P. 1
FFerrari CCechinel Introducao a Algoritmos

FFerrari CCechinel Introducao a Algoritmos

|Views: 0|Likes:
Publicado porEdivan José Monte

More info:

Published by: Edivan José Monte on Aug 30, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

04/22/2014

pdf

text

original

.

No algoritmo 15 está mostrada o formato básico da estrutura de repeticãoe

n

q

u

a

n

t

o

-

f
a

c

a

. Antes de entrar na estrutura de repetição, a expressão lógica é avaliada, caso o

resultado da mesma seja verdadeiro os comandos que estão dentro da estrutura serão

executadoseaofinalvolta-seaavaliaraexpressãológicanovamente. Casooresultado

da expressão lógica seja falso, o algoritmo sai da estrutura de repetição e segue na

próxima linha.

Na estruturae

n

q

u

a

n

t

o

-

f
a

ç

a

não está pré-determinado quantas vezes o bloco de co-

mandos será executado, sendo determinado dutante a execução do algoritmo. De

maneira geral, o mecanismo que altere o valor da expressão lógica que controla o laço

deve estar embutido dentro do bloco de comandos ou depender de alguma variável

externa, caso contrário o laço ficará executando indefinidamente.

A estruturae

n

q

u

a

n

t

o

-

f
a

ç

a

é usada principalmente quando não se sabe de antemão

quantas repetições serão realizadas. Por exexmplo, vamos analisar de maneira mais

clara uma situação onde não conseguimos determinar a quantidade de vezes que exe-

cutaremos um conjunto de comandos. Por exemplo, suponha que estamos oferecendo

ao usuário 3 opções de menu sendo que uma dessas 3 opções seria a opção de sair

do programa. Caso desejemos que o usuário possa executar várias vezes as opções

dispostas no menu, não temos como adivinhar quando o usuário irá optar por sair do

algoritmo, sendo assim, não podemos limitar a repetição a determinado número de

vezes.

Considereumproblemamaisespecíficoondenecessitamosfazeraleituradevários

nomes de pessoas e a cada nome que é lido devemos escrever na tela a frase "O nome

digitado foin

o

m

e

", onden

o

m

e

é a variável. A princípio isso deve ser feito inúmeras

vezes e quando o usuário digitar umn

o

m

e

igual a “fim” o algoritmo deve parar. Da

mesma maneira que no exemplo anterior não podemos definir quando o usuário irá

digitar“fim”,enãotemoscomoprecisaraquantidadedevezesqueoalgoritmodeverá

repetir esse conjunto de ações.

Nessas situações, a repetição de um conjunto de comandos é determinada pela

avaliação de uma expressão lógica, ou seja, se a expressão lógica é verdadeira o con-

junto de comandos continua a ser executado, caso seja falsa a estrutura de repetição é

abortada.

CAPÍTULO 7. ESTRUTURAS DE REPETIÇÃO

54

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->