada. 2) O item remunera o fornecimento de materiais e mão-de-obra para a execução da alvenaria em tijolo de barro laminado furado à vista e assentamento com argamassa de cimento.Boletim 156 2) O item remunera o fornecimento de materiais e mão-de-obra para a execução da alvenaria em tijolo maciço de barro e assentamento com argamassa mista de cal hidratada. descontando-se todos os vãos (m²).04. cal hidratada e areia.04.08 ALVENARIA DE ELEVAÇÃO DE 1 TIJOLO MACIÇO APARENTE 1) Será medido por área de superfície executada. 14. cimento e areia.02. descontando-se todos os vãos (m²). 14.Critérios de Medição e Remuneração . 2) O item remunera o fornecimento de materiais e mão-de-obra para a execução da alvenaria em tijolo maciço de barro especial à vista e assentamento com argamassa de cal hidratada.02 ALVENARIA COM TIJOLO LAMINADO APARENTE ALVENARIA DE ELEVAÇÃO DE 1/4 TIJOLO LAMINADO 1) Será medido por área de superfície executada.07 ALVENARIA DE ELEVAÇÃO DE 1/2 TIJOLO MACIÇO APARENTE 1) Será medido por área de superfície executada.

14. para uso com revestimento. espessura mínima das paredes externas de 7 mm. assentada com argamassa de cimento.03 ALVENARIA COM BLOCO CERÂMICO ESTRUTURAL ALVENARIA DE ELEVAÇÃO EM BLOCO CERÂMICO ESTRUTURAL. USO REVESTIDO. 14.5 MPA 1) Será medido por área de superfície executada. livre de sulcos ou reentrâncias. confeccionada em bloco cerâmico vazado para uso com revestimento.5 MPA 1) Será medido por área de superfície executada. de acordo com a NBR 15270-1 e NBR 15270-2. descontando-se todos os vãos (m²). com resistência mínima à compressão de 2.04. descontando-se todos os vãos (m²). confeccionada em bloco cerâmico estrutural vazado.00 14. com resistência mínima à compressão de 4. nas dimensões nominais de 140 x 190 x 390 mm.5 MPA 1) Será medido por área de superfície executada. confeccionada em bloco cerâmico estrutural vazado. 2) O item remunera o fornecimento de materiais e mão-de-obra necessários para a execução de alvenaria estrutural.05. livre de sulcos ou reentrâncias.5 MPa na área bruta. com resistência mínima à compressão de 4. de acordo com a NBR 15270-1 e NBR 15270-2. DE 14 CM – 2. espessura mínima das paredes externas de 7 mm. USO REVESTIDO. espessura mínima das paredes externas de 7 mm. 2) O item remunera o fornecimento de materiais e mão-de-obra necessários para a execução de alvenaria de elevação.Boletim 156 2) O item remunera o fornecimento de materiais e mão-de-obra necessários para a execução de alvenaria de elevação. 14.05. cal hidratada e areia. assentada com argamassa de cimento. nas dimensões nominais de 190 x 190 x 390 mm. com resistência mínima à compressão de 2. de acordo com a NBR 15270-1 e NBR 15270-2. assentada com argamassa de cimento. USO REVESTIDO. livre de sulcos ou reentrâncias. de acordo com a NBR 15270-1 e NBR 15270-2. cal hidratada e areia. assentada com argamassa de cimento. para uso com revestimento.5 MPa na área bruta. nas dimensões nominais de 90 x 190 x 390 mm. nas dimensões nominais de 140 x 190 x 390 mm. nas dimensões nominais de 190 x 190 x 390 mm. para uso com revestimento. com resistência mínima à compressão de 2.05.04. assentada com argamassa de cimento. livre de sulcos ou reentrâncias. cal hidratada e areia. DE 14 CM – 4. 14. de acordo com a NBR 15270-1 e NBR 15270-2. livre de sulcos ou reentrâncias.Critérios de Medição e Remuneração . cal hidratada e areia. 2) O item remunera o fornecimento de materiais e mão-de-obra necessários para a execução de alvenaria estrutural.5 MPa na área bruta. descontando-se todos os vãos (m²).5 MPa na área bruta. 119 de 734 . confeccionada em bloco cerâmico vazado.5 MPa na área bruta. DE 19 CM – 2. espessura mínima das paredes externas de 7 mm.04 ALVENARIA DE ELEVAÇÃO EM BLOCO CERÂMICO ESTRUTURAL. DE 19 CM – 4.5 MPA 1) Será medido por área de superfície executada. cal hidratada e areia.05 ALVENARIA DE ELEVAÇÃO COM BLOCO CERÂMICO DE VEDAÇÃO. descontando-se todos os vãos (m²). 2) O item remunera o fornecimento de materiais e mão-de-obra necessários para a execução de alvenaria de elevação. confeccionada em bloco cerâmico vazado para uso com revestimento.06 ALVENARIA DE ELEVAÇÃO COM BLOCO CERÂMICO DE VEDAÇÃO. USO REVESTIDO. espessura mínima das paredes externas de 7 mm.

DE 19 CM 1) Será medido por área de superfície executada. descontando-se todos os vãos (m²).Critérios de Medição e Remuneração . cal hidratada e areia. USO REVESTIDO. USO APARENTE. 120 de 734 . DE 14 CM 1) Será medido por área de superfície executada. com superfície isenta de trincas. descontando-se todos os vãos (m²). descontando-se todos os vãos (m²). e resistência mínima à compressão de acordo com a NBR 6136. 2) O item remunera o fornecimento de materiais e mão-de-obra necessários para a execução de alvenaria de vedação aparente. DE 9 CM 1) Será medido por área de superfície executada.10. ou pequenas imperfeições nas faces que ficarão expostas. e resistência mínima à compressão de acordo com a NBR 6136. e resistência mínima à compressão de acordo com a NBR 6136. assentada com argamassa de cimento. 14. 2) O item remunera o fornecimento de materiais e mão-de-obra necessários para a execução de alvenaria de vedação revestida. dimensões padronizadas de 14 x 19 x 39 cm.Boletim 156 14. USO REVESTIDO. com superfície áspera para garantir a aderência do revestimento. DE 14 CM 1) Será medido por área de superfície executada.13 ALVENARIA DE BLOCO DE CONCRETO DE VEDAÇÃO. confeccionada em bloco vazado de concreto simples.10. assentada com argamassa de cimento. USO APARENTE. 2) O item remunera o fornecimento de materiais e mão-de-obra necessários para a execução de alvenaria de vedação aparente. confeccionada em bloco vazado de concreto simples.15 ALVENARIA DE BLOCO DE CONCRETO DE VEDAÇÃO. 14. descontando-se todos os vãos (m²). lascas. dimensões padronizadas de 19 x 19 x 39 cm. 2) O item remunera o fornecimento de materiais e mão-de-obra necessários para a execução de alvenaria de vedação aparente. USO APARENTE. assentada com argamassa de cimento.10. com superfície áspera para garantir a aderência do revestimento. confeccionada em bloco vazado de concreto simples. ou pequenas imperfeições nas faces que ficarão expostas. cal hidratada e areia.10.10. confeccionada em bloco vazado de concreto simples. 2) O item remunera o fornecimento de materiais e mão-de-obra necessários para a execução de alvenaria de vedação revestida. cal hidratada e areia. assentada com argamassa de cimento. cal hidratada e areia. confeccionada em bloco vazado de concreto simples. USO REVESTIDO. descontando-se todos os vãos (m²). e resistência mínima à compressão de acordo com a NBR 6136.00 14. cal hidratada e areia. assentada com argamassa de cimento. cal hidratada e areia. 14. DE 9 CM 1) Será medido por área de superfície executada. ou pequenas imperfeições nas faces que ficarão expostas. confeccionada em bloco vazado de concreto simples.10 ALVENARIA COM BLOCO DE CONCRETO DE VEDAÇÃO ALVENARIA DE BLOCO DE CONCRETO DE VEDAÇÃO. com superfície isenta de trincas. DE 19 CM 1) Será medido por área de superfície executada. dimensões padronizadas de 09 x 19 x 39 cm. lascas. 14.10.10.14 ALVENARIA DE BLOCO DE CONCRETO DE VEDAÇÃO.12 ALVENARIA DE BLOCO DE CONCRETO DE VEDAÇÃO. 2) O item remunera o fornecimento de materiais e mão-de-obra necessários para a execução de alvenaria de vedação revestida. com superfície isenta de trincas. assentada com argamassa de cimento. descontando-se todos os vãos (m²). e resistência mínima à compressão de acordo com a NBR 6136.11 ALVENARIA DE BLOCO DE CONCRETO DE VEDAÇÃO. lascas. dimensões padronizadas de 14 x 19 x 39 cm. 14. com superfície áspera para garantir a aderência do revestimento. dimensões padronizadas de 09 x 19 x 39 cm.

14. para o uso revestido. e resistência mínima à compressão de acordo com a NBR 6136. cal hidratada e areia. dimensões padronizadas de 19 x 19 x 39 cm. confeccionada em bloco vazado de concreto estrutural. 2) O item remunera o fornecimento de materiais e mão-de-obra necessários para a execução de alvenaria estrutural.27 ALVENARIA DE BLOCO DE CONCRETO ESTRUTURAL. DE 14 CM 1) Será medido por área de superfície executada. cal hidratada e areia. assentada com argamassa de cimento.26 ALVENARIA DE BLOCO DE CONCRETO ESTRUTURAL. 14. dimensões padronizadas de 14 x 19 x 39 cm.25 ALVENARIA DE BLOCO DE CONCRETO ESTRUTURAL. cal hidratada e areia. dimensões padronizadas de 14 x 19 x 39 cm.11. confeccionada em bloco vazado de concreto estrutural. confeccionada em bloco vazado de concreto estrutural. DE 19 CM 1) Será medido por área de superfície executada. DE 19 CM – CLASSE A 1) Será medido por área de superfície executada. confeccionada em bloco vazado de concreto estrutural. cal hidratada e areia. 14.11. DE 14 CM – CLASSE A 1) Será medido por área de superfície executada.Critérios de Medição e Remuneração . USO APARENTE. e resistência mínima à compressão de acordo com a NBR 6136. 121 de 734 . confeccionada em bloco vazado de concreto estrutural. descontando-se todos os vãos (m²). dimensões padronizadas de 19 x 19 x 39 cm. 2) O item remunera o fornecimento de materiais e mão-de-obra necessários para a execução de alvenaria estrutural. 14. dimensões padronizadas de 14 x 19 x 39 cm. cal hidratada e areia. DE 19 CM 1) Será medido por área de superfície executada. descontando-se todos os vãos (m²).11. USO REVESTIDO. descontando-se todos os vãos (m²).Boletim 156 assentada com argamassa de cimento.11. para o uso aparente. 2) O item remunera o fornecimento de materiais e mão-de-obra necessários para a execução de alvenaria estrutural. assentada com argamassa de cimento. e resistência mínima à compressão de acordo com a NBR 6136. assentada com argamassa de cimento. 2) O item remunera o fornecimento de materiais e mão-de-obra necessários para a execução de alvenaria estrutural.22 ALVENARIA COM BLOCO DE CONCRETO ESTRUTURAL ALVENARIA DE BLOCO DE CONCRETO ESTRUTURAL. descontando-se todos os vãos (m²). USO APARENTE. e resistência mínima à compressão de acordo com a NBR 6136. USO APARENTE. confeccionada em bloco vazado de concreto estrutural. cal hidratada e areia. para o uso aparente. 2) O item remunera o fornecimento de materiais e mão-de-obra necessários para a execução de alvenaria estrutural. descontando-se todos os vãos (m²).11. assentada com argamassa de cimento. e resistência mínima à compressão de acordo com a NBR 6136. assentada com argamassa de cimento. 2) O item remunera o fornecimento de materiais e mão-de-obra necessários para a execução de alvenaria estrutural. e resistência mínima à compressão de acordo com a NBR 6136 classe A. para o uso aparente. USO REVESTIDO. descontando-se todos os vãos (m²). DE 14 CM 1) Será medido por área de superfície executada. para o uso revestido. 14.11.23 ALVENARIA DE BLOCO DE CONCRETO ESTRUTURAL.11. 14. USO APARENTE.00 14. para o uso aparente.24 ALVENARIA DE BLOCO DE CONCRETO ESTRUTURAL. dimensões padronizadas de 19 x 19 x 39 cm.

NBR 13439 e NBR 13438. conforme o fabricante.5 MPa. conforme o fabricante. largura do bloco de 9 cm ou 10 cm. 122 de 734 . com densidade aparente seca menor que 550 kg / m³.15.Boletim 156 assentada com argamassa de cimento.15. 2) O item remunera o fornecimento de materiais e mão-de-obra necessários para a execução de alvenaria de vedação. ou Sical.15.5. 14.5. para o uso com revestimento. referência Siporex. ou Sical. 2) O item remunera o fornecimento de materiais e mão-de-obra necessários para a execução de alvenaria de vedação. cal hidratada e areia. com junta variável de 10 a 15 mm. com junta variável de 10 a 15 mm. USO REVESTIDO. assentada com argamassa mista de cimento. referência Siporex.10 ALVENARIA EM BLOCO DE CONCRETO CELULAR AUTOCLAVADO. com densidade aparente seca menor que 550 kg / m³. USO REVESTIDO.5. ou Sical. com densidade aparente seca menor que 550 kg / m³. largura do bloco de 11 cm ou 12. USO REVESTIDO. dimensões padronizadas de 19 x 19 x 39 cm. descontando-se todos os vãos (m²).5 MPa. para o uso com revestimento. ou equivalente de acordo com as normas NBR 13440. 2) O item remunera o fornecimento de materiais e mão-de-obra necessários para a execução de alvenaria de vedação. cal hidratada e areia lavada no traço 1:3:7. cal hidratada e areia lavada no traço 1:3:7. para o uso com revestimento. 14. assentada com argamassa mista de cimento. assentada com argamassa mista de cimento. resistência mínima à compressão de 2. assentada com argamassa mista de cimento. descontando-se todos os vãos (m²). resistência mínima à compressão de 2. classe C 25. 14. resistência mínima à compressão de 2. para o uso com revestimento. classe C 25.5 MPa. DE 11 / 12. NBR 13439 e NBR 13438. com densidade aparente seca menor que 550 kg / m³. DE 14 / 15 CM (CLASSE C 25) 1) Será medido por área de superfície executada. classe C 25. descontando-se todos os vãos (m²). DE 19 / 20 CM (CLASSE C 25) 1) Será medido por área de superfície executada. ou equivalente de acordo com as normas NBR 13440. com junta variável de 10 a 15 mm. confeccionada em bloco de concreto celular autoclavado. 2) O item remunera o fornecimento de materiais e mão-de-obra necessários para a execução de alvenaria de vedação.15.5 CM (CLASSE C 25) 1) Será medido por área de superfície executada.5 MPa.Critérios de Medição e Remuneração . confeccionada em bloco de concreto celular autoclavado.5 cm. NBR 13439 e NBR 13438. resistência mínima à compressão de 2. com junta variável de 10 a 15 mm. conforme o fabricante. referência Siporex. cal hidratada e areia lavada no traço 1:3:7. confeccionada em bloco de concreto celular autoclavado. DE 9 / 10 CM (CLASSE C 25) 1) Será medido por área de superfície executada.00 14. largura do bloco de 14 cm ou 15 cm. largura do bloco de 19 cm ou 20 cm.12 ALVENARIA EM BLOCO DE CONCRETO CELULAR AUTOCLAVADO. USO REVESTIDO. ou equivalente de acordo com as normas NBR 13440.14 ALVENARIA EM BLOCO DE CONCRETO CELULAR AUTOCLAVADO. cal hidratada e areia lavada no traço 1:3:7.15. descontando-se todos os vãos (m²). confeccionada em bloco de concreto celular autoclavado. ou Sical.06 ALVENARIA DE CONCRETO CELULAR OU SÍLICO CALCÁRIO ALVENARIA EM BLOCO DE CONCRETO CELULAR AUTOCLAVADO. ou equivalente de acordo com as normas NBR 13440.5. NBR 13439 e NBR 13438. referência Siporex. 14. conforme o fabricante. e resistência mínima à compressão de acordo com a NBR 6136 classe A. classe C 25.

28.20 X 10 X 10 CM 1) Será medido por área de superfície executada. 2) O item remunera o fornecimento dos materiais. areia e pedra britada nº 2 para o concreto. assentamento dos elementos vazados e o rejunte externo dos mesmos. cal hidratada. 14.01 PEÇAS MOLDADAS NO LOCAL (VERGAS. areia e a mão-de-obra para execução dos serviços de: preparo da argamassa. cimento branco. ou Quarubarana ( "Erisma uncinatum" ).Critérios de Medição e Remuneração . TIPO QUADRICULADO .25.20.28.00 14.39 X 39 X 10 CM 1) Será medido por área de superfície executada.20. aço CA-60 B nas bitolas indicadas pelo fabricante ou em projeto. ETC. instalação da armação.28.28. PILARETES. ou Facital AD 15.11 ELEMENTO VAZADO EM CONCRETO. aço CA- 25 e arame cozido para armação. cimento e areia para a argamassa de assentamento e mãode-obra para execução dos serviços de: preparo da argamassa. conhecida também como Cedrinho. CONTRAVERGAS E PILARETES DE CONCRETO ARMADO 1) Será medido pelo volume real calculado no projeto de formas dos diversos elementos estruturais (m³). descontando-se todos os vãos (m²).Boletim 156 14. TIPO VENEZIANA – 39 X 39 X 10 CM 123 de 734 . descontando-se todos os vãos (m²). 2) O item remunera o fornecimento de elemento vazado em veneziana de vidro tipo "capelinha" de 20 x 10 x 10 cm.03 ELEMENTOS VAZADOS (CONCRETO. areia e a mão-deobra para execução dos serviços de: preparo da argamassa. cal hidratada. cimento.10 ELEMENTO VAZADO EM VIDRO TIPO VENEZIANA CAPELINHA . contravergas ou pilaretes.02 CIMALHA EM CONCRETO COM PINGADEIRA 1) Será medido por metro linear de cimalha em concreto executada (m). ou equivalente. cimento. referência Neo Rex nº 23A.00 14.) VERGAS. fabricação da Neo Rex. 2) O item remunera o fornecimento do bloco de vidro em qualquer modelo de 19 x 19 x 8 cm. CERÂMICA E VIDROS) ELEMENTO VAZADO EM CONCRETO. tábua de Pinus ( "Pinus Elliotti" ou "Pinus Taeda" ). tipo quadriculado de 39 x 39 x 10 cm. cimento branco. 14. espaçador plástico. colocação dos espaçadores. 14. equipamentos necessários e a mão-de-obra necessária para execução da cimalha em concreto com pingadeira. 14.25. 2) O item remunera o fornecimento de cimento. 2) O item remunera o fornecimento do elemento vazado em concreto. colocação dos espaçadores.04 ALVENARIA E FECHAMENTO COM VIDRO ALVENARIA EM BLOCO DE VIDRO COM ARMAÇÃO 1) Será medido por área de superfície executada.00 14. assentamento dos elementos vazados e o rejunte externo dos mesmos. espaçador plástico. 14. ou Cambará ( "Qualea spp" ) de 1" x 12" e acessórios para as formas e a mão-de-obra necessária para a execução das vergas. assentamento dos blocos e o rejunte externo dos mesmos. fabricação da Facital.20. descontando-se todos os vãos (m²).

cola a base de resina epóxi.20 X 10 X 10 CM 1) Será medido por área de superfície executada.30. 2) O item remunera o fornecimento de placas revestidas ou maciças em granilite. 2) O item remunera o fornecimento de elemento vazado em veneziana de vidro tipo "RIO" de 20 x 10 x 10 cm. 14.20 X 20 X 6 CM 1) Será medido por área de superfície executada. tipo veneziana de 39 x 39 x 10 cm.Critérios de Medição e Remuneração .03 DIVISÓRIA EM PLACAS DE GRANILITE COM ESPESSURA DE 5 CM 1) Será medido por área de placa instalada (m²).28. cimento branco. assentamento dos elementos vazados e o rejunte externo dos mesmos.01 DIVISÓRIA E FECHAMENTO DIVISÓRIA EM PLACAS DE GRANITO COM ESPESSURA DE 3 CM 1) Será medido por área de placa instalada (m²). com acabamento polido e encerado ou preparado para receber pintura.02 DIVISÓRIA EM PLACAS DE GRANILITE COM ESPESSURA DE 3 CM 1) Será medido por área de placa instalada (m²). descontando-se todos os vãos (m²). materiais acessórios: granilha. inclusive o rejunte das mesmas. espaçador plástico. não remunera ferragem de vão de porta. ou equivalente.30. assentamento dos elementos vazados e o rejunte externo dos mesmos. descontando-se todos os vãos (m²). fabricação da Neo Rex. 14. cal hidratada. não remunera ferragem de vão de porta. colocação dos espaçadores. com acabamento polido e encerado ou preparado para receber pintura. não remunera ferragem de vão de porta. colocação dos espaçadores. 14. cimento branco. com acabamento polido e tratamento à base de resina protetora. areia e a mão-deobra para execução dos serviços de: preparo da argamassa. peças e arremates metálicos e a mão-de-obra necessária para a instalação completa das divisórias.30.00 14. nas dimensões indicadas em projeto. inclusive o rejunte das mesmas. 2) O item remunera o fornecimento de placas de granito de qualquer tipo. cal hidratada. cimento. materiais acessórios: granilha. 2) O item remunera o fornecimento de elemento vazado em veneziana de vidro tipo "IBRAVIR" de 20 x 20 x 6 cm.0 cm. assentamento dos elementos vazados e o rejunte externo dos mesmos. nas dimensões indicadas em projeto. cimento.Boletim 156 1) Será medido por área de superfície executada. espessura de 3. nas dimensões indicadas em projeto. espaçador plástico. cimento. 14.04 DIVISÓRIA EM PLACAS DE ARDÓSIA COM ESPESSURA DE 2 CM 124 de 734 . espessura de 5.30. referência Neo Rex EV59 A. cimento branco. cola a base de resina epóxi. materiais acessórios: areia. cimento branco. 14.30.0 cm.12 ELEMENTO VAZADO EM VIDRO TIPO VENEZIANA . espessura de 3.0 cm. inclusive o rejunte das mesmas. cimento branco. 2) O item remunera o fornecimento do elemento vazado em concreto. peças e arremates metálicos e a mão-de-obra necessária para a instalação completa das divisórias. peças e arremates metálicos e a mão-de-obra necessária para a instalação completa das divisórias. cimento e areia para a argamassa de assentamento e mão-de-obra para execução dos serviços de: preparo da argamassa. descontando-se todos os vãos (m²). 2) O item remunera o fornecimento de placas revestidas ou maciças em granilite.14 ELEMENTO VAZADO EM VIDRO TIPO VENEZIANA . 14. cola a base de resina epóxi. areia e a mão-deobra para execução dos serviços de: preparo da argamassa.28.

constituídas por: 125 de 734 . PERFIS EM ALUMÍNIO. tampa do montante em nylon cor preta. inclusive o rejunte das mesmas.0 cm.30. sem polimento. ou com pintura eletrostática preta. peças e arremates metálicos e a mão-de-obra necessária para a instalação completa das divisórias. cola a base de resina epóxi. cimento e cimento branco para a argamassa de assentamento e a mão-de-obra necessária para a instalação completa das divisórias. 2) O item remunera o fornecimento e instalação de paredes de fechamento e / ou divisórias "drywall" para vedações internas não estruturais. ou equivalente. isolamento acústico mínimo de 46 dB.5 CM 1) Será medido por área de divisória instalada (m²).08 DIVISÃO PARA MICTÓRIO EM PLACAS DE MÁRMORE BRANCO COM 3 CM 1) Será medido por área de divisão instalada (m²).30. rodapé duplo com ou sem macaquinhos. 2) O item remunera o fornecimento de placas em ardósia. dupla face. 2) O item remunera o fornecimento de placas de mármore branco com 3. não remunera ferragem de vão de porta. COM MIOLO EM LÃ DE VIDRO 1) Será medido por área de fechamento e / ou divisória instalada (m²). prensados com miolo tipo MSO "honey comb" capaz de absorver os impactos e distribuí-los em vários pontos que formam as colméias e revestidos em chapa dura de fibras de eucalipto prensadas com acabamento em pintura a base de água protegida por resina alquídica-melamínica tipo Eucaplac UV. materiais acessórios: areia. RESISTÊNCIA AO FOGO DE 60 MINUTOS. não remunera ferragem de vão de porta. resistência ao fogo de no mínimo 60 minutos. ACABAMENTO EM LAMINADO FENÓLICO MELAMÍNICO. referência Alcoplac da Neocom. ou Basic System da Perstorp.30. cimento branco. estrutura em perfil de alumínio anodizado natural fosco. 2) O item remunera o fornecimento e instalação de divisória sanitária modulada constituída por: painéis e portas em laminado melamínico estrutural TS 10 mm ( fórmica maciça ). batedeira do montante em EPDM na cor preta. sapata especial em alumínio fundido rígido para fixação dos montantes. ou equivalente.07 DIVISÓRIA SANITÁRIA EM PAINEL LAMINADO MELAMÍNICO ESTRUTURAL. inclusive o rejunte das mesmas.Critérios de Medição e Remuneração .0 cm de espessura. com 12 cm de espessura total. 14. ou alumínio anodizado. nas dimensões especificadas em projeto.11 DIVISÓRIA CEGA TIPO NAVAL. COM 3. com acabamento em nylon com fibra de vidro e espelhos em ABS. estrutura em perfil naval tipo H de aço zincado com pintura epóxi-poliéster. INCLUSIVE FERRAGEM COMPLETA PARA VÃO DE PORTA 1) Será medido por área de divisória e / ou porta instalada. em várias cores. referência Divilux 35/MSO/Eucaplac UV. ou equivalente. guarnição do montante em PVC cinza ou preto. dobradiças automáticas em alumínio anodizado natural fosco acetinado e fechadura tipo tarjeta livre / ocupado. 14. areia. espessura de 2. 14. cimento. não se descontando nas portas a elevação do piso e / ou rebaixo superior com relação à altura da divisória (m²).Boletim 156 1) Será medido por área de placa instalada (m²). padrão dupla face e acabamento texturizado.30. 2) O item remunera o fornecimento e instalação de divisória interna modulada de painéis cegos tipo naval. 14. inclusive portas na espessura de 35 mm. ESPESSURA TOTAL DE 12 CM.16 FECHAMENTO E DIVISÓRIA EM PLACAS DE GESSO ACARTONADO. nas dimensões indicadas em projeto.

fabricação Placo.Boletim 156 A) Estrutura em perfis leves de aço galvanizado com zincagem tipo B ( 260 g / m² ). ou equivalente. constituída por painéis e portas.23 DIVISÓRIA PAINEL/VIDRO/VIDRO TIPO NAVAL. e NBR 10636. C) Fita de papel microperfurada. ACABAMENTO EM LAMINADO FENÓLICO MELAMÍNICO. 126 de 734 . de eixo a eixo. cantoneiras. ou equivalente. E) Massa especial para rejuntamento de pega rápida em pó.50 mm. NBR 11681. F) Preenchimento interno com manta em lã de vidro de 2" ( 50 mm ). D) Fita de papel. ou equivalente. 14. tipo Formidur BP PLUS. denominados guias e montantes espaçados em 40 cm. COM 3. empregada nas juntas entre chapas.43 mm para acabamento e proteção das chapas nos cantos salientes. em cada face da estrutura. rodapé duplo com ou sem macaquinhos. espessura de 35 mm. largura nominal de 90 mm.Critérios de Medição e Remuneração . sancas ou molduras. abrasão e riscos. inclusive portas na espessura de 35 mm. tipo Resistente ao Fogo ( RF ). rodapé duplo com ou sem macaquinhos. tipo naval. quando houver. perfil cantoneira perfurada com espessura de 0. referência Divilux 35/FRIBAROC/Formidur BP Plus. compreendendo perfis de aço com espessura de 0. ou alumínio anodizado. de acordo com as recomendações e especificações dos fabricantes. estrutura em perfil naval tipo H de aço zincado com pintura epóxi-poliéster. B) Uma chapa.19 DIVISÓRIA CEGA TIPO NAVAL COM MIOLO MINERAL. quando houver. 14. G) Referência Parede Placostil 120/90/400-1RF15/1RF15-LV.30. inclusive a execução de recortes para portas. prensados com miolo maciço incombustível tipo FIBRAROC ( vermiculita expandida e fibra de madeira ) e revestidos em chapa dura de fibras de eucalipto prensadas com acabamento em resina melamínica de baixa pressão resistente a impactos. e massa especial para a calafetação e colagem das chapas. estrutura em perfil naval tipo H de aço zincado com pintura epóxi-poliéster. I) Não remunera batentes de vão de portas. ACABAMENTO EM LAMINADO MELAMÍNICO. industrializada contínua a partir da gipsita natural e cartão duplex. densidade média de 16 kg / m³. vidro liso de 3 mm. ou equivalente. NBR 14717. ou equivalente conforme as normas NBR 14715. com reforço metálico. H) Remunera também todo o material acessório. não remunera ferragem de vão de porta. para acabamento e proteção das chapas nos cantos salientes. com espessura de 15 mm. para o preparo da superfície a ser calafetada. não devendo ser descontados os vãos decorrentes. referência Divilux 35/MSO/Eucaplac UV. NBR 14716. 2) O item remunera o fornecimento e instalação de divisória interna modulada em painel/vidro/vidro.30. luminárias. pilares ou vigas.5 CM 1) Será medido por área de divisória instalada (m²).5 CM 1) Será medido por área de divisória instalada (m²). não remunera ferragem de vão de porta. ou alumínio anodizado. COM 3. janelas. 2) O item remunera o fornecimento e instalação de divisória interna modulada de painéis cegos tipo naval. equipamentos e a mão-de-obra necessária para a execução das paredes de fechamento e / ou divisórias. prensados com miolo tipo MSO “honey comb” capaz de absorver os impactos e distribuí-los em vários pontos que formam as colméias e revestidos em chapa dura de fibras de eucalipto prensadas com acabamento em pintura à base de água protegida por resina alquídica-melamínica tipo Eucaplac UV. tabicas metálicas e rodapés metálicos.

7. isolamento acústico mínimo de 36 dB.Boletim 156 14.5 mm. constituídas por: A) Estrutura em perfis leves de aço galvanizado com zincagem tipo B ( 260 g / m² ). equipamentos e a mão-de-obra necessária para a execução das paredes de fechamento e / ou divisórias. quando houver. G) Remunera também todo o material acessório. dupla face. estrutura em perfis de alumínio anodizado. quando houver. para acabamento e proteção das chapas nos cantos salientes. dupla face. 14. resistência ao fogo de no mínimo 30 minutos. perfil cantoneira perfurada com espessura de 0. ESPESSURA TOTAL DE 7. inclusive a execução de recortes para portas.24 DIVISÓRIA EM PVC COM PERFIS DE ALUMÍNIO ANODIZADO.3 CM. B) Uma chapa. largura nominal de 48 mm. industrializada contínua a partir da gipsita natural e cartão duplex.30. RESISTÊNCIA AO FOGO DE 30 MINUTOS. com reforço metálico. não devendo ser descontados os vãos decorrentes. constituída por painéis e portas em PVC. cantoneiras. ESPESSURA TOTAL DE 7. sancas ou molduras. constituídas por: A) Estrutura em perfis leves de aço galvanizado com zincagem tipo B ( 260 g / m² ). ou equivalente. RESISTÊNCIA AO FOGO DE 30 MINUTOS. C) Fita de papel microperfurada. tabicas metálicas e rodapés metálicos.Critérios de Medição e Remuneração . para o preparo da superfície a ser calafetada. 2) O item remunera o fornecimento e instalação de divisória interna modulada.5. janelas. aferida na projeção vertical.26 FECHAMENTO E DIVISÓRIA EM PLACAS DE GESSO ACARTONADO. NBR 11681. ou equivalente conforme as normas NBR 14715. 2) O item remunera o fornecimento e instalação de paredes de fechamento e / ou divisórias "drywall" para vedações internas não estruturais. E) Massa especial para rejuntamento de pega rápida em pó. H) Não remunera batentes de vão de portas. de acordo com as recomendações e especificações dos fabricantes.30. referência divisória Medabil. compreendendo perfis de aço com espessura de 0.27 FECHAMENTO E DIVISÓRIA EM PLACAS DE GESSO ACARTONADO. rodapé simples.3 cm de espessura total. compreendendo perfis de aço com espessura de 0. empregada nas juntas entre chapas. com espessura de 35 mm. 14. denominados guias e montantes espaçados em 60 cm. ESPESSURA 35 MM 1) Será medido por área. COM MIOLO EM LÃ DE ROCHA 1) Será medido por área de fechamento e / ou divisória instalada (m²). e massa especial para a calafetação e colagem das chapas. isolamento acústico mínimo de 43 dB. resistência ao fogo de no mínimo 30 minutos. perfil cantoneira 127 de 734 . largura nominal de 48 mm.3 CM 1) Será medido por área de fechamento e / ou divisória instalada (m²). de eixo a eixo. NBR 14716. fabricação Placo.3 cm de espessura total. 7. de eixo a eixo.50 mm. com espessura de 12. 2) O item remunera o fornecimento e instalação de paredes de fechamento e / ou divisórias "drywall" para vedações internas não estruturais.50 mm. pilares ou vigas. de divisória instalada (m²). denominados guias e montantes espaçados em 60 cm. D) Fita de papel. tipo Standard ( ST ).43 mm para acabamento e proteção das chapas nos cantos salientes.30. em cada face da estrutura. luminárias. e NBR 10636. F) Referência Parede Placostil 73/48/600-1ST12.5/1ST12. Remunera também as ferragens e fechaduras para os vãos de portas. NBR 14717.

5-LR. quando houver. NBR 11681. com espessura de 12. em cada face da estrutura. NBR 14716. fabricação Placo. de eixo a eixo. quando houver. B) Uma chapa. tabicas metálicas e rodapés metálicos. F) Preenchimento interno com manta em lã de rocha de 2" ( 50 mm ). B) Uma chapa. RESISTÊNCIA AO FOGO DE 30 MINUTOS. quando houver. densidade média de 32 kg / m³. 2) O item remunera o fornecimento e instalação de paredes de fechamento e / ou divisórias "drywall" para vedações internas não estruturais. compreendendo perfis de aço com espessura de 0. 128 de 734 . e massa especial para a calafetação e colagem das chapas.30 FECHAMENTO E DIVISÓRIA EM PLACAS DE GESSO ACARTONADO. G) Referência Parede Placostil 73/48/600-1ST12.5/1ST12. em cada face da estrutura. industrializada contínua a partir da gipsita natural e cartão duplex. com espessura de 15 mm. a execução das paredes de fechamento e / ou divisórias. NBR 14716. e NBR 10636.Critérios de Medição e Remuneração . para o preparo da superfície a ser calafetada. quando houver. NBR 14717. não devendo ser descontados os vãos decorrentes. de acordo com as recomendações e especificações dos fabricantes. janelas. E) Massa especial para rejuntamento de pega rápida em pó.43 mm para acabamento e proteção das chapas nos cantos salientes. COM MIOLO EM LÃ DE ROCHA 1) Será medido por área de fechamento e / ou divisória instalada (m²). G) Referência Parede Placostil 100/70/600-1ST15/1ST15-LR. F) Preenchimento interno com manta em lã de rocha de 2" ( 50 mm ). inclusive a execução de recortes para portas. empregada nas juntas entre chapas. constituídas por: A) Estrutura em perfis leves de aço galvanizado com zincagem tipo B ( 260 g / m² ). H) Remunera também todo o material acessório. largura nominal de 70 mm. com reforço metálico. ou equivalente conforme as normas NBR 14715. e NBR 10636. empregada nas juntas entre chapas. luminárias. D) Fita de papel. tipo Standard ( ST ). resistência ao fogo de no mínimo 30 minutos. e massa especial para a calafetação e colagem das chapas. cantoneiras. perfil cantoneira perfurada com espessura de 0. ou equivalente conforme as normas NBR 14715. denominados guias e montantes espaçados em 60 cm. D) Fita de papel. C) Fita de papel microperfurada. equipamentos e a mão-de-obra necessária para I) Não remunera batentes de vão de portas. 14. ESPESSURA TOTAL DE 10 CM. para o preparo da superfície a ser calafetada.30. NBR 11681. cantoneiras.50 mm. E) Massa especial para rejuntamento de pega rápida em pó. industrializada contínua a partir da gipsita natural e cartão duplex. pilares ou vigas. densidade média de 32 kg / m³. 10 cm de espessura total.Boletim 156 perfurada com espessura de 0. para acabamento e proteção das chapas nos cantos salientes. NBR 14717.43 mm para acabamento e proteção das chapas nos cantos salientes. C) Fita de papel microperfurada. dupla face. com reforço metálico.5 mm. para acabamento e proteção das chapas nos cantos salientes. tipo Standard ( ST ). tabicas metálicas e rodapés metálicos. isolamento acústico mínimo de 46 dB. sancas ou molduras. fabricação Placo.

43 mm para acabamento e proteção das chapas nos cantos salientes. COM MIOLO EM LÃ DE ROCHA 1) Será medido por área de fechamento e / ou divisória instalada (m²).31 FECHAMENTO E DIVISÓRIA EM PLACAS DE GESSO ACARTONADO. com 10.43 mm para acabamento e proteção das chapas nos cantos salientes. janelas. para acabamento e proteção das chapas nos cantos salientes. isolamento acústico mínimo de 39 dB. cantoneiras. I) Não remunera batentes de vão de portas. quando houver. E) Massa especial para rejuntamento de pega rápida em pó. D) Fita de papel. ou equivalente conforme as normas NBR 14715. e massa especial para a calafetação e colagem das chapas. 14. C) Fita de papel microperfurada. fabricação Placo. inclusive a execução de recortes para portas. industrializada contínua a partir da gipsita natural e cartão duplex. ESPESSURA TOTAL DE 10 CM 1) Será medido por área de fechamento e / ou divisória instalada (m²). perfil cantoneira perfurada com espessura de 0. quando houver. empregada nas juntas entre chapas. dupla face. RESITÊNCIA A UMIDADE. NBR 11681. e NBR 10636. 2) O item remunera o fornecimento e instalação de paredes de fechamento e / ou divisórias "drywall" para vedações internas não estruturais. equipamentos e a mão-de-obra necessária para a execução das paredes de fechamento e / ou divisórias. F) Referência Parede Placostil 100/70/600-1ST15/1ST15. janelas. cantoneiras. para o preparo da superfície a ser calafetada. 129 de 734 .30. largura nominal de 70 mm.Boletim 156 H) Remunera também todo o material acessório. 14. quando houver. perfil cantoneira perfurada com espessura de 0. luminárias. tabicas metálicas e rodapés metálicos.50 mm. RESISTÊNCIA AO FOGO DE 30 MINUTOS. sancas ou molduras. de acordo com as recomendações e especificações dos fabricantes. largura nominal de 70 mm.30. compreendendo perfis de aço com espessura de 0. G) Remunera também todo o material acessório. RESISTÊNCIA AO FOGO 30 MINUTOS. luminárias. resistência ao fogo de 30 minutos. pilares ou vigas. inclusive a execução de recortes para portas. tabicas metálicas e rodapés metálicos. equipamentos e a mão-de-obra necessária para a execução das paredes de fechamento e / ou divisórias. com espessura de 15 mm. isolamento acústico mínimo de 46 dB. de eixo a eixo. denominados guias e montantes espaçados em 60 cm. 2) O item remunera o fornecimento e instalação de paredes de fechamento e / ou divisórias "drywall" para vedações internas não estruturais. não devendo ser descontados os vãos decorrentes. dupla face.50 mm. em cada face da estrutura. H) Não remunera batentes de vão de portas.0 CM. NBR 14717. pilares ou vigas. de acordo com as recomendações e especificações dos fabricantes. NBR 14716. resistência ao fogo de no mínimo 30 minutos.41 FECHAMENTO / DIVISÓRIA EM PLACAS DE GESSO ACARTONADO. sancas ou molduras. denominados guias e montantes espaçados em 60 cm. tipo Standard ( ST ). de eixo a eixo.0 cm de espessura total. B) Uma chapa. ESPESSURA TOTAL DE 10. constituídas por: A) Estrutura em perfis leves de aço galvanizado com zincagem tipo B ( 260 g / m² ). constituídas por: A) Estrutura em perfis leves de aço galvanizado com zincagem tipo B ( 260 g / m² ). 10 cm de espessura total.Critérios de Medição e Remuneração . compreendendo perfis de aço com espessura de 0. com reforço metálico. não devendo ser descontados os vãos decorrentes.

para acabamento e proteção das chapas nos cantos salientes.43 mm para acabamento e proteção das chapas nos cantos salientes. 130 de 734 .5/2ST12.50 mm. ou equivalente conforme as normas NBR 14715. e NBR 10636. para o preparo da superfície a ser calafetada. F) Preenchimento interno com manta em lã de rocha de 2" ( 50 mm ). equipamentos e a mão-de-obra necessária para a execução das paredes de fechamento e / ou divisórias.30. tabicas metálicas e rodapés metálicos. não devendo ser descontados os vãos decorrentes. com espessura de 15 mm. C) Fita de papel microperfurada. em cada face da estrutura. G) Referência Parede Placostil 120/70/400-MD-2ST12. ESPESSURA TOTAL DE 12 CM. e massa especial para a calafetação e colagem das chapas. denominados guias e montantes duplos espaçados em 40 cm. NBR 14717. D) Fita de papel. para acabamento e proteção das chapas nos cantos salientes. tipo Standard (ST ). e NBR 10636.44 FECHAMENTO/ DIVISÓRIA EM PLACAS DUPLAS DE GESSO ACARTONADO. densidade média de 16 kg / m³. NBR 14716. RESISTÊNCIA AO FOGO DE 60 MINUTOS. constituídas por: A) Estrutura em perfis leves de aço galvanizado com zincagem tipo B ( 260 g / m² ). de acordo com as recomendações e especificações dos fabricantes. COM MIOLO EM LÃ DE VIDRO 1) Será medido por área de fechamento e / ou divisória instalada (m²). I) Não remunera batentes de vão de portas. F) Preenchimento interno com manta em lã de vidro de 2" ( 50 mm ). sancas ou molduras. NBR 11681. quando houver. para o preparo da superfície a ser calafetada. NBR 11681. de eixo a eixo.1 RU15/ 1RU15-LR. inclusive a execução de recortes para portas. E) Massa especial para rejuntamento de pega rápida em pó. dupla face. perfil cantoneira perfurada com espessura de 0. com reforço metálico. industrializada contínua a partir da gipsita natural e cartão duplex. D) Fita de papel. luminárias.5 mm. ou equivalente conforme as normas NBR 14715. B) Duas chapas. densidade média de 32 kg / m³. isolamento acústico mínimo de 50 dB.Boletim 156 B) Duas chapas. H) Remunera também todo o material acessório. NBR 14716. largura nominal de 70 mm. quando houver. cantoneiras. uma em cada face da estrutura. compreendendo perfis de aço com espessura de 0. fabricação Placo. G) Referência Parede Placostil 100/70/600. 14. com 12 cm de espessura total. janelas. industrializada contínua a partir da gipsita natural e cartão duplex. empregada nas juntas entre chapas. quando houver. E) Massa especial para rejuntamento de pega rápida em pó. empregada nas juntas entre chapas. com espessura de 12. resistência ao fogo de no mínimo 60 minutos. pilares ou vigas. com reforço metálico. e massa especial para a calafetação e colagem das chapas. fabricação Placo. NBR 14717.5. tipo Resistente à umidade ( RU ).Critérios de Medição e Remuneração . 2) O item remunera o fornecimento e instalação de paredes de fechamento e / ou divisórias "drywall" para vedações internas não estruturais. C) Fita de papel microperfurada.

nas dimensões indicadas em projeto. 14. de acordo com as recomendações e especificações dos fabricantes. pilares ou vigas. peças e arremates metálicos e a mão-de-obra necessária para a instalação completa das divisórias. 131 de 734 .Boletim 156 H) Remunera também todo o material acessório. I) Não remunera batentes de vão de portas. espessura de 4. não remunera ferragem de vão de porta.40.04 REPAROS. CONSERVAÇÕES E COMPLEMENTOS RECOLOCAÇÃO DE DIVISÓRIAS EM CHAPAS COM MONTANTES METÁLICOS 1) Será medido pela área de divisórias montadas (m²). sancas ou molduras. janelas. cola a base de resina epóxi.00 14.30. 2) O item remunera o fornecimento de placas revestidas ou maciças em granilite. cimento branco. 2) O item remunera o fornecimento de mão-de-obra e materiais acessórios necessários para a montagem e fixação das chapas com acabamento alquídico ou laminado. com acabamento polido e encerado ou preparado para receber pintura. materiais acessórios: granilha.Critérios de Medição e Remuneração . luminárias. inclusive a execução de recortes para portas.86 DIVISÓRIA EM PLACAS DE GRANILITE COM ESPESSURA DE 4 CM 1) Será medido por área de placa instalada (m²). inclusive o rejunte das mesmas. não devendo ser descontados os vãos decorrentes.40.0 cm. montantes ou ferragens de vão de porta. O item não remunera o fornecimento de painéis. 14. equipamentos e a mão-de-obra necessária para a execução das paredes de fechamento e / ou divisórias.

sinais de deterioração por insetos ou fungos. fendas ou rachaduras.01. caibros e ripas. referência Cupiúba ( "Goupia glabra" ). referência Cupiúba ( "Goupia glabra" ). conhecida também como Paraju. ferragem específica para estrutura abrangendo chapas. braçadeiras.00 ESTRUTURA EM MADEIRA. materiais acessórios. equipamentos e a mão-de-obra necessária para a confecção e montagem de estrutura completa em tesouras com vãos de 7. chumbadores. 132 de 734 . ou Cambará ( "Qualea spp" ). isenta de defeitos como nós.Boletim 156 15. livre de esmagamentos. ou qualquer outro defeito que comprometa a resistência da madeira.Critérios de Medição e Remuneração . fendas ou rachaduras. sinais de deterioração por insetos ou fungos. ALUMÍNIO E CONCRETO 15. estribos. nas dimensões conforme projeto e determinações da NBR 7190 / 97. arqueamento. ou Quarubarana ( "Erisma uncinatum" ). conhecida também como Cedrinho. ou qualquer outro defeito que comprometa a resistência da madeira.01.01 A 13.01 ESTRUTURA EM MADEIRA PARA COBERTURA ESTRUTURA DE MADEIRA TESOURADA PARA TELHAS DE BARRO . livre de esmagamentos. isenta de defeitos como nós. pregos. ou Cambará ( "Qualea spp" ). pregos. conhecida também como Paraju.00. livre de esmagamentos. arqueamento.00 m. 2) O item remunera o fornecimento de: madeira seca maciça. ou outra madeira classificada conforme a resistência à compressão paralela às fibras de acordo com a NBR 7190 / 97 e a Legislação Brasileira vigente.00 M 1) Será medido pela área de projeção horizontal da estrutura (m²).01. braçadeiras. ou Maçaranduba ( "Manilkara spp" ). parafusos e porcas em aço com acabamento galvanizado a fogo. conhecida também como Cedrinho. desbitolamento.VÃOS DE 7. para cobertura em telhas cerâmicas. referência Cupiúba ( "Goupia glabra" ). chumbadores. ferragem específica para estrutura abrangendo chapas.00 M 1) Será medido pela área de projeção horizontal da estrutura (m²). isenta de defeitos como nós. fendas ou rachaduras. conforme determinações do projeto. ou outra madeira classificada conforme a resistência à compressão paralela às fibras de acordo com a NBR 7190 / 97 e a Legislação Brasileira vigente. desbitolamento.00 M 1) Será medido pela área de projeção horizontal da estrutura (m²). sinais de deterioração por insetos ou fungos.00 15. ou Cambará ( "Qualea spp" ). estribos. 2) O item remunera o fornecimento de: madeira seca maciça. equipamentos e a mão-de-obra necessária para a confecção e montagem de estrutura completa em tesouras com vãos até 7. materiais acessórios.VÃOS DE 10.03 ESTRUTURA DE MADEIRA TESOURADA PARA TELHAS DE BARRO . conhecida também como Cedrinho. desbitolamento.01 A 10. constituída por: armação principal em treliças paralelas ( tesouras ) e trama com terças. arqueamento. nas dimensões conforme projeto e determinações da NBR 7190 / 97. caibros e ripas.VÃOS ATÉ 7. 15. constituída por: armação principal em treliças paralelas ( tesouras ) e trama com terças. para cobertura em telhas cerâmicas. ou Quarubarana ( "Erisma uncinatum" ). ferragem específica para estrutura abrangendo chapas.01 m até 10. ou Maçaranduba ( "Manilkara spp" ). conhecida também como Paraju.01. 2) O item remunera o fornecimento de: madeira seca maciça.02 ESTRUTURA DE MADEIRA TESOURADA PARA TELHAS DE BARRO . ou qualquer outro defeito que comprometa a resistência da madeira. parafusos e porcas em aço com acabamento galvanizado a fogo.00 m. ou outra madeira classificada conforme a resistência à compressão paralela às fibras de acordo com a NBR 7190 / 97 e a Legislação Brasileira vigente. ou Quarubarana ( "Erisma uncinatum" ). 15. conforme determinações do projeto. FERRO. estribos. ou Maçaranduba ( "Manilkara spp" ).

parafusos e porcas em aço com acabamento galvanizado a fogo. ou Cambará ( "Qualea spp" ). referência Cupiúba ( "Goupia glabra" ). ou Quarubarana ( "Erisma uncinatum" ). chumbadores. equipamentos e a mão-de-obra necessária para a confecção e montagem de estrutura completa em tesouras com vãos de 13. pregos.VÃOS ATÉ 7. constituída por: armação principal em treliças paralelas ( tesouras ) e trama com terças. conhecida também como Paraju. isenta de defeitos como nós. constituída por: armação principal em treliças paralelas ( tesouras ) e trama com terças. caibros e ripas. ou Maçaranduba ( "Manilkara spp" ). materiais acessórios. 15.01 m até 18. referência Cupiúba ( "Goupia glabra" ). referência Cupiúba ( "Goupia glabra" ).VÃOS 7. chumbadores. conforme determinações do projeto. nas dimensões conforme projeto e determinações da NBR 7190 / 97. ou Quarubarana ( "Erisma uncinatum" ). fendas ou rachaduras.00 m. desbitolamento. ferragem específica para estrutura abrangendo chapas. constituída por: armação principal em treliças paralelas ( tesouras ) e trama com terças. conhecida também como Cedrinho.00 M 1) Será medido pela área de projeção horizontal da estrutura (m²). chumbadores. ou Quarubarana ( "Erisma uncinatum" ). livre de esmagamentos. braçadeiras. estribos.VÃOS DE 13. conhecida também como Paraju. sinais de deterioração por insetos ou fungos. ou Maçaranduba ( "Manilkara spp" ). pregos. ou qualquer outro defeito que comprometa a resistência da madeira. isenta de defeitos como nós. conforme determinações do projeto. materiais acessórios. 2) O item remunera o fornecimento de: madeira seca maciça. pregos. conforme determinações do projeto.04 ESTRUTURA DE MADEIRA TESOURADA PARA TELHAS DE BARRO . para cobertura de telhas onduladas em cimento reforçado com fio sintético. equipamentos e a mão-de-obra necessária para a confecção e montagem de estrutura completa em tesouras com vãos de 10. arqueamento.Boletim 156 braçadeiras. ou alumínio. sinais de deterioração por insetos ou fungos.01. ou outra madeira classificada conforme a resistência à compressão paralela às fibras de acordo com a NBR 7190 / 97 e a Legislação Brasileira vigente.01. caibros e ripas. arqueamento. fendas ou rachaduras. ou outra madeira classificada conforme a resistência à compressão paralela às fibras de acordo com a NBR 7190 / 97 e a Legislação Brasileira vigente.01. parafusos e porcas em aço com acabamento galvanizado a fogo.11 ESTRUTURA DE MADEIRA TESOURADA PARA TELHAS PERFIL ONDULADO .01 A 10. plástico.00 M 1) Será medido pela área de projeção horizontal da estrutura (m²). conhecida também como Cedrinho. desbitolamento.01 A 18. ou Cambará ( "Qualea spp" ). 2) O item remunera o fornecimento de: madeira seca maciça.00 M 1) Será medido pela área de projeção horizontal da estrutura (m²).01 m até 13. para cobertura em telhas cerâmicas. braçadeiras. ou outra madeira classificada conforme a resistência à compressão paralela às fibras de acordo com a NBR 7190 / 97 e a Legislação Brasileira vigente. caibros e ripas. parafusos e porcas em aço com acabamento galvanizado a fogo. ou qualquer outro defeito que comprometa a resistência da madeira.Critérios de Medição e Remuneração . conhecida também como Cedrinho. 15.12 ESTRUTURA DE MADEIRA TESOURADA PARA TELHAS PERFIL ONDULADO . nas dimensões conforme projeto e determinações da NBR 7190 / 97. ferragem específica para estrutura abrangendo chapas. equipamentos e a mão-de-obra necessária para a confecção e montagem de estrutura completa em tesouras com vãos até 7. ou Maçaranduba ( "Manilkara spp" ). 15. nas dimensões conforme projeto e determinações da NBR 7190 / 97. materiais acessórios. conhecida também como Paraju. estribos. livre de esmagamentos. ou Cambará ( "Qualea spp" ). livre de 133 de 734 . 2) O item remunera o fornecimento de: madeira seca maciça.00 m.00 m. para cobertura em telhas cerâmicas.

livre de esmagamentos. braçadeiras. ou Maçaranduba ( "Manilkara spp" ). desbitolamento. ou qualquer outro defeito que comprometa a resistência da madeira. para cobertura de telhas onduladas em cimento reforçado com fio sintético. ou Maçaranduba ( "Manilkara spp" ). conhecida também como Paraju. conforme determinações do projeto. ou alumínio. plástico. plástico. estribos. ferragem específica para estrutura abrangendo chapas. sinais de deterioração por insetos ou fungos. nas dimensões conforme projeto e determinações da NBR 7190 / 97. conforme determinações do projeto. ou qualquer outro defeito que comprometa a resistência da madeira. pregos. arqueamento. constituída por: armação principal em treliças paralelas ( tesouras ) e trama com terças. ferragem específica para estrutura abrangendo chapas. 15.01. ou outra madeira classificada conforme a resistência à compressão paralela às fibras de acordo com a NBR 7190 / 97 e a Legislação Brasileira vigente. braçadeiras. isenta de defeitos como nós. referência Cupiúba ( "Goupia glabra" ). ou alumínio.14 ESTRUTURA DE MADEIRA TESOURADA PARA TELHAS PERFIL ONDULADO . pregos.01 A 13. isenta de defeitos como nós. ou Quarubarana ( "Erisma uncinatum" ). para cobertura de telhas onduladas em cimento reforçado com fio sintético. equipamentos e a mão-de-obra necessária para a confecção e montagem de estrutura completa em tesouras com vãos de 10.00 M 1) Será medido pela área de projeção horizontal da estrutura (m²). parafusos e porcas em aço com acabamento galvanizado a fogo. estribos.00 m. fendas ou rachaduras. constituída por: armação principal em treliças paralelas ( tesouras ) e trama com terças. fendas ou rachaduras. conhecida também como Paraju. caibros e ripas.Boletim 156 esmagamentos.00 M 1) Será medido pela área de projeção horizontal da estrutura (m²). parafusos e porcas em aço com acabamento galvanizado a fogo.01 até 13. nas dimensões conforme projeto e determinações da NBR 7190 / 97.VÃOS 13. constituída por: armação principal em treliças paralelas ( tesouras ) e trama com terças. parafusos e porcas em aço com acabamento galvanizado a fogo. conhecida também como Cedrinho.01 até 18. referência Cupiúba ( "Goupia glabra" ). equipamentos e a mão-de-obra necessária para a confecção e montagem de estrutura completa em tesouras com vãos de 7. pregos. ou alumínio.Critérios de Medição e Remuneração . materiais acessórios. sinais de deterioração por insetos ou fungos. ou Cambará ( "Qualea spp" ). equipamentos e a mão-de-obra necessária para a confecção e montagem de estrutura completa em tesouras com vãos de 13. caibros e ripas. ou qualquer outro defeito que comprometa a resistência da madeira. arqueamento. sinais de deterioração por insetos ou fungos. chumbadores.VÃOS 10. ou Cambará ( "Qualea spp" ). para cobertura de telhas onduladas em cimento reforçado com fio sintético. ferragem específica para estrutura abrangendo chapas. plástico. estribos.01 até 10.00 m. materiais acessórios. ou Quarubarana ( "Erisma uncinatum" ). desbitolamento. materiais acessórios. isenta de defeitos como nós. chumbadores. fendas ou rachaduras. conforme determinações do projeto.00 m. livre de esmagamentos.13 ESTRUTURA DE MADEIRA TESOURADA PARA TELHAS PERFIL ONDULADO . braçadeiras. 15. 15. desbitolamento. arqueamento. caibros e ripas. conhecida também como Cedrinho. chumbadores. 2) O item remunera o fornecimento de: madeira seca maciça.01.21 ESTRUTURA PONTALETADA PARA TELHAS DE BARRO 134 de 734 . 2) O item remunera o fornecimento de: madeira seca maciça. ou outra madeira classificada conforme a resistência à compressão paralela às fibras de acordo com a NBR 7190 / 97 e a Legislação Brasileira vigente.01.01 A 18. nas dimensões conforme projeto e determinações da NBR 7190 / 97.

para cobertura em telhas cerâmicas. plástico. materiais acessórios. ou Quarubarana ( "Erisma uncinatum" ). isenta de defeitos como nós. constituída por: peças em madeira dispostas verticalmente. ou outra madeira classificada conforme a resistência à compressão paralela às fibras de acordo com a NBR 7190 / 97 e a Legislação Brasileira vigente. braçadeiras. livre de esmagamentos. estribos. pregos. contraventados com mãos-francesas e / ou diagonais e trama com terças. ou Cambará ( "Qualea spp" ).31 ESTRUTURA EM TERÇAS PARA TELHAS DE BARRO 1) Será medido pela área de projeção horizontal da estrutura (m²). desbitolamento. caibros e ripas. ferragem específica para estrutura abrangendo chapas. caibros e ripas. materiais acessórios. referência Cupiúba ( "Goupia glabra" ). chumbadores. fendas ou rachaduras. fendas ou rachaduras. ou qualquer outro defeito que comprometa a resistência da madeira. constituída por: peças em madeira dispostas verticalmente. sinais de deterioração por insetos ou fungos. arqueamento. ou Maçaranduba ( "Manilkara spp" ). 2) O item remunera o fornecimento de: madeira seca maciça.Boletim 156 1) Será medido pela área de projeção horizontal da estrutura (m²). ou Quarubarana ( "Erisma uncinatum" ). conhecida também como Paraju. conforme determinações do projeto. caibros e ripas. ou Maçaranduba ( "Manilkara spp" ). arqueamento. conhecida também como Cedrinho. nas dimensões conforme projeto e determinações da NBR 7190 / 97. parafusos e porcas em aço com acabamento galvanizado a fogo. referência Cupiúba ( "Goupia glabra" ). livre de esmagamentos. isenta de defeitos como nós. fendas ou rachaduras.22 ESTRUTURA PONTALETADA PARA TELHAS ONDULADAS 1) Será medido pela área de projeção horizontal da estrutura (m²). conforme determinações do projeto. 2) O item remunera o fornecimento de: madeira seca maciça.01. conhecida também como Paraju. ou qualquer outro defeito que comprometa a resistência da madeira. para cobertura de telhas onduladas em cimento reforçado com fio sintético. 2) O item remunera o fornecimento de: madeira seca maciça. equipamentos e a mão-de-obra necessária para a confecção e montagem de estrutura completa em terças. conhecida também como Cedrinho. sinais de deterioração por insetos ou fungos.Critérios de Medição e Remuneração .01. conhecida também como Cedrinho. ou Cambará ( "Qualea spp" ). constituindo pilares apoiados sobre laje. parafusos e porcas em aço com acabamento galvanizado a fogo. ou Maçaranduba ( "Manilkara spp" ). referência Cupiúba ( "Goupia glabra" ). para cobertura em telhas cerâmicas. nas dimensões conforme projeto e determinações da NBR 7190 / 97. isenta de defeitos como nós. constituindo pilares apoiados sobre laje. conforme determinações do projeto. ou outra madeira classificada conforme a resistência à compressão paralela às fibras de acordo com a NBR 7190 / 97 e a Legislação Brasileira vigente. constituída por: terças apoiadas diretamente sobre oitões em alvenaria. 135 de 734 . materiais acessórios. Não remunera a execução de oitões ou pilares em alvenaria. 15. ferragem específica para estrutura abrangendo chumbadores. nas dimensões conforme projeto e determinações da NBR 7190 / 97. arqueamento. equipamentos e a mão-de-obra necessária para a confecção e montagem de estrutura completa pontaletada. desbitolamento. ou pilares em alvenaria devidamente amarrados. equipamentos e a mão-de-obra necessária para a confecção e montagem de estrutura completa pontaletada. ferragem específica para estrutura abrangendo chapas. chumbadores. 15. sinais de deterioração por insetos ou fungos. desbitolamento. ou Cambará ( "Qualea spp" ). ou Quarubarana ( "Erisma uncinatum" ). livre de esmagamentos. ou qualquer outro defeito que comprometa a resistência da madeira. pregos. ou alumínio. pregos. ou outra madeira classificada conforme a resistência à compressão paralela às fibras de acordo com a NBR 7190 / 97 e a Legislação Brasileira vigente. parafusos e porcas em aço com acabamento galvanizado a fogo. braçadeiras. conhecida também como Paraju. estribos. contraventados com mãos-francesas e / ou diagonais e trama com terças.

ou Cambará ( "Qualea spp" ). padrão visual Sa 2 1/2.01. ou Quarubarana ( "Erisma uncinatum" ). perdas e acessórios não constantes no peso nominal de projeto. conhecida também como Cedrinho. equipamentos e a mão-de-obra necessária para a confecção e montagem de estrutura completa em terças. por peso de aço nas bitolas e dimensões especificadas no projeto de estrutura metálica. 136 de 734 . traslado interno à obra. ou Cambará ( "Qualea spp" ). conhecida também como Paraju.01. sinais de deterioração por insetos ou fungos.Boletim 156 15. equipamentos e a mão-de-obra necessária para a confecção e montagem de estrutura completa em terças. caibros e ripas. materiais acessórios. ou qualquer outro defeito que comprometa a resistência da madeira. beneficiamento e pré-montagem de partes da estrutura em fábrica.03. constituída por: terças apoiadas diretamente sobre oitões em alvenaria. pregos. ou qualquer outro defeito que comprometa a resistência da madeira.32 ESTRUTURA EM TERÇAS PARA TELHAS PERFIL E MATERIAL QUALQUER. conforme determinações do projeto. soldas.00 15. conhecida também como Cedrinho. isenta de defeitos como nós. SEM PINTURA 1) Será medido. para cobertura de telhas com perfil trapezoidal em cimento reforçado com fio sintético.33 ESTRUTURA EM TERÇAS PARA TELHAS PERFIL TRAPEZOIDAL 1) Será medido pela área de projeção horizontal da estrutura (m²). incluindo chapas de ligação. ferragem específica para estrutura abrangendo chumbadores. fendas ou rachaduras. ou alumínio. referência Cupiúba ( "Goupia glabra" ). 15. materiais acessórios. conforme determinações do projeto. ou outra madeira classificada conforme a resistência à compressão paralela às fibras de acordo com a NBR 7190 / 97 e a Legislação Brasileira vigente. referência Cupiúba ( "Goupia glabra" ). ou outra madeira classificada conforme a resistência à compressão paralela às fibras de acordo com a NBR 7190 / 97 e a Legislação Brasileira vigente. conforme tabela de pagamento do item 3 (kg). em porcentagens. nas dimensões conforme projeto e determinações da NBR 7190 / 97. parafusos galvanizados. livre de esmagamentos.03 ESTRUTURA EM AÇO FORNECIMENTO E MONTAGEM DE ESTRUTURA EM AÇO ASTM-A36. desbitolamento. 2) O item remunera o fornecimento de: madeira seca maciça. chumbadores. 15. nas dimensões conforme projeto e determinações da NBR 7190 / 97. Não remunera a execução de oitões ou pilares em alvenaria. arqueamento. ou alumínio. conhecida também como Paraju. 2) O item remunera o fornecimento de estrutura metálica em aço ASTM-A36. plástico. preparo da superfície das peças por meio de jato de abrasivo da Norma SSPC-SP 10 .Critérios de Medição e Remuneração . 2) O item remunera o fornecimento de: madeira seca maciça. arqueamento. ou Quarubarana ( "Erisma uncinatum" ). isenta de defeitos como nós. sinais de deterioração por insetos ou fungos. transporte e descarregamento. caibros e ripas. ou pilares em alvenaria devidamente amarrados. Não remunera a execução de oitões ou pilares em alvenaria. desbitolamento. ou pilares em alvenaria devidamente amarrados. para cobertura de telhas com perfil qualquer em cimento reforçado com fio sintético. ou Maçaranduba ( "Manilkara spp" ). parafusos e porcas em aço com acabamento galvanizado a fogo. pregos. ou Maçaranduba ( "Manilkara spp" ). montagem e instalação completa. parafusos e porcas em aço com acabamento galvanizado a fogo.03. EXCETO BARRO 1) Será medido pela área de projeção horizontal da estrutura (m²). ferragem específica para estrutura abrangendo chumbadores. da Norma SIS 05 59 00-67. constituída por: terças apoiadas diretamente sobre oitões em alvenaria. livre de esmagamentos. plástico. fendas ou rachaduras.

com teores dos elementos de liga ( cobre. da CSN.05. posto obra. fornecimento de formas planas para concreto 137 de 734 . demorando em média de 1 até 3 anos para ser completamente formada. compreendendo os serviços de: fornecimento de projetos e cálculos estruturais. traslado interno à obra. o fornecimento de chapas de ligação. da estrutura metálica. 2) O item remunera o fornecimento de estrutura metálica em aço patinável ou aclimável. ou USI-SAC-41-E. montagem e instalação completa da estrutura. inclusive o preparo das peças por meio de jato abrasivo. parafusos galvanizados.11 FORNECIMENTO E MONTAGEM DE ESTRUTURA EM AÇO PATINÁVEL. soldas. 15. aderente e pouco solúvel em água.29 ESTRUTURA PRÉ-FABRICADA DE CONCRETO PLACAS. Na conclusão da montagem e instalação completa da estrutura. apresentando então coloração vermelho escura. em porcentagens. chumbadores.Critérios de Medição e Remuneração . conforme tabela de pagamento do item 3 (kg). 15.03.FCK 40 MPA 1) Será medido pelo volume das peças de acordo com o projeto. Na conclusão da montagem e instalação completa da estrutura. posto obra. 2) O item remunera a execução. fósforo e níquel ). perdas e acessórios não constantes no peso nominal de projeto. conforme tabela de pagamento do item 3 (m³). inclusive com beneficiamento. montagem e instalação de placas. impedindo que os elementos causadores da corrosão atmosférica atinjam o material. da estrutura metálica. ou CSN COR 420. 3) Tabela de pagamento: PORCENTAGEM DESCRIÇÃO DO SERVIÇO 60% do peso total da estrutura 40% do peso total da estrutura No fornecimento. ou equivalente. vigas e pilares em concreto armado pré-moldado na obra. SEM PINTURA 1) Será medido.Boletim 156 3) Tabela de pagamento: PORCENTAGEM DESCRIÇÃO DO SERVIÇO 60% do peso total da estrutura 40% do peso total da estrutura No fornecimento. em porcentagens. em ambientes urbanos ou rurais. por peso de aço nas bitolas e dimensões especificadas no projeto de estrutura metálica. beneficiamento e pré-montagem de partes da estrutura em fábrica. da USIMINAS. referência COS AR COR 400 E da COSIPA. ou em atmosfera industrial não muito agressiva. cromo.05. transporte interno na obra. que propiciam a formação de uma película ( a pátina ) de óxidos compacta. também. VIGAS E PILARES EM CONCRETO ARMADO PRÉ-MOLDADO . inclusive com beneficiamento. a partir da exposição do material aos ciclos de molhagem ( chuva e orvalho ) e secagem ( sol e vento ).00 15. transporte e descarregamento. remunera. devidamente aprovados e liberados para a execução pela contratante e / ou gerenciadora.

Remunera também o transporte até o local da obra e ART da produção. união das várias peças solidarizadas com concreto grout e esperas. união das várias peças solidarizadas com concreto grout e esperas. fabricação. VIGAS E PILARES EM CONCRETO ARMADO PRÉ-MOLDADO . transporte e montagem do mobiliário em concreto armado pré-moldado quando este não for confeccionado “in loco”.30 MOBILIÁRIO EM CONCRETO ARMADO PRÉ-MOLDADO . O projeto.Boletim 156 aparente. 2) O item remunera a execução.Critérios de Medição e Remuneração . lançado e adensado. 15. O projeto. compreendendo os serviços de: fornecimento de projetos e cálculos estruturais.05. fornecimento de formas planas para concreto aparente. devidamente aprovados e liberados para a execução pela contratante e / ou gerenciadora. montagem e instalação de mobiliário em concreto armado pré-moldado na obra. Remunera também o transporte até o local da obra e ART da produção. 3) Tabela de Pagamento: PORCENTAGEM DESCRIÇÃO DO SERVIÇO 60% do volume total da peça 40% do volume total da peça No fornecimento. armaduras. com acabamento por meio de desempenadeira de aço para utilização aparente. Na conclusão da montagem e instalação completa da estrutura. conforme tabela de pagamento do item 3 (m³). Na conclusão da montagem e instalação completa da estrutura.52 PLACAS. definidas pela ABNT. transporte e montagem das peças em concreto armado pré-moldado quando estas não forem confeccionadas “in loco”. ferragem para o içamento das peças. conferência e aprovação do material posto obra. concreto bombeável com fck maior ou igual a 40 MPa.FCK 35 MPA 1) Será medido pelo volume das peças de acordo com o projeto. conforme tabela de pagamento do item 3 (m³). concreto bombeável com fck maior ou igual a 40 MPa. montagem e o controle de qualidade deverão obedecer às normas vigentes. definidas pela ABNT. transporte interno na obra. com acabamento por meio de desempenadeira de aço para utilização aparente. 138 de 734 . fabricação. armaduras. conferência e aprovação do material posto obra. montagem das peças. inclusive perdas. inclusive perdas e ferragem para o içamento das peças. lançado e adensado.FCK 40 MPA 1) Será medido pelo volume do mobiliário de acordo com o projeto. montagem e o controle de qualidade deverão obedecer às normas vigentes. 3) Tabela de Pagamento: PORCENTAGEM DESCRIÇÃO DO SERVIÇO 60% do volume total da peça 40% do volume total da peça No fornecimento. montagem das peças.05. 15.

53 PLACAS. transporte interno na obra. transporte interno na obra. armaduras. montagem das peças. definidas pela ABNT. conforme tabela de pagamento do item 3 (m³). lançado e adensado. fabricação. com acabamento por meio de desempenadeira de aço para utilização aparente.05. 3) Tabela de Pagamento: PORCENTAGEM DESCRIÇÃO DO SERVIÇO 60% do volume total da peça 40% do volume total da peça No fornecimento. 2) O item remunera a execução. fornecimento de formas planas para concreto aparente. união das várias peças solidarizadas com concreto grout e esperas. Na conclusão da montagem e instalação completa da estrutura. montagem e instalação de placas. O projeto. lançado e adensado. transporte e montagem das peças em concreto armado pré-moldado quando estas não forem confeccionadas “in loco”. devidamente aprovados e liberados para a execução pela contratante e / ou gerenciadora. 139 de 734 . transporte e montagem das peças em concreto armado pré-moldado quando estas não forem confeccionadas “in loco”. montagem das peças. Remunera também o transporte até o local da obra e ART da produção. conferência e aprovação do material posto obra. união das várias peças solidarizadas com concreto grout e esperas. montagem e instalação de placas. fabricação.FCK 25 MPA 1) Será medido pelo volume das peças de acordo com o projeto. inclusive perdas. fornecimento de formas planas para concreto aparente. concreto bombeável com fck maior ou igual a 35 MPa. O projeto. VIGAS E PILARES EM CONCRETO ARMADO PRÉ-MOLDADO . compreendendo os serviços de: fornecimento de projetos e cálculos estruturais. ferragem para o içamento das peças. devidamente aprovados e liberados para a execução pela contratante e / ou gerenciadora. definidas pela ABNT. vigas e pilares em concreto armado pré-moldado na obra. conferência e aprovação do material posto obra. Na conclusão da montagem e instalação completa da estrutura. 3) Tabela de Pagamento: PORCENTAGEM DESCRIÇÃO DO SERVIÇO 60% do volume total da peça 40% do volume total da peça No fornecimento. com acabamento por meio de desempenadeira de aço para utilização aparente. compreendendo os serviços de: fornecimento de projetos e cálculos estruturais. montagem e o controle de qualidade deverão obedecer às normas vigentes. 15. inclusive perdas. montagem e o controle de qualidade deverão obedecer às normas vigentes.Critérios de Medição e Remuneração . ferragem para o içamento das peças. concreto bombeável com fck maior ou igual a 25 MPa. vigas e pilares em concreto armado pré-moldado na obra. armaduras.Boletim 156 2) O item remunera a execução. Remunera também o transporte até o local da obra e ART da produção.

Boletim 156 15. compreendendo os serviços de: fornecimento de projetos e cálculos estruturais. devidamente aprovados e liberados para a execução pela contratante e / ou gerenciadora. 15. O projeto.54 MOBILIÁRIO EM CONCRETO ARMADO PRÉ-MOLDADO – FCK = 25MPA 1) Será medido pelo volume do mobiliário de acordo com o projeto.20. armaduras. montagem das peças. materiais acessórios e a mão-de- obra necessária para a instalação das peças. montagem e instalação de mobiliário em concreto armado pré-moldado na obra. 2) O item remunera a execução. lançado e adensado.20. montagem e o controle de qualidade deverão obedecer às normas vigentes.04 RECOLOCAÇÃO DE PEÇAS LINEARES EM MADEIRA COM SEÇÃO ATÉ 60 CM² 1) Será medido pelo comprimento total das peças instaladas (m). fornecimento de formas planas para concreto aparente.20. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a confecção.00 15. materiais acessórios e a mão-de- obra necessária para a instalação das peças. pregos em diversas bitolas.02 REPAROS. Remunera também o transporte até o local da obra e ART da produção.20. 2) O item remunera o fornecimento de prego em diversas bitolas. conforme tabela de pagamento do item 3 (m³). com acabamento por meio de desempenadeira de aço para utilização aparente.Critérios de Medição e Remuneração . 140 de 734 . adequada para estrutura. inclusive perdas e ferragem para o içamento das peças. Na conclusão da montagem e instalação completa da estrutura. 2) O item remunera o fornecimento de prego em diversas bitolas. 15. união das várias peças solidarizadas com concreto grout e esperas. 3) Tabela de Pagamento: PORCENTAGEM DESCRIÇÃO DO SERVIÇO 60% do volume total da peça 40% do volume total da peça No fornecimento. definidas pela ABNT. 2) O item remunera o fornecimento de madeira em angelim-vermelho / bacuri / maçaranduba.05.06 RECOLOCAÇÃO DE PEÇAS LINEARES EM MADEIRA COM SEÇÃO SUPERIOR A 60 CM² 1) Será medido pelo comprimento total das peças instaladas (m). montagem e instalação completa das peças. conferência e aprovação do material posto obra. fabricação. 15. concreto bombeável com fck maior ou igual a 25 MPa. CONSERVAÇÕES E COMPLEMENTOS FORNECIMENTO DE PEÇAS DIVERSAS PARA ESTRUTURA EM MADEIRA 1) Será medido pelo volume total das peças (m³). transporte interno na obra. transporte e montagem do mobiliário em concreto armado pré-moldado quando este não for confeccionado “in loco”.

01 TELHAMENTO EM BARRO TELHA DE BARRO TIPO ITALIANA 1) Será medido pela área de cobertura em projeção horizontal (m²) com os acréscimos: A) 5% para coberturas de 18% a 27% de inclinação. B) 8% para coberturas de 28% a 38% de inclinação.02.02. acessórios e a mão-de-obra necessária para a colocação.00 TELHAMENTO 16.Critérios de Medição e Remuneração . C) 12% para coberturas de 39% a 50% de inclinação. fixação e emboçamento das telhas. 2) O item remunera o fornecimento das telhas. materiais. C) 12% para coberturas de 39% a 50% de inclinação.00. fixação e emboçamento das telhas. acessórios e a mão-de-obra necessária para a colocação. 2) O item remunera o fornecimento das telhas. 2) O item remunera o fornecimento das telhas. C) 12% para coberturas de 39% a 50% de inclinação. acessórios e a mão-de-obra necessária para a colocação. materiais. B) 8% para coberturas de 28% a 38% de inclinação. 16. acessórios e a mão-de-obra necessária para a colocação. B) 8% para coberturas de 28% a 38% de inclinação. 16.Boletim 156 16. fixação e emboçamento das telhas. fixação e emboçamento das telhas. 141 de 734 .02.00 16.02. C) 12% para coberturas de 39% a 50% de inclinação.06 TELHA DE BARRO TIPO PLAN 1) Será medido pela área de cobertura em projeção horizontal (m²) com os acréscimos: A) 5% para coberturas de 18% a 27% de inclinação.02 TELHA DE BARRO TIPO FRANCESA 1) Será medido pela área de cobertura em projeção horizontal (m²) com os acréscimos: A) 5% para coberturas de 18% a 27% de inclinação. materiais.03 TELHA DE BARRO TIPO ROMANA 1) Será medido pela área de cobertura em projeção horizontal (m²) com os acréscimos: A) 5% para coberturas de 18% a 27% de inclinação. 16.12 EMBOÇAMENTO DE BEIRAL EM TELHAS DE BARRO 1) Será medido pelo comprimento de beiral emboçado (m). materiais.02. 2) O item remunera o fornecimento das telhas. 16.02. B) 8% para coberturas de 28% a 38% de inclinação.

16. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para o assentamento e emboçamento das peças. com os acréscimos: 5% para coberturas de 18% a 27% de inclinação. pelo desenvolvimento da curvatura da cobertura.00 16. PERFIL ONDULADO DE 6 MM 1) Será medido pela área de telhamento (m²). PERFIL ONDULADO DE 8 MM 1) Será medido pela área de telhamento (m²). pela área de cobertura em projeção horizontal. ou equivalente. ou pela área de vedação lateral em projeção vertical.03. B) Quando inclinado a partir de 18%. fabricação da Brasilit. 12% para coberturas de 39% a 50% de inclinação. 16. em qualquer comprimento. metálica. em perfil ondulado com 6 mm de espessura. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para o assentamento e emboçamento das peças.03.02.Critérios de Medição e Remuneração . 2) O item remunera o fornecimento das telhas em chapa de cimento reforçado com fio sintético ( CRFS ). 8% para coberturas de 28% a 38% de inclinação. ou de madeira e a mão-de-obra necessária para o transporte interno à obra.23 CUMEEIRA DE BARRO EMBOÇADOS. ou pela área de vedação lateral em projeção vertical.02. cal. com os acréscimos: 5% para coberturas de 18% a 27% de inclinação. ou inclinado abaixo de 18%. 16. 2) O item remunera o fornecimento das peças de cumeeiras. 142 de 734 . areia e mão-de-obra necessária para o emboçamento do beiral. pela área de cobertura em projeção horizontal. 2) O item remunera o fornecimento das peças de espigão e peça inicio e/ou final de espigão. 16. sendo: A) Quando plano. C) Quando curvo. pela área de cobertura em projeção horizontal. içamento e a montagem completa das telhas. B) Quando inclinado a partir de 18%. ou pela área de vedação lateral em projeção vertical. 8% para coberturas de 28% a 38% de inclinação. FRANCESA E PAULISTINHA 1) Será medido pelo comprimento executado (m).02 TELHAMENTO EM CIMENTO REFORÇADO COM FIO SINTÉTICO ( CRFS ).01 TELHAMENTO EM CIMENTO REFORÇADO COM FIO SINTÉTICO ( CRFS ) TELHAMENTO EM CIMENTO REFORÇADO COM FIO SINTÉTICO ( CRFS ).Boletim 156 2) O item remunera o fornecimento de cimento. 12% para coberturas de 39% a 50% de inclinação. ITALIANA.27 ESPIGÃO DE BARRO EMBOÇADOS 1) Será medido pelo comprimento executado (m).03. materiais acessórios para a fixação das telhas em estrutura de apoio. TIPO ROMANA. pela área de cobertura em projeção horizontal. sendo: A) Quando plano. ou inclinado abaixo de 18%. ou pela área de vedação lateral em projeção vertical.

PERFIL 1) Será medido pela área de telhamento (m²). com os acréscimos: 5% para coberturas de 18% a 27% de inclinação. pela área de cobertura em projeção horizontal.04 TELHAMENTO EM CIMENTO REFORÇADO COM FIO SINTÉTICO ( CRFS ).Critérios de Medição e Remuneração . pelo desenvolvimento da curvatura da cobertura. pela área de cobertura em projeção horizontal. ou equivalente. pela área de cobertura em projeção horizontal. largura útil de 50 cm. ou de madeira e a mão-de-obra necessária para o transporte interno à obra.03. materiais acessórios para a fixação das telhas em estrutura de apoio. em qualquer comprimento. em perfil trapezoidal.03 TELHAMENTO EM CIMENTO TRAPEZOIDAL DE 44 CM REFORÇADO COM FIO SINTÉTICO ( CRFS ).03. B) Quando inclinado a partir de 18%. pelo desenvolvimento da curvatura da cobertura. ou pela área de vedação lateral em projeção vertical. em perfil ondulado com 8 mm de espessura. 8% para coberturas de 28% a 38% de inclinação. 16. PERFIL MODULADO 1) Será medido pela área de telhamento (m²). 12% para coberturas de 39% a 50% de inclinação. içamento e a montagem completa das telhas. materiais acessórios para a fixação das telhas em estrutura de apoio. ou pela área de vedação lateral em projeção vertical. ou equivalente. 2) O item remunera o fornecimento das telhas em chapa de cimento reforçado com fio sintético ( CRFS ). metálica. largura útil de 44 cm. 143 de 734 . ou inclinado abaixo de 18%. com 8 mm de espessura. PERFIL ONDULADO 1) Será medido por comprimento de cumeeira executada (m). sendo: A) Quando plano. 2) O item remunera o fornecimento das telhas em chapa de cimento reforçado com fio sintético ( CRFS ). sendo: A) Quando plano. referência Kalheta fabricação da Brasilit. B) Quando inclinado a partir de 18%. ou de madeira e a mão-de-obra necessária para o transporte interno à obra. fabricação da Brasilit.30 CUMEEIRA NORMAL EM CIMENTO REFORÇADO COM FIO SINTÉTICO ( CRFS ). metálica. 16.03. C) Quando curvo. referência Onda 50 fabricação da Brasilit. com 8 mm de espessura. ou pela área de vedação lateral em projeção vertical. 12% para coberturas de 39% a 50% de inclinação. ou pela área de vedação lateral em projeção vertical. ou de madeira e a mão-de-obra necessária para o transporte interno à obra. 16. com os acréscimos: 5% para coberturas de 18% a 27% de inclinação. em qualquer comprimento. ou equivalente. em qualquer comprimento. içamento e a montagem completa das telhas. içamento e a montagem completa das telhas. em perfil modulado. 8% para coberturas de 28% a 38% de inclinação. pela área de cobertura em projeção horizontal. materiais acessórios para a fixação das telhas em estrutura de apoio metálica. pelo desenvolvimento da curvatura da cobertura. C) Quando curvo.Boletim 156 C) Quando curvo. ou inclinado abaixo de 18%. 2) O item remunera o fornecimento das telhas em chapa de cimento reforçado com fio sintético ( CRFS ).

37 ESPIGÃO EM CIMENTO REFORÇADO COM FIO SINTÉTICO ( CRFS ). ou de madeira e a mão-de-obra necessária para o transporte interno à obra. fabricação da Brasilit. metálica. fabricação da Brasilit. e normal terminal. ou de madeira e a mão-de-obra necessária para o transporte interno à obra.03. içamento e a montagem completa do espigão. e normal terminal. ou normal.36 ESPIGÃO EM CIMENTO REFORÇADO COM FIO SINTÉTICO ( CRFS ). içamento e a montagem completa da cumeeira. ou equivalente. 2) O item remunera o fornecimento de peças para espigão nos modelos: normal.33 CUMEEIRA NORMAL EM CIMENTO REFORÇADO COM FIO SINTÉTICO ( CRFS ). PERFIL ONDULADO 1) Será medido por comprimento de cumeeira executada (m). PERFIL MODULADO 1) Será medido por comprimento de espigão executado (m).Critérios de Medição e Remuneração . ou de madeira e a mão-deobra necessária para o transporte interno à obra. ou equivalente. materiais acessórios para a fixação das peças em estrutura de apoio. para perfil ondulado. em cimento reforçado com fio sintético ( CRFS ).Boletim 156 2) O item remunera o fornecimento das peças de cumeeira nos modelos: normal. materiais acessórios para a fixação das peças em estrutura de apoio. PERFIL MODULADO 1) Será medido por comprimento de cumeeira executada (m). tipo Onda 50.32 CUMEEIRA NORMAL EM CIMENTO REFORÇADO COM FIO SINTÉTICO ( CRFS ). 2) O item remunera o fornecimento das peças de cumeeira modelo universal. para perfil modulado. 2) O item remunera o fornecimento das peças de espigão nos modelos: universal. ou de madeira e a mão-de-obra necessária para o transporte interno à obra. 16. içamento e a montagem completa da cumeeira. tipo Kalheta. materiais acessórios para a fixação das peças em estrutura de apoio.31 CUMEEIRA UNIVERSAL EM CIMENTO REFORÇADO COM FIO SINTÉTICO ( CRFS ).03. ou de madeira e a mão-de-obra necessária para o transporte interno à obra. metálica. em cimento reforçado com fio sintético ( CRFS ). PERFIL TRAPEZOIDAL DE 44 CM 1) Será medido por comprimento de cumeeira executada (m). para perfil ondulado.03. em cimento reforçado com fio sintético ( CRFS ). ou com aba plana. ou equivalente. ou equivalente. materiais acessórios para a fixação das peças em estrutura de apoio. fabricação da Brasilit.03. 2) O item remunera o fornecimento das peças de cumeeira nos modelos: normal. PERFIL ONDULADO 1) Será medido por comprimento de espigão executado (m). ou normal de início. fabricação da Brasilit. com ângulos variáveis de 5º ( graus ) até 20º ( graus ). em cimento reforçado com fio sintético ( CRFS ). 16. com ângulos variáveis de 10º ( graus ) até 30º ( graus ). para perfil ondulado. içamento e a montagem completa da cumeeira. metálica.03. e normal terminal. materiais acessórios para a fixação das peças em estrutura de apoio metálica. em cimento reforçado com fio sintético ( CRFS ). metálica. materiais acessórios para a fixação das peças em estrutura 144 de 734 . ou equivalente. fabricação da Brasilit. tipo Onda 50. para perfil trapezoidal. içamento e a montagem completa da cumeeira. 2) O item remunera o fornecimento das peças de cumeeira nos modelos: normal. em cimento reforçado com fio sintético ( CRFS ). ou equivalente. para perfil modulado. 16. com largura útil de 44 cm. 16. 16. fabricação da Brasilit.

materiais acessórios para a fixação das peças. com os acréscimos: 5% para coberturas de 18% a 27% de inclinação. acabamento à base de pigmentação com resina resistente aos raios ultravioleta em ambas as faces. ou de madeira e a mão-de-obra necessária para o transporte interno à obra. ou equivalente. COM ESPESSURA DE 0.02 TELHAMENTO EM MADEIRA OU FIBRA VEGETAL TELHA EM FIBRA VEGETAL. 16. fabricação da Onduline do Brasil. 16. ou à esquerda. pela área de cobertura em projeção horizontal.Critérios de Medição e Remuneração . em cimento reforçado com fio sintético ( CRFS ). ou de madeira e a mão-de-obra necessária para o transporte interno à obra.Boletim 156 de apoio.0 mm. perfil liso com espessura média de 3.10. 2) O item remunera o fornecimento das peças de rufo nos modelos para instalação à direita. içamento e a montagem completa da cumeeira e / ou espigão. LISA.03.0 mm.40 RUFO EM CIMENTO REFORÇADO COM FIO SINTÉTICO ( CRFS ). PERFIL ONDULADO 1) Será medido por comprimento de rufo executado (m). 16. 12% para coberturas de 39% a 50% de inclinação. fabricação da Onduline do Brasil. em fibra vegetal saturada com betume. ou inclinado abaixo de 18%. ou pela área de vedação lateral em projeção vertical. sendo: A) Quando plano. içamento e a montagem completa do rufo.02 TELHAMENTO METÁLICO COMUM TELHAMENTO EM CHAPA DE AÇO PRÉ-PINTADA COM EPÓXI E POLIÉSTER. perfil ondulado com espessura média de 3. pela área de cobertura em projeção horizontal.10. em estrutura. metálica. metálica. C) Quando curvo. PERFIL ONDULADO. 8% para coberturas de 28% a 38% de inclinação. de apoio. ou de madeira e a mão-de-obra necessária para o transporte interno à obra.10. metálica. para perfil ondulado. referência Onduline. materiais acessórios para a fixação das peças em estrutura de apoio. içamento e a montagem completa do espigão. materiais acessórios para a fixação das telhas. 16. de apoio. PERFIL ONDULADO. içamento e a montagem completa das telhas.0 MM 1) Será medido pela área de telhamento (m²). ou equivalente. ou equivalente. pelo desenvolvimento da curvatura da cobertura. em várias cores.10 CUMEEIRA EM FIBRA VEGETAL.00 16. 2) O item remunera o fornecimento das telhas em fibra vegetal saturada com betume. em várias cores.00 16. COM ESPESSURA DE 3.12. fabricação da Brasilit. metálica. ou de madeira e a mão-de-obra necessária para o transporte interno à obra. B) Quando inclinado a partir de 18%. acabamento à base de pigmentação com resina resistente aos raios ultravioleta em ambas as faces. sendo: 145 de 734 .12. em estrutura.50 MM 1) Será medido pela área de telhamento (m²).0 MM 1) Será medido por comprimento de cumeeira e / ou espigão executado (m). ou pela área de vedação lateral em projeção vertical. 2) O item remunera o fornecimento de peças de cumeeiras e/ou espigões. COM ESPESSURA DE 3.

içamento e a montagem completa das telhas. ou pela área de vedação lateral em projeção vertical. em estrutura.5 Calandrado. fabricação Eucatex. 12% para coberturas de 39% a 50% de inclinação. materiais acessórios para a fixação das telhas. em várias cores.5. com os acréscimos: 5% para coberturas de 18% a 27% de inclinação. ou inclinado abaixo de 18%. fechamento e vedação entre as telhas e a mão-de-obra necessária para o transporte interno à obra. ou equivalente. materiais acessórios para a fixação das telhas. 8% para coberturas de 28% a 38% de inclinação. com os acréscimos: 5% para coberturas de 18% a 27% de inclinação. de apoio. com 0. referência LR 17. acabamento com primer epóxi e tinta poliéster em ambas as faces. içamento e a montagem completa das telhas. ou MBP 17. COM ESPESSURA DE 0. fabricação Perfilor ( Perkrom ).05 TELHAMENTO EM CHAPA DE AÇO PRÉ-PINTADA COM EPÓXI E POLIÉSTER. 8% para coberturas de 28% a 38% de inclinação. costura. costura.12.50 mm de espessura. de apoio. 12% para coberturas de 39% a 50% de inclinação. pela área de cobertura em projeção horizontal. costura. 16. altura de 100 mm. em qualquer comprimento.5 Calandrada. PERFIL ONDULADO CALANDRADO. pela área de cobertura em projeção horizontal. ou L 17.Boletim 156 A) Quando plano. ou equivalente. COM ESPESSURA DE 0. pela área de cobertura em projeção horizontal. ou L 17. 146 de 734 . em estrutura. perfil ondulado com 0. fabricação Perfilor ( Perkrom ). ou de madeira.04 TELHAMENTO EM CHAPA DE AÇO PRÉ-PINTADA COM EPÓXI E POLIÉSTER. fechamento e vedação entre as telhas e a mão-de-obra necessária para o transporte interno à obra. fabricação Metalúrgica Barra do Piraí ( MBP ). calandrado. metálica. ou inclinado abaixo de 18%. de apoio. içamento e a montagem completa das telhas. em coberturas com curvatura. acabamento com primer epóxi e tinta poliéster em ambas as faces. perfil trapezoidal com 0. ou de madeira. materiais acessórios para a fixação das telhas. em qualquer comprimento. referência LR 100 N. 2) O item remunera o fornecimento das telhas em chapa de aço zincado. perfil ondulado. fabricação Eucatex. fabricação Metalúrgica Barra do Piraí ( MBP ). fabricação Perfilor ( Perkrom ). de curvatura desenvolvida. acabamento com primer epóxi e tinta poliéster em ambas as faces. 2) O item remunera o fornecimento das telhas em chapa de aço zincado. ou MBP 17. ou pela área de vedação lateral em projeção vertical. B) Quando inclinado a partir de 18%.Critérios de Medição e Remuneração . pela área de cobertura em projeção horizontal. em qualquer comprimento.5 Super. em várias cores. B) Quando inclinado a partir de 18%.80 mm de espessura. sendo: A) Quando plano. ou de madeira. ou equivalente. metálica. ou pela área de vedação lateral em projeção vertical. PERFIL TRAPEZOIDAL. metálica. em várias cores. referência LR 17 / CAL.12. em estrutura. ou MBP 100 Super.80 mm de espessura. 16. 2) O item remunera o fornecimento das telhas em chapa de aço zincado. fechamento e vedação entre as telhas e a mão-de-obra necessária para o transporte interno à obra.80 MM 1) Será medido pela área. da cobertura executada (m²).80 MM E ALTURA DE 100 MM 1) Será medido pela área de telhamento (m²). fabricação Metalúrgica Barra do Piraí ( MBP ). ou pela área de vedação lateral em projeção vertical.

50 mm de espessura. 8% para coberturas de 28% a 38% de inclinação.12. 2) O item remunera o fornecimento de peças de cumeeiras e/ou espigões. materiais acessórios para a fixação das telhas.50 MM 1) Será medido por comprimento de cumeeira e / ou espigão executado (m). ou equivalente. em estrutura. em chapa de aço zincado. perfil trapezoidal com 0. fabricação Metalúrgica Barra do Piraí ( MBP ). 2) O item remunera o fornecimento das telhas em chapa de aço zincado. de apoio. sendo: A) Quando plano. fabricação Perfilor ( Perkrom ). referência LR 40.Critérios de Medição e Remuneração . ESPESSURA DE 0. acabamento com primer epóxi e tinta poliéster em ambas as faces. 16. PERFIL TRAPEZOIDAL. acabamento com primer epóxi e tinta poliéster em ambas as faces. de apoio. içamento e a montagem completa da cumeeira e / ou espigão. fabricação da Perfilor ( Perkrom ). 12% para coberturas de 39% a 50% de inclinação. COM ESPESSURA DE 0.22 CUMEEIRA EM CHAPA DE AÇO PRÉ-PINTADA COM EPÓXI E POLIÉSTER.50 mm de espessura. pela área de cobertura em projeção horizontal.50 MM. içamento e a montagem completa da cumeeira e / ou espigão.50 MM 1) Será medido por comprimento de cumeeira e / ou espigão executado (m). ou pela área de vedação lateral em projeção vertical. COM ESPESSURA DE 0. pela área de cobertura em projeção horizontal. em qualquer comprimento. ou da Eucatex.13. altura de 40 mm. ou inclinado abaixo de 18%.50 mm de espessura. fabricação da Perfilor ( Perkrom ). metálica. 16. em estrutura. ou de madeira. ou inclinado abaixo de 18%. ou da Eucatex. COM LÃ DE ROCHA 1) Será medido pela área de telhamento (m²). em estrutura. B) Quando inclinado a partir de 18%. em chapa de aço zincado. PERFIL ONDULADO. fechamento e vedação entre as telhas e a mão-de-obra necessária para o transporte interno à obra. 2) O item remunera o fornecimento de peças de cumeeiras e/ou espigões. 16.00 16. ou de madeira e a mão-de-obra necessária para o transporte interno à obra. materiais acessórios para a fixação das peças. metálica. ou equivalente. em várias cores. TIPO SANDUÍCHE. com os acréscimos: 5% para coberturas de 18% a 27% de inclinação. fabricação Eucatex.Boletim 156 16. em várias cores. içamento e a montagem completa das telhas. sendo: A) Quando plano. metálica. COM ESPESSURA DE 0. ou L 40.12. materiais acessórios para a fixação das peças.13. acabamento com primer epóxi e tinta poliéster em ambas as faces. PERFIL TRAPEZOIDAL. 147 de 734 . de apoio. ou MBP 40 Super. pela área de cobertura em projeção horizontal. perfil trapezoidal com 0.20 CUMEEIRA EM CHAPA DE AÇO PRÉ-PINTADA COM EPÓXI E POLIÉSTER.06 TELHAMENTO EM CHAPA DE AÇO PRÉ-PINTADA COM EPÓXI E POLIÉSTER. em várias cores. ou pela área de vedação lateral em projeção vertical.50 MM E ALTURA DE 40 MM 1) Será medido pela área de telhamento (m²). ou pela área de vedação lateral em projeção vertical.06 TELHAMENTO METÁLICO ESPECIAL TELHAMENTO EM CHAPA DE AÇO PRÉ-PINTADA COM EPÓXI E POLIÉSTER.12. perfil ondulado com 0. ou equivalente. costura. ou de madeira e a mão-de-obra necessária para o transporte interno à obra.

dois perfis trapezoidais com 0. espaçador para telha. ou pela área de vedação lateral em projeção vertical. ou inclinado abaixo de 18%. 16. ou pela área de vedação lateral em projeção vertical. ou de madeira. fechamento e vedação entre as telhas e a mão-de-obra necessária para o transporte interno à obra. TIPO SANDUÍCHE ESPESSURA DE 0. ou L 25. B) Quando inclinado a partir de 18%. 8% para cobertura de 28% a 38% de inclinação. ou pela área de vedação lateral em projeção vertical. COM POLIURETANO 1) Será medido pela área de telhamento (m²). ou equivalente. COM POLIESTIRENO EXPANDIDO 1) Será medido pela área de telhamento (m²). costura. TIPO SANDUÍCHE ESPESSURA DE 0.50 MM. sendo: A) Quando plano.13.13 TELHAMENTO EM CHAPA DE AÇO COM PINTURA POLIÉSTER. fabricação Perfilor ( Perkrom ). em qualquer comprimento. fabricação Metalúrgica Barra do Piraí ( MBP ). fechamento e vedação entre as telhas e a mão-de-obra necessária para o transporte interno à obra. ou pela área de vedação lateral em projeção vertical. com poliuretano injetado ( densidade mínima de 30 kg / m³ e 30 mm de espessura ). B) Quando inclinado a partir de 18%. 2) O item remunera o fornecimento das telhas em chapa de aço zincado acabamento com primer epóxi e tinta poliéster em ambas as faces em várias cores. sendo: A) Quando plano. 148 de 734 . fabricação Eucatex. metálica. 8% para cobertura de 28% a 38% de inclinação. 8% para coberturas de 28% a 38% de inclinação.50 mm de espessura cada. pela área de cobertura em projeção horizontal. ou de madeira. 12% para coberturas de 39% a 50% de inclinação. 16. içamento e a instalação completa das telhas. 12% para cobertura de 39% a 50% de inclinação.13. 2) O item remunera o fornecimento das telhas em chapa de aço zincado acabamento com primer epóxi e tinta poliéster em ambas as faces em várias cores. referência LR 25.Boletim 156 B) Quando inclinado a partir de 18%. referência L 40. ou MBP 25 TAC Lã de Rocha. materiais acessórios para a fixação das telhas em estrutura de apoio metálica. com os acréscimos: 5% para coberturas de 18% a 27% de inclinação. fabricação Metalúrgica Barra do Piraí ( MBP ).50 mm de espessura cada. em qualquer comprimento. lã de rocha com espessura de 50 mm e densidade média de 32 kg / m³. pela área de cobertura em projeção horizontal.Critérios de Medição e Remuneração . ou MBP 40 TAC PUR Super. com os acréscimos: 5% para cobertura de 18% a 27% de inclinação. ou pela área de vedação lateral em projeção vertical. ou equivalente. costura. com os acréscimos: 5% para cobertura de 18% a 27% de inclinação. içamento e a montagem completa das telhas. pela área de cobertura em projeção horizontal. 12% para cobertura de 39% a 50% de inclinação.50 MM. pela área de cobertura em projeção horizontal. fabricação Eucatex.07 TELHAMENTO EM CHAPA DE AÇO PRÉ-PINTADA COM EPÓXI E POLIÉSTER. pela área de cobertura em projeção horizontal. ou inclinado abaixo de 18%. dois perfis trapezoidais com 0. materiais acessórios para a fixação das telhas em estrutura de apoio.

translúcidas. metálica. referência A 120. pela área de cobertura em projeção horizontal. ou equivalente. referência LR 40. de apoio. fechamento e vedação entre as telhas e a mão-de-obra necessária para o transporte interno à obra.80 mm de espessura. classe F 2. fabricação da Brasilvic. em várias cores. içamento e a montagem completa das telhas.01 TELHAMENTO EM MATERIAL SINTÉTICO TELHA ONDULADA DE PVC RÍGIDO. perfil trapezoidal. altura de 120 mm.Critérios de Medição e Remuneração . 2) O item remunera o fornecimento das telhas em cloreto de polivinila ( PVC ) rígido. 8% para coberturas de 28% a 38% de inclinação. acabamento com tinta poliéster em ambas as faces. pela área de cobertura em projeção horizontal. materiais acessórios para a fixação das telhas. COM ESPESSURA DE 1. ou de madeira e a mão-de-obra necessária para o transporte interno à obra. perfil trapezoidal com 0.16. costura.13.50 mm de espessura. ambas com 0. perfil ondulado com espessura média de 1. TRANSLÚCIDA. ou equivalente. pela área de cobertura em projeção horizontal. COM ESPESSURA DE 0. ou fabricação Intertelhas.16. pela área de cobertura em projeção horizontal. 12% para coberturas de 39% a 50% de inclinação. materiais acessórios para a fixação das telhas em estrutura de apoio metálica. 149 de 734 . ou inclinado abaixo de 18%. ou fabricação Grupotelhas. ( 260 g / m² ).14 TELHAMENTO EM CHAPA DE AÇO GALVANIZADO AUTOPORTANTE. PERFIL TRAPEZOIDAL.80 MM E ALTURA DE 120 MM 1) Será medido pela área de telhamento (m²).0 MM 1) Será medido pela área de telhamento (m²). 16. ou equivalente.50 m e balanço de 2. grau "B".50 m. 2) O item remunera o fornecimento das telhas em chapa de aço zincado. costura. sendo: A) Quando plano. fabricação Eucatex. içamento e a instalação completa das telhas. autoportante para vãos até 7. intermeadas com poliestireno expandido. B) Quando inclinado a partir de 18%. em várias cores. com os acréscimos: 5% para coberturas de 18% a 27% de inclinação. ou inclinado abaixo de 18%. ondulada de alumínio.0 mm. fechamento e vedação entre as telhas e a mão-de-obra necessária para o transporte interno à obra. com 30 mm de espessura.00 16. B) Quando inclinado a partir de 18%. ou pela área de vedação lateral em projeção vertical. com os acréscimos: 5% para coberturas de 18% a 27% de inclinação. em qualquer comprimento. ou de madeira. fabricação Eucatex. içamento e a montagem completa das telhas. compatível com os modelos das telhas ondulada de cimento amianto. ou fabricação Metalúrgica Barra do Piraí ( MBP ). sendo: A) Quando plano. ou pela área de vedação lateral em projeção vertical. ( 260 g / m² ). ou pela área de vedação lateral em projeção vertical. grau "B". em estrutura. ou de madeira. greca e trapezoidal de alumínio. materiais acessórios para a fixação das telhas em estrutura de apoio metálica.Boletim 156 2) O item remunera o fornecimento das telhas em chapa de aço zincado. 16. 8% para coberturas de 28% a 38% de inclinação. ou pela área de vedação lateral em projeção vertical. 12% para coberturas de 39% a 50% de inclinação.

COM ESPESSURA DE 2. 12% para coberturas de 39% a 50% de inclinação.0 MM 1) Será medido pela área de telhamento (m²). pela área de cobertura em projeção horizontal. 8% para coberturas de 28% a 38% de inclinação. ou pela área de vedação lateral em projeção vertical. OPACA. opacas. COM ESPESSURA DE 1. COM ESPESSURA DE 1. ou Coberfibras. perfil ondulado com espessura média de 1. B) Quando inclinado a partir de 18%.0 MM 1) Será medido pela área de telhamento (m²).0 mm.0 MM 1) Será medido pela área de telhamento (m²). de apoio. ou equivalente. 2) O item remunera o fornecimento das telhas em poliéster reforçado com fibras de vidro ( PRFV ). em várias cores. ou Cersan. em qualquer comprimento. fabricação da Brasilvic.16.16 TELHA DE POLIÉSTER TIPO PERFIL DA TRAPEZOIDAL 49 DE FIBROCIMENTO. 8% para coberturas de 28% a 38% de inclinação. 16.16.16. em estrutura. com os acréscimos: 5% para coberturas de 18% a 27% de inclinação. pela área de cobertura em projeção horizontal. ou pela área de vedação lateral em projeção vertical. materiais acessórios para a fixação das telhas. 16. pela área de cobertura em projeção horizontal. 2) O item remunera o fornecimento das telhas em cloreto de polivinila ( PVC ) rígido. pela área de cobertura em projeção horizontal. 150 de 734 . B) Quando inclinado a partir de 18%. ou de madeira e a mão-de-obra necessária para o transporte interno à obra. metálica. ou inclinado abaixo de 18%. ondulada de alumínio. içamento e a montagem completa das telhas. ou equivalente. ou pela área de vedação lateral em projeção vertical. ou pela área de vedação lateral em projeção vertical. pela área de cobertura em projeção horizontal. 8% para coberturas de 28% a 38% de inclinação. em qualquer comprimento. metálica. ou Zenital.Boletim 156 16. 12% para coberturas de 39% a 50% de inclinação. com os acréscimos: 5% para coberturas de 18% a 27% de inclinação. de apoio. sendo: A) Quando plano. fabricação Fiberplastic. compatível com o modelo da telha estrutural trapezoidal 49 ( canalete 49 ) de fibrocimento. ou de madeira e a mão-de-obra necessária para o transporte interno à obra. translúcidas. compatível com os modelos das telhas ondulada de cimento amianto. em estrutura. materiais acessórios para a fixação das telhas. ou inclinado abaixo de 18%.Critérios de Medição e Remuneração . ou pela área de vedação lateral em projeção vertical. ou pela área de vedação lateral em projeção vertical. ou inclinado abaixo de 18%.02 TELHA ONDULADA DE PVC RÍGIDO. pela área de cobertura em projeção horizontal.0 mm. greca e trapezoidal de alumínio. B) Quando inclinado a partir de 18%. içamento e a montagem completa das telhas. sendo: A) Quando plano.18 TELHA DE POLIÉSTER TIPO PERFIL DA TRAPEZOIDAL 90 DE FIBROCIMENTO. com os acréscimos: 5% para coberturas de 18% a 27% de inclinação. sendo: A) Quando plano. perfil trapezoidal com espessura média de 1. em várias cores.

16. de apoio.0 mm. metálica. fabricação Fiberplastic. ou Zenital. ou equivalente. materiais acessórios para a fixação das peças. ou de madeira e a mão-de-obra necessária para o transporte interno à obra. metálica. içamento e a montagem completa da cumeeira e / ou espigão. fabricação Fiberplastic. translúcidas.0 mm. içamento e a montagem completa da cumeeira e / ou espigão. perfil trapezoidal com espessura média de 1. ou Cersan. materiais acessórios para a fixação das peças. ondulada de alumínio. fabricação da Brasilvic. ou de madeira e 151 de 734 .42 CUMEEIRA PARA FIBROCIMENTO TELHA DE POLIÉSTER TIPO PERFIL DA TRAPEZOIDAL 90 DE 1) Será medido por comprimento de cumeeira e / ou espigão executado (m).16. ou Zenital.0 mm. de apoio. em cloreto de polivinila ( PVC ) rígido. ou equivalente. em várias cores. em poliéster reforçado com fibras de vidro ( PRFV ). ou Coberfibras. em estrutura. em várias cores. em várias cores.32 CUMEEIRA PARA TELHA ONDULADA DE PVC RÍGIDO OPACA 1) Será medido por comprimento de cumeeira e / ou espigão executado (m). compatível com os modelos das telhas ondulada de cimento amianto. ou equivalente. 2) O item remunera o fornecimento das telhas em poliéster reforçado com fibras de vidro ( PRFV ). em várias cores. perfil trapezoidal com espessura média de 2. de apoio. compatível com o modelo da telha estrutural trapezoidal 90 ( canalete 90 ) de fibrocimento. 2) O item remunera o fornecimento de peças de cumeeiras e/ou espigões. fabricação da Brasilvic. metálica. ou equivalente. metálica. ondulada de alumínio.Critérios de Medição e Remuneração . em estrutura. 16. 16. fabricação Fiberplastic. materiais acessórios para a fixação das peças. em estrutura. 16. em cloreto de polivinila ( PVC ) rígido. perfil trapezoidal com espessura média de 2. perfil ondulado com espessura média de 1. de apoio. 2) O item remunera o fornecimento de peças de cumeeiras e/ou espigões. compatível com o modelo da telha estrutural trapezoidal 90 ( canalete 90 ) de fibrocimento.30 CUMEEIRA PARA TELHA ONDULADA DE PVC RÍGIDO TRANSLÚCIDA 1) Será medido por comprimento de cumeeira e / ou espigão executado (m). ou de madeira e a mão-de-obra necessária para o transporte interno à obra. metálica. 2) O item remunera o fornecimento de peças de cumeeiras e/ou espigões. em estrutura.16. ou Coberfibras. ou Cersan. içamento e a montagem completa das telhas. ou Zenital. compatível com os modelos das telhas ondulada de cimento amianto. em poliéster reforçado com fibras de vidro ( PRFV ). em várias cores.40 CUMEEIRA PARA FIBROCIMENTO TELHA DE POLIÉSTER TIPO PERFIL DA TRAPEZOIDAL 49 DE 1) Será medido por comprimento de cumeeira e / ou espigão executado (m). materiais acessórios para a fixação das telhas. 2) O item remunera o fornecimento de peças de cumeeiras e/ou espigões. greca e trapezoidal de alumínio. perfil ondulado com espessura média de 1.Boletim 156 12% para coberturas de 39% a 50% de inclinação. materiais acessórios para a fixação das peças. translúcidas.16. opacas. içamento e a montagem completa da cumeeira e / ou espigão.0 mm. translúcidas. em qualquer comprimento. compatível com o modelo da telha estrutural trapezoidal 49 ( canalete 49 ) de fibrocimento. translúcidas.0 mm. ou de madeira e a mão-de-obra necessária para o transporte interno à obra. ou Cersan. ou Coberfibras. ou equivalente. greca e trapezoidal de alumínio.16. de apoio. ou de madeira e a mão-de-obra necessária para o transporte interno à obra. em estrutura.

de cobertura executada com policarbonato (m²). vidros. grapas de alumínio reforçado. de cura neutra.30. constituída por: estrutura curva para fixação das chapas de policarbonato.02 TELHAMENTO EM VIDRO TELHAS DE VIDRO PARA ILUMINAÇÃO TIPO FRANCESA 1) Será medido por unidade de telha colocada (un).32.04 TELHAS DE VIDRO PARA ILUMINAÇÃO TIPO COLONIAL / PAULISTINHA 1) Será medido por unidade de telha colocada (un). 2) O item remunera o fornecimento de materiais. fixadas por meio de gaxetas. montagem e instalação completa de cobertura curva.20. ou fabricação Solar Domos.32. e materiais acessórios. ou sem ventilação.20. ou Zenital.00 16. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a colocação e fixação das telhas. água e agentes climáticos. ou fabricação Domoplast. aferida na projeção horizontal.00 16. considerando-se as dimensões externas. 2) O item remunera o fornecimento das telhas de vidro tipo colonial ou paulistinha. materiais acessórios e a mão- de-obra necessária para a colocação e fixação das telhas 16. 152 de 734 . içamento e a montagem completa da cumeeira e / ou espigão. 16.00 16. remunera também o fornecimento de materiais acessórios como parafusos autoperfurantes e silicone selante contra ar. estrutura de fixação em alumínio extrudado. conforme projeto. em várias cores. ou Alcan. espessura de 6 mm. resistentes à corrosão termodinâmica e química. 16. incluindo os perfis de fixação (m²). para os modelos com ventilação.30. 16. Não remunera o fornecimento e instalação da estrutura de sustentação.09 COBERTURA PLANA EM CHAPA DE POLICARBONATO ALVEOLAR DE 10 MM 1) Será medido pela área. fechamento com chapas de policarbonato alveolar. de cobertura executada com policarbonato (m²). ou equivalente.07 PAINEL. aferida no desenvolvimento. montado com perfis de alumínio extrudado. anodizados na cor natural tipo Olga Color ou Prodec. apropriado para materiais orgânicos. fabricação Alumecryl. 16. 2) O item remunera o fornecimento e instalação de domo constituído por: corpo em acrílico de alto teor de pureza. CHAPAS E FECHAMENTO COBERTURA CURVA EM CHAPA DE POLICARBONATO ALVEOLAR DE 6 MM 1) Será medido pela área. 2) O item remunera o fornecimento das telhas de vidro tipo francesa. referência: domo de acrílico. aferida no desenvolvimento. em perfis de alumínio procedência Alcoa.Critérios de Medição e Remuneração .32. conforme o fabricante. cor cristal ( incolor ).02 DOMOS DOMO DE ACRÍLICO FIXADO EM PERFIS DE ALUMÍNIO 1) Será medido pela área do domo instalado.Boletim 156 a mão-de-obra necessária para o transporte interno à obra. etc.20.

com largura de 50 cm. ou Alcan.CORTE 1. Não remunera o fornecimento e instalação da estrutura de sustentação. RUFO. junção em outras peças. remunera também o fornecimento de materiais acessórios como parafusos autoperfurantes e silicone selante contra ar. vedação e fixação.CORTE 0.40 RUFO DE CONCRETO PRÉ-MOLDADO DE 14 X 50 X 18. cor cristal ( incolor ). etc.50 M 1) Será medido por comprimento instalado (m). de cura neutra.33 M 1) Será medido por comprimento instalado (m). 2) O item remunera o fornecimento e instalação de calhas ou rufos em chapa galvanizada nº 24. inclusive materiais acessórios para emendas. água e agentes climáticos. AFINS EM CHAPA GALVANIZADA Nº 26 . vedação e fixação. apropriado para materiais orgânicos. com largura de 50 cm.33. RUFO. montagem e instalação completa de cobertura plana. 16. inclusive materiais acessórios para emendas. AFINS EM CHAPA GALVANIZADA Nº 24 .10 CALHA. Referência modelo 75 C da Reo Nex ou equivalente. com largura de 33 cm.5 CM 1) Será medido por unidade instalado (un).50 M 1) Será medido por comprimento instalado (m).Critérios de Medição e Remuneração .02 CALHAS E RUFOS CALHA. junção em outras peças. 16. inclusive materiais acessórios para emendas. RUFO. fechamento com chapas de policarbonato alveolar. 16. RUFO. AFINS EM CHAPA GALVANIZADA Nº 24 . inclusive materiais acessórios para emendas. junção em outras peças.00 M 1) Será medido por comprimento instalado (m). com largura de 33 cm.Boletim 156 2) O item remunera o fornecimento de materiais. 16. junção em outras peças. 16. vedação e fixação. RUFO.33.33.CORTE 0. conforme projeto. AFINS EM CHAPA GALVANIZADA Nº 26 . AFINS EM CHAPA GALVANIZADA Nº 24 .33.5 cm. 2) O item remunera o fornecimento e instalação de calhas ou rufos em chapa galvanizada nº 24.00 16.CORTE 0. 2) O item remunera o fornecimento e instalação de calhas ou rufos em chapa galvanizada nº 26.33. junção em outras peças.08 CALHA.33.04 CALHA. vedação e fixação. vedação e fixação. espessura de 10 mm. 2) O item remunera o fornecimento e instalação de calhas ou rufos em chapa galvanizada nº 24. 153 de 734 . fixadas por meio de gaxetas. 2) O item remunera o fornecimento e instalação de calhas ou rufos em chapa galvanizada nº 26. em perfis de alumínio procedência Alcoa. com largura de 100 cm.33 M 1) Será medido por comprimento instalado (m). inclusive materiais e mão de obra para instalação.CORTE 0. vidros.33. inclusive materiais acessórios para emendas. 2) O item remunera o fornecimento de rufo em concreto pré-moldado de 14 x 50 x 18. 16. anodizados na cor natural tipo Olga Color ou Prodec.06 CALHA. constituída por: estrutura curva para fixação das chapas de policarbonato.

8% para cobertura de 28% a 38% de inclinação. inclusive emboçamento das mesmas.08 RECOLOCAÇÃO DE TELHA DE BARRO TIPO PLAN 1) Será medido pela área de cobertura em projeção horizontal (m²). Referência modelo 75 D da Neo Rex ou equivalente.40.06 RECOLOCAÇÃO DE TELHA DE BARRO TIPO COLONIAL / PAULISTINHA 1) Será medido pela área de cobertura em projeção horizontal (m²).Boletim 156 16.33. areia e a mão-de-obra necessária para a colocação e emboçamento das peças. c) 12% para cobertura de 39% a 50% de inclinação.41 RUFO DE CONCRETO PRÉ-MOLDADO DE 20 X 50 X 26 CM 1) Será medido por unidade instalado (un). 16.40. inclusive estrutura de fixação. aferida na projeção horizontal.04 REPAROS. 16.40. com os acréscimos: a) 5% para cobertura de 18% a 27% de inclinação. com os acréscimos: 5% para cobertura de 18% a 27% de inclinação. 154 de 734 . 16. incluindo os perfis de fixação (m²). considerando-se as dimensões externas.40. 12% para cobertura de 39% a 50% de inclinação.40. b) 8% para cobertura de 28% a 38% de inclinação. 2) O item remunera o fornecimento de materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para colocação das telhas. inclusive materiais e mão de obra para instalação.12 RECOLOCAÇÃO DE TELHAS DE BARRO TIPO FRANCESA 1) Será medido pela área de cobertura em projeção horizontal (m²). 2) O item remunera o fornecimento de materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para colocação das telhas. com os acréscimos: a) 5% para cobertura de 18% a 27% de inclinação. com ou sem grapas. 2) O item remunera o fornecimento de rufo em concreto pré-moldado de 20 x 50 x 26 cm. 16. cal. INCLUSIVE PERFIS METÁLICOS DE FIXAÇÃO 1) Será medido pela área do domo instalado. 2) O item remunera o fornecimento de materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação de domo com corpo em acrílico. 2) O item remunera o fornecimento de cimento. b) 8% para cobertura de 28% a 38% de inclinação. não remunera arremates de acabamento e serviços de adequações civis. inclusive emboçamento das mesmas.00 16. c) 12% para cobertura de 39% a 50% de inclinação.09 RECOLOCAÇÃO DE DOMO DE ACRÍLICO. 16. CONSERVAÇÕES E COMPLEMENTOS RECOLOCAÇÃO DE CUMEEIRAS E ESPIGÕES DE BARRO 1) Será medido pelo comprimento de cumeeira e/ou espigão executado (m).40.Critérios de Medição e Remuneração .

com os acréscimos: 5% para coberturas de 18% a 27% de inclinação. perfil ondulado. PERFIL MODULADO. PERFIL ONDULADO 1) Será medido pela área de telhamento (m²). ou pela área de vedação lateral em projeção vertical. 12% para coberturas de 39% a 50% de inclinação.Critérios de Medição e Remuneração .15 RECOLOCAÇÃO DE TELHA TRAPEZOIDAL OU MAXPLAC EM FIBROCIMENTO OU CRFS. ou pela área de vedação lateral em projeção vertical. ou pela área de vedação lateral em projeção vertical. ou inclinado abaixo de 18%. pela área de cobertura em projeção horizontal. ou pela área de vedação lateral em projeção vertical. perfil modulado. 155 de 734 . B) Quando inclinado a partir de 18%. sendo: A) Quando plano. 2) O item remunera o fornecimento de materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para colocação das telhas em fibrocimento ou CRFS.40. sendo: A) Quando plano. pela área de cobertura em projeção horizontal. com os acréscimos: 5% para coberturas de 18% a 27% de inclinação. 8% para coberturas de 28% a 38% de inclinação. 16. ou inclinado abaixo de 18%. 1) Será medido pela área de telhamento (m²).Boletim 156 2) O item remunera o fornecimento de materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para colocação das telhas. 2) O item remunera o fornecimento de materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para colocação das telhas em fibrocimento ou CRFS. B) Quando inclinado a partir de 18%. 12% para coberturas de 39% a 50% de inclinação. pela área de cobertura em projeção horizontal. trapezoidal ou maxplac.14 RECOLOCAÇÃO DE TELHA EM FIBROCIMENTO OU CRFS.40. inclusive emboçamento das mesmas. pela área de cobertura em projeção horizontal. 8% para coberturas de 28% a 38% de inclinação. 16.

areia. 2) O item remunera o fornecimento de cimento. areia e a mão-de-obra necessária para a execução da regularização do piso com nata de cimento e bianco.03 ARGAMASSA COM ADITIVO EXPANSOR 1) Será medido pelo volume de argamassa aplicada (m³). 17.05 REGULARIZAÇÃO DE PISO COM NATA DE CIMENTO 1) Será medido pela área de piso regularizada com nata de cimento (m²). hidrófugo tipo vedacit e a mão-de-obra necessária para o apiloamento do terreno e execução do lastro. lançamento e regularização da argamassa. 17.01. equipamentos e a mão-de-obra necessária para o preparo. ou equivalente.02.00. aplicada com escova. lançamento e regularização da argamassa. 2) O item remunera o fornecimento de cimento.01. 2) O item remunera o fornecimento de cimento.01.00 17. areia.Critérios de Medição e Remuneração . lançamento e regularização da argamassa em frestas e cavidades. 2. 3 e 4. 2) O item remunera o fornecimento de bianco.01.01. aditivo expansor da Otto Baumgart. 17. nas dimensões especificadas em projeto (m³).04 LASTRO DE CONCRETO IMPERMEABILIZADO 1) Será medido pelo volume de lastro de concreto executado.01. 17. nas dimensões especificadas em projeto (m³). 2) O item remunera o fornecimento de cimento. 17. cimento.01. equipamentos e a mão- de-obra necessária para o preparo. areia. pedra britada nº 1.01 REGULARIZAÇÃO DE BASE ARGAMASSA DE PROTEÇÃO COM ARGILA EXPANDIDA 1) Será medido pelo volume de argamassa executada. equipamentos e a mão-de-obra necessária para o preparo.00 REVESTIMENTO EM MASSA E / OU FUNDIDO NO LOCAL 17.06 REGULARIZAÇÃO DE PISO COM NATA DE CIMENTO E BIANCO 1) Será medido pela área de piso regularizada com nata de cimento e bianco (m²).02 REVESTIMENTO EM ARGAMASSA CHAPISCO 156 de 734 .Boletim 156 17. areia. argila expandida nº1.02. vassoura ou rolo.00 17.02 ARGAMASSA DE REGULARIZAÇÃO E / OU PROTEÇÃO 1) Será medido pelo volume de argamassa executada. nas dimensões especificadas em projeto (m³). 2) O item remunera o fornecimento de argamassa plástica com cimento e areia no traço 1:1 e a mão-de-obra necessária para a execução da regularização do piso com nata de cimento. 17.

00 m² e não se considerando espaletas. 17. 2) O item remunera o fornecimento de bianco. não se descontando vãos de até 2.08 CHAPISCO RÚSTICO COM PEDRA BRITADA Nº 1 1) Será medido pela área revestida com chapisco rústico.00 m² e não se considerando espaletas. Os vãos acima de 2.00 m² e não se considerando espaletas. cimento. 17. 17. Os vãos acima de 2.02. Os vãos acima de 2. areia e a mão-de-obra necessária para a execução do chapisco fino peneirado. 2) O item remunera o fornecimento de cimento. Os vãos acima de 2.02.02.Critérios de Medição e Remuneração . não se descontando vãos de até 2.00 m² e não se considerando espaletas. areia e a mão-de-obra necessária para a execução do chapisco. 157 de 734 .00 m² e não se considerando espaletas.00 m² deverão ser deduzidos na totalidade e as espaletas desenvolvidas (m²).14 EMBOÇO DESEMPENADO COM ESPUMA DE POLIÉSTER 1) Será medido pela área revestida com emboço.00 m² deverão ser deduzidos na totalidade e as espaletas desenvolvidas (m²).02. 2) O item remunera o fornecimento de cal hidratada. 17. cimento e a mão-de-obra necessária para a execução do emboço comum sarrafeado. não se descontando vãos de até 2.06 CHAPISCO FINO PENEIRADO 1) Será medido pela área revestida com chapisco fino peneirado. cimento e a mão-de-obra necessária para a execução do emboço desempenado com espuma de poliéter. 2) O item remunera o fornecimento de cimento. areia.00 m² deverão ser deduzidos na totalidade e as espaletas desenvolvidas (m²).02. 17. não se descontando vãos de até 2.00 m² e não se considerando espaletas. Os vãos acima de 2. 2) O item remunera o fornecimento de cal hidratada. não se descontando vãos de até 2.02. areia. Os vãos acima de 2.04 CHAPISCO COM BIANCO 1) Será medido pela área revestida com chapisco. areia e a mão-de-obra necessária para a execução do chapisco.00 m² e não se considerando espaletas. não se descontando vãos de até 2.00 m² deverão ser deduzidos na totalidade e as espaletas desenvolvidas (m²). Os vãos acima de 2. 2) O item remunera o fornecimento de cimento. 2) O item remunera o fornecimento de cal hidratada. areia.00 m² deverão ser deduzidos na totalidade e as espaletas desenvolvidas (m²). 17.Boletim 156 1) Será medido pela área revestida com chapisco.00 m² deverão ser deduzidos na totalidade e as espaletas desenvolvidas (m²). não se descontando vãos de até 2. areia e a mão-de-obra necessária para a execução do reboco. pedra britada nº 1 e a mão-de-obra necessária para a execução do chapisco rústico.22 REBOCO 1) Será medido pela área revestida com reboco.12 EMBOÇO COMUM 1) Será medido pela área revestida com emboço.00 m² deverão ser deduzidos na totalidade e as espaletas desenvolvidas (m²).

02.20 DEGRAU EM CIMENTADO 1) Será medido pelo comprimento de degrau revestido. não remunerando a camada de regularização prévia.Critérios de Medição e Remuneração .00 m² deverão ser deduzidos na totalidade e as espaletas desenvolvidas (m²). com acabamento em nata de cimento sobre emboço.03. 17.00 17. 2) O item remunera o fornecimento de cimento.03. pigmento para argamassa tipo xadrez e a mão-de-obra necessária para a execução do cimentado desempenado e alisado com corante. não remunerando a camada de regularização prévia. areia e a mão-de-obra necessária para a execução da barra lisa. 2) O item remunera o fornecimento de cimento.03. Os vãos acima de 2.03. 2) O item remunera o fornecimento de cimento. não remunerando a camada de regularização prévia. areia e a mão-de-obra necessária para a execução do cimentado semi-áspero. 17.03. areia e a mão-de-obra necessária para a execução do cimentado desempenado e alisado. não remunerando a camada de regularização prévia. 2) O item remunera o fornecimento de cimento.04 CIMENTADO DESEMPENADO E ALISADO ( QUEIMADO ) 1) Será medido pela área de cimentado executado (m²).00 m² e não se considerando espaletas.02 REVESTIMENTO EM CIMENTADO CIMENTADO DESEMPENADO 1) Será medido pela área de cimentado executado (m²).06 CIMENTADO DESEMPENADO E ALISADO COM CORANTE ( QUEIMADO ) 1) Será medido pela área de cimentado executado (m²). 17. remunera também o 158 de 734 .Boletim 156 17. 17. areia. ripa de Cupiúba ( "Goupia glabra" ). areia e a mão-de-obra necessária para a execução de revestimento de degrau com argamassa traço: 1:3 e espessura mínima de 2 cm. piso e espelho.26 BARRA LISA COM ACABAMENTO EM NATA DE CIMENTO 1) Será medida pela área de barra lisa executada.10 CIMENTADO ÁSPERO COM CANELURAS 1) Será medido pela área de cimentado executado (m²). ou Maçaranduba ( "Manilkara spp" ). conhecida também como Paraju. não se descontando vãos de até 2.08 CIMENTADO SEMI-ÁSPERO 1) Será medido pela área de cimentado executado (m²). 2) O item remunera o fornecimento de cimento. 2) O item remunera o fornecimento de cimento. não remunerando a camada de regularização prévia.03. 17. 17. 2) O item remunera o fornecimento de cimento.03. 17. com argamassa (m). areia e a mão-de-obra necessária para a execução do cimentado áspero com caneluras.30 RODAPÉ EM CIMENTADO DESEMPENADO E ALISADO COM ALTURA 5 CM 1) Será medido pelo comprimento de rodapé executado (m). 2) O item remunera o fornecimento de cimento. areia.03. areia e a mão-de-obra necessária para a execução do cimentado desempenado.

ripa de Cupiúba ( "Goupia glabra" ).05. ensacado.04.04.00 m² deverão ser deduzidos na totalidade e as espaletas desenvolvidas (m²). 17. conhecida também como Paraju. 17. para revestimento e a mão-de-obra necessária para a execução do revestimento em gesso liso desempenado sobre emboço. remunera também o fornecimento de materiais acessórios e a mão de obra necessária para a execução do rodapé de cimentado desempenado e alisado com altura de 7.00 m² deverão ser deduzidos na totalidade e as espaletas desenvolvidas (m²). areia.31 RODAPÉ EM CIMENTADO DESEMPENADO E ALISADO COM ALTURA 7 CM 1) Será medido pelo comprimento de rodapé executado (m).03. Os vãos acima de 2. para revestimento e a mão-de-obra necessária para a execução do revestimento em gesso liso desempenado sobre bloco.32 RODAPÉ EM CIMENTADO DESEMPENADO E ALISADO COM ALTURA 10 CM 1) Será medido pelo comprimento de rodapé executado (m). conhecida também como Paraju. areia. 2) O item remunera o fornecimento de cimento. ou Maçaranduba ( "Manilkara spp" ).33 RODAPÉ EM CIMENTADO DESEMPENADO E ALISADO COM ALTURA 15 CM 1) Será medido pelo comprimento de rodapé executado (m). ou Maçaranduba ( "Manilkara spp" ). remunera também o fornecimento de materiais acessórios e a mão de obra necessária para a execução do rodapé de cimentado desempenado e alisado com altura de 10.02 REVESTIMENTO EM CONCRETO PISO COM REQUADRO EM CONCRETO SIMPLES SEM CONTROLE DE FCK 159 de 734 . não se descontando vãos de até 2. 17. 2) O item remunera o fornecimento de cimento. areia.0 cm.04.00 17.03. 17. Os vãos acima de 2.00 m² e não se considerando espaletas. 17.03.04 REVESTIMENTO EM GESSO LISO DESEMPENADO SOBRE BLOCO 1) Será medido pela área revestida com gesso. remunera também o fornecimento de materiais acessórios e a mão de obra necessária para a execução do rodapé de cimentado desempenado e alisado com altura de 15. 17.Boletim 156 fornecimento de materiais acessórios e a mão de obra necessária para a execução do rodapé de cimentado desempenado e alisado com altura de 5.0 m.02 REVESTIMENTO EM GESSO REVESTIMENTO EM GESSO LISO DESEMPENADO SOBRE EMBOÇO 1) Será medido pela área revestida com gesso.Critérios de Medição e Remuneração . ripa de Cupiúba ( "Goupia glabra" ). não se descontando vãos de até 2. 2) O item remunera o fornecimento de cimento.0 cm. ripa de Cupiúba ( "Goupia glabra" ).00 m² e não se considerando espaletas.0 cm. 2) O item remunera o fornecimento de gesso em pó. conhecida também como Paraju.05. 2) O item remunera o fornecimento de gesso em pó.00 17. ou Maçaranduba ( "Manilkara spp" ). ensacado.

05. ou Cambará ( "Qualea spp" ). pedra britada nº 1. ou Maçaranduba ( "Manilkara spp" ). de 3" x 3".32 SOLEIRA EM CONCRETO SIMPLES 1) Será medido por comprimento de soleira executada (m). ou Cambará ( "Qualea spp" ). cimento. tábuas de Pinus ( "Pinus Elliotti" ou "Pinus Taeda" ). 3 e 4. conhecida também como Cedrinho. 17.05. 2) O item remunera o fornecimento de cimento. 17.Boletim 156 1) Será medido por volume de piso em concreto simples executado. 2) O item remunera o fornecimento de pedra britada nº 1. conhecida também como Paraju. cantoneira de 1" x 1" x 1/8".10. 2) O item remunera o fornecimento de pedra britada. não remunera a regularização e o preparo prévio da superfície.07 PISO COM REQUADRO EM CONCRETO SIMPLES COM CONTROLE DE FCK = 20 MPA 1) Será medido por volume de piso em concreto executado. ou Quarubarana ( "Erisma uncinatum" ). conhecida também como Cedrinho. cimento. em concreto preparado no local. lançamento e a execução do piso com acabamento desempenado.Critérios de Medição e Remuneração .10. remunera também o fornecimento de materiais acessórios e a mão de obra necessária para a execução da soleira moldada "in loco". sem o controle do fck. de 1" x 12". 2. areia. grapa de ferro para cantoneira. 2) O item remunera o fornecimento de concreto usinado com Fck de 20 MPa.42 PEITORIL EM CONCRETO SIMPLES 1) Será medido por comprimento de peitoril executado (m). na espessura indicada em projeto (m³). areia. ou Cambará ( "Qualea spp" ). em várias cores. areia. conhecida também como Paraju. 2) O item remunera o fornecimento de pedra britada nº 1. ripa de Cupiúba ( "Goupia glabra" ). chapa resinada 12 mm.00 17. conhecida também como Cedrinho. ou Quarubarana ( "Erisma uncinatum" ). remunera também o fornecimento de materiais acessórios e a mão de obra necessária para o lançamento do concreto e a execução do piso com acabamento desempenado. cimento.08 PISO EM PLACAS PRÉ-MOLDADAS DE CONCRETO REJUNTADO COM GRAMA 1) Será medido pela área total de piso executado com placas de concreto e plantio de grama (m²).05. na espessura indicada em projeto (m³). ripa de Cupiúba ( "Goupia glabra" ). mão-de-obra e material adicionais necessários à execução do serviço em pisos. remunera também o fornecimento de materiais acessórios e a mão de obra necessária para o preparo do concreto. 17. tábuas de Pinus ( "Pinus Elliotti" ou "Pinus Taeda" ). terra vegetal e grama tipo batatais. pontalete de Pinus ( "Pinus Elliotti" ou "Pinus Taeda" ). com acabamento polido. 2) O item remunera o fornecimento e aplicação de granilite "in loco" com espessura mínima de 8 mm.05. remunera também o fornecimento de materiais acessórios e a mão de obra necessária para a execução peitoril com pingadeira em peças pré-moldadas. 17. de 1" x 12". ou Maçaranduba ( "Manilkara spp" ). ou Quarubarana ( "Erisma uncinatum" ). 17. 160 de 734 .02 REVESTIMENTO EM GRANILITE FUNDIDO NO LOCAL PISO EM GRANILITE MOLDADO NO LOCAL 1) Será medido pela área de piso em granilite executado (m²). remunera também o fornecimento de materiais acessórios e a mão de obra necessária para a execução das placas de concreto com juntas de 5 cm e o plantio da grama. areia.

não remunera a regularização e o preparo prévio da superfície. 2) O item remunera o fornecimento aplicação de granilite "in loco" com espessura mínima de 8 mm. em várias cores. com acabamento polido.6 cm. remunera também materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para os serviços aplicação de seladora e juntas de dilatação.10.41 RODAPÉ EM PLACAS PRÉ-MOLDADAS DE GRANILITE.10 SOLEIRA EM GRANILITE MOLDADO NO LOCAL 1) Será medido pelo comprimento de soleira revestida com granilite (m). com granilite (m). areia e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços de preparo e aplicação da argamassa de assentamento no traço 1:3 com espessura média de 3 cm.40 PISO EM PLACAS PRÉ-MOLDADAS DE GRANILITE. conforme recomendações dos fabricantes.10.10.42 SOLEIRA EM PLACAS PRÉ-MOLDADAS DE GRANILITE. 17. não remunera a regularização e o preparo prévio da superfície. mão-de-obra e material adicionais necessários à execução do rodapé com até 10. piso e espelho. com acabamento encerado. com espessura mínima de 1.10. ACABAMENTO ENCERADO. 17.Critérios de Medição e Remuneração . 17. e o assentamento das peças. 2) O item remunera o fornecimento e aplicação de granilite "in loco" com espessura mínima de 8 mm. conforme recomendações dos fabricantes. 2) O item remunera o fornecimento e instalação de soleira em placas pré-moldadas de granilite com largura até 30 cm. ATÉ 10 CM 1) Será medido pelo comprimento de rodapé executado (m).12 DEGRAU EM GRANILITE MOLDADO NO LOCAL 1) Será medido pelo comprimento de degrau revestido. Remunera também o fornecimento de cimento. Remunera também o fornecimento de cimento. em várias cores.Boletim 156 17.20 RODAPÉ QUALQUER EM GRANILITE MOLDADO NO LOCAL ATÉ 10 CM 1) Será medido pelo comprimento de rodapé executado (m). com espessura mínima de 1. ACABAMENTO ENCERADO 1) Será medido pela área de piso em placas pré-moldadas de granilite executado (m²). em várias cores. 2) O item remunera o fornecimento e instalação de rodapé em placas pré-moldadas de granilite com altura até 10 cm. mão-de-obra e materiais adicionais necessários à execução do serviço em degraus virados a prumo. mão-de-obra e material adicionais necessários à execução do serviço em soleiras.6 cm.0 cm de altura. 2) O item remunera o fornecimento e aplicação de granilite "in loco" com espessura mínima de 8 mm. em várias cores.10. com acabamento polido. com acabamento encerado. não remunera a regularização e o preparo prévio da superfície. com acabamento polido. ATÉ 30 CM 1) Será medido pelo comprimento de soleira executada (m). em várias cores. 17. em várias cores.10. com acabamento encerado. remunera também materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para os serviços 161 de 734 . 17. e o assentamento das peças. com espessura mínima de 1. 2) O item remunera o fornecimento e instalação de piso em placas pré-moldadas de granilite nas dimensões 40 x 40 cm. remunera também materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para os serviços aplicação de seladora e juntas de dilatação. areia e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços de preparo e aplicação da argamassa de assentamento no traço 1:3 com espessura média de 3 cm.6 cm. ACABAMENTO ENCERADO.

com coloração 162 de 734 .Boletim 156 aplicação de seladora e juntas de dilatação. não remunera a regularização e o preparo prévio da superfície para a aplicação da argamassa. com argamassa de alta resistência (m). acabamento tipo desnatado.Critérios de Medição e Remuneração .0 MPa e desgaste menor que 1. em pisos. classificação grupo B.0 MPa e desgaste menor que 1.12.6 mm.10 SOLEIRA EM ALTA RESISTÊNCIA MOLDADA NO LOCAL 1) Será medido pelo comprimento de soleira executada com argamassa de alta resistência (m). resistência à tração por compressão diametral maior que 4.06 PISO EM ALTA RESISTÊNCIA MOLDADO NO LOCAL 12 MM 1) Será medido pela área de piso executado. com coloração final variável de acordo com as cores naturais dos agregados. piso e espelho. conforme NBR 11801. classificação grupo B.6 mm.02 REVESTIMENTO INDUSTRIAL FUNDIDO NO LOCAL PISO EM ALTA RESISTÊNCIA MOLDADO NO LOCAL 8 MM 1) Será medido pela área de piso executado. com resistência à compressão simples maior que 40 MPa. 2) O item remunera o fornecimento e aplicação de argamassa de alta resistência mecânica. conforme NBR 11801. ou polido. resistência à tração por compressão diametral maior que 4. com resistência à compressão simples maior que 40 MPa. ou com adição de pigmentos.6 mm. ou polido. 2) O item remunera o fornecimento e aplicação de argamassa de alta resistência mecânica. em degrau. em soleiras. com argamassa de alta resistência (m²). remunera também a mãode-obra e materiais adicionais necessários à execução do serviço. classificação grupo B.12. aplicada na espessura de 8 mm.0 MPa e desgaste menor que 1. com resistência à compressão simples maior que 40 MPa. em pisos. ou desempenado.0 MPa e desgaste menor que 1.12 DEGRAU EM ALTA RESISTÊNCIA 8 MM 1) Será medido pelo comprimento de degrau executado. 17. para percurso de 1000 m. aplicada na espessura de 12 mm. ou com adição de pigmentos.12. aplicada na espessura de 8 mm até 12 mm. conforme NBR 11801. para percurso de 1000 m.6 mm. resistência à tração por compressão diametral maior que 4. ou desempenado. 17. com coloração final variável de acordo com as cores naturais dos agregados. classificação grupo B.00 17. com argamassa de alta resistência (m²). conforme recomendações dos fabricantes. remunera também a mãode-obra e materiais adicionais necessários à execução do serviço. 2) O item remunera o fornecimento e aplicação de argamassa de alta resistência mecânica. para percurso de 1000 m. 17. para percurso de 1000 m.12. 17. e o assentamento das peças. ou polido. com coloração final variável de acordo com as cores naturais dos agregados. com resistência à compressão simples maior que 40 MPa.12. não remunera a regularização e o preparo prévio da superfície para a aplicação da argamassa. ou com adição de pigmentos. areia e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços de preparo e aplicação da argamassa de assentamento no traço 1:3 com espessura média de 3 cm. Remunera também o fornecimento de cimento. resistência à tração por compressão diametral maior que 4. remunera também a mão-de-obra e materiais adicionais necessários à execução do serviço. ou desempenado. não remunera a regularização e o preparo prévio da superfície para a aplicação da argamassa. acabamento tipo desnatado. 2) O item remunera o fornecimento e aplicação de argamassa de alta resistência mecânica. aplicada na espessura de 8 mm. conforme NBR 11801. acabamento tipo desnatado.

04 REVESTIMENTO EM GRANITO LAVADO TIPO FULGET USO EXTERNO. 17. 2) O item remunera o fornecimento de massa raspada hidrofugante. ou "1" ( de 10 a 12 mm ). aplicada com espessura média de 10 mm. acabamento tipo desnatado. com 163 de 734 . não remunera a regularização e o preparo prévio da superfície para a aplicação da argamassa. ou com adição de pigmentos. resultando um revestimento acabado variável de 6 a 8 mm. preparo da massa raspada. com argamassa de alta resistência (m). acrescentando-se as áreas desenvolvidas por espaletas. ou com adição de pigmentos. 2) O item remunera o fornecimento de revestimento industrializado em várias cores. 17. em rodapé. minerais. remunera também a mãode-obra e materiais adicionais necessários à execução do serviço. ou dobras (m²). conforme NBR 11801. pigmentos inorgânicos e aditivos.20.0 MPa e desgaste menor que 1. aplicação da massa raspada. resistência à tração por compressão diametral maior que 4. em várias cores. à base de cimento. ou desempenado. 17. remunera também a mão-de-obra e materiais adicionais necessários à execução do serviço. resistência à tração por compressão diametral maior que 4. com resistência à compressão simples maior que 40 MPa.20. com coloração final variável de acordo com as cores naturais dos agregados. remunera também a mão-de-obra e materiais adicionais necessários à execução do serviço. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços: limpeza e preparo da superfície. classificação grupo B.Boletim 156 final variável de acordo com as cores naturais dos agregados.6 mm. cal hidratada. 2) O item remunera o fornecimento e aplicação de argamassa de alta resistência mecânica.02 REVESTIMENTO ESPECIAL FUNDIDO NO LOCAL MASSA RASPADA 1) Será medido pela área revestida com massa raspada. sobre superfície com emboço sarrafeado.Critérios de Medição e Remuneração . conforme NBR 11801. ou polido. 2) O item remunera o fornecimento e aplicação de argamassa de alta resistência mecânica. por meio de serrote. ou polido. 17. calcários e arenitos moídos em tamanhos uniformes. ou desempenado. não remunera a regularização e o preparo prévio da superfície para a aplicação da argamassa. não remunera o fornecimento e execução de emboço.24 RODAPÉ QUALQUER EM ALTA RESISTÊNCIA MOLDADO NO LOCAL ATÉ 10 CM 1) Será medido pelo comprimento de rodapé executado. granulometria classificada nos padrões "0" ( de 08 a 10 mm ). com argamassa de alta resistência (m). acabamento tipo desnatado. ou com adição de pigmentos. conforme recomendações do fabricante. ou polido. não remunera a regularização e o preparo prévio da superfície para a aplicação da argamassa.00 17.20.12.0 MPa e desgaste menor que 1. e a raspagem. referência Classic Revest da Argamont. com coloração final variável de acordo com as cores naturais dos agregados. classificação grupo B. aplicada na espessura de 8 mm. em degrau. EM FAIXAS ATÉ 40 CM 1) Será medido por comprimento de revestimento em granito lavado tipo fulget executado (m). composto de grânulos de granitos naturais. ou equivalente. para percurso de 1000 m.12. piso e espelho. com resistência à compressão simples maior que 40 MPa. ou desempenado.6 mm. acabamento tipo desnatado.14 DEGRAU EM ALTA RESISTÊNCIA 12 MM 1) Será medido pelo comprimento de degrau executado. aplicada na espessura de 12 mm. descontando-se toda e qualquer interferência. para percurso de 1000 m. ou raspador específico.

fabricação RD Quartz.20.4 kg / m². ou dobras (m²). descontando-se toda e qualquer interferência. materiais acessórios e a mão-de-obra especializada necessária para a execução dos serviços: limpeza e preparo da superfície. ou Textura Colonial. composto de grânulos de granitos naturais. granulometria classificada nos padrões "0" ( de 08 a 10 mm ). 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra especializada necessária para a execução de friso para junta de dilatação em revestimento de granito lavado tipo Fulget. fabricação Revplast.01 REPAROS E CONSERVAÇÕES EM MASSA E CONCRETO REPAROS EM PISO DE GRANILITE . COM MICROAGREGADOS MINERAIS – USO EXTERNO 1) Será medido pela área revestida com texturizado acrílico. não remunera o fornecimento e instalação da junta em outro material.07 REVESTIMENTO TEXTURIZADO ACRÍLICO. sobre superfície com emboço sarrafeado. aplicação do revestimento em fachadas. de granilite. não remunera o fornecimento e execução de emboço. 17. conforme recomendações do fabricante. calcários e arenitos moídos em tamanhos uniformes.20. sobre superfície com emboço sarrafeado. e a mão-de-obra especializada necessária para a execução dos serviços: aplicação fundo selante.05 FRISO PARA JUNTA DE DILATAÇÃO EM REVESTIMENTO DE GRANITO LAVADO TIPO FULGET 1) Será medido por comprimento de friso executado (m). 17. materiais acessórios e a mão-de-obra especializada necessária para a execução dos serviços: limpeza e preparo da superfície. acrescentando-se as áreas desenvolvidas por espaletas. aplicação do texturizado acrílico. ou equivalente. equipamentos necessários para a execução dos serviços de estucamento e polimento. fundo selante. quando necessário. fabricação Parede e Arte.Critérios de Medição e Remuneração . não remunera o fornecimento e execução de emboço.06 REVESTIMENTO EM GRANITO LAVADO TIPO FULGET USO EXTERNO 1) Será medido por área de revestimento em granito lavado tipo fulget executado. conforme recomendações do fabricante. materiais acessórios. referência Revestimento Fulget Tradicional. 2) O item remunera o fornecimento de texturizado acrílico com microagregados. ou "1" ( de 10 a 12 mm ). referência: Textura Habitat. fabricação Ibratin. ou Textcolor. ou equivalente. com densidade mínima de 1. fabricação Grani Torre. conforme recomendações do fabricante. 2) O item remunera o fornecimento de mão-de-obra. ou Textura Crespone. em várias cores. 164 de 734 . conforme recomendações do fabricante. acrescentando-se as áreas desenvolvidas por espaletas.40. aplicação do revestimento em fachadas. com aglomerante acrílico. conforme recomendações do fabricante do revestimento. 2) O item remunera o fornecimento de revestimento industrializado em várias cores. ou equivalente. 17. materiais acessórios.20. ou dobras (m²). referência Revestimento Fulget Tradicional. 17. em pisos e patamares em geral.Boletim 156 aglomerante acrílico.00 17. descontando-se toda e qualquer interferência. com micro-agregados minerais. fabricação Grani Torre.ESTUCAMENTO E POLIMENTO 1) Será medido por área de piso em granilite estucado e polido (m²).40. recomendado para uso externo.

17. estucado e polido (m). em pisos e patamares em geral. de alta resistência fundidos no local.05 REPAROS EM PEITORIL DE GRANILITE . equipamentos necessários para a execução dos serviços de estucamento e polimento. 17. 2) O item remunera o fornecimento de mão-de-obra.ESTUCAMENTO E POLIMENTO 1) Será medido pelo comprimento de rodapé em granilite estucado e polido (m).Critérios de Medição e Remuneração .03 REPAROS EM DEGRAU E ESPELHO DE GRANILITE . de granilite. piso e espelho. materiais acessórios e equipamentos necessários e para os serviços de estucamento e polimento em degrau.07 REPAROS EM RODAPÉ DE GRANILITE .ESTUCAMENTO E POLIMENTO 1) Será medido pelo comprimento de degrau em granilite. 2) O item remunera o fornecimento de mão-de-obra.Boletim 156 17. materiais acessórios e equipamentos necessários e para os serviços de estucamento e polimento em rodapé de granilite. materiais acessórios.40.40.02 REPAROS EM PISOS DE ALTA RESISTÊNCIA FUNDIDOS NO LOCAL – ESTUCAMENTO E POLIMENTO 1) Será medido por área de piso polido (m²).ESTUCAMENTO E POLIMENTO 1) Será medido pelo comprimento de peitoril e / ou corrimão em granilite estucado e polido (m). 165 de 734 .40.40. piso e espelho. 17. 2) O item remunera o fornecimento de mão-de-obra. 2) O item remunera o fornecimento de mão-de-obra. materiais acessórios e equipamentos necessários e para os serviços de estucamento e polimento em peitoril e / ou corrimão de granilite.

PARA ÁREAS INTERNAS SUJEITAS À LAVAGEM FREQÜENTE.06.00 REVESTIMENTO CERÂMICO 18.01 PISOS EM PLACAS CERÂMICAS ESMALTADAS PRENSADAS PISO CERÂMICO ESMALTADO PEI-4 RESISTÊNCIA QUÍMICA A.06. pasta de cimento para ponte de aderência. grupo BIIa ( semigrés ).00 18. cal hidratada. 2) O item remunera o fornecimento de placa cerâmica esmaltada de primeira qualidade ( classe A. H) Resistente a gretagem. I) Resistente ao choque térmico. PARA ÁREAS INTERNAS SUJEITAS À LAVAGEM FREQÜENTE. ou classe extra ).02 PISO CERÂMICO ESMALTADO PEI-4 RESISTÊNCIA QUÍMICA A. NBR 13817 e NBR 13818.Critérios de Medição e Remuneração . B) Média absorção de água: 3%< Abs < 6%. referência Carga Pesada. Remunera também o fornecimento de cimento. F) Resistência à abrasão superficial classe IV (PEI-4). conforme anexo A da NBR 13818. indicada para pisos internos sujeitos a lavagem freqüente. ASSENTADO COM ARGAMASSA COLANTE INDUSTRIALIZADA 1) Será medido pela área de piso revestida com placa cerâmica. aplicação da pasta de cimento sobre a base. fabricação Itagres. Não remunera os serviços de regularização da superfície e de rejuntamento. referência Álamo Almond. J) Coeficiente de atrito: > 0. 2) O item remunera o fornecimento de placa cerâmica esmaltada de primeira qualidade ( classe A. com as características: A) Dimensões: 30 x 30 cm. D) Resistência ao manchamento: classe de limpabilidade 5. ASSENTADO COM ARGAMASSA MISTA 1) Será medido pela área de piso revestida com placa cerâmica.Boletim 156 18. fabricação Portobello.06. aplicação da argamassa mista de assentamento na espessura média de 2. NBR 13816. 18. e recomendações dos fabricantes.00. descontando-se toda e qualquer interferência.5 cm. acrescentando-se as áreas desenvolvidas por espaletas ou dobras (m²). G) Resistência ao risco (escala Mohs): > 5. indicada para pisos internos sujeitos a lavagem freqüente.40 ( classe 2 ). com as características: 166 de 734 . acrescentando-se as áreas desenvolvidas por espaletas ou dobras (m²). conforme anexo A da NBR 13818. areia e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços de preparo da argamassa mista de assentamento no traço 1:0. C) Resistência química: classe A ( alta resistência química a produtos domésticos e de piscinas ). descontando-se toda e qualquer interferência.000 N. ou classe extra ). E) Carga de ruptura > 1. e o assentamento das peças. conforme exigências das normas NBR 9817.5:5. ou 34 x 34 cm. ou equivalente.

G) Resistência ao risco (escala Mohs): > 5. fabricação Portobello. I) Resistente ao choque térmico. 167 de 734 . NBR 13753. E) Carga de ruptura > 1. D) Resistência ao manchamento: classe de limpabilidade 5.03 RODAPÉ CERÂMICO ESMALTADO PEI-4 RESISTÊNCIA QUÍMICA A. Remunera também o fornecimento de argamassa colante industrializada tipo AC-I. grupo BIIa ( semigrés ). 2) O item remunera o fornecimento de rodapé em placa cerâmica esmaltada de primeira qualidade ( classe A. referência Carga Pesada. fabricação Itagres. H) Resistente a gretagem. F) Resistência à abrasão superficial classe IV (PEI-4). Remunera também o fornecimento de cimento. e recomendações dos fabricantes. indicado para pisos internos sujeitos a lavagem freqüente. F) Resistência à abrasão superficial classe IV (PEI-4). preparo e aplicação da argamassa colante industrializada e o assentamento das peças conforme exigências das normas NBR 9817.000 N. NBR 13818 e NBR 14081. 18. C) Resistência química: classe A ( alta resistência química a produtos domésticos e de piscinas ). C) Resistência química: classe A ( alta resistência química a produtos domésticos e de piscinas ).40 ( classe 2 ). areia e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços de preparo da argamassa mista de assentamento no traço 1:0. J) Coeficiente de atrito: > 0. referência Álamo Almond. NBR 13817. H) Resistente a gretagem. PARA ÁREAS INTERNAS SUJEITAS À LAVAGEM FREQÜENTE. ou classe extra ). J) Coeficiente de atrito: > 0. ASSENTADO COM ARGAMASSA MISTA 1) Será medido por comprimento de rodapé colocado (m). ou equivalente. fabricação Itagres. G) Resistência ao risco (escala Mohs): > 5. ou 34 x 34 cm. referência Carga Pesada. I) Resistente ao choque térmico. E) Carga de ruptura > 1.5:5. grupo BIIa ( semigrés ) .000 N. e a mão-deobra necessária para a execução dos serviços: limpeza e preparo da superfície de assentamento. fabricação Portobello. com as características: A) Dimensões: 8 x 30 cm. B) Média absorção de água: 3%< Abs < 6%. ou equivalente. conforme anexo A da NBR 13818.Boletim 156 A) Dimensões: 30 x 30 cm. Não remunera os serviços de regularização da superfície e de rejuntamento. cal hidratada.06.40 ( classe 2 ).Critérios de Medição e Remuneração . ou 8 x 34 cm. D) Resistência ao manchamento: classe de limpabilidade 5. NBR 13816. B) Média absorção de água: 3%< Abs < 6%. referência Álamo Almond.

C) Resistência química: classe A ( alta resistência química a produtos domésticos e de piscinas ). 18. indicado para pisos internos sujeitos a lavagem freqüente. Não remunera os serviços de regularização da superfície e de rejuntamento. indicada para pisos internos. ASSENTADO COM ARGAMASSA COLANTE INDUSTRIALIZADA 1) Será medido por comprimento de rodapé colocado (m). NBR 13753. com as características: A) Dimensões: 8 x 30 cm. ou classe extra ). B) Média absorção de água: 3%< Abs < 6%. fabricação Itagres. com as características: A) Dimensões: 40 x 40 cm. descontando-se toda e qualquer interferência. NBR 13818 e recomendações dos fabricantes. ou equivalente. H) Resistente a gretagem.5% < Abs < 3%. fabricação Incepa ou equivalente. referência Máster.40 ( classe 2 ). ou 8 x 34 cm. Não remunera os serviços de regularização da superfície e de rejuntamento. ou classe extra ). I) Resistente ao choque térmico. 2) O item remunera o fornecimento de placa cerâmica esmaltada de primeira qualidade ( classe A. conforme anexo A da NBR 13818. PARA ÁREAS INTERNAS. NBR 13817. NBR 13816. 168 de 734 . F) Resistência à abrasão superficial classe IV (PEI-4). D) Resistência ao manchamento: classe de limpabilidade 5. preparo e aplicação da argamassa colante industrializada e o assentamento das peças conforme exigências das normas NBR 9817. E) Carga de ruptura > 1.04 RODAPÉ CERÂMICO ESMALTADO PEI-4 RESISTÊNCIA QUÍMICA A.06.Critérios de Medição e Remuneração . referência Carga Pesada. aplicação da argamassa mista de assentamento na espessura média de 2. NBR 13816.06. e recomendações dos fabricantes. referência Álamo Almond. 2) O item remunera o fornecimento de rodapé em placa cerâmica esmaltada de primeira qualidade ( classe A. NBR 13818 e NBR 14081. conforme anexo A da NBR 13818. aplicação da pasta de cimento sobre a base. e o assentamento das peças. grupo BIIa ( semigrés ) . conforme exigências das normas NBR 9817. B) Baixa absorção de água: 0. e a mão-deobra necessária para a execução dos serviços: limpeza e preparo da superfície de assentamento. fabricação Portobello. grupo BIb ( grés ). 18. PARA ÁREAS INTERNAS SUJEITAS À LAVAGEM FREQÜENTE. Remunera também o fornecimento de argamassa colante industrializada tipo AC-I.Boletim 156 pasta de cimento para ponte de aderência. J) Coeficiente de atrito: > 0. G) Resistência ao risco (escala Mohs): > 5.5 cm. ASSENTADO COM ARGAMASSA MISTA 1) Será medido pela área de piso revestida com placa cerâmica. acrescentando-se as áreas desenvolvidas por espaletas ou dobras (m²).000 N. NBR 13817.05 PISO CERÂMICO ESMALTADO COM TEXTURA SEMI-RUGOSA PEI-5 RESISTÊNCIA QUÍMICA A.

areia e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços de preparo da argamassa mista de assentamento no traço 1:0. F) Resistência à abrasão superficial classe V (PEI-5). J) Coeficiente de atrito: > 0. e o assentamento das peças. G) Resistência ao risco (escala Mohs): > 8. NBR 13753. D) Resistência ao manchamento: classe de limpabilidade 5. NBR 13816. J) Coeficiente de atrito: > 0.32 ( classe 1 ). I) Resistente ao choque térmico. pasta de cimento para ponte de aderência.Critérios de Medição e Remuneração . B) Baixa absorção de água: 0. acrescentando-se as áreas desenvolvidas por espaletas ou dobras (m²). ASSENTADO COM ARGAMASSA COLANTE INDUSTRIALIZADA 1) Será medido pela área de piso revestida com placa cerâmica. C) Resistência química: classe A ( alta resistência química a produtos domésticos e de piscinas ). grupo BIb ( grés ). ou classe extra ). E) Carga de ruptura > 1. G) Resistência ao risco (escala Mohs): > 8. aplicação da argamassa mista de assentamento na espessura média de 2.06.100 N. PARA ÁREAS INTERNAS.5% < Abs < 3%. NBR 13817. preparo e aplicação da argamassa colante industrializada e o assentamento das peças conforme exigências das normas NBR 9817. cal hidratada.100 N. NBR 13816. Não remunera os serviços de regularização da superfície e de rejuntamento.5 cm. e a mão-deobra necessária para a execução dos serviços: limpeza e preparo da superfície de assentamento. aplicação da pasta de cimento sobre a base. 2) O item remunera o fornecimento placa cerâmica esmaltada de primeira qualidade ( classe A. H) Resistente a gretagem.5:5. indicada para pisos internos.06 PISO CERÂMICO ESMALTADO COM TEXTURA SEMI-RUGOSA PEI-5 RESISTÊNCIA QUÍMICA A. Remunera também o fornecimento de argamassa colante industrializada tipo AC-I. Remunera também o fornecimento de cimento.Boletim 156 C) Resistência química: classe A ( alta resistência química a produtos domésticos e de piscinas ). H) Resistente a gretagem. F) Resistência à abrasão superficial classe V (PEI-5). E) Carga de ruptura > 1. descontando-se toda e qualquer interferência. I) Resistente ao choque térmico. D) Resistência ao manchamento: classe de limpabilidade 5. conforme exigências das normas NBR 9817. NBR 13818 e recomendações dos fabricantes. NBR 13818 e NBR 14081. 18. com as características: A) Dimensões: 40 x 40 cm. conforme anexo A da NBR 13818. e recomendações dos fabricantes. 169 de 734 . referência Máster.32 ( classe 1 ). fabricação Incepa ou equivalente. NBR 13817.

C) Resistência química: classe A ( alta resistência química a produtos domésticos e de piscinas ). indicado para pisos internos.08 RODAPÉ CERÂMICO ESMALTADO COM TEXTURA SEMI-RUGOSA PEI-5 RESISTÊNCIA QUÍMICA A. ou classe extra ). C) Resistência química: classe A ( alta resistência química a produtos domésticos e de piscinas ). conforme anexo A da NBR 13818. com as características: A) Dimensões: peça de 40 x 40 cm. H) Resistente a gretagem. J) Coeficiente de atrito: > 0. NBR 13817.32 ( classe 1 ). 2) O item remunera o fornecimento de rodapé em placa cerâmica esmaltada de primeira qualidade ( classe A. I) Resistente ao choque térmico. PARA ÁREAS INTERNAS. ASSENTADO COM ARGAMASSA MISTA 1) Será medido por comprimento de rodapé colocado (m). conforme anexo A da NBR 13818. areia e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços de preparo da argamassa mista de assentamento no traço 1:0. indicado para pisos internos. grupo BIb ( grés ).06. cortada com ferramental adequado nas dimensões de 10 x 40 cm. Não remunera os serviços de regularização da superfície e de rejuntamento.Critérios de Medição e Remuneração . 18. aplicação da argamassa mista de assentamento na espessura média de 2.5% < Abs < 3%. com as características: A) Dimensões: peça de 40 x 40 cm.5% < Abs < 3%.06. referência Máster.07 RODAPÉ CERÂMICO ESMALTADO COM TEXTURA SEMI-RUGOSA PEI-5 RESISTÊNCIA QUÍMICA A. E) Carga de ruptura > 1. conforme exigências das normas NBR 9817. fabricação Incepa ou equivalente. ou classe extra ). corte das peças no formato de 10 x 40 cm por meio de ferramenta com ponta de vídia ou diamante. cal hidratada. D) Resistência ao manchamento: classe de limpabilidade 5. ASSENTADO COM ARGAMASSA COLANTE INDUSTRIALIZADA 1) Será medido por comprimento de rodapé colocado (m). F) Resistência à abrasão superficial classe V (PEI-5). 170 de 734 . 18. aplicação da pasta de cimento sobre a base. 2) O item remunera o fornecimento de rodapé em placa cerâmica esmaltada de primeira qualidade ( classe A. e o assentamento das peças. NBR 13816. B) Baixa absorção de água: 0. NBR 13818 e recomendações dos fabricantes. fabricação Incepa ou equivalente. PARA ÁREAS INTERNAS. G) Resistência ao risco (escala Mohs): > 8.5:5.5 cm. referência Máster. grupo BIb ( grés ). B) Baixa absorção de água: 0.100 N.Boletim 156 Não remunera os serviços de regularização da superfície e de rejuntamento. Remunera também o fornecimento de cimento. pasta de cimento para ponte de aderência. cortada com ferramental adequado nas dimensões de 10 x 40 cm.

Remunera também o fornecimento de argamassa colante industrializada tipo AC-I. G) Resistência ao risco (escala Mohs): > 8.09 PISO CERÂMICO ESMALTADO PEI-5 RESISTÊNCIA QUÍMICA B. I) Resistente ao choque térmico. H) Resistente a gretagem. com as características: A) Dimensões: 31 x 31 cm. cal hidratada. J) Coeficiente de atrito: < 0. NBR 13816. NBR 13818 e NBR 14081. grupo BIIb ( semiporoso ). e recomendações dos fabricantes. Remunera também o fornecimento de cimento. areia e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços de preparo da argamassa mista de assentamento no traço 1:0. referência Cargo. conforme exigências das normas NBR 9817. e o assentamento das peças conforme exigências das normas NBR 9817. NBR 13753. preparo e aplicação da argamassa colante industrializada. B) Média alta absorção de água: 6% < Abs < 10%. pasta de cimento para ponte de aderência. NBR 13816. ou Urbanus. NBR 13817. acrescentando-se as áreas desenvolvidas por espaletas ou dobras (m²). 2) O item remunera o fornecimento de placa cerâmica esmaltada de primeira qualidade ( classe A. G) Resistência ao risco (escala Mohs): > 5. ou classe extra ).Boletim 156 D) Resistência ao manchamento: classe de limpabilidade 5. e a mão-deobra necessária para a execução dos serviços: limpeza e preparo da superfície de assentamento. E) Carga de ruptura > 1.40 ( classe 1 ). H) Resistente a gretagem.Critérios de Medição e Remuneração . NBR 13817.5:5. J) Coeficiente de atrito: > 0. e o assentamento das peças.06. Não remunera os serviços de regularização da superfície e de rejuntamento. descontando-se toda e qualquer interferência. NBR 13818 e recomendações dos fabricantes. conforme anexo A da NBR 13818.32 ( classe 1 ). 18. fabricação Eliane ou equivalente. aplicação da argamassa mista de assentamento na espessura média de 2. Não remunera os serviços de regularização da superfície e de rejuntamento. aplicação da pasta de cimento sobre a base.100 N. C) Resistência química: classe B ( média resistência química a produtos domésticos e de piscinas ). I) Resistente ao choque térmico. indicada para pisos internos. ASSENTADO COM ARGAMASSA MISTA 1) Será medido pela área de piso revestida com placa cerâmica. PARA ÁREAS INTERNAS. 171 de 734 . F) Resistência à abrasão superficial classe V (PEI-5). F) Resistência à abrasão superficial classe V (PEI-5).5 cm. corte das peças no formato de 10 x 40 cm por meio de ferramenta com ponta de vídia ou diamante. E) Carga de ruptura > 500 N. D) Resistência ao manchamento: classe de limpabilidade 5.

2) O item remunera o fornecimento de placa cerâmica esmaltada de primeira qualidade ( classe A. ASSENTADO COM ARGAMASSA COLANTE INDUSTRIALIZADA 1) Será medido pela área de piso revestida com placa cerâmica. indicada para pisos internos. fabricação Eliane ou equivalente. B) Média alta absorção de água: 6% < Abs < 10%. Remunera também o fornecimento de argamassa colante industrializada tipo AC-I. ou Urbanus. 18. D) Resistência ao manchamento: classe de limpabilidade 5.06. F) Resistência à abrasão superficial classe V (PEI-5). acrescentando-se as áreas desenvolvidas por espaletas ou dobras (m²).10 PISO CERÂMICO ESMALTADO PEI-5 RESISTÊNCIA QUÍMICA B.40 ( classe 1 ). NBR 13818 e NBR 14081. Não remunera os serviços de regularização da superfície e de rejuntamento. C) Resistência química: classe B ( média resistência química a produtos domésticos e de piscinas ). preparo e aplicação da argamassa colante industrializada e o assentamento das peças conforme exigências das normas NBR 9817. D) Resistência ao manchamento: classe de limpabilidade 5. H) Resistente a gretagem. NBR 13753. indicado para pisos internos. ou Urbanus. PARA ÁREAS INTERNAS.06. e a mão-deobra necessária para a execução dos serviços: limpeza e preparo da superfície de assentamento. conforme anexo A da NBR 13818.Boletim 156 18.5 x 31 cm. ou classe extra ). E) Carga de ruptura > 500 N. com as características: A) Dimensões: 7. conforme anexo A da NBR 13818. G) Resistência ao risco (escala Mohs): > 5. fabricação Eliane ou equivalente. C) Resistência química: classe B ( média resistência química a produtos domésticos e de piscinas ).11 RODAPÉ CERÂMICO ESMALTADO PEI-5 RESISTÊNCIA QUÍMICA B. 2) O item remunera o fornecimento de rodapé em placa cerâmica esmaltada de primeira qualidade ( classe A. referência Cargo. ou classe extra ).Critérios de Medição e Remuneração . referência Cargo. descontando-se toda e qualquer interferência. e recomendações dos fabricantes. F) Resistência à abrasão superficial classe V (PEI-5). I) Resistente ao choque térmico. J) Coeficiente de atrito: < 0. grupo BIIb ( semiporoso ). grupo BIIb ( semiporoso ). E) Carga de ruptura > 500 N. NBR 13816. G) Resistência ao risco (escala Mohs): > 5. com as características: A) Dimensões: 31 x 31 cm. PARA ÁREAS INTERNAS. B) Média alta absorção de água: 6% < Abs < 10%. 172 de 734 . ASSENTADO COM ARGAMASSA MISTA 1) Será medido por comprimento de rodapé colocado (m). NBR 13817.

173 de 734 . e o assentamento das peças. Remunera também o fornecimento de cimento. NBR 13753. PARA ÁREAS INTERNAS COM SAÍDA PARA O EXTERIOR. NBR 13816. fabricação Eliane ou equivalente. com as características: A) Dimensões: 7. 18. acrescentando-se as áreas desenvolvidas por espaletas ou dobras (m²). conforme anexo A da NBR 13818.06. Não remunera os serviços de regularização da superfície e de rejuntamento. preparo e aplicação da argamassa colante industrializada e o assentamento das peças conforme exigências das normas NBR 9817. descontando-se toda e qualquer interferência.5 x 31 cm. pasta de cimento para ponte de aderência. B) Média alta absorção de água: 6% < Abs < 10%. Remunera também o fornecimento de argamassa colante industrializada tipo AC-I. ASSENTADO COM ARGAMASSA COLANTE INDUSTRIALIZADA 1) Será medido por comprimento de rodapé colocado (m). ou classe extra ). PARA ÁREAS INTERNAS. referência Cargo. I) Resistente ao choque térmico. D) Resistência ao manchamento: classe de limpabilidade 5. NBR 13817. E) Carga de ruptura > 500 N. NBR 13817.12 RODAPÉ CERÂMICO ESMALTADO PEI-5 RESISTÊNCIA QUÍMICA B. NBR 13818 e NBR 14081.06. cal hidratada.40 ( classe 1 ). ou Urbanus.13 PISO CERÂMICO ESMALTADO ANTIDERRAPANTE PEI-5 RESISTÊNCIA QUÍMICA A. H) Resistente a gretagem.Boletim 156 H) Resistente a gretagem. indicado para pisos internos. conforme exigências das normas NBR 9817. J) Coeficiente de atrito: < 0. F) Resistência à abrasão superficial classe V (PEI-5). G) Resistência ao risco (escala Mohs): > 5. aplicação da argamassa mista de assentamento na espessura média de 2. 18. areia e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços de preparo da argamassa mista de assentamento no traço 1:0. grupo BIIb ( semiporoso ). NBR 13818 e recomendações dos fabricantes. e recomendações dos fabricantes.40 ( classe 1 ). C) Resistência química: classe B ( média resistência química a produtos domésticos e de piscinas ). e a mão-deobra necessária para a execução dos serviços: limpeza e preparo da superfície de assentamento. aplicação da pasta de cimento sobre a base. 2) O item remunera o fornecimento de rodapé em placa cerâmica esmaltada de primeira qualidade ( classe A.Critérios de Medição e Remuneração .5:5. NBR 13816.5 cm. J) Coeficiente de atrito: < 0. Não remunera os serviços de regularização da superfície e de rejuntamento. I) Resistente ao choque térmico. ASSENTADO COM ARGAMASSA MISTA 1) Será medido pela área de piso revestida com placa cerâmica.

com as características: A) Dimensões: 43 x 43 cm. H) Resistente ao choque térmico. Remunera também o fornecimento de cimento. 18. ou classe extra ). B) Média absorção de água: 3% < Abs < 6%. conforme exigências das normas NBR 9817.55 ( classe 2 ).Boletim 156 2) O item remunera o fornecimento de placa cerâmica esmaltada de primeira qualidade ( classe A. fabricação Portobello ou equivalente. I) Coeficiente de atrito: > 0. referência Laser Ice. aplicação da pasta de cimento sobre a base. conforme anexo A da NBR 13818.55 ( classe 2 ). E) Resistência à abrasão superficial classe V (PEI-5). B) Média absorção de água: 3% < Abs < 6%. I) Coeficiente de atrito: > 0. NBR 13817. NBR 13816. indicada para pisos internos com saída para áreas externas. 174 de 734 . ou classe extra ).Critérios de Medição e Remuneração . grupo BIIa ( semigrés ). E) Resistência à abrasão superficial classe V (PEI-5). G) Resistente a gretagem. areia e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços de preparo da argamassa mista de assentamento no traço 1:0. conforme anexo A da NBR 13818. C) Resistência química: classe A ( alta resistência química a produtos domésticos e de piscinas ). indicada para pisos internos com saída para áreas externas.14 PISO CERÂMICO ESMALTADO ANTIDERRAPANTE PEI-5 RESISTÊNCIA QUÍMICA A. cal hidratada. NBR 13818 e recomendações dos fabricantes. H) Resistente ao choque térmico.5 cm. D) Resistência ao manchamento: classe de limpabilidade 5. ASSENTADO COM ARGAMASSA COLANTE INDUSTRIALIZADA 1) Será medido pela área de piso revestida com placa cerâmica. grupo BIIa ( semigrés ). descontando-se toda e qualquer interferência. com as características: A) Dimensões: 43 x 43 cm. F) Resistência ao risco (escala Mohs): > 9. 2) O item remunera o fornecimento de placa cerâmica esmaltada de primeira qualidade ( classe A. fabricação Portobello ou equivalente. acrescentando-se as áreas desenvolvidas por espaletas ou dobras (m²). referência Laser Ice. F) Resistência ao risco (escala Mohs): > 9. G) Resistente a gretagem. aplicação da argamassa mista de assentamento na espessura média de 2. C) Resistência química: classe A ( alta resistência química a produtos domésticos e de piscinas ).06. pasta de cimento para ponte de aderência. D) Resistência ao manchamento: classe de limpabilidade 5. e o assentamento das peças. PARA ÁREAS INTERNAS COM SAÍDA PARA O EXTERIOR.5:5. Não remunera os serviços de regularização da superfície e de rejuntamento.

Critérios de Medição e Remuneração . fabricação Portobello ou equivalente. 18. Não remunera os serviços de regularização da superfície e de rejuntamento. fabricação Portobello ou equivalente.15 RODAPÉ CERÂMICO ESMALTADO PEI-5 RESISTÊNCIA QUÍMICA A.5:5. com as características A) Dimensões: 9 x 43 cm. indicado para pisos internos com saída para áreas externas. referência Laser ice. e o assentamento das peças. cal hidratada. areia e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços de preparo da argamassa mista de assentamento no traço 1:0. NBR 13817. Não remunera os serviços de regularização da superfície e de rejuntamento.06.5 cm. preparo e aplicação da argamassa colante industrializada e o assentamento das peças conforme exigências das normas NBR 9817. ou classe extra ). G) Resistente a gretagem. 18. NBR 13816. e a mão-deobra necessária para a execução dos serviços: limpeza e preparo da superfície de assentamento. NBR 13818 e recomendações dos fabricantes. aplicação da pasta de cimento sobre a base. C) Resistência química: classe A ( alta resistência química a produtos domésticos e de piscinas ). conforme anexo A da NBR 13818.16 RODAPÉ CERÂMICO ESMALTADO PEI-5 RESISTÊNCIA QUÍMICA A. com as características: A) Dimensões: 9 x 43 cm. D) Resistência ao manchamento: classe de limpabilidade 5. PARA ÁREAS INTERNAS COM SAÍDA PARA O EXTERIOR. E) Resistência à abrasão superficial classe V (PEI-5). ASSENTADO COM ARGAMASSA COLANTE INDUSTRIALIZADA 1) Será medido por comprimento de rodapé colocado (m). Remunera também o fornecimento de cimento. F) Resistência ao risco (escala Mohs): > 9. I) Coeficiente de atrito: > 0. grupo BIIa ( semigrés ). conforme anexo A da NBR 13818. aplicação da argamassa mista de assentamento na espessura média de 2. pasta de cimento para ponte de aderência. ASSENTADO COM ARGAMASSA MISTA 1) Será medido por comprimento de rodapé colocado (m). B) Média absorção de água: 3% < Abs < 6%. indicado para pisos internos com saída para áreas externas.Boletim 156 Remunera também o fornecimento de argamassa colante industrializada tipo AC-II.06. 175 de 734 . NBR 13818 e NBR 14081. 2) O item remunera o fornecimento de rodapé em placa cerâmica esmaltada de primeira qualidade ( classe A. conforme exigências das normas NBR 9817. referência Laser ice. B) Média absorção de água: 3% < Abs < 6%. NBR 13753. NBR 13816. NBR 13817. PARA ÁREAS INTERNAS COM SAÍDA PARA O EXTERIOR. H) Resistente ao choque térmico. grupo BIIa ( semigrés ). ou classe extra ).55 ( classe 2 ). 2) O item remunera o fornecimento de rodapé em placa cerâmica esmaltada de primeira qualidade ( classe A. e recomendações dos fabricantes.

conforme exigências das normas NBR 9817. 176 de 734 .5:5.55 ( classe 2 ). NBR 13816. NBR 13816. Remunera também o fornecimento de cimento. descontando-se toda e qualquer interferência. NBR 13817. Não remunera os serviços de regularização da superfície e de rejuntamento. e o assentamento das peças. ou classe extra ). H) Resistente ao choque térmico. NBR 13818 e recomendações dos fabricantes. G) Resistente a gretagem. fabricação Gyotoku ou equivalente. com as características: A) Dimensões: 42 x 42 cm. e a mão-deobra necessária para a execução dos serviços: limpeza e preparo da superfície de assentamento. indicada para pisos internos com saída para áreas externas.17 PISO CERÂMICO ESMALTADO RÚSTICO PEI-5 RESISTÊNCIA QUÍMICA B. ASSENTADO COM ARGAMASSA MISTA 1) Será medido pela área de piso revestida com placa cerâmica. e recomendações dos fabricantes. Remunera também o fornecimento de argamassa colante industrializada tipo AC-II. NBR 13818 e NBR 14081. aplicação da argamassa mista de assentamento na espessura média de 2. E) Resistência à abrasão superficial classe V (PEI-5). pasta de cimento para ponte de aderência. C) Resistência química: classe B ( média resistência química a produtos domésticos e de piscinas ). areia e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços de preparo da argamassa mista de assentamento no traço 1:0. cal hidratada. 2) O item remunera o fornecimento de placa cerâmica esmaltada de primeira qualidade ( classe A. D) Resistência ao manchamento: classe de limpabilidade 5. referência Mármore Inglês. aplicação da pasta de cimento sobre a base. I) Coeficiente de atrito: > 0. 18. B) Média alta absorção de água: 6% < Abs < 10%. Não remunera os serviços de regularização da superfície e de rejuntamento. F) Resistência à abrasão superficial classe V (PEI-5). PARA ÁREAS INTERNAS COM SAÍDA PARA O EXTERIOR.5 cm. preparo e aplicação da argamassa colante industrializada e o assentamento das peças conforme exigências das normas NBR 9817.Critérios de Medição e Remuneração . D) Resistência ao manchamento: classe de limpabilidade 5. NBR 13753. E) Carga de ruptura > 800. acrescentando-se as áreas desenvolvidas por espaletas ou dobras (m²).06.Boletim 156 C) Resistência química: classe A ( alta resistência química a produtos domésticos e de piscinas ). NBR 13817. F) Resistência ao risco (escala Mohs): > 9. conforme anexo A da NBR 13818. G) Resistente a gretagem. grupo BIIb ( semiporoso ). H) Resistente ao choque térmico.

2) O item remunera o fornecimento de rodapé em placa cerâmica esmaltada de primeira qualidade ( classe A. 177 de 734 . D) Resistência ao manchamento: classe de limpabilidade 5. referência Mármore Inglês. descontando-se toda e qualquer interferência. G) Resistente a gretagem. PARA ÁREAS INTERNAS COM SAÍDA PARA O EXTERIOR. NBR 13817. indicada para pisos internos com saída para áreas externas. ou classe extra ). NBR 13816.19 RODAPÉ CERÂMICO ESMALTADO RÚSTICO PEI-5 RESISTÊNCIA QUÍMICA B. com as características: A) Dimensões: peça de 42 x 42 cm. PARA ÁREAS INTERNAS COM SAÍDA PARA O EXTERIOR. C) Resistência química: classe B ( média resistência química a produtos domésticos e de piscinas ). conforme anexo A da NBR 13818. F) Resistência à abrasão superficial classe V (PEI-5). ASSENTADO COM ARGAMASSA COLANTE INDUSTRIALIZADA 1) Será medido pela área de piso revestida com placa cerâmica. B) Média alta absorção de água: 6% < Abs < 10%. E) Carga de ruptura > 800. conforme anexo A da NBR 13818. ou equivalente. preparo e aplicação da argamassa colante industrializada e o assentamento das peças conforme exigências das normas NBR 9817. com as características: A) Dimensões: 42 x 42 cm.06. G) Resistente a gretagem. H) Resistente ao choque térmico. NBR 13753. cortada com ferramental adequado nas dimensões de 10 x 42 cm. referência Mármore Inglês. e recomendações dos fabricantes. Não remunera os serviços de regularização da superfície e de rejuntamento. fabricação Gyotoku ou equivalente. indicado para pisos internos com saída para áreas externas. grupo BIIb ( semiporoso ). e a mão-deobra necessária para a execução dos serviços: limpeza e preparo da superfície de assentamento.Boletim 156 18. C) Resistência química: classe B ( média resistência química a produtos domésticos e de piscinas ). ASSENTADO COM ARGAMASSA MISTA 1) Será medido por comprimento de rodapé colocado (m). E) Carga de ruptura > 800. acrescentando-se as áreas desenvolvidas por espaletas ou dobras (m²).06. 18. B) Média alta absorção de água: 6% < Abs < 10%. 2) O item remunera o fornecimento de placa cerâmica esmaltada de primeira qualidade ( classe A.Critérios de Medição e Remuneração . F) Resistência à abrasão superficial classe V (PEI-5). ou classe extra ). grupo BIIb ( semiporoso ). H) Resistente ao choque térmico. fabricação Gyotoku. Remunera também o fornecimento de argamassa colante industrializada tipo AC-II. D) Resistência ao manchamento: classe de limpabilidade 5. NBR 13818 e NBR 14081.18 PISO CERÂMICO ESMALTADO RÚSTICO PEI-5 RESISTÊNCIA QUÍMICA B.

NBR 13753. com as características A) Dimensões: peça de 42 x 42 cm. ASSENTADO COM ARGAMASSA MISTA 1) Será medido pela área de piso revestida com placa cerâmica.5 cm. e a mão-deobra necessária para a execução dos serviços: limpeza e preparo da superfície de assentamento. 2) O item remunera o fornecimento de rodapé em placa cerâmica esmaltada de primeira qualidade ( classe A. e recomendações dos fabricantes. aplicação da pasta de cimento sobre a base.06. e o assentamento das peças conforme exigências das normas NBR 9817. G) Resistente a gretagem. indicado para pisos internos com saída para áreas externas. F) Resistência à abrasão superficial classe V (PEI-5). conforme exigências das normas NBR 9817. NBR 13818 e recomendações dos fabricantes. descontando-se toda e qualquer interferência. referência Mármore Inglês. D) Resistência ao manchamento: classe de limpabilidade 5. Não remunera os serviços de regularização da superfície e de rejuntamento.5:5. conforme anexo A da NBR 13818. indicada para pisos externos.20 RODAPÉ CERÂMICO ESMALTADO RÚSTICO PEI-5 RESISTÊNCIA QUÍMICA B.21 PISO CERÂMICO ESMALTADO TEXTURIZADO PEI-5 RESISTÊNCIA QUÍMICA B. pasta de cimento para ponte de aderência. aplicação da argamassa mista de assentamento na espessura média de 2. NBR 13818 e NBR 14081. grupo BIIb ( semiporoso ). cortada com ferramental adequado nas dimensões de 10 x 42 cm. preparo e aplicação da argamassa colante industrializada. fabricação Gyotoku. ou equivalente.Critérios de Medição e Remuneração . ou classe extra ). corte das peças no formato de 10 x 42 cm por meio de ferramenta com ponta de vídia ou diamante. areia e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços de preparo da argamassa mista de assentamento no traço 1:0. H) Resistente ao choque térmico. B) Média alta absorção de água: 6% < Abs < 10%. NBR 13816. C) Resistência química: classe B ( média resistência química a produtos domésticos e de piscinas ). fabricação Gyotoku. conforme anexo A da NBR 13818. ASSENTADO COM ARGAMASSA COLANTE INDUSTRIALIZADA 1) Será medido por comprimento de rodapé colocado (m). 178 de 734 . PARA ÁREAS INTERNAS COM SAÍDA PARA O EXTERIOR. NBR 13817. cal hidratada. referência Astúrias. corte das peças no formato de 10 x 42 cm por meio de ferramenta com ponta de vídia ou diamante. 2) O item remunera o fornecimento de placa cerâmica esmaltada de primeira qualidade ( classe A.Boletim 156 Remunera também o fornecimento de cimento. NBR 13816. NBR 13817. Não remunera os serviços de regularização da superfície e de rejuntamento. com as características: A) Dimensões: 42 x 42 cm. PARA ÁREAS EXTERNAS. e o assentamento das peças. 18. ou equivalente. ou classe extra ).06. 18. Remunera também o fornecimento de argamassa colante industrializada tipo AC-II. E) Carga de ruptura > 800. acrescentando-se as áreas desenvolvidas por espaletas ou dobras (m²).

B) Média alta absorção de água: 6% < Abs < 10%. C) Resistência química: classe B ( ou média resistência química a produtos domésticos e de piscinas ). E) Carga de ruptura > 800. PARA ÁREAS EXTERNAS. G) Resistente a gretagem. conforme anexo A da NBR 13818. acrescentando-se as áreas desenvolvidas por espaletas ou dobras (m²).5:5. fabricação Gyotoku. 179 de 734 . 18.48 ( classe 2 ). aplicação da argamassa mista de assentamento na espessura média de 2. ou classe extra ). NBR 13817. Remunera também o fornecimento de cimento. G) Resistente a gretagem. NBR 13816. ou equivalente. Não remunera os serviços de regularização da superfície e de rejuntamento. indicada para pisos externos. NBR 13753.5 cm.06. e o assentamento das peças. H) Resistente ao choque térmico. C) Resistência química: classe B ( média resistência química a produtos domésticos e de piscinas ). I) Coeficiente de atrito: > 0.48 ( classe 2 ). I) Coeficiente de atrito: > 0. Não remunera os serviços de regularização da superfície e de rejuntamento. referência Astúrias.Boletim 156 B) Média alta absorção de água: 6% < Abs < 10%. aplicação da pasta de cimento sobre a base. preparo e aplicação da argamassa colante industrializada e o assentamento das peças conforme exigências das normas NBR 9817.22 PISO CERÂMICO ESMALTADO TEXTURIZADO PEI-5 RESISTÊNCIA QUÍMICA B. areia e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços de preparo da argamassa mista de assentamento no traço 1:0. F) Resistência à abrasão superficial classe V (PEI-5). H) Resistente ao choque térmico. F) Resistência à abrasão superficial classe V (PEI-5). NBR 13818 e NBR 14081. E) Carga de ruptura > 800. D) Resistência ao manchamento: classe de limpabilidade 5. D) Resistência ao manchamento: classe de limpabilidade 5. 2) O item remunera o fornecimento de placa cerâmica esmaltada de primeira qualidade ( classe A. NBR 13818 e recomendações dos fabricantes. ASSENTADO COM ARGAMASSA COLANTE INDUSTRIALIZADA 1) Será medido pela área de piso revestida com placa cerâmica. e a mão-deobra necessária para a execução dos serviços: limpeza e preparo da superfície de assentamento. NBR 13816. Remunera também o fornecimento de argamassa colante industrializada tipo AC-II. grupo BIIb ( semiporoso ). com as características: A) Dimensões: 42 x 42 cm. cal hidratada. conforme exigências das normas NBR 9817. NBR 13817. grupo BIIb ( semiporoso ). e recomendações dos fabricantes. descontando-se toda e qualquer interferência.Critérios de Medição e Remuneração . pasta de cimento para ponte de aderência.

ou equivalente. 2) O item remunera o fornecimento de rodapé em placa cerâmica esmaltada de primeira qualidade ( classe A. indicado para pisos externos. NBR 13818 e recomendações dos fabricantes. Remunera também o fornecimento de cimento.Boletim 156 18. corte das peças no formato de 10 x 42 cm por meio de ferramenta com ponta de vídia ou diamante. referência Astúrias. C) Resistência química: classe B ( média resistência química a produtos domésticos e de piscinas ). grupo BIIb ( semiporoso ). conforme anexo A da NBR 13818. ou classe extra ). pasta de cimento para ponte de aderência. com as características: A) Dimensões: peça de 42 x 42 cm.06.5:5. conforme anexo A da NBR 13818. I) Coeficiente de atrito: > 0.24 RODAPÉ CERÂMICO ESMALTADO TEXTURIZADO PEI-5 RESISTÊNCIA QUÍMICA B. ASSENTADO COM ARGAMASSA COLANTE INDUSTRIALIZADA 1) Será medido por comprimento de rodapé colocado (m). H) Resistente ao choque térmico. fabricação Gyotoku. aplicação da argamassa mista de assentamento na espessura média de 2. NBR 13816.23 RODAPÉ CERÂMICO ESMALTADO TEXTURIZADO PEI-5 RESISTÊNCIA QUÍMICA B.48 ( classe 2 ). 2) O item remunera o fornecimento de rodapé em placa cerâmica esmaltada de primeira qualidade ( classe A. B) Média alta absorção de água: 6% < Abs < 10%. ou classe extra ).Critérios de Medição e Remuneração . G) Resistente a gretagem. B) Média alta absorção de água: 6% < Abs < 10%. D) Resistência ao manchamento: classe de limpabilidade 5. C) Resistência química: classe B ( média resistência química a produtos domésticos e de piscinas ). cortada com ferramental adequado nas dimensões de 10 x 42 cm. referência Astúrias. fabricação Gyotoku. com as características: A) Dimensões: peça de 42 x 42 cm. F) Resistência à abrasão superficial classe V (PEI-5). areia e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços de preparo da argamassa mista de assentamento no traço 1:0.5 cm. NBR 13817. cal hidratada.06. grupo BIIb ( semiporoso ). 18. e o assentamento das peças. 180 de 734 . PARA ÁREAS EXTERNAS. cortada com ferramental adequado nas dimensões de 10 x 42 cm. D) Resistência ao manchamento: classe de limpabilidade 5. Não remunera os serviços de regularização da superfície e de rejuntamento. ASSENTADO COM ARGAMASSA MISTA 1) Será medido por comprimento de rodapé colocado (m). E) Carga de ruptura > 800. PARA ÁREAS EXTERNAS. F) Resistência à abrasão superficial classe V (PEI-5). indicado para pisos externos. aplicação da pasta de cimento sobre a base. E) Carga de ruptura > 800. conforme exigências das normas NBR 9817. ou equivalente.

e a mão-deobra necessária para a execução dos serviços: limpeza e preparo da superfície de assentamento. F) Carga de ruptura > 700 N. C) Média absorção de água: 3%< Abs < 6%. e recomendações dos fabricantes. Não remunera os serviços de regularização da superfície e de rejuntamento. conforme exigências das normas NBR 9817. I) Resistente ao choque térmico.26 RODAPÉ CERÂMICO ESMALTADO ANTIDERRAPANTE. grupo BIIa. com as características: A) Textura da superfície antiderrapante na cor branco gelo. e o assentamento das peças. Não remunera os serviços de regularização da superfície e de rejuntamento. 18. NBR 13753. corte das peças no formato de 10 x 42 cm por meio de ferramenta com ponta de vídia ou diamante. preparo e aplicação da argamassa colante industrializada. acrescentando-se as áreas desenvolvidas por espaletas ou dobras (m²). RESISTÊNCIA QUÍMICA A. ASSENTADO COM ARGAMASSA COLANTE INDUSTRIALIZADA 1) Será medido por comprimento de rodapé colocado (m). RESISTÊNCIA QUÍMICA A. G) Resistência à abrasão superficial classe V (PEI-5). 2) O item remunera o fornecimento de placa cerâmica esmaltada de primeira qualidade ( classe A. NBR 13816. preparo e aplicação da argamassa colante industrializada e o assentamento das peças conforme exigências das normas NBR 9817. conforme anexo A da NBR 13818. Remunera também o fornecimento de argamassa colante industrializada tipo AC-II. e a mão-deobra necessária para a execução dos serviços: limpeza e preparo da superfície de assentamento.40 / > 0. NBR 13817. J) Coeficiente de atrito seco / molhado: > 0. 181 de 734 . NBR 13816.06. PEI-5. B) Dimensões: 30 x 30 cm.Critérios de Medição e Remuneração . NBR 13818 e NBR 14081. 18. NBR 13817.25 PISO CERÂMICO ESMALTADO ANTIDERRAPANTE.06. Remunera também o fornecimento de argamassa colante industrializada tipo AC-II. I) Coeficiente de atrito: > 0. referência Petra WH da Cecrisa. ASSENTADO COM ARGAMASSA COLANTE INDUSTRIALIZADA 1) Será medido pela área de piso revestida com placa cerâmica. D) Resistência química: classe A ( alta resistência química a produtos domésticos e de piscinas ). e recomendações dos fabricantes.40. PEI-5. indicada para pisos internos sujeitos a lavagem freqüente. E) Resistência ao manchamento: classe de limpabilidade 3.Boletim 156 G) Resistente a gretagem. H) Resistente ao choque térmico. fabricação Portinari ou equivalente. H) Resistente à gretagem. descontando-se toda e qualquer interferência. ou classe extra ).48 ( classe 2 ). NBR 13818 e NBR 14081. NBR 13753.

e a limpeza das juntas. descontando-se toda e qualquer interferência. NBR 13818 e NBR 14081. G) Resistência à abrasão superficial classe V (PEI-5). B) Dimensões: 30 x 30 cm. JUNTAS ACIMA DE 5 ATÉ 10 MM 182 de 734 . ou frisador plástico. conforme exigências das normas NBR 9817 e NBR 13753.41 REJUNTAMENTO DE PISO EM PLACAS CERÂMICAS ( 30-34 X 30-34 CM ) COM ARGAMASSA INDUSTRIALIZADA PARA REJUNTE. 18. ou de madeira. 2) O item remunera o fornecimento de cimento branco não estrutural e a mão-de-obra necessária para os serviços de preparo da pasta de cimento. C) Média absorção de água: 3%< Abs < 6%. e a mão-deobra necessária para a execução dos serviços: limpeza e preparo da superfície de assentamento.Critérios de Medição e Remuneração . ou de acrílico.40 REJUNTAMENTO DE PISO EM PLACAS CERÂMICAS ( 30-34 X 30-34 CM ) COM CIMENTO BRANCO.06. e recomendações dos fabricantes. H) Resistente à gretagem. JUNTAS ACIMA DE 3 ATÉ 5 MM 1) Será medido pela área de piso rejuntado. NBR 13753. descontando-se toda e qualquer interferência. ou classe extra ). indicado para pisos internos com saída para áreas externas. NBR 13816. cortada com ferramental adequado nas dimensões de 8 x 30 cm referência Petra WH da Cecrisa.06.42 REJUNTAMENTO DE PISO EM PLACAS CERÂMICAS ( 40-42 X 40-42 CM ) COM CIMENTO BRANCO. e recomendações dos fabricantes 18.06.40 / > 0. e a mão-de-obra necessária para os serviços de preparo da argamassa. E) Resistência ao manchamento: classe de limpabilidade 3. ou frisador plástico. conforme exigências das normas NBR 9817 e NBR 13753. aplicação da argamassa nas juntas. Não remunera os serviços de regularização da superfície e de rejuntamento. com as características A) Textura da superfície antiderrapante na cor branco gelo. J) Coeficiente de atrito seco / molhado: > 0. para áreas internas ou externas. ou de madeira. F) Carga de ruptura > 700 N. 2) O item remunera o fornecimento de argamassa industrializada flexível para rejunte de juntas. 18. acabamento final com a utilização de esponja macia. e a limpeza das juntas. I) Resistente ao choque térmico. acrescentando-se as áreas desenvolvidas por espaletas ou dobras (m²). preparo e aplicação da argamassa colante industrializada e o assentamento das peças conforme exigências das normas NBR 9817. Remunera também o fornecimento de argamassa colante industrializada tipo AC-II. acrescentando-se as áreas desenvolvidas por espaletas ou dobras (m²). JUNTAS ACIMA DE 3 ATÉ 5 MM 1) Será medido pela área de piso rejuntado.Boletim 156 2) O item remunera o fornecimento de rodapé em placa cerâmica esmaltada de primeira qualidade ( classe A. NBR 13817. D) Resistência química: classe A ( alta resistência química a produtos domésticos e de piscinas ). em várias cores. fabricação Portinari ou equivalente. grupo BIIa.40. acabamento final com a utilização de esponja macia. conforme anexo A da NBR 13818. ou de acrílico. aplicação da pasta nas juntas.

para áreas internas ou externas.06. 2) O item remunera o fornecimento de argamassa industrializada flexível para rejunte de juntas.Boletim 156 1) Será medido pela área de piso rejuntado. 2) O item remunera o fornecimento de argamassa industrializada flexível para rejunte de juntas. 18. 2) O item remunera o fornecimento de argamassa industrializada flexível para rejunte de juntas. conforme exigências das normas NBR 9817 e NBR 13753. ou de acrílico. acabamento final com a utilização de esponja macia. e a limpeza das juntas. aplicação da pasta nas juntas. aplicação da pasta nas juntas. em várias cores.06. JUNTAS ACIMA DE 5 ATÉ 10 MM 1) Será medido por comprimento de rodapé rejuntado (m). e a mão-de-obra necessária para os serviços de preparo da argamassa. e a limpeza das juntas.51 REJUNTAMENTO DE RODAPÉ EM PLACAS CERÂMICAS ATÉ 10 CM DE ALTURA COM ARGAMASSA INDUSTRIALIZADA PARA REJUNTE. ou de madeira. acabamento final com a utilização de esponja macia. 18. conforme exigências das normas NBR 9817 e NBR 13753. ou de madeira. ou frisador plástico. JUNTAS ACIMA DE 3 ATÉ 5 MM 1) Será medido por comprimento de rodapé rejuntado (m). e a mão-de-obra necessária para os serviços de preparo da argamassa. descontando-se toda e qualquer interferência. 2) O item remunera o fornecimento de cimento branco não estrutural e a mão-de-obra necessária para os serviços de preparo da pasta de cimento. aplicação da argamassa nas juntas. acrescentando-se as áreas desenvolvidas por espaletas ou dobras (m²). 2) O item remunera o fornecimento de cimento branco não estrutural e a mão-de-obra necessária para os serviços de preparo da pasta de cimento. conforme exigências das normas NBR 9817 e NBR 13753. para áreas internas ou externas. ou frisador plástico. e a limpeza das juntas. 2) O item remunera o fornecimento de cimento branco não estrutural e a mão-de-obra necessária para os serviços de preparo da pasta de cimento. para áreas internas ou externas. ou de acrílico. aplicação da pasta nas juntas. e a limpeza das juntas. e a mão-de-obra necessária para os serviços de preparo da argamassa. conforme exigências das normas NBR 9817 e NBR 13753. aplicação da argamassa nas juntas. 18. ou frisador plástico. acabamento final com a utilização de esponja macia.Critérios de Medição e Remuneração . ou de madeira. acrescentando-se as áreas desenvolvidas por espaletas ou dobras (m²).06. ou frisador plástico. e recomendações dos fabricantes.06.53 REJUNTAMENTO DE RODAPÉ EM PLACAS CERÂMICAS ATÉ 10 CM DE ALTURA COM ARGAMASSA INDUSTRIALIZADA PARA REJUNTE. acabamento final com a utilização de 183 de 734 . JUNTAS ACIMA DE 5 ATÉ 10 MM 1) Será medido pela área de piso rejuntado. acabamento final com a utilização de esponja macia.06. acabamento final com a utilização de esponja macia. ou de madeira. ou de acrílico.52 REJUNTAMENTO DE RODAPÉ EM PLACAS CERÂMICAS ATÉ 10 CM DE ALTURA COM CIMENTO BRANCO. conforme exigências das normas NBR 9817 e NBR 13753.50 REJUNTAMENTO DE RODAPÉ EM PLACAS CERÂMICAS ATÉ 10 CM DE ALTURA COM CIMENTO BRANCO. 18. e a limpeza das juntas. em várias cores. ou frisador plástico. em várias cores.43 REJUNTAMENTO DE PISO EM PLACAS CERÂMICAS ( 40-42 X 40-42 CM ) COM ARGAMASSA INDUSTRIALIZADA PARA REJUNTE. e recomendações dos fabricantes 18. JUNTAS ACIMA DE 3 ATÉ 5 MM 1) Será medido por comprimento de rodapé rejuntado (m). ou de acrílico. aplicação da argamassa nas juntas. ou de acrílico. descontando-se toda e qualquer interferência. JUNTAS ACIMA DE 5 ATÉ 10 MM 1) Será medido por comprimento de rodapé rejuntado (m). ou de madeira.

2) O item remunera o fornecimento de placa cerâmica não esmaltada extrudada. F) Resistente ao choque térmico. indicada para pisos industriais sujeitos a agentes químicos. ASSENTADO COM ARGAMASSA DE CIMENTO E AREIA 1) Será medido pela área de piso revestida com placa cerâmica. ou classe extra ). ou classe extra ). 18. com garras. C) Resistência química: classe UA até UHA ( alta resistência química a agentes químicos industriais ). areia e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços de preparo e aplicação da argamassa de assentamento no traço 1:3. E) Resistência à abrasão profunda: <106 mm³. referência Placa Antiácida Industrial formato 1009. acrescentando-se as áreas desenvolvidas por espaletas ou dobras (m²). conforme anexo A da NBR 13818. de primeira qualidade ( classe A. referência Placa Antiácida Industrial formato 1009. conforme anexo A da NBR 13818. C) Resistência química: classe UA até UHA ( alta resistência química a agentes químicos industriais ). com garras. H) Coeficiente de atrito: > 0. ou de madeira.07. 2) O item remunera o fornecimento de placa cerâmica não esmaltada extrudada. ou frisador plástico. acrescentando-se as áreas desenvolvidas por espaletas ou dobras (m²). NBR 13816.374 N. e o assentamento das peças.Critérios de Medição e Remuneração . indicada para pisos industriais sujeitos a agentes químicos.07.01 PISOS EM PLACAS CERÂMICAS NÃO ESMALTADAS EXTRUDADAS PISO CERÂMICO NÃO ESMALTADO EXTRUDADO ALTA RESISTÊNCIA QUÍMICA E MECÂNICA. descontando-se toda e qualquer interferência. ESPESSURA DE 9 MM. B) Absorção de água: < 3% grupo AIa. e recomendações dos fabricantes. NBR 13817 e NBR 13818. conforme exigências das normas NBR 9817. e a limpeza das juntas. conforme exigências das normas NBR 9817 e NBR 13753. Remunera também o fornecimento de cimento. D) Carga de ruptura > 1.60 ( classe 2 ).02 PISO CERÂMICO NÃO ESMALTADO EXTRUDADO ALTA RESISTÊNCIA QUÍMICA E MECÂNICA. 18. descontando-se toda e qualquer interferência. de primeira qualidade ( classe A. fabricação Gail. 184 de 734 . com as características: A) Dimensões: 240 x 116 x 9 mm. ESPESSURA DE 9 MM.Boletim 156 esponja macia. com as características: A) Dimensões: 240 x 116 x 9 mm.07. e recomendações dos fabricantes. Não remunera os serviços de regularização da superfície e de rejuntamento. ou equivalente. G) Resistente ao congelamento. ou de acrílico.00 18. B) Absorção de água: < 3% grupo AIa. ou equivalente. fabricação Gail. ASSENTADO COM ARGAMASSA COLANTE INDUSTRIALIZADA 1) Será medido pela área de piso revestida com placa cerâmica.

NBR 13753. e recomendações dos fabricantes. 185 de 734 .Critérios de Medição e Remuneração . ESPESSURA DE 14 MM. preparo e aplicação da argamassa colante industrializada e o assentamento das peças conforme exigências das normas NBR 9817. H) Coeficiente de atrito: > 0. Remunera também o fornecimento de argamassa colante industrializada tipo AC-II. referência Placa Antiácida Industrial formato 1014. E) Resistência à abrasão profunda: <106 mm³.03 PISO CERÂMICO NÃO ESMALTADO EXTRUDADO ALTA RESISTÊNCIA QUÍMICA E MECÂNICA. conforme exigências das normas NBR 9817. 18. Não remunera os serviços de regularização da superfície e de rejuntamento. H) Coeficiente de atrito: > 0. C) Resistência química: classe UA até UHA ( alta resistência química a agentes químicos industriais ). G) Resistente ao congelamento. acrescentando-se as áreas desenvolvidas por espaletas ou dobras (m²).Boletim 156 D) Carga de ruptura > 1. ou classe extra ). ASSENTADO COM ARGAMASSA DE CIMENTO E AREIA 1) Será medido pela área de piso revestida com placa cerâmica. NBR 13817. ESPESSURA DE 14 MM.07. areia e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços de preparo e aplicação da argamassa de assentamento no traço 1:3. B) Absorção de água: < 3% grupo AIa. E) Resistência à abrasão profunda: <130 mm³. F) Resistente ao choque térmico. conforme anexo A da NBR 13818.374 N. G) Resistente ao congelamento. acrescentando-se as áreas desenvolvidas por espaletas ou dobras (m²). NBR 13818 e NBR 14081. D) Carga de ruptura > 2. ASSENTADO COM ARGAMASSA COLANTE INDUSTRIALIZADA 1) Será medido pela área de piso revestida com placa cerâmica. NBR 13817 e NBR 13818. 18. e a mão-deobra necessária para a execução dos serviços: limpeza e preparo da superfície de assentamento.07. descontando-se toda e qualquer interferência.60 ( classe 2 ).60 ( classe 2 ). F) Resistente ao choque térmico. com garras. e recomendações dos fabricantes. e o assentamento das peças. ou equivalente.04 PISO CERÂMICO NÃO ESMALTADO EXTRUDADO ALTA RESISTÊNCIA QUÍMICA E MECÂNICA.131 N. 2) O item remunera o fornecimento de placa cerâmica não esmaltada extrudada. com as características: A) Dimensões: 240 x 116 x 14 mm. fabricação Gail. NBR 13816. Não remunera os serviços de regularização da superfície e de rejuntamento. NBR 13816. de primeira qualidade ( classe A. indicada para pisos industriais sujeitos a agentes químicos. Remunera também o fornecimento de cimento. descontando-se toda e qualquer interferência.

C) Resistência química: classe UA até UHA ( alta resistência química a agentes químicos industriais ). NBR 13817. G) Resistente ao congelamento. F) Resistente ao choque térmico. e o assentamento das peças. 2) O item remunera o fornecimento de placa cerâmica não esmaltada extrudada.131 N. indicada para pisos industriais sujeitos a agentes químicos. 186 de 734 . F) Resistente ao choque térmico. conforme anexo A da NBR 13818. Remunera também o fornecimento de cimento. NBR 13816. D) Carga de ruptura > 1. E) Resistência à abrasão profunda: <130 mm³. 18. e recomendações dos fabricantes. indicada para pisos industriais sujeitos a agentes químicos. E) Resistência à abrasão profunda: <106 mm³. H) Coeficiente de atrito: > 0. referência Placa Antiácida Industrial formato 4009. Não remunera os serviços de regularização da superfície e de rejuntamento. ou classe extra ). conforme anexo A da NBR 13818. referência Placa Antiácida Industrial formato 1014.60 ( classe 2 ). areia e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços de preparo e aplicação da argamassa de assentamento no traço 1:3. com garras. fabricação Gail. NBR 13818 e NBR 14081. B) Absorção de água: < 3% grupo AIa. ou equivalente.07. fabricação Gail. C) Resistência química: classe UA até UHA ( alta resistência química a agentes químicos industriais ). com as características: A) Dimensões: 240 x 100 x 09 mm. preparo e aplicação da argamassa colante industrializada e o assentamento das peças conforme exigências das normas NBR 9817. de primeira qualidade ( classe A. conforme exigências das normas NBR 9817. B) Absorção de água: < 3% grupo AIa. H) Coeficiente de atrito: > 0. de primeira qualidade ( classe A.Critérios de Medição e Remuneração . ASSENTADO COM ARGAMASSA DE CIMENTO E AREIA 1) Será medido por comprimento de rodapé colocado (m). NBR 13753. ou equivalente.07 RODAPÉ CERÂMICO NÃO ESMALTADO EXTRUDADO ALTA RESISTÊNCIA QUÍMICA E MECÂNICA ALTURA DE 10 CM. NBR 13817 e NBR 13818. e a mão-deobra necessária para a execução dos serviços: limpeza e preparo da superfície de assentamento. com as características: A) Dimensões: 240 x 116 x 14 mm. D) Carga de ruptura > 2. Remunera também o fornecimento de argamassa colante industrializada tipo AC-II. e recomendações dos fabricantes. ou classe extra ).374 N.60 ( classe 2 ). NBR 13816. com garras. G) Resistente ao congelamento.Boletim 156 2) O item remunera o fornecimento de placa cerâmica não esmaltada extrudada.

NBR 13818 e NBR 14081. ASSENTADO COM ARGAMASSA COLANTE INDUSTRIALIZADA 1) Será medido por comprimento de rodapé colocado (m). 2) O item remunera o fornecimento de canto de rodapé interno ou externo em placa cerâmica não esmaltada extrudada. indicada para pisos industriais sujeitos a agentes químicos. Não remunera os serviços de regularização da superfície e de rejuntamento. de primeira qualidade ( classe A. C) Resistência química: classe UA até UHA ( alta resistência química a agentes químicos industriais ). NBR 13817. referência Placa Antiácida Industrial formato 4091 E 4092. com garras.374 N. conforme anexo A da NBR 13818. E) Resistência à abrasão profunda: <106 mm³. B) Absorção de água: < 3% grupo AIa. G) Resistente ao congelamento. 187 de 734 .Critérios de Medição e Remuneração . de primeira qualidade ( classe A. conforme anexo A da NBR 13818. indicado para pisos industriais sujeitos a agentes químicos. conforme exigências das normas NBR 9817.374 N.Boletim 156 Não remunera os serviços de regularização da superfície e de rejuntamento.08 RODAPÉ CERÂMICO NÃO ESMALTADO EXTRUDADO ALTA RESISTÊNCIA QUÍMICA E MECÂNICA ALTURA DE 10 CM. H) Coeficiente de atrito: > 0. ou classe extra ). E) Resistência à abrasão profunda: <106 mm³. B) Absorção de água: < 3% grupo AIa. 18. ASSENTADO COM ARGAMASSA DE CIMENTO E AREIA 1) Será medido por unidade de canto colocado (un). e a mão-deobra necessária para a execução dos serviços: limpeza e preparo da superfície de assentamento. e recomendações dos fabricantes. Remunera também o fornecimento de argamassa colante industrializada tipo AC-II. e o assentamento das peças. com garras. ou classe extra ).09 CANTO DE RODAPÉ INTERNO OU EXTERNO CERÂMICO NÃO ESMALTADO EXTRUDADO ALTA RESISTÊNCIA QUÍMICA E MECÂNICA ALTURA DE 10 CM. ou equivalente.07. com as características: A) Dimensões: 100 x 30 x 30 mm. 18.60 ( classe 2 ). fabricação Gail.07. F) Resistente ao choque térmico. D) Carga de ruptura > 1. ou equivalente. D) Carga de ruptura > 1. preparo e aplicação da argamassa colante industrializada. referência Placa Antiácida Industrial formato 4009. com as características: A) Dimensões: 240 x 100 x 09 mm. 2) O item remunera o fornecimento de placa cerâmica não esmaltada extrudada. fabricação Gail. C) Resistência química: classe UA até UHA ( alta resistência química a agentes químicos industriais ). NBR 13753. NBR 13816.

acrescentando-se as áreas desenvolvidas por espaletas ou dobras (m²). fabricação SGL Acotec. fabricação Gail. preparo e aplicação da argamassa colante industrializada. JUNTAS ACIMA DE 3 ATÉ 6 MM 1) Será medido pela área de piso rejuntado. NBR 13816. de primeira qualidade ( classe A. NBR 13816. referência Placa Antiácida Industrial formato 4091 E 4092. B) Absorção de água: < 3% grupo AIa. Remunera também o fornecimento de argamassa colante industrializada tipo AC-II. 2) O item remunera o fornecimento de argamassa bi-componente à base de resina furânica e cargas minerais de sílica. e recomendações dos fabricantes. COM ARGAMASSA INDUSTRIALIZADA À BASE DE RESINA FURÂNICA. F) Resistente ao choque térmico. ou equivalente. conforme exigências das normas NBR 9817. conforme exigências das normas NBR 9817.374 N.20 REJUNTAMENTO DE PISO CERÂMICO EXTRUDADO ANTIÁCIDO DE 9 MM.60 ( classe 2 ). ou classe extra ). conforme anexo A da NBR 13818. aplicação da argamassa nas juntas.Critérios de Medição e Remuneração . G) Resistente ao congelamento. ou Keranol FU 310 ( solução e pó ). e a mão-de-obra necessária para os serviços de preparo da argamassa bi-componente. areia e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços de preparo e aplicação da argamassa de assentamento no traço 1:3. NBR 13753.Boletim 156 F) Resistente ao choque térmico. com garras. ou equivalente.07. com as características: A) Dimensões: 100 x 30 x 30 mm. NBR 13817 e NBR 13818. C) Resistência química: classe UA até UHA ( alta resistência química a agentes químicos industriais ).10 CANTO DE RODAPÉ INTERNO OU EXTERNO CERÂMICO NÃO ESMALTADO EXTRUDADO ALTA RESISTÊNCIA QUÍMICA E MECÂNICA ALTURA DE 10 CM. NBR 13818 e NBR 14081. Remunera também o fornecimento de cimento. E) Resistência à abrasão profunda: <106 mm³. 2) O item remunera o fornecimento de canto de rodapé interno ou externo em placa cerâmica não esmaltada extrudada. indicado para pisos industriais sujeitos a agentes químicos. H) Coeficiente de atrito: > 0. e recomendações dos fabricantes. fabricação Resinar. descontando-se toda e qualquer interferência.07. H) Coeficiente de atrito: > 0. 18. ASSENTADO COM ARGAMASSA COLANTE INDUSTRIALIZADA 1) Será medido por unidade de canto colocado (un). referência Resilit FN ( solução e pó ). e o assentamento das peças. 18. 188 de 734 . e a mão-deobra necessária para a execução dos serviços: limpeza e preparo da superfície de assentamento. Não remunera os serviços de regularização da superfície e de rejuntamento. e o assentamento das peças. D) Carga de ruptura > 1. Não remunera os serviços de regularização da superfície e de rejuntamento. G) Resistente ao congelamento.60 ( classe 2 ). NBR 13817.

ou equivalente. ou equivalente. COM ARGAMASSA INDUSTRIALIZADA À BASE DE RESINA EPÓXI. ou de madeira.07. fabricação Resinar. acrescentando-se as áreas desenvolvidas por espaletas ou dobras (m²). ou Keranol FU 310 ( solução e pó ). COM ARGAMASSA INDUSTRIALIZADA À BASE DE RESINA FURÂNICA.30 REJUNTAMENTO DE RODAPÉ CERÂMICO EXTRUDADO ANTIÁCIDO DE 9 MM. 2) O item remunera o fornecimento de argamassa bi-componente à base de resina furânica e cargas minerais de sílica. acrescentando-se as áreas desenvolvidas por espaletas ou dobras (m²). JUNTAS ACIMA DE 3 ATÉ 6 MM 1) Será medido pela área de piso rejuntado. ou Keranol FU 310 ( solução e pó ). 189 de 734 . pó e endurecedor ). e a mão-de-obra necessária para os serviços de preparo da argamassa. aplicação da argamassa nas juntas. aplicação da argamassa nas juntas. referência Resilit E ( solução. COM ARGAMASSA INDUSTRIALIZADA À BASE DE RESINA EPÓXI. ou equivalente. ou de madeira. ou de acrílico.21 REJUNTAMENTO DE PISO CERÂMICO EXTRUDADO ANTIÁCIDO DE 9 MM.23 REJUNTAMENTO DE PISO CERÂMICO EXTRUDADO ANTIÁCIDO DE 14 MM. acabamento final com a utilização de esponja macia. conforme exigências das normas NBR 9817 e NBR 13753.07. 18. aplicação da argamassa nas juntas. conforme exigências das normas NBR 9817 e NBR 13753. e a mão-de-obra necessária para os serviços de preparo da argamassa. ou equivalente. 2) O item remunera o fornecimento de argamassa bi-componente à base de resina furânica e cargas minerais de sílica. 2) O item remunera o fornecimento de argamassa sintética com três componentes à base de resina epóxi. fabricação SGL Acotec. referência Resilit FN ( solução e pó ). pó e endurecedor ). ou Keranol E ( solução. ou de acrílico. JUNTAS ACIMA DE 3 ATÉ 6 MM 1) Será medido pela área de piso rejuntado. 18. fabricação Resinar. e a limpeza das juntas. referência Resilit FN ( solução e pó ). pó e endurecedor ). e a limpeza das juntas. ou frisador plástico. descontando-se toda e qualquer interferência. ou de madeira. fabricação SGL Acotec. ou Keranol E ( solução. 18. JUNTAS ACIMA DE 3 ATÉ 6 MM 1) Será medido pela área de piso rejuntado. acabamento final com a utilização de esponja macia. fabricação Resinar.07. e a limpeza das juntas.Critérios de Medição e Remuneração . ou frisador plástico. aplicação da argamassa nas juntas. COM ARGAMASSA INDUSTRIALIZADA À BASE DE RESINA FURÂNICA. fabricação Resinar. ou de acrílico. e a limpeza das juntas. acabamento final com a utilização de esponja macia. fabricação SGL Acotec. ou de madeira. e a mão-de-obra necessária para os serviços de preparo da argamassa bi-componente. pó e endurecedor ). conforme exigências das normas NBR 9817 e NBR 13753. conforme exigências das normas NBR 9817 e NBR 13753. ou frisador plástico. 2) O item remunera o fornecimento de argamassa sintética com três componentes à base de resina epóxi. acabamento final com a utilização de esponja macia. descontando-se toda e qualquer interferência. descontando-se toda e qualquer interferência. JUNTAS ACIMA DE 3 ATÉ 6 MM 1) Será medido por comprimento de rodapé rejuntado (m). e a limpeza das juntas. referência Resilit E ( solução. e a mão-de-obra necessária para os serviços de preparo da argamassa bi-componente. acrescentando-se as áreas desenvolvidas por espaletas ou dobras (m²).07. conforme exigências das normas NBR 9817 e NBR 13753. ou de madeira. ou de acrílico. fabricação SGL Acotec. ou frisador plástico. ou frisador plástico. 18.22 REJUNTAMENTO DE PISO CERÂMICO EXTRUDADO ANTIÁCIDO DE 14 MM. ou de acrílico.Boletim 156 acabamento final com a utilização de esponja macia.

2) O item remunera o fornecimento de placa cerâmica esmaltada. descontando-se toda e qualquer interferência. fabricação Eliane ou equivalente. e a mão-de-obra necessária para os serviços de preparo da argamassa. Remunera também o fornecimento de cimento. ASSENTADO COM ARGAMASSA COLANTE INDUSTRIALIZADA 1) Será medido pela área de revestimento com placa cerâmica. fabricação SGL Acotec. acrescentando-se as áreas desenvolvidas por espaletas ou dobras (m²).11. B) Alta absorção de água: > 10%.02 REVESTIMENTO EM PLACA CERÂMICA ESMALTADA PARA PAREDES DE 15 X 15 CM. com as características: A) Dimensões: 15 x 15 cm. conforme exigências das normas NBR 8214. referência Resilit E ( solução. grupo BIII ( poroso ). ou classe extra ). COM ARGAMASSA INDUSTRIALIZADA À BASE DE RESINA EPÓXI. ou de acrílico. aplicação da argamassa nas juntas. conforme exigências das normas NBR 9817 e NBR 13753. indicada para revestimentos internos. 18. NBR 13817 e NBR 13818. E) Carga de ruptura > 200 N.Boletim 156 18.31 REJUNTAMENTO DE RODAPÉ CERÂMICO EXTRUDADO ANTIÁCIDO DE 9 MM. cal hidratada. 18. e o assentamento das peças. e a limpeza das juntas.11.01 REVESTIMENTOS EM PLACAS CERÂMICAS ESMALTADAS PRENSADAS REVESTIMENTO EM PLACA CERÂMICA ESMALTADA PARA PAREDES DE 15 X 15 CM. tipo cerâmica. marca Portinari.00 18. NBR 13816. de primeira qualidade ( classe A. 2) O item remunera o fornecimento de argamassa sintética com três componentes à base de resina epóxi. pó e endurecedor ). acrescentando-se as áreas desenvolvidas por espaletas ou dobras (m²). C) Resistência química: classe B ( média resistência química a produtos domésticos e de piscinas ).11. F) Resistente ao choque térmico. e recomendações dos fabricantes. aplicação da argamassa mista de assentamento. areia e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços de preparo da argamassa mista de assentamento no traço 1:2:8. ou classe extra ). indicada para revestimentos internos. White Export. D) Resistência ao manchamento: classe de limpabilidade 5. conforme anexo A da NBR 13818. de primeira qualidade ( classe A. conforme anexo A da NBR 13818. tipo cerâmica. Não remunera os serviços de regularização da superfície e de rejuntamento. ou frisador plástico. ou equivalente. ou Keranol E ( solução. referência: Linha Basics. ASSENTADO COM ARGAMASSA MISTA 1) Será medido pela área de revestimento de placa cerâmica. pó e endurecedor ).07. ou de madeira. 2) O item remunera o fornecimento de placa cerâmica esmaltada. fabricação Resinar. descontando-se toda e qualquer interferência. fabricação Cecrisa ou equivalente. com as características: 190 de 734 .Critérios de Medição e Remuneração . JUNTAS ACIMA DE 3 ATÉ 6 MM 1) Será medido por comprimento de rodapé rejuntado (m). acabamento final com a utilização de esponja macia.

NBR 13817. Não remunera os serviços de regularização da superfície e de rejuntamento. fabricação Eliane ou equivalente. 2) O item remunera o fornecimento de placa cerâmica esmaltada. Remunera também o fornecimento de cimento. F) Resistente ao choque térmico. E) Carga de ruptura > 200 N. C) Resistência química: classe B ( média resistência química a produtos domésticos e de piscinas ). e o assentamento das peças. Remunera também o fornecimento de argamassa colante industrializada tipo AC-I. 191 de 734 . E) Carga de ruptura > 200 N.Critérios de Medição e Remuneração . NBR 13818 e NBR 14081. NBR 13754. fabricação Eliane ou equivalente. referência: Linha Basics. tipo cerâmica. B) Alta absorção de água: > 10%. e a mão-deobra necessária para a execução dos serviços: limpeza e preparo da superfície de assentamento. 18. tipo cerâmica. D) Resistência ao manchamento: classe de limpabilidade 5.Boletim 156 A) Dimensões: 15 x 15 cm. grupo BIII ( poroso ). areia e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços de preparo da argamassa mista de assentamento no traço 1:2:8. ou classe extra ). conforme anexo A da NBR 13818. referência: Linha Basics.11. marca Portinari. C) Resistência química: classe B ( média resistência química a produtos domésticos e de piscinas ). White Export. conforme exigências das normas NBR 8214. cal hidratada. D) Resistência ao manchamento: classe de limpabilidade 5. B) Alta absorção de água: > 10%. tipo cerâmica. descontando-se toda e qualquer interferência.03 REVESTIMENTO EM PLACA CERÂMICA ESMALTADA PARA PAREDES DE 20 X 20 CM. grupo BIII ( poroso ). acrescentando-se as áreas desenvolvidas por espaletas ou dobras (m²). indicada para revestimentos internos. e recomendações dos fabricantes. tipo cerâmica. NBR 13817 e NBR 13818. com as características: A) Dimensões: 20 x 20 cm. NBR 13816. ASSENTADO COM ARGAMASSA MISTA 1) Será medido pela área de revestimento com placa cerâmica. marca Portinari. Não remunera os serviços de regularização da superfície e de rejuntamento. Forma Slim. F) Resistente ao choque térmico. fabricação Cecrisa ou equivalente. NBR 13816. de primeira qualidade ( classe A. aplicação da argamassa mista de assentamento. e recomendações dos fabricantes. preparo e aplicação da argamassa colante industrializada e o assentamento das peças conforme exigências das normas NBR 8214. fabricação Cecrisa ou equivalente.

fabricação Eliane ou equivalente. D) Resistência ao manchamento: classe de limpabilidade 5. Arquitetural. grupo BIIa ( semigrés ).11.Boletim 156 18. referência: Linha Basics. conforme anexo A da NBR 13818.Critérios de Medição e Remuneração . tipo cerâmica. Forma Slim. tipo cerâmica. 18. fabricação Cecrisa ou equivalente. fabricação Eliane ou equivalente. B) Alta absorção de água: > 10%. indicada para revestimentos internos. acrescentando-se as áreas desenvolvidas por espaletas ou dobras (m²). B) Média absorção de água: 3%< Abs < 6%. 192 de 734 . grupo BIII ( poroso ). F) Resistente ao choque térmico. NBR 13818 e NBR 14081. referência: Arquiteto Design. fabricação Portobello ou equivalente. de primeira qualidade ( classe A. com as características: A) Dimensões: 10 x 10 cm. Não remunera os serviços de regularização da superfície e de rejuntamento. E) Carga de ruptura > 600 N. Camburi. com as características: A) Dimensões: 20 x 20 cm. D) Resistência ao manchamento: classe de limpabilidade 5. 2) O item remunera o fornecimento de placa cerâmica esmaltada. C) Resistência química: classe B ( média resistência química a produtos domésticos e de piscinas ). indicada para revestimentos de fachadas. Remunera também o fornecimento de argamassa colante industrializada tipo AC-I. 2) O item remunera o fornecimento de placa cerâmica esmaltada. descontando-se toda e qualquer interferência. NBR 13817. fabricação Eliane ou equivalente. ASSENTADO COM ARGAMASSA COLANTE INDUSTRIALIZADA 1) Será medido pela área de revestimento com placa cerâmica. descontando-se toda e qualquer interferência.06 REVESTIMENTO EM PLACA CERÂMICA ESMALTADA PARA FACHADAS DE 10 X 10 CM. E) Carga de ruptura > 200 N. NBR 13754. NBR 13816. F) Resistente ao choque térmico.04 REVESTIMENTO EM PLACA CERÂMICA ESMALTADA PARA PAREDES DE 20 X 20 CM. marca Portinari. e a mão-deobra necessária para a execução dos serviços: limpeza e preparo da superfície de assentamento. preparo e aplicação da argamassa colante industrializada e o assentamento das peças conforme exigências das normas NBR 8214.11. acrescentando-se as áreas desenvolvidas por espaletas ou dobras (m²). ASSENTADO COM ARGAMASSA COLANTE INDUSTRIALIZADA 1) Será medido pela área de revestimento com placa cerâmica. ou classe extra ). de primeira qualidade ( classe A. C) Resistência química: classe A/B conforme a cor e o fabricante ( alta / média resistência química a produtos domésticos e de piscinas ). e recomendações dos fabricantes. conforme anexo A da NBR 13818. ou classe extra ).

aplicação da argamassa nas juntas. e a mão-deobra necessária para a execução dos serviços: limpeza e preparo da superfície de assentamento. acabamento final com a utilização de esponja macia. e a limpeza das juntas. e a mão-de-obra necessária para os serviços de preparo da argamassa. 2) O item remunera o fornecimento de argamassa industrializada flexível para rejunte de juntas. e a mão-de-obra necessária para os serviços de preparo da argamassa. 18. 2) O item remunera o fornecimento de argamassa industrializada flexível para rejunte de juntas. e recomendações dos fabricantes 18.11.Boletim 156 Remunera também o fornecimento de argamassa colante industrializada tipo AC-II.11. conforme exigências das normas NBR 8214 e NBR 13754. ou de madeira. para áreas internas ou externas. JUNTAS ATÉ 3 MM 1) Será medido pela área de revestimento rejuntado. NBR 13817. em várias cores. conforme exigências das normas NBR 8214 e NBR 13754. acrescentando-se as áreas desenvolvidas por espaletas ou dobras (m²). ou de madeira. e a limpeza das juntas. descontando-se toda e qualquer interferência. 18. em várias cores. aplicação da pasta nas juntas. acabamento final com a utilização de esponja macia. 18. acrescentando-se as áreas desenvolvidas por espaletas ou dobras (m²). ou frisador plástico. NBR 13818 e NBR 14081. NBR 13816. 2) O item remunera o fornecimento de cimento branco não estrutural e a mão-de-obra necessária para os serviços de preparo da pasta de cimento. acabamento final com a utilização de esponja macia. preparo e aplicação da argamassa colante industrializada e o assentamento das peças conforme exigências das normas NBR 13755.25 REJUNTAMENTO EM FACHADAS DE PLACAS CERÂMICAS 10 X 10 CM COM ARGAMASSA INDUSTRIALIZADA PARA REJUNTE. ou frisador plástico.11. ou de acrílico. ou de madeira. conforme exigências das normas NBR 8214 e NBR 13754. JUNTAS ATÉ 3 MM 20 X 20 CM COM ARGAMASSA 1) Será medido pela área de revestimento rejuntado. e a limpeza das juntas.20 REJUNTAMENTO DE PLACA CERÂMICA 15 X 15 CM COM CIMENTO BRANCO. ou de acrílico. acrescentando-se as áreas desenvolvidas por espaletas ou dobras (m²).11. JUNTAS ATÉ 3 MM 1) Será medido pela área de revestimento rejuntado. aplicação da pasta nas juntas. para áreas internas ou externas. aplicação da argamassa nas juntas. 2) O item remunera o fornecimento de cimento branco não estrutural e a mão-de-obra necessária para os serviços de preparo da pasta de cimento. acabamento final com a utilização de esponja macia. e recomendações dos fabricantes 18. Não remunera os serviços de regularização da superfície e de rejuntamento. ou de madeira.11. descontando-se toda e qualquer interferência. ou frisador plástico. conforme exigências das normas NBR 8214 e NBR 13754. JUNTAS ATÉ 3 MM 1) Será medido pela área de revestimento rejuntado. descontando-se toda e qualquer interferência.21 REJUNTAMENTO DE PLACA CERÂMICA 15 X 15 CM COM ARGAMASSA INDUSTRIALIZADA PARA REJUNTE. e a limpeza das juntas.22 REJUNTAMENTO DE CERÂMICA ESMALTADA 20 X 20 CM COM CIMENTO BRANCO. ou de acrílico. descontando-se toda e qualquer interferência. ou frisador plástico.Critérios de Medição e Remuneração . acrescentando-se as áreas desenvolvidas por espaletas ou dobras (m²). JUNTAS DE 6 MM 193 de 734 .23 REJUNTAMENTO DE CERÂMICA ESMALTADA INDUSTRIALIZADA PARA REJUNTE. ou de acrílico. e recomendações dos fabricantes.

fabricação Jatobá ou equivalente.Critérios de Medição e Remuneração .10 REVESTIMENTO EM PASTILHA DE PORCELANA NATURAL OU ESMALTADA DE 5 X 5 CM. 18. Linha Real. NBR 13817. limpeza final com solução de ácido muriático diluído em água na proporção de 1:10. ou frisador plástico. 2) O item remunera o fornecimento de argamassa industrializada flexível para rejunte de juntas. fabricação Jatobá ou equivalente. com as características: A) Dimensões: 5 x 5 cm. para uso interno ou externo.12. e as demais pastilhas por meio de esponja com água e estopa. e a mão-de-obra necessária para os serviços de preparo da argamassa. e a limpeza das juntas. Coleção Clássica. e recomendações dos fabricantes. conforme anexo A da NBR 13818. porcelanizadas ou de vidro. fabricação Jatobá ou equivalente.12. Remunera também o fornecimento de argamassa industrializada para assentamento e rejuntamento simultâneo de pastilhas cerâmicas. em várias cores. fabricação NGK / NTK ou equivalente. Não remunera os serviços de emboço sarrafeado. acabamento final com a utilização de esponja macia. ASSENTADO E REJUNTADO COM ARGAMASSA COLANTE INDUSTRIALIZADA. ácido muriático e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços de preparo e aplicação da argamassa industrializada sobre emboço sarrafeado. acrescentando-se as áreas desenvolvidas por espaletas ou dobras (m²). ou classe extra ). indicada para revestimentos internos ou externos. em várias cores. remoção do papel com solução removedora. ASSENTADO E REJUNTADO COM ARGAMASSA COLANTE INDUSTRIALIZADA 1) Será medido pela área de revestimento com pastilha de porcelana. NBR 13818 e NBR 14081. Grupo I. B) Protótipos: Coleção Arquitetura.Boletim 156 1) Será medido pela área de revestimento rejuntado. conforme exigências da norma NBR 13755. soda cáustica em escamas ( carbonato de sódio ). 18. para áreas internas ou externas. descontando-se toda e qualquer interferência. descontando-se toda e qualquer interferência. para as pastilhas foscas ( não esmaltadas ). de primeira qualidade ( classe A. assentamento das placas das pastilhas. com várias cores. NBR 13816. Coleção Natural. fabricação Atlas ou equivalente. acrescentando-se as áreas desenvolvidas por espaletas ou dobras (m²). NBR 13754. FAIXAS ATÉ 40 CM 1) Será medido por comprimento de faixa com revestimento em pastilha de porcelana.12.00 18. descontando-se toda e qualquer interferência (m). conforme exigências das normas NBR 8214. natural ou esmaltada. NBR 13755.02 REVESTIMENTOS EM PASTILHAS E MOSAICOS REVESTIMENTO EM PASTILHA DE PORCELANA NATURAL OU ESMALTADA DE 5 X 5 CM. II e III. aplicação da argamassa nas juntas. ou de madeira. aplicação da argamassa industrializada para o rejuntamento das pastilhas. 2) O item remunera o fornecimento de pastilha porcelanizada em placas. ou de acrílico. remoção do excesso de cola e resíduos de argamassa com esponja. preparada na proporção de 250 gramas de soda diluída em 5 litros de água. 194 de 734 . e recomendações dos fabricantes.

conforme anexo A da NBR 13818. ASSENTADO E REJUNTADO COM ARGAMASSA COLANTE INDUSTRIALIZADA 1) Será medido pela área de revestimento com pastilha de porcelana. descontando-se toda e qualquer interferência. indicada para revestimentos internos ou externos. soda cáustica em escamas ( carbonato de sódio ). ácido muriático e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços de preparo e aplicação da argamassa industrializada sobre emboço sarrafeado. com as características: A) Dimensões: 2. fabricação Jatobá ou equivalente. e recomendações dos fabricantes. ou classe extra ). natural ou esmaltada.12 REVESTIMENTO EM PASTILHA DE PORCELANA NATURAL OU ESMALTADA DE 2. natural ou esmaltada. fabricação Jatobá ou equivalente. fabricação Jatobá ou equivalente. B) Protótipos: Coleção Arquitetura. aplicação da argamassa industrializada para o rejuntamento das pastilhas. fabricação Jatobá ou equivalente. Grupo I. B) Protótipos: Coleção Arquitetura. acrescentando-se as áreas desenvolvidas por espaletas ou dobras (m²). fabricação Atlas ou equivalente. assentamento das placas das pastilhas. com várias cores.5 x 2. II e III. Remunera também o fornecimento de argamassa industrializada para assentamento e rejuntamento simultâneo de pastilhas cerâmicas. Grupo I. 18. para uso interno ou externo. Coleção Natural. para as pastilhas foscas ( não esmaltadas ). NBR 13755. porcelanizadas ou de vidro. de primeira qualidade ( classe A. em várias cores. com as características: A) Dimensões: 5 x 5 cm. para uso interno ou externo. remoção do papel com solução removedora. e as demais pastilhas por meio de esponja com água e estopa. soda cáustica em escamas ( carbonato de sódio ). ou classe extra ). com várias cores. II e III. fabricação NGK / NTK ou equivalente. remoção do excesso de cola e resíduos de argamassa com esponja. indicada para revestimentos internos ou externos. remoção do excesso de cola e resíduos de argamassa com esponja. remoção do papel com solução removedora. NBR 13754. ácido muriático e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços de preparo e aplicação da argamassa industrializada sobre emboço sarrafeado. de primeira qualidade ( classe A. 2) O item remunera o fornecimento de pastilha porcelanizada em placas. Coleção Natural. conforme anexo A da NBR 13818. assentamento das placas das pastilhas.12. fabricação Atlas ou equivalente. fabricação Jatobá ou equivalente.5 cm. Linha Real. NBR 13816. Coleção Clássica. conforme exigências das normas NBR 8214.Boletim 156 2) O item remunera o fornecimento de pastilha porcelanizada em placas. Não remunera os serviços de emboço sarrafeado. NBR 13817. Coleção Clássica. porcelanizadas ou de vidro. Remunera também o fornecimento de argamassa industrializada para assentamento e rejuntamento simultâneo de pastilhas cerâmicas. preparada na proporção de 250 gramas de soda diluída em 5 litros de água. aplicação da 195 de 734 . limpeza final com solução de ácido muriático diluído em água na proporção de 1:10. em várias cores.Critérios de Medição e Remuneração .5 CM. fabricação Jatobá ou equivalente. NBR 13818 e NBR 14081.5 X 2. preparada na proporção de 250 gramas de soda diluída em 5 litros de água.

12.5 x 2. NBR 13816. e as demais pastilhas por meio de esponja com água e estopa.20 REVESTIMENTO EM PASTILHA DE PORCELANA NATURAL OU ESMALTADA DE 2. 18. Coleção Clássica. soda cáustica em escamas ( carbonato de sódio ). com as características: A) Dimensões: 2. fabricação Atlas ou equivalente.5 X 2. ou classe extra ). Grupo I. aplicação da argamassa industrializada para o rejuntamento das pastilhas. porcelanizadas ou de vidro. NBR 13818 e NBR 14081. conforme exigências das normas NBR 8214. com várias cores. para as pastilhas foscas ( não esmaltadas ). fabricação Jatobá ou equivalente. Coleção Natural. NBR 13754. NBR 13755. remoção do papel com solução removedora. natural ou esmaltada. fabricação Jatobá ou equivalente. para uso interno ou externo. NBR 13816. NBR 13754. de primeira qualidade ( classe A. B) Protótipos: Coleção Arquitetura. limpeza final com solução de ácido muriático diluído em água na proporção de 1:10. conforme exigências das normas NBR 8214. e recomendações dos fabricantes. preparada na proporção de 250 gramas de soda diluída em 5 litros de água. em várias cores. FAIXAS ATÉ 40 CM 1) Será medido por comprimento de faixa com revestimento em pastilha de porcelana. Remunera também o fornecimento de argamassa industrializada para assentamento e rejuntamento simultâneo de pastilhas cerâmicas. Não remunera os serviços de emboço sarrafeado. NBR 13755. NBR 13818 e NBR 14081. fabricação Jatobá ou equivalente.Boletim 156 argamassa industrializada para o rejuntamento das pastilhas. Não remunera os serviços de emboço sarrafeado. descontando-se toda e qualquer interferência (m). indicada para revestimentos internos ou externos. II e III. para as pastilhas foscas ( não esmaltadas ). ASSENTADO E REJUNTADO COM ARGAMASSA COLANTE INDUSTRIALIZADA. NBR 13817.5 cm. conforme anexo A da NBR 13818. ácido muriático e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços de preparo e aplicação da argamassa industrializada sobre emboço sarrafeado.Critérios de Medição e Remuneração . assentamento das placas das pastilhas. NBR 13817.5 CM. e as demais pastilhas por meio de esponja com água e estopa. e recomendações dos fabricantes. 196 de 734 . remoção do excesso de cola e resíduos de argamassa com esponja. limpeza final com solução de ácido muriático diluído em água na proporção de 1:10. 2) O item remunera o fornecimento de pastilha porcelanizada em placas.

04 REVESTIMENTO EM GRANITO COM 3 CM DE ESPESSURA. não remunera o preparo prévio da superfície. ASSENTE COM MASSA 1) Será medido pela área revestida com granito. 19. 2) O item remunera o fornecimento de granito com acabamento polido. descontando-se toda e qualquer interferência. cimento.02 REVESTIMENTO EM GRANITO COM 2 CM DE ESPESSURA. areia. areia. ou flameado.01. ou jateado na espessura de 2. descontando-se toda e qualquer interferência. 197 de 734 . 19.01. cimento branco ou rejunte. areia. COM ALTURA DE 7.06 PEITORIL E / OU SOLEIRA EM GRANITO CINZA ANDORINHA. ou levigado.1 ATÉ 10 CM 1) Será medido por comprimento de rodapé colocado (m). não remunera o preparo prévio da superfície. 2) O item remunera o fornecimento de granito com acabamento polido. com 7 cm de altura.01. cimento branco ou rejunte. rejuntamento e limpeza das pedras em rodapé. ESPESSURA DE 2 CM E LARGURA ATÉ 20 CM 1) Será medido pelo comprimento de soleira e / ou peitoril revestidos com granito (m). ou levigado. ou levigado. com largura até 20 cm e espessura de 2 cm.00. ASSENTE COM MASSA 1) Será medido pela área revestida com granito.01 GRANITO RODAPÉ EM GRANITO COM 7 CM DE ALTURA 1) Será medido por comprimento de rodapé colocado (m).Boletim 156 19.0 cm. cimento branco ou rejunte.12 DEGRAU E ESPELHO DE GRANITO 1) Será medido pelo comprimento de degrau revestido com granito (m). ou flameado. com dimensão total do piso e espelho até 50 cm.01. areia. 2) O item remunera o fornecimento de granito cinza andorinha com acabamento polido. ou jateado. cimento. não remunera o preparo prévio da superfície. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária o assentamento. ou flameado.0 cm. ou flameado.01. ou jateado na espessura de 3.32 RODAPÉ EM GRANITO BOLEADO. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para o assentamento e rejuntamento do granito em soleiras e / ou peitoris. 2) O item remunera o fornecimento de rodapé em granito com acabamento polido. cimento. 1) O item remunera o fornecimento de granito com acabamento polido. cimento. rejuntamento e limpeza das pedras. 19. cimento branco ou rejunte.00 REVESTIMENTO EM PEDRA 19. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para o assentamento e rejuntamento do granito em pisos e espelhos de degraus.01. acrescentando-se as áreas desenvolvidas por espaletas ou dobras (m²). cimento. acrescentando-se as áreas desenvolvidas por espaletas ou dobras (m²).01. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para o assentamento. ou jateado. 19. areia.Critérios de Medição e Remuneração . rejuntamento e limpeza das pedras.00 19. 19. cimento branco ou rejunte. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para o assentamento. ou levigado. não remunera o preparo prévio da superfície. não remunera o preparo prévio da superfície.

cal hidratada. ASSENTE COM MASSA 1) Será medido pela área revestida com mármore. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para o assentamento e rejuntamento do mármore em pisos e espelhos de degraus. cimento branco ou rejunte.1 até 10 cm. 2) O item remunera o fornecimento de mármore branco Espírito Santo.0 cm. 2) O item remunera o fornecimento de mármore travertino nacional na espessura de 2.0 cm. 19. 2) O item remunera o fornecimento de mármore branco na espessura de 2. cimento branco ou rejunte e a mão-de-obra necessária para o assentamento e rejuntamento do mármore. descontando-se toda e qualquer interferência.02. 19. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para o assentamento e rejuntamento do mármore. 198 de 734 .02.02. areia. 19. ou jateado.Critérios de Medição e Remuneração . cimento. acrescentando-se as áreas desenvolvidas por espaletas ou dobras (m²). areia. não remunera o preparo prévio da superfície. com dimensão total do piso e espelho até 50 cm.24 DEGRAU E ESPELHO EM MÁRMORE TRAVERTINO NACIONAL 1) Será medido pelo comprimento de degraus revestidos com mármore (m).00 19. não remunera o preparo prévio da superfície. 19. rejuntamento e limpeza das pedras em rodapé. 2) O item remunera o fornecimento de mármore branco com espessura de 3.22 DEGRAU E ESPELHO EM MÁRMORE BRANCO 1) Será medido pelo comprimento de degraus revestidos com mármore (m). não remunera o preparo prévio da superfície. cimento branco ou rejunte. cimento branco ou rejunte. areia. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para o assentamento e rejuntamento do mármore.08 REVESTIMENTO EM MÁRMORE TRAVERTINO NACIONAL DE 3 CM. 19.0 cm. cimento. descontando-se toda e qualquer interferência. acrescentando-se as áreas desenvolvidas por espaletas ou dobras (m²). não remunera o preparo prévio da superfície. cimento branco ou rejunte.02. não remunera o preparo prévio da superfície.Boletim 156 2) O item remunera o fornecimento de rodapé em granito com acabamento polido. acrescentando-se as áreas desenvolvidas por espaletas ou dobras (m²). materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para o assentamento. ou flameado. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para o assentamento e rejuntamento do mármore. ASSENTE COM MASSA 1) Será medido pela área revestida com mármore.02 MÁRMORE REVESTIMENTO EM MÁRMORE BRANCO DE 2 CM. acrescentando-se as áreas desenvolvidas por espaletas ou dobras (m²).02. areia. cimento. areia. cimento branco ou rejunte. altura de 7. cimento.06 REVESTIMENTO EM MÁRMORE BRANCO DE 3 CM. ASSENTE COM MASSA 1) Será medido pela área revestida com mármore. boleado com raio de 7 cm.04 REVESTIMENTO EM MÁRMORE TRAVERTINO NACIONAL DE 2 CM. cal hidratada.0 cm. descontando-se toda e qualquer interferência. espessura de 3 cm. areia. cimento.02. 19. 2) O item remunera o fornecimento de mármore travertino nacional com espessura de 3. descontando-se toda e qualquer interferência. não remunera o preparo prévio da superfície. cimento.02. ou levigado. ASSENTE COM MASSA 1) Será medido pela área revestida com mármore.

materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para o assentamento e rejuntamento do mármore em pisos e espelhos de degraus. uma a uma. em paginação intercalada com outros tipos de pisos. descontando-se toda e qualquer interferência. cal hidratada. argamassa à base de cimento colante. cimento. declividade mínima de 0. não remunera o preparo prévio da superfície.Boletim 156 2) O item remunera o fornecimento de mármore travertino nacional. após molhar a peça e a área onde será instalada. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços: preparo prévio das pedras.75 CM DE ALTURA 1) Será medido por comprimento de rodapé colocado (m). materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para o assentamento. 24 horas antes do procedimento de assentamento das mesmas. areia. 19. cortado na altura de 5. por meio de hidratação com água. assentamento das pedras. 24 horas antes do procedimento de assentamento das mesmas. 2) O item remunera o fornecimento de rodapé em pedra miracema. com desempenadeira dentada.75 cm. areia.03. com espessura entre 10 e 15 mm. areia. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para o assentamento. cimento. aplicação na face da pedra a ser assentada. para pedras naturais e a limpeza final das pedras. assentamento das pedras. descontando-se toda e qualquer interferência. rejuntamento e limpeza das pedras. acrescentando-se as áreas desenvolvidas por espaletas ou dobras (m²). descontando-se toda e qualquer interferência. colorido. cimento.5%. acrescentando-se as áreas desenvolvidas por espaletas ou dobras (m²).03. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços: preparo e execução de argamassa mista no traço 1:0. 2) O item remunera o fornecimento de pedra mineira comum para revestimento. não remunera o preparo prévio da superfície.09 REVESTIMENTO EM PEDRA MIRACEMA 1) Será medido pela área revestida com pedra Miracema. 19. rejuntamento e limpeza das pedras. cimento branco ou rejunte. cimento. areia. com espessura entre 10 e 15 mm.03. 2) O item remunera o fornecimento de arenito comum para revestimento. colorido. rejunte flexível.5:5 ( cimento. aplicação na face da pedra a ser assentada.03.02 PEDRA REVESTIMENTO EM PEDRA TIPO ARENITO COMUM 1) Será medido pela área revestida com pedras de arenito. com espessura de 5 cm. não remunera o preparo prévio da superfície. preparo prévio das pedras. argamassa à base de cimento colante. após molhar a peça e a área onde será instalada e a limpeza das pedras. aplicação do rejunte pré-fabricado flexível. nas dimensões de 11. sobre a superfície onde será assentada a pedra. não remunera o preparo prévio da superfície.03. com desempenadeira dentada. para revestimento de pisos.5 CM DE ALTURA 199 de 734 . 19. por meio de hidratação com água.Critérios de Medição e Remuneração .11 RODAPÉ EM PEDRA MIRACEMA COM 11.06 REVESTIMENTO EM PEDRA MINEIRA COMUM 1) Será medido pela área revestida com pedra mineira.03.5 x 23 cm. uma a uma. argamassa pré-fabricada à base de cimento colante. 2) O item remunera o fornecimento de pedra Miracema. 19. ou formando desenhos e requadros. argamassa pré-fabricada à base de cimento colante. quando não houver indicação em projeto.00 19. cal hidratada e areia ).10 RODAPÉ EM PEDRA MIRACEMA COM 5. acrescentando-se as áreas desenvolvidas por espaletas ou dobras (m²). com dimensão total do piso e espelho até 50 cm. 19.

rejuntamento e limpeza das pedras. após molhar a peça e a área onde será instalada e a limpeza das pedras. 19.03. areia. areia. não remunera o preparo prévio da superfície. assentamento das pedras.27 RODAPÉ EM PEDRA ARDÓSIA COM 7 CM DE ALTURA 1) Será medido por comprimento de rodapé colocado (m).00 19. de 40 x 40 cm. descontando-se toda e qualquer interferência. cimento. não remunera o preparo prévio da superfície. uma a uma. aplicação na face da pedra a ser assentada. areia. 19. não remunera o preparo prévio da superfície.26 REVESTIMENTO EM PEDRA ARDÓSIA SELECIONADA 1) Será medido pela área revestida com pedra ardósia.20. CONSERVAÇÕES E COMPLEMENTOS RECOLOCAÇÃO DE MÁRMORE. PEDRAS E GRANITO. com 7 cm de altura. ESPESSURA DE 2 CM E LARGURA ATÉ 20 CM 1) Será medido pelo comprimento de soleira e/ou peitoril revestido com ardósia (m).03. 24 horas antes do procedimento de assentamento das mesmas. argamassa pré-fabricada à base de cimento colante. INCLUINDO TRIÂNGULO 1) Será medido por comprimento de rodapé colocado. 19. 19. cal. argamassa à base de cimento colante. 2) O item remunera o fornecimento de rodapé em pedra miracema. cimento. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para o assentamento. 19. 2) O item remunera o fornecimento de rodapé em pedra mineira simples.02 REPAROS. acrescentando-se as áreas desenvolvidas por espaletas ou dobras (m²). rejuntamento e limpeza das pedras em rodapé. 19. para revestimento. materiais acessórios e a mão de obra necessária para o assentamento. cimento.5 cm. rejuntamento e limpeza das pedras em rodapé.Critérios de Medição e Remuneração . não remunera o preparo prévio da superfície. rejuntamento e limpeza das pedras.20. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços: preparo prévio das pedras.03.03. cimento. não remunera o preparo prévio da superfície. com desempenadeira dentada. com largura até 20 cm e espessura de 2 cm. considerando-se o desdobramento dos degraus em piso e espelho (m).Boletim 156 1) Será medido por comprimento de rodapé colocado (m). areia. cimento. com espessura entre 10 e 15 mm. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para o assentamento e rejuntamento de ardósia em soleiras e / ou peitoris. com altura de 11. 2) O item remunera o fornecimento de rodapé em pedra mineira simples inclusive o triângulo resultante entre o piso e o espelho dos degraus. 2) O item remunera o fornecimento de rodapé em ardósia. areia. cimento branco ou rejunte.24 RODAPÉ EM PEDRA MINEIRA PARA ESCADA DE 10 CM.03. com 10 cm de altura.22 RODAPÉ EM PEDRA MINEIRA SIMPLES DE 10 CM 1) Será medido por comprimento de rodapé colocado (m). por meio de hidratação com água. não remunera o preparo prévio da superfície.29 SOLEIRA E/OU PEITORIL EM ARDÓSIA. 2) O item remunera o fornecimento de pedra ardósia regular. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para o assentamento. ASSENTES COM MASSA 200 de 734 . materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para o assentamento. 2) O item remunera o fornecimento de ardósia.

Critérios de Medição e Remuneração .Boletim 156 1) Será medido pela área com recolocação de mármore. descontando-se toda e qualquer interferência. pedras ou granito. cimento branco. pedras ou granito. acrescentando-se as áreas desenvolvidas por espaletas ou dobras (m²). 201 de 734 . materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para o assentamento e a recolocação do mármore. não remunera o preparo prévio da superfície. 2) O item remunera o fornecimento de cimento. areia.

01.5 x 5 cm. 2) O item remunera o fornecimento de lambril em tábua em qualquer tipo de madeira. calafetação e aplicação de tinta. ou Cambará ( "Qualea spp" ).01. ou Quarubarana ( "Erisma uncinatum" ).04. 2) O item remunera o fornecimento das tábuas em madeira aparelhada seca em estufa tipo Ipê ( "Tabebuia serratifolia" ). exceto pinus. 20. conhecida também como Cedrinho.04.00 20.01 SOALHO DE MADEIRA SOALHO EM TÁBUA DE MADEIRA APARELHADA 1) Será medido pela área de piso de soalho executado (m²). com 20 cm de largura e 2 cm de espessura.10. de 10 x 40 cm. 2) O item remunera o fornecimento de tacos em Ipê ( "Tabebuia serratifolia" ). toco de sarrafo de Quarubarana ( "Erisma uncinatum" ). para acabamento com tinta. cera ou verniz. 20.03.10.03. 2) O item remunera o fornecimento do rodapé em madeira aparelhada seca em estufa tipo Ipê ( "Tabebuia serratifolia" ).5 cm. toco de sarrafo em Pinus ( "Pinus Elliotti" ou "Pinus Taeda" ). para acabamento com tinta. ou Cambará ( "Qualea spp" ). de 10 x 1 cm. ou Cambará 202 de 734 .00 20. inclusive materiais acessórios como parafuso. cera ou verniz.00 20.Critérios de Medição e Remuneração .04 LAMBRIS DE MADEIRA LAMBRIL EM MADEIRA MACHO / FÊMEA TARUGADO.Boletim 156 20.5 CM 1) Será medido por comprimento de rodapé colocado (m). conhecida também como Cedrinho. sarrafo de Quarubarana ( "Erisma uncinatum" ).00 20. não remunera o preparo prévio da superfície nem o acabamento posterior do piso como raspagem. tipo macho e fêmea.02 TACOS PISO EM TACOS DE IPÊ COLADO 1) Será medido pela área de piso em tacos executado (m²). acrescentando-se as áreas desenvolvidas por espaletas ou dobras (m²). EXCETO PINUS 1) Será medido pela área revestida com lambris. descontando-se toda e qualquer interferência.02 RODAPÉ DE MADEIRA RODAPÉ DE MADEIRA DE 5 X 1. 20. ou Jatobá ( "Hymenaea spp" ). de 2. bucha e cavilhas da mesma madeira e a mão-de-obra especializada necessária para a colocação do soalho sobre lastro ou laje. ou Jatobá ( "Hymenaea spp" ). de 1" x 2". conhecida também como Cedrinho. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a execução da estrutura de fixação e a colocação do lambril. cera ou verniz. cola branca especial para tacos de madeira e a mão-de-obra necessária para a colocação.00. não remunerando o preparo prévio do piso. de 5 x 1.00 REVESTIMENTO EM MADEIRA 20.

10. 2) O item remunera o fornecimento de materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a recolocação de soalho em madeira. 2) O item remunera o preparo do piso com raspagem e calafetação.20. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a colocação do cordão.20. cera ou verniz. 2) O item remunera o fornecimento do cordão. 20. para acabamento com tinta.04 RECOLOCAÇÃO DE TACOS SOLTOS COM COLA 1) Será medido por área de piso com tacos colados (m²).5 x 5. ou Jatobá ( "Hymenaea spp" ). materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a colocação do rodapé.5 cm. 20.20 RASPAGEM COM CALAFETAÇÃO E APLICAÇÃO DE VERNIZ SINTECO 1) Será medido pela área de piso envernizado (m²). o fornecimento e aplicação de verniz sinteco em piso de tacos de madeira.10 RECOLOCAÇÃO DE RODAPÉ E CORDÃO DE MADEIRA 1) Será medido por comprimento de rodapé ou cordão recolocado (m). materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a colocação do rodapé.10.20. 2) O item remunera o fornecimento de prego em diversas bitolas e a mão-de-obra necessária para a recolocação de rodapés ou cordões de madeira. 2) O item remunera o fornecimento do rodapé em madeira aparelhada seca em estufa tipo Ipê ( "Tabebuia serratifolia" ). ou Jatobá ( "Hymenaea spp" ). 20.Critérios de Medição e Remuneração . CONSERVAÇÕES E COMPLEMENTOS RECOLOCAÇÃO DE SOALHO MADEIRA 1) Será medido por área de piso recolocado (m²). tipo meia cana.0 cm.Boletim 156 ( "Qualea spp" ).12 CORDÃO DE MADEIRA 1) Será medido por comprimento de cordão colocado (m).20.5 x 5.20. 20. 20. ou Quarubarana ( "Erisma uncinatum" ).04 RODAPÉ DE MADEIRA DE 7 X 1.0 cm. de 2. 203 de 734 . conhecida também como Cedrinho. de 7 x 1. de 1 x 1 cm.00 20.5 CM 1) Será medido por comprimento de rodapé colocado (m). 20. ou Cambará ( "Qualea spp" ). para acabamento com tinta. em madeira aparelhada seca em estufa tipo Ipê ( "Tabebuia serratifolia" ). de 2. toco de sarrafo em Pinus ( "Pinus Elliotti" ou "Pinus Taeda" ). o fornecimento e aplicação de cera em piso de tacos de madeira.22 RASPAGEM COM CALAFETAÇÃO E APLICAÇÃO DE CERA 1) Será medido pela área de piso encerado (m²) 2) O item remunera o preparo do piso com raspagem e calafetação. 2) O item remunera o fornecimento de cola branca para tacos de madeira e a mão-de-obra necessária para a colagem dos tacos. 20.02 REPAROS.20. cera ou verniz.

soleiras. soleiras. Remunera também a limpeza e o tratamento com aplicação de impermeabilizante acrílico. remunera também o fornecimento e instalação de acessórios tais como: mata-juntas. 2) O item remunera o fornecimento e colocação de revestimento vinílico. PARA TRÁFEGO INTENSO COM IMPERMEABILIZANTE ACRÍLICO 1) Será medido pela área de superfície com revestimento vinílico executado (m²).Critérios de Medição e Remuneração . referência Argamassa Pastilha. em placas de 30 x 30 cm com espessura de 3. referência Paviflex nos padrões Chroma. referência Super Tráfego Básico. areia. isento de amianto. referência Gomaplac. para tráfego médio. ou Thru. fabricação da LeCorp. semiflexível composto por resinas de PVC. 2) O item remunera o fornecimento do piso em placas com 50 x 50 cm de borracha sintética pastilhada soft pastilhado.0 mm de espessura total. cimento.2 mm. com 4. ou Intensity.Boletim 156 21. PARA TRÁFEGO MÉDIO COM IMPERMEABILIZANTE ACRÍLICO 1) Será medido pela área de superfície com revestimento vinílico executado (m²). em borracha sintética. ou equivalente.0 mm de espessura total. remunera também o fornecimento e instalação de acessórios tais como: mata-juntas. fabricação da LeCorp.13 REVESTIMENTO EM BORRACHA SINTÉTICA PRETA DE 7. fabricação Daud. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação do piso fixado com argamassa. preta.05 REVESTIMENTO VINÍLICO REVESTIMENTO VINÍLICO DE 2 MM.02. preta. ou equivalente.00 21.01. etc.00 REVESTIMENTOS SINTÉTICOS E METÁLICOS 21. em borracha sintética. referência Paviflex nos padrões Dinamic. não remunera o preparo prévio da superfície. inclusive acessórios como mata-juntas e soleiras. ou equivalente. cola à base de neoprene com alto teor de sólidos.10 REVESTIMENTO EM BORRACHA REVESTIMENTO EM BORRACHA SINTÉTICA PRETA DE 4. não remunera o preparo prévio da superfície.0 MM .06 REVESTIMENTO VINÍLICO DE 3. Não remunera o preparo prévio da superfície e o fornecimento e colocação de rodapé. 2) O item remunera o fornecimento do piso em placas com 50 x 50 cm de borracha sintética pastilhada. 21. com 7.02. ou DP.02. ou equivalente.01. ou Classic. plastificantes. 2) O item remunera o fornecimento e colocação de revestimento vinílico.ARGAMASSADO 1) Será medido pela área de superfície com revestimento. semiflexível composto por resinas de PVC. ou Thru.COLADO 1) Será medido pela área de superfície com revestimento. executado (m²). ou equivalente. cargas minerais e pigmentos. executado (m²). fabricação Fademac. em várias cores. cargas minerais e pigmentos.00 21. plastificantes.00. 21. para tráfego intenso. ou DP.0 MM . materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação do piso por meio de colagem. conforme recomendações do fabricante. em placas de 30 x 30 cm com espessura de 2 mm. Remunera também a limpeza e o tratamento com aplicação 204 de 734 .2 MM. isento de amianto. inclusive acessórios como mata-juntas e soleiras. em várias cores. 21. etc. fabricação Daud.01. ou Dinamic. ou Sixty. fabricação Fademac.

C-440. SEM REVESTIMENTO 1) Será medido por área de piso elevado executado.01 REVESTIMENTO METÁLICO REVESTIMENTO EM AÇO INOXIDÁVEL AISI 304 LIGA 18. 21. chapa 20 com espessura de 1 mm.5 cm conforme o fabricante. na face superior cruzeta com encaixe para as longarinas. ou CC01055.00 21. solvente e a mão-de-obra especializada para a execução do serviço. 21. ACABAMENTO ESCOVADO COM GRANA ESPECIAL 1) Será medido pela área de superfície com revestimento em chapa de aço inoxidável executado (m²). cola de contacto. 21. não remunera o preparo prévio da superfície. AC 30. Modelos de referência: CC01057.Critérios de Medição e Remuneração . ou equivalente. PTA ou PTP.04. resistência mínima à carga concentrada de 454 kg.5 x 62. fabricação da MK2.00 21.03. TIPO BOUCLÊ DE 5.03. 2) O item remunera o fornecimento e instalação completa do revestimento em laminado melamínico texturizado ou liso para piso elevado. base estampada de sustentação. resistência mínima à carga estática uniforme mínima de 1. fornecimento de grelhas.03. quando necessárias conforme o fabricante ou altura do piso. referência Formipiso ou equivalente. resistência à carga de impacto mínima de 45 kg.Boletim 156 de impermeabilizante acrílico. espessura de 2 mm. Não remunera o preparo prévio da superfície e o fornecimento e colocação de rodapé.04. aferidos na projeção vertical (m²). com acabamento escovado com grana especial. em placas nas dimensões de 60 x 60 cm. USO COMERCIAL. estrutura de sustentação por meio de suportes telescópicos com tratamento antiferruginoso à base de galvanização ou bicromatização. fabricação Pisoflex ( Sarella & Quality ). fabricação Trat.10 REVESTIMENTO DE LAMINADO MELAMÍNICO EM PISO ELEVADO 1) Será medido pela área de superfície de revestimento de laminado melamínico executado (m²). Remunera também materiais acessórios para instalação do laminado melamínico. preenchido com concreto celular leve. fabricação Pisoag.10 FORRAÇÃO E CARPETE REVESTIMENTO COM CARPETE PARA TRÁFEGO MODERADO. Não remunera os serviços de furação. confeccionadas a partir de um sanduíche de chapas de aço com tratamento anticorrosivo por meio de pintura epóxi antioxidante. 21. em várias cores. caixas e revestimento final.800 kg.345 kg / m².09 PISO ELEVADO TIPO TELESCÓPICO EM CHAPA DE AÇO. com altura ajustável de 7 até 15 cm.8. constituído por: placas quadradas com dimensões variáveis de 60 x 60 cm até 62. cravada numa haste maciça rosqueada com porca especial para a regulagem de altura dos pisos e do nivelamento da superfície. não remunera o preparo prévio da superfície. liga 18.4 ATÉ 8 MM 205 de 734 . CHAPA 20 COM ESPESSURA DE 1 MM. conforme recomendações dos fabricantes. resistência mínima do suporte telescópico sem qualquer deformação de 4. 2) O item remunera o fornecimento e instalação completa de piso elevado tipo telescópico.8.03. inclusive fechamentos verticais. 2) O item remunera o fornecimento e colocação de revestimento em chapa de aço inoxidável AISI 304. conforme recomendações do fabricante.

fabricação Inylbra. com altura do pelo variável de 4. tratado com protetor contra manchas.0 mm até 5. remunera também o fornecimento da mão-de-obra especializada. 21. ou carpete Chronos 22 oz. remunera também o fornecimento da mão-de-obra especializada.01 REVESTIMENTO EM CIMENTO REFORÇADO COM FIO SINTÉTICO ( CRFS ) PISO EM PAINEL COM MIOLO DE MADEIRA CONTRAPLACADO POR LÂMINAS DE MADEIRA E EXTERNAMENTE POR CHAPAS EM CRFS. 2) O item remunera o fornecimento e instalação completa de piso em painel com miolo de madeira contraplacado em ambas as faces por lâminas de madeira.5 kg / m².00 21. com as características: textura em bouclê com filamento contínuo 100% em polipropileno.0 mm. aprovado conforme norma ASTM 2859 ( flamabilidade ).04. conforme o fabricante. com altura do pelo variável de 3. D) Resistência à carga distribuída de 500 kgf / m² para três apoios.4 mm até 8 mm. tratado com protetor contra manchas. B) Peso de 33. ou outro desde que atenda às características acima descritas.850 g / m² até 2. referência carpete Astral.0 mm. peso total variável de 1. 2) O item remunera o fornecimento de carpete para tráfego intenso. fabricação Beaulieu.05. altura total do carpete de 6 mm. 2) O item remunera o fornecimento de carpete para tráfego moderado. aferidos na projeção vertical (m²). não remunera o preparo prévio da superfície. conforme o fabricante. necessários à instalação do carpete por meio de colagem em superfície previamente regularizada. com as características: textura em bouclê com filamento contínuo 100% em náilon. E) Kit com acessórios para fixação dos painéis em perfis metálicos ou vigas de madeira. TIPO BOUCLÊ DE 6 MM 1) Será medido pela área de superfície com revestimento em carpete para tráfego intenso executado (m²). fabricação Shaw.Critérios de Medição e Remuneração .966 g / m² até 2. ou equivalente.Boletim 156 1) Será medido pela área de superfície com revestimento em carpete para tráfego moderado executado (m²).500 g /m². referência carpete Essex. fabricação Meller. inclusive materiais acessórios como percintas de emendas e cola especial.5 mm até 6. 206 de 734 . bases primária e secundária. Não remunera o fornecimento e instalação da estrutura de apoio e o revestimento do piso. conforme o fabricante. C) Densidade aproximada de 800 kg / m³. ou carpete Champion. 21. conforme o fabricante. e externamente por chapas lisas em cimento reforçado com fio sintético ( CRFS ). altura total do carpete variável de 5. peso total variável de 1. bases primária e secundária. fabricação Eternit.05. 2500 mm de comprimento e 40 mm de espessura. inclusive materiais acessórios como percintas de emendas e cola especial. inclusive fechamentos verticais. aprovado conforme norma ASTM 2859 ( flamabilidade ).11 REVESTIMENTO COM CARPETE PARA TRÁFEGO INTENSO. ESPESSURA DE 40 MM 1) Será medido por área de piso executado. necessários à instalação do carpete por meio de colagem em superfície previamente regularizada. ou carpete Project. fabricação Beaulieu.050 g /m². não remunera o preparo prévio da superfície. com as características: A) Placas retangulares com 1200 mm de largura. ou equivalente. USO COMERCIAL. F) Protótipo comercial Painel Wall.

Critérios de Medição e Remuneração - Boletim 156

21.10.00 21.10.05

RODAPÉ SINTÉTICO RODAPÉ EM POLIESTIRENO DE 7,0 CM 1) Será medido por comprimento de rodapé colocado (m). 2) O item remunera o fornecimento e colocação de rodapé em poliestireno, cor branca, com 7,0 cm

de altura, linha Primer, referência 451 RP / BR da Revitech, Linha moderna 451 RP/BR da Santa Luzia ou equivalente. Remunera também a mão-de-obra necessária para a instalação completa do rodapé e o assentamento com cola e / ou encaixe.
21.10.06 RODAPÉ VINÍLICO DE 5 CM COM IMPERMEABILIZANTE ACRÍLICO 1) Será medido por comprimento de rodapé colocado (m). 2) O item remunera o fornecimento e colocação de rodapé vinílico com 5 cm de altura e 2 mm de

espessura, em qualquer cor, referência Paviflex, ou equivalente. Remunera também a limpeza e o tratamento com aplicação de impermeabilizante acrílico, conforme recomendações do fabricante.
21.10.07 RODAPÉ VINÍLICO DE 7,5 CM COM IMPERMEABILIZANTE ACRÍLICO 1) Será medido por comprimento de rodapé colocado (m). 2) O item remunera o fornecimento e colocação de rodapé vinílico com 7,5 cm de altura e 2 mm de

espessura, em qualquer cor, referência Paviflex, ou equivalente. Remunera também a limpeza e o tratamento com aplicação de impermeabilizante acrílico, conforme recomendações do fabricante.
21.10.08 RODAPÉ VINÍLICO HOSPITALAR DE 7,5 CM COM IMPERMEABILIZANTE ACRÍLICO 1) Será medido por comprimento de rodapé colocado (m). 2) O item remunera o fornecimento e colocação de rodapé vinílico, com 7,5 cm de altura e 2 mm

de espessura, em qualquer cor, referência linha Hospitalar de sobrepor ou em nível da Paviflex, ou equivalente. Remunera também a limpeza e o tratamento com aplicação de impermeabilizante acrílico, conforme recomendações do fabricante.
21.10.21 RODAPÉ EM BORRACHA SINTÉTICA PRETA ATÉ 7 CM - COLADO 1) Será medido por comprimento de rodapé colocado (m). 2) O item remunera o fornecimento de rodapé simples em borracha sintética preta, altura até 7 cm,

referência fabricação LeCorp, fabricação Daud, ou equivalente; cola à base de neoprene com alto teor de sólidos, referência Gomaplac, ou equivalente; materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação do rodapé por meio de colagem.
21.10.22 RODAPÉ DE CORDÃO DE POLIAMIDA 1) Será medido por comprimento de cordão colocado (m). 2) O item remunera o fornecimento e colocação de cordão 100% em poliamida, para arremates em

revestimentos com carpete.

21.11.00 21.11.05

DEGRAU SINTÉTICO DEGRAU ( PISO E ESPELHO ) EM BORRACHA SINTÉTICA PRETA COM TESTEIRA - COLADO

207 de 734

Critérios de Medição e Remuneração - Boletim 156

1) Será medido pelo comprimento de degrau, piso e espelho, revestido com chapa de borracha

sintética (m).
2) O item remunera o fornecimento de peça única para degrau, composta por piso e espelho com

testeira incorporada, em borracha sintética pastilhada, preta, espessura de 4,0 mm, referência fabricação LeCorp, ou fabricação Daud, ou equivalente; cola à base de neoprene com alto teor de sólidos, referência Gomaplac, ou equivalente; materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação do degrau por meio de colagem.
21.11.13 TESTEIRA PARA ARREMATE DE DEGRAU VINÍLICO DE 2 MM COM IMPERMEABILIZANTE ACRÍLICO 1) Será medido pelo comprimento de testeira instalada (m). 2) O item remunera o fornecimento e instalação de testeira para arremate de degrau, na quina

externa do encontro entre o piso e espelho, com espessura de 2 mm, referência Paviflex ou equivalente. Remunera também a limpeza e tratamento com aplicação de impermeabilizante acrílico, conforme recomendações do fabricante.
21.11.14 TESTEIRA PARA ARREMATE DE DEGRAU VINÍLICO DE 3,2 MM COM IMPERMEABILIZANTE ACRÍLICO 1) Será medido pelo comprimento de testeira instalada (m). 2) O item remunera o fornecimento e instalação de testeira para arremate de degrau, na quina

externa do encontro entre o piso e espelho, com espessura de 3,2 mm, referência Paviflex ou equivalente. Remunera também a limpeza e tratamento com aplicação de impermeabilizante acrílico, conforme recomendações do fabricante.

21.20.00 21.20.02

REPAROS, CONSERVAÇÕES E COMPLEMENTOS RECOLOCAÇÃO DE PISO SINTÉTICO COM COLA 1) Será medido por área de piso recolocado (m²) 2) O item remunera o fornecimento de cola e a mão de obra necessária para a recolocação do piso

sintético.
21.20.04 RECOLOCAÇÃO DE PISO SINTÉTICO ARGAMASSADO 1) Será medido por área de piso recolocado (m²) 2) O item remunera o fornecimento de cimento, areia e a mão de obra necessária para a execução

da argamassa de assentamento e a recolocação do piso sintético.
21.20.05 RECOLOCAÇÃO DE PISO ELEVADO TELESCÓPICO METÁLICO, INCLUSIVE ESTRUTURA DE SUSTENTAÇÃO 1) Será medido por área de piso elevado telescópico metálico recolocado (m²). 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária especializada necessária para a

instalação completa, de piso elevado telescópico metálico, inclusive a estrutura de sustentação; não remunera o fornecimento do piso elevado.
21.20.06 FURAÇÃO DE PISO ELEVADO TELESCÓPICO EM CHAPA DE AÇO 1) Será medido por unidade de furo executado (un).

208 de 734

Critérios de Medição e Remuneração - Boletim 156

2) O item remunera o fornecimento de ferramental apropriado e da mão-de-obra especializada

necessários para a execução de furação em piso elevado telescópico metálico, em formato circular até 6", ou em formato retangular com dimensões até 170 mm, para a instalação de caixas; não remunera o fornecimento e instalação das caixas ou tomadas. Para as furações de 2" ou 2 1/2" destinadas a passa-cabos, está incluso o passa-cabos.
21.20.10 RECOLOCAÇÃO DE RODAPÉ E CORDÕES SINTÉTICOS 1) Será medido por comprimento de rodapé ou cordão recolocado (m) 2) O item remunera o fornecimento de material e a mão de obra necessária para a recolocação de

rodapés ou cordões sintéticos.
21.20.30 FITA ANTIDERRAPANTE COM LARGURA DE 5 CM 1) Será medido por comprimento de fita adesiva colocada (m). 2) O item remunera o fornecimento de fita adesiva antiderrapante, com 5 cm de largura e a mão-

de-obra necessária para a colocação da fita.
21.20.31 FITA ADESIVA ANTIDERRAPANTE FOTOLUMINESCENTE, COM LARGURA DE 5 CM 1) Será medido por comprimento de fita adesiva colocada (m). 2) O item remunera o fornecimento de fita adesiva antiderrapante fotoluminescente, com 5 cm de

largura e a mão-de-obra necessária para a colocação da fita.

209 de 734

Critérios de Medição e Remuneração - Boletim 156

22.00.00

FORRO, BRISE E FACHADA

22.01.00 22.01.01

FORRO DE MADEIRA FORRO EM TÁBUAS APARELHADAS MACHO E FÊMEA DE PINUS 1) Será medido por área de forro executado (m²). 2) O item remunera o fornecimento de tábuas em Pinus ( "Pinus Elliotti" ou "Pinus Taeda" ), tipo

macho e fêmea de 1 x 10 cm; inclusive acessórios e a mão-de-obra necessária para execução do forro.
22.01.02 FORRO EM TÁBUAS APARELHADAS MACHO E FÊMEA DE PINUS TARUGADO 1) Será medido por área de forro executado (m²). 2) O item remunera o fornecimento de tábuas em Pinus ( "Pinus Elliotti” ou "Pinus Taeda" ), tipo

macho e fêmea de 1 x 10 cm; sarrafo em Pinus ( "Pinus Elliotti", "Pinus Taeda" ), ou Quarubarana ( "Erisma uncinatum" ), conhecida também como Cedrinho, ou Cambará ( "Qualea spp" ), nas dimensões de 10 x 2,5 cm e 5 x 2,5 cm; inclusive acessórios e a mão-de-obra necessária para execução do forro e do tarugamento.
22.01.08 FORRO XADREZ EM RIPAS DE ANGELIM-VERMELHO / BACURI / MAÇARANDUBA TARUGADO 1) Será medido por área de forro executado (m²). 2) O item remunera o fornecimento de ripas em Cupiúba ( "Goupia glabra" ), ou Maçaranduba

( "Manilkara spp" ), conhecida também como Paraju; de 1,2 x 5 cm; sarrafo em Pinus ( "Pinus Elliotti" ou "Pinus Taeda" ), ou Quarubarana ( "Erisma uncinatum" ), conhecida também como Cedrinho, ou Cambará ( "Qualea spp" ), nas dimensões de 10 x 2,5 cm e 5 x 2,5 cm; inclusive acessórios e a mão-de-obra necessária para a execução do forro e do tarugamento.
22.01.21 TESTEIRA EM TÁBUA APARELHADA, COM LARGURA DE ATÉ 20 CM 1) Será medido por comprimento de testeira executada (m). 2) O item remunera o fornecimento de tábua aparelhada em Cupiúba ( "Goupia glabra" ), ou

Maçaranduba ( "Manilkara spp" ), conhecida também como Paraju, de 20 cm; materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a execução da testeira.
22.01.22 BEIRAL EM TÁBUA DE ANGELIM-VERMELHO / BACURI / MAÇARANDUBA MACHO E FÊMEA COM TARUGAMENTO 1) Será medido por área de beiral executado (m²) 2) O item remunera o fornecimento de tábuas em Cupiúba ( "Goupia glabra" ), ou Maçaranduba

( "Manilkara spp" ), conhecida também como Paraju, tipo macho e fêmea de 2 x 10 cm; caibro em madeira seca maciça, referência Cupiúba ( "Goupia glabra" ), ou Quarubarana ( "Erisma uncinatum" ), conhecida também como Cedrinho, ou Cambará ( "Qualea spp" ), ou Maçaranduba ( "Manilkara spp" ), conhecida também como Paraju, ou outra madeira classificada conforme a resistência à compressão paralela às fibras de acordo com a NBR 7190 / 97 e a Legislação Brasileira vigente, livre de esmagamentos, isenta de defeitos como nós, fendas ou rachaduras, arqueamento, sinais de deterioração por insetos ou fungos, desbitolamento, ou qualquer outro defeito que comprometa a resistência da madeira, nas

210 de 734

Critérios de Medição e Remuneração - Boletim 156

dimensões de 5 x 6 cm; testeira ( sarrafo ) em Pinus ( "Pinus Elliotti" ou "Pinus Taeda" ), ou Quarubarana ( "Erisma uncinatum" ), conhecida também como Cedrinho, ou Cambará ( "Qualea spp" ), nas dimensões de 1,5 x 10 cm; inclusive acessórios e mão-de-obra necessária para a execução do beiral e do tarugamento.
22.01.24 BEIRAL EM TÁBUA DE ANGELIM-VERMELHO / BACURI / MAÇARANDUBA MACHO E FÊMEA 1) Será medido por área de beiral executado (m²) 2) O item remunera o fornecimento de tábuas em Cupiúba ( "Goupia glabra" ), ou Maçaranduba

( "Manilkara spp" ), conhecida também como Paraju, tipo macho e fêmea de 2 x 10 cm; testeira ( sarrafo ) em Pinus ( "Pinus Elliotti" ou "Pinus Taeda" ), ou Quarubarana ( "Erisma uncinatum" ), conhecida também como Cedrinho, ou Cambará ( "Qualea spp" ), nas dimensões de 1,5 x 10 cm; inclusive acessórios e mão-de-obra necessária para a execução do beiral.

22.02.00 22.02.01

FORRO DE GESSO FORRO EM PLACA DE GESSO LISO FIXO 1) Será medido por área de placas instaladas (m²). 2) O item remunera o fornecimento e instalação de placas de gesso fixo para a execução de forros,

sancas ou arremates laterais, por meio de tirantes e perfis metálicos; remunera também: recortes de interferência, rejunte entre as placas com acabamento liso, execução de juntas de dilatação quando necessário e arremates junto às paredes ou anteparos com moldura.
22.02.03 FORRO EM PAINÉIS DE GESSO ACARTONADO, COM ESPESSURA DE 12,5 MM, FIXO 1) Será medido por área desenvolvida de forro executado (m²). 2) O item remunera o fornecimento e instalação de forro monolítico em gesso para uso interno

"drywall", retos ou curvos, horizontais ou inclinados constituído por:
A) Estrutura em perfis leves de aço galvanizado com zincagem tipo B ( 260 g / m² ),

compreendendo: perfis de aço com espessura de 0,50 mm, denominados canaletas longitudinais, ou perfil tabica, espaçados a cada 60 cm; união em aço para a fixação dos perfis longitudinais, entre si; presilhas de regulagem em aço, para a fixação dos perfis nos pendurais de sustentação do forro; suspensão com regulagem em aço galvanizado para a fixação dos montantes; pendurais em arame galvanizado nº 10 ( BWG ); parafusos autoperfurantes e atarrachantes, galvanizados para a fixação das chapas e perfil / perfil;
B) Uma chapa, fixada na face externa da estrutura, industrializada a partir da gipsita natural e

cartão duplex, tipo Standard ( ST ), com espessura de 12,5 mm;
C) Fita de papel microperfurada, empregada nas juntas entre chapas; D) Fita de papel, com reforço metálico, para acabamento e proteção das chapas nos cantos

salientes, quando houver;
E) Massa especial para rejuntamento de pega rápida em pó, para o preparo da superfície a ser

calafetada, e massa especial para a calafetação e colagem das chapas;
F) Referência Forro FGE, fabricação Lafarge Gypsum, ou Placostil F530, fabricação Placo, ou

equivalente conforme as normas NBR 14715, NBR 14716, e NBR 14717;

211 de 734

Critérios de Medição e Remuneração - Boletim 156

G) Remunera também todo o material acessório, equipamentos e a mão-de-obra necessária para

a execução de forros, de acordo com as recomendações e especificações dos fabricantes, inclusive a execução de recortes para luminárias, pilares ou vigas, não devendo ser descontados os vãos decorrentes.
H) Após o rejuntamento, os forros em chapas de gesso deverão apresentar a superfície lisa,

monolítica e sem junta aparente, para receber acabamento final em pintura;
I) Não remunera o fornecimento do acabamento final em pintura, nem sancas ou molduras

especiais.
22.02.10 FORRO EM PLACA DE GESSO ACARTONADO, ACABAMENTO LISO COM PELÍCULA EM PVC 625 X 1250 MM, ESPESSURA DE 9,5 MM, REMOVÍVEL 1) Será medido por área desenvolvida de forro executado (m²). 2) O item remunera o fornecimento de painéis em gesso acartonado para a execução de forros,
de PVC,

removíveis, constituídos por: placa de gesso acartonado, revestida a quente, com uma película rígida com modulação de eixo a eixo de 625 x 1250 mm, espessura de 9,5 mm, acabamento liso ou linho com borda reta; coeficiente de atenuação acústica CAC de 35 - 36 decibéis; resistência à umidade RH de 90%; estrutura de apoio metálica, constituída por perfil principal tipo "T" de 24 mm, pendurais rígidos nos perfis principais, a cada 625 mm e preferencialmente com perfil “T” de aço, tipo clicado; inclusive os acessórios necessários à instalação, referência forro Gyprex, fabricação Placo, ou equivalente conforme as normas NBR 14715, NBR 14716, e NBR 14717; remunera também o fornecimento da mão-de-obra especializada e equipamentos necessários para a instalação completa da estrutura de sustentação, tirantes, painéis, acessórios e arremates do forro, conforme recomendações do fabricante.

22.03.00 22.03.01

FORRO SINTÉTICO FORRO EM POLIESTIRENO EXPANDIDO COM TEXTURA ACRÍLICA, ESPESSURA DE 20 MM 1) Será medido por área de forro instalado (m²). 2) O item remunera o fornecimento do forro em poliestireno expandido, auto-extingüível, tipo

Isopor / Basf ou equivalente na espessura de 20 mm, revestido com textura acrílica e a instalação completa por meio de estrutura de sustentação com perfis de alumínio anodizado.
22.03.02 FORRO EM LÃ DE VIDRO REVESTIDA EM PVC, ESPESSURA 20 MM 1) Será medido por área de forro instalado (m²). 2) O item remunera o fornecimento do forro termo-acústico composto por painel de lã de vidro

revestido na face externa ( aparente ) com filme plástico gravado, na cor branca, autoextingüível, nas dimensões de 1250 x 625 x 20 mm, densidade 60 kg / m³, referência Forrovid K 60, da Isover, ou equivalente; estrutura para fixação em perfis de aço tipo "T", com acabamento em pintura branca, suspensos por pendurais flexíveis em aço galvanizado, fixados em estrutura existente; presilhas em aço temperado, para a fixação superior dos painéis; remunera também o fornecimento da mão-de-obra especializada necessária para a instalação da estrutura de fixação, instalação das presilhas na face superior dos perfis "T" e a instalação e fixação dos painéis.
22.03.04 FORRO MODULAR REMOVÍVEL EM PVC – 618 MM X 1243 MM 1) Será medido por área de forro instalado (m²).

212 de 734

Critérios de Medição e Remuneração - Boletim 156

2) O item remunera o fornecimento e instalação de forro modular removível, em PVC rígido, auto-

extingüível, imune à corrosão, resistente a álcool e materiais de limpeza, constituído por: placas extrudadas com dimensões de 618 mm x 1243 mm e espessuras de 10 mm, em várias cores, com acabamento fosco ou brilhante; estrutura de sustentação primária, em perfis tipo "L", para arremates junto à parede, "T", ou cartola para a sustentação entre painéis, em aço com tratamento antiferruginoso e acabamento em pintura, conforme a cor do forro, inclusive presilhas para a fixação das placas nos perfis; estrutura de sustentação secundária por meio de tirantes reguláveis; materiais acessórios para fixação; referência forro Maggiore, fabricação Medabil, ou equivalente. Não remunera os serviços de furação para a instalação de luminárias e adequações civis, quando necessário.
22.03.05 FORRO EM FIBRA MINERAL REVESTIDA EM LÁTEX 1) Será medido por área de forro instalado (m²). 2) O item remunera o fornecimento do forro em fibra mineral, composta por: argila, perlita e

resíduos minerais, livre de amianto; com acabamento em pintura vinílica à base de látex na cor branca, módulos de 625 x 1250 x 13 mm, referência Armstrong Encore HumiGard Plus, e a instalação completa por meio de estrutura de sustentação com perfis tipo ´T´ em aço galvanizado, com pintura a base de epóxi, resistência à fogo "classe A".
22.03.07 FORRO EM LÂMINA DE PVC 1) Será medido por área de forro instalado (m²). 2) O item remunera o fornecimento e instalação de forro alveolar extrudado, em lâminas de PVC

rígido, auto-extingüível, imune à corrosão, resistente a álcool e materiais de limpeza, constituído por: lâminas com largura de 100 mm e espessuras de 8 a 10 mm, ou lâminas com largura de 200 mm e espessuras de 10 a 15 mm, conforme o fabricante; estrutura de sustentação primária, em tubos de aço galvanizado de 20 x 20 mm, espessura de 1,0 mm, com espaçamento máximo de: 500 mm, para lâminas de 100 mm, e 800 mm, para lâminas de 200 mm; estrutura de sustentação secundária em perfil cartola de 1 1/4" x 5/8", espessura de 0,7 mm, com espaçamento máximo de: 1000 mm, para lâminas de 100 mm, e 1200 mm, para lâminas de 200 mm; materiais acessórios para fixação; cantoneiras em PVC, para arremates em geral, referência: T100 / T200, fabricação Tigre, ou Multiperfil MP100 / MP200, fabricação Multiplast, ou Plastiforro 100 / 200, fabricação Petrol, ou modelos 100 / 200, fabricação Medabil, ou modelos 100 / 200, fabricação Anflo ou equivalente.
22.06.00 22.06.09 BRISE-SOLÉIL TERMOBRISE EM ALUZINC PRÉ-PINTADO, COM INJEÇÃO DE POLIURETANO EXPANDIDO, LARGURA 335 MM 1) Será medido por área, na projeção vertical, de “brise-soléil” executado (m²). 2) O item remunera o fornecimento e instalação completa de “brise-soléil”, tipo Termobrise,

composto por painéis com laminas em perfis formato asa de avião, com 335 mm de largura e 58 mm de espessura em chapas de aluzinc espessura 0,4 mm, com injeção de poliuretano expandido, podendo ser montado horizontalmente ou verticalmente e ser fixo ou móvel com acionamento manual; remunera também o sistema de sustentação e fixação. Referência: Termobrise Luxalon 335 da Hunter Douglas ou equivalente.

22.20.00

REPAROS, CONSERVAÇÕES E COMPLEMENTOS

213 de 734

Critérios de Medição e Remuneração - Boletim 156

22.20.01

PLACA EM FIBRA DE VIDRO REVESTIDA EM PVC 1) Será medido por área de placas instaladas (m²). 2) O item remunera o fornecimento e instalação de placas de forro tipo forrovid ou equivalente

com espessura de 20 mm, revestido em PVC rígido gravado, auto-extingüível para reparos em forros existentes ou substituição de peças; não remunera o fornecimento e instalação da estrutura de fixação e sustentação.
22.20.02 RECOLOCAÇÃO DE FORROS FIXADOS 1) Será medida por área de forro recolocado (m²) 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra e materiais acessórios necessários para a

recolocação do forro.
22.20.04 RECOLOCAÇÃO DE FORROS APOIADOS OU ENCAIXADOS 1) Será medido por área de forro recolocado (m²) 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a recolocação do forro. 22.20.05 MOLDURA DE GESSO SIMPLES, LARGURA ATÉ 6,0 CM 1) Será medido por comprimento de moldura instalada (m). 2) O item remunera o fornecimento de moldura de gesso simples, com largura até 6,0 cm, materiais

acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação completa da moldura.
22.20.09 ABERTURA PARA VÃO DE LUMINÁRIA EM FORRO DE PVC MODULAR 1) Será medido por unidade de abertura executada, em forro de PVC modular (un). 2) O item remunera o fornecimento de materiais e a mão-de-obra especializada necessária para a

execução de abertura em forro com placas extrudadas modulares em PVC, conforme dimensões do aparelho a ser instalado.

214 de 734

Critérios de Medição e Remuneração - Boletim 156

23.00.00

ESQUADRIA, MARCENARIA E ELEMENTO EM MADEIRA

23.01.00 23.01.03

JANELA E VENEZIANA EM MADEIRA CAIXILHO DE MADEIRA FIXO 1) Será medido por área de vão de caixilho instalado (m²). 2) O item remunera o fornecimento de caixilho de madeira fixo para colocação de vidros com

batente e guarnições para acabamento em verniz, cera ou pintura; cimento, areia, inclusive materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a montagem e fixação do batente, do caixilho e das guarnições.
23.01.04 CAIXILHO EM MADEIRA DE CORRER 1) Será medido por área de vão de caixilho instalado (m²). 2) O item remunera o fornecimento de caixilho em madeira de correr, com requadro para receber

vidro, para acabamento em verniz, cera ou pintura, inclusive guarnições e ferragens; cimento, areia, materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação completa do caixilho. As madeiras utilizadas deverão atender aos procedimentos de controle e exploração exigidos pelo IBAMA e demais legislações vigentes e possuir selo de certificação.
23.01.05 CAIXILHO DE MADEIRA MAXIMAR 1) Será medido por área de vão de caixilho instalado (m²). 2) O item remunera o fornecimento de caixilho de madeira, tipo maximar, para colocação de

vidros com batente e guarnições para acabamento em verniz, cera ou pintura; cimento, areia, inclusive materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a montagem e fixação do batente, do caixilho e das guarnições.
23.01.06 CAIXILHO EM MADEIRA TIPO VENEZIANA DE CORRER 1) Será medido por área de vão de caixilho instalado (m²). 2) O item remunera o fornecimento de caixilho em madeira tipo veneziana de correr, com ou sem

bandeira, para acabamento em verniz, cera ou pintura inclusive guarnições e ferragens; cimento, areia, materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação completa do caixilho. As madeiras utilizadas deverão atender aos procedimentos de controle e exploração exigidos pelo IBAMA e demais legislações vigentes e possuir selo de certificação.

23.02.00 23.02.01

PORTA PADRÃO MACHO / FÊMEA MONTADA COM BATENTE ACRÉSCIMO DE BANDEIRA - PORTA MACHO E FÊMEA COM BATENTE DE MADEIRA 1) Será medido por área de bandeira instalada (m²). 2) O item remunera o fornecimento da folha para bandeira tipo macho e fêmea com travas

embutidas, batente e guarnições em madeira para acabamento em verniz, cera ou pintura; cimento, areia, acessórios e a mão-de-obra necessária para a montagem e fixação do batente, da folha de bandeira e das guarnições nas duas faces.
23.02.03 PORTA MACHO E FÊMEA COM BATENTE DE MADEIRA - 72 X 210 CM

215 de 734

Critérios de Medição e Remuneração - Boletim 156

1) Será medido por unidade de porta instalada (un). 2) O item remunera o fornecimento da folha de porta tipo macho e fêmea com travas embutidas,

sem emenda, batente e guarnições em madeira para acabamento em cera, pintura ou verniz; cimento, areia, acessórios e a mão-de-obra necessária para a montagem e fixação do batente, da folha e das guarnições nas duas faces.
23.02.04 PORTA MACHO E FÊMEA COM BATENTE DE MADEIRA - 82 X 210 CM 1) Será medido por unidade de porta instalada (un). 2) O item remunera o fornecimento da folha de porta tipo macho e fêmea com travas embutidas,

sem emenda, batente e guarnições em madeira para acabamento em cera, pintura ou verniz; cimento, areia, acessórios e a mão-de-obra necessária para a montagem e fixação do batente, da folha e das guarnições nas duas faces.
23.02.05 PORTA MACHO E FÊMEA COM BATENTE DE MADEIRA - 92 X 210 CM 1) Será medido por unidade de porta instalada (un). 2) O item remunera o fornecimento da folha de porta tipo macho e fêmea com travas embutidas,

sem emenda, batente e guarnições em madeira para acabamento em cera, pintura ou verniz; cimento, areia, acessórios e a mão-de-obra necessária para a montagem e fixação do batente, da folha e das guarnições nas duas faces.
23.02.06 PORTA MACHO E FÊMEA COM BATENTE DE MADEIRA - 124 X 210 CM 1) Será medido por unidade de porta instalada (un). 2) O item remunera o fornecimento de duas folhas de porta de 62 x 210 cm, tipo macho e fêmea,

com travas embutidas, sem emenda, batente e guarnições em madeira para acabamento em cera, pintura ou verniz; cimento, areia, acessórios e a mão-de-obra necessária para a montagem e fixação do batente, das folha e das guarnições nas duas faces.
23.02.50 ACRÉSCIMO DE BANDEIRA - PORTA MACHO E FÊMEA COM BATENTE METÁLICO 1) Será medido por área de bandeira instalada (m²). 2) O item remunera o fornecimento da folha para bandeira de madeira tipo macho e fêmea com

travas embutidas, sem emenda, para acabamento em verniz, cera ou pintura; batente em chapa nº 16 dobrada e zincada; cimento, areia, acessórios e a mão-de-obra necessária para a montagem e fixação da folha de bandeira e do batente.
23.02.52 PORTA MACHO E FÊMEA COM BATENTE METÁLICO - 72 X 210 CM 1) Será medido por unidade de porta instalada (un). 2) O item remunera o fornecimento da folha de porta de madeira tipo macho e fêmea com travas

embutidas, sem emenda, para acabamento em verniz, cera ou pintura; batente em chapa nº 16 dobrada e zincada; cimento, areia, acessórios e a mão-de-obra necessária para a montagem e fixação do batente e da folha.
23.02.53 PORTA MACHO E FÊMEA COM BATENTE METÁLICO - 82 X 210 CM 1) Será medido por unidade de porta instalada (un). 2) O item remunera o fornecimento da folha de porta de madeira tipo macho e fêmea com travas

embutidas, sem emenda, para acabamento em verniz, cera ou pintura; batente em chapa nº 16 dobrada e zincada; cimento, areia, acessórios e a mão-de-obra necessária para a montagem e fixação do batente e da folha.

216 de 734

Critérios de Medição e Remuneração - Boletim 156

23.02.54

PORTA MACHO E FÊMEA COM BATENTE METÁLICO - 92 X 210 CM 1) Será medido por unidade de porta instalada (un). 2) O item remunera o fornecimento da folha de porta de madeira tipo macho e fêmea com travas

embutidas, sem emenda, para acabamento em verniz, cera ou pintura; batente em chapa nº 16 dobrada e zincada; cimento, areia, acessórios e a mão-de-obra necessária para a montagem e fixação do batente e da folha.
23.02.55 PORTA MACHO E FÊMEA COM BATENTE METÁLICO - 124 X 210 CM 1) Será medido por unidade de porta instalada (un). 2) O item remunera o fornecimento de duas folhas de porta de madeira de 62 x 210 cm, tipo macho

e fêmea com travas embutidas, sem emenda, para acabamento em verniz, cera ou pintura; batente em chapa nº 16 dobrada e zincada; cimento, areia, acessórios e a mão-de-obra necessária para a montagem e fixação do batente e da folha.

23.04.00 23.04.01

PORTA PADRÃO LISA LAMINADA MONTADA COM BATENTE ACRÉSCIMO DE BANDEIRA - PORTA LISA REVESTIDA COM LAMINADO FENÓLICO MELAMÍNICO E BATENTE DE MADEIRA SEM REVESTIMENTO 1) Será medido por área de bandeira instalada (m²). 2) O item remunera o fornecimento da folha de bandeira em madeira sarrafeada revestida, nas duas

faces, com laminado fenólico melamínico liso; batente e guarnições em cedrinho para acabamento em verniz, cera ou verniz; cimento, areia, acessórios e a mão-de-obra necessária para a montagem e fixação da folha de bandeira, do batente e das guarnições nas duas faces.
23.04.09 PORTA EM LAMINADO FENÓLICO MELAMÍNICO COM ACABAMENTO LISO, BATENTE EM MADEIRA SEM REVESTIMENTO - 72 X 210 CM 1) Será medido por unidade de porta instalada (un). 2) O item remunera o fornecimento da folha de porta em madeira sarrafeada revestida, nas duas

faces, com laminado fenólico melamínico liso; batente e guarnições em cedrinho para acabamento em verniz, cera ou pintura; cimento, areia, acessórios e a mão-de-obra necessária para a montagem e fixação do batente, da folha e das guarnições nas duas faces.
23.04.10 PORTA EM LAMINADO FENÓLICO MELAMÍNICO COM ACABAMENTO LISO, BATENTE EM MADEIRA SEM REVESTIMENTO - 82 X 210 CM 1) Será medido por unidade de porta instalada (un). 2) O item remunera o fornecimento da folha de porta em madeira sarrafeada revestida, nas duas

faces, com laminado fenólico melamínico liso; batente e guarnições em cedrinho para acabamento em verniz, cera ou pintura; cimento, areia, acessórios e a mão-de-obra necessária para a montagem e fixação do batente, da folha e das guarnições nas duas faces.
23.04.11 PORTA EM LAMINADO FENÓLICO MELAMÍNICO COM ACABAMENTO LISO, BATENTE EM MADEIRA SEM REVESTIMENTO - 92 X 210 CM 1) Será medido por unidade de porta instalada (un). 2) O item remunera o fornecimento da folha de porta em madeira sarrafeada revestida, nas duas

faces, com laminado fenólico melamínico liso; batente e guarnições em cedrinho para

217 de 734

Critérios de Medição e Remuneração - Boletim 156

acabamento em verniz, cera ou pintura; cimento, areia, acessórios e a mão-de-obra necessária para a montagem e fixação do batente, da folha e das guarnições nas duas faces.
23.04.12 PORTA EM LAMINADO FENÓLICO MELAMÍNICO COM ACABAMENTO LISO, BATENTE EM MADEIRA SEM REVESTIMENTO - 124 X 210 CM 1) Será medido por unidade de porta instalada (un). 2) O item remunera o fornecimento de duas folhas de porta de 62 x 210 cm em madeira sarrafeada

revestida, nas duas faces, com laminado fenólico melamínico liso; batente e guarnições em cedrinho para acabamento em verniz, cera ou pintura; cimento, areia, acessórios e a mão-deobra necessária para a montagem e fixação do batente, da folha e das guarnições nas duas faces.
23.04.13 PORTA EM LAMINADO FENÓLICO MELAMÍNICO COM ACABAMENTO LISO, BATENTE EM MADEIRA SEM REVESTIMENTO - 144 X 210 CM 1) Será medido por unidade de porta instalada (un). 2) O item remunera o fornecimento de duas folhas de porta de 72 x 210 cm em madeira sarrafeada

revestida, nas duas faces, com laminado fenólico melamínico liso; batente e guarnições em cedrinho para acabamento em verniz, cera ou pintura; cimento, areia, acessórios e a mão-deobra necessária para a montagem e fixação do batente, da folha e das guarnições nas duas faces.
23.04.14 PORTA EM LAMINADO FENÓLICO MELAMÍNICO COM ACABAMENTO LISO, BATENTE EM MADEIRA SEM REVESTIMENTO - 220 X 210 CM 1) Será medido por unidade de porta instalada (un). 2) O item remunera o fornecimento de duas folhas de porta de 1,10 x 210 cm, articuladas por meio

de dobradiças sem trilho, em madeira sarrafeada revestida, nas duas faces, com laminado fenólico melamínico liso; batente e guarnições em cedrinho para acabamento em verniz, cera ou pintura; cimento, areia, acessórios e a mão-de-obra necessária para a montagem e fixação do batente, da folha e das guarnições nas duas faces.
23.04.50 ACRÉSCIMO DE BANDEIRA - PORTA LISA REVESTIDA COM LAMINADO FENÓLICO MELAMÍNICO E BATENTE METÁLICO 1) Será medido por área de bandeira instalada (m²). 2) O item remunera o fornecimento da folha de bandeira em madeira sarrafeada revestida, nas duas

faces, em laminado fenólico melamínico liso; batente em chapa nº 16 dobrada e zincada; cimento, areia, acessórios e a mão-de-obra necessária para a montagem e fixação da folha de bandeira e do batente.
23.04.58 PORTA EM LAMINADO FENÓLICO MELAMÍNICO COM ACABAMENTO LISO, BATENTE METÁLICO - 62 X 160 CM 1) Será medido por unidade de porta instalada (un). 2) O item remunera o fornecimento da folha de porta em madeira sarrafeada revestida, nas duas

faces, em laminado fenólico melamínico liso; batente em chapa nº 16 dobrada e zincada; acessórios e a mão-de-obra necessária para a montagem e fixação do batente e da folha.
23.04.59 PORTA EM LAMINADO FENÓLICO MELAMÍNICO COM ACABAMENTO LISO, BATENTE METÁLICO - 72 X 210 CM 1) Será medido por unidade de porta instalada (un).

218 de 734

Critérios de Medição e Remuneração - Boletim 156

2) O item remunera o fornecimento da folha de porta em madeira sarrafeada revestida, nas duas

faces, em laminado fenólico melamínico liso; batente em chapa nº 16 dobrada e zincada; acessórios e a mão-de-obra necessária para a montagem e fixação do batente e da folha.
23.04.60 PORTA EM LAMINADO FENÓLICO MELAMÍNICO COM ACABAMENTO LISO, BATENTE METÁLICO - 82 X 210 CM 1) Será medido por unidade de porta instalada (un). 2) O item remunera o fornecimento da folha de porta em madeira sarrafeada revestida, nas duas

faces, em laminado fenólico melamínico liso; batente em chapa nº 16 dobrada e zincada; acessórios e a mão-de-obra necessária para a montagem e fixação do batente e da folha.
23.04.61 PORTA EM LAMINADO FENÓLICO MELAMÍNICO COM ACABAMENTO LISO, BATENTE METÁLICO - 92 X 210 CM 1) Será medido por unidade de porta instalada (un). 2) O item remunera o fornecimento da folha de porta em madeira sarrafeada revestida, nas duas

faces, em laminado fenólico melamínico liso; batente em chapa nº 16 dobrada e zincada; acessórios e a mão-de-obra necessária para a montagem e fixação do batente e da folha.
23.04.62 PORTA EM LAMINADO FENÓLICO MELAMÍNICO COM ACABAMENTO LISO, BATENTE METÁLICO - 124 X 210 CM 1) Será medido por unidade de porta instalada (un). 2) O item remunera o fornecimento de duas folhas de porta de 62 x 210 cm em madeira sarrafeada

revestida, nas duas faces, com laminado fenólico melamínico liso; batente em chapa nº 16 dobrada e zincada; acessórios e a mão-de-obra necessária para a montagem e fixação do batente e da folha.
23.04.63 PORTA EM LAMINADO FENÓLICO MELAMÍNICO COM ACABAMENTO LISO, BATENTE METÁLICO - 62 X 100 CM 1) Será medido por unidade de porta instalada (un). 2) O item remunera o fornecimento da folha de porta em madeira sarrafeada revestida, nas duas

faces, em laminado fenólico melamínico liso; batente em chapa nº 16 dobrada e zincada; acessórios e a mão-de-obra necessária para a montagem e fixação do batente e da folha, em boxe sanitário.

23.08.00 23.08.01

MARCENARIA EM GERAL ESTRADO DE MADEIRA 1) Será medido por área de estrado executado (m²). 2) O item remunera o fornecimento dos materiais: tábuas de 2,5 x 10 cm e caibros de 5 x 6 cm, em

madeira seca maciça, referência Cupiúba ( "Goupia glabra" ), ou Quarubarana ( "Erisma uncinatum" ), conhecida também como Cedrinho, ou Cambará ( "Qualea spp" ), ou Maçaranduba ( "Manilkara spp" ), conhecida também como Paraju, ou outra madeira classificada conforme a resistência à compressão paralela às fibras de acordo com a NBR 7190 / 97 e a Legislação Brasileira vigente, livre de esmagamentos, isenta de defeitos como nós, fendas ou rachaduras, arqueamento, sinais de deterioração por insetos ou fungos, desbitolamento, ou qualquer outro defeito que comprometa a resistência da madeira,

219 de 734

Critérios de Medição e Remuneração - Boletim 156

aparelhadas e lixadas; materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a execução do estrado.
23.08.02 FAIXA / BATEDOR DE PROTEÇÃO EM MADEIRA APARELHADA NATURAL 10 X 2,5 CM 1) Será medido pelo comprimento de faixa de proteção instalada (m). 2) O item remunera o fornecimento de barra em madeira de lei aparelhada, seca em estufa, com

10 cm de largura e 2,5 cm de espessura, para acabamento com tinta, cera ou verniz; parafusos com cabeça chata, apropriados para madeira, e buchas de náilon, para a fixação de barra, alinhados e nivelados, pelo eixo da barra, com espaçamento máximo de 1,00 m; acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação da faixa de proteção, conforme altura definida em projeto; não remunera o preparo prévio da superfície, onde será instalada a faixa, nem o acabamento posterior da faixa de proteção com aplicação de tinta, cera ou verniz.
23.08.03 FAIXA / BATEDOR DE PROTEÇÃO EM MADEIRA, 20 X 5 CM, COM ACABAMENTO EM LAMINADO FENÓLICO MELAMÍNICO 1) Será medido pelo comprimento de bate maca executado (m). 2) O item remunera o fornecimento dos materiais para a execução de faixa de proteção constituída

por: tábua de angelim-vermelho / bacuri / maçaranduba aparelhada de 5 x 20 cm, revestida com chapa de laminado fenólico melamínico; fixada sobre calço de madeira de lei de 10 x 10 x 5 cm lixado e pintado com tinta esmalte; acessórios e a mão-de-obra necessária para a execução da faixa.
23.08.06 TAMPO SOB MEDIDA EM COMPENSADO, REVESTIDO NA FACE SUPERIOR EM LAMINADO FENÓLICO MELAMÍNICO 1) Será medido por área, aferida na projeção horizontal, de tampo executado (m²). 2) O item remunera o fornecimento e instalação completa de tampo em madeira compensada,

revestida com laminado fenólico melamínico na face superior, com espessura de 25 mm.
23.08.08 PRATELEIRA SOB MEDIDA EM COMPENSADO REVESTIDA NAS DUAS FACES COM LAMINADO FENÓLICO MELAMÍNICO 1) Será medido por área, aferida na projeção horizontal, de prateleira executada (m²). 2) O item remunera o fornecimento e instalação completa de prateleira, sob medida, em madeira

compensada revestida nas duas faces com laminado fenólico melamínico, com espessura de 20 mm; inclusive estrutura de apoio e / ou fixação.
23.08.10 ARMÁRIO TIPO PRATELEIRA COM SUBDIVISÃO TOTALMENTE EM LAMINADO FENÓLICO MELAMÍNICO EM COMPENSADO REVESTIDO

1) Será medido por área, na projeção vertical, de prateleira executada (m²). 2) O item remunera o fornecimento e instalação completa de armário tipo prateleira com fundo e

subdivisões internas, em madeira compensada com espessura de 20 mm, revestida com laminado fenólico melamínico, fixado com parafusos e buchas.
23.08.11 PAINEL EM COMPENSADO NAVAL DE PINHO, ESPESSURA DE 25 MM 1) Será medido por área de painel executado (m²). 2) O item remunera o fornecimento dos materiais para a execução de painel constituído por: chapa

em compensado naval de Pinus ( "Pinus Elliotti" ou "Pinus Taeda" ) com 25 mm de espessura, para acabamento com tinta, cera ou verniz; sarrafo de cedrinho 1”x3”; cola de madeira; parafusos com bucha; acessórios e a mão-de-obra necessária para a execução e instalação do

220 de 734

das folhas. tipo "greenboard". em geral.673/ 2005 e 49. cera ou verniz.01 / 40 da Pado. ( MDF ). de média densidade. moldura em perfil "U". para a fixação em paredes. imbuia. Os produtos florestais e / ou subprodutos florestais utilizados deverão atender aos procedimentos de controle estabelecidos nos Decretos Estaduais 49. 2) O item remunera o fornecimento e instalação de armário sob medida. de armário instalado (m²). constituída por: base em chapa de fibra. fechadura e trinco interno. de lousa instalada (m²). constituída a partir de fibras de pinus.82 X 210 CM 1) Será medido por conjunto de porta com balcão instalado (cj). 23.08. COMPLETO 1) Será medido por área. 2) O item remunera o fornecimento e instalação de armário sob medida. porta giz em perfil "U".08. na cor branca. parafusos. texturizado. BATENTE DE MADEIRA. dobradiças em aço. ou 4700 / 40 CR da Aliança. em latão cromado. ( MDF ). 2) O item remunera o fornecimento e instalação de lousa verde oficial.13 LOUSA EM LAMINADO MELAMÍNICO TEXTURIZADO. dividida ao meio permitindo a abertura separadamente. LINHA COMERCIAL 1) Será medido por área. constituída por: base em chapa de fibra. acessórios e a mão-deobra necessária para a montagem e fixação do batente. 23.17 LOUSA EM LAMINADO MELAMÍNICO. cimento. laterais.674/ 2005. revestido interna e externamente em folheado de madeira nos padrões mogno. revestida em laminado melamínico brilhante.21 ARMÁRIO SOB MEDIDA EM COMPENSADO DE MADEIRA TOTALMENTE REVESTIDO EM FOLHEADO DE MADEIRA. revestido interna 221 de 734 . marfim. um par de maçanetas retangulares e um par de espelhos retangulares tipo 125 I 1 da Fama. ou equivalente. ou 721. VERDE OFICIAL. aferida na projeção vertical. revestida em laminado melamínico. fundo e prateleiras em compensado de madeira de primeira qualidade. buchas e materiais acessórios.20 M 1) Será medido por unidade de lousa instalada (un). 23.20 m. laterais. 2) O item remunera o fornecimento de lousa em fórmica branca.08. 6 ( seis ) dobradiças de 3 1/2" x 3". cera ou pintura. de média densidade.08. COMPLETA . ou cerejeira. freijó.Boletim 156 painel. com ou sem cabideiro em tubo de alumínio. conjunto de fechadura de embutir cromado com miolo tipo gorges. de 80 x 20 mm. constituída por: uma folha em compensado de madeira lisa para acabamento em pintura. buchas e materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a fixação em paredes. areia. 2) O item remunera o fornecimento de porta com balcão. nas dimensões de 5.Critérios de Medição e Remuneração . constituída a partir de fibras de pinus.00 X 1. 2 ( duas ) canetas e 1 ( um ) apagador. puxadores tipo bola com acabamento cromado acetinado. moldura em perfil "U". constituído por: portas. constituído por: portas. base para apagador e canetas em toda a extensão do quadro. em várias dimensões disponíveis no mercado. fecho tipo unho em latão cromado. COMPLETO 1) Será medido por área. aferida na projeção vertical. batente e guarnições em cedrinho para acabamento em verniz.22 ARMÁRIO SOB MEDIDA EM COMPENSADO DE MADEIRA TOTALMENTE REVESTIDO EM LAMINADO MELAMÍNICO TEXTURIZADO. BRANCO. em geral.16 PORTA LISA COM BALCÃO.08. tipo "board net". do balcão e das ferragens. de alumínio anodizado. de armário instalado (m²). parafusos. 23. aferida na projeção vertical. 23. de alumínio anodizado.00 x 1. verde oficial. balcão em compensado de madeira lisa para acabamento em pintura. fundo e prateleiras em compensado de madeira de primeira qualidade. cera ou verniz. de alumínio anodizado. "GREENBOARD" – 5.

08. 23. constituída por: base em chapa de fibra.20 M 1) Será medido por unidade de lousa instalada (un). de alumínio anodizado. EM MADEIRA 1) Será medido por área de porta instalada (m²). inclusive materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a montagem e fixação do batente.50 x 1. nas dimensões de 2. acessórios e a mão-de-obra necessária para a montagem e fixação da folha de bandeira.09. batente e guarnições em madeira para acabamento em verniz.PORTA LISA COMUM COM BATENTE DE MADEIRA 1) Será medido por área de bandeira instalada (m²). cimento.09.08. 2) O item remunera o fornecimento de porta lisa de correr. inclusive materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a montagem e fixação do batente. revestida em laminado melamínico. em geral. texturizado. trilhos. fechadura e trinco interno. da bandeira. com ou sem cabideiro em tubo de alumínio. areia. areia. acessórios e 222 de 734 .23 LOUSA EM LAMINADO MELAMÍNICO TEXTURIZADO. cimento. em madeira para acabamento em verniz ou pintura. cimento. de 80 x 20 mm. 2) O item remunera o fornecimento da folha de porta lisa em madeira folheada. "GREENBOARD" – 2. puxadores tipo bola com acabamento cromado acetinado.09. batente e guarnições em madeira para acabamento em verniz. As madeiras utilizadas deverão atender aos procedimentos de controle e exploração exigidos pelo IBAMA e demais legislações vigentes e possuir selo de certificação. EM MADEIRA 1) Será medido por área de porta instalada (m²). 2) O item remunera o fornecimento de porta veneziana de correr. 2) O item remunera o fornecimento da folha lisa em madeira folheada para acabamento em verniz.00 23. cera ou pintura. da bandeira. tipo "greenboard". conforme especificações do projeto e / ou memorial descritivo.08. cera ou pintura.25 PORTA VENEZIANA DE CORRER. porta giz em perfil "U".02 PORTA LISA COM BATENTE MADEIRA – 62 X 210 CM 1) Será medido por unidade de porta instalada (un). dos trilhos e das guarnições nas duas faces. areia. cimento. 23. VERDE OFICIAL. verde oficial. conforme especificações do projeto e / ou memorial descritivo. trilhos. moldura em perfil "U".Boletim 156 e externamente em laminado melamínico texturizado em cores lisas. dobradiças em aço. batente e guarnições para ambos os lados.20 m. batente e guarnições para ambos os lados.50 X 1. parafusos. de alumínio anodizado. com ou sem bandeira. 23. 23. do batente e das guarnições nas duas faces. de média densidade.01 PORTA LISA COMUM MONTADA COM BATENTE ACRÉSCIMO DE BANDEIRA . dos trilhos e das guarnições nas duas faces. 2) O item remunera o fornecimento e instalação de lousa verde oficial. areia. constituída a partir de fibras de pinus. ( MDF ). das folhas. para a fixação em paredes. das folhas. em madeira para acabamento em verniz ou pintura. com ou sem bandeira. 23. buchas e materiais acessórios.24 PORTA LISA DE CORRER. As madeiras utilizadas deverão atender aos procedimentos de controle e exploração exigidos pelo IBAMA e demais legislações vigentes e possuir selo de certificação.Critérios de Medição e Remuneração .

areia.09. cimento. 23.09.04 PORTA LISA COM BATENTE MADEIRA – 82 X 210 CM 1) Será medido por unidade de porta instalada (un). 23. acessórios e a mão-de-obra necessária para a montagem e fixação do batente. cimento. ALTURA DE 105 A 200 CM 223 de 734 . cera ou pintura. 2) O item remunera o fornecimento da folha de porta lisa em madeira folheada. acessórios e a mão-de-obra necessária para a montagem e fixação do batente. cera ou pintura. cera ou pintura. cimento. da folha e das guarnições nas duas faces. da folha e das guarnições nas duas faces. 2) O item remunera o fornecimento da folha de porta lisa em madeira folheada. da folha e das guarnições nas duas faces. batente e guarnições em madeira para acabamento em verniz.03 PORTA LISA COM BATENTE MADEIRA – 72 X 210 CM 1) Será medido por unidade de porta instalada (un).11 PORTA LISA COM BATENTE MADEIRA – 110 X 210 CM 1) Será medido por unidade de porta instalada (un). areia. 23.06 PORTA LISA COM BATENTE MADEIRA – 124 X 210 CM 1) Será medido por unidade de porta instalada (un). cera ou pintura.09.Boletim 156 a mão-de-obra necessária para a montagem e fixação do batente. 23. cimento. da folha e das guarnições nas duas faces.09.09. cera ou pintura. batente e guarnições em madeira para acabamento em verniz. cimento. 2) O item remunera o fornecimento da folha de porta lisa em madeira folheada. acessórios e a mão-de-obra necessária para a montagem e fixação do batente. acessórios e a mão-de-obra necessária para a montagem e fixação do batente. batente e guarnições em madeira para acabamento em verniz. 2) O item remunera o fornecimento da folha de porta lisa em madeira folheada. areia. da folha e das guarnições nas duas faces.09. da folha e das guarnições nas duas faces.05 PORTA LISA COM BATENTE MADEIRA – 92 X 210 CM 1) Será medido por unidade de porta instalada (un). batente e guarnições em madeira para acabamento em verniz.10 PORTA LISA COM BATENTE MADEIRA – 164 X 210 CM 1) Será medido por unidade de porta instalada (un). 23. acessórios e a mão-de-obra necessária para a montagem e fixação do batente.42 PORTA COM ACABAMENTO LISO E BATENTE EM ALUMÍNIO – LARGURA 62 CM. 23. 2) O item remunera o fornecimento da folha de porta lisa em madeira folheada. areia. cimento. areia. da folha e das guarnições nas duas faces. cera ou pintura. acessórios e a mão-de-obra necessária para a montagem e fixação do batente.09. batente e guarnições em madeira para acabamento em verniz. areia.Critérios de Medição e Remuneração . 23. 2) O item remunera o fornecimento da folha de porta lisa em madeira folheada. batente e guarnições em madeira para acabamento em verniz.

23. 2) O item remunera o fornecimento da folha de porta lisa em madeira folheada para acabamento em verniz.50 ACRÉSCIMO DE BANDEIRA – PORTA LISA COMUM COM BATENTE METÁLICO 1) Será medido por área de bandeira instalada (m²). materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a montagem e fixação do batente e da folha. 23. batente em chapa nº 16 dobrada e zincada. cimento. ou pintura. cimento. acessórios e a mão-de-obra necessária para a montagem e fixação do batente e da folha.09. cera.54 PORTA LISA COM BATENTE METÁLICO – 72 X 210 CM 1) Será medido por unidade de porta instalada (un).51 PORTA LISA COM BATENTE METÁLICO – 62 X 100 CM 1) Será medido por unidade de porta instalada (un). 2) O item remunera o fornecimento da folha de porta lisa em madeira folheada para acabamento em verniz.43 PORTA COM ACABAMENTO LISO E BATENTE EM ALUMÍNIO – LARGURA 82 CM. batente em chapa nº 16 dobrada e zincada. areia. batente em alumínio. ou pintura. ALTURA DE 105 A 200 CM 1) Será medido por unidade de porta instalada (un).09.52 PORTA LISA COM BATENTE METÁLICO – 62 X 160 CM 1) Será medido por unidade de porta instalada (un). acessórios e a mão-de-obra necessária para a montagem e fixação do batente e da folha. 23. cera ou pintura. acessórios e a mãode-obra necessária para a montagem e fixação da folha de bandeira e do batente. ou pintura.09. 23. ou pintura. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a montagem e fixação do batente e da folha.53 PORTA LISA COM BATENTE METÁLICO – 82 X 160 CM 1) Será medido por unidade de porta instalada (un).09. ALTURA DE 105 A 200 CM 1) Será medido por unidade de porta instalada (un). 23. 2) O item remunera o fornecimento da folha de porta lisa em madeira folheada para acabamento em verniz. batente em chapa nº 16 dobrada e zincada.44 PORTA COM ACABAMENTO LISO E BATENTE EM ALUMÍNIO – LARGURA 92 CM.Boletim 156 1) Será medido por unidade de porta instalada (un). cera. acessórios e a mão-de-obra necessária para a montagem e fixação do batente e da folha. cera. areia. 2) O item remunera o fornecimento da folha de porta lisa em madeira folheada para acabamento em verniz. cimento. cera. ou pintura. 224 de 734 . batente em alumínio. ou pintura. 23. batente em chapa nº 16 dobrada e zincada. 2) O item remunera o fornecimento da folha de porta lisa em madeira folheada para acabamento em verniz.09. cera. cimento.Critérios de Medição e Remuneração . materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a montagem e fixação do batente e da folha. areia. batente em alumínio.09. 2) O item remunera o fornecimento da folha lisa em madeira folheada para acabamento em verniz. 2) O item remunera o fornecimento da folha de porta lisa em madeira folheada para acabamento em verniz. 23. areia.09. cera.

ou pintura. 2) O item remunera o fornecimento da folha de porta lisa em madeira folheada para acabamento em verniz. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a montagem e fixação do batente e da folha. ou pintura. batente em chapa nº 16 dobrada e zincada.09. areia. cera. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a montagem e fixação do batente e da folha. 23.09. batente em chapa nº 16 dobrada e zincada. cera. areia.Critérios de Medição e Remuneração . 2) O item remunera o fornecimento da folha de porta lisa em madeira folheada para acabamento em verniz. areia. acessórios e a mão-de-obra necessária para a montagem e fixação do batente e da folha.60 PORTA LISA COM BATENTE METÁLICO – 62 X 180 CM 1) Será medido por unidade de porta instalada (un). cimento. cimento. areia. cera. 23. areia. 23.09.09. batente em chapa nº 16 dobrada e zincada. acessórios e a mão-de-obra necessária para a montagem e fixação do batente e da folha. 2) O item remunera o fornecimento da folha de porta lisa em madeira folheada para acabamento em verniz. 23. ou pintura. batente em chapa nº 16 dobrada e zincada. ou pintura.61 PORTA LISA COM BATENTE METÁLICO – 62 X 210 CM 1) Será medido por unidade de porta instalada (un). 23. 23. ou pintura.09. acessórios e a mão-de-obra necessária para a montagem e fixação do batente e da folha. acessórios e a mão-de-obra necessária para a montagem e fixação do batente e da folha. 225 de 734 . cimento. batente em chapa nº 16 dobrada e zincada. 2) O item remunera o fornecimento da folha de porta lisa em madeira folheada para acabamento em verniz.58 PORTA LISA COM BATENTE METÁLICO – 144 X 210 CM 1) Será medido por unidade de porta instalada (un). cera. cera. 2) O item remunera o fornecimento da folha de porta lisa em madeira folheada para acabamento em verniz. ou pintura. acessórios e a mão-de-obra necessária para a montagem e fixação do batente e da folha.56 PORTA LISA COM BATENTE METÁLICO – 92 X 210 CM 1) Será medido por unidade de porta instalada (un). cimento. 2) O item remunera o fornecimento da folha de porta lisa em madeira folheada para acabamento em verniz. cera. cimento. batente em chapa nº 16 dobrada e zincada. batente em chapa nº 16 dobrada e zincada.09. acessórios e a mão-de-obra necessária para a montagem e fixação do batente e da folha. 2) O item remunera o fornecimento da folha de porta lisa em madeira folheada para acabamento em verniz. ou pintura. areia. 23. cera.57 PORTA LISA COM BATENTE METÁLICO – 124 X 210 CM 1) Será medido por unidade de porta instalada (un).Boletim 156 2) O item remunera o fornecimento da folha de porta lisa em madeira folheada para acabamento em verniz.59 PORTA LISA COM BATENTE METÁLICO – 164 X 210 CM 1) Será medido por unidade de porta instalada (un).09.55 PORTA LISA COM BATENTE METÁLICO – 82 X 210 CM 1) Será medido por unidade de porta instalada (un). cimento. cera. ou pintura. batente em chapa nº 16 dobrada e zincada.

2) O item remunera o fornecimento de batente em itauba / garapeira / cedro ou angelim. SOB MEDIDA 1) Será medido por área de folha porta instalada (m²).20. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a abertura em porta de madeira e instalação completa de visor. cera ou verniz. em madeira maciça para acabamento em pintura.20.12 GUARNIÇÃO DE MADEIRA 1) Será medido por comprimento de guarnição instalada (m).20. 23. SOB MEDIDA 1) Será medido por área de folha porta instalada (m²).17 FOLHA DE PORTA LISA FOLHEADA COM MADEIRA. 23.20. 2) O item remunera o fornecimento de vidro branco transparente de 3 mm. cera ou verniz e a mão-de-obra necessária para a instalação da folha de porta. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a colocação de folha de porta ou janela.20. cera ou verniz e a mão-de-obra necessária para a instalação da folha da porta.14 ACRÉSCIMO DE VISOR COMPLETO EM PORTA DE MADEIRA 1) Será medido por unidade de visor instalado (un). CONSERVAÇÕES E COMPLEMENTOS RECOLOCAÇÃO DE BATENTES DE MADEIRA 1) Será medido por unidade de batente colocado (un). em madeira folheada para acabamento em pintura. cera ou verniz.Critérios de Medição e Remuneração . 2) O item remunera o fornecimento de guarnição. 23.06 RECOLOCAÇÃO DE GUARNIÇÃO OU MOLDURAS 1) Será medido por comprimento de guarnição ou moldura colocado (m).16 FOLHA DE PORTA VENEZIANA MACIÇA. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação do batente.Boletim 156 23.20. 2) O item remunera o fornecimento da folha de porta tipo veneziana.20. 23.04 RECOLOCAÇÃO DE FOLHAS DE PORTA OU JANELA 1) Será medido por unidade de folha de porta ou janela colocada (un). cimento. em cedrinho para acabamento em pintura.20.02 REPAROS. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra e materiais acessórios necessários para a colocação do batente. com 5 cm de largura. 23. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação. 23. 2) O item remunera o fornecimento da folha de porta tipo lisa.00 23. 23. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra e materiais acessórios necessários para a colocação de guarnições ou molduras. 226 de 734 .20. para acabamento em pintura.10 BATENTE DE MADEIRA PARA PORTA 1) Será medido por comprimento de batente instalado (m). areia.

22 FOLHA DE PORTA MACHO E FÊMEA.Critérios de Medição e Remuneração . SOB MEDIDA 1) Será medido por área de folha porta instalada (m²).20. 2) O item remunera o fornecimento da folha de porta em compensado de madeira lisa para acabamento em pintura.20. 2) O item remunera o fornecimento da folha de porta em compensado de madeira lisa para acabamento em pintura. cera ou verniz e a mão-de-obra necessária para a instalação da folha da porta. 72 X 210 CM 1) Será medido por unidade de folha de porta instalada (un). 23. cera ou verniz e a mão-de-obra necessária para a instalação da folha de porta. 2) O item remunera o fornecimento da folha de porta tipo macho e fêmea com travessas embutidas. 2) O item remunera o fornecimento da folha de porta tipo macho e fêmea com travessas embutidas. 2) O item remunera o fornecimento da folha de porta tipo macho e fêmea com travessas embutidas.18 FOLHA DE PORTA EM MADEIRA PARA RECEBER VIDRO.20.20. em madeira maciça para acabamento em pintura. 23. cera ou verniz e a mão-de-obra necessária para a instalação da folha de porta. 23. 23. 72 X 210 CM 1) Será medido por unidade de folha de porta instalada (un). 23. 2) O item remunera o fornecimento da folha de porta para receber vidro.23 FOLHA DE PORTA MACHO E FÊMEA.24 FOLHA DE PORTA MACHO E FÊMEA.20. cera ou verniz e a mão-de-obra necessária para a instalação da folha da porta.20. 23.20.20. 23. 82 X 210 CM 1) Será medido por unidade de folha de porta instalada (un).31 FOLHA DE PORTA LISA COMUM.Boletim 156 23. em madeira para acabamento em pintura. 92 X 210 CM 1) Será medido por unidade de folha de porta instalada (un).34 FOLHA DE PORTA LISA COMUM. em madeira para acabamento em pintura. 2) O item remunera o fornecimento da folha de porta em compensado de madeira lisa para acabamento em pintura.32 FOLHA DE PORTA LISA COMUM. 227 de 734 . 62 X 210 CM 1) Será medido por unidade de folha de porta instalada (un). cera ou verniz e a mão-de-obra necessária para a instalação da folha de porta. cera ou verniz e a mão-de-obra necessária para a instalação da folha da porta. 82 X 210 CM 1) Será medido por unidade de folha de porta instalada (un). 92 X 210 CM 1) Será medido por unidade de folha de porta instalada (un).33 FOLHA DE PORTA LISA COMUM. em madeira para acabamento em pintura. cera ou verniz e a mão-de-obra necessária para a instalação da folha de porta.

com laminado fenólico melamínico liso e a mão-de-obra necessária para a instalação da folha de porta. 72 X 210 CM 1) Será medido por unidade de folha de porta instalada (un).Critérios de Medição e Remuneração . com laminado fenólico melamínico liso e a mão-de-obra necessária para a instalação da folha de porta.20.55 FOLHA DE PORTA EM LAMINADO FENÓLICO MELAMÍNICO COM ACABAMENTO LISO. 92 X 210 CM 1) Será medido por unidade de folha de porta instalada (un). 23. 82 X 210 CM 1) Será medido por unidade de folha de porta instalada (un).45 FOLHA DE PORTA EM LAMINADO FENÓLICO MELAMÍNICO COM ACABAMENTO LISO. nas duas faces. 2) O item remunera o fornecimento da folha de porta em madeira sarrafeada revestida.Boletim 156 2) O item remunera o fornecimento da folha de porta em compensado de madeira lisa para acabamento em pintura. 23. nas duas faces.20. 2) O item remunera o fornecimento da folha de porta em madeira sarrafeada revestida. com laminado fenólico melamínico liso e a mão-de-obra necessária para a instalação da folha de porta. cera ou verniz e a mão-de-obra necessária para a instalação da folha da porta. 228 de 734 .46 FOLHA DE PORTA EM LAMINADO FENÓLICO MELAMÍNICO COM ACABAMENTO LISO.20. 23. nas duas faces. 2) O item remunera o fornecimento da folha de porta em madeira sarrafeada revestida.

01. LINHA COMERCIAL 1) Será medido por área. tipo maximar. 24. acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação completa do caixilho.01. perfis em ´T´. 24.01. cimento. 24. sob medida. 229 de 734 . areia. 2) O item remunera o fornecimento do caixilho completo basculante.00. de caixilho instalado (m²). SOB MEDIDA 1) Será medido por área. cimento. na projeção vertical.08 CAIXILHO EM FERRO DE CORRER. acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação completa do caixilho. cimento.01. em perfis de chapa dobrada de ferro nº 14 MSG. em perfis de chapa dobrada de ferro nº 14 MSG. acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação completa do caixilho. de caixilho instalado (m²).06 CAIXILHO EM FERRO MAXIMAR COM GRADE. tipo basculante.07 CAIXILHO EM FERRO DE CORRER.00 24. em perfis de chapa dobrada de ferro nº 14 MSG. de caixilho instalado (m²). linha comercial. na projeção vertical. de caixilho instalado (m²). sob medida.00 ESQUADRIA. não remunera arremates de acabamento. de caixilho instalado (m²). em perfis de chapa dobrada de ferro. 24. de caixilho instalado (m²).Boletim 156 24. não remunera arremates de acabamento. areia.03 CAIXILHO EM FERRO BASCULANTE. sob medida. na projeção vertical. 2) O item remunera o fornecimento do caixilho completo tipo maximar com grade. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação completa do caixilho. areia. SERRALHERIA E ELEMENTO EM FERRO 24. cimento. não remunera arremates de acabamento.01 CAIXILHO EM FERRO CAIXILHO EM FERRO FIXO. acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação completa do caixilho. linha comercial. cimento. acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação completa do caixilho. areia.05 CAIXILHO EM FERRO MAXIMAR. areia. 2) O item remunera o fornecimento do caixilho completo. na projeção vertical. 2) O item remunera o fornecimento do caixilho completo de correr com subdivisões. na projeção vertical. LINHA COMERCIAL 1) Será medido por área. de caixilho instalado (m²). 24. SOB MEDIDA 1) Será medido por área. não remunera arremates de acabamento. SOB MEDIDA 1) Será medido por área. sob medida. com baguetes em chapa de ferro nº 14 MSG para a fixação do vidro.04 CAIXILHO EM FERRO BASCULANTE. tipo fixo.01. não remunera arremates de acabamento. na projeção vertical. em perfis de chapa dobrada de ferro. na projeção vertical. 2) O item remunera o fornecimento do caixilho completo. não remunera arremates de acabamento.Critérios de Medição e Remuneração .01. SOB MEDIDA 1) Será medido por área.01.01. 24. 2) O item remunera o fornecimento do caixilho completo. LINHA COMERCIAL 1) Será medido por área. areia. cimento.

areia. SOB MEDIDA 1) Será medido por área. 2) O item remunera o fornecimento de caixilho tipo veneziana industrial. constituído por: estrutura em perfis de ferro tipo "T". de 1" x 1/8".01. linha comercial. aço ASTM A 448 grau A. 24. tipo articulado fixo. 230 de 734 .01. em perfis de chapa dobrada de ferro nº 14 MSG. acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação completa do caixilho. revestimento tipo "B" ( 270 g / m² ). tipo veneziana fixa. cimento.01. na projeção vertical. inclusive materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação completa do caixilho. requadro para a fixação dos vidros em cantoneira tipo "L" de 3/4" x 3/4" x 1/8".01. cimento. EM TELA DE AÇO GALVANIZADO. 24. revestimento tipo "B" ( 270 g / m² ). não remunera arremates de acabamento. inclusive materiais acessórios. na projeção vertical. COM REQUADRO TUBULAR DE AÇO CARBONO. 2) O item remunera o fornecimento de caixilho completo. tipo rabo de andorinha. parafusos A / AT com buchas. de caixilho instalado (m²). linha comercial.09 CAIXILHO EM FERRO COM VENTILAÇÃO PERMANENTE. em perfis de chapa dobrada de ferro. não remunera arremates de acabamento. 24. não remunera arremates de acabamento.Critérios de Medição e Remuneração . cimento. com montantes em chapa de aço carbono galvanizado a fogo. TIPO ONDULADA COM MALHA DE 1".01. 24. areia.10 CAIXILHO EM FERRO TIPO VENEZIANA. acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação completa do caixilho. não remunera arremates de acabamento. 24. cimento.01. aletas da veneziana tipo "v" invertido.12 CAIXILHO TIPO VENEZIANA INDUSTRIAL COM MONTANTES EM AÇO GALVANIZADO E ALETAS EM FIBRA DE VIDRO 1) Será medido por área de caixilho instalado (m²). tipo veneziana fixa. não remunera arremates de acabamento. acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação completa do caixilho. 2) O item remunera o fornecimento de caixilho completo. ou equivalente. sob medida. ou tipo "z". grapas galvanizadas.18 CAIXILHO REMOVÍVEL. LINHA COMERCIAL 1) Será medido por área. com ventilação permanente. areia. aletas em resina reforçadas com fibra de vidro.Boletim 156 2) O item remunera o fornecimento do caixilho completo de correr com subdivisões. com montantes e aletas em chapa de chapa de aço carbono galvanizado a fogo. na projeção vertical. acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação completa do caixilho. 2) O item remunera o fornecimento de caixilho completo. não remunera arremates de acabamento. para a fixação. FIO 12. de caixilho instalado (m²). 24. de caixilho instalado (m²).15 CAIXILHO TIPO VENEZIANA INDUSTRIAL COM MONTANTES E ALETAS EM AÇO GALVANIZADO 1) Será medido por área de caixilho instalado (m²). em perfis de chapa dobrada de ferro. sob medida. ou Zenivent galv 80 fabricação Zenimont. parafusos A / AT com buchas. grapas galvanizadas. na projeção vertical. areia. SOB MEDIDA 1) Será medido por área. grapas. referência Como Vent 80 fabricação Comovent. aço ASTM A 448 grau A. SOB MEDIDA 1) Será medido por área. de caixilho instalado (m²). 2) O item remunera o fornecimento e instalação de caixilho tipo veneziana industrial.11 CAIXILHO EM FERRO TIPO VENEZIANA.

sob medida. em chapa dobrada de aço SAE 1010 / 1020. ou pilares. do conjunto. espessura de 1/8". de caixilho instalado (m²). padrão Eletropaulo e / ou Bandeirante. de aço carbono SAE 1010 / 1020. modelo 1225 do tipo "wave fence". fabricada em fio de aço doce com tensão média de ruptura de 40 a 60 kg / mm² de acordo com a NBR / ABNT 5589 e a MB 443. tipo fixo. etc. fabricação Dow Corning.20 CAIXILHO FIXO EM AÇO SAE 1010 / 1020. suporte. para vedação entre a chapa de aço e a alvenaria de bloco estrutural.01. galvanizado por imersão em banho de zinco antes de tecer a malha. ou Universal. com uma quantidade mínima de zinco da ordem de 70 g / m² NBR / ABNT 6331. ou da Furametal. tipo selante perimetral. constituído por: estrutura vertical e baguete em chapa dobrada de aço SAE 1010 / 1020. ou equivalente. 24. constituído por: fechamento com tela com malha ondulada artística conforme NBR / ABNT 10119 de 1/2" ( 13 x 13 mm ) fio BWG 12 ( 2. ou Furametal. Não remunera arremates de acabamento. 24. de 3/4" x 1/8". requadro interno em barra chata de aço carbono SAE 1008 / 1012. COM REQUADRO EM CANTONEIRA DE AÇO CARBONO. ou equivalente. desconsiderando-se a largura do batente envolvente (m²). FIO 12. não remunera arremates de acabamento e adequações civis. com uma quantidade mínima de zinco da ordem de 70 g / m² NBR / ABNT 6331. SOB MEDIDA 231 de 734 . para encaixe. PARA VIDRO À PROVA DE BALA. ou massa de revestimento. nas extremidades do batente envolvente. com diâmetro de 5/8".01. ou pilares. requadro ( batente envolvente ). SOB MEDIDA 1) Será medido por área. TIPO ONDULADA COM MALHA DE 1/2". ou de concreto. Incotela ou Alambre.77 mm ). conjunto de grapas em aço. Incotela ou Telas Cupecê. bitola 1 1/8 x 1 1/8" x 1/8". ou de concreto. bitola 3/4" x 1/8". referência de fabricação da Cupecê. referência silicone 791.01. apropriados para paredes de blocos estruturais. na projeção vertical. em perfil tipo "U". requadro externo estrutural. acabamento em barra chata de aço carbono SAE 1008 / 1012. ou equivalente. colorido. constituído por: fechamento em tela com malha ondulada artística conforme NBR / ABNT 10119 de 1" ( 25 x 25 mm ) fio BWG 12 ( 2. galvanizado por imersão em banho de zinco antes de tecer a malha. requadro externo estrutural.27 CAIXILHO TIPO GUICHÊ GUILHOTINA EM PERFIL DE CHAPA DOBRADA EM AÇO COM SUBDIVISÕES PARA VIDRO LAMINADO 3MM. e o fornecimento e instalação de vidro à prova de balas. chumbadas em paredes de blocos estruturais. ou vigas. variável de acordo com a espessura da parede. da Universal. em perfil tubular de aço carbono SAE 1008 / 1012. espessura de 1/8". aplicação de silicone de cura neutra. para o encaixe e sustentação do caixilho. EM TELA DE AÇO GALVANIZADO. conforme recomendações do fabricante. em tela de aço galvanizado. SOB MEDIDA 1) Será medido por área de caixilho instalado. 24. em toda a sua extensão. resistente ao intemperismo e à prova d'água. na projeção vertical. Incotela ou equivalente. com diâmetro externo de 2" e espessura de 2. em tela de aço galvanizado. 2) O item remunera o fornecimento do caixilho tipo fixo.19 CAIXILHO FIXO. requadro interno em perfil tipo "U". etc.25 mm. não remunera arremates de acabamento e adequações civis. adequações civis. fixação do conjunto por meio de parafusos e buchas plásticas. bitola de 3/4" x 3/4" x 1/8".Z.Boletim 156 2) O item remunera o fornecimento de caixilho completo. ou vigas.Critérios de Medição e Remuneração . 2) O item remunera o fornecimento de caixilho completo. ou C. referência Glaco Zink da Glasurit. da Quimatic. de aço carbono SAE 1010 / 1020. em chapa de aço... ou concreto. O item remunera também o fornecimento de materiais e mão-de-obra necessários para os pontos de solda e / ou corte das chapas e perfis. fabricada em fio de aço doce com tensão média de ruptura de 40 a 60 kg / mm² de acordo com a NBR / ABNT 5589 e a MB 443.R. tipo removível. soldado do lado externo do requadro tubular.77 mm ).

nº14 MSG.05 PORTA CORTA-FOGO CLASSE P 90 DE 90 X 210 CM. sob medida.04 PORTA/PORTÃO TIPO GRADIL. fecho reforçado de sobrepor. fechaduras. Não remunera arremates de acabamento e o vidro laminado. incluindo dobradiças. constituída por uma ou duas folhas. areia. cimento. 2) O item remunera o fornecimento de caixilho tipo guichê guilhotina. confeccionadas em aço. 2) O item remunera o fornecimento de porta ou portão.742 constituída por: folha da porta lisa em chapa nº 24 de aço galvanizado. com subdivisões para instalação de vidro laminado incolor de 3mm.02.Boletim 156 1) Será medido por área de caixilho instalado. LINHA COMERCIAL 1) Será medido por área de porta instalada (m²). instalação 232 de 734 . tipo gradil. PARA RECEBER VIDRO. com subdivisões para instalação de vidro. SOB MEDIDA 1) Será medido pela área da porta instalada (m²).Critérios de Medição e Remuneração .02. 2) O item remunera o fornecimento de porta de abrir. requadro para fixação dos vidros em cantoneira tipo "L" de 1" x 1". fechaduras. três dobradiças tipo mola. compatíveis com as dimensões da porta. SOB MEDIDA 1) Será medido por área de porta instalada (m²). compatíveis com as dimensões da porta e / ou portão. cadeado em latão. com subdivisões para instalação de vidro.02 PORTA EM FERRO DE ABRIR. acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação completa do caixilho.02.02. 2) O item remunera o fornecimento de porta de abrir. 24. 24. 24. núcleo com material não corrosível. com ou sem bandeira. linha comercial. grapa para fixação tipo rabo de andorinha. na projeção vertical. de fio chato.02. tipo ferrolho. areia. conjunto completo de ferragens. confeccionadas em perfis de chapa dobrada de ferro nº 14 MSG.01 PORTAS. em perfil de chapa dobrada de aço SAE 1010 / 1020. conjunto completo de ferragens. puxadores e trincos. não remunera o fornecimento e instalação dos vidros e arremates de acabamento. inclusive cimento. areia. maçanetas. batentes em perfil de chapa dobrada em ferro. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação. em ambos os lados. batentes em perfil de chapa dobrada em ferro. batente em chapa nº18 de aço galvanizado. estrutura em perfis de ferro tipo "T" de 1" x 1/8". maçaneta em aço SAE 1010 / 1020 tipo alavanca com trinco. incluindo dobradiças. batentes em perfil de chapa dobrada em ferro. constituída por uma ou duas folhas. cimento. 24. sob medida. PORTÕES E GRADIS PORTA EM FERRO DE ABRIR.00 24. desconsiderando-se a largura do batente envolvente (m²). puxadores e trincos. montagem. areia. cimento. com haste em aço temperado. não remunera arremates de acabamento. COMPLETA COM MAÇANETA TIPO ALAVANCA 1) Será medido por unidade de porta instalada (un). cimento. não remunera o fornecimento e instalação dos vidros e arremates de acabamento. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação. com porta-cadeado em ferro galvanizado. 2) O item remunera o fornecimento de porta corta-fogo com vão de 90 x 210 cm. classe P 90 resistência mínima ao fogo de 90 minutos. maçanetas. constituído por uma ou duas folhas. areia e a mão-de-obra especializada e adicional necessária para o transporte interno à obra dos materiais. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação e fixação da porta. PARA RECEBER VIDRO. de acordo com a NBR 11. confeccionadas em perfis de chapa dobrada de ferro.

fechaduras. LINHA COMERCIAL 1) Será medido pela área da porta instalada (m²). constituído por: folhas com aletas da veneziana tipo "v" invertido. numa face. não remunera arremates de acabamento. maçanetas. 24. com acabamento de pontas dobradas.06 PORTA/PORTÃO DE ABRIR EM CHAPA. 2) O item remunera o fornecimento da porta e / ou portão de abrir. puxadores e trincos. tipo tubular. COMPLETO 1) Será medido por área de portão instalado (m²). ou tipo "z". cimento.Boletim 156 completa da porta. incluindo dobradiças.25 mm. requadro interno em barra chata de aço carbono SAE 1008 / 1012. Todos os materiais e componentes construtivos devem obedecer à norma NBR 11. sob medida. 2) O item remunera o fornecimento de porta de ferro de abrir. 24. requadro para a estrutura da folha da porta.10 PORTÃO TUBULAR EM TELA DE AÇO GALVANIZADO ATÉ 2. Icotela ou equivalente. jogo completo de ferragens. areia. batentes em perfil de chapa dobrada em chapa de ferro nº 12 ( MSG ). fechaduras. requadro para a estrutura das folhas da porta. fabricada em fio de aço doce com tensão média de ruptura de 40 a 60 kg / mm² de acordo com a NBR / ABNT 5589 e a MB 443. com diâmetro externo de 2" e espessura de 2. areia. 24. conjunto completo de ferragens. de 3/4" x 3/16". inclusive cimento. 2) O item remunera o fornecimento e instalação de portão pivotante de uma ou duas folhas com altura até 2.40 mm ) ou de 1" ( 25 x 25 mm ) fio BWG 12 ( 2.02. nos pontos de solda 233 de 734 . em perfil de chapa de ferro nº 14 MSG.02. batentes em perfil de chapa dobrada em chapa de ferro nº 12 ( MSG ). tipo veneziana. batentes em perfil de chapa dobrada em ferro. constituída por uma ou duas folhas.02. não remunera arremates de acabamento. tela tipo "Zinc Fence" da Universal. galvanizado por imersão em banho de zinco antes de tecer a malha.77 mm ). batentes. jogo completo de ferragens. com uma ou duas folhas. maçanetas. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação. confeccionadas em perfis de chapa dobrada de ferro.Critérios de Medição e Remuneração . compatíveis com as dimensões da porta.50 M DE ALTURA. SOB MEDIDA 1) Será medido por área de porta instalada (m²). não remunera arremates de acabamento nem fechadura com chave. materiais acessórios e a mão-deobra necessária para a instalação. fechaduras. O item remunera também o fornecimento de materiais e mão-deobra necessários para: aplicação em uma demão de galvanização a frio. compatíveis com as dimensões da porta. constituído por: folha da porta em chapa de ferro nº 14 ( MSG ). areia. materiais acessórios e a mãode-obra necessária para a instalação e fixação da porta e do batente. não remunera arremates de acabamento. inclusive a fixação e chumbamento do batente. maçanetas. com uma quantidade mínima de zinco da ordem de 70 g / m² NBR / ABNT 6331. em perfil de chapa de ferro nº 14 MSG. em perfis de chapa dobrada de ferro nº 14 MSG. com uma ou duas folhas.07 PORTA DE FERRO DE ABRIR TIPO VENEZIANA. incluindo dobradiças. sob medida. com malha ciclônica tipo "Q" conforme NBR / ABNT 10119 de 2" ( 50 x 50 mm ) fio BWG 10 ( 3. tipo tubular. tipo veneziana. 24. linha comercial. 2) O item remunera o fornecimento de porta e / ou portão.50 m. SOB MEDIDA 1) Será medido pela área da porta/portão instalada (m²).02.711. puxadores e trincos. cimento. colunas.08 PORTA/PORTÃO DE ABRIR EM VENEZIANA DE FERRO. incluindo dobradiças. constituído por: perfil tubular de aço carbono SAE 1008 / 1010 galvanizado norma ASTM A 513. trinco e ferrolho com porta-cadeado. com ou sem abertura. puxadores e trincos.

com uma quantidade mínima de zinco da ordem de 70 g / m² NBR / ABNT 6331. duas roldanas superiores e duas inferiores em aço blindadas com rolamento de 5".77 mm ). constituído por: perfil tubular de aço carbono SAE 1008 / 1010 galvanizado norma ASTM A 513.40 mm ) ou de 1" ( 25 x 25 mm ) fio BWG 12 ( 2. COMPLETO 1) Será medido por área de portão instalado (m²). constituído por: estrutura tubular em aço carbono SAE 1008 / 1010. bitola BWG 14 ( 2. de 3/4" x 3/16". batentes em chapa de 3 / 16". bitola 1" x 1/8" e acabamento em barra chata de aço carbono SAE 1008 / 1012. com ou sem abertura. ou C. ou equivalente. fixadas à estrutura tubular por meio de solda. TUBULAR EM TELA DE AÇO GALVANIZADO ACIMA DE 2. ou equivalente. dos trilhos para a posição aberta (m²). Icotela ou da Furametal. colunas. fechamento em chapa de aço carbono vincada SAE 1008 / 1012. referência Glaco Zink da Glasurit.50 M DE ALTURA. com uma ou duas folhas. fabricada em fio de aço doce com tensão média de ruptura de 40 a 60 kg / mm² de acordo com a NBR / ABNT 5589 e a MB 443.77 mm ). ferrolhos. Desconsiderando-se o acréscimo adicional. bitola 3/4" x 1/8". constituído por: estrutura tubular em aço carbono SAE 1008 / 1010. batentes.50 m. ou C. SOB MEDIDA 1) Será medido por área de porta e / ou portão instalado. requadro em cantoneira de aço carbono SAE 1010 / 1020. com acabamento de pontas dobradas.Z. 2) O item remunera o fornecimento e instalação de portão pivotante de duas folhas com altura acima de 2.02. porta-cadeado. tela tipo "Zinc Fence" da Universal. fechamento em tela com malha ondulada artística conforme NBR / ABNT 10119 de 1" ( 25 x 25 mm ) fio BWG 12 ( 2. ou equivalente. referência Glaco Zink da Glasurit. 24. Não remunera os serviços de execução de base para fixação dos batentes e arremates de acabamento. nos pontos de solda e / ou corte dos elementos que compõem o portão. puxadores em barra redonda de 234 de 734 . duas roldanas superiores e duas inferiores em aço blindadas com rolamento de 5". bitola 1/2". Não remunera os serviços de execução de base para fixação dos batentes e arremates de acabamento.02. 24. quando houver.10 mm ) nas duas faces ( interna e externa ). O item remunera também o fornecimento de materiais e mão-deobra necessários para: aplicação em uma demão de galvanização a frio. dos trilhos para a posição aberta (m²). com uma quantidade mínima de zinco da ordem de 70 g / m² NBR / ABNT 6331. ferrolhos. requadro interno em barra chata de aço carbono SAE 1008 / 1012. fabricada em fio de aço doce com tensão média de ruptura de 40 a 60 kg / mm² de acordo com a NBR / ABNT 5589 e a MB 443. conforme recomendações do fabricante.02. galvanizado por imersão em banho de zinco antes de tecer a malha. quando houver. da Universal.R. com uma ou duas folhas. galvanizado por imersão em banho de zinco antes de tecer a malha. SOB MEDIDA 1) Será medido por área de porta e / ou portão instalado. Icotela ou equivalente. da Quimatic. trincos e ferrolhos com porta-cadeados. Desconsiderando-se o acréscimo adicional. todo o material metálico deverá ser fornecido com tratamento superficial antioxidante à base de fundo de óxido.Critérios de Medição e Remuneração .27 PORTÃO DE DUAS FOLHAS. com dimensões de 100 x 40 mm. com dimensões de 100 x 40 mm. 24. conforme recomendações do fabricante. 2) O item remunera o fornecimento e instalação de porta e / ou portão deslizante. porta-cadeado. puxadores em barra redonda de aço carbono SAE 1008 / 1012.Boletim 156 e / ou corte dos elementos que compõem o portão. modelo 1225 do tipo "wave fence".25 mm.R.Z. 2) O item remunera o fornecimento e instalação de porta e / ou portão deslizante. com malha ciclônica tipo "Q" conforme NBR / ABNT 10119 de 2" ( 50 x 50 mm ) fio BWG 10 ( 3.29 PORTA/PORTÃO DE CORRER EM CHAPA CEGA DUPLA.28 PORTA/PORTÃO DE CORRER EM TELA ONDULADA DE AÇO GALVANIZADO. da Quimatic. batentes em chapa de 3 / 16". com diâmetro externo de 2" e espessura de 2.

com subdivisões para instalação de vidro. COMPLETA COM MAÇANETA TIPO ALAVANCA 1) Será medido por unidade de porta instalada (un). não remunera o fornecimento e instalação dos vidros e arremates de acabamento.711. numa face. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a montagem e fixação do batente. 2) O item remunera o fornecimento de porta de abrir.43 PORTA EM FERRO DE ABRIR. areia e a mão-de-obra especializada e adicional necessária para o transporte interno à obra dos materiais. SOB MEDIDA 1) Será medido por área de porta instalada (m²). Desconsiderando-se o acréscimo adicional. SOB MEDIDA 1) Será medido por área de porta instalada (m²). areia. não remunera o fornecimento e instalação dos vidros e arremates de acabamento. estruturadas por meio de perfis de chapa dobrada em ferro. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação. cimento. trilhos. núcleo com material não corrosível. quando houver. dos trilhos para a posição aberta (m²). PARTE SUPERIOR PARA RECEBER VIDRO. três dobradiças tipo mola. PARA RECEBER VIDRO. jogo completo de ferragens. sob medida. 2) O item remunera o fornecimento de porta corta-fogo com vão de 100 x 210 cm. incluindo fechaduras.44 PORTA EM FERRO TIPO SANFONADA. puxadores e trincos. constituída por uma ou duas folhas. SOB MEDIDA 1) Será medido por área de porta instalada.45 GRADE DE PROTEÇÃO PARA CAIXILHOS 235 de 734 . batentes em perfil de chapa dobrada em ferro. EM CHAPA CEGA. sob medida. todo o material metálico deverá ser fornecido com tratamento superficial antioxidante à base de fundo de óxido. maçaneta em aço SAE 1010 / 1020 tipo alavanca com trinco. areia. 24. trilhos para deslizamento lateral. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação. 2) O item remunera o fornecimento de porta tipo sanfonada. sob medida. de acordo com a NBR 11.02. bitola 1/2". confeccionadas em chapa de ferro nº 14 ( MSG ). puxadores e trincos. incluindo dobradiças especiais para a flexão das folhas. puxadores e trincos com cadeado.Critérios de Medição e Remuneração . 24. maçanetas. montagem. constituída por: uma ou duas folhas confeccionadas em aço galvanizado.41 PORTA EM FERRO DE CORRER. Todos os materiais e componentes construtivos devem obedecer à norma NBR 11. trilhos com corrediças. areia.Boletim 156 aço carbono SAE 1008 / 1012. classe P 90 resistência mínima ao fogo de 90 minutos. cimento. instalação completa da porta. PARTE INFERIOR CHAPEADA. inclusive a fixação e chumbamento do batente. fechaduras.02. cimento. corrediças. incluindo dobradiças. com subdivisões para instalação de vidro. cimento. fechaduras.02. em ambos os lados. não remunera arremates de acabamento. conjunto completo de ferragens. batente em chapa nº18 de aço galvanizado. maçanetas. maçanetas.38 PORTA CORTA-FOGO CLASSE P 90 DE 100 X 210 CM. não remunera arremates de acabamento nem fechadura com chave. batente em perfil de chapa dobrada em ferro. parte superior em perfis de chapa dobrada de ferro. 24. 2) O item remunera o fornecimento de porta em ferro de correr. 24. folhas da porta e acessórios. constituída por várias folhas.02. 24.02.742 constituída por: folha da porta lisa em chapa nº 24 de aço galvanizado. confeccionadas na parte inferior em chapa de ferro nº 14 ( MSG ). conjunto completo de ferragens. batentes em perfil de chapa dobrada em ferro. compatíveis com as dimensões da porta.

de 1" x 1" 1/4". 24. PARA "PASSA PACOTE". conjunto de ferragens completo. constituída por: estrutura interna em perfis. grapas. compatíveis com as dimensões da porta. trilho guia em chapa de aço SAE 1010 / 1020.. por meio de grapas. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação e fixação da portinhola. em paredes de alvenaria estrutural aparente. nº 10 ( MSG ). batente 236 de 734 . rolamentos fixados na chapa de aço por meio de pinos de aço. etc. ou Incotela ou equivalente. constituída por: folha em chapa em aço SAE 1010 / 1020. incluindo dobradiças. constituída por: grade confeccionada com barras chatas de 1 1/4" x 3/16".77 mm ). SOB MEDIDA. em chapa de aço. tipo "U". para fixação do conjunto.48 PORTINHOLA DE ABRIR EM CHAPA.02. 2) O item remunera o fornecimento de grade de proteção. ou vigas. em aço SAE 1010 / 1020. 2) O item remunera o fornecimento de portinhola de correr.Boletim 156 1) Será medido pela área da grade instalada (m²). com uma quantidade mínima de zinco da ordem de 70 g / m² NBR / ABNT 6331. COMPLETA 1) Será medido por área de portinhola instalada (m²). fabricada em fio de aço doce com tensão média de ruptura de 40 a 60 kg / mm² de acordo com a NBR / ABNT 5589 e a MB 443.02. Não remunera arremates de acabamento e adequações civis. sob medida. em aço SAE 1010 / 1020. constituída por: fechamento com tela com malha ondulada artística conforme NBR / ABNT 10119 de 1" ( 25 x 25 mm ) fio BWG 12 ( 2. com ou sem visor. modelo 1225 do tipo "wave fence". requadro em cantoneira de aço carbono SAE 1010 / 1020. dispostas horizontalmente. soldada ao batente.46 PORTA DE ABRIR EM TELA ONDULADA DE AÇO GALVANIZADO. ou da Furametal. remunera também o fornecimento de solda nas porcas com os parafusos. nº 12 ( MSG ). para lacre da concessionária. para caixilhos. verticalmente e no requadro externo da peça. ou pilares. COMPLETA 1) Será medido por área de porta instalada (m²). em ambos os lados. dispostos horizontalmente e no requadro da peça. após a fixação. ou concreto. ou de concreto. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação e fixação da grade. de 3/8". 24. variável de acordo com a espessura da parede. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação e fixação da porta.47 PORTINHOLA DE CORRER EM CHAPA. ou chumbador de expansão. COMPLETA 1) Será medido pela área de folha da portinhola instalada. PARA "PASSA PACOTE". bitola 3/4" x 1/16". ou alvenaria revestida com massa. grapas em chapa de aço. em chapa dobrada de aço SAE 1010 / 1020. nº 14 ( MSG ). ou concreto. e no requadro da porta. para fixação do conjunto. fechadura e maçanetas. olhais soldados no batente. ou Telas Cupecê. ou alvenaria revestida com massa. batente envolvente em chapa dobrada de aço SAE 1010 / 1020. ou chumbadores nas paredes de blocos estruturais. 2) O item remunera o fornecimento de portinhola de abrir. com grapas. etc.Critérios de Medição e Remuneração . 24. 2) O item remunera o fornecimento e instalação de porta de abrir. nº 12 ( MSG ). puxador em aço. com uma ou duas folhas. tipo parabolt. bitola 3/4" x 3/4" x 1/16" e acabamento em barra chata de aço carbono SAE 1008 / 1012. galvanizado por imersão em banho de zinco antes de tecer a malha. sob medida. ferrolho em barra redonda de 5/8". batentes em chapa dobrada de aço SAE 1010 / 1020. não remunera arremates de acabamento. fixado por meio de solda. SOB MEDIDA. Não remunera arremates de acabamento e adequações civis. desconsiderando-se a sobre largura do batente envolvente e o acréscimo adicional dos trilhos para posição aberta (m²).02. da Universal. com espessura de 1/4". chapa em aço SAE 1010 / 1020. para revestimento da porta. em paredes de alvenaria estrutural aparente. em chapa de aço. etc. estrutura em chapa dobrada de aço SAE 1010 / 1020. para a fixação do conjunto. nº 12 ( MSG ).

colorido. cega ou vazada. dispostas horizontalmente e verticalmente. 2) O item remunera o fornecimento de porta de enrolar manual. guias laterais em perfil "U".65 mm.49 GRADE EM BARRA CHATA SOLDADA DE 1 1/2" X 1/4". em aço SAE 1010 / 1020. ou articulada raiada larga. por meio de grapas. intermediária e inferior do alambrado. com diâmetro externo de 3" e espessura de 2. remunera também a aplicação de silicone de cura neutra. galvanizados de acordo com norma ASTM A 513. em paredes de alvenaria estrutural aparente. ou chumbadores nas paredes de blocos estruturais. para a fixação do conjunto. diâmetro de 1 1/2" e comprimento total de 4". em chapa dobrada e esteira de fechamento. com acabamento em pintura eletrostática. modelos com chapa tipo meia cana. soleira em chapa de aço dobrada. nº 14 ( MSG ).63 PORTÃO DE DUAS FOLHAS TUBULAR DIÂMETRO DE 3". quando dupla. em tubos de aço carbono SAE 1008 / 1010. 24. COM TELA EM AÇO GALVANIZADO DE 2". ou meia cana vazada tijolinho. remunera também o fornecimento de cimento. ferrolhos em barras redondas de 5/8". constituído por: A) Fornecimento e instalação de montantes verticais em tubos de aço carbono SAE 1008 / 1010. ou Portas de Aço Ideal. em aço SAE 1010 / 1020. grapas em chapa de aço. adequações civis e o vidro para o visor.02. galvanizados de acordo com norma ASTM A 513. em toda a sua extensão. B) Fornecimento e instalação de requadro interno para fixação da tela em cantoneira de aço carbono galvanizado de 1 1/2" x 1 1/2" x 3/16". com diâmetro externo de 3" 237 de 734 . tipo parabolt. ou alvenaria revestida com massa. 2) O item remunera o fornecimento de grade constituída por: grade confeccionada com barras chatas de 1 1/2" x 1/4". areia. com acabamento em pintura eletrostática. para fixação do conjunto. galvanizado a fogo. com acabamento em pintura eletrostática. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação e fixação da grade. 24. ou concreto. ou concreto. nem arremates de acabamento. ALTURA ACIMA DE 3. etc. C) Fornecimento e instalação de travamentos horizontais soldados aos montantes verticais. ou de concreto. ou massa de revestimento. ou equivalente. ou Asa Portas de Aço. COMPLETO 1) Será medido por área de portão instalado (m²).. fabricação Portas de aço Forte. ou Portaço. ou A Casa do Serralheiro.02. referência silicone 791. galvanizada a fogo.Boletim 156 em chapa dobrada de aço SAE 1010 / 1020. Não remunera arremates de acabamento. materiais acessórios e a mãode-obra necessária para a instalação e fixação da porta. em aço galvanizado a fogo. fabricação Dow Corning. nas extremidades do batente envolvente. para vedação entre a chapa de aço e a alvenaria de bloco estrutural.00 m.59 PORTA DE ENROLAR MANUAL. constituída por folha em chapa de aço 1020. 2) O item remunera o fornecimento e instalação de portão pivotante de duas folhas com altura acima de 3. nas partes superior. eixo em ferro tubular com molas e caixas. com 1/4" de espessura. não remunera arremates de acabamento. 24. resistente ao intemperismo e à prova d'água. ou equivalente. dobradiças reforçadas tipo gonzo. SOB MEDIDA 1) Será medido por área de grade instalada (m²). em chapa dobrada de aço SAE 1010 / 1020. grapas. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação e fixação da porta.00 M. etc.Critérios de Medição e Remuneração . requadro externo da peça. ou chumbador de expansão. bitola de 22 MSG. em aço SAE 1010 / 1020. ou pilares. ou vigas. fechadura completa com tetra chave e cadeado. CEGA OU VAZADA 1) Será medido pela área da porta instalada (m²).02. tipo selante perimetral. Não remunera o fornecimento de coluna móvel com alavanca.

no plano vertical (m²). acabamento com pintura poliéster a pó aplicada eletrostaticamente.Z. incluindo dobradiças.65 mm. tratamento superficial por galvanização a fogo conforme norma ASTM-A 123. MALHA DE 65 X 132 MM E PINTURA ELETROSTÁTICA 1) Será medido pela área de porta ou portão instalado (m²). não remunera arremates de acabamento. com ou sem abertura.86 PORTÃO DE ABRIR EM GRADE DE AÇO GALVANIZADO ELETROFUNDIDO COM PINTURA ELETROSTÁTICA.40 mm ).81 PORTA / PORTÃO DE ABRIR EM CHAPA CEGA COM ISOLAMENTO ACÚSTICO. colunas e ferragem completa ( dobradiças.Critérios de Medição e Remuneração . em várias cores. 2) O item remunera o fornecimento da porta e / ou portão de abrir. com malha ciclônica tipo "Q" conforme NBR / ABNT 10119 de 2" ( 50 x 50 mm ) fio BWG 10 ( 3. quadro em perfil quadrado. pilares metálicos para chumbamento e / ou sapata para fixação. com acabamento de pontas dobradas. formando um gradil com malha de 65 x 132 mm. etc ). enchimento com manta lã de vidro. parafusos anti-furto. inclusive materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação completa e fixação do gradil por meio de chumbamento com concreto ou engastado com chumbadores de aço.R. tipo tubular. compatíveis com a estrutura e peso do portão. batentes em perfil de chapa dobrada em chapa de ferro nº 12 ( MSG ). Icotela ou equivalente. trincos e ferrolhos. puxadores e trincos. em perfil de chapa de ferro nº 14 MSG. F) Remunera também o fornecimento de materiais e mão-de-obra necessários para: aplicação em uma demão de galvanização a frio. 24. ou equivalente. ou C. inclusive cimento. compatíveis com as dimensões da porta. galvanizado por imersão em banho de zinco antes de tecer a malha. D) Fornecimento e instalação de tela tipo "Zinc Fence" da Universal.02.02. nos pontos de solda e / ou corte dos elementos que compõem o portão. requadro para a estrutura da folha da porta. gonzos e trincos. da Quimatic. areia. sob medida. maçanetas. malha de 65 x 132 mm. compatíveis com as dimensões do portão. fechaduras. maçanetas. nas duas faces. do conjunto instalado. 2) O item remunera o fornecimento de portão de abrir. incluindo eixo pivotante. constituído por: folha dupla da porta em chapa de ferro nº 14 ( MSG ). com uma quantidade mínima de zinco da ordem de 70 g / m² NBR / ABNT 6331. SOB MEDIDA 1) Será medido por área de porta instalada (m²).85 GRADIL EM AÇO GALVANIZADO ELETROFUNDIDO COM PINTURA ELETROSTÁTICA. 2) O item remunera o fornecimento de montantes verticais. E) Fornecimento e instalação de batentes. jogo completo de ferragens. G) Não remunera os serviços de execução de base para fixação dos batentes e arremates de acabamento. MALHA DE 65 X 132 MM 1) Será medido pela área de projeção. 24. com uma ou duas folhas. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação e fixação da porta e do batente.02. 24. conforme recomendações do fabricante. soldados pelo processso automático de eletrofusão. constituído por barras verticais de 25 x 2 mm e fio de ligação com diâmetro de 5 mm. batente em perfil retangular.9 mm. espessura mínima de 3 mm. fechaduras. referência Glaco Zink da Glasurit. constituído por barras verticais de 25 x 2mm e fios horizontais com diâmetro de 5 mm. jogo completo de ferragens. Não remunera os arremates de acabamento. barras horizontais e gradil em aço galvanizado a fogo. portas-cadeado. espessura mínima de 1. fabricada em fio de aço doce com tensão média de ruptura de 40 a 60 kg / mm² de acordo com a NBR / ABNT 5589 e a MB 443. todo 238 de 734 .Boletim 156 e espessura de 2.

espessura mínima de 1. fechaduras. por meio de solda na armadura das paredes ou vigas ou pilares. batente em perfil retangular. constituído por barras verticais de 25 x 2 mm e fio de ligação com diâmetro de 5 mm formando um gradil com malha de 65 x 132 mm.00 24.Boletim 156 material confeccnionado em aço galvanizado a fogo. quadro em perfil quadrado.03. de 1" x 1 1/4". dispostos horizontalmente e no requadro da peça. acabamento com pintura poliéster a pó aplicada eletrostaticamente. desconsiderando-se a sobre largura do batente envolvente. espessura mínima de 3 mm. de uma ou duas folhas. compatíveis com as dimensões do portão. puxadores e trincos. soldados pelo processo automático de eletrofusão.Critérios de Medição e Remuneração . espessura mínima de 3 mm. Na conclusão da instalação completa. 24. jogo completo de ferragens. nem arremates de acabamento. conforme tabela de pagamento do item 3 (m²). com ou sem passa prato e / ou visor. dobradiças reforçadas tipo gonzo. 3) Tabela de Pagamento: PORCENTAGEM 40% da área de porta 60% da área de porta DESCRIÇÃO DO SERVIÇO No fornecimento. etc. em várias cores. nº 12 ( MSG ). acabamento com pintura poliéster a pó aplicada eletrostaticamente.9 mm. nº 14 ( MSG ) para revestimento da porta em ambos os lados. todo material confeccionado em aço galvanizado a fogo. em várias cores. batente envolvente em chapa dobrada de aço SAE 1010 / 1020. 24.87 PORTÃO DE CORRER EM GRADE DE AÇO GALVANIZADO ELETROFUNDIDO COM PINTURA ELETROSTÁTICA. chapa em aço SAE 1010 / 1020. em aço SAE 1045. tratamento superficial por galvanização a fogo conforme norma ASTM-A 123. constituída por: estrutura interna em perfis. 2) O item remunera o fornecimento de porta de abrir. MALHA DE 65 X 132 MM E PINTURA ELETROSTÁTICA 1) Será medido pela área de porta ou portão de correr instalado (m²). Remunera também materiais e a mão-de-obra necessária para a instalação completa e fixação do portão. ferrolhos em barras redondas de 5/8". roldanas. COMPLETA. 24.90 PORTA DE ABRIR EM CHAPA DUPLA COM VISOR. Não remunera fechadura especial de segurança. teste e aceite pela Contratante e/ou Gerenciadora.02. trilho chumbado no piso em perfil “U”. tipo "U". 2) O item remunera o fornecimento de portão de correr. DIÂMETRO DE 1 1/2" 239 de 734 . com cadeado. diâmetro de 1 1/2" e comprimento total de 4". em aço SAE 1045. conferência e aprovação do material posto obra. em chapa dobrada de aço SAE 1010 / 1020. em chapa de aço. variável de acordo com a espessura da parede.02. grapas em barras chatas de 2" x 1/2".03.04 ELEMENTOS EM FERRO CORRIMÃO E GUARDA-CORPO TUBULAR COM TELA EM AÇO GALVANIZADO. em aço SAE 1045. 1) Será medido pela área de porta instalada. parafusos anti-furto. remunera também o fornecimento de solda. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação e fixação da porta. tratamento superficial por galvanização a fogo conforme norma ASTM-A 123. BATENTE ENVOLVENTE. Remunera também materiais e a mão-de-obra necessária para a instalação completa e fixação do portão. soldados pelo processo automático de eletrofusão. parafusos anti-furto.

degraus em perfis "T". conforme determina NBR 9050. por meio de engastamento.25 mm.Critérios de Medição e Remuneração . dobradiças em perfis chatos de 1" x 1/4".06 ESCADA MARINHEIRO (GALVANIZADA) 1) Será medido pelo comprimento de escada instalada (m). da Quimatic. conforme recomendações do fabricante. da Quimatic. 2) O item remunera o fornecimento de alçapão constituído por: tampa em chapa de aço nº 14 ( MSG ). do guarda-corpo em perfis de ferro "T". 24. gancho porta cadeado em aço galvanizado.03. nos pontos de solda e / ou corte dos componentes metálicos. soldada a base do tubo.03.Z.03. galvanizada a fogo. inclusive acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação.769 mm ). referência Glaco Zink da Glasurit. fio nº12 ( 2. grapas para fixação. com espaçamento médio de 1. espessura de 2. ou C. instalado 1. inclusive acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação. referência Glaco Zink da Glasurit. nos pontos de solda e / ou corte dos elementos que compõem o portão. O item remunera também o fornecimento de materiais e mão-de-obra necessários para: aplicação em uma demão de galvanização a frio.R. ou C. ou equivalente. 24. ou equivalente. conforme recomendações do fabricante. O item remunera também o fornecimento de materiais e mão-de-obra necessários para: aplicação em uma demão de galvanização a frio. para fixação no piso.03.08 ESCADA MARINHEIRO COM GUARDA CORPO (DEGRAU EM "T") 1) Será medido pelo comprimento da escada instalada (m). 24.40 mm ). com uma quantidade mínima de zinco da ordem de 70 g / m² NBR / ABNT 6331 240 de 734 .00 m antes das extremidades do corrimão.10 ALÇAPÃO / TAMPA EM CHAPA DE FERRO COM PORTA CADEADO 1) Será medido pela área do alçapão instalado (m²).20 m. 2) O item remunera o fornecimento da escada constituída por montantes em perfis de aço tipo "L".Boletim 156 1) Será medido pelo comprimento de corrimão e guarda-corpo instalados (m). 2) O item remunera o fornecimento de corrimão. cadeado em latão maciço com ganchos em aço temperado de 35 mm.R. requadro em cantoneira de aço galvanizado de 1" x 1" x 1/8". com dobradura tipo diamante. com guarda-corpo. galvanizado por imersão em banho de zinco antes de tecer a malha. FIO 10 ( BWG ). fechamento com tela artística ondulada galvanizada. suporte externo em cantoneira de aço galvanizado de 1" x 1" x 1/4". com diâmetro de 9 mm ( 3/8" ). soldados nos montantes.21 TELA DE PROTEÇÃO EM MALHA ONDULADA DE 1". com espessura de 1/8". materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação completa da tampa. fabricada em fio de aço doce com tensão média de ruptura de 40 a 60 kg / mm² de acordo com a NBR / ABNT 5589 e a MB 443.Z. Não remunera arremates de acabamento. sinalização tátil por meio de anel em aço inoxidável com textura contrastante à textura do corrimão. malha de 1 1/2". galvanizado. inclusive acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação completa do corrimão guarda-corpo. constituído por corrimão e montantes verticais. COM REQUADRO 1) Será medido pela área da tela instalada (m²). diâmetro de 6 mm ( 1/4" ). base em chapa de aço galvanizado. Não remunera o fornecimento e instalação de corrimão adicional para portadores de deficiência física. 24. 2) O item remunera o fornecimento da escada constituída por montantes em perfis de aço tipo "L" degraus em perfis "T". 2) O item remunera o fornecimento de tela de proteção constituída por: tela em malha ondulada artística conforme NBR / ABNT 10119 de 1" ( 25 x 25 mm ) fio BWG 10 ( 3. com rebite de aço. tubo de aço galvanizado com diâmetro de 1 1/2".

. ou equivalente. 24.03.31 CORRIMÃO TUBULAR EM AÇO GALVANIZADO. remunera também o fornecimento de solda nas porcas com os parafusos. ou equivalente. 2) O item remunera o fornecimento e instalação de fechamento para proteção. de aço carbono SAE 1008 / 1012. espessura de 2. PERFURADA COM DIÂMETRO DE 12. Incotela ou Telas MM. inclusive cimento. de uso interno. ou fixação das rosetas.25 mm. instalado 1. da Quimatic. com espessura de 1/8". ou chumbadores nas paredes de blocos estruturais. Não remunera arremates de acabamento e adequações civis.Boletim 156 fabricação Furametal. referência fabricação Permetal. tipo "L". divisórias longitudinais e transversais em perfis de chapa dobrada em ferro.30 FECHAMENTO EM CHAPA EXPANDIDA LOSANGULAR DE 10 X 20 MM. tipo parabolt. ou vigas. requadro em perfil de ferro "L" de 1" x 1" x 1/8". ou soldagem do corrimão.29 FECHAMENTO EM CHAPA DE AÇO GALVANIZADA Nº 14 MSG. O item remunera também o fornecimento de materiais e mão-de-obra necessários para: aplicação em uma demão de galvanização a frio. remunera também o fornecimento de materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação da tela de proteção. para a fixação do conjunto. ou Furametal. ou equivalente. por meio de grapas. 2) O item remunera o fornecimento de fechamento em chapa perfurada. ou grapa tipo rabo de andorinha. materiais acessórios e a mãode-obra necessária para a instalação e fixação do fechamento. 24. ou equivalente.Z. DIÂMETRO 1 1/2" 1) Será medido pelo comprimento. para fixação em alvenarias em geral. furos com diâmetro de 12. chapa perfurada nº 14 ( MSG ). referência Glaco Zink da Glasurit. ou Karpus. acessórios e a mão-de-obra necessária para a montagem e fixação do fechamento. não remunera arremates de acabamento. tipo barra chata. ou Viana Metais.25 mm. grapas em chapa de aço. espessura de 2. conforme determina NBR 9050. para a fixação em elementos metálicos. com acabamento galvanizado.03. com acabamento galvanizado. REQUADRO EM CHAPA DOBRADA 1) Será medido pela área de fechamento instalado (m²). 24. com parafusos auto-atarrachantes. suporte em chapa de ferro galvanizado. ou C. ou pilares. 2) O item remunera o fornecimento de corrimão tubular constituído por: tubo de aço galvanizado com diâmetro de 1 1/2".03. ou Furametal. divisórias longitudinais e transversais em cantoneira. areia. 2) O item remunera o fornecimento de corrimão tubular constituído por: tubo de aço galvanizado com diâmetro de 2". ou solda. fixação por meio de chapa de ferro galvanizado. com 241 de 734 . espessura de 1/8" e diâmetro de 70 mm. nos pontos de solda e / ou corte dos componentes metálicos. fabricação Permetal. 24. ou de concreto. requadro interno e externo em cantoneira. conforme recomendações do fabricante. bitola 1 1/4" x 1/4". constituído por: requadro. de corrimão instalado (m). ou chumbador de expansão.03. sinalização tátil por meio de anel em aço inoxidável com textura contrastante à textura do corrimão.32 CORRIMÃO TUBULAR EM AÇO GALVANIZADO.7 mm ( 1/2" ). aferido no desenvolvimento.R. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para o chumbamento das grapas. DIÂMETRO 2" 1) Será medido pelo comprimento. de corrimão instalado (m). após a fixação. de aço carbono SAE 1008 / 1012. malha interna de 10 x 20 mm. COM REQUADRO EM CANTONEIRA DE AÇO CARBONO 1) Será medido pela área de fechamento instalado (m²). referência EXP 12 D. constituído por: fechamento em chapa expandida losangular em ferro. bordas. em elementos de concreto. ou Telas Cupecê.00 m antes das extremidades do corrimão. não remunera arremates de acabamento. etc. aferido no desenvolvimento.7 MM.Critérios de Medição e Remuneração . bitola 2" x 2" x 1/4". ou Aço Disa. suporte em chapa de ferro galvanizado.

da Permetal. DIÂMETRO 1 1/2” 1) Será medido pelo comprimento de corrimão. por meio de grapas. tipo parabolt. 24.41 FECHAMENTO EM CHAPA PERFURADA.Z. ou chumbadores nas paredes de blocos estruturais. ou chumbador de expansão. de uso interno. tipo antiderrapante na espessura de 1/4" e peso de 50 kg / m². O item remunera também o fornecimento de materiais e mão-de-obra necessários para: aplicação em uma demão de galvanização a frio. FUROS QUADRADOS DE 4 X 4 MM.00 m antes das extremidades do corrimão.25 m. cantoneira em aço ASTM-A 36 de 1" x 1"x 1/8". furos quadrados de 4 x 4 mm. de aço carbono SAE 1008 / 1012.Critérios de Medição e Remuneração . com grapas de ferro. para a fixação em elementos metálicos. soldadas. bordas. 2) O item remunera o fornecimento de tampa em chapa de segurança xadrez em aço galvanizado a fogo. 2) O item remunera o fornecimento e instalação de fechamento para proteção. COM BARRA DE 40 X 2 MM 242 de 734 . ou equivalente. para a fixação do conjunto. com parafusos auto-atarrachantes. fechamento vertical em tela trançada metálica malha de 1/2”. instalado 1. referência Glaco Zink da Glasurit. espessura de 1/8" e diâmetro de 70 mm. tipo "L". fixação por meio de chapa de ferro galvanizado.Boletim 156 espessura de 1/8". 24. grapas em chapa de aço. ou soldagem do corrimão. da Quimatic. ou vigas. conforme recomendações do fabricante. constituído por: fechamento em chapa perfurada em aço carbono.68 GRADE PARA PISO ELETROFUNDIDA. ou de concreto. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação da cantoneira e da tampa.2 mm. nos pontos de solda e / ou corte dos componentes metálicos. EM TUBO DE AÇO GALVANIZADO. sinalização tátil por meio de anel em aço inoxidável com textura contrastante à textura do corrimão. espessura de 1.R.03. AÇO GALVANIZADO A FOGO ANTIDERRAPANTE DE 1/4" 1) Será medido pela área de tampa instalada (m²). após a fixação.03. conforme determina a norma NBR 9077 / 1993. 2) O item remunera o fornecimento de guarda-corpo com corrimão. em elementos de concreto. bitola 1 1/2" x 1 1/2" x 1/4". com furos para fixação por meio de parafusos. etc. em tubo de aço galvanizado com diâmetro de 1 1/2".49 GUARDA-CORPO COM TELA TRANÇADA E CORRIMÃO. para fixação em alvenarias em geral. requadro interno e externo em cantoneira. ou equivalente. ou C. inclusive acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação completa do guarda-corpo com corrimão. nos pontos de solda e / ou corte dos componentes metálicos. remunera também o fornecimento de solda nas porcas com os parafusos. O item remunera também o fornecimento de materiais e mão-de-obra necessários para: aplicação em uma demão de galvanização a frio. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para o chumbamento das grapas. ou fixação das rosetas. COM REQUADRO EM CANTONEIRA DE AÇO CARBONO 1) Será medido pela área de fechamento instalado (m²). com resistência à carga mínima de 900 N. corrimão em tubo de aço galvanizado com diâmetro de 1 1/2”.34 TAMPA EM CHAPA DE SEGURANÇA TIPO XADREZ. base flangeada em chapa de aço galvanizado. por meio de chumbador químico. ou grapa tipo rabo de andorinha. 24. 24.. MALHA 30 X 100 MM. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação e fixação do fechamento. aplicada em qualquer ponto deles. ou pilares. com guarda-corpo. conforme determina NBR 9050. ou solda.03. com espessura de 1/8". para fixação no piso. com espaçamento máximo de 1. soldada à base do tubo. verticalmente de cima para baixo e horizontalmente em ambos os sentidos.03. instalado (m). não remunera arremates de acabamento. constituído por: montantes verticais.

em aço carbono 1008 / 1010. de abrir.69 GRADE PARA FORRO ELETROFUNDIDA. ou Macfiber. ferrolhos em barras redondas de 5/8". materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação completa da grade. grapas. com uma quantidade mínima de zinco da ordem de 70 g / m² NBR / ABNT 6331. COM BARRA DE 25 X 2 MM 1) Será medido pela área de grade instalada (m²). 24. galvanizado por imersão em banho de zinco antes de tecer a malha. dispostas verticalmente. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação e fixação do guichê. seguido por tratamento térmico de revenimento. para o ajuste das propriedades mecânicas reduzindo-se as tensões produzidas durante a tempera. ou equivalente. grapas em barras chatas de 1 3/4" x 1/2".10 ESQUADRIA. galvanizada a fogo. 2) O item remunera o fornecimento de guichê segurança. ou pilares. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação completa da grade.Critérios de Medição e Remuneração . com cadeado. ou equivalente. solda MIG (Metal Inerte Gás) com arame contínuo e gás inerte de proteção Ar ou He. dobradiças reforçadas tipo gonzo.Boletim 156 1) Será medido pela área de grade instalada (m²). conformando uma estrutura rígida. fabricada em fio de aço doce com tensão média de ruptura de 40 a 60 kg / mm² de acordo com a NBR / ABNT 5589 e a MB 443. malha de 25 x 100 mm. COMPLETO. 24. batente em chapa dobrada de aço SAE 1010 / 1020 de 2" x 1" x 1/4".04. em aço SAE 1045. com acabamento de pontas dobradas. ou Metalgrade. conferindo às barras características de endurecimento superficial. com barra portante de 25 x 2 mm. de uma ou duas folhas.0 a 6. em grade com tela.77 mm ).0 mm para as barras redondas e de 2. conforme tabela de pagamento do item 3 (m²).0 mm para as barras chatas. em aço SAE 1045.00 24. ou Orsograd. SERRALHARIA DE SEGURANÇA GUICHÊ DE SEGURANÇA EM GRADE DE AÇO SAE 1045. constituída por: grade eletrofundida. ou Macfiber.03. 2) O item remunera o fornecimento de grade para forro. 3) Tabela de Pagamento: PORCENTAGEM 40% da área de guichê DESCRIÇÃO DO SERVIÇO No fornecimento. fabricação Gradesteel. grapas. 243 de 734 . dispostas horizontalmente e no requadro da peça. barras redondas de 7/8". fabricação Gradesteel. ambas em aço SAE 1045.0 a 4. COM TÊMPERA E REVENIMENTO 1) Será medido pela área de guichê instalado. galvanizada a fogo. ou Metalgrade. etc. ou Orsograd. não remunera arremates de acabamento. em aço carbono 1008 / 1010. diâmetro de 1 1/2" e comprimento total de 4".04. ou vigas. tela com malha ciclônica tipo "Q" conforme NBR / ABNT 10119 de 1" ( 25 x 25 mm ) fio BWG 12 ( 2. MALHA 25 X 100 MM. conferência e aprovação do material posto obra. malha de 30 x 100 mm. com barra portante de 40 x 2 mm. com tratamento térmico de têmpera superficial com camada de 3. perfis em aço galvanizado a fogo. constituído por: grade confeccionada com barras chatas de 1 3/4" x 1/2". constituída por: grade eletrofundida. para soldar as barras entre si. perfis em aço galvanizado a fogo. em aço SAE 1045. 2) O item remunera o fornecimento de grade para piso.. DIÂMETRO DE 7/8". por meio de solda na armadura das paredes. remunera também o fornecimento de solda.

24. Na conclusão da instalação completa. PARA JANELA. ou pilares. por meio de solda na armadura das paredes.04. teste e aceite pela Contratante e/ou Gerenciadora. Não remunera a têmpera e revenimento da grade de segurança. SEM TÊMPERA E REVENIMENTO 1) Será medido pela área da grade instalada. dispostas horizontalmente e no requadro da peça. dispostas verticalmente. 2) O item remunera o fornecimento de grade de segurança. requadro interno em chapa dobrada de aço SAE 1010 / 1020. barras redondas de 1".22 GRADE DE SEGURANÇA EM AÇO SAE 1045.23 GRADE DE SEGURANÇA. 24. por meio de solda na armadura das paredes. em aço SAE 1045. teste e aceite pela Contratante e/ou Gerenciadora. conformando uma estrutura rígida.04. conforme tabela de pagamento do item 3 (m²). não remunera arremates de acabamento. grapas em barras chatas de 2" x 1/2". para soldar as barras entre si.. dispostas horizontalmente e no requadro externo da peça. solda MIG (Metal Inerte Gás) com arame contínuo e gás inerte de proteção Ar ou He. conferência e aprovação do material posto obra. constituída por: grade confeccionada com barras chatas de 2" x 1/2". solda MIG (Metal Inerte Gás) com arame contínuo e gás inerte de proteção Ar ou He.. conformando uma estrutura rígida. ou vigas. conforme tabela de pagamento do item 3 (m²). conferência e aprovação do material posto obra. 3) Tabela de Pagamento: PORCENTAGEM 40% da área de grade 60% da área de grade DESCRIÇÃO DO SERVIÇO No fornecimento. grapas em barras chatas de 2" x 1/2". para janela. ou pilares. em aço SAE 1045.Boletim 156 60% da área de guichê Na conclusão da instalação completa. remunera também o fornecimento de solda. etc. SEM TÊMPERA E REVENIMENTO 1) Será medido pela área da grade instalada. constituída por: grade confeccionada com barras chatas de 2" x 1/2". não remunera arremates de acabamento. EM AÇO SAE 1045. remunera também o fornecimento de solda. para soldar as barras entre si. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação e fixação da grade. nº 14 ( MSG ). ambas em aço SAE 1045. 2) O item remunera o fornecimento de grade de segurança. ou vigas. teste e aceite pela Contratante e/ou Gerenciadora. 3) Tabela de Pagamento: PORCENTAGEM 40% da área de grade 60% da área de grade DESCRIÇÃO DO SERVIÇO No fornecimento. Na conclusão da instalação completa. barras redondas de 1". dispostas verticalmente. 244 de 734 . Não remunera a têmpera e revenimento da grade de segurança. ambas em aço SAE 1045. DIÂMETRO DE 1". materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação e fixação da grade.Critérios de Medição e Remuneração . etc. DIÂMETRO DE 1".

dispostas horizontalmente e no requadro da peça. com ou sem passa prato e / ou visor. dobradiças reforçadas tipo gonzo. por meio de solda na armadura das paredes. dispostas verticalmente. em aço SAE 1045. constituída por: grade confeccionada com barras chatas de 2" x 1/2". SEM TÊMPERA E REVENIMENTO 1) Será medido pela área da porta instalada. ou pilares. não remunera fechadura especial de segurança. remunera também o fornecimento de solda. constituída por: grade confeccionada com barras chatas de 2" x 1/2". 3) Tabela de Pagamento: PORCENTAGEM 40% da área de grade 60% da área de grade DESCRIÇÃO DO SERVIÇO No fornecimento. grapas em barras chatas de 2" x 1/2".25 PORTA DE SEGURANÇA DE ABRIR EM GRADE COM AÇO SAE 1045. diâmetro de 1 1/2" e comprimento total de 4". ou pilares. grapas em barras chatas de 2" x 1/2". dispostas verticalmente. nº 14 ( MSG ) para revestimento da grade. 2) O item remunera o fornecimento de porta de segurança.24 GRADE DE SEGURANÇA EM AÇO SAE 1045 CHAPEADA. por meio de solda na armadura das paredes. para soldar as barras entre si. Não remunera a têmpera e revenimento da porta de segurança. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação e fixação da grade. de abrir. ambas em aço SAE 1045. conforme tabela de pagamento do item 3 (m²). em aço SAE 1045. de 3/16". teste e aceite pela Contratante e/ou Gerenciadora. solda MIG (Metal Inerte Gás) com arame contínuo e gás inerte de proteção Ar ou He. em ambos os lados. ou vigas. 3) Tabela de Pagamento: PORCENTAGEM 40% da área de porta 60% da área de porta DESCRIÇÃO DO SERVIÇO No fornecimento. ferrolhos em barras redondas de 7/8". para soldar as barras entre si. de uma ou duas folhas. Na conclusão da instalação completa.Critérios de Medição e Remuneração . materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação e fixação da porta.04. remunera também o fornecimento de solda. conferência e aprovação do material posto obra. conformando uma estrutura rígida. barras redondas de 1". 245 de 734 . batente em chapa dobrada de aço SAE 1010 / 1020. etc. solda MIG (Metal Inerte Gás) com arame contínuo e gás inerte de proteção Ar ou He. 24. chapa em aço SAE 1010 / 1020. COMPLETA. DIÂMETRO DE 1".04. em aço SAE 1045. barras redondas de 1".. conforme tabela de pagamento do item 3 (m²).. dispostas horizontalmente e no requadro da peça. Não remunera a têmpera e revenimento da grade de segurança. nem arremates de acabamento. teste e aceite pela Contratante e/ou Gerenciadora. 2) O item remunera o fornecimento de grade de segurança chapeada. conformando uma estrutura rígida. conferência e aprovação do material posto obra. com cadeado. DIÂMETRO DE 1". não remunera arremates de acabamento. ou vigas.Boletim 156 24. em aço SAE 1045. ambas em aço SAE 1045. em grade. etc. Na conclusão da instalação completa. SEM TÊMPERA E REVENIMENTO 1) Será medido pela área da grade instalada.

constituída por: grade confeccionada com barras chatas de 2" x 1/2". em grade chapeada.Boletim 156 24. 3) Tabela de Pagamento: 246 de 734 . solda MIG (Metal Inerte Gás) com arame contínuo e gás inerte de proteção Ar ou He. barras redondas de 1". chapa de aço SAE 1010/ 1020 fixada na porta. grapas em barras chatas de 2" x 1/2". chapa em aço SAE 1010 / 1020. solda MIG (Metal Inerte Gás) com arame contínuo e gás inerte de proteção Ar ou He. ferrolhos em barras redondas de 7/8". dispostas horizontalmente e no requadro da peça. em ambos os lados. com cadeado. conformando uma estrutura rígida. 24. COM FERROLHO LONGO EMBUTIDO EM CAIXA. teste e aceite pela Contratante e/ou Gerenciadora. com ou sem passa prato e / ou visor.04. em aço SAE 1045. nº 14 ( MSG ) para revestimento da grade da porta.. EM GRADE COM AÇO SAE 1045. SEM TÊMPERA E REVENIMENTO 1) Será medido pela área da porta instalada. conforme tabela de pagamento do item 3 (m²). ambas em aço SAE 1045. com ou sem passa prato e / ou visor. barras redondas de 1".04. ou pilares. ou vigas. para instalação de fechadura especial de segurança. etc.26 PORTA DE SEGURANÇA DE ABRIR EM GRADE COM AÇO SAE 1045 CHAPEADA. dobradiças reforçadas tipo gonzo. batente em chapa dobrada de aço SAE 1010 / 1020. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação e fixação da porta. Na conclusão da instalação completa. para proteção dos ferrolhos. para soldar as barras entre si. conferência e aprovação do material posto obra. diâmetro de 1 1/2" e comprimento total de 4". remunera também o fornecimento de solda. em aço SAE 1045.27 PORTA DE SEGURANÇA DE ABRIR. COMPLETA. para soldar as barras entre si. alojamento em chapa de aço SAE 1010 / 1020 de 4 mm. batente em chapa dobrada de aço SAE 1010 / 1020 de 3/16". Não remunera a têmpera e revenimento da porta de segurança. em aço SAE 1045. de uma ou duas folhas. nem arremates de acabamento. DIÂMETRO DE 1". ou pilares. dobradiças reforçadas tipo gonzo. ambas em aço SAE 1045. 2) O item remunera o fornecimento de porta de segurança. dispostas horizontalmente e no requadro da peça. grapas em barras chatas de 2" x 1/2". Não remunera a têmpera e revenimento da porta de segurança. de 3/16". constituída por: grade confeccionada com barras chatas de 2" x 1/2". de uma ou duas folhas. em aço SAE 1045. dispostas verticalmente.Critérios de Medição e Remuneração . de abrir. conforme tabela de pagamento do item 3 (m²). remunera também o fornecimento de solda. em grade. SEM TÊMPERA E REVENIMENTO 1) Será medido pela área da porta instalada. não remunera fechadura especial de segurança. por meio de solda na armadura das paredes. DIÂMETRO DE 1". materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação e fixação da porta.. em aço SAE 1045. COMPLETA. ferrolhos longos em barras redondas de 1" ( 25 mm ). nem arremates de acabamento. em aço SAE 1045. embutido em chapa de aço SAE 1010 / 1020 de 4 mm. conformando uma estrutura rígida. diâmetro de 1 1/2" e comprimento total de 4". por meio de solda na armadura das paredes. etc. dispostas verticalmente. de abrir. ou vigas. 2) O item remunera o fornecimento de porta de segurança especial. 3) Tabela de Pagamento: PORCENTAGEM 40% da área de porta 60% da área de porta DESCRIÇÃO DO SERVIÇO No fornecimento. com cadeado. não remunera fechadura especial de segurança.

. dispostas horizontalmente e no requadro da peça. tela com malha ciclônica tipo "Q" conforme NBR / ABNT 10119 de 1" ( 25 x 25 mm ) fio BWG 12 ( 2. constituído por: grade confeccionada com barras chatas de 1 3/4" x 1/2". 2) O item remunera o fornecimento de guichê segurança. solda MIG (Metal Inerte Gás) com arame contínuo e gás inerte de proteção Ar ou He. ambas em aço SAE 1045. por meio de solda na armadura das paredes. com duas folhas. em aço SAE 1045. etc. diâmetro de 1 1/2" e comprimento total de 4".29 GUICHÊ DE SEGURANÇA EM GRADE COM AÇO SAE 1045. reforçadas tipo gonzo. dobradiças. barras redondas de 1". COMPLETO. conformando uma estrutura rígida. de abrir.Boletim 156 PORCENTAGEM 40% da área de porta 60% da área de porta DESCRIÇÃO DO SERVIÇO No fornecimento. EM GRADE COM AÇO SAE 1045 CHAPEADO. remunera também o fornecimento da solda. SEM TÊMPERA E REVENIMENTO 1) Será medido pela área de guichê instalado. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação e fixação do portão. conformando uma estrutura rígida. 24. diâmetro de 2" e comprimento total de 6". conforme tabela de pagamento do item 3 (m²). Na conclusão da instalação completa.Critérios de Medição e Remuneração . SEM TÊMPERA E REVENIMENTO 1) Será medido pela área do portão instalado. Não remunera a têmpera e revenimento do portão de segurança. em aço SAE 1045. Na conclusão da instalação completa. 2) O item remunera o fornecimento de portão de segurança. PARA MURALHA. ferrolhos em barras redondas de 7/8". externas. de uma ou duas folhas. COMPLETO. abertura para pedestres. em aço SAE 1045.28 PORTÃO DE SEGURANÇA DE ABRIR. dispostas verticalmente. para soldar as barras entre si. com. reforçadas tipo gonzo. chapa em aço SAE 1010 / 1020. fabricada em fio de aço doce com tensão média de ruptura de 40 a 247 de 734 .77 mm ). quando houver. DIÂMETRO DE 1". não remunera fechadura especial de segurança e arremates de acabamento. estrutura auxiliar em tubo quadrado de aço SAE 1010 / 1020 de 1/4" x 200mm x 200mm. conforme tabela de pagamento do item 3 (m²).04. nº 10 ( MSG ) para revestimento da grade do portão. teste e aceite pela Contratante e/ou Gerenciadora. solda MIG (Metal Inerte Gás) com arame contínuo e gás inerte de proteção Ar ou He. com cadeado. em grade com tela. constituído por: grade confeccionada com barras chatas de 2" x 1/2". de abrir. conferência e aprovação do material posto obra. em ambos os lados. barras redondas de 7/8". teste e aceite pela Contratante e/ou Gerenciadora.04. conferência e aprovação do material posto obra. grapas em barras chatas de 2" x 1/2" em aço SAE 1045. DIÂMETRO DE 7/8". ou em chapa de aço SAE 1010 / 1020 de 7/16". inclusive para a abertura de pedestres. 24. para a abertura de pedestres. dispostas verticalmente. 3) Tabela de Pagamento: PORCENTAGEM 40% da área de portão 60% da área de portão DESCRIÇÃO DO SERVIÇO No fornecimento. para soldar as barras entre si. ou vigas. ou sem. para a muralha. dispostas horizontalmente e no requadro da peça. ou sem. ou pilares. uma das folhas com. ambas em aço SAE 1045. quando houver. em grade chapeada. dobradiças.

0 mm para as barras chatas. 3) Tabela de Pagamento: PORCENTAGEM 40% da área de guichê 60% da área de guichê DESCRIÇÃO DO SERVIÇO No fornecimento. com acabamento de pontas dobradas. em aço SAE 1045. DIÂMETRO DE 1". etc. remunera também o fornecimento de solda. solda MIG (Metal Inerte Gás) com arame contínuo e gás inerte de proteção Ar ou He. em aço SAE 1045. ferrolhos em barras redondas de 5/8".0 a 4. para o ajuste das propriedades mecânicas reduzindo-se as tensões produzidas durante a tempera. ou vigas. 3) Tabela de Pagamento: PORCENTAGEM 40% da área de grade 60% da área de grade DESCRIÇÃO DO SERVIÇO No fornecimento. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação e fixação da grade. 2) O item remunera o fornecimento de grade de segurança. dispostas horizontalmente e no requadro da peça. conformando uma estrutura rígida. dispostas verticalmente. conferência e aprovação do material posto obra. batente em chapa dobrada de aço SAE 1010 / 1020 de 2" x 1" x 1/4". DIÂMETRO DE 1". Na conclusão da instalação completa. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação e fixação do guichê. PARA JANELA. com uma quantidade mínima de zinco da ordem de 70 g / m² NBR / ABNT 6331. teste e aceite pela Contratante e/ou Gerenciadora. ou vigas. seguido por tratamento térmico de revenimento. conforme tabela de pagamento do item 3 (m²). em aço SAE 1045. galvanizado por imersão em banho de zinco antes de tecer a malha. barras redondas de 1". com tratamento térmico de têmpera superficial com camada de 3.30 GRADE DE SEGURANÇA EM AÇO SAE 1045. grapas em barras chatas de 1 3/4" x 1/2". Na conclusão da instalação completa. em aço SAE 1045.0 a 6. por meio de solda na armadura das paredes. 24.Critérios de Medição e Remuneração . com cadeado.31 GRADE DE SEGURANÇA. 248 de 734 . ambas em aço SAE 1045. Não remunera a têmpera e revenimento do guichê de segurança. 24. não remunera arremates de acabamento. conferindo às barras características de endurecimento superficial. ou pilares. teste e aceite pela Contratante e/ou Gerenciadora. ou pilares.0 mm para as barras redondas e de 2. remunera também o fornecimento de solda..04. etc. conforme tabela de pagamento do item 3 (m²).Boletim 156 60 kg / mm² de acordo com a NBR / ABNT 5589 e a MB 443. diâmetro de 1 1/2" e comprimento total de 4". para soldar as barras entre si. EM AÇO SAE 1045.04. conferência e aprovação do material posto obra. por meio de solda na armadura das paredes. constituída por: grade confeccionada com barras chatas de 2" x 1/2".. não remunera arremates de acabamento. dobradiças reforçadas tipo gonzo. COM TÊMPERA E REVENIMENTO 1) Será medido pela área da grade instalada. COM TÊMPERA E REVENIMENTO 1) Será medido pela área da grade instalada. grapas em barras chatas de 2" x 1/2".

remunera também o fornecimento de solda. em aço SAE 1045.Critérios de Medição e Remuneração . seguido por tratamento térmico de revenimento. dispostas verticalmente. grapas em barras chatas de 2" x 1/2". 3) Tabela de Pagamento: PORCENTAGEM 40% da área de grade 60% da área de grade DESCRIÇÃO DO SERVIÇO No fornecimento.32 GRADE DE SEGURANÇA EM AÇO SAE 1045 CHAPEADA. 3) Tabela de Pagamento: PORCENTAGEM 40% da área de grade 60% da área de grade DESCRIÇÃO DO SERVIÇO No fornecimento. para o ajuste das propriedades mecânicas reduzindo-se as tensões produzidas durante a tempera. não remunera arremates de acabamento. solda MIG (Metal Inerte Gás) com arame contínuo e gás inerte de proteção Ar ou He. por meio de solda na armadura das paredes.0 mm para as barras redondas e de 2. com tratamento térmico de têmpera superficial com camada de 3. dispostas horizontalmente e no requadro externo da peça. com tratamento térmico de têmpera superficial com camada de 3. para o ajuste das propriedades mecânicas reduzindo-se as tensões produzidas durante a tempera. etc. solda MIG (Metal Inerte Gás) com arame contínuo e gás inerte de proteção Ar ou He. seguido por tratamento térmico de revenimento. 2) O item remunera o fornecimento de grade de segurança chapeada. conferência e aprovação do material posto obra.0 a 4.0 mm para as barras chatas. por meio de solda na armadura das paredes. para janela.. conferindo às barras características de endurecimento superficial. constituída por: grade confeccionada com barras chatas de 2" x 1/2". grapas em barras chatas de 2" x 1/2". teste e aceite pela Contratante e/ou Gerenciadora. ambas em aço SAE 1045.04. ambas em aço SAE 1045. remunera também o fornecimento de solda. chapa em aço SAE 1010 / 1020. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação e fixação da grade. constituída por: grade confeccionada com barras chatas de 2" x 1/2". etc. teste e aceite pela Contratante e/ou Gerenciadora. nº 14 ( MSG ).Boletim 156 2) O item remunera o fornecimento de grade de segurança. 249 de 734 . materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação e fixação da grade. conferência e aprovação do material posto obra. barras redondas de 1". ou pilares. DIÂMETRO DE 1". requadro interno em chapa dobrada de aço SAE 1010 / 1020.0 a 6. para soldar as barras entre si. ou vigas. em aço SAE 1045. ou pilares. ou vigas. conformando uma estrutura rígida.0 mm para as barras redondas e de 2. COM TÊMPERA E REVENIMENTO 1) Será medido pela área da grade instalada.0 a 4. conferindo às barras características de endurecimento superficial. conformando uma estrutura rígida. para soldar as barras entre si. Na conclusão da instalação completa. barras redondas de 1".0 mm para as barras chatas. não remunera arremates de acabamento. dispostas horizontalmente e no requadro da peça. conforme tabela de pagamento do item 3 (m²). 24. em ambos os lados. Na conclusão da instalação completa..0 a 6. dispostas verticalmente. nº 14 ( MSG ) para revestimento da grade.

de abrir. constituída por: grade confeccionada com barras chatas de 2" x 1/2". em aço SAE 1045. materiais acessórios e a mão-deobra necessária para a instalação e fixação da porta.Boletim 156 24. 3) Tabela de Pagamento: PORCENTAGEM 40% da área de porta 60% da área de porta DESCRIÇÃO DO SERVIÇO No fornecimento. em grade. conferindo às barras características de endurecimento superficial. 2) O item remunera o fornecimento de porta de segurança.. não remunera fechadura especial de segurança. com tratamento térmico de têmpera superficial com camada de 3. com ou sem passa prato e / ou visor.33 PORTA DE SEGURANÇA DE ABRIR EM GRADE COM AÇO SAE 1045. remunera também o fornecimento de solda. conformando uma estrutura rígida. solda MIG (Metal Inerte Gás) com arame contínuo e gás inerte de proteção Ar ou He. com ou sem passa prato e / ou visor. barras redondas de 1".0 mm para as barras redondas e de 2.04. de 3/16". conforme tabela de pagamento do item 3 (m²). dispostas horizontalmente e no requadro da peça. em aço SAE 1045. para soldar as barras entre si. com cadeado. 250 de 734 . conformando uma estrutura rígida. de uma ou duas folhas. batente em chapa dobrada de aço SAE 1010 / 1020. não remunera fechadura especial de segurança.0 a 6. dobradiças reforçadas tipo gonzo. DIÂMETRO DE 1". ou vigas. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação e fixação da porta. solda MIG (Metal Inerte Gás) com arame contínuo e gás inerte de proteção Ar ou He. dispostas horizontalmente e no requadro da peça. COMPLETA. em aço SAE 1045. COM TÊMPERA E REVENIMENTO 1) Será medido pela área da porta instalada. com tratamento térmico de têmpera superficial com camada de 3. COM TÊMPERA E REVENIMENTO 1) Será medido pela área da porta instalada. de abrir. ou pilares. constituída por: grade confeccionada com barras chatas de 2" x 1/2".0 a 6. por meio de solda na armadura das paredes. seguido por tratamento térmico de revenimento. chapa em aço SAE 1010 / 1020. grapas em barras chatas de 2" x 1/2".0 mm para as barras redondas e de 2.. em aço SAE 1045. etc. em ambos os lados.0 a 4. por meio de solda na armadura das paredes. ou vigas. ferrolhos em barras redondas de 7/8". com cadeado. nem arremates de acabamento.0 mm para as barras chatas. conferindo às barras características de endurecimento superficial. para o ajuste das propriedades mecânicas reduzindo-se as tensões produzidas durante a tempera. dobradiças reforçadas tipo gonzo. conforme tabela de pagamento do item 3 (m²). nº 14 ( MSG ) para revestimento da grade da porta. teste e aceite pela Contratante e/ou Gerenciadora.Critérios de Medição e Remuneração . em grade chapeada. DIÂMETRO DE 1". conferência e aprovação do material posto obra. ferrolhos em barras redondas de 7/8". diâmetro de 1 1/2" e comprimento total de 4".04. 2) O item remunera o fornecimento de porta de segurança. seguido por tratamento térmico de revenimento. grapas em barras chatas de 2" x 1/2". dispostas verticalmente. remunera também o fornecimento de solda. 24. barras redondas de 1".0 a 4. em aço SAE 1045. para soldar as barras entre si. ou pilares. de uma ou duas folhas.34 PORTA DE SEGURANÇA DE ABRIR EM GRADE COM AÇO SAE 1045 CHAPEADA. em aço SAE 1045. de 3/16". etc. Na conclusão da instalação completa. COMPLETA. dispostas verticalmente. ambas em aço SAE 1045. ambas em aço SAE 1045.0 mm para as barras chatas. diâmetro de 1 1/2" e comprimento total de 4". nem arremates de acabamento. batente em chapa dobrada de aço SAE 1010 / 1020. para o ajuste das propriedades mecânicas reduzindo-se as tensões produzidas durante a tempera.

COMPLETA.0 mm para as barras redondas e de 2. teste e aceite pela Contratante e/ou Gerenciadora. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação e fixação da porta. grapas em barras chatas de 2" x 1/2". 3) Tabela de Pagamento: PORCENTAGEM 40% da área de porta 60% da área de porta DESCRIÇÃO DO SERVIÇO No fornecimento. 24. conformando uma estrutura rígida. seguido por tratamento térmico de revenimento. ambas em aço SAE 1045. de abrir. nem arremates de acabamento. COMPLETA. de uma ou duas folhas. 2) O item remunera o fornecimento de porta de segurança. diâmetro de 1 1/2" e comprimento total de 4". para o ajuste das propriedades mecânicas reduzindo-se as tensões produzidas durante a tempera. com tratamento térmico de têmpera superficial com camada de 3. EM GRADE COM AÇO SAE 1045. COM ISOLAMENTO ACÚSTICO. em aço SAE 1045. para instalação de fechadura especial de segurança. DIÂMETRO DE 1".0 mm para as barras redondas e de 2. por meio de solda na armadura das paredes. COM TÊMPERA E REVENIMENTO 1) Será medido pela área da porta instalada. conforme tabela de pagamento do item 3 (m²). conforme tabela de pagamento do item 3 (m²).04.Critérios de Medição e Remuneração .0 mm para as barras chatas.04. conferindo às barras características de endurecimento superficial.0 a 6. barras redondas de 1". ou vigas. com ou sem passa prato e / ou visor. ou pilares. com ou sem passa prato e / ou visor. COM TÊMPERA E REVENIMENTO 1) Será medido pela área da porta instalada.0 a 4. chapa de aço SAE 1010/ 1020 fixada na porta. etc. dispostas horizontalmente e no requadro da peça. Na conclusão da instalação completa. 24. DIÂMETRO DE 1". para proteção dos ferrolhos. constituída por: grade confeccionada com barras chatas de 2" x 1/2". para soldar as barras entre si. teste e aceite pela Contratante e/ou Gerenciadora. remunera também o fornecimento de solda. conferência e aprovação do material posto obra. em grade chapeada com isolamento acústico. solda MIG (Metal Inerte Gás) com arame contínuo e gás inerte de proteção Ar ou He. batente em chapa dobrada de aço SAE 1010 / 1020 de 3/16".. não remunera fechadura especial de segurança. barras redondas de 1". 2) O item remunera o fornecimento de porta de segurança especial.36 PORTA DE SEGURANÇA DE ABRIR EM GRADE COM AÇO SAE 1045 CHAPEADA. COM FERROLHO LONGO EMBUTIDO EM CAIXA.Boletim 156 3) Tabela de Pagamento: PORCENTAGEM 40% da área de porta 60% da área da porta DESCRIÇÃO DO SERVIÇO No fornecimento. dispostas verticalmente. de uma ou duas folhas.35 PORTA DE SEGURANÇA DE ABRIR. com cadeado. conferência e aprovação do material posto obra. dispostas horizontalmente e no requadro da peça. em aço SAE 1045. em aço SAE 1045. embutido em chapa de aço SAE 1010 / 1020 de 4 mm. constituída por: grade confeccionada com barras chatas de 2" x 1/2". Na conclusão da instalação completa. ferrolhos longos em barras redondas de 1" ( 25 mm ). em grade. dobradiças reforçadas tipo gonzo. dispostas verticalmente. alojamento em chapa de aço SAE 1010 / 1020 de 4 mm.0 a 251 de 734 . ambas em aço SAE 1045. com tratamento térmico de têmpera superficial com camada de 3.0 a 6. de abrir.

com duas folhas. com espessura de 25 mm. conferência e aprovação do material posto obra. nº 10 ( MSG ) para revestimento da grade do portão.. dispostas horizontalmente e no requadro da peça. chapa em aço SAE 1010 / 1020. manta de lã de rocha e / ou lã de vidro. conforme tabela de pagamento do item 3 (m²). remunera também o fornecimento da solda. abertura para pedestres. ou sem. não remunera fechadura especial de segurança. grapas em barras chatas de 2" x 1/2" em aço SAE 1045. em aço SAE 1045. 4) Tabela de Pagamento: 252 de 734 . em aço SAE 1045. ou em chapa de aço SAE 1010 / 1020 de 7/16". para soldar as barras entre si. ou vigas. em ambos os lados. por meio de solda na armadura das paredes. dispostas verticalmente. COM TÊMPERA E REVENIMENTO 1) Será medido pela área do portão instalado. reforçadas tipo gonzo. sob as chapas de aço externas. acondicionada nos dois lados da grade. com tratamento térmico de têmpera superficial com camada de 3.04. solda MIG (Metal Inerte Gás) com arame contínuo e gás inerte de proteção Ar ou He. Na conclusão da instalação completa.0 a 6.0 a 4. ou pilares.Critérios de Medição e Remuneração . externas. constituído por: grade confeccionada com barras chatas de 2" x 1/2". estrutura auxiliar em tubo quadrado de aço SAE 1010 / 1020 de 1/4" x 200mm x 200mm. solda MIG (Metal Inerte Gás) com arame contínuo e gás inerte de proteção Ar ou He. etc. em aço SAE 1045. COMPLETO. com cadeado. para a abertura de pedestres. quando houver. batente em chapa dobrada de aço SAE 1010 / 1020 de 3/16". uma das folhas com. teste e aceite pela Contratante e/ou Gerenciadora. com cadeado. ou sem. seguido por tratamento térmico de revenimento. em aço SAE 1045. seguido por tratamento térmico de revenimento. para o ajuste das propriedades mecânicas reduzindo-se as tensões produzidas durante a tempera. grapas em barras chatas de 2" x 1/2". DIÂMETRO DE 1". reforçadas tipo gonzo. com. barras redondas de 1". conformando uma estrutura rígida. inclusive para a abertura de pedestres.0 mm para as barras chatas.. em ambos os lados. não remunera fechadura especial de segurança e arremates de acabamento. remunera também o fornecimento de solda. ferrolhos em barras redondas de 7/8". dobradiças. para a muralha. de abrir. diâmetro de 1 1/2" e comprimento total de 4". diâmetro de 2" e comprimento total de 6". conformando uma estrutura rígida. por meio de solda na armadura das paredes. dobradiças reforçadas tipo gonzo. etc. ou vigas.Boletim 156 4. em aço SAE 1045.37 PORTÃO DE SEGURANÇA DE ABRIR. ferrolhos em barras redondas de 7/8". 2) O item remunera o fornecimento de portão de segurança. em grade chapeada. conferindo às barras características de endurecimento superficial. nem arremates de acabamento. 3) Tabela de Pagamento: PORCENTAGEM 40% da área de porta 60% da área de porta DESCRIÇÃO DO SERVIÇO No fornecimento. PARA MURALHA.0 mm para as barras chatas. quando houver.0 mm para as barras redondas e de 2. 24. conferindo às barras características de endurecimento superficial. EM GRADE COM AÇO SAE 1045 CHAPEADO. diâmetro de 1 1/2" e comprimento total de 4". materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação e fixação do portão. para o ajuste das propriedades mecânicas reduzindo-se as tensões produzidas durante a tempera. ambas em aço SAE 1045. em aço SAE 1045. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação e fixação da porta. ou pilares. dobradiças. chapa em aço SAE 1010 / 1020 nº 14 ( MSG ) para revestimento da grade da porta. para soldar as barras entre si.

grapas em barras chatas de 2” x 1/2” em aço SAE 1045.06 / Si-0.0 a 6. para o ajuste das propriedades mecânicas reduzindo-se as tensões produzidas durante a têmpera.04. barras redondas de 1". dispostas horizontalmente e no requadro da peça. conformando uma estrutura rígida. dos trilhos para a posição aberta. com ou sem abertura para passar pratos e / ou visor. COMPLETA. dos trilhos para a posição aberta. desconsiderando-se o acréscimo adicional. Remunera também o fornecimento de solda. por meio de solda na armadura das paredes.40 PORTA DE SEGURANÇA DE CORRER SUSPENSA EM GRADE DE AÇO SAE 1045. 24. norma AWS E 7018 G ( C-0.45 ). 3) Tabela de Pagamento: PORCENTAGEM 40% da área de porta 60% da área de porta DESCRIÇÃO DO SERVIÇO No fornecimento. 2) O item remunera o fornecimento de porta de segurança de correr suspensa. DIÂMETRO DE 1". Não remunera arremates de acabamento. teste e aceite pela Contratante e/ou Gerenciadora.04. conferindo às barras características de endurecimento superficial. Na conclusão da instalação completa. barras redondas de 1". para soldar as barras entre si. dispostas horizontalmente e no requadro da peça. COM TÊMPERA E REVENIMENTO 1) Será medido pela área de porta gradeada instalada. ou pilares. solda com eletrodo revestido. COM TÊMPERA E REVENIMENTO 1) Será medido pela área de porta instalada. ou vigas. teste e aceite pela Contratante e/ou Gerenciadora. e acabamento em chapa 4” x 3/8”.50 / Mn-1. etc. com 253 de 734 . conforme tabela de pagamento do item 3 (m²). materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação e fixação da porta. DIÂMETRO DE 1". 24.0 mm para as barras redondas e de 2. dispostas verticalmente. dispostas verticalmente. CHAPEADA. COMPLETA.Critérios de Medição e Remuneração .0 mm para as barras chatas. Na conclusão da instalação completa. roldana metálica superior de 4” com rolamento. desconsiderando-se o acréscimo adicional. de uma ou duas folhas. conferência e aprovação do material posto obra. constituída por: grade confeccionada com barras chatas de 2" x 1/2". ambas em aço SAE 1045. trilho superior e inferior em chapa dobrada de 3/16”e chapa de fechamento # 1/8 em aço SAE 1010 / 1020 e ferro redondo de 5/8”. conforme tabela de pagamento do item 3 (m²). 2) O item remunera o fornecimento de porta de segurança de correr suspensa. quando houver. seguido por tratamento térmico de revenimento.41 PORTA DE SEGURANÇA DE CORRER SUSPENSA EM GRADE DE AÇO SAE 1045. ambas em aço SAE 1045. com ou sem abertura para passar pratos e / ou visor. com tratamento térmico de têmpera superficial com camada de 3. constituída por: grade confeccionada com barras chatas de 2" x 1/2". quando houver. de uma ou duas folhas. conferência e aprovação do material posto obra.0 a 4.Boletim 156 PORCENTAGEM 40% da área de portão 60% da área de portão DESCRIÇÃO DO SERVIÇO No fornecimento.

0 mm para as barras chatas. espessura de 1/8". Na conclusão da instalação completa. COM BANDEIRA TIPO VENEZIANA 1) Será medido por área de caixilho instalado. ou equivalente. resistente ao intemperismo e à prova d'água.45 ). em toda a sua extensão. fabricação Dow Corning. constituído por: estrutura vertical e baguete em chapa dobrada de aço SAE 1010 / 1020. grapas em barras chatas de 2” x 1/2” em aço SAE 1045. para receber vidro laminado de 43 mm. espessura de 1/8". nas extremidades do batente envolvente. solda com eletrodo revestido.Boletim 156 tratamento térmico de têmpera superficial com camada de 3. por meio de solda na armadura das paredes. conferência e aprovação do material posto obra. colorido. 3) Tabela de Pagamento: PORCENTAGEM 40% da área de caixilho 60% da área de caixilho DESCRIÇÃO DO SERVIÇO No fornecimento. Não remunera arremates de acabamento. ou massa de revestimento. nº 14 ( MSG ) para revestimento da porta nas duas faces. na projeção vertical. para o ajuste das propriedades mecânicas reduzindo-se as tensões produzidas durante a têmpera. teste e aceite pela Contratante e/ou Gerenciadora. tipo selante perimetral. e o fornecimento e instalação de vidro. 254 de 734 . O item remunera também o fornecimento de materiais e mão-de-obra necessários para aplicação de silicone de cura neutra. 2) O item remunera o fornecimento do caixilho de segurança tipo fixo e de correr. seguido por tratamento térmico de revenimento. soldada na estrutura. requadro ( batente envolvente ). trilho superior e inferior em chapa dobrada de 3/16”e chapa de fechamento # 1/8 em aço SAE 1010 / 1020 e ferro redondo de 5/8”. teste e aceite pela Contratante e/ou Gerenciadora.375 mm.04. etc.50 / Mn-1. e acabamento em chapa 4” x 3/8”. roldana metálica superior de 4” com rolamento. conformando uma estrutura rígida.0 a 4. PARA RECEBER VIDRO.Critérios de Medição e Remuneração . materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação e fixação da porta. ou pilares. 3) Tabela de Pagamento: PORCENTAGEM 40% da área de porta 60% da área de porta DESCRIÇÃO DO SERVIÇO No fornecimento. desconsiderando-se a largura do batente envolvente.06 / Si-0. ou vigas. Remunera também o fornecimento de solda. chapa em aço SAE 1010 / 1020. conferindo às barras características de endurecimento superficial. adequações civis. norma AWS E 7018 G ( C-0.61 CAIXILHO DE SEGURANÇA EM AÇO SAE 1010 / 1020 TIPO FIXO E DE CORRER. Não remunera arremates de acabamento. variável de acordo com a espessura da parede. em chapa dobrada de aço SAE 1010 / 1020.0 mm para as barras redondas e de 2. 24. para vedação entre a chapa de aço e a alvenaria de bloco estrutural. Na conclusão da instalação completa. referência silicone 791. conforme tabela de pagamento do item 3 (m²). conferência e aprovação do material posto obra. ou concreto.0 a 6. bandeira tipo veneziana em aço SAE 1010 / 1020 com altura de 0. para soldar as barras entre si. do conjunto. sob medida.

0 mm para as barras chatas. batente em chapa dobrada de aço SAE 1010 / 1020 de 2" x 1" x 1/4". ou vigas. COM TÊMPERA E REVENIMENTO 1) Será medido pela área de guichê instalado. grapas de aço de 3/316". 3) Tabela de Pagamento: PORCENTAGEM 40% da área de guichê DESCRIÇÃO DO SERVIÇO No fornecimento. remunera também o fornecimento de solda. de uma ou duas folhas. seguido por tratamento térmico de revenimento.. em grade confeccionada com barras chatas de 2" x 3/8". barras redondas de 1". de abrir.04. em aço SAE 1045. Na conclusão da instalação completa. grapas de aço de 3/316".04. de uma ou duas folhas. solda MIG (Metal Inerte Gás) com arame contínuo e gás inerte de proteção Ar ou He. diâmetro de 1 1/2" e comprimento total de 4". ferrolhos em barras redondas de 5/8". em aço SAE 1045. 2) O item remunera o fornecimento de guichê de segurança. conformando uma estrutura rígida. teste e aceite pela Contratante e/ou Gerenciadora. em grade confeccionada com barras chatas de 2" x 3/8". não remunera arremates de acabamento. de abrir. DIÂMETRO DE 1". dobradiças reforçadas tipo gonzo. etc. diâmetro de 1 1/2" e comprimento total de 4".62 GUICHÊ DE SEGURANÇA EM GRADE DE AÇO SAE 1045. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação e fixação do guichê. dispostas verticalmente.Boletim 156 24. 2) O item remunera o fornecimento de guichê de segurança. conferência e aprovação do material posto obra. não remunera arremates de acabamento. conforme tabela de pagamento do item 3 (m²).Critérios de Medição e Remuneração .0 a 6. conferência e aprovação do material posto obra. para o ajuste das propriedades mecânicas reduzindo-se as tensões produzidas durante a tempera. em aço SAE 1045. conformando uma estrutura rígida. barras redondas de 1". em aço SAE 1045. dispostas verticalmente. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação e fixação do guichê. por meio de solda na armadura das paredes. 3) Tabela de Pagamento: PORCENTAGEM 40% da área de guichê 60% da área de guichê DESCRIÇÃO DO SERVIÇO No fornecimento. dispostas horizontalmente e no requadro da peça. para soldar as barras entre si. ou vigas. ferrolhos em barras redondas de 5/8". ambas em aço SAE 1045. etc. dispostas horizontalmente e no requadro da peça. solda MIG (Metal Inerte Gás) com arame contínuo e gás inerte de proteção Ar ou He. conforme tabela de pagamento do item 3 (m²).63 GUICHÊ DE SEGURANÇA EM GRADE COM AÇO SAE 1045. batente em chapa dobrada de aço SAE 1010 / 1020 de 2" x 1" x 1/4".0 mm para as barras redondas e de 2. por meio de solda na armadura das paredes. remunera também o fornecimento de solda. em aço SAE 1045. em aço SAE 1045. com tratamento térmico de têmpera superficial com camada de 3. ambas em aço SAE 1045. DIÂMETRO DE 1". SEM TÊMPERA E REVENIMENTO 1) Será medido pela área de guichê instalado. com cadeado. para soldar as barras entre si. dobradiças reforçadas tipo gonzo.. ou pilares. 24.0 a 4. 255 de 734 . ou pilares. conferindo às barras características de endurecimento superficial. com cadeado.

SERRALHARIA DE SEGURANÇA . estrutura auxiliar em tubo quadrado de aço SAE 1010 / 1020.Z. ou concreto.05. variável de acordo com a espessura da parede. referência Glaco Zink da Glasurit. aplicação de silicone de cura neutra. de abrir. dobradiças. dobradiças. constituído por: estrutura interna em perfil tubular de aço galvanizado de 1 1/2" x 3" x 1/8".Critérios de Medição e Remuneração . ou equivalente. de abrir. BATENTE ENVOLVENTE. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação e fixação do portão. em aço SAE 1045. inclusive para a abertura de pedestres. grapas.00 24. em ambos os lados. em chapa dobrada de aço SAE 1010 / 1020. colorido. dispostos horizontalmente e no requadro da peça. ou equivalente. galvanizado. nos pontos de solda e / ou corte das chapas e perfis. remunera também o fornecimento da solda. COMPLETA . 2) O item remunera o fornecimento de porta de segurança. etc. referência Glaco Zink da Glasurit. ou alvenaria revestida com massa. nº 14 ( MSG ) para revestimento da porta.PADRÃO FUNDAÇÃO CASA 1) Será medido pela área da portão instalado (m²). de uma ou duas folhas. abertura para pedestres. O item remunera também o fornecimento de materiais e mão-de-obra necessários para: aplicação em uma demão de galvanização a frio. ou pilares. diâmetro de 2" e comprimento total de 6". PARA MURALHA. quando houver. para fixação do conjunto. uma das folhas com. para a muralha.Boletim 156 60% da área de guichê Na conclusão da instalação completa. reforçadas tipo gonzo. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação e fixação da porta. por meio de solda na armadura das paredes. grapas em barras chatas de 2" x 1/2" em aço SAE 1045. em chapa de aço galvanizado. para vedação 256 de 734 . em aço SAE 1045. com cadeado.05 PORTA DE SEGURANÇA DE ABRIR EM CHAPA DE AÇO GALVANIZADO. 24. quando houver. ferrolhos em barras redondas de 5/8". conforme recomendações do fabricante. galvanizado a fogo. chapa em aço SAE 1010 / 1020. diâmetro de 4". para a abertura de pedestres. tipo selante perimetral.04 ESQUADRIA. com acabamento em poliuretano. nas extremidades do batente envolvente. com cadeado. galvanizado a fogo.R. ou C. O item remunera também o fornecimento de materiais e mão-de-obra necessários para: aplicação em uma demão de galvanização a frio. ou vigas. conforme recomendações do fabricante. galvanizado a fogo.PADRÃO FUNDAÇÃO CASA 1) Será medido pela área da porta instalada. COMPLETO .05. constituída por: estrutura interna em perfis. teste e aceite pela Contratante e/ou Gerenciadora.05. de 1" x 1" 1/4". em toda a sua extensão. ou sem. ferrolhos em barras redondas de 5/8".Z. diâmetro de 1 1/2" e comprimento total de 4". referência silicone 791. em ambos os lados. com duas folhas. reforçadas tipo gonzo.PADRÃO FUNDAÇÃO CASA PORTÃO DE SEGURANÇA DE ABRIR. fabricação Dow Corning. de 1/4" x 200mm x 200mm. ou equivalente. 2) O item remunera o fornecimento de portão de segurança. em paredes de alvenaria estrutural aparente. tipo "U". dobradiças reforçadas tipo gonzo. da Quimatic. nos pontos de solda e / ou corte das chapas e perfis. em aço SAE 1045. em chapa de aço galvanizado a fogo. externas. vincada com acabamento galvanizado. de 1/8". desconsiderando-se a sobre largura do batente envolvente (m²). batente envolvente em chapa dobrada de aço SAE 1010 / 1020.R. nº 14 ( MSG ) para revestimento do portão. EM CHAPA DE AÇO GALVANIZADO. etc. da Quimatic. Não remunera arremates de acabamento e adequações civis. na parte inferior das folhas do portão sistema de rodízio em aço. com ou sem passa prato e / ou visor. resistente ao intemperismo e à prova d'água. 24. chapa em aço SAE 1010 / 1020. ou C. diâmetro de 2" e comprimento total de 4".

ou concreto. ou massa de revestimento. constituída por: barras chatas de 2" x 1/2". BATENTE ENVOLVENTE – PADRÃO FUNDAÇÃO CASA 1) Será medido por área de caixilho instalado. COM TELA DE PROTEÇÃO EM CHAPA EXPANDIDA. requadro ( batente envolvente ). para instalação de vidro orgânico. para fixação do conjunto. galvanizado a fogo. Não remunera arremates de acabamento.05. e o fornecimento e instalação de fechadura de embutir tipo quádrupla. chapeada com aço SAE 1010 / 1020. O item remunera também o fornecimento de materiais e mão-de-obra necessários para: aplicação em uma demão de galvanização a frio. TIPO 1.Z. referência silicone 791. espessura de 2. acabamento galvanizado a fogo.06 CAIXILHO DE SEGURANÇA TIPO VENTILAÇÃO PERMANENTE. estruturada vertical e horizontalmente. ou massa de revestimento. ou vidros em geral. ambas em aço SAE 1045.50 / Mn-1. fabricação Permetal. conforme recomendações do fabricante. galvanização a frio nos pontos de solda e/ou corte. ou equivalente. em aço SAE 1045. tratamento térmico de têmpera superficial com camada de 3. com perfil "T" de 3/4" x 1/8".45 ). materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação e fixação da gaiola. 24.0 a 6. constituído por: caixilho com ventilação permanente. ou equivalente. desconsiderando-se a largura do batente envolvente (m²). nos pontos de solda e / ou corte das chapas e perfis. conformando uma estrutura rígida. não remunera arremates de acabamento. 257 de 734 . fabricação Dow Corning.0 a 4.17 CAIXILHO DE SEGURANÇA COM VENTILAÇÃO PERMANENTE E GRADE. para soldar as barras entre si. conferindo às barras características de endurecimento superficial. dispostas horizontalmente e no requadro da peça. em aço SAE 1045. para vedação entre a chapa de aço galvanizado e a alvenaria de bloco estrutural. referência EXP-12D. ou alvenaria revestida com massa. ou equivalente.R. entre as básculas fixas. ou concreto. Não remunera arremates de acabamento. fechamento em tela expandida losangular com malha de 10 x 20 mm. para o ajuste das propriedades mecânicas reduzindo-se as tensões produzidas durante a têmpera. aplicação de silicone de cura neutra. resistente ao intemperismo e à prova d'água. variável de acordo com a espessura da parede. nº 12 ( MSG ). tipo selante perimetral. em toda a sua extensão. duas portas de correr em grade. soldada em cantoneira de aço galvanizado a fogo.06 / Si-0.0 mm para as barras chatas. em chapa dobrada de aço galvanizado a fogo.5 mm. e o fornecimento e instalação de vidro orgânico. nas extremidades do batente envolvente.PADRÃO FUNDAÇÃO CASA 1) Será medido por área de caixilho instalado. referência Glaco Zink da Glasurit. ou concreto. desconsiderando-se a largura do batente envolvente (m²). ferrolhos em barra redonda de 7/8". batente em chapa dobrada de aço SAE 1010 / 1020. remunera também fornecimento da solda. grapas. em paredes de alvenaria estrutural aparente. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação e fixação do caixilho. 2) O item remunera o fornecimento de gaiola de segurança em grade.Critérios de Medição e Remuneração . na projeção vertical. barras redondas de 1". nº 14 ( MSG ).05. BATENTE ENVOLVENTE . ou C. estrutura vertical. dispostas verticalmente. norma AWS E 7018 G ( C-0. da Quimatic.Boletim 156 entre a chapa de aço galvanizado e a alvenaria de bloco estrutural.0 mm para as barras redondas e de 2. grapas em barras chatas de 2" x 1/2" e travamento do batente em barra de 1”. na projeção vertical. etc. colorido. confeccionado em cantoneiras de aço galvanizado a fogo. adequações civis. 24. em chapa de aço galvanizado a fogo. solda com eletrodo revestido. com espessura de 3/16”. 24. do conjunto.12 GAIOLA DE SEGURANÇA COMPLETA – PADRÃO FUNDAÇÃO CASA 1) Será medido por conjunto de gaiola instalada (cj).05. 2) O item remunera o fornecimento de caixilho de segurança. galvanizado a fogo. adequações civis. nas dimensões de 3/4" x 3/4" x 1/8". seguido por tratamento térmico de revenimento. com espessura de 1/4". nas dimensões de 3/4" x 3/4" x 1/8".

2) O item remunera o fornecimento de caixilho de segurança. Remunera também o fornecimento de solda. estrutura vertical. entre as básculas fixas. galvanizado a fogo. batente envolvente em chapa dobrada de aço galvanizado a fogo.PADRÃO FUNDAÇÃO CASA PERMANENTE. galvanizado a fogo. na projeção vertical. ou vigas.20. não remunera arremates de acabamento. batente envolvente em chapa dobrada de aço galvanizado a fogo. não remunera arremates de acabamento. grapas em barras chatas de 2" x 1/2" e travamento do batente em barra de 1” em aço SAE 1045. nos pontos de solda e / ou corte das chapas e perfis. em chapa de aço nº 10 ( MSG ). Não remunera arremates de acabamento e o fornecimento e instalação de vidro.05. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para: instalação e fixação do caixilho por meio de solda na armadura das paredes. 24. constituído por: caixilho com ventilação permanente e grade. para a colocação da esquadria metálica. nº 10 ( MSG ).02 REPAROS. galvanização a frio nos pontos de solda e / ou corte das chapas e perfis. 24. etc.Critérios de Medição e Remuneração . nº 10 ( MSG ). 258 de 734 . ou vigas. confeccionado em cantoneiras de aço galvanizado a fogo. areia e acessórios.20. constituído por: caixilho com ventilação permanente.18 CAIXILHO DE SEGURANÇA COM VENTILAÇÃO ENVOLVENTE . grapas em barras chatas de 2" x 1/2" e travamento do batente em barra de 1” em aço SAE 1045. Não remunera arremates de acabamento e o fornecimento e instalação de vidro. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária. inclusive materiais acessórios. para fixação do conjunto. confeccionado em cantoneiras de aço galvanizado a fogo. inclusive materiais acessórios. para a colocação do batente metálico. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para: instalação e fixação do caixilho por meio de solda na armadura das paredes. inclusive cimento. para a colocação da escada de marinheiro com guarda-corpo. entre as básculas fixas. para instalação de vidro. para instalação de vidro.00 24. largura variável de acordo com a espessura da parede.20. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária. para fixação do conjunto. desconsiderando-se a largura do batente envolvente (m²). nas dimensões de 3/4" x 3/4" x 1/8". TIPO 2. BATENTE 1) Será medido por área de caixilho instalado. 24. galvanização a frio. largura variável de acordo com a espessura da parede.Boletim 156 2) O item remunera o fornecimento de caixilho de segurança. ou pilares. estrutura vertical.09 SOLDA MIG EM ESQUADRIAS METÁLICAS 1) Será medido por comprimento de solda executado (m).20. CONSERVAÇÕES E COMPLEMENTOS RECOLOCAÇÃO DE ESQUADRIAS METÁLICAS 1) Será medido pela área da esquadria colocada (m²). 24.04 RECOLOCAÇÃO DE BATENTES 1) Será medido pelo comprimento de batente colocado (m). 24. ou pilares. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária. nas dimensões de 3/4" x 3/4" x 1/8".20.06 RECOLOCAÇÃO DE ESCADA DE MARINHEIRO 1) Será medido pelo comprimento da escada de marinheiro colocada (m). em chapa de aço nº 10 ( MSG ). etc. Remunera também o fornecimento de solda.

20. INCLUSIVE SOLDAGEM 1) Será medido por área de chapa instalada (m²).20. ou instalação das chapas em caixilhos.20 CHAPA DE FERRO Nº 14. inclusive materiais acessórios. Não remunera estrutura auxiliar de sustentação. chapa de ferro nº 14. remunera também materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação e fixação da tela. com eletrodo revestido. com uma quantidade mínima de zinco da ordem de 70 g / m² NBR / ABNT 6331. galvanizado por imersão em banho de zinco antes de tecer a malha. 24. materiais acessórios e a mão-de-obra especializada para a execução da solda. Alambrados Boromelo. com acabamento de pontas dobradas. Incotela. Furametal. 2) O item remunera o fornecimento e instalação de tela com malha ondulada artística conforme NBR / ABNT 10119 de 1" ( 25 x 25 mm ) fio BWG 10 ( 3. arremates de acabamento e adequações civis.20.20. 24. Furametal.20. 2) O item remunera o fornecimento e instalação de tela tipo alambrado.12 BATENTE EM CHAPA DOBRADA PARA PORTAS 1) Será medido pelo comprimento de batente colocado (m). 2) O item remunera o fornecimento de batente em chapa de ferro dobrada nº 16. com grapas. 2) O item remunera o fornecimento de ferro cantoneira com abas iguais.23 TELA ONDULADA DE AÇO GALVANIZADO FIO 10 BWG. 2) O item remunera o fornecimento equipamentos. não remunera arremates de acabamento. solda eletrolítica tipo SMAW. com malha ciclônica tipo "Q" conforme NBR / ABNT 10119 de 1" ( 25 x 25 mm ) fio BWG 16 ( 1. 259 de 734 . MALHA DE 1" 1) Será medido por área de tela instalada (m²).27 TELA EM AÇO GALVANIZADO FIO 16 BWG. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação do batente. FUROS REDONDOS DE DIÂMETRO 7. inclusive materiais acessórios necessários para a execução de reparos.Critérios de Medição e Remuneração . Alambre ou equivalente. com uma quantidade mínima de zinco da ordem de 70 g / m² NBR / ABNT 6331 fabricação Incotela. fabricação Incotela.30 CHAPA PERFURADA EM AÇO SAE 1020. ESPESSURA 1/8” – SOLDAGEM TIPO MIG 1) Será medido por área de chapa instalada (m²). em geral. 24. Incotela ou equivalente. 24. fabricada em fio de aço doce com tensão média de ruptura de 40 a 60 kg / mm² de acordo com a NBR / ABNT 5589 e a MB 443. fabricada em fio de aço doce com tensão média de ruptura de 40 a 60 kg / mm² de acordo com a NBR / ABNT 5589 e a MB 443. MALHA DE 1" – TIPO ALAMBRADO 1) Será medido por área de tela instalada (m²). Não remunera estrutura auxiliar de sustentação. 24. galvanizado por imersão em banho de zinco antes de tecer a malha. Telas Cupecê. solda manual a arco. arremates de acabamento e adequações civis. Telas Cupecê. 24.40 mm ).21 FERRO TRABALHADO 1) Será medido por peso nominal de ferro cantoneira em aço (kg).Boletim 156 2) O item remunera solda MIG (Metal Inerte Gás) com arame contínuo e gás inerte de proteção Ar ou He. Perame. a mão-de-obra especializada.20.651 mm ). de 1” x 1” x 1/8” em aço e a mão-de-obra necessária para a execução do serviço. remunera também materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação e fixação da tela.5 MM.

0 MM. 45 % de área aberta. com margens de 40 mm nos 04 lados. solda MIG (Metal Inerte Gás) com arame contínuo e gás inerte de proteção Ar ou He. inclusive materiais acessórios necessários para a execução dos serviços de instalação em esquadrias em geral e demais reparos necessários.0 mm. 24.Boletim 156 2) O item remunera o fornecimento de chapa perfurada em aço SAE 1020. mão-de-obra especializada. com furos redondos de diâmetro 25.20. disposição alternada. inclusive materiais acessórios necessários para a execução de reparos.5 mm. ESPESSURA 1/4” . O item não remunera pintura das esquadrias. espessura 1/8”. com furos redondos de diâmetro 7. mão-de-obra especializada. 260 de 734 . FUROS REDONDOS DE DIÂMETRO 25.31 CHAPA PERFURADA EM AÇO SAE 1020. 57 % de área aberta. espessura 1/4”. distância EC = 32 mm. ou instalação das chapas em esquadrias em geral. solda MIG (Metal Inerte Gás) com arame contínuo e gás inerte de proteção Ar ou He.Critérios de Medição e Remuneração . 2) O item remunera o fornecimento de chapa perfurada em aço SAE 1020.INCLUSIVE SOLDAGEM 1) Será medido por área de chapa instalada (m²).

em perfis de alumínio anodizado L 25. 2) O item remunera o fornecimento do caixilho maxim-ar completo. acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação completa do caixilho. SOB MEDIDA 1) Será medido por área de caixilho instalado (m²). LINHA COMERCIAL 1) Será medido por área de caixilho instalado (m²). acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação completa do caixilho. 25. areia. cimento.00. acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação completa do caixilho. 25. acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação completa do caixilho. areia. acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação completa do caixilho. areia. 25. linha comercial. areia.07 CAIXILHO EM ALUMÍNIO DE CORRER COM VIDRO.01. 25. 25.01. SERRALHARIA E ELEMENTO EM ALUMÍNIO 25. cimento. areia. SOB MEDIDA 1) Será medido por área de caixilho instalado (m²). linha comercial. em perfis de alumínio anodizado L 25. LINHA COMERCIAL 1) Será medido por área de caixilho instalado (m²).Boletim 156 25. sob medida.06 CAIXILHO EM ALUMÍNIO TIPO MAXIM-AR. COM VIDRO. em perfis de alumínio anodizado.05 CAIXILHO EM ALUMÍNIO TIPO MAXIM-AR. 2) O item remunera o fornecimento do caixilho basculante completo. com vidro. sob medida. cimento. em perfis de alumínio anodizado.01. acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação completa do caixilho. com vidro. areia. cimento. cimento. com vidro. em perfis de alumínio anodizado L 25. SOB MEDIDA 1) Será medido por área de caixilho instalado (m²). em perfis de alumínio anodizado. linha comercial. 25.00 25.01.01.04 CAIXILHO EM ALUMÍNIO BASCULANTE. 2) O item remunera o fornecimento do caixilho maxim-ar completo. 261 de 734 . 2) O item remunera o fornecimento do caixilho fixo completo.01.01. sob medida.01. cimento. 2) O item remunera o fornecimento do caixilho de correr completo.03 CAIXILHO EM ALUMÍNIO BASCULANTE COM VIDRO.02 CAIXILHO EM ALUMÍNIO CAIXILHO EM ALUMÍNIO FIXO. SOB MEDIDA 1) Será medido por área de caixilho instalado (m²).08 CAIXILHO EM ALUMÍNIO DE CORRER.00 ESQUADRIA. 2) O item remunera o fornecimento do caixilho basculante completo.Critérios de Medição e Remuneração . LINHA COMERCIAL 1) Será medido por área de caixilho instalado (m²).

areia. completo. inclusive materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação completa do caixilho.09 CAIXILHO EM ALUMÍNIO TIPO VENEZIANA. completo. com vidro. cimento. com montantes em alumínio extrudado. 2) O item remunera o fornecimento do caixilho tipo veneziana completo. acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação completa do caixilho. com vidro liso e/ou mini boreal. LINHA COMERCIAL 1) Será medido por área de caixilho instalado (m²). cimento. acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação completa do caixilho. 25. em perfis de alumínio com pintura eletrostática a pó na cor branca. linha comercial. cimento.02. areia. 25. sob medida. COR BRANCO 1) Será medido por área de caixilho instalado (m²).38 CAIXILHO EM ALUMÍNIO DE CORRER COM VIDRO. areia. 2) O item remunera o fornecimento do caixilho tipo veneziana completo. SOB MEDIDA 1) Será medido por área de caixilho instalado (m²). 25. 2) O item remunera o fornecimento do caixilho basculante. areia. com 9 cm de espessura.01. 25. 25.37 CAIXILHO EM ALUMÍNIO TIPO BASCULANTE COM VIDRO. COR BRANCO 1) Será medido por área de caixilho instalado (m²). em perfis de alumínio anodizado L 25. 25. linha comercial. em perfis de alumínio anodizado L 25. 2) O item remunera o fornecimento do caixilho de correr.36 CAIXILHO EM ALUMÍNIO TIPO MAXIAM-AR COM VIDRO. com vidro liso.Critérios de Medição e Remuneração .12 CAIXILHO TIPO VENEZIANA INDUSTRIAL COM MONTANTES EM ALUMÍNIO E ALETAS EM FIBRA DE VIDRO 1) Será medido por área de caixilho instalado (m²). completo.01. Referência: linha Aluminium da Sasazaki ou equivalente.10 CAIXILHO EM ALUMÍNIO TIPO VENEZIANA. com 8 cm de espessura. linha comercial. acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação completa do caixilho. 2) O item remunera o fornecimento do caixilho tipo maxim-ar. não remunera arremates de acabamento.01.Boletim 156 2) O item remunera o fornecimento do caixilho de correr completo. cimento. COM VIDRO. em perfis de alumínio anodizado. 25. Referência: linha Aluminium da Sasazaki ou equivalente.01. areia.01. parafusos A / AT com buchas. acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação completa do caixilho. Referência: linha Aluminium da Sasazaki ou equivalente.00 PORTA EM ALUMÍNIO 262 de 734 . acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação completa do caixilho. grapas galvanizadas. acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação completa do caixilho. em perfis de alumínio com pintura eletrostática a pó na cor branca. COR BRANCO 1) Será medido por área de caixilho instalado (m²). com vidro mini boreal. aletas em resina poliéster ortoftálica reforçadas com fibra de vidro. sob medida.01. em perfis de alumínio com pintura eletrostática a pó na cor branca. cimento. linha comercial. 2) O item remunera o fornecimento de caixilho tipo veneziana industrial. cimento. areia. com 8 cm de espessura.

COR BRANCA 1) Será medido pela área da porta instalada (m²). inclusive ferragem.02. SOB MEDIDA 1) Será medido pela área da porta instalada (m²).02 PORTA DE ENTRADA DE ABRIR EM ALUMÍNIO. 2) O item remunera o fornecimento da porta e batentes. acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação completa do caixilho. batentes. 263 de 734 . em alumínio anodizado L 30.02. inclusive ferragem.04 PORTA DE ENTRADA DE CORRER EM ALUMÍNIO. em alumínio anodizado. 2) O item remunera o fornecimento de porta e / ou portinhola. em alumínio anodizado L 16. areia. 25. com vidro. 25. LINHA COMERCIAL 1) Será medido pela área da portinhola instalada (m²).07 PORTINHOLA TIPO VENEZIANA EM ALUMÍNIO. acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação completa do caixilho. sob medida. em alumínio anodizado.02.Boletim 156 25. 25.Critérios de Medição e Remuneração . LINHA COMERCIAL 1) Será medido pela área da porta instalada (m²).05 PORTA VENEZIANA DE ABRIR EM ALUMÍNIO. areia. inclusive ferragem.02. linha comercial. areia. sob medida. cimento.02. acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação completa do caixilho. cimento.06 PORTA / PORTINHOLA EM ALUMÍNIO. LINHA COMERCIAL 1) Será medido pela área da porta instalada (m²). cimento. inclusive ferragem. linha comercial.11 PORTA TIPO VENEZIANA DE ABRIR EM ALUMÍNIO. 2) O item remunera o fornecimento da portinhola tipo veneziana de abrir e batentes. 2) O item remunera o fornecimento da porta e batentes. cimento.02.02. areia. areia.02. acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação completa do caixilho. 25. inclusive conjunto de ferragens compatíveis com a estrutura e peso da porta. inclusive ferragem. 2) O item remunera o fornecimento da porta de entrada tipo de correr e batentes. SOB MEDIDA 1) Será medido pela área da porta instalada (m²). em alumínio anodizado L 30. em alumínio anodizado. em alumínio anodizado L 30. linha comercial. 25. cimento. acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação completa do caixilho. 25. acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação completa do caixilho. cimento. areia. 2) O item remunera o fornecimento da porta veneziana de abrir e batentes. SOB MEDIDA 1) Será medido pela área da porta instalada (m²). SOB MEDIDA 1) Será medido pela área da porta instalada (m²). cimento. 25. com uma ou duas folhas. areia.01 PORTA DE ENTRADA TIPO DE ABRIR EM ALUMÍNIO COM VIDRO. sob medida.21 PORTA VENEZIANA DE ABRIR EM ALUMÍNIO. acessórios e a mão-deobra necessária para a instalação completa do caixilho. 2) O item remunera o fornecimento da portinhola e batentes. inclusive ferragem. sob medida.

cimento. inclusive ferragem. inclusive ferragem. COR BRANCA 1) Será medido pela área da porta instalada (m²). linha comercial. acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação completa do caixilho. linha comercial.Critérios de Medição e Remuneração . batentes com 8 cm de espessura. areia. em alumínio com pintura eletrostática a pó na cor branca. 25. Referência: Linha Aluminium da Sasazaki ou equivalente. acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação completa do caixilho.02. areia.22 PORTA DE CORRER EM ALUMÍNIO COM VENEZIANA E VIDRO. em alumínio com pintura eletrostática a pó na cor branca. cimento.Boletim 156 2) O item remunera o fornecimento da porta veneziana de abrir e batentes com 8 cm de espessura . 264 de 734 . Referência: Linha Aluminium da Sasazaki ou equivalente. 2) O item remunera o fornecimento da porta de correr com veneziana e vidro.

incolor de 6 mm.08 VIDRO LISO TRANSPARENTE DE 6 MM 1) Será medido pela área dos caixilhos. 26. 26. 26.Boletim 156 26.01. ou de qualquer outra natureza. inclusive materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a colocação do vidro.12 VIDRO LISO LAMINADO INCOLOR DE 6 MM 1) Será medido pela área dos caixilhos. 26. deduzindo-se as áreas de chapas de vedação. entre si. com filme de polivinil butiral ( PVB ). 2) O item remunera o fornecimento de vidro liso transparente de 5 mm. 2) O item remunera o fornecimento de vidro liso transparente de 3 mm.01. 2) O item remunera o fornecimento de vidro liso transparente de 6 mm.02 VIDRO COMUM E LAMINADO VIDRO LISO TRANSPARENTE DE 3 MM 1) Será medido pela área dos caixilhos. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação completa do vidro. deduzindo-se as áreas de chapas de vedação. deduzindo-se as áreas de chapas de vedação. ou de qualquer outra natureza. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação completa do vidro.01. ou de qualquer outra natureza. inclusive materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a colocação do vidro. ou finalidade (m²).Critérios de Medição e Remuneração . deduzindo-se as áreas de chapas de vedação.14 VIDRO LISO LAMINADO COLORIDO DE 6 MM 1) Será medido pela área dos caixilhos. ou finalidade (m²).01. inclusive materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a colocação do vidro.00 ESQUADRIA E ELEMENTO EM VIDRO 26. ou de qualquer outra natureza. ou finalidade (m²).04 VIDRO LISO TRANSPARENTE DE 4 MM 1) Será medido pela área dos caixilhos. 2) O item remunera o fornecimento de vidro liso laminado. ou finalidade (m²). 26. colorido de 6 mm. 2) O item remunera o fornecimento de vidro liso transparente de 4 mm. ou finalidade (m²).01.00 26. deduzindo-se as áreas de chapas de vedação. entre si. composto por dois ou mais vidros colados. com filme de polivinil butiral ( PVB ).16 VIDRO LISO LAMINADO LEITOSO DE 6 MM 265 de 734 .06 VIDRO LISO TRANSPARENTE DE 5 MM 1) Será medido pela área dos caixilhos.01. 26. 2) O item remunera o fornecimento de vidro liso laminado.01.01. ou de qualquer outra natureza. inclusive materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a colocação do vidro. composto por dois ou mais vidros colados. ou de qualquer outra natureza.00. deduzindo-se as áreas de chapas de vedação. ou finalidade (m²).

entre si. composto por dois ou mais vidros colados.Boletim 156 1) Será medido pela área dos caixilhos. ou finalidade (m²).01. ou finalidade (m²).. 26. 26. mini-boreal. entre si.24 VIDRO FANTASIA COLORIDO DE 3/4 MM 1) Será medido pela área dos caixilhos. deduzindo-se as áreas de chapas de vedação.26 VIDRO ARAMADO 6/7 MM 1) Será medido pela área dos caixilhos. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação completa do vidro. incolor de 10 mm.Critérios de Medição e Remuneração .01. ou de qualquer outra natureza. 26. azul. com filme de polivinil butiral ( PVB ). deduzindo-se as áreas de chapas de vedação. ou de qualquer outra natureza. deduzindo-se as áreas de chapas de vedação. verde e vinho ) de 3/4 mm. entre si. com filme de polivinil butiral ( PVB ).01.21 VIDRO LISO LAMINADO INCOLOR DE 8 MM 1) Será medido pela área dos caixilhos. ou finalidade (m²). martelado. 26. ou finalidade (m²). em vários desenhos ( ártico. com filme de polivinil butiral ( PVB ). ou de qualquer outra natureza. composto por dois ou mais vidros colados. leitoso de 6 mm. ou de qualquer outra natureza. 2) O item remunera o fornecimento de vidro liso laminado. ou de qualquer outra natureza. 2) O item remunera o fornecimento de vidro liso laminado. incolor de 8 mm.01. em vários desenhos ( ártico. incolor de 30 mm. deduzindo-se as áreas de chapas de vedação. ou finalidade (m²). remunera também materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação completa do vidro.01. etc. 26. deduzindo-se as áreas de chapas de vedação. entre si. 2) O item remunera o fornecimento de vidro aramado de 6/7 mm.18 VIDRO LISO LAMINADO INCOLOR DE 30 MM 1) Será medido pela área dos caixilhos. 266 de 734 . 2) O item remunera o fornecimento de vidro liso laminado. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação completa do vidro. inclusive materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação completa do vidro. 26. ). 2) O item remunera o fornecimento de vidro fantasia colorido ( amarelo.. astral. com filme de polivinil butiral ( PVB ).. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação completa do vidro. deduzindo-se as áreas de chapas de vedação. inclusive materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a colocação do vidro. composto por dois ou mais vidros colados. ou finalidade (m²). ou finalidade (m²). remunera também materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação completa do vidro. 2) O item remunera o fornecimento de vidro liso laminado. ou de qualquer outra natureza. deduzindo-se as áreas de chapas de vedação. ). colméia. etc.23 VIDRO FANTASIA DE 3/4 MM 1) Será medido pela área dos caixilhos.01. mini-boreal. composto por dois ou mais vidros colados. 2) O item remunera o fornecimento de vidro fantasia incolor de 3/4 mm.. ou de qualquer outra natureza. colméia.17 VIDRO LISO LAMINADO INCOLOR DE 10 MM 1) Será medido pela área dos caixilhos.

02. ou de qualquer outra natureza. inclusive acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação do vidro. 26.01. inclusive acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação do vidro. 26. 26.06 VIDRO TEMPERADO INCOLOR 10 MM 1) Será medido pela área de vidro instalado (m²). composto por duas ou mais lâminas de vidro intercaladas por película de polivinilbutiral ( PVB ). 2) O item remunera o fornecimento de vidro liso laminado.02. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação completa do vidro. inclusive acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação do vidro. 2) O item remunera o fornecimento de vidro temperado cinza ou bronze de 8 mm.35 VIDRO LISO LAMINADO DE ALTA SEGURANÇA 1) Será medido pela área dos caixilhos.Critérios de Medição e Remuneração .12 VIDRO TEMPERADO CINZA OU BRONZE 6 MM 1) Será medido pela área de vidro instalado (m²). 2) O item remunera o fornecimento de vidro liso laminado de alta segurança. composto pela combinação de vidros e PVB – Polivinil Butiral. inclusive acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação do vidro. por meio de processo de calor e pressão. 2) O item remunera o fornecimento de vidro temperado incolor de 6 mm.02. 26. 2) O item remunera o fornecimento de vidro temperado cinza ou bronze de 6 mm.16 VIDRO TEMPERADO CINZA OU BRONZE 10 MM 1) Será medido pela área de vidro instalado (m²). 2) O item remunera o fornecimento de vidro temperado incolor de 10 mm. 267 de 734 .14 VIDRO TEMPERADO CINZA OU BRONZE 8 MM 1) Será medido pela área de vidro instalado (m²). 26.02 VIDROS TEMPERADOS VIDRO TEMPERADO INCOLOR 6 MM 1) Será medido pela área de vidro instalado (m²). 26. colorido de 10 mm.04 VIDRO TEMPERADO INCOLOR 8 MM 1) Será medido pela área de vidro instalado (m²).02.00 26. ou finalidade (m²). ou de qualquer outra natureza. colados fortemente entre si. inclusive materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação completa do vidro. 2) O item remunera o fornecimento de vidro temperado incolor de 8 mm. 26. inclusive acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação do vidro.02. referência AS 36 da Santa Marina Vitrage ou equivalente.02. deduzindo-se as áreas de chapas de vedação.01. ou finalidade (m²). deduzindo-se as áreas de chapas de vedação.31 VIDRO LISO LAMINADO COLORIDO DE 10 MM 1) Será medido pela área dos caixilhos.02.Boletim 156 26.

02. inclusive acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação do vidro. inclusive acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação do vidro. 2) O item remunera o fornecimento de espelho constituído por: espelho comum com 3 mm de espessura. ou fosco. 26. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra e acessórios necessários para a recolocação de vidros em geral. com massa aplicada (m).Critérios de Medição e Remuneração . 26.00 26. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação do espelho. 2) O item remunera o fornecimento de massa para vidro nas cores branca.20. 26. requadro em perfil de alumínio.04. fundo em compensado de Pinus ( "Pinus Elliotti" ou "Pinus Taeda" ).01 REPAROS. com massa ou baguetes. CONSERVAÇÕES E COMPLEMENTOS MASSA PARA VIDRO 1) Será medido por comprimento total de borda de vidro. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a aplicação da massa na fixação de vidros em geral. com acabamento anodizado natural.20.04. parafusos galvanizados. com espessura de 3 mm.Boletim 156 2) O item remunera o fornecimento de vidro temperado cinza ou bronze de 10 mm.17 VIDRO TEMPERADO SERIGRAFADO INCOLOR 8 MM 1) Será medido pela área de vidro instalado (m²). 2) O item remunera o fornecimento de vidro temperado serigrafado incolor de 8 mm. 26. 268 de 734 .03 ESPELHOS ESPELHO COMUM 3 MM COM MOLDURA EM ALUMÍNIO 1) Será medido pela área de espelho instalado (m²).00 26.02 RECOLOCAÇÃO DE VIDRO INCLUSIVE EMASSAMENTO OU RECOLOCAÇÃO DE BAGUETES 1) Será medido pela área de vidro recolocado (m²).20. ou cinza.

inclusive fita dupla face tipo VHB. remunera também materiais acessórios. constituído por poliéster à base de polímeros não saturados incolor ( vidro orgânico ). inclusive fita dupla face tipo VHB. 27. não remunera arremates de acabamento.02 PVC CAIXILHO DE ABRIR COM FECHAMENTO EM CHAPA DE PVC E REQUADRO EM CANTONEIRA DE AÇO CARBONO 1) Será medido por área de caixilho instalado (m²).03.04. materiais acessórios e a mão de obra necessária para a instalação da chapa de policarbonato em caixilhos em geral. 2) O item remunera o fornecimento de chapa em policarbonato tipo compacta cristal de 6 mm. 27.00 ESQUADRIA E ELEMENTO EM MATERIAL ESPECIAL 27.Critérios de Medição e Remuneração .03 CHAPA DE FIBRA DE VIDRO PLACA DE POLIÉSTER REFORÇADA COM FIBRA DE VIDRO DE 3 MM 1) Será medido por área de placa de poliéster reforçada com fibra de vidro instalada (m²). 27.00.04 CHAPA DE POLICARBONATO COMPACTA CRISTAL 10 MM 1) Será medido pela área de chapa em policarbonato instalada (m²).00 27. Remunera também o fornecimento de materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação completa do caixilho.04. 2) O item remunera o fornecimento de placas em plástico reforçado com fibra de vidro ( PRFV ) com espessura de 3 mm. ferragens compatíveis com as dimensões do caixilho. massa de vidraceiro e a mão-de-obra necessária para a instalação completa das placas em caixilhos.02. 2) O item remunera o fornecimento e instalação de caixilho de abrir com fechamento em chapa de PVC compacta com espessura de 6 mm.02.00 27.Boletim 156 27.01 POLICARBONATO CHAPA DE POLICARBONATO COMPACTA CRISTAL 6 MM 1) Será medido pela área de chapa em policarbonato instalada (m²).03.00 27. materiais acessórios e a mão de obra necessária para a instalação da chapa de policarbonato em caixilhos em geral. 2) O item remunera o fornecimento de chapa em policarbonato tipo compacta cristal de 10 mm. reforçado com fibras de vidro em fios de 5 a 20 microns.02. 269 de 734 . requadro em cantoneira de aço carbono. conforme projeto para obras de segurança. rebites.

um par de maçanetas retangulares tipo alavanca e um par de espelhos retangulares.05 FERRAGEM COMPLETA COM MAÇANETA TIPO ALAVANCA PARA PORTA INTERNA COM 2 FOLHAS 1) Será medido por conjunto de ferragem utilizado por porta instalada (cj).01 / 40 CR fabricação Pado. referência 725. ou equivalente. 28. conjunto de fechadura de embutir cromada com miolo tipo gorges. 28. um par de maçanetas retangulares tipo alavanca e um par de espelhos retangulares.00 28. 2) O item remunera o fornecimento de conjunto completo de ferragem para porta interna de 1 folha composto por: 3 ( três ) dobradiças de 3 1/2" x 3". em latão cromado. em latão cromado. remunera também o fornecimento de materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a montagem e instalação completa da ferragem. 3500 fabricação União Mundial.01 / 40 CR fabricação Pado. ou 102526/40-Z fabricação Arouca.03 FERRAGEM COMPLETA COM MAÇANETA TIPO ALAVANCA PARA PORTA EXTERNA COM 2 FOLHAS 1) Será medido por conjunto de ferragem utilizado por porta instalada (cj).Critérios de Medição e Remuneração . referência 721.00. remunera também o fornecimento de materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a montagem e instalação completa da ferragem. remunera também o fornecimento de materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a montagem e instalação completa da ferragem. referência 1011 / 20 FC fabricação Arouca.01.00 FERRAGEM COMPLEMENTAR PARA ESQUADRIAS 28. ou 402526/40 fabricação Arouca.02 FERRAGEM PARA PORTA FERRAGEM COMPLETA COM MAÇANETA TIPO ALAVANCA PARA PORTA EXTERNA COM 1 FOLHA 1) Será medido por conjunto de ferragem utilizado por porta instalada (cj). conjunto de fechadura de embutir cromada.01.01. um par de maçanetas retangulares tipo 270 de 734 . um par de maçanetas retangulares tipo alavanca e um par de espelhos retangulares. 2) O item remunera o fornecimento de conjunto completo de ferragem para porta interna de 2 folhas composto por: 6 ( seis ) dobradiças de 3 1/2" x 3". conjunto de fechadura de embutir cromada com miolo tipo gorges. 346 fabricação Arouca. ou 102526/40-Z fabricação Arouca. em latão cromado. 3500 fabricação União Mundial.04 FERRAGEM COMPLETA COM MAÇANETA TIPO ALAVANCA PARA PORTA INTERNA COM 1 FOLHA 1) Será medido por conjunto de ferragem utilizado por porta instalada (cj). com 20 cm. 2) O item remunera o fornecimento de conjunto completo de ferragem para porta externa de 2 folhas. ou equivalente. um par de maçanetas retangulares tipo alavanca e um par de espelhos retangulares. 28.Boletim 156 28. ou equivalente. fecho de embutir de alavanca. composto de: 6 ( seis ) dobradiças reforçadas em latão cromado.01. referência 725. 346 fabricação Arouca.01. referência La Fonte Dob 90 3 1/2" x 3". 2) O item remunera o fornecimento de conjunto completo de ferragem para porta externa de 1 folha composto por: 3 ( três ) dobradiças reforçadas em latão cromado. conjunto de fechadura de embutir cromado com miolo cilíndrico.01 / 40 CR fabricação Pado. referência La Fonte Dob 90 3 1/2" x 3". conjunto de fechadura de embutir cromada com miolo cilíndrico.

de 134 x 20 mm. de 134 x 20 mm. EM POLIAMIDA. 2) O item remunera o fornecimento de conjunto completo de ferragem para porta interna de sanitário. em várias cores conforme o fabricante.01.Boletim 156 alavanca e um par de espelhos retangulares. 28. fabricação Fechaduras Brasil. inclusive acessórios e a mão-de-obra necessária para a montagem e instalação completa do conjunto de fechadura.01 / 40 CR fabricação Pado. ou equivalente.01. com diâmetro de 50 mm. referência NY 03 VM com fechadura F-5503 x 45 Linha Concept. fabricação Fechaduras Brasil. dobradiças. ou 032 CR fabricação Pado.09 FERRAGEM ADICIONAL PARA PORTA VÃO DUPLO EM DIVISÓRIA 1) Será medido por conjunto de ferragem utilizado por porta instalada (cj).01. remunera também o fornecimento de materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para montagem e instalação completa da ferragem. 28. todo o conjunto em poliamida ( nylon ). ou equivalente. com peso mínimo de 105 g. 28. dobradiças.01.07 FERRAGEM COMPLETA PARA PORTA DE BOX DE WC TIPO LIVRE / OCUPADO 1) Será medido por conjunto de ferragem utilizado por porta instalada (cj). batente e requadro. 2) O item remunera o fornecimento de conjunto de fechadura com maçanetas. para porta externa composto por: fechadura de embutir. dois pares de rosetas. tipo alavanca. dois pares de rosetas. maçanetas tipo copo e a mão-de-obra necessária para a montagem e instalação da ferragem. tipo alavanca. EM POLIAMIDA. PARA PORTA INTERNA 1) Será medido por conjunto de fechadura com maçanetas instalado (cj). ou equivalente. tipo alavanca. 2) O item remunera o fornecimento do conjunto de ferragem para acréscimo de portas de divisória. 28.13 FECHADURA COM MAÇANETA TIPO ALAVANCA. remunera também materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a montagem e instalação completa da ferragem. constituído por: perfis para encabeçamento.15 FECHADURA ELETROMAGNÉTICA 1) Será medido por conjunto de fechadura instalada (cj). em vão simples. tarjeta de sobrepor. fecho de embutir. ou 719 AZ CR fabricação La Fonte. 2) O item remunera o fornecimento do conjunto de ferragem para acréscimo de portas de divisória.01. ou 402526/40 fabricação Arouca. 271 de 734 . para porta interna composto por: fechadura de embutir.12 FECHADURA COM MAÇANETA TIPO ALAVANCA. referência NY 06 BR com fechadura F-5506 x 45 Linha Concept. um par de maçanetas. tipo alavanca. 28. com diâmetro de 50 mm. todo o conjunto em poliamida ( nylon ). 28. composto por: três dobradiças para porta de sanitário em ferro zincado. em zamac. um par de maçanetas.Critérios de Medição e Remuneração . com miolo tipo cilíndrico. inclusive acessórios e a mão-de-obra necessária para a montagem e instalação completa do conjunto de fechadura. constituído por: perfis para encabeçamento. batente e requadro. 2) O item remunera o fornecimento de conjunto de fechadura com maçanetas. livre / ocupado. com miolo tipo gorges. referência 721. PARA PORTA EXTERNA 1) Será medido por conjunto de fechadura com maçanetas instalado (cj).01. referência 15 / 136 fabricação Arouca. ou equivalente. em várias cores conforme o fabricante. em vão duplo. maçanetas tipo copo e a mão-de-obra necessária para a montagem e instalação da ferragem.08 FERRAGEM ADICIONAL PARA PORTA VÃO SIMPLES EM DIVISÓRIA 1) Será medido por conjunto de ferragem utilizado por porta instalada (cj).

velocidade de fechamento e retardamento no fechamento ajustáveis.01. ou à esquerda. COM ESFORÇO ACIMA DE 60 KG ATÉ 70 KG 1) Será medido por unidade de mola instalada (un). acessórios correspondentes. remunera também materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação completa da mola em portas ou portões. da fonte com a botoeira. com as características: braço com calha deslizante.Critérios de Medição e Remuneração . acionamento alternativo e limitador de curso com amortecimento. 2) O item remunera o fornecimento de mola aérea. por meio de parafusos. por meio de parafusos. backcheck hidráulico ajustável. sem inverter o mecanismo. fabricação Dorma. potência ajustável. onde uma controla a velocidade de fechamento de 180º até 20º e a outra o fechamento final de 20º até 0º. ou para fora. 28. 28. onde uma controla a velocidade de fechamento de 180º até 20º e a outra o fechamento final de 20º até 0º.Boletim 156 2) O item remunera o fornecimento de conjunto de fechadura eletromagnética. ou portões em geral. 2) O item remunera o fornecimento de mola aérea. fabricação Dorma. reversível podendo ser instalada à esquerda ou à direita. bocal. braço com engate rápido.21 FECHADURA COM CHAVE PARA PORTA CORTA-FOGO 272 de 734 . com abertura à direita. cilindro externo. referência mola hidráulica aérea TS 93 B. com duas válvulas independentes. reversível podendo ser instalada à esquerda ou à direita. COM ESFORÇO ACIMA DE 50 KG ATÉ 60 KG 1) Será medido por unidade de mola instalada (un).60 m e peso até 250 kg. braço com engate rápido. garantem que a resistência de abertura.16 MOLA AÉREA PARA PORTA. em várias cores. montada sobre porta e / ou portão. referência TRA-400 da HDL. 28. ou equivalente. por meio de parafusos. com duas válvulas independentes. trava de parada RF opcional.01.01. sem inverter o mecanismo. constituído por: fechadura. que necessitem esforço para a abertura de 50 até 60 kg. remunera também a mão-de-obra necessária para a instalação completa da fechadura. referência mola hidráulica aérea MA 200 potência 3. que necessitem esforço para a abertura de 60 até 70 kg. fonte elétrica. para o acionamento por meio de chave do lado externo da porta e / ou portão. referência da fechadura elétrica C-90 Dupla. acionamento linear e perfil especial do came. fabricação HDL. amortecimento de abertura ajustável na válvula. em várias cores. em geral. fabricação Dorma. e a realização de testes de funcionamento. 2) O item remunera o fornecimento de mola aérea. acabamento em esmalte sintético à base de poliuretano. diminua acentuadamente quando a porta começa a abrir. com botoeira.01. com as características: tamanho compacto. para acionamento de portas e / ou portões com peso até 400 kg. remunera também materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação completa e ajustes da mola em portas. instalado no lado externo do batente. O item não remunera o fornecimento e instalação do cabo elétrico.18 MOLA AÉREA PARA PORTAS COM LARGURA ATÉ 1. 28. elementos de fixação não visíveis. ou equivalente. para portas e / ou portões. remunera também materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação completa da mola em portas ou portões.17 MOLA AÉREA PARA PORTA. sem inverter o mecanismo.60 M E PESO ATÉ 250 KG 1) Será medido por unidade de mola instalada (un). ou equivalente. batente-guia. com as características: tamanho compacto. referência mola hidráulica aérea MA 200 potência 4. reversível podendo ser instalada à esquerda ou à direita. para portas e / ou portões. para o acionamento da fechadura. para portas e / ou portões. com largura até 1. ou equivalente. acabamento em esmalte sintético à base de poliuretano. acabamento em alumínio com pintura eletrostática na cor prata. fixado no lado interno do batente. para dentro. ou equivalente. em geral.

em latão maciço fundido. com pino guia da chave em aço carbono SAE 1010 / 20. em aço carbono SAE 1010 / 1020. sendo branco para a lingüeta totalmente recuada. 273 de 734 . COM CLIC E ABERTURA DE UM LADO 1) Será medido por conjunto de fechadura instalada (cj). amarelo para a lingüeta em repouso. vermelho para a lingüeta avançada e uma volta na chave.25 VISOR TIPO OLHO MÁGICO 1) Será medido por unidade de visor instalado (un). reforço lateral. em latão maciço fundido. ou equivalente. em latão maciço fundido. em aço carbono SAE 1010 / 1020. acessórios correspondentes e a mão-de-obra necessária para a instalação completa da fechadura. 2) O item remunera o fornecimento de fechadura de segurança para cela. reforço lateral. 28.01. 2) O item remunera o fornecimento de fechadura de segurança para cela. testa da fechadura e lingüeta da fechadura em aço carbono SAE 1010 / 1020. ou equivalente. visor indicativo da situação da fechadura. ou equivalente. molas internas em aço temperado e gorges internos em latão maciço.28 FECHADURA DE SEGURANÇA PARA CELA TIPO GORGES. caixa da fechadura. conforme norma NBR 11.01. 28. EMBUTIDA EM CAIXA 1) Será medido por conjunto de fechadura instalada (cj). com abertura de um lado e embutida em caixa. e ajustes finais de funcionamento. maçaneta tipo alavanca com livre acionamento do outro lado. testa da fechadura e lingüeta da fechadura em aço carbono SAE 1010 / 20. fabricação Arouca. visor indicativo da situação da fechadura. em latão maciço fundido. com acabamento galvanizado a fogo. molas internas em aço temperado e gorges internos em latão maciço. com pino guia da chave em aço carbono SAE 1010 / 1020. em latão maciço fundido. na espessura de 3/16". entrada para a chave tipo clic. entrada para chave tipo gorges. referência Fechadura de Segurança 7981. tipo gorges. vermelho para a lingüeta avançada e uma volta na chave. 01 ( uma ) chave tipo clic.01. com abertura de um lado. e verde para a lingüeta avançada e duas voltas na chave. referência Fechadura de Segurança 7979. entrada para chave tipo gorges. remunera também o fornecimento de materiais acessórios correspondentes e a mão-de-obra necessária para a instalação completa da fechadura e ajustes finais de funcionamento. embutida na caixa. com inserto quadrado na ponta.711. 02 ( duas ) chaves tipo gorges.Boletim 156 1) Será medido por conjunto de fechadura instalada (cj). 2) O item remunera o fornecimento de fechadura com chave para porta corta-fogo. tampa da fechadura. referência JVS. e verde para a lingüeta avançada e duas voltas na chave. 01 ( uma ) chave tipo clic. fixada na porta e na parede da cela. entrada para a chave tipo clic. 28. sendo branco para a lingüeta totalmente recuada. 2) O item remunera o fornecimento de visor em latão cromado. em chapa de aço. remunera também o fornecimento de materiais acessórios correspondentes e a mão-de-obra necessária para a instalação completa da fechadura.Critérios de Medição e Remuneração . constituída por: caixa para embutir a fechadura. em latão maciço fundido. tampa da fechadura. composta de: maçaneta tipo alavanca com acionamento por meio de chave de um lado. com inserto quadrado na ponta. constituída por: caixa da fechadura. em aço SAE 1010 / 1020 acabamento em pintura eletrostática preta. amarelo para a lingüeta em repouso. com acabamento galvanizado a fogo ( zincagem ). com campo visual grande e a mão- de-obra necessária para a instalação em porta. com acabamento galvanizado a fogo ( zincagem ).27 FECHADURA DE SEGURANÇA PARA CELA TIPO GORGES. tipo gorges. COM CLIC E ABERTURA DE UM LADO. 02 ( duas ) chaves tipo gorges. fabricação Arouca.

testa da fechadura e lingüeta da fechadura em aço carbono SAE 1010 / 1020.20M PARA ADAPTAÇÃO EM PORTAS DE CELAS. remunera também o fornecimento de materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para montagem e instalação completa da ferragem. PARA PORTA EXTERNA COM 1 FOLHA 1) Será medido por conjunto de ferragem utilizado por porta instalada (cj) 2) O item remunera o fornecimento do conjunto completo de ferragem para porta externa de 1 folha composto por: 3 (três) dobradiças reforçadas em latão cromado. 346 Arouca. conjunto de fechadura de embutir tipo banheiro. fabricação Yale La Fonte ou equivalente. para adaptação em porta de segurança. rosetas em aço inoxidável e par de maçanetas tipo alavanca com acabamento em alumínio escovado envernizado. ou equivalente. molas internas em aço temperado e gorges internos em latão maciço. PARA PORTA EXTERNA COM 2 FOLHAS 1) Será medido por conjunto de ferragem utilizado por porta instalada (cj) 274 de 734 . referência Fechadura de Segurança 7980. ACABAMENTO EM ALUMÍNIO. referência 515P AEE.40 FERROLHO DE SEGURANÇA DE 1.44 FERRAGEM COMPLETA COM MAÇANETA TIPO ALAVANCA.01. Linha Classic Alumínio. fabricação Arouca.01. referência dobradiça La Fonte 90 3 1/2" x 3".29 FECHADURA DE SEGURANÇA PARA CORREDOR TIPO GORGES. 2) O item remunera o fornecimento do ferrolho de segurança com comprimento de 1. ACABAMENTO EM ALUMÍNIO. 28. rosetas em aço inoxidável e par de maçanetas tipo alavanca com acabamento em alumínio escovado envernizado. 2) O item remunera o fornecimento de fechadura de segurança para corredor.01. 3500 da União Mundial. 02 ( duas ) chaves tipo gorges.01.Critérios de Medição e Remuneração . EMBUTIDO EM CAIXA 1) Será medido por unidade de ferrolho instalado (un). Linha Classic Alumínio. 3500 da União Mundial.01. embutido em caixa de proteção. 346 Arouca.Boletim 156 28. referência 515P AEE. com abertura dos dois lados.37 FERRAGEM COMPLETA COM MAÇANETA TIPO ALAVANCA. constituída por: caixa da fechadura. com máquina 7070 ST2.20 m. 28. 28. para abertura dos dois lados. remunera também o fornecimento de materiais acessórios correspondentes e a mão-de-obra necessária para a instalação completa da fechadura e ajustes finais de funcionamento. tampa da fechadura. Remunera também a mão-de-obra necessária para a instalação do ferrolho e o fornecimento da caixa de sobrepor. em latão maciço fundido. fabricação Yale La Fonte ou equivalente. diâmetro de 1”. com acabamento galvanizado a fogo ( zincagem ). referência dobradiça La Fonte 90 3 1/2" x 3". PARA SANITÁRIO COM 1 FOLHA 1) Será medido por conjunto de ferragem utilizado por porta instalada (cj) 2) O item remunera o fornecimento do conjunto completo de ferragem para porta interna de 1 folha composto por: 3 (três) dobradiças reforçadas em latão cromado. tipo gorges.36 FERRAGEM COMPLETA COM MAÇANETA TIPO ALAVANCA. ACABAMENTO EM ALUMÍNIO. 28. conjunto de fechadura de embutir com cilindro oval de cinco pinos. COM ABERTURA DE DOIS LADOS 1) Será medido por conjunto de fechadura instalada (cj). com máquina 330 ST2. remunera também o fornecimento de materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para montagem e instalação completa da ferragem. reforço lateral.

TRAVA DUPLA . com duas chaves niqueladas. com cilindro especial. modelo "CRT 70" da Papaiz.5 mm. fabricação Yale La Fonte ou equivalente.00 28. com dupla trava.05. mola de aço inoxidável.25 / 27 MM 1) Será medido por unidade de cadeado fornecido (un). ou "E 35" da Pado. modelo "CR 25" da Papaiz. de 25 x 26 mm. corpo em latão maciço. 28. 28. haste em aço temperado. constituído por. de 50 x 70 mm. ou "E 50" da Pado. conjunto de fechadura de embutir com cilindro oval de cinco pinos.50 MM 1) Será medido por unidade de cadeado fornecido (un). constituído por.02 CADEADO CADEADO DE LATÃO COM CILINDRO .05. com duas chaves niqueladas. conforme o fabricante. 2) O item remunera o fornecimento do cadeado super-reforçado de alta segurança. mola de aço inoxidável. com dupla trava. constituído por. 2) O item remunera o fornecimento do cadeado de alta segurança. ou equivalente. mola de aço inoxidável. de 35 x 33 mm.60 MM 1) Será medido por unidade de cadeado fornecido (un). cilindro de latão trefilado.TRAVA DUPLA . de 60 x 47 mm. 2) O item remunera o fornecimento do cadeado de alta segurança. com tetra-chave. com dupla trava.70 MM 1) Será medido por unidade de cadeado fornecido (un). DE ALTA SEGURANÇA COM 16 PINOS E TETRACHAVE . rosetas em aço inoxidável e par de maçanetas tipo alavanca com acabamento em alumínio escovado envernizado.04 CADEADO DE LATÃO COM CILINDRO . cilindro de latão trefilado. com máquina 330 ST2. ou 27 x 27. ou equivalente. 28. ou "E 60" da Pado. corpo em latão maciço.05. ou 36 x 33 mm.07 CADEADO DE LATÃO COM CILINDRO. corpo em latão maciço.TRAVA DUPLA . referência 515P AEE. modelo "CR 60" da Papaiz. cilindro de latão trefilado. modelo "CR 35" da Papaiz. pinos especiais autoblocáveis. modelo "CR 50" da Papaiz. 3 1/2" x 3". 2) O item remunera o fornecimento do cadeado de alta segurança. haste em aço temperado.05. haste em aço temperado. haste em aço temperado. 2) O item remunera o fornecimento do cadeado de alta segurança. corpo em latão maciço. conforme o fabricante. constituído por. conforme o fabricante. corpo em latão maciço.Critérios de Medição e Remuneração . ou equivalente. ou "E 25" da Pado. pinos especiais autoblocáveis. cilindro de latão trefilado. molas de aço inoxidável.05. Linha Classic Alumínio. 275 de 734 . Remunera também o fornecimento de materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para montagem e instalação completa da ferragem. com dupla trava. ou 50 x 42 mm.08 CADEADO DE LATÃO COM CILINDRO .Boletim 156 2) O item remunera o fornecimento do conjunto completo de ferragem para porta externa de 2 folhas composto por: 6 (seis) dobradiças em latão cromado.05.35 / 36 MM 1) Será medido por unidade de cadeado fornecido (un). constituído por. pinos especiais autoblocáveis. com duas chaves niqueladas. 28. haste em aço temperado. ou equivalente. segredo com 16 pinos. mola de aço inoxidável. com dupla trava. pinos especiais autoblocáveis. cilindro de latão trefilado.TRAVA DUPLA .06 CADEADO DE LATÃO COM CILINDRO . a quatro filas de pinos. com duas chaves niqueladas. de 50 x 40 mm. 28. ou equivalente.

742 acabamento em epóxi na cor preta.07 FERRAGEM PARA PORTÃO DE TAPUME 1) Será medido por conjunto de ferragem utilizado por portão. com duas folhas.Critérios de Medição e Remuneração . 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária. porta cadeado 89.02 REPAROS. em latão cromado.04 RECOLOCAÇÃO DE FECHADURAS E FECHOS DE SOBREPOR 1) Será medido por unidade colocada (un). inclusive materiais acessórios. fabricação Papaiz.20. ou equivalente. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária. inclusive materiais acessórios. remunera também o fornecimento de materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a montagem e instalação completa da ferragem. tipo alavanca. cadeado com haste em aço de 60 mm.20. 28. referência CR60. referência 81114 fabricação Aliança. referência La Fonte Dob 85 3 1/2" x 3" LT S/P CR.00 28. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária. fabricada de acordo com a NBR 11.742 acabamento em epóxi na cor preta. 2) O item remunera o fornecimento da dobradiça tipo gonzo em aço SAE 1045. para a instalação da peça completa. para a instalação da peça completa.20.20.06 RECOLOCAÇÃO DE DOBRADIÇAS 1) Será medido por unidade colocada (un). com abas perfuradas de 2” x 3/8”.20. inclusive materiais acessórios. com acionamento livre. 2) O item remunera o fornecimento de barra antipânico de sobrepor e maçaneta livre para portas de uma folha.Boletim 156 28. fabricada de acordo com a NBR 11. composto por: 6 ( seis ) dobradiças de 3 1/2” x 3”. 28. ou equivalente. com duas folhas. diâmetro 1 1/2”.03 BARRA ANTIPÂNICO DE SOBREPOR PARA PORTA DE 1 FOLHA 1) Será medido por unidade de barra antipânico instalada (un). 28. diâmetro do furo da aba 1/2”. ou E60 fabricação Pado.20.20.09 DOBRADIÇA TIPO GONZO. referência da Vergon Pen ou equivalente. para a instalação da peça completa.20.05 BARRA ANTIPÂNICO DE SOBREPOR E MAÇANETA LIVRE PARA PORTA DE 1 FOLHA 1) Será medido por conjunto de barra antipânico e maçaneta instalado (cj). 3635 da União Mundial. inclusive materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação da barra antipânico de sobrepor de um lado da folha da porta e do outro lado cega.. remunera também o 276 de 734 . 28. 2) O item remunera o fornecimento de barra antipânico de sobrepor para portas de uma folha. DIÂMETRO DE 1 1/2” COM ABAS DE 2” X 3/8” 1) Será medido por unidade de dobradiça instalada (un). 28. 28. inclusive materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação da barra antipânico de sobrepor de um lado da folha da porta e do outro lado a maçaneta. CONSERVAÇÕES E COMPLEMENTOS RECOLOCAÇÃO DE FECHADURAS DE EMBUTIR 1) Será medido por unidade colocada (un). ou similar. instalado (cj) 2) O item remunera o fornecimento de conjunto completo de ferragem para portão para tapume. referência da Vergon Pen ou equivalente.

28. ou equivalente. remunera também o fornecimento de materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação da dobradiça. Na conclusão da instalação completa.20. 2) O item remunera o fornecimento de brete em aço SAE 1045. 3) Tabela de Pagamento: PORCENTAGEM 40% do conjunto de brete 60% do conjunto de brete DESCRIÇÃO DO SERVIÇO No fornecimento. conferência e aprovação do material posto obra.17 BRETE PARA INSTALAÇÃO SUPERIOR EM PORTA CHAPA / GRADE DE SEGURANÇA 1) Será medido por conjunto de brete instalado.Critérios de Medição e Remuneração . conforme tabela de pagamento do item 3 (cj). conforme tabela de pagamento do item 3 (cj).20.15 BRETE PARA INSTALAÇÃO LATERAL EM PORTA CHAPA / GRADE DE SEGURANÇA 1) Será medido por conjunto de brete instalado.20. materiais acessórios e mão-de-obra necessária para a instalação do conjunto. 28. conferência e aprovação do material posto obra.20. remunera também o fornecimento de solda MIG (Metal Inerte Gás) com arame contínuo e gás inerte de proteção Ar ou He. 28. fabricação Dorma. referência SM 1010.Boletim 156 fornecimento de solda MIG (Metal Inerte Gás) com arame contínuo e gás inerte de proteção Ar ou He em todo perímetro das abas e no preenchimento do furo. 2) O item remunera o fornecimento da dobradiça inferior para porta de vidro temperado.21 FERROLHO DE SEGURANÇA PARA ADAPTAÇÃO EM PORTAS DE CELAS 1) Será medido por unidade de ferrolho instalado (un). materiais acessórios e a mão-deobra necessária para a instalação da dobradiça. Linha Dorma Glas. 28. Na conclusão da instalação completa. 2) O item remunera o fornecimento de brete em aço SAE 1045. remunera também o fornecimento de solda MIG (Metal Inerte Gás) com arame contínuo e gás inerte de proteção Ar ou He. 2) O item remunera o fornecimento do ferrolho de segurança adicional para adaptação em portas de celas e a mão-de-obra necessária para a instalação completa. teste e aceite pela Contratante e/ou Gerenciadora. 28. teste e aceite pela Contratante e/ou Gerenciadora.22 DOBRADIÇA INFERIOR PARA PORTA DE VIDRO TEMPERADO 1) Será medido por unidade de dobradiça instalada (un). 3) Tabela de Pagamento: PORCENTAGEM 40% do conjunto de brete 60% do conjunto de brete DESCRIÇÃO DO SERVIÇO No fornecimento.23 DOBRADIÇA SUPERIOR PARA PORTA DE VIDRO TEMPERADO 277 de 734 .20. materiais acessórios e mão-de-obra necessária para a instalação do conjunto.

COM MOLA TIPO VAI E VEM. 2) O item remunera o fornecimento da dobradiça superior para porta de vidro temperado. 28. Linha Dorma Glas. inclusive materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação. inclusive materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação.20. DE 350 MM 1) Será medido por unidade de puxador duplo instalado (un). DE 3" 1) Será medido por par de dobradiças instaladas (par). ou equivalente. Linha Dorma Glas.65 PUXADOR DUPLO EM AÇO INOXIDÁVEL PARA PORTA DE MADEIRA. 28. 2) O item remunera o fornecimento da dobradiça em latão cromado reforçada de 3 1/2" X 3". ou equivalente.37 SUPORTE QUÁDRUPLO PARA VIDRO TEMPERADO 1) Será medido por unidade de suporte instalado (un). 2) O item remunera o fornecimento de puxador duplo em aço inoxidável escovado. fabricação Dorma ou equivalente. 28. ou equivalente.20.75 CAPA DE PROTEÇÃO PARA FECHADURA/FERROLHO 1) Será medido por unidade de capa de proteção instalada (un). ou Ueme. 2) O item remunera o fornecimento de duas dobradiças. em latão cromado de 3" tipo Pagé. referência SM 1092. referência SM 1020. fabricação Dorma. 2) O item remunera o fornecimento de capa de proteção em aço SAE 1045. ou equivalente.20.20.41 DOBRADIÇA EM LATÃO CROMADO REFORÇADA DE 3 1/2" X 3" 1) Será medido por unidade de dobradiça instalada (un). ALUMINIO OU VIDRO.20.36 SUPORTE DUPLO PARA VIDRO TEMPERADO FIXADO EM ALVENARIA 1) Será medido por unidade de suporte instalado (un). 2) O item remunera o fornecimento da dobradiça em latão cromado de 3 1/2" X 3". referência Dorma Manet 350 mm. inclusive materiais acessórios e a mão-deobra necessária para a instalação. 2) O item remunera o fornecimento de suporte quádruplo para vidro temperado.20. remunera também o fornecimento de solda MIG (Metal Inerte Gás) com arame contínuo 278 de 734 .42 DOBRADIÇA EM LATÃO CROMADO DE 3 1/2" X 3" 1) Será medido por unidade de dobradiça instalada (un). 28. remunera também o fornecimento de materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação do suporte. fabricação Dorma. referência SM 1044. com mola modelo vai e vem.43 DOBRADIÇA EM LATÃO CROMADO.Critérios de Medição e Remuneração . inclusive materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação. fabricação Dorma. remunera também o fornecimento de materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação do suporte. 28.20. 2) O item remunera o fornecimento de suporte duplo para fixação de vidro temperado em alvenaria. remunera também o fornecimento de materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação da dobradiça. Linha Dorma Glas. 28. 28.Boletim 156 1) Será medido por unidade de dobradiça instalada (un). espessura da chapa 3/16”.

279 de 734 . materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação da dobradiça.Critérios de Medição e Remuneração .Boletim 156 e gás inerte de proteção Ar ou He em todo perímetro.

COM ALMA DE AÇO.00 29.76 mm ). diâmetro de 5/16" ( 7. com 7 ( sete ) fios e diâmetro de 1/4" ( 6. inclusive material acessório para fixação e a mão-de-obra necessária para a instalação em redes aéreas de posteamento.03. inclusive material acessório para fixação.35 MM ) 1) Será medido por comprimento de cordoalha de aço instalada (m).35 mm ). M-1 da Canto Metal ou equivalente. inclusive materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a colocação da cantoneira. COM ALMA DE AÇO.5 mm. DIÂMETRO DE 1/4" ( 6.20 CANTONEIRA EM FERRO 1) Será medido pelo peso nominal das bitolas das cantoneiras especificadas em projeto ou memorial descritivo (kg). inclusive material acessório para fixação.Boletim 156 29. DIÂMETRO DE 3/16" ( 4. 2) O item remunera o fornecimento de cantoneira de alumínio para massa. 2) O item remunera o fornecimento de cantoneira para azulejo.02 CANTONEIRA CANTONEIRA EM ALUMÍNIO PERFIL SEXTAVADO 1) Será medido por comprimento de cantoneira colocada (m).94 mm ).52 MM ) 1) Será medido por comprimento de cabo de aço instalado (m). 2) O item remunera o fornecimento de cordoalha de aço duplamente galvanizada classe A tipo HS. perfil sextavado. perfil " Y " com espessura de 1.03 CORDOALHA EM AÇO GALVANIZADO.03.01.00. 29.94 MM ) 1) Será medido por comprimento de cabo de aço instalado (m).Critérios de Medição e Remuneração . 29. DIÂMETRO DE 5/16" ( 7.01 CABOS E CORDOALHAS CABO EM AÇO GALVANIZADO.03. 29. COM ALMA DE AÇO.01.02 CABO EM AÇO GALVANIZADO. 29.01.04 CABO EM AÇO GALVANIZADO. tipo A-13 da Pin Can. 2) O item remunera o fornecimento de cantoneiras de ferro nas bitolas especificadas em projeto. 280 de 734 . inclusive materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a colocação da cantoneira como arremate. 2) O item remunera o fornecimento e instalação de cabo de aço galvanizado. A-3 da Canto Metal ou equivalente. 2) O item remunera o fornecimento e instalação de cabo de aço galvanizado. DIÂMETRO DE 3/8" ( 9. 29.00 29.04 CANTONEIRA EM ALUMÍNIO PERFIL Y 1) Será medido por comprimento de cantoneira colocada (m).76 MM ) 1) Será medido por comprimento de cabo de aço instalado (m). inclusive materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a colocação da cantoneira como arremate.03. tipo R-78 da Pin Can. com alma em aço.01.03.00 INSERTE METÁLICO 29. diâmetro de 3/16" ( 4. com alma em aço. 29.

diâmetro de 3/8" ( 9. com alma em aço. inclusive materiais acessórios.00 29. CONSERVAÇÕES E COMPLEMENTOS ALUMÍNIO LISO PARA COMPLEMENTOS E REPAROS 1) Será medido por peso nominal de alumínio trabalhado.Boletim 156 2) O item remunera o fornecimento e instalação de cabo de aço galvanizado. inclusive material acessório para fixação.20.20.03 REPAROS. 281 de 734 . das bitolas indicadas em projeto (kg). 29. 2) O item remunera o fornecimento de alumínio liso trabalhado nas diversas bitolas e a mão-de- obra necessária para a execução de complementos e reparos.52 mm ).Critérios de Medição e Remuneração .

30. em tubo de aço inoxidável AISI 304. ou polido fosco.5 kN.8. liga 18. atendendo às exigências da norma NBR 9050. atendendo às exigências da norma NBR 9050. EM TUBO DE AÇO INOXIDÁVEL DE 1 1/2" X 800 X 800 MM 282 de 734 . acessórios e a mão-de-obra necessária 30. com resistência mínima ao esforço.8.04 BARRA DE APOIO RETA.00 30. em aço inoxidável. em tubo de aço inoxidável AISI 304. comprimento de 500 mm.00 ACESSIBILIDADE 30.01. de 1. EM TUBO DE AÇO INOXIDÁVEL DE 1 1/2" X 500 MM 1) Será medido por unidade instalada (un). diâmetro nominal de 1 1/2". tubo e flanges com acabamento escovado.01 BARRA DE APOIO BARRA DE APOIO. com espessura de 3/32". acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação completa da barra.01. PARA PESSOAS COM MOBILIDADE REDUZIDA. com resistência mínima ao esforço. 30.5 kN. em qualquer sentido. com resistência mínima ao esforço. diâmetro nominal de 1 1/2". de 1. em aço inoxidável. em qualquer sentido. em tubo de aço inoxidável AISI 304. PARA PESSOAS COM MOBILIDADE REDUZIDA. acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação completa da barra.Boletim 156 30.01.Critérios de Medição e Remuneração .03 BARRA DE APOIO RETA. para pessoas com mobilidade reduzida.01. para pessoas com mobilidade reduzida.5 kN. liga 18. 30. diâmetro nominal de 1 1/2". com resistência mínima ao esforço. diâmetro nominal de 1 1/2".8. flanges nas extremidades e parafusos para fixação. em aço inoxidável. EM TUBO DE AÇO INOXIDÁVEL DE 1 1/2" X 800 MM 1) Será medido por unidade instalada (un). de 1. de 1. PARA PESSOAS COM MOBILIDADE REDUZIDA. ou polido fosco.8. liga 18. comprimento de 800 mm. liga 18. comprimento de 900 mm. EM TUBO DE AÇO INOXIDÁVEL DE 1 1/2" X 900 MM 1) Será medido por unidade instalada (un). tubo e flanges com acabamento escovado. acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação completa da barra. 2) O item remunera o fornecimento de barra de apoio tipo reta. flanges nas extremidades e parafusos para fixação. com espessura de 3/32". PARA PESSOAS COM MOBILIDADE REDUZIDA.01. ou polido fosco.02 BARRA DE APOIO RETA. EM TUBO DE AÇO INOXIDÁVEL DE 1 1/2" 1) Será medido pelo comprimento total de barra de apoio instalada. com espessura de 3/32". em aço inoxidável. com espessura de 3/32".00. em qualquer sentido. para pessoas com mobilidade reduzida. flanges nas extremidades e parafusos para fixação. tubo e flanges com acabamento escovado. ou polido fosco. PARA PESSOAS COM MOBILIDADE REDUZIDA.05 BARRA DE APOIO EM ÂNGULO DE 90 GRAUS. 2) O item remunera o fornecimento de barra de apoio reta. em qualquer comprimento. flanges nas extremidades e parafusos para fixação. em tubo de aço inoxidável AISI 304. 2) O item remunera o fornecimento de barra de apoio tipo reta. tubo e flanges com acabamento escovado. incluindo os trechos com deflexão a 90 graus (m). atendendo às exigências da norma NBR 9050. para pessoas com mobilidade reduzida.5 kN. em qualquer sentido.01. 2) O item remunera o fornecimento de barra de apoio tipo reta.

tipo reta. PARA PESSOAS COM MOBILIDADE REDUZIDA. em tubo de aço inoxidável AISI 304. 30. COMPRIMENTO DE 900 MM. comprimento de 800 x 800 mm. comprimento de 800 mm. em tubo de alumínio com diâmetro de 32 mm. para pessoas com mobilidade reduzida. 2) O item remunera o fornecimento de barra de apoio. comprimento de 500 mm. acabamento em pintura a pó epóxi. tubo e flanges com acabamento escovado. de acordo com a norma NBR 11003. atendendo às exigências da norma NBR 9050. de 1.07 BARRA DE APOIO RETA. em qualquer sentido. em qualquer sentido. liga 18.5 kN. EM ÂNGULO DE 90º. em tubo de alumínio com diâmetro de 32 mm. espessura de 3 mm. DE 800 x 800 MM. de acordo com a norma NBR 11003.01.5 kN. tipo reta. EM TUBO DE ALUMÍNIO. em qualquer sentido. atendendo às exigências da norma NBR 9050.01. com resistência mínima ao esforço. para pessoas com mobilidade reduzida. 283 de 734 .09 BARRA DE APOIO.01. comprimento de 900 mm. 2) O item remunera o fornecimento de barra de apoio em ângulo de 90 graus.Boletim 156 1) Será medido por unidade instalada (un). em tubo de alumínio com diâmetro de 32 mm. de 1. com resistência mínima ao esforço.01. COMPRIMENTO DE 500 MM. de 1. em tubo de alumínio com diâmetro de 32 mm. em aço inoxidável. flanges em chapa de alumínio nas extremidades para fixação. tipo ângulo de 90 graus. ACABAMENTO COM PINTURA EPÓXI 1) Será medido por unidade de barra instalada (un). com resistência mínima ao esforço. de 1. 2) O item remunera o fornecimento de barra de apoio. ACABAMENTO COM PINTURA EPÓXI 1) Será medido por unidade de barra instalada (un). acessórios e a mãode-obra necessária para a instalação completa da barra. ACABAMENTO COM PINTURA EPÓXI 1) Será medido por unidade de barra instalada (un).Critérios de Medição e Remuneração . PESSOAS COM MOBILIDADE REDUZIDA. acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação completa da barra. acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação completa da barra. em qualquer sentido.5 kN. flanges nas extremidades e parafusos para fixação. para pessoas com mobilidade reduzida. em qualquer sentido.8. acabamento em pintura a pó epóxi.08 BARRA DE APOIO RETA. COMPRIMENTO DE 800 MM. acabamento em pintura a pó epóxi. 2) O item remunera o fornecimento de barra de apoio. ou polido fosco. de acordo com a norma NBR 11003. PARA PESSOAS COM MOBILIDADE REDUZIDA. tipo reta. flanges em chapa de alumínio nas extremidades para fixação. atendendo às exigências da norma NBR 9050. 30. com resistência mínima ao esforço. acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação completa da barra. acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação completa da barra. PARA PESSOAS COM MOBILIDADE REDUZIDA. 30. acabamento em pintura a pó epóxi. EM TUBO DE ALUMÍNIO. de acordo com a norma NBR 11003. EM TUBO DE ALUMÍNIO. EM TUBO DE ALUMÍNIO. 2) O item remunera o fornecimento de barra de apoio. com espessura de 3/32". flanges em chapa de alumínio nas extremidades para fixação. para pessoas com mobilidade reduzida.5 kN. 30. comprimento de 800 x 800 mm. diâmetro nominal de 1 1/2". atendendo às exigências da norma NBR 9050. de 1. ACABAMENTO COM PINTURA EPÓXI 1) Será medido por unidade instalada (un). atendendo às exigências da norma NBR 9050. para pessoas com mobilidade reduzida. com resistência mínima ao esforço.5 kN. flanges em chapa de alumínio nas extremidades para fixação.10 BARRA DE APOIO RETA PARA.

5 mm. com estrutura própria para fixação em parede. 30. com resistência mínima ao esforço. remunera inclusive material e acessórios necessários para sua instalação e ligação às redes de energia elétrica. regulador de pressão do jato d´água. ACABAMENTO COM PINTURA EPÓXI 1) Será medido por unidade de barra instalada (un). para pessoas com mobilidade reduzida.8. CAPACIDADE DE 1) Será medido por unidade de bebedouro instalado (un). HIDRAÚLICOS E A GÁS BEBEDOURO ELÉTRICO REFRIGERAÇÃO 45 L / H DE PRESSÃO EM AÇO INOXIDÁVEL. PARA PESSOAS COM MOBILIDADE REDUZIDA. atendendo às exigências da norma NBR 9050. tampos em aço inox com serpentina externa. com espessura de 1. termostato fixo para controle automático de temperatura de água. acionamento elétrico da torneira através de botões alojados em painel de plástico e com sistema braille. com estrutura própria para fixação em parede.03. regulador de pressão do jato d´água. com resistência mínima ao esforço.03. acionamento elétrico da torneira através de botões alojados em painel de plástico e com sistema braille. filtro e pré-filtro internos de fácil 284 de 734 . de 1. liga 18. EM TUBO DE AÇO INOXIDÁVEL DE 1 1/4" X 400 MM 1) Será medido por unidade instalada (un). CAPACIDADE DE 1) Será medido por unidade de bebedouro instalado (un). voltagem de 110 V e / ou 220 V. em qualquer sentido. natural e mista. natural e mista. tipo "U" de 25 x 25 cm. referência BDF 300 da IBBL. de 1. 2) O item remunera o fornecimento de barra de proteção para sifão ou coluna de lavatório. para pessoas com mobilidade reduzida. em aço inoxidável. tampos em aço inox com serpentina externa.Boletim 156 30. água e esgoto. facilidade de acesso para deficientes físicos. diâmetro nominal de 1 1/4". torneira de jato em plástico injetado com protetor bocal para água gelada. termostato fixo para controle automático de temperatura de água. acabamento em pintura a pó epóxi. ou polido fosco.02 BEBEDOURO ELÉTRICO REFRIGERAÇÃO 15 L / H DE PRESSÃO EM AÇO INOXIDÁVEL. flanges nas extremidades e parafusos para fixação. constituído por: gabinete em chapa eletrozincada pré-pintada.01 APARELHOS ELÉTRICOS. filtro e pré-filtro internos de fácil acesso.12 BARRA DE APOIO RETA. comprimento de 400 mm. acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação completa da barra.Critérios de Medição e Remuneração . constituído por: gabinete em chapa eletrozincada pré-pintada. 30. 2) O item remunera o fornecimento de barra de apoio tipo reta. ou equivalente. 30. em qualquer sentido. em tubo de alumínio com diâmetro de 32 mm.5 kN. de acordo com a norma NBR 11003.11 BARRA DE PROTEÇÃO DE SIFÃO. torneira de jato em plástico injetado com protetor bocal para água gelada.03. tubo e flanges com acabamento escovado.01. 2) O item remunera o fornecimento e instalação de bebedouro elétrico tipo pressão com capacidade de 15 litros / hora refrigerados.00 30. EM TUBO DE ALUMÍNIO. 2) O item remunera o fornecimento e instalação de bebedouro elétrico tipo pressão com capacidade de 45 litros / hora refrigerados.01. flanges em chapa de alumínio nas extremidades para fixação. conexão com rede hidráulica não aparente. PARA PESSOAS COM MOBILIDADE REDUZIDA. facilidade de acesso para deficientes físicos.5 kN. acessórios e a mão-deobra necessária para a instalação completa da barra. em tubo de aço inoxidável AISI 304. atendendo às exigências da norma NBR 9050.

com 5. para portadores de deficiência visual. fabricação Mosaicos Bernardi. ou equivalente e a mão-de-obra necessária para a colocação da fita.Boletim 156 acesso. DE 20 CM 1) Será medido por unidade de fita de borracha colocada (un).01 REVESTIMENTO REVESTIMENTO EM BORRACHA SINTÉTICA COLORIDA DE 5.04. fabricação Borindus. cola à base de neoprene com alto teor de sólidos. ASSENTADO COM ARGAMASSA MISTA 1) Será medido pela área revestida com ladrilho. não remunera o preparo prévio da superfície. acrescentando-se as áreas desenvolvidas por espaletas ou dobras (m²). Daud.04. cola pva.0 MM. Não remunera os serviços de regularização da superfície e rejuntamento do piso. PARA SINALIZAÇÃO TÁTIL DE ALERTA / DIRECIONAL – COLADO 1) Será medido pela área de superfície com revestimento. com espessura média de 2. acessórios e mão de obra necessária para a instalação do piso fixado com argamassa. referência Gomaplac. em várias cores. materiais. remunera inclusive material e acessórios necessários para sua instalação e ligação às redes de energia elétrica. sobre superfície regularizada. 2) O item remunera o fornecimento de ladrilho hidráulico podotátil. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação do piso por meio de colagem. NBR 9458 e NBR 9050. descontando-se toda e qualquer interferência. com 5. conforme a norma da ABNT NBR 9050 / 2004.5 cm. água e esgoto. 30. em borracha sintética. 2) O item remunera o fornecimento do piso em placas com 25 x 25 cm de borracha sintética colorida. conforme a norma da ABNT NBR 9050 / 2004. conexão com rede hidráulica não aparente.Critérios de Medição e Remuneração .0 mm de espessura total.0 mm de espessura total. conforme paginação prevista em projeto.04.0 MM. areia. 30. e a mãode-obra necessária para os serviços: preparo e aplicação da argamassa mista de assentamento. para sinalização tátil de alerta ou direcional. descontando-se toda e qualquer interferência. de 25 x 25 cm. cola à base de neoprene com alto teor de sólidos. 30. em borracha sintética. PARA SINALIZAÇÃO TÁTIL DE ALERTA/DIRECIONAL – ASSENTAMENTO ARGAMASSADO 1) Será medido pela área de superfície com revestimento. fabricação da Fábrica de Pisos Paulista.03 PISO EM LADRILHO HIDRÁULICO PODOTÁTIL VÁRIAS CORES 25 X 25 X 2. 285 de 734 . referência ladrilho hidráulico Tátil Cônico.00 30. Andaluz ou equivalente. referência BDF 100 da IBBL. 30. conforme exigências das normas NBR 9457.04. executado (m²). ou equivalente. assentamento de ladrilho hidráulico. 2) O item remunera o fornecimento do piso em placas com 25 x 25 cm de borracha sintética amarela.04. 2) O item remunera o fornecimento de fita de borracha para sinalização tátil de degraus. para sinalização tátil de alerta ou direcional. ou equivalente.05 PISO PODOTÁTIL ALERTA E/OU DIRECIONAL EM AÇO INOXIDÁVEL 1) Será medido pela área revestida com piso em aço inoxidável. voltagem de 110 V e / ou 220 V. e recomendações dos fabricantes. areia. não remunera o preparo prévio da superfície.04 FITA DE BORRACHA PARA SINALIZAÇÃO TÁTIL DE DEGRAUS.02 REVESTIMENTO EM BORRACHA SINTÉTICA COLORIDA DE 5. acrescentando-se as áreas desenvolvidas por espaletas ou dobras (m²).04. com 2 ou 3 cm de largura e 20 cm de comprimento. 30. executado (m²). cal hidratada. materiais acessórios. cimento. ou Podotátil.5 CM. assentada com cimento.

06. acabamento final com a utilização de esponja macia.07 REJUNTAMENTO DE PISO EM LADRILHO HIDRÁULICO ( 25 X 25 ARGAMASSA INDUSTRIALIZADA PARA REJUNTE. 30. e recomendações dos fabricantes. em várias cores. conforme exigências das normas NBR 9457. com espessura de 1. pisos ou paredes.5 CM 1) Será medido por unidade de anel de borracha colocada (un).04. DIÂMETRO DE 4. ou frisador plástico. ou de acrílico.0 cm.04. 2) O item remunera o fornecimento do anel de borracha para sinalização tátil. assentamento de placas em aço inoxidável. e a limpeza das juntas. de 28. PARA PESSOAS COM MOBILIDADE REDUZIDA 286 de 734 . medindo 13 x 3 cm e a mão-de-obra necessária para a colocação da placa.03 ANEL DE BORRACHA PARA SINALIZAÇÃO TÁTIL PARA CORRIMÃO. 30. 2) O item remunera o fornecimento e instalação de revestimento para proteção inferior de portas.8. com o verso auto-aderente. e a mãode-obra necessária para os serviços: preparo e aplicação da argamassa mista de assentamento. 30. externas. areia. liga 18.5 x 29. espessura de 1. descontando-se toda e qualquer interferência. cimento.06 REVESTIMENTO EM AÇO INOXIDÁVEL PARA PROTEÇÃO DE PORTAS.5 cm.06. para áreas internas. acrescentando-se as áreas desenvolvidas por espaletas ou dobras (m²).06.00 30. 30.5 cm.5 CM ) COM 1) Será medido pela de área piso rejuntado. chapa inoxidável AISI 304. materiais acessórios.01 COMUNICAÇÃO VISUAL PLACA PARA SINALIZAÇÃO TÁTIL (INÍCIO E FINAL) EM BRAILLE PARA CORRIMÃO 1) Será medido por unidade de placa colocada (un). Não remunera os serviços de regularização da superfície. conforme paginação prevista em projeto. 30.04 SINALIZAÇÃO COM PICTOGRAMA PARA VAGA DE ESTACIONAMENTO EM TINTA ACRÍLICA FOSCA. chapa 20 com espessura de 1 mm. referência PAD00028 (alerta) e 29. NBR 9458 e NBR 9050. altura de 40 cm.06. aplicação da argamassa nas juntas. JUNTAS DE 2 MM X 2. e recomendações dos fabricantes. 2) O item remunera o fornecimento de argamassa industrializada flexível para rejunte de juntas.Boletim 156 2) O item remunera o fornecimento da placa em aço inoxidável podotátil alerta e / ou direcional. ou de madeira.02 PLACA PARA SINALIZAÇÃO TÁTIL (PAVIMENTO) EM BRAILLE PARA CORRIMÃO 1) Será medido por unidade de placa colocada (un). para portadores de deficiência visual. ALTURA 40 CM 1) Será medido por metro de revestimento em chapa de aço inoxidável executado (m).06. 2) O item remunera o fornecimento da placa para sinalização tátil em braille informando o pavimento.5 x 28. com o verso auto-aderente. 2) O item remunera o fornecimento da placa para sinalização tátil em braille informando início ou final de escada ou rampa. acabamento escovado com grana especial. diâmetro de 4. conforme exigências das normas NBR 9457 e NBR 9458.0 cm. referência PAD00029 (direcional) fabricação Mozaik ou equivalente. e a mão-de-obra necessária para os serviços de preparo da argamassa. cal hidratada.5 cm e a mão-de-obra necessária para a colocação do anel. 30. sobre superfície regularizada. medindo 13 x 3 cm e a mão-de-obra necessária para a colocação da placa.Critérios de Medição e Remuneração .

01 APARELHOS SANITÁRIOS BACIA SIFONADA DE LOUÇA SEM TAMPA.Boletim 156 1) Será medido por unidade de pictograma pintado (un). e com todos os requisitos exigidos pelo Programa Brasileiro de Qualidade e Produtividade do Habitat ( PBQP-H ). 30. preto. fabricação Duratex S/A. vermelho. apropriado para bacia sanitária com abertura frontal. reposição do fecho hídrico. referencia Interlight-piso. anel de borracha de expansão de 4". fabricação Indutil ou equivalente. nas cores azul. matriz com símbolo de vaga para estacionamento de veículos que conduzam ou sejam conduzidos por pessoas com mobilidade reduzida. ou equivalente de mercado desde que qualificada como "em conformidade" com todos os requisitos considerados: volume de água consumido por descarga. referência Bacia Sanitária Linha Conforto Deca.08. materiais acessórios e a mãode-obra necessária para o preparo de pavimento de concreto e a aplicação da tinta em faixas com até 3 cm de largura. pintura do fundo e pintura do símbolo. 30. conforme NBR 9050. 30. 2) O item remunera o fornecimento de tinta acrílica fosca de grande desempenho para pisos. análise visual. 2) O item remunera o fornecimento e instalação da bacia sifonada de louça. Indicado para pessoas com mobilidade reduzida. respingos de água. ou em cadeira de rodas.08.06.00 30. 30.08. conforme especificações do fabricante. remoção de grânulos. ou equivalente. e as normas vigentes NBR 15097 e NBR 15099.02 ASSENTO PARA BACIA SANITÁRIA COM ABERTURA FRONTAL. com altura especial e abertura frontal.03 ASSENTO ARTICULADO PARA BANHO.08. e transporte de sólidos. PARA PESSOAS COM MOBILIDADE REDUZIDA 1) Será medido por unidade de assento instalado (un). conforme a norma NBR 9050 da ABNT.6 litros ( categoria V.70 x 1. fabricação Indutil. remoção de esferas. ). lavagem de parede. COM ACABAMENTO 1) Será medido por comprimento de faixa de sinalização pintada (m).70 m. EM ALUMÍNIO COM PINTURA EPÓXI DE 700 X 450 MM 287 de 734 . massa de vidro para fixação e assentamento da base. Remunera também: bolsa de borracha. remoção de mídia composta. marcação do quadro com dimensões de 1. PARA PESSOAS COM MOBILIDADE REDUZIDA – 6 LITROS 1) Será medido por unidade instalada (un). tubo de ligação com canopla. referência assento Vogue Plus AP 52 da Deca.05 TINTA ACRÍLICA PARA SINALIZAÇÃO MICROTEXTURIZADO E ANTIDERRAPANTE VISUAL DE PISO. 2) O item remunera o fornecimento e instalação de assento sanitário com tampa e abertura frontal. 2) O item remunera o fornecimento de tinta acrílica fosca para piso. conforme a norma NBR 9050. branco ou amarelo referencia Interlight. ou equivalente. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação e ligação às redes de água e esgoto. apropriada para pessoas com mobilidade reduzida. fabricação Vimaster ou equivalente.D. ou em cadeira de rodas. análise dimensional. parafusos niquelados. com as características: funcionamento do sifonamento com volume de descarga reduzido . que confere um acabamento microtexturizado e antiderrapante com refletorização. com a adição de microesferas de vidro Extra Premix (tipo I-B). cinza. verde.R.Critérios de Medição e Remuneração . inclusive materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para o preparo de pavimento betuminoso ou de concreto.

sifão cromado de 1" x 1 1/2". 30. 30.20 X 1. 2) O item remunera o fornecimento de fechadura com chave para portadores de deficiência física.10.01 ELEVADORES E PLATAFORMAS ELEVADOR DE USO RESTRITO A PESSOAS COM MOBILIDADE REDUZIDA COM 02 PARADAS . 30. 2) O item remunera o fornecimento e instalação de assento tipo banco articulável. 2) O item remunera o fornecimento e a instalação do lavatório de louça para canto. fabricação Dorma. referência FE 88. válvula metálica de 1" para ligação ao sifão.14. 288 de 734 . referência Bloco Renger. com resistência média de compressão de 35Mpa.5 kN.08. com profundidade mínima de 0. 2) O item remunera o fornecimento e instalação de rampa de acessibilidade em concreto pré- fabricado.00 30.12. com acabamento em alumínio.10.04 LAVATÓRIO DE LOUÇA PARA CANTO SEM COLUNA PARA PESSOAS COM MOBILIDADE REDUZIDA 1) Será medido por unidade de lavatório instalado (un). referência L76 coleção Master fabricação Deca. constituído por: estrutura articulada de fixação à parede. ou equivalente. em liga de alumínio com acabamento em pintura epóxi.46 m do piso acabado e comprimento mínimo de 0. tubo de ligação cromado com canopla.12. sem coluna para pessoa com mobilidade reduzida.Boletim 156 1) Será medido por unidade de assento instalado (un).01 FERRAGENS FECHADURA COM MAÇANETA PARA PORTADORES DE DEFICIÊNCIA FÍSICA. permitindo o acionamento com um leve toque do cotovelo. fechadura com chave. materiais acessórios necessários para sua instalação e ligação à rede de esgoto. composta de: maçaneta quadrada ergométrica.70 m e capaz de suportar um esforço mínimo de 1. acessórios correspondentes e a mão-de-obra necessária para a instalação completa da fechadura.00 30. Remunera também os materiais acessórios e os dispositivos de fixação.01 CALÇADAS E PASSEIOS RAMPA DE ACESSIBILIDADE 2.45 m.00 30. altamente vibrado e prensado. remunera também todos os materiais e mão de obra necessária para a instalação da rampa conforme recomendações do fabricante. assento ripado.Critérios de Medição e Remuneração .86 X 1. tipo alavanca. espelho quadrado.USO INTERNO EM ALVENARIA 1) Será medido por conjunto de elevador instalado e pago em porcentagens conforme tabela de pagamento do item 3 (cj). ou equivalente. um par de parafusos com bucha para fixação do lavatório. com movimento para cima. 30. altura de instalação 0.14. de acordo com a NBR9050/ 2004. Rockenbach ou equivalente. EM ALUMÍNIO 1) Será medido por conjunto de fechadura instalada (cj).20 M PRÉ-FABRICADA DE CONCRETO NAS DIMENSÕES 1) Será medido por unidade de rampa instalada (un).

após análise. aprovação e a liberação para a execução pela contratante e / ou gerenciadora. b) Portas de pavimento com abertura do tipo eixo vertical e com fechamento automático dotadas de trico de segurança.Boletim 156 2) O item remunera o fornecimento e instalação de elevador hidráulico de uso restrito à pessoa com mobilidade reduzida. e) Piso emborrachado antiderrapante. d) Iluminação e alarme de emergência. para uso interno contendo as seguintes características: a) Portas alinhadas com largura de 80cm. j) Cabina em chapas de alumínio pintado com tinta epóxi e cura a quente – cor a definir. 3) Tabela de Pagamento: % 20% NÚMERO DE PARCELAS ( TRÊS ) 1ª Parcela na apresentação do contrato de fornecimento do elevador e do projeto executivo pela contratada. 2) O item remunera o fornecimento e instalação de elevador hidráulico de uso restrito a pessoas com mobilidade reduzida. Além das características acima o elevador deverá atender a norma NBR 12892. para uso interno contendo as seguintes características: a) Portas alinhadas com largura de 80cm.02 ELEVADOR DE USO RESTRITO A PESSOAS COM MOBILIDADE REDUZIDA COM 03 PARADAS .14. c) Portas da cabina tipo “bus” de funcionamento automático em aço inoxidável. e) Piso emborrachado antiderrapante. 20% 60% 30. 3ª Parcela após montagem. O item não remunera a alvenaria. c) Portas da cabina tipo “bus” de funcionamento automático em aço inoxidável. 2ª Parcela para entrega do elevador na obra. instalação e a realização dos testes de aceite e aprovação final para funcionamento pela contratante e / ou gerenciadora. com 02 paradas e percurso até 4m. h) Para-choque de elastômeto no poço. com capacidade máxima de 225 kg ( 3 pessoas ). 289 de 734 . d) Iluminação e alarme de emergência. i) Bomba hidráulica helicoidal de baixo ruído. b) Portas de pavimento com abertura do tipo eixo vertical e com fechamento automático dotadas de trico de segurança.Critérios de Medição e Remuneração . com 03 paradas e percurso até 8 m. g) Sistema de freio de segurança contra ruptura ou afroxamento dos cabos.USO INTERNO EM ALVENARIA 1) Será medido por conjunto de elevador instalado e pago em porcentagens conforme tabela de pagamento do item 3 (cj). com capacidade máxima de 225 kg ( 3 pessoas ). f) Corrimão e ventilador.

d) Barra de proteção. 2ª Parcela para entrega do elevador na obra. 3ª Parcela após montagem. f) Botão de emergência. capacidade máxima de 250 kg e percurso até 1. g) Sistema de freio de segurança contra ruptura ou afroxamento dos cabos. 2) O item remunera o fornecimento e instalação de plataforma para elevação até 2.Critérios de Medição e Remuneração . Além das características acima o elevador deverá atender a norma NBR 15655-1. b) Porta de segurança. contendo as seguintes características: a) Proteção lateral.00 m nas dimensões de 900 x 1400 mm. 3) Tabela de Pagamento: % 20% NÚMERO DE PARCELAS ( TRÊS ) 1ª Parcela na apresentação do contrato de fornecimento da plataforma e do projeto executivo pela contratada.14. h) Para-choque de elastômeto no poço.03 PLATAFORMA PARA ELEVAÇÃO ATÉ 2.Boletim 156 f) Corrimão e ventilador. g) Sensor de segurança na parte inferior da plataforma. 20% 60% 30. e) Piso emborrachado antiderrapante. após análise. instalação e a realização dos testes de aceite e aprovação final para funcionamento pela contratante e / ou gerenciadora. i) Bomba hidráulica helicoidal de baixo ruído. c) Fechadura eletromecânica. aprovação e a liberação para a execução 290 de 734 . Além das características acima o elevador deverá atender a norma NBR 12892. 3) Tabela de Pagamento: % 20% NÚMERO DE PARCELAS ( TRÊS ) 1ª Parcela na apresentação do contrato de fornecimento do elevador e do projeto executivo pela contratada. j) Cabina em chapas de alumínio pintado com tinta epóxi e cura a quente – cor a definir. após análise.PERCURSO ATÉ 1. h) Movimentação por fuso.00 m de altura. aprovação e a liberação para a execução pela contratante e / ou gerenciadora.00 M NAS DIMENSÕES (900 X 1400) MM .00 M DE ALTURA 1) Será medido por conjunto de plataforma instalada e pago em porcentagens conforme tabela de pagamento do item 3 (cj). O item não remunera a alvenaria.

contendo as seguintes características: a) Proteção lateral. e) Piso emborrachado antiderrapante. Além das características acima o elevador deverá atender a norma NBR 15655-1.PERCURSO SUPERIOR A 1.00 M NAS DIMENSÕES (900 X 1400) MM . 30. 20% 60% 2ª Parcela para entrega da plataforma na obra.Critérios de Medição e Remuneração .00 m de altura. h) Movimentação por fuso. instalação e a realização dos testes de aceite e aprovação final para funcionamento pela contratante e / ou gerenciadora. 2) O item remunera o fornecimento e instalação de plataforma para elevação até 2. 3) Tabela de Pagamento: % 20% NÚMERO DE PARCELAS ( TRÊS ) 1ª Parcela na apresentação do contrato de fornecimento da plataforma e do projeto executivo pela contratada. 2ª Parcela para entrega da plataforma na obra.00 M DE ALTURA 1) Será medido por conjunto de plataforma instalada e pago em porcentagens conforme tabela de pagamento do item 3 (cj). instalação e a realização dos testes de aceite e aprovação final para funcionamento pela contratante e / ou gerenciadora.04 PLATAFORMA PARA ELEVAÇÃO ATÉ 2. g) Sensor de segurança na parte inferior da plataforma. 20% 60% 291 de 734 . 3ª Parcela após montagem. 3ª Parcela após montagem.00 m nas dimensões de 900 x 1400 mm.14. capacidade máxima de 250 kg e percurso superior a 1. d) Barra de proteção. aprovação e a liberação para a execução pela contratante e / ou gerenciadora. b) Porta de segurança.Boletim 156 pela contratante e / ou gerenciadora. c) Fechadura eletromecânica. f) Botão de emergência. após análise.

2) O item remunera o fornecimento de placas de espuma flexível de poliuretano poliéter. 2) O item remunera o fornecimento e aplicação.06. da Illbruck. inclusive materiais acessórios e mão-de-obra necessária para a aplicação da lã de vidro. ou equivalente.06. entremeadas por reforço interno em fibra de vidro. 2) O item remunera o fornecimento de lã de vidro e / ou lã de rocha na espessura de 2" ( 50 mm ). auto-extingüível. com película de controle solar aplicada (m²).30 mm.0 CM 1) Será medido por área de superfície com isolamento acústico executado (m²). colado com adesivos especiais. 2) O item remunera o fornecimento de lã de vidro e / ou lã de rocha na espessura de 1" ( 25. ESPESSURA DE 5. de vidro. com espessura total de 0. remunera também o fornecimento de cola adesiva. ou poliuretano poliéster.Critérios de Medição e Remuneração . com a finalidade de isolamento térmico. inclusive materiais acessórios e mão-de-obra necessária para a aplicação da lã de vidro. conforme recomendações dos fabricantes. PROTEÇÃO E JUNTA 32. referência Sonexflexonic 50 / 75. 32. 32. tipo refletiva. referência Duralfoil 50 fabricante Gib. remunera também o fornecimento de ripas em Cupiúba ( "Goupia glabra" ). com superfície esculpida em cunhas anecóicas. espelhamento mínimo de 60% e espessura média de 0.03 LÃ DE VIDRO E / OU LÃ DE ROCHA COM ESPESSURA DE 2" 1) Será medido por área de superfície com aplicação de lã de vidro (m²). ou filme Prata da Look Film.2 mm. conforme o fabricante. em geral. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação das placas. 32. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação da lâmina sob telhados. ou Maçaranduba ( "Manilkara spp" ). COM REFORÇO INTERNO.. na cor prata. em vidro.0 cm e densidade média variável de 30 até 32 kg / m³. 32. PARA ISOLAÇÃO TÉRMICA 1) Será medido por área de superfície com isolamento térmico executado (m²).00 32. conhecida também como Paraju.00 IMPERMEABILIZAÇÃO.06. referência TM 1579 P da RPM. 2) O item remunera o fornecimento da lâmina refletiva revestida nas duas faces com alumínio.06.06.Boletim 156 32. conforme o fabricante. ou equivalente. ou em formato ondulado.23 PELÍCULA DE CONTROLE SOLAR REFLETIVA PARA APLICAÇÃO EM VIDRO 1) Será medido por área de superfície.00.06.01 ISOLAMENTOS TÉRMICOS / ACÚSTICOS LÃ DE VIDRO E / OU LÃ DE ROCHA COM ESPESSURA DE 1" 1) Será medido por área de superfície com aplicação de lã de vidro (m²). com transmissão luminosa máxima de 15%. ou equivalente. ou Sonique Wave 50 / 10 da Vibrasom. 292 de 734 .13 ESPUMA FLEXÍVEL DE POLIURETANO POLIÉTER / POLIÉSTER PARA ABSORÇÃO ACÚSTICA. com a finalidade de isolamento térmico. ou Qualy Gard Prata Profissional da Insulfilme. com espessura de 5. de película de controle solar auto- adesiva.4 mm ). na cor grafite. ou Fonac Profissional espessura de 50 mm da Sonoflex / Brasfor.15 LÂMINA REFLETIVA REVESTIDA EM ALUMÍNIO NAS DUAS FACES.

Critérios de Medição e Remuneração . ou Durolastic Poliuretano da Wolf Hacker. ou 084 da Petrox. ou equivalente. 32. conforme recomendações do fabricante. envelhecimento. ou equivalente. 32. ou Sikaflex 1A da Sika. instalação do corpo de apoio. 2) O item remunera o fornecimento de junta plástica de 3/4" x 1/8" para pisos fundidos no local e a mão-de-obra necessária para a colocação da junta.12 MANGUEIRA PLÁSTICA FLEXÍVEL PARA JUNTA DE DILATAÇÃO 1) Será medido por comprimento de mangueira plástica colocada (m). alvenaria. mármores. 2) O item remunera o fornecimento de mangueira plástica flexível de 3/4" e a mão-de-obra necessária para a colocação da mangueira em junta de dilatação. monocomponente à base de poliuretano resistente a abrasão. 2) O item remunera o fornecimento de selante não acético monocomponente à base de silicone. conforme recomendações do fabricante. com aderência em superfícies como: cerâmica.09 JUNTA DE DILATAÇÃO OU VEDAÇÃO COM MÁSTIQUE DE SILICONE. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços: limpeza da superfície da junta. corpo de apoio em Polietileno. 32. tipo crepe. água e intempéries. possibilitando a movimentação de até 50% da medida da largura da junta. juntas de painéis préfabricados em concreto. em juntas. na proporção 2:1 respectivamente nas dimensões horizontal e vertical.0 X 0. 2) O item remunera o fornecimento de asfalto oxidado tipo II. mascaramento das laterais com fita adesiva.07. 2) O item remunera o fornecimento de mástique em elastômero sintético. materiais acessórios e a mão-de-obra 293 de 734 .04 JUNTAS DE DILATAÇÃO JUNTA PLÁSTICA DE 3/4" X 1/8" 1) Será medido por comprimento de junta colocada (m). 1.Boletim 156 32. granito. referência Denverasfalto OX.07. onde será aplicado o mástique. INCLUSIVE GUIA DE APOIO EM POLIETILENO 1) Será medido por comprimento de junta com mástique colocado (m). conforme recomendações do fabricante.5 CM. aplicação do mástique.11 JUNTA A BASE DE ASFALTO OXIDADO A QUENTE 1) Será medido por volume de junta executada (cm³). 32. referência Vedaflex da Otto Baumgart. ou pedras em geral. conforme a norma NBR 9910.07.07.06 JUNTA DE LATÃO BITOLA DE 1/8" 1) Será medido por comprimento de junta colocada (m).07. remoção da fita adesiva e limpeza da superfície externa.16 JUNTA DE DILATAÇÃO ELÁSTICA A BASE DE POLIURETANO 1) Será medido por volume de mástique aplicado (cm³). ou Dow Corning 790 da Dow Corning.07. 32. ou equivalente. referência "Rhodiastic 567" da Rhodia.00 32. 2) O item remunera o fornecimento de junta em latão de 3/4" x 1/8" e a mão-de-obra necessária para a colocação da junta. polimerizado pela própria umidade do ar. com ponto de amolecimento variável de 75 até 85 / 95 ºC. remunera também o fornecimento de materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a aplicação do asfalto oxidado a quente.07. que vulcaniza em contato com o ar na temperatura ambiente formando um elastômero flexível. Indicado para juntas de dilatação e movimentação.

08. na espessura de 2. conforme recomendações do fabricante. constituída por: câmara elastomérica pré- 294 de 734 . ferro.0 cm. 2) O item remunera o fornecimento e instalação completa de junta elástica expansível nucleada FISSURAS. cerâmica e outros. 32. ou equivalente. inclusive acessórios e a mão-de-obra necessária para a execução da junta de dilatação. densidade de 20 a 25 kg / m³. 32. com 10 mm de largura e movimentação máxima de 15 mm modelo UT 10 VMA da Uniontech. 2) O item remunera o fornecimento de junta estrutural com perfilado termoplástico em PVC com bulbo oco para absorver os movimentos das juntas na tração. 2) O item remunera o fornecimento de poliestireno expandido de alta densidade classe P III.08.08.00 32.08. canais. calafetagem em geral. tipo crepe. MOVIMENTAÇÃO MÁXIMA DE 15 MM 1) Será medido por comprimento de junta executada (m). Não remunera o fornecimento e instalação de corpo de apoio.0 cm.08. ou equivalente. ou equivalente. ou Fungenband O-22 da Sika.Boletim 156 necessária para a execução dos serviços: limpeza da superfície da junta. alumínio. largura de 220 mm tipo mata-junta Vedacit O-22 da Otto Baumgart. 2) O item remunera o fornecimento de junta estrutural com perfilado termoplástico em PVC com bulbo oco para absorver os movimentos das juntas na tração. densidade de 20 a 25 kg / m³. largura de 120 mm tipo mata-junta Vedacit O-12 da Otto Baumgart. madeira. ESPESSURA DE 10 MM 1) Será medido por área de junta estrutural executada (m²).07 JUNTA ESTRUTURAL COM PERFIL ELASTOMÉRICO PARA ESTRUTURAS EM GERAL. 32.08. reservatórios de águas.Critérios de Medição e Remuneração . Indicado para juntas de fachadas e prédios em geral.01 JUNTAS DE DILATAÇÃO ESTRUTURAL JUNTA ESTRUTURAL COM POLIESTIRENO EXPANDIDO DE ALTA DENSIDADE P III. PAINÉIS E estrutural. 32. tipo isopor ou equivalente. mascaramento das laterais com fita adesiva. aplicação do mástique. juntas de piscinas. inclusive materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a execução de juntas estruturais. ou JJ 1015 M da Jeene. PERFIL O-12 1) Será medido por comprimento de junta de dilatação executada (m).06 JUNTA ESTRUTURAL COM PERFILADO TERMOPLÁSTICO EM PVC. onde será aplicado o mástique. PERFIL O-22 1) Será medido por comprimento de junta de dilatação executada (m). na espessura de 1. tipo isopor ou equivalente. compressão e cisalhamento. ou Fungenband O-12 da Sika. aderindo perfeitamente ao vidro.05 JUNTA ESTRUTURAL COM PERFILADO TERMOPLÁSTICO EM PVC. concreto. vedação de esquadrias e caixilhos. juntas entre estruturas e elementos pré-fabricados. conforme recomendações do fabricante.03 JUNTA ESTRUTURAL COM POLIESTIRENO EXPANDIDO DE ALTA DENSIDADE P III. remoção da fita adesiva e limpeza da superfície externa. compressão e cisalhamento. 2) O item remunera o fornecimento de poliestireno expandido de alta densidade classe P III. ESPESSURA DE 20 MM 1) Será medido por área de junta estrutural executada (m²). inclusive acessórios e a mão-de-obra necessária para a execução da junta de dilatação. limitador de profundidade. 32. inclusive materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a execução de juntas estruturais.

Boletim 156 formada à base de policloropreno ( neoprene ). passarelas.09 JUNTA ESTRUTURAL COM PERFIL ELASTOMÉRICO PARA ESTRUTURAS EM GERAL. 32. pressurização aplicada no interior das cavidades e lábios poliméricos composto por argamassa bi-componente à base de epóxi para reforço em bordas de concreto ou composto polimérico à base de uretano para pavimentos flexíveis.11 JUNTA ESTRUTURAL COM PERFIL ELASTOMÉRICO E LÁBIOS POLIMÉRICOS PARA OBRAS DE ARTE. 32. metal ). 32. PAINÉIS E estrutural. ou equivalente. que adere ao substrato ( concreto. adesivo epoxídico. adesivo epoxídico. ou JJ 3550 VV da Jeene. 2) O item remunera o fornecimento e instalação completa de junta elástica expansível nucleada FISSURAS. metal ) e pressurização aplicada no interior das cavidades.2 MPa. esgotos. MOVIMENTAÇÃO MÁXIMA DE 40 MM 1) Será medido por comprimento de junta executada (m). ou equivalente. 32. que adere ao substrato ( concreto. bi-componente. largura de 35 mm e movimentação máxima de 55 mm modelo UT 35 OAE da Uniontech. canais de irrigação. aplicação em aeroportos. piscinas. ou JJ 2540 VV da Jeene. metal ).13 JUNTA ESTRUTURAL COM PERFIL ELASTOMÉRICO E LÁBIOS POLIMÉRICOS PARA OBRAS DE ARTE. aplicação em aeroportos.00 32. aplicação em pontes. adesivo epoxídico. MOVIMENTAÇÃO MÁXIMA DE 30 MM 1) Será medido por comprimento de junta executada (m). reservatórios e obras com pressão hidrostáticas inferiores a 0. estruturas com grandes movimentações e pressões hidrostáticas até 0. esgotos.2 MPa. 2) O item remunera o fornecimento e instalação completa de junta elástica expansível nucleada estrutural com lábios poliméricos. viadutos. obras de arte especiais. piscinas. aplicação em pontes. lajes de cobertura. metal ) e pressurização aplicada no interior das cavidades.09. fissuras. com 20 mm de largura e movimentação máxima de 30 mm modelo UT 20 VMA da Uniontech. barragens. pressurização aplicada no interior das cavidades e lábios poliméricos composto por argamassa bi-componente à base de epóxi para reforço em bordas de concreto ou composto polimérico à base de uretano para pavimentos flexíveis. ou equivalente.08.8 MPa. viadutos. reservatórios e obras com pressões hidrostáticas inferiores a 0. estruturas com grandes movimentações e pressões hidrostáticas até 0. bi-componente. canais de irrigação.08. alvenarias. lajes de cobertura. que adere ao substrato ( concreto. obras de arte especiais. garagens. túneis. túneis. que adere ao substrato ( concreto.Critérios de Medição e Remuneração . constituída por: câmara elastomérica pré-formada à base de policloropreno ( neoprene ). constituída por: câmara elastomérica préformada à base de policloropreno ( neoprene ). garagens. bicomponente. 295 de 734 . 2) O item remunera o fornecimento e instalação completa de junta elástica expansível nucleada estrutural com lábios poliméricos. passarelas. largura de 25 mm e movimentação máxima de 40 mm modelo UT 25 OAE da Uniontech. fissuras.8 MPa. adesivo epoxídico. MOVIMENTAÇÃO MÁXIMA DE 55 MM 1) Será medido por comprimento de junta executada (m). bicomponente. ou JJ 2027 M da Jeene. alvenarias. constituída por: câmara elastomérica pré-formada à base de policloropreno ( neoprene ).08.09.02 APOIOS E AFINS CHAPAS DE AÇO EM BITOLAS MÉDIAS 1) Será medido por peso de chapa de aço utilizada (kg). barragens.

ou Nitocote EP 600 da Fosroc. ou Duropoxy Alcatrão da Wolf Hacker. referência Denvercoat Epoxi Alcatrão. aplicação. referência Denvercoat Epoxi Alcatrão.04 APOIO EM PLACAS DE NEOPRENE FRETADO 1) Será medido por volume. resistente à corrosão. 32. ou Viapoxi Alcatrão da Viapol. PARA RAMAIS SOB A TERRA. da resina epóxi-poliamida com alcatrão. ou Compound Coal Tar Epóxi da Otto Baumgart. ou Duropoxy Alcatrão da Wolf Hacker. ou Viapoxi Alcatrão da Viapol. COM DIÂMETRO NOMINAL ACIMA DE 1" ATÉ 2" 1) Será medido por comprimento de tubulação com proteção anticorrosiva executada (m). em uma demão. ou Duropoxy Alcatrão da Wolf Hacker. COM DIÂMETRO NOMINAL ACIMA DE 2" ATÉ 3" 1) Será medido por comprimento de tubulação com proteção anticorrosiva executada (m). referência Denvercoat Epoxi Alcatrão. 2) O item remunera o fornecimento de tinta à base de resinas epóxi-poliamida. primer epóxi cromato de zinco. À BASE DE RESINA EPÓXI COM ALCATRÃO. primer epóxi cromato de zinco.10. de acordo com as especificações do fabricante. resistente à corrosão. da Denver. base solvente. base solvente. com espessura de bitolas médias. aplicação do primer. em duas demãos. corrosiva e abrasiva. corrosiva e abrasiva. inclusive materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação da chapa.10. PARA RAMAIS SOB A TERRA. ou equivalente. da Denver. COM DIÂMETRO NOMINAL ATÉ 1" 1) Será medido por comprimento de tubulação com proteção anticorrosiva executada (m). ou Compound Coal Tar Epóxi da Otto Baumgart. 32. da resina epóxi-poliamida com alcatrão.Critérios de Medição e Remuneração . com resistência química. conforme recomendações do fabricante. em toda a superfície externa das tubulações. em uma demão. óleos. ou Viapoxi Alcatrão da Viapol. aplicação. para apoio ou junta de dilatação em estrutura.Boletim 156 2) O item remunera o fornecimento de chapa de aço. com resistência química. na cor preta. graxas. com resistência química. 32. combinada com alcatrão de hulha. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços: limpeza.10. de placa de neoprene utilizada (dm³). conforme recomendações do fabricante. base solvente. À BASE DE RESINA EPÓXI COM ALCATRÃO.05 ENVELOPE DE CONCRETO E PROTEÇÃO DE TUBOS PROTEÇÃO ANTICORROSIVA. resistente à corrosão.00 32. ou partículas soltas. na cor preta. ou equivalente. ou equivalente. primer epóxi cromato de zinco. em decímetros cúbicos. em duas demãos. 2) O item remunera o fornecimento de tinta à base de resinas epóxi-poliamida. 296 de 734 . corrosiva e abrasiva. em toda a superfície externa das tubulações.06 PROTEÇÃO ANTICORROSIVA. combinada com alcatrão de hulha. ou Nitocote EP 600 da Fosroc. 32. remoção de graxa. À BASE DE RESINA EPÓXI COM ALCATRÃO. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços: limpeza. combinada com alcatrão de hulha. ou partículas soltas. remoção de óleos. ou Nitocote EP 600 da Fosroc. da Denver.09. aplicação do primer. Indicado como proteção anticorrosiva para ramais sob a terra. de acordo com as especificações do fabricante. Indicado como proteção anticorrosiva para ramais sob a terra. 2) O item remunera o fornecimento de tinta à base de resinas epóxi-poliamida.07 PROTEÇÃO ANTICORROSIVA.10. inclusive materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a execução do apoio. PARA RAMAIS SOB A TERRA. 2) O item remunera o fornecimento de placa de neoprene fretado para apoio de estrutura. na cor preta. ou Compound Coal Tar Epóxi da Otto Baumgart.

297 de 734 . ou Viapoxi Alcatrão da Viapol. em toda a superfície externa das tubulações. combinada com alcatrão de hulha. referência Torofita.Boletim 156 materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços: limpeza. aplicação da fita em espiral. fabricada pela 3 M do Brasil. de acordo com as especificações do fabricante. ou fita à base de polietileno laminado. em toda a tubulação. para tubulações com solda longitudinal. em uma demão. para ramais sob a terra. ou partículas soltas. recobrimento das juntas soldadas da tubulação com uma volta de fita. ou equivalente. aplicação do primer. aplicação de uma tira de fita sobre o cordão de solda. da resina epóxi-poliamida com alcatrão.08 PROTEÇÃO ANTICORROSIVA. COM FITA ADESIVA. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços: limpeza. fabricada pela Toro Indústria e Comércio Ltda. para tubulações com solda longitudinal. Indicado como proteção anticorrosiva para ramais sob a terra. à base de cloreto polivinílico PVC no dorso e na outra face adesivo sensível à pressão. ou Duropoxy Alcatrão da Wolf Hacker. de acordo com as especificações do fabricante. de acordo com as recomendações do fabricante. graxas. 2) O item remunera o fornecimento de fita adesiva anticorrosiva. recoberta em uma das faces por elastômeros modificados. ou Compound Coal Tar Epóxi da Otto Baumgart. remoção de óleos. referência Fita Anticorrosiva 50 Scotchrap. COM DIÂMETRO NOMINAL ATÉ 1" 1) Será medido por comprimento de tubulação com proteção anticorrosiva executada (m). primer epóxi cromato de zinco. aplicação da fita em espiral. PARA RAMAIS SOB A TERRA.Critérios de Medição e Remuneração . resistente à corrosão. recobrimento das juntas soldadas da tubulação com uma volta de fita. aplicação do primer. conforme recomendações do fabricante. remoção de óleos. corrosiva e abrasiva. ou fita à base de polietileno laminado. para ramais sob a terra. ou Nitocote EP 600 da Fosroc. ou partículas soltas. da resina epóxi-poliamida com alcatrão. recoberta em uma das faces por elastômeros modificados. e secagem de toda a superfície externa das tubulações. de acordo com as recomendações do fabricante. ou partículas soltas. referência Denvercoat Epoxi Alcatrão. em toda a tubulação.10. antes da aplicação em todo o tubo. com 50 mm de largura.10. com 50 mm de largura. aplicação. referência Fita Anticorrosiva 50 Scotchrap. remoção de óleos. base solvente. da Denver. Indicado como proteção anticorrosiva para ramais sob a terra. fabricada pela Toro Indústria e Comércio Ltda.09 PROTEÇÃO ANTICORROSIVA. referência Torofita. graxas. fabricada pela 3 M do Brasil. 32. COM DIÂMETRO NOMINAL ACIMA DE 1" ATÉ 2" 1) Será medido por comprimento de tubulação com proteção anticorrosiva executada (m). em duas demãos. antes da aplicação em todo o tubo. em duas demãos. 2) O item remunera o fornecimento de tinta à base de resinas epóxi-poliamida. COM DIÂMETRO NOMINAL ACIMA DE 3" ATÉ 4" 1) Será medido por comprimento de tubulação com proteção anticorrosiva executada (m). aplicação. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços: limpeza. com a metade sobreposta. em uma demão. ou partículas soltas. COM FITA ADESIVA.. PARA RAMAIS SOB A TERRA. aplicação de uma tira de fita sobre o cordão de solda. com antifungo. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços: limpeza.10. 32. com resistência química. graxas.10 PROTEÇÃO ANTICORROSIVA. ou equivalente.. em toda a superfície externa das tubulações. 32. À BASE DE RESINA EPÓXI COM ALCATRÃO. graxas. ou equivalente. com a metade sobreposta. com antifungo. e secagem de toda a superfície externa das tubulações. conforme recomendações do fabricante. 2) O item remunera o fornecimento de fita adesiva anticorrosiva. PARA RAMAIS SOB A TERRA. à base de cloreto polivinílico PVC no dorso e na outra face adesivo sensível à pressão. na cor preta. remoção de óleos.

COM DIÂMETRO NOMINAL ACIMA DE 5" ATÉ 6" 1) Será medido por comprimento de tubulação com proteção anticorrosiva executada (m)..10. aplicação da fita em espiral. 32. com antifungo. para ramais sob a terra. ou equivalente. recobrimento das juntas soldadas da tubulação com uma volta de fita. graxas. recoberta em uma das faces por elastômeros modificados. para tubulações com solda longitudinal. ou fita à base de polietileno laminado. antes da aplicação em todo o tubo. 32. recoberta em uma das faces por elastômeros modificados. recobrimento das juntas soldadas da tubulação com uma volta de fita. PARA RAMAIS SOB A TERRA. ou fita à base de polietileno laminado. aplicação de uma tira de fita sobre o cordão de solda. referência Torofita. remoção de óleos. aplicação da fita em espiral. COM DIÂMETRO NOMINAL ACIMA DE 3" ATÉ 4" 1) Será medido por comprimento de tubulação com proteção anticorrosiva executada (m). antes da aplicação em todo o tubo. COM FITA ADESIVA.Critérios de Medição e Remuneração . ou partículas soltas. COM DIÂMETRO NOMINAL ACIMA DE 5" ATÉ 6" 1) Será medido por comprimento de tubulação com proteção anticorrosiva executada (m).. à base de cloreto polivinílico PVC no dorso e na outra face adesivo sensível à pressão. aplicação de uma tira de fita sobre o cordão de solda. aplicação de uma tira de fita sobre o cordão de solda. com a metade sobreposta.10. fabricada pela 3 M do Brasil. 2) O item remunera o fornecimento de fita adesiva anticorrosiva. de acordo com as recomendações do fabricante. remoção de óleos. referência Fita Anticorrosiva 50 Scotchrap. e secagem de toda a superfície externa das tubulações. de acordo com as recomendações do fabricante. à base de cloreto polivinílico PVC no dorso e na outra face adesivo sensível à pressão. para ramais sob a terra. graxas. COM DIÂMETRO NOMINAL ACIMA DE 2" ATÉ 3" 1) Será medido por comprimento de tubulação com proteção anticorrosiva executada (m).16 PROTEÇÃO ANTICORROSIVA. em toda a tubulação. 2) O item remunera o fornecimento de fita adesiva anticorrosiva. recoberta em uma das faces por elastômeros modificados. com antifungo. fabricada pela Toro Indústria e Comércio Ltda. PARA RAMAIS SOB A TERRA.11 PROTEÇÃO ANTICORROSIVA. aplicação da fita em espiral. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços: limpeza. ou equivalente. em toda a tubulação. graxas. ou partículas soltas. para tubulações com solda longitudinal. fabricada pela 3 M do Brasil. remoção de óleos. e secagem de toda a superfície externa das tubulações. ou equivalente. à base de cloreto polivinílico PVC no dorso e na outra face adesivo sensível à pressão. PARA RAMAIS SOB A TERRA.10. com a metade sobreposta. para ramais sob a terra. COM FITA ADESIVA. 32. ou fita à base de polietileno laminado. com 100 mm de largura. fabricada pela Toro Indústria e Comércio Ltda.. fabricada pela Toro Indústria e Comércio Ltda. de acordo com as recomendações do fabricante. com 100 mm de largura. 298 de 734 . referência Fita Anticorrosiva 50 Scotchrap. À BASE DE RESINA EPÓXI COM ALCATRÃO. com antifungo. com a metade sobreposta. para tubulações com solda longitudinal.14 PROTEÇÃO ANTICORROSIVA. com 100 mm de largura. PARA RAMAIS SOB A TERRA. referência Torofita.12 PROTEÇÃO ANTICORROSIVA.10. em toda a tubulação. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços: limpeza. 2) O item remunera o fornecimento de fita adesiva anticorrosiva.Boletim 156 32. antes da aplicação em todo o tubo. referência Fita Anticorrosiva 50 Scotchrap. e secagem de toda a superfície externa das tubulações. recobrimento das juntas soldadas da tubulação com uma volta de fita. fabricada pela 3 M do Brasil. COM FITA ADESIVA. referência Torofita. ou partículas soltas. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços: limpeza.

combinada com alcatrão de hulha. referência Denvercoat Epoxi Alcatrão. primer epóxi cromato de zinco. constituída por: camada de lã de rocha e/ou lã de vidro. constituída por: camada de lã de rocha e/ou lã de vidro.11. com resistência química.Critérios de Medição e Remuneração . 2) O item remunera o fornecimento e instalação de calha isolante para tubulação de 1 1/2". 2) O item remunera o fornecimento e instalação de calha isolante para tubulação de 2". chapa nº015 e amarração por meio de cintas de alumínio.03 CALHA ISOLANTE COM LÃ DE VIDRO E / OU LÃ DE ROCHA. revestimento com papel kraft. base solvente. proteção em alumínio corrugado. ou equivalente. 32. PARA TUBULAÇÃO DE 1" 1) Será medido por comprimento de calha instalada (m).11. revestimento com papel Kraft. de acordo com as especificações do fabricante. 32. ou Viapoxi Alcatrão da Viapol. na cor preta. 32. aplicação. chapa nº015 e amarração por meio de cintas de alumínio. PARA TUBULAÇÃO DE 1 1/2" 1) Será medido por comprimento de calha instalada (m). em duas demãos.11. com espessura de 1". ou Coaltar Epóxi da Otto Baumgart. bipartida. constituída por: camada de lã de rocha e/ou lã de vidro. chapa nº015 e amarração por meio de cintas de alumínio. bipartida. 2) O item remunera o fornecimento e instalação de calha isolante para tubulação de 3/4". com espessura de 1". 32. chapa nº015 e amarração por meio de cintas de alumínio.11.05 CALHA ISOLANTE COM LÃ DE VIDRO E / OU LÃ DE ROCHA. proteção em alumínio corrugado. bipartida. constituída por: camada de lã de rocha e/ou lã de vidro. ESPESSURA DE 1".02 CALHA ISOLANTE COM LÃ DE VIDRO E / OU LÃ DE ROCHA. ESPESSURA DE 1". PARA TUBULAÇÃO DE 2" 1) Será medido por comprimento de calha instalada (m). em uma demão.11. ou Durapóxi Alcatrão da Wolf Hacker. da resina epóxi-poliamida com alcatrão. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços: limpeza. da Denver. graxas.01 ISOLANTES TÉRMICOS PARA TUBOS E DUTOS CALHA ISOLANTE COM LÃ DE VIDRO E / OU LÃ DE ROCHA. em toda a superfície externa das tubulações. 32. PARA TUBULAÇÃO DE 3/4" 1) Será medido por comprimento de calha instalada (m). ESPESSURA DE 1". ou Nitocote EP 600 da Fosroc.Boletim 156 2) O item remunera o fornecimento de tinta à base de resinas epóxi-poliamida. corrosiva e abrasiva. 2) O item remunera o fornecimento e instalação de calha isolante para tubulação de 1".00 32. conforme recomendações do fabricante. ESPESSURA DE 1". com espessura de 1".11. proteção em alumínio corrugado. ou Sikaguard 64 da Sika. remoção de óleos. aplicação do primer. proteção em alumínio corrugado. resistente à corrosão. ESPESSURA DE 1".04 CALHA ISOLANTE COM LÃ DE VIDRO E / OU LÃ DE ROCHA. Indicado como proteção anticorrosiva para ramais sob a terra. revestimento com papel kraft. com espessura de 1". ou partículas soltas. PARA TUBULAÇÃO DE 1/2" 299 de 734 . bipartida. revestimento com papel kraft.

11.Boletim 156 1) Será medido por comprimento de calha instalada (m).11.Critérios de Medição e Remuneração .11. constituída por: camada de lã de rocha e/ou lã de vidro. chapa nº015 e amarração por meio de cintas de alumínio. revestimento com papel Kraft. 2) O item remunera o fornecimento e instalação de folha em alumínio corrugado 015 revestido em papel kraft para isolamento térmico. constituída por: camada de lã de rocha e/ou lã de vidro. ESPESSURA DE 1". bipartida. revestimento com papel Kraft. proteção em alumínio corrugado. PARA TUBULAÇÃO DE 3" 1) Será medido por comprimento de calha instalada (m). chapa nº015 e amarração por meio de cintas de alumínio.07 CALHA ISOLANTE COM LÃ DE VIDRO E / OU LÃ DE ROCHA. com espessura de 1". proteção em alumínio corrugado. bipartida. ESPESSURA DE 1". bipartida. 32. existentes ou novas. proteção em alumínio corrugado.15 PROTEÇÃO PARA ISOLAMENTO TÉRMICO EM ALUMÍNIO 1) Será medido por área de superfície em alumínio instalado (m²).11. revestimento com papel Kraft. PARA TUBULAÇÃO DE 1 1/4" 1) Será medido por comprimento de calha instalada (m). Remunera também o fornecimento de materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação da folha em alumínio em tubulações de refrigeração ou climatização. 32. com espessura de 1". proteção em alumínio corrugado. ESPESSURA DE 5 MM. 2) O item remunera o fornecimento e instalação de calha isolante para tubulação de 3". ESPESSURA DE 1". chapa nº015 e amarração por meio de cintas de alumínio. 32. constituída por: camada de lã de rocha e/ou lã de vidro. 32.06 CALHA ISOLANTE COM LÃ DE VIDRO E / OU LÃ DE ROCHA. 2) O item remunera o fornecimento e instalação de calha isolante para tubulação de 4". 2) O item remunera o fornecimento e instalação de calha isolante para tubulação de 1 1/4". 2) O item remunera o fornecimento e instalação de calha isolante para tubulação de 2 1/2". proteção em alumínio corrugado. PARA TUBULAÇÃO DE 2 1/2" 1) Será medido por comprimento de calha instalada (m). com espessura de 1". chapa nº015 e amarração por meio de cintas de alumínio. bipartida.08 CALHA ISOLANTE COM LÃ DE VIDRO E / OU LÃ DE ROCHA.09 CALHA ISOLANTE COM LÃ DE VIDRO E / OU LÃ DE ROCHA. 32.20 ISOLAMENTO TÉRMICO EM POLIETILENO EXPANDIDO. constituída por: camada de lã de rocha e/ou lã de vidro. 32. chapa nº015 e amarração por meio de cintas de alumínio. constituída por: camada de lã de rocha e/ou lã de vidro.11. ESPESSURA DE 1". revestimento com papel Kraft. 300 de 734 . bipartida. PARA TUBULAÇÃO DE 4" 1) Será medido por comprimento de calha instalada (m). PARA TUBULAÇÃO DE 1/2" ( 15 MM ) 1) Será medido por comprimento de isolamento térmico instalado (m).11. revestimento com papel Kraft. 2) O item remunera o fornecimento e instalação de calha isolante para tubulação de 1/2". com espessura de 1". com espessura de 1".

conforme norma ASTM-G-23. C) Densidade mínima 35. conforme Norma ASTM-0-1623-78. com aproximadamente 400 células / cm².5 kg / m³ de densidade.21 ISOLAMENTO TÉRMICO EM POLIETILENO EXPANDIDO. E) Absorção da água menor que 0. B) Estrutura celular fechada. K) Resistência ao ambiente.4% em volume após 28 dias de imersão. conforme norma DIN 53122. conforme o fabricante.902 g / m²d p / 15 mm. para tubulação de 1/2" ( 15 mm ) com as características: A) Espessura 5 mm + 1 mm.6 kg / cm² com 24. ou equivalente desde que atenda às características técnicas acima descritas.030 kcal / mh a 20ºC. H) Faixa de efetividade de isolamento de (-) 70ºC/ 40ºC até (+) 90ºC.030 kcal / mh a 20ºC. 301 de 734 . fabricação Eluma. ESPESSURA DE 5 MM. conforme recomendações dos fabricantes.Boletim 156 2) O item remunera o fornecimento e instalação de isolamento térmico em polietileno expandido. ou Polipex.0 + 5.0 kg / m³. M) Protótipo comercial Elumaflex. H) Faixa de efetividade de isolamento de (-) 70ºC/ 40ºC até (+) 90ºC. 32.6 kg / cm² com 24.11.0 kg / m³. ou 0.5 kg / m³ de densidade.4% em volume após 28 dias de imersão. Remunera também o fornecimento de materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação do isolante térmico flexível em tubulações de refrigeração ou água quente. G) Contratividade térmica menor que 1% após 96 horas a 80ºC. Resistência à tração de 2.035 W /mk. C) Densidade mínima 35. conforme o fabricante. F) Difusão de vapor d'água de 0. Resistência à tração de 2. B) Estrutura celular fechada. L) Pode ser pintado. D) Condutividade térmica de 0. I) J) Retardante à chama conforme normas NBR 11948 / 1992 e NBR 7358 / 1988 R2. E) Absorção da água menor que 0.Critérios de Medição e Remuneração . G) Contratividade térmica menor que 1% após 96 horas a 80ºC. conforme Norma ASTM-0-1623-78. conforme norma DIN 53428. 2) O item remunera o fornecimento e instalação de isolamento térmico em polietileno expandido. ou 0.035 W /mk. F) Difusão de vapor d'água de 0. fabricação Polipex. PARA TUBULAÇÃO DE 3/4" ( 22 MM ) 1) Será medido por comprimento de isolamento térmico instalado (m). I) J) Retardante à chama conforme normas NBR 11948 / 1992 e NBR 7358 / 1988 R2. conforme norma DIN 53122. D) Condutividade térmica de 0.0 + 5. conforme norma DIN 53428. para tubulação de 3/4" ( 22 mm ) com as características: A) Espessura 5 mm + 1 mm. inodoro e atóxico.902 g / m²d p / 15 mm. existentes ou novas. com aproximadamente 400 células / cm².

ou equivalente desde que atenda às características técnicas acima descritas. para tubulação de 1" ( 28 mm ) com as características: A) Espessura 5 mm + 1 mm.6 kg / cm² com 24.030 kcal / mh a 20ºC. B) Estrutura celular fechada.902 g / m²d p / 15 mm. existentes ou novas. L) Pode ser pintado.0 kg / m³. para tubulação de 1 1/4" ( 35 mm ) com as características: A) Espessura 10 mm + 1 mm.035 W /mk. conforme recomendações dos fabricantes. conforme recomendações dos fabricantes. F) Difusão de vapor d'água de 0. H) Faixa de efetividade de isolamento de (-) 70ºC/ 40ºC até (+) 90ºC. existentes ou novas. 302 de 734 . ESPESSURA DE 10 MM. G) Contratividade térmica menor que 1% após 96 horas a 80ºC. fabricação Eluma. C) Densidade mínima 35. Remunera também o fornecimento de materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação do isolante térmico flexível em tubulações de refrigeração ou água quente. L) Pode ser pintado. conforme norma DIN 53122. conforme o fabricante.Critérios de Medição e Remuneração . inodoro e atóxico. 32. I) J) Retardante à chama conforme normas NBR 11948 / 1992 e NBR 7358 / 1988 R2. D) Condutividade térmica de 0. ESPESSURA DE 5 MM. PARA TUBULAÇÃO DE 1 1/4" ( 35 MM ) 1) Será medido por comprimento de isolamento térmico instalado (m). fabricação Polipex. com aproximadamente 400 células / cm². 2) O item remunera o fornecimento e instalação de isolamento térmico em polietileno expandido.23 ISOLAMENTO TÉRMICO EM POLIETILENO EXPANDIDO. M) Protótipo comercial Elumaflex. ou equivalente desde que atenda às características técnicas acima descritas. M) Protótipo comercial Elumaflex. com aproximadamente 400 células / cm². PARA TUBULAÇÃO DE 1" ( 28 MM ) 1) Será medido por comprimento de isolamento térmico instalado (m). 32.4% em volume após 28 dias de imersão.22 ISOLAMENTO TÉRMICO EM POLIETILENO EXPANDIDO. Resistência à tração de 2. inodoro e atóxico. fabricação Polipex. ou 0. fabricação Eluma.11.Boletim 156 K) Resistência ao ambiente. 2) O item remunera o fornecimento e instalação de isolamento térmico em polietileno expandido. conforme norma DIN 53428. Remunera também o fornecimento de materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação do isolante térmico flexível em tubulações de refrigeração ou água quente.0 + 5. B) Estrutura celular fechada. ou Polipex. conforme norma ASTM-G-23. ou Polipex. conforme norma ASTM-G-23. E) Absorção da água menor que 0.5 kg / m³ de densidade. conforme Norma ASTM-0-1623-78. K) Resistência ao ambiente.11.

4% em volume após 28 dias de imersão. M) Protótipo comercial Elumaflex. ou 0.5 kg / m³ de densidade.030 kcal / mh a 20ºC. conforme norma DIN 53122. F) Difusão de vapor d'água de 0. ou Polipex. B) Estrutura celular fechada. conforme norma DIN 53122.0 kg / m³. inodoro e atóxico. 303 de 734 . ESPESSURA DE 10 MM. fabricação Eluma.Boletim 156 C) Densidade mínima 35.0 kg / m³.6 kg / cm² com 24. com aproximadamente 400 células / cm².0 + 5.5 kg / m³ de densidade. ou equivalente desde que atenda às características técnicas acima descritas. conforme norma ASTM-G-23.035 W /mk. Remunera também o fornecimento de materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação do isolante térmico flexível em tubulações de refrigeração ou água quente.24 ISOLAMENTO TÉRMICO EM POLIETILENO EXPANDIDO. conforme norma ASTM-G-23.0 + 5. E) Absorção da água menor que 0. E) Absorção da água menor que 0. Resistência à tração de 2.Critérios de Medição e Remuneração . conforme norma DIN 53428. conforme norma DIN 53428. G) Contratividade térmica menor que 1% após 96 horas a 80ºC. ou Polipex. K) Resistência ao ambiente. I) J) Retardante à chama conforme normas NBR 11948 / 1992 e NBR 7358 / 1988 R2.902 g / m²d p / 15 mm. conforme o fabricante. G) Contratividade térmica menor que 1% após 96 horas a 80ºC. D) Condutividade térmica de 0. 2) O item remunera o fornecimento e instalação de isolamento térmico em polietileno expandido. PARA TUBULAÇÃO DE 1 1/2" ( 42 MM ) 1) Será medido por comprimento de isolamento térmico instalado (m).11. D) Condutividade térmica de 0. fabricação Eluma. C) Densidade mínima 35. fabricação Polipex. H) Faixa de efetividade de isolamento de (-) 70ºC/ 40ºC até (+) 90ºC.030 kcal / mh a 20ºC. conforme recomendações dos fabricantes. 32. K) Resistência ao ambiente. para tubulação de 1 1/2" ( 42 mm ) com as características: A) Espessura 10 mm + 1 mm. L) Pode ser pintado. I) J) Retardante à chama conforme normas NBR 11948 / 1992 e NBR 7358 / 1988 R2. conforme Norma ASTM-0-1623-78.6 kg / cm² com 24. existentes ou novas. fabricação Polipex.4% em volume após 28 dias de imersão. L) Pode ser pintado.035 W /mk. F) Difusão de vapor d'água de 0. Resistência à tração de 2.902 g / m²d p / 15 mm. ou equivalente desde que atenda às características técnicas acima descritas. conforme Norma ASTM-0-1623-78. H) Faixa de efetividade de isolamento de (-) 70ºC/ 40ºC até (+) 90ºC. ou 0. inodoro e atóxico. conforme o fabricante. M) Protótipo comercial Elumaflex.

5 kg / m³ de densidade. com aproximadamente 400 células / cm².11.030 kcal / mh a 20ºC. F) Difusão de vapor d'água de 0. C) Densidade mínima 35. PARA TUBULAÇÃO DE 2 1/2" ( 66 MM ) 1) Será medido por comprimento de isolamento térmico instalado (m). G) Contratividade térmica menor que 1% após 96 horas a 80ºC. ou Polipex. existentes ou novas. M) Protótipo comercial Elumaflex. conforme recomendações dos fabricantes. L) Pode ser pintado. 32. E) Absorção da água menor que 0. ou 0. I) J) Retardante à chama conforme normas NBR 11948 / 1992 e NBR 7358 / 1988 R2.902 g / m²d p / 15 mm. conforme o fabricante. conforme norma ASTM-G-23.Critérios de Medição e Remuneração . existentes ou novas. Remunera também o fornecimento de materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação do isolante térmico flexível em tubulações de refrigeração ou água quente. K) Resistência ao ambiente.6 kg / cm² com 24. fabricação Eluma. 2) O item remunera o fornecimento e instalação de isolamento térmico em polietileno expandido. B) Estrutura celular fechada.11. 304 de 734 .035 W /mk.26 ISOLAMENTO TÉRMICO EM POLIETILENO EXPANDIDO.0 + 5. conforme norma DIN 53428. inodoro e atóxico. B) Estrutura celular fechada.0 kg / m³. 32.030 kcal / mh a 20ºC. E) Absorção da água menor que 0. conforme norma DIN 53122.25 ISOLAMENTO TÉRMICO EM POLIETILENO EXPANDIDO. D) Condutividade térmica de 0. com aproximadamente 400 células / cm². PARA TUBULAÇÃO DE 2" ( 54 MM ) 1) Será medido por comprimento de isolamento térmico instalado (m). D) Condutividade térmica de 0. conforme Norma ASTM-0-1623-78. 2) O item remunera o fornecimento e instalação de isolamento térmico em polietileno expandido.0 + 5. ou equivalente desde que atenda às características técnicas acima descritas.Boletim 156 Remunera também o fornecimento de materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação do isolante térmico flexível em tubulações de refrigeração ou água quente. H) Faixa de efetividade de isolamento de (-) 70ºC/ 40ºC até (+) 90ºC. C) Densidade mínima 35. ou 0. fabricação Polipex.035 W /mk.0 kg / m³. ESPESSURA DE 10 MM.4% em volume após 28 dias de imersão. para tubulação de 2" ( 54 mm ) com as características: A) Espessura 10 mm + 1 mm. conforme norma DIN 53428.4% em volume após 28 dias de imersão. Resistência à tração de 2. para tubulação de 2 1/2" ( 66 mm ) com as características: A) Espessura 10 mm + 1 mm. ESPESSURA DE 10 MM. conforme recomendações dos fabricantes.

referência Armaflex da Armacell ou equivalente. Remunera também o fornecimento de materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação do isolante térmico flexível em tubulações de refrigeração ou climatização. ESPESSURA 9 A 12 MM. Remunera também o fornecimento de materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação do isolante térmico flexível em tubulações de refrigeração ou climatização. referência Armaflex da Armacell ou equivalente.11. espessura de 9 a 12 mm. espessura de 9 a 12 mm.6 kg / cm² com 24. para tubulação de cobre com diâmetro de 5/8" (15 mm) ou tubulação de ferro com diâmetro de 1/4" (13. inodoro e atóxico. para tubulação de cobre com diâmetro de 1/4" (6 mm). para tubulação de cobre com diâmetro de 1/2" (12 mm). conforme o fabricante. Remunera também o fornecimento de materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação do isolante térmico flexível em tubulações de refrigeração ou climatização. 32. L) Pode ser pintado. 2) O item remunera o fornecimento e instalação de isolamento térmico em espuma elastomérica. 32. PARA TUBULAÇÃO DE 5/8" ( COBRE ) OU 1/4" ( FERRO ) 1) Será medido por comprimento de isolamento térmico instalado (m). conforme recomendações do fabricante. Remunera também o fornecimento de materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação do isolante térmico flexível em tubulações de refrigeração ou água quente. I) J) Retardante à chama conforme normas NBR 11948 / 1992 e NBR 7358 / 1988 R2. espessura de 9 a 12 mm. existentes ou novas.Boletim 156 F) Difusão de vapor d'água de 0. 2) O item remunera o fornecimento e instalação de isolamento térmico em espuma elastomérica.11. PARA TUBULAÇÃO DE 1/4" ( COBRE ) 1) Será medido por comprimento de isolamento térmico instalado (m). fabricação Eluma. ou equivalente desde que atenda às características técnicas acima descritas. conforme recomendações do fabricante.5 kg / m³ de densidade. 305 de 734 . M) Protótipo comercial Elumaflex.5 mm). ou Polipex. conforme norma ASTM-G-23. conforme recomendações do fabricante. conforme Norma ASTM-0-1623-78.29 ISOLAMENTO TÉRMICO EM ESPUMA ELASTOMÉRICA ESPESSURA DE 9 A 12 MM. K) Resistência ao ambiente. conforme recomendações dos fabricantes. referência Armaflex da Armacell ou equivalente. existentes ou novas. G) Contratividade térmica menor que 1% após 96 horas a 80ºC. fabricação Polipex.27 ISOLAMENTO TÉRMICO EM ESPUMA ELASTOMÉRICA. existentes ou novas.902 g / m²d p / 15 mm.28 ISOLAMENTO TÉRMICO EM ESPUMA ELASTOMÉRICA. conforme norma DIN 53122. PARA TUBULAÇÃO DE 1/2" (COBRE) 1) Será medido por comprimento de isolamento térmico instalado (m).Critérios de Medição e Remuneração . 32. existentes ou novas. 2) O item remunera o fornecimento e instalação de isolamento térmico em espuma elastomérica. H) Faixa de efetividade de isolamento de (-) 70ºC/ 40ºC até (+) 90ºC. ESPESSURA 9 A 12 MM.11. Resistência à tração de 2.

espessura de 19 a 26mm. 2) O item remunera o fornecimento e instalação de isolamento térmico em espuma elastomérica. referência Armaflex da Armacell ou equivalente. para tubulação de cobre com diâmetro de 1" (25 mm). existentes ou novas. referência Armaflex da Armacell ou equivalente. espessura de 19 a 26mm . espessura de 19 a 26mm. 2) O item remunera o fornecimento e instalação de isolamento térmico em espuma elastomérica.3 mm). existentes ou novas.9 mm).33 ISOLAMENTO TÉRMICO EM ESPUMA ELASTOMÉRICA ESPESSURA DE 19 A 26 MM. referência Armaflex da Armacell ou equivalente.4 mm). PARA TUBULAÇÃO DE 1" ( COBRE ) 1) Será medido por comprimento de isolamento térmico instalado (m). para tubulação de cobre com diâmetro de 1 3/8" (35 mm) ou tubulação de ferro com diâmetro de 1" (33. existentes ou novas. conforme recomendações do fabricante. Remunera também o fornecimento de materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a 306 de 734 . conforme recomendações do fabricante. PARA TUBULAÇÃO DE 1 5/8" ( COBRE ) OU 1 1/4" ( FERRO ) 1) Será medido por comprimento de isolamento térmico instalado (m). PARA TUBULAÇÃO DE 1 3/8" ( COBRE ) OU 1" ( FERRO ) 1) Será medido por comprimento de isolamento térmico instalado (m). PARA TUBULAÇÃO DE 1 1/8" ( COBRE ) OU 3/4" ( FERRO ) 1) Será medido por comprimento de isolamento térmico instalado (m).Critérios de Medição e Remuneração . para tubulação de cobre com diâmetro de 1 1/8" (28 mm) ou tubulação de ferro com diâmetro de 3/4" (26.31 ISOLAMENTO TÉRMICO EM ESPUMA ELASTOMÉRICA ESPESSURA DE 19 A 26 MM.30 ISOLAMENTO TÉRMICO EM ESPUMA ELASTOMÉRICA ESPESSURA DE 9 A 12 MM.Boletim 156 32. espessura de 19 a 26mm.11. Remunera também o fornecimento de materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação do isolante térmico flexível em tubulações de refrigeração ou climatização. 2) O item remunera o fornecimento e instalação de isolamento térmico em espuma elastomérica.7 mm). para tubulação de cobre com diâmetro de 1 5/8" (42 mm) ou tubulação de ferro com diâmetro de 1 1/4" (42. 2) O item remunera o fornecimento e instalação de isolamento térmico em espuma elastomérica. 32.32 ISOLAMENTO TÉRMICO EM ESPUMA ELASTOMÉRICA ESPESSURA DE 19 A 26 MM. Remunera também o fornecimento de materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação do isolante térmico flexível em tubulações de refrigeração ou climatização. 2) O item remunera o fornecimento e instalação de isolamento térmico em espuma elastomérica.11. 32. para tubulação de cobre com diâmetro de 7/8" (22 mm) ou tubulação de ferro com diâmetro de 1/2" (21. Remunera também o fornecimento de materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação do isolante térmico flexível em tubulações de refrigeração ou climatização.11.11.34 ISOLAMENTO TÉRMICO EM ESPUMA ELASTOMÉRICA ESPESSURA DE 19 A 26 MM. referência Armaflex da Armacell ou equivalente. conforme recomendações do fabricante. 32. referência Armaflex da Armacell ou equivalente. espessura de 9 a 12 mm. Remunera também o fornecimento de materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação do isolante térmico flexível em tubulações de refrigeração ou climatização.11. PARA TUBULAÇÃO DE 7/8" ( COBRE ) OU 1/2" ( FERRO ) 1) Será medido por comprimento de isolamento térmico instalado (m). 32. conforme recomendações do fabricante. existentes ou novas.

existentes ou novas. 2) O item remunera o fornecimento e instalação de isolamento térmico em espuma elastomérica. 307 de 734 .11. 32.11. Remunera também o fornecimento de materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação do isolante térmico flexível em tubulações de refrigeração ou climatização. espessura de 19 a 26 mm. espessura de 19 a 26 mm. conforme recomendações do fabricante. existentes ou novas. 2) O item remunera o fornecimento e instalação de isolamento térmico em espuma elastomérica. PARA TUBULAÇÃO DE 4" ( FERRO ) 1) Será medido por comprimento de isolamento térmico instalado (m).Boletim 156 instalação do isolante térmico flexível em tubulações de refrigeração ou climatização. referência Armaflex da Armacell ou equivalente. PARA TUBULAÇÃO DE 2" ( FERRO ) 1) Será medido por comprimento de isolamento térmico instalado (m). referência Armaflex da Armacell ou equivalente. Remunera também o fornecimento de materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação do isolante térmico flexível em tubulações de refrigeração ou climatização.38 ISOLAMENTO TÉRMICO EM ESPUMA ELASTOMÉRICA ESPESSURA DE 19 A 26 MM.1 mm). referência Armaflex da Armacell ou equivalente. para tubulação de ferro com diâmetro de 2 1/2" (76. conforme recomendações do fabricante. 32. 32. para tubulação de cobre com diâmetro de 3 1/2" (88.11.3 mm).37 ISOLAMENTO TÉRMICO EM ESPUMA ELASTOMÉRICA ESPESSURA DE 19 A 26 MM. 32. referência Armaflex da Armacell ou equivalente.9 mm) ou tubulação de ferro com diâmetro de 3” (88.39 ISOLAMENTO TÉRMICO EM ESPUMA ELASTOMÉRICA ESPESSURA DE 19 A 26 MM. existentes ou novas. conforme recomendações do fabricante. Remunera também o fornecimento de materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação do isolante térmico flexível em tubulações de refrigeração ou climatização. para tubulação de ferro com diâmetro de 1 1/2" (48. espessura de 19 a 26mm.11. existentes ou novas. PARA TUBULAÇÃO DE 3 1/2" ( COBRE ) OU 3" ( FERRO ) 1) Será medido por comprimento de isolamento térmico instalado (m). 32. 2) O item remunera o fornecimento e instalação de isolamento térmico em espuma elastomérica.9 mm). PARA TUBULAÇÃO DE 2 1/2" ( FERRO ) 1) Será medido por comprimento de isolamento térmico instalado (m). 2) O item remunera o fornecimento e instalação de isolamento térmico em espuma elastomérica.Critérios de Medição e Remuneração . conforme recomendações do fabricante. Remunera também o fornecimento de materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação do isolante térmico flexível em tubulações de refrigeração ou climatização. existentes ou novas. conforme recomendações do fabricante.36 ISOLAMENTO TÉRMICO EM ESPUMA ELASTOMÉRICA ESPESSURA DE 19 A 26 MM. para tubulação de ferro com diâmetro de 2" (60. espessura de 19 a 26 mm. PARA TUBULAÇÃO DE 1 1/2" ( FERRO ) 1) Será medido por comprimento de isolamento térmico instalado (m).35 ISOLAMENTO TÉRMICO EM ESPUMA ELASTOMÉRICA ESPESSURA DE 19 A 26 MM.11.3 mm).

32. PARA ISOLAMENTO TÉRMICO DE TUBULAÇÃO ACIMA DE 6" 1) Será medido por área de superfície de manta instalada (m²). espessura de 19 a 26 mm.1 mm). 2) O item remunera o fornecimento e instalação de isolamento térmico em espuma elastomérica. Remunera também o fornecimento de materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação do isolante térmico flexível em tubulações de refrigeração ou climatização. referência Armaflex da Armacell ou equivalente. 32. espessura de 19 a 26 mm. TIPO III-B. referência Armaflex da Armacell ou equivalente. existentes ou novas. existentes ou novas.Critérios de Medição e Remuneração . conforme recomendações do fabricante. existentes ou novas.03 IMPERMEABILIZAÇÃO FLEXÍVEL COM MANTA IMPERMEABILIZAÇÃO EM MANTA ASFÁLTICA COM ARMADURA. 32. PARA TUBULAÇÃO DE 5" ( FERRO ) 1) Será medido por comprimento de isolamento térmico instalado (m). para tubulação de ferro com diâmetro de 5” (139.40 ISOLAMENTO TÉRMICO EM ESPUMA ELASTOMÉRICA ESPESSURA DE 19 A 26 MM. espessura de 19 a 26 mm. com as características técnicas impressas na manta: 308 de 734 . conforme recomendações do fabricante. existentes ou novas. Remunera também o fornecimento de materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação do isolante térmico flexível em tubulações de refrigeração ou climatização. para tubulação de ferro com diâmetro de 4” (114. Remunera também o fornecimento de materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação do isolante térmico flexível em tubulações de refrigeração ou climatização. 2) O item remunera o fornecimento e instalação de isolamento térmico em espuma elastomérica.11.00 32.15. compreendendo: A) Manta asfáltica pré-fabricada modificada com polímeros.11.41 ISOLAMENTO TÉRMICO EM ESPUMA ELASTOMÉRICA ESPESSURA DE 19 A 26 MM.Boletim 156 2) O item remunera o fornecimento e instalação de isolamento térmico em espuma elastomérica. 32. PARA TUBULAÇÃO DE 6" ( FERRO ) 1) Será medido por comprimento de isolamento térmico instalado (m). referência Armaflex da Armacell ou equivalente. conforme recomendações do fabricante. referência Armaflex da Armacell ou equivalente. conforme recomendações do fabricante.7 mm). para tubulação de ferro com diâmetro de 6” (165.42 MANTA EM ESPUMA ELASTOMÉRICA. Remunera também o fornecimento de materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a instalação da manta isolante em tubulações de refrigeração ou climatização.11. ESPESSURA DE 3 MM 1) Será medido por área de superfície impermeabilizada (m²).3 mm). 2) O item remunera o fornecimento e instalação de manta em espuma elastomérica para isolamento térmico de tubulação de ferro ou cobre com diâmetro acima de 6” (165. espessura de 19 a 26 mm. 2) O item remunera o fornecimento de impermeabilização flexível com manta asfáltica pré- fabricada.15. ESPESSURA DE 19 A 26 MM.1 mm).

Flexibilidade a baixa temperatura de (-)5ºC. fabricação Denver Global. fabricação Wolf Hacker.c. para temperaturas > 95ºC. para a imprimação da superfície onde será aplicada a manta. ou partículas soltas. B) Solução asfáltica composta por asfalto modificado e solventes orgânicos.Boletim 156 Classificação.90 g/cm³. e secagem completa da mesma. ou outro desde que atenda às exigências mínimas da NBR 9686 e às características técnicas acima descritas.a. destinada a absorver esforços conferindo resistência mecânica à manta.Critérios de Medição e Remuneração . classificação tipo B. conforme NBR 9558. Com maçarico direcionar a chama de maneira a aquecer simultaneamente a parte inferior da manta e a superfície imprimada. fabricação Viapol. ou Viabit. Espessura mínima de 3 mm. Alongamento mínimo. ou Neutrol. ou Protex. C) Materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços: Limpeza da superfície por meio de escova de aço e água. fabricação Lwart. Estabilidade dimensional < 1%. graxas. carga máxima nos sentidos longitudinal e transversal > 30%. ou jato d'água de alta pressão para a remoção de óleos. conforme NBR 9952/2007. Acabamento em polietileno em ambas as faces. Resistência ao impacto > 4. Após a secagem completa. fabricação Viapol. classificação tipo B. com sobreposição mínima de 10 cm entre duas mantas para garantir a perfeita aderência. ou uma das faces em areia e outra em polietileno. Resistência à tração. na temperatura de 0ºC. fabricação Viapol. ou Torodin Tipo III-B.. Estanqueidade > 15 m. 309 de 734 . Absorção de água < 1. Secagem ao toque < 2h40min. desmoldantes. ou Premium Poliéster Tipo III-B.5% ( variação em massa ). ou Impermanta Primer. Armadura interna com filme de poliéster ( não tecido de poliéster ). tipo III-B. fabricação Denver Global. Protótipos comerciais: Denvermanta Tipo III-B. Flexibilidade após envelhecimento acelerado na temperatura de 5ºC. alinhar a manta asfáltica de acordo com o requadramento da área. Resistência ao rasgo > 120 N. ou outro desde que atenda às exigências mínimas da NBR 9952/2007 e às características técnicas acima descritas. ou LW 55. com as características técnicas: Densidade >0. conforme NBR 5829. fabricação Otto Baumgart.9 J. Escorrimento mínimo. Sobre a superfície totalmente seca aplicar a solução asfáltica em várias demãos conforme recomendações dos fabricantes. Protótipos comerciais: Denvermanta Primer. carga máxima nos sentidos longitudinal e transversal > 400 N.

ou Impermanta Primer. 32. ou Protex. Protótipos comerciais: Denvermanta Primer. ou uma das faces em areia e outra em polietileno. na temperatura de 0ºC. destinada a absorver esforços conferindo resistência mecânica à manta. fabricação Otto Baumgart. Alongamento mínimo. para temperaturas > 95ºC. ou Viabit. Resistência ao rasgo > 120 N. Acabamento em polietileno em ambas as faces. ou Neutrol. ESPESSURA DE 4 MM 1) Será medido por área de superfície impermeabilizada (m²). Resistência ao impacto > 4. Espessura mínima de 4 mm. ou outro desde que atenda às exigências mínimas da NBR 9952/2007 e às características técnicas acima descritas. carga máxima nos sentidos longitudinal e transversal > 30%. Estabilidade dimensional < 1%. conforme NBR 9558. conforme NBR 9952/2007.c.Boletim 156 Não remunera o fornecimento de materiais e a mão-de-obra necessária para a execução da camada separadora e a proteção mecânica final.15. para a imprimação da superfície onde será aplicada a manta. conforme NBR 5829. Absorção de água < 1. TIPO III-B. Escorrimento mínimo. fabricação Wolf Hacker.. ou Premium Poliéster Tipo III-B. ou Torodin Tipo III-B.a. Resistência à tração. carga máxima nos sentidos longitudinal e transversal > 400 N. fabricação Viapol. Armadura interna com filme de poliéster ( não tecido de poliéster ). Estanqueidade > 15 m. ou outro desde que atenda às exigências mínimas da NBR 9686 e às características técnicas acima descritas. classificação tipo B. com as características técnicas: Densidade >0. C) Materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços: 310 de 734 . fabricação Viapol. Flexibilidade após envelhecimento acelerado na temperatura de 5ºC.Critérios de Medição e Remuneração . compreendendo: A) Manta asfáltica pré-fabricada modificada com polímeros. fabricação Viapol. 2) O item remunera o fornecimento de impermeabilização flexível com manta asfáltica pré- fabricada.04 IMPERMEABILIZAÇÃO EM MANTA ASFÁLTICA COM ARMADURA. Protótipos comerciais: Denvermanta Tipo III-B. Flexibilidade a baixa temperatura de (-)5ºC. fabricação Denver Global. classificação tipo B.5% ( variação em massa ). ou LW 55.90 g/cm³. B) Solução asfáltica composta por asfalto modificado e solventes orgânicos.9 J. com as características técnicas impressas na manta: Classificação. tipo III-B. Secagem ao toque < 2h40min. fabricação Denver Global. fabricação Lwart.

Protótipo comercial: Premium Ardosiado PL. Alongamento mínimo nos sentidos longitudinal e transversal > 30%. Espessura mínima da manta de 3 mm e espessura total incluindo a face em abduzia de aproximadamente 4 mm. e secagem completa da mesma. compreendendo: A) Manta asfáltica pré-fabricada. TIPO III. com as características técnicas: 311 de 734 . desmoldantes. Sobre a superfície totalmente seca aplicar a solução asfáltica em várias demãos conforme recomendações dos fabricantes.05 IMPERMEABILIZAÇÃO EM MANTA ASFÁLTICA PLASTOMÉRICA COM ARMADURA. Armadura interna com filme de poliéster ( não tecido de poliéster ). B) Solução asfáltica composta por asfalto modificado e solventes orgânicos.9 J. 2) O item remunera o fornecimento de impermeabilização flexível com manta asfáltica pré- fabricada. face exposta em ardósia cinza. Após a secagem completa. Carga máxima de resistência à tração nos sentidos longitudinal e transversal > 400 N. Flexibilidade a baixa temperatura < (-)5ºC. Flexibilidade após envelhecimento acelerado < 5ºC. ou partículas soltas. Absorção de água < 3%. Estabilidade dimensional < 1%. Puncionamento estático > 25 kg. à temperatura de 0ºC > 4. Acabamento em polietileno na face em contato com a imprimação e a face exposta em ardósia cinza. fabricação Viapol. destinada a absorver esforços conferindo resistência mecânica à manta. para a imprimação da superfície onde será aplicada a manta. ESPESSURA DE 3 MM.Boletim 156 Limpeza da superfície por meio de escova de aço e água. Não remunera o fornecimento de materiais e a mão-de-obra necessária para a execução da camada separadora e a proteção mecânica final. 32. conforme NBR 9952. graxas. tipo III. FACE EXPOSTA EM ARDÓSIA CINZA 1) Será medido por área de superfície impermeabilizada (m²). com as características técnicas impressas na manta: Classificação. Resistência ao impacto. alinhar a manta asfáltica de acordo com o requadramento da área. modificada com polímeros plastoméricos. Com maçarico direcionar a chama de maneira a aquecer simultaneamente a parte inferior da manta e a superfície imprimada. Escorrimento mínimo > 95ºC.15.Critérios de Medição e Remuneração . ou outro desde que atenda às exigências mínimas da NBR 9952 e às características técnicas acima descritas. com sobreposição mínima de 10 cm entre duas mantas para garantir a perfeita aderência. ou jato d'água de alta pressão para a remoção de óleos.

fabricação Otto Baumgart.9 J. ou Viabit. Sobre a superfície totalmente seca aplicar a solução asfáltica em várias demãos conforme recomendações dos fabricantes. Flexibilidade após envelhecimento acelerado na temperatura de 5ºC. compreendendo: A) Manta asfáltica pré-fabricada. graxas. ou jato d'água de alta pressão para a remoção de óleos. ou outro desde que atenda às exigências mínimas da NBR 9686 e às características técnicas acima descritas. carga máxima nos sentidos longitudinal e transversal > 30%. na temperatura de 0ºC . carga máxima nos sentidos longitudinal e transversal > 400 N. fabricação Viapol. Protótipos comerciais: Denvermanta Primer. alinhar a manta asfáltica de acordo com o requadramento da área. Secagem ao toque < 2h40min. Com maçarico direcionar a chama de maneira a aquecer simultaneamente a parte inferior da manta e a superfície imprimada. fabricação Dever Global.5% (variação em massa). classificação tipo B. ou partículas soltas. modificada com polímeros. ou Protex.a. conforme NBR 9952/2007. ou Impermanta Primer. com sobreposição mínima de 10 cm entre duas mantas para garantir a perfeita aderência. conforme NBR 5829. Espessura mínima da manta de 3 mm.08 IMPERMEABILIZAÇÃO EM MANTA ASFÁLTICA TIPO III-B. face exposta em geotêxtil. tipo III-B. 312 de 734 .15.90 g/cm³. com as características técnicas impressas na manta: Classificação.Boletim 156 Densidade > 0. Resistência ao rasgo > 120 N. 2) O item remunera o fornecimento de impermeabilização flexível com manta asfáltica pré- fabricada e aplicação de membrana acrílica na cor branca. FACE EXPOSTA EM GEOTÊXTIL COM MEMBRANA ACRÍLICA 1) Será medido por área de superfície impermeabilizada (m²).c. Alongamento mínimo. destinada a absorver esforços conferindo resistência mecânica à manta. ou Neutrol. Após a secagem completa. Absorção de água < 1. e secagem completa da mesma. 32. desmoldantes.Critérios de Medição e Remuneração . Hacker. Resistência ao impacto > 4. Escorrimento mínimo para temperaturas > 95ºC. ESPESSURA DE 3 MM. Estanqueidade > 15 m. Armadura interna com filme de poliéster ( não tecido de poliéster ). classificação tipo B. Flexibilidade a baixa temperatura de (-)5ºC. Resistência à tração. fabricação Wolf. ou LW 55. C) Materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços: Limpeza da superfície por meio de escova de aço e água. fabricação Lwart. Estabilidade dimensional < 1%. conforme NBR 9558.

ou Igolflex Branco. conforme NBR 9558. Com maçarico direcionar a chama de maneira a aquecer simultaneamente a parte inferior da manta e a superfície imprimada.90 g/cm³. ou outro desde que atenda às exigências mínimas da NBR 9952 e às características técnicas acima descritas. com as características técnicas: Densidade > 0. fabricação Dever Global. conforme NBR 5829. fabricação Sika. B) Solução asfáltica composta por asfalto modificado e solventes orgânicos. fabricação Viapol. fabricação Denver Global. ou jato d'água de alta pressão para a remoção de óleos. conforme recomendações dos fabricantes. fabricação Wolf. Protótipos comerciais: Denvermanta Geotêxtil Tipo III-B. com as características técnicas impressas na manta: 313 de 734 . Protótipos comerciais: Denvermanta Primer.Critérios de Medição e Remuneração .Boletim 156 Acabamento em polietileno na face em contato com a imprimação e a face exposta em geotêxtil. fabricação Lwart. fabricação Viapol. fabricação Otto Baumgart. modificada com polímeros plastoméricos. Secagem ao toque < 2h40min. ou outro desde que atenda às exigências mínimas da norma NBR 13321 e às características técnicas acima descritas. fabricação Dever Global. Hacker. ESPESSURA DE 4 MM. face exposta em geotêxtil. em várias mãos cruzadas. ou Vedapren Branco. Após a secagem completa. Sobre a superfície totalmente seca aplicar a solução asfáltica em várias demãos conforme recomendações dos fabricantes. ou Hey´dicryl. resistente às intempéries.10 IMPERMEABILIZAÇÃO EM MANTA ASFÁLTICA PLASTOMÉRICA COM ARMADURA. Preparo e aplicação do impermeabilizante à base de resinas acrílicas sobre a face da manta em geotêxtil. FACE EXPOSTA EM GEOTÊXTIL COM MEMBRANA ACRÍLICA 1) Será medido por área de superfície impermeabilizada (m²). Não necessita proteção mecânica. graxas. TIPO III. Protótipos comerciais: Denvercril.15. fabricação Viapol. e secagem completa da mesma. ou partículas soltas. fabricação Otto Baumgart. desmoldantes. compreendendo: A) Manta asfáltica pré-fabricada. ou Citimanta Geotêxtil. fabricação Citimat. ou Viabit. C) Membrana à base de polímeros acrílicos. 2) O item remunera o fornecimento de impermeabilização flexível com manta asfáltica pré- fabricada e aplicação de membrana acrílica na cor branca. ou Neutrol. ou Protex. D) Materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços: Limpeza da superfície por meio de escova de aço e água. com sobreposição mínima de 10 cm entre duas mantas para garantir a perfeita aderência. ou Impermanta Primer. ou Classic Geotêxtil ou Torodin Geotêxtil. alinhar a manta asfáltica de acordo com o requadramento da área. a ozona. ou LW 55. ou outro desde que atenda às exigências mínimas da NBR 9686 e às características técnicas acima descritas. aos raios ultravioletas e a névoa salina. com as características técnicas: Coloração branca. 32. para a imprimação da superfície onde será aplicada a manta.

Protótipos comerciais: Denvercril. fabricação Lwart. conforme NBR 9558. B) Solução asfáltica composta por asfalto modificado e solventes orgânicos. conforme NBR 9952. Absorção de água < 3%. a ozona. Protótipos comerciais: Impermanta Pint. C) Membrana à base de polímeros acrílicos. ou outro desde que atenda às exigências mínimas da NBR 9952 e às características técnicas acima descritas. Alongamento mínimo nos sentidos longitudinal e transversal > 30%. Armadura interna com filme de poliéster ( não tecido de poliéster ). conforme NBR 5829. Protótipos comerciais: Denvermanta Primer. fabricação Denver Global. com as características técnicas: Coloração branca. Acabamento em polietileno na face em contato com a imprimação e a face exposta em geotêxtil. ou partículas soltas. fabricação Dever Global. fabricação Viapol. Secagem ao toque < 2h40min. ou Vedapren Branco. ou outro desde que atenda às exigências mínimas da NBR 13321 e às características técnicas acima descritas. ou Igolflex Branco. ou Protex. ou Hey´dicryl. graxas.Boletim 156 Classificação.9 J. D) Materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços: Limpeza da superfície por meio de escova de aço e água. resistente às intempéries. Espessura mínima da manta de 4 mm. 314 de 734 . fabricação Wolf Hacker. Flexibilidade a baixa temperatura < (-)5ºC. fabricação Sika. ou jato d'água de alta pressão para a remoção de óleos.90 g/cm³. fabricação Otto Baumgart. ou LW 55. destinada a absorver esforços conferindo resistência mecânica à manta. ou Viabit. Não necessita proteção mecânica. ou outro desde que atenda às exigências mínimas da NBR 9686 e às características técnicas acima descritas. ou Impermanta Primer. Resistência ao impacto. desmoldantes. fabricação Otto Baumgart. Estabilidade dimensional < 1%. Carga máxima de resistência à tração nos sentidos longitudinal e transversal > 400 N. fabricação Viapol. com as características técnicas: Densidade > 0. ou Classic Geotêxtil ou Torodin Geotêxtil. Escorrimento mínimo > 95ºC. e secagem completa da mesma. tipo III. fabricação Dever Global.Critérios de Medição e Remuneração . Puncionamento estático > 25 kg. aos raios ultravioletas e a névoa salina. fabricação Viapol. à temperatura de 0ºC > 4. para a imprimação da superfície onde será aplicada a manta. Flexibilidade após envelhecimento acelerado < 5ºC. ou Neutrol.

Hacker.16. com as características técnicas: Densidade > 0. B) Em tubulações.Critérios de Medição e Remuneração . Após a secagem completa. com sobreposição mínima de 10 cm entre duas mantas para garantir a perfeita aderência. 32. para a impermeabilização de subsolos. e secagem completa da mesma. ou partículas soltas. fundações.16. alinhar a manta asfáltica de acordo com o requadramento da área. 2) O item remunera o fornecimento de impermeabilização flexível em pintura asfáltica com solventes orgânicos. SOBRE METAL 1) Será medido por superfície impermeabilizada (m²): A) Em superfícies metálicas em geral pela área total impermeabilizada. fabricação Otto Baumgart. ou jato d'água de alta pressão para a remoção de óleos. graxas. Preparo e aplicação do impermeabilizante à base de resinas acrílicas sobre a face da manta em geotêxtil. compreendendo: A) Solução asfáltica composta por asfalto modificado e solventes orgânicos. multiplicados pela área da face externa da tubulação: DIÂMETRO COEFICIENTE DIÂMETRO COEFICIENTE 315 de 734 . fabricação Sika. desmoldantes. ou Igol A.16. Sobre a superfície totalmente seca aplicar a solução asfáltica em várias demãos conforme recomendações dos fabricantes. fabricação Viapol. ou Protex. Protótipos comerciais: Denvermanta Primer. conforme NBR 5829. fabricação Dever Global. conforme recomendações dos fabricantes.90 g/cm³.Boletim 156 Sobre a superfície totalmente seca aplicar a solução asfáltica em várias demãos conforme recomendações dos fabricantes. B) Materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços: Limpeza da superfície por meio de escova de aço e água.02 IMPERMEABILIZAÇÃO EM PINTURA DE ASFALTO OXIDADO COM SOLVENTES ORGÂNICOS. ou outro desde que atenda às exigências mínimas da NBR 9686 e às características técnicas acima descritas. 32. Com maçarico direcionar a chama de maneira a aquecer simultaneamente a parte inferior da manta e a superfície imprimada. Secagem ao toque < 2h40min. fabricação Wolf.00IMPERMEABILIZAÇÃO FLEXÍVEL COM MEMBRANAS 32. abaixo. conforme NBR 9558.01 IMPERMEABILIZAÇÃO EM PINTURA DE ASFALTO OXIDADO COM SOLVENTES ORGÂNICOS. ou LW 55. superfícies de concreto ou argamassa. ou Neutrol. baldrames. considerando-se os coeficientes. SOBRE MASSA 1) Será medido por área de superfície impermeabilizada (m²). fabricação Lwart. ou Viabit. em várias mãos cruzadas. ou Impermanta Primer.

desmoldantes.69 1. ou Viabit. com estabilidade físico-química e elasticidade permanente. Protótipos comerciais: Denvermanta Primer. B) Materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços: Limpeza da superfície por meio de escova de aço e água. 316 de 734 .57 1. ou Impermanta Primer. ou outro desde que atenda às exigências mínimas da NBR 9686 e às características técnicas acima descritas. e secagem completa da mesma. ou LW 55. Sobre a superfície totalmente seca aplicar a solução asfáltica em várias demãos conforme recomendações dos fabricantes.00 2) O item remunera o fornecimento de impermeabilização flexível em pintura asfáltica com solventes orgânicos. ou partículas soltas.21 1. fabricação Otto Baumgart. Secagem ao toque < 2h40min.29 2. ou Vedapren.90 g/cm³. e secagem completa da mesma. compreendendo: A) Membrana à base de asfalto modificado com elastômeros dispersos em meio solvente.45 1. compreendendo: A) Solução asfáltica composta por asfalto modificado e solventes orgânicos. ou partículas soltas. Hacker.Critérios de Medição e Remuneração . com as características técnicas: Densidade > 0. ou Igolflex Preto.93 1. ou outro desde que atenda às exigências mínimas da NBR 13121 e às características técnicas acima descritas. NA COR PRETA 1) Será medido por área de superfície com impermeabilização executada (m²). Protótipos comerciais: Denverpren.05 1. 2) O item remunera o fornecimento de impermeabilização flexível para moldagem no local.03 IMPERMEABILIZAÇÃO EM MEMBRANA DE ASFALTO MODIFICADO COM ELASTÔMEROS.Boletim 156 até 2" de 2"a 3" de 3"a 4" de 4"a 5" de 5"a 6" de 6"a 7" de 7"a 8" 2. graxas.81 de 8" a 9" de 9"a 10" de 10"a 11" de 11"a 12" de 12"a 13" de 13"a 14" acima de 14" 1. fabricação Dever Global. ou Igol A. B) Materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços: Limpeza da superfície por meio de escova de aço e água. conforme NBR 5829. graxas. fabricação Sika. ou jato d'água de alta pressão para a remoção de óleos. ou jato d'água de alta pressão para a remoção de óleos. como proteção anticorrosiva em metais. fabricação Lwart. conforme NBR 9558.16.42 2. Aplicação a frio e necessidade de proteção mecânica. monocomponente. 32. fabricação Viapol. fabricação Wolf. fabricação Dever Global.54 2.17 2. fabricação Sika. com as características técnicas: Coloração preta. fabricação Otto Baumgart. ou Neutrol.10 1.33 1. ou Protex.

com sobreposição mínima de 5 cm nas emendas. 317 de 734 . áreas de serviço. quando necessário. Após a secagem da primeira demão aplicar o reforço em tela têxtil de poliéster. marquises. fabricação Ernetex. terraços. cozinhas. Gramatura mínima de 36 g/m². em locais com movimentação estrutural. conforme recomendações dos fabricantes. etc. com as características técnicas: Coloração preta. B) Reforço em tela têxtil. calhas. fabricação Sika. pisos de banheiros.16. fabricação Otto Baumgart. a camada separadora e a proteção mecânica final. terraços. etc. 32. ou Igolflex Preto. cozinhas. ou jato d'água de alta pressão para a remoção de óleos. áreas de serviço. ou Resinada. Protótipos comerciais: Denverpren. com reforço têxtil. com as características: Tela estruturante em poliéster crua. para impermeabilização aplicada a frio. Não remunera o fornecimento da camada separadora e a proteção mecânica final. para a impermeabilização de lajes e coberturas sem transito. compreendendo: A) Membrana à base de asfalto modificado com elastômeros dispersos em meio solvente. fabricação Dever Global. calhas. Malha de 2 x 2 mm.Boletim 156 Sobre a superfície totalmente seca aplicar a membrana asfáltica em várias demãos até atingir o consumo mínimo conforme recomendações dos fabricantes. engomada ou resinada. ou Vedapren. Não remunera o fornecimento e instalação de reforço têxtil sintético. monocomponente. pisos de banheiros. baldrames. Aplicação da membrana asfáltica em várias demãos até atingir o consumo mínimo conforme recomendações dos fabricantes. Aplicação a frio e necessidade de proteção mecânica. NA COR PRETA E REFORÇO EM TELA POLIÉSTER 1) Será medido por área de superfície com impermeabilização executada (m²). marquises. 2) O item remunera o fornecimento de impermeabilização flexível para moldagem no local.Critérios de Medição e Remuneração . piscinas. piscinas. Protótipos comerciais: Tela Industrial MS Crua. desmoldantes. graxas. e secagem completa da mesma. ou outro desde que atenda às exigências mínimas da NBR 13121 e às características técnicas acima descritas. baldrames. com estabilidade físico-química e elasticidade permanente. fabricação Otto Baumgart. ou partículas soltas. para a impermeabilização de lajes e coberturas sem transito. ou outro desde que atenda às características técnicas acima descritas. ou Vedatex. Sobre a superfície totalmente seca aplicar a membrana asfáltica em uma demão. quando necessário.04 IMPERMEABILIZAÇÃO EM MEMBRANA DE ASFALTO MODIFICADO COM ELASTÔMEROS. C) Materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços: Limpeza da superfície por meio de escova de aço e água.

marquises. compreendendo: A) Membrana à base de polímeros acrílicos dispersos em meio aquoso. graxas. fabricação Viapol.Boletim 156 32. fabricação Sika. coberturas inclinadas. Protótipos comerciais: Denvercril. aos raios ultravioletas e a névoa salina. com as características técnicas: Coloração branca. 2) O item remunera o fornecimento de impermeabilização flexível para moldagem no local. ou Igolflex Branco. engomada ou resinada. com reforço têxtil. fabricação Sika. fabricação Dever Global. Não necessita proteção mecânica. Sobre a superfície totalmente seca aplicar a membrana acrílica em várias demãos até atingir o consumo mínimo conforme recomendações dos fabricantes. fabricação Viapol. NA COR BRANCA E REFORÇO EM TELA POLIÉSTER 1) Será medido por área de superfície com impermeabilização executada (m²). fabricação Otto Baumgart. à base de polímeros acrílicos. fabricação Dever Global. NA COR BRANCA 1) Será medido por área de superfície com impermeabilização executada (m²).06 IMPERMEABILIZAÇÃO EM MEMBRANA À BASE DE POLÍMEROS ACRÍLICOS. Protótipos comerciais: Denvercril. à base de polímeros acrílicos. Não necessita proteção mecânica. a ozona. resistente às intempéries. paredes externas sujeitas às batidas de chuva. etc. compreendendo: A) Membrana à base de polímeros acrílicos dispersos em meio aquoso. ou Vedapren Branco. ou partículas soltas.05 IMPERMEABILIZAÇÃO EM MEMBRANA À BASE DE POLÍMEROS ACRÍLICOS. ou Igolflex Branco. B) Materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços: Limpeza da superfície por meio de escova de aço e água. 318 de 734 . a ozona. 32. aos raios ultravioletas e a névoa salina. B) Reforço em tela têxtil. com as características: Tela estruturante em poliéster crua. fabricação Otto Baumgart. com as características técnicas: Coloração branca. Malha de 2 x 2 mm. para a impermeabilização de lajes de coberturas sem transito. ou outro desde que atenda às exigências mínimas das normas NBR 7462 e NBR 13321 e às características técnicas acima descritas. desmoldantes. ou Vedapren Branco. ou outro desde que atenda às exigências mínimas das normas NBR 7462 e NBR 13321 e às características técnicas acima descritas. 2) O item remunera o fornecimento de impermeabilização flexível para moldagem no local.Critérios de Medição e Remuneração . abóbadas.16.16. Não remunera o fornecimento e instalação de reforço têxtil sintético. ou Hey´dicryl. resistente às intempéries. para impermeabilização aplicada a frio. calhas em concreto. ou jato d'água de alta pressão para a remoção de óleos. quando necessário. ou Hey´dicryl.

Atóxico. ou outro desde que atenda às características técnicas acima descritas. coberturas inclinadas. com sobreposição mínima de 5 cm nas emendas.16. que não altera a potabilidade da água. B) Argamassa polimérica. inodoro. dotados de aditivos impermeabilizantes e plastificantes. componente B ( pó cinza ) à base de cimentos especiais. Aplicação da membrana acrílica em várias demãos até atingir o consumo mínimo conforme recomendações dos fabricantes. fabricação Ernetex. Sobre a superfície totalmente seca aplicar a membrana acrílica em uma demão. conforme recomendações dos fabricantes. estruturada com tela poliéster. componente B ( pó cinza ) à base de cimentos especiais. paredes externas sujeitas às batidas de chuva. C) Reforço em tela têxtil. inodoro.Critérios de Medição e Remuneração . ou Viaplus TOP. bi-componente.Boletim 156 Gramatura mínima de 36 g/m². 2) O item remunera o fornecimento de impermeabilização flexível à base de resina termoplástica e cimentos especiais. marquises. em locais com movimentação estrutural. plastificantes e agregados minerais preparados na proporção recomendada pelos fabricantes. 32. à base de resina termoplástica e cimentos aditivados. desmoldantes. Resistente a altas pressões hidrostáticas positivas.07 IMPERMEABILIZAÇÃO EM MEMBRANA À BASE DE RESINA TERMOPLÁSTICA E CIMENTOS ADITIVADOS COM REFORÇO EM TELA POLIÉSTER 1) Será medido por área de impermeabilização executada (m²). ou outro desde que atenda às exigências mínimas da NBR 11905 e às características técnicas acima descritas. fabricação Sika. fabricação Viapol. ou Sikatop 107. com as características técnicas: Bi-componente: componente A ( resina ) resina termoplástica com aditivos. ou outro desde que atenda às exigências mínimas da NBR 11905 e às características técnicas acima descritas. à base de dispersão acrílica e cimentos aditivados. Protótipos comerciais: Viaplus 5000. Atóxico. fabricação Viapol. preparados na proporção recomendada pelos fabricantes. com as características técnicas: Bi-componente: componente A ( resina ) à base de polímeros acrílicos. Após a secagem da primeira demão aplicar o reforço em tela têxtil de poliéster. fabricação Otto Baumgart. graxas. calhas em concreto. abóbadas. para a impermeabilização de lajes de coberturas sem transito. Protótipos comerciais: Tela Industrial. ou Vedatex. Resistente a altas pressões hidrostáticas positivas. ou jato d'água de alta pressão para a remoção de óleos. C) Materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços: Limpeza da superfície por meio de escova de aço e água. dotados de aditivos impermeabilizantes. Protótipos comerciais: Viaplus 1000. compreendendo: A) Impermeabilizante flexível. bi-componente. que não altera a potabilidade da água. com as características: 319 de 734 . etc. ou partículas soltas.

com sobreposição mínima de 5 cm nas emendas. Após a secagem. ou equivalente. Sobre a superfície úmida. fabricação Otto Baumgart. Protótipos comerciais: Tela Industrial. 32. tanques de água potável.17. desmoldantes. conforme recomendações dos fabricantes. perfazendo um total de 2 a 3 cm. ou jato d'água de alta pressão para a remoção de óleos.Critérios de Medição e Remuneração . B) Hidrófugo impermeabilizante pela redução do ângulo de molhagem dos poros dos substratos. aguardando a secagem por um período mínimo de 4 horas. para a impermeabilização flexível de reservatórios elevados. alvenaria. da mistura impermeabilizante flexível à base de resina termoplástica e cimentos especiais ( Viaplus 5000). Gramatura mínima de 36 g/m². malha 2 x 2 mm. Aplicação da argamassa sobre superfície áspera e isenta de partículas soltas. Aplicação de demãos subseqüentes. C) Materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços: Preparo da argamassa de cimento e areia no traço 1:3. conforme o fabricante. 2) O item remunera o fornecimento de impermeabilização com argamassa impermeável com aditivo hidrófugo. ou outro desde que atenda às características técnicas acima descritas.01 IMPERMEABILIZAÇÃO RÍGIDA IMPERMEABILIZAÇÃO EM ARGAMASSA IMPERMEÁVEL COM ADITIVO HIDRÓFUGO 1) Será medida pelo volume de argamassa aplicada (m³). fabricação Otto Baumgart. podendo ser aplicado em superfícies de concreto. Malha de 2 x 2 mm. torres de água elevadas. compreendendo: A) Argamassa de cimento e areia no traço: uma parte de cimento para três de areia ( 1:3 ). permitindo a respiração dos materiais.17. piscinas. fabricação Ernetex. 320 de 734 . ou Sikatop 107 ) em duas demãos cruzadas. conforme recomendações dos fabricantes. referência: Vedacit. não sendo necessário aplicação sobre primer ou chapisco. até a tela poliéster ficar totalmente recoberta e atingir o consumo mínimo.00 32. em camadas de aproximadamente 1 cm. ou partículas soltas. incorporando a tela sintética de poliéster. ou Vedatex. aplicação da mistura impermeabilizante semiflexível à base de polímeros acrílicos e cimentos especiais ( Viaplus 1000. Aplicar a segunda demão. aguardando intervalos de secagem entre demãos. engomada ou resinada. ou argamassa. para o estucamento e selagem dos poros do substrato. ou Sika 1. fabricação Sika. aplicar a mistura impermeabilizante flexível à base de resina termoplástica e cimentos especiais ( Viaplus 5000) em uma demão. com adição de 2 kg de hidrófugo a cada 50 kg de cimento. para impermeabilização aplicada a frio. graxas. D) Materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços: Limpeza da superfície por meio de escova de aço e água.Boletim 156 Tela estruturante em poliéster crua.

em muros. ou Sikatop 107. fabricação Sika. aplicação da mistura impermeabilizante semiflexível à base de polímeros acrílicos e cimentos especiais ( Viaplus 1000.03 IMPERMEABILIZAÇÃO EM ARGAMASSA POLIMÉRICA PARA UMIDADE E ÁGUA DE PERCOLAÇÃO 1) Será medido por área de impermeabilização executada (m²). graxas. inodoro. dotados de aditivos impermeabilizantes. paredes. embasamentos. conforme recomendações dos fabricantes. compreendendo: A) Argamassa polimérica. ou Viaplus TOP. Protótipos comerciais: Denver TEC-100. ou partículas soltas. Malha de 2 x 2 mm. bi-componente. Atóxico. à base de dispersão acrílica e cimentos aditivados. à base de dispersão acrílica e cimentos aditivados. Protótipos comerciais: Denver TEC-100. componente B ( pó cinza ) à base de cimentos especiais. ou Viaplus TOP. com as características técnicas: Bi-componente: componente A ( resina ) à base de polímeros acrílicos. B) Materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços: Limpeza da superfície por meio de escova de aço e água. Preparação do material conforme recomendações dos fabricantes. ou Denvertec 100 . 321 de 734 . 2) O item remunera o fornecimento de impermeabilização com argamassa polimérica.Boletim 156 32. plastificantes e agregados minerais preparados na proporção recomendada pelos fabricantes. ou outro desde que atenda às exigências mínimas da NBR 11905 e às características técnicas acima descritas.04 IMPERMEABILIZAÇÃO EM ARGAMASSA POLIMÉRICA COM REFORÇO EM TELA POLIÉSTER PARA PRESSÃO HIDROSTÁTICA POSITIVA 1) Será medido por área de impermeabilização executada (m²). fabricação Viapol. Sobre a superfície úmida.17. estruturada com tela poliéster. componente B ( pó cinza ) à base de cimentos especiais. bi-componente. Atóxico. 32. dotados de aditivos impermeabilizantes. ou outro desde que atenda às exigências mínimas da NBR 11905 e às características técnicas acima descritas. ou jato d'água de alta pressão para a remoção de óleos. B) Tela estruturante em poliéster para impermeabilização aplicada a frio. ou Sikatop 107. que não altera a potabilidade da água. plastificantes e agregados minerais preparados na proporção recomendada pelos fabricantes. desmoldantes. etc. inodoro. ou Viaplus 1000. ou Sikatop 107 ) em duas demãos cruzadas. áreas frias. com as características técnicas: Bi-componente: componente A ( resina ) à base de polímeros acrílicos. fabricação Dever Global. 2) O item remunera o fornecimento de impermeabilização com argamassa polimérica. fabricação Viapol.Critérios de Medição e Remuneração . que não altera a potabilidade da água. compreendendo: A) Argamassa polimérica. ou Viaplus 1000. fabricação Dever Global. fabricação Sika. para contenção da umidade de solo ou água de percolação.17.

Critérios de Medição e Remuneração . ou Resinada. conforme o fabricante. Protótipos comerciais: Denver LIT. pH entre 6 a 7. fabricação Ernetex. com sobreposição mínima de 5 cm nas emendas.a. aguardando intervalos de secagem entre demãos. ou KZ. fabricação Viapol. 2) O item remunera o fornecimento de impermeabilização com cimento cristalizante. incorporando a tela sintética de poliéster. Sobre a superfície úmida. Estanqueidade até a pressão de 4kgf / cm². ou partículas soltas.c. desmoldantes. fabricação Dever Global. B) Adesivo acrílico para a modificação de argamassas e concretos. malha 2 x 2 mm. fabricação Dever Global. fabricação Otto Baumgart. ou jato d'água de alta pressão para a remoção de óleos. ou K11. com as características técnicas: No estado fresco confere coesão e plasticidade e no estado endurecido diminui a permeabilidade e proporciona compensação da retração. aplicação da mistura impermeabilizante semiflexível à base de polímeros acrílicos e cimentos especiais em uma demão.17. ou outro desde que atenda às características técnicas acima descritas. da mistura impermeabilizante semiflexível à base de polímeros acrílicos e cimentos especiais. 32. Aplicação de demãos subseqüentes. Preparação do material conforme recomendações dos fabricantes. Propriedade de penetração osmótica nos capilares da superfície formando um gel que se cristaliza. para impermeabilização de superfícies com pressão hidrostática positiva até 20 m. Aplicar a segunda demão. compreendendo: A) Impermeabilizante rígido à base de cimentos especiais e aditivos químicos e minerais. C) Materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços: Limpeza da superfície por meio de escova de aço e água. ou Vedatex. até a tela poliéster ficar totalmente recoberta e atingir o consumo mínimo. Protótipos comerciais: Denver FIX Acrílico.Boletim 156 Gramatura mínima de 36 g/m². C) Materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços: 322 de 734 . fabricação Viapol. graxas.3 MPa. ou outro desde que atenda às características técnicas acima descritas. ou outro desde que atenda às exigências mínimas da NBR 11905 e às características técnicas acima descritas.05 IMPERMEABILIZAÇÃO COM CIMENTO CRISTALIZANTE PARA UMIDADE E ÁGUA DE PERCOLAÇÃO 1) Será medido por área de impermeabilização executada (m²). Resistência à alcalinidade. Protótipos comerciais: Tela Industrial MS Crua. incorporando ao concreto compostos de cálcio estáveis e insolúveis. com as características técnicas: Cimento cristalizante de pega normal para aplicação sobre superfícies úmidas. Aderência mínima de 0.

para contenção da umidade de solo ou água de percolação. áreas frias. fabricação Dever Global. paredes. ou jato d'água de alta pressão para a remoção de óleos. fabricação Dever Global. aplicação da mistura cristalizante em várias demãos. conforme recomendações dos fabricantes. pH entre 6 a 7. até atingir o consumo mínimo. incorporando ao concreto compostos de cálcio estáveis e insolúveis. ou jato d'água de alta pressão para a remoção de óleos. Propriedade de penetração osmótica nos capilares da superfície formando um gel que se cristaliza. Protótipos comerciais: Denver FIX Acrílico. acrescido do adesivo acrílico. reservatórios. SOBRE MASSA 323 de 734 . Preparação do cimento cristalizante com água. ou piscinas enterradas.17. tais como poços de elevadores. não sujeitas à movimentação. aplicação da mistura cristalizante em várias demãos. Aderência mínima de 0. nas proporções e quantidades conforme recomendações dos fabricantes. ou partículas soltas.07 IMPERMEABILIZAÇÃO ANTICORROSIVA EM MEMBRANA EPOXÍDICA COM ALCATRÃO DE HULHA. com as características técnicas: Cimento cristalizante de pega normal para aplicação sobre superfícies úmidas. Estanqueidade até a pressão de 4kgf / cm².3 MPa. etc. desmoldantes. ou outro desde que atenda às características técnicas acima descritas. em muros. nas proporções e quantidades conforme recomendações dos fabricantes. 32. ou outro desde que atenda às exigências mínimas da NBR 11905 e às características técnicas acima descritas.Critérios de Medição e Remuneração . fabricação Viapol. até atingir o consumo mínimo. 32. com as características técnicas: No estado fresco confere coesão e plasticidade e no estado endurecido diminui a permeabilidade e proporciona compensação da retração.06 IMPERMEABILIZAÇÃO COM CIMENTO CRISTALIZANTE PARA PRESSÃO HIDROSTÁTICA POSITIVA 1) Será medido por área de impermeabilização executada (m²).Boletim 156 Limpeza da superfície por meio de escova de aço e água. graxas. Sobre a superfície saturada com água. graxas. compreendendo: A) Impermeabilizante rígido à base de cimentos especiais e aditivos químicos e minerais. acrescido do adesivo acrílico. ou KZ. Resistência à alcalinidade. embasamentos. Preparação do cimento cristalizante com água. conforme recomendações dos fabricantes. Protótipos comerciais: Denver LIT. fabricação Viapol. C) Materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços: Limpeza da superfície por meio de escova de aço e água. desmoldantes. ou K11. Sobre a superfície saturada com água. 2) O item remunera o fornecimento de impermeabilização com cimento cristalizante. ou partículas soltas.17. B) Adesivo acrílico para a modificação de argamassas e concretos. para superfícies em concreto com pressão hidrostática positiva.

com as características: Em polietileno. combinada com alcatrão de hulha.Critérios de Medição e Remuneração . com alta resistência química e à corrosão. águas de resíduos industriais. fabricação da Fosroc. graxas. ou Compound Coal Tar Epóxi. compreendendo: A) Tela sintética para armadura de argamassa. 2) O item remunera o fornecimento de impermeabilização anticorrosiva em membrana epoxídica.20. fabricação Dever Global. B) Materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços: Limpeza da superfície por meio de escova de aço e água. Não remunera o fornecimento da argila expandida. 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a disposição em camadas da argila expandida conforme especificação de projeto.02 APLICAÇÃO DE PAPEL KRAFT 1) Será medido por área de superfície com aplicação de papel Kraft (m²). 32. 324 de 734 . ou partículas soltas. Protótipos comerciais: Denvercoat Epóxi Alcatrão. bi- componente. Preparação da resina bi-componente.20. Compatível com temperaturas de calor seco se 150ºC e calor úmido de 100ºC. com as características técnicas: Coloração preta. inclusive materiais acessórios e mão- de-obra necessária para a aplicação do papel. Sobre a superfície totalmente seca aplicar a membrana epoxídica em várias demãos até atingir o consumo mínimo conforme recomendações dos fabricantes. Haker. 32. 2) O item remunera o fornecimento de tela para armadura de argamassa. fabricação Viapol.00 32.05 TELA EM POLIETILENO. Não remunera o fornecimento da proteção mecânica final. ou jato d'água de alta pressão para a remoção de óleos. desmoldantes. e secagem completa da mesma. fabricação Otto Baumgart. fabricação Wolf. compreendendo: A) Membrana à base de resina epóxi-poliamida. base solvente. 32. MALHA HEXAGONAL DE 1/2". 2) O item remunera o fornecimento de papel betumado Kraft. CONSERVAÇÕES E COMPLEMENTOS RECOLOCAÇÃO DE ARGILA EXPANDIDA 1) Será medido por volume da camada de argila expandida recolocada (m³).20. ou outro desde que atenda às características técnicas acima descritas.01 REPAROS. para a impermeabilização e proteção anticorrosiva de tanques de armazenamento de produtos químicos. quando necessário. etc. ou Duropoxy Alcatrão.Boletim 156 1) Será medido por área de impermeabilização executada (m²). ou esgotos. nas proporções e quantidades conforme recomendações dos fabricantes. ou Nitocote EP 600. ou Viapoxi Alcatrão.20. tetos de reservatórios. PARA ARMADURA DE ARGAMASSA 1) Será medido por área de superfície com aplicação de tela (m²).

06 TELA GALVANIZADA FIO 24 BWG. ou outro desde que atenda às características técnicas acima descritas. ou outro desde que atenda às características técnicas acima descritas. MALHA HEXAGONAL DE 1/2". compreendendo: A) Tela galvanizada para armadura de argamassa. Malha hexagonal de 15 x 15 mm ( 1/2" ). fabricação Perame. PARA ARMADURA DE ARGAMASSA 1) Será medido por área de superfície com aplicação de tela (m²). fabricação Nortene. ou Tela Plástica nº 5. 32. ou Tela Galvanizada. com fio 24 BWG. fabricação Tela Catumbi.20.Critérios de Medição e Remuneração . por meio de colagem vertical com a própria manta utilizada no sistema de impermeabilização ou por meio de pinos em aço inoxidável. Protótipos comerciais: Tela Galvanizada. ou TR 280 M15. com as características: Em aço galvanizado. por meio de colagem vertical com a própria manta utilizada no sistema de impermeabilização ou por meio de pinos em aço inoxidável. fabricação Perame. 2) O item remunera o fornecimento de tela para armadura de argamassa. fabricação Tecelagem Roma. Gramatura mínima de 205 g/m².Boletim 156 Malha hexagonal de 15 x 15 mm ( 1/2" ). B) Materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços: Aplicação da tela com a função de estruturante de argamassa de recobrimento de mantas em geral. B) Materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços: Aplicação da tela com a função de estruturante de argamassa de recobrimento de mantas em geral. Protótipos comerciais: Tela 5110P ou 5115P. 325 de 734 .

com os acréscimos: A) Estrutura metálica plana: multiplicar a área de projeção horizontal por 2. uma demão de impermeabilizante acrílico. da Suvinil. ou Penetrol Cupim da Otto Baumgart. podendo receber acabamento em verniz. da Suvinil. diluído com 10% de água.0 mm e profundidade de até 8. 2) O item remunera o fornecimento de: fundo preparador. aplicação.06 IMUNIZANTE PARA MADEIRA 1) Será medido pela área de superfície imunizada. referência Fundo Preparador de Paredes.00.00 33. emulsão acrílica para vedação de trincas. impermeabilizante acrílico. disco de desbaste de 7". ou equivalente. NA MASSA 1) Será medido pelo comprimento de trincas reparadas (m). lixamento e remoção do pó. ou Denverfix Acrílico da Denver. aplicação da emulsão acrílica vedante. em superfícies que apresentam trincas rasas com até 5. sobre a fita adesiva.0 MM DE LARGURA. ou Nitobond AR da Fosroc. cimento. ou equivalente. diluente. referência Pentox da Montana. ou equivalente.28 REPARO DE TRINCAS RASAS ATÉ 5. diluído com 10% de água. 2) O item remunera o fornecimento de líquido imunizante incolor para madeira aparente com ação inseticida contra cupins e brocas. em duas etapas.Critérios de Medição e Remuneração .0 mm. 33.00 PINTURA 33. C) Sistema de medição indicativo. inclusive lixa apropriada para desbaste de concreto. referência Diluente 6870. referência Suviflex. 2) O item remunera o fornecimento de cimento branco. aplicação de uma demão do fundo preparador com diluente. ou equivalente. ou Vedafix da Otto Baumgart. ou equivalente.01. adesivo acrílico tipo Rheamix 104 da MBT. 33. B) Estrutura metálica em arco: acrescentar em 30% a área de projeção horizontal e multiplicar por 2. referência Fitafix. estucamento e lixamento do concreto deteriorado. colagem da fita auto-adesiva.01.35 PREPARO DE BASE PARA SUPERFÍCIE METÁLICA COM FUNDO ANTI-OXIDANTE 1) Será medido pela área da projeção horizontal da estrutura (m²). 33. cera ou tinta após tempo requerido pelo fabricante. referência Selatrinca da Suvinil.01. inclusive materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a aplicação do imunizante.01. sendo a segunda 24 horas após a primeira. deduzindo-se toda e qualquer interferência (m²). da Suvinil ou equivalente. com largura até 10. preparado na proporção 2:1 ( duas partes de fundo preparador e uma parte de diluente ).01. em duas demãos.Boletim 156 33. na massa. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para o preparo. ou equivalente.04 PREPARO DE BASE ESTUCAMENTO E LIXAMENTO DE CONCRETO DETERIORADO 1) Será medido pela área de superfície estucada (m²). fita auto-adesiva em poliéster. podendo ser elaborados outros tipos de medições conforme acordo entre contratante e contratado 326 de 734 .0 mm de largura. da segunda demão de impermeabilizante acrílico. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços: abertura da trinca formando um "V".

conforme especificações do fabricante.Critérios de Medição e Remuneração . remoção de partes soltas. remoção do pó e aplicação do fundo anti-oxidante. lixamento final e remoção do pó da superfície emassada. com venezianas ou persianas de enrolar. não havendo batente.06 MASSA CORRIDA MASSA CORRIDA À BASE DE PVA 1) Será medido pela área de superfície emassada.02. ou Massa FC da Fusecolor. ou Suvinil Massa a Óleo da Suvinil / Glasurit. em camadas finas com lixamentos intermediários. em várias demãos ( 2 ou 3 demãos ). em camadas finas com lixamentos intermediários. considerada apenas uma vez. aplicação da massa. 33. lixamento final. lixamento final e remoção do pó da superfície emassada. em várias demãos ( 2 ou 3 demãos ). com ótima resistência às intempéries. ou Zarcão Internacional ou equivalente. conforme recomendações do fabricante. deduzindo-se toda e qualquer interferência (m²). 2) O item remunera o fornecimento de massa corrida para pintura à base de óleo. conforme especificações do fabricante.02. conforme recomendações do fabricante. em várias demãos ( 2 ou 3 demãos ). pela área do vão de luz multiplicada por 5 ( cinco ). diluente aguarrás. remoção de partes soltas.02. cal. ou Massa Corrida Promar da Sherwin Williams. C) Em cercas e gradis pela área de projeção do conjunto no plano vertical. medição pela área do vão de luz multiplicado por 2 ( dois ). deduzindo-se toda e qualquer interferência (m²). 33. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços como: limpeza da superfície. recomendada para a correção de pequenos defeitos. conforme especificações do fabricante. irregularidades e poeira.08 MASSA CORRIDA À BASE DE RESINA ACRÍLICA 1) Será medido pela área de superfície emassada.00 33. 33. referência Suvinil (Glasurit). materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços de: limpeza da superfície.02.10 MASSA CORRIDA A ÓLEO EM ESQUADRIAS DE MADEIRA 1) Será medido por área (m²): A) Em portas.Boletim 156 2) O item remunera o fornecimento de Zarcão. ou fungos. guichês com batente. aplicação da massa. referência Massa a Óleo Wanda da Akzo / Wanda. 2) O item remunera o fornecimento de massa corrida à base de PVA. ou Massa a Óleo Coral da Coral. ou equivalente. ou equivalente.12 MASSA CORRIDA A ÓLEO EM SUPERFÍCIE REBOCADA 327 de 734 . materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços de: limpeza da superfície e remoção de partes soltas. 33. materiais acessórios e a mão-deobra necessária para a execução dos serviços de: limpeza da superfície. pela área do vão de luz multiplicada por 3 ( três ). lixamento final e remoção do pó da superfície emassada. portões. referência Suvinil Massa Acrílica da Suvinil / Glasurit. 2) O item remunera o fornecimento de massa corrida de base acrílica. em camadas finas com lixamentos intermediários. ou Concretina Massa Corrida da Ypiranga / Akzo. manchas gordurosas. ou Massa Corrida Coral da Coral. ou Massa Especial para Fachadas da Retinco.02. referência Suvinil Massa Corrida da Suvinil / Glasurit. aplicação da massa. B) Em janelas e portas com batentes de madeira. conforme recomendações do fabricante. ou equivalente.

em três demãos. deduzindo-se toda e qualquer interferência (m²).00 m deverão ser deduzidos na totalidade e as espaletas. aplicação da tinta. ou 328 de 734 . em camadas finas com lixamentos intermediários. em elemento vazado.0 ( dois ) (m²). ou Suvinil Esmalte Sintético da Glasurit. 2) O item remunera o fornecimento de tinta látex ( plástica ) à base de PVA. 33. ou equivalente.00 m deverão ser deduzidos na totalidade e as espaletas.00 m² e não se considerando espaletas. não remunera o preparo de base. aplicação da tinta mineral. 2) O item remunera o fornecimento de tinta mineral à base de cimento. diluente aguarrás. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços de: limpeza da superfície. pedras e fibrocimento. acabamento fosco branco.Os vãos acima de 2. não se descontando vãos de até 2. ou Cimentol da Otto Baumgart. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços de: limpeza da superfície. ou Massa a Óleo Coral da Coral.Critérios de Medição e Remuneração . filetes ou molduras. referência Protex Fachada da Wolf Hacker. filetes ou molduras desenvolvidas (m²). ou Látex PVA da Sherwin Williams. referência Tinta Esmalte da Sherwin Williams. 33. quando necessário. em várias demãos ( 2 ou 3 demãos ). 2) O item remunera o fornecimento de massa corrida para pintura à base de óleo.35 PINTURA ESPECIAL EM ESMALTE PARA LOUSA COR VERDE 1) Será medido pela área de superfície pintada. solúvel em água. conforme especificações do fabricante.22 LÁTEX PVA EM ELEMENTO VAZADO 1) Será medido pela área de superfície pintada. 2) O item remunera o fornecimento de tinta esmalte à base de resinas alquídicas. conforme recomendações do fabricante. 33. ou equivalente. ou equivalente. na cor verde. Indicado para impermeabilizar superfícies de concreto. em quatro demãos cruzadas. alvenaria. 2) O item remunera o fornecimento de cal extinta para pintura.00 m² e não se considerando espaletas. referência Glocal da Globo. ou equivalente. ou Suvinil Massa a Óleo da Suvinil / Glasurit. ou Eucalatex da Eucatex. conforme recomendações do fabricante. em várias demãos ( 2 ou 3 demãos ). preparo da tinta. deduzindo-se toda e qualquer interferência (m²). ou Cal Sinhá.00 33.03.03. acabamento fosco aveludado.03. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços de: limpeza da superfície e remoção de partes soltas.04 PINTURA EM SUPERFÍCIES DE CONCRETO / MASSA / GESSO / PEDRAS CAIAÇÃO EM MASSA 1) Será medido pela área de superfície pintada. lixamento final e remoção do pó da superfície emassada. conforme recomendações do fabricante. ou equivalente. filetes ou molduras. conforme especificações do fabricante. referência Coralatex da Coral.30 MINERAL IMPERMEÁVEL 1) Será medido pela área de superfície pintada. multiplicada por 2.03. ou Suvinil Látex PVA da Glasurit.Boletim 156 1) Será medido pela área de superfície emassada. acabamento fosco.03. fixador para pintura à base de cal. 33. aplicação da tinta látex PVA.Os vãos acima de 2. aplicação da massa. filetes ou molduras desenvolvidas (m²). referência Massa a Óleo Wanda da Akzo / Wanda. sobre superfície revestida com massa. não se descontando vãos de até 2. referência Globofix da Globo. solúvel em água. especial para superfícies de lousas. ou Sinhafix. ou Coralit Esmalte Sintético da Coral. impermeável a água. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços de: limpeza da superfície. conforme especificações do fabricante.

pedras porosas. para impermeabilização e proteção contra abrasão e impacto. ou equivalente. ou argamassas. Denverniz SB/SF fabricação Denver. diluente aguarrás.Boletim 156 Eucalux da Eucatex. conforme recomendações do fabricante. 33. conforme especificações do fabricante. acabamento fosco. ou brilhante. ou sem diluição. ou fosco. aplicação da tinta esmalte. Durocryl S fabricação Wolf Hacker. não remunera o preparo de base com selador base óleo e a massa niveladora base óleo. ou com primer específico.03. 2) O item remunera o fornecimento de verniz acrílico à base de solvente. ou semi-brilho. em duas demãos.71 VERNIZ ACRÍLICO À BASE DE SOLVENTE 1) Será medido pela área de superfície envernizada.74 RESINA 100% ACRÍLICA PLASTIFICANTE 1) Será medido pela área de superfície com aplicação de resina acrílica plastificante. ou argamassas. aplicado em duas demãos sem diluição. sobre superfícies de concreto aparente. de acordo com o tipo de superfície. Durocryl A ( Wolf Hacker ). ou equivalente. aplicação do verniz. referência Dekguard BS/FS fabricação Fosroc. tijolo aparente. internas ou externas.SILOXANO 329 de 734 .03. constituído por líquido viscoso transparente tipo Hiper 409 da NS Brasil. aplicação do verniz acrílico à base de solvente. deduzindo-se toda e qualquer interferência (m²). acabamento brilhante. sobre superfícies de concreto aparente. aplicação do verniz acrílico à base água. conforme especificações de projeto e / ou memorial descritivo. ou trincha ) e as especificações do fabricante. 2) O item remunera o fornecimento de verniz acrílico à base de solvente. referência Denverniz Acqua ( Denver ). a técnica utilizada para a aplicação e as especificações do fabricante. com ou sem diluição conforme o fabricante.75 VERNIZ ACRÍLICO 1) Será medido pela área de superfície envernizada. conforme recomendações do fabricante. com ou sem diluição. deduzindo-se toda e qualquer interferência (m²). materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços: preparo da superfície. semifosco. cimentados. solvente orgânico ( xilol ou thinner ). tijolo aparente. 33. referência Dekguard BS / FS ( Fosroc ). verniz acrílico à base água. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços: preparo da superfície. marmorite. ou pedras em geral. a técnica utilizada para a aplicação ( rolo. 33.03. em várias demãos ( 2 ou 3 demãos ).03. como primer. em superfícies preparadas para lousa. pedras porosas. e as demais com. pistola. aplicados de acordo com as recomendações dos fabricantes. Denverniz SB / SF ( Denver ) ou equivalente. deduzindo-se toda e qualquer interferência (m²). sendo a primeira demão com o próprio verniz diluído. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a aplicação da resina plastificante em pisos de granilite. Durocryl S ( Wolf Hacker ). em várias demãos ( 2 ou 3 demãos ). aplicado em duas demãos. sendo a primeira diluída com 40% de Diluente FC da Fusecolor. termoplástica e plastificante.Critérios de Medição e Remuneração . materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços de: limpeza da superfície. ou Fuseprotec da Fusecolor. de acordo com o tipo de superfície. Nitoprimer AW ( Fosroc ) ou equivalente. em uma demão.76 HIDRORREPELENTE INCOLOR PARA OLIGOMÉRICO DISPERSO EM ÁGUA FACHADA À BASE DE SILANO . conforme recomendações do fabricante. 2) O item remunera o fornecimento de resina 100% acrílica. 33.

ou Acqüella da Otto Baumgart.00 m² e não se considerando espaletas.SILOXANO 1) Será medido pela área de superfície pintada. não se descontando vãos de até 2. 2) O item remunera o fornecimento de hidrorrepelente incolor. pedras porosas. como primer. filetes ou molduras. 2) O item remunera o fornecimento de verniz incolor antipichação. de acordo com o tipo de superfície. ou trincha ) e as especificações do fabricante. a técnica utilizada para a aplicação ( rolo. monocomponente fornecido pronto para uso. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços: preparo da superfície. em duas demãos. pedras porosas. pistola. pedras porosas. Nitoprimer AW da Fosroc ou equivalente. 2) O item remunera o fornecimento de hidrorrepelente incolor. guichês com batente.00 m deverão ser deduzidos na totalidade e as espaletas. com ou sem diluição conforme o fabricante. 33. ou equivalente. de acordo com o tipo de superfície. em duas demãos. medição pela área da peça multiplicado por 2 ( dois ). de acordo com o tipo de superfície. não se descontando vãos de até 2. materiais acessórios e a mãode-obra necessária para a execução dos serviços de: limpeza e preparo da superfície. pistola.Os vãos acima de 2. filetes ou molduras desenvolvidas (m²). verniz acrílico à base água.Boletim 156 1) Será medido pela área de superfície pintada.78 VERNIZ DE PROTEÇÃO ANTIPICHAÇÃO 1) Será medido pela área de superfície envernizada. ou trincha ) e as especificações do fabricante. referência Hidrorrepelente Acqua da Denver.05. em uma demão. com ou sem diluição.siloxano oligomérico disperso em água. em duas demãos. solvente orgânico ( xilol ou thinner ). filetes ou molduras desenvolvidas (m²). referência Denverniz Acqua ( Denver ). Hacker. referência Graffitiguard da Anchortec. ou trincha ) e as especificações do fabricante. aplicação do verniz incolor antipichação monocomponente. ou 40 W Fachada da Fosroc. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços de: limpeza e preparo da superfície. a técnica utilizada para a aplicação ( rolo. ou argamassas. sobre superfícies de concreto aparente. conforme recomendações do fabricante. conforme recomendações do fabricante. pistola. referência Hidrorrepelente HR da Denver. conforme recomendações do fabricante. 33.03. ou argamassas. tijolo aparente. ou equivalente. ou Nitoprimer 40 da Fosroc.Os vãos acima de 2. aplicação do hidrorrepelente.77 HIDRORREPELENTE INCOLOR PARA FACHADA OLIGOMÉRICO DISPERSO EM SOLVENTE À BASE DE SILANO .05. ou equivalente. à base de silano . 33. ou Antgraf Eco Verniz da Ant Graf. Dorosilicone da Durolit/ Wolf.siloxano oligomérico disperso em meio solvente.00 m² e não se considerando espaletas. Durocryl A ( Wolf Hacker ). à base de silano . deduzindo-se toda e qualquer interferência (m²). tijolo aparente. filetes ou molduras. ou Silicone da Coral. aplicação do verniz acrílico à base água. sobre superfícies de concreto aparente.01 PINTURA EM SUPERFÍCIES DE MADEIRA VERNIZ FUNGICIDA PARA MADEIRA 1) Será medido por área (m²): A) Em portas. 330 de 734 . tijolo aparente. pela área da peça multiplicada por 3 ( três ). aplicação do hidrorrepelente. portões. sobre superfícies de concreto aparente.Critérios de Medição e Remuneração .00 33.03. Sika Silicone da Sika. Não havendo batente. a técnica utilizada para a aplicação ( rolo.00 m deverão ser deduzidos na totalidade e as espaletas. ou argamassas.

2) O item remunera o fornecimento de tinta esmalte à base de resinas alquídicas. não remunera o preparo de base. deduzindo-se toda e qualquer interferência (m²).12 ESMALTE EM RODAPÉS. portões. com venezianas ou persianas de enrolar. referência Tinta Esmalte da Sherwin Williams. com venezianas ou persianas de enrolar. diluente aguarrás. conforme recomendações do fabricante.05. considerada apenas uma vez. considerada apenas uma vez. quando necessário. guichês com batente. pela área da peça multiplicada por 5 ( cinco ).10 ESMALTE EM SUPERFÍCIE DE MADEIRA 1) Será medido por área (m²): A) Em portas. aplicação da tinta esmalte. ou Suvinil Esmalte Sintético da Glasurit. 2) O item remunera o fornecimento de cera para piso. 2) O item remunera o fornecimento de tinta esmalte à base de resinas alquídicas. ou Eucalux da Eucatex. Não havendo batente. inclusive acessórios e a mão-de-obra necessária para a limpeza. referência Osmocolor da Montana. medição pela área da peça multiplicado por 2 ( dois ). aplicação do verniz em três demãos. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços de: limpeza da superfície. ou 331 de 734 . pela área da peça multiplicada por 5 ( cinco ). com venezianas ou persianas de enrolar. remoção do pó e aplicação da cera.05. conforme especificações do fabricante. B) Em janelas e portas com batentes de madeira. C) Em cercas e gradis. 33. indicado para uso intero ou externo. 33. Não havendo batente. C) Em cercas e gradis.Critérios de Medição e Remuneração . sendo a primeira demão aplicada como fundo selante. resistente a intempéries e raios solares.Boletim 156 B) Em janelas e portas com batentes de madeira. lixamento final. ou Coralit Esmalte Sintético da Coral. C) Em cercas e gradis. D) Em estruturas de madeira pela área de superfície envernizada. ou Coralit Esmalte Sintético da Coral. ou Eucalux da Eucatex. acabamento acetinado ou brilhante. referência Tinta Esmalte da Sherwin Williams. ou equivalente. 33. BAGUETES OU MOLDURAS DE MADEIRA 1) Será medido por comprimento de rodapé. 2) O item remunera o fornecimento de verniz fungicida ( stain ) base solvente. pela área de projeção do conjunto no plano vertical. considerada apenas uma vez. ou Suvinil Esmalte Sintético da Glasurit. materiais acessórios e a mão-deobra necessária para a execução dos serviços de: limpeza. Verniz Stain impregnante da Suvinil ou equivalente. baguete ou moldura pintado (m). pela área da peça multiplicada por 3 ( três ).05.02 ENCERAMENTO DE SUPERFÍCIE DE MADEIRA À BONECA 1) Será medido por área (m²): A) Em portas. pela área de projeção do conjunto no plano vertical. em várias demãos ( 2 ou 3 demãos ). guichês com batente. acabamento acetinado ou brilhante. medição pela área da peça multiplicado por 2 ( dois ). pela área da peça multiplicada por 3 ( três ). B) Em janelas e portas com batentes de madeira. portões. conforme especificações do fabricante. preparo da superfície. pela área de projeção do conjunto no plano vertical. pela área da peça multiplicada por 5 ( cinco ).

36 VERNIZ EM RODAPÉS. aplicação da tinta esmalte. C) Em cercas e gradis. com venezianas ou persianas de enrolar. conforme recomendações do fabricante. com a tinta diluída em 20% de água. quando necessário. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços de: limpeza e preparo da superfície. resistente a intempéries e raios solares. aplicação do verniz. resistente a água. ou equivalente. em várias demãos ( 2 ou 3 demãos ).05. 2) O item remunera o fornecimento de verniz sintético. 332 de 734 .00 33. em três demãos. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços de: limpeza da superfície. 2) O item remunera o fornecimento de verniz sintético. diluente aguarrás.06. baguete ou moldura envernizados (m). ou Sparlack Copal da Akzo/Ypiranga. uma demão como primer. 2) O item remunera o fornecimento de tinta à base de resinas acrílicas. alcalinidade. considerada apenas uma vez. conforme recomendações do fabricante. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços de: limpeza e preparo da superfície. medição pela área da peça multiplicado por 2 ( dois ). com alta resistência à abrasão. ou Metalatex Acrílico com Quartzo da Sherwin Williams. não remunera o preparo de base. referência Verniz Rexpar Marítimo da Sherwin Williams. Não havendo batente. maresia e intempéries. quando necessário. aplicação da tinta acrílica. ou Suvinil Verniz Copal da Glasurit. não remunera o preparo de base. ou Eucacril para pisos da Eucatex. referência Suvinil Poliesportiva da Glasurit. sendo a primeira demão aplicada como fundo selante. 33. conforme especificações do fabricante. ou Quadracryl Pisos e Paredes da Renner. diluente aguarrás. ou Novacor Piso da Globo. conforme especificações do fabricante.02 PINTURA EM PISOS ACRÍLICO PARA QUADRAS E PISOS CIMENTADOS 1) Será medido pela área de superfície pintada. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços de: limpeza da superfície. conforme recomendações do fabricante. conforme especificações do fabricante. 33. acabamento microtexturizado. pela área da peça multiplicada por 5 ( cinco ). ou Verniz Copal/Eucaverniz da Eucatex ou equivalente. ou Coralpiso da Coral. aplicação do verniz. ou Verniz Copal/Eucaverniz da Eucatex ou equivalente. guichês com batente. resistente a intempéries e raios solares. duas demãos de acabamento. conforme recomendações do fabricante.06. indicado para uso intero ou externo. 33. deduzindo-se toda e qualquer interferência (m²). acabamento brilhante. referência Verniz Rexpar Marítimo da Sherwin Williams. ou Suvinil Verniz Copal da Glasurit. BAGUETES OU MOLDURAS DE MADEIRA 1) Será medido por comprimento de rodapé.Boletim 156 equivalente.33 VERNIZ EM SUPERFÍCIE DE MADEIRA 1) Será medido por área (m²): A) Em portas.Critérios de Medição e Remuneração .05. diluente aguarrás. ou Sparlack Copal da Akzo/Ypiranga. pela área da peça multiplicada por 3 ( três ). pela área de projeção do conjunto no plano vertical. sendo a primeira demão aplicada como fundo selante. lavável. portões. em três demãos. B) Em janelas e portas com batentes de madeira. indicado para uso intero ou externo. com a tinta diluída em 40% de água. acabamento brilhante. conforme especificações do fabricante.

remoção do pó e aplicação da tinta. com espessura total de 50 micrômetros ( 25 cada demão ). indicada para estruturas internas. 33. monocomponente. com acabamento semibrilhante em várias cores.10 PINTURA EM ESTRUTURAS METÁLICAS ESMALTE COM ACABAMENTO ACETINADO EM ESTRUTURA METÁLICA 1) Será medido pela área da projeção horizontal da estrutura (m²). materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços: aplicação em duas demãos. ou urbanos. com espessura final de 250 micrômetros ( 125 cada demão ). 2) O item remunera o fornecimento de tinta à base de borracha clorada. lixamento final. em ambientes industriais agressivos ou marítimos. monocomponente. inclusive materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para o preparo da superfície e a aplicação da tinta. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços: aplicação em duas demãos.13 EPÓXI BICOMPONENTE EM ESTRUTURAS METÁLICAS 1) Será medido. equipamentos.00 33. monocomponente. indicada para estruturas internas. ou equivalente. com os acréscimos: A) Estrutura metálica plana: multiplicar a área de projeção horizontal por 2. conforme recomendações dos fabricantes. de tinta esmalte alquídica modificada com resina fenólica. monocomponente. de tinta epóxi bicomponente. aplicação em duas demãos.09. referência Admiral Primer 504. 333 de 734 . equipamentos. conforme recomendações dos fabricantes. referência Admiral Esmalte. inclusive materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a limpeza da superfície. por peso de aço nas bitolas e dimensões especificadas no projeto de estrutura metálica (kg). ou externas. ou equivalente. C) Sistema de medição indicativo. de tinta de fundo alquídica modificada com resina fenólica.Critérios de Medição e Remuneração . 33. da Sumaré / Sherwin-Williams. referência Macropoxy HS BR. ou externas. fornecimento de tinta de fundo alquídica modificada com resina fenólica.09.07. acabamento brilhante em várias cores.07. ou equivalente. com espessura final de 80 micrômetros ( 40 cada demão ). pigmentada com zarcão destinada à proteção e preparo de superfície. em ambientes rurais.02 PINTURA DE SINALIZAÇÃO BORRACHA CLORADA PARA FAIXAS DEMARCATÓRIAS 1) Será medido por comprimento de linhas demarcatórias pintadas (m). pigmentada com zarcão destinada à proteção e preparo de superfície. 2) O item remunera o fornecimento de tinta esmalte alquídica modificada com resina fenólica. com pigmentos inibidores de corrosão e alta resistência química.14 ESMALTE ALQUÍDICO EM ESTRUTURAS METÁLICAS 1) Será medido. 33.00 33. da Sumaré / Sherwin-Williams.Boletim 156 33. podendo ser elaborados outros tipos de medições conforme acordo entre contratante e contratado 2) O item remunera o fornecimento de tinta esmalte sintético com acabamento acetinado. ou marítimos abrigados. da Sumaré / Sherwin-Williams. por peso de aço nas bitolas e dimensões especificadas no projeto de estrutura metálica (kg) 2) O item remunera o fornecimento de tinta epóxi bicomponente ( componente A e componente B ).07. B) Estrutura metálica em arco: acrescentar em 30% a área de projeção horizontal e multiplicar por 2.07.

não se descontando vãos de até 2.04 ESMALTE EM MASSA. tinta látex ( plástica ) PVA à base de emulsão acrílica modificada.00 m² deverão ser deduzidos na totalidade e as espaletas. acabamento acetinado ou brilhante. aditivada com Bacterkill ( agente fungicida ). com resistência à umidade em ambientes frios ou quentes. aplicação da tinta.10. referência Coralatex da Coral.10. em várias demãos ( 2 ou 3 demãos ). resistente ao mofo. conforme recomendações do fabricante. sobre superfície revestida com massa.10. 33. ou equivalente. ou Látex PVA da Sherwin Williams.Boletim 156 33. acabamento fosco aveludado.00 m² e não se considerando espaletas. conforme especificações do fabricante. filetes ou molduras desenvolvidas (m²). ou Suvinil Látex PVA da Glasurit. tinta esmalte à base de resinas alquídicas. remoção do pó e aplicação do selador. aplicação da tinta látex PVA. ou Eucalux da Eucatex. filetes ou molduras. em várias demãos ( 2 ou 3 demãos ). diluente aguarrás. câmaras frias e locais com vapores ou condensação de água.00 m² deverão ser deduzidos na totalidade e as espaletas.02 LÁTEX PVA EM MASSA.00 m² 33.10. filetes ou molduras desenvolvidas (m²).00 m² e não se considerando espaletas.Critérios de Medição e Remuneração . ou Eucalatex da Eucatex. 33. solúvel em água. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços de: limpeza da superfície. deduzindo-se toda e qualquer interferência (m²). conforme especificações do fabricante. filetes ou molduras desenvolvidas (m²). Os vãos acima de 2. aditivada com Silthane ( silicone e poliuretano ). lavanderias. lixamento. INCLUSIVE PREPARO 1) Será medido pela área de superfície preparada e pintada. em várias demãos ( 2 ou 3 demãos ). específica para prevenção da proliferação de fungos e mofo. 2) O item remunera o fornecimento de selador de tinta para pintura PVA. lixamento. filetes ou molduras. remoção do pó e aplicação do selador. 2) O item remunera o fornecimento de selador de tinta para pintura acrílica. conforme recomendações do fabricante. aplicação da tinta. 33. filetes ou molduras. acabamento semibrilho. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços de: limpeza da superfície.01 e não se considerando espaletas. referência Metalatex Antimofo da Sherwin Williams. ou Suvinil Esmalte Sintético da Glasurit. acabamento fosco aveludado. ou equivalente. INCLUSIVE PREPARO LÁTEX PVA ANTIMOFO EM MASSA. Os vãos acima de 2. referência Coralmur da Coral. 2) O item remunera o fornecimento de líquido de fundo para pintura esmalte. ou equivalente. sobre superfície revestida com massa. tinta látex ( plástica ) à base de resina acrílica.00 m² deverão ser deduzidos na totalidade e as espaletas. lixamento.10. conforme especificações do fabricante. ou Coralit Esmalte Sintético da Coral. conforme recomendações do fabricante.03 LÁTEX ACRÍLICO ANTIMOFO EM MASSA. chuva e maresia. não se descontando vãos de até 2. materiais acessórios e a mão-de-obra 334 de 734 .00 PINTURA EM SUPERFÍCIES DE CONCRETO / MASSA / GESSO / PEDRAS. tais como saunas. tinta látex ( plástica ) à base de PVA. solúvel em água. não se descontando vãos de até 2. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços de: limpeza da superfície. sol. 2) O item remunera o fornecimento de selador de tinta para pintura PVA . referência Tinta Esmalte da Sherwin Williams. INCLUSIVE PREPARO 1) Será medido pela área de superfície preparada e pintada. sobre superfície revestida com massa. INCLUSIVE PREPARO 1) Será medido pela área de superfície preparada e pintada. INCLUSIVE PREPARO 1) Será medido pela área de superfície preparada e pintada. ou equivalente. remoção do pó e aplicação do selador. Os vãos acima de 2. solúvel em água.

materiais acessórios. conforme recomendações do fabricante.00 m² deverão ser deduzidos na totalidade e as espaletas. lixamento. deduzindo-se toda e qualquer interferência (m²). não se descontando vãos de até 2.Boletim 156 necessária para a execução dos serviços de: limpeza. 2) O item remunera o fornecimento de selador de tinta para pintura epóxi. em várias cores. remoção do pó e aplicação do selador. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços de: limpeza. Os vãos acima de 2. 2) O item remunera o fornecimento de selador de tinta para pintura acrílica. remoção do pó e aplicação do fundo. deduzindo-se toda e qualquer interferência (m²). INCLUSIVE PREPARO 335 de 734 .06 EPÓXI EM MASSA. lixamento. sobre superfície revestida com massa.10. tinta à base de emulsão 100% acrílica. conforme especificações do fabricante. lixamento e remoção do pó.07 BORRACHA CLORADA EM MASSA. aplicação do revestimento texturizado acrílico. filetes ou molduras desenvolvidas (m²).01 PINTURA EM SUPERFÍCIES METÁLICAS. sobre superfície revestida com massa. tinta à base de epóxi. INCLUSIVE PREPARO ALUMÍNIO EM SUPERFÍCIE METÁLICA.00 m² e não se considerando espaletas. lixamento.10. conforme recomendações do fabricante. aplicação da tinta. solúvel em água. 33. em uma demão. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços de: limpeza. ou equivalente. ou Reticril da Retinco. deduzindo-se toda e qualquer interferência (m²). sobre superfície revestida com massa. 33. conforme especificações do fabricante. ou equivalente. lixamento.11. aplicação da tinta esmalte. em várias demãos ( 2 ou 3 demãos ). para uso interno. em várias demãos ( 2 ou 3 demãos ). materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços de: limpeza da superfície.11.08 PINTURA COM TEXTURA ACRÍLICA PARA USO INTERNO. e a mão-deobra necessária para os serviços de: limpeza.00 33. conforme recomendações do fabricante. ou Metalatex da Sherwin Williams.Critérios de Medição e Remuneração . aplicação da tinta à base de borracha clorada. INCLUSIVE PREPARO 1) Será medido pela área de superfície preparada e pintada. 33.05 TINTA 100% ACRÍLICA EM MASSA. aplicação da tinta acrílica. ou Fuselatex da Fusecolor. conforme recomendações do fabricante. revestimento texturizado 100% acrílico. conforme especificações do fabricante. referência Texturatto Liso da Coral. sem agregados minerais. remoção do pó. conforme especificações do fabricante. ou Eucacril da Eucatex. ou Suvinil 100% Acrílico da Glasurit. remoção do pó. sem diluição do produto. 2) O item remunera o fornecimento de selador de tinta para pintura de borracha clorada. sobre superfície revestida com massa. 33. 33. INCLUSIVE PREPARO 1) Será medido pela área de superfície preparada e pintada. acabamento fosco acetinado.10. filetes ou molduras. INCLUSIVE PREPARO 1) Será medido pela área de superfície preparada e pintada. referência Coralplus da Coral. 2) O item remunera o fornecimento de selador de tinta para pintura com textura acrílica.10. tinta à base de borracha clorada. INCLUSIVE PREPARO 1) Será medido pela área de superfície preparada e pintada.

69 1. conforme especificações do fabricante. registros e conexões: cada unidade será considerada como um metro linear de tubulação correspondente. no plano vertical ou horizontal. ou equivalente. multiplicados pela área da face externa da tubulação: DIÂMETRO Até 2" De 2"a 3" De 3"a 4" De 4"a 5" De 5"a 6" De 6"a 7" De 7"a 8" COEFICIENTE 2. 33. considerada uma só vez.54 2. acrescentando-se.33 1.50 m da tubulação correspondente.29 2. diluente aguarrás.00 E) Faixas de identificação em tubulação: cada faixa deverá ser considerada como 0. acabamento liso. no plano vertical ou horizontal.5 ( dois e meio ). as áreas de vedação superiores a 15% da área inicial. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços de: limpeza e preparo da superfície.02 ESMALTE EM SUPERFÍCIE METÁLICA. mais uma vez.81 DIÂMETRO de 8" a 9" de 9"a 10" de 10"a 11" de 11"a 12" de 12"a 13" de 13"a 14" acima de 14" COEFICIENTE 1. pela área da peça ou projeção do conjunto. acrescida do respectivo coeficiente. grades articuladas de enrolar e portas pantográficas.21 1. ou Suvinil Alumínio da Glasurit.17 2. D) Em tubulações. C) Em caixilhos com batentes ou contramarcos metálicos. B) Em portas de ferro onduladas e articuladas de enrolar. flanges.05 1. aplicação da tinta esmalte alumínio. pela área da peça multiplicada por 2.11.45 1.5 ( dois e meio ). B) Em portas de ferro onduladas e articuladas de enrolar. considerando-se os coeficientes. 336 de 734 .93 1. grades ou gradis de ferro. F) Válvulas. considerada uma só vez.10 1. 2) O item remunera o fornecimento de tinta esmalte alumínio. acrescida do respectivo coeficiente.42 2. mais uma vez. pela área da peça ou projeção do conjunto. brilhante. conforme recomendações do fabricante.Critérios de Medição e Remuneração . portas e caixilhos chapeados. referência Tinta Alumínio da Sherwin Williams. INCLUSIVE PREPARO 1) Será medido por área de superfície preparada e pintada (m²): A) Em caixilhos vazados. pela área da peça multiplicada por 5 ( cinco ). grades articuladas de enrolar e portas pantográficas. pela área da peça multiplicada por 2.Boletim 156 1) Será medido por área de superfície preparada e pintada (m²): A) Em caixilhos vazados. grades ou gradis de ferro. ou Coralit Alumínio da Coral. abaixo. as áreas de vedação superiores a 15% da área inicial. em várias demãos ( 3 ou 4 demãos ). acrescentando-se. sendo a primeira demão aplicada como fundo selante. portas e caixilhos chapeados.57 1. ou solvente para sintético. com venezianas ou persianas.

2) O item remunera o fornecimento de fundo óxido de ferro. ou Eucalux da Eucatex.33 1. ou solvente para sintético.29 2. flanges.Boletim 156 C) Em caixilhos com batentes ou contramarcos metálicos. mais uma vez. multiplicados pela área da face externa da tubulação: DIÂMETRO Até 2" De 2"a 3" De 3"a 4" De 4"a 5" De 5"a 6" De 6"a 7" De 7"a 8" COEFICIENTE 2. registros e conexões: cada unidade será considerada como um metro linear de tubulação correspondente. acrescentando-se.93 1.69 337 de 734 . 33. INCLUSIVE PREPARO 1) Será medido por área de superfície preparada e pintada (m²): A) Em caixilhos vazados.69 1.05 1. D) Em tubulações. ou Suvinil Esmalte Sintético da Glasurit. acrescida.42 2. considerada uma só vez.17 2. grades articuladas de enrolar e portas pantográficas. diluente aguarrás. pela área da peça multiplicada por 2. ou Coralit Esmalte Sintético da Coral. no plano vertical ou horizontal. pela área da peça multiplicada por 5 ( cinco ). tinta esmalte à base de resinas alquídicas. pela área da peça ou projeção do conjunto.5 ( dois e meio ). aplicação da tinta esmalte. com venezianas ou persianas.50 m da tubulação correspondente.10 1.57 1. conforme especificações do fabricante. B) Em portas de ferro onduladas e articuladas de enrolar. portas e caixilhos chapeados. abaixo. acabamento acetinado ou brilhante. considerando-se os coeficientes. acrescida do respectivo coeficiente. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços de: limpeza e preparo da superfície. abaixo. F) Válvulas.11.03 ALUMÍNIO EM SUPERFÍCIE GALVANIZADA E / OU ALUMÍNIO.54 DIÂMETRO de 8" a 9" COEFICIENTE 1.Critérios de Medição e Remuneração . C) Em caixilhos com batentes ou contramarcos metálicos.21 1. em várias demãos ( 2 ou 3 demãos ). conforme recomendações do fabricante. diluente. ou equivalente. multiplicados pela área da face externa da tubulação: DIÂMETRO Até 2" COEFICIENTE 2. grades ou gradis de ferro. referência Tinta Esmalte da Sherwin Williams. considerando-se os coeficientes.45 1.00 E) Faixas de identificação em tubulação: cada faixa deverá ser considerada como 0.81 DIÂMETRO de 8" a 9" de 9"a 10" de 10"a 11" de 11"a 12" de 12"a 13" de 13"a 14" acima de 14" COEFICIENTE 1. as áreas de vedação superiores a 15% da área inicial.54 2. com venezianas ou persianas. pela área da peça multiplicada por 5 ( cinco ). D) Em tubulações.

D) Em tubulações. brilhante.00 338 de 734 .93 1. conforme especificações do fabricante. considerada uma só vez.57 1.05 1. acabamento liso. com venezianas ou persianas. as áreas de vedação superiores a 15% da área inicial. flanges. portas e caixilhos chapeados.45 1. C) Em caixilhos com batentes ou contramarcos metálicos. pela área da peça multiplicada por 2.45 1. B) Em portas de ferro onduladas e articuladas de enrolar.29 2.42 2. grades ou gradis de ferro.21 1. ou Coralit Alumínio da Coral. acrescentando-se. acrescida do respectivo coeficiente. referência Tinta Alumínio da Sherwin Williams. INCLUSIVE PREPARO 1) Será medido por área de superfície preparada e pintada (m²): A) Em caixilhos vazados.5 ( dois e meio ). ou Suvinil Alumínio da Glasurit.04 ESMALTE EM SUPERFÍCIE GALVANIZADA E / OU ALUMÍNIO. F) Válvulas. multiplicados pela área da face externa da tubulação: DIÂMETRO Até 2" De 2"a 3" De 3"a 4" De 4"a 5" De 5"a 6" De 6"a 7" De 7"a 8" COEFICIENTE 2.Critérios de Medição e Remuneração . considerando-se os coeficientes. 33.54 2. sendo a primeira demão aplicada como fundo selante.Boletim 156 De 2"a 3" De 3"a 4" De 4"a 5" De 5"a 6" De 6"a 7" De 7"a 8" 2. ou equivalente.10 1. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços de: limpeza e preparo da superfície.33 1. mais uma vez.33 1.50 m da tubulação correspondente.81 DIÂMETRO de 8" a 9" de 9"a 10" de 10"a 11" de 11"a 12" de 12"a 13" de 13"a 14" acima de 14" COEFICIENTE 1.17 2.29 2. diluente aguarrás.21 1. conforme recomendações do fabricante. acrescida do respectivo coeficiente.11.00 E) Faixas de identificação em tubulação: cada faixa deverá ser considerada como 0. no plano vertical ou horizontal.17 2. pela área da peça ou projeção do conjunto. ou solvente para sintético. abaixo. aplicação da tinta esmalte alumínio. pela área da peça multiplicada por 5 ( cinco ).57 1. em várias demãos ( 3 ou 4 demãos ). registros e conexões: cada unidade será considerada como um metro linear de tubulação correspondente.93 1.05 1.69 1.81 de 9"a 10" de 10"a 11" de 11"a 12" de 12"a 13" de 13"a 14" acima de 14" 1. grades articuladas de enrolar e portas pantográficas.10 1. 2) O item remunera o fornecimento de tinta esmalte alumínio.42 2.

e / ou alumínio. INCLUSIVE PREPARO 1) Será medido por área de superfície preparada e pintada (m²): A) Em portas. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços de: limpeza e preparo da superfície. conforme especificações do fabricante. conforme recomendações do fabricante. 2) O item remunera o fornecimento de fundo sintético branco. medição pela área da peça multiplicado por 2 ( dois ). pela área da peça multiplicada por 5 ( cinco ).Critérios de Medição e Remuneração . para superfície de madeira. portões. ou Eucalux da Eucatex. ou Eucalux da Eucatex. B) Em janelas e portas com batentes de madeira. ou Galvacryl da Renner ou equivalente. materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços de: limpeza da superfície. diluente aguarrás. sendo a primeira demão aplicada como fundo selante. 2) O item remunera o fornecimento de fundo branco fosco. C) Em cercas e gradis. guichês com batente.12. conforme especificações do fabricante. registros e conexões: cada unidade será considerada como um metro linear de tubulação correspondente. tinta esmalte à base de resinas alquídicas. diluente. ou Coralit Esmalte Sintético da Coral. acabamento acetinado ou brilhante. ou Suvinil Esmalte Sintético da Glasurit.50 m da tubulação correspondente. pela área de projeção do conjunto no plano vertical. aplicação da tinta esmalte. considerada apenas uma vez. 339 de 734 . 33.Boletim 156 E) Faixas de identificação em tubulação: cada faixa deverá ser considerada como 0. ou equivalente.12. com venezianas ou persianas de enrolar. acrescida do respectivo coeficiente. F) Válvulas. referência Tinta Esmalte da Sherwin Williams. pela área da peça multiplicada por 3 ( três ). ou Coralit Esmalte Sintético da Coral. referência Super Galvite da Sherwin Williams. em várias demãos ( 2 ou 3 demãos ). em várias demãos ( 3 ou 4 demãos ). ou Suvinil Esmalte Sintético da Glasurit. conforme recomendações do fabricante. diluente aguarrás. referência Tinta Esmalte da Sherwin Williams. flanges. para superfície de aço galvanizado. ou Galvoprimer da Ipiranga. o fornecimento de tinta esmalte à base de resinas alquídicas.00 33.01 PINTURA EM SUPERFÍCIES DE MADEIRA. ou Fundo Branco para Galvanizados Coral Dulux da Coral. Não havendo batente. INCLUSIVE PREPARO ESMALTE EM SUPERFÍCIE DE MADEIRA. acrescida do respectivo coeficiente. ou solvente para sintético. aplicação da tinta esmalte alumínio. acabamento acetinado ou brilhante. ou equivalente. sendo a primeira demão aplicada como fundo selante.

remunera também o espalhamento em áreas abertas ou jardins. em jardins e canteiros.Boletim 156 34. promovendo a completa forração da superfície.01. 2) O item remunera o fornecimento de grama Batatais ( Paspalum notatum ) em placas. com altura média de 50 cm. irrigação.01. 2) O item remunera o fornecimento de grama Batatais ( Paspalum notatum ) em placas. 34. inclusive materiais acessórios e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços de: preparo do solo. e cobertura com terra vegetal. 2) O item remunera o fornecimento de terra vegetal orgânica comum de primeira qualidade. sarrafo em Pinus ( "Pinus Elliotti" ou "Pinus Taeda" ). terra vegetal e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços de: preparo do solo.02. plantio das mudas. MÍNIMO 18 MUDAS / M² . 2) O item remunera o fornecimento da mão-de-obra necessária para a limpeza e regularização para a execução de paisagismo. terra vegetal.01 PREPARAÇÃO DE SOLO TERRA VEGETAL ORGÂNICA COMUM 1) Será medido por volume de terra vegetal fornecida (m³). ou Cambará ( "Qualea spp" ). terra vegetal orgânica adubada e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços de preparo do solo. para ajardinamento. livre de ervas daninhas e contaminação.02 VEGETAÇÃO RASTEIRA PLANTIO DE GRAMA BATATAIS EM PLACAS (PRAÇAS E ÁREAS ABERTAS) 1) Será medido pela área real de terreno onde ocorrer o plantio de grama (m²). num prazo de 30 dias. em jardins e canteiros. e o estaqueamento da grama quando necessário.00. 34. conhecida também como Cedrinho.02. 34.00 34. num prazo de 30 dias. cobertura com terra vegetal.02. não remunera os serviços de limpeza e regularização prévia da área. nas dimensões de 5 x 2. 34. irrigação. irrigação.Critérios de Medição e Remuneração . cobertura com terra vegetal. promovendo a completa forração da superfície. plantio das placas justapostas. para forração.01.00 34. remunera também a rega e conservação para pega das mudas e eventual substituição das mudas que não pegarem. na quantidade mínima de 18 mudas por metro quadrado. 2) O item remunera o fornecimento de Lírio Amarelo ( Hemerocallis flava ) em mudas. Remunera também a rega e conservação para pega das mudas e a substituição de placas que não pegarem.H = 0. 340 de 734 . plantio das placas justapostas. em áreas abertas e praças.07 FORRAÇÃO COM LÍRIO AMARELO.04 PLANTIO DE GRAMA BATATAIS EM PLACAS (JARDINS E CANTEIROS) 1) Será medido pela área real de terreno onde ocorrer o plantio de grama (m²).00 PAISAGISMO 34. num prazo de 30 dias.50 M 1) Será medido pela área real de terreno onde ocorrer o plantio de Lírio Amarelo (m²). Remunera também a rega e conservação para pega das mudas e a substituição de placas que não pegarem.02 LIMPEZA E REGULARIZAÇÃO DE ÁREAS PARA AJARDINAMENTO (JARDINS E CANTEIROS) 1) Será medido pela área real de terreno onde ocorrer a limpeza e regularização (m²). ou Quarubarana ( "Erisma uncinatum" ).5 cm.02.

00 34. plantio das mudas. irrigação. terra vegetal orgânica adubada e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços de preparo do solo.80 M 1) Será medido por unidade de muda plantada (un).03. MÍNIMO 18 MUDAS / M² .02. num prazo de 30 dias.60 A 0. 2) O item remunera o fornecimento de grama Esmeralda em placas.40 PLANTIO DE GRAMA PELO PROCESSO HIDROSSEMEADURA 1) Será medido pela área real de terreno onde ocorrer o plantio de grama e pago na medição 50 % da área plantada e os 50 % restantes após a efetiva pega (m²). na quantidade mínima de 18 mudas por metro quadrado.15 M 1) Será medido pela área real de terreno onde ocorrer o plantio de Hera Inglesa (m²). em jardins e canteiros. MÍNIMO 20 MUDAS / M² .02. Remunera também a rega e conservação para pega das mudas e a substituição de placas que não pegarem. plantio das placas justapostas.11 FORRAÇÃO COM CLORÓFITO. 2) O item remunera o fornecimento de Hera Inglesa ( Hedera helix ) em mudas. Remunera também adubo. em jardins e canteiros. 34.09 FORRAÇÃO COM HERA INGLESA. num prazo de 30 dias.02.02.Critérios de Medição e Remuneração .03. 2) O item remunera o fornecimento de grama São Carlos ( Axonopus compressus ). para forração. com comprimento médio de 15 cm.H = 0. 34. 2) O item remunera a mão-de-obra necessária para a execução do plantio de grama tipo batatais e / ou tipo pensacola pelo processo de hidrossemeadura e a calagem da área. na quantidade mínima de 20 mudas por metro quadrado. e cobertura com terra vegetal. 34.Boletim 156 34. remunera também a rega e conservação para pega das mudas e eventual substituição das mudas que não pegarem.15 M 1) Será medido pela área real de terreno onde ocorrer o plantio de Clorófito (m²). promovendo a completa forração da superfície.02. 341 de 734 . sementes com quantidade mínima de 25 quilos de por hectare e equipamentos necessários para o plantio. em placas. terra vegetal orgânica adubada e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços de preparo do solo. Remunera também a rega e conservação para pega das mudas e a substituição de placas que não pegarem. cobertura com terra vegetal. plantio das mudas. com altura média de 15 cm. cobertura com terra vegetal.H = 0. irrigação. promovendo a completa forração da superfície. para forração. irrigação. terra vegetal e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços de: preparo do solo.08 PLANTIO DE GRAMA SÃO CARLOS EM PLACAS (JARDINS E CANTEIROS) 1) Será medido pela área real de terreno onde ocorrer o plantio de grama (m²). num prazo de 30 dias.10 PLANTIO DE GRAMA ESMERALDA EM PLACAS (JARDINS E CANTEIROS) 1) Será medido pela área real de terreno onde ocorrer o plantio de grama (m²). num prazo de 30 dias. plantio das placas justapostas. terra vegetal e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços de: preparo do solo. irrigação. e cobertura com terra vegetal. 2) O item remunera o fornecimento de Clorófito ( Chorophytum comosum ) em mudas.02 VEGETAÇÃO ARBUSTIVA ARBUSTO AZÁLEA . 34. remunera também a rega e conservação para pega das mudas e eventual substituição das mudas que não pegarem. 34.H = 0.

com altura variável entre 0. plantio das mudas.60 e 0.03. em mudas. em mudas de árvores formadas.04. num prazo de 30 dias. irrigação. 2) O item remunera o fornecimento de arbusto.00 M 1) Será medido por unidade de árvore plantada (un). em mudas. num prazo de 30 dias.00 M 1) Será medido por unidade de árvore plantada (un).60 A 0.H = 0. 2) O item remunera o fornecimento de árvore ornamental. 2) O item remunera o fornecimento da muda de arbusto.Boletim 156 2) O item remunera o fornecimento da muda de arbusto. remunera também a rega e 342 de 734 . terra vegetal orgânica adubada e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços de preparo do solo.00 m. cobertura com terra vegetal. com altura média de 2. 2) O item remunera o fornecimento da muda de árvore ornamental. cobertura com terra vegetal. cobertura com terra vegetal. terra vegetal orgânica e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços de abertura da cova. irrigação. irrigação. remunera também a rega e conservação para pega das mudas e eventual substituição das mudas que não pegarem. 34. 34. num prazo de 30 dias. 34. tipo Alamanda ( Allamanda schotti ). remunera também a rega e conservação para pega das mudas e eventual substituição das mudas que não pegarem. irrigação.04.03. irrigação. remunera também a rega e conservação para pega das mudas e eventual substituição das mudas que não pegarem.80 m. tipo Moréia ( Dietes bicolor ). com altura variável entre 0.50 m. remunera também a rega e conservação para pega das mudas e eventual substituição das mudas que não pegarem. terra vegetal orgânica adubada e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços de preparo do solo. cobertura com terra vegetal.13 ARBUSTO ALAMANDA .80 m. tipo Ipê Amarelo ( Tabebuia chrysotricha ). 34. tipo Curcúligo ( Curculigo capitulata ). plantio das árvores. com altura variável entre 0.50 M 1) Será medido por unidade de muda plantada (un). em mudas. 2) O item remunera o fornecimento de arbusto. terra vegetal orgânica e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços de abertura da cova. num prazo de 30 dias. com altura média de 0.H = 2.80 m.00 34.15 ARBUSTO CURCÚLIGO .Critérios de Medição e Remuneração .05 ÁRVORES ÁRVORE ORNAMENTAL TIPO PATA DE VACA . cobertura com terra vegetal. plantio das árvores.H = 0. cobertura com terra vegetal.80 M 1) Será medido por unidade de muda plantada (un).04. tipo Pata de Vaca ( Bauhinia variegata ).00 m. plantio das mudas.H = 2. com altura média de 2. irrigação. terra vegetal orgânica adubada e a mão-de-obra necessária para a execução dos serviços de preparo do solo. remunera também a rega e conservação para pega das mudas e eventual substituição das mudas que não pegarem. em mudas.80 M 1) Será medido por unidade de muda plantada (un).60 e 0. 34.03. plantio das mudas.60 A 0.13 ÁRVORE ORNAMENTAL TIPO IPÊ AMARELO . em mudas de árvores formadas.12 ARBUSTO MORÉIA .60 e 0. tipo Azálea / Azaléia ( Rhododendron indicum ). preparo do solo. plantio das mudas.H = 0. terra vegetal orgânica ad